Cartas - 12/09/2010

SITUAÇÃO POLÍTICA

, O Estado de S.Paulo

12 Setembro 2010 | 00h00

Pobre democracia

Os autores mais atuais na presente conjuntura política parecem ser Franz Kafka e George Orwell (apesar do alerta que lançaram)... Ideias ultrapassadas são conceitos como liberdade, direitos humanos, transparência, seriedade, etc. Qual será o destino da nossa pobre democracia, por quem tantas pessoas lutaram e na qual alguns ainda acreditam?

Malu Franco Montoro Jens malu@santacruz.g12.br

São Paulo

_______________

FUTURO INCERTO

Esta campanha eleitoral para presidente da República serviu para confirmar que o povo brasileiro não está preocupado com educação, saúde, segurança, saneamento básico, transporte e moradia. Já vamos com 16 anos sem nada relevante nessas áreas e tudo indica que ficaremos mais 16 após o 3 de outubro. O mais importante continua sendo o circo. Nada que substitua o assistencialismo, o lazer, o ócio, a cerveja e o carnaval. Se estão censurando jornais, confiscando propriedades rurais e urbanas, desmoralizando instituições, aparelhando o Estado, violando sigilo fiscal, fabricando dossiês contra adversários e empresários, alterando símbolos nacionais, isso não é da conta do povo. Eles vivem em outro país, onde tudo funciona, como prega aos brados o presidente ilusionista em seu palanque permanente. Alguns, influenciados pelos esquerdopatas, chegam a dizer que quem não deve não teme, desconhecendo o pilar básico de uma democracia, que é sua Constituição. É lamentável que a ignorância e a desinformação estejam levando o País para, talvez, o período mais negro de sua História.

Sergio Villaça svillaca@terra.com.br

Recife

_______________

REALIDADES REVOLTANTES

De fato, os políticos vivem num mundo diferente do do povo. E os mais necessitados de saúde, escola, emprego, etc., são os que continuam elegendo os mesmos.

Pedro Octavio Begalli begalli.pedro@hotmail.com

Pedreira

_______________

CEGUEIRA

Pobre do país em que se queira o poder a qualquer custo. Pobre do país onde Estado e governo sejam a mesma coisa. Pobre povo governado por esses grupos, sejam de direita ou de esquerda. Pobre povo que não vê isso.

Jorge França

Rio de Janeiro

_______________

DESALENTO

Brasil, por que te calas?

Somos ainda, ao que parece, muito poucos a clamar e demonstrar indignação e repúdio pelo que este país vem passando. Meu Brasil, por que te calas? Onde andam o ânimo, a coragem, a vontade de virar esse jogo perverso, mal-intencionado, maquiavélico? Triste o país sem memória, que aceita viver de benesses para alimentar a mendicância intelectual, moral e social; em que os Poderes constituídos são, a cada dia que passa, uma piada de mau gosto; onde vem de cima "o exemplo" para se rasgar a Constituição, debochar da ética e dos valores que nos são caros e que forjaram a têmpera de tantos e tantos homens e mulheres deste imenso Brasil; que assiste à inércia do Ministério Público, calado, sem constrangimento algum; que admite ser uma republiqueta de bananas, em todos os sentidos; que nos faz sentir muitas e sinceras saudades da democracia, do respeito à liberdade e à privacidade e, acima de tudo, da verdade. Antes, a era Collor. Hoje, a era Lula. Amanhã, o Brasil já "era"!

Ana Luisa Godinho Ariolli analuariolli@hotmail.com

São Paulo

_______________

DIREITA, VOLVER

Os termos caíram em desuso, mas vamos lá. Há 46 anos, a direita lacerou a Constituição e o País mergulhou nas trevas da caserna. Agora, gentinha da esquerda, representada pelos aloprados da hora, com a pertinaz ajuda do seu maioral, trata os direitos fundamentais e as garantias individuais com pontapés e risinhos sulfurosos, enquanto, cantarolando A Internacional, amealha opulentos butins. O ambiente é propício: os partidos viraram guichês de negócios, a oposição virou poeira, o centro virou facécia e a democracia segue em crescente desprestígio. Mas será que a História, com o seu sinistro senso de humor circular, não está armando uma caçoada para lá de irônica? Do tipo: tem muita gente ansiando pelo renascimento da direita como salvadora da Pátria. Quem viver verá?

J. C. Ismael jcismael@ig.com.br

São Paulo

_______________

AUTORITARISMO

De alguma forma, ao final do atual processo eleitoral, teremos mudanças significativas no cenário político do Brasil. Prevalecendo a permanência do PT no governo, passaremos do ufanismo pessoal de um dirigente personalista para um autoritarismo discriminatório determinista.

Francisco Jose Sidoti fransidoti@terra.com.br

São Paulo

_______________

CENTRALIZAÇÃO NEFASTA

O estilo de liderança acachapante de Lula destrói, pouco a pouco, a individualidade e a criatividade de seus companheiros de partido, tornando-os apenas uma sombra. Exemplo disso é o nobre senador candidato do PT ao governo de São Paulo. Em seus primeiros anos de vida política era figura respeitável, que despontava na vida pública como promessa de forte liderança para o País. Mas o que aconteceu com ele? Foi sendo envolvido pelo chefe, despersonalizado, tornando-se apenas um bom serviçal de seu esperto mentor. E agora, atendendo ao chefe, aceita ir para o sacrifício como candidato ao governo deste Estado, quando poderia ser reeleito senador. Procure o leitor relembrar expressivos nomes do PT de dez anos atrás. Eram um bom número. E onde estão eles agora? Vivem só dependendo das benesses do chefe, mas já sem nenhuma luz própria. O presidente, extremamente presunçoso e vaidoso, põe e depõe. Faz e desfaz. A seu bel-prazer. Abusando de seu populismo nefasto. Um dia, para o bem do Brasil e do próprio PT, é preciso acabar essa anomalia.

Tercio Sarli certezaeditorial@terra.com.br

Campinas

_______________

O DITO PELO NÃO DITO

Síndrome da esquerda

E Fidel voltou atrás no que disse. Igualzinho ao Mercadante. Deixemos tudo como está, que assim é melhor. Deve ser alguma síndrome da esquerda.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

_______________

"Daqui a pouco Serra

e Marina estarão com índices negativos..."

NEREU DOMINGUES / SÃO PAULO, SOBRE AS PESQUISAS ELEITORAIS

nvci@ig.com.br

"Triste realidade: num país onde o povo não sabe o significado de sigilo, eleger um poste não é novidade"

LAERT PINTO BARBOSA / SÃO PAULO, IDEM

laert_barbosa@ig.com.br

"A solução está no velho refrão francês para desvendar mistérios: cherchez la femme..."

ACHILLE APREA / VITÓRIA (ES), SOBRE AS VIOLAÇÕES DE SIGILO FISCAL

newplay1@terra.com.br

_______________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.364

TEMA DO DIA

11 de Setembro faz 9 anos com polêmicas

Nos EUA, debate-se a construção de uma Mesquita perto do Marco Zero; pastor quis queimar Alcorão

"Estão os americanos satisfeitos com a invasão do Iraque em represália à ruína das Torres Gêmeas? Pra que tanta guerra?"

ZELITO MARINS

"Curioso ver quem fala de espírito se preocupar tanto com a matéria. As religiões até hoje não esclareceram tal dualismo."

PAUL KERSEY

"Sou contra essa Mesquita. Os americanos são exagerados, mas concordo que é desrespeito com quem sofreu a tragédia."

RAFAEL MANHA

_______________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

DILMA 50%, SERRA 27%

Nova pesquisa eleitoral Datafolha mostrou que o efeito "Receitagate" foi nulo. O ato de violação do sigilo fiscal dos adversários de Lula, pela gangue de companheiros petistas, indica que o aparelhamento das instituições brasileiras durante o atual governo, chegou às raias da indecência. O pior é que essa grave violação, apesar de criminosa, covarde e desonesta, não é compreendida pela grande maioria do pobre povo brasileiro, que como Lula mesmo disse, ridicularizando e debochando da ignorância de seu eleitorado, não tem noção de quem seja esse tal de sigilo nem essa tal de violação.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

_____________________________

PESQUISA DECRETA O FIM DA MORAL E DA ÉTICA!

Depois de tudo a que assistimos sobre a quebra de sigilo, vem a pesquisa que ainda mantém Dilma com 50%? Só pode ter algo errado, ou o povo abandonou de vez seus valores morais e éticos!

Muito bem, que seja, mas essa voz jamais será a daqueles que prezam as leis!

Um país sem leis não é nada, a não ser uma bagunça! O eleitor que se cuide, pois está enterrando a oportunidade de se livrar de corruptos históricos: a vítima será ele mesmo! Durma, Brasil, em seu berço esplêndido, pois ao acordar não haverá país!

Lígia Bittencourt ligialbc@uol.com.br

São Bernardo do Campo

_____________________________

ELEIÇÃO

Dias atrás, Jorge Kajuru, no programa do Raul Gil, naquele quadro do "Pra quem você tira o chapéu", demonstrou por que não acredita no Ibope, no Datafolha, no VoxPopuli e congêneres. Perguntou ao auditório na casa de quem tinha passado alguém fazendo pesquisa de voto. Ninguém levantou a mão...

Iracema Palombello cepalombello@yahoo.com.br

Bragança Paulista

_____________________________

INCOMPREENSÍVEL

Lula e seus ''companheiros'' emporcalharam o nosso país com tanta pilantragem pelo ''pudê'' a qualquer custo. Será que da para acreditar em quaisquer dados de seu governo? Tem alguma verdade no que falam e dizem seus ministros, secretários, aliados e nas estatísticas e nos dados de seus computadores? Estou envergonhado como brasileiro, mas nós, paulistas, que deveríamos dar a resposta correta nas urnas, também não o fazemos. Não adianta culpar só os nordestinos que os elegem, quando aqui, em São Paulo, as pesquisas mostram a Martaxa e o Netinho Mano da Cohab (famoso por bater em mulheres) liderando para senador. Não consigo entender!

José Alberto de Paiva alpai12@yahoo.com.br

São Paulo

___________________________

O ''ELEITOR BOI''

Para quem ainda desconhece o eleitorado brasileiro, milhões de seus membros são de um tipo metido a ''esperto'', que só vota no candidato que está na frente das pesquisas ''para não perder seu voto'', ele explica. É o chamado ''eleitor boi'', o formador de estouro de boiadas como a atual do candidato presidente Burla, sim, dele mesmo, porque Dilma não existe.

Laércio Zanini arsene@uol.com.br

Garça

___________________________

"O TOTALITARISMO EM AÇÃO"

Quando se retorna de uma viagem ao exterior, especialmente de um país de Primeiro Mundo, é que se contata quanto que somos explorados.

Os altíssimos impostos que pagamos não são devolvidos em forma de benefícios para a comunidade, a população é praticamente esquecida à própria sorte. Além de não termos saúde, educação, segurança, saneamento, transporte e muitos outros itens que são imprescindíveis para que um povo possa viver decentemente, o que mais falta ao brasileiro é a certeza de que ele deve exigir do governo tudo isso e muito mais, o respeito às liberdades constitucionais.

A atual situação pré-eleitoral, por si só, já explica o descaso das autoridades pela verdade dos fatos, não se preocupando nem um momento com o qualquer coisa que não seja poder permanecer no poder.

A voracidade com que o presidente e todos do seu partido se jogam na disputa só nos faz perguntar por que, afinal, estão fazendo de tudo para não perder as eleições.

O artigo de Ricardo Vélez Rodriguez (10/9, A2) publicado no Estadão nos esclarece com muita inteligência os motivos do projeto totalitarista que está em ação.

Só acrescento que há mais um motivo que os move: a enorme quantidade de dinheiro que se tem e se terá em mãos prosseguir com esse projeto.

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

___________________________

REGINA DUARTE TINHA RAZÃO...

A maravilhosa e querida atriz estava certa já em 2002: havia motivos, sim, para se ter medo do Lulla e de seus amiguinhos.

O pior é que a grande maioria não está nem aí e, a julgar pelas pesquisas, o Brasil vai permanecer na mão delles por mais quatro anos.

Acorda, Brasil!

José Antonio B.Sola jose.antonio1103@terra.com.br

São Paulo

__________________________

MISTÉRIOS...

O da Silva anda histérico, a terrorista se esconde e não se expõe. Cadê aquela euforia ''já ganhei'' que eles vinham jogando na nossa cara? E as pesquisas tão tranquilizadoras? Será que eles deixaram de acreditar nas

Ilmar Mello de Carvalho ilmarcarvalho@gmail.com

São Paulo

___________________________

ARMAÇÃO NO AR?

Com certeza as declarações do ministro da Fazenda, Guido Mantega, admitindo que o sistema da Receita Federal é vulnerável, deixou o eleitor mais cabreiro com os resultados que vão sair das urnas eletrônicas programadas para as eleições de 2010. Depois das palavras do ministro, ficou mais difícil ainda acreditar na veracidade dos resultados apresentados pelo nosso sistema eleitoral e pelos institutos de pesquisas. Nós, seguidores de Marina Silva, que nos preparamos para a vitória, precisamos ficar atentos. Pode estar no ar mais uma armação, tal qual a da Proconsult/Globo, denunciado pelo candidato Leonel Brizola em 1982. Acorda, eleitor brasileiro.

Leônidas Marques leo_vr@terra.com.br

Volta Redonda RJ

___________________________

UM ALERTA

O grande volume de críticas ao governo petista publicado neste espaço me anima a um alerta: ou aqueles que estão em oposição às ideias e aos métodos de Lula e seus aliados se organizam de verdade para, sem oportunismo individualistas, explicar ao povo o que está errado neste país, ou essa gente tosca e sem escrúpulos vai se eternizar no poder. E tem mais: o PT fará o que for preciso, inclusive o não ético, o ilegal e o criminoso, para não sair mais lá de cima.

Euclides Rossignoli euros@ig.com.br

Itatinga

___________________________

URNAS ELETRÔNICAS

Diante de tanta violação, de tanta quebra de sigilo e de tantos olheiros a serviço do poder público, penso que o TSE deveria suspender (pelo menos para esta eleição) o uso da urna eletrônica e exigir que a votação seja feita por meio de cédulas de papel. Nesta eleição os votos precisariam ser contados um a um, nem que demorasse uma semana para serem apurados, a exemplo do que acontece em outros países, inclusive nos Estados Unidos. Com essa arapongagem que tomou conta do Brasil, confiar num sistema eletrônico de votação é muito arriscado. Se alguém é capaz de vasculhar os computadores da Receita Federal para conseguir dados sigilosos de adversário político e de seus parentes, certamente é capaz de violar uma maquina eletrônica de votação para adulterar resultados. Na urna eletrônica, além de os nossos votos ficarem impossibilitados de serem recontados, o sistema pode ser adulterado por esses arapongas do poder. Se para o governo tudo o que está acontecendo é normal, a violação de um sistema eletrônico de votação também não constitui crime algum.

Francisco Ribeiro Mendes mendes.brasilia@gmail.com

Brasília

___________________________

PESQUISAS ELEITORAIS X URNA ELETRÔNICA

Eis a questão: as pesquisas eleitorais são confiáveis? E a urna eletrônica é confiável? Em primeiro lugar, duvido da imparcialidade das pesquisas eleitorais, que para mim são tendenciosas, com a finalidade de favorecer um candidato. O número de pesquisados é pequeno em relação ao número de eleitores e, o mais grave, as cidades pesquisadas são na maioria de prefeitos do PT e em bairros mais pobres, que têm mais famílias que recebem o Bolsa-Família. Portanto, as pesquisas eleitorais não são confiáveis e desse modo sou contra qualquer pesquisa eleitoral que influencia o voto do eleitor.

Em segundo lugar, a urna eletrônica também não é de confiança. Confirmando isso, numa entrevista, o ministro Guido Mantega, sobre a violação na Receita Federal do sigilo fiscal de pessoas ligadas ao PSDB, disse que não há sistema inviolável. Tanto isso é verdade que anos atrás o computador da Casa Branca, nos Estados Unidos, foi invadido por hackers.

Concluindo, se alguém quiser fraudar votos nas urnas eletrônicas, a favor do preferido ou preferida nas pesquisas, isso é possível e justificado, porque as pesquisas indicavam que tal candidato seria eleito em primeiro turno, não levantando suspeitas. Por isso, se tivesse uma impressão dos votos, através de uma impressora acoplada às urnas eletrônicas, teríamos a possibilidade de conferir os votos no caso de suspeição. Mas enquanto não há esse recurso estamos sujeitos a eleger um candidato ou candidata que não foi sufragado pelo povo. Por que nenhum outro país adota o voto em urna eletrônica?

Cleiton Rezende de Almeida cleiton_rezende@uol.com.br

Araraquara

___________________________

LEI MARIA DA PENHA

O candidato a senador por São Paulo Aloysio Nunes Ferreira proclama-se ferrenho defensor da chamada Lei Maria da Penha, que pune os que maltratam e agridem as mulheres. Esse detalhe em sua campanha vale a pena ser computado. Vamos defender as mulheres agredidas e maltratadas, reforçando a aplicação dessa lei.

Carlos E. B. Rodrigues carlosedleiloes@terra.com.br

São Paulo

___________________________

SENADO EM RISCO

Nesta altura dos acontecimentos políticos, o PSDB e coligações deveriam fortalecer a campanha para o Senado, a fim de que incompetentes não tomem assento naquela Casa Legislativa, pondo em risco nossa frágil democracia.

José Millei elymillei@hotmail.com

São Paulo

___________________________

HORÁRIO POLÍTICO

Resolvi ver o horário eleitoral, depois de ouvir muitos comentários sobre os postulantes aos cargos públicos, e municiada de muiiiito antiácido, para combater a azia. Fiquei boquiaberta com a ''qualidade'' dos candidatos: verdadeira constelação de astros e/ou estrelas falidos, decadentes, decrépitos, com certeza na intenção de garantir uma ''boquinha'', à custa das fartas tetas do erário, visto terem caído no ostracismo.

Curioso é que a grande maioria é vinculada à candidatura da mãe do PAC (emPACado). E, pasmem: nos tempos de Lei Maria da Penha, apresenta-se como candidato ao Senado um indivíduo que espancou a ex-mulher, enaltecido pelo presidente, que, com certeza, não sabe nada a respeito, como tudo o mais que se passa sob suas barbas. Chama-nos a atenção a candidata petista - a mãe do PAC - elogiar a sensibilidade daquela candidata ao Senado que mandou os prejudicados pelo caos aéreo ''relaxar e gozar'' - com muita sensibilidade!

Existe também aquela candidata a deputada federal que conclama os eleitores a votarem com ''prazer'', cujo número é pra lá de sugestivo... 69!

Tem aqueles que prometem quadruplicar o salário mínimo (ai... nosso bolso!) e aqueles que defendem MST e assemelhados e suas invasões, e muitas, muitas outras aberrações.

Não há espaço para enumerar as qualificações desses "autênticos'' representantes do povo. Poderiam se juntar e formar o PIP - Partido dos Interesses Próprios -, muito mais verdadeiro.

Mamma mia, nem dá para acreditar. Que medo!!!

Dá para imaginar as leis e os projetos elaborados por esses indivíduos?

Aparecida Dileide Gaziolla rubishara@uol.com.br

São Bernardo do Campo

___________________________

REVOLTA

E meus 66 anos de vida, nunca vi uma eleição como esta, quando nosso presidente, que devia estar trabalhando pelo trabalhando pelos País, participa tão descaradamente da eleição, fazendo propaganda e até comício de sua candidata, que não tem nenhuma competência, a não ser a sua indicação!

Não seria hora de o TSE tomar alguma providência? Aonde vamos chegar? Quando os tribunais competentes vão se manifestar?

Pobre do povo brasileiro, que ouve tantas baboseiras e não consegue ver o que se está passando nesta política podre do PT.

Carmen Castillo carmen.castillo@terra.com.br

Ubatuba

___________________________

RETROCESSO

É simplesmente inadmissível que conquistas da maior importância para a vida nacional, conseguidas a duras penas e que representaram um salto de qualidade das nossas instituições democráticas, de repente sejam violentamente destruídas por um indivíduo ignorante e apologista desta condição, inspirado por ditadores da pior linhagem e utilizando-se de métodos os mais baixos, como mentira, corrupção e ameaças.

Este indivíduo está pondo tudo a perder, impondo-nos o retrocesso, quando tínhamos consolidado as condições essenciais para finalmente construirmos uma nação próspera.

Além do enorme custo social desta desventura, temos ainda a perspectiva de um futuro sombrio e lastimoso. Ou será que alguém bem informado acredita que este indivíduo aliado a estes notórios parasitas da vida nacional, e com estes métodos, vai nos conduzir a algum lugar que preste?

O que mais nos aterroriza é que diante de todos estes fatos criminosos incontestáveis que ocorreram neste governo a sociedade não conseguiu acionar seus mecanismos de defesa.

Atenciosamente

Carlos Eduardo Stamato dadostamato@mdbrasil.com.br

Bebedouro

___________________________

DE PALANQUE EM PALANQUE

Gente, o homem não trabalha? Afinal, Lula pode dispor de todo esse tempo que tem gasto fazendo campanha para a sua Dilma enquanto presidente da República? E usando e abusando da máquina pública? TSE, está declarado o vale-tudo sob suas barbas? Sei, não, ou se é garoto-propaganda ou se é presidente da República. Eu "tô" errada?

Myrian Macedo myrian.macedo@uol.com.br

São Paulo

___________________________

O PREDADOR

A sociedade brasileira contemporânea está dividida em duas classes. Os predadores e as presas. Como na natureza animal, algumas vezes as presas vencem o predador, mas é muito difícil. Quase sempre o predador é ardiloso e faz a presa matar-se com a sua própria arma. A única arma da presa é o seu voto. A esperteza do predador faz com que a presa se envenene, lentamente, com a sua própria defesa, devido à sua ausência de conhecimento, falta de perversidade, inocência e falta de malícia, acreditando ingenuamente que a sua arma pode fazer os predadores e as presas conviverem dignamente. Uma pena que o fim será sempre o mesmo. Predador devorara a presa sem dó nem piedade, e sem a mínima fome, apenas pela maldade capital da gula. Os próprios predadores, às vezes, fazem um sacrifício, elegendo um dentre eles como bode expiatório, relegando-o por algum tempo ao ostracismo, fazendo as presas acreditarem que existe integridade no mundo dos predadores. A única opção das presas é não usar a arma. Pelo menos ela resiste sem trair sua própria espécie, delegando e legitimando ainda mais poderes aos já ilimitados poderes dos predadores.

André Luís de Oliveira Leite andreluisleite@folha.com.br

Pelotas (RS)

___________________________

DNA DISTORCIDO

No modelo de criação do Partido dos ''Trabalhadores'', os intelectuais da época projetaram a adoção de um mamulengo para angariar a simpatia popular. Tal engenharia genética deu errado e, de fato, recriou-se a Hydra de Lerna.

E agora, José? Haja Hércules para destruir a terrivel serpente.

Antonio Wuo wuo.antonio@gmail.com

Mogi das Cruzes

___________________________

NA CASA BRANCA NÃO SE PAGA ALUGUEL

Três revelações me surpreenderam enquanto assistia a documentário televisivo sobre o livro de memórias escrito por Laura Bush, esposa do ex-presidente dos EUA George W. Bush. A primeira, a de que a Casa Branca é cedida, sem ônus, para servir como lugar de residência aos presidentes e suas respectivas famílias. A segunda, de que todas as despesas com refeições servidas na Casa Branca, durante os respectivos mandatos, são debitadas nas contas pessoais de cada presidente. A terceira, de que, atualmente, uma das gêmeas, filha do casal trabalha como professora primária.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

___________________________

PAPAI NOEL ME CONTOU

Todo esse lixo que venho lendo no jornal não passa de uma imensa mentira e invenção de maldosos.

Nunca foram quebrados sigilos bancários, telefônicos ou fiscais de quem quer que seja. Muito menos de caseiros, filhas e genros de candidatos da oposição.

Os únicos perseguidos e prejudicados foram o santo Zé Dirceu, o quase angelical Delúbio Soares, o pacificador Antônio Palocci e, claro, com o intuito de atingir nosso messiânico salvador e líder ''seo Inácio'' e sua filha bastarda dona Dilma (será mesmo este o nome dela ou só mais um codinome de guerrilheira?)

Quem me contou essa verdade divina foi meu papai... Ele se chama Noel e prometeu que se eu comer todo o legume, me comportar direitinho e passar de ano na escola, me traz uma bicileta de presente no Natal!

Marcos Mendonça marcao58@yahoo.com.br

São Paulo

___________________________

QUEBRA DE SIGILO

Leitor de Botucatu (9/9) questiona: ''A quebra de sigilo será uma arma para calar o povo brasileiro?''

Penso que deveria ser a arma para que todos os brasileiros elevassem, em uníssono, suas vozes para tentar acabar de vez com esse verdadeiro festival de horrores em que vivemos há quase oito anos e com expectativas sombrias de mais oito!

José Carlos Pacheco Gutierre dos Reis rmaines@ig.com.br

Americana

___________________________

FILME REPETIDO

Governador do Amapá, do partido do Maluf, amigo do Sarney e candidato à reeleição apoiado por Lulla e Dillma, é preso. A mala de dinheiro é fotografada. Para completar o enredo só falta a declaração ''Eu não sabia''.

Triste sina a deste país.

Angela Caracik angelacaracik@terra.com.br

São Paulo

___________________________

POLICIA FEDERAL PRENDE

A cada prisão que a Policia Federal faz de corruptos, aproveitadores do dinheiro alheio e sonegadores, eu penso: agora chegou a vez do Fernando Sarney, o principal investigado por formação de quadrilha, corrupção e sonegação na Operação Boi Barrica da PF! Infelizmente, depois de ler a matéria, vem a decepção e só podemos chegar à seguinte conclusão: assim como José Dirceu, o telefonema de dona Dillma Rousseff também é "o telefonema"! Daqueles telefonemas que nenhum funcionário público, delegado ou procurador ousa deixa de atender! Na era Lulla, neste quesito o País continua para lá de desigual. Por enquanto, apenas ladrões de galinha corruptos param na cadeia, enquanto os grandões se aliam ao governo petralha! Tudo dominado!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

___________________________

AMAPÁ COM APOIO TOTAL?

Então o ''cara'' e o ''sainey'' mais uma vez envolvidos em escândalo? Até a ''coroa'' saiu na foto com os ''cumpanheros'' presos por desvio de recursos públicos do Amapá. O governador e só mais 17? E os outros? Só pode ser perseguição política ou não sabem de nada, como sempre. Será que devolverão os valores apropriados? O presidente do Brasil e o presidente do Senado, o senador do Amapá, com o apoio total?

M. Teresa Amaral mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

___________________________

DE BRASÍLIA AO AMAPÁ

Se continuar como está, provavelmente será necessário construir novas Papudas.

Virgìlio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

___________________________

AGÊNCIA REGULADORAS E ESTATAIS

Excelente e oportuno o artigo ''Agências reguladoras e o Brasil do futuro'', do sr. Cláudio J. D. Sales (9/9, A2). Pena que a independência técnica e financeira das agências reguladoras - tão importante para a ordem jurídica constituída do País e a consolidação do Brasil como sério no seu ambiente de negócios - não seja tema em destaque nesta campanha eleitoral.

Infelizmente, a miopia das nossas lideranças as impede de ver o quanto é nocivo para um País o domínio de uma facção ou de um partido político, qualquer que seja ele, sobre os objetivos do Estado. A desprofissionalização das agências e sua subordinação aos interesses de governantes eventualmente no poder as colocam em condições de definir, por exemplo, os recursos financeiros que entram e saem das empresas privadas, submetendo seus resultados - lucros ou perdas - à sua vontade. É exatamente isso o que ocorre, por exemplo, na Venezuela. A qualquer título, as tarifas públicas naquele país são manipuladas ao sabor dos interesses do sr. Hugo Chávez. Os resultados disso para a economia e para a democracia todos conhecem. O artigo do presidente do Instituto Acende Brasil não poderia vir em melhor hora. Já está mais do que claro que a mera aprovação do nome dos dirigentes das agências no Senado enseja composições e barganhas, quase sempre com resultados mais do que desastrosos. É, sem dúvida, um instituto jurídico fraco. O Brasil precisa urgentemente - independentemente do partido que vença as próximas eleições - de um estatuto próprio que proteja suas agências, orgãos públicos e estatais da ação de partidos e políticos inescrupulosos.

Só para exemplificar, a EDF (Electricité de France), a grande empresa energética francesa, consegue se manter distante dos escândalos e fisiologismos porque no seu Conselho de Administração (que elege a sua Diretoria Executiva) o governo (Executivo) só tem o direito de indicar um terço dos seus membros. As demais cadeiras são ocupadas por representantes ''natos'' da sociedade civil (independentes politicamente, como aqui o Crea, a OAB, a ABI, reitores de universidades, FGV, Fiesp, etc.) e que tenham alguma ligação científica ou funcional com as atividades da empresa.

Nilson Otávio de Oliveira - noo@uol.com.br

São Paulo

___________________________

FATO GRAVÍSSIMO!

Se a Rússia está proibindo a importação de carne bovina e de frango de várias E A RÚSSIA ESTÁ PROIBINDO A IMPORTAÇÃO DE CARNE BOVINA E DE FRANGO DE VÁRIAS UNIDADES

PROCESSADORAS DO BRASIL,INCLUSIVE DA FRIBOI,POR CONTEREM ANTIBIÓTICO OXITETRACICLINA E,BACTÉRIAS, FICA

A PERGUNTA: NÃO É PÚBLICO E NOTÓRIO QUE OS MELHORES ALIMENTOS BRASILEIROS SÃO DESTINADOS AO MERCADO

EXTERNO? ENTÃO,DEPOIS DESTA NOTÍCIA NO ESTADÃO DE 09/09/10,CONFORME CITADO NO SITE DA RÚSSIA,NÓS NO BRASIL,

COMEMOS CARNE CONTAMINADA COM O QUE ENTÃO??? COM A RESPOSTA,NÓS,CARNÍVOROS BRASILEIROS,e,AUTORIDADES...

Walter João Chessa walterchessa@terra.com.br

São Paulo

___________________________

A ''SANTA DAS SARJETAS''

Pouco ou nada se falou, neste 5 de setembro, sobre Agnes Gonxha Bojaxhiu, que nasceu na República da Macedônia (Albânia), no dia 26 de agosto de 1910 e morreu aos 87 anos em Calcutá com a naturalidade indiana, no dia 5 de setembro de 1997. Faleceu como Madre Teresa de Calcutá, quando preparava um serviço religioso em memória da princesa Diana, que era sua amiga e tinha falecido, seis dias antes, num acidente de automóvel em Paris. Madre Teresa era conhecida como a "santa das sarjetas."

Algumas pessoas são bonitas e maravilhosas mesmo parecendo feias. Madre Teresa de Calcutá é tudo isso.

Para ela, a oração que mais nos aproxima de Deus é aquela que não conseguimos enunciar só com os lábios, apenas aquela oração que sai do fundo a nossa alma. Para a Madre Teresa, Deus não ouve as orações indagando qual é a religião de quem ora. Nem pelas palavras nem pelo tom mais alto do clamor das nossas preces.

Madre Teresa tinha medo da escuridão e da noite, tinha medo de não conseguir ver Deus. A beleza da Madre Teresa estava na essência da sua vida.

A expressão da beleza não se resume somente aos contornos físicos do corpo da mulher ou do homem. A beleza não está na suntuosidade e na exuberância dos ricos palácios. Está na majestade simples e colorida das flores e na essência dos seus perfumes. Sem as cores e os perfumes, tudo se assemelharia ao vazio árido, do deserto. A beleza está no sublime toque do violino. Na batida dos tambores. No som do violoncelo, do fagote, das flautas, das cuícas e de todos os instrumentos que, isoladamente ou no conjunto sinfônico da orquestra, representam uma essência. Está no som das folhas e no agito da brisa e do vento. Nas ondas do mar que rebentem nas encostas e nos rochedos e se quebram suavemente nas areias praia. Está no dia que sucede à noite escura. A noite que nos isola e nos lança em dúvidas e medos. A mesma noite escura que nos envolve e nos permite recuperar as forças, nos permite descansar. A beleza está na lua que nos acompanha até a madrugada, quando o dia nos recebe com o brilho do sol. A beleza de tudo está na essência, e não apenas na forma visível de tudo o que conhecemos, tocamos e nos rodeia. A beleza está na fé, mágica e misteriosa, que temos e revelamos no olhar e no sorriso dos lábios como se fossemos ainda uma criança.

Vivemos num mundo de contrastes arrasadores, como há cem anos, quando nasceu a "santa das sarjetas". De alguns poucos muito ricos e de muitos ainda muito pobres. Numa época de queimadas e de destruição, provocadas pelo tempo seco e pelo descuido das políticas públicas, com o tempo nos consumindo. Tempos de campanha e disputas eleitorais, com as florestas sendo incendiadas, para aumentar as áreas agricultáveis, em nome da sustentabilidade. Com os barracos nas favelas, nos becos e nas encostas que sobraram nas enchentes, que agora ardem e se transformam em fumaça.

Quem já não tinha o que comer agora também não tem onde morar.

As promessas eleitorais, na maior parte das propagandas, não vão muito além das garantias de que as coisas vão continuar com um ou com o outro no governo, que quer pegar carona na garupa, para chegar ao poder, de qualquer jeito.

Como não podia ser diferente na natureza humana, Madre Teresa de Calcutá também tinha opositores que afirmavam que ela promovia o sofrimento dos pobres como um meio para arrecadar fundos.

Sinésio Müzel de Moura sinesiomdemoura@hotmail.com

Campinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.