Cartas - 08/05/2011

LUCRO DA VALE

, O Estado de S.Paulo

08 Maio 2011 | 00h00

Está explicado

A eficiência e o alto desempenho de Roger Agnelli à frente da Vale - recorde de lucro no primeiro trimestre - eram uma afronta à incompetência de Lula e à mediocridade de seus comissários petistas e agregados peemedebistas. A inveja e a falta de ética da grei petista não perdoaram a afronta e a Herodes do Planalto, biblicamente, ofereceu numa bandeja a cabeça de Agnelli à Salomé de São Bernardo. Como pequeno acionista da Vale, estou desolado. Como brasileiro, envergonhado.

ALEXANDRE DE M. MARQUES

ammarques@uol.com.br

São Paulo

_________________________________________

Capitalismo

Realmente o PT continua contra o capitalismo e só isso justifica forçar a troca do presidente da Vale depois de a empresa aumentar o seu lucro em 292% no primeiro trimestre de 2011 (o último de Agnelli). A única "eficácia" capitalista tolerada é a do Lulinha e seus milhões das teles multiplicados ou a das palestras do Lula a preço recorde para LG, Microsoft, Telefónica e outros ícones capitalistas.

MÁRCIO M. CARVALHO

mmcoak@hotmail.com

Bauru

_________________________________________

Síndrome de Goebbels

Ao negar a interferência do governo na Vale, o ministro da Fazenda demonstrou perfeitamente ter sido contagiado por Lula com a síndrome de Goebbels, aquela que faz uma mentira contada várias vezes virar verdade.

FABIO FIGUEIREDO

fafig3@terra.com.br

São Paulo

_________________________________________

O imposto Mantega

Ao editorial Mantega e o direito de retaliar (5/5, A3) gostaria de acrescentar que a atitude burlesca do ministro nos leva a lembrar os planos econômicos dos governos Sarney e Collor. Somente o Planalto e a base aliada não veem que estamos descendo os degraus que nos levaram ao patamar em que ainda estamos graças ao Plano Real. A posição firme que o então presidente Henrique Meirelles assumiu pela independência do Banco Central (BC) nos custou seu cargo, transferido para o submisso e tímido Alexandre Tombini, que se tornou presa fácil do PT. Nossa presidente surpreende com atitudes firmes de grande administradora, que contrastam totalmente com o ministro imposto. Agora o imposto resolve utilizar o real forte para conter a inflação e isso causa arrepios até em pedra de gelo, pois troca uma posição por outra que não traz reposição.

JOSÉ CAMELLO

paratyboavista@hotmail.com

Parati (RJ)

_________________________________________

INFLAÇÃO

Profecias

"Inflação nunca mais", disse José Sarney, e deu no que deu: 80% ao mês. Lula nega a volta da inflação, critica os "profetas do caos", e está dando nisso que se vê. Acredito mais nos profetas do que em Lula e Mantega. Qual será o pensamento dos 87%?

EDUARDO HENRY MOREIRA

henrymoreira@terra.com.br

Guarujá

_________________________________________

Adiar gastos

Dei risada quando li a manchetinha do Estadão de 6/5 (A1): Tombini sugere que consumidor adie gastos. E no corpo da notícia o presidente do BC diz ainda que é para aproveitar os juros altos e aplicar o dinheiro no mercado financeiro. O conselho deve ter sido para as classes mais favorecidas (A e B), porque as classes C, D e E, se não comprarem logo e aplicarem na poupança, com a inflação que já chegou (faz tempo!) vão pagar mais caro no futuro.

OLYMPIO F. A. CINTRA NETTO

ofacnt@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________________________

Culpa dos brasileiros?!

É irritante o governo dizer que o brasileiro precisa rever o hábito de consumo para conter a inflação. A foto está ficando feia, agora estão pulando fora e jogando a responsabilidade para o povo... A inflação voltou porque o governo gastou mais do que devia, não selecionou as verbas, estimulou exageradamente o consumo com crédito fácil, não investiu em infraestrutura, criou um mundo de fantasias, tudo isso para se manter no poder. Aceitou e continua a aceitar uma certa inflação para que permaneça o clima virtual, pois pretende continuar na ocupação das instituições, que será mais perversa ainda para o Brasil.

NELSON PEREIRA BIZERRA

nepebizerra@hotmail.com

São Paulo

_________________________________________

Beicinho

Depois de sabermos o que nosso brilhante presidente do BC recomendou ao povo, tal qual o aprendiz de ministro da Fazenda, mais tarde virá que ele chorou e fez beicinho quando a presidente gritou com ele na última reunião que tiveram. E não será surpresa. O da Petrobrás sabe disso.

MANOEL M. DE BRITO

voni.brito@itelefonica.com.br

Bertioga

_________________________________________

PSDB

Pés de barro

Concordo plenamente com o que escreveu o leitor sr. Marcio Pereirale, de São José do Rio Preto (Debandada no interior, 1.º/5): o PSDB só tem feudos no interior do Estado. Na verdade, os tucanos empavonaram-se tanto, ficaram estes anos todos admirando sua bela plumagem e não olharam para os pés. Estão sentindo agora que os pés são de barro e eles podem ruir a qualquer momento. O ideal do partido é belíssimo, não nego. Sua criação, então, nem se fala, com políticos de estirpe. Mas em cima disso descuidaram do suporte e em muitas cidades o partido tem dono, e não dirigentes. Por favor, José Serra e Geraldo Alckmin, unam-se antes que seja tarde demais. Olhem para os diretórios interioranos e corrijam essas aberrações. Salvem o partido, fiscalizem o interior. Há gente que queria ingressar no partido, mas foi impedida. Lembrem-se de que a voz do povo é a voz de Deus.

LÚCIO DE MEDEIROS ALVES

lucio1290@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________________________

Pautas

Sempre votei no PSDB, pelo menos até agora. E é por perceber que a oposição está sem temas para confrontar o governo petista de Dilma Rousseff que me proponho a ajudar os tucanos com as seguintes pautas: 1) Volta da inflação; 2) visão equivocada do que seja democracia - vide retaliação no episódio Vale; 3) privatizações - aeroportos -, tema maldito; 4) reintegração de Delúbio Soares ao PT - em breve, quem sabe ele ganhe um Ministério...

ELIANA PACE

pacecon@uol.com.br

_________________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.015

TEMA DO DIA

Churrasco e show na volta de Delúbio ao PT

Diretórios de Buriti Alegre (GO), cidade natal do ex-tesoureiro, e de Goiânia fazem festas

"Todo mundo xinga e estes caras ganham sempre! Alguma coisa está errada. É a burrice estampada na nossa cara"

ALEXANDRE TADEU SZTYBER

"Cada povo tem o governo que merece. Lamento ter de conviver com o mar de lama. Dá-me, cotidianamente, nojo!"

JOSÉ GARCIA DE JESUS

"A festa vai ser boa com certeza, deve ter uma sobra de grana dos tempos passados. Pobres trabalhadores brasileiros."

ALZIRO RIBEIRO DA SILVA

_________________________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

Nova Luz e Cracolândia

Só iria morar lá com apartamento de graça e dez anos de isenção no IPTU. Por R$ 8 mil, duvido que alguém entre nessa!

Nelson Piffer Jr. pifferjr86@gmail.com

São Paulo

_________________________________________

Esclarecimento ao Secovi

Em 11/03, enviei a seguinte carta ao Estadão por email e por fax. "Stand faraônico da Prefeitura: Os estudantes brasileiros que foram manifestar contra Kassab em Paris estavam exercendo a sua cidadania. Os futuros espoliados do bairro Santa Ifigênia não puderam se manifestar contra o Projeto Nova Luz de Kassab em Cannes porque a entrada na feira imobiliária Build Connections custa mais de R$ 3000,00; imaginem o preço de um stand! O Prefeito Gilberto Kassab está em Cannes, apresentando o projeto "preliminar" da Nova Luz a investidores em potencial. O stand chama-se Prefeitura de São Paulo (São Paulo City Hall). No stand estão, conforme o site da feira, homens de negócios brasileiros, como os Srs. Romeu Chap Chap e João Crestana do Secovi; também está o irmão do Prefeito, Pedro Kassab, que é construtor, alem de secretários e funcionários da Prefeitura. E é o contribuinte paulistano que paga por tudo isto, incluindo os da Santa Ifigênia. Tal apresentação na feira está sendo feita com um projeto que apresenta valores irrisórios para as propriedades da área que terão que ser atualizados pelo Judiciário e pagos pelo investidor que possivelmente está sendo contatado nesta feira. Ainda mais, tal apresentação do projeto está sendo feita sem qualquer avaliação das despesas das demais indenizações que também serão devidas pelo feliz investidor após representação das vítimas ao Judiciário tais como: indenizações aos fundos de comércio, aos comerciários, aos inquilinos, aos lucros cessantes diversos, e mesmo indenizações aos governos estadual e federal que perderão enormes volumes de impostos". Infelizmente, o texto publicado em 13/03 no Forum online tornou-se dúbio para os Srs. Romeu Chap Chap e João Crestana do Secovi que entenderam que eu declarei que as suas viagens foram pagas pela Prefeitura o que não é o caso, certamente. De fato, nem haveria como a Prefeitura pagar despesas de viagens daqueles que não são seus funcionários ou contratados já que todas as despesas devem ser publicadas no DOM e auditadas pelo TCMSP. Quando disse que é o contribuinte paulistano que paga por tudo isto, referi-me ao stand faraônico por R$ 351.970,26. Talvez, a exclusão do meu titulo e o novo titulo então publicado para diversas cartas - Protestos em São Paulo - colaborou neste mal entendido que deve ser esclarecido ao leitor.

Suely Mandelbaum, arquiteta urbanista suely.m@terra.com.br

São Paulo

_________________________________________

Stand faraônico da Prefeitura

Os estudantes brasileiros que foram manifestar contra Kassab em Paris estavam exercendo a sua cidadania. Os futuros espoliados do bairro Santa Ifigenia não puderam se manifestar contra o Projeto Nova Luz de Kassab em Cannes porque a entrada na feira imobiliária Build Connections custa mais de R$ 3000,00; imaginem o preço de um stand! O Prefeito Gilberto Kassab está em Cannes, apresentando o projeto "preliminar" da Nova Luz a investidores em potencial. O stand chama-se Prefeitura de São Paulo (São Paulo City Hall). No stand estão, conforme o site da feira, homens de negócios brasileiros, como os Srs Romeu Chap Chap e João Crestana do Secovi; também está o irmão do Prefeito, Pedro Kassab, que é construtor, alem de secretários e funcionarios da Prefeitura. E é o contribuinte paulistano que paga por tudo isto, incluindo os da Santa Ifigenia. Tal apresentação na feira está sendo feita com um projeto que apresenta valores irrisórios para as propriedades da área que terão que ser atualizados pelo Judiciário e pagos pelo investidor que possivelmente está sendo contatado nesta feira. Ainda mais, tal apresentação do projeto está sendo feita sem qualquer avaliação das despesas das demais indenizações que também serão devidas pelo feliz investidor após representação das vítimas ao Judiciário tais como: indenizações aos fundos de comércio, aos comerciários, aos inquilinos, aos lucros cessantes diversos, e mesmo indenizações aos governos estadual e federal que perderão enormes volumes de impostos.

Suely Mandelbaum

_________________________________________

Copa das Confederações e do mundo

Ótima noticia não haver a copa das confederações em 2013, para ficar perfeito só mesmo a noticia de que São Paulo não terá também a copa do mundo, afinal, além de São Paulo não suportar este trafego a mais, é um turismo ruím, quebram tudo, gastam pouco, enfim, entupir São Paulo de transito , como se já não tivessemos tantos problemas, para receber um turista com forte traço de violencia, e gastar os tubos da prefeitura, muito obrigadinho, eu deixo para os outros estados que querem tanto este evento.

Roberto Moreira da Silva rrobertoms@uol.com.br

Cotia

_________________________________________

Trecho Norte do Rodoanel

Discordamos de ser o traçado ora proposto do Trecho Norte (Rodoanel) o mais viável. Isto porque além de agredir ainda parte importante de mata nativa, mananciais, demais reservas ambientais e desapropriações indesejáveis, trará desconforto aos moradores da zona urbana e suburbana, densamente povoada, dada a proximidade da futura rodovia. Interesses escusos podem estar por aí. O traçado não poderia ser projetado para mais distante, ao redor da Capital (Mairiporã Caieiras, Cajamar)? Ainda há tempo de rever o projeto.

João Rochael jrochael@ibest.com.br

São Paulo

_________________________________________

Rodovias estaduais

Está se tornando praticamente impossível transitar pelas rodovias paulistas,tendo em vista a quantidade exorbitante e desnecessária de placas de sinalização.Além do mais,colocadas em lugares indevidos,desviando a atenção do motorista, fazendo que em muitos casos,diminua a velocidade desnecessariamente.Sugiro que todo o sistema de sinalização das estradas municipais,seja de responsabilidade do Dpto.de Engenharia de Tráfeco do DER,dpto. experiente e capaz.

Nelson Gasparini Junior ngj47@yahoo.com.br

Tietê

_________________________________________

A Vale e o lucro recorde de R$11,3 bilhões

O presidente que propiciou a empresa Vale do Rio Doce chegar a um lucro recorde de R$11,3 bilhões, quem diria, está sendo jogado para escanteio. O Que pensarão nossos amigos portugueses?

Vanderlei Zanetti vanzanetti@uol.com.br

São Paulo

_________________________________________

Baixa da gasolina

Sr. presidente da Petrobrás, é muito fácil calcular o novo preço dos combustíveis no Brasil. É uma continha muito simples: quando o preço do barril, há dois anos, estava em US$ 80,00 e o dolar a R$ 2,40 tinhamos um preço final de R$ 192,00. Agora, com a alta do barril para US$ 99,00 e o dolar a R$ 1,62, teremos o preço final a R$ 160,38, portanto, simplesmente, devemos baixar o preço final em torno de 17%. Fácil, não é mesmo?

José Claudio Bertoncello jcberton10@hotmail.com

São Paulo

_________________________________________

Energia elétrica

Para enfrentar o aumento da inflação, ''o governo quer desindexar a economia'' (6/5, B4). Nessa perspectiva e considerando que o País pratica a terceira mais cara energia elétrica do mundo, a ANEEL com propriedade, diga-se, anuncia que pretende rever as regras que vão balizar os próximos reajustes das tarifas. Imaginando amargar uma possível perda de R$ 5 bilhões, o Sr Nelson Fonseca Leite, representante das distribuidoras, - sem se ater aos ganhos de 186% que essas mesmas empresas tiveram diante de um IPCA de 86% nos últimos 10 anos (2/5, A3) -, sem nenhum constrangimento afirma em reunião no Ministério das Minas e Energia (6/5, B7) que a qualidade dos serviços poderá ser afetada pela ''inevitável'' redução nos investimentos das distribuidoras. O Ministro Edson Lobão que é noviço no assunto pode até se impressionar, mas a presidente Dilma Rousseff, que é do ramo, não pode ficar indiferente diante dessa ameaça! Lembre-se que, diferentemente do que ocorreu nos serviços de telecomunicações, o setor elétrico brasileiro é o retrato de uma privatização mal-feita, açodada e com o comando setorial permanentemente entregue a um grupo de políticos inescrupulosos, cujos interesses conflitam com os dos consumidores e contribuintes. Porisso, além dos impostos, a tarifa no Brasil é tão cara e os serviços tão ruins.

Nilson Otávio de Oliveira noo@uol.com.br

São Paulo

_________________________________________

Contra o abuso

Recebi por e-mail uma convocação de um movimento intitulado ''SOS preço da gasolina'' de BH convidando para aderir a um protesto contra o aumento abusivo da gasolina e achei a idéia muito boa. Basta acender o farol durante o dia e só desligar quando os preços voltarem para um patamar aceitável. Nada justifica o litro chegar a R$3,40. Acho que o Jornal Estado de São Paulo pode ajudar nesta campanha. Imaginem o Brasil todo de faróis acesos?

Os cidadãos deste País precisam reagir.

Luciene Melo Pinto luciene.melo.pinto@gmail.com

Belo Horizonte

_________________________________________

Inflação e combustíveis

O governo ''usará o câmbio para tentar baixar a inflação''. Ótima notícia. Poderiam

começar importando álcool e gasolina.

Eduardo Domingo Andaluz eduardoandaluz@terra.com.br

Jundiaí

_________________________________________

Ensinando a economizar

Os "técnicos" do governo "ensinam" os cidadão a economizar, mas não empregam seus "conhecimentos" na parte que lhes cabe: a receita da União aumentou à volta de 15% no 1o. trimestre de 2011, mas a despesa deve ter aumentado mais. Eu resolvo o problema para eles:

demitam todos não concursados, e metade dos "funcionários" concursados; e aumentem o horário de trabalho dos "ficantes" para 8 horas diárias, como os contribuintes; a Dilma manda uma MP mandando prender os políticos e funcionários corruptos - e as a\empreiteiras das obras superturadas- que infestam os governos e o Congresso; com essas medidas a carga tributária pode ser reduzida. Fácil, né? Mas cadê a vontade?

Mário A. Dente dente28@gmail.com

Saõ Paulo

_________________________________________

Heranças

A inflação é uma preocupação "imensa" do governo atual. Seria por irresponsabilidade do governo anterior? A dívida interna federal era de R$ 0,623 trilhões em dezembro de 2002, agora é de R$ 1,690 trilhões. Um aumento de 171 %. E cresceu R$ 24 bilhões só em março/2011. Irresponsabilidade do governo anterior? Há tempos foi anunciado que o Brasil já era auto-suficiente em petróleo, mas estamos importando gasolina e até álcool, este sonhamos vender para o mundo. Déficit da ordem de US$ 18 bilhões anuais, no ano 2000 era da ordem de

US$ 3,2 bilhões. Além da mentira da auto-suficiência estamos importando mais derivados de petróleo que o próprio óleo bruto, estamos gerando empregos nas refinarias de lá. Irresponsabilidades do governo anterior? O déficit anual na balança de turismo é da ordem de R$ 17 bilhões por ano, ou seja, exportamos turistas. Perdemos dinheiro. Os cinco principais aeroportos brasileiros serão alugados por 20 anos numa tentativa atrasada de terminar as obras

necessárias para recebermos a Copa do Mundo. Desde 2007 já sabíamos que a Copa seria aqui. Privatização petista às pressas. O déficit nas transações correntes (total de todas contas com o exterior) será da ordem de US$ 60 bilhões, espera-se que seja coberto por investimentos estrangeiros. Gastamos mais que podemos com petróleo, turismo, juros, bugigangas eletrônicas, sapatos chineses, etc., e em troca vendemos parte de nosso patrimônio. O Brasil está à

venda. Privatização internacional. Em 2006 o então presidente anunciou que a saúde pública brasileira era quase que perfeita. Hoje, vemos o caos nos hospitais públicos, com diminuição de número de leitos, e nos assustamos com a dengue, uma epidemia mortífera. Agora, o presidente do Banco Central sugere à população para adiar gastos e o Ministro da Fazenda reconhece que a queda dos preços internacionais das commodities controlará a inflação, ou seja, a administração pública brasileira não sabe adiar seus próprios gastos nem controlar a inflação por seus próprios meios. Isso, sim, é herança maldita.

Helton Perillo Ferreira Leite heltonperillo@terra.com.br

Lorena

_________________________________________

A volta da famigerada inflação

Tá tudo dominado! Energia cara e serviço prestado de péssima qualidade, agora autorizar aumentos acima da inflação, o que se percebe é que a agência nacional de energia elétrica está pouco se lixando para os contribuintes, e pior, foi aumentado acima daquilo solicitado pelas concessionárias, desmentindo a bela e vazia nota da presidente Dilma Rousseff, lida durante a festa do 1° de Maio, afirmando que não permitirá, sob nenhuma hipótese, que a inflação volte a corroer o poder aquisitivo dos trabalhadores. Falou como se isso fosse realmente possível num passe de mágica. Com um aumento de 0,85% em março, o custo de vida dos brasileiros já registra alta acumulada de 2,44% no primeiro trimestre da ano. Pelo terceiro mês consecutivo, o grupo alimentação foi o que mais impactou na inflação, com os hortifruti granjeiros subindo 2,93%, enquanto os produtos industrializados registraram alta de 1,29% e as carnes, leite e derivados 0,52%. Agora o ministro Mantega sinaliza com um possível aumento da gasolina, algo que o próprio ministro vinha reiteradamente negando. Quem não se lembra de quantas reiteradas vezes o presidente Lula veio a público anunciar que o Brasil era auto suficiente em petróleo. Pra nossa surpresa só em 2011, as importações devem chegar a U$$ 18 bilhões, ou ultrapassá-los. Enquanto o nosso álcool, vai continuar sendo o combustível do futuro. Não se pode esquecer também que o tema inflação entrou na campanha presidencial, e a candidata vitoriosa Dilma Rousseff repetiu necessárias e esperadas declarações de profissão de fé no combate a alta de preços. Ajudou, ainda, a acalmar inquietudes idênticos discurso assumido pelo indicado para presidir o banco central, Alexandre Tombini, já diretor da instituição. Cá pra nós, se fosse somente os serviços de energia ruins e caríssimos, poderíamos nos dar por satisfeitos, mas os serviços de telefonia, internet e TV a cabo não deixam por menos, sem contar os serviços básicos como saneamento, saúde, educação, transportes, que estão a consumir os salários, trazendo de volta o dragão da inflação. O real acabou com a inflação no país depois de muitos anos de batalhas, lula e agora Dilma ressuscitaram. Será que o povo vai começar a acordar?

Turíbio Liberatto turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

_________________________________________

Deboches

A irritação do senador Renan Calheiros com a equipe do programa CQC que lhe indagou se "a sua indicação ao Conselho de Ética do Senado não seria a mesma coisa do que indicar o traficante Fernandinho Beira-Mar para a Secretaria Nacional Antidrogas" é muito menor do que a irritação de toda a sociedade brasileira com o deboche que representam as indicações do deputado semianalfabeto Tiririca para a Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados e a sua própria indicação para membro do mesmo Conselho de Ética do Senado, que em 2007 causou a sua desistência da presidencia do Senado, através de seis representações, que solicitavam a cassação do seu mandato de senador, pela prática de inúmeras irregularidades e atos de corrupção.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

_________________________________________

Saia-justa

O Senado Federal está totalmente desmoralizado, o senador Renan Calheiros passou por uma saia-justa ao ser abordado pelo integrante Danilo Gentili,do programa CQC, que lhe perguntou sarcasticamente: '' O senhor ser indicado para o Conselho de Ética é a mesma coisa que o Fernandinho Beira Mar ser indicado para o Ministério Anti-Drogas?'' Enraivecido com o atrevimento da pergunta, o senador recorreu aos seguranças da Casa , que retiraram o rapaz do recinto. Se o Senado Federal brasileiro fosse uma Casa de respeito, jamais um programa humorístíco poria seus pés em seu recinto, para afrontar os senadores. E se o senador Calheiro fosse um homem probo e inatacável, aprovariamos sua atitude , mas diante da ficha extensa e indecente dele, quem deveria expulsá-lo seriam seus pares, mas como a maioria é igual, ele continua cantando de galo.

E ainda essa gente é chamada de excelência.

Agnes Eckermann agneseck@yahoo.com.br

Porto Feliz

_________________________________________

Barbáries

Não é verdade a acusação de José Sarney, quando afirma que a imprensa quer ''disputar'' com o Parlamento o papel de representar a opinião pública. Na verdade a imprensa, só faz informar às''barbáries''que ocorrem no meio político contra o povo do qual ele é o''coronel''.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________________________

Cada vez mais claro

Sr. Sarney, está ficando cada dia mais claro que a imprensa representa, sim, a população de maneira muito mais efetiva do que os políticos. Não está longe o dia em que ''homens públicos'' não mais poderão sair as ruas, pelas imoralidades, safadezas, corrupção e tantas outras, com raras excessões. Não querem ser denunciados, então não pratiquem os desmandos como atualmente. Só isso.

Ademar Monteiro de Moraes ammoraes57@hotmail.com

São Paulo

_________________________________________

Culpar outros é fácil

O santo Sarney está com ciúmes da mídia! O inepto presidente do Senado, diz que: "a imprensa quer disputar com o Parlamento o papel de representar a opinião pública". E acusa também que os meios de comunicação fazem campanha para fragilizar o Senado. O maranhense, pseudo morador do Amapá, quer com isso colocar por debaixo do tapete, que sob sua direção parlamentares reajustaram seus proventos em 62%. Outros como o Renan, que fabricou notas frias, e não fosse o Sarney seria cassado! E ainda mantém uma Casa sem a mínima transparência. Promoveu para familiares e aliados facilidades vis, amplamente já divulgados pela mídia. E por último, a denuncia feita pelo Estadão, em 2009, sobre os indigeríveis atos secretos! Precisa mais?! E para demonstrar que este político não tem vínculo com a democracia, sugere criar mais veículos de comunicação institucional para enfrentar a imprensa privada. Assim como o Lula criou a TV Brasil, que consome anualmente mais de R$ 400 milhões, para nada... E os hospitais num caos só!

Agora querer nivelar a imprensa com o nosso Parlamento, que nestes últimos anos só vem indignando a Nação, é um ato de pura maldade! Ou, de não ter o que fazer... E é bom frisar que, se o Sarney fosse um mandatário capaz, o seu Estado, o Maranhão, não seria um dos mais pobres e abandonados do País.

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

_________________________________________

Sarney e a imprensa

O ''homem incomum'' José Sarney agora ataca a imprensa e diz que esta enfraquece os partidos políticos. Fala sério! O que enfraquece não só os partidos políticos, mas toda a política nacional, inclusive as instituições democráticas é a perpetuação no poder de homens públicos como o senador Sarney. Homem sem palavra que comprou sua cadeira na Academia Brasileira de Letras. Político milionário oriundo de um estado paupérrimo, cujos tentáculos já ultrapassaram as fronteiras do estado vizinho, por onde foi reeleito ao Senado. Criador de cargos fantasmas em Brasília e destruidor de opositores na terra natal. Ao pior presidente que o Brasil já teve, talvez a única imprensa que sirva, seja aquela da qual é proprietário no Maranhão, onde ele reina e o povo vive e morre na miséria social e intelectual. José Sarney é o nosso Osama Bin Laden.

Sandro Ferreira sandroferreira94@hotmail.com

Ponta Grossa (PR)

_________________________________________

A caixa preta e o pré-sal

O robô Remora 6000 (do governo frances) içou, a 3.900m de profundidade, uma das caixas pretas do avião da Air France desaparecido no Atlântico em maio de 2009, no trajeto Rio-Paris. Não pude deixar de lembrar a observação de alguém - num arroubo ufanista - dizer que seria fácil para o Brasil encontrar os equipamentos no fundo do oceano, já que encontráramos petroleo na camada pré-sal. Bonito, não?!

Aparecida Dileide Gaziolla rubishara@uol.com.br

São Bernardo do Campo

_________________________________________

Caixas pretas

Nosso ex-presidente doutor honoris causa português garantiu que se o brasileiro encontrou petróleo a sete mil metros, certamente encontraria os destroços do avião. Dois anos depois os franceses cansados de esperar, resolveram o problema. E por falar em petróleo, caixa preta mesmo é o fato de o Brasil já ter vendido parte do pre sal, já começou a exportar, enquanto a gasolina falta e o preço vai as alturas.

Antonio Cavalcanti da Matta Ribeiro antoniodamatta@ig.com.br

Guarulhos

_________________________________________

Air France x TAM

Tenho acompanhado todos os esforços da Air France em descobrir e apontar as responsabilidades da queda de seu avião, ainda em território brasileiro, que produziu tantas vítimas. Estes esforços me remeteram ao acidente trágico ocorrido com a TAM num dia de tempestade, no aeroporto de Congonhas. Alguém foi indenizado, ou a culpa foi exclusivamente do mau tempo?

Irene Sandke irene@frettes.com.br

Curitiba

_________________________________________

Resgate no mar

Após ler sobre o resgate dos corpos do acidente do AF-477 ocorrido em 30 de Maio de 2009, me questiono sobre a citação feita por um dos policiais que se refere ao andamento do resgate dos corpos como tendo sido com "toda dignidade". Mesmo após dois anos? Esperar todo esse tempo para ter o corpo de um ente querido resgatado não me parece nada digno.

Laís Baptista Marin laly_marim@hotmail.com

Piracicaba

_________________________________________

A morte do fantasma

Osama Bin Laden. Assassino, arquiteto de crimes horríveis. Sua ação mais célebre foi derrubar as Torres Gêmeas em 11 de setembro de 2001. A queda delas foi um marco histórico, tal como a queda de Roma em 476; tal como o suicídio do dia 24 de agosto de 1954 de Vargas; ou como a morte do homem que disse que a paz poderia durar para sempre, John Fitzgerald Kennedy em 1963, na cidade de Dallas. Sem dúvidas, Bin Laden mudou o mundo. Para pior. É fato que o antiamericanismo está arraigado a diversos países, mas a exaltação da morte de um ser humano é algo perturbador. Os EUA mataram e sumiram com Bin Laden, tirando o direito de velar o corpo de alguém, existente desde a Antiguidade Clássica. As fotos de sua morte não serão divulgadas, pois há temor de que isso tenha potencial par gerar um efeito incendiário, especialmente nos radicais que aproveitam-se da Jihad para justificar seus atos macabros. Se os EUA miraram no fundamentalismo, atingiram o alvo errado. Mataram um homem, e não a causa. Bin Laden não era mais que um símbolo, não detinha mais poder estratégico militar na Al Qaeda, fato que corrobora essa assertativa é ausência de computador em sua casa no Paquistão. Era um líder aposentado, um fantasma e não representava mais nada no mundo árabe. A mais desastrosa tentativa de defender o direito de desrespeitar o Direito Internacional é a inverossímil alegação de Legítima Defesa, pois essa só ocorre quando há ataques diretos ou ameaças iminentes. O mais intrigante é o fato de Obama ser formado em Direito em Harvard e desobedecer inescrupulosamente os preceitos de sua formação. É também uma hipocrisia por parte americana querer justificar esse crime, uma vez que tudo que ocorre em Guantánamo é ilegal e portanto, pode-se depreender que pessoas podem ter sido torturadas para divulgar informações referentes à Osama. Apesar dos pesares, pode-se dizer que há uma "justiça" para com todas as famílias que tiveram seus corações partidos no dia 11.

Paulo Eduardo Palma Beraldo paulo.eduardo10@hotmail.com

Bauru

_________________________________________

Mundo fantástico

Para minha decepção uma opinião desastrosa sobre a morte de Bin Laden acaba de sair no Estadão escrita por um dos jornalistas que mais gosto de ler: Eugênio Bucci (5/5, A2). A trajetória penosa de Bucci começou no jornal da Cultura desta última terça-feira. Apesar das opiniões de Magnoli (outro articulista do Estadão que sempre leio) serem mais acertadas, ele tem certa tendência a ser extremo às vezes. E normalmente Bucci (um dos quatro jornalistas brasileiros que mais admiro) promove um equilíbrio no debate com falas mais ponderadas. Mas desta vez houve inversão total. O que tem a ver Creonte com Obama? O que teria a ver Bin Laden com Polinices? Comparar o sumiço do corpo do assassino saudita com o enredo da peça de Sófocles é de um simplismo extremo. NADA há de politicamente semelhante entre o contexto clássico de uma civilização fechada grega (leia no mínimo Lukács e Albin Lesky, Bucci) referente a um conflito entre duas Cidades Estado e de palco ultra restrito (Tebas e Corinto), que se confundia com uma briga entre famílias cuja tragédia tinha origem unicamente em erros trágicos de indivíduos isolados (Édipo, Jocasta, Creonte etc); e um contexto de jihadismo global, numa era de conflitos armados de larga escala, economia mundial e integração informática contemporânea. Será preciso lembrar o jornalista que o mundo mudou um pouco nos últimos 25 séculos? Ademais, na peça grega referida os erros dos heróis não se ligavam aos assassinatos em si ou às guerras ali perpetradas. Em Antígona (cuja tragédia pessoal era praticamente hereditária) o temor era o de que o desrespeito às normas ancestrais despertasse a ira dos deuses do Olimpo sobre os homens. Essas obras gregas dialogam conosco no que tange aos dramas humanos ali representados e não necessariamente aos conflitos políticos entre estados que geram perdas de vidas. Polinices morto podia ser triste a seus entes, mas não era erro trágico, seu corpo não ser ritualisticamente tratado sim. Porém não era erro por questões políticas (como no caso de Osama Bin Laden), e sim mitológicas. E o sentimento de tristeza restrito a um contexto familiar. A irmã chora pelo corpo do irmão, não uma ''sociedade humanitária internacional'' lamenta a morte de um inimigo político. Faz sentido se um filho de Bin Laden chorar pelo pai, mas nós pelo monstro? Por quê? Aliás, a morte e a guerra como atos legítimos de justiça, ao contrário do que Bucci afirmou, são fatos antiquíssimos. Já na Ilíada, há quase 28 séculos, a vingança dos gregos sobre os troianos e de Aquiles sobre Heitor são atos emblemáticos celebradíssimos os quais mereceram ser imortalizados por versos de Homero (o poetas dos poetas antigos). Nós temos, no mínimo, de recorrer a livros como ''Os Demônios'' de Dostoievski, ''O Agente Secreto'' de Joseph Conrad, ou ''Pastoral Americana'' de Philip Roth para entender nosso atual contexto histórico sobre guerras e a loucura do terrorismo; ao invés de se fazer uma divagação equivocada pretensamente preenchida por olhar erudito clássico. E, o pior, mesmo que se quisesse se perder nesses erros de leitura literária e histórica de Bucci, há ainda a especificidade dos fatos referentes a este caso muito bem apontados por Magnoli: 1-Osama não era um ser humano, a não ser que para se considerar isso seja preciso apenas possuir ossos e carne. Era um dos maiores assassinos de todos os tempos diretamente ligado a mortes de milhares ao longo de três décadas de ações de terror. Não apenas no WTC, mas trucidando pessoas no Quênia, Tanzânia, França, Inglaterra etc. Se deveria respeitar seu corpo? Por um espírito demagógico de respeito aos direitos humanos? 2-O Paquistão é dominado internamente pela influência de Al-Qaeda e Talebã (criado pelas agências de inteligência militar paquistanesas). O país abriga, apoia ou financia diversos grupos terroristas globais. Osama estava a metros do maior agrupamento militar do país em grande medida contando com o seu apoio como verdadeiros guarda-costas pessoais. Avisar o governo sobre o ataque seria salvar Bin Laden. Era isso o que o jornalista queria? 3-Não há nada de errado com relação à invasão aérea do nem um pouco inocente Paquistão do ponto de vista moral. Um ato de guerra contemporâneo contra um inimigo determinado (Osama) não é um acordo entre cavaleiros medievais (atualize-se aqui também Bucci). Não se invadiu um Estado amigo sem razões claras e sem nenhuma necessidade de sigilo. A Inglaterra, EUA e França provavelmente para Bucci deveriam ter dado um telefonema para avisar a Alemanha em 5 de junho de 1944: ''Por uma questão de humanidade estamos lhes avisando que amanhã vai ser o dia D. Vamos tentar não matar ninguém!'' 4-Preservar o corpo e divulgar imagens implicaria numa vitória póstuma suprema de Bin Laden ao transformá-lo em mártir e fonte santa de inspiração, o que causaria um forte incentivo ao jihadismo e indiretamente seria origem da morte de mais inocentes. E, o pior, Bucci recentemente em debate e artigo no Estadão está persistindo em seu erro ao exigir retratação dos EUA e divulgação de imagens de Bin Laden. Como fã, sinto dizer que nesse caso Bucci está sendo Ingênuo. Para ele o coitado ''ser humano'' Bin Laden e o pobre e legítimo Paquistão deveriam ter sido tratados com mais humanidade. Nada de tiros e invasão aérea. Afinal de contas, matar é sempre terrível e nunca se precisa recorrer às armas. Para que tanto ''cangaço'' quando se pode apenas prender e pedir por favor a Osama para acabar com seu terror e assassinatos em massa? Que problema haveria em se deixar um homem como Bin Laden encarcerado em algum lugar? Não ocorreria nenhuma retaliação certamente. E os EUA sempre vão ser muito malvados no olhar do grande humanitário, pois o mundo não se tornou um lugar melhor sem Bin Laden, mas sim de um ''céu mais plúmbeo'' haja vista que alguém morreu e teve seu corpo desrespeitado. Intelectuais não podem ter fraqueza de espírito e ignorar a necessidade de uma visão realista sobre fatos cruéis da humanidade como as mortes de milhares de pessoas, o momento de se recorrer às armas, as guerras e o terrorismo. Essa fraqueza é tão perigosa quanto os próprios terroristas. Infelizmente o mundo não é o Jardim do Éden. Não se dá a outra face a quem lhe agride com mais de 3 mil mortos. Grandes decisões políticas não são tomadas apenas do alto dos laptops, sob proteção dos condomínios paulistas, tendo em vista somente a paz ideal e o respeito à vida de maneira utópica. A humanidade terrivelmente tem de se deparar com situações como a batalha de Stalingrado, o desembarque na Normandia, a Crise dos Mísseis de Cuba. Devemos evitar a todo custo tais momentos cruciais, nunca negligenciá-los quando forem inevitáveis. Esse tipo de bondade simplória e/ou demagógica e talvez anti-americanismo disfarçado irritam. O céu ficou mais cinzento foi com a fumaça das Torres Gêmeas no 11 de setembro de 2001 e nos dias em que Bush filho bombardeou covardemente o Iraque. Mas não vou dizer nada sobre isso, pois certamente Bucci também lamentará o dia em que Bush (outro ''ser humano'') falecer. Principalmente se for morto com um tiro na cabeça e, depois, lançado ao mar rumo ao esquecimento longe da verdadeira humanidade. Afinal, seria um mundo duplamente ''não melhor'' e ''plúmbeo'' se em vez de apenas um tivéssemos dois Bin Laden mortos. Nem de longe seria o fantástico mundo de Bucci.

Thiago Oliveira Santos thiagoos@yahoo.com

Goiânia

_________________________________________

No Brasil

Se Bin Laden fosse preso no Brasil, estaria em liberdade condicional e com uma infinidade de

recursos judiciais em andamento. Estimativa para o fim do processo: ano 2050.

Edgard Gobbi edgardgobbi@gmail.com

Campinas

_________________________________________

Como Elvis...

Em tempos de concretização da Aldeia Global virtual de nossos dias, premonitoriamente prevista por McLuhan, creio ser inútil a atitude americana de não divulgar as fotos da morte do Osama Bin Laden. Corre-se o risco de transformar o terrorista morto em um novo mito global, pois não faltarão twitteros ou assemelhados a estamparem sua imagem do dito personagem dado como morto, transformando-o num novo ícone sebastianístico, tipo '' Elvis não morreu''.

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

_________________________________________

Nobel da Paz

Depois das últimas notícias sobre a confirmação da morte de Bin Laden, pelos membros da Al-Qaeda, e a promessa de retaliação, seria de bom alvitre que se exigisse a devolução do Prêmio Nobel da Paz recebido pelo presidente norte-americano Barak Obama, que continua se esforçando por negar sua influência em benefício da paz neste planeta.

José Jorge Ribeiro da Silva jjribeiros@yahoo.com.br

Campinas

_________________________________________

Missão em Abbottabad

Bem finalizado o editorial sôbre a missão especial que executou Osama Bin Laden em Abbottabad, no Paquistão. Bin Laden era mesmo um criminoso de guerra, um alvo militar legítimo e os Estados Unidos fizeram o que tinham de fazer. A Equipe Seal agiu como o Mossad, o serviço de inteligencia israelense, que executou muitos inimigos potenciais mundo afora. Mas querer que seja reconhecida as ações com o intuito de execução e sejam divulgadas detalhes e imagens já é desejar demais, pois a diplomacia do politicamente correto fala mais alto. Mas mesmo que a missão não fosse para execução, qualquer movimento de Bin Laden, como por exemplo, erguer os braços para uma última preçe, já seria motivo para rajadas de metralhadora e não apenas dois ''tirinhos'' na face e no peito.

Luiz Gonzaga Moreira gonzagamoreira@hotmail.com

Itapeva

_________________________________________

Mártir?

Se a imagem do cadáver de Bin Laden fosse exibida para o mundo como prova material de sua morte, um novo Che Guevara emergiria como mártir dos terroristas órfãos do mentor intelectual da barbárie de 11/9 em Nova York,alimentando ainda mais o ódio e o fanatismo antiocidente.Que os tubarões façam bom proveito! (6/5,A3)

J.S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

_________________________________________

E o nosso terrorista?

Logicamente não poderiam avisar o governo Paquistanês nada sobre a operação para captura do Ossama, pois não inspiram nenhuma confiança e provavelmente não obteriam êxito, acham que se a Itália pretender pegar o seu terrorista protegido pelo governo Brasileiro pode confiar?É obvio que não!Se quiserem levar o Battisti devem proceder da mesma forma dos Americanos e tomara que o façam logo.

Jose Mendes josemendesca@ig.com.br

Votorantim

_________________________________________

Obama x Osama

Foi muito feliz o renomado colunista Tom Friedman do NYT, em seu artigo de 5.5.11, onde fala da morte de Osama Bin Laden e do tempo que os EUA, levaram mais de 10 anos a sua vingança, pelo 11 de Setembro. Cita o grande colunista de que nesses 10 anos uma Ideologia foi criada pela Al-Qaeda, com o recrutamento de jovens do mundo árabe inclusive dos EUA, que todos queriam seguir o grande líder. Porem o que vimos foi nos últimos 2 anos que não houve uma seqüência de atentados, daí os Jovens do mundo árabe voltaran-se na busca dos seus Direitos Universais como uma melhor forma de vida, e isso aconteceu no Egito e na Tunísia, onde os dois Ditadores que mantinham seus Povos há mais de 30 anos nas falsas promessas, também caíram, agora o que eles precisam são de Lideres que os ajudem a seguirem seus caminhos pela Educação, Cidadania e a Democracia, e isso os EUA, poderão ajudar em muito, inclusive naqueles ditadores que mantem a hegemonia no Petróleo do mundo Árabe. Agora um conselho ao Presidente Obama, depois do Líder da Al-Qaeda morto, que se afastem do Iraque e Afeganistão, onde já gastaram mais de US$ 1,56 trilhão em sangrentas batalhas em nome do combate ao terror, onde milhões perderam sua vidas, entre elas civis e crianças e mais de 8.000 soldados americanos mortos. Que os EUA, agora mudem o foco da Guerra para a Paz, para a ajuda principalmente aos Jovens do Mundo Árabe, e não ao fortalecimento da Indústria Bélica Americana, para que libertem esses jovens dos ditadores ainda nos poderes, caso contrario as Guerras continuarão para sempre, onde o Pior Exercito do Mundo segundo especialistas, e que coloca em risco a Segurança dos EUA, e da União Européia, é o "Exercito de Um Homem Só", isso pudemos ver em NYC, quando um jovem deixou um pacote com uma bomba dentro de um furgão, foi deixado próximo ao Empire Station, há 2 anos, colocando em estado de Alerta todo Povo Americano. Com Osama morto, é importante agora ajudar na Vida e Caminho dos Jovens Árabes que poderão ajudar inclusive na Paz do Oriente Médio, cuja rivalidade já se vão mais de 5 Séculos e não conseguem Viver em Paz em toda região. Não mais a Guerra e Sim a Paz Mundial.

Jose Pedro Naisser jpnaisser@hotmail.com

Curitiba

_________________________________________

Crimes contra a humanidade

Violando o espaço aéreo do Paquistão, cujo governo é pró-EUA, o exército americano matou o Bin Laden, que estava desarmado e poderia ser preso sem ser meramente executado. Caso detido, a fim de evitar-se todo o tipo de especulações, um eventual julgamento possibilitaria o esclarecimento das nebulosas condições do atentado de 11/09 e satisfaria o desejo, tanto das famílias enlutadas como de toda a comunidade internacional. Declarado culpado, Bin Laden deveria ser condenado a pena de morte. Até os nazistas do III Reich tiveram direito a julgamento em Nuremberg. O abominável atentado de 11/09, onde 2.977 vidas preciosas foram ceifadas e as injustificáveis guerras do Iraque a Afeganistão, que já causaram mais de 100.000 mortes de civis inocentes, devem ser igualmente consideradas crimes contra a humanidade e seus responsáveis devem ser julgados na forma da lei e exemplarmente condenados.

Wilson Haddad wilson.haddad@uol.com.br

São Paulo

_________________________________________

Falta clareza

É impressionante a ''cara de pau'' do presidente dos EUA, Barack Obama, ao afirmar que não autorizou a divulgação das imagens do que seria o cadáver de Bin Laden, baseando-se no cínico pretexto de que não quer transformar as fotos em um ''troféu''. Ora bolas! Para alguém que utilizou informações obtidas sob tortura para localizar o esconderijo de Bin Laden, que autorizou a invasão militar de um país estrangeiro, na calada noite, que comungou com a fria execução de um prisioneiro desarmado, que permitiu a ação de descarte do corpo, esse Obama de agora está muito cheio de pruridos. São tantas declarações falsas, que fica plenamente estimulada a possibilidade de que surjam as mais desencontradas versões, a exemplo da que sugere que Bin Laden já tivesse sido capturado anteriormente, e que toda essa ''ação cinematográfica'' seria apenas para que Obama possa ''ganhar uns pontinhos'' em sua campanha de reeleição, ou daquela que garante que Bin Laden não morreu, e tudo isso não passa de uma forma de encobrir um ''acordo de paz'' firmado entre terrorista e o governo norte-americano, ou ainda aquela que contempla a possibilidade de que Bin Laden, ao invés de ter sido morto durante o ataque em Abbottabad, no Paquistão, teria sido simplesmente sequestrado e levado para um porta-aviões norte-americano, onde teria sido executado, ou mesmo que esteja sendo mantido vivo, até agora. O fato é que, diante de tantas mentiras, tudo é possível...

Júlio Ferreira julioferreira.net@gmail.com

Recife

_________________________________________

A CIA

Descobriu o paradeiro do Osama bin Laden. Descobriu no Brasil que a fase de Ilusionismo do Lula (o Ilusionista) está ultrapassada mas não enterrada. Não se iluda o povo brasileiro. Estão endeusando a Presidente Dilma em virtude do governo Lula ter sido tão ruim que estão esquecendo as maracutaias que grassam por todas as partes deste desafortunado País. O povo continua iludido. Será que estamos sob o jugo de uma nova ilusionista?

Sebastião Hetem sebahetem@ig.com.br

Taiúva

_________________________________________

Obama e a paz

Gostaria de iniciar um movimento para indicar Obama para receber seu segundo prêmio ''Nobel da Paz''! Sem duvida ele tem demonstrado ter merecido o primeiro, contribuindo de forma inequívoca para diminuir a gestação de futuros terroristas com o assassinato de centenas de milhares de civis de países de regiões que não aceitam a ''civilização democrática'' ocidental, como fez o Vaticano - que tantos ''santos'' tem gerado - em outras eras. Não que o Vaticano seja uma ''democracia'', claro... Por oportuno gostaria de sugerir à Fundação Nobel que adotasse o código do Serviço Secreto da Inglaterra [''00'' - autorizado a matar] para seus escolhidos: afinal se ele é um ''escolhido'' pode matar e mandar matar quem quiser sem prestar satisfação a ninguém! Tudo pela paz! E afinal qualquer equivoco sempre pode ter sido induzido por informações errôneas [bombas atômicas em poder de governantes que não concordam em se submeter, planos de novos atentados a trens em países ocidentais, etc., etc.,...], o que não desmerece ninguém nem o torna responsável por eventuais ''efeitos colaterais'' [mortes indevidas, destruição de infra-estrutura civil, etc.]. Importante salientar a demonstração de espirito cristão e de paz do indicado ao não interferir, muito pelo contrário, com governos que apóiam seus esforços de harmonizar o mundo, como por exemplo os ditadores que governam a Arabia Saudita ou Bahrein, ou, ''democracias estilo grego'' em que cidadãos de segunda classe [como o termo indica] não são de primeira, a exemplo de Israel.

Jorge Alves jorgersalves@estadao.com.br

Jau

_________________________________________

A síndrome de Washington

Se procurássemos correr atrás de informações para conhecer esta doença, iríamos descobrir que ela é uma ilustre desconhecida nos meios médicos e, portanto não representa o mínimo interesse para a Medicina. Mas quando especificarmos o conjunto de seus sinais e sintomas, a moléstia logo assume as projeções de um estigma tão terrível quanto um câncer maligno contaminando com suas metástases um corpo sadio. Evidentemente estamos diante de um quadro alegórico para ilustrar uma outra patologia, esta do tipo sócio-política, ainda mais execrável, que se alastra e infecta as instituições americanas, fazendo afundar num lodaçal de dúvidas e vão entusiasmo, a opinião pública nacional - iludida principalmente quando o tema envolve a credibilidade do governo dos EUA. Nesse panorama, Sine ira et studio estão relacionadas, as principais características que compõem esta abominável síndrome como: as célebres conspirações de Estado (autóctone e internacionais); o imperialismo; o genocídio; os assassinatos de Chefes de Estados resistentes à cooptação, corrupção e portanto figadais inimigos do Sistema; golpes de Estado; invasão, ocupação, saques e exploração de riquezas minerais de Estados soberanos; a tortura escancarada, agora, eufemisticamente sob nova nomenclatura: "métodos reforçados de interrogatório", incluindo o "waterboarding" - uma técnica animalesca de afogamento; o cárcere privado por longos períodos - dispositivo de segurança da doutrina Bush (o Patriotic Act) que preconiza a detenção de pessoas relacionadas a grupos terroristas; o nacionalismo exacerbado; a xenofobia; a intolerância religiosa contra muçulmanos; o conluio com Israel e a ONU conspirando contra a criação do Estado Palestino. Por último o hábito repugnante da mitomania e da mistificação ideológica - prática costumeira nos salões da Casa Branca e nos porões do Pentágono. Mesmo tendo consciência da real dimensão dos problemas engendrados pelo Governo, especialmente quando a sociedade detecta que seus valores mais preciosos vão sendo atropelados pelo Sistema, o povo americano cai em si e se desaponta com o próprio país que se autoentitula guardião-mor da democracia, das liberdades individuais e coletivas; dos direitos humanos (?); da verdade e da justiça. Balela! O que observamos é que esta mesma sociedade, em franco processo de decadência ignora este humilhante sofrimento, imersa em um ritmo esquizofrênico da direita ultraconservadora. Essa direita ortodoxa é gerada tanto por democratas quanto republicanos, cujos governos, que se sucedem ao longo dos anos, vão levando o país à perplexidade e a população americana ao ceticismo amordaçado por puro receio de anti-patriotismo. Mas existe a parcela dos ingênuos otimistas, que sempre vão empunhar orgulhosamente suas bandeiras. Coitados; alimentam o "fundamentalismo americano" - epíteto que entre outras coisas resume a degeneração dos costumes, dos valores morais, espirituais e sociais manipulados por um governo prepotente, opressor e militarista que pouco se importa com a opinião pública da população norte-americana. No fim, o Estado passa por cima disso tudo inclusive da mediocridade norte-americana, desde que sua política de governo esteja bem alinhada e dê conformidade ao Sistema. Nessa efervescência está o americano típico que agita a sua bandeirola nas reuniões de rua quando o povo euforicamente comemora alguma vantagem boba que o país obteve. Mas debalde, a celebração é efêmera, até o jovem incauto ser convocado pelo voraz Estado militar norte-americano incansável em comprometer a vida e a saúde de seus jovens compatriotas em algum lugar exótico do mundo - longe de sua família, dos seus amigos, de sua terra natal, para fazê-lo acabar enfiado num caixão metálico tendo como única mortalha a bandeira americana. Grandes coisa! Tudo em nome da ganância capitalista e da "democracia globalizada" que não passa de uma verdadeira ditadura de direita. Como consolo, a família recebe a bandeira dos EUA e uma miserável medalha pelo serviço prestado do familiar. Isso é conforto? Não, apenas os efeitos da Síndrome de Washington que desgraça e ilude o povo americano.

Wlademir Sabino csabino51@yahoo.com.br

Florianópolis

_________________________________________

Retaliações

A Al Quaeda reconhece a morte de Bin Laden e ameaça com retaliações. O problema está em que a única coisa certa que se constata na realidade do terrorismo são seus atos sórdidos e violentos, depois de consumados. Todo o restante não oferece a mínima garantia de veracidade. Nenhuma declaração deve ser levada a sério. Os chacais atacam quando não se espera e amiúde oferecem pistas falsas.

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

_________________________________________

Rima

Recebe-se com a vida, ama-se por toda vida, condimenta as fases da vida, honra-se vivendo a vida, ensina o que é a vida, longa e rica torna a vida e por mais que às vezes pareça que não, para todo mundo, no final das contas: mãe rima com vida.

Jorge Alberto Nurkin jorge.nurkin@gmail.com

São Paulo

_________________________________________

Dia das Mães

Adolescente em busca de sonhos, fugiu de casa, mas nem sempre a vida é como queremos, tudo muito difícil, incapaz de sobreviver, perdeu-se. Anos se passaram...um dia qualquer, um local qualquer, um cartaz, a foto de sua mãe: "Filha, volte para casa. Eu amo você". Ela tantas vezes tinha desejado voltar, mas tinha medo. Tímida, chegou a sua casa, bateu à porta e esta se abriu sozinha...preocupada com sua mãe, correu para o quarto e a viu dormindo: "Mãe, sou eu voltei, a porta estava aberta, fiquei com medo de que algo tivesse acontecido com a senhora". A mãe abraçada a filha, entre soluços: "Filha, desde o dia em que você partiu a porta nunca mais foi fechada". Dentre todos os amores, com certeza, o mais sublime, é o amor de Mãe.

Carlos Iunes carlosiunes@bol.com.br

Bauru

_________________________________________

Empreendedores

O Estadão tem publicado todos os domingos, na capa do caderno Oportunidades a seção Um empreendedor de sucesso, entrevistando empresários que se destacam no mundo dos negócios. Na edição de 24.4 foi a vez de Ueze Elias Zahran, de origem libanesa como eu. Ele é matogrossense e comanda, de São Paulo, seu grupo empresarial, que inclui a Copagaz e a Rede Matogrossense de Televisão, afiliada à Rede Globo. Criou uma fundação, que leva seu nome, a qual desenvolve projetos sociais para crianças e adultos, além de ser um mecenas para a cultura. Aos 86 anos, é um exemplo, dando expediente diário. Por isso, tenho orgulho de incluí-lo no meu livro biográfico de empreendedores sirio-libaneses, que está em fase de conclusão, com lançamento pela Editora CLC.

Carlos C. Abumrad sintoniatotal@uol.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.