Cartas - 10/04/2011

POLÍTICA ECONÔMICA

, O Estado de S.Paulo

10 Abril 2011 | 00h00

Queda do dólar

A cada medida anunciada pelo governo para segurar a queda do dólar, mais ele despenca. Só na semana passada acumulou perdas de 2,36%, chegando a R$ 1,574. É bom chamar profissionais competentes e "fichas-limpas" para dirigir o Banco Central (por exemplo, Henrique Meirelles) e a Fazenda (talvez Pedro Malan). Ou... estamos perdidos!

JOSÉ CARLOS ALVES

jcalves@jcalves.net

São Paulo

___________

Carga tributária

O excessivo ingresso de dólares no Brasil serviu de pretexto para elevar ainda mais a carga tributária. O gasto dos turistas brasileiros no exterior, de certa forma, reduz o desequilíbrio, mas foi sobretaxado, dado o crescente volume. A classe empresarial também foi punida com maior tributação nos empréstimos internacionais de curto prazo. Para amenizar os efeitos da herança maldita deixada por Lula e fazer face aos exorbitantes reajustes salariais nos Três Poderes optou-se por elevar a carga tributária e restringir os investimentos, inclusive do PAC, em vez de reduzir drasticamente os gastos públicos - até para dar exemplo, com o cartão corporativo do Executivo. Pobres da indefesa viúva e dos contribuintes, que a tudo assistem e não têm a quem recorrer.

HUMBERTO SCHUWARTZ SOARES

hs-soares@uol.com.br

Vila Velha (ES)

___________

A sucessora

A sucessão de aumentos de taxas e impostos deve-se ao esbanjamento exibicionista de prosperidade fictícia que Lula fez com dinheiro público. Esse é o preço do pão que o governo comeu. Economia é a ciência mais racional da utilização da raridade.

JOSÉ MOACYR BRUNHEK

moabek@hotmail.com

Santos

___________

IOF

A agência de rating Fitch aumentou a nota soberana do País e de vários bancos, como Bradesco, Itaú-Unibanco, Santander e BB. Para comemorar o ministro Mantega aumentou a alíquota do IOF incidente sobre todas as operações de crédito para pessoa física, de 1,5% para 3%, com o intuito de reduzir a inflação dos alimentos. Os juros com certeza serão os próximos a aumentar. E qual será a justificativa? Aguardemos.

MARCOS ANTONIO SCUCUGLIA

sasocram@ig.com.br

Santo André

___________

Portugal x Brasil

Li no Estadão (3/4, B17) que, segundo um comerciante tradicional de Portugal, a consequência da crise naquele país são altos impostos e importação de tudo. Não seria o que estamos passando aqui? Aliado à alta taxa de juros, isso não nos fará viver o que Portugal está passando, em futuro muito próximo? É esperar para ver, ainda é tempo de este governo tomar providências.

MOHAMED ABDALLA KILSAN

kilsanabdalla@terra.com.br

São Paulo

___________

Colônia

Começamos sendo de Portugal, passamos para os EUA e num futuro próximo seremos da China. Vide avanço na Amazônia. Uma vez colônia, sempre colônia.

CONRADO DE PAULO

conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

___________

Pela hora da morte

O preço da gasolina em São Paulo atinge níveis nunca antes alcançados e o governo ainda nem repassou o aumento do petróleo às refinarias. A responsável é a falta de álcool na mistura da gasolina, parece. Da mesma forma, o preço de bens de primeira necessidade, como óleo de soja, carnes, ovos, frutas, verduras, suco de laranja, açúcar, está pela hora da morte, como se dizia antes do Plano Real. O governo devia pensar em limitar ou até taxar as exportações de componentes desses produtos, como, aliás, fazem os países que se deparam com tal problema. O Brasil omite-se a esse respeito, salvo engano.

PAULO SERODIO

pserodio@uol.com.br

São Paulo

___________

E o minério de ferro?

O ministro Guido Mantega desautorizou a afirmação do presidente da Petrobrás, Sérgio Gabrielli, de que poderia haver aumento nos combustíveis. Diante disso, pode-se perguntar se a Vale terá autonomia para praticar reajustes no minério de ferro se e quando for necessário.

MAURÍCIO RODRIGUES DE SOUZA

mauriciorodsouza@globo.com

São Paulo

___________

OPOSIÇÃO

Está na hora

O pronunciamento de Aécio Neves no Senado, na semana passada, teria sido um esboço de reação? Disse que o Brasil precisa ter um choque de realidade, fazendo o povo ver que Lula pintou um cenário de conto de fadas, sendo ele o herói, o "criador". Sim, porque se você perguntar por aí quem descobriu o Brasil muitos dirão que foi o Lula. Ele mesmo acredita nisso. Antes dele, nem índios, nem portugueses, nem Lei Áurea, nem pentacampeonato, nada. Ele caiu aqui e, com o Plano Real fundamentado e as contas públicas saneadas, criou a oitava maravilha do mundo moderno: o Brasil! E um Brasil com todo mundo feliz, podendo andar na rua com segurança, com água tratada em casa, saúde garantida, educação esmerada... É ou não é um conto de fadas? Assim, se a oposição pretende alguma coisa lá por 2014, o choque de realidade primeiro tem de ser em cima dela - políticos da oposição, não se assustem, mas vocês são oposição! E oposição tem de fazer oposição. Só a oposição, depois de despertar para o fato, é que vai acordar o brasileiro para a realidade. Não adiantam efusivos pronunciamentos, discursos apontando o perfil do anterior e do atual governo, sem agir para balançar o povo em sua convicção. E, creio, vai encontrar apoio não só nos mais de 40 milhões que votaram em José Serra para presidente, mas num número superior a esse, porque, com a volta da inflação (volta!), o bolso já começou a doer para muita gente. Este é um bom momento para começar a se opor de verdade.

MYRIAN MACEDO

myrian.macedo@uol.com.br

São Paulo

___________

Fiasco

Depois de longos cem dias de muito far niente, a oposição, aglutinada em torno do senador Aécio Neves, mostrou a que veio e explica muito do deserto de homens e ideias reinante na política nacional. Pobre País.

NELSON GOMES AFFONSECA JR.

nelsonaffonseca@uol.com.br

Cordeirópolis

___________

"Se é comigo, pego o chapéu e me mando"

SERGIO S. DE OLIVEIRA / MONTE SANTO DE MINAS (MG), SOBRE GABRIELLI TER SIDO DESAUTORIZADO POR MANTEGA

ssoliveira@netsite.com.br

"Perguntar não ofende: o Lulla falou sério ou mais uma vez está gozando do povo brasileiro?"

OSWALDO FERREIRA JUNIOR / SÃO PAULO, SOBRE O MENSALÃO SER JULGADO SOMENTE EM 2050

aldo_detonator@yahoo.com.br

"Enquanto os senadores são beneficiados, eu ando de metrô lotado. Tudo bem, o que mais posso querer?"

MIRIAM KELLY CAETANO / SÃO PAULO, SOBRE A NOVA COMPRA DE CARROS ZERO - E IPHONES

miriam.tecnico@fehosp.com.br

___________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 857

TEMA DO DIA

Segurança em escolas volta a ser discutida

Após tragédia em Realengo, pais pedem mais controle do acesso às dependências escolares

"Aqui, nos Estados Unidos, já há segurança armado e detector de metais nas escolas."

ALDIR MENDES

"É preciso que medidas de segurança sejam tomadas para que este tipo de tragédia não volte a se repetir."

OBERLAN CAMBEIRO

"É de extrema importância que o poder público olhe com atenção para nossos jovens, quando fora de suas casas."

EDMAR MARTINS

___________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

DESARMAMENTO

 

 

O massacre na Escola de Realengo (RJ) já vem ensejando os apologistas do desarmamento da população a culpar as armas. Não são as armas que incentivam os homicidas em potencial, são outros fatores psicológicos e sociais como a banalização do crime, a impunidade , o fundamentalismo religioso e a frouxidão do Sistema Legal e de repressão. Os bandidos não têm armas compradas no comercio e legalizadas. Adquirem-nas com facilidades no contrabando ou na " esquina". Portanto, a Lei do Desarmamento somente impede o direito do cidadão de bem de defender-se. Já, psicopatas como esse do Realengo são frutos dos maus exemplos de violência no cotidiano da mídia e do fanatismo de determinados

fundamentalismos religiosos.

José Ávila da Rocha peseguranca@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A GUERRA DO RIO

 

 

A tragédia ocorrida na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro é apenas uma cena de campo de batalha que enluta diariamente o cotidiano do carioca, tornando-se comum em todo o território brasileiro. O povo do Rio, acuado pelo crime organizado,sobressaltado pelas milícias, desprotegido do poder público,passa a ter uma paz temporária somente com a intervenção das forças do Exército, instituição criada para a guerra. O massacre do Realengo, tragicamente poderá se repetir em alguma parte do país, porque é raro o cidadão que não anda armado, os assaltos se sucedem diuturnamente. Nova campanha visando o desarmamento da população será incentivada.A polícia recolherá pequena parte do arsenal ambulante. Alguns bacamartes, garruchas de dois canos e talvez até alguma pistolas dos piratas Morgan, Cavendich e Lancaster. O clima é de guerra. Satã está entre nós, não como besta, mas como beleza.

 

 

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ATIRADOR

 

Meu nome é Alexandre Fernandes Coelho, sou atirador esportivo, regularmente registrado no Exército Brasileiro, sob o n.º 62275. Primeiramente quero consignar meus mais profundos e sinceros sentimentos para com as famílias vitimadas pela terrível tragédia ocorrida na manhã do dia 7 de abril de 2011. Saliento o importante papel da imprensa - veiculada pelas mais diversas mídias -, no exercício basilar e estrutural de manutenção do Estado Democrático de Direito, que vem sendo reconstruído desde a promulgação da Constituição Federal de 1988. Quero, através deste humilde arrazoado, apenas esclarecer a impropriedade quanto à utilização da palavra "atirador" para designar Wellington Menezes de Oliveira, pois não apenas eu (mas qualquer atirador) me sinto pessoalmente ferido diante de tal fato. Nós, atiradores (e atiradoras) desportivos, praticantes de um esporte tão saudável, gregário e digno, quanto qualquer outro, somos diariamente vitimados pelo preconceito de nossos semelhantes, que não raro nos julgam pessoas violentas e de disposição severa, tomando como base tão-somente nossa atividade desportiva e recreacional. Wellington Menezes de Oliveira jamais foi - ou jamais poderia ser - um atirador, pois este é o título apropriado para designar o praticante de um esporte e não um criminoso (seja ele imputável ou não). Creio que não seja intencional, mas sempre que Wellington é rotulado de atirador pela mídia, o preconceito contra os atiradores desportivos é aumentado, através do estímulo dos leigos ao medo e à aversão contra tudo aquilo que lhes pareça estranho ou diferente. Existem também outros atiradores que têm sua imagem indevidamente manchada sempre que Wellington é chamado de atirador: os profissionais civis e militares que dedicam suas vidas à manutenção de nossa segurança. Sejam eles policiais ou integrantes das forças armadas, todos são atiradores. Devemos lembrar que as nefastas ações de Wellington foram interrompidas pela pronta e eficiente ação de um herói que realmente merece o título de atirador: o Sargento Alves, Policial Militar que atribuiu sua exitosa e heroica intervenção ao seu constante treinamento na atividade do tiro. Nós, atiradores, somos cidadãos brasileiros assim como todos os outros. Reagimos de forma triste e indignada diante dos acontecimentos desta manhã do dia 7 abril, assim como todos os seres humanos deste planeta. Nossa atividade desportiva gera milhares de empregos em clubes e na indústria, sendo certo que os impostos arrecadados são (ou deveriam ser) revertidos para o custeio dos serviços públicos destinados ao atendimento de todos os cidadãos. Somos constantemente fiscalizados pelos órgãos competentes, que nos impõe as necessárias e severas regras para aquisição e transporte de nossos equipamentos. Por fim, cumpre esclarecer que Wellington nem mesmo tinha atingido a idade mínima de 25 (vinte e cinco) anos - imposta pelo artigo 28 da Lei 10.826 de 2003 - para a aquisição regular de uma arma de fogo. Ainda devo frisar que Wellington jamais seria aprovado no rigoroso exame psicotécnico - imposto pelo artigo 3.º da mesma Lei - necessário à aquisição regular de uma arma de fogo. Noutras palavras: a aquisição das armas e da munição por Wellington, já constituía uma atividade irregular, criminosa, premeditada e preparatória, pois ele nem ao menos poderia fazê-lo conforme a Lei, junto a uma loja. Esta forma de aquisição criminosa deve ser combatida pelo Estado. As campanhas de desarmamento precisam concentrar seus esforços para desarmar os criminosos como Wellington, que veem nas armas - sejam elas brancas ou de fogo, improvisadas ou não - os meios para ferir as Leis e a sociedade. Lembremos do lamentável evento ocorrido em fevereiro deste ano de 2011, quando Ricardo Reis, utilizando seu automóvel como um aríete, atropelou vários ciclistas em Porto Alegre, abrindo diversas discussões sobre a escalada da violência no trânsito, sem que fosse sequer ventilada a possibilidade de proibição da venda de automóveis, pois tal solução afigurar-se-ia absurda, além de inócua no combate à violência. Consigno aqui meu apelo à imprensa em geral, para que Wellington deixe de ser chamado de atirador e para que o foco de luz seja direcionado ao cerne do problema: a crescente escalada da violência urbana, que muitas vezes se cristaliza sem o emprego de armas de fogo e deve ser combatida através da melhoria da segurança pública, mas nunca pela proibição cega ou pela desinformação.

 

 

 

Alexandre Coelho alexandrefc@yahoo.com

Niterói

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEM CONTROLE

 

 

O massacre de escolares do Rio, muito dificilmente - sabemos, podem ser totalmente evitados. Mas diminuir as chances de repetição de tais tragédias é possível se, a Lei que regulamenta a produção e venda de armas e munição entre nós for cumprida, o que não ocorre.Está mais do que na hora que o Exército e Ministério Público, operacionalizem juntos suas obrigações legais na atuação no controle do referido comércio desse setor industrial no país.

 

 

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUEM EXPLICA?

 

A tristeza, o horror, o desespero, a ansiedade, a saúde, qual palavra pode identificar melhor a situação das famílias que perderam suas crianças numa atitude insana de um jovem, numa escola pública do Rio de Janeiro?. Quem pode dar uma explicação ao menos razoável? E que fazer para que isto não mais se repita?

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SONHOS INTERROMPIDOS

 

A fragilidade da vida esteve em voga nesta quinta-feira, quando todo o Brasil acompanhou a Tragédia em Realengo. Deixemos de lado a crueldade de um ser, que questiono ser "Humano", e seu ato de monstruosidade... Foram 12 crianças mortas, outras 12 feridas e 400 traumatizadas! Queria, quando amanhecer amanhã, acordar de um grande pesadelo, um sonho de sofrimento alheio vivido por toda uma nação! São sonhos interrompidos! Eram brasileiros que poderiam gerar grandiosos frutos à sociedade.

 

Lucas Filipe Toledo lucasfilipetoledo@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VERMELHO

 

Os vermelhos espalharam-se pelo corredor vindos de vários pontos. Minutos antes, cada vermelho em sua veia, era harmonia e vivacidade. Quando se uniram se estranharam, muitos eram incompatíveis. Depois coagularam, destino de todo vermelho que se aquieta. Lavaram o chão, mas o vermelho estava lá, então lavaram de novo e desta vez somente traços da cor sobreviveram. O vermelho é a menção honrosa da vida, tão pungente e primário, seu destino é ser trágico e apaixonado. Carrega com ele a expectativa da vida, o tromboembolismo e o desastre. Em grande evidência, em seu manto real não nos poupa do assédio. E ficamos muito tristes quando é derramado cedo, à-toa, barbaramente. Uma cor que se basta. Depois dele, só mesmo o negro em sua ausência de luz.

 

 

Patricia Rati beremen@usp.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SOCORRO

 

Sem dúvida um horror o que vivemos neste dia. Que pena que o Brasil tenha de sofrer esse tipo de agressão gratuita, além de todos os demais já conhecidos. Meus sentimentos a todos os atingidos pela tragédia. No entanto, uma coisa me chamou a atenção: a cidade do Rio, que tem o Carnaval, um dos maiores eventos públicos do mundo, e preparando-se para a Copa e a Olimpíada, não tem ambulâncias suficientes para atender imediatamente uma ocorrência como essa, e precisou remover os 28 feridos em caçamba de perua e em carros particulares! Como pode socorrer as vítimas dos desabamentos no último verão?

 

 

Sonia Arruga soniaarruga@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMPORTADOS

Já importávamos vários produtos americanos, como: "Halloween", "Fast Food", "Delivery", e muitos outros repugnantes itens. Só faltava mesmo o "Serial Killer", produto genuinamente americano...

Antonio Roberto Testa antonio@testa.adv.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EUA X BRASIL

 

Dilma, muito emocionada, disse que "não é característica do País ocorrer esse tipo de crime", referindo-se ao massacre na escola do Rio de Janeiro. O Brasil é um país em que 50 mil pessoas são mortas anualmente. As características do país levam a isso. Nos EUA, o número de mortos por 100 mil habitantes, é de 6. Aqui no Brasil, passa de 30, exceto em S.Paulo (média de 10 por 100 mil), e um ou outro estado, que administram cerca de 20 assassinatos por 100 mil habitantes. Entretanto, os eventuais assassinatos ocorridos nos EUA são os que merecem manchete. O morticínio brasileiro, as nossas fronteiras que permitem que armas ilegais e drogas transitem livremente por nosso território e o fracasso das políticas de segurança Pública do Governo Federal, é que mereceriam manchetes em letras garrafais! Quem são os responsáveis por facilitar tanto a vida dos assassinos no Brasil?

 

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DÁ PARA ACREDITAR?

 

 

É lamentável ter que escrever isso para um caso tão triste mas você acreditou nas lágrimas da sra. Dilma no caso das crianças assassinadas estupidamente no Rio? Será que uma ex-terrorista teria um comportamento desses ? É difícil acreditar !

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A DOR DAS FAMÍLIAS

 

Palavras, visitas de autoridades, providências; sejam elas quais forem, não conseguirão amenizar a dor das famílias enlutadas. O cidadão não pode ter arma de defesa em seu próprio lar, o pária da vida,delinquente contumaz, usa e abusa ao seu bel-prazer. Enquanto prevalecer o estatuto da criança e adolescente,em um de seus princípios mais negativos,aquele de passar as mãos nas cabeças dos menores infratores, a sociedade toda estará sujeita à novas tragédias. A confiança nos responsáveis pelo bem estar de nossos filhos, está seriamente comprometida. Quem sabe as lágrimas da presidente Dilma, sirvam para alguém colocar um basta nessas atrocidades, para a sociedade brasileira, algo impensado e triste.

 

 

Aloisio Arruda De Lucca aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONSOLO

 

Quanto mais se divulgam tragédias dessa espécie, tão comuns em países desenvolvidos ou em países que convivem com atentados terroristas, a nossa mídia falada e televisada insistentemente repercute esse tipo de notícia, que pela constância desperta nas pessoas psicóticas, desequilibradas, esquizofrênicas, ou com qualquer tipo de problema psiquiátrico, a disposição à prática de atitudes semelhantes, como aconteceu ontem na escola municipal em Realengo/RJ. Que tipo de tratamento é oferecido pelo SUS para pessoas com essas enfermidades? Quando levados a qualquer hospital público, acometidos com um surto, receitam ou aplicam algum medicamento calmante e liberam o paciente ao seu habitat, e seja o que a doença quiser...Daí a tragédia acontecerá. O nosso sistema de saúde está falido, devido a irresponsabilidade dos nossos governantes, só restando ao povo brasileiro lamentar o ocorrido e principalmente os jovens mortos. Não há segurança nas escolas? Até quando continuaremos com a mediocridade da politicagem que nos assola? Até a nossa presidente chorou e o governador decretou luto oficial, esse é o consolo ou a "média" das autoridades, para as famílias enlutadas!

 

M. Teresa Amaral mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EDUCAÇÃO, SAÚDE E SEGURANÇA EM REALENGO

De repente, assim recebemos a notícia da tragédia em Realengo. Como se nada de mais estivesse acontecendo no país, com tantos escândalos, corrupção, assassinatos, estupros, veio aquela como uma tsunami tropical. Uma dúzia de crianças mortas, outras tantas feridas por um ex-aluno da mesma escola cenário dessa tragédia urbana. Não, não são essas palavras ou outras quaisquer que vão confortar mais ou menos as famílias, como disse a Presidenta, dos brasileirinhos que tiveram suas vidas terminadas prematuramente. Essas são palavras que apelam à reflexão sobre a condição precária da educação, da saúde e da segurança em nosso país. A educação...bem, dessa é difícil falar mais sobre tudo que já vem sendo dito e visto, mas enfim uma escola essa de um subúrbio do Rio bem organizada e cumprindo sua função, querida pela comunidade. Então como evitar uma tragédia dessa. Quase impossível ?! Desde pequenos quem não viveu ou conviveu com os ritos de passagem, da infância, da adolescência, também com os chamados de bullying, um estrangeirismo desnecessário para rotular a covardia praticada pela lei do mais forte. Tão em voga cada vez mais em nossa sociedade, não só entre crianças e adolescentes que repetem o exemplo que lhes dão os adultos. Antes que se instaure a paranoia por completo, mais além do que vivem professores(as) e alunos(as) com medo de agressões mútuas, de balas perdidas, da violência que se tornou corriqueira, há que se destacar mais uma vez a importância do Professor e somente através desse é que chegaremos no futuro a uma sociedade mais saudável. O valor desse profissional ainda não é bem compreendido, portanto está longe a qualidade do ensino tão almejada. Muito mais longe está a qualidade da formação de nossas crianças, de nossos jovens.

Qual o Professor que não detecta a necessidade de cada um de seus alunos ? Ou está na profissão errada, ou dá aulas em turmas superlotadas, maximizando o lucro ao invés da Educação. Pois essa não é um produto apenas, são muitos que dão formação a diversidade de todos que passam por uma Escola, instruídos para o exercício da cidadania e encaminhados para uma profissão. Resta saber se a nossa Escola atual está apta para tanto e também preparada para estabelecer ligações com as outras áreas em nossa sociedade. Por exemplo, a Saúde não é só física e nesse aspecto a escola deve atuar não só compreendendo as diferenças das capacidades cognitivas, mas também a personalidade e os reflexos das relações interescolares na formação de nossas crianças e jovens. Educar não é só replicar parâmetros e conteúdos curriculares. Nossos Professores precisam ser preparados para cumprir uma função muito mais ampla do que o conteúdo de sua disciplina, dentre muitas identificar e atuar adequadamente estimulando alunos(as) com necessidades para a inclusão social no meio escolar. Sim, um profissional coordenando grupo multidisciplinar e avaliando através do comportamento do aluno em sala e nas atividades escolares, além do seu desenvolvimento cognitivo o seu amadurecimento pessoal.

Detectores de metais podem ser úteis, para acesso a secretaria escolar, alterações de layouts para evitar acesso de estranhos as salas de aulas, desde que não se transforme a Escola em um bunker. Tragédias como essas podem não ser evitadas ainda, mas minimizadas desde que em torno da Escola venham gravitar todos os serviços fundamentais para a boa formação de nossas crianças e jovens. Desde atividades culturais, esportivas, a segurança e a atenção a saúde física e mental.

 

 

Sérgio Mattos Fonseca aprececossistemascosteiros@yahoogroups.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TRAGÉDIAS

 

Infelizmente mais uma tragédia ocorrida no nosso querido Brasil, vai ficar sem solução! simplesmente as vitimas da tragédia do Rio, todas crianças de famílias humildes, vão somar as estatísticas. Talvez um dia se morrer um ente querido de algum figurão ou político influente, as coisas mudem para melhor, vamos aguardar.

Arnaldo Luiz de Oliveira Filho arluolf@hotmail.com

Itapeva

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VAI ETERNIZAR SEM SOLUÇÃO

 

 

A Polícia Federal entregou nesta semana o relatório, no qual conclui que existiu esquema de desvio de dinheiro público para pagamento de políticos, por meio do publicitário Marcos Valério durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que negando reiteradamente a existência do mensalão, agora esta prevendo seu julgamento apenas por volta de 2050, se o relatório final da policia federal vier a ser incorporado nos altos do processo por decisão do STF, que esta nas mãos do ministro Joaquim Barbosa, relator do caso que até agora vem levando em banho Maria. Em 2006, quando o escândalo veio á tona, o petista negou sistematicamente sua existência, acusando a oposição de esta criando chifre em cabeça de cavalo. A época, segundo denuncias houve movimentação de pelo menos R$ 350 milhões. Conhecendo como funciona a nossa justiça aqui neste país das bananas principalmente quando há envolvimento de poderosos e de nomes importantes da política, não podemos deixar de concordar com Lula, que prevê Julgamento do caso do mensalão, do "PT" por volta de 2050, quando praticamente todos os envolvidos na chamada "quadrilha dos quarenta?" Estejam todos mortos. Isso mesmo, provavelmente a próxima geração assistirá aos desfecho do episódio que chocou a sociedade pelo numero de político envolvidos, isso se o relatório for incluído no processo, o que depende do supremo tribunal Federal ( STF). Assim como Lula bem disse, também não lemos o texto da policia federal por não sermos advogados, mas sem duvida nenhuma os Brasileiros gostariam de ver pelo menos um caso de corrupção neste país não acabar em pizza. Se depender de decisão favorável do STF em punir os corruptos a prisão, talvez, nem em 2050. Quem viver verá?

Turíbio Liberatto turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RELATÓRIO DA PF

Ao saber do relatório final sobre o mensalão, feito pela PF, Lula comentou que se for anexado ao processo junto ao STF ele só seria julgado em 2050. Esse plano foi concebido por Marcio Thomaz Bastos, ex ministro da Justiça de Lula. Por isso mesmo o ministro Joaquim Barbosa decidiu mantê-lo fora do processo. Adiar o julgamento para 2050 é o sonho dourado dos petistas indiciados, inclusive de Lula.

Já os brasileiros de caráter não se iludem com as palavras do ex presidente que teima em dizer que tudo foi obra da elite invejosa de seu poder.

 

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

JUSTIÇA

Parafraseando Nietzsche, quando disse que 'Se Deus morreu, não há pecado, no Brasil vale dizer que: 'Se a Justiça morreu, viva os congressistas, os colarinhos brancos e os banqueiros'!

Iracema Palombello cepalombello@yahoo.com.br

Bragança Paulista

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LULA E O MENSALÃO

 

O cidadão Lula da Silva nunca está contente. Depois de ocupar a Presidência da República por infindáveis oito anos , arvora-se ainda em personalidade internacional de primeiro time , propondo-se como intermediador do conflito na Líbia ou recebendo polpudas quantias para proferir palestras por aí afora ( há os que se iludam , ainda , outros que tiram proveito disso ). Os brasileiros iludidos durante tantos anos por aquele cidadão - ou aqueles que se deixaram seduzir por sei lá quantas vantagens - não têm a mesma percepção de pequena parcela da cidadania, que procura atentar para os despautérios proferidos por aquele individuo. Pois não é que , depois de longo tempo prometendo que iria desmascarar a farsa do mensalão tão logo deixasse seu ( des ) governo , vem agora - face aos resultados do processo concluído pela Polícia Federal - utilizar sua costumeira sordidez para fazer ironias , desfazer-se da justiça , dizendo que tal processo irá " morrer de velhice " e nada irá ocorrer com os acusados. Então , como é que fica ? Se antes ele iria " desmascarar a farsa " deveria exigir que a justiça concluísse , de uma vez por todas , o processo para confirmar tratar-se de uma farsa , pois ele , um cidadão digno e honesto não poderia carregar em sua biografia tamanha ignomínia , não é mesmo ? Ironizar , sinalizar caminhos à justiça , desenhar o cenário pretendido para o tal processo nada mais faz do que colocá-lo dentro , bem dentro , desta etapa vergonhosa de seu governo.

 

Pedro Paulo Santos santospedrop@hotmail.com

Sorocaba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MENSALÃO

 

Estamos estarrecidos ao ler nas páginas deste jornal que o ex-presidente Lula ironiza as revelações sobre o mensalão afirmando sarcasticamente que o caso será julgado somente em 2050. Ele sabe o que está dizendo e eu deduzo que seja porque foi ele quem nomeou a maioria dos ministros que compõem o STJ, agora acrescido do novo ministro recentemente indicado pela Presidente Dilma Rousseff. Em suma: tudo nos conformes para que a impunidade continue campeando. Que vergonha.

 

Luís Coquevile Junior coqueville@yahoo.com.br

São José do Rio Preto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AÉCIO NEVES

 

Lula tentou emplacar o conto, impregnável na mente só dos mais incautos, de que o país, no que tem de melhor, foi inventado em seu governo (ou será desgoverno?). Qual criatura simbiótico-parasitária, alimentou-se do que não pariu como se parido fosse e passou a repetir "ad nauseam" que "nunca antes neste país" as coisas tinham sido tão boas. Comendo do fruto que não plantou e que trabalhou para que não vingasse, passou a martelar a ideia de que o mérito da colheita seria seu (ora, o que Lula e sua patota levou a efeito, quando muito, foi coleta, não colheita). E, assim sendo, em indisfarçável estelionato eleitoral embriagado em sobeja hipocrisia, ganhou o derradeiro pleito. Fê-lo, contudo, ao preço do maior loteamento da "res publicae" já visto por este país; ao preço da maior relativização possível da ética; do bombardeamento de fundamentos caros à nossa recém conquistada estabilidade econômica. Está mais do que na hora de a oposição colocar os pingos nos "is". Faça-o, caro senador Aécio Neves. Bravo!

 

 

Xisto Rangel xalbarelli@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DIFERENÇAS NO PSDB

 

Vendo as notícias que surgem na imprensa sobre desentendimentos entre Aécio Neves e José Serra em pontos concernentes à reforma política, fica difícil chegar a uma conclusão sobre qual seria o tucano mais sensato em relação ao tema. O presidente do PSDB disse que os dois possuem a mesma opinião sobre o sistema eleitoral - ambos defenderiam o voto distrital misto. Desconheço que seja essa a verdade - Serra já deu diversas declarações em defesa do distrital puro, o qual, segundo ele, ajudaria a aproximar os eleitores dos eleitos. Sendo esse o caso, concordo com Serra. É uma pena constatar, porém, que dentro do PSDB poucos continuam falando a mesma língua. As diferenças e confrontos ainda dão a tônica no maior partido oposicionista. O PT, obviamente, agradece.

 

 

Henrique Brigatte hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AVIÃO DA ALEGRIA

 

Houve um equívoco no processo de autorização de viagem da passageira em questão, que não fazia parte da comitiva da presidenta da República", afirmou o Gabinete de Segurança Institucional, sobre a carona dada a amiga do piloto do, agora,mais conhecido como AeroDilma. O "equívoco" foi tamanho, que os integrantes da base aérea em Brasília, despacharam, na volta, a bagagem da clandestina, diretamente para o gabinete do presidente, para que o fato fosse descoberto! Como vemos, nada mudou e não vai mudar. O antigo hóspede do Palácio do Planalto, durante oito anos, se "equivocava" todos os dias e depois passava a mão na cabeça dos aloprados.... Em qualquer País sério, toda essa tripulação estaria demitida no ato.

 

 

Eduardo Augusto de Campos Pires eacpires@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CARONA

 

Até o avião presidencial está dando "carona", porém ninguém sabe quem autorizou, não é estranho? A professora que se diz amiga do comandante Cel. Geraldo Corrêa de Lira Jr., a sra. Amanda Corrêa Patriarca, dá sua versão e o comandante outra, e não esclarecem quem autorizou a "carona". A segurança da presidente fica fragilizada, será que já entramos na fase da "casa da sogra" onde todos opinam e autorizam sem ter poderes para isso? Imaginem o que acontece nos demais setores do governo, onde todos mandam. Será que é por isso que quando descoberta alguma irregularidade, como sempre, nunca sabem de nada e afirmam ser perseguição política, etc., etc...Quem paga? Alguma dúvida? É por conta do generoso povo brasileiro, pelo visto tudo acontece por "acaso"?

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MORDOMIA PARLAMENTAR

 

 

Enquanto nossos ¨nobres parlamentares¨, estão trocando seus carros e celulares, nossas crianças morrem dentro de uma escola pública, vítima de um lunático. Por isso, fica esta pergunta, porque todos os outros prédios públicos em seu horário de funcionamento tem funcionário terceirizado ou não fazendo a segurança do local, e as escolas não? A solução é muito simples, sem fazer muita conta, tenho certeza que diminuindo a mordomia destes supostos representantes do povo, teríamos dinheiro suficiente para pagar no mínimo um policial em cada escola, evitando tragédias como a do Rio de janeiro. ¨Acorda, Brasília¨, e vamos trabalhar para aquilo que interessa.

 

Odair Pinto de Assumpção odair_pa@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OPERAÇÃO CASTELO DE AREIA

Com relação a anulação das provas da Operação Castelo de Areia, não sei se o STJ que é meticuloso ao extremo ou a Policia Federal que é ruim demais, não sabendo ao menos juntar provas. Mas tanto faz qual está certo, aqui, quem tem dinheiro não vai para a cadeia mesmo.

Laércio Zannini zanix@hotmail.com

Garça

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

JUSTIÇA TARDA E FALHA

 

Como previsível, quando políticos e empreiteiras dos "por fora" são investigados , a operação castelo e areia foi varrida pela ventania; o STJ decidiu que gravações de telefonemas como provas não são aceitas. O que o STJ esperava ? Confissões de trambiques assinadas, com RG e/ou CNPJ e registradas em cartório ? As ligações de cidadãos e policias pelo telefone do "disque denúncia" onde até a identidade do cidadão denunciante é preservada vão acabar ? A impunidade aceita pelo Judiciário é responsável pelos continuados crimes dos poderosos, como no caso dos fichãos sujissimos. Aqui, só "pé de chulé fichinha"é condenado.

 

 

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAIS UM ASSALTO: IOF

O governo aumenta a taxa de impostos (IOF) e este aumento entra em vigor no dia seguinte. A Lei do Ficha Limpa, uma vontade popular, só entra em vigor quando os ministros do STJ acharem conveniente. Se o governo acredita que vai acabar com a inflação aumentando impostos, taxas de juros, ou algo mais que o povo brasileiro possa contribuir, está muito enganado, estas técnicas já foram testadas em governos passados e não funcionaram. Essa herança maldita deixada por Lula só será enterrada se houver uma diminuição nos gastos públicos, coisa que o atual governo já demonstrou que não está interessado em realizar. A minha alegria é saber que essa conta vai ser rateada por todos os brasileiros: pobres e ignorantes, e principalmente por aqueles que aprovaram o governo Lula e estão aprovando o atual governo. Não vou pagar esta conta sozinha.

Maria Carmen Del Bel Tunes Goulart carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMO É MESMO?

 

A respeito da luta enfurecida que ainda sustentam o dólar e o real (US$ x R$), Celso Ming informa em sua coluna ("Deu o que tinha de dar", B2, 8/4) que a "cotação(do dólar) mergulhou, sim, porque ele(Mantega) reconheceu não ter arsenal contra a excessiva valorização do dólar"(sic). Ming sugere "que, até agora, o governo apenas agiu (para mostrar) que faz alguma coisa, ao contrário do que vem afirmando Mantega"(sic). Conclui seu raciocínio asseverando que nenhuma das medidas até agora tomadas têm surtido efeito, o que não está em harmonia com as ilações de Mantega. Ming conclui seu raciocínio, informando que o "secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, acrescentou ao "ti-ti-ti" a premissa de "que todas as decisões cambiais já tomadas apenas atenuam a valorização do real"(sic, novamente). Depois de tamanha controvérsia, - séria e ao mesmo tempo pueril - a mim somente cabe perguntar: -"Quem está entrando em parafuso? Mantega, Barbosa, Ming ou eu, que, a esta altura, já não sei mais o que seja... raciocínio lógico. Mesmo porque, fazer alguma coisa por fazer ou só para mostrar serviço, não é coisa de gente séria e responsável".

 

João Guilherme Ortolan guiortolan@gmail.com

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GASTANÇA X INFLAÇÃO X IMPOSTOS

 

O PT criou o clima com o aumento de crédito,de bondades eleitoreiras,muitas promessas,gastou-se mais do que podia,elegeu-se.Gerou inflação e agora criou mais impostos para pagar a conta.E a população é a grande prejudicada, com a perda do poder de compra, com o desembolso de mais dinheiro e recebeu uma infraestrutura pífia,bem ao estilo dos coronéis.Um dia aprenderemos... Fora, Mantega.

Nelson Pereira Bizerra nepebizerra@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A 'CHURMA'

 

O ex-presidente Luva declarou nos EUA, que ninguém é imprescindível nem insubstituível na política ou no setor empresarial. Lula, você tem toda razão, desde que não seja a "churma" incompetente do PT, que quer fazer da Vale um cabide de emprego.

 

Edward Brunieri ebsolucao@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MUNDOS DIFERENTES

 

A Europa, em circunstância financeira dramática, elevou de 1% para 1,25% a taxa anual de juros na zona do euro ("Juros contra a Inflação na Europa"). O Federal Reserve do EUA mantém a taxa em 0,25%. A Inglaterra em 0,5% e o Japão em 0,1%. A inflação gira em torno de 2%. Nesse quadro, nenhuma medida do governo brasileiro evitará a entrada de dólares especulativos no cassino brasileiro, o mais atraente do mundo.

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMBUSTÍVEL

 

Já não bastasse a importação e o absurdo preço cobrado pelo álcool, a Petrobrás nega, mas, certamente elevará o valor/litro da gasolina argumentando que o custo do barril de petróleo está alto. A pergunta que fica é: quando o preço do barril abaixar a Petrobrás irá repassar esta redução ao consumidor, ou, como já é hábito no Brasil, manterá o preço, passando a perna no tão massacrado contribuinte brasileiro? Pagar e ver.

 

David Neto drdavidneto@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GERAÇÃO DO ETANOL

 

Importante que o Editorial "A missão complicada da ANP" (Opinião, 8/4) mostre que o principal problema atual é a falta de um estoque regulador de etanol. Isso faria com que o etanol não fosse tão mais barato no período de safra e não tão caro, ou inviável, agora na entre-safra. Mas os investimentos externos se expandem também para as destilarias, produtoras exclusivas de álcool, não de açúcar. Ter a produção flexível é um ponto favorável na questão da disputa por alimentos, muito diferente do etanol de milho dos EUA. A solução virá a médio prazo com a produção do etanol de segunda geração, a partir da celulose do bagaço e da palha da cana-de-

 

açúcar.

 

 

Adilson Roberto Gonçalves priadi@uol.com.br

Lorena

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INDEPENDÊNCIA DA ANP EM JOGO

 

O editorial "A missão complicada da ANP" (8/4, A3) evidencia o desejo que têm os governos de interferir na gestão das empresas privadas. A "transferência compulsória" do controle e da fiscalização da cadeia produtiva do álcool à ANP - Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível prova, mais uma vez, que as agências reguladoras precisam ser blindadas e fortalecidas com mecanismos que as coloquem subordinadas apenas ao Estado e aos seus objetivos definidos em Lei. Permitir que as funções de tais agências sejam definidas pelo executivo - mesmo que bem intencionado - é o tiro certeiro para fazer prosperarem a corrupção e a insegurança jurídica no país. Todos os partidos sabem disso mas poucos se esforçam na proteção de tais instituições. As agências quando foram concebidas tiveram o propósito de fortalecer o ambiente de negócios nas áreas de infraestrutura de sorte a garantir aos agentes envolvidos: consumidores e investidores, que seus direitos e deveres, definidos em leis setoriais, seriam rigorosamente cumpridos independentemente da matiz ideológica do governo ou de seus interesses. Para atingir esse imprescindível grau de amadurecimento institucional - avalista às grandes inversões de capital -, Douglas North, prêmio Nobel de Economia de 1993, disse: "Instituições não são somente as regras do jogo, mas também a tradição em respeitá-las". Essa é a razão para que as agências sejam OBRIGATORIAMENTE técnicas e comandadas pelo Estado e nunca pelos governos. No caso em questão, se o propósito da presidente Dilma Rousseff é apenas propor novas atribuições à ANP, deveria encaminhá-las ao Congresso e não aos seus ministros de forma "compulsória". Nossos congressistas que fiquem atentos. Pode parecer preciosismo, mas deixar o governo fazer como quer nessa área é se deixar subjugar reduzindo-se à mera obediência. Como diria o poeta russo Vladimir Maiakovski: "Você não pode deixar ninguém invadir o seu jardim para não correr o risco de ter a casa arrombada" !

 

 

Nilson Otávio de Oliveira noo@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ENERGIA EÓLICA

 

Pela matéria publicada no caderno Negócios de 8 de abril e pelo cenário apresentado por Wellinton Bahnemann - "Energia eólica passa por momento de expansão no País" espero que as autoridades responsáveis pela administração da Ilha de Fernando de Noronha se mobilizem no sentido de viabilizarem a implantação deste recurso na Ilha. É inconcebível utilizar-se da queima diária de enormes quantidades de óleo diesel para a produção de energia elétrica, numa região de recursos naturais de ventos regulares não aproveitados.

 

Antonio Carlos Morelli morelli1948@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TREM-BALA

 

Essa conversa mole sobre o tal "trem bala" brasileiro já está virando piada velha. Do jeito que a coisa vai, com esses petralhas empurrando o assunto com a barriga, o tal trem bala vai acabar negando fogo, ou talvez virando "trem traque de massa", em alusão a um tipo de "bombinha" que no Nordeste é popularmente conhecido como "traque de véia". Ao que parece, brasileiro que quiser experimentar a sensação de trafegar em um trem de alta velocidade, vai ter de continuar viajando para o exterior, pois o que está projetado para o Brasil, apesar de muito blá, blá, blá, vai continuar restrito as pranchetas dos projetistas e/ou aos filmes promocionais, feitos com truques de computação. Será que a sina dos brasileiros é a de continuar padecendo nos transportes coletivos de baixa qualidade? Até quando o Brasil, descrito como uma verdadeira nação de primeiro mundo, nos falaciosos discursos dos nazipetralhas, continuará impondo ao seu povo um nível de transporte ferroviário análogo ao que existe de pior nos países de "quarto mundo".

Júlio Ferreira julioferreira.net@gmail.com

Recife (PE)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FANTASIAS

 

As expectativa em relação ao trem-bala são totalmente fantasiosas. Viajei de Paris a Strasbourg no TGV em duas horas e pouco, sem nenhuma parada, em terreno com poucos declives. Na Europa, uma parada de trem é de um minuto, os passageiros estão preparados para isto; aqui, cada parada vai levar de dois a três minutos; nove paradas significam pelo menos vinte minutos! Trem-bala é feito para correr SEM paradas, do contrario vira trem-leiteiro; uma parada, mesmo de um minuto, na realidade custa mais em frenagem e voltar a ganhar velocidade Fala-se em 91 km. de túneis; isto é uma obra faraônica! Falem com os Suíços para saber o que furar túneis; leva anos! É de se perguntar: O que os vários consórcios vão propor/oferecer em termos realísticos,

ou será que vão prometer mundos e fundos para entregar fundos .....

 

 

João U. Steinberg justeinberg@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PAIXÃO NACIONAL

 

Ainda estamos há algum tempo da abertura da Copa do Mundo no Brasil e os escândalos, as falcatruas, os lobistas e os oportunistas de plantão já mostram as suas garras. Os estádios virtuais ainda não saíram das pranchetas.Os recursos para tal, ainda não apareceram.As demolições de parte dos estádios nos estados, servem tão somente, para em tempo e hora certa providenciar o rombo nos cofres públicos em socorro da tão propalada exposição mundial do outrora país do futebol ou da grande quantidade de entrada de euros dólares e outros que tais. O Sr. Presidente da CBF, consegue em pouco tempo usando do seu (prestígio) junto ao baixo e alto clero na Câmara e no Senado impedir a instalação de CPI envolvendo a entidade maior do futebol no Brasil.Seu pupilo em São Paulo detona o Clube dos 13 e entrega de bandeja à Venus platinada o controle (como diria o presidente do senado) midiático do nosso futebol. Não bastasse tudo isso, agora,despertado não sei por quem, ressurge das cinzas alguém que por várias décadas vendeu o esporte a troco de cargos Nacionais e internacionais , manifestar a sua preocupação com as dívidas dos clubes brasileiros e ,pasmem, sugerir o perdão governamental. No país da tartaruga no poste, perdoar os corruptos ,anistiar presos , conceder pensões inatingíveis em vida, são situações contumazes. Cabe agora àqueles de bom senso, caráter e probidade, juntar forças e combater essa gentalha que insiste em assaltar o povo brasileiro em nome da Sua maior paixão , o futebol.

 

 

Renato Q.T. Arruda renato@rigelmoveis.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PROTESTO DOS MÉDICOS

 

O protesto dos médicos contra as operadoras de planos de saúde privada é uma causa muito justa.

E todas as associações de médicos dizem que o negócio foi um sucesso. Quer dizer que tudo está muito bem? Não! Eu gostaria de saber como é que fica nessa história o usuário do plano de saúde. Supondo que os planos de saúde aceitem o aumento nas consultas propostas pelos médicos, os usuários serão beneficiados em alguma coisa? Normalmente, por ganharem pouco, uma consulta dura no máximo cinco minutos. Se os médicos começarem a ganhar o que pretendem, os usuários terão mais tempo e atenção na consulta? Nos dias atuais, pelo que pude constatar, você é mais bem atendido no SUS do que como usuário de algum plano de saúde. Desde que surgiu nas páginas da imprensa esta reivindicação dos médicos, até hoje não li, nem ouvi, alguém falar que o atendimento aos usuários dos planos de saúde vai melhorar. Formou-se uma zona de silêncio total sobre o assunto. A maioria dos usuários dos planos de saúde paga com dificuldade as mensalidades, muitas vezes deixando de viver satisfatoriamente na crença de que com o plano de saúde ele terá um atendimento rápido e garantido contra qualquer doença. É sempre bom lembrar aos donos das operadoras, e aos médicos, que se não houver usuário a pagar, não haverá dinheiro para nenhum deles. O ideal seria que o governo investisse com força total na saúde pública, para que a população tivesse um atendimento bem melhor do que tem nos dias de hoje. Por outro lado, os planos de saúde com os seus preços lá nas alturas, e os médicos ganhando o que desejam, as operadoras poderiam proporcionar aos seus usuários um atendimento mais compatível com o valor das mensalidades que são pagas.

 

Wilson Gordon Parker wgparker@oi.com.br

Nova Friburgo (RJ)

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.