Cartas - 09/10/2010

PRÊMIOS NOBEL

, O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2010 | 00h00

Em defesa da liberdade

No ano passado o comitê norueguês concedeu a Barack Obama o Prêmio Nobel da Paz. Muitos concordaram que a premiação foi dada ao presidente dos EUA não por suas realizações, mas pela preservação de sua consciência. Este ano a escolha parece ter levado em conta a ameaça que cerca a democracia em todo o mundo, alimentada por perversos líderes pseudoesquerdistas, da Ásia às Américas. Digo pseudoesquerdistas porque a verdadeira esquerda preza, em primeiro lugar, a liberdade, o que não é o caso de governos ditatoriais. O galardoado com o Nobel da Paz deste ano, o chinês Liu Xiaobo, está preso por sua serena luta contra a ditadura vermelha da China. Dificilmente voltará a ser livre. Na literatura, Vargas Llosa recebeu da Academia Sueca o Nobel de 2010 não só por sua obra literária, mas também por seu constante combate à demagogia de líderes populistas latinos, como a família Castro, Hugo Chávez, Evo Morales e, mais recentemente, o presidente Lula, alvo de seu livro mais recente. Fazendo justiça ao nosso representante, creio que, de todos, ele ainda tem um mínimo de respeito pela liberdade, mesmo que aos poucos demonstre estar revendo os seus conceitos. Que bom que a escolha do peruano Vargas Llosa e do chinês Xiaobo tenha levado em conta a ameaça à liberdade. Mais do que nunca, é uma questão atual e merece a devida atenção.

THIAGO C. ANDRADE

thiagocandrade@gmail.com

Recife

__________________________

A QUESTÃO DO ABORTO

Ponta do iceberg

A sociedade brasileira faz bem em polemizar sobre a institucionalização do aborto, a ocorrer numa eventual vitória da candidata Dilma Rousseff para a Presidência da República. O problema ainda vai além das convicções religiosas de um país cristão, fundado sob o signo da Santa Cruz. Constitui a ponta do iceberg representado pelo PNDH-3 e suas propostas temerárias, sacramentadas pela própria candidata, que, segundo afirmou, já estão registradas em cartório: invasão da propriedade privada, mordaça na imprensa e educação imposta pelo Estado segundo os princípios de Antonio Gramsci.

M. CECÍLIA NACLÉRIO HOMEM

mcecilia@usp.br

São Paulo

__________________________

PRIVATIZAÇÕES

Rodovias

A manchete do Estado de 7/10 (A1)mostra que Serra defende as privatizações de Fernando Henrique. É oportuno que incitemos as "viúvas" do socialismo a meditar sobre o que seria das excelentes Rodovias Presidente Dutra, Ayrton Senna e outras se fossem estatizadas: seriam cabides de empregos para os companheiros, teriam destinos incertos as arrecadações, faltaria verba para manutenção, etc. Basta que se constate o que acontece com a Petrobrás, que diante de tantas malversações chega a ser blindada pelo governo, impedindo uma CPI.

JOSÉ ÁVILA DA ROCHA

peseguranca@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________

PORTO DE SANTOS

Incompetência

Por ter errado o caminho do centro de Santos para a Via Anchieta, acabei passando, na quinta-feira, pelo maior porto marítimo do Brasil e quiçá da América do Sul. Quando se veem as infinitas carretas estacionadas no acostamento de uma via de paralelepípedos mal assentados que dá acesso ao porto, aguardando não se sabe o quê, e os armazéns em ruínas, prestes a desabar, é difícil acreditar que esse seja o principal terminal de exportação e importação brasileiro. Quem vê o que eu vi fica convencido mais uma vez da incompetência do governo Lula, que passou seus oito anos de mandato viajando pelo mundo, alegando estar trabalhando para aumentar o volume das nossas exportações, e se esqueceu completamente de melhorar a infraestrutura para que isso ocorra.

VICTOR GERMANO PEREIRA

victorgermano@uol.com.br

São Paulo

__________________________

PRECATÓRIOS

Prefeitura de Santo André

Em relação ao editorial Os precatórios e a OEA (2/10, A3), a prefeitura de Santo André gostaria de esclarecer alguns pontos. A administração municipal vem cumprindo rigorosamente a sistemática de pagamento de precatórios estabelecida pela Emenda Constitucional 62/09, que impõe pagamento via depósito mensal nas contas do Tribunal de Justiça (TJ) referente a 1,5% da receita corrente líquida. Portanto, desde essa emenda constitucional a referida denúncia perdeu o objeto, visto que um novo sistema de pagamento foi determinado pelo Congresso. Desde que a lei entrou em vigor, a prefeitura de Santo André já pagou nove parcelas correspondentes a 2% de sua receita corrente líquida - a diferença excedente de 0,5% está relacionada a depósito não obrigatório de R$ 4.459.762,32 -, de um total de R$ 18.020.481,67 já depositado nas contas do TJ. Os credores ainda não começaram a receber efetivamente os valores depositados por causa da indefinição que ainda impera quanto à forma como os dados dos credores serão disponibilizados ao TJ. Os pagamentos serão feitos pelo TJ, com base no ordenamento dele, por meio de software específico, que só foi disponibilizado à prefeitura de Santo André no dia 23 de setembro, ainda em fase de adaptação e ajustes, por meio de trabalho integrado entre equipes técnicas da prefeitura de Santo André e do TJ. Conforme informado no próprio editorial, a denúncia à comissão da Organização dos Estados Americanos (OEA) ainda está em fase de admissibilidade, ou seja, poderá ou não ser acatada. Assim, a prefeitura de Santo André ainda não recebeu nenhuma intimação ou notificação formal para que possa apresentar resposta. Ademais, a prefeitura de Santo André gostaria de esclarecer que a questão dos precatórios na cidade envolve servidores ativos e aposentados, e não só aposentados, como citado no editorial. Além disso, a questão estava sub judice até 7 de dezembro de 2009, quando foi julgado o último recurso no Superior Tribunal de Justiça. Por fim, gostaríamos de ressaltar que a questão envolvendo precatórios é histórica, não apenas no município de Santo André, e extrapola o período da atual administração.

ANDRÉ MARCEL DE LIMA, Secretaria de Comunicação, Assessoria de Imprensa

AMLima1@santoandre.sp.gov.br

Santo André

N. da R. - Isso não é o que dizem os advogados. Nas informações enviadas à Comissão de Direitos Humanos da OEA eles afirmam que a prefeitura de Santo André só estaria pagando precatórios não alimentares e apelando para recursos protelatórios nos tribunais. Além disso, a Emenda Constitucional n.º 62 não cancelou obrigações já existentes.

__________________________

"Sou contra quem é a favor e muito pelo contrário..."

VAGNER RICCIARDI / SÃO PAULO, SOBRE A POLÊMICA DO ABORTO

vbricci@estadao.com.br

"Se Dilma e lideranças do PT fazem questão de frisar que são contra o aborto,

por que Lula não revoga o decreto que aprovou o conteúdo do PNDH-3, que é de autoria de seu governo?"

FERNANDO RAMOS DA SILVA / SÃO PAULO, IDEM

fernandoramos.dev@gmail.com

"Quem for contra o aborto que não aborte, ora bolas!"

MOACYR CASTRO / RIBEIRÃO PRETO, IDEM

jequitis@uol.com.br

__________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 6.599

TEMA DO DIA

Ações da Petrobrás têm semana difícil

Apesar do alívio no pregão dessa sexta, estatal teve fortes perdas na Bolsa durante a semana

"Quero andar em carros elétricos, híbridos, com combustível alternativo! Só o Brasil ainda acha que pré-sal é o futuro."

IGOR MÁXIMO

"É dever das nações planejar seu futuro e o petróleo é a maior matriz energética. Deter o controle das reservas é estratégico."

PEDRO PINTO DE ARRUDA

"Não tem nada a ver com governo, roubo, intifada. É mercado de renda variável! No início da crise dos EUA a ação foi a R$ 17."

ANDRÉ NARESSI

__________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

A QUESTÃO DO ABORTO

A questão do aborto, quanto à sua legalização plena ou não, sempre causou muita polêmica no Brasil, e não sob o ponto de vista cientifico, mas sim devido a dogmas religiosos. É por isso que chega a ser ridícula a preocupação dos candidatos à residência da república em transformar a discussão da sua legalidade ou não como o ponto central das respectivas campanhas, como se assiste neste início da campanha do segundo turno. Ser a favor ou contra o aborto aparece agora como a principal preocupação das respectivas inserções na mídia e a afirmação de ambos contra o aborto procura simplesmente ganhar parcela da população que as famigeradas pesquisas apontam como significativa. Ora, na minha modesta opinião, sem entrar no mérito da questão, o presidente terá questões mais sérios e difíceis para se preocupar e que os candidatos deveriam desenvolver durante suas campanhas. Afinal de contas, contam-se aos milhares os brasileiros que morrem e continuarão morrendo por muito tempo devido a insegurança que grassa entre nós, outros tantos nas filas dos hospitais por falta de atendimento, as vítimas das drogas que ingressam livremente no País e as vítimas da poluição do meio ambiente, cada vez mais grave. Será que proibir a mulher de decidir se quer abortar um filho que está gerando é a melhor solução para a sociedade como um todo em relação ao respeito à vida? É uma discussão que não cabe durante uma campanha para a escolha do presidente do Brasil.

Gilberto Pacini benetazzos@bol.com.br

São Paulo

__________________________

DESABAFO

Se não bastasse a ausência de discussão de posições e propostas dos candidatos a presidente da nossa República, merece destaque a posição de alguns integrantes de alguns segmentos religiosos no processo eleitoral. O que é profundamente lamentável são as colocações deturpadas de alguns que se identificam como líderes religiosos, tentando levar pessoas desinformadas a adotar posições em favor de um determinado candidato. A religião não pode servir para tais fins. E essas pessoas criam problemas dentro da própria religião. No caso dos católicos, a Comissão Justiça e Paz da CNBB manifestou-se, criticando quem agiu em seu nome. E os demais segmentos religiosos vão ficar em silêncio?

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

__________________________

ABORTEM O ABORTO

Em pleno século 21 é evidente que as pessoas de bom senso concordam com a descriminalização do aborto e com as reformas das leis que estabelecem medidas punitivas contra as mulheres que se submeterem a abortos ilegais, assim como gostariam que o governo garantisse às mulheres, em todos os casos, o acesso a serviços de qualidade para o tratamento das complicações derivadas dos abortos. A questão é que não somos um povo evoluído e o voto da maioria absoluta dos eleitores brasileiros se pauta nas rígidas leis das igrejas. Isso basta para que os políticos, no afã de trazerem para si os votos do eleitorado subdesenvolvido, tornem-se de uma hora para a outra e principalmente às vésperas das eleições totalmente contra o aborto em qualquer situação.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

__________________________

DIREITOS CIVIS

Agora que a questão do aborto e da união civil homossexual, entre outros direitos civis, aflorou pós o segundo turno, progressistas de vários partidos, jornalistas, sociológos, entre outros, levantam a voz para lembrar que esses direitos vêm lá da década de 80 e ainda os estamos discutindo, e agora poderemos retroceder. Sim, é verdade, na Europa esses direitos foram aprovados e fazem parte da vida dos cidadãos de muitos países. Mas antes eles fizeram saneamento básico, educação, segurança pública e, sobretudo, saúde. Como o SUS poderia tratar do aborto se muitos brasileiros morrem de outras causas a que já deveríamos ter dado solução?

Direitos civis poderão sempre ser discutidos quando nossa população estiver mais bem preparada, com educação, saúde, segurança...

Francisco Xavier Fernandez fcoxav@gmail.com

São Paulo

__________________________

DIABO, PAI DA MENTIRA

O que me angustia é: por que os evangélicos, católicos e dom Odilo não se preocupam com a morte dos que estão vivos? Quero saber como poderia continuar viva amanhã e com qualidade de vida! Como isso acontecerá com a falta de segurança, com o número de mortes que está havendo no Estado, a enorme violência contra as mulheres, a violência na saúde, com as longas filas de hospitais e falta de atendimento, a violência com a falta de educação no ensino público, a falta de investimentos na cultura, a falta de investimentos reais em projetos e leis que protejam o meio ambiente? Quero saber da igreja da verdade, e não da igreja das mentiras, onde inventam e propagam o satanismo, falando mais no diabo do que em Deus. Afinal, o diabo é o pai da mentira e os evangélicos estão se esquecendo disso, fazendo a política nacional dar voltas em assuntos que são importantes, mas "não fundamentais". Sou contra o aborto, mas também sou contra a mentira e a hipocrisia onde a fé cristã está sendo usada para manobras políticas. Acorde, cristão, acorde, eleitor!

Sandra Barbosa sandrabarbosa11@gmail.com

Barueri

__________________________

IGREJA TITUBEANTE

A minha querida Igreja Católica, segundo aprendi, é dividida em igreja triunfante, igreja padecente e igreja orante. Com relação às eleições, vejo que surge mais uma: a igreja titubeante. No Estadão de ontem consta que o cardeal dom Odilo Scherer, representando a CNBB, afirma que o aborto é um tema que deve ser explicitado no segundo turno eleitoral, mas não toma posição clara contra a candidata que é sabidamente a favor do aborto, pois ele consta no PNDH-3, assinado por Lula às vésperas do Natal de 2009. Respeita o ponto de vista do bispo de Guarulhos, que se declarou claramente sobre o assunto e de quantos o quiserem fazer, ou seja, os católicos podem votar no Serra ou na Dilma, conforme o entendimento de cada um. Eu gostaria que a CNBB reparasse agora o erro cometido nas duas eleições anteriores, nas quais, através das comunidades eclesiais de base, a juventude foi o maior cabo eleitoral de Lula. Não precisa apoiar abertamente o Serra, como fez o Estadão, deixando a cada um o direito de votar em branco ou anular o voto, mas deve declarar em quem não votar. Nunca é demais lembrar as palavras de Jesus: ''Aquele que se envergonhar de mim perante os homens Eu também me envergonharei dele perante meu Pai''.

Francisco Samuel Fiorese samucafiorese1@yahoo.com.br

Campinas

__________________________

POSIÇÕES DÚBIAS

O fato é que Dilma, depois das apurações do primeiro turno, quando soube que haverá segundo turno, anda apavorada com a possibilidade de perder muitos votos, particularmente dos evangélicos e cristãos de todas as denominações, por suas posições dúbias quanto à legalização do aborto e quetões ambientais.

Carlos Yoshikazu Takaoka cy.takaoka@hotmail.com

São Paulo

__________________________

LEVIANDADE

É lamentável uma questão tão delicada e complexa como a do aborto vir à tona com força em época de eleições, com troca de acusações sobre quem disse ou não disse e cobrança de posições por parte da Igreja Católica e dos evangélicos. A realidade é que o aborto clandestino é prática constante em todo o País, e continuará sendo, seja lá quem for eleito, se o problema não for discutido e conduzido de forma honesta em vários níveis, a começar pelo da prevenção. Assumir qualquer tipo de compromisso público neste momento é simplista e leviano.

Luciano Harary lharary@hotmail.com

São Paulo

__________________________

TEMA MELINDROSO

Na opinião do cardeal-arcebispo de São Paulo, dom Odilo Pedro Scherer, é importante que o assunto seja debatido, pois constitui ''uma das questões que os eleitores querem saber'': ''É bom que a questão do aborto seja também levada em consideração dentro dos debates políticos. É uma questão que merece consideração política. Ou a vida humana seria desprezível que não merece consideração política?'' Para dom Odilo, é desejo dos eleitores que os candidatos tenham ''posições claras e coerentes com aquilo que de fato pretendem levar à frente''. Dom Odilo, com todo respeito que o senhor merece, para mim, sua postura está parecendo omissa, e não de um condutor pastoral responsável pelo esclarecimento dos seus fiéis... Neste momento de campanha, nenhum dos candidatos irá ao suicídio, dizendo ser favorável ao aborto. Que tal o senhor entrar no site do TSE e conferir o programa de governo de cada um? Isto é público e notório. Mas veja logo, antes que modifiquem seus programas.

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________

É O EMBROMATION ESTÚPIDO

A candidata Dilma, recém-convertida ao catolicismo, e a sua guarda pretoriana, Palocci, Dutra e Cardozo, inclusive o grão chefe "el cara" e o marqueteiro-mor Duda Mendonça não conseguem entender como uma pequena fagulha sobre um assunto nunca antes explorado, como a posição sobre o aborto, pode em tão curto tempo fazer tanto estrago. Lembrando que em 1999, contra Collor, nem mesmo a acusação direta de ter pressionado a ex-companheira a abortar colou sobre Lula.

Por que, então, colou sobre Dilma? Primeiro, ela definitivamente não sabe ser humilde e no clima do já ganhou, então... Mas o mais importante é que quando apertada Dilma mente, e mente pra valer. Chega a negar que tenha sido favorável ao aborto, mas, infelizmente para ela, com meios como a internet e o YouTube, sua entrevista à revista de público feminista Gente, da IstoÉ, e outra à Folha em 2007, registrada em vídeo, onde com todas as letras ela fala em descriminalização do aborto, então não há como negar.

A candidata, como não tem passado católico nem evangélico, não aprendeu em seu catecismo ou na escola dominical evangélica que a mentira é um pecado e que Jesus quando se referiu a este pecado disse que "toda mentira provém do diabo, pois ele é o pai da mentira", ou seja, ao tentar acertar o assunto com uma mentirinha de nada, como é de sua praxe, a candidata se qualificou a pecha de antenada com o próprio demo, e com certeza não é dos democratas que estamos falando, mas sim do tinhoso. E fica desta maneira numa situação irremediável, pois já está tarde para corrigir e não há humildade suficiente para admitir e pedir perdão, se não pela posição anterior, ao menos por mentir.

Márcio M. Carvalho mmcoak@hotmail.com

Bauru

__________________________

QUE ISENÇÃO?

Segundo o Estadão, Daniel Seidel (e não Veitel) disse que ''o José Serra não tem uma posição clara'' e que ''Dilma Rousseff foi a única candidata que se declarou claramente a favor da vida'' (o que presume que alguém, algum dia, se tenha posicionado claramente a favor da morte). Pelo texto do Estadão, conclui-se que seria um porta-voz da CNBB e que essa seria a posição oficial dos bispos.

Mas... quem é Daniel Seidel? Foi candidato a deputado federal pelo DF em 2002. Pelo PT. Que isenção pode ter alguém ligado a um dos lados da disputa para emitir uma opinião que passa a ser divulgada como se fosse uma posição fechada da CNBB?

Jaci Corrêa Leite jacileite@uol.com.br

São Paulo

__________________________

PASSADO

Para quem já fez parte e pertenceu a grupos guerrilheiros, tendo tido atitudes agressivas até à mão armada, e com extensa ficha corrida policial negativa, a vida deve representar pouco, portanto, é óbvio que ela esteja a favor do aborto.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________

A VIDA

Aqui vai minha opinião para Dilma: melhor seria você abortar sua candidatura, bom para você e ótimo para todos nós, brasieiros.

Paulo Francisco Siqueira dos Santos paulosiqueirasantos@hotmail.com

Santa Rita do Passa Quatro

__________________________

ESPERAR PARA VER

Se o jogo do ''mentido-desmentido'' não funcionar, o próximo lance pode ser o de colocar um véu branco sobre a cabeça aureolada da Dilma e na mão esquerda uma Bíblia e um rosário. Santa hipocrisia.

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

__________________________

DILMA EM CAMPANHA

Lamentável a postura de Dilma Rousseff em seu primeiro dia de campanha do segundo turno, usando o sofisma de que é uma grande defensora da vida, para desmentir o que já disse a respeito do aborto e que, agora, ela classifica como boatos.

A mentira, o embuste, a dissimulação fazem parte da biografia dessa mulher que não tem a menor condição moral de governar o nosso país.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

__________________________

CARETISMO?

Alguns analistas e jornalistas estão considerando um retrocesso a discussão no horário eleitoral dos temas religião e família, entre outros, como se tudo isto já estivesse superado e nada mais restasse a ser comentado.

De fato, há décadas, pós-divórcio, houve uma estabilidade nestes temas, mas os valores religiosos e familiares estão no inconsciente coletivo da população. Será que é arcaico voltar a discutir isto? Mexer com valores, mesmo que aparentemente adormecidos, trouxe respostas da sociedade.

Que alguém tente se eleger nos EUA ou na Europa (onde muitos países permitem o aborto), ferindo estes valores, não creio que se eleja.

Francisco da Costa Oliveira fco.paco@uol.com.br

São Paulo

__________________________

NÃO AO ABORTO, SIM À VIDA!

A maioria do povo brasileiro é contra o aborto.

Um pequeno grupo de políticos e juristas associados a organismos internacionais quer impor a legalização do ato, que por si não é legal.

Como a atenção do povo é desviada para questões que nada têm a ver com a educação e saúde do povo, a mídia é parcial, na maioria dos casos, e

veicula meias verdades em relação ao aborto. As clínicas clandestinas existem aos milhares, mas o aborto não é seguro para as mães, de forma alguma.

Um erro não conserta o outro! A legalização do aborto não vai tornar menos

doloroso para a mãe e muito menos para o filho. A educação é a saída!

A medicina deve ser fiel a seus juramentos e não matar se forma alguma.

A "cabeça" das mães deve ser preservada de uma culpa que os psicólogos não podem amenizar facilmente.

As diversas religiões não devem ser sensacionalistas projetar filmes de fetos abortados em suas igrejas.

É hora de ser coerente com os ensinamentos de Jesus, que sempre falou na vida eterna para a mãe e ara o filho.

"Mentir para si mesmo é sempre a pior mentira."

Não ao aborto!

Sim à vida!

Paulo Roberto Girão Lessa paulinhogirao@uol.com.br

Fortaleza

__________________________

DIVINDADE

Respondendo ao leitor sr. Tibor Rabóczkay (Soberania do próprio corpo, 8/10), antes de se falar em aborto, o grande culpado desta situação é o governo e o seu Ministério da Saúde, que deveriam usar mensagens, através dos meios de comunicação, já que gastam tanto em publicidade para se autopromover, esclarecendo à população, principalmente, aos(às) jovens que se iniciam na vida sexual, alertando-os sobre quais os métodos anticoncepcionais poderão usar para não terem uma gravidez indesejada e depois de um ato impensado procurar abortar, correndo sérios riscos de vida.

Todos esses métodos deveriam estar à disposição da população ativamente sexual nos postos de saúde do País, e não como acontece hoje, com o governo incompetente e omisso, assistindo a jovens e mulheres morrerem por falta de esclarecimento, suporte e ignorância. O corpo é de cada mulher, sr. Tibor, mas o direito de tirar uma vida, quando esta já foi gerada, não é nosso. E só quem gerou vidas sabe da emoção de estar com uma criança em seu ventre, portadora de uma divindade que Deus nos deu, que é gerar vidas, e não matá-las.

Agnes Eckermann agneseck@yahoo.com.br

Porto Feliz

__________________________

PROBLEMA EXCLUSIVAMENTE FEMININO

O problema seria facilmente resolvido se um projeto de lei originário de ação popular,de iniciativa da maioria das mulheres brasileiras, resultasse em lei promulgada definitivamente a favor ou contra o aborto.

Sergio S. de Oliveira marisanatali@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

__________________________

AS VOLTAS QUE O MUNDO DÁ

Até o dia 3 de outubro era mais fácil encontrar um esquimó surfando em Copacabana do que um petista que fosse contra o aborto. Claro que eles existiam, mas raramente emitiam um pio sobre o assunto. A defesa do aborto, dentro do partido, é cláusula pétrea, reiteradamente pétrea. Ser contra o aborto suscita pedidos de excomunhão das hostes partidárias, como aconteceu com uns dois ou três deputados federais que se meteram a criticar seus pares e a reprovar as decisões que tomavam a esse respeito. Esses parlamentares foram condenados a penas de suspensão, uma espécie de silêncio obsequioso ao longo do qual o filiado, entre outras coisas, não pode fazer discurso em nome do partido, participar de comissões nem votar em instâncias partidárias. É o que acontece com quem se mete a reprovar o aborto e seus defensores dentro do PT. A poderosa Secretaria de Mulheres, uma espécie de dicastério, para continuar as analogias semânticas com a Cúria Romana, chegou a pedir, por esse motivo, a expulsão do deputado Bassuma, que acabou se desfiliando do partido.

Em sucessivos congressos, o PT vem aprovando moções pró-aborto. Não satisfeito, criou um capítulo para o tema no PNDH-3, rumoroso decreto presidencial que propôs revoluções à Constituição federal e foi integralmente aprovado, por unanimidade, no congresso do PT realizado em meados de fevereiro deste ano. Os deputados petistas que integram a Frente Parlamentar em Defesa da Vida são constrangidos a bater em retirada. Teria muito mais, mas acho que chega para mostrar que o tema não é um assunto de gosto ou desgosto no partido da estrela. Quem se mete contra ele vai para o ostracismo.

E tem de ser assim mesmo. Quando o PT defende o direito de abortar, está sustentando uma posição filosófica, política e ideológica, com consequências na vida social. Matéria grave. Pedro-Juan Viladrich, em "Aborto e a sociedade permissiva", ensina que o abortismo ideológico vê as coisas da seguinte maneira: "Existe pessoa quando existe um mundo de consciência explícita, uma ordem de interioridade autoconsciente e um desabrochar da própria liberdade. Uma vez que não possui essas características, o feto talvez seja vida na perspectiva biológica, mas não é um ser humano do ponto de vista ideológico ou cultural; quem suprime um feto suprime vida biológica, mas não uma humanidade".

Compreendeu? Pessoa deixa de ser uma noção objetiva e uma realidade autônoma para se converter numa construção. Nas brilhantes palavras de Viladrich, tais ideólogos da cultura supõem que ao fazer uma "ideia de homem" estejam fazendo o próprio homem "à imagem e semelhança" de sua ideia e de sua vontade. E surge uma insuperável contradição. Só poderia criar o homem a partir de uma ideia quem pudesse criar a si mesmo a partir de uma ideia. Ora, o homem pode tirar-se a própria vida, mas não a pode dar-se; pode tirá-la de outrem, mas não a pode devolver. Por outro lado, não é a cultura que faz o homem ("porque a cultura não cria a si mesma"), mas é o homem que faz a cultura. Logo, a cultura é a construção e o homem, o construtor. Quando a somáli Ayaan Irsi Ali, autora do livro "Infiel", chegou à Holanda como refugiada e percebeu que suas conterrâneas continuavam sendo surradas pelos maridos, botou a boca no trombone para exigir do governo holandês que fizesse valer seus princípios e valores para todas as culturas que acolhesse. E conseguiu.

Quem é a favor do aborto coloca outros valores acima da vida humana, e derruba uma cerca inteira para a entrada do pensamento totalitário, para a revolução, para a recusa aos valores tradicionais. Por outro lado, ninguém precisa ser cristão para ser contra o aborto. Basta usar a cabeça com um mínimo de bom senso e respeito a si mesmo e ao próximo. Note-se, então e por fim: também para quem é contra, o aborto não é um tema de gosto ou desgosto. É questão essencial da humanidade!

Pois veja, agora, leitor, as voltas que o mundo dá. Olhos postos no pleito do dia 31, está aí o PT inteiro se mobilizando para afirmar que Dilma Rousseff ''é contra o aborto''! Explodiram a cláusula pétrea. Descobriram que o discurso pró-aborto faz perder votos? Mas quanto oportunismo!

Percival Puggina puggina@puggina.org

Porto Alegre

__________________________

PROPAGANDA ELEITORAL

O Serra começou bem na propaganda eleitoral na TV, ontem à tarde, acertou na mosta ligando sua biografia e sua candidatura à valorização da vida e ao Programa Mãe do Brasil. Saiu por cima com inteligência.

Marcia Arruda [mailto:arruda_marcia@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________

CIDADANIA

Gostaria de entender por que algumas pessoas estão considerando a posição contra o aborto algo próprio de um Estado teocrático.

Acho que devemos procurar um candidato que proteja e defenda os cidadãos. Todos os cidadãos (não só alguns, não só eu). Isto se chama cidadania.

Ou será que o nascituro não é cidadão? Em que momento começa a ser?

Márcia Regina Roccato Ferreroni marciaferreroni@gmail.com

São Paulo

__________________________

LINUS PAULING E CARLO COLLODI

A falciforme tabela de equivalência e o boneco cara de pau.

Não sou militante ou filiado a partido político. Não busco arrebanhar votos para candidato A ou B. Meu alvo é o eleitor desavisado, ou portador de imbecilidade induzida, seja por miopia política, amnésia, conveniência ou conivência latente ou leniente.

Busco, sim, fazer o leitor eleitor brasileiro respeitar a si próprio, escolhendo a quem vai dar ou alienar seu voto a quem nos conduzirá política, social e economicamente nos próximos anos.

Sabemos que um percentual significativo do eleitorado sofre de inconsciência eleitoral em nível de razão psicológica, votando a favor do assistencialismo insurgente advindo de uma idiossincrasia política insalubre do ponto de vista sociocultural. Infelizmente, ao arrepio das melhores intenções, está também em busca desta mesma fatia eleitoral um mascarado grupo de políticos de amplo espectro de maleficência, travestido de profetas da undécima hora, apregoando ressonante moralismo e consoante defesa dos valores da vida e dos viventes. Louváveis, se não fossem às escâncaras que suas posições, bordadas num Plano Nacional de Direitos Humanos propalado e assinado pelo seu pátria potestas, além de um farto material disponível na internet, dessem conta exatamente do oposto ao que, de última hora, passaram a defender. Palacianos e pretendentes, todos a volver, propositada e desavergonhadamente, suas conhecidas opiniões em socorro da candidatura de madre Dilma, a se desfalecer dos votos dos religiosos e dos conscientes. À postulante não restou dúvida quanto a sua posição em relação ao aborto, defendendo virilmente a descriminalização do feito em recentes e diversas sabatinas (rico material difundido na internet), assim como versa o aludido, maldoso e anticristão Plano Nacional de Direitos Humanos, cuja pia batismal está na taberna e nas parênquimas de um partido político, capitaneado pelo substrato do mais putrefato dejeto partidário.

Onde, então, entram nesta história um ganhador de dois Prêmios Nobel e o escritor de um dos mais conhecidos personagens de história infantil do mundo?

O nobilíssimo ganhador de Nobel dr. Linus Pauling criou a conhecida tabela de equivalência de elétrons. O segundo criou o personagem fictício de uma criança, esculpida de madeira, que queria ser "gente" e seu nariz era acrescido de alguns centímetros toda vez que propalava uma mentira.

Quanto ao primeiro, vamos entender, sequioso leitor: um militante político, lá da mineira cidade de Formiga, que entra "despretensiosamente" nos sigilosos dados cadastrais do contribuinte que, por coincidência, é atuante político de oposição, este orbita a camada Q, num subnível lá pelo 4f, portanto, longe do núcleo do poder, digo, longe do núcleo do átomo. Assim, embora seja comprovadamente equivalente, o que ele faz nada tem que ver com o núcleo. Por sua vez, o núcleo, indivisível e indevassável, vista a blindagem dos elétrons à sua orbita, tem movimento próprio, definido e vindo na sua direção, caro eleitor, a amputar-lhe a capacidade de distinguir o joio, inibindo sua acuidade visual através da sombria, difusa e repentina imagem de defensor da vida e dos viventes.

Quanto à criatura de Carlo Collodi, conhecida por Pinocchio, por querer ser gente e por mentir demais, foram estranha e repentinamente identificados vários sósias dele frequentando a Defensoria Pública de Valorização da Vida, Contra o Aborto. Causou espécie um similar, não masculino, de um inigualável róseo-peroba facial, mas verossimilhante aos demais, porquanto que para quem conhece suas biografias saca delas um curriculum aos pares de Bin Laden, subitamente martelando na mídia ser contra o aborto. Quem sabe, depois do dia 31 a gente até não ajuda ela a arrumar um emprego no telemarketing do CVV em São Paulo, né?

E ainda assim todos eles pleiteiam, pela divindade que julgam ser, representatividade inclusive na cúpula da Capela Sistina.

Eleitor, ACORDA. Na urna eletrônica não se depositam despojos ou rescaldo, pra não dizer pior. Na urna você deposita o voto para quem vai comandar uma nação e dar rumos à sua vida. Você quer mesmo, você tem certeza que quer votar nisso? Você tem certeza que quer dar esse exemplo a seus filhos e netos?

Eleitor, acorde e se respeite. Não dê voto a quem, AGORA, respeita a vida.

P.S.: Por sinonímia, falciforme representa o formato de uma foice. Lembra?

Marcos Vinícius Guimarães Martins marcos.v.1@hotmail.com

Uberlândia (MG)

__________________________

PERSEGUIÇÃO A HOMILIA

Porque uma homilia feita por um padre (honesto, exercendo sua vocação e seu dom ) está incomodando a candidata marionete e seus advogados? Ele simplesmente falou a verdade para nós, cristãos! As atitudes do presidente (com minúscula) não os incomodam quando usa o horário de expediente e dinheiro público para abrir as portas do Alvorada pra ''cumpanherada'' discutir as proximas ações da marionete, que discursa como presidente em horário político para fazer campanha pra marionete e outras ações escabrosas. Onde está aquele promotor (Luiz Francisco) que não deixava o presidente FHC trabalhar e fazer o Brasil crescer? Onde estão os caras-pintadas?

Mas o dia da virada está chegando, quando nós, os brasileiros honestos e honrados, daremos estas respostas para essa corja que quer dividir o País, mostraremos que o BRASIL PODE MAIS!

Cassia Carlin Malteze cassia.carlin@terra.com.br

São Paulo

__________________________

SIM, NÓS PODEMOS!

Sim, nós podemos expulsar essa corja que está corrompendo nosso país.

Basta você sair de sua zona de conforto e exercer um pouco do patriotismo que tem no peito. É necessário que você diga e mostre que vai votar no Serra para acabar de vez com o Sarney, Maluf, Zé Dirceu, Delúbio, Marcos Valério, Temer, Genoino, etc, etc. fazendo a maior faxina da história para moralizar nossa terra

Fale, fale muito de suas convicções. Apaixonadamente.

Não fique passivo(a) aceitando as mentiras que se pregam de forma descarada, tais como a de que foi o Lula que controlou a inflação, que o PAC é um programa maravilhoso, que o Lula não sabia de nada do que se passava na sala ao lado etc., etc. Desminta-as. Reaja ao cinismo, ao crime banalizado, ao compadrio. Não aceite que pretensos perseguidos políticos recebam aposentadorias milionárias enquanto os verdadeiros aposentados pelo trabalho de uma vida inteira vivem à míngua. Seja um ativista pelo amor que você tem ao seu povo tão iludido. Lute pelo seu país, pelos seus valores. Mexa-se!

É preciso que você diga que não aceita alianças com Amahdinejad, Fidel, Chávez e outros tantos ditadores. Vamos lutar pela preservação da democracia, pela liberdade de imprensa, pelo livre direito de se manifestar. Deixe isso bem claro, sem a menor margem de dúvidas.

Não aceite que nosso país seja dividido entre sulistas e nordestinos, brancos e negros, ricos e pobres, nós e eles. A nossa força está em nossa união. Não é preciso nos dividir para consertar distorções. Reaja!

Não faça isso somente pela internet, falando a amigos que já pensam como você. Saia do seu cantinho. Lute pelas suas crenças, pela sua Pátria, pelos seus filhos e amigos. Construa um Brasil melhor! Coloque adesivos em seu carro, bandeiras, chame a atenção. Provoque a discussão sobre o tema e convença seu interlocutor sobre suas crenças

Parodiando Vinícius: quem de dentro de si não sai vai viver sem felicidade, triste por ver um país tão lindo ser saqueado e rebaixado pela inexistência de princípios. Vai deixar uma sociedade de segunda classe para seus filhos nela viverem.

Por pensar assim, eu vou eleger Serra. Vou dedicar meu maior esforço para que isso aconteça. No dia 1.º de novembro de 2010, serei seu opositor, pois há nele muita coisa que não me agrada. Mas não é possível compará-lo com essa malta que se assenhorou do meu país. Até 31/10 serei Serra de carteirinha. Venha junto!

Ruy Nepomuceno Filho ruine@terra.com.br

São Paulo

__________________________

MORDAÇA À VISTA

Ao mesmo tempo que a candidata Dilma procura remendar o seu discurso para o segundo turno,

renegando o fato de ser favorável ao aborto, dizendo-se defensora da vida, embora tenha participado

de grupo terrorista cujos atos provocaram a morte de pessoas, sendo, portanto, cúmplice

desses atos (não caberia enquadramento entre os fichas-sujas?), e afirmando (mentindo) ser favorável

à total liberdade de expressão, etc. etc., o m(s)inistro Franklin Martins, também ex-terrorista,

eminência parda e mago (negro) das Comunicações do governo petista, viaja à Europa com o objetivo

de colher subsídios e convidar especialistas para um seminário sobre regulação da mídia, a

realizar-se em novembro, segundo notícia no Estadão (7/10, A24). Vamos ficar atentos, pois

vem aí nova e forte investida contra a liberdade de expressão e a imprensa, sob pretexto de marco

regulatório e dando a tudo a aparência de coisa séria e democrática, sob o disfarce da inspiração na

experiência europeia nessa área. O "cara'' jamais esquecerá as denúncias de corrupção na Casa

Civil feitas pela imprensa (livre), um dos fatores que levaram a eleição para o segundo turno, e, como

vingança, pretende encaminhar ao Congresso a lei da mordaça ainda durante seu mandato.

Jorge Manuel de Oliveira jmoliv11@hotmail.com

Guarulhos

__________________________

POUCA-VERGONHA

A hora e a vez de quem tem memória. Não pode existir coisa mais significativa e esclarecedora, para quem tem vergonha na cara, do que ver os vídeos e áudios de políticos brasileiros em épocas diferentes, porém não muito distantes. Podemos assistir a Luiz Inácio Lula da Silva dizendo ser José Sarney o maior ladrão do Brasil e, hoje, transformando-o numa pessoa incomum que merece todo o respeito. O mesmo Luiz Inácio, quando oposição, classificando os programas sociais de compra de votos e hoje dizendo serem os mesmos inclusão social. Dona Dilma fazendo campanha em favor da descriminalização do aborto e hoje dizendo-se radicalmente contra. Ciro Gomes classificando o PMDB de um ajuntamento de assaltantes comandados por Michel Temer, o mesmo Michel Temer que ele apoia para vice- presidente da República. Estou procurando um adjetivo para classificar esse tipo de gente, aceito ajuda. Tachá-los de mau caráter seria elogio.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

__________________________

FORA DO AR

Após leitura dos jornais de ontem, encontrei dois personagens famosos que demonstram estar completamente fora do ar e não resisti a comentar e até fazer sugestões.

1) Ministro Franklin Martins - Está na Europa visitando alguns países que utilizam controle sobre a mídia para obter subsídios para a criação de uma agência reguladora para a imprensa e saiu com uma pérola: ''No Brasil, a imprensa é livre, cada um publica o que quer. É livre, o que não significa que seja boa.''

Comentário: A nossa mídia melhorou muito com a retirada da sua cara feia do ar!

Sugestão: Sugiro a criação de uma agência reguladora para ministros. Os nossos são livres e falam o que querem, mas não são bons!

2) Ciro Gomes - Ao referir-se ao assunto aborto, disse que é ''calhordice'' do PSDB usar esse assunto na campanha e completou com outra pérola: ''Eu, no dia em que precisar consultar o aiatolá da minha comunidade para tomar uma decisão civil, eu estou fora.''

Comentário: Por isso ele só consulta o aiatolula!

Sugestão: mesmo sem consultar ninguém, caia fora!!!

Ricardo Melhem Abdo ricabdo@gmail.com

São Paulo

__________________________

PSN

Da direita para a esquerda ou vice-versa, o Ciro Gomes da casaca virada

já mudou tanto de partido que aposto que nem ele mesmo sabe em que

partido está agora. Deve ser o PSN - PARTIDO SEM NOÇÃO.

Stanislaw Cordeiro ratles2@hotmail.com

São Paulo

__________________________

TOP

Dilma aceitou e Mercadante há de admitir: o

apoio de Ciro Gomes é muito mais irrevogável.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

__________________________

CIRO, QUEM?

Não entendo por que a mídia paulista ainda dá espaço para o zumbi Ciro Gomes tentar reviver, esquecendo que o presidente Burla o deixou com cara de ''bobo alegre'' nessa campanha eleitoral..

Laércio Zannini arsene@uol.com.br

São Paulo

__________________________

DE PALHAÇOS E BOBOS DA CORTE

Até agora não me conformo com a eleição do palhaço profissional Tiririca para a Câmara dos Deputados. Mas hoje lendo as notícias da incorporação de Ciro Gomes à equipe de campanha da Dilma Rousseff, fiquei convencido de que pior que um palhaço profissional atuando como político é o político profissional Ciro Gomes fazendo o papel de ''bobo da corte''.

Absoluta falta de caráter e respeito próprio, pois, depois de todas as rasteiras que levou do Lula e da turma do PT, correu para lamber os saltos dos sapatos da Dilma, de olho em algum carguinho ou sinecura.

E pensar que esse, digamos, elemento teve a audácia de mudar de domicílio eleitoral para se candidatar ao governo de São Paulo, a pedido do Lula. Se tivesse se candidatado, teria menos votos que a Mulher-Pera.

Paulista até vota (como protesto) em abestados, mas definitivamente não é besta para votar em outra.

Claudio Juchem cjuchem@gmail.com

São Paulo

__________________________

SAMBA DO CRIOULO DOIDO

Aquele senhor que disse há algum tempo que ''o papel da mulher dele é dormir com ele'' deu uma entrevista ao Estadão que parece o samba do crioulo doido. Disse primeiro que Serra é ''qualificado, preparado, experiente, homem de valor'' e no final da entrevista afirmou que ''Serra é o atraso''. Disse que os 20 milhões de votos da Marina seriam votos dele, ''é o voto exigente, que vota comigo'' (me engana que eu gosto!). Disse que a ''imundície e o ódio religioso'' estão tomando conta da política (só vejo ódio, mesmo, do lado do PT e desse senhor, que, aliás, se pegou no tapa com outro lá no Ceará. Quem se pega no tapa é que tem ódio). Elogiou o coitado do Aloysio Nunes Ferreira (o que foi que o senador eleito fez de mal pra merecer elogios desse senhor? Que Deus o proteja de elogios vindos de tal boca!). Falou bem de Lula, mas não deixou de lhe dar umas estocadas. Nada e ninguem é suficientemente bom pra ele, nem seu chefe supremo, o Lula. Acho que esse senhor só gosta, realmente, da mulher dele, aquela cujo papel é dormir com ele... E será o coordenador da campanha de dona Dilma. Vai sobrar xingamento, palavrão e tabefe pra todo lado. Uma perguntinha: quando será que esse senhor vai transferir novamente seu voto para o Ceará?

Regina Helena de Paiva Ramos reginahpaiva@uol.com.br

São Paulo

__________________________

Ciro Gomes,

Em cena

De fato, o novo cargo do deputado Ciro Gomes é o de BOBO DA CORTE. Já começou a atuar.

M. Helena Borges Martins m.helena.martins@uol.com.br

São Paulo

__________________________

BOCA-MOLE

Lamentável, um cidadão com pretensões a autoridade máxima de nosso país vem a público mostrar-se autêntico boca-mole.

Custa a acreditar, foi feito marionete ao mudar seu domicílio eleitoral para São Paulo, depois disso esbravejou feito um cachorro e agora lá está ele novamente pendurado.

Continuem assim e teremos verdadeira radiografia de vossos propósitos, desta forma, vocês que nos mostram em quem votar.

Manuel José Falcão Pires manuel-falcao@ig.com.br

São Paulo

__________________________

AINDA DÁ TEMPO

Ciro Gomes, o maior detrator do Estado de São Paulo e de seus conterrâneos paulistas, afirmou que o maior erro que cometeu na vida foi ter transferido seu domicílio eleitoral para cá. Sugiro a esse cidadão que se quiser continuar na vida política reverta rapidamente essa condição, pois se continuar por aqui nem vai conseguir se eleger síndico de prédio.

Maurício Lima mapeli@uol.com.br

São Paulo

__________________________

FALSIFICADO

Ciro Gomes, um paulista "paraguaio" que quase nos foi impingido pelo PT, numa tentativa de gover-

nar o maior Estado da Federação, mostrando uma brutal ausência de quadros competentes, vem recebendo da mídia uma atenção desproporcionada ao seu peso específico. Político de projeção regio-

nal, deveria ter sua participação noticiada apenas pela Gazeta de...

Caio Augusto Bastos Lucchesi cblucchesi@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________

A Ciro o que é de Ciro

É óbvio: Lula coloca Ciro Gomes como seu franco atirador. O nível da campanha do PT deve continuar no subsolo. Ciro fará o servicinho sujo.

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

__________________________

CAMALEÃO POLÍTICO

Nossa, não pensava nem imaginava que o Ciro Gomes fosse tão infantil politicamente! O nobre deputado federal é um camaleão, segue os passos de Renan Calheiros, Romero Jucá e tantos outros. Como pode chamar a turma do PMDB de "ajuntamento de assaltantes" e dizer que ter ''tristeza profunda'' não é mágoa! Ser traído pelo pai Lula e ainda permanecer com a Dilma na campanha? Realmente, é como dizem: amor de mulher da vida de malandro, apanha, mas gosta!!!

Erivaldo de Oliveira Lima debrere03@terra.com.br

São Paulo

__________________________

PAIXÃO?

É bem de lembrar que Ciro Gomes, desse que se deixou transformar pelo lulismo em seu menino de recados lá no Ceará (e não faz tanto tempo assim), e mesmo após cenas explícitas da mais abjeta vassalagem ao lulo-petismo, ele, que já foi ''sodomizado'' moralmente em público por Lula quando este o preteriu após prometer-lhe que ele seria o candidato do ''chefe'' à Presidência (tolinho ingênuo!), ainda assm continua se prestando a esse papel de ''moço do Lula''.

Apaixonou-se?

Paulo Boccato pofboccato@yahoo.com.br

São Carlos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.