Cartas - 08/09/2010

VIOLAÇÃO DE SIGILO

, O Estado de S.Paulo

08 Setembro 2010 | 00h00

Formiga vermelha

O inseto mais venenoso do mundo é uma formiga cujo nome científico é Pogonomyrmex maricopa. O seu veneno equivale a 12 picadas de uma única abelha e pode até matar. Essa formiga extremamente agressiva, quando atua em grupo, reage ao ambiente com rapidez e eficiência, revelando o que é cientificamente chamado de "inteligência de enxame". Em grupo, a Pogonomyrmex maricopa destrói toda a plantação que encontra, carregando folhas, caules e flores para o interior do seu ninho, construído na escuridão do subterrâneo. Outra característica marcante dessa espécie de formiga, além da toxicidade do seu veneno, é a sua acentuada cor vermelha. Considerando as particularidades dessa predatória formiga, torna-se simbólico que mais um capítulo do criminoso imbróglio perpetrado pelo Partido dos Trabalhadores (PT), envolvendo a aterradora quebra do sigilo fiscal de seus adversários políticos, que vem ocorrendo há tempos nos subterrâneos da Receita Federal, tenha acontecido na cidade de Formiga (MG). Vale lembrar a teoria da sincronicidade, do psiquiatra suíço Carl Gustav Jung, segundo a qual nada acontece por acaso, pois por meio da interpretação dos símbolos tudo tem uma razão de ser.

Túllio M. Soares Carvalho Belo Horizonte

Homônimos

____________________

A explicação do analista da Receita Gilberto Souza Amarante não cola! Existe na região de Formiga (MG) um cidadão-contribuinte com o mesmo nome de Eduardo Jorge Caldas Pereira e com o mesmo número de CPF? O acesso aos dados de um contribuinte não é feito com o número do CPF? Quem pediu a verificação se identificou, como é de praxe, fornecendo cartão do CPF e RG? Se foi um único acesso, por que a mudança de páginas quando o analista viu que não era o pseudopesquisado? Muito estranho, parece que estamos todos expostos a quem se interessar.

Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

____________________

DEBOCHE

Estou impressionado com a preocupação dos dirigentes do PT em afirmar que choca frontalmente com o código de ética do partido a violação dos dados fiscais do vice-presidente do PSDB na Receita Federal de Formiga. Agora, a alta cúpula do PT ameaça excluir Gilberto Amarante dos quadros do partido, caso as denúncias sejam comprovadas. Que deboche!

Flavio Carlos Geraldo madflavio@uol.com.br

São Paulo

____________________

SE NÃO FOSSE...

Se não fosse pelo mensalão; se não fosse pelo caso Palocci/Francenildo; se não fosse pelo assassinato de Celso Daniel; se não fosse pelos aloprados; se não fosse pelo desprezo do presidente da República pela lei eleitoral; se não fosse pelas tentativas do PT de fomentar leis para controlar a imprensa; e se não fossem as várias versões apresentadas pelo PT para esclarecer os casos, até que as violações de sigilos fiscais por filiados do PT em plena preparação para a campanha eleitoral de 2010 poderiam ser coincidência ou mero engano. Mas não o são. Não podemos tolerar isso.

Carlos Ávila c.avila@modusoperantis.com.br

São Paulo

____________________

FISCO SOB SUSPEITA

Defesa do contribuinte

Com a Receita Federal do jeito que está, completamente aparelhada e a serviço da transgressão, sonegar informações ao Fisco, hoje, deixa de ser crime e passa a ser legítima defesa.

Amâncio Lobo Amâncio lobo@uol.com.br

São Paulo

____________________

ELEIÇÕES

Turno zero

Com todas as instituições públicas do País aparelhadas, que garantia temos de que as urnas já não estejam devidamente "programadas" para ganhar as eleições no "turno zero", antes mesmo das eleições?

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

____________________

FALTA SÓ UM MÊS

Há poucos dias comentei com amigos sobre o silêncio eleitoral mencionado na reportagem de domingo (Nem parece que falta só um mês, A10). Realmente, o povo está quieto, e por descrença. Esta campanha eleitoral desanima qualquer cidadão decente. As mesmas promessas, as cenas ridículas na TV, etc. Mas enquanto nos comportarmos como "analfabetos políticos", estaremos nas mãos da corja de gatunos que se digladia na busca pelo poder.

Jurandir B. De Carvalho jurandir.carvalho@gknsintermetals.com

Indaiatuba

____________________

ARTIGO FHC

"Democracia virtual"

Que forma de democracia queremos: oca por dentro ou plena de conteúdo, como indaga Fernando Henrique Cardoso no artigo Democracia Virtual (5/9, A2). A resposta está ao nosso alcance, a ser respondida em 3 de outubro, nas urnas eleitorais. Assistiremos impassíveis à devassa da privacidade fiscal? Ou mostraremos nosso repúdio a tais práticas?

Ruy Altenfelder ruyaltenfelder@uol.com.br

São Paulo

____________________

Quem disse ao Sr. Fernando Henrique que eleição se ganha no dia? Governante, eleito democraticamente, que tem vontade política, motivação e gana para fazer o seu sucessor, abandona todas as vaidades pessoais para se entregar de corpo e alma às articulações de indicação, lançamento e pré-campanha do seu candidato. Ganha-se eleição no dia pós dia de mandato.

Sergio S. De Oliveira marisanatali@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

____________________

LEI DA CADEIRINHA

Os sem-cadeirinha

A paranoia do Conselho Nacional de Trânsito e a ganância de alguns fabricantes criaram uma nova classe de excluídos: os sem-cadeirinha. São famílias que têm crianças, mas não têm carro. Na prática, ficam impedidas de se deslocar em qualquer carro, mesmo num caso de emergência?

Francisco Padilha Filho fpad@uol.com.br

São José dos Campos

____________________

Tenho um amigo que tem um Fusca 75 e três crianças pequenas. Veio me consultar se é possível hipotecar o Fusca para comprar três cadeirinhas. Lembrei-me dos romanos: "Dura lex, sed lex" (a lei é dura, mas é a lei).

Luiz Henrique Penchiari Jr luiz.penchiari@bericap.com

Vinhedo

____________________

"Espero que o Brasil não demore mais que quatro anos para perceber o que está acontecendo..."

FABIO MORGANTI / SÃO PAULO, SOBRE O GOVERNO LULA E AS INSTITUIÇÕES BRASILEIRAS

tao2@terra.com.br

"Saiu o resultado de DNA do PT. Quebra de sigilo fiscal?"

CÍCERO SONSIM / NOVA LONDRINA, SOBRE CRIME NA RECEITA FEDERAL

c-sonsim@bol.com.br

"Se o voto é obrigatório, por que o TSE gasta dinheiro para convocar os eleitores?"

ANTONIO C. F. RAINHO / SÃO PAULO, SOBRE PROPAGANDA DO TSE

caipiramoderno@ibest.com.br

____________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.312

TEMA DO DIA

Sigilo de filha de Serra foi violado em Mauá

Dados fiscais de Verônica foram violados duas vezes em agências do Fisco de São Paulo

"Para acabar com o uso das repartições públicas para fins políticos: elas não devem sofrer influência do Executivo."

ANTONIO MANOEL FIRMINA CASSACA

"As liberdades individuais estão sendo aos poucos perdidas. Triste é que ninguém toma uma atitude."

FERNANDA OLIVEIRA

"A falha está na lei que permite a extração de informações fiscais sem a presença do próprio interessado."

LEAMARTINE PINHEIRO DE SOUZA

____________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

GREVE DOS RESIDENTES

Das grandes contribuições do médico canadense Sir William Osler, a Residência Médica, implantada no início do século 20 nos Estados Unidos, recebeu este nome pelo fato dos médicos residirem na estrutura hospitalar, dando assistência continuada aos seus pacientes, atendendo a todas intercorrências, independentes do horário. Para isso contavam com ampla estrutura educacional, principalmente prática.Introduziu as famosas "visitas" ao leito. Os residentes além da moradia, lavanderia, refeições, recebiam uma pequena ajuda financeira e levavam uma vida dedicada ao treinamento. Era filosofia de Osler, que medicina se aprendia à beira do leito ouvindo, indagando, examinando os pacientes. Sua célebre frase: ''Aquele que estuda medicina sem livros navega num mar desconhecido, mas aquele que estuda medicina sem pacientes nem deveria ir ao mar", reflete b em o seu pensamento. Se o MEC oferecesse estas condições tenho certeza que os residentes aplaudiriam sua atitude e não estariam tão preocupados com remuneração e direitos trabalhistas. Estariam, isto sim, investindo em sua formação.

Luiz Nusbaum, médico lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

____________________

SETE DE SETEMBRO

A Independência foi, disse um dos seus beneméritos, Golçalves Ledo, "a estupidez das Cortes portuguesas querendo recolonizar o Brasil". José Bonifácio também expôs, em 1821, que Portugal passou a discutir um projeto de Constituição em cujas páginas se "intentava escravizar este riquíssimo país, e reduzi-lo a mera colônia". Embora, à época, Ledo e Bonifácio estivessem em lados opostos, naquilo que cada um pretendia para o país, uniram-se contra o rebaixamento do Brasil à colônia. É oportuno lembrar que a antiga metrópole havia sido relegada a segundo plano, afinal, D. João VI foi coroado Rei de Portugal no Rio de Janeiro, em 1818, e as terras americanas tomavam ares de importância, irrespiráveis pelos deputados portugueses. No entanto, as decisões arbitrárias das Cortes de Lisboa reverberaram no Brasil, mostrando que mesmo idéias contraditórias podem trazer união, ou, como diria Chesterton, ''no terreno da Verdade é privilégio das pessoas que se contradizem, cada qual no seu mundo, terem ambas razão.'' E assim, de uma aliança entre rivais, tornamo-nos brasileiros. Mas com pesar assistimos o desfazer dos laços que mantém a unidade da nação. O que ainda nos conecta como povo em meio a tantas diferenças? Qual o elo, a ideia que formula o Brasil como nação? De acordo com Max Weber, tal ideia é somente forjada através de pessoas reunidas com uma missão em comum, identificando-se com conceitos fundamentais compartilhados por todos. Mas como compartilhá-los se tratamos nossa história e a memória de nossos fundadores dessa maneira desonrosa, na maioria das vezes cômica e irresponsável? Ainda pior é exaltar, com propaganda enganosa e gratuita, indivíduos que, na maioria das vezes, são os mais covardes e indignos de toda a nação. Diria, como já disse, o patriarca José Bonifácio de Andrada: ''...deveria o Brasil sofrer a contentar-se somente com pedir humildemente o remédio de seus males a corações desapiedados e egoístas? Não vê ele que, mudados os déspotas, continua o despotismo? Tal comportamento, além de inepto e desonroso, precipita o Brasil em um insodável de desgraças".

Diogo Chiuso dchiuso@gmail.com

Santos

____________________

''DEMOCRACIA VIRTUAL''

Que prazer poder ler um artigo como o escrito pelo presidente Fernando Henrique! Prazer apesar da tristeza diante dos fatos que ele tão bem analisa. Apesar de justamente magoado com tudo o que sofreu dos inimigos

atuais e dos antigos amigos, mesmo assim ele tem isenção suficiente para explicar, como sociólogo brilhante que é, a conjuntura atual e prever os tempos negros que virão. Ele faz muita falta, sobretudo diante da grosseria de Lula e da ignorância e arrogância de Dilma. Não há comparação possível: esses dois podem ter sido ou vir a ser presidentes, mas estadista só tivemos um no Brasil: Fernando Henrique.

Maria Cristina Godoy mcgodoy@terra.com.br

São Paulo

____________________

SEMELHANTES

Li, surpreso, as colocações do sociólogo Fernando Henrique neste último domingo. Não fica claro, nem há esforço para se distinguir, as diferenças entre o conteúdo programático do governo e do grupo de Luis Inácio-Dilma e o PSDB dele. O que assombra o ex-presidente é o carisma de Luis Inácio no período pós-eleições, o que alguns paulistas estão denominando de lulismo. Uma preocupação bastante tola para um homem inteligente, embora tenha se arrependido do que escreveu e do que defendeu. O PT tão simplesmente deu seguimento ao projeto neoliberal fundado pelo Fernando Collor de Mello e que Fernando Henrique implementou, portanto o conteúdo para o país é o mesmo e Lula mero detalhe. Os dissabores psicológicos de Fernando Henrique é a justa paga pelo seu esforço em sepultar a era Vargas, o peronismo, o que ele e os paulistas denominaram de populismo, a renegação da soberania nacional, do nacionalismo brasileiro. Parece que a ala direitista do neoliberalismo amargará mesmo essa chuva de pedras. De resto, acalmemos ao grupo de discípulos de Fernando Henrique, PT e PSDB tem a semelhança programática, pragmática e mesma ética.

Acir da Cruz Camargo acirpr@hotmail.com

Ponta Grossa (PR)

____________________

O PAÍS MERECIA MAIS...

Serra alardeou que sua vida fora planejada para o preparo à Presidência da República. Esperava-se, portanto, uma postura de estadista. No entanto, vê-se a cada dia apequenando sua história e da oposição que lhe depositou confiança. Essa história de vitimizar-se pela criminosa e contumaz política governista de órgãos aparelhados de Estado não é o que se espera de uma oposição digna. Deveria ser um promotor das causas republicanas, denunciando o mal que acarretam, propondo soluções e exigindo responsabilidades, independente do calendário eleitoral. Não sabe ao menos diferenciar-se da inépcia administrativa de Dilma que entre outras iniquidades legou ao povo brasileiro uma escorchante tunga de 1 bilhão de reais transferida a empresas distribuidoras de energia elétrica. Poderia ter a dignidade de cair de pé. Ao ocultar Palocci - queridinho dos banqueiros - e ''aliar-se'' a Lulla, prostou-se de joelhos.

Nelson Gomes Affonseca Junior nelsonaffonseca@uol.com.br

Cordeirópolis

____________________

PORQUE A CANDIDATURA A JOSÉ SERRA FALHOU?

Em primeiro lugar porque nunca teve carisma, simpatia ou apelo popular. Sempre foi carrancudo e antipático. Competência ou seriedade não importam ao eleitor brasileiro. Em segundo, o PSDB cometeu 2 erros fatais, esconder o Ex Presidente Fernando Henrique Cardoso, único estadista que o Brasil já teve. E delegou ao DEM impor um vice, qualquer que fosse em detrimento de nomes mais fortes. Se Aecio Neves recusasse deveria ser imediatamente desligado do partido. Um soldado não desobedece uma ordem. Serra recebe a vingança do funcionalismo publico, carreira sempre maltratada por ele. E o que não dizer daqueles que há anos esperam para receberem seus precatórios e que levaram um calote fenomenal dele? Para completar meu pensamento, ele recebe o castigo primeiro porque foi eleito prefeito da capital, depois renunciou deixando a população à merce de um Gilberto Kassab, homem que não preciso deixar aqui seus adjetivos. Depois em sua enorme arrogância trocou uma garantida reeleição ao Governo Estadual achando que derrotaria qualquer candidato que Lula apoiasse se esquecendo que ele tem quase 90% de aprovação popular. Espero que ele aproveite as longas férias para meditar e tentar mudar um pouco. E para nós que sairemos derrotados mais 4 ou até 8 anos com Collor, Sarney, Jader Barbalho entre outros.

Moyses Cheid Junior jr.cheid@gmail.com

São Paulo

____________________

RABO DE PALHA

Como fazer para selecionar o melhor,entre os candidatos que postulam cargos eletivos , na próxima eleição, se todos eles tem medo de enfrentar e denunciar a verdadeira situação política que o país se encontra, uma vez que o que está em jogo é linha de conduta que os atuais candidatos seguirão. até agora , os brasileiros responsáveis pelos resultados das urnas, ao que parece, não foram alertados do melhor caminho a ser adotado : se uma democracia sindicalista popular ou uma democracia de centro aberta e de desenvolvimento. A primeira já consumiu 8 anos e já deu a conhecer todas as suas faces e teve o tempo de poder realizar, senão todo o prometido, mas parte do seu programa.

teve tempo de consertar os erros e de fazer aparecer o que de melhor poderia oferecer. Se interessa a continuidade ou se será válido novas propostas e novas cabeças. É este o grande comprometimento dos candidatos. Terão de apresentar o que farão no seu governo. Trazer às publico os riscos e as vantagens de perpetuação da política adotada ou a mudança dos procedimentos e comportamentos.Porque não fazem o que é preciso fazer para darem a cara e se exporem à verdade? Talvez o ''rabo de palha'' esteja pesando mais do que a coragem do enfrentamento. Talvez,prometer e falar sem se comprometer, seja mais útil, do que correr o risco da avaliação dos seus propósitos. E a verdade deste, pode comprometer o seu futuro.

Alberto Caruso albertocaruso@uol.com.br

São Paulo

____________________

DEMOCRACIA DO FAZ-DE-CONTA

Mesmo com a série imensa de coincidencias, área do grande ABC (berço do partido), filiações dos acusados, etc etc, e agora até em Minas Gerais, a meu ver fáceis de serem solucionadas. As autoridades que deveriam coibir, tergiversam, zombam, confundem, debocham do povo

brasileiro, nada aclaram sobre os ''vazamentos da receita'', a não ser mentiras deslavadas, mal cheirosas e mal intencionadas. Tomara um dia o pesadelo tenha fim e vivamos uma democracia verdadeira e com homens sérios.

José G. Oliveira mandarino-oliveira@uol.com.br

Praia Grande

____________________

FUTURO SOMBRIO

No blá, blá, blá e no Bolsa Família o PT está levando o povão no bico. Nos favorecimentos leva também os empresários e os banqueiros, que nunca antes tiveram tantos lucros. Diversas leis estão para ser votadas no Congresso na próxima legislatura, tendo o PT fechado questão ou apoiado coisas como o controle da imprensa e outros absurdos. Isso acontecendo a bandalheira vai aumentar, a corrupção e os desvios vão continuar sendo abafados, e a invasão de privacidade dos inimigos, e das propriedades, se tornar coisa normal. E, para sustentar tudo isso, os nossos impostos devem subir ainda mais, sem o devido retorno. Se há 8 anos a Regina Duarte tinha medo, hoje a coisa ficou crítica porque estão sendo abafados também, com o cinismo de sempre, o que nos resta dos princípios éticos, morais e cívicos que formam a base de todo País evoluído. Ou seja, os valores então sendo invertidos. E, o que é pior, boa parte da oposição parece estar, mais uma vez, em cima do muro, aprendendo agora essa lição. Pobre de nós.

Miguel Pellicciari emep01@uol.com.br

Jundiaí

____________________

MENTIRAS

Na época do Escândalo do Mensalão, o então deputado Roberto Jefferson afirmou categoricamente que havia alertado o presidente Lulla sobre as canalhices que alguns petralhas estavam praticando, ao usar dinheiro proveniente de caixa 2 para ''comprar'' deputados, de modos a garantir a aprovação dos projetos de interesse do Governo. Na ocasião, Lulla, com a cara de pau que lhe é peculiar, fez-se de leso, ao mesmo tempo que fazia os brasileiros de idiota, e afirmou que não sabia de nada sobre aquela escabrosa armação, inclusive insinuando que teria sido ''apunhalado pelas costas'' por alguns assessores. Agora, nos estertores do seu segundo mandato, diante do escândalo da instrumentalização da Receita Federal para vazar informações de adversários, com óbvio objetivo de formação de dossiês, o presidente Lulla mais uma vez afirma que não sabia de nada. Ao ser pego na mentira, com a taxativa afirmação de José Serra, de que o havia alertado pessoalmente sobre o vazamento de informações sigilosas da Declaração Imposto de Renda da sua filha, Lullinha, recorrendo àquela antiga cara de pau, mais uma vez insistiu em desrespeitar a inteligência dos brasileiros, tratando-os como idiotas, ao afirmar que José Serra não o havia alertado, mas apenas se queixado a respeito do problema, como se isso não fosse a mesma coisa. Parece piada! Depois, quando digo que Lulla perdeu o respeito pelos brasileiros, apegando-se a tese de que somos um país de otários, prontos para ser enrolados por qualquer sacripanta que tenha se especializado na arte da malandragem, da embromação e do ''papo furado''. Sabe aqueles antigos caricatos malandros cariocas, capazes de ''dar nó em pingo d''água'' ou ''vender geladeira para esquimós''? É isso aí!

Júlio Ferreira julioferreira.net@gmail.com

Recife

____________________

PÃO E CIRCO

Escândalos e falcatruas neste governo são rotinas desde o inicio. O que ainda se admira é a cara de pau dos dirigentes em negar tudo o ocorre de podre entre os seus. Mensalão, Francenildos, compra de dossies, dinheiro na cueca, Lina Vieira (onde será que esconderam a moça) Celso Daniel, e tantas outras. Agora a bisbilhotagem na Receita Federal por filiados, (que não militam, embora o TRE/SP, afirme o contrario). O presidente quis saber onde está o sigilo. Fácil: é só o candidato do PSDB assumir as pesquisas de intenção de voto que aparecerá, com certeza, um festival de mentiras circulando na midia, escrita, falada e televisada. Mas como a candidata ja se considera eleita, não há a necessidade de utilizar nenhuma informação que deverá estar guardada. E o nosso povo, inculto e beneficiário das benesses desse governo não se dá conta do que vem por aí. Deus ajude este País e o livre de um mal maior.

Benedito da Silveira bene1943@hotmail.com

Osasco

____________________

QUEM PROCURA ACHA

O Ilustre Presidente Lula Perguntou: Cadê o Tal do Sigilo? Deve Estar Guardado na Mesma Caixa Junto com a Documentação do Caixa Dois do Pt, Dos Recibos do Mensação, Dos Recibos dos Marqueteiros, E Bem no Fundo da Tal Caixa, A Ética e o Respeito As Leis.

Luiz Ress Erdei gzero@zipmail.com.br

OSASCO

____________________

VENEZUALIZAÇÃO

''Sigilo, cadê esse tal de sigilo?'' Nesta frase curta, mas proferida com tanto cinismo, Lula revela tudo de si: mostra sobretudo como aposta no baixo nível de informação do eleitor. Afinal, isso só lhe trouxe vantagens e um altíssimo índice de popularidade. Então, políticas eficazes na área da Educação para quê? Dizem que corremos o risco da mexicanização. Não, o perigo está na nossa venezuelanização. O que é pior, só o tempo dirá.

Eliana França Leme efleme@terra.com.br

São Paulo

____________________

OCUPAÇÃO DO TRONO

Diante das revelações de desmandos e indiciplina na Receita Federal, a candidata Dilma diz que promete apurar essas ilegais ocorrências. Quem é ela para fazer essas promessas se não mais ocupa nenhum cargo na governabilidade federal? Competência para exigir apurações, que tem é o seu ex-superior. Cantando vitória e dando ordens ela quer expulsá-lo do trono para nele sentar-se antes do tempo. Já sendo assim, então, se eleita, a que relagará o seu ex-superior? É uma idéia viável, e não um factóide.

Pedro Luís de Campos Vergueiro pedrover@matrix.com.br

São Paulo

____________________

RECEITA SALGADA

O Estadão de 5/7, pág A4, mostra vários acessos aos dados de Eduardo Jorge na agencia da Receita Federal de Formiga, MG - deve ser alguma sauva - mas só mostram números, incluido CPFs e nenhum nome. Com é que o acessador pode declarar que pretendia acessar o IR de outro Eduardo Jorge? É muita cara de pau.

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

____________________

BISBILHOTICE NA RECEITA FEDERAL

Fico surpreso com a resignação do Ministro da Fazenda em responder que a bisbilhotice nos dados do contribuinte na Secretária da Receita Federal (SRF) é um fato normal e rotineiro. Ao menos foi isso que entendi em seu pronunciamento a respeito.

Em administração eu utilizo um recurso chamado de conflito de interesses para garantir um equilíbrio nas transparências. Em outras palavras, para evitar manipulações. Por inclusão ou omissão de informes.

Transpondo os mesmos princípios para a Receita Federal creio ser de grande valia se instituir a obrigatoriedade de informar ao contribuinte cada vez que a sua declaração de renda é acessada.

É fundamental que essa informação seja feita por escrito, emitida automaticamente pelo serviço de processamento de dados, como já ocorre hoje em inúmeros casos. A informação pela via da Internet abriria espaço para vários "espertos" expedirem mensagens falsas para que de alguma forma convertê-las em vantagens ilícitas.

A indicação do órgão de origem e do motivo do acesso aos dados também são elementos de fundamental importância para a boa segurança ao sistema. O contribuinte teria melhores condições de formar juízo sobre a operação em curso. E se converteria num fiscal do próprio fiscal. O contribuinte com domicílio fiscal em Porto Alegre provavelmente compareceria na Receita Federal para saber por que alguém da Delegacia de Natal estaria acessando os dados de suas declarações de renda.

As indicações não seriam descabidas porque atualmente tais detalhes já estão disponíveis ao contribuinte. Quando a sua declaração de renda fica retida na chamada "malha fina" e disponível no site da SRF.

Com a institucionalização de tal procedimento estar-se-ia criando um constrangimento para o bisbilhoteiro. Também abreviaria o prazo para que ele seja flagrado e punido adequadamente.

Hélio Mazzolli mazzolli@terra.com.br

Criciúma (SC)

____________________

LULINHA

A participação de Lulinha na Telemar, que tem o governo como sócio majoritário, o tornou milionário da noite para o dia. O fato, nada sigiloso quanto à ética e moral que envolveu transações milionárias, é um deboche a todos que lutam e trabalham arduamente para vencer na vida.

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

____________________

EUA-BRASIL

Nos EUA, Agnew, o vice do Nixon foi obrigado a renunciar por causa de mala de dinheiro na Casa Branca. Depois o próprio Nixon foi obrigado a renunciar depois de mandar espionar Deus e todo mundo naquele país. Será que aqui no Brasil vai ficar tudo por isso mesmo neste escândalo da Receita Federal...

Luiz Roberto Da Costa Júnior lrcostajr@uol.com.br

Campinas

____________________

DECIFRANDO O ''LULÊS''

Quando o presidente Lula resolveu afinal pedir apuração rigorosa dos fatos relativos à quebra de sigilo dos dados de tucanos e mais uns 2500 cidadãos (até agora) na Receita Federal e que os resultados fossem apresentados antes da eleições, ''doa a quem doer'', entenda-se o que ele realmente quis dizer: vocês querem fazer o favor de rapidamente encontrar um bode expiatório para essa lambança altamente inconstitucional....e desviar o foco da mídia de cima do PT, da Dilma, de mim...antes das eleições!!!? À propósito...e aquele grupo em Brasília financiado por um famoso empresário amigo dos petistas , um tal de Benedito, e que montou um bunker só para tratar da fabricação de dossiês de campanha? Ninguém vai ligar os atuais alhos de Mauá com os abafados bugalhos de Brasília? Eu não tenho memória curta...

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

____________________

''ME ENGANA QUE EU GOSTO''

- Quer dizer que o funcionário da Receita acessa dez vezes o mesmo CPF por engano?

- Quer dizer que outro funcionário da Receita afirma que o seu computador liga sozinho?

-Quer dizer que o PT mudou uma letra no sobrenome do aloprado e ''se esqueceu-se'' de combinar com o TRE?

- Quer dizer que os Institutos de Pesquisa entrevistam 500 pessoas e afirmam que 140 milhões de pessoas (~0,0003%) votarão assim?

- Quer dizer que o Lullalá quer conhecer o Sr. Sigilo?

Ora, ''me engana que eu gosto!''

Milton Bulach mbulach@gmail.com

Campinas

____________________

MASSA SURDA

A grande preocupação do PT é deixar os eleitores convencidos de que a violação do sigilo bancário nas contas de pessoas ligadas ao candidato José Serra nada tem a ver com a candidatura de Dilma Rousseff. Não fosse a candidatura, por que tanto interesse em violar o sigilo dos opositores? A pergunta que não quer calar: se a oposição estivesse na frente nas pesquisas o que estaria acontecendo nesse país? Reclamar não adianta dado que Receita Federal, BB, CEF, Anac, Anatel, Correios, Anvisa, etc foram loteados pelos militantes. Se com toda exposição da mídia mostrando que a Receita não é um órgão confiável o eleitor continua apostando na candidata, significa que os 80% que apoiam o presidente pensam como ele se tivessem a oportunidade que ele teve. Perda de tempo falar em ética e caráter com uma massa surda. Brasil, um país de tolos!

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.