Cartas - 11/09/2011

CORRUPÇÃO

, O Estado de S.Paulo

11 Setembro 2011 | 00h00

Mensalão

O fantasma do mensalão volta a assustar os companheiros. Finalmente o sr. Marcos Valério resolveu abrir o bico e dar nome aos bois. Não quer levar a culpa sozinho. A opinião pública só tem uma coisa a dizer-lhe: fale, Marcos Valério, fale, não omita nada!

JOSÉ MARQUES

seuqram.esoj@bol.com.br

São Paulo

______________

No banco dos réus

Marcos Valério, em sua defesa, diz que o ex-presidente Lula deveria estar entre os réus do processo, no que tem toda a razão. O maior beneficiário foi Lula, que sempre se escondeu alegando que de nada sabia. Mas na opinião de muitos, em especial da mídia, ele tinha, sim, pleno conhecimento do esquema, cujo poderoso chefão ocupava sua Casa Civil. Não dá para acreditar em Lula, uma vez que tudo foi montado dentro do Palácio do Planalto... Temos cara de trouxas?

CARLOS E. BARROS RODRIGUES

ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

______________

Informação privilegiada

Denunciado como operador do mensalão, Marcos Valério entregou Lulla como o verdadeiro e principal beneficiado pelo "esquema", que, inexplicavelmente, não foi incluído no processo. Se houver justiça neste país, Lulla tem de ser punido. Mesmo porque o atual ambiente de corrupção na política foi estimulado por ele, porque se beneficiou dela durante oito anos - mais os quatro atuais, porque a faxina já era. E querem "controlar" a mídia para que não informe os contribuintes da roubalheira capitaneada pelo PT e por seu dono.

MÁRIO A. DENTE

dente28@gmail.com

São Paulo

______________

O rei está nu!

Os conchavos urdidos por Lula durante o seu governo - na base do toma lá, dá cá - fizeram escândalos de corrupção eclodirem no governo da claudicante presidenta Dilma, que ensaiou uma faxina ética, mas acabou varrendo a sujeirada herdada para debaixo dos tapetes do Planalto. Lula, apesar de continuar reinando nos subterrâneos da politicagem nacional, com tais escândalos começou a ser desnudado. Entretanto, o desnudamento completo só veio a ocorrer agora, com o publicitário Marcos Valério apontando o ex-presidente petista como um dos mandantes do esquema criminoso de compra de apoio político com dinheiro público. Diante desses fatos estarrecedores, só resta ao eleitorado, pasmado, proclamar em uníssono: "O rei está nu! O rei está nu!"

TÚLLIO MARCO S. CARVALHO

tulliocarvalho.advocacia@gmail.com

Belo Horizonte

______________

Interferência inconveniente

Já não está na hora de o Lula parar de interferir nos atos da atual presidente?

JOSÉ CARLOS DE C. CARNEIRO

carneiro.jcc@uol.com.br

Rio Claro

______________

Pela tangente

Quando vejo os envolvidos no processo do escândalo do mensalão escapando da cadeia e vivendo numa boa, pergunto-me: qual a serventia para o País daqueles posudos senhores lotados no STF, aquela Casa de Justiça onde, imponentes em togas negras, desfilam as "suas" verdades jurídicas, para saírem pela tangente quando de casos complicados como o citado, que pode pôr na cadeia padrinhos políticos que os nomeiam para tais cargos?

LAÉRCIO ZANNINI

arsene@uol.com.br

Garça

______________

Alô, STF...

Marcos Valério está certo. Por que o "cara" não foi arrolado no processo do mensalão?

CARLOS R. GOMES FERNANDES

crgfernandes@uol.com.br

Ourinhos

______________

Mandante

Certíssimo Marcos Valério: condenar o intermediário do mensalão e nem sequer denunciar o principal beneficiário é a mesma coisa que prender o assassino e liberar o mandante.

VICTOR GERMANO PEREIRA

victorgermano@uol.com.br

São Paulo

______________

Evidências

Afinal, está faltando o quê para colocar o Lula como integrante, para não dizer o principal beneficiário, do mensalão?

LAERT PINTO BARBOSA

laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

______________

País bichado

O Estadão denuncia irregularidades na licitação para contratação de obras pela Prefeitura de São Paulo. Dá para perceber que a podridão não está restrita a Brasília. O alcaide paulistano parece que, depois de deixar o DEM, fundar o PSD e com asseclas debandar para a base alugada do governo federal, já começou a tomar aulas com os mestres do PT de como assaltar o erário. O País está bichado.

HUMBERTO DE L. FREIRE FILHO

hlffilho@gmail.com

São Paulo

______________

De cabo a rabo

O caso isolado de fraude em licitação na cidade de São Paulo, denunciado pelo Estadão, só vem confirmar o que acontece no Brasil de cabo a rabo, do menor ao maior município, estendendo-se a todos os governos estaduais e federais. E não fica só por aí, não. Para que haja corruptor é preciso haver o corrompido, que para fazer o ilícito precisa trabalhar com caixa 2, o que o transforma num sonegador. Não precisamos ser matemáticos para entender que pelo menos 50% do Brasil vive nas sombras e os outros 50% sustentam esses safados sem rosto, mas com os bolsos cheios de dinheiro roubado do povo!

BEATRIZ CAMPOS

beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

______________

DEZ ANOS DO 11/9

Justiça feita

Embora a morte do mentor dos ataques suicidas contra os EUA, Osama bin Laden, não traga de volta à vida todas as vítimas do World Trade Center nesse dia negro da História americana recente, a sede por justiça do governo e de seu povo prevaleceu. E o serviço de inteligência da Marinha americana, por intermédio da 6.ª tropa de elite dos Seals, eliminou o inimigo número um do mundo livre. Parabéns.

PETER CAZALE

pcazale@uol.com.br

São Paulo

______________

"O grande legado da era Lula foi a oficialização da corrupção no País. O resto foi estar no lugar certo na hora certa"

HEITOR PENTEADO DE MELLO PEIXOTO FILHO / SÃO PAULO, SOBRE A CARTA DO EMBAIXADOR DOS EUA VAZADA NO WIKILEAKS

heitorpenteadomp@hotmail.com

"A sociedade tem a obrigação de reagir com firmeza contra o garrote vil"

ANTONIO ACORSI / JUNDIAÍ, SOBRE A CENSURA

toninho@belflex.com.br

______________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.137

TEMA DO DIA

Após 7 anos, Facebook passa Orkut no Brasil

Rede social de Mark Zuckerberg tem 30,9 milhões de usuários no País, ou 68,2% dos internautas. Orkut fica com 29 milhões, ou 64%

"A pergunta que não quer calar é se o Google+ vai pegar?"

ANDRÉ CAMPOS

"Finalmente. Isso pode fazer o Orkut pensar e fazer um serviço decente."

DEVANIL JÚNIOR

"É uma guerra fantástica: Google apostando no Plus, AOL querendo fusão com o Yahoo. Para mim deveriam parar e compartilhar tudo, assim a internet ganharia."

LEANDRO ALEXANDRINO

______________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

11 DE SETEMBRO

Há exatos dez anos o mundo mudou. Naquela bela terça-feira, o terrorismo islâmico virou manchete no mundo todo, após o plano diabólico de Osama bin Laden matar mais de 3 mil inocentes e pôr abaixo o maior símbolo do poder econômico ocidental. De lá para cá, descobrimos onde fica o Afeganistão, expulsamos o Taleban de lá; invadimos erroneamente o Iraque e bagunçamos tanto o país que a maldição de Saddam Hussein fez daquela nação um novo Vietnã. Ao menos nos livramos de Bush e de Bin Laden, terroristas, cada um à sua moda. Lamento pelas vítimas, que não voltam mais, e das quais nunca devemos nos esquecer.

Sérgio Eckermann Passos sepassos@yahoo.com.br

Porto Feliz

______________

O TEMPO

Convenhamos, o relógio não é mais um instrumento adequado para marcar a passagem do tempo, pois como explicar que hoje se passaram dez anos daquela inesquecível imagem dos aviões cruzando as torres gêmeas e as imensas labaredas de fogo?!

Carlos Jose Benatti cjbenatti@globo.com

São Paulo

______________

TERRORISMO E CORRUPÇÃO

O mundo sofreu, em 11 de setembro de 2001, um misto de surpresa, impacto e insegurança quando os terroristas destruíram as torres gêmeas do World Trade Center (WTC), nos EUA, símbolos da economia mundial e, parcialmente, o edifício do Pentágono, orgulhos daquele país. Frequentemente, pelo mundo afora, ações terroristas matam, desabrigam e levam fome e miséria às populações. No Brasil, não tem sido diferente: o terrorismo, além de não receber condenação, foi apresentado como heroico meio de luta sob argumento de que "os fins justificam os meios". Quanta estupidez! Aqui, o serviço de inteligência preocupa-se mais com aspecto político do que técnico, ou seja, ainda existe o "este não pode ser investigado porque é filho do presidente da República, do senador fulano de tal, etc.". Diversos terroristas que atuaram em atentados com muitas mortes em alguns países estão morando (escondidos) no Brasil! Eles fogem para cá porque aqui ex-guerrilheiros recebem altas indenizações do governo federal! E até ocupam cargos importantes! E são eles os responsáveis pelo aumento desenfreado da corrupção em todos os órgãos e em todos os níveis. Mas não sou contra o terrorismo e a corrupção, eles é que são "contra eu"!

Abílio Teixeira abilioteixeira@bol.com.br

Brasília

______________

TERRORISMO RELIGIOSO

O dia 11 de Setembro devia ser consagrado à ignorância que condena a humanidade. Pois foi a ignorância de um Osama bin Laden que desencadeou as guerras do Iraque e do Afeganistão! Ignorância brutal que deve ser extensiva aos que em nome de um deus, Alá, disseminam o islamismo terrorista internacional espalhando a insegurança, o pavor e o medo!

Eugênio José Alati eugeniojosealati@yahoo.com.br

Campinas

______________

7 DE DEZEMBRO OU 11 DE SETEMBRO?

Historicamente, o território dos EUA foi atacado somente duas vezes. A primeira vez, no dia 7 de dezembro de 1941, quando os japoneses bombardearam Pear Harbor, base naval no Estado americano do Havaí, localizada num arquipélago no meio do Oceano Pacífico, causando a morte de 2.403 militares e 68 civis. A segunda, no dia 11 de setembro de 2001, quando a organização terrorista Al Qaeda pôs abaixo as torres gêmeas do WTC, em Nova York, a cidade mais populosa dos EUA, no Estado de mesmo nome, considerado o maior centro financeiro e comercial do país, causando a morte de 2.996 civis. Em ambos os casos os EUA reagiram de maneira contundente, mas nada comparável à reação contra o primeiro agressor, quando perderam 300 mil soldados em combate, sendo obrigados, inclusive, a valer-se do uso de artefatos nucleares para obter sua rendição incondicional.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

______________

Hiroshima, 6 de agosto de 1945, o sol estava lindo. Céu azul. Outro verão maravilhoso como aquele só deveria acontecer daqui uns dez anos, pensou a mocinha que se preparava para sair de casa. Daqui a pouco iria levar seu filho ao médico. Terminou de escrever uma carta para o seu amor, um ex-soldado americano, e pai do seu filho, que morava em Nova York. Abriu novamente a carta que John havia escrito e releu o final. "Te Amo, minha querida Rosa de Hiroshima! Breve estarei aí para trazer vocês. Seremos muito felizes aqui. Beijo." Dentro de pouco tempo, ele iria buscá-la, se casariam, e ela iria morar no Ocidente. Por enquanto, nada disso podia ser feito porque os seus governos estavam em guerra. Mas tudo iria acabar em breve, porque o seu país não tinha mais como continuar a resistir. Aquela briga, feita pelos senhores da guerra, era terrível. Encheu um vasilhame com água, e foi regar o canteiro tomado pelos gerânios que tanto amava. Eram lindos. Seu filho de cinco anos veio atrás, trazendo o cachorro consigo. Abraçou o garoto, e disse: "Plantas são como a gente filho. Elas sentem a dor como nós. Temos que tratá-las bem, para que elas sobrevivam. Veja como estão bonitas e alegres." O céu continuava azul, lindo. Foi até a mercearia que ficava na esquina do quarteirão onde morava, e pelo caminho foi cumprimentando alegremente as pessoas. Depositou a carta para John nos Correios. Dentro de uma loja um rádio transmitia as últimas notícias. Autoridades do governo falavam que a situação estava sob controle. Exortavam o povo à luta e ao trabalho. Entrou na casa do vizinho, pois sempre fazia compras para o casal de idosos que lá morava. Viviam sozinhos, e ela os amava. Eram como se fossem seus pais que já tinham morrido há muito tempo. Beijou-os. Eles sorriam. Tomou um chá com eles. Voltou para casa, e o filho estava brincando com o cachorro. Trouxe a roupa para vesti-lo na sala. Começou a fechar as janelas da pequena casa. Olhou para o céu, e um tremor estranho percorreu o seu corpo. Espantada, correu para abraçar o filho. O menino sorria. Ela o apertou contra o peito, e disse: "Te Amo". O relógio na parede marcava 08:14:00 do dia 6 de agosto de 1945. Deu um copo d''água para o filho e sussurrou: "Amor, papai disse que dentro de pouco tempo estaremos no paraíso da terra dele, juntinho com ele. OK?", falou sorrindo alegremente. Estendeu a mão para o garoto, levando-o para a porta da casa. O cachorro latiu, e foi acariciado pelo seu pequeno dono. Quando ela abriu a porta e olhou para o céu, percebeu um avião solitário lá no alto, e uma coisa cair de dentro dele. Ficou olhando. Um objeto escuro e veloz cortava o céu. Apertou com força a mão do filho, e começou a vivenciar, sem o saber, a queda da primeira bomba atômica na Terra. Dali a pouco os dois seriam transformados em cinzas. A bomba de quatro mil quilos foi lançada por um avião americano, e iria levar quarenta e três segundos para detonar. Quando chegou a seiscentos e dezessete metros do solo, sobre o centro da cidade, ela explodiu. A temperatura chegou a cinco e meio milhões de graus centígrados. Tudo o que se encontrava a quinhentos metros do epicentro da bomba foi incinerado. Quase ninguém sobreviveu num raio de oitocentos metros. Menos de uma hora depois da explosão, mais de sessenta mil pessoas haviam morrido. Em toda a cidade, cinquenta mil edifícios ruíram. Mais tarde, durante anos, a radiação continuou matando. Até hoje surgem novas vítimas fatais do "raio-trovão", neologismo criado para descrever o indescritível. Elas já são mais de duzentas mil pessoas. "Os cientistas conhecerão a vergonha", disse um dos arquitetos da bomba, o físico americano Robert Oppenheimer, que nunca se arrependeu do que fez. Essa mistura de desonra com a falta de arrependimento é a marca que paira sobre a ciência e toda a humanidade, dividindo a história do mundo em duas partes: antes e depois da bomba. "Bombas são bombas, existem para matar gente", dizem os terroristas oficiais e clandestinos. Cinquenta e seis anos depois, numa linda manhã do dia 11 de setembro de 2001, o ex-soldado americano e namorado da Rosa de Hiroshima, foi para a janela do seu escritório num dos andares mais altos de um dos prédios do World Trade Center, e começou a olhar a bela ilha de Manhattan. Em cima da sua mesa ele tinha a foto gasta pelo tempo da sua amada e do filho. Estava triste. Olhar fixo no infinito, ele ficou olhando um avião enorme aparecer no céu, voando baixinho, fazer uma curva, e vir em direção ao prédio. Foi até a mesa, e apertou o porta-retrato contra o peito. Ele e mais quase três mil pessoas morreram na explosão das duas torres.

Wilson Gordon Parker wgparker@oi.com.br

Nova Friburgo (RJ)

______________

SOMÁLIA

Enquanto as atenções do mundo estão na Líbia a Somália enterra seus mortos. Mundo civilizado onde barris de petróleo valem mais do que vidas. Quantos barris valem as vidas perdidas na Somália? Civilizados, quem?

Leila E. Leitão

São Paulo

______________

O DEBOCHE DO NOVO IMPOSTO

Em meados de 2006 perto da reeleição, Lula disse que a saúde no Brasil estava a um passo da perfeição. Depois do estelionato eleitoral, voltou atrás e reconheceu que tudo não passou de uma bravata eleitoreira. O governador da Bahia, Jaques Wagner foi além e debochou do povo brasileiro, referindo-se à criação de mais um imposto para financiar a saúde, pois como é bem mandado, faz tudo para alegrar a moradora do Palácio do Planalto e saiu-se com a seguinte declaração: "é apenas uma contribuição solidária". Uma desfaçatez num país onde doentes morrem nas filas de hospitais sem atendimento, em especial, no seu Estado, a Bahia. Quem pode paga caríssimos planos de saúde, suprindo a obrigação do Estado em devolver ao cidadão serviços essenciais. A criação de um novo imposto não combina com as notícias do governo que a cada mês bate recorde de arrecadação. A fala do governador é um atentado contra o cidadão de bem. Espera-se que seus eleitores prestem bastante atenção na fala do governador baiano.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

______________

PRÉ-SAL SALVA A SAÚDE

Quanta incompetência. Primeiro, o governo não tem dinheiro, é preciso criar novo imposto o que assustou a população de uma maneira geral. Depois, Dona Dilma tira o corpo, para salvar a própria imagem e diz que a solução estaria com o Congresso. Agora o governo "tira da cartola" a solução para salvar a imagem do Congresso: o dinheiro virá do pré-sal. Qual dinheiro? Quanto dinheiro tem o pré-sal ou quando o terá? Boa desculpa para tirar o corpo e aliviar o Congresso, não acha? Ou seja, se não se achar tanto petróleo e em prazo ultra-rápido, a saúde fica como está. É isso?

Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo

______________

GOVERNO QUE VENDE SONHOS

Não existem recursos do pré-sal. Há um desafio, consistente numa atividade tecnológica extremamente complexa, que poderá ser vencido pelo Brasil no prazo de uma década, para que o óleo de nossas águas profundas seja econômica e sociologicamente relevante. Ocorre que não foi num boteco que se cogitou da utilização de tais "recursos" para resolver o problema da saúde dos brasileiros. A elucubração partiu da Presidente e de altas autoridades da República. Ignorância, irresponsabilidade ou demagogia?

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

______________

PARA ONDE VAI O DINHEIRO?

Eu, e acredito que alguns milhões de brasileiros, gostaria, antes de mais nada, de saber para onde é encaminhada toda arrecadação de dinheiro relativo a exploração de jogos concedidos para a Caixa Econômica Federal em suas diversas modalidades de jogo. Como até apresente data desconheço qualquer prestação de contas à população sobre o destino dessa imensa arrecadação, seria conveniente que as autoridades fornecessem informações de como todo esse dinheiro é usado, para só então pensar em criar novos encargos financeiros visando a melhorias na área da saúde para o já tão sofrido povo brasileiro. Também é certo que anteriormente já pagamos esse imposto (CPMF), sendo certo que a saúde pública (SUS) sempre foi muito precária.

Luiz Alberto Salgado luizalbertosalgado@gmail.com

Itápolis

______________

IMPOSTO DA SOLIDARIEDADE

Para emplacar um novo imposto parece que os marqueteiros desenvolveram um novo nome bonito para a surrada e roubada CPMF e mais é só frear a corrupção que o dinheiro dá sim, chega de aumento nos já pagamos impostos percentualmente ao nível dos países nórdicos e os serviços recebidos em contra partida são semelhantes as republiquetas de bananas e a corrupção (desvio) é no nível dos países africanos. O PT durante as eleições engavetou a censura prévia, chamada de controle social da mídia, a recriação da CPMF com qualquer nome e até os movimentos chapa branca como o MST, agora se apressa em voltar aos temas para que os sem memória se esqueçam os malfeitos antes das próximas eleições.

Márcio M. Carvalho mmcoak@hotmail.com

Bauru

______________

AMEAÇA DE MAIS IMPOSTOS

Estamos numa ditadura simulada, onde as decisões "já tomadas" há que se realizar "eleitoralmente" e se começa a "doutrinação" com antecedência. Montou-se um governo monstruoso que gasta sempre mais do que se arrecada, e a questão bão é saúde, segurança, transportes, etc. etc., é a máquina monstruosa que come sempre mais do que se arrecada. Vez por outra, surge a necessidade de algum fato "motivador" da gastança, as bolsas são apenas isso, uma forma miúda de garantir gastanças graúdas. Agora a nova fórmula é o pré-sal, uma burrice tecnológica, acompanhada de uma esperteza política. É estupidez pensar que "Deus é brasileiro", e coloca aqui o que não há nas demais nações (exceto gente honesta, que de fato passa longe daqui). O pré-sal em qualquer país decente é "segredo de estado", no Brasil é propaganda política de maritacas e defensores do faraônico governo socialista do "pudê". Vamos "investir" bilhões de dólares (apenas gastança minúscula) contra a gastança maiúscula que garante a corrupção deslavada que tomou conta da nação, e para isso mais impostos, pois não custam nada a não ser para quem trabalha! Numa época em que o mundo começa a substituir fontes de energia do petróleo, o Brasil se lança a ser grande produtor de petróleo, caríssimo, imprevisível, etc. etc. Só imbecis idiotas acreditam que o PAC pré-saleiro seja coisa séria, e se for, é o cúmulo da estupidez humana tupiniquim ser boi de piranha das nações ricas! Para isso se aparelhou o judiciário, o legislativo, as principais empresas que vivem das benesses públicas, a Petrobrás virou "garota propaganda", e vamos por aí afora. Impossível que isso possa ser "obra inteligente" de alguém semi-analfabeto, mas se fosse, o que não é, estaríamos diante de um "anticristo" realmente verdadeiro. Acontece que estamos de fato no meio de uma elite socialista-comunista mais esperta que o pessoal da maçonaria. A constituição de 88 foi obra dessa raça miúda inteligente, e gente como FHC, Serra, Dirceu, e outros dinossauros dos socialismos estão na base de tudo, que começa a ser engolida pela raça coronelista do poder, com a qual tiveram que fazer "sociedade". Trata-se do lobo tentando enganar a raposa, todos dentro de um galinheiro! Os bancos deitam e rolam manuseando dinheiro dos outros, a ponto de que se repente as pessoas pensarem em retirar "seu dinheiro", vão descobrir que não "têm nada", parte é fumaça no cassino financeiro, e a outra é mais fumaça ainda recolhida pelo próprio governo que sequer sabe onde está. E nunca bancos tiveram lucros tão escandalosos, exatamente a mesma "mágica" que fazia aquele pilantra preso nos EUA, aqui os pilantras estão nos grandes postos de governo. E por isso as "otoridades" berram pelos quatro cantos que o Brasil está fora da crise, simples, o dinheiro está nas mãos do governo, administrado pelos bancos que deitam e rolam em cima da carne seca, garantindo a orgia da corrupção e dos mensalões. Quando a coisa cair no Brasil, é desastre total, vamos pagar para ver. A nosso sorte é que fruto maduro, cai de podre, e acho que o atual sistema de governo já passou de podre para cair por si mesmo. Basta apenas um empurrãozinho adequado das Forças Armadas, que infelizmente sofre também do aparelhamento da cúpula, mas é a classe média mais instruída e disciplinada, e um dia fará a casa cair, como teve que acontecer em 64. País comunista só o é enquanto suas Forças Armadas quiserem que seja, não canso de dizer aqui que nossas Forças Armadas ainda são lambe-botas de ditaduras, e um dia terão que acordar. Até agora é como criança de colo que "abre e fecha os olhos" e continuando dormindo em "berço esplêndido" embalada pelos pirulitos que sua cúpula ganha de presente!

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

______________

DESRESPEITO

O governador Sérgio Cabral, do Rio de Janeiro, desrespeitou seu eleitor ao defender a volta da CPMF diante das câmeras. Comporta-se como uma marionete e se tirar uma foto com Lula sairá pendurado onde todos já imaginam. Defender a volta da CPMF apenas para massagear o ego do ex-presidente é um acinte contra o cidadão pagador de impostos. Os cariocas estão conhecendo quem é o governador do Rio, um puxa-saco que não tem tamanho. Homenzinho ridículo!

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com

São Paulo

______________

CABRAL E A CPMF

Ao receber o jornal pela manhã, fui impactado pela inacreditável notícia que o governador do Rio de Janeiro apóia a volta da CPMF para resolver problemas na Saúde. Inacreditável porque durante anos fomos achacados pelo governo com esse imposto, sem que tivéssemos visto qualquer melhora na Saúde, que, na verdade, piorou a cada ano da sua aplicação. Inacreditável, também, porque já pagamos uma exorbitante carga tributária, dando meses do nosso suado trabalho sem receber nada em troca, seja na Saúde, na Educação, em Segurança, Transportes e em tantas outras áreas de responsabilidade do governo que não tem competência para administrar a montanha de dinheiro arrecadado que vai para as suas mãos, só sendo eficiente em cobrar. Agora, vem o senhor Sergio Cabral fazer a despudorada declaração que o fim da CPMF foi uma covardia. Covardia de quem? Verdadeira covardia é destinar, sem concorrência, o nosso dinheiro a um empreiteiro amigo. O fim da abominável CPMF foi um desejo nacional, uma unanimidade entre o povo brasileiro, que saberá exigir que ela nunca mais volte a existir.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

______________

MARQUETEIRO DA CPMF

Em entrevista, após reunião com o ministro da Fazenda, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, mostrou-se totalmente favorável à volta da Contribuição sobre Movimentação Financeira (CPMF). Após ouvir o ministro, Cabral saiu de lá nomeado garoto propaganda de mais um assalto ao bolso do contribuinte que a gang oficial está covardemente tramando nos porões do poder. Governador, o sr. perdeu uma grande oportunidade de sugerir ao ministro que, se houver menos roubo, entre os elementos do primeiro e do segundo escalões do atual governo, os cofres públicos terão sobra de caixa suficiente para investir na saúde e de quebra na segurança, inclusive na construção de novos e espaçosos presídios, para encarcerar dois terços da atual administração pública brasileira. (Incluam-se aí os Três Poderes). Ao mesmo tempo, o sr. na qualidade de governador de Estado, deveria fazer sua parte não mantendo relações promíscuas com empresários onde o interesse público é trocado pelo privado no interior de jatinhos particulares. Dê uma demonstração de civilidade e aproveite para por em prática o seu pretenso código de conduta (faça o que eu digo, não faça o que eu faço), porque a atual relação entre o Executivo e empresários, no seu Estado, não passa de uma verdadeira farra na casa de mãe Joana custeada com o dinheiro público.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

______________

A REALIDADE É DIFERENTE

Um dos argumentos usados pelo governador Sergio Cabral para defender a volta da CPMF foram as UPAs que, segundo ele, em novembro completarão 45 unidades e 10 milhões de atendimento. E que isto custa dinheiro. Sim, governador, sabemos que custa dinheiro. Nosso dinheiro aplicado num projeto de fachada, pois na essência estas UPAs deixam a desejar. Os atendimentos não são lá como as autoridades dizem. A realidade é bem outra. A máquina de marketing do Estado lembra o nazista Joseph Goebbels, que mostrava uma Alemanha vitoriosa e na realidade era perdedora. Era a tática de divulgar a mentira até se tornar verdade. É o que faz a máquina do Estado. Pega um ou dois pacientes, grava um vídeo para falarem bem do serviço. Enquanto dois falam bem, vinte falam mal.

Panayotis Poulis ppoulis@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

______________

PARA ONDE VAI TANTA GRANA ARRECADADA?

É sabido por todos que no Brasil é onde se mais paga imposto, muitos deles em cascata, e que ano a ano cada vez se paga mais. Mas pra onde vai tanta grana arrecadada dos contribuintes? Prá saúde, para a educação é que não está indo, se não, a saúde e a educação no país estariam hoje entre as melhores do mundo. Fala-se em criar um novo tributo com a alegação que falta dinheiro pra investir nessa área, vai aqui uma dica para a presidente Dilma Rousseff, corte 50% do dinheiro desviado para a corrupção, corte mais 50% das mordomias que gozam todos os políticos em Brasília, nos Estados e Municípios e teremos dinheiro sobrando inclusive para acabar com a miséria existente em inúmeros rincões do país. Um exemplo de como se arrecada são os números que aparecem no impostômetro, medidor eletrônico de arrecadação tributária mantido em São Paulo pela associação comercial de São Paulo e pelo instituto brasileiro de planejamento tributário, já atingiu a marca de mais de R$ 900 bilhões em impostos pagos pelos brasileiros desde o inicio do ano, um recorde. Diga-se é um montante respeitável, mas pelo que parece não é o suficiente para saciar a gula arrecadatória do governo. Um dos defensores de mais sangria no bolso do brasileiro é o Deputado Federal por São Paulo e líder do governo na câmara, Cândido Vacarezza, afirma que o novo imposto para a saúde seria aceitável e que o governo quer discutir essa alternativa com a sociedade como se isto de fato fosse verdade. Precisamos descobrir o que Vacarezza chama de sociedade, se são os baba ovo do governo, os puxa saco, os companheiros, as centrais sindicais chapa branca, as ONGS, a União Nacional dos Estudantes (UNE) ou os apaziguados dos partidos comprados em troca de cargos comissionados, e de ministérios. Alguém poderia responder se for capaz?

Turíbio Liberatto turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

______________

HIPOCRISIA

Acredito que não seja apenas eu que não agüenta mais a infinita hipocrisia que os engravatados de Brasília assumem ao serem eleitos. Não consigo mais processar (no sentido digestivo e intelectual) afirmações de políticos que escancaradamente não sabem nem o que fazem lá, quanto mais o que é certo ou errado. A última, da reportagem da semana passada do O Globo, mostra a suposta interjeição do governador do Rio sobre o retorno da CPMF, que esta ao ser extinta fez mal ao povo. Por favor! Nós, brasileiros de verdade, que suam e se esforçam para subirem de vida e melhorar o país, não agüentamos e não acreditamos mais nestas afirmações lúdicas.

Pedro Beja Aguiar pedrobejaaguiar@gmail.com

Rio de Janeiro

______________

NOVA CPMF

De maneira alguma pode voltar o imposto chamado CPMF. Isso é caso passado, inclusive combatido pelo PT, que governa o país há quase nove anos. O ilustre Dr. Adib Jatene inventou essa excrescência na época FHC para fins de ajuda na área da saúde, coisa que jamais funcionou. Ele se demitiu após ver tanta vergonha e roubalheira com o dinheiro público. Então por que o PT desejar recriar o monstro? Perde diretamente com isso a classe média, principal mantenedora dos governos, corruptos ou não, mas que paga os mais altos impostos, e que nada vê em termos de resultados, pois a enorme grana acaba nos bolsos de políticos safados. Vamos parar de brincar conosco! Dinheiro sobra no governo, portanto ele que saiba adequar a distribuição e nunca cobrar da gente.

Fernando Faruk Hamza botafogorio@bol.com.br

São Paulo

______________

NÃO HÁ DINHEIRO PARA A SAÚDE

Com tanta roubalheira, tanto escândalo de corrupção, com tanto "desvio" de dinheiro público, os nossos "governantes" vem de novo com a história de que não há verba para a saúde, que é preciso arranjar uma fonte de recursos, porque não tem de onde tirar. Um político descarado chegou até a dizer que foi um desastre terem acabado com a CPMF, que é por isso que a saúde está neste caos que está. Ora, a CPMF nunca foi usada para a saúde, apesar de ter sido criada para esse fim. No tempo que se cobrava a CPMF a saúde já estava falida neste país, as pessoas já morriam nas portas de hospitais sem atendimento, já passavam meses, às vezes anos esperando chegar o dia da consulta, que não raro era remarcada sem nenhuma justificativa. Não havia médicos suficientes, faltavam funcionários nos hospitais, que careciam de equipamentos, de remédios, etc. Como hoje. Então não venham me dizer que a culpa de a saúde estar no estado que está é porque a famigerada CPMF foi suspensa. E se conseguirem ressuscitá-la, continuará não revertendo em prol da saúde e enchendo os bolsos de políticos corruptos de plantão. Que história é essa de que não há recursos para a saúde? Como é que há lugar para tudo no orçamento da União e não há verba para a saúde? Somos o povo que mais paga imposto, o país que tem batido recordes na arrecadação, como é que a saúde não é uma das prioridades no orçamento? Dinheiro público para ser "desviado" há bastante, mas para a saúde não há de onde tirar. O que falta não é dinheiro, é vergonha na cara de nossos "políticos". Precisamos aprender a votar para renovar nossos representantes no poder público e tentar acabar com a corrupção e com a impunidade.

Luiz Carlos Amorim Http://luizcarlosamorim.blogspot.com

Florianópolis

______________

SAÚDE BEIRANDO A PERFEIÇÃO?

Presidente Dilma, tanto os médicos conhecem as reais necessidades do país que não se dispõem a trabalhar em locais nos quais não haja o mínimo dos mínimos de condições para uma atuação digna e ética. Não queira torná-los o bode expiatório, como tenta fazer da imprensa, da catástrofe que é a saúde pública "nechte" país.

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

______________

NOVO TRIBUTO, NÃO

Um levantamento feito a partir de informações de órgãos públicos de controle estima que R$ 40 bilhões foram perdidos com a corrupção em sete anos, de 2002 a 2008. As informações não levam em conta desvios em estados e municípios que possuem orçamento próprio. Bem, as informações são de 2002 a 2008. E antes e depois deste período? O valor já e considerável e assustador. E qual seria com os desvios nos Estados, municípios e nos períodos antes e depois do período informado? Podemos dizer que passa de R$ 100 bilhões? Qualquer valor, acima do informado, é chute. E a presidente Dilma ainda diz que é a favor de uma nova CPMF para a Saúde. Por mais sinceridade que haja no propósito da presidente, fica prejudicado com este levantamento. Com que cara você vai instituir um novo tributo ante estas informações? Bem, eu acho que com qualquer cara. Eles não têm cara. O brasileiro vota em candidatos sem cara.

Panayotis Poulis ppoulis@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

______________

ESTADO DE COMA

Cândido Vaccarezza afirma que Dilma aceita de bom grado a CSS/CPMF. Oras bolas, não podia ser de maneira diferente, este e outros senhores do congresso só querem meter as suas mãos já imundas em nossos bolsos já tão assaltados pelos governos federal estaduais e municipais. Inventar impostos, taxas e cobranças, ah, isto é fácil! O difícil é acabar com o bando de corruptos que estão no poder somente para nos lesar e roubar.

Para se acabar com este grupelho de corruptos não basta uma mera "faxina", mas uma desinfecção geral com ácido sulfúrico em todo o congresso! O povo já está se mobilizando contra todo e qualquer aumento ou criação de imposto, seja CSS/CPMF, DPVAT, etc. Basta de colocar nas costas da população a irresponsabilidade dos Três Poderes em coibir e punir os atos de corrupção e roubalheira que estamos presenciando a todos os momentos em todas as mídias. O judiciário tem se tornado conivente com todo este estado de coisas que anda ocorrendo dentro dos ministérios de Dilma e no congresso nacional, vide Jaqueline Roriz, a qual deveria ter sido sumariamente cassada pela eternidade! Temos convivido com espetáculos vergonhosos de aviões de empresas e helicópteros militares serem usados por ministros de estado e parlamentares sendo isto ilegal e nada acontece. Fosse o Brasil um país, de fato sério, estes senhores já estariam cassados e presos devidamente por improbidade. Porém como estamos numa terra de ninguém, e a lei para o colarinho branco não se aplica, todos permanecem impunes perante as leis e a Constituição. A população tem em mãos instrumentos para acabar com todos estes desmandos e,de fato fazer uma verdadeira lavagem ética no congresso e governos federal, estaduais e municipais para que o país possa evoluir para um patamar acima do qual se encontra atualmente no que tange a honestidade, corrupção, ética dos políticos em geral.

Boris Becker borisbecker@uol.com.br

São Paulo

______________

CADÊ A MÃE DO BRASIL?

Mais um recorde de arrecadação de impostos no último mês; escândalos sucessivos com volumes astronômicos em desvios de verbas públicas; incompetência para gerir o governo, empatando dinheiro na hora de investir; gastos desnecessários, com inchaço da máquina governamental... é, dona Dilma, " parece " que a recriação de um imposto que se diz salvador da saúde é totalmente impróprio e extorsivo. Por que não usar de competência e honestidade, e também mandar para a cadeia aqueles que esvaziam os cofres do País exigindo o retorno do dinheiro roubado, enfim, por que tanta resistência em trilhar o caminho correto e decente da gestão pública?

Myrian Macedo myrian.macedo@uol.com.br

São Paulo

______________

FALTA ADMINISTRAÇÃO

A presidente Dilma, num atestado de incompetência administrativa, exige que seja restabelecida a CPMF ou então que o Congresso mostre onde e como conseguir recursos para que a Saúde funcione satisfatoriamente. É simples: comece pela máquina pública, inflada e com 35 ministérios e algumas secretarias com status de ministérios, extinga as secretarias e reduza para 12 o número de ministérios - tudo isso é da sua alçada, não depende de ninguém, basta agir. Outra providência que Dilma imediatamente poderá fazer é, também sob sua dependência, estancar a hemorragia que se chama corrupção e desvios de recursos. Já reduzir as mordomias no Legislativo, contingente de funcionários e número de Deputados e Senadores, requer mais tempo. Para começar, fazendo a assepsia no Executivo, vai poder até reduzir os 38% da carga tributária para um nível civilizado e ainda sobrar recurso para uma Saúde decente e também para outras obrigações governamentais que hoje funcionam precariamente. Basta querer. Depende apenas da presidente agir e haverá recurso em abundância para tudo.

Humberto Schuwartz Soares hs-soares@uol.com.br

Vila Velha (ES)

______________

NÃO!

O dinheiro arrecadado com a extinta CPMF está fazendo falta, não somente na saúde, mas também para enriquecer mais um pouco os banqueiros e corruptos. A presidente Dilma não pode garantir que não haverá desvios, até porque, é do interesse de seus aliados políticos, dentro e fora do governo. A defesa do contribuinte fica por conta da sociedade consciente que não se deixa enganar, e por isso mesmo concentra o ódio do ex-presidente Lula. Precisamos juntar forças e dizer "não" com veemência!

Odiléa Mignon cardosomignon@gmail.com

Rio de Janeiro

______________

CORTAR NA PELE. NEM PRECISA SER NA CARNE

Na iniciativa privada quando a empresa vai mal, os custos estão altos e o faturamento não está acompanhando o crescimento dos custos vem uma ordem geral: Cortar gastos. Cada departamento é convidado a cortar seus gastos em, por exemplo, 5 % e quem não

o fizer vai ter que se haver com o diretor. Porque Dilma não pode determinar um corte de, por exemplo, 3 % em todos os Ministérios e desviar esta economia para a Saúde? Na iniciativa privada não se pensa em criar logo mais um produto para os valores de suas vendas venham a cobrir o excesso dos custos. Logo, não é justo que na Administração Pública se crie logo um novo imposto para cobrir o excesso de gastos. Será que estou sendo muito lógico ou muito trouxa?

Odair Picciolli pedraseartes@suednet.com.br

Extrema (MG)

______________

CRIMES

O povo não aceita CPMF porque ela não foi usada na saúde! Estas palavras foram ditas pela senhora presidenta, e revelam nas entrelinhas, que no mínimo três crimes foram cometidos pelos ex-presidentes e ela junto, pois fazia parte atuante no governo Lula, crimes que são passiveis de punição se cometidos por pessoas comuns, tais como: Desvios de recursos, falsidade ideológica, crime contra a economia popular, só não entendo que o ministério público não tenha dado nenhuma importância a esta revelação e não tenha pedido uma investigação da real aplicação dos quarenta bilhões de reais mensais, justificativas improváveis e a devolução pelos responsáveis.

Jose Mendes josemendesca@ig.com.br

Votorantim

______________

NOVO ASSALTO

A mais organizada das quadrilhas, sediada em Brasília, não satisfeita com os milhões roubados perpetra agora mais um grande roubo. Endossado pela ex-guerrilheira e ex-assaltante de bancos, sua base quadrilheira e a lamentável (oh)posição pretendem ressuscitar a execrável CPMF. A única diferença entre os assaltantes que praticam a chamada "saidinha de banco" e os de Brasília, é que os primeiros agem fora do banco, enquanto os outros agem na boca do caixa. Para os praticantes da saidinha o crime é tipificado como assalto. Já para os outros, é apenas e tão somente "desvio de verbas para outras aplicações diversas". E viva o mais etí(li)co dos brasileiros e chefe-mór dos mais ( bem mais ) de 300 picaretas.

Renato Otto Ortlepp renatotto@hotmail.com

São Paulo

______________

OUSADIA DA PRESIDENTE

Na atual circunstância, onde impera a corrupção e o desvio de verbas públicas, a presidente Dilma tem a ousadia de vir a público para dizer que não tem dinheiro para a Saúde. Se, a presidente tivesse o mínimo de sensibilidade administrativa e gerencial com um pouco de respeito pela coisa pública, tomaria providências imediatas para estancar esse sorvedouro e adotar medidas de controle eficaz do dinheiro público, que é a sua maior responsabilidade como representante do povo brasileiro que paga os mais altos impostos com o suor do seu trabalho honesto e garante o emprego de outros milhares. Precisamos de um governo honesto e que respeite a coisa pública com responsabilidade e não um governo que mais se parece com o crime organizado., que explora o povo em benefício próprio e de seus pares.

José Carlos Costa policaio@gmail.com

São Paulo

______________

BARBAS DE MOLHO

O governador Geraldo Alckmin deveria enrubescer quando se diz favorável a ressurreição da CPMF. Os políticos que apoiam esse "assalto" devem por as barbas de molho nas próximas eleições.

Gustavo Guimarães da Veiga gjgveiga@hotmail.com

São Paulo

______________

A ''PORTA DUPLA'' DOS HOSPITAIS PÚBLICOS

Iniciativas louváveis podem ser infirmadas em seu valor por erros na execução dos projetos. As "duas portas" dos hospitais públicos, de um lado, propiciam a arrecadação de maiores recursos para o atendimento das populações carentes. Em última análise, uma justa distribuição de renda. Por outro lado, permitem o acesso de quem pode pagar aos serviços médicos da melhor qualidade, próprios desses hospitais. A prática do Incor desfavoreceu os pacientes gratuitos e negou a essência do projeto. Já o Hospital privado Santa Isabel, da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, presta serviços de excelente qualidade, cobra bem de quem pode pagar e, com esses recursos, são mantidos muitas atividades daquela nobre instituição. Trata-se de um tema a ser melhor debatido.

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

______________

PRIVATIZAÇÃO DOS HOSPITAIS PÚBLICOS

Os argumentos esposados pelo editorial do Estadão sobre o HC, de 2/9, são todos muito lógicos e coerentes, exceto pelo fato de que os mesmos são perfeitamente aplicáveis a qualquer hospital público, mesmo que administrados pelas chamadas OS, que em São Paulo, se não forem a maioria, são muitos. Não entendi porque o editorial considera que para esses haveria vantagem para os pacientes do SUS com o estabelecimento inevitável da "porta dupla". De qualquer forma decisão judicial recente proíbe essa prática, embora a secretaria da saúde paulista diz que vai recorrer. Francamente, a lei paulista é um ultraje à Constituição, à lógica SUS e ao povo mais necessitado que não tem plano privado de saúde. Também lei federal recente estabelece como o SUS deverá ser ressarcido pelos planos quando seus associados utilizarem hospitais públicos.

Paulo Serodio pserodio@uol.com.br

São Paulo

______________

PÚBLICO E PARTICULAR

O governo paulista quer cobrar os planos particulares de saúde quando seus clientes usarem os serviços da rede pública. É claro que vai haver maracutaia, não é por menos que aeronaves da Unimed cruzam o céu a torto e direito carregando nobres políticos. Não seria muito mais simples conhecer e cadastrar todos os clientes de planos de saúde e atendê-los dentro dos critérios normais da rede pública e depois mandar a conta para as empresas de saúde particular?

Osnyr Bandeira Filho osnyrbf@hotmail.com

Tietê

______________

HC SOB AMEAÇA

Li na página A3 do Estadão de 2/9 sobre a questão do atendimento diferenciado neste hospital entre aqueles que lá comparecem pelo SUS, e outros que são atendidos pelos Planos de Saúde. Inicialmente é necessário esclarecer que, se os pacientes pagos pelos planos de saúde não mais forem atendidos no HCOR e no HC este dois Hospitais de excelência médica fechariam ou seriam sucateados porquanto o governo não cumpre o seu dever concedendo-lhes as verbas necessárias. Porém, o mais importante não é acusar a chamada "porta dupla" que diferencia o atendimento, mas citar a terceira porta por onde entram e são atendidos com luxo equivalente àquele dos hospitais particulares, os políticos, mandatários e apadrinhados pelo governo. Basta ler os jornais para sabermos quantos políticos deste e de outros estados e até estrangeiros são ali atendidos com luxo e mordomia com entrada pela terceira porta e até isolando andares sem nada pagar. O resto é demagogia como sempre.

Roberto Banhara Dias Cardoso rbdc@terra.com.br

São Paulo

______________

HOSPITAIS FECHADOS

São Paulo concentra um sem número de hospitais fechados verdadeiros elefantes brancos, pardos de todas as cores. Além da necessidade de saúde para nossa população, os nobres políticos deveriam fazer um task force e conseguir juntos aos órgãos competentes de que esferas forem, autorização para reforma e colocar os mesmos, em operação? Não adianta ser político, tem de participar e fazer algo pela população mais necessitada e carente, além, claro, do Bolsa-Esmola, que é um fator político apenas

Asdrubal Gobenati asdrubal.gobenati@bol.com.br

São Paulo

______________

MP NA SAÚDE

Ao ver na mídia que o Ministério Público (MP) de São Paulo está investigando a gestão na área da saúde em Campinas, perguntam por que só alguns hospitais (municipais) e não todos (os estaduais). Já no passado se ouviu falar muito de remédios do SUS do HC da Unicamp, que apareceu em farmácia particular sendo vendido no valor de mais de R$ 1.600, chegou sair na mídia varias vezes, já faz mais de cinco meses. Até hoje a população não viu o resultado das investigações, será que estaria sendo protegido por ser um hospital do governo de SP? Lembramos o que acontecia no hospital da cidade de Sorocaba, médicos ganhavam sem trabalhar, enquanto pacientes morriam sem atendimentos corretos de médicos.

Anderson Aparecido dandersonaparecido@yahoo.com

Hortolândia

______________

JUÍZES OU SAÚDE

A polêmica na semana passada foi o aumento gigantesco dos juízes e do pessoal da justiça. Ocorre que o mesmo valor R$ 7 bilhões tem sido também requerido pela saúde beirando ao caos e se fosse em qualquer país de maturidade a pergunta primeira seria; Porque os juízes devem ter aumento acima da inflação e as outras categorias como médicos, professores e policiais não ? Alem disto poderíamos também perguntar se os juízes que deixaram Daniel Dantas livre, Batistti livre só pra falar dos mais conhecidos devem receber aumento por mérito ? Agora bom mesmo foi o argumento do presidente do supremo Tribunal dizendo que o déficit já é grande mesmo então nenhum problema e ainda eu poderia acrescentar, já que morrem 1000 por falta de atendimento médico que diferença faz se morrerem 1500 ? Afinal o tribunal conta com assistência médica por convenio e não necessita entrar na fila da Saúde Publica mesmo não é.

Márcio M. Carvalho mmcoak@hotmail.com

Bauru

______________

A CPMF E OS APOSENTADOS

Que tristeza e tremenda falta de respeito os políticos, principalmente os petistas e o Lula, o enganador dos trabalhadores. Prova? Tenho sim. Serve o Sr. Luiz Inácio Lula da Silva? É! Ele mesmo. Quando em campanha prometeu mundos e fundos aos aposentados e no governo esqueceu de tudo. Tenho a gravação dele, feita em um programa do Silvio Santos no (SBT). Sobre a CPMF, ele também testemunha levianamente contra si mesmo. Quando o então presidente FHC propunha a criação desse maldito imposto que serviu quase sempre só para corrupções, tanto nun governo como no outro... Lula também foi contra. Não era governo. Hoje, ele e o PT criam todas as maneiras possíveis para aumentar dinheiro em impostos que vem servindo quase sempre só para ser desviados, os fatos cotidianos provam. Os aposentados e atendimento à saúde estão cada dia piores e o dinheiro evaporando. Será que eu estou sonhando, mentindo, o SUS e os aposentados reclamando de barriga cheia?

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

______________

GOVERNO DILMA - AH, COMO SOU BANDIDA!

"Prometi! Garantir estabilidade de preços. Medidas que modernize o sistema tributário, orientado pelo princípio da simplificação. Ação renovada nas áreas da saúde, educação e segurança. Garantia na liberdade de imprensa. Não haverá da minha parte, discriminação, privilégio e compadrio. Não haverá compromisso com o erro".

Alberto Bastos Cardoso de Carvalho albcc@ig.com.br

São Paulo

______________

MORDAÇA

Ao término do Congresso dos petistas, Berzoini e Falcão mostraram à mídia a mordaça a que lhe destina.

Mara Fonseca Chiarelli mara.chiarelli@ig.com.br

Mogi Guaçu

______________

BNDES

É incrível como todo e qualquer projeto neste país sempre envolve o BNDES, é trem-bala, estádio do Corinthians, é estrada para cá, estrada pra lá, e agora esta história de debêntures, será que o BNDES tem verba para tanto projeto ou o Tesouro terá que usar recursos de nós contribuintes? O BNDES está na verdade virando um saco sem fundo para todos os Projetos "nunca antes na história deste país".

Roberto Saraiva Romera robertosaraivabr@gmail.com

São Bernardo do Campo

______________

VELHO DITADO

Vendo o ex-presidente Lula de capacete na cabeça opinando na construção do futuro estádio do Corinthians, lembrei-me de um antigo ditado: O lobo perde o pelo mas não perde o costume.

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

______________

KADAFI E O COORINTHIANS

Coringão vai imitando a trajetória de Kadafi, que passou os últimos meses sendo chamado de "ainda líder".

Luiz Henrique Penchiari luiz_penchiari@hotmail.com

Vinhedo

______________

ITAQUERÃO

Nosso barraco tá subindo. É nóis na fita, mano!

Lourival Geraldo Moreira logmoreira@yahoo.com.br

Botucatu

______________

PRESIDENTE LULA AUTORIZA

Agora é oficial, o presidente Lula esteve em Itaquera, São Paulo, para autorizar a construção do Estádio do Corinthians. Não é incrível? Será que fui suficientemente irônico?

José Marques seuqram.esoj@bol.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.