Cartas - 11/01/2011

GOVERNO ALCKMIN

, O Estado de S.Paulo

11 Janeiro 2011 | 00h00

Precatórios

Alckmin vai aumentar o Bolsa-Família paulista (9/1, A7). Como é mesmo? E quando o governador pagará os precatórios devidos, até agora roubados aos que, efetivamente, trabalharam? Sobram milhões para as campanhas eleitorais e abastecer ociosos, mas não se respeitam aqueles que fazem jus aos seus direitos, ignominiosa e criminosamente confiscados pelos ditos "honestos" representantes do povo, sem contar os que já morreram sem receber o que lhes era de direito, como comprovado pela própria Justiça. Aos 72 anos, sou um, dentre milhares de outras pessoas, já na fase final da vida, que assiste a tal interminável demonstração de desonestidade para com o assegurado e inalienável direito, o qual é sistematicamente posto de lado pelas ditas autoridades (in)competentes e desrespeitosas. Como já escrevi anteriormente, não há o que negar: decididamente, velho não dá Ibope...

FLORIANO SÉRGIO PACHECO

fpacheco3@gmail.com

Águas de Santa Bárbara

_________________________

Pedágios

Alguém em sã consciência acha que o governador do Estado de São Paulo revisará as tarifas? O governo arrecada do valor da tarifa 25% de ICMS. Imaginem, assim, quanto dinheiro vai para o cofre do Estado.

NELSON PIFFER JR.

pifferjr86@gmail.com

São Paulo

_________________________

GOVERNO DILMA

Trem-bala

Apenas adiar o leilão da construção do trem-bala, ou trem de alta velocidade (TAV), não é a solução. O TAV, tanto na Europa como nos EUA, é uma sofisticação caríssima de transporte para passageiros, lembrando terem eles redes de ferrovias funcionando a contento, tanto para passageiros como para carga. O Brasil sucatou toda a malha ferroviária que já teve, hoje transformada em escombros pela incúria e pela miopia governamentais. As rodovias, salvo algumas exceções, estão abandonadas, onerando o custo Brasil. As hidrovias não saem do papel. O transporte aéreo, neste país de dimensões continentais, é o retrato do caos sem fim instalado. E nada se fala sobre a integração intermodal dos meios de transporte. Nas cidades, os metrôs têm ridícula extensão - a cidade de São Paulo deveria ter, dadas as suas dimensões, pelo menos 400 km de linhas, entretanto, em mais de 40 anos só construiu pouco mais de 60 km. Os portos estão abandonados. Enfim, toda a infraestrutura do País é insuficiente e obsoleta. Hospitais caindo aos pedaços, escolas idem e não preparadas para enfrentar os desafios da atualidade. A violência nas cidades tem dimensões de guerra urbana. E o País é pródigo em relação a outros, para os quais não faltam doações e financiamentos. É justo, com tantos problemas de toda ordem, despendermos a dinheirama de montante desconhecido no trem-bala? Isso é ético? E a Copa do Mundo e a Olimpíada são prioridades, são oportunas mesmo diante de todas as atuais circunstâncias? Mesmo tendo uma dívida interna monstruosa, os gastos mal direcionados e mal aplicados não têm fim. Provavelmente estaremos diante de grandes negociatas, talvez as maiores do século 21, favorecendo poucos e prejudicando milhões de habitantes. É com convicção que afirmo estarmos diante de bombas de efeito retardado que começarão a explodir, tanto de natureza econômica como social - que é o pior. Com meus 80 anos de existência, nunca imaginei estar diante de um Brasil tão traído e violentado. Acordemos antes que seja tarde demais.

JORGE DE AZEVEDO PIRES

jorpires@uol.com.br

Ribeirão Preto

_________________________

De heranças

O que o editorial Outra herança maldita (9/1, A3) não aponta são outras razões importantes para o não uso do Orçamento no próprio ano, além das possíveis incompetência administrativa e má administração financeira: uma é o exagero, em muitos casos, de exigências e procedimentos dos órgãos de controle. Em nome da boa e justificável causa de defesa do interesse público e da sociedade, atrasam muitas vezes de forma absolutamente desnecessária a concretização de investimentos previstos que melhorariam para a sociedade o desempenho de serviços públicos.

MIGUEL ROBERTO JORGE, pró-reitor de Graduação da Unifesp

migueljorge@terra.com.br

São Paulo

_________________________

Crucifixo despejado

Dona Dilma reformou o gabinete e retirou o crucifixo da parede. Melhor assim, durante oito anos ele observou muitas falcatruas e safadezas. Não sei se abençoou...

HUMBERTO DE L. FREIRE FILHO

hlffilho@gmail.com

São Paulo

_________________________

Religiosidade simulada

Simulação na campanha eleitoral: Dilma candidata frequentando igrejas e sendo fotografada, parece, "orando". Hipocrisia e fingimento que vem de ser documentado com a mudança que a presidente formalizou em seu gabinete de trabalho, retirando símbolos de religiosidade (Bíblia e crucifixo). E não venha dizer que exercer as funções de governar é uma atividade laica, pois fazer campanha eleitoral também é.

PEDRO LUÍS DE C. VERGUEIRO

pedrover@matrix.com.br

São Paulo

_________________________

CENSURA

529 dias

Na década de 1940, meu avô Gaspar Berrance foi correspondente do Estadão na cidade de Catanduva (SP). Meu pai, Alcindo Marques, lutou na Revolução de 32. Orgulhosa deles, as palavras ética, democracia e liberdade foram sabiamente plantadas como sementes em seus filhos e netos. Saber que o jornal está sob censura há 529 dias me arrasa o coração. Onde está a Justiça? O pior é ver o sr. Sarney desdobrar-se em sorrisos no governo atual. Até quando abusarão de nossa paciência?

M. LÚCIA BERRANCE MARQUES

kcbarros@hotmail.com

São Paulo

_________________________

DIREITOS HUMANOS

"Lei da blasfêmia"

Triste saber que milhares de paquistaneses foram às ruas defender a "lei da blasfêmia", aplicada contra minorias não muçulmanas. É uma boa amostra do atraso, fanatismo, fundamentalismo e intolerância dominantes no Paquistão. Em pleno século 21, parte dos paquistaneses parece viver ainda com a cabeça do século 7, sem a menor noção de direitos humanos, democracia, respeito à diversidade ou modernidade.

RENATO KHAIR

renatokhair@uol.com.br

São Paulo

_________________________

"A continuar nessa taxa de crescimento, a próxima reunião deverá ser realizada no Maracanã"

FABIO FIGUEIREDO / SÃO PAULO, SOBRE O MINISTÉRIO DE DILMA

fafig3@terra.com.br

"O número de pastas é tão exagerado que, em vez de Ministério, deveria chamar-se Maxistério"

JOÃO SARTI JÚNIOR / SÃO PAULO, IDEM

sarti.junior@terra.com.br

"O governo Alckmin deve fazer uma oposição de verdade, e não ficar bajulando por mais verbas"

LUIZ FERNANDO MARQUES / COLOMBO (PR), SOBRE A RELAÇÃO COM O GOVERNO FEDERAL

lufema88@netpar.com.br

_________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.345

TEMA DO DIA

Livros de Paulo Coelho são proibidos no Irã

Autor afirmou que espera se tratar de um "mal-entendido". Ministério da Cultura acionará o Itamaraty

"Apesar de as obras deste autor serem péssimas, sem conteúdo ou profundidade, a decisão é arbitrária, pois não se pode alijar o leitor de suas escolhas, ainda que sejam ruins."

MAURICIO MATIAS

"Não concordo com a censura iraniana. Não concordo com nenhum tipo de censura."

MARCELO MATTOS

"Até que enfim uma decisão inteligente do Irã!"

EDSON REIS

_________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUINTO PRÊMIO

 

A jogadora de futebol Marta continua, com toda a justiça, sendo premiada como a melhor do mundo. Ontem ela recebeu pela quinta vez consecutiva o maior prêmio de futebol feminino do mundo, numa solene e grande festa organizada pela Fifa com o objetivo de premiar jogadores e muitas outras personalidades do meio futebolístio.

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXEMPLAR

A grande notícia de 2011, além da saída de Lula do Palácio do Planalto, é, sem dúvida, a volta do Kaká aos gramados, e ainda fazendo gols, como aconteceu neste domingo.

Profissional correto, talentoso, um verdadeiro embaixador do Brasil no exterior!

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

CONTRATAÇÃO MILIONÁRIA

 

Os jornalistas esportivos dizem que os clubes de futebol estão falidos, com dívidas enormes. E, no entanto, o Flamengo, clube carioca, que também, dizem, tem muitas dívidas, acaba de contratar Ronaldinho Gaúcho, jogador do Milan, por R$ 60 milhões durante 60 meses de contrato. Essa soma vai dar, por mês, a quantia de R$: 1.428.571. Ainda falam que o Flamengo deve dar ao Milan uma quantia, em euros, polpuda.Dizem, ainda, que as vendas das camisas, publicidade no uniforme e outras formas de propaganda vão pagar todo esse dinheirão. Eu não acredito porque Ronaldinho Gaúcho não é comparável a Ronaldo Fenômeno. Vamos aguardar!

 

 

Olympio F. A. Cintra Netto ofacnt@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RONALDINHO

Na volta de Ronaldinho Gaúcho ao futebol brasileiro, visivelmente sua intenção era o Flamengo, na Cidade Maravilhosa, quaisquer que fossem as propostas. Grêmio (RS) e Palmeiras (SP) não tinham chance alguma, tanto que dia 2/1 o Palmeiras afirmava ter o ok do sr. Assis, irmão e empresário do jogador, para sacrementar o negócio e o Grêmio teve até diálogo do presidente aos jogadores sobre a vinda do craque no vestiário do clube, com caixas de som no gramado para a festa! Não só Ronaldinho, diante das três propostas, preferia o Rio, como o diretor do Milan, que tem um apartamento lá. O que mais me chamou a atenção no episódio foi o Muricy, o Fredy e mais tantos adversários no Rio de Janeiro do Flamengo poderem expressar suas opiniões publicamente sem serem alvo de represália das torcidas rivais, que também devem ter gostado. Imaginem em São Paulo o Tite dizendo que gostaria de ver o Ronaldinho no Palmeiras! No Sul, o pessoal do Inter já está descontando a gozação de ter perdido o mundial. O Rio de Janeiro é lindo!

Sammy Budet budet@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

LEILÃO.

 

O leilão de Ronaldinho Gaúcho acabou! Grêmio e Palmeiras desistiram! O Mengão vai ficar com a mercadoria! Os dirigentes devem estar todos loucos, é uma fortuna a pagar para ter esse jogador, que já era! Não foi convocado para a seleção na Copa e não é titular na sua equipe na Itália, e ele ainda canta de galo aqui, no Brasil, escolhendo e impondo condições. Pior do que ele, Ronaldinho, somente os dirigentes!

Alex Tanner alextanner.sss@hotmail.com

Sumaré

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

NOIVA DE OUTRO

O Flamengo casa com uma noiva que já declarou que queria jogar em outro clube, no caso, o Grêmio. Como é que isso funciona? O Ronaldinho Gaúcho disse que por ele jogaria no Grêmio. Mas a palavra dele não era final. Se fosse, chegava para o empresário-mascate Assis e dizia:"Vamos colocar um ponto final nisso, pois quero jogar no Grêmio." Acabou. Fim de papo. Vai dar para administrar o Ronaldinho no Flamengo, sabendo que ele queria jogar em outro clube? Qualquer probleminha, vai jogar na cara da diretoria que queria jogar no Grêmio. E a diretoria engolindo. Que estômago têm os diretores do Flamengo? E imaginem ele e o Adriano, voltando em junho, como disse...

 

 

Panayotis Poulis ppoulis@ig.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

CAMISA DE FORÇA

Se a proposta fosse verdadeira, de R$ 60 mil por dia, e o Corinthians contratasse o baladeiro ex-grande jogador, o sr. presidente Andrés Pérez deveria ser internado imediatamente...

Ariovaldo J. Geraissate ari.bebidas@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

NINGUÉM É PERFEITO

Fiquei duplamente satisfeito ao observar na edição de domingo do Estadão que o esportista, digamos, mais internacionalmente conhecido, radicado aqui, em Mogi Mirim, o "ex-meia atacante campo" da seleção brasileira de futebol, Rivaldo, tenha merecido uma página toda no caderno Aliás, com prodigioso texto da ótima Mônica Manir e comentários elogiosos na coluna dominical do caderno de Esportes do não menos ótimo Ugo Giorgetti. Tal fato se reveste de um significado especial para pessoas que, como eu, gostam de ver sua cidade natal figurando no mais tradicional e influente veículo de imprensa de São Paulo ( talvez do Brasil) em assuntos positivos. Ocorre, porém, que na mais recente edição do jornal A Comarca (de Mogi Mirim , com circulação ininterrupta já há 110 anos!), que circulou sábado, dia 8, o repórter esportivo do referido semanário, Marcelo Gotti, conta numa coluna por ele assinada que havia recebido na terça-feira, dia 4, um comunicado da assessoria de imprensa do Mogi Mirim EC informando que por ordem do presidente Rivaldo, ele (Marcelo) estaria proibido de cobrir os treinos e entrevistas coletivas do Mogi. Ainda, conforme escreveu, "por causa de críticas" supostamente por ele dirigidas ao trabalho envolvendo o dia a dia do clube. Levando em conta o que foi publicado, o "mandachuva" parece que deu uma escorregada feia, exibindo um lado obscuro de sua personalidade que em nada combina com o modelito de moço discreto, bem-educado e com traços de humildade que desde muito cedo aprendi a enxergar nele.

 

 

Fernando Cesar Gasparini phernando.g@bol.com.br

Mogi Mirim

 

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

ESTADÃO DE DOMINGO

No domingo 9 de janeiro de 2011 o jornal, como um todo, estava fantástico!

Porém quatro reportagens, no meu conceito, superaram as expectativas. 1) Reportagem especial sobre o arquivo secreto do Vaticano. Como foi bom tomar conhecimento de que há aproximadamente 50 anos passados já tínhamos cabeças com pensamentos brilhantes, mas não tiveram a força necessária para implementá-los. 2) A entrevista de Miguel Ângelo Laporta Nicolelis sobre a entidade Ministério Ciência e Tecnologia, um órgão de suma importância, porém tratado de forma marginal. 3) A Disciplina Rege Educação na China, de David Barboza, The New York Times/Xangai, matéria clara, fácil de ser entendida e "difícil" de ser copiada por nós, brasileiros, cujos professores doentes formam docentes doentes que, doentes e incompetentes, galgam postos relevantes. 4) E, por último, a sempre esperada opinião de Suely Caldas, uma aula inquestionável.

Diante de meu espanto como brasileiro somente me resta uma esperança: que todos esses informes sejam difundidos em todas as instituições de ensino, quem sabe amanhã teríamos o que comemorar.

Cesar N, Lunardi cesar.lunardi@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

CELIBATO

 

 

Está redondamente equivocada a ideia de que a ordenação de homens casados poderá suprir a carência de padres. O celibato é um dom de Deus à Igreja e continua atualíssimo. Quando o papa Paulo VI recebeu o pedido de revisão da obrigatoriedade do celibato, para ser discutido no concílio, deve ter ficado realmente indignado e frustrado porque, à época, já estava quase pronta sua monumental encíclica sobre o valor e a beleza do celibato sacerdotal, publicada em 1967. De fato, o celibato é quase uma cláusula pétrea e não pode sequer ser objeto de discussão.

Edson Luiz Sampel, doutor em Direito Canônico pela Pontifícia Universidade Lateranense, do Vaticano el.sampel@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CAMINHO DE LATA COM PREÇO DE OURO

 

Explicar as estradas de ouro é fácil, é só comparar com o Japão. Difícil é comparar a renda per capita dos dois países. Difícil também é a Artesp explicar a Bauru-Ipaussu, denominada estrada da morte em pista única, sem acostamento e com duas praças de pedágio. Isso é que é cobrar pedágio da vítima para que um dia seus netos possam estar trafegando em estradas decentes. Desde já peço ao Estadão que abra espaço para esta difícil explicação, se a agência conseguir.

 

Márcio M. Carvalho mmcoak@hotmail.com

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

CONCESSÃO DE RODOVIAS-SP

Com relação às cartas intituladas "Artesp responde" e "Vergonha, Vergonha", publicadas no Fórum em 10/1, como conhecedor da Artesp (Agência Reguladora dos Transportes do Estado de São Paulo), tenho a dizer, sobre suas justificativas. Na primeira, é que papel aceita tudo, principalmente quando se trata de números. Dezenas são as situações cuja resposta publicada pelo setor de imprensa da Artesp não corresponde à verdade dos fatos. Com relação à segunda carta, que trata de enchentes interditando a Rodovia Anhanguera, devo lembrar que nos contratos de concessão existe um capítulo específico que trata da obrigatoriedade das concessionárias de rodovias de preverem locais de inundação e realizarem obras de engenharia preventivas, o que muitas vezes não acontece, a exemplo desse caso citado pelo leitor, e que tem a conivência e omissão da Artesp nesses descumprimentos de contrato. Por oportuno, lembro que diretores da Artesp, a exemplo do sr. Wilson Rechi, já foram multados pelo Tribunal de Contas justamente por não fiscalizarem as concessionárias, segundo publicação do Estadão em 14/9/2007.

 

 

Orivaldo Tenorio de Vasconcelos prof.tenorio@uol.com.br

Monte Alto

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INCOERÊNCIA

Além de ocupar nosso espaço na coluna oferecida aos leitores pelo Estadão, os argumentos alegados na resposta da Artesp à carta da leitora sra. Virginia A. Bock Sion são "esdrúchulos". Pois querer comparar As estradas no Japão, na Espanha, França, Itália, etc., com as nossas, no que tange a segurança, qualidade, serviços, etc., é uma "petulância". Pior é dizer que nossos pedágios são baratos, comparados com os de fora, e ainda ter de ler que a arrecadação é necessária para que elas possam existir. Faço uma pergunta: onde o governo aplicou nosso dinheiro, sequestrado pelos absurdos impostos, que só em 2010 superaram a cifra de R$ 1,4 trilhões, se não temos saúde, segurança, transporte, escolas, etc.?

 

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

ENCHENTES

Com as fortes chuvas que atingem várias regiões de nosso país, creio que já está na hora de a "presidenta" Dilma Rousseff lançar um novo projeto: Meu Barco, Minha Vida...

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

TRANSPORTES E CULTURA

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), conseguiu se superar ao escolher Saulo de Castro para a Secretaria de Transportes e Andrea Matarazzo para a Cultura. Saulo é investigado pela Operação Castelinho, foi acusado de abuso de poder e não tem nenhum conhecimento técnico na área de transportes públicos. Matarazzo, por seu turno, é um empresário e não tem nenhuma ligação com a cena cultural/artística. É evidente que a Cultura deveria ter alguém do ramo, com sensibilidade, criatividade e que conhecesse a fundo as demandas e necessidades da área cultural, algo que, evidentemente, Matarazzo não tem. Alckmin colocou as pessoas erradas nos lugares errados e quem pagará caro por isso serão os paulistas, que pagam altos impostos e têm o direito a cultura de qualidade.

 

 

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AUDIÊNCIA PÚBLICA DA NOVA LUZ

 

"SP nos tribunais, as 10 maiores brigas de moradores e Prefeitura na Justiça" (9/1). Importante serviço presta o Estadão informando aos cidadãos como procurar seus direitos, em especial nesta semana crítica para o futuro da vida de 200 mil paulistanos e suas famílias.

A maior briga na Justiça poderá ser iniciada após a audiência pública de 14 de Janeiro anunciada no Diário Oficial de 23/12, ou seja, na calada do final do ano, para o projeto de "revitalização" da Nova Luz, o qual inclui a segunda maior área comercial de São Paulo e a primeira área de comércio de eletroeletrônicos e de motopeças da America Latina. Analisando o projeto, temos a comprovação de ser um caso de Robin Hood às avessas: tirar dos remediados para dar aos milionários. O projeto pretende afetar a vida mais de 200 mil pessoas, dentre moradores, comerciantes, comerciários e proprietários, para que o Consórcio da Concessão Urbanística da Nova Luz se locuplete do fruto de seu trabalho. Vejam que, contrariamente ao insistentemente anunciado, as âncoras comerciais serão objeto de intervenção por diversos anos e nenhum shopping comercial sobrevive sem a sua âncora; há a proposta de colocar os comércios num prédio de 25 andares durante a intervenção - o qual certamente falirá em um ano; diversos prédios de 25 andares seriam necessários; ou qualquer outra proposta de alguma área misteriosa da cidade para realocar o comércio demonstra que os autores do projeto desconhecem o tamanho e a pujança do comércio ali instalado e o perfil de seus frequentadores. Está claro que o objetivo da concessão é de se locupletar da área. É imprescindível que tanto este incrível projeto quanto a Concessão da Nova Luz sejam anulados, de forma irrevogável, pelo Executivo e pelo Legislativo, antes que as vítimas o façam. A população afetada tem pouco tempo e, se não obtiver a anulação imediata, a próxima área para os tubarões se locupletarem pode ser a da 25 de Março, que também deve começar a se cuidar para não soçobrar. Depois, a da Oscar Freire ou de qualquer outro lugar onde houver imóveis e fundos de comércio valiosos.

 

Suely Mandelbaum suely.m@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CIDADE LIMPA

 

Em comentário do leitor sr. José Erlichman publicado no Fórum de 10/1 se vê que ele se surpreendeu com o fato de Kassab ter 55% de aprovação, conforme foi divulgado. Eu, então, me pergunto se também se terá surpreendido com os números das pesquisas para Lula e se sentiu incomodado com a inauguração de placas de obras por Lula, obras que nunca saíram sequer do papel... Concordo que São Paulo não tem ainda uma administração perfeita, mas está muito melhor que no tempo da administração petista de Marta, com seu Projeto Belezura, que somente maquiava a fachada da vetusta senhora Pauliceia, enquanto todo o seu sistema circulatório estava enfartando, seus pulmões entravam em colapso e a sujeira visual a enodoava toda. A Lei Cidade Limpa, a meu ver, foi um ganho excepcional e inconteste para nossa cidade. Não aplaudo efusivamente Kassab, mas aplaudo a Lei Cidade Limpa, corajosamente implantada por ele.

 

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

457 ANOS - COMEMORAR O QUÊ?

Queremos segurança, e não temos em nossa cidade. Enchentes e pedágios cercam nossa São Paulo.

Pedagiaram até o Rodoanel, cuja promessa foi de não pedagiar. Mais motivos para não haver comemorações? Como será a sua comemoração pelos 457 anos da cidade de S.Paulo?

Pois é, nem todo mundo da cidade tem o que comemorar, porque em suas famílias, em sua vida, falta um - um filho, uma filha, um pai ou uma mãe - que perdeu sua vida para a impunidade e para o crime. São milhares de vítimas. Na cidade de São Paulo, muitas comemorações por toda a cidade devem ocorrer, mas muitos não têm o que comemorar, pois, são 12 a 15 pessoas assassinadas na cidade por bandidos, por dia, e 30% das prisões em flagrante têm a presença de menores assassinos, criminosos e perversos. São 15% dos presos indultados para passar o Natal e o ano-novo com a família, que fogem e estarão nas ruas cometendo mais crimes. São 150 mil a 200 mil mandatos de prisão que não foram cumpridos, não temos vagas nos presídios. E as enchentes, a miséria, a falta de habitação, as favelas, São Paulo 457 anos! Pedágios que cercam nossa cidade tirando mais e mais dinheiro do povo. Penas alternativas são aplicadas para bandidos-mirins (menores) e maiores com liberdade assistida, sabe-se lá por quem. Governadores, prefeitos e secretários de Segurança Pública vêm e vão e não imaginam como será para nós, que perdemos nossos filhos, a tal comemoração dos 457 anos de São Paulo. Será nos cemitérios de nossa cidade, onde nossos filhos foram sepultados, levaremos flores, choraremos sua falta mais este ano, e o crime continua ceifando vidas todos os dias. Nossos filhos foram condenados à morte pela prevaricação e omissão do Estado em proteger seus cidadãos, que viram coautores dos crimes, por esta omissão e prevaricação. Comemorar o quê? É muito fácil comemorar e falar em princípios, filosofias, sociologias e utopias baratas quando quem está morrendo nas ruas de São Paulo são os filhos dos outros. Governantes, de que lado vocês estão?

 

Jorge Damus Filho, pai do Rodrigo Balsalobre Damus www.atequando.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

PESADELO

Confesso que acordei chorando, mas em poucos minutos acreditei ainda estar sonhando. Quando será que vou acordar desse pesadelo?

Ao sair às ruas, deparei com o meu povo brasileiro sorrindo, a despeito do aumento salário mínimo, do aumento do IPVA, do aumento do IPTU, do material escolar, dos passaportes diplomáticos dos filhos do Lula, dos milhares de presos beneficiados com os indultos de Natal e que não voltaram às suas celas, da ameaça da volta da CPMF, dos cortes de orçamento nas áreas da educação e saúde; e a festinha de fim de ano daqueles moços bonzinhos do Paraná no presídio de Campo Mourão.

Eu só posso estar sonhando, pois, ao ver esse meu povo brasileiro descontraído, sorrindo e cheio de esperanças, fico me perguntando se serei somente eu que fico perplexo ao assistir ao noticiário em que o bandido preso em flagrante foi filmado, inúmeras testemunhas o viram puxar o gatilho, matando à queima-roupa o vendedor do estabelecimento comercial que ele assaltou, enquanto o repórter anunciava que esse meliante é "suspeito de ter praticado o crime"...

 

 

Nei Silveira de Almeida neizao1@yahoo.com.br

Belo Horizonte

 

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AMY WINEHOUSE

Por que alguém paga para ver e ouvir Amy Winehouse? É um mistério. Ela poderia cantar de graça e à vontade na "cracolândia".

 

 

Fausto Ferraz Filho faustofefi@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HIV E TRANSFUSÃO

Com relação a reportagem de 8/1 (A12), apresento três considerações.1) No Brasil temos pacientes de primeira e segunda classe, pois nos grandes hospitais de São Paulo (Einstein, Sírio-Libanês, 9 de Julho, Oswaldo Cruz, Samaritano, etc.) todo o sangue doado é testado através de técnicas de biologia molecular (NAT) para HIV, HBV e HCV, mesmo quando os planos de saúde não aceitam pagar seus custos, diminuindo a janela imunológica e garantindo maior segurança transfusional. Nos hemocentros estatais esta tecnologia não está implantada, submetendo os pacientes a maior risco, consequência da revogação da portaria ministerial que tratava desse assunto. 2) Um dos pilares dos trabalhos científicos é uma estatística bem feita, portanto, oráculo é o sr. Guilherme Genovez negar um fato de conhecimento de todos os que atuam na hemoterapia, seja ela estatal ou privada. 3) PARA LEMBRAR: os "três irmãos de sangue" foram contaminados quando usaram hemoderivados (concentrados de FVIII) que trouxeram dos EUA quando ainda não se conhecia o vírus HIV, muito diferente de dizer que foram contaminados com transfusão de sangue. Hemoderivados são produtos industrializados obtidos do processamento de uma mistura de milhares unidades de plasma humano, hoje muito seguros, responsáveis pela contaminação de milhares de hemofílicos na década de 80.

Marcelo de Carvalho Braga, médico hemoterapeuta marcelocbraga@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DOAÇÃO DE SANGUE

"Risco de contrair HIV em transfusão no Brasil é 20 vezes maior que nos EUA". Meu Deus! Será que os que se consideram em risco de estar infectados com HIV ou hepatite C deveriam procurar um CTA - Centro de Testagem e Aconselhamento - para realizar o teste, conforme anuncia o Departamento DST/AIDS/Hepatites?

Pelo visto, os gestores do Ministério da Saúde desconhecem que dos mais de 5 mil municípios brasileiros 95% deles não possuem CTA e que tentar realizar o teste numa unidade básica (posto de saúde) é extremamente complicado e demorado.

Fica mais fácil pôr a culpa na população, que, angustiada e sem encontrar atendimento para realizar o teste, decide realizar uma doação de sangue.

Em tempo: é necessário relembrar que a implantação do teste NAT nos bancos de sangue está prevista por decreto do ano 2002, do então ministro José Serra. Passados nove anos não foi ainda implementada.

Carlos Varaldo, presidente do Grupo Otimismo de Apoio ao Portador de Hepatite hepato@hepato.com/ www.hepato.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

O QUE É EBSERH?

É a sigla da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, estatal criada por medida provisória (MP 520), na véspera da posse da dona Dilma, pelo ex-presidente. A sua vigência é imediata, embora precise passar pela votação no Congresso, portanto será aprovada. Duvida? Que serviço prestará essa estatal e quantos servidores terá? Pelo menos vai atender muita gente do "esquema". Paciência, espere para saber... É a EBSERH!!

 

M. Teresa Amaral mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

MEDULA ÓSSEA

Seria um ato de generosidade e de retribuição daqueles que recebem benefícios do governo como o Bolsa-Família se apresentarem como doadores de medula óssea ou mesmo como doadores de sangue.

A sociedade brasileira contribui com seu pagamento de impostos para que esses projetos se formatem para atendimento a essas pessoas.

Ser doador pelo menos seria uma forma de minimizar a dor dos que necessitam de transplante de medula ou mesmo de doadores de sangue.

Doar é menos dolorido do que o sofrimento daqueles que aguardam por um doador

Antonio Ranauro Soares antonioranauro@bol.com.br

Sete Lagoas (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

COMBUSTÍVEIS

O preço do álcool só se mostra competitivo devido à manipulação dos preços da gasolina. Em época de entressafra nos tornamos "propriotários" de carros flex. Acorda, Brasil!

 

Angelo Antonio Maglio angelo@rancholarimoveis.com.br

Cotia

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAMATA DOS AMIGOS DO GOVERNO FEDERAL

A Caixa aderiu a prática do governo federal de falácias, propaganda enganosa e criação de factoides. Fala-se que se está fazendo, ninguém verifica e a massa acredita no discurso, vide as participações do ex-presidente em qualquer evento público.

A Caixa faz propaganda afirmando que o sistema de "home banking" facilita a vida do correntista. Falácia, mentira deslavada. Nunca vi um sistema tão antiquado, ineficiente e tão carente de procedimentos de segurança.

Sou pequeno empresário e, infelizmente, sou correntista dessa entidade financeira, mas, pasmem, desde 31 de dezembro não acesso minha conta, pois o sistema afirma que meu CPF não está vinculado à conta. O sistema de ajuda via telefone NUNCA pode auxiliar, parece que está lá para constar, pois não há nada a fazer em nenhuma situação.

No final do ano passado fiquei cerca de 15 dias sem acesso e agora mais esta aventura. Imaginem um negócio que tem faturas a pagar e a receber diariamente...

O Brasil é o país onde existe o sistema de home banking mais avançado do mundo e vem a Caixa com estes problemas. Só posso concluir que na divisão dos cargos colocaram um incompetente político (desculpem-me pelo pleonasmo) como responsável por essa área, que contratou empresas talvez onde o filho do "cara" tivesse participação para dar suporte. Enfim, festival de incompetência e desperdício de dinheiro público. Até onde e quando aguentaremos? Somente o tempo dirá, mas o futuro parece muito sombrio e me faz lembrar o México (vide artigo do excelente Armínio Fraga sobre o Risco da mexicanizacao do Brasil).

 

Omar Claro Jr. omarclaro@terra.com.br

São José dos Campos

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ANAC

 

 

 

O artigo do advogado Arthur Rollo "Para que serve a Anac?" mostra bem o desprezo que sofre o passageiro que viaja de avião, a passeio ou negócios. Enquanto o cidadão comum é tratado feito lixo pelas autoridades e companhias aéreas, na outra ponta os representantes do povo, useiros e vezeiros das benesses oferecidas às autoridades, têm passaporte diplomático, não enfrentam filas, viajam na classe executiva ou em primeira classe à custa dos trabalhadores, sem serem incomodados. A Anac, por sua vez, abdicou de seu papel de fiscalizadora e atua abrigando "companheiros", é um verdadeiro cabide de empregos. Uma vergonha para o Brasil e para o mundo assistir à incompetência e ao descaso do governo e das companhias, principalmente as duas que dominam o mercado, TAM e Gol. Presidente Dilma, corte o mal pela raiz, a senhora tem a faca e o queijo nas mãos.

 

 

 

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CENSURA A PAULO COELHO

Seria um bom momento agora para o ex-presidente Lulla testar sua amizade com o presidente do Irã, Ahmadinejad, e tentar interceder contra a censura aos livros de Paulo Coelho naquele país. Ele poderá exercitar toda a sua influência e o agradecimento ao presidente do Irã por defender o país dos maldosos imperialistas americanos e ao Paulo Coelho por subir no palanque com o poste. Mesmo sendo rei posto, precisa honrar as amizades e exercitar sua "influência internacional", de que ele tanto se vangloria!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HONESTIDADE

No momento em que todos reclamam, e com razão, dos homens públicos do Brasil, vez ou outra aparecem raríssimas exceções. O governo federal em 1995 mandou verba de R$ 30 mil para várias prefeituras de cidades de porte-médio para publicidade de combate à dengue. Apenas a prefeitura de São José do Rio Preto, no interior do Estado de São Paulo, devolveu R$ 10 mil, juntamente com a documentação que se fazia necessária referente à licitação. As demais também fizeram o mesmo tipo de licitação e publicidade, porém todas consumiram o total enviado pela União. Em face do tempo já decorrido, lembro este fato para dizer aos brasileiros que nem tudo está perdido. De vez em quando aparece alguém bem-intencionado. Quem sabe um dia a moda pega!

Marcio de Toledo Stucchi marcio134@yahoo.com.br

Anaópolis (GO)

 

 

 

 

 

_________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONFISSÕES DE UM GOVERNADOR

 

 

O Estadão expõe os desabafos e confissões do governador de Rondônia, o médico Confúco Moura. Provavelmente, o pensador e filósofo chinês Confúcio soprou seu espírito, suas ideias sobre o governador que se revela "sincero" nas críticas que faz.

Frases do mestre antepassado, como "não corrigir nossas faltas é o mesmo que cometer novos erros", envolveram seu manto de ingenuidade, originalidade, sinceridade, por sobre o governador, que coloca o seu pensar em seu blog.

Esperamos que a luz do filósofo chinês continue, de verdade, iluminando os passos do dirigente de Rondônia...

Cacilda Amaral Melocacilda09@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.