Cartas - 12/01/2011

ENCHENTES

, O Estado de S.Paulo

12 Janeiro 2011 | 00h00

A equação não fecha

Mais um temporal e mais vítimas, algumas de morte, nesta nossa cidade, onde há anos os administradores demagogos foram tomando as várzeas dos rios para a construção de avenidas e fazendo vista grossa para as ocupações irregulares nas encostas e em outras áreas de risco. O prefeito visitou as obras em Seul, capital da Coreia do Sul, cujos administradores adotaram as práticas do urbanismo moderno e devolveram aos seus rios as várzeas que lhes haviam sido tomadas para a construção de avenidas. Curiosamente, ao voltar, em comum acordo com o governo estadual, ampliou as pistas da Marginal do Tietê, evidentemente, escamoteando mais uma vez a várzea do rio. Quando a ex-prefeita Luiza Erundina mandou aterrar a área do Jardim Pantanal, ficou bem na fita perante a população, mas condenou-a a conviver com as enchentes de verão. Quando políticos desonestos, interessados unicamente nas próximas eleições, interferem na administração pública para que se regularizem as moradias em áreas de risco, estão, na verdade, condenando os seus moradores a uma vida indigna até que aconteça a inevitável catástrofe. E o mais triste é que eles conseguem se eleger e reeleger, pouco se lixando para as vítimas que vão deixando para trás. Então temos, de um lado, as verbas municipais e estaduais aplicadas na ampliação de estradas de rodagem, além de obras que não são prioritárias para a população. De outro, a necessidade de ampliação do transporte ferroviário, uma política racional do uso do solo e da habitação popular. E como a verba não comporta as necessidades da população e as prioridades dos grupos econômicos que detêm a influência de interferir na administração pública, a equação não fecha. E assim, ano após ano, os rios vão continuar se apossando das suas várzeas e a população, enterrando os seus mortos e refazendo o seu patrimônio qual teia de Penélope, até que criemos vergonha e coloquemos na administração da cidade um prefeito que finalmente devolva as várzeas aos seus rios.

GILBERTO PACINI

benetazzos@bol.com.br

São Paulo

___________________

Crucificado

Todo início de ano é a mesma coisa: muita chuva e inundações. Enquanto houver gente disposta a favorecer a ocupação da margem dos rios em São Paulo, haverá enchentes. A Prefeitura tira uma família da margem de rio e logo chegam três outras para ocupar o lugar de quem foi embora. Mas quem é crucificado quando a várzea inunda é o prefeito Gilberto Kassab. Até quando a hipocrisia vai reinar?

TIAGO VINÍCIUS MATOS

matostv@hotmail.com

___________________

São Paulo

Habilitação

Faz mais ou menos seis meses que o prefeito Gilberto Kassab pensa única e exclusivamente na "importantíssima" decisão sobre o seu futuro político. Kassab ainda não resolveu se fica no DEM ou se vai para o "patriótico" PMDB de José Sarney e Renan Calheiros. Nesse meio tempo, sugiro que a população de São Paulo comece a tomar aulas de habilitação - para dirigir lanchas, canoas ou submarinos.

LEÃO MACHADO NETO

lneto@uol.com.br

São Paulo

___________________

E 2012 está longe

O prefeito Kassab tem coragem para adotar medidas necessárias, embora impopulares. Faz o cadastramento e retirada da população de bairros que estão localizados em área de risco, como o Jardim Pantanal ou o Jardim Romano. Como faz tudo de maneira transparente, a turma do quanto pior, melhor aproveita a chuvarada e arma barraco em cima da desgraça alheia. E olha que 2012 ainda está longe...

ANDREA C. CARVALHO

spdeiacarvalho@gmail.com

São Paulo

___________________

E os impostos...

Faltam políticas públicas eficientes e transparentes no combate às enchentes. Há mais de 20 anos os problemas se repetem, agora com maior intensidade. Os rios e córregos continuam imundos e os poderes públicos cruzam os braços e rezam para que São Pedro ajude. Enquanto isso, sem piedade, lançam os impostos: IPTU, para uma cidade em completa desarmonia urbana, e IPVA para carros que ficam debaixo d"água. O governo federal deveria entrar com recursos do BNDES e fazer um programa sério para resolver este problema, que causa milhões de prejuízo e infelicita o paulistano cotidianamente.

YVETTE KFOURI ABRÃO

abraoc@terra.com.br

São Paulo

___________________

"Sujismundos"

Imagens da enchente no Bairro do Limão mostram uma montoeira de sacos plásticos, garrafas PET e todo tipo de lixo, em grande quantidade, nas ruas. Não há bueiro que dê conta de tamanha sujeira. É claro que à primeira chuva mais forte o sistema de escoamento entra em pane. Já passou da hora de a Prefeitura paulistana fazer uma grande campanha contra o lixo na rua, além de punir severamente os "sujismundos", que são os causadores desses transtornos.

M. CRISTINA ROCHA AZEVEDO

crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

___________________

Descalabros

Os repetidos estragos causados pelo regime de chuvas no Sul, Sudeste e Centro-Oeste são de única e exclusiva responsabilidade do poder público, que negligencia a sua ação fiscalizadora. Licitações irregulares, obras mal executadas, manutenção de infraestruturas deficientes, ocupação desordenada de zonas urbanas praticamente impermeabilizadas, ausência de saneamento básico, encostas desprotegidas, rios assoreados, enfim, uma longa série de descalabros que castigam uma população impassível e conformada, incapaz de recorrer à Justiça.

SERGIO S. DE OLIVEIRA

ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

___________________

Muita água vai rolar

Devem ser falsas as notícias e imagens das tragédias proporcionadas pelas últimas chuvas no Brasil, porque o ex-chefe do Executivo, o sábio Lula, entregou o País inteiro com 87% de benfeitorias, corroboradas por seus fiéis sectários. "Engolimos com a goela escancarada a mentira que nos lisonjeia e bebemos gota a gota a verdade que nos é amarga", assim falava Diderot há 260 anos.

JOSÉ MOACYR BRUNHEK

moabek@hotmail.com

Santos

___________________

"Nem Ronaldinho Gaúcho nem Assis procuraram Andrés Sánchez no Parque São Jorge para negociar.

Vai ver que foi por causa da enchente..."

LUIZ HENRIQUE PENCHIARI / VINHEDO, SOBRE OS ALAGAMENTOS EM SÃO PAULO

luiz.penchiari@hotmail.com

"Nessas horas Kassab assume a identidade de "Anônimo Veneziano""

A. FERNANDES / SÃO PAULO, IDEM

standyball@hotmail.com

"De tanto ver triunfar as nulidades... relaxa e boia"

ANGELO ANTONIO MAGLIO / COTIA, SOBRE OS NOVOS LIMITES DE VELOCIDADE PARA O TRÂNSITO PAULISTANO

angelo@rancholarimoveis.com.br

___________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.340

TEMA DO DIA

Chove "cada vez mais" em SP, diz Kassab

Após o "dilúvio" dessa segunda, prefeito e governador prometem R$ 800 milhões contra enchentes

"Quando teremos prefeitos, governadores e presidentes com capacidade para pensar em projetos com visão de futuro?"

TETSUO SHIMURA

"Não se pode mais permitir que as pessoas loteiem áreas em locais de risco, na beira dos morros, rios e córregos."

MARIA COERIN

"Todos os anos é sempre a mesma ladainha: a quantidade de chuva e a população são as responsáveis por essas tragédias."

DENISE MAIA

___________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

INUNDAÇÕES EM SÃO PAULO

 

Não há mistérios nem cataclismos. Há, sobretudo, canalhice de nossos governantes, malversação do dinheiro público, ignorância e complacência da população em geral.

Moro no Jardim América. Pago IPTU, IPVA, taxas e demais impostos municipais, estaduais e federais, dignos de uma Suécia, e recebo de volta serviços públicos no padrão de Biafra ou Afeganistão.

A última vez que houve trabalho, para valer, nas canalizações de esgoto e águas pluviais, as obras foram executadas pela Cia City, no início do século 20.

Cada nova "concessionária" ou "empreiteira pública", por exemplo, a Galvão ou a NET, que vem executar serviços, de seu interesse, na rua, faz uma "gambiarra" e termina jogando o entulho (placas de asfalto, piche e demais entulhos) nas bocas de lobo ou o deixando semanas a fio exposto até que um caminhão de lixo caridoso se digne a recolher a imundice.

Tenho certeza que esse é um procedimento muito mais nefasto para o córrego que há na frente de

minha rua do que os saquinhos que a população "pouco civilizada" descarta na rua.

O poder público cala-se e a população olha "tais serviços", ou patifaria, com "olhos bovinos".

Hoje em dia, tudo é culpa de Deus ou das mudanças climática.

Até quando teremos de aguentar essa corja vivendo à nossa custa?

Até quando teremos de assistir à divisão do "butim" pelos partidos políticos, que, em tese, deveriam cuidar e zelar pelo patrimônio público?

 

 

Marize Carvalho Vilela marizecv@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

O CAOS

Todos os anos, no verão, os paulistanos são obrigados a rever as cenas de um filme velho e repetido: enchentes, inundações, desabamentos de terra e o caos causados pelas chuvas, deixando mortos, feridos, desabrigados, sofrimento, dor e prejuízos. Além da ocupação irregular e do crescimento desenfreado da cidade ao longo das décadas, observa-se a total ausência do poder público, sobretudo por meio de obras preventivas que reduziriam e atenuariam em muito os transtornos. A Prefeitura e o Governo do Estado de São Paulo são os grandes responsáveis, pela sua omissão, inércia, incompetência e falta de vontade política. Existem inúmeros estudos a respeito e qualquer engenheiro hídrico saberia como resolver ou pelo menos atenuar os problemas causados pelas chuvas. Algo precisa ser feito. Kassab e Alckmin devem prestar esclarecimentos e pedir desculpas á população.

 

 

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ENCHENTES

 

 

 

Serra e Alckmin, os dois políticos paulistas que sempre levaram meu voto, nunca mais o terão. O porquê desta minha decisão: logo no café da manhã, meu humor azeda vendo na TV outra enchente acabando com a vida do paulistano, enquanto o Rio Tietê leva bilhões de reais em obras para sua calha, que não consegue ser aprofundada o suficiente para melhorar sua condição de maior via de escoamento das águas pluviais da cidade. Reclamo porque também tenho residência em São Paulo, dois filhos e parentes morando lá, que sofrem com essa situação. Tanto o governador e o prefeito atual, o Kassab, assim como todos outros que os antecederam, foram incompetentes na aplicação correta de verbas em quantidade e qualidade suficiente para minorar o sofrimento do paulistano. Também acabo de receber o IPVA para 2011 e revolta-me ter de pagar 4% sobre o valor de meu carro, enquanto um filho morador em Florianópolis pagará apenas 2%. A alegação de que é para termos boas rodovias não pega, porque a cada dia aumentam os postos de pedágio nas rodovias paulistas e cada vez mais caros, além do absurdo que pagamos em impostos quando compramos um carro zero. Resolverei o problema do custo do IPVA repassando meu carro para o filho residente em Florianópolis e o usarei aqui. Qual o moral de Serra e Alckmin para criticar-me por essa medida? Quanto aos pedágios, viajarei menos, a única solução de momento. Nas próximas eleições espero que apareçam candidatos diferentes e com maior compromisso real com o eleitor que o Serra e Alckmin, o que reconheço será difícil, porque a oposição tem gente pior ainda, basta ver seus nomes paulistas mais que batidos, a Martaxa e o Mercadante bola murcha. Além dessa bronca contra governantes daqui, não podemos esquecer o ex-presidente Burla, insuperável em suas bazófias e soberba, que após oito anos de governo acompanhou FHC e não atualizou a tabela do Imposto de Renda, defasada em mais de 50%, o imposto federal que leva bilhões de reais do contribuinte anualmente para sustentar a cambada de folgados do Cambalacho Nacional e seus cupinchas espalhados pelo País, basta ver a briga atual para mamarem em tetas gordas de Ministérios e estatais com verbas graúdas e resultados miúdos.

 

 

Laércio Zanini arsene@uol.com.br

Garça

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

MERECIMENTO

 

Pelos alagamentos paulistanos, Kassab será o próximo "Cidadão de Veneza".

 

 

 

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A CHUVA, O LODO, O RODO E O ENGODO

O prefeito de São Paulo precisa entender que São Paulo, que vai completar 457, nos próximos dias, é uma cidade grande, complexa e que merece um governo responsável pela sua importância no Estado de São Paulo, como referencia nacional e internacional.

Aqui não se pode brincar de governar.

O Estadão mostrou recentemente, através de reportagens e dos noticiários descompromissadas, com as assessorias de imprensa, com os releases e com os "twiters" (os releases eletrotônicos da moda entre os políticos), o agastamento moral do prefeito de São Paulo, que não consegue cumprir as promessas de campanha.

O povo de São Paulo vive numa ilha cercada de águas barrentas, detritos, ratos, mosquitos da dengue e mau cheiro. Sem falar no descaso da segurança pública, que cabe às unidades federadas (governo estadual, artigo 144, IV, 5.º da CF).

Através de releases, das Assessorias de Imprensa e dos twiters somos obrigados a ouvir uma enxurrada de explicações e até mesmo com dados estatísticos que demonstram ainda mais incompetências. O povo continua no meio da chuva, do lodo, com o rodo na mão. Seduzido com uma isca, na ceva de um marketing miserável, com o engodo até a próxima eleição.

 

Sinésio Müzel de Moura sinesiomdemoura@hotmail.com

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

KASSAB EM QUEENSLAND

 

Kassab e Alckmin também governam Queensland? E Brisbane? Eu soube que eles andaram pela Europa Central em maio. Claro, deu para perceber, pelo volume das enchentes que ocorreram na Hungria, Eslováquia e República Checa.

 

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CHUVAS E ASSASSINATOS

Além das fortes chuvas que arrastam tudo e matam tanta gente, só nos primeiros dez dias de 2011 mais de 50 pessoas morreram assassinadas na cidade de Salvador, na Bahia. Esses números devem deixar qualquer "fabricante" de guerra morrendo de inveja... Afinal, esse é o preço que muitos inocentes terão de pagar pelos que há décadas governam o País!

 

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

POBRE POVO

Onde estão os governantes de São Paulo? Não aparecem, sumiram, são incompetentes, administram há anos e nada fizeram. E a imprensa nada cobra dos seus candidatos, enquanto as pessoas vão morrendo e perdendo o que levaram anos para juntar.

Isso não é jornalismo, é ser cabo eleitoral. Pobre povo paulista .

 

Francisco Cunha nilmafrancisco.cunha@gmail.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MARGINAIS

Em face dos costumeiros alagamentos na Marginal do Tietê, venho sugerir à prefeitura o fechamento permanente dessa avenida, a criação de um parque no local e a transferência do fluxo habitual de carros pela marginal para outra via que seja menos sujeita a alagamentos. Com isso o trânsito na cidade não ficaria tão prejudicado com as chuvas. E a cidade ganharia uma aprazível área de lazer à beira do Rio Tietê. Fica aqui a sugestão. Que poderia ser também aplicada na Marginal do Pinheiros.

 

Erico Tachizawa ericotachizawa@ig.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

‘PT ACUSA CUNHADO DE ALCKMIN’

O Estadão poderia abrir uma pagina só de piadas, para manchetes como estas. O PT do Genoino, do Zé Dirceu (que não rouba e não deixa roubar) e de outros vai começar tudo outra vez. Padilha nomeia mais um petista para a Saúde (o contrário só se fosse louco), selo do Lula com edição limitada (sem comentários), Sob Lula quase 3 mil foram punidos (nunca a máquina teve tanto funcionário)...

 

 

 

 

 

 

Roberto Castiglioni rocastiglioni@hotmail.com

Santo André

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OPOSIÇÃO AOS DESMANDOS

O PT acusa cunhado de Alckmin?! Na verdade, a bancada do PT sabe apenas fazer oposição cerrada contra seus adversários. Está na hora de os outros partidos que agora fazem a base da oposição aprenderem a tomar as mesmas medidas, pedindo investigações contra o desmando político do PT e seu aliados. Quando as falcatruas são de seu próprio partido, o PT procura abafar as investigações ou obstruí-las.

Claudio Mazetto cmazetto@ig.com.br

Salto

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRATO CHEIO

O PT vinha "comendo pelas bordas", à procura de alguma irregularidade que pudesse envolver o governador Geraldo Alckmin, porém agora está "comendo o prato cheio", com o caso do empresário Paulo Cesar Ribeiro, cunhado dele.

 

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ÓRGÃO INÚTIL

Nós, contribuintes, sustentamos centenas de coisas inúteis dos governos. Uma atualmente que grita, a meu ver, é o departamento de justificativas de multas, que a rigor deveria servir para anular multas abusivas ou erradas, ligadas ao Detran, ou à CET. Entre 2010 e agora, em janeiro. paguei três multas, das quais havia recorrido, mesmo sabendo que em dois casos a multa estava correta, mas a terceira foi abuso, e poderia ser anulada, ou deferido meu pedido de anulação.

Ao ver os meus três pedidos simplesmente ignorados, lembrei-me de outras antigamente também ignoradas. Perguntei a todos que conheço, ninguém teve nunca suas multas anuladas. Por isso, venho aqui começar uma campanha para desligar esse serviço do Detran, que, além de ser mais um gasto público a ser financiado por contribuintes que nunca se servem dele, esse órgão apenas existe para livrar de multas e pontuações quem é parente e amigo de gente ligada ao Detran ou a políticos e quem tem como prestar " favorzinhos" e se livra de multas. Portanto, repito, quero aqui iniciar uma campanha para desligar esse órgão inútil para a sociedade correta, mais um poleiro de favores a amigos.

 

 

 

 

Roberto Moreira Da Silva rrobertoms@hotmail.com

Cotia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DESCONSTRUINDO ANDREA?

 

A tropa de choque da militância está atuando firme nas colunas de leitores dos jornais de São Paulo fazendo oposição renhida tanto contra o prefeito Gilberto Kassab como contra o governador Geraldo Alckmin e todo o seu secretariado. Nem mesmo o secretário Andrea Matarazzo escapou das críticas, mas a injusta imputação que um leitor lhe fez, de insensibilidade e falta de criatividade para atuar na pasta da Cultura, foi demais. Isso revela não um desconhecimento do autor da crítica sobre a pessoa de Andrea Matarazzo, mas sim uma proposital distorção de julgamento com a finalidade de fazer cumprir o propósito martista de desconstrução dos adversários. Tudo porque o PT já está de olho na Prefeitura de São Paulo para a próxima gestão... Nós, paulistanos, conhecemos bem demais as qualidades de Andrea Matarazzo atuando em diferentes áreas e por diversas administrações, e ele sempre deixou um lastro de excelência por onde passou. Aliás, se ele tivesse sido medíocre, a militância não estaria tão assanhada em cima dele, não é?

 

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ARTE E CULTURA

O leitor sr. Renato Khair, sem conhecimento de causa, critica a nomeação do secretário da Cultura Andrea Matarazzo. Além de o secretário ser uma pessoa que nasceu respirando arte e cultura, é um empresário supercompetente e que com certeza usará de todo o seu conhecimento para engrandecer a cultura do Estado de São Paulo. Por que para secretariar a Cultura precisa ser um ator, artista ou cantor, que está sempre dividindo seu cargo com a profissão? Uma boa administração vale mais do que uma bela voz e entonação, vide os ministros da Cultura que tivemos ultimamente para fazer uma rápida avaliação de como nossa cultura caminhou para trás. E pela última ministra nomeada, daqui a pouco o Ministério da Cultura fará parte apenas de nossa lembrança. E é artista, hein?

 

 

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RAZÃO E SENSIBILIDADE

 

Com relação à carta do leitor sr. Renato Khair, criticando a nomeação de Andrea Matarazzo para a Secretaria da Cultura, dizendo que ele não tem a "sensibilidade" para o cargo, só posso dizer que Andrea Matarazzo tem duas qualidades raras em homens públicos brasileiros. A primeira é saber que não está acima de seus concidadãos, contrariamente a alguns exemplos recentes de ex-dirigentes que se arrogam regalias a que não têm mais direito. E a segunda é saber ouvir. Durante seu mandato como secretário das Subprefeituras do Município de São Paulo, nunca deixou de responder e dar encaminhamento a cartas minhas com críticas e sugestões para São Paulo.

Já que o leitor gosta de tecer críticas, sugiro que envie uma carta à presidente Dilma dizendo que não se devem nomear ministros que pedem reembolso para contas de motel com o dinheiro publico. Isso, para mim, é que é falta de sensibilidade.

E o que o leitor diria da sexóloga Marta Suplicy, que, condoída com os passageiros abandonados à própria sorte nos aeroportos brasileiros, proferiu a já célebre frase "relaxa e goza", digna da sensibilidade de uma Maria Antonieta?

Isso está me cheirando àquele trabalhinho insidioso de desconstruir reputações, com vista a 2012 e 2014.

Só que o lema de São Paulo, caro senhor, é "non ducor, duco".

 

 

 

 

 

Tereza Sayeg tereza.sayeg@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INTERESSE PÚBLICO

Mas era só o que faltava o leitor sr. Renato Khair criticar a nomeação do secretário da Cultura Andrea Matarazzo. Sendo esse senhor tão exigente, é de se supor que apoie com entusiasmo o Ministério do governo Dilma, especialmente a nomeação daquele senhor muito experiente em motéis como o "novo" ministro do Turismo (um verdadeiro expert no assunto!), ou ainda a ministra da Pesca, dona Ideli Salvatti, cuja experiência no assunto deve ter mesmo reconhecimento internacional, pois não?Ora, sr. Khair, é compreensível, para quem tem de se confrontar com a mediocridade e o baixo nível do Ministério de sua "presidenta", que o secretariado do governador paulista deva causar uma inveja danada. Mas aprenda a disfarçar, pelo menos, por uma questão de bom senso, pois poucos homens públicos têm mostrado integridade, eficiência e verdadeiro interesse público como o sr. Andrea Matarazzo, cujo trabalho tem sido reconhecido por todos aqueles que foram atendidos por ele, com presteza e atenção. Sr. Khair, injustiça tem limites!

 

 

 

Eliana França Leme efleme@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TENHA DÓ

O leitor sr. Khair ao se meter a criticar a indicação do secretário Andrea é, no mínimo, equivocado. Acompanho os escritos do leitor e percebo o quanto sectário ele se mostra.

Antes de tecer críticas ao nosso secretário, observe que ele é uma pessoa culta, integra honesta, conhecedora e competente para assumir essa secretaria, visto ter se saído sempre muito bem nos cargos que ocupou, mostra competência e é detentora de uma qualidade muito rara em nossos políticos, a de responder sempre aos e-mails quando era secretário das Subprefeituras, não fugindo dos problemas, fossem quais fossem.

Ora, sr. Khair, que tal? Vamos discutir a competência da ex-senadora Ideli Salvatti para ocupar o Ministério da Pesca? Será que ela, ao menos, sabe comprar algum peixe? Ou será que somente o pescado conhecido por ela se chama Lula?

Tenha dó

 

 

 

 

 

Mohamed Abdalla Kilsan kilsanabdalla@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SENHORES FEUDAIS

Alguns fatos, como a suntuosa nova sede do TSE, estão na base da decadência do nosso Poder Judiciário. Sob o título "Palácios custaram R$ 4,2 bilhões em 8 anos", o Estadão de 19/11/2006, à página A6, já mostrava como esses potentados gastaram aquela quantia na construção dos palácios do TST, da Procuradoria-Geral da República e, agora no TSE, estimado em R$ 440 milhões, todos projetos do arquiteto Niemeyer, o querido da corte! Afinal, a comodidade dos novos senhores feudais da Nação brasileira tem prioridade sobre a infraestrutura básica da Nação! A mídia devia publicar fotos dos palácios ao lado de favelas da cidade de São Paulo; das condições em que vivem as crianças daquelas comunidades frente a esses nababos, altos funcionários públicos perambulando por entre corredores envidraçados e climatizados!

 

Eugênio José Alati eugeniojosealati@yahoo.com.br

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AFRONTA

Uma nova afronta ao sofrido povo brasileiro é a nova sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Uma obra que inicialmente foi orçada em R$ 85 milhões e ao seu término custará ao erário R$ 440 milhões. Vivemos sob os tentáculos de uma das burocracias mais caras do mundo, especialmente na esfera federal. Os três Poderes da República não têm mãos a medir quando o propósito é se beneficiarem de toda espécie de mordomias. Consomem uma soma enorme de recursos públicos em detrimento de outros setores importantes, carentes de investimentos. O luxo e a estravagância da nova sede do TSE é acintosa e configura-se como total falta de respeito ao povo do nosso país. Nota zero para essa caterva de egoístas.

 

 

Francisco Zardetto fzardetto@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TAMBÉM SOU ESQUERDISTA (TSE)

 

 

Nada mal ganhar num simples projeto R$ 5,9 milhões, sem licitação, para um eterno comunista (Oscar Niemeyer). Seria interessante saber quantos projetos pelo País ele fez e em que condições. Assim, tanto ele quanto Chico Buarque de Holanda (que colocou sua irmã no Ministério) vão dividir (socializar) seus bens com os pobres deste país... fico feliz (sic).

 

 

 

 

Lorenzo M.Martinez lorenzo.martinez@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MARAJÁS DO JUDICIÁRIO

Parece que em nosso país tudo tem de ser na base do fisiologismo descarado. Organizações que deveriam nos dar exemplos primam pela desfaçatez no trato com a coisa pública, gastam milhões em obras suntuosas - sem necessidade - e fica tudo por isso mesmo. O TCU e o MPF tomaram ciência dos gastos excessivos e não conseguem levar adiante a profilaxia necessária para acabar definitivamente com essa ferida nacional, que é o abuso como norma nos gastos com dinheiro público. Fica aqui uma pergunta: como a Justiça pode agir contra sua própria estrutura hierárquica?

 

 

Aloísio Arruda De Lucca aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAIS UMA

 

Hostil uma vez mais, a República Islâmica do Irã agora proíbe a publicação da obra do escritor Paulo Coelho. Esse nefasto governo só chegou ao poder em 1979 porque prometeu levar a liberdade e a democracia a todos os cantos do país. Porém, mais do que mentir, impôs um regime de horror, baseado em fanatismo religioso, censura, execuções públicas e perseguição aos desafetos dos aiatolás. Espero que a presidente Dilma acorde e tome atitudes sérias contra esse regime, do qual temos asco.

 

 

Sérgio Eckermann Passos sepassos@yahoo.com.br

Porto Feliz

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BANIDO

Livros de Paulo Coelho são banidos no Irã O que o "cara" tem a dizer?

 

 

Edgard Marques Filho ed.marques@terra.com.br

Barueri

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O culto à ignorância

O Irã, país amigo e democrático, de acordo com o nosso ex-presidente Lula, vem de proibir a edição dos livros de um dos escritores mais lidos no mundo, o brasileiro Paulo Coelho. Entende-se assim a paixão de Lula pelo país governado pelo estranho Mahmud Ahmanidejah e seus aiatolás: o nosso ex-presidente também sempre fez a apologia da ignorância...

 

 

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IRÃ X PAULO COELHO

Tratando-se de Paulo Coelho, bem que o Brasil poderia tomar a mesma medida. A cultura agradeceria.

 

João Menon joaomenon42@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OMISSÃO X INTROMISSÃO

Apesar de concordar com a brilhante opinião do leitor sr. Edson Reis ("até que enfim uma decisão inteligente do Irã"), não dá para conviver com censura. Engana-se, porém, Paulo Coelho, visto que os recentes esdrúxulos posicionamentos políticos não foram do Brasil, mas opinião pessoal e oficial de Lula, pessoa física. Desta vez, um posicionamento brasileiro não seria omissão, mas intromissão em assunto cultural interno do Irã, que aparentemente tem bom gosto em alguns casos.

Antonio Carlos de Souza Queiroz Cardoso acardoso@acardoso.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PELA CULATRA

Censura no Irã enobrece o autor.

Roberto Twiaschor, rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DIFERENÇA

Por razões as mais diversas, nunca li um livro de Paulo Coelho. Assim não sei dizer qual o prejuízo cultural que representa a proibição da venda de suas obras em território iraniano. Mas, do ponto de vista político, o Irã está apenas aplicando um conhecido lema que afirma que os amigos de meus inimigos são meus inimigos. Ficaria chocado se o Irã fosse o único país a adotar tal conduta. Na realidade, a diferença é apenas uma: o Irã explicita sua posição. Outros países adotam uma posição muito mais sutil, cruel e medieval: o embargo econômico - responsável direto pela queda recente de um avião civil iraniano por falta de peças de reposição. E são considerados (por muitos e por eles mesmos) modernos e civilizados.

 

Hermínio Silva Júnior hsilvajr@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E AGORA, DONA DILMA?

 

Essa proibição da edição e comercialização de livros do escritor Paulo Coelho no Irã será boa oportunidade para a "presidenta" dizer se suas propaladas intenções de mudar as coisas na política externa brasileira são para valer. No governo do "ex", o Brasil aproximou-se de várias ditaduras, entre as quais a iraniana, fazendo "vista grossa" a todo tipo de afronta aos direitos humanos. No caso iraniano, o chamego chegou ao ponto de Lulla pontificar que a sangrenta repressão às manifestações do povo contra fraude eleitoral teria sido tão somente uma rusga, como as que se veem entre "vascaínos e flamenguistas". Depois disso, o "ex" confraternizou com Ahmadinejad, apoiando suas pretensões atômicas, e negou-se, na ONU, a condenar a lapidação (apedrejamento de mulheres) no país persa. Só vergonha para nós, a exemplo do que acontecera no caso de Orlando Zapata, em Cuba, quando Lulla nos ensinou que a violação de princípios elementares dos direitos humanos na ilha caribenha era assunto reservado à "legislação" daquele país. Vamos ver, agora que um filho (ilustre) deste solo - como Paulo Coelho - passou também a sofrer na própria pele as consequências da tal rusga "futebolística" iraniana, se o Brasil de Dilma vai continuar fazendo de conta que está tudo bem e que o Irã, a exemplo da Venezuela, sofre de "excesso de democracia".

 

 

 

 

Silvio Natal silvionatal49@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FRUTO PETISTA

Paulo Coelho colhe frutos da desastrada diplomacia externa de Lula. Livro seu que deveria ser publicado no Irã foi censurado. Assim os aiatolás, supostos amigos do petismo, "se lixam" para nossa cultura, da mesma forma que o ex-presidente também não gostava de ler...

Já o Lula, descansando em casa alheia lá no Guarujá (talvez também "se lixando" para essa notícia) e, felizmente, longe dos microfones, não vai nos incomodar com suas respostas indigeríveis.

O mais triste desta história é ver no nosso país muitos artistas, escritores, intelectuais, etc., idolatrando o lulismo...

 

 

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ACREDITAM?

Depois do caso de censura aos livros de Paulo Coelho, será que o ex-presidente Lula e a turma dos aloprados do PT continuam a crer que o Irã é uma democracia plena? Que Cesare Battisti é um simples cidadão italiano? Que nunca houve o mensalão? Que Papai Noel, mula sem cabeça, Saci-Pererê existem? E que Lula será o próximo secretário-geral da ONU?

 

Walter Francisco Barros walterfbarros@yahoo.com.br

Araçatuba

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VERDADE AMORDAÇADA

Coisas que a imprensa "livre" não divulga - a prisão, nos primeiros dias do ano, do capitão de Exército Mário Soares, em Bagé, em razão de uma entrevista dada ao jornal Tribuna da Bahia definindo a verdadeira missão do Exército e abordando o caos na segurança pública. Obviamente, contrariou as autoridades e, principalmente, a "dita" Comissão da Verdade (que o deputado Jair Bolsonaro classifica como a "Comissão da Inverdade"). A grande realidade é uma só: filhinhos de papai e baderneiros quiseram brincar de bangue-bangue enfrentando o Exército na esperança de serem recebidos com flores e água de cheiro. Como os militares de então cumpriram sua missão de garantir a segurança nacional, passaram a crucificá-los igual aos teleguiados de Cuba. Deveriam ter aprendido de que quem não quer sujar os sapatos não deve botar o pé na lama, portanto, não adiantam as palavras "desprovidas de rancor" do discurso de posse da presidente, que soou falso, pois sua ideia fixa é a revanche contra seus algozes, mas não assume a responsabilidade sobre seus torturados e assassinatos de inocentes.

 

João Roberto Gullino jrgullino@oi.com.br

Petrópolis (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CENSURA

Por que estamos tão estarrecidos com a proibição dos livros do Paulo Coelho no Irã? Aqui não estão censurando o nosso Monteiro Lobato? O que pode impressionar mais?

 

Irene Sandke irene@frettes.com.br

Curitiba

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SAÚDE EM RONDÔNIA

 

Será que o ex-presidente Lulla, do alto de sua confortável cobertura em São Bernardo do Campo, chegou a ver pela TV Globo o estado em que ele deixou a saúde no Brasil? E será que um dia ele vai pagar por isso? Será que a alma daqueles que sofrem nos corredores daquilo que denominam hospital vai deixar em paz a família Lulla da Silva?

Um amigo meu outro dia escreveu uma crônica cujo título era "A NATUREZA COBRA". E cobra com juros do Zimbábue! Amém!!!

 

 

Antonio Milton Moraes amiltonm@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REI SEM TRONO

 

Talvez agora, com mais tempo livre, o rei sem trono possa assistir aos telejornais independentes (já que não gosta de ler jornais os impressos) e começar a perceber que, fora da fantasiosa propaganda tão fartamente explorada em oito anos do seu governo e durante a última campanha eleitoral no horário político, que o Brasil não mudou em nada na sua essência real depois da sua passagem pelo Planalto. Continua o mesmo inferno em que vivem milhões de brasileiros que andam em transporte público de quinta categoria para ir e voltar do trabalho, escolas e universidades públicas deterioradas e obsoletas, hospitais que mais parecem enfermarias de guerra, de tão precários e lotados, as enchentes e os deslizamentos de terra ceifando vidas de crianças, jovens e idosos em favelas intermináveis, os presídios transformados num amontoado de delinquentes ociosos, uma fábrica de criminosos e assassinos, estradas intransitáveis onde o País mais produz alimentos e que são fundamentais para o seu escoamento, portos e aeroportos arcaicos, segurança pública corrupta, totalitária e ainda sob os mesmos preceitos da ditadura militar. Enfim, ao contrário do que o seu ego gigantesco e sua a vaidade monumental lhe fazem crer, o Brasil continua sendo o país do jeitinho, da gambiarra, das vantagens e dos privilégios, do eu não sabia...

 

 

 

Sandro Ferreira sandroferreira94@hotmail.com

Ponta Grossa (PR)

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HERANÇA MALDITA

 

Nem bem o desgoverno Lula terminou e já começam a aparecer as mazelas, ou seja, a herança maldita dessa administração que foi pautada por mentiras, engodos, ufanismo e corrupção sem limites. A saúde pública está um caos, no fundo do poço, a seca no Nordeste e a miséria continuam as mesmas, o ensino público, muito ruim e agora já temos até inflação alta, a dívida interna impagável. O que mudou, então: foi a publicidade enganosa ou foi a imprensa que não noticiou a verdadeira situação em que nos encontramos? Aguardem, coisas piores virão por aí.

No apagar das luzes fomos brindados por esse governo "ético" com farta distribuição de passaportes diplomáticos aos filhos do presidente e outros...

 

 

Ricarte Sandoval ricartesandoval@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEM POLIMENTO

Lula recolhido, houve uma drástica redução de comentários grosseiros e atitudes belicosas no noticiário. Por esse motivo, torna-se mais anacrônica e rude a falta de ética do ex-presidente ao criticar a atuação dos ministros Ayres Britto, Lewandowski, Carmen Lúcia, Barbosa e Peluso no STF.

Helena Rodarte Costa Valente helenacv@uol.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AGRADECIMENTO

 

Sr. Luiz Inácio Lula da Silva, após oito anos de mandato na Presidência da República, não poderia deixar de lhe agradecer, em meu nome e no de mais alguns milhões de aposentados. Todos nós, mais de 8 milhões de aposentados, não esquecemos a sua promessa, feita no programa do Silvio Santos (SBT), quando o senhor deixou bem claro que os aposentados do INSS eram muito injustiçados e que o senhor iria nos equiparar aos aposentados europeus, um fim de vida tranquilo! Como é tão bom constatar que encontramos um político que honra sua palavra! Por isso eu não poderia deixar passar sem lhe agradecer publicamente pelo grande interesse e cumprimento da promessa e da Constituição. Aceite meus sinceros agradecimentos.

 

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NOVOS TEMPOS?

Parece que ainda não atinou o cidadão Lula para o fato de que, na planície a partir de 1.º de janeiro, deve despir-se das pompas do poder. Nem percebeu que, como registra a História, as relações entre sucessor e sucedido, na chefia dos governos, sempre tendem a um desgaste, que, no caso, a empossada presidente tem habilmente adiado. Ocorre que, nestes primeiros dias, Luiz Inácio tem sabido desviar para sua extrovertida pessoa das luzes da mídia, sobretudo pelos desacertos das suas últimas horas de chefia, como os episódios Battisti e dos diplomáticos passaportes. Mas, como não se medem as pesquisas de popularidade de rei posto, sem dúvida mais denso se tornará o tédio do ostracismo. Impõe-se, portanto, que possa demonstrar dona Dilma o seu próprio estilo de governar, com clareza enunciado nas suas últimas falas, se é que os tantos auxiliares que manteve não preferem o contínuo brilho da estrela cadente.

 

 

Jairo P. Gusman jairogusman@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A AUTORIDADE DA PRESIDENTE

 

Literalmente a presidente, tentando provar sua autoridade, trocou os pés pelas mãos, mandando retirar o crucificado se seu gabinete. Esqueceu-se, e depressa, do seu compromisso com as lides religiosas, quando, no período eleitoral, se comprometeu a RESPEITAR os princípios de fé e religiosidade do povo!

Resta, para o nosso consolo, o Cristo do Corcovado, para ainda podermos ter esperança de um rumo certo para o Brasil! E Deus se compadeça de nós!

 

Ruth de Souza Lima e Hellmeister rutellme@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SÓ RINDO

Sei, não... Dilma tirou o crucifixo do gabinete ou Jesus Cristo fugiu? Ela tirou a Bíblia da mesa ou trocou por um "catecismo" do Carlos Zéfiro?

Moacyr Castro, jornalista jequitis@uol.com.br

Ribeirão Preto

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXPERTISE TUPINIQUIM

 

Os quase 40% que não têm conta em banco são os mais espertos dos brasileiros. Fazem contas e sabem o quanto custa isso. É só.

JOSÉ PIACSEK NETO bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A MELHOR DO MUNDO!

Marta encheu de orgulho o meu coração. Por cinco vezes tornou-se a maior jogadora do mundo. Parabéns, Marta. O povo brasileiro está muito feliz.

Paulo Dias Neme profpauloneme@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FIM DA NOVELA

Este é o nosso Brasil! Tudo aqui vem sendo feito em forma de novela. A que está em voga é a do Ronaldinho (dito Gaúcho), cujos capítulos vinham se arrastando até ontem, como se fosse a coisa mais importante do mundo para muitos brasileiros. Teve a figura do malvado, o personagem bonzinho, os grupos defensores de um ou de outro, mistério, momentos de "frisson", ora a favor de um, ora a favor de outro, tudo isso recheado por parte da mídia esportiva deletéria, na eterna busca de escândalos. E o futebol, nada! Os clubes interessados na sua contratação só estão preocupados com dinheiro. O futebol? Nada. Aliás, desde os últimos dias de Barcelona que esse ex-jogador não mostra futebol. Erra chutes e passes e ri. Parece que sua massa cinzenta ficou menor que sua arcada dentária. Tenho pena dos verdadeiros torcedores do Flamengo.

 

 

Mauro Lacerda de Ávila lacerdaavila@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A RAPOSA E AS UVAS

 

 

Quem leu, dias atrás, a declaração do sr. Palaia, da Sociedade Esportiva Palmeiras, dando a entender que seria melhor Ronaldinho Gaúcho ir para o Grêmio e, agora, o vê no Flamengo, certamente se lembrou - se tem um pouco de cultura - da clássica fábula da raposa e das uvas. Sim, o animal, tentando sem sucesso apanhar as frutas para comer, disse: "Eu não queria mesmo, elas estavam azedas." Vê-se, desse modo, que na impossibilidade de se conseguir um bom jogador para um time que já não está em melhores condições se usa para com o profissional da bola o desdém.

Será essa declaração, que despreza Ronaldinho, mais uma pedra de tropeço no já conturbado relacionamento das torcidas desses dois clubes? A falta de bom senso uma vez mais chegará às bases? Terá resposta à altura dos cariocas, agora ou algum dia? Eis as questões que a ida de Ronaldinho Gaúcho para o Flamengo sugere a quem reflete.

 

 

Vanderlei de Lima contatos12@yahoo.com.br

Amparo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RONALDINHO GAÚCHO

Ronaldinho Gaúcho é um profissional que ganha a vida como jogador de futebol. Saiu do Brasil há dez anos para ganhar mais na Europa e retorna ao País para ganhar um caminhão de dinheiro no Flamengo.

Qual o crime de que é acusado? Amor à camisa é coisa de românticos sonhadores. "Money makes the world go round", como a bola do futebol. Flamengol.

J. S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

JANELA ESTILHAÇADA

Deu Flamengo na grande transação desta janela. O futuro do Gaúcho está traçado. Vai continuar se dedicando a fazer o mesmo de sempre: farrear em alto estilo, como no Milan, e jogar cada vez menos futebol.

Se houvesse intenção de recuperar-se, Ronaldinho teria optado pelo Grêmio, time em ascensão, o único dos três clubes habilitados no leilão que vai disputar a Libertadores, precisando contar com elenco forte e coeso para enfrentar essa competição.

No Flamengo, dirigido por técnico decadente, com elenco de segunda classe, a opção de disputar grandes desafios não existe.

Lamentável para sua grande torcida e para o Brasil ,que não poderá desfrutar a recuperação de um de seus maiores craques, que já pode ser catalogado, infelizmente, como "do passado", com apenas 30 anos. É uma pena.

 

 

Lairton Costa lairtoncosta@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRA QUE EDUCAÇÃO?!

Hoje, quarta-feira, direto da Gávea, às 16 horas, Ronaldinho será apresentado aos milhões de torcedores fanáticos de todo o Brasil! Parece chover no molhado quando se escreve um título como o que se lê acima, contudo, pela premência do assunto, só nos resta tentar inovar sobre o já repetido, pois, como escreveu o saudoso Pedro Bloch, ao me honrar prefaciando meu livro "Palavra e Ação", "só se deveria escrever para imprimir nossa verdade, que nunca é singular, mas que é denominador comum de multidões. Pensar é simplificar. Pensar, também, é inovar, mesmo que repetindo, repisando, retratando."

Daí eu insistir, repetir e, se preciso, gritar e conclamar: educar é preciso!!! E o que é educar?! É exaltar o fanatismo esportivo a ponto de dezenas de torcedores trucidarem e matarem outro, como aconteceu na tragédia "esportiva" em Belo Horizonte?! É elevar aos píncaros das motivações emocionais "patrióticas" a contratação de um jogador de futebol, nada além disso?! Vejam o furor midiático e de levantamento populista pelo futebol feito com a contratação de Ronaldinho Gaúcho! Até foram esquecidos a própria "presidenta" Dilma Rousseff, o furor das "brigas" por poder entre PT e PMDB, o assassino Cesare Battisti, o "moteleiro" ministro, os novos "diplomatas" de passaportes especiais, as "férias" reais de Lula e família em "repartições" do Ministério da Defesa, as dúvidas do Enem, os aumentos exorbitantes e criminosos de nossos "representantes" do Executivo, do Legislativo e do Judiciário, e toma salário de fome de 540 "real" para os cidadãos que realmente constroem a nacionalidade! E lá vão eles, para os estádios, fanáticos torcedores, eufóricos, doutrinados pelo "pudê", que lhes nega a corajosa, verdadeira, pedagógica e indispensável educação que lhes permitiria o esclarecimento necessário para lutar e adquirir a nobre cidadania que merecem e constituir a nacionalidade soberana que faria nosso Brasil de calças curtas se transformar no ansiado "gigante pela própria natureza", tão exaltado em nosso enfático Hino Nacional!

Bola pra frente, Ronaldinho no Mengão!

 

Sagrado Lamir David, david@powerline.com.br

Juiz de Fora (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

___________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O CIRCO NÃO ACABOU...

Pensaram que o circo havia acabado? Não... Está aí, voltando da Itália, esse rapaz que chuta bola. Logo mais teremos o Pedro Bial com seus "heróis". A imbecilização do povo brasileiro não pode parar...

 

Rubens Tarcisio da Luz Stelmachuk rtls@bol.com.br

Curitiba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.