Cartas - 10/07/2010

CASO BRUNO

, O Estado de S.Paulo

10 Julho 2010 | 00h00

Império da ignorância

Além da violência, o que impressiona nesse caso do goleiro Bruno é a extrema burrice que permeia quase todos os personagens. Uma burrice que chega a ser agressiva, digna de quem jamais leu um livro policial, por exemplo, ou viu um bom filme com atenção. Os jovens que se recusam a estudar, pensando que mesmo assim poderão vencer na vida como jogadores ou políticos, deveriam pensar melhor a respeito, pois onde impera a ignorância até os crimes são toscos.

NESTOR R. PEREIRA FILHO

rodrigues-nestor@ig.com.br

São Paulo

__________________________________

Perdidos no espaço

Não é só o Bruno. Nossos jogadores de futebol, em grande parte, são como meteoritos perdidos no espaço que carregam enorme potencial de energia efêmera. Mais cedo ou mais tarde, não verão mais universo algum. Sabemos que alguns clubes recondicionam garotos famintos que depois vão brilhar em seus estádios. É pouco. Não há a mínima preocupação da CBF, do presidente Lula, tão aficionado do futebol, e dos clubes em acoplar às preparações físicas, ao aprendizado na arte popular e aos treinamentos razoável formação educacional e cultural - obrigatória -, incluindo educação sexual. Sabe-se que, antes disso, há um amontoado de interesses pessoais.

AMADEU R. GARRIDO DE PAULA

amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

Vale-tudo

O caso do goleiro Bruno é chocante, mas não deveria surpreender. Reflete o país que tem adotado uma ética torta, um povo que insiste no levar vantagem em tudo e no sucesso a qualquer custo, na coisificação do ser humano. E onde, dando o mau exemplo, seus governantes fizeram a opção preferencial por regimes ditatoriais, glamourização de terroristas e cultivam a disposição de fazer qualquer negócio com quem quer que seja. Pobre o povo que não percebe essas conexões, triste país governado por uma elite que adotou o vale-tudo.

ANTONIO C. DA MATTA RIBEIRO

antoniodamatta@ig.com.br

Guarulhos

__________________________________

Eliza Samudio

A resposta da procuradora Luiza Nagib Eluf à pergunta do Estado (8/7) devia ser anotada por todas as mães e todos os pais para ensinarem aos seus filhos: "A Eliza não é vilã. Ela é a vítima. Estão dizendo que ela era chata demais, que pegava demais no pé do Bruno. Isso é até compreensível porque quem engravida é a mulher. Homem que não quer ser pai tem de usar camisinha. Se não usar, que fique consciente de que a mulher pode engravidar e ele será fatalmente reconhecido como pai." Parabéns à procuradora.

ECILLA BEZERRA DA SILVA

ecillabezerra@gmail.com

Peruíbe

__________________________________

Maioridade penal

Esse filme eu já vi. Conforme divulgado pelo Estadão na época, em dezembro de 2003 o jovem casal de namorados Felipe Silva Caffé, de 19 anos, e Liana Friedenbach, de 16, foi brutalmente assassinado por um bando de delinquentes liderado por um rapaz de 16 anos conhecido como Champinha. Agora, como amplamente divulgado pela mídia, um dito primo do goleiro Bruno, J., de 17 anos, confessou participação no desaparecimento de Eliza Samudio, amante do jogador, e também que ela está morta. A versão do menor, embora num primeiro momento não tivesse convencido a polícia, tentava eximir Bruno de responsabilidade no crime. Um dos maiores problemas da violência é o fato de adultos cometerem crimes e usarem menores como bodes expiatórios. Como um menino de apenas 17 anos poderia ter sido mentor e líder da quadrilha que matou Eliza? E por que motivo ele se teria apressado em confessar o delito? Decerto foi tudo combinado para que a maior parte da culpa recaísse sobre ele, que depois de três anos de reclusão estaria livre. Os outros seriam julgados como réus primários e todos sairiam ganhando. Enquanto não se decidir mudar a Constituição e diminuir a maioridade penal para 16 ou 14 anos, sugiro que a pena para os criminosos adultos seja aplicada em dobro sempre que menores participem dos crimes.

CÁUDIO MOSCHELLA

arquiteto@claudomoschella.net

São Paulo

__________________________________

DIREITOS HUMANOS

Presos cubanos

Felizmente, alguém trabalhava a favor dos direitos humanos e dos presos políticos de Cuba, enquanto a diplomacia lulo-petista adulava os irmãos Castro.

EUCLIDES ROSSIGNOLI

euros@ig.com.br

Itatinga

__________________________________

GOVERNO LULA

O "cara"

O Lula deu mostras que o Brasil, para ser bem governado, não precisa de um poliglota, mas de um presidente que tenha bom senso e fale a mesma língua do povo. O "cara" veio e deu o recado.

ARNALDO L. DE OLIVEIRA FILHO

arluolf@hotmail.com

Itapeva

__________________________________

O amor fraterno é lindo

Deixem que o governo federal aprove a alteração no Tratado de Itaipu e doe aos nossos "irmãos" paraguaios R$ 5,5 bilhões. E quanto aos nossos "conhecidos" de Alagoas e Pernambuco que perderam tudo há poucos dias? Ora, o povo brasileiro é bastante solidário e vai ajudá-los.

SIDNEY ILDEFONSO NERIS

sidney-neris@hotmail.com

Santana de Parnaíba

__________________________________

Haja imposto!

Em sua viagem pela África, o nosso presidente perdoa as dívidas dos africanos com o Brasil. Haja impostos para tanta bondades!

MILTON BULACH

mbulach@gmail.com

Campinas

__________________________________

Sem limites

Mais 1.853 cargos para o Itamaraty e a Advocacia-Geral da União? Pobre contribuinte brasileiro, mais um pesado fardo para o seu já alquebrado dorso.

FRANCISCO ZARDETTO

fzardetto@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

Criação de cargos

Algum dia virá em que os políticos perceberão a diferença entre usar dinheiro público para benefício de todos e usar esse dinheiro para favorecimento de minorias?

M. DO CARMO Z. LEME CARDOSO

mdokrmo@hotmail.com

Bauru

__________________________________

"R$ 480 milhões só para anunciar novos tempos. Saúde, educação, transporte e segurança pública vão continuar na mesma..."

CICERO SONSIM / NOVA LONDRINA (PR), SOBRE OS GASTOS DOS CANDIDATOS A PRESIDENTE

COM A CAMPANHA ELEITORAL

c-sonsim@bol.com.br

"Por que a Dillma não contrata mais alguém, só para ler e explicar o conteúdo dos textos a serem assinados por ella?"

FLÁVIO CESAR PIGARI / SÃO PAULO, SOBRE O PROGRAMA DE GOVERNO QUE APENAS "RUBRICOU"

flavio.pigari@gmail.com

"A política acabou com o sonho dos brasileiros"

LAERT PINTO BARBOSA / SÃO PAULO, IDEM

laert_barbosa@ig.com.br

__________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.153

TEMA DO DIA

"Vai ficar uma ferida", diz Dunga sobre a copa

Ex-técnico da seleção garante não ter se arrependido de nada do que fez na campanha da África do Sul

"Ficará ferida sim, em 190 milhões de brasileiros que não queriam Felipe Melo na seleção. A teimosia do Dunga prevaleceu."

SÉRGIO DI PIERRO

"O problema é a obstinação em armar defesas. Muitos técnicos deixam de fora excelentes jogadores e convocam brucutus."

ANTÔNIO PASSOS

"O brasileiro tem de admitir que copa é um jogo. Seja o time dos sonhos ou não, sempre há possibilidade de derrota."

CAIO ANSELMO

__________________________________

Cartas enviadas ao Fórum dos Leitores, selecionadas para o Estadão.com.br

COPA DO MUNDO

Domingo teremos a final da Copa, com o jogo Holanda x Espanha, que decidirá quem será a campeã da Fifa. Teremos um novo convidado ao grupo de elite. Mas minha campeã antecipada é Gana.

Quem viu essa seleção jogar deve estar feliz, como eu. Busca o gol incansavelmente e seus jogadores lutam até o apito final. Não fazem''cera'' nem usam de recursos antiesportivos contra o adversário. Fazem do futebol o espetáculo que o torcedor gosta de ver, enquanto as demais seleções estão transformando esse esporte num jogo de xadrez, chato, insosso e sonolento.

Gostaria que o futuro técnico da nossa seleção se espelhasse nessa equipe e tirasse o futebol brasileiro dessa pasmaceira em que se encontra atolado há anos por influência europeia.

Delpino Veríssimo da Costa dcverissimo@gmail.com

São Paulo

__________________________________

JUSTIÇA NA RETROSPECTIVA

Evidente que jogo é jogo e quem se sair melhor nessa partida a ser realizada amanhã entre Espanha e Holanda será o novo campeão do mundo de futebol.Mas, em se considerando a retrospectiva, e em futebol o histórico é sempre levado em consideração, é justo que a Holanda leve o caneco. Afinal, já esteve nessa situação por duas outras duas vezes.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

__________________________________

ESPANHA X HOLANDA

A nós, brasileiros, só resta torcer para a laranja ou a castanhola. Como meu pai é de Almeria, na Espanha, já decidi...

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

__________________________________

1932

Li alguns comentários de leitores no Fórum no que se refere à ''Revolução de 32'' e nunca vi tamanha miopia política. O movimento de 1932 não foi revolucionário, mas conservador, uma vez que se tratava de uma elite derrotada que queria, de todo modo, voltar ao poder, encontrando no movimento uma mera desculpa para isso. Mas isso é democracia. O direito de dizer até o que não corresponde à verdade.

Anselmo Fernando Grecco grecco4@hotmail.com

Votorantim

__________________________________

REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA

A leitora sra. Mara Mantezuma Assaf, em carta publicada ontem ("Luz da Pátria!"), diz lamentar o pouco engajamento dos paulistas em relação às festividades da Revolução Constitucionalista de 1932. O pouco conhecimento da juventude sobre o histórico acontecimento se dá, principalmente, pela falta de uma disciplina que havia antigamente nas escolas: as aulas de Educação Moral e Cívica. Outro detalhe é que São Paulo sofreu invasão de imigrantes de outros Estados no início dos anos 1970 à procura de trabalho. Essa parcela da população tem pouco (ou quase nada) comprometimento com a cidade, que dirá com as datas

históricas paulistas.

Sérgio Luiz Corrêa seluco@uol.com.br

Santos

__________________________________

A LUTA CONTINUA

Há 78 anos, São Paulo não se curvou ante o autoritarismo e foi à luta. A censura imposta ao Estadão há 344 dias, é uma evidência a mais de que novamente as forças do mal pretendem macular os postulados da democracia, tentando suprimir liberdade de expressão. Convictos estamos de que, a exemplo de 1932, São Paulo não se curvará jamais a qualquer lampejo de autoritarismo. ''Non ducor, duco''.

Francisco Zardetto fzardetto@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

ESTADO DE CENSURA

Ao se aproximar o primeiro ano de censura ao internacional Estadão, sem horizonte de alguma decisão, eis que o caso está praticamente engavetado na Justiça, vejo com tristeza essa situação que priva um órgão de comunicação tão importante da sua peculiar liberdade de imprensa. A prosperar esta abominável forma de censura, não teremos mais a liberdade e a democracia dos meios de comunicação. O Estado de São Paulo será chamado do Estado de Censura. Parece é o que pretendem os impostores de plantão.

Carlos Henrique Abrão abraoc@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

O CASO BRUNO E A IMPUNIDADE

Mais um caso de crime bárbaro, covarde, de grande repercussão e com certeza, como tantos outros, ao passar o tempo prevalecerá a impunidade ou a pouca punição, fatos que são a maior vergonha do nosso país, protagonizados por um ridículo sistema penal, leis extremamente brandas, sempre em benefício dos assassinos, o não-cumprimento, nunca, da totalidade da pena, acesso dos condenados a todas as mordomias, etc. Algo inaceitável e até nojento. É o Estado cúmplice da barbárie, juízes descomprometidos que pouco se lixam para as vítimas ou seus familiares, acredito que um modelo sem igual no mundo.

A entrevista de Cezar Peluso, presidente do Supremo Tribunal Federal, a corte suprema do Judiciário brasileiro, à revista Veja de 7/6 mostra bem por que vivemos neste clima de impunidade e de privilégios para os criminosos, quando numa parte da entrevista ele argumenta favoravelmente: ''Nosso sistema jurídico oferece uma série de alternativas para não se levar as pessoas à cadeia. E isso não é ruim.''. Em outra, ''a menos que seja absolutamente necessário não se deve levar um criminoso para a cadeia.'' E, pasmem: ''A prisão não deve funcionar como uma satisfação dessa pulsão primitiva que o ser humano tem pela vingança. Não podemos nos comportar como pré-históricos.'' Perguntado sobre a impunidade do assassino confesso Antônio Pimenta Neves, condenado duas vezes e ainda em liberdade, ele disse: ''Ainda há recurso pendente de julgamento no STJ. Ele não pode cumprir pena porque a sentença ainda não transitou em julgado, ou seja, ainda não houve um julgamento definitivo, só poderia ficar preso preventivamente, o que não se encaixa no caso dele.'' Aí pergunto: até quando? Em momento algum o excelentíssimo ministro falou das vítimas, de seus familiares, da repercussão negativa na sociedade e do exemplo para novos criminosos. E no final ainda declara que dorme tranquilo...

Antonio Henrique Miranda Junior henriqmj@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________________

SHOW DE HORRORES

Se Bruno assistiu, Macarrão administrou e Bola matou Eliza, ainda não se sabe. O que se sabe é que as apresentações, os transportes e as transferências dos implicados nesse caso são tão tumultuados, tão mal programados, tão bagunçados que parecem coisa de amadores. A exposição dos detidos às câmeras e ao público enraivecido faz parte de um show de horrores patrocinado pela mídia que já os condenou e onde delegados, advogados e policiais são coadjuvantes ávidos por holofotes.

Victor Germano Pereira henriqmj@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________________

NEGÓCIO DE OPORTUNISTAS

A única coisa que importa aos clubes de futebol nos dias de hoje é o dinheiro. Nada mais faz sentido. Dirigentes e empresários dominam os bastidores do futebol. Caráter, boa conduta, exemplo para os jovens, bom comportamento social, nada disso pode estar acima do dinheiro. Essa é a lei máxima. Todos os envolvidos nessa estrutura só pensam no lucro.

Investir no futuro de craques, sem qualquer restrição ao comportamento social e moral dos jogadores, é a base do negócio dos oportunistas.

Dirigentes dos clubes se elegem graças ao jogo de cartas marcadas com os empresários e firmas interessadas no prestígio do clube de futebol, onde ganham muito dinheiro. Os jogadores que proporcionam fortunas aos bolsos de toda essa turma de oportunistas, e deixam apenas algumas migalhas aos cofres dos clubes, podem fazer de tudo. Eles são sempre

acobertados por esse pessoal. Bebedeiras, bacanais, violência, tudo é reduzido a simples aventuras eventuais. Diariamente o público toma conhecimento de um escândalo proporcionado por um desses jogadores de futebol. Toda essa falta de compostura passou a ser comum no noticiário esportivo. Infelizmente, surgiu o caso do goleiro Bruno, em que o fato ultrapassou todos os limites do suportável. Um crime hediondo. Os dirigentes do Flamengo e os empresários sumiram. O suposto responsável pelo crime, o goleiro Bruno, anda friamente de uma cadeia para a outra, parecendo estar alheio a tudo o que acontece. Parece não acreditar que, se a justiça for feita, será o fim da sua carreira. Dentro de pouco

tempo, cartolas e empresários já terão um novo ''Bruno'' para explorar.

Este é o retrato fiel do futebol brasileiro.

Wilson Gordon Parker wgparker@oi.com.br

Nova Friburgo (RJ)

__________________________________

ATLETAS DE SATANÁS

Nos últimos anos o cenário futebolístico nacional foi tomado por um grupo de jogadores denominados "Atletas de Cristo". Tal grupo, apesar de às vezes adotar um discurso proselitista e enfadonho, por sua identificação com Jesus Cristo, pode ser considerado um "grupo do bem" (excetuando-se um ou outro membro que faz o estilo "santo do pau oco").

Mas pelo que se vê ultimamente no noticiário policial, existe um expressivo grupo de jogadores envolvido com tráfico, facções criminosas, prostituição, agressão e assassinato, que leva a crer que o inimigo maior de Jesus, Satanás - "o pai do mal" -, também tem os seus seguidores.

Valho-me do magnífico filme "Star Wars" para lamentar que esse "grupo do mal", que dá um péssimo e nefasto exemplo à juventude brasileira, tenha optado pelo "lado negro da força".

Túllio Marco Soares Carvalho

Belo Horizonte

__________________________________

CÓDIGO DE DIREITO PENAL

De conformidade com nosso atual Código de Direito Penal e das leis de execuções penais, o advogado Michel Assef já tranquilizou o seu cliente, o ex-goleiro do Flamengo Bruno, que caso ele venha a ser condenado existe a progressão de regime e a pena cai bastante, e certamente não ficará mais de seis anos preso, mas que antes disso ele vai provar a sua inocência na Justiça (Estadão 9/7, C3).

José Carlos de Castro Rios jc.rios@globo.com

São Paulo

__________________________________

NOJO

Bruno e sua quadrilha são monstros, desalmados, inescrupulosos, sinto nojo deles!

Esperar o que de um cara que, em entrevista, defendeu o amigão Adriano, perguntando quem nunca bateu em mulher?!

É inadmissível um cara semianalfabeto ganhar R$ 200 mil por mês, enquanto médicos, professores, advogados, trabalhadores que movem o nosso Brasil ganham uma miséria. Enquanto milhares morem na rua. Enquanto milhares perderam tudo o que tinham com essas chuvas. Enquanto alguns, por aí, nem um prato de comida têm!

Patricia Bongiovanni Brunieri paty_brunieri@hotmail.com

São Paulo

__________________________________

QUEM SERÁ O PRÓXIMO?

Por falar em Bruno, ex-goleiro do Flamengo, como e onde anda o sr. Pimenta Neves, aquele que cometeu um crime bárbaro, matando a colega de trabalho com dois tiros à queima roupa em 20/8/2000, motivado pelo fim de um romance com Sandra Gomide, portanto há quase dez anos?

José Carlos Alves jc_alves@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

VIOLÊNCIAS CONTRA MULHERES

Casos há em que as autoridades competentes subestimam por não darem atenção cabível aos sinais iniciais de violências contra as mulheres, noticiados ou mesmo oficializados. Há registros de alguns que, timidamente denunciados, são acatados com reservas ou até mesmo não apurados, por tidos como banais, "briguinhas de casais", mas que, mal sabem, podem ter consequências extremas. Queixas são até retiradas sem que o ameaçante sequer seja admoestado e apropriadamente cientificado dos rigores da lei para essas infrações. E é notório que a maioria das vítimas assim aja, tão somente porque já sob novas e mais severas ameaças. Crimes como no caso da modelo, em que tudo foi concebido em detalhes e executado com extrema frieza e violência e sem uma razão maior, ou qual fosse, são inaceitáveis! Os requintes de crueldade foram algo extremo e intolerável sob todos os aspectos, mas que já se tornam uma banalidade. Mércia, agora Eliza, uma após outra, as vítimas vão sendo trucidadas. Dá-se ênfase na mídia, mas novos casos se repetem e em pouco tempo saem dos noticiários. Caem no esquecimento até a próxima ocorrência. As estatísticas são alarmantes.

Os machões (covardes monstros psicopatas!) continuam livres e zombando das "Marias da Penha" porque as autoridades, inclusive alguns juízes togados, optam por seguir literalmente o disposto na lei, que é branda, enquanto os efeitos que extrapolam as vítimas, com péssima repercussão na sociedade, parecem-lhes irrelevantes ou não são dimensionados. Familiares, amigos, comunidade são alcançados, e vai mais além, porque repercute em todo o País, é assimilado e péssimo exemplo se torna: "Se um fez e já está solto, ou nem condenado foi, outros facínoras também se acham nesse direito." Sequências de covardias a quem as autoridades policiais, o legislador (esse por incompetente e apático) e até a sociedade, quando os jurados (por tolerantes) absolvem e não se conscientizam de que passou da hora de rever posições. Prisão perpétua, trabalho forçado, pena máxima, o que for, mas que ajam, descruzem os braços. Por merecido, mesmo que no seu estrito cumprimento do dever, os meus parabéns especiais ao delegado Edson Moreira, enquanto diligente e competente, agindo com cautela, mas com firmeza que o caso requeria.

Hildeberto Aquino hildebertoaquino@yahoo.com.br

Russas (CE)

__________________________________

IMPRENSA

A Imprensa é maravilhosa. Esse caso do goleiro Bruno é muito intrigante e envolve vários aspectos: jurídicos, psicológicos, psiquiatria, legislação, morais, religiosos e outras tantas especialidades. E, sobretudo, homens e mulheres, crianças, jovens e adultos. Devemos elogiar a imprensa sempre, principalmente em casos tão escabrosos. A mídia assume uma importância fundamental. É pena que nem sempre a maioria das pessoas tenha esse acesso.

Maria de Mello nina.7mello@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

FICHA LIMPA

Não é de estranhar que as autoridades cariocas tenham deixado os jogadores do Flamengo Adriano e Vagner Love soltos e até viajar para fora do País, mesmo tendo sido filmados com traficantes, um deles até segurando uma metralhadora? As reportagens mostraram um deles dando uma moto de presente a um grande traficante. Será que se fosse um cidadão humilde isso ia acontecer...? Aqueles que eram para dar bons exemplos à juventude não o fazem. Como se não bastasse, agora vem Bruno, goleiro do Flamengo, que conseguiu fazer, ao que parece, com que a realidade superasse a ficção, com um crime monstruoso jamais imaginado por qualquer cineasta de filme de terror. Deveriam fazer melhor escolha dos atletas, talvez uma espécie de ficha limpa, como foi feito nos casos dos políticos, mas sem brecha nenhuma!

Anderson Aparecido dandersonaparecido@yahoo.com

Hortolândia

__________________________________

GOLEIRO VIU MORTE...

Lendo a matéria intitulada ''Goleiro viu morte de Elisa...'', pus-me a pensar. Lembro-me de meu pai, num domingo de 1958 ou 1959, chorando enquanto se barbeava diante do espelho no pilar da varanda. Como sempre, o rádio por perto. E ele ouvia um programa de crônicas sobre a vida de jogadores. Eles eram exemplos éticos, de dignidade, de luta, de amor irrestrito ao futebol, de heroísmo, de dramas, mas dramas que não manchavam a imagem do futebol nem do esportista. Hoje, já tão distante no tempo e sem o meu pai, vejo que alguns jogadores jamais deveriam ter se tornado ídolos futebolísticos nem heróis da criançada, infelizmente.

Marciano Vasques marcianovasques@gmail.com

São Paulo

__________________________________

DEGRADAÇÃO MORAL

Um país com ídolos que podem ser malandros, bêbados, drogados, amigos de bandidos ou mesmo que são, eles próprios, bandidos; um país cujas autoridades não se importam com a leis, exceto para descobrir como burlá-las e ''se dar bem''; um país onde gente que transita na criminalidade é incensada pela TV como ''herói'' e torna ''meninas da vida'' divas... A que ponto chegamos? Existem limites para a degradação moral de um povo?

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

__________________________________

ASSASSINOS

O delegado que investiga o caso do assassinato da ex-amante do goleiro Bruno disse que os antecedentes evidenciam ser ele o mandante do crime. Citou em seguida uma célebre frase, "dize-me com quem andas que te direi quem és", com respeito às péssimas amizades do jogador. Ao ouvir isso não pude deixar de traçar um paralelo com o Brasil de hoje. O presidente Lulla e sua maravilhosa política externa estão se aproximando e fazendo amizade com os piores sanguinários e ditadores do mundo. O plano de governo do PT e sua candidata mostram o viés totalitário que aos poucos vai aparecendo, denunciando o porquê dessas "amizades". Se o povo soubesse o que está em jogo nas próximas eleições, pensaria muito antes de votar. Dilma e camarilha em campanha escancaram suas reais intenções. Assassinar nossa democracia!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

MADEIRA DE LEI

''Me pediram rubrica. Rubrica é rubrica e eu rubriquei.'' Dilma Rousseff não é um poste, é um pau-mandado.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

__________________________________

DÓLARES NÃO CONTAM?

Dona Dilma informou ao TSE ter patrimônio de R$ 1 milhão. Acho que ela se esqueceu de computar os dólares de Ademar de Barros.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

__________________________________

PROPOSTA DESONESTA

A candidata Dilma considera o sistema tributário brasileiro ''caótico e pouco transparente''. Seu pronunciamento parece de alguém que acaba de chegar de outro planeta. Critica os tributos que foram mantidos e ampliados nos ''dois governos anteriores'', isto é, primeiro e segundo mandatos de Lula. Ela faz críticas à tributação como se não tivesse nada a ver com isso. Mais de 70% da carga tributária acaba nos cofres federais. E ela diz ser favorável a reduzir os impostos sobre remédios e energia elétrica. É claro que prega a redução de ICMS, e não se pode discordar disso. Mas esse ICMS é parte dos 26% da carga tributária que toca aos Estados, que têm responsabilidades muito maiores do que esse quinhão. Essa sua proposta é desonesta.

Mario Helvio Miotto mhmiotto@ig.com.br

Piracicaba

__________________________________

GOSTARIA DE SABER

Qual dos candidatos à Presidência da República se comprometerá com a redução da carga tributária, com a moralização entre o Executivo e o Legislativo, com a redução dos Ministérios e das despesas do governo e com a redução e controle da corrupção e da criminalidade.

José Carlos Costa policaio@gmail.com

São Paulo

__________________________________

AH, RAPOSA!

Vamos falar português claro. O PT e seus seguidores nunca conseguiram disfarçar sua ideologia comuno-totalitária. Volta e meia fazem as suas investidas, mas as suas fantasias de cordeiro não ocultam o rabo da raposa. Imaginem uma presidenta que também não lê o que assina!

Paulo Braun paulobraun01@gmail.com

São Paulo

__________________________________

PLATAFORMA ELEITORAL DO PT

A plataforma de governo do PT, como parece ser de costume, sofreu modificações após apresentada e o plano apresentado às autoridades eleitorais foi substituído pelos advogados da agremiação política.

Ser mau e parecer bonzinho é a tônica dos procedimentos do PT. Até que consiga arregimentar milhares de incautos, continua tergiversando. Após, volta aos princípios ideológicos iniciais, ou seja, o culto perene a um socialismo que já ficou para trás da queda do Muro de Berlim.

Não é mais possível que alguém se deixe enganar novamente com as pregações feitas e desfeitas pelo PT!

José Carlos de Carvalho Carneiro carneiro@claretianas.com.br

Rio Claro

__________________________________

BAIXARIA

É lamentável a situação que estamos enfrentando na campanha eleitoral entre PT x PSDB. Um simplesmente apresenta dois pronunciamentos (digitados), outro muda o documento apresentado. Quanta baixaria. Mesmo um povo ignorante merece respeito.

Laert Pinto Barbosalaert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

__________________________________

CHEQUE EM BRANCO

Não assino cheque em branco nem pra minha mãe. Por que o Lula acha que vou assinar um para sua candidata, se ela nem mesmo participa de debates com os outros? Estamos nos tempos de Fichas Limpas e quem não deve não teme participar de debates.

Mirel Gonçalves Souza mirelgsouza@yahoo.com.br

Santos

__________________________________

POUCA PRÁTICA

A candidata Dilma Rousseff não demonstra aptidão para escolher e formar equipe. Primeiro, ela não sabe quem contratou o jornalista Luiz Lanzetta, que frequentava diariamente seu comitê e contratou dossiês contra seus adversários. Agora, diz que alguém lhe entregou documento errado que ela assinou sem ler e mandou para o TSE...

José Carlos Cruz cruz.jc02@gmail.com

Osasco

__________________________________

QUEM NÃO LÊ O QUE ASSINA...

A comunista de plantão afirma não ter lido o programa de governo entregue ao TSE pelo PT quando de sua inscrição como candidata.

Oras, bolas, se uma pessoa que pleiteia o cargo máximo no Brasil nem sequer sabe ler o que irá fazer com a pobre da população que vai gerir, então mostra claramente não ter as mínimas condições de sequer concorrer ao cargo de fantoche de Lulla na Presidência. Ou estou enganado e o programa real de governo do PT é a implantação do comunismo no Brasil, com o cerceamento de todos os meios de comunicação, o fechamento das fronteiras do País, a não-permissão de cultos religiosos de qualquer tipo, a proibição de manifestações por parte da população, a inundação das cadeias com presos políticos que discordarem dessa déspota com aparência de santa?!

Cuidado, Brasil, com quem vamos eleger para presidente, pois se essa ''senhora'' conseguir, fatalmente boa parte da população brasileira irá se exilar em outro país onde de fato a democracia exista!

Boris Becker borisbecker@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

FALSIDADE EXPLÍCITA

Ainda sobre o programa da candidata Dilma registrado no TSE. Das duas, uma: se ela assinou ou "rubricou" sem ler, é uma incompetente e não confiável; se ela realmente registrou o primeiro programa, continua a mesma terrorista de esquerda dos anos 60. É aquele ditado: se correr o bicho pega, se parar o bicho come.

Anna Maria Barretto fmbar@terra.com.br

São Paulo

__________________________________

DILMULETA

A candidata do PT quer ser presidente do Brasil: é muito insegura e precisa SEMPRE de uma muleta. Tentou Dilmasia, agora é a Dilmicha - ela e o Michel, do negocista PMDB - e Dilmulla da transferência de votos na cédula. Foge de debates, assina programas sem ler, etc. Desde o tempo de guerrilheira até ministra o governo PT, sempre foi dirigida por outros. A insegurança é patente no mau humor com que trata subordinados. Com esse currículo jamais arranjaria emprego de nível médio numa empresa privada. E quer ser presidente?

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

__________________________________

A ESCOLA DO BRASIL NA FRANÇA

A Justiça francesa suspeita que o ParTido de Sarkozy tenha recebido doações ilegais durante a campanha eleitoral de 2007. Em se tratando de um país sério, fica a curiosidade de como a Justiça francesa vai esclarecer esse episódio e como vão reagir os partidos de oposição. Será que Sarkozy dirá que não sabia de nada?

José Carlos Degaspare degaspare@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

NOMES DIVERSOS

Afinal, qual é o nome certo da candidata do PT? Só eu conheço cinco nomes dela: Estela, Luiza, Vanda, Patricia e Dilma.

Paulo Francisco Siqueira dos Santos paulosiqueirasantos@hotmail.com

Santa Rita do Passa Quatro

__________________________________

GOVERNO DE SÃO PAULO

Falamos muito sobre a sucessão presidencial, mas temos também não menos relevante a sucessão estadual.

Nesta, ao que parece, a disputa ficará entre Alckmin e Mercadante. Alckmin representa o que está aí, que não é o ideal, pois os governos do PSDB se têm mostrado autoritários e, sob o argumento do compromisso fiscal, exageram nas arrecadações. Exemplo disso são os altíssimos preços dos pedágios nas nossas estradas.

Temos também uma nova opção, o Paulo Skaf, do PSB. Vejo como um bom momento e muito oportuno para o rodízio de poder e tanto Mercadante como Paulo Skaf são belas opções. Eu, pessoalmente, estou acompanhando o Mercadante e tenho muita esperança nesse nome. Deus queira que eu esteja certo, porque um Estado como São Paulo, maior que muitos países do Primeiro Mundo, pode, sim, estar muito melhor que hoje.

Otavio de Queiroz otavio.solaris@hotmail.com

São Paulo

__________________________________

O ESPIRITUOSO MERCADANTE

Somente no Brasil o eleitor é obrigado a ouvir espirituosidades como ''eu sou o caminho, o outro é o pedágio''. Eu sou a liberdade absoluta. Mas há uma pedra no meio do caminho. No meio do caminho há uma pedra, que é o pedágio. Drummond, inspirado, entre outros, por Sarte e Paul Valery, autointerpretou seu sentimento: o anseio pelo absoluto e a crua e dura realidade da vida, a contradição do ser sempre incompleto. O sr. Mercadante tripudia sobre a busca do sentido da existência, próprio de espíritos situados a anos-luz de seu pobre ramerrão político, ao transportar para uma campanha um idealismo reduzido à mais pedestre interpretação de conveniência.

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

ORÁCULO

O artigo do sociólogo Demétrio Magnoli "A escolha de Serra" (8/7, A2) merece todos os elogios, pois faz uma análise irretocável do papel que o candidato José Serra deveria desempenhar nas próximas eleições. Se o candidato da oposição não atacar o lulismo, que já contaminou toda a sociedade brasileira, mostrando quem é o senhor Lula e o seu bando, perde, sim, as eleições! Estamos indo céleres para a mexicanização do Estado brasileiro. As considerações do mestre Magnoli deveriam ser afixadas, como um oráculo, em todos os diretórios das oposições.

Eduardo Augusto de Campos Pires eacpires@terra.com.br

São Paulo

__________________________________

ENGODO

Acho que nunca li um artigo tão verdadeiro, lúcido e completo como o que foi publicado por Demétrio Magonoli (8/7, A2). Acho que ninguém, como ele, soube explanar tão bem o engodo existente por trás da vinheta de publicidade oficial desse governo ''Brasil, um país de todos''. Recomendo uma leitura completa de tal artigo. Parabéns.

Éllis A. Oliveira elliscnh@estadao.com.br

Cunha

__________________________________

A ENCRUZILHADA DE SERRA

Demétrio Magnoli coloca o dedo no ponto crítico da campanha de Serra: ou ele ousa e segue seus instintos de estadista, dizendo realmente o que pensa do governo Lula e mostrando ao eleitor indeciso onde ele se diferencia do atual presidente e da sua candidata preposta, ou continua executando a pauta dos marqueteiros, que, baseando-se em resultados de pesquisas, dizem que bater em Lula é derrota certa. Eu me pergunto a que lado realmente estarão servindo esses marqueteiros.... Hum...

As pesquisas aqui podem ter sido feitas no mesmo molde das que davam empate e possível vitória ao candidato contrário a Álvaro Uribe, na Colômbia, e o resultado final foi vitória estrondosa de Juan Manuel Santos, aliado de Uribe.

Serra, quando se ousa lutar por uma causa acreditando que a razão está ao seu lado, a vitória é quase garantida.

Porém, quando se entra numa guerra temendo o adversário e duvidando da própria vitória, quem já está meio garantida é a derrota!

Portanto, ouse!

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

__________________________________

ARSENAL

Serra, pelo amor de Deus, GANHE A ELEIÇÃO! Escute o Magnoli. É hora, ainda, de introduzir na campanha, e com ÊNFASE, o confronto com o Lula. Desmascare o palhaço comunicador de circo que tapeia o povo com seu inegável tino embrulhão. Mostre, como sugere o artigo, que com Lula e seus apaniguados o Brasil não é um país de todos, mas sim da ''cumpanheirada''. O Mangoli oferece todo um arsenal de armas. Insisto: pelo amor de Deus, GANHE!!!

Geraldo Modesto de Medeiros gmm1931@hotmail.com

São José do Rio Preto

__________________________________

LULISMO

O excelente artigo de Demétrio Magnoli é uma nítida radiografia do mal que está insidiosamente dominando o País. O lulismo é uma doença psicossocial contagiosa, cujo agente transmissor é a pseudorrenda, seja ela o Bolsa-Família, o imposto sindical, o BNDES ou o PIB, e seu efeito é a cegueira seletiva de suas vítimas para os valores morais e espirituais que dão consistência duradoura à democracia, impedindo qualquer antevisão do futuro. Lula é o principal propagador dessa doença e Dilma, seu genérico em nova embalagem. Necessitamos, urgentemente, de uma vacina para o País!

Gilberto Dib gilberto@dib.com.br

São Paulo

__________________________________

REFLUXO GASTROESOFÁGICO

O presidente, com soberba, confessa publicamente que não leu uma única linha sobre a aprovação do projeto Ficha Limpa ou sobre seu relator, Índio da Costa, mas, como todos sabem, leitura de jornal dá azia. Felizmente, Serra não assinou nenhum ''acordo criminoso'' para efetivar a parceria. Em 2002, um vice custava R$ 10 milhões e na boleia vinham Crivella e Edir Macedo.

Helena Rodarte Costa Valente helenacv@uol.com.br

Rio de Janeiro

__________________________________

FORUM PARCIAL DOS LEITORES

Acabei de assinar o Estadão imaginando que conviveria com a imparcialidade.

Ledo engano. O Fórum dos Leitores prioriza cartas anti-Lula e anti-Dilma.

Impressionante o espaço dado aos tucanos chorões enrustidos. Sugiro alterar o nome desse espaço para ''Forum do Tucanato''.

José Jorge dos Santos j.jorgesantos@uol.com.br

Engenheiro Coelho

__________________________________

GOVERNO LULA

Para quem gosta de vinho, que fique com água na boca, ao saber do que rola no Planalto. Em 2002, por ocasião do 42.° aniversário de Palocci, o marqueteiro Duda Mendonça presenteou Lula com uma garrafa de vinho tinto francês Romanée Conti, safra 1997, que valia R$ 6 mil (hoje custa R$ 15 mil). Desde então o presidente não toma nenhum vinho que não seja o Romanée Conti, um dos mais caros do mundo. A produção anual é de escassas 6 mil garrafas. Portanto, privilégio de poucos. Pelo visto, nosso presidente aprendeu rapidinho a ter bom gosto. Quem diz que nosso cacique-mor não tem lá suas regalias?!

Conrado de Paulo conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

__________________________________

"LEGÍTIMA DEFESA"

É surpreendente a absolvição, por unanimidade, do promotor de Justiça Thales Schoedl pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Thales efetuou 14 disparos de arma de fogo contra dois rapazes, matando um e ferindo gravemente o outro, mas foi absolvido por "legítima defesa". Fico imaginando a dor que as famílias das vítimas devem estar sentindo neste momento.

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.