Cartas - 10/08/2010

PODER JUDICIÁRIO

, O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2010 | 00h00

Que país é este?

Em São Paulo, juízes federais usam carro oficial em férias, domingos e feriados; em Brasília, o ministro Joaquim Barbosa, do STF, fica em licença médica por mais de três meses, alegando problemas na coluna, mas é flagrado em festas e bar; e nós, trabalhadores mortais comuns, pagamos a conta desse pessoal todo. E ainda eles querem reajuste de salário, reforma e ampliação dos seus gabinetes! Que país é este?! Acorda, Brasil!

Celso Nascimento celso@directasa.com.br

São Paulo

_________

ABUSOS DA TOGA

A estupefação maior para nós, aqui de baixo, não é com o uso indevido da coisa pública, e sim saber que o máximo que pode acontecer a esses doutos senhores é serem duramente castigados, isto é, afastados de suas funções com sua aposentadoria integral. É simplesmente inconcebível!

Paulo Gianini

Taiuva

_________

MENSALÃO

Vendo a reportagem do Estadão sobre a licença do ministro do STF Joaquim Barbosa, veio-me a pergunta: quem é o ministro responsável pelas investigações do maior escândalo de corrupção "da história deste país", o mensalão? Se ele se aposentar antes de concluir o inquérito, o que acontece? Em época de eleições, outra questão: qual a maior carência do Brasil? Saúde, educação, transporte ou justiça?

Mário Issa drmarioissa@yahoo.com.br

São Paulo

_________

LICENÇA

Quanto será que está custando oficial e extraoficialmente a licença do ministro Joaquim Barbosa? Dá o que pensar e conjecturar...

Tania Tavares taniatma@hotmail.com

São Paulo

_________

DECISÃO INJUSTA

Lamentável a decisão da juíza paulista que mandou prender uma mulher, primária, desempregada e mãe de dez filhos, acusada de furto num supermercado, pelo não-pagamento de fiança de R$ 300. A decisão, além de tecnicamente equivocada - por se tratar de pessoa pobre, não há necessidade de fixação de fiança -, é injusta e revela falta de sensibilidade. No Brasil, enquanto os grandes corruptos saqueiam o erário e ficam impunes, as pessoas humildes são punidas de forma draconiana, com todo o rigor da lei, em inaceitável injustiça e sistema de dois pesos e duas medidas.

Renato Khair, defensor público renatokhair@uol.com.br

São Paulo

_________

POLÍTICA EXTERNA

Colômbia x Venezuela

O novo presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, quer um diálogo "franco e direto" e respeito mútuo para recompor as relações com a Venezuela, do ditador socialista Hugo Chávez. E não aceita a presença de integrantes das Farc, há 46 anos nas selvas colombianas matando, sequestrando, traficando drogas, exclusivamente para impor ao país um regime como o de Cuba. Soou como um aviso ao presidente Lula, sempre querendo meter o nariz onde não é chamado. Para bom entendedor...

Roberto Stavale bobstal@dglnet.com.br

São Paulo

_________

"BEM PENSADO"

"Um povo ignorante é instrumento cego de sua própria destruição" (Simón Bolívar). Disso se vale o Chávez de cadeia. E nós vamos pelo mesmo caminho!

Candida Barros candy.barr.@uol.com.br

São Paulo

_________

REGALIA

Se avião brasileiro pode buscar o presidente paraguaio para fazer tratamento no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, é mais que justo que o presidente Lula pague do próprio bolso, ao povo brasileiro, centavo por centavo do gasto. Os pobres que se tratam no SUS nunca tiveram tal regalia.

Klaus Benvenuto klausbenvenuto@gmail.com

Santo André

_________

AEROPORTOS

Infraestrutura

Oportuna a matéria sobre infraestrutura (8/8, B4). Viajantes acostumados a aeroportos como os de Houston, Los Angeles, Paris, Sidney e inúmeros outros, quando desembarcam em Guarulhos, a sensação é igual ao desembarque num terminal de cargas. Portanto, o ufanismo do atual governo só serve a seus próprios interesses e de seus apaniguados.

Francisco José Sidoti fransidoti@terra.com.br

São Paulo

_________

AVIAÇÃO

Segurança

Estão de novo pondo em risco a segurança da aviação brasileira. Depoimentos contundentes de tripulações evidenciam o abuso das aéreas, obrigando-as a trabalhar além do permitido. É inaceitável que as diretorias de TAM, GOL e WebJet estejam alheias a essa questão, da máxima importância. Tripulações devem ser olhadas pela diretoria como o coração das empresas. Fica muito fácil pôr a culpa no software responsável pelas escalas e fechar os olhos para as consequências. Para que serve essa Anac? Para empregar os apadrinhados do governo ou fiscalizar as aéreas? Quando será que as autoridades irresponsáveis vão entender que em aviação não se pode errar nunca?!

Sergio Eduardo Stempniewski sergueistemp@uol.com.br

São Paulo

_________

PILOTOS ESTRANGEIROS

Pergunta à sra. Solange Vieira, presidente da Anac: foi a senhora que sugeriu a infeliz liberação de pilotos estrangeiros para voarem no Brasil por um período de cinco anos, quando existem muitos pilotos brasileiros experientes que voam na Ásia e querem voltar, mas não conseguem emprego por falta de vaga? Como se isso não bastasse, muitos pilotos experientes aqui, no Brasil, estão desempregados, sem perspectiva de trabalho, sem contar os discriminados por idade e perseguição política. A Anac nem fez um levantamento recente e confiável para averiguar a real situação dos pilotos brasileiros desempregados. Sra. Solange, na qualidade de responsável por essa calamidade, gostaria que colocassem um estrangeiro para assumir a presidência da Anac, ocupando o seu lugar? Será que o presidente da República sancionará essa lei?

Maria Isabel Protetti pedra.dagua@hotmail.com

São Paulo

_________

"Mais um item da herança maldita: dívida de R$ 90 bilhões!"

LAERT PINTO BARBOSA / SÃO PAULO, SOBRE OS RESTOS A PAGAR QUE O GOVERNO LULA VAI DEIXAR PARA O SUCESSOR

laert_barbosa@ig.com.br

"Com mais essa denúncia da "Veja", só posso parodiar Shakespeare: há algo podre no Brasil do PT"

GILBERTO DIB / SÃO PAULO, SOBRE A "FÁBRICA DE DOSSIÊS"

gilberto@dib.com.br

"Sr. ministro, ficha limpa não é pena a ser imposta,

e sim mero requisito mínimo para ocupação de cargo público"

FÁBIO DUARTE DE ARAÚJO / SÃO PAULO, AINDA SOBRE AS DECLARAÇÕES DE EROS GRAU

fabionyube@visualbyte.com.br

_________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.192

TEMA DO DIA

Lula diz que tênis "é esporte da burguesia"

Em centro esportivo, no Rio, jovem diz não ter como treinar e escuta declaração que irritou tenistas

"A frase não condiz com a conduta de chefe de Estado. Seria melhor ter dito que investe primeiro nos esportes populares."

PAULO NOGUEIRA PIZZO

"Por que Lula tem de se censurar quando todos no Brasil falam o que querem dele sem o mínimo respeito a sua posição?"

CARLOS OLIVEIRA

"Novamente o presidente perde a oportunidade de manter sua boca fechada."

MARCUS VINICIUS RIO CORREA

_________

Cartas enviadas ao Fórum dos Leitores, selecionadas para o estadão.com.br

ENTREVISTA NO JORNAL NACIONAL

Candidata Dilma, por favor, antes de querer ser presidente deste pobre país volte para a escola e estude Geografia, pois é imperdoável uma candidata não saber que a Baixada Santista fica no Estado de São Paulo. Você causa VERGONHA às mulheres do Brasil! Que Deus nos livre de você e de seus ''cumpanheiros''

Cassia Carlin Malteze cassia.carlin@terra.com.br

São Paulo

_________

DILMASTEIN

O marqueteiro é ótimo, o cabeleireiro é ótimo, o estilista é ótimo, a maquiagem

é ótima. Afinal, está pronta a criatura que tudo indica que irá guiar-nos pelos

próximos quatro anos. Só falta falar.

Jorge Manuel de Oliveira jmoliv11@hotmail.com

Guarulhos

_________

PT MADURO

Enquanto, para o PT da Dilma, amadurecimento significa selar alianças espúrias com Sarney, Renan, Barbalho, Collor, etc., como afirmou em sua entrevista ao Jornal Nacional, para a sociedade madura significa fortalecer a ética, ser solidário com o próximo, produzir ações com qualidade e respeitar as instituições.

Ou seja, o fruto deste PT amadurecido apodrece, cai e infesta o futuro da nossa Nação.

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

_________

O AVANÇO DE DILMA

Avançar na companhia de Fernando Collor de Mello, Renan Calheiros, Jader Barbalho e José Sarney é trilhar marcha batida com um grupo de notórios que já sugaram tudo o que era possível desta sofrida República, é caminhar em direção ao mais pegajoso pântano. No qual, provavelmente, o grupo acabará sufocado até os respectivos pescoços. Dilma, brava guerrilheira, mulher de esquerda, defensora da justiça social, travestiu-se de hábil política especializada em coligações, segue as pegadas do iluminado líder sindical que, com tais alianças, numa assembleia sindical, certamente seria timbrado de traidor. Avançar é um verbo intransitivo. Nada diz, por si só, a não ser abrir as hipóteses, inclusive aquela - provável - de encontrar pelo caminho cobras venenosas devidamente criadas que se encarregarão de continuar destilando seu veneno sobre a ética política do Brasil.

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

_________

POBRE BRASIL

Neste Dia dos Pais, não teve o que comemorar.

Além de ser maltratado pelo filho, ainda tem de aguentar uma

maluca que anda por aí dizendo que é a mãe dele.

Stanislaw Cordeiro ratles2@hotmail.com

São Paulo

_________

DELICADO COMO UM ELEFANTE

Lulla disse nesta segunda-feira, na sede da Fiesp, que duvida que haja no País algum empresário que diga que tem problema com o governo federal. "Todos ganharam muito dinheiro."

Isso explica por que grandes empresários brasileiros, que não doaram seus reais a elle em 2006, estão recebendo uma cartinha num tom nada delicado do tesoureiro da campanha de Dilma Rousseff, José de Filippi Junior. Começa assim: "Em 2006, procurei sua empresa como coordenador financeiro da campanha de reeleição do presidente Lula. Naquele momento, sua empresa não aceitou o convite para contribuir com nossa campanha. De todo modo, acredito que ela tenha se beneficiado com os avanços conquistados pelo Brasil..." Trocando em miúdos, ou dá ou desce!

Maria Eloiza Rocha Saez m.eloiza@gmail.com

Curitiba

_________

DOAÇÃO

A primeira-dama Marisa Letícia doou nesta segunda-feira, pela internet, R$ 1.013 para a campanha da candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff.

Nada a opor, desde que a doação não tenha sido feita por meio de débito no cartão corporativo e acabe sobrando para mim essa conta.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

_________

À SOMBRA DO CRIADOR

Palavras da candidata petista: "Podem ficam absolutamente descansados. A presença do presidente Lula em meus discursos, eu considero fundamental. Não tem a menor hipótese de ela diminuir. ... tenho orgulho da minha cara e tenho orgulho do meu patrimônio. E meu patrimônio é ter sido coordenadora de um presidente que foi extremamente bem sucedido em distribuir renda e em incluir a população." O que se conclui que sua palavra e seus discursos se sustentam com a força de seu mentor e guia; e que seu patrimônio é ter sido seu factótum. Será que nesta campanha, conduzida e arquitetada pelo marketing político, vamos saber quem é realmente Dilma Rousseff, sem seu criador? Será que seus eleitores sabem do risco de estarem colocando na Presidência uma ainda não testada, nem devidamente conhecida, ''fantasma política''? Pois ela mesma está revelando esse preocupante fato!

Silvano Corrêa scorrea@uol.com.br

São Paulo

_________

COMPROMISSO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO COM EXCLUSIVIDADE

A Presidência da República como prestação de serviço exclusiva está sendo burlada pelas atividades de propaganda do presidente "fora do expediente". No caso de uma empresa privada, a demissão por justa causa é a solução. O que fazer no caso do nosso popular presidente? Continuamos no "me engana que eu gosto"?

Darcy Andrade de Almeida dalmeida1@uol.com.br

São Paulo

_________

NÃO VAI DAR CERTO...

Toda vez que as pessoas insistem em dar continuidade a um ciclo de realizações, quando deveriam ir para casa e curtir seus feitos dentro da História, a coisa não acaba bem.

Essa história vai se repetir com o presidente Luiz Inácio da Silva, que nomeou sua sucessora Dilma Rousseff, jogando seu prestigio político numa candidata forjada à sua imagem e semelhança, e que se esforça ao máximo em sê-lo.

Nenhum segmento da sociedade se comprometeu com a escolha da candidata do presidente, ninguém sequer opinou, nem mesmo os mais influentes cardeais do PT. Por que razão deveriam aceitá-la goela abaixo?

Chegará o momento em que o presidente Luiz Inácio da Silva reassumirá as diretrizes de comando, voltando ao cenário político para acalmar os ânimos e sustentá-la no poder, ou sairá definitivamente de cena e rezará para que o estrago não seja tão grande a ponto de comprometer a sua candidatura em 2014.

Manoel Braga manoel_braga@terra.com.br

Matão

_________

BEIJO PARA DILMA

É surpreendente a descontração de Lula ao lado de seu amigo Chávez, que implanta, sem resistência, o socialismo bolivariano na Venezuela. Em outras palavras, não há dúvida, se é que alguém a tivesse, que Lula o apoia sem pejo. Nesse quadro político latino-americano, o ''beijo à Dilma'' enviado por Chávez é um simples cumprimento íntimo a quem já faz parte da "família socialista latino-americana", na qual se encontram Fidel, Morales e outros simpatizantes. O principal urdidor da teia que lentamente une essa família descontraída é o coordenador de campanha de Dilma e assessor de Lula, Marco Aurélio Garcia. Enquanto isso acontece, os grandes empresários brasileiros não conseguem esconder sua satisfação com as "conquistas" conseguidas na gestão de Lula, que esperam ampliar ainda mais com sua continuidade sob a batuta de Dilma. Realmente, o ditado mineiro de se comer pelas bordas é de grande sabedoria. A implantação do socialismo no Brasil se fará pelas bordas.

Eduardo J. Daros daros@transporte.org.br

São Paulo

_________

CIRO AFINOU

Contra o Serra, Ciro Gomes sabe rosnar como um pit bull, mas diante do presidente Burla e da Dilma mia como gatinho pedindo colo.

Laércio Zanini arsene@uol.com.br

São Paulo

_________

SERÁ QUE VAI TUDO BEM MESMO?

Numa sociedade como a nossa, as prioridades são inúmeras, mas sobressaem as de educação, saúde e segurança.

É só olhar pela janela e ver que nenhuma delas está sendo satisfeita. O Brasil vai bem, mas seu povo vai mal.

De que adianta ter bens materiais e não dispor de conhecimento, tranquilidade e boa saúde física e mental?

Se fosse prioridade de governo somente prover bens de consumo, isso qualquer tirano poderia fazer.

Mas dar educação de qualidade, formando pessoas melhores para sua própria evolução e do País, não é importante para os que detêm o poder.

Quem pode viver plenamente sem saúde mental e física, proporcionadas por saneamento básico, noções mínimas de higiene e prevenção de doenças?

A tranquilidade social, proporcionada por segurança pública e Justiça eficazes, é uma das mais reclamadas quando se ouvem os cidadãos comuns, como nós. Os ''incomuns'', como Sarney (segundo Lulla), que tem segurança especial e permanente, não estão preocupados com a violência.

Onde estão os PACs da saúde, da educação e da segurança?

Nunca antes neste país tivemos educação tão castrante como a de agora, que impede os jovens de enxergarem o mundo com lucidez e se preparar para o futuro.

Nosso grande líder distribui recursos do povo a outros países, devido à sua ambição de ser uma celebridade mundial, esquecendo dos grotões de miséria que ainda não foram alcançados pelo zelo presidencial.

Ao longo da História muitos tiranos também foram populares, mas os poucos estadistas nem sempre foram reconhecidos. Vamos acordar, gente! Antes tarde do que nunca!

Paulo Roberto Farat prfarat@hotmail.com

Praia Grande

_________

DUELO PETISTA

O Estadão de sábado traz uma notícia dizendo que ''Palocci

e Dirceu disputam espaço em eventual governo''. Como isso é possível, pois

o primeiro violentou o caseiro e o outro, o Brasil inteiro? O povo não vê ou não

quer ver?

Carlito Sampaio Góes carlitosg@estadao.com.br

São Paulo

_________

AINDA O DEBATE NA BAND

O desinteresse pela política demonstrado pela população brasileira ficou demonstrado pelo índice de audiência na noite do dia 5 último. Enquanto a transmissão do jogo Inter x São Paulo teve 33 pontos, a novela da Record, 11 pontos e o Boletim de Ocorrências do SBT, 9, a transmissão do debate entre os candidatos à Presidência da República teve apenas 3 pontos de audiência, segundo o Ibope. Que isso sirva de alerta para a nossa classe política. Imagine-se: como seriam as nossas eleições se o voto não fosse obrigatório?

José Carlos de Castro Rios jc.rios@globo.com

São Paulo

_________

GAGUEIRA

Deve a leitora sra. Sílvia Machi (7/8) saber que Dilma Rousseff nunca gaguejou - até o debate. Dizer que se trata de patologia de linguagem é manifestação barata de simpatia pela ex-terrorista que pensa que vai ser presidente e, em verdade, estava é morrendo de medo.

Bob Sharp bobsharp@uol.com.br

São Paulo

_________

CHANCE PERDIDA

Ao ser acusado de não mencionar o governo FHC no debate, Serra veio com aquela velha metáfora de que prefere olhar para a frente, e não pelo espelho retrovisor. Dilma retrucou o óbvio: para construir o futuro é necessário conhecer o passado. Era uma ótima oportunidade para Serra lembrar ao eleitor o Plano Real, que acabou com a nefasta inflação; que a Bolsa-Família saiu do Programa de Renda Mínima criado em 1994 pelo prefeito de Campinas Magalhães Teixeira; o significado do Proer e da Lei de Responsabilidade Fiscal, etc., políticas inicialmente combatidas pelo PT. Sem dúvida, o governo Lula soube aproveitá-las e até, em alguns casos, aperfeiçoá-las, o que foi bom para o Brasil. Creio que reconstituir a narrativa do que de fato ocorreu em nossa política nos últimos anos só irá contribuir para que os eleitores possam escolher melhor seus candidatos.

Ricardo Azevedo, escritor rjd.azevedo@uol.com.br

São Paulo

_________

SERRA E AS APAES

Na questão das Apaes, no debate da Bandeirantes o sr. Serra mostrou que ouviu o galo cantar, mas não sabe onde. Foi demagogo, falando inverdades e tentando sensibilizar o eleitorado. Até quando vai fazer campanha política apelando para mentiras? O povo brasileiro não aceita mais isso. E lembremo-nos de que Serra participou dos oito anos do governo FHC, inclusive como ministro da Saúde, e nunca se preocupou com essa questão.

Sr. Serra, respeite os portadores de necessidades especiais.

Claudio Villamarin urano@uol.com.br

Goiânia

_________

REJEIÇÃO

Dr. Alckmin, o senhor tem grande rejeição dos funcionários públicos do Estado. Ficou oito anos no governo e nada.

Carmen Albuquerque

Carmen Albuquerque caliopes@hotmail.com

São Paulo

_________

R$ 90 BILHÕES

Uma dívida de R$ 90 bilhões para 2011, a candidata Dilma Rousseff informa que são investimentos, não dívidas, e ainda critica a oposição. E os R$ 22,5 bilhões de FHC eram dívidas ou investimentos? Não era "herança maldita"? Acho que Dilma Rousseff consultou o assessor errado. O Orçamento de 2010 deveria fechar sem estouros; desta forma simplista, o governo gasta "os tubos" e não há dividas, são investimentos!!

Celso de Carvalho Mello celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

_________

VOTO ANIMAL

Em 1958 o rinoceronte Cacareco foi o candidato mais votado para vereador de São Paulo. Trinta anos depois, o macaco Tião quase se elege prefeito do Rio de Janeiro. A cada ano cai mais o nível dos candidatos, muitos com sérias dificuldades para concatenar ideias de um simples discurso, com frequência empacam no vernáculo, são verdadeiros representantes dos votos nulos.

João Henrique Rieder rieder@uol.com.br

São Paulo

_________

VICES

Discordo do artigo "Precisamos de vices?" (8/8, A2), mas por um raciocínio diferente do do articulista, que deseja que tudo continue como está.

Devemos analisar a questão do ponto vista antropológico, e não cartesiano. Para que a democracia seja um costume, como se desenrolou na antropofagia, devemos extrair sentimentos narcisistas, egocêntricos e vaidosos do ritual democrático. Algo impessoal como a escolha do papa, que é ungido por Deus. Os representantes do povo são ungidos por esse conjunto de pessoas. A forma de exercer o mandato popular deve ser impessoal - como no parlamentarismo. Infelizmente, isso não ocorre no Brasil. Sou, também, a favor do voto distrital puro.

Sendo assim, o presidente da República não deve ter vice - papa não tem. Em caso de vacância do cargo, o sucessor provisório obedeceria à ordem como está previsto na Constituição federal. E a escolha do sucessor permanente até o fim do mandato seria feita pelo Congresso Nacional, independentemente de quanto faltar para terminar o mandato.

Evidentemente que isso contrariaria alguns setores, principalmente os presunçosos da esquerda que desejam mudar o mundo na vontade, no orgulho, são os únicos que possuem a verdade.

E creio que essa visão narcisista seja alimentada por um stalinismo enrustido ou por inocentes úteis. Como dizia o presidente Jânio Quadros, comunistas, comunistoides e inocentes úteis. Digo isso porque o articulista, na revista Interesse Nacional, defendeu uma união do PT com PSDB: simplesmente ingênuo. Em Minas Gerais o PT devorou o PSDB. O único diálogo com o PT é o barulho da canhoneira. O resto é a capitulação da democracia.

Mas o importante na questão da democracia, como já mencionei, é analisá-la sob o ponto de vista antropológico, pois se trata de um comportamento de decisão coletiva numa sociedade autoritária, simplesmente um paradoxo. Como colocar uma roda num quadrado.

José marques vieira filho jm.filho1962@uol.com.br.

Rio de Janeiro

_________

NÃO EXPLICOU NADA

Não deu para entender o que Dilma quis dizer sobre a noticiada ''fábrica de dossiês da Previ''. Quando compara os grampos do BNDES com o esquema montado pelos companheiros, esquece-se de que não foi o governo do PSDB quem fez os grampos, e que ele foi, sim, vítima deles. Serra jamais poderia ser atingido por aqueles grampos, porque não tinha nada a ver com eles, nem fazia parte do grupo que os executou, que é o mesmo de sempre. Por último, ela afirma que ''isso não tem nada a ver com a campanha''. Vamos esquecer aqui o sr. Lanzetta, contratado pelo comando da campanha para, justamente, fazer um dossiê contra Serra. Ninguém disse que teria. A ''fábrica de dossiês'' teria a ver com práticas habituais de seu partido. Dilma, enfim, não falou coisa com coisa sobre o caso. Apenas reagiu com a sua já conhecida prepotência e truculência, lançando ameaças veladas - tolas e vãs - no ar.

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

_________

PT e PREVI

Saber que a Previ, cujo capital é composto por contribuições mensais dos funcionários do Banco do Brasil, foi usada para elaboração de dossiês dá uma sensação de impotência. Uma instituição com tanto dinheiro em caixa e tão próxima de informações confidenciais de correntistas jamais poderia ser administrada por pessoas que não pertençam ao quadro de carreira bancária. Jamais se poderia admitir que políticos indicassem partidários para a direção fundo de pensão algum.

Maria do Carmo Zaffalon Leme Cardoso mdokrmo@hotmail.com

Bauru

_________

CAIXA DE ESCÂNDALOS

Sr. Ricardo José da Costa Flores, presidente da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil, a Previ está se transformando numa rotineira caixa de escândalos. A cada seis meses é uma, desculpe a expressão, merda estourando envolvendo o nome da Caixa e, lógico, com possíveis prejuízos materiais e morais para nós, filiados, que contribuímos com essa Caixa de Previdência ao longo de várias décadas.

Agora, depois dos acidentes diários do Metrô-Rio de Janeiro (que, diga-se de passagem, ainda se transformará em algo terrível em que a Caixa se arrependerá de ter se metido) e do esquisito leilão da Hidrelétrica de Belo Monte, temos a escandalosa e incrível notícia de que a "Previ é fábrica de dossiê do PT", conforme estampa o jornal Folha de S.Paulo em seu site, no dia 9/8/2010, repercutindo reportagem original da revista "Veja", edição 2.177, páginas 68 a 72. Mais um escândalo a manchar nossa Caixa de Previdência, agora em plena época de eleições presidenciais.

Assim, de maneira preliminar, venho exigir os mais amplos esclarecimentos sobre o teor da reportagem da revista "Veja", que repercutiu em outras mídias, sobre a tal ''fábrica de dossiês do PT'', conforme supostamente denunciado pelo ex-assessor da diretoria da Previ sr. Gerardo Xavier Santiago. Gostaria de obter detalhes sobre quanto custou cada dossiê secreto, quanto custou a eventual contratação de agentes para efetuar esse tipo de trabalho, quem foram esses agentes contratados para auxiliar na "fabricação" dos dossiês (ex-policiais, matadores de aluguel, narcotraficantes, arapongas, torturadores, enfim, quem é essa gente?), quem determinou que esse tipo de trabalho fosse efetuado, quais os resultados alcançados e quais as pessoas, públicas ou não, atingidas pelos escrotos dossiês. Enfim, um levantamento completo sobre o assunto, com o afastamento sumário de todos os envolvidos com aquele ex-assessor e que ainda estejam trabalhando (?) nas dependências da Previ.

Além da minha exigência acima, venho exigir que a Previ adote as seguintes opções: se o assunto é verdadeiro, publique em seu site os dossiês elaborados, afaste os envolvidos que ainda eventualmente trabalhem (?) na Previ e apresente desculpas públicas aos atingidos, aos filiados e a população brasileira; se o assunto não for a expressão da verdade, entre com TODAS as ações civis e criminais imagináveis e legítimas contra o denunciante e seus identificados parceiros, com a intenção de reaver os valores gastos com tais dossiês secretos e constituir uma poupança para enfrentar os eventuais prejuízos materiais e morais que vierem a ser infligidos à Caixa de Previdência.

Desde já, como associado, informo que repudio totalmente qualquer envolvimento da Previ na disputa eleitoral presidencial, ainda mais na base da "fabricação" de eventuais dossiês secretos para favorecer quem quer seja. Em todo caso, como a denúncia se refere explicitamente ao Partido dos Trabalhadores (PT), que disputa as eleições presidenciais com candidata própria, estou encaminhando correspondência ao Tribunal Superior Eleitoral, à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal para análise do assunto e possíveis providências.

Isso tudo é uma vergonha! Aguardo urgentes notícias sobre o assunto e, também, sobre as providências adotadas.

Wagner Fonseca Lima wflolaria@globo.com

Rio de Janeiro

_________

MAIS DA PREVI E DO MATARAZZO

Enquanto a Previ é utilizada com fins políticos para produzir mais e mais dossiês e servir a interesses nem sempre claros do governo, como mostram as recentes notícias, seu não pequeno patrimônio vai se deteriorando... Deem uma passada no antigo Hospital Matarazzo, situado à Alameda Rio Claro, bem próximo à Avenida Paulista, uma das ruas com o IPTU mais caro da capital. Além do abandono e da escuridão totais, muito piores do que à época anterior ao esquisitíssimo anúncio da venda do imóvel para a PUC, a calçada está tomada por moradores de rua que levam sujeira, bebedeira, excrementos e arruaça a uma das ruas mais calmas e belas da cidade. Os moradores procuram a polícia e esta diz que o problema é da Prefeitura; o ramal telefônico correspondente a ''moradores de rua'' do 156 da Prefeitura está há algum tempo continuamente mudo. Qual será o objetivo por trás de se abandonar assim um imóvel tombado de valor altíssimo? Triste retrato de um fundo de pensão aparelhado politicamente e de uma Prefeitura cuja vice se considera especialista na problemática dos moradores de rua.

Marcello Menta Simonsen Nico mentanico@hotmail.com

São Paulo

_________

EXCELÊNCIAS DELITUOSAS

"Ordem e progresso." Deus é brasileiro, ninguém segura o Brasil, que é o país do ''futuro'' e "de todos". Balela. Estamos mesmo é na terra do "farinha pouca, meu pirão primeiro", que deveria ser o dístico do pavilhão auriverde. Tome-se o que acontece nos três Poderes da República. No Legislativo, mordomias, viagens internacionais e quejandos. No domingo, o Fantástico denunciou a farra dos vereadores que vão fazer "cursos" em Foz do Iguaçu, em Porto de Galinhas, etc. Até morto ganha diploma de "participação"... No Senado, aqueles lastimáveis escândalos denunciados pelo Estadão em 2009, com as digitais de seu presidente - pessoa "incomum", diga-se de passagem. No Executivo, então, nem se fale: cartões corporativos ilimitados e "confidenciais" (por razões de "segurança nacional", claro); aparelhamento do Estado em favor de um partido político e uso da máquina pública para fins ilícitos, envolvendo a própria Receita Federal, com o presidente Lulla dando de ombros à legislação eleitoral e engajando-se na campanha por sua candidata. O rol de barbaridades reproduz-se nos Executivos estaduais e municipais e não caberia neste espaço. Nesta segunda-feira vieram à tona novas e fresquinhas irregularidades envolvendo o Poder togado: o exmo. ministro Joaquim Barbosa frequenta bares e festas, embora afastado do serviço por licença médica...! Só neste ano de 2010, são quatro meses de afastamento, lembrando que S. Exa. tem, ainda, direito a dois meses de férias por ano... Enquanto isso, 13 mil processos que a ele foram distribuídos aguardam sua "melhora" no gabinete do STF. Na mesma edição, denuncia-se a utilização abusiva de veículos oficiais por desembargadores do TRF-3 (SP), sob a desculpa de "exigências de serviço" (em fins de semana e até de madrugada, acredite quem quiser!), em conflito com a Resolução 83 do CNJ. Por falar em Judiciário, outro dia um magistrado, que deveria ter sido preso por corrupção, foi "apenado" com aposentadoria compulsória - é claro, mantendo seus vencimentos integrais! E assim vamos de morro abaixo no Brasil das excelências sem siso ou pudor; no país do "jeitinho" e do indulgente "deixa quieto" em que o pacato cidadão segue bancando tudo e fazendo papel de palhaço. Até quando?

Silvio Natal snatal49@yahoo.com.br

São Paulo

_________

LICENÇAS

Espero que o sr. ministro do STF Joaquim Barbosa, de licença em licença, não chegue à licença-maternidade.

Fausto Ferraz Filho faustoferrazfilho@hotmail.com

São Paulo

_________

HAPPY HOUR

''Ministros e advogados cobram explicações de Joaquim Barbosa''. Calma, pessoal, sejam polidos e esperem o ministro terminar seu goró.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

_________

DEBOCHE E CUMPLICIDADE

O ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, na briga com Gilmar Mendes, disse que o colega era distante do povo brasileiro. Oficialmente doente, Barbosa não abandona o ''povo'', frequentando bares e festas. A prescrição do mensalão está correndo e a absolvição de José Dirceu está chegando.

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

_________

FIM DA JUSTIÇA

Quando coube ao ministro Joaquim Barbosa, do STF, a tarefa de julgar o processo do mensalão, a sociedade, que vira sua dignidade ser achincalhada pelos políticos corruptos deste país, depositou no ministro a esperança de ver o Brasil ser passado a limpo, em nome de uma Justiça célere, isenta e moralizadora. Ledo engano, o ministro Joaquim Barbosa, que certa feita teve um entrevero com o então presidente do STF, Gilmar Mendes, convidou-o a sair às ruas e ouvir o que as pessoas tinham a dizer. Pois é, o tempo passou, os processos mofam nas gavetas e hoje quem deveria ir às ruas e ouvir as pessoas é o ministro Barbosa, campeão de processos parados no STF, em licença para tratamento da coluna, e a todo vapor frequentando os points de Brasília. Não seria o caso de pedir a saída do ministro ou sua aposentadoria, porém cabe ao presidente do STF conduzir os trabalhos de modo que os processos não fiquem parados e mostrar ao País que o Judiciário é um Poder independente de fato e não está a serviço do Executivo. Toda morosidade tem um firme propósito: atrasar o processo e adiar a decisão. Quem são os beneficiados? Os mensaleiros, picaretas ladrões do dinheiro público. Deixá-los impunes é decretar o fim da Justiça no Brasil.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

_________

DOENTE OU AMEAÇADO?

A ordem agora é enxovalhar o ministro Joaquim Barbosa, em licença médica. Por quê? Porque está doente realmente ou porque está ameaçado? Quem assistiu ao pronunciamento do ministro no STF quando aceitou o processo contra os 40 ladrões do mensalão, chamado de quadrilha, sabe que ele foi justo e honesto em suas afirmações e comprovações. Passados três anos, sua saúde misteriosamente se deteriorou e o processo, que está sendo julgado por ele, corre risco de parar na lata do lixo. Estará mesmo doente o ministro ou ameaçado? Espero que a mídia não entre nessa jogada e vá fundo nessa história, porque forças estranhas devem estar trabalhando nos subterrâneos do Palácio para tirá-lo do processo e, quem sabe, outro ministro, digamos, mais condescendente com a quadrilha assuma o julgamento... No Brasil de hoje, com os três Poderes a serviço do Executivo, tudo é possível!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

_________

YVES HUBLET

Muito estranha a forma como morreu o sr. Yves Hublet. Para quem não se lembra, foi o velhinho que deu bengaladas em José Dirceu.

Após ter de sair do País rapidinho, indo morar na Bélgica, voltou e misteriosamente, morreu em Brasília e rapidamente seu corpo foi cremado.

Será que a imprensa não poderia averiguar o que de fato ocorreu e nos informar? Acho que é uma boa pauta, pois as circunstâncias nos levam a lembrar o triste caso de Celso Daniel, que até hoje permanece em mistério. Não sei por quê!

Mohamed Abdalla Kilsan kilsanabdalla@terra.com.br

São Paulo

_________

MORTE SUSPEITA

O escritor Yves Hublet, o homem que deu uma bengalada no ex-ministro José Dirceu, morreu quando se encontrava detido em Brasília e teve o seu corpo cremado de forma ainda mais suspeita. Onde estão as organizações dos direitos humanos? Por que o Ministério Público não exige uma investigação? Pois, pela internet, existe um clamor de milhares de brasileiros inconformados e indignados por assistirem a mais este episódio, que põe o governo do PT sob suspeita.

O Brasil pede que se faça uma apuração do caso já!

José Carlos Costa policaio@gmail.com

São Paulo

_________

MISTÉRIO

Yves Hublet, 72 anos, escritor curitibano que morava na Bélgica, pois tinha dupla nacionalidade, desembarcou no mês de maio em Curitiba para tratar do lançamento de um livro. Depois foi a Brasília, para resolver assuntos particulares. Ao desembarcar na capital da República, foi preso, incomunicável. Adoeceu no presídio e foi hospitalizado sob escolta.

No dia 26 de julho morreu. No dia 27 de julho seu corpo foi cremado. No dia 3 de agosto, o senador Álvaro Dias, questionou em plenário as circunstâncias da morte de Yves Hublet - conhecido como o homem da bengala, por ter, em 2005, desferido bengaladas no então deputado José Dirceu, no auge do escândalo do mensalão. Segundo o senador, as autoridades têm o dever de esclarecer à sociedade certos detalhes relacionados com a morte de Yves Hublet: por que foi preso? Em que circunstâncias ele veio a falecer? Quem autorizou a cremação?

Wilson Gordon Parker wgparker@oi.com.br

Nova Friburgo (RJ)

_________

BENGALADA

Pelo andar da carruagem, já, já, teremos a CPI da bengalada.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

_________

LULA E CABRAL

Deploráveis as palavras do governador do Rio de Janeiro e também do presidente Lula, num vídeo que os registra ao lado de um jovem que apenas cumpria o seu pertinente papel de cidadão, ao cobrar melhores serviços para a população. Nele Cabral é arrogante ao chamar o jovem de otário e Lula, preconceituoso e mal-educado, ao desestimular a prática do tênis, por considerá-lo esporte de burguês, preocupando-se apenas com a repercussão política dos problemas citados, usando palavras de baixo nível... Em alguns segundos vimos a real e espontânea face dos nossos governantes, que se preocupam apenas com o seu próprio "rabo", além de ludibriar o povo com falsas promessas e realizações.

José Eduardo Zambon Elias zambonelias@estadao.com.br

Marília

_________

DECLARAÇÃO INFELIZ

O ''mestre'' eleitoreiro discute com o garoto Leandro, morador de uma comunidade no Rio de Janeiro, quando acompanhado do governador desse Estado. O ''cara'' afirmou que tênis é esporte de ''burguês'' e indagou ao garoto: ''Por que você não treina, por...?'' O garoto respondeu não ter tênis no complexo esportivo e o ''cara'' volta enfatizar: ''Mas tênis é esporte da burguesia, por...! Por que você não treina natação?" O garoto responde que a natação não é permitida para a população (?). Como sempre, o ''cara'' é mesmo mal informado... Que linguajar chulo... Pegou mal, ''cara'', que declaração infeliz!!!

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

_________

DECORO E EDUCAÇÃO

Governantes devem ter, no mínimo, decoro e educação para falar à população, seja ela da ''elite'' ou humilde, mesmo que de maneira descontraída. Ainda mais quando se fala de esportes, em que nem guerras ou desavenças entre países, impedem que equipes se irmanem de maneira belíssima, dando-nos lições de lealdade, humanidade e humildade, independentemente de classe social ou prática esportiva. Infelizmente, amanhã poderemos ouvir o famoso ''não falei'' ou ''não é comigo''. Vergonhoso, vindo de onde veio!

Tânia Pinotti tkita@uol.com.br

Pompeia

_________

BOAS MANEIRAS

Será que não existe ninguém competente na Presidência,

para dar umas aulas sobre comportamento ao presidente?

Gilberto Lima Junqueira glima@keynet.com.br

Ribeirão Preto

_________

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.