Cartas - 11/12/2011

CORRUPÇÃO

O Estado de S.Paulo

11 Dezembro 2011 | 03h06

O melhor negócio no Brasil

Se considerarmos o tempo de estabelecidos, o número de funcionários, o irrisório capital investido, sem nenhum risco, e as fantásticas quantias auferidas pelos srs. Antonio Palocci e Fernando Pimentel, como toda a imprensa vem divulgando, há que convir: não existe negócio mais rentável que uma consultoria. Imaginem se essas empresas, com margens de lucros tão impressionantes, operassem no mercado ao longo de 20, 30 anos. Certamente deixariam petrolíferas e bancos tradicionais na rabeira comendo poeira. Porém há um enigma intrigante, para o qual não se encontra explicação: por que esses empresários tão bem-sucedidos, verdadeiras revelações na área de consultoria, trocam um futuro brilhante por um simples ministério num país ainda tão pobre? Com esse tipo de gente nos ministérios, o Brasil não é apenas um país pobre, é um pobre Brasil...

SANSÃO JOSÉ DA SILVA

sansao@sansaojsilva.com.br

Uberlândia (MG)

_________

 

 

Contratos de consultoria

Parece que a presidenta precisa, infelizmente, antes de nomear um ministro, exigir que lhe sejam apresentadas informações sobre a existência ou não de contratos de consultoria com empresas privadas e se tais contratos abarcam consultorias ligadas a serviços ou obras do governo federal. Seria bom, também, a exigência de que o indicado para ministério comprovasse que se trata de consultoria profissional mesmo, e não de tráfico de influência, com excelente rentabilidade. Sem dúvida, o tema virou espantalho para a credibilidade dos brasileiros, que estão misturando, em seus conceitos, consultoria com trambicagem. Assim fica difícil acreditar numa base política baseada na ética e na moralidade.

JOSÉ CARLOS DE C. CARNEIRO

carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

 

_________

 

 

 

Papai Noel

Eu acredito que o ministro Fernando Pimentel, ex-prefeito de Belo Horizonte, realmente prestou as consultorias que lhe renderam pelo menos R$ 2 milhões em 2009 e 2010. Acredito que tais consultorias, batizadas com expressões genéricas e empoladas, não foram mero subterfúgio para um ardiloso esquema de tráfico de influência, ao contrário do que fazem supor as contundentes notícias sobre o caso. Também acredito que Pimentel não se aproveitou da sua desenvoltura nos meandros do poder público para auferir vultoso benefício privado. Acredito, ainda, que a empresa ETA Bebidas do Nordeste, que a princípio negou ter pago R$ 130 mil em 2009 a Pimentel (e depois, estranhamente, voltou atrás), está em processo de liquidação justamente por não ter seguido, passo a passo, as orientações desenvolvimentistas do ministro do Desenvolvimento. E acredito, finalmente, que na madrugada do dia 25, Papai Noel descerá pela chaminé da minha casa e deixará um presente em minha meia, já pendurada na lareira.

TÚLLIO MARCO S. CARVALHO

tulliocarvalho.advocacia@gmail.com

Belo Horizonte

 

_________

 

 

Ditos da fronteira

Como se diz na fronteira do Rio Grande do Sul, "que ano de ministros ruins!".

CLAUDIO JUCHEM

cjuchem@gmail.com

São Paulo

 

_________

 

 

 

CASO FRANCENILDO

Castigo imerecido

Diz o ditado popular que quem fala a verdade não merece castigo. Infelizmente, há uma exceção: Francenildo Santos Costa, o caseiro que denunciou o ex-ministro Antonio Palocci, não consegue emprego há cinco anos. Por ter falado a verdade, está sendo severamente castigado. E... viva o Brasil!

FRANCISCO ZARDETTO

fzardetto@uol.com.br

São Paulo

 

_________

 

 

 

Ajuda

O caso Francenildo nos dá pena, vergonha e desesperança. Pena por saber que um pobre rapaz teve suprimido o seu direito de trabalhar dignamente apenas porque, quando procurado, contou o que viu. Para seu azar, o acusado era um dos figurões da "República". Vergonha e desesperança por perceber que parte da sociedade, a mais esclarecida e que, portanto, deveria exigir ética e decência das instituições, dos políticos e dos cidadãos, é justamente a que se quer beneficiar de todas as mazelas do sistema político e econômico brasileiro. Não bastassem as manifestações de poder e descaso com o cidadão, como ocorreu, nesse episódio, com a quebra do sigilo bancário e fiscal de Francenildo, agora o coitado não consegue encontrar ninguém que lhe possa oferecer um trabalho. Onde estão os juristas e presidentes da OAB, os políticos e órgãos de mídia que na época usaram o caso e a pessoa de Francenildo para falar e convocar manifestações? Por que não procuram ajudá-lo? É o mínimo que deve ser feito por esse rapaz.

ROSICLÉ RUBEN DE HOLLAENDER

rosicle@situs.com.br

São Paulo

 

 

_________

 

 

Conselho

Um conselho para o caseiro Francenildo, que depois de denunciar Palocci vive só de bicos em Brasília: deixe a corte e venha para São Paulo com seu currículo.

AMADEU R. GARRIDO DE PAULA

amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

_________

 

 

 

 

DIVISÃO DO PARÁ

Plebiscito

As pesquisas indicam rejeição à divisão do Pará. Espero que esse seja o resultado do plebiscito, ou teremos mais dois governadores, mais duas Assembleias Legislativas, mais cargos públicos de confiança, mais quatro senadores, mais deputados federais, mais lambança com dinheiro público! Que a divisão seja rejeitada pelos eleitores, para o bem do Brasil.

CARLOS E. BARROS RODRIGUES

carlosedleiloes@terra.com.br

São Paulo

 

_________

 

 

 

Sustentabilidade

A falta de um debate sério, propositivo e responsável na política brasileira levou ao extremo do plebiscito sobre a divisão do Estado do Pará. Interesses políticos e econômicos contrariados transformaram-se em duas frentes separatistas. Passados os ressentimentos e as mágoas com o resultado das urnas, hoje, Belém deve estender as mãos a Santarém e Marabá, com a criação de duas regiões metropolitanas, o repasse de um volume de recursos compatível para o desenvolvimento das duas regiões e, assim, oferecer condições adequadas de infraestrutura para a sustentabilidade de longo prazo de todo o Pará.

LUIZ ROBERTO DA COSTA JÚNIOR

lrcostajr@uol.com.br

Campinas

 

 

_________

 

 

 

"Tapajós e Carajás, mais dois Estados para os paulistas sustentarem"

JOÃO CARLOS BRAGA JR. / SÃO PAULO, SOBRE A DIVISÃO DO PARÁ

cuquineto@gmail.com

"Concordo com a divisão do Pará se os custos da implantação do projeto ficarem por conta dos interessados paraenses"

SERGIO S. DE OLIVEIRA / DALAS, TEXAS (EUA), IDEM

ssoliveiramsm@hotmail.com

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.501

TEMA DO DIA

Arrumar emprego, o desafio de Francenildo

Ex-caseiro que denunciou Palocci diz que vive de bicos; 'Vou ser prejudicado pelo resto da vida?’, indaga

"Conseguir um emprego ou trabalhar por conta própria não esta fácil para ninguém", sr. Francenildo.

ALEX SILVA

"Que os lideres da oposição ajudem este brasileiro que teve a coragem de falar a verdade."

GERALDO SOARES

"Engraçado como falar a verdade, denunciar crimes e ser correto neste pais e tao ruim."

FRANKLIN MEDEIROS

 

 

 

_________

 

 

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

MARCO MAIA E O PENICO

É inaceitável, inconcebível, ilógico e totalmente escorchante a atitude da Câmara dos Deputados, em Brasília, de querer votar esta semana um novo pacote de projetos aumentando salários dos servidores da Casa e dos funcionários de gabinete dos deputados. Isso, além de criar mais cargos a serem preenchidos por indicação política. O pior de tudo é, além do que essa corja quer fazer e fará, ter de ouvir do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), em tom de deboche, brincadeira, pouco-caso e desmoralizando totalmente a população brasileira, referindo-se a essas canalhices e atitudes obscenas, justificando-as com o maior cinismo do mundo, dizendo e alegando: "É Natal". Como se nossos ouvidos fossem "penicos". Está na hora de esses políticos corruptos terem "decência" e "vergonha" na cara.

 

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

______

 

BOAS FESTAS?

Para este Natal, a Câmara dos Deputados está preparando um "pacotaço" para agraciar funcionários e deputados daquela Casa. É revoltante o que vem ocorrendo em nosso país, até porque a festa será bancada com dinheiro daqueles que pagam impostos.

 

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

 

______

A DANÇA DA INEFICIÊNCIA

O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) não anda! E não é novidade! Agora a Dilma, que também foi incompetente em tocar esta obra até 2010, vai tirar a gerência deste projeto do Ministério do Planejamento, e entregar sua condução para Gleisi Hoffmann, da Casa Civil!  Então vejamos juntos: se a ministra do Planejamento Miriam Belchior não foi capaz de dar celeridade neste fantasioso projeto, também deveria ser demitida do cargo, não é verdade?!... No setor privado é assim! Não! No PT, o que importa é a fiel manutenção dos cargos dos camaradas! E, ser ou não ser eficiente é um detalhe desprezível para esta gente...  A não ser, que a imprensa descubra e denuncie as falcatruas contra o erário que são tão comuns nesta era petista! Mas o PAC 1 (é porque tem ainda o PAC 2...) prometido para o final de 2010, até aqui somente 35% foi concluído! A faraônica transposição do Rio São Francisco, que já sugou bilhões de reais, está abandonado! A ferrovia Transnordestina, de 1.728 km, que deveria também ficar pronta em 2010, conforme promessa do demagogo Lula, apenas 162 km será concluído até o final deste ano. Ou seja, menos de 10%! E a nova data de conclusão está marcada para 2014. Pode?!... Isso, se no andar capenga desta carruagem, seu gerenciamento não for transferido para outro ministério... Que embromação!

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

______

 

O POVO QUE SE LIXE

Vejam como nossos governantes tratam de forma displicente - e até debochada - os assuntos que são do interesse da população: Estado (8/12, A4) informa que a Presidente da República vai transferir do Ministério do Planejamento para a Casa Civil o controle gerencial das obras de infraestrutura, como rodovias e ferrovias, por estar insatisfeita com o andamento dos trabalhos do PAC. Para mim, isso significa que, constatada a incompetência da ministra do Planejamento na execução de suas tarefas, a presidente decide poupá-la de trabalhar e passa parte de suas obrigações para outro, quando o correto seria demiti-la por ineficiência. E é assim que são tratados os interesses da população, sempre em plano inferior aos interesses políticos, partidários e até de "companheirismo" - seja lá o que isso signifique. Aliás, este significado, no caso da ministra do Planejamento e viúva de Celso Daniel, não é muito difícil de descobrir...

Sergio Lopes blackfeet@uol.com.br

São Paulo

______

 

TRANSPOSIÇÃO PARADA

A transposição do Rio São Francisco está parada porque foi abandonada pelos construtores e, em consequência estruturas de concreto e vergalhões são perdidos.As obras estão paralisadas em 6 dos 14 lotes e o Ministério informa que vai promover novas licitações em 2012. Obra importante do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), ela foi prometida para o final do governo Lula, tornando-se um estelionato eleitoral. Em 2012, ano de eleições municipais essa obra será revitalizada, numa estratégia que dará certo novamente. Na eleição de Dilma, nas 4 cidades onde as obras estavam em andamento, a superioridade da candidata foi arrasadora, com uma média de 90,65% dos votos válidos. A obra está 36% maior que a projeção inicial. O Ministério da Integração Nacional, pelo seu titular Fernando Bezerra de Souza Coelho deveria ser convocado para esclarecer a situação dessa obra de vital importância para a região, mas um sorvedouro de verbas tentadoras. A vigilância inibe o malfeito.

 

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

 

______

 

UM ENGODO

A transposição do Rio São Francisco foi responsável por boa parte da votação que a presidente Dilma recebeu do nordeste, o resultado da propaganda eleitoral atingiu o objetivo. Enquanto a obra está abandonada pelas construtoras e o pouco trabalho feito começa a se perder, mais um ministério que precisa ser investigado, o ministério da (des)Integração Nacional, que explica que não houve a interrupção da obra apenas uma "desaceleração', - deve ser o Plano da Desaceleração do Crescimento -, mas para retomada haverá a nece$$idade de uma aceleração do valor da obra. Os fins eleitoreiros foram alcançados e a obra é um engodo para o povo brasileiro, quando chegar a hora de votar, o certo é votar contra os malfeitos do atual desgoverno malfeitor e enganador.

 

Maria Teresa Amaral mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

______

 

DISCURSO

A característica marcante do governo lulopetista é o discurso do improvável!

Francisco José Sidoti fransidoti@gmail.com

São Paulo

______

 

PROMESSAS DE CAMPANHA

As promessas de que iriam mudar o curso do Rio São Francisco, de que em breve teríamos o trem-bala circulando entre Rio de Janeiro e São Paulo, de que não haveria mais filas nos corredores dos hospitais, e de que aposentados do INSS iriam tomar iogurtes e outra guloseimas provavelmente serão os temas de campanhas na próxima eleição.

 

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

______

 

OPOSIÇÃO DISTRAÍDA

Membros da oposição, leiam bem e copiem os dois textos de opinião do Estadão (9/12) com os títulos: Transposição Abandonada e A crise expõe o atraso do PAC.  Arquivem e usem no momento oportuno, se for para corrigir e mudar o que esta aí. Ambos os editoriais exprimem e denunciam todo o descalabro desse governo que desperdiça o dinheiro público como se estivesse brincando de "Banco Imobiliário" onde o dinheiro é de "mentirinha" sem nenhuma consequência quando perdido num jogo mal calculado. Mas lamentavelmente trata-se de realidade e quem  perde é sempre o povo. Detenham-se nas seguintes frases: "As bandalheiras divulgadas neste ano mostram muito mais que corrupção: comprovam o desprezo petista, durante anos, pela qualidade da gestão pública" ou  "Um governo só age desse modo por pressa, determinada por cálculos político-eleitorais, ou por incapacidade administrativa e técnica- ou pelas duas razões". Anotaram? Os eleitores que não suportam mais tanta roubalheira e desperdício do bem público esperam ansiosamente que façam alguma coisa pois é para isso que uma oposição existe: para fiscalizar e combater o que há de errado nos governos a que se opõem. Não deixem para a mídia o trabalho que vocês deveriam estar fazendo, pois quando chegar à época das eleições quem os irá identificar como defensores dos interesses da população?

 

Eliana França Leme efleme@terra.com.br

São Paulo

______

 

RASGANDO DINHEIRO

Não dá para entender por que fazem canais de transposição de águas no sertão abertos e revestidos de concreto. Com as altas temperaturas do local, haverá perda de água pela evaporação. Além disso, pelas fotos publicadas pelo Estado de S. Paulo, vê-se que a concretagem do fundo do canal é ridiculamente frágil e fina. Mais água se perderá, pois a estrutura não parece capaz de aguentar peso e haverá infiltração, se os reparos forem feitos na mesma (péssima) qualidade do que é mostrado nas fotos. Simplesmente estão rasgando o nosso dinheiro!

 

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

______

 

AGORA ENTENDI

Quando Dom Frei Luiz Flávio Cappio, ao fazer greve de fome em protesto às obras de transposição do Rio São Francisco, recebeu a visita do venerável Lulla, tiveram uma conversa ao pé do ouvido. Bem... O Frei deixou a greve de fome! Hoje, entendo o por que disso. Como católico catequizado pela CNBB de outros tempos, o ex-sindicalista deve ter dito ao Frei Cappio, o que estamos vendo hoje. "Isto tudo cumpanhero, é só enganação. A obra não vai para os finalmentes não! Para com isso, cumpanhero!" E tudo continua como "nunca antes neste país..."

José Jorge Ribeiro da Silva jjribeiros@yahoo.com.br

Campinas

 

______

 

AUTOIMOLAÇÃO

Agora, só resta ao bispo do município baiano de Barra, Dom Luiz Flávio Cappio, sua autoimolação, pública.

 

Sergio Salgado de Oliveira ssoliveiramsm@hotmail.com

Dallas, EUA

 

______

 

 

OBRAS FURADAS

Primeiro a ideia que gera as maiores controvérsias, depois que estudos apontavam contra. E de nada adiantou contrariar a razão, o lulismo queria transpor um rio. Pelo visto essa meninice petista só jogou, como ainda joga, milhões de reais, no pântano! E o Velho Chico, com calma, mostrou quem manda no seu leito!

 

Mara fonseca Chiarelli mara.chiarelli@ig.com.br

Mogi Guaçu

______

 

PLEBISCITO - DIVISÃO DO PARÁ

Ao longo deste ano veio sendo discutido o plebiscito acerca da divisão do Estado do Pará. Como se não bastasse, demais politiqueiros nordestinos também aventam retalhar outras regiões, como Maranhão (hum, José Sarney) e Bahia. Temas desta natureza já deviam estar fora de cogitações, uma vez tendo interesses nacionais como premissa. Esses movimentos atendem, entre outros, a interesses mesquinhos de importantes famílias e de índios aliciados por ONGs internacionais de olho nas riquezas naturais do nosso território. Isso é um perigo para nossa Política, que se diz ser moderna, mas com políticos inescrupulosos oriundos do nordeste, região que compõe o pior cenário de desenvolvimento do Brasil, isso soa como zombaria. Sendo assim, defendo a divisão do Sul, PR, SC e RS, Estados mais conservadores, produtivos, de melhores índices de desenvolvimento social e econômico. Para que ficar refém desta sujeira toda? Temos nossos corruptos aqui também (nada que uma marretada não resolva), mas nada comparado ao quadro de corruptos paulistas, cariocas e, principalmente, nordestinos. A pobreza endêmica do nordeste enriquece estes picaretas, enquanto que o centro-oeste só sobrevive por tradição, um setor viciado do Brasil, que mantém seus privilégios, por ora. Enquanto isso, as Forças Armadas, apáticas, vivem em rodízio nacional e há toda uma teia para que não haja concentração de identidades regionais, ou focos de rebeldias armadas. E o discurso sobre o desarmamento voltou aos noticiários, que falácia! O povo já se encontra numa letargia ante os malfeitos de Brasília e se for desarmado será como carneiro, que dirá "bééé", ao invés do já amém, senhor. Nossa politicagem nos faz combatermos reflexos e não a causa dos nossos problemas. E tudo diabolicamente arquitetado pelos senhores de Brasília. Jogos de sujas cartas marcadas. Ou alguém toma as rédeas deste país e de um jeito em tudo isso, se necessário por métodos nada ortodoxos, ou deixe que interesses de uns grupos nacionais e internacionais nos roubem nossas riquezas debaixo de nossos narizes de palhaços, os mesmos com os quais "os nossos protestantes" saem às ruas por reivindicações. Seria trágico, se não fosse irônico.    

Luiz Fabiano Alves Rosa www.politicaemilitarismo.blogspot.com

Curitiba

______

 

RINHA

No Brasil, além de não termos memória, mas, sim, uma vaga lembrança, ainda temos leis fracas, frouxas e firmes só contra os fracos e oprimidos ladrões de galinhas. Estamos assistindo a uma briga, ou poderíamos usar um termo mais familiar ao Duda Mendonça - rinha - entre os prós e contras a divisão do Estado do Pará. Depois de tantos malfeitos, inclusive com patrocínio de rinhas de galo, algo proibido por lei, mas que o Lula, protetor mor do Duda, lhe quebrou o galho na época e o liberou, agora aparece firme e forte como sendo o aliado dos que querem a divisão do Estado do Pará, ou seja, sempre levando uma bolada e sempre infiltrado no lado podre da coisa. Na verdade, a presença do Duda está transformando a divisão de um Estado tão importante e tão grande numa ridícula rinha de galo, como se fossem a mesma coisa. Só no Brasil assistimos ao mesmo filme tantas vezes e não nos cansamos, nem os otários estudantes da USP se manifestam contra isso e a UNE já se desligou, claro, por interesses próprios.

Anibal Vilari anibalvilari@bol.com.br

São Paulo

 

______

 

GRILEIRO NA BAHIA

Marcos Valério foi preso em razão do uso de certidões imobiliárias falsas emitidas pelo Cartório de Registro de Imóveis de São Desidério - oeste da Bahia. Região que é a maior segunda produtora de sojas e outros grãos no contexto do PIB agrícola brasileiro. Investidores chineses, depois de mapearem o Brasil, escolheram essa localidade para investimentos agrícolas de US$ 4 bilhões, o que fez com que o governador Jaques Vagner acompanhasse a Presidente Dilma à China. Repentinamente, os chineses desapareceram. Foi coisa de chinês ou de falta de segurança jurídica para fazer investimentos diretos em nosso país?

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

______

 

AL CAPONE TUPINIQUIM

Marcos Valério, o grande trambiqueiro do mensalão, acaba preso por grilagem de terras na Bahia. Que decadência!

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

______

 

THOMAZ BASTOS E O MENSALÃO

Ao prender Marcos Valério sem querer a polícia baiana do governador petista Jaques Wagner meio que desqualificou as tentativas dos principais réus do mensalão do PT, encabeçados por José Dirceu, de apregoar inocência ao negarem a existência de um esquema de compra de apoio de deputados aliados em votações no Congresso de assuntos de interesse do governo. Mas ainda existe coisa pior tentando impedir que a Justiça se faça e  a ameaça vem de um personagem que era ministro da Justiça quando estourou o escândalo do mensalão, e foi exatamente ele quem aconselhou Lula a se pegar na versão de que tudo não passou de caixa 2 de campanha...um crime relativamente menor do que o  verdadeiramente ocorrido.  Segundo o advogado Luiz Francisco Correia Barbosa, defensor de Roberto Jefferson, o ex-ministro Marcio Thomas Bastos tentará embaralhar o processo para livrar a cara dos principais réus. E de que forma? Ah... com toda a sapiência , malícia , arte e conhecimento das brechas legais que a profissão lhe deu: o ex-ministro encaminhou questão de ordem ao STF, pedindo que só os réus com foro privilegiado ,ou sejam, os deputados João Paulo Cunha, Valdemar Costa Neto e Pedro Henry  sejam julgados no Supremo.De tal forma que se a questão for aceita pelos ministros do STF...os processos irão todos para primeira instância,  tudo recomeçará do zero e assim, "sencillamente", o tempo fará o crime prescrever: Dirceu et caterva estarão livres de condenação e poderão exercer seus direitos políticos à vontade!  Isso se com uma simples penada os deputados governistas e aliados não votarem à favor da proposta de anistia aos calhordas que já corre pelo Congresso. Que Deus nos guarde de tal infâmia!

 

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

 

______

 

JOGADA ARDILOSA

A jogada do ardiloso advogado Thomaz Bastos para inviabilizar o julgamento do "mensalão" já havia sido cantada pelo advogado do ex- deputado Roberto Jefferson; acostumado a defender grandes "malfeitores" ele tentará embaralhar o processo do mensalão em andamento na Suprema Corte donde defende 36 réus num só pacote. Basta saber se o STF irá cair nessa cilada de advogado finório. Esperamos que a justiça se faça e essa turma de malfazejos não receba carta branca para continuar na política bifando o dinheiro alheio. Chega de impunidade, os cidadãos de bom senso não aguentam mais, afinal ninguém pode estar acima da lei.

Leila E. Leitão

São Paulo

______

 

CONSUMAM!

Em notícia divulgada pelo jornal Estadão do dia 26/11, a presidente Dilma sugere ao povo brasileiro que consuma muito, para evitar a crise que se prenuncia desastrosa em todo mundo. Todavia, Sra. presidente, a senhora não orienta o  povão onde buscar o dinheiro para consumir. Talvez não seja do seu conhecimento, que o povo brasileiro teme e se revolta na realidade, é com o roubo desenfreado que persiste em ser a herança maldita deixada pelo Ali Babá Lula, que organizou  quadrilhas na Alvorada, onde o poder judiciário está sempre alerta para inocentá-los. As siglas PT (Partido dos Trambiqueiros) e PAC (Plano de Aceleração da Corrupção) são coincidências que representam a realidade. Porém, como sou um especialista orientador financeiro, sugiro que essa corja de políticos ladrões, devolvam  integralmente o dinheiro roubado do povo brasileiro e,  alimente a certeza,  de que nunca haverá crise no Brasil.

 

Oreste Ferri o.ferri@hotmail.com

São Paulo

 

______

 

REVISÃO DO IPCA - O CUIDADO NECESSÁRIO

Em economia é normal que, periodicamente, os índices que medem o comportamento de preços sejam revistos em suas ponderações, haja vista que os hábitos de consumo e a mobilidade social variam conforme o redistribuição de renda entre as camadas da população. Agora o IBGE muda a ponderação dos itens de consumo que compõem o IPCA e o primeiro reflexo é que o índice apresenta uma variação menor.  Quanto a isso nada de anormal se a metodologia não foi premeditada para produzir tal resultado. Não estamos aqui afirmando isso, mas apenas alertando  para que isso não seja uma prática deliberada, pois se assim o for,  estaremos cometendo um dos maiores atentados a estabilidade econômica.  Fatalmente lançaremos a desconfiança sobre a metodologia e a correta medição da inflação e seus reflexos, quer seja sobre a sua reposição através de dissídios salariais ou por remarcação de preços e principalmente sobre a  rentabilidade dos títulos públicos e demais ativos indexados. O porque dessa preocupação justifica-se a partir da  análise  de dois fatos, para que se entenda o perigo em que a autoridade monetária poderia incorrer. 1)  Atualmente, na Argentina o governo pratica a manipulação dos índices de inflação, gerando desconfiança geral entre os entes econômicos, que defensivamente aceleram a remarcação dos preços, alimentando a inflação num circulo vicioso e cada vez mais pernicioso. 2) No caso brasileiro vale lembrar que, mesmo antes de assumir, o ministro Guido Mantega já propunha excluir do cálculo do índice de inflação os combustíveis, pois dessa forma haveria uma redução substancial dos índices de preços.  Ao excluir os combustíveis do calculo, haveria uma redução em toda a cadeia produtiva, quer seja nos alimentos ou nos demais itens, pelo peso do combustível como insumo agrícola e  no transporte de carga. Camuflar ou manipular a inflação é um atrativo para qualquer governo, mas no Brasil seria um risco altamente potencializado devido a nossa "memória inflacionaria"  e também aos mecanismo de defesa que foram aperfeiçoados pelos brasileiros ao longo das décadas de 70 e 80 e  na  primeira metade da década do 90,  fato que só foi sepultado graças ao Plano Real  e  a lei de responsabilidade fiscal  implantada no governo FHC, à revelia dos esforços contrários do PT à época.

Claudio Juchem cjuchem@gmail.com

São Paulo

 

______

 

MANTEGA TAMBÉM JÁ ERA

A inflação, óh! O Pibinho, uiiiiii! E o ministro Mantega acha que apenas agora a crise chegou aqui? Basta observar a nossa volta quantas lojas fecharam suas portas para ter uma visão da extensão da crise. Melhor nos cuidar, conter nas compras de Natal, porque a "Manteiga" está para lá de rançosa! Já era!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

______

 

CLASSE MÉDIA ENTRE EMERGENTES AVANÇA

Dos 7 bilhões de habitantes recém alcançados, 26% são da classe média. No ano de 2030,  em que se projeta uma população de 8 bilhões no mundo, a previsão é que a classe média chegue a 60% deste contingente, dos quais 66% vivendo na Ásia. Ou seja, até lá, mais de 3 bilhões de pessoas, serão incluídas nas estatísticas de melhora social e econômica, sendo na sua maioria de chineses, e indianos. Hoje, 54% da classe média do mundo está concentrada nos EUA e na Europa, e representa 64% do consumo global! Na Ásia, este contingente é de 28%, e 23 do consumo. Outra previsão é que em 2020, a classe média americana e européia despenque para 32%, e seja responsável por 46% do consumo do universo. E até 2030, apenas 21%, e 30 do consumo mundial. Já em 2030, os asiáticos terão 66% da classe média do universo, e 59% do consumo global. Hoje os países que compõem o G7, como os EUA, Japão, Alemanha, Canadá, França, Itália e Reino Unido, têm um PIB de 40% do mundial, na casa dos US$ 62 trilhões. Mas até 2020, este bloco terá uma participação de apenas 32%. Já a participação no PIB mundial dos principais países emergentes, como o Brasil, China, Índia, Rússia, etc, dos atuais 28% saltará neste período para 38%. Outra previsão importante neste cenário da dança dos números das riquezas produzidas, é que a China que hoje tem 13% do PIB do universo, deverá se equiparar em 2020 ao dos EUA, na faixa dos 18%. É bom lembrar que o PIB americano neste ano de 2011 deverá alcançar algo em torno de US$ 15 trilhões, e o da China US$ 6,6 trilhões. E, enquanto o crescimento da economia americana patina na faixa dos 1,5% neste ano, e o da China há três décadas se mantém próximo dos 10% ao ano. Este quadro acima citado deixa claro que estamos próximos de uma reviravolta nos números dos países que até aqui alavancavam a economia mundial. Porque desde a década de 50, que o consumo da classe média dos EUA e da Europa e que davam um norte para o crescimento econômico global. Este quadro está mudando, e hoje os chamados países emergentes como a China, Índia e o Brasil, entre outros crescem, distribuem renda, diminuem a pobreza, e ainda concentram o grande interesse dos investidores internacionais, que despejam bilhões de dólares anualmente, porque nestas economias que o consumo avança. Logicamente que o nosso País, poderia estar melhor neste ranking de desenvolvimento.  O seu PIB anual, hoje na casa do US$ 2,2 trilhões, ou, 3,2% do mundial, deveria ser bem maior se os nossos governantes investissem mais em educação, infraestrutura, judiciário célere, reforma tributária que privilegiasse a produção, e diminuição de impostos que é a mais alta e perversa do mundo. Ou seja, 36% de toda riqueza produzida. O que não estimula o desenvolvimento, como muito bem faz há anos a China, que entre outras ações importantes, tem uma carga tributária de apenas 25% do PIB! Logicamente que com estes avanços de países outrora pobres, muda também o poderio político. Se os EUA e a Europa, vão precisar se adaptar a estes novos tempos, nós aqui no Brasil, não vamos poder deixar de prescindir de eleger governantes lúcidos, éticos e com capacidade de liderança capaz de viabilizar as nossas prioridades! E não de demagogos e populistas como temos visto nestes últimos.

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

______

 

MALHA FINA

Engraçado que a Receita Federal é tão eficiente quando coloca na malha fina 570 mil contribuintes e é tão incapaz de rastrear políticos, empresários, banqueiros e outros por aí, que vivem como nababos e prestam contas ao leão como pedintes. Precisamos de 10.000 desses que a RF segurou na malha fina para fazer um sonegador que a Receita Federal não vê. E dá-lhe imposto em cima dos assalariados, muito mais cômodo e fácil de investigar. Aliás investigam quem querem. Quem não querem fazem vista e ouvidos de mercador!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

______

DILMA E TOMBINI

Dilma, conversando com o presidente do Banco Central: Qual é, Tombini, eu que sou presidente da república, eleita com milhões de votos não tenho autonomia, por que tu achas que deve ter?

Mario Helvio Miotto mhmiotto@ig.com.br

Piracicaba

 

______

 

MODELO BRASILEIRO

Ao defender o "modelo brasileiro" em que os salários devem aumentar com o aumento da produção, a presidenta se esqueceu de mencionar onde fica a produtividade nesta história toda? Se o Brasil não ganhar produtividade não será um programa social que garantirá o crescimento infinito do país. Além disso, ao criticar o protecionismo, a mesma esqueceu-se das medidas ultraprotecionistas tomada recentemente em seu governo quanto à importação de carros mais baratos e mais completos oriundos da Ásia. Acho que nossa presidenta anda meio mau de memória...

Roberto Saraiva Romera robertosaraivabr@gmail.com

São Bernardo do Campo

______

 

COMO É FÁCIL

Governar um país sem oposição como é fácil, fazem o que bem entendem, se for para privilegiar a sociedade será um excelente governo, mas se for para privilegiar a si próprios, será um péssimo governo, é o que exatamente estamos vivenciando, é muita falcatrua. O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgou o valor real do salário mínimo que deveria ser hoje R$2.349,26, mas o valor atual é de R$545,00, como mentem ao assalariado. É menor em pouco mais de um mil dólares, mas quando o PT era oposição ao governo do FHC criticava tanto esse diferencial e agora fazem muito pior. As arrecadações de tributos são as maiores de toda a história do país, enquanto assistimos a maior "roubalheira" de todos os tempos, além de despesas de custeio por demais elevadas? Como não tem oposição e a impunidade corre solta, "vai da valsa", como é fácil enganar o povo. A crise internacional está nos atingindo, tanto é que a nossa economia ficou "estagnada" no terceiro trimestre e foi muito mais baixa no primeiro e segundo trimestres, do que haviam divulgado, com tendência à piorar, há previsões de maiores dificuldades. Mas como o dinheiro ainda está "sobrando", o negócio é liberar mais empréstimos para tentar manter a economia aquecida, só que os empréstimos precisarão ser pagos. Novas eleições estão próximas, então é melhor continuar escondendo a real situação ao povo brasileiro, não é mesmo?

 

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

______

 

PIB ZERO NO TERCEIRO TRIMESTRE

O Brasil da era socialista-comunista do "pudê" inaugurada pela Constituição de 1988 navega igual a um calhambeque, que na descida, parece ter um motor de 300 cavalos, mas na subida, mostra apenas um motorzinho antiquado de Ford Bigode. E pensar que o "milicos" com toda a "burrice", levantou o país subindo o morro, e não descendo!

 

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

 

______

 

 

LINHA BRANCA

De modo geral os brasileiros estão endividados, mas o governo, para, supostamente, 'espanar' para longe o fantasma da crise que se alastra pelos países da Europa e EUA, resolveu liberar (novamente) a linha branca do IPI.  Mais uma falácia para o consumidor incauto: é só comparar os preços praticados antes dessa 'bondade' e os preços atuais, através dos encartes, nos jornais ou revistas, das empresas vendedoras desses produtos.  Mais uma vez esse (des)governo favor e os fabricantes e revendedores em detrimento do povo e o povo enganado... aplaude!  É só aguardar para ver o nível de endividamento de fim de ano e o lucro dos fabricantes, no início do ano!  Pergunto: por que não dispensar de impostos os produtos indispensáveis à alimentação do povo como a carne, arroz, feijão, etc.?

Aparecida Dileide Gaziolla rubishara@uol.com.br

São Bernardo do Campo

 

______

 

 

AUSTERIDADE FISCAL

Barcelona restringe uso de papel higiênico. Desde setembro, crianças catalãs só podem fazer uso de 25mtsdo produto por mês nas escolas. Já imaginou essa lei no nosso congresso nacional, os deputados e senadores tendo que utilizar somente 25mts de papel higiênico por mês. Será que não estaria ai a solução para diminuir o tanto de m. que eles fazem lá...

Luiz Carlos Ibrahim Daoud Rodrigues da Silva silva.luizcarlos@terra.com.br

São Paulo

 

______

 

 

PAÍS DA ENGANAÇÃO

Infeliz condição humana: bilhões gastos na construção de estádios de futebol, jogadores, cartolas, colarinhos brancos e políticos ganhando salários astronômicos; e a corrupção desmedida, ninguém é condenado e preso... a saúde, a segurança pública, a educação e outras instituições em frangalhos, a televisão apresentando seções sem lógica e sem nexo, que diminui a mulher e a família, tirando-lhe a honra; ao invés de termos uma televisão que desse-nos cultura e educação... o povo e torcedor que a tudo sustenta, continua num mundo cinzento ganhando salários miseráveis. É o país da enganação, da covardia política que envolve também parte da mídia, que em genunflexo diz amém a tudo que ilude e engana... Será que a nossa democracia deve ser tão podre assim?

 

Alberto Nunes albertonunes77@hotmail.com

Itapevi

 

______

 

'O EXEMPLO' (VERÍSSIMO)

Será que, incomodados com a estabilidade da economia e a consequente autoridade moral da Alemanha, os atuais "aliados"  demonstrarão propensão a guerreá-la novamente, a exemplo do passado?

Ottfried Kelbert okelbert@terra.com.br

Capão Bonito

______

 

A EUROPA AFUNDA

A Europa afunda na austeridade e o pior é que a crise deles quebra o mundo. Que credor pode acreditar no devedor que lhe promete deixar de comer para pagar a dívida? É isso que a dupla Merkel-Sarkozy está propondo, com a lei de responsabilidade fiscal "à brasileira" que lhe querem empurrar goela abaixo. Só que a Europa não é o Brasil, acostumado ao subemprego crônico, e disposta a passar pelos trinta anos de virtual estagnação, da qual até hoje temos dificuldade de sair. O mundo vive uma crise da riqueza represada, causada por um "curto-circuito" da repartição, que concentrou o dinheiro nas mãos dos que não tinham, e não tem, como gastá-lo e agora vivem a angústia de não ter como emprestá-lo, se a economia não retoma. A única solução para acalmar de vez os mercados, é reequilibrar a repartição, reconduzindo o dinheiro para aqueles cujos gastos reativarão a economia, por meio de um plano de recomposição do salário. Mas para isso seria preciso Estadistas de verdade.

 

Rogério Antonio Lagoeiro de Magalhães lagorog@uol.com.br

Teresópolis (RJ)

 

______

 

LIMITES

Acertada a decisão dos países da zona do euro em fixar em 3% do PIB o déficit máximo de cada país. Pelas instabilidades pela qual passa a Europa acho até que deveriam fixar um porcentual menor, mas aí haverá outras consequências que querem evitar. A Inglaterra, que não participa do euro foi contra. Não entendi. Não participa e é contra? Ela está lá isolada no seu mundo naquela ilha, não quis participar da moeda única e se manifesta contra.

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

______

 

LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL

Quem diria que nossa  Lei de Responsabilidade Fiscal poderia um dia servir de "tábua de salvação" para a velha Europa endividada, conforme prega  o economista alemão Mark Hallerberg. Talvez por termos sofrido por décadas de antecedência, as consequências malignas de irresponsabilidades fiscais  foi possível criarmos tal mecanismo preventivo contra tais desmandos em nossa economia. Mesmo assim não podemos relaxar, pois a crise sistêmica do setor está longe de ter seu término à vista.

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

______

 

BUE(U)IRO

Uma casa deve ser construída sobre rocha para que resista as tempestades, diz o preceito bíblico. Uma moeda forte e saudável tem que estar baseada numa economia sadia e equilibrada, dizem os economistas. Tudo o que se desviar desses preceitos estará condenado ao fracasso. Assim, a casa bem construída atravessará séculos, sem abalos. Já uma moeda concebida apenas por sonhos, sem os devidos alicerces econômicos sadios, estará com seus dias contados. É o caso do euro, uma moeda mais apoiada no pântano do que na rocha. Não há nada que possa salvar o EURO nos moldes concebidos. A necessidade de ajustes é tanta, que será mais racional e menos traumático para seus habitantes extingui-la do que sustentá-la tentando manter a casa equilibrada sobre o pântano. Focos de fragilidade surgirão a todo instante; ora por especulação ora por clamor social e o destino do euro será fatalmente o bueiro.

 

José Darci Farias Bressan beiraltelhas@gmail.com

São Paulo

 

______

 

REAFUNDAR A UNIÃO EUROPEIA

A disciplina germânica pensa em refundar a União Europeia (EU), já se depender dos outros membros a UE vai é reafundar.

 

Luiz Henrique Penchiari luiz_penchiari@hotmail.com

Vinhedo

______

 

CRISE DA DÍVIDA

A transparência deve ser um valor amplo e essencial para regimes políticos nos quais os cidadãos queiram exercer democraticamente de fato algum poder. Para tanto, diante da grave crise financeira internacional atual, uma auditoria ampla, transparente, cidadã da dívida pública - acompanhada de uma ampla publicidade das suas conclusões - é algo necessário para legitimar, ao menos moralmente, qualquer exigência de sacrifícios aos contribuintes, a fim de serem verificados eventuais vícios constitutivos de tão volumosos e suspeitos endividamentos públicos, quer seja na União Européia ou fora dela, sobretudo no Brasil, país com as maiores taxas de juros do mundo.

 

Renato Wieser renato_wieser@yahoo.com.br

Juiz de Fora (MG)

 

______

 

MENSALÃO NA FIFA

Impressionante como onde tem mensalão e corrupção, tem sempre um Brasileirão! O prepotente João Havelange, ex-presidente da Fifa (federação internacional de fraudes e arranjos) alega questões de saúde e "renuncia" a sua teta, digo cargo, no glorioso COI. Seu genro, encastelado há "módicos" 17 anos na presidência da CCF (comissão carioca de futebol), ameaçou Joseph Blatter e este recuou alegando que a justiça suíça é complexa, fato desmentido pela corte em questão. Resumo da ópera: eu sou acusado de corrupção, porem tu também és. Conclusão: eu finjo que não sei o que fizeste e renuncio e tu, em reciprocidade, também não apresenta nada que possa "macular" minha imagem. Para completar a cena, Carlos Nuzman, outro que quer se perpetuar no poder e se puder passar pra alguém da família a "boquinha" atual, melhor ainda, fugiu da imprensa como o diabo da cruz ontem em que país? Suíça. Que coincidência! Deus do céu, em que podemos acreditar? Não dá pra viver só de salário, como fazem milhões de heróis brasileiros, sem recorrer a corrupção, suborno, desvios, etc. e tal. Ricardo Teixeira não pode ser destituído da tal confederação? Chega! Precisamos de renovação! Não para que outros mamem nas tetas atuais e sim que pensem diferente e façam uma Faxina, com F maiúsculo. Menos tímida que a nossa excelentíssima e salve, salve mãe do PAC está fazendo! Que show de horror!

Renato Camargo natuscamargo@yahoo.com.br

São Paulo

 

______

 

 

FUMAÇA E FOGO

Por acaso os Srs. João Havelange e Ricardo Teixeira tem algo a temer nesta questão da Fifa com a ISL, onde diz-se haver documentos que comprovam o suborno recebido pelos dois? Se não tem, por qual razão o Sr. Havelange renunciou ao seu cargo no COI? Parece que estão querendo esconder a sujeira para debaixo do tapete, o que é moda. Se eles não tem nada que ver com isso, o que temem? Para mim não há dúvida, se temem, é porque há.

Panayotis Poulis  ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

 

______

 

FIFA X BLATTER X TEIXEIRA...

Acho que a Fifa deveria mudar-se para Brasília. Ia se sentir em casa. Leio no caderno de Esportes de 7/12: "Blatter recua para não cair na Fifa. Acordo com Ricardo Teixeirae João Havelange coloca um ponto final nas ameaças do presidente da entidade de abrir documentos contra os brasileiros". Entende-se, então, que Blatter tem esses documentos e que Teixeira e Havelange estão comprometidos. É como diz aquele comercial na TV: "o que é isso, Zezé?".

João de Braz Joao@cto.com.br

São Paulo

 

______

 

SÓCRATES X TEIXEIRA

Doutor -literalmente - Sócrates um dos pouquíssimos acadêmicos e intelectuais do nosso futebol nos deixa para trocar a vida pela morte. Um dos ícones e ídolos da história do Corinthians e da Seleção Brasileira w outros times pelos quais passou , além de um dos gestores da criação da democracia dentro do futebol. E que mesmo fora das quatro linhas nunca deixou de colocar-se contrário aos esquemas nebulosos, tendenciosos e arbitrários, quando o assunto era moralização. E mesmo diante de seu quadro de enfermidade, antes de sua morte, nos deixa uma semente de aspiração democrática que é a de impetrar um instrumento verdadeiro pela eleição direta para com o cargo de presidente da CBF, Confederação Brasileira de Futebol. Hoje comandada pelo ditador e eterno imexível Ricardo Teixeira. Ditador esse que aceitou, tendenciosamente, o Ronaldo o Fenômeno e agora laranja e ingênuo, como conselheiro para com a copa de 2014. E isso numa nítida e inquestionável intenção maquiavélica de tirar os holofotes de seu enriquecimento ilógico, além de nos tirar a possibilidade de disputar com profissionalismo a última copa do mundo contratando o inexperiente e mau humorado Dunga como técnico. Devemos, como brasileiros, prestar essa última homenagem ao Doutor, Jogador e Cidadão Sócrates Brasileiro, tirar, definitivamente, o trono do Rei Ricardo Teixeira.

Cecél Garcia cecelgarcia@msn.com

Santo André

______

 

CHICO BUARQUE E RONALDO FENÔMENO

Não dá pra entender um Chico Buarque se unir a um Lula e um Ronaldo se unir a um Ricardo Teixeira. Quem entender me explique.

Orivaldo Tenorio de Vasconcelos professortenorio@uol.com.br

Monte Alto

 

______

 

ILUSÃO CORINTIANA

Meu time ganhou um campeonato marcado pela  baixa qualidade das equipes e o vice-campeão Vasco, tido como a de melhor elenco, superior ao do campeão segundo  opinião geral do pessoal do ramo. Para mostrar o baixo nível técnico,  basta lembrar que o "vascão"  tomou um "vareio" de bola  do time chileno Universidad, o popular La U. Ate parece  que o Corinthians  foi campeão por que os outros deixaram e por  isso mesmo não tenho ilus?es na Libertadores sem trazer reforços de  pelo menos seis e começar com o Montillo seria bom demais. Pelo boleiro argentino, além de parte em dinheiro, poderia dar também Danilo, Moraes e mais alguns que o alvinegro vive emprestando e sempre voltando. Pode até dar errado, mas seu perfil se encaixaria perfeitamente no alvinegro. Além de reforços, é preciso que alguns dos atuais melhorem e muito seu rendimento, caso do Liedson, que de uma vez por todas trate  de suas dores, o Adriano, que se for ficar tenha um comportamento de  profissional para voltar à  condiç?es físicas ideais ou então, que volte ao Roma. Quanto ao Tite que terminou festejado, andou fazendo besteiras durante o campeonato e se não ganhasse teria sido demitido e um bom exemplo dessas foi como utilizou o Willian,  que despontou como uma bela promessa mas sempre aquele a ser o primeiro a ser substituído mesmo com outros piores em campo e o Corinthians corre o risco de perde-lo. Tudo isso é para evitar um novo vexame "tolima".

Laércio. Zannini arsene@uol.com.br

São Paulo

______

MEIA-ENTRADA POR INTEIRO

Em tramitação no Senado, o PL que institui o Estatuto da Juventude veio aprovado da câmara com reconhecimento do jovem como sujeito de direitos, elencando as especificidades juvenis. No entanto, chegou carregado de polêmicas: meio-passe interestadual, percentual do Fundo de Cultura e a mais sentida, a meia-entrada para estudantes. A inexistência de acordo para votação resultou em atraso no trâmite (já deveria ter passado pela CCJ). A juventude ganha com isso a oportunidade de encaminhar as resoluções da 2ª Conferência de Juventude, que acontecerá neste final de semana, para subsidiar o relatório. Um dos empecilhos, entretanto, para o projeto ser aprovado com as conquistas ratificadas na câmara ou ampliando-as é a posição da direção majoritária da UNE. Na defesa corporativa dos interesses financeiros da entidade, um acordo está sendo feito: restringir-se-ia a quantidade de meia entradas a uma quota de 40% de ingressos em troca do monopólio da emissão das carteiras estudantis. Isso significa garantir à Une/Ubes uma fonte de financiamento gigantesca e bastante antidemocrática, já que obriga o estudante a pagar por um direito. Por outro lado, limita o direito: só uma parcela dos jovens teria meia-entrada, aqueles que primeiro comprarem o ingresso. É fato que não podemos permanecer na atual situação de inexistência de meia-entrada em muitos locais do país, mas a maneira de enfrentá-la não é restringindo o direito, e sim o ampliando. O caminho deve ser a extensão do benefício a toda a juventude. Também o Estado brasileiro deve pagar sua parte da fatura com subsídio aos pequenos produtores culturais. Caso o projeto seja aprovado como veio da câmara, daremos também um passo importante, ainda que incompleto. O que não aceitaremos é recuo ou diminuição de direitos.

Raphael Sodré, direção nacional da UNE-Oposição sodre.contraponto@gmail.com

Vitória (ES)

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.