Cartas - 12/12/2010

CONTROLE DA MÍDIA

, O Estado de S.Paulo

12 Dezembro 2010 | 00h00

Mordaça

O vice-presidente nacional do PT está inconformado com a liberdade de imprensa que existe no Brasil. Diz que aqui isso é demais e em muitos países não há essa liberdade. Acontece que em muitos outros há até muito mais que aqui, senão não teríamos o Estado censurado pelo poder de oligarquia nordestina. Talvez ele se referisse a Cuba, Irã, Coreia do Norte e outros países controlados por ditadores. E, por incrível que pareça, quer comparar o controle externo do Judiciário com liberdade de imprensa! Talvez por ignorância ou mesmo má-fé, ele "esquece" que esse controle é feito pelo próprio Judiciário. Os petistas não se cansam de atirar contra a liberdade de imprensa porque não aceitam críticas. Sem a imprensa jamais saberíamos das bandalheiras que grassam pelo País. Por exemplo, será que o senador sem votos Gim Argello continuaria relator do Orçamento da União se não fosse denunciada pelo Estadão a farra com dinheiro público? Se já houvesse o tão esperado controle da mídia que o PT almeja, a roubalheira seria toda escondida e seguiria sem que nós, as vítimas, soubéssemos. Para que serve esse controle senão para proteger bandidos?

MARIA TEREZA MURRAY

terezamurray@hotmail.com

São Paulo

_______________________

Vários pesos e medidas

Da série perguntar não ofende. Lulla I e último, se Deus quiser, é contra a censura ao WikiLeaks. Ora, se elle é contra a censura, por que o Estadão continua censurado há vergonhosos 499 dias?!

RENATO CAMARGO

natuscamargo@yahoo.com.br

São Paulo

_______________________

Censura

É louvável o (ainda) presidente Lula defender o WikiLeaks pela liberdade de expressão. Então, pergunto ao (ainda) presidente: por que não tira a mordaça que o clã Sarney impôs ao Estadão há 499 dias? Este problema está no meu, no seu, no nosso quintal, e não em outro país!

RICIOTI COVESI FILHO

ricioti@uol.com.br

Americana

_______________________

Espelho

Qualquer tipo de censura é o mesmo que encobrir o sol com a peneira ou jogar a sujeira para debaixo do tapete! Se isso fará bem ou não, caberá ao cidadão refletir. Vamos aproveitar o fato e aprender a viver com nossos acertos ou mazelas. O site WikiLeaks apenas está refletindo tudo isso, o espelho não tem culpa alguma!

EUGÊNIO JOSÉ ALATI

eugeniojosealati@yahoo.com.br

Campinas

_______________________

Arquivos de Lula

Já que o presidente Lula não vê problemas no vazamento de informações confidenciais pelo site WikiLeaks, encontrando aí virtudes democráticas, proponho que abra também ele, espontaneamente, seus arquivos para o mundo, incluindo os do SNI e suas anotações pessoais.

FABIO FRANCO

fabio.franco@usp.br

São Paulo

_______________________

FIM DE MANDATO

Senador biônico

Com a indicação de Antônio Carlos Valadares para um Ministério (não tem a menor importância qual), José Eduardo Dutra, seu suplente, assume uma cadeira no Senado. O presidente "saínte" Lulla mais uma vez demonstra sua profunda admiração pelo governo militar: recriou a figura do senador biônico.

ROBERTO ALIBERTI

robertoaliberti@uol.com.br

São Paulo

_______________________

Ousadia?

Lula não foi ousado em relação a mudanças sociais. Poderia ter sido muito mais. Ousado foi FHC, que suportou medidas impopulares para estabilizar a economia, o que permitiu o crescimento econômico posterior. Ousado Lula teria sido se houvesse investido maciçamente e com entusiasmo num projeto educacional que permitisse avanço mais rápido e melhoria no nível educacional do brasileiro, o que teria garantido conquistas sociais definitivas ao povo. Ninguém desconhece que a falta de qualificação da mão de obra constitui um gargalo no desenvolvimento econômico, além de ter condenado milhões de pessoas a permanecer na pobreza e dependência, pois os benefícios oferecidos não foram acompanhados com o mesmo empenho por investimentos em educação e saúde de qualidade, saneamento básico, aproveitamento das vocações regionais, infraestrutura e outras ações promotoras de ruptura definitiva com a miséria que ainda resiste em Estados do Norte-Nordeste. Se o critério para a erradicação da miséria absoluta se assenta apenas na oferta de Bolsa-Família, gerações inteiras estão condenadas à falta de perspectivas, que só será rompida com a migração para centros urbanos, com todas as consequências que isso traz. Não nos deixemos iludir: benefícios sem o foco necessário em educação de qualidade podem funcionar como peça publicitária, mas não como solução definitiva para a real dimensão do problema do baixo IDH em algumas regiões do País, lamentavelmente. Espero que a próxima presidente analise essa questão com realismo e patriotismo, sem o viés populista que caracterizou a gestão de seu antecessor, cuja ousadia maior foi desejar ser o presidente mais popular da História deste país.

ELIANA FRANÇA LEME

efleme@terra.com.br

São Paulo

_______________________

Frustrações

Ao findar 2010, Lula não se cansa de "desabafar", provando, como sempre, sua frustração ante seu antecessor, Fernando Henrique Cardoso. Denúncias e acusações caracterizam seu destempero e suas lamentações. Que pena! Poderia, houvesse humildade (e humildade é verdade), reconhecer tudo de bom que conseguiu em seu governo se aproveitando da herança bendita e inequívoca que recebeu. Mais uma vez, perde-se por não ficar calado!

RUTH DE S. LIMA E HELLMEISTER

rutellme@terra.com.br

São Paulo

_______________________

GOVERNO DILMA

Presente de Natal

Dona Dilma, como a senhora foi eleita presidente do Brasil, acredito que vá governar para todos os brasileiros. Confesso que a senhora e Lula nunca receberam meu voto, mas, mesmo assim, vou fazer-lhe um pedido de presente de Natal, que foi feito em todos os anos de mandato de Lula e nunca atendido: cumpra a Constituição. Simples, não é? Aguardarei ansiosamente!

BENONE AUGUSTO DE PAIVA

benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

_______________________

"Afinal, já não está na hora de parar com essa palhaçada?"

ROBERT HALLER / SÃO PAULO, SOBRE A CENSURA AO "ESTADÃO"

robelisa@click21.com.br

"Dilma disse que descerá com Lula a rampa do Palácio do Planalto. Última homenagem ou é para ter certeza que ele foi embora?"

GILBERTO DIB / SÃO PAULO, SOBRE O BOTA-FORA

gilberto@dib.com.br

"Que Lulla vai passar a faixa, desocupar a cadeira e entregar a caneta, tudo isso é certo. O difícil será soltar o microfone"

FLÁVIO CESAR PIGARI / JALES, IDEM

flavio.pigari@gmail.com

_______________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 667

TEMA DO DIA

Quatro times tentarão o tri na Libertadores

Definidos os times, Santos, Inter, Grêmio e Cruzeiro podem ser tri. Flu e Timão buscam título inédito

"Essa Libertadores será "o bixo" e, com certeza, sairá um novo Tricampeão do Brasil. Espero que seja o Santástico."

ROGERIO CAMPOS

"O Timão precisa de reforços na defesa e no ataque. Mas, sobretudo, mudar a filosofia paternalista do clube com os atletas."

TITO MARCOS MARTINI

"Quando o São Paulo foi tri brasileiro, o Muricy já não se conformava com o fato de o campeão pegar grupos mais difíceis."

GUILHERME CIMINO

_______________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

PADILHA

Passamos oito anos escutando as desculpas costumeiras dos políticos suspeitos de alguma maracutaia: não vi, não sei, não fui eu, é farsa montada pela oposição golpista... Tudo valeu como expressão da mais pura verdade, e ponto final. Para não fugir à regra, encerra-se a segunda gestão de Lula com um seu ministro, Alexandre Padilha, titular da pasta de Relações Institucionais, negando ser sua a assinatura num documento que foi usado para aprovar convênios no valor de R$ 3,1 milhões em favor de uma entidade fantasma no Ministério do Turismo, a Inbrasil, que, apesar de só existir no papel, vinha "funcionando nos últimos 3 anos de forma regular prestando relevantes serviços à comunidade", segundo ofício com assinatura do ministro Padilha. Descobre-se que o Inbrasil foi criado para que o publicitário Antonio Carlos Silva, de Brasília, pudesse turbinar os negócios da empresa de seu filho André Fratti Silva, um militante petista engajado na campanha de Dilma Rousseff. Bom, a trama é esta, e se a Justiça resolver que vai puxar o fio que está solto e bem na frente do nariz de todo mundo, poderemos chegar à verdade verdadeira, não? Resta saber se os políticos e a Justiça querem...

Vale lembrar que Padilha está muito bem cotado para ocupar a pasta da Saúde no governo Dilma Rousseff.

Será mesmo que a política se encontra numa tal grau de indigência em seus quadros que é impossível ao governo Lula/Dilma indicar alguém com um histórico mais confiável?

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

PADILHANDO

Alexandre Padilha foi um dos mais ativos cabos eleitorais de Dilma RousseFf. Atuava inclusive em redes sociais, como o Twitter, com o seu "padilhando". Enquanto "padilhava", ajudava a liberar verbas vultosas para a empresa do filho do militante petista Antonio Carlos Silva. Este, por sua vez, usava o endereço de sua casa, Num bairro luxuoso na capital, como se fosse de uma empresa, que não existe. Tudo muito sórdido, desonesto, porém típico do grupo que chegou ao poder há oito longos anos. Todavia não nos iludamos. Os membros da irmandade são inimputáveis. Não são investigados, não são punidos. Padilha, na certa, receberá algum cargo no governo Dilma, pelos relevantes serviços prestados na campanha. E Antonio Carlos Silva continuará a ganhar muito dinheiro. Por falar nisso, como vai o caso de Erenice Guerra?

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

NOVO MENSALÃO?

 

O "mensalão" de 2005, dizem, era para o caixa 2 da campanha do PT. Seriam essas entidades de fachadas que grassam na mídia o canal substituto do "mensalão?

Estranho, muito estranho!

 

 

João Menon joaomenon42@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

A ASSINATURA É VERDADEIRA?

Para negar a autenticidade do documento que o compromete, bastaria ao ministro Alexandre Padilha negar a autenticidade da assinatura. Todavia a nota oficial expedida sobre o assunto, embora negue que o ministro tenha assinado a declaração, não sustenta a falsidade da assinatura, limitando-se a dizer que ela destoa dos documentos oficiais, o timbre está incorreto, assim como o telefone da secretaria e sua "identidade visual" (sic). Se a assinatura é autêntica, "cessa tudo quanto a antiga musa canta".

 

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

É MINHA...

 

O ministro de Estado chefe da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Rocha Santos Padilha, está sendo acusado injustamente de ter posto sua assinatura num documento que deu respaldo a uma entidade de fachada (Inbrasil - Instituto Brasil de Arte, Esporte, Cultura e Lazer) para roubar R$ 3,1 milhões do erário e finalmente beneficiar um militante petista, mais um, engajado na campanha de dona Dilma. Ele nega que a assinatura seja sua, lógico, imaginem se um ministro de tão pomposo órgão federal iria pôr sua honrada assinatura num documento fajuto. A assinatura que lá aparece é minha, aliás, muito parecida com a dele. Quero aproveitar a oportunidade para me desculpar ao ministro por ter-lhe causado tanto transtorno e constrangimento.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

O SUPLÍCIO DE TÂNTALO

Figura lendária, Tântalo foi supliciado por haver roubado os manjares dos deuses para dá-los a conhecer aos homens. Seu suplício era estar perto de água, que se afastava quando tentava bebê-la, e sob árvores que encolhiam os ramos quando lhes tentava colher os frutos.

A adjetivação tantálico passou a denominar aqueles consistentes em negar sempre aquilo que já parece alcançado (vide "O ministro perde a linha" 27/11/2009, A3).

O "nosso" Estadão (10/12/2010, A4) denuncia mais um malfeito da série "Farra dos institutos".

As evidências que o ministro Alexandre Padilha está a negar remetem-nos ao lendário suplício de tântalo.

O que pareceu alcançado de uma forma ou de outra pode talvez significar, pela postura de atitudes dos últimos dias da presidente Dilma, mais uma não convocação de Padilha para seu "staf" ministerial.

A negativa que o ministro afirma em relação a suposta fraude existente na sua assinatura, se comprovada pela Polícia Federal, pode significar a ponta do iceberg denunciado pelo jornal.

A prevalecer a hipótese, certamente será um "salve-se quem puder"...

Nicanor Amaro Silva Neto nicanoramaro@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

PARADOXO

No Ministério do Turismo não há turistas.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

À FLOR DA PELE

"A última flor do Lácio, inculta e bela", como dizia Olavo Bilac, a nossa rica língua portuguesa, quase já não nos oferece mais adjetivos para qualificar a pouca-vergonha, a falta de respeito com o dinheiro público e os desmandos que proliferam no Congresso Nacional. Desvio de R$ 115 milhões de dinheiro público para a realização de eventos na área de Turismo, através de emendas de parlamentares, consagra-se como um verdadeiro acinte. Além de outros desmandos, somos novamente impactados pela pretensão abusiva de aumento de 61,8% sobre os salários de senadores e deputados. E, como de costume, não há dinheiro para o reajuste do salário mínimo e para os aposentados. O nosso sentimento e da população brasileira não pode ser outro, a não ser o de indignação à flor da pele.

Francisco Zardetto fzardetto@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

A GRANDE FAMÍLIA

 

 

Desvio no Turismo chega a R$ 115 milhões. As sogras são muitas.

 

 

Eduardo Henry Moreira henrymoreira@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

A FARRA DAS EMENDAS

Os derradeiros dias de mandato do nosso "lorde de Garanhuns" não poderiam chegar de outra forma que não a de estar acompanhados por mais um escândalo. Depois de fazer pouco-caso com o TSE, passando pelo escândalo da Casa Civil, veio a farra das emendas das verbas de Turismo, num esquema totalmente fraudulento e devidamente encoberto pelo "lorde de Garanhuns" e pela "duquesa das Alterosas", que, ao visto, passarão a conduzir, a partir do dia 1.º de janeiro, a nossa Nação diretamente para o abismo. Parece que a nossa conta para 2011 chegará ainda mais salgada.

Ricardo A. Rocha rochaerocha@uol.com.br

Belo Horizonte

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BADERNA

Manchete do Estadão de 9/12, "Farra das Emendas faz verba do Turismo aumentar 2.351%". Se não estivéssemos na republiqueta de bananas do Brasil, seria uma vergonha. Mas, quando um só partido, o PT faz e desfaz da Nação pisando na Constituição, além da farra o País vira baderna. E devemos estar preparados para as próximas farras, que serão as dos Rafales, da Copa do Mundo e da Olimpíada. Fora outros trenzinhos da alegria puxados pela maria-fumaça que se chama Dilma. Os Tiriricas do Brasil só pensam neles, em seus interesses, parentes e nepotes. O presidente Lula que o diga.

Roberto Stavale bobstal@dglnet.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

CARRAPATOS

Dinheiro para turismo? Para quem? Para picaretas atravessadores do dinheiro público, que deveria retornar em forma de benefícios para a população?

Querem fomentar o turismo, coloquem money no bolso do povo! Ninguém precisa de atravessadores! As classes mais abastadas pagam, é lá que eles devem buscar viabilizar seus projetos imbecis.

Inflação do jeito que está, devemos antes de sair de casa fazer um reconhecimento da área à procura de abutres. A barriga vem em primeiro lugar, preferencialmente debaixo de um teto, não na sarjeta!

Dinheiro público para os ricos?

Manda esse picareta vender essa ideia na...! Pode dobrar e redobrar os projetos e enfiar... Ficou óbvio que não dá para fazer turismo em Brasília. Está infestado de carrapatos!

Fernando Makoto Fucamizu fernandofucamizu@hotmail.com

Marília

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

ELE NÃO SABIA

Com mais uma trapaça desnudada, o Estadão só deve tomar cuidado para não sofrer mais uma censura como a que a oligarquia nordestina conseguiu.

Em qualquer país decente a atuação do senador sem voto endossando roubalheiras com o dinheiro público seria considerada passível de prisão, ou, no mínimo, ele estaria foragido.

Como estamos no Brasil, os contratos superfaturados, as empresas fantasmas com endereço inexistente, os laranjas confessos, todas as práticas fraudulentas de sempre, nada disso faz com que quem tenha liberado tanto dinheiro sinta ao menos um traço de vergonha.

O suplente de senador de Joaquim Roriz, também implicado no caso que fez com que este renunciasse, atualmente um dos homens de confiança da presidente eleita, alega estar sereno e tranquilo e que nada sabia, mesmo tendo assinado uma emenda em favor de uma ONG pertencente de uma amiga condenada pela Justiça.

Afinal, ninguém sabe de nada lá em Brasília.

 

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

MAIS UMA FRAUDE!

 

É por isso que querem amordaçar a imprensa e limitar a liberdade de expressão? Jamais ficaríamos sabendo da fraude do Orçamento da União, cujo relator era o senador Gim Argello (PTB-DF), que não teve nenhum voto para estar onde está. Após a denúncia do Estadão é que tomamos conhecimento, forçando-o a renunciar à relatoria. Cabe ao Ministério Público investigar e apurar o montante da fraude, punir os responsáveis e exigir a recuperação de valores desviados. Amanhã o Estadão completará 500 dias de CENSURA, sem julgamento pelo nosso célere Judiciário. Na quarta-feira passada o Senado aprovou o texto do novo Código Penal. Será que extinguiram a IMUNIDADE PARLAMENTAR para crimes comuns? Ou continuarão se autoprotegendo?

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

RÉPLICA

É fácil responder à pergunta do leitor sr. Ronaldo Ferraz (Divã, 10/12) quanto ao poder do Sarney sobre a politicagem nacional: o marimbondo de fogo em todos esses anos deve ter acumulado dossiês com toda as maracutaias da cambada que manda neste país, porque só isso pode explicar que um político de um Estado falido e com uma mixaria de votos possa ter tamanho domínio. Prova disso é só lembrar que bastou uma visitinha ao Lula para este mudar de opinião e obrigar o Mercadante a apoiar o marimbondo de fogo para a presidência do Senado. Seu poder de mando chega até à Justiça, basta ver que até agora, passados 499 dias, o Estadão continua censurado, proibido de noticiar dados sobre o processo de um filho do Sarney.

Laércio Zanini arsene@uol.com.br

Garça

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

BOQUIRROTO

A incontinência verbal do presidente continua solta. A última "pérola" foi defender com unhas e dentes o fundador do site WikiLeaks, acusado pelo governo americano de divulgar dados sigilosos que os EUA consideram importantes para a sua segurança.

Disse Lula: "O que eu estranho é que o rapaz que estava desembaraçando a diplomacia americana (...) foi preso e não estou vendo nenhum protesto contra (pela) a liberdade de expressão". (Julian Assange, fundador do WikiLeaks, foi preso por outro motivo: acusação de estupro.)

Ainda, asseverou o presidente: "Em vez de culpar quem divulgou (os dados sigilosos), culpe quem escreveu a bobagem, porque senão não teria o escândalo que tem."

Tem-se, portanto, que pela lógica lulista, quem divulga dados sigilosos não comete crime algum; criminoso é o responsável pelo conteúdo do que foi divulgado - conteúdo esse por Lula, no caso do WikiLeaks, tachado de "bobagem". Mais: impedir divulgação de dado sigiloso é cercear a liberdade de expressão.

Apesar de sempre errada, a visão de Lula sobre liberdade de expressão parece mudar conforme o momento e a conveniência: recorde-se que outro dia mesmo, no calor da campanha presidencial, ele atacou a imprensa por exercer seu papel de noticiar - mais - um escândalo do seu governo, o da quebra de sigilo fiscal de pessoas ligadas ao candidato adversário. Neste caso, diferentemente do WikiLeaks, a "vítima" era o responsável pelo "conteúdo" e o "culpado", o "órgão divulgador".

Faltam ainda longos poucos dias para Lula desocupar o Planalto...

Luiz França Guimarães Ferreira

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PIMENTA NOS OLHOS DOS OUTROS...

 

Lula defende fundador do WikiLeaks, Julian Assange, dizendo que não se culpe quem divulgou os documentos, mas quem escreveu "a bobagem". Isso porque os documentos vazados não foram os brasileiros, e não foi Lula quem ficou em situação incômoda. Se fosse com Lula, certamente encorajaria Assange a procurar um psiquiatra.

Myrian Macedo myrian.macedo@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONTROLE DA IMPRENSA

 

 

Lula é simplório apenas na aparência. Aproveitou o episódio da prisão do fundador do wikiLeaks para arvorar-se em defensor da liberdade de expressão. Convenientemente esquecido de que Julian Assange foi preso por um crime comum, Lula faz uma cortina de fumaça para tentar disfarçar o óbvio: seu partido quer controlar o conteúdo da imprensa. E não medirá esforços para tanto.

 

 

Marcelo Guterman margutbr@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

A DEFESA DO ‘RAPAZ’...

A propósito da defesa que o quase ex-presidente faz do "rapaz" do WikiLeaks, quero dizer que eu também não vi Lulla se manifestar a favor dos presos políticos de Cuba, assim como, não o vi manifestar-se contra o apedrejamento bárbaro de Sakineh, no Irã. Elle também não se empenhou no esclarecimento da morte de Celso Daniel e na punição de seus algozes. Já com Cesare Battisti a situação é diferente, se ficar para sua decisão, elle é capaz não só de libertá-lo e mantê-lo no País, como talvez arranjar-lhe um emprego.

Contra seu amigo Chávez, que comete diabruras com a imprensa e jornalistas, na Venezuela, elle permanece quietinho. Concluindo: ASSIM É SE LHE CONVÉM!

 

Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

WIKILULA

Quando o WikiLeaks,começar a divulgar as barbaridades do governo petista, Lula dirá que o mensalão é invenção da CIA, que a presidente guerrilheira e José Dirceu são vítimas da guerra fria, que a oligarquia Sarney é ficção da imprensa paulista, que seus filhos estão ricos por competência e que FHC tem inveja dele.

 

 

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

BABOSEIRAS

 

Onde existe falcatrua, aparece Lula como defensor. Tenho a impressão de que esse senhor não tem uma visão completa da realidade. Nesse caso, ele está confundindo liberdade de imprensa com invasão de privacidade. Ademais, a prisão do "dono" da WikiLeaks não se deu por causa da divulgação de dados diplomáticos dos EUA, e sim por um outro motivo torpe. Lula, "por qué no te callas"? Já se formou um imenso glossário com suas baboseiras, não inclua mais nenhuma.

 

 

Carlos E. Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

QUEM FALA DEMAIS...

Duas notícias interessantes publicadas em 10/12. A primeira, veiculada no jornal "O Estado de S. Paulo", diz que "Lula defende WikiLeaks". Logo após a segunda notícia, desta vez vinda dos Estados Unidos: "Diplomacia dos Estados Unidos afirmou em telegrama confidencial de 2005 que Dilma Rousseff, então recém-nomeada para a Casa Civil, organizou três assaltos a bancos e planejou o legendário assalto popularmente conhecido como 'roubo ao cofre do Adhemar' na ditadura". Ainda na segunda notícia há comentários de que o referido telegrama faz parte de um lote de nove documentos obtidos pela ONG WikiLeaks. E agora? Lula continuará defendendo WikiLeaks, ou vai falar que não sabe da onde surgiu a primeira informação?

José Carlos Alves jcalves@jcalves.net

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

WIKILEAKS DESNUDA DILLMA

Nova denúncia no WikiLeaks desnuda nossa presidente eleita, Dillma Rousseff, e a coloca como protagonista de três assaltos, inclusive ao famoso cofre do Adhemar. Esta notícia vem a público um dia após o presidente Lulla defender a liberdade de expressão na internet e soltura do dono desse polêmico site. Lulla omitiu o passado nada limpo de nossa futura residente o tempo todo e se irritava quando alguém tentava desenterrá-lo. Será que ele continuará defendendo a soltura do dono desse site depois que desnudaram o passado nebuloso de sua pupila e que a grande maioria dos eleitores desconhece?

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ELOS FRÁGEIS

Pelas revelações do WikiLeaks, conclui-se que as moscas continuam as mesmas, só mudam os cofres. O "eu vi o que você fez e sei quem você é" não funciona, pelo menos para os incomuns, porque a Justiça por aqui não é nada "wikiwiki".

 

 

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

ESSA O WIKILEAKS DEIXOU PASSAR

Tem-se de fonte segura que a música "Está chegando a hora", adaptação do "Cielito lindo", estaria desagradando profundamente ao atual inquilino do Palácio do Planalto.

Alexandru Solomon alex101243@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

PARABÉNS

O site WikiLeaks representa a essência da liberdade de mídia. Todos os povos do planeta merecem ter em mãos informações do que realmente acontece. Parabéns ao sr. Julian Assange, que abriu para o mundo uma nova forma de informação, a publicação da verdade escondida, uma vez que está inserida nos direitos do homem.

 

Alberto Nunes albertonunes77@hotmail.com

Itapevi

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

PUDOR OU LOBBY?

É curioso como nos jornais do Brasil só escrevem sobre o sr. Assante, o australiano dono do WikiLeaks, mas não se fala uma linha sobre o soldado do Exército norte-americano Bradley Manning, que está preso por "vazar" esse monte de documentos secretos traindo o seu país, bem como a sua condição de gay assumido, e ainda sua motivação para esse crime, que foi amorosa, atendendo a um pedido de seu namorado, um travesti. Pudor ou lobby gay?

Paulo Boccato pofboccto@yahoo.com.br

São Carlos

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

WIKILEAKS

Estão querendo censurar de todas as formas o site Wikileaks, provavelmente até inventando crimes sexuais de seu proprietário, o australiano Julian Assange, para evitar virem à tona os podres da política externa norte-americana.

Só aquela imagem do helicóptero norte-americano matando dezenas de civis inocentes no Iraque é o suficiente para provar que o site revela apenas a verdade, nada mais que isso.

Agora, que deixa bastante gente constrangida, não há dúvida, inclusive brasileiros.

Habib Saguiah Neto saguiah@mtznet.com.br

Marataízes (ES)

 

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

DILMA’S WIKILEAKS

Dilma está montando uma equipe que pode ser chamada de "EquipLeaks": ou seja, terá companheiros saindo pelo ladrão! E adivinhe quem vai pagar a conta?

Silvano Corrêa

São Paulo

 

 

 

 

 

 

_______________________

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTE DE ALCÁCER QUIBIR!

Não consigo acreditar na aceitação, ou melhor, na neutralização da população ante os acontecimentos deste país. Todos os dias, nos noticiários, três itens perseguem a vida do brasileiro: corrupção dos políticos, insegurança da população e a impunidade são regentes no Brasil.

Precisaremos de mais quantos mensalões, quantos laranjas e "caixas 2", quantos castelos e mansões, quantas contas no exterior, quantas CPIs?!

Precisaremos de quantos arrastões, quantas tomadas de favelas, quantas mortes no trânsito, quanto sangue derramado a pedido de coronéis e chefes de tráfico?!

Precisaremos de quantos Fernando Collor, José Sarney e Renan Calheiros, livres, quantos João Hélio, Isabella Nardoni, Eliza Samudio e Eloá, mortos, quantas crianças estupradas, pessoas humilhadas, quantos ricos à custo dos pobres?!

Não! Não devemos aceitar! Em uníssono, nossa voz é mais forte e pode, sim, detê-los. Não podemos mais esperar a vinda de um salvador, de alguém que nos ajude. Temos de agir, agora!

O Brasil mostra-se ao mundo com um país em extrema ascensão, rico em fontes de energia e biodiversidade, de uma cultura ímpar, e uma minoria, aqui dentro, faz essa ascensão ser freada!

Bom, vejo duas opções: ou braços fortes ou aceitação. Ou dizemos Não ou o Sim deles no consome. Ou Independência ou Morte. Ou Lutamos ou nos entregamos. Ou somos o Brasil ou gritamos: Volte, dom Sebastião, salve-nos!

Lucas Filipe Toledo, lucasfilipetoledo@yahoo.com.br

Cabo Verde (MG)

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.