Cartas - 08/07/2011

CORRUPÇÃO

, O Estado de S.Paulo

08 Julho 2011 | 00h00

Impunidade garantida

A corrupção instalada neste governo não tem mais limites. A certeza da impunidade dos ocupantes de cargos em todos os níveis dos órgãos dos governos federal, estaduais ou municipais administrados pelos petralhas é tão grande que eles perderam totalmente a decência. A desfaçatez é tanta que os corruptos instalados nos cargos públicos, e em pleno exercício de suas funções, onde comprovadamente surrupiaram o nosso dinheiro, sempre acobertados por seus superiores, não se importam em construir palácios, viver em apartamentos de milhões de reais e adquirir bens de todo tipo, a sabendas de que o salário que recebem pelos cargos ocupados não lhes provê a fortuna que manuseiam. E tudo sem constrangimento ou pudor. Haja cinismo!

HUMBERTO BOH

hubose@gmail.com

São Paulo

_________

"Guinness"

Ao que tudo indica, o governo Dilma conseguiu ingressar no Guinness da corrupção, sobrepujando o de Lula, o que se acreditava empreitada impossível! O PT de fato nos surpreende a cada eleição.

PAULO ROBERTO V. CAMARGO

advpaulocamargo@gmail.com

Rio de Janeiro

_________

Maçã podre

Nosso Brasil não tem jeito mesmo... A minha sensação é de que a corrupção é um DNA em nosso sangue latino. Há tanta podridão na política (e fora dela) que os que se calam também fedem. O Brasil não é o país do futuro; aliás, vamos ser sinceros, nunca foi.

NEI NAIFF

academia2010@globo.com

Rio de Janeiro

_________

Perguntar não ofende

De demissões, afastamentos, renúncias e de tanta hipocrisia e cara de pau já estamos cansados. Quando veremos os ladrões punidos e o nosso dinheiro de volta?

ANGELA CARACIK

angelacaracik@terra.com.br

São Paulo

_________

Novo ministro

Caso o novo ministro dos Transportes não venha a ser o preferido de Dilma Rousseff, e sim alguém escolhido pelo Partido "Republicano", ficará demonstrado que a presidente, longe de ser meritocrata, é refém de suas bases.

FLÁVIO JOSÉ R. DE AGUIAR

rsd100936@terra.com.br

Resende (RJ)

_________

Ousar e inovar é preciso

A presidente Dilma precisa deixar claro que não pretende mais tolerar malfeitores em sua gestão. Essa poderá ser a marca registrada de seu governo se agir com rapidez diante das crises oriundas de sua herança maldita, da qual tinha pleno conhecimento. Simples não é, pela natureza vampiresca que essa base aliada demonstra. Mas o receio de perder apoio e ver retaliadas suas iniciativas no Congresso a tem feito agir de forma errática, insegura. Seria o caso de a presidente ousar e inovar: busque esse apoio na oposição! É bem provável que consiga muitos votos em matérias importantes para o País, enquanto boa parte de sua base só vota pelo abominável critério do toma lá, dá cá. Afinal, ao reconhecer os méritos de Fernando Henrique Cardoso, surpreendeu favoravelmente seus adversários, que não são inimigos! Se realmente almeja um Brasil sem miséria, é imperativo impedir que mais recursos públicos sejam tragados pelos viciados em corrupção, impostos por Lula. Carisma tem prazo de validade, mas força de caráter e integridade, não! O desejo sincero de pôr o País acima de interesses pessoais ficaria na História de forma indelével. E seria fascinante ver uma mulher pôr a casa em ordem de forma exemplar, se Dilma pudesse, finalmente, ser Dilma.

ELIANA FRANÇA LEME

efleme@terra.com.br

São Paulo

_________

Expurgo

Dilma devia seguir o exemplo do presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, que como ela era um poste antes da posse, mas depois, no poder, distanciou-se de Álvaro Uribe e governa sozinho. Já está na hora de mandar Lula plantar batatas. As dificuldades serão maiores: Santos tem as Farc, Dilma tem o PMDB e o PT. Ou Lula cai fora ou o impeachment.

JOSÉ FRANCISCO PERES FRANÇA

josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

_________

Renovação já!

Ante o registro de fraudes, safadezas, desatinos, visão precária, comprometimento diplomático, retrocesso nas iniciativas sociais, queda vergonhosa na qualidade da educação, da saúde, dos transportes e tudo o mais que seria responsabilidade da classe política e dirigente deste país, melhor seria destituir todos, demitir todos e recomeçar sobre bases honestas e competentes. Pura e simplesmente. Para que um povo precisa continuar pagando - caro, muito caro - para ser roubado, maltratado e envergonhado?

RONALDO PARISI

rparisi@uol.com.br

São Paulo

_________

MENSALÃO DO PR

Dilema corporativista

Pergunto: um senador que, licenciado de seu cargo, comanda/lidera um Ministério - cujos postos-chave são ocupados por companheiros de partido - no qual é instituído um sistema de corrupção que beneficia seu partido, o qual, descoberto, provoca a exoneração deles, pode voltar ao Senado ou deveria ser impedido por seus pares, em face da falta de decoro e de ética demonstrada?

JORGE ALVES

jorgersalves@estadao.com.br

Jaú

_________

Casa da mãe Joana

Se realmente o Congresso Nacional fosse a Casa do Povo, já teria uma lei "extraditando" os políticos e seus familiares corruptos. Mas o que se vê, na verdade, é uma casa da mãe Joana.

JOSÉ CARLOS COSTA

policaio@gmail.com

São Paulo

_________

ESCLARECIMENTO

Logomarca indevida

A respeito de notícia publicada em 5/7 no Estadão sobre o produto DietMax com foto de divulgação que traz a logomarca da Globo.com, esclarecemos que a Globo.com nunca produziu material com conteúdo promocional sobre o produto e que sua logomarca está sendo usada indevidamente em página pirata. Por esse motivo já estamos avaliando as medidas judiciais cabíveis.

LUIS ERLANGER, diretor da Central Globo de Comunicação

roberta.margarit@tvglobo.com.br

Rio de Janeiro

_________

"Nunca antes na História deste país tantos roubaram tanto em tão pouco tempo!"

ARMANDO FAVORETTO JUNIOR / SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, SOBRE A QUEDA DE MINISTROS

afjsrf@superig.com.br

"O Brasil é o país do futuro. Para os filhos dos políticos é o país do presente (e que presente!)"

CELSO DE CARVALHO MELLO / SÃO PAULO, SOBRE CORRUPÇÃO E ENRIQUECIMENTO ILÍCITO

celsosaopauloadv@uol.com.br

"Ao voltar ao Senado, o sr. Alfredo Nascimento deveria integrar o Conselho de Ética da Casa"

BORIS SPIGHEL / SÃO PAULO, SOBRE O EX-TITULAR DA PASTA DOS TRANSPORTES

boris.spighel@uol.com.br

_________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.304

TEMA DO DIA

Senado aprova MP para obras da Copa

Medida institui o Regime Diferenciado de Contratações. Oposição promete recorrer ao STF

"Senado e Câmara nunca investigam nada. A imprensa faz mais oposição que PSDB e DEM."

VICTOR STOIAN

"O Senado é brilhante. Para ficar mais fácil de desviar verba e de fraudar licitações, eles mudam a legislação."

LEONARDO HOTATIAN

"Vão roubar de qualquer jeito. Que as obras sejam, pelo menos, mais rápidas, então."

PAULO TAVARES

_________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TAMANHO DO PEIXE

 

Tamanha a "roubalheira", sai - e já sai tarde - o ministro dos Transportes Alfredo Nascimento (PR), senador pelo Amazonas, o "peixe" grande, e para agradar o retirante a presidente quer indicar o "peixe" menor, o secretário executivo da pasta Paulo Sérgio Passos. O Ministério dos Transportes tem "dono"? É do PR, por quê? Pelo envolvimento em improbidades, o ministro de saída tem o direito de assumir a sua vaga no Senado? Então fica tudo como está? Não há nenhuma penalidade... Que impunidade?

 

M. Teresa Amaral mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NADA DE EXIGIR

 

 

O PR não deve estar exigindo cargo de ministro no ministério dos transportes pois o representante deles não se comportou a altura em um cargo de tamanha importância no pais. O que o PR deveria estar fazendo é pedir desculpas pelas barbaridades que seu representante fez ou deixou fazer no ministério dos transportes que de uma certa maneira causou prejuízo para todos os brasileiros

Marco Antonio Martignoni mmartignoni@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES

 

Caiu o ministro dos Transportes Alfredo Nascimento. Vamos ver se com esse radar que surgiu na rodovia a velocidade da corrupção diminui para valores bem toleráveis. É preciso agora colocar uma lombada eletrônica de 20 km/h ou 30 km/h no máximo, daquelas que se coloca perto de hospital e de escola. É aí que faz muita falta o dinheiro que consta ir pelo ralo nessas obras públicas. Se o total de obras federais ultrapassa os R$ 2 bilhões, imagine o eventual rombo. Por que não fazer como a Secretaria dos Transportes do Estado de São Paulo está fazendo no governo Alckmin. O governador colocou na Secretaria alguns profissionais, inclusive o próprio secretário, que em governo anterior militaram na Secretaria de Segurança Pública. Eles podem não entender de Transportes, mas do jeito que a coisa anda acaba sendo um mal menor. Segundo um entendido no assunto, "bons tempos aqueles em que a caixinha era de apenas 10%".

 

 

Marisa Stucchi stucchisilva@hotmail.com

Ribeirão Preto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PAGAR PARA SER ROUBADO!

 

Gostaria de saber o motivo que leva o PSDB e outros partidos da oposição a ficarem quietos diante da exigência do Partido da República (PR) de ficar com o Ministério dos Transportes. Será que a presidente Dilma não tem o bom senso e autonomia gerencial para aproveitar esse escândalo de corrupção e colocar pessoas capacitadas e idôneas para "cuidar" desse ministério? O povo não tolera mais pagar para ser roubado!

José Carlos Costa policaio@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CAI-CAI

 

Cada vez fica mais claro o papel da presidente: segurar, com o jeito que der, a tropa corrupta que o PT e seu líder assolaram nas entranhas políticas do País. Já sabendo da infindável festa de apropriação de dinheiro público que foi tolerada e estimulada, até a possível volta do painho a casa vai tremer e vão cair, um por um, os ministros e seus assessores (asseclas?) na rede que permeia de alto a abaixo o golpe de desvio das verbas públicas. A ação da gerentona mão-de-ferro parece não ser suficiente, daí a importância do domínio do STF na retaguarda. E tomem-se mais acordões, mais parcerias e até um novo partido, tudo tem que haver com a necessidade de proteger a corja toda . Até com sigilo eterno, se necessário for.

 

Ronaldo Parisi rparisi@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AUDITORIA E BALANÇO

 

O secretário executivo do Ministério dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, assumiu o lugar de Alfredo Nascimento. Ele é o preferido da presidente Dilma, mas o líder do PR, Lincoln Portella, que considera o partido dono da "cadeira", afirma que ele é "um interino competente, sério, probo, mas entre ser tudo isso e ser ministro há uma distância a percorrer". Qual é essa "distância" sr. Portella? Será continuar o esquema anterior, ou seja ser inescrupulosos o bastate para articular as mutretas e maracutaias para continuar desviando verbas para fins partidários e pessoais? Presidente Dilma sugiro que, para confirmar sua autoridade, mantenha sr. Passos como ministro efetivo, e inicie uma auditoria completa nas finanças desse ministério nos últimos oito anos. Faça como fazem empresas responsáveis e competentes: feche o ministério para balanço pelo tempo necessário para apurar tudo. Depois, a senhora poderá acertar a pessoa que vai ocupar o cargo de ministro. E que tenha as qualidades mencionados pelo líder do PR: competentência, sériedade e honestidade comprovada. O brasileiro ainda confia em seu governo.

Não o decepcione!

Silvano Corrêa scorrea@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ALFREDO SENADOR?

 

Diante do pedido de demissão do ministro Alfredo Nascimento, devido a um suposto escândalo com o dinheiro público,resta ao menos uma pergunta: Será que o mesmo adotará a idêntica postura, e se demitirá do cargo de senador também? Se isso não ocorrer, é preciso investigar de fato se a pasta dos Transportes foi manipulada por Alfredo Nascimento de forma ilícita. Se comprovada a fraude, é necessário que este senhor seja afastado do cargo de senador. O povo precisa ficar de olho nestes desfechos. Não podemos mais virar a cara a estes descasos com o dinheiro público. Chega de assimilar o atestado da incoerência e da imoralidade neste país, impunemente.

 

Filipe Luiz Ribeiro Sousa filipelrsousa@yahoo.com.br

São Carlos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HEROÍNA OU VILÃ

A presidente Dilma tem um passado de luta contra a ditadura que era contra o comunismo, então, Dilma lutava pelo comunismo. Um passado com algumas lacunas, alguns lapsos de tempo que até hoje não foram explicados em um pequeno resumo de sua autobiografia com alguns erros infantis. Mas hoje Dilma deveria tomar uma atitude como tomou no passado, firme, determinada e cortar o cordão umbilical que a prende a Lula, Dirceu, Palocci, Sarney, Collor, Renan entre outros. Uma atitude única, romper com o modelo corroído pela corrupção compra e venda de cargos, enfim, uma sujeira como nunca antes vista neste país. Se o problema for governar sem maioria na Câmara e no Senado, a senhora terá a maioria da população a seu lado para varrer o lixo instalado em Brasília. Pense bem, é uma chance de entrar para a história como uma mulher de verdade e não um pau mandado, um fantoche manipulado por forças que não se preocupam em se ocultar, muito pelo contrário, são arrogantes prepotentes pois tem o poder de manipular o Congresso Nacional. Presidente Dilma, é a sua vez de fazer e mudar a história...

Luiz Ress Erdei gzero@zipmail.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O PAPEL DE DILMA

 

O afastamento de mais um ministro do governo Dilma é um fato que merece algumas reflexões. Em primeiro lugar, se de um lado causa desgaste ao Poder Executivo que o nomeou, por outro tem de ser ressaltado que apuradas as irregularidades, ele foi afastado. Uma outra questão tem a ver com o partido que o indicou, que também precisa se manifestar, defendendo-o ou também promovendo o seu afastamento. Para não manchar o nome da agremiação.Uma outra questão essencial é a efetiva apuração das acusações não apenas contra ele, mas de todos os envolvidos no caso. E por fim, que não se misturem as coisas. Um secretário foi afastado recentemente do governo do Estado de São Paulo. E nem por isso o governador está sendo responsabilizado. O mesmo deve acontecer com a presidente Dilma, afinal de contas, ela dirige um País, e não cada sala das organizações públicas.

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MINISTROS DO GOVERNO DILMA

 

Depois da queda de três ministros em seis meses, pergunto: Será que existe algum ministro "imexível"?

Toshio Icizuca toshioicizuca@terra.com.br

Piracicaba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CRISE NO GOVERNO

Essa é para os apostadores: quantos ministros cairão ate o final do ano?

Robert Haller robelisa1@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LADEIRA ABAIXO

 

O ministro dos Transportes Alfredo Nascimento foi ladeira abaixo com as acusações?

Cicero Sonsim c-sonsim@bol.com.br

Nova Londrina (PR)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TODOS IGUAIS

 

Quando do comparecimento do senador Alfredo Nascimento (PR/AM) no Senado Federal para lá ser arguido por seus pares por eventuais desmandos acontecidos no Ministério dos Transportes quando de sua gestão quando esteve à frente desse Ministério, seria de bom alvitre que, quando abordado o tema, "recursos de campanha", todos os nobres Senadores participem ativamente da discussão com perguntas e respostas entre si. Certamente os "trabalhos"serão encerrados, pois não fica um.Lá no Senado não existe lugar para ingênuos e discussões que envolvem "recursos" (de qualquer ordem) não é de interesse de nenhum dos senhores parlamentares para discussões.Todos indistintamente e não se fala mais nisso.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SENADO DIFERENCIADO

 

Depois de ser defenestrado do ministério dos Transportes, juntamente com seus coletores de verbas públicas, Alfredo Nascimento, deve retornar as suas atividades no senado, na bancada do PR. No Brasil isto se chama punição exemplar e não duvidem que no seu triunfal retorno à casa, seja recebido com loas e osanas por uma comissão de honra formada pelo presidente José Sarney, por Renan Calheiros, Romero Jucá e tantos outros que são de fazer inveja a Jack Sparrow, do ''Pérola Negra''. Parodiando o saudoso Cazuza, ''Brasil esta é sua cara ?''.

 

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RECADO DEFINITIVO

 

Dilma deve, de uma vez por todas, dar um recado duro e definitivo aos seus auxiliares mais próximos, isto é, "quem manda é quem está na Presidência" e ponto final!. Estão achando que ela é inexperiente e pode ser tutelada, tomando decisões por ela, não discutindo o assunto antes, desautorizando-a (Gilberto Carvalho & Pagot-7/7-A8) e ainda envolvendo a Casa Civil sem que Gleisi Hoffmann soubesse. Por favor, Senhora Presidente, coloque ordem no governo, escolha bem os seus auxiliares, não permita que o Planalto se torne "a casa da mãe Joana". Afinal, seu mandato pertence ao povo que a elegeu e não aos políticos ao seu redor. Nós, o povo, queremos ver é "autoridade" e não "permissividade".

 

Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FINALMENTE, ALGUÉM SÉRIO

 

Depois de oito anos de "aloprados", a autoridade máxima do País toma atitudes condizentes com o cargo e demite o ministro corrupto. Parabéns, Dilma, pela atitude!

 

Geraldo Roberto Banaskiwitz grbanas@unimarket.com.br

São Bento do Sapucaí

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMBATE À CORRUPÇÃO

 

Embora seja assustadora essa onda de corrupção da gestão pública e privada que estamos tomando conhecimento pela mídia - que assim cumpre sua função social, creio que há um dado positivo nisso. Falo da possibilidade que têm agora, os órgãos de controle da administração pública, do Ministério Público e do Judiciário em relação a essas posturas antiéticas e ilegais, de começarem a dar um efetivo combate a tais atos que nos envergonham e atrasam o desenvolvimento sustentado do País.

 

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CORRUPÇÃO EPIDÊMICA

Atualmente, neste país, a corrupção não mais é endêmica, mas epidêmica, requerendo vigilância constante de todos e, em especial da imprensa, porque a única arma ou poder que os corruptos temem é a execração pública, para onde a imprensa construtiva e isenta pode levar os artífices dos assaltos aos cofres públicos. A presidente está atuando bem, mas precisa agir mais rapidamente quando se verificar a ocorrência de atos de corrupção na Coisa Pública, afastando o apontado de seu cargo. Como atuou Itamar Franco, poderá ocorrer retorno posterior ao cargo, caso fique comprovada a inocência. O exemplo vem de cima e por isso mesmo é que não se pode permitir a permanência de corruptos no governo. São eles maus exemplos para os nossos jovens e precisam ser punidos, a fim de que se evite a cultura da impunidade, reinante na Nação.

 

José Carlos de Carvalho Carneiro carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DNA DA CORRUPÇÃO

Nosso país só será grande quando conseguirmos libertá-lo do DNA da corrupção.

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O POVO QUER SABER

 

Mais uma vez a gente ouve falar em corrupção, agora é com o ministro dos Transportes Alfredo do Nascimento, do PR, e seu filho. Quantos políticos a gente já viu nessa situação... O ridículo é que nenhum partido fala em punições, e muito menos na devolução destes milhões aos cofres públicos. Está na hora de a Nação ver uma lista de quanto foi recuperado até hoje, e para onde foi... O povo merece uma satisfação, presidenta Dilma.

 

Anderson Aparecido dandersonaparecido@yahoo.com

Hortolândia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FORA PR!

 

O novo ministro dos Transportes não só não deve ser do PR, como o partido deve perder a cadeira no senado. Não acredito que um partido nanico desses, tenha crescido meteoricamente em poucos anos apenas com doações. Com um orçamento do tamanho desse ministério dá para fazer "amigos" que contribuem até com as próprias calças só para ganhar uma licitação. Já basta o Brasil estar nas mãos do PT e PMDB, que têm a maior e mais "organizada" bancada que manda e desmanda no país. Não precisamos alimentar outras hienas do dinheiro público. Fora PR!

 

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESCÁRNIO

 

O ministro dos Transportes herdado do governo anterior, Sr. Alfredo Nascimento, foi exonerado do cargo que vinha ocupando havia alguns anos. Ou melhor, não foi exonerado. Pediu exoneração, e o fez porque se sentiu desprestigiado, uma vez que a presidente Dilma consultou um subordinado seu sem seu conhecimento. Homem de brio, resolveu apresentar pedido irrevogável de afastamento do cargo. Agora vai voltar a assumir uma cadeira no Senado. O PR, partido político ao qual pertence o Sr Alfredo Nascimento, vai indicar novo candidato, uma vez que "dispõe de muitos outros correligionários competentes para tanto" e, por outro lado, não admite, de forma alguma, abrir mão de seus direitos sobre o Ministério. Assim sendo, está tudo resolvido. Como está tudo resolvido? Quer dizer que esse senhor não precisa mais prestar contas ao Senado? Nem à Nação? O súbito enriquecimento de seu filho não mais será investigado? O dinheiro desviado não será devolvido? A Lei permite que ele reassuma a cadeira no Senado? Seus colegas senadores o aceitarão? E quanto ao aspecto criminal? O longo braço da Lei não o alcançará? E o PR? Continuará com seu feudo na máquina governamental? Até quando, meu Deus, teremos de aturar essas coisas? Onde está o Ministério Público? E as comissões de ética? E o Tribunal de Contas? E a Polícia Federal? E a Procuradoria Geral da República? Fosse ele um Zé Ninguém que houvesse roubado uma galinha, sua sorte seria bem pior. Senhores, o mínimo que se pode exigir de um governo decente é que o caso seja rigorosamente apurado e que o eleitor/contribuinte seja tratado com mais respeito. Qualquer coisa menos que isso será inaceitável. Chega de escárnio!

 

Mário Ivan Araújo Bezerra marioivan@terra.com.br

João Pessoa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CURRÍCULO MELHOR

 

 

Venho por meio desta me candidatar a ministro dos Transportes. Sou engenheiro civil, por onde trabalhei sempre fui considerado competente , ousado, honesto. Tenho ficha limpíssima, não pertenço a nenhum partido, conheço concorrências muito bem, portanto, tenho pleno direito de pleitear a vaga. Assim como eu, no próprio Ministério dos Transportes existem excelentes profissionais, com mesmo perfil e currículo talvez até melhor. Ora bolas, dona Dilma, é a sua chance de passar esse país a limpo, se livre de partidos, e correr o risco de igualar-se a Itamar Franco, Castelo Branco, os últimos governos quase perfeitos no assunto corrupção. Mesmo que não se reeleja, pelo menos será lembrada porque afastou do governo os políticos chantagistas, como é sua base aliada e comece a estabelecer novo padrão de governabilidade. Pague para ver, a senhora tem muitos mecanismos para enquadrar essa gangue que chantageia seu governo e impede que seja lembrada como a Angela Merkell do lado sul do mundo.

 

Jose G. Santinho msantinho@uol.com.br

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMPARAÇÃO

 

Publicação em blog e no jornal Zero Hora (RS): Comparativos a respeito da ponte sob a Baia Jiaodhou (BJ) na China e sob o Rio Guaíba (G) no Brasil: extensão - (BJ) 42 km, (G) 2,9 km; custo total - (BJ) R$ 2,4 bi, (G) R$ 1,16 bi; custo por km - (BJ) R$ 57 mi, (G) R$ 400 mi; tempo de construção - (BJ) 4 anos, (G) 4 anos; tempo de construção por km - (BJ) 35 dias, (G) 503 dias. Estudo efetuado pelo matemático gaúcho Gilberto Flach. No Brasil a construção pela construtora chinesa levaria 102 dias a R$ 170 milhões, na China pela construtora brasileira sem prazo para conclusão custaria trilhões. Corruptos existem em qualquer lugar. A diferença é que no Brasil institucionalizou-se a impunidade. Se tentasse fazer na China uma ponte como a do Guaíba, Alfredo Nascimento e seus parceiros saberiam que o castigo começa com a demissão e termina em cana.

 

José Roberto Palma palmapai@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DIFERENÇAS

 

O trem bala chinês que acaba de ser inaugurado, tem 1.318 km de extensão e une as cidades de Pequim e Xangai. Os chineses executaram a obra em 39 meses, ao custo de 50 bilhões de reais. O nosso trem bala, deverá ter 518 km de extensão, unirá as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, foi orçado em 34 bilhões de reais e há muito mais de 39 meses o governo brasileiro tenta viabilizar uma licitação para esse megaprojeto. A diferença entre o custo do km chinês (R$ 37 milhões) e o custo do km brasileiro (R$ 65 milhões), se deve muito provavelmente ao esquema de superfaturamento de obras recentemente descoberto dentro do ministério dos Transportes e que causou nesta quarta feira a demissão de mais um ministro do governo petista Dilma Rousseff. Mas a principal diferença entre o trem bala chinês e o trem bala brasileiro, é que o superfaturamento de uma obra pública no Brasil, é perfeitamente aceitável por toda a mansa população brasileira e causa tão somente a substituição do ministro responsável, que tranquilamente volta a assumir o seu mandato de senador no Congresso Nacional. Na China, que adota um sistema político socialista totalitário que por sinal serve de motivação para grande parte dos militantes do Partido dos Trabalhadores brasileiros, tem, diferentemente destes, um resquício de dignidade, moral e ética na condução de sua administração, e o ministro superfaturador chinês, teria muita sorte se não permanecesse por décadas nas, igualmente como aqui, pútridas cadeias chinesas.

 

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PPPS

O ministro dos Transportes, após denúncias várias e mais uma de última hora envolvendo seu filho, demitiu-se nesta quarta-feira. Bem, parece que todos ficaram satisfeitos, a começar pela presidente Criatura que se acordara e não o demitira no ato, a situação que livrou-se desse abacaxi e o próprio, que sai na certeza que nada lhe acontecerá e passado algum tempo até poderá voltar, assim como o Palocci, Zé Dirceu e muitos outros, porque aqui é assim que funciona e só vai em cana os PPP (Preto, pobre e prostituta). O Nascimento jamais será castigado porque pertence ao quarto P de político, o grupo dos privilegiados, blindados contra tudo...

Laércio Zannini arsene@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GÊNIO PETISTA

 

O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, realmente é um gênio! Como muitos outros que há nesse partido da ética "Partido dos Trabalhadores". Lá, há muitos gênios: Genuíno, Zé Dirceu, Delúbio, Zeca do PT, Ronaldinho, não é o do Corinthians nem o do Flamengo, e mais tantos outros que seria difícil recitar de memória uma imensa lista que mataria de inveja grande parte de políticos de outros partidos e empresários com suas empresas vencedoras de concorrências sigilosas. Palocci? Que nada! Seu crescimento foi pífio, em comparação com o gênio do ano, Gustavo Morais Pereira, filho do ministro dos Transportes no governo petista, Dilma Rousseff. Que fantástico! Em apenas dois anos ele cresceu 86.500%. Este é o grade campeão!

 

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FILHO DE NASCIMENTO É O NOVO RONALDINHO

 

Finalmente apareceu alguém que deixou Palocci no chinelo, já que seu patrimônio só cresceu 20 vezes em 4 anos. O filho do ministro Alfredo Nascimento, o jovem Gustavo Morais Pereira de 27 anos, em apenas dois anos teve o capital de sua empresa Forma Construção aumentado em 86.500% ! Epa! temos um novo "Ronaldinho" despontando ...nada como ter papai influente na política para começar a ter sorte na vida, não é? E não venha o ministro dizer que isso é inveja da oposição pela sorte de seu filho...essa frase já tem dono... Falando sério: a impunidade é tanta neste país que a ganância pelo enriquecimento fácil perdeu o limite , a cautela e fomentou a burrice, pois 86.500% de crescimento no capital de uma empresa ....nem com papai influente o garoto vai ser capaz de justificar. Mas a verdade é que o exemplo vem de cima...vem do lado...

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E NADA ACONTECE...

 

Quer dizer que a empresa do filho do ministro Alfredo Nascimento teve um crescimento patrimonial de 86.500%. Vai causar revolta, indignação, vão chover cartas sobre o assunto, vão apurar, mas não vai acontecer nada. Neste país não acontece nada.

 

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CELEIRO DE GÊNIOS

 

Seja filho de ex-presidente, de senador ou de ministro, é relevante o aparecimento de jovens superdotados em Finanças, como se a melhoria genética e o empreendedorismo fossem os únicos responsáveis por isso. Enriquecer 86500% em seis anos, ou ser dono de emissora de TV, de fazendas, de gado, começando de baixo como segurança de avestruz, por exemplo, não é para qualquer um. Será a causa desse fenômeno o nascimento na vida pública ou na privada?

 

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TE CUIDA, EIKE BATISTA!

 

Fico imaginando o que poderia acontecer no mundo dos negócios e no universo das Bolsas de Valores pelo mundo se os empresários Gustavo Pereira (filho do ex-ministro dos Transportes) se juntasse ao Lulinha (filho do Lula) e ao consultor Antonio Palocci formando uma grande empresa. Com certeza, o sr. Eike Batista veria cair por terra sua tentativa de ser o homem mais rico do planeta!

Antonio Milton Moraes amiltonm@gmail.com

Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FAMÍLIA UNIDA

 

Se a necessária e urgente investigação policial confirmar que o jovem Gustavo Morais Pereira,

filho do ex-ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, aumentou vertiginosamente o seu patrimônio de forma ilícita, agindo como "laranja" do pai em negócios nebulosos envolvendo desvio de dinheiro público, ficará evidenciado que a sem-vergonhice que move a corrupção não tem limites. Um pai que negligencia o seu papel de referência moral e envolve o próprio filho na criminalidade faz parte da escória da humanidade. O inferno, com todos os seus tormentos, para progenitor de tal estirpe, ainda é pouco. Pelo visto, o perverso lema de alguns corruptos é o seguinte: "família que rouba unida, permanece unida".

 

Túllio Marco Soares Carvalho

Belo Horizonte

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MATEMÁTICA MODERNA

 

O Palocci que multiplicou por 20 seu patrimônio em 4 anos é um santo perto de alguns. O filho do ministro (ex) dos Transportes que em 2 anos obteve um crescimento de 86.500%. Minha tristeza é saber que o meu dinheiro via impostos está nesta devassidão! Pior ainda, é saber que o ex-ministro tem cadeira garantida no senado por 8 longos anos! Isto é Brasil! Pobre povo!

 

Alex Tanner alextanner.sss@hotmail.com

Sumaré

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FILHOS DE POLÍTICOS

 

Olha o Lulla fazendo escola! Educou tão bem seu filho que agora é um próspero e milionário empresário. Outro talentoso foi agora descoberto: o filhinho do Alfredo Nascimento. Pais extremosos e exemplares, preocupados com o futuro de seus rebentos!

Airton Moreira Sanches moreira.sanches@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FAMÍLIA NASCIMENTO

 

Momento ideal para mudarmos de "a família que reza unida permanece unida" para a família que rouba unida fica milionária em pouco tempo". Bela quadrilha! E viva a impunidade.

Ariovaldo J. Geraissate ari.bebidas@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESTAMOS RECLAMANDO DE QUÊ?

 

Dia após dia eclodem no País as mazelas dos políticos. Cada dia uma nova história. Processos de corrupção, superfaturamentos, enriquecimentos ilícitos. Só neste novo governo tivemos os caso Palocci e Alfredo Nascimento. A população se estarrece, fica indignada. Mas, que somos e de quê reclamamos? No curso da minha vida profissional, trabalhando em empresas multinacionais e familiares, vi funcionários formando quadrilhas para roubar a empresa, empresários adulterando produtos para lucrar mais, operando em caixa 2. O brasileiro leva para casa lápis, canetas, lapiseiras, borrachas que são de uso de expediente das empresas em que trabalha; recebe propinas de todas as formas; vende o seu voto; faz "gatos" de luz, água e TV a cabo; compra carteiras de motoristas; suborna autoridades quando pego em alguma infração; dirige alcoolizado; para em fila dupla, em local proibido, avança sinais; viola a lei do silêncio; fura fila de banco; saqueia cargas em acidentes; vende pontos na carteira de motorista; pega atestado médico falso para justificar faltas injustificáveis ao trabalho; compra diplomas; compra recibo para abater na declaração de rendas, produz, vende e compra produtos piratas e faz milhares de outras falcatruas para beneficiar-se, lograr e tirar vantagens. Existem pessoas honestas, dignas, éticas e honradas, mas são pouquíssimas nesse lodaçal de roubalheiras, ladrões e corruptos. Estamos aprofundados na cultural da ladroagem. Há de se começar alguma coisa para reverter essa caótica situação. Essa marca registrada nacional tem que ser deitada por terra. Olhemos para o jovem em formação. Nós, os pais, temos que começar a introduzir mudanças na educação de nossos filhos, entregá-los à escola para dar continuidade a um processo de construção do futuro cidadão através de um modelo pautado na ética e na moralidade. Há de se rever o modelo educacional urgentemente. Talvez esteja aí a nossa única saída.

 

Nei Silveira de Almeida neizao1@yahoo.com.br

Belo Horizonte

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

'REPÚBLICA COMPENSATÓRIA'

Lendo o artigo de Adib D. Jatene, publicado segunda-feira no Estadão (A2), chega-se à conclusão de que já é chegada a hora de mudar essa política de "barganhas". A maior urgência é o fato da necessidade de se fazer concursos públicos para os mais altos cargos de direção e chefia, caso contrário o desestímulo será total! Basta!

 

Maria de Mello nina.7mello@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FUNCIONALISMO

 

A precisão cirúrgica da análise feita pelo professor Adib Jatene demonstra que o funcionalismo está abandonado e seu inchaço é provocado por meio de disputa política. Em relação ao Primeiro Mundo, falta-nos um plano de cargos e salários e o desnivelamento entre os servidores federais, estaduais e municipais é chocante, mais do que isso não há estímulo por produtividade e não se pode exigir muito se a remuneração é baixa. Acaba-se naquele ditado popular, o Estado finge que paga e o funcionário, que trabalha. E sem um incremento mais forte e principalmente de ordem financeira as injunções políticas causam solução de continuidade nas obras e serviços de outros governos e pipocam escândalos de corrupção e improbidade administrativa. Não há um Estado rico sem uma administração funcional bem remunerada, para dela se exigir eficiência e, sobretudo, compromisso com o interesse público.

 

Carlos Henrique Abrao abraoc@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SOCIEDADE DEMOCRÁTICA

 

O eminente médico e "quase" político Jatene traça com clareza o Brasil ditadura de hoje e de sempre. Apenas como complemento, só existe governo democrático onde a sociedade também é democrática, e pouco importa a forma desse governo. Sociedade democrática significa o "império da lei", cuja matriz é uma constituição de nação e não de eleição. Se quisermos saber o estágio de evolução de uma sociedade, basta saber a idade de sua constituição.

Ariovaldo Batista -arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BREJO POLÍTICO

 

Estamos literalmente afundados num brejo politicamente falando, vamos de mal a pior e não vemos nenhuma luz no fim do túnel. Enquanto não houver uma moralização total no governo, com uma limpeza geral nessa corja de políticos "corruptos", nos depararemos sempre com atitudes "sórdidas", "inescrupulosas". Como essa da Câmara que aprovou nova lei aumentando as indicações de "apadrinhados" políticos dos lideres e reduzindo às vagas dos órgãos técnicos da casa. Pois bem isso só vem confirmar o que sempre foi dito que nossos políticos são "aproveitadores", "oportunistas", "achacadores" e muito "mal intencionados", só se interessam em se beneficiar e conduzir seus afiliados e familiares a cargos políticos, para simplesmente roubarem nosso dinheiro cada vez mais.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MARCAÇÃO

 

Pelo que se leu na imprensa esta semana, o Senado resolveu (na verdade foi legalmente obrigado) cortar os salários superiores ao teto. Neste caso, Sarney, que recebeu o dobro, deve devolver o excesso. Numa estimativa sem juros, ele tem de restituir mais de R$ 2 milhões. Vamos ficar na marcação.

 

Antônio do Vale Adevale@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PROCURADORIA-GERAL

 

A presidente Dilma fez a escolha certa reconduzindo Roberto Gurgel ao comando da Procuradoria-Geral da República. Quem, melhor do que ele, daria a Dilma a segurança de exercer com perfeição o papel de "vaquinha de presépio" quando o assunto é de interesse do governo?

 

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PAPEL REDUZIDO

 

Foi renovado o mandato do procurador-geral da República, o mesmo que não viu nada de suspeito nem mesmo recomendou uma investigação a respeito da multiplicação do patrimônio do assessor mais bem-sucedido do planeta (Palocci) e o único no universo que recebe mais para parar do que para continuar um serviço. É impossível não unir uma coisa a outra será que se ele tivesse enquadrado o ex-ministro hoje o procurador continuaria no cargo? Com esta e outras o Ministério Público, instrumento tão importante a sociedade e um dos poucos com que ainda têm credibilidade, fica com seu papel reduzido, dependente do Executivo, e isso é prejudicial para a sociedade e para a democracia.

 

Márcio M. Carvalho mmcoak@hotmail.com

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BRASIL, ETERNA COLÔNIA?

 

Sob o aspecto econômico e tecnológico continuamos a ser, colônia. Não há fabricantes nacionais de automóveis, eletroeletrônicos (TV, rádio, geladeiras, etc.) desenvolvedores de tecnologias de informática (a Microsoft domina), empresas telefônicas, supermercados, etc. etc. O Brasil só domina em corrupção governamental, diretamente de Brasília, governos de Estados e municípios. Cadê o Cade, a CGU, a PF, os tribunais de contas, a Abin, o STF? Só nos resta a imprensa independente que investiga e põe nos jornais e revistas. Quando daremos o novo grito de independência, a econômica, ética política e nos livraremos de sindicatos e sindicalistas? Há centenas de outros exemplos não incluídos. Você desenvolve o resto do raciocínio (meses e meses).

 

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MONTADORAS

 

Se as montadoras estão tão preocupadas com o tamanho dos estoques, por que elas não vendem os carros com desconto? A prática de cartel não permite?

 

Alexandre Malmegrin Rocha rochameios@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MONTADORAS CHOROSAS

 

Até hoje a nossa indústria automobilística não se deu conta dos inconvenientes de fabricar bens, "mais ou menos" duráveis, em país emergente cujo mercado consumidor oscila ao sabor de medidas econômicas geralmente improvisadas. De tempos em tempos, dependendo das circunstâncias, quando as vendas caem e os pátios se enchem de carros, o pânico de estabelece e todos saem em debandada ao encontro do governo pedindo o socorro de sempre: redução temporária do IPI.

 

Sergio S. de Oliveira marisanatali@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DÍVIDA

Mas foi muita cara de pau anunciarem, em 2005, como se fosse um grande feito, a liquidação da dívida externa para com o FMI, quando, já em 2010, a dívida pública brasileira, desde a posse do presidente Lula, pulou de R$ 600 bilhões para R$ 1,64 trilhão. Não é a toa que a meta vai continuar sendo sempre aumentar a Bolsa-Família, para que seja assegurada a continuidade do Lula-petismo, com o voto dos bolsistas. Vai ser muito difícil largarem o osso!

 

Iracema Palombello cepalombello@yahoo.com.br

Bragança Paulista

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MASP

O edifício sede do Masp foi projetado pela arquiteta modernista italiana, Lina Bo Bardi, e transformou-se em um ícone da cidade de São Paulo. Foi tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado (Condephaat) e em 2003 pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Agora, conforme publicado pelo Estadão (Caderno 2, 6/7), o artista e professor Marco Giannotti reivindica a ideia de utilizar iluminação LED na fachada do Masp, museu mais famoso do Brasil. Já para o arquiteto Luiz Pereira Barreto, diretor do Masp, a intenção de empregar lâmpadas LED surgiu da equipe do próprio museu, a partir de uma conversa com um grupo de importadores de LED. Independente de quem seja o autor da ideia, acho que a proposta de iluminar a fachada do Masp com lâmpadas LED, embora positiva quanto à intenção de contribuir, iria agregar contornos demasiadamente lineares ao edifício, transferindo-lhe um caráter mais propício a um shopping center.

 

 

Cláudio Moschella arquiteto@claudiomoschella.net

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXPLOSÕES DOS BUEIROS DA LIGHT

 

Com relação aos noticiários que acusam os bueiros em constantes explosões no Rio de Janeiro, é bom se considerar que estes episódios já eram previstos, uma vez que principalmente o Sindicato dos Urbanistas fizeram incansáveis campanhas nas décadas de 80 e 90, calculando tais possibilidades. É claro que algumas entidades ligadas aos técnicos e engenheiros daquela categoria também tentaram alertar publicamente tais consequências que ultimamente têm tirado a tranquilidade do povo carioca, porém as reivindicações da categoria foram constantemente ignoradas não só pelas autoridades, como também pela incompetência de tantos que declinaram em boatos e ilações fantasiosas, que entre tantas, atribuíram aos eletricitários o título banal de "marajás", indevidamente estimulado pelo(s) discurso(s) de Fernando Collor, que aspirava ao cargo de presidente de uma República que outrora não demonstrou tanta preocupação em investir neste segmento do setor elétrico. Segundo a Folha de S.Paulo (6/7), "a Light diz que situação é estranha", ao passo que no site do UOL de mesma data citou que o Ministério Público informa que a concessionária "pode ter 4 mil bueiros com risco de explodir no Rio". O mais interessante é que tais noticiários vem à tona após um ano que um casal de turistas norte-americanos foram golpeados pelas previsões assinaladas através de entidades de classe que acusavam tais possibilidades - o que coloca em xeque tais estranhezas por parte da Concessionária, assim como ao posicionamento da Agência Nacional de Energia Elétrica, uma vez que esta última não tem demonstrado muita expressividade no contexto de atuação diante questões pertinentes à segurança e proteção do sistema, principalmente perante a própria opinião pública.

 

 

Pierre Magalhães pierre.magalhaes@ibest.com.br

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DISCOS VOADORES

 

Finalmente foram descobertos os segredos militares do Rio de Janeiro. Suas bases de "discos voadores" habilmente instaladas em locais estratégicos e sob o controle da Aneel, foram localizadas. O Prefeito deu 30 dias para abafarem o assunto antes que o Conselho de Segurança da ONU decida por represálias.

 

Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.