Cartas - 12/05/2011

MENSALÃO

, O Estado de S.Paulo

12 Maio 2011 | 00h00

Denúncia

Um procurador do Rio Grande do Sul denunciou Lula como o cabeça do mensalão. Nossa mãe! Alguém poderia imaginar uma coisa dessas?!

ORIVALDO T. DE VASCONCELOS

prof.tenorio@uol.com.br

Monte Alto

___________

Impunidade

Lula indiciado no mensalão? Que ingenuidade! No dia em que Lula for indiciado por alguma coisa começarei a crer que existem pessoas de bem na política... Ele é do PT (Pode Tudo) e nada acontecerá, mesmo que seja provado, por exemplo, que ele assassinou alguém. Seus seguidores são tão cegos a ponto de perdoarem quaisquer crimes contra a população.

MARCUS COLTRO

marcuscoltro@hotmail.com

São Paulo

___________

PASSAPORTES

Gota d"água

Não aguento mais a corrupção deslavada "como nunca antes neste país", ver o sr. Lula da Silva fazendo pouco das instituições e dos cidadãos que tiveram de aturá-lo por oito anos. Não consigo mais ler jornais sem me sentir mal. Quosque tandem abutere patientia nostra? Chega! Quero de novo ter orgulho de ser brasileira. A gota d"água foi a novela dos passaportes diplomáticos.

ADELINA BITELLI DIAS CAMPOS

adelinabitelli@uol.com.br

São Paulo

___________

Itamaraty

Se o próprio Itamaraty nega irregularidades nos passaportes diplomáticos da família Lula da Silva, quem vai ser contra?

CÍCERO SONSIM

c-sonsim@bol.com.br

Nova Londrina (PR)

___________

Subserviência

Esse episódio demonstra de forma clara o que é falta de educação, prepotência, lei de Gérson e, obviamente, subserviência dos companheiros. Que coisa pequena, típica dos mal-educados.

RICARDO GUERRINI

ricguerrini@hotmail.com

São Paulo

___________

HUGO CHÁVEZ

Perigoso e destrutivo

Esse sr. Hugo Chávez deixou de ser perigoso e destrutivo somente para a Venezuela. As provas recentes tiradas do computador de um dos terroristas-chefes das Farc comprovam que esse infeliz quer criar um Taleban na América Latina.

IVAN BERTAZZO

bertazzo@nusa.com.br

São Paulo

___________

Convidado bem trapalhão

A providencial dor de joelho do presidente Hugo Chávez nos livrou de algumas saias-justíssimas. A tal refinaria Abreu e Lima, por exemplo, da qual a PDVSA será ou seria sócia se o BNDES soltar a grana. Não o fez por achar a garantia do sorriso de Chávez tecnicamente insuficiente. (Se é assim, melhor emprestar à Petrobrás.) Há ainda o famoso gasoduto, candidato ao título de elefante branco da vez. Sem contar outros assuntos para nos deixar com "Carabobo" - com desculpas pelo trocadilho. E dizer que os amigos a gente escolhe...

ALEXANDRU SOLOMON

alex101243@gmail.com

São Paulo

___________

Expert em inflação

Será que o cancelamento da visita de Chávez ao Brasil se deu porque a atual equipe econômica conseguirá conter a inflação sem ajuda externa?!

PETER CAZALE

pcazale@uol.com.br

São Paulo

___________

POLÍTICA ECONÔMICA

Lobão mau

Do alto de sua incompetência para gerenciar o apagão dos combustíveis, eis que esse célebre ministro culpa os postos pelo alto preço. Que tal diminuir a carga tributária, em vez de pôr culpa nas costas dos outros? Bom, pelo menos ele não culpou o FHC.

ORLANDO D. PRESTUPA

arqprestupa@hotmail.com

São Paulo

___________

Cabides e gastança

Retorno da inflação? Chame FHC e Malan. Que bom seria se eles voltassem! Disso eles entendem. Este governo só entende de cabides de empregos ociosos, gastança e cobrança de impostos e mais impostos.

SEBASTIÃO PEREIRA

jardins@oadministrador.com.br

São Paulo

___________

Corte de impostos

É, em vez de reclamar que o aumento dos combustíveis eleva a inflação, o governo devia reduzir os impostos embutidos e manter o preço na bomba sem alteração. Vale lembrar que pagamos o dobro do preço que o consumidor paga nos EUA, e ainda por uma gasolina de pior qualidade.

GUSTAVO GUIMARÃES DA VEIGA

gjgveiga@hotmail.com

São Paulo

___________

Queixumes

Há uma maneira de baixar os preços dos combustíveis e fazer o pré-sal vir realmente a contribuir para o progresso econômico e social do Brasil: a privatização da Petrobrás.

CARLOS LEONEL IMENES

climenes@ig.com.br

Jucurutu (RN)

___________

Novo slogan

O slogan do governo "País rico é país sem pobreza" está errado: o certo seria colocar povo no lugar de país. O País é rico, cobrando 37% do PIB de impostos, mas o povo é pobre (trabalha cinco meses, em média, para o governo, que pouco retribui). Para reduzir a inflação, que tal isentar de impostos a cesta básica e os remédios? O governo que se vire, reduzindo Ministérios, a folha de funcionários públicos e outros encargos dispendiosos e dispensáveis, inúteis para o povo, mas que os políticos adoram.

MÁRIO A. DENTE

dente28@gmail.com

São Paulo

___________

FUNDO PARTIDÁRIO

Mais ônus para o povo

Acho não ter entendido direito. Será que os corruptos, ativos e passivos, de Brasília vão jogar nas costas do povo as despesas, com certeza superfaturadas, das campanhas eleitorais? O que o povo tem com isso? Quem não tem condição não se candidate!

ITALO POLI JUNIOR

polijau@terra.com.br

Jaú

___________

"A que chegamos, mensaleiros apelando aos Direitos Humanos"

A. FERNANDES / SÃO PAULO, SOBRE O RECURSO DE DOIS RÉUS À COMISSÃO DA OEA

standyball@hotmail.com

"Não seria o caso de deixá-los de posse do tal Documento, mas com validade só de ida...?"

OSNYR BANDEIRA FILHO / SÃO PAULO, SOBRE OS PASSAPORTES DIPLOMÁTICOS DA FAMÍLIA LULA

osnyrbf@hotmail.com

"Agora é a Grendene, no Rio Grande do Sul, que fecha as portas e vai para a China. Parabéns, Dilma!"

M. CRISTINA ROCHA AZEVEDO / FLORIANÓPOLIS, SOBRE A "EXPORTAÇÃO" DE EMPREGOS

crisrochazevedo@hotmail.com

___________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DESMORALIZAÇÃO DO LEGISLATIVO

 

Na noite de ontem, a Câmara dos Deputados mostrou ao povo brasileiro o que ela significa: NADA! Após os líderes da base do governo haverem assinado, concordando com o novo Código Florestal, de autoria do deputado Aldo Rebelo, em obediência a ordens emanadas do Palácio do Planalto, eles demonstraram o quanto o Poder Legislativo é submisso ao Executivo. Obstruíram a votação de aprovação do novo código, com o qual horas antes haviam concordado, alegando desconhecerem o teor do que aprovaram. Onde está a moral desses deputados? E tem gente que ainda vota no PT, no PMDB e no resto da gangue que apoia o governo.

Ronald Martins da Cunha ronald.cunha@netsite.com.br

Monte Santo de Minas MG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUEM COMANDA O QUARTEL?

 

 

A Fazenda veta proposta da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, que foi anunciada com o aval do Palácio do Planalto, para abatimento da dívida dos produtores rurais mediante a contrapartida da recuperação da vegetação nativa ribeirinha, ao fundamento de que seria estimular a inadimplência. A proposta tinha por escopo facilitar a aprovação do Código Florestal. Cabe saber quem tem poder de mando nesta República.

 

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAIS ECOLÓGICO

 

 

O atual Código Florestal baseia-se em critérios quantitativos que não levam em consideração as necessidades ecológicas, o que leva à preservação de fragmentos de florestas sem mínimas condições de preservação da ecologia. O novo Código Florestal deveria preocupar-se com a preservação de faixas contínuas, com ecossistemas completos, com área adequada, que garantam a preservação não somente da flora, mas também da

fauna e do clima. Assim as áreas de preservação deveriam ser delimitadas por critérios ecológicos, sem se importar com limites de propriedades. Essas áreas seriam muito mais fáceis de ser fiscalizadas e preservadas pelo governo, ao passo que as áreas pequenas

de propriedades picadas seriam difíceis de ser fiscalizadas e nem preservariam os animais em ecossistemas defeituosas, sem fontes de água ou alimentos suficientes. As propriedades que fossem atingidas por essas áreas ecológicas de preservação poderiam ser compensadas por outras áreas fora das faixas de preservação. É triste ver que no Estado de São Paulo não se encontram áreas preservadas com ecossistemas que eu ainda conseguia apreciar quando cabulava as aulas do curso primário na cidade de Gália, onde existia abundância de frutas, de jatobás, coquinhos, ingás, poças de traíras, mandis, ostras, papagaios, joão-de-barro, tucanos, periquitos, jacarés, tatus, cedro, jacarandás e cipós, onde nós tínhamos o nosso dia de Tarzan.

 

 

Keidi Ujikawa ujikawa@uol.com.br

Araraquara

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DEPUTADO MOTOSSERRA

Quem diria... O deputado Aldo Motosserra Rebelo passou de comunista a ruralista, e assim vão de acordo com os ventos os Chalitas, Kassabs...

Paulo Tilelli de Almeida www.ptilelli.com.br

Bebedouro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PASSADO

Como relator do novo Código Florestal Brasileiro, Aldo Rebelo resgata seu passado como membro do PC do B.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INSANIDADE COLETIVA

 

Quando neste Fórum nos manifestamos, graças à gratuidade que o Estadão nos oferece, pensamos que pelo menos algumas autoridades ou pessoas que têm o poder de decisão, ou de mudá-las, quando mal tomadas, tenham a humildade de vir a público esclarecer seus pontos de vista e seus interesses em apresentar e discutir problemas nacionais, que têm muito que ver com o bem-estar e vivência da totalidade do povo brasileiro. É o caso do novo Código Florestal, em que pessoas inescrupulosas, mal-intencionadas, querem impingir à força suas vontades "ambientais" ao mundo rural do nosso país. Não se pode conceber que diminua as APPs e venha a perdoar dívidas e multas de desmatadores irresponsáveis, que só pensam em seus lucros e nada mais. Ao ré das motosserras, o madeireiro, o agronegócio e o pecuarista - não esquecendo o grileiro e invasores anônimos - vão aniquilando nossas florestas e nos colocando em situações difíceis de ser revertidas. Não existe argumento plausível que mude para pior nosso Código Florestal. Na realidade, teriam que ser tomadas medidas de maior proteção ao meio ambiente: reflorestamento obrigatório e recuperação de encostas e margens de rios, já deterioradas. A ganância do lucro farto e fácil move as engrenagens do submundo político e dos ruralistas insaciáveis. Triste sina deste nosso país maravilhoso, mas incompetente em se tornar uma nação verdadeira, política e moralmente correta.

 

 

Aloisio A. De Lucca aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CÓDIGO DO IVAN VALENTE

 

Em seu artigo "Código Florestal: pressa é inimiga do futuro", na Folha de S. Paulo, Ivan Valente, como bom esquerdista, só enxerga os fatos na lupa, sempre num foco bem restrito, nada abrangente. Falou da sopa de letrinhas que abundam no Código Florestal, em específico das áreas de proteção permanente (APPs). Mencionou que as propriedades rurais de até quatro módulos fiscais (90% dos imóveis rurais do Brasil) também ficam desobrigadas de recompor a área de reserva legal, aumentando o desmatamento em até 70 milhões de hectares. Aí chegamos ao ponto: essas propriedades têm áreas muito semelhantes aos módulos da reforma agrária. Pelo que sabemos, muitos militantes do MST ganharam seus lotes, depois de os desmatarem, venderam e vieram para as cidades, ocupando justamente muitas APPs, só que estas não são mencionadas, pois são currais eleitorais de políticos da linha de pensamento de Valente. Nunca vimos Stédile, Marina, Heloisa Helena, Dirceu, mostrarem produção agrícola em lotes da tal reforma, aquela que há mais de 50 anos faliu numa certa ilha do Caribe, onde todos são miseráveis. O que resta de nossos morros, Valente seguramente não quer que caia nas mãos de pessoas que realmente têm condição e interesse em preservá-los, pois não são militantes da esquerda do atraso, ao contrário, são exemplos de capitalismo de resultados. Interessante que na mesma Folha, no caderno Ciência, há uma extensa matéria sobre a desertificação que está em andamento no norte de Minas Gerias, onde a mata nativa foi transformada em carvão ou alimentou fornos de assar pizza. Nessa área moram mais de 2,2 milhões de pessoas, que muito em breve, invadirão as APPs de numerosas cidades brasileiras.

 

João Henrique Rieder rieder@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PROTOCOLO DAS SACOLINHAS

Sr. governador Geraldo Alckmin, não entre na briga pelas sacolinhas plásticas derivadas do petróleo, de uso nos supermercados. A sacolinha tem mil e uma utilidades. O que deve ser feito é uma campanha educativa maciça para uso mínimo e substituição pelas sacolas biodegradáveis sem ônus para os clientes dos supermercados. Afinal, todos sabemos que as atuais sacolas "gratuitas" têm o seu preço embutido no custo dos produtos vendidos.

 

José Millei elymillei@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SACOLAS PLÁSTICAS

A suspensão do uso de sacolas plásticas de polietileno em supermercados, destinadas a embalar mercadorias adquiridas, poderá acarretar transtornos perversos à população.

A justificativa desses projetos é como sempre a sustentabilidade, uma vez que o plástico dessas sacolas não é biodegradável, além de causarem entupimento de bueiros quando lançados nas ruas.

Malgrado as boas intenções dessas leis, é necessário saber quais tipos de recipientes substituiriam as práticas sacolas plásticas. As sacolas ditas "biodegradáveis", feitas de pasta de milho, poderão se constituir em depositário de germes justamente por se degradarem biologicamente, facilitando a contaminação de produtos embalados.

Além disso, não é pelo fato de serem biodegradáveis que deixarão de entupir bueiros depois de descartadas.

Diante disso, é preciso pois que os vereadores de São Paulo avaliem bem a praticidade dessas novas posturas antes de se transformarem em lei municipal.

 

José Eduardo W. de A. Cavalcanti cavalcanti@novaambi.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ECOBAG

 

Enquanto bilhões de pessoas passam fome no planeta, e no Brasil 16 milhões de pessoas estão no nível da miséria, é indecente e inadmissível o uso e a fabricação sacolas feitas de alimentos (amido) misturados com derivados de petróleo.

Essas sacolas que as grandes redes de supermercados querem vender no valor próximo a R$ 0,20 são uma ilusão para o consumidor, pois somente se biodegradam em usinas de compostagem controlada. Onde existe isso em São Paulo ou no Brasil? A resposta é: não existe.

Essas sacolas não podem ser recicladas juntamente com os plásticos convencionais e se forem parar nos aterros, quando se biodegradarem, vão gerar metano, um gás 23 vezes mais prejudicial ao planeta.

Para explicar melhor, basicamente trata-se de alimento e dinheiro jogados no lixo, na forma de sacolas, com apoio do governador de São Paulo. Esse produto passará a ser mais um item com que o supermercado irá faturar.

Em Belo Horizonte já existe investigação sobre possível formação de cartel e em Jundiaí os preços dos sacos de lixo dispararam nos supermercados que vendem esse engodo de sacola de comida com petróleo.

Vamos repensar essa política de utilizar sacolas feitas a partir de comida enquanto o petróleo for nossa matriz energética. Não podemos pensar em queimar a nafta - matéria-prima das sacolas plásticas - e plantar alimento, usando terra fértil e água potável, recursos naturais preciosos para a humanidade, para fazer sacola que será usada apenas por meia hora.

 

 

Ana Dom, Fundação Verde www.funverde.org.br

Maringá (PR)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEIS POR MEIA DÚZIA

Sobre o editorial "Ecobag no lugar das sacolinhas" (11/5, A3), sou moradora da cidade de Jundiaí e, embora a prefeitura e os supermercados da cidade estejam posando de defensores da natureza com o banimento das sacolinhas plásticas, somos nós, os consumidores, que estamos pagando essa conta.

Ao eliminar as sacolinhas plásticas gratuitas, os supermercados ganharam várias vezes: 1) Ao eliminar essa despesa (sem repassar nenhum centavo

desse ganho aos consumidores); 2) com o lucro da venda das sacolas retornáveis que todos fomos obrigados a comprar; e 3) tiveram um aumento bastante expressivo e permanente na venda de sacos para lixo (plásticos, diga-se de passagem), que era um item até então desnecessário porque reutilizávamos as tais sacolinhas. Aliás, fico na dúvida se não estamos trocando seis por meia dúzia ao usar os sacos plásticos próprios para lixo no lugar das sacolinhas no descarte do lixo doméstico...

Uma simples alteração na lei faria uma grande diferença para os consumidores, mantendo seu caráter ecológico: ao invés do simples banimento das sacolinhas plásticas, a lei deveria, então, obrigar os supermercados a substituí-las por sacos de papel pardo (como no tempo dos nossos avós).

 

Adriana de Moraes

Jundiaí

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CUSTO ADICIONAL

Sobre o editorial "Ecobag no lugar das sacolinhas", é importante ponderar que o uso generalizado de sacolas biodegradáveis aumentará significativamente as emissões de metano, contribuindo para dizimar ainda mais a já combalida camada de ozônio. Assinale-se, também, que o preço sugerido (R$ 0,19 a unidade), além de extorsivo, representará custo adicional de R$ 3,42 bilhões para o consumidor, afetando principalmente os mais pobres, se não houver contrapartida econômica. Os donos de supermercado estão rindo à toa.

Márcio Camargo Ferreira da Silva cfsmarcio@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SABOTAGEM

 

O Pão de Açúcar já entrou na campanha de sabotar os clientes que usam saco plástico. A tática é o caixa não ajudar as pessoas sem as sacolas retornáveis. Agora eu pergunto: não deveria ser obrigado a dar as novas sacolas retornáveis, já que está tão preocupado com o meio ambiente, e o governo dar um desconto em impostos para eles? E o lixo das casas?

Roberto Moreira Da Silva rrobertoms@uol.com.br

Cotia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DEMAGOGIA

 

A demagogia das sacolas plásticas ultrapassou o bom senso. Se as sacolas são tão prejudiciais ao meio ambiente, por que arroz, açúcar, feijão, macarrão e demais produtos podem vir em sacos plásticos? Os donos de supermercado estão adorando a ideia porque não precisarão fornecer sacolas aos clientes. O consumidor brasileiro não pode aceitar mais essa conta em suas costas. Por que não exigir dos mercados que forneçam sacos de papel bem resistentes, como há nos mercados dos EUA? Se os empresários gostam tanto de imitar países de Primeiro Mundo, tratem seus clientes como cidadãos de Primeiro Mundo também. Com a palavra os vereadores que têm o poder de exigir que algo seja colocado no lugar das sacolas sem onerar o cliente, que já é explorado pelos preços abusivos dos produtos. Vamos fazer um boicote aos mercados, quem sabe eles se emendam.

 

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LUCRO ADICIONAL

Por que tanta celeuma com relação aos saquinhos plásticos dos supermercados?

Por se tratar de um produto que prejudica o sistema ecológico, o governo tem mais

é que proibir seu uso. Agora, como os atuais saquinhos sempre foram fornecidos

pelos estabelecimentos, estes é que deverão providenciar sua substituição pelas

sacolinhas ecobag, sem custo para o consumidor. Ou será que os supermercados

almejam obter um lucro adicional com a venda das famigeradas sacolinhas, como

fizeram os shopping centers ao cobrar pelo estacionamento?

 

Cláudio Moschella arquiteto@claudiomoschella.net

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ELITE ESNOBE

Quando da construção do Shopping Higienópolis, eu morava no bairro e a chiadeira contra esse importante empreendimento era enorme. Após sua inauguração, não somente os imóveis no entorno do shopping foram bem valorizados, com também hoje é unanimidade que o bairro ficou mais charmoso ainda depois desse investimento.

Agora me surpreendo novamente quando esses mesmos moradores desprezam uma estação do metrô na Avenida Angélica. E o governo Alckmin, serviçal a essa elite inconsciente da importância de um transporte de qualidade na região, aceita prontamente e vai transferir a construção da futura estação para o Pacaembu. Ora, o maior movimento de interesse da população está nas cercanias da Angélica e os futuros usuários do metrô, graças ao governador ficar de cócoras para cidadãos que somente andam de carros blindados, serão obrigados a longas caminhadas para atingir seus destinos. Está provado que Alckmin, que não teve coragem, porque se apequenou perante o PT, de defender as privatizações e outros avanços de seu partido, agora deixa o interesse do povão para escanteio... É lamentável!

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HIGIENÓPOLIS

 

O governo de São Paulo desistiu, após pressão de moradores, empresários e comerciantes de Higienópolis, bairro de alto padrão, de uma estação do metrô na Avenida Angélica. Os protestos contra a estação reuniu 3.500 assinaturas contra o plano, com campanhas na rua e no Twitter. Os moradores alegam que a nova estação ampliará o fluxo de pessoas no local, com o consequente "aumento de ocorrências indesejáveis", além da transformação da área em "camelódromo". Espero que o governador Geraldo Alckmin venha a público desmentir essa notícia, que está sendo veiculada em todos os jornais do Estado, ou confirmar que sucumbiu à pressão discriminatória da elite em detrimento da outra parte da população, de mais de 50 mil habitantes, que depende do transporte público.

 

Jatiacy Francisco da Silva www.lettersofjatiacy.wordpress.com

Guarulhos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REFÉM

 

Lamentável a atitude tanto da Associação dos Moradores de Higienópolis, bem como do governo do Estado de São Paulo, que desistiu da construção da Estação Angélica e de levar o metrô a Higienópolis, devido aos protestos desse pequeno grupo elitista e preconceituoso, que não representa os anseios dos moradores do bairro. Deveria ser o contrário. A maioria das pessoas quer ter estações do metrô em seus bairros. Não se admite que o governo do Estado aceite ser refém de uma minoria insensata e tola. Higienópolis não merece isso.

 

 

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CHEIRO DE MARACUTAIA

Moro em Higienópolis, na Rua Sergipe, onde deveria ser construída a estação de metrô que foi recusada por 3.500 moradores. Sou e sempre fui favorável à construção dessa estação. O mais grave, porém, não é a recusa desses moradores, mas sim o governo do Estado e a Companhia do Metrô aceitarem a sua reivindicação quando no bairro moram outros 50 mil habitantes que nem sequer foram ouvidos. Tudo isso cheira a elitismo barato e, o que é pior, a maracutaia e corrupção. São coisas de um PSDB que está desmoronando moral e politicamente! É lamentável!

José Luiz Caruso Ronca jlcronca@usp.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUE BOM!

 

Lendo a coluna de Gustavo Chacra, no Estadão.com, logo pensei na felicidade de o jornal não ter nenhum leitor ou assinantes que seja morador daquele bairro. Certamente, se os tivesse, não permitiria o deboche e a tentativa de levar a "luta de classes" para o site, ainda mais partindo de uma visão completamente deturpada de um assunto sem importância.

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FALTA CORAGEM?

Depois de um início de semana tumultuado em São Paulo, a dona Ana da Cultura esteve no Palácio do Planalto, onde recebeu, através do assessor Gilberto Carvalho, o apoio da "presidenta". Apesar de já ter demonstrado moral duvidosa e total incompetência para exercer o cargo, continua ministra. Isso ensina que um presidente só deveria nomear um ministro se tivesse força e coragem suficiente para demiti-lo.

 

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONSANGUINIDADE

 

Que tipo de sangue percorre as artérias e veias de certas "personalidades" do cenário político brasileiro? Eles não têm autocrítica? Eles não se vêem no espelho? Eles não têm consciência de que não são capacitados para os cargos que ocupam? Só para citar alguns: o senador Renan no Conselho de Ética, a ministra Ana na Cultura, o ministro Lobão nas Minas e Energia, o secretário Gilberto, que adotou com fanatismo o lulopetismo... Deve ser do tipo E (egocêntrico) - fator A (aético) positivo.

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MPB

 

Parece que a irmã de Chico Buarque vai ver a banda passar, afinal, todo dia ela faz tudo sempre igual... E torto. Olha aí, meu guri, que chato!

Doca Ramos Mello ddramosmello@uol.com.br

São Sebastião

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COM AÇÚCAR E COM AFETO

 

 

Com tão pouco tempo de Ministério, Ana de Hollanda já cometeu duas faltas imperdoáveis para quem pertence a uma família cujo membro mais famoso, Chico Buarque, sempre criticou, em letra e música, a falta de ética e a desonestidade de governos passados que não eram da sua simpatia. O caso das diárias recebidas e o favorecimento a sua sobrinha Bebel Gilberto são exemplos explícitos de desonestidade e falta de ética.

Para nós que sempre pagamos a conta resta, talvez, chamar o ladrão, ou esperar que a presidente Dilma, após uma pitada de açúcar e afeto devido ao relacionamento do governo com a família Hollanda, a substitua por alguém que tenha as qualidades que ela nos prometeu que seus ministros teriam.

 

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CHICO, SEMPRE ATUAL

 

"Dormia a nossa pátria mãe tão distraída sem perceber que era subtraída Em tenebrosas transações" (Vai Passar - Chico Buarque/Francis Hime)

Chico Buarque fez a letra desse ótimo samba há mais de 30 anos. Quem diria, naquela época, que a ministra Ana de Hollanda, irmã do compositor, contribuiria para manter esse samba tão atual, ainda que de forma modesta?

Maurício Rodrigues de Souza mauriciorodsouza@globo.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FACTOIDES

 

Como assinante do Estadão, que muito admiro, gostaria de deixar assinalado o meu repúdio à tendenciosa a reportagem sobre o debate da ministra Ana de Hollanda na Assembleia Legislativa de São Paulo. Estive presente ao evento e em nenhum momento o que se viu foi esse clima de confusão e tumulto que o jornal tentar fazer transparecer. Ao contrário do que a reportagem sugere, há um grande respeito por parte da classe artística em relação à ministra e seu posicionamento em muitas questões. Divergências e descontentamento são absolutamente normais dentro de discussões democráticas, a que, aliás, poucos políticos brasileiros têm coragem de se submeter. O parágrafo sobre a participação da deputada Lecy Brandão no debate é absolutamente ridículo e tendencioso! Parabéns à ministra Ana de Hollanda, que tem sido hostilizada de forma vil por jornalistas que nada mais buscam além chamar a atenção criando factoides. A saída foi tumultuada, sim, devido aos excessos cometidos pelos próprios! Acho um absurdo um jornal sério como o Estadão se posicionar dessa forma, seguindo a corrente sensacionalista característica dos baixos meios de comunicação que nada têm a informar.

Cecilia Arruda Sampaio Esteves www.ceciliaesteves.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VAI DEVOLVER?

 

 

Acho um absurdo a ministra Ana de Hollanda receber diárias sem compromissos oficiais agendados. Parabéns ao Estadão pela reportagem que motivou a CGU a tomar providências. Mas ficam as perguntas: a ministra devolverá o valor total das diárias recebidas? E qual o prazo para devolução?

 

Fernanda Guimarães Pateo feguidupa@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BOA ALUNA

 

Até tu, ministra Ana de Hollanda? Bastou entrar pro magote e tão depressa aprendeu a usurpar do dinheiro do povão.

Leila E. Leitão

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CORRUPÇÃO

Será que estamos condenados a passar a vida toda ouvindo falar de corrupção? Antes mesmo de uma denúncia ser apurada, outra vem em seguida. Enquanto o caso Jaqueline Roriz vai caindo no esquecimento, agora é a ministra Ana de Hollanda que está em foco. Eu, por exemplo, estou até hoje aguardando os resultados da Operação Boi Barrica, pelo jeito caiu no esquecimento também. Pobre Brasil, ou melhor dizendo, pobres de nós.

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ANA E OS PAPARAZZI

Por que essa perseguição à Ana de Hollanda? É porque é mulher, por que é bonita ou porque tem gente de olho no cargo dela? Nunca vi nenhum ministro ser tão perseguido quanto ela. Sabe que, enquanto leitora, me sinto, mais do que incomodada, REVOLTADA, com tanta perseguição? Sinceramente, nem Lady Di foi tão perseguida. Que horror! Deixem a Ana fazer seu trabalho em paz . Ela é séria, competente, honesta.

Encontrou uma dívida imensa e querem que ela resolva tudo em um dia?

 

Risomar Fasanaro liriodoprado@yahoo.com.br

Osasco

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SAMBA DAS ARÁBIAS

A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, recebe diárias de custeio pessoal quando vai ao Rio de Janeiro, mesmo tendo residência lá?! Não é Ana de Hollanda, é Ana das Arábias... Será que o Chico, mano querido, seria capaz de fazer um samba a respeito do assunto? Vai que dá certo e vira sucesso!

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DNA

A ministra Ana de Hollanda está certa ao receber diária no próprio domicilio. Afinal, ela tem o mesmo DNA do lullopetismo que subiu ao poder há oito anos. Para o povo a "igualdade" total e irrestrita, para eles a grana gerada pelo trabalho dos "iguais"! Farra com dinheiro público é o que custa implantar a ideologia comunista deles, que está mais do que falida no mundo inteiro!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ENQUANTO ISSO, NO JAPÃO...

 

 

Enquanto no Japão o primeiro-ministro Naoto Kan toma a bela atitude de não receber seu salário até a completa resolução do vazamento em Fukushima, no Brasil a ministra Ana de Hollanda ainda tenta justificar a utilização de dinheiro público supostamente para pagar diárias em hotéis, noS finS de semana. E o pior que isso já aconteceu com outros colegas dela, como Paulo Bernardo. Quando é que nossos políticos terão um mínimo de decência no trato da coisa pública? Ou estamos pedindo demais?

 

Roberto Saraiva Romera robertosaraivabr@gmail.com

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESPERTALHÕES

Viajar à nossa custa para sua casa em fins de semana e ainda receber diárias aos sábados e domingos sem trabalhar? Espero que a sra. presidenta tome providências e demita essa aproveitadora, não se pode admitir que pessoas desonestas ocupem cargos tão importantes.

E os promotores? Aproveitando "brechas" para abocanhar mais R$ 4,8mil mensais ? Não são eles que deveriam fiscalizar as falcatruas? Até quando vamos ter que conviver com este tipo de comportamento? Já estamos fartos de pagar impostos extorsivos para bancar os espertalhões!

Maurilio Pereira mauriliopereira@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MORDOMIA

 

A ministra Ana de Hollanda, claro, seguindo à risca a cartilha do PT, ou seja, levar vantagem a qualquer preço, recebe diárias mesmo em fim de semana, sem nenhuma atividade oficial, mesmo morando na sua cidade de origem, o Rio de Janeiro.

Como todos os governos do PT são extremamente éticos, claro, somente na oposição, algum gaiato de plantão vai sair em defesa da ministra. Mas se fosse algum otário aposentado, teria de devolver o dinheiro, e em dobro. Por essas e por outras, a única saída que temos hoje não é mais o Tom Jobim, mas a Mega Sena.

Antonio Jose G. Marques anjogoma@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BRINCANDO COM NOSSO DINHEIRO

 

Absurdo esse procedimento da ministra da Cultura. Se os ministros têm mansões para morar em Brasília, onde trabalham, à custa do erário (à nossa custa!!!), por que pagar passagens para viajar no fim de semana? E aí, no caso, a "cara de pau " ainda se acha no direito de cobrar diária. Para quem trabalha em Brasília sua residência dever ser Brasília. Quem não quer assumir a residência na capital federal não deveria aceitar o cargo. Provavelmente esse procedimento deve ser generalizado e caberia uma investigação rigorosa. Estão brincando com nosso dinheiro. Mordomias devem ter limites.

 

 

 

Walter Marcon w.marcon@bol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IGNORÂNCIA

 

A ministra vai devolver a verba indevida. No DNA lullopetista, o gene da ignorância impede a distinção do certo e errado.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DESPUDOR

 

O Estadão noticiou que a ministra da Cultura, a pedido da Controladoria-Geral da União, vai devolver as diárias recebidas sem trabalhar Ora, isso não a exime de culpa, pois, o ladrão que devolve o produto do roubo não fica livre da punibilidade legal.

Além de devolver o que recebeu vergonhosamente, a ministra também deveria devolver seu cargo, enlameado por ato despudorado.

A Justiça é cega para ser justa, mas também deve ser praticada por inteiro!

 

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br

Assis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GRANINHA PARA A PRAIA

 

E a farra com o dinheiro público continua firme, livre e liberada para os companheiros, que esperaram tanto para entrar no governo. Os atuais políticos e participantes da equipe governamental são muito criativos na hora de farrear com o dinheiro público... Vejam como são hábeis na hora de criar um pretexto para salvar uma graninha e garantir as despesas na praia: a farra das diárias! Não é mesmo uma linda invenção? Taí uma boa ideia para o Chico fazer um sambinha com esse título, Farra das Diárias. Sucesso garantido, maior que ver a banda passar.

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CRISTAL TRINCADO

Essa questão das diárias recebidas indevidamente pelos ministros é uma vergonha. O pior, mas nem tanto, pois em se tratando do PT querer ética é utopia, é o presidente do partido, Rui Falcão, declarar apoio à ministra Ana de Hollanda ao comparecer a um encontro com artistas na Assembleia paulista. Se tivessem um pingo de ética e vergonha, tê-la-iam recriminado. E se o governo respeitasse o contribuinte, já a teria exonerado. O cidadão não tem muito que fazer, pois se trata de cargo de confiança de livre nomeação do chefe do Executivo. O povo não votou nela, mas votou na presidente Dilma, e esta tem o dever de se policiar nessas ocasiões. A simples devolução das verbas recebidas indevidamente não conserta nem restabelece a imagem da ministra. Não corrige nada. O caráter já está visto. Não precisa dizer mais nada. É que nem cristal quando trinca: não tem jeito.

 

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ORGIAS

 

Não é mais possível conviver com essas orgias, em cima da população brasileira, dos nossos atuais políticos, indecorosos e inescrupulosos. Pois ao ler o Estadão diariamente nos deparamos com notícias como estas: "Itamaraty defende passaportes diplomáticos para os filhos e netos de Lula", "Petrobrás contrata empresa doadora de líder do governo, Cândido Vaccarezza (PT-SP)", "Ministra Ana de Hollanda recebe diárias para passar fins de semana no Rio", "Gilberto Kassab contrata secretário que é réu em 93 ações". Onde e quando vamos parar?

 

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DEPREDAÇÃO INSTITUCIONAL

 

Em tempos nos quais até mesmo netinhos de Lula ganham passaportes diplomáticos - tudo em função do "interesse do País", dizem os responsáveis pelo escárnio -, não deixa de ser admirável a atitude do procurador regional da República no Rio Grande do Sul, Manoel Pastana, de agir com vista à inclusão do ex-presidente no processo do mensalão. Impera a era da mediocridade no Brasil, em que tentar evitar a impunidade - como o faz, exemplarmente, Pastana - deve ser atitude elogiável e exemplo de coragem. Está dando nisso o processo de depredação institucional do Brasil levado a cabo pelo governo petista.

Henrique Brigatte hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

‘O PRAZER DE EXTRAPOLAR’

O Itamaraty sucumbiu ante à insolência de Lulla, que não admite ser contrariado. Caso da recusa da devolução dos passaportes especiais emitidos irregularmente para seus filhos e netos (Dora Kramer, 11/5, A6). Absurdo!

Convenhamos, Lulla nada mais é do que um ex-presidente que nunca foi um estadista, é apenas um "seromano", sujeito, portanto, como qualquer outro individuo, a envelhecer,

ficar doente e deixar este mundo. Assim somos todos nós.

Tantos se têm submetido a essa figura e alimentado o seu ego que ele acredita estar acima de todas as coisas terrenas.

No dia em que surgir alguém com a coragem de lhe dizer um sonoro "NÃO", talvez desapareça toda a sua arrogância.

Mais importante, e isso todos os servidores públicos deveriam saber, Relações Exteriores (Itamaraty), diplomacia, é uma função de Estado, e não do governo de plantão.

 

 

Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUEM MANDA AQUI SOU EU!

 

Ao analisar as razões e os porquês de o ex-metalúrgico, ex-presidente sindical, ex-deputado federal, ex-presidente da República, mas bem atual falastrão Luiz Inácio não solicitar aos seus filhos e netos a devolução requerida pelo Ministério Público Federal dos passaportes irregularmente a eles concedidos pelo Itamaraty (na marra), a excelente Dora Kramer, em sua coluna "O prazer de extrapolar", deixou de apontar, a meu ver, a principal razão da veemente negativa do pai e avô: mais que tudo, o "sapo barbudo" (sic Leonel Brizola) quer evidenciar que ainda dá ordens! Inclusive à própria "presidenta" Rousseff. Valha-me Deus: será que S. Exa. não percebe que está sendo intencionalmente menosprezada e até humilhada perante a Nação e seus conterrâneos? Pois ele já não declarou que não compareceu à recepção do presidente dos Estados Unidos em Brasília para não ofuscá-la? É que, como persevera um sovado baião, "pau que nasce torto não tem jeito... Morre torto!"

 

João Guilherme Ortolan guiortolan@gmail.com

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SOCIEDADE ULTRAJADA

 

São alguns sinais, mas preocupantes para a democracia. Temos o caso dos passaportes diplomáticos dos filhos e netos do ex-presidente Lulla que não foram devolvidos, a refiliação do Delúbio pelo PT, afrontando a ética e os princípios que norteiam o partido, sem contar que afronta toda a sociedade brasileira, e temos as denúncias de desvio de verbas da merenda escolar e de donativos para os desabrigados pelas enchentes no Rio de Janeiro. Esses sinais fazem aflorar o que há de pior dentro do governo e a justiça deve prevalecer nesses casos, caso contrário, corremos o risco de ver o que há de pior numa sociedade ultrajada.

 

José Carlos Costa policaio@gmail.com

são Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEU CARÁTER, SEU DESTINO

Interessante este país. Ao entrar na política, com todas as evidências de ilícitos, irregularidades, desvios, subornos, mensalões, gastos exorbitantes com carros, combustível, celulares, passagens aéreas, nepotismo, verbas injustificáveis, passaportes diplomáticos indevidamente recebidos e não devolvidos, as pessoas falam, com a maior naturalidade, não ter cometido nada de errado! Será que o dinheiro público tem esse poder de deixar a nu o verdadeiro caráter delas?

 

 

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AFRONTA

Inacreditável o Itamaraty defender os passaportes para os filhos e netos de Lula. É uma afronta ao cidadão comum, pagador dos impostos mais altos do mundo, para não ter o retorno dos serviços de obrigação do governo, e ainda por cima ter de sustentar a camarilha e anexos. Pode até ser legal - todas as leis foram feitas de forma a permitir uma maracutaiazinha -, mas é indecente e indecorosa a concessão daqueles passaportes, principalmente pela alegação da concessão: "interesse do Estado". Será que ainda existe alguém a acreditar que o ex é o a mais ética das pessoas, como afirmou certa vez?

 

Aparecida Dileide Gaziolla rubishara@uol.com.br

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2012 CHEGOU!

Delúbio reintegrado aos PeTralhas, grandes chances de José Dirceu ser absolvido, inflação à toda, corrupção em todos os setores e níveis capitaneados por PT e PMDB, obras da Copa e Olimpíada todas atrasadas, a saúde, um caos, educação não existe, segurança já era sem nunca ter sido, Lulla dando palestras a troco de fortunas e dizendo nada com coisa alguma, poupadores esperando pela boa vontade do STF com relação aos planos econômicos de Sarney e Collor. É, Nostradamus estava certo, 2012 chegou.

 

 

Boris Becker borisbecker@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BRASIL DE PONTA-CABEÇA E PELO AVESSO

 

Quem imaginaria o PT privatizando aeroportos (para começar, tem mais pela frente)? Isto é, contrariando tudo aquilo que condenou com veemência nos governos anteriores. É que o PT, a partir do governo Lula, não é mais aquele PT: desfiguraram-no. Hoje, uma brutal incongruência ideológica! Há bem pouco tempo, quem no PT falasse em privatização era excomungado.

Sabem aqueles do "mensalão" do PT, que sem nenhuma justificativa convincente e depois de decorridos seis anos ainda não foram julgados pelo STF? Dois deles estão de volta. Pois é... Um reintegrou-se ao partido e o outro está cotado para uma vaga no TCU, com um salário em torno de R$ 29 mil. É o que dá ser do governo, que detém o mando! Por que ainda não foram julgados? Talvez porque a união de pessoas do mesmo sexo (embora justíssima a decisão final do STF) tenha primazia, por mais relevante que outros temas sejam de interesse para o País. Como se não bastasse, o que restou da Ficha Limpa e o que está ocorrendo com a Operação Satiagraha, da Polícia Federal, em que poderosos não foram ainda punidos, vamos ter de engolir mais esse imbróglio...

Partidos políticos têm suas campanhas (seus rombos) do ano de 2010 pagos pelo povo. Os rombos que o ano eleitoral de 2010 deixou nas contas do PT e do PSDB serão integralmente cobertos por recursos públicos em 2011, graças à manobra política do Congresso (isto eles fazem bem!) que, em janeiro, elevou em R$ 100 milhões os repasses da União para o Fundo Partidário. Só o déficit do PT na campanha da Dilma e dos governos estaduais somou quase R$ 16 milhões (fonte: TSE) - e receberá R$16,8 milhões. Um acinte! Custeamos não só as mordomias, como também a gastança dos partidos. Enquanto isso, as Santas Casas fecham por falta de recursos. Um crime!

Já vivemos um novo regime. Alguns diriam uma ditadura branca, posto que há algum tempo se governa mediante medidas provisórias - as tais MPs. Mais grave é que o Congresso anui, pois até lhe é mais cômodo, já que se demonstra inábil para legislar. Enquanto "condenam", nada fazem para limitá-las. Tudo é dissimulação demagógica!

E para meditar bem e não dormi, percebam que absurdo: dos 81 senadores, cerca de 25% respondem a processos. Oito dos 15 senadores que compõem o Conselho de Ética do Senado respondem a processos naquele próprio conselho. Pior: o atual presidente, reeleito que foi, é um dos tais. Esse nosso Congresso implodiu, tornou-se sem serventia para a sociedade, e isto é reconhecido por boa parte dos senadores, os que ainda justificam a denominação de Excelentíssimos Senadores. Um escárnio!

Pior é que não esboçamos reação alguma. Tornamo-nos uma multidão de abmudos - aqueles que assistem aos absurdos sem nada dizer! Tudo parece natural ou sem jeito. Conformamo-nos por nos ser mais conveniente calar quedos e resignados.

A tudo isso o nosso veemente repúdio: Chega! Parem! Tenham compostura! Não aguentamos mais!

 

J. Hildeberto Jamacaru de Aquino http://hildebertoaquino.blogspot.com/

Russas (CE)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUE MOMENTO!

 

Incrível a realidade neste nosso Brasil. O glorioso alcaide de São Paulo nomeia um secretário que tem apenas uns seis processos na Justiça. Cadê o ficha-limpa, mesmo? Aliás, o mesmo alcaide que nos obriga a passar por inspeção veicular, enquanto caminhões continuam despejando verdadeiras nuvens tóxicas na nossa face. A Controlar pertence a quem, afinal? O STF tem de fazer as vezes do Congresso para decidir a união de homossexuais. O COI, pasmem, terá imunidade judicial. Uau, deram a chave do cofre e a senha junto. Pior, se por um enorme acaso houver qualquer desvio, coisa rara na Terra Brasilis, já teremos o "atestado" de idoneidade fornecido por antecipação. Genial, porém imensamente triste! Pra completar, agora a onda é explodir caixas eletrônicos nos bancos, farmácias, etc. Gostei de um caso em que uma tinta inutiliza as cédulas. Além da perda ser menor, desestimularia esse tipo de ação. Será que a polícia não tem nenhuma ideia de onde estão vindo esses explosivos? Também, com um comandante-geral mais preocupado em matéria Captiva... Enquanto isso, vamos ouvindo o empírico ministro da Fazenda dizer que há armas para derrubar a inflação. Sr. ministro, se quiser sugestões, modestamente, posso dar-lhe várias!

 

Renato Camargo natuscamargo@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.