Cartas - 13/07/2010

FICHA LIMPA

, O Estado de S.Paulo

13 Julho 2010 | 00h00

Formalismo x cidadania

Carlos Alberto di Franco reproduziu em seu artigo de ontem (A2) o que os quase 2 milhões de subscritores do projeto popular que deu origem à Lei da Ficha Lima - e o restante do eleitorado, de mais de 130 milhões - gostariam de ver implantado em relação às candidaturas deste ano de 2010: que sejam afastados imediatamente os enquadrados em seus estritos termos, deixando o formalismo e as questões filosóficas para os acadêmicos. Supremo Tribunal Federal não é academia, como pensam vários de seus membros que não deixam o País andar para a frente. Nós, seres de carne e osso, apelamos ao Supremo Tribunal Federal que não se deixe enredar sempre em firulas, quando o objetivo maior é claríssimo, qual seja, livrar o Brasil de pessoas que não têm nada a colaborar para a sua grandeza.

ANTONIO DO VALE adevale@uol.com.br

São Paulo

____________________

Tomás Morus

Bela a justa a homenagem que dom Odilo Scherer fez a Tomás Morus (10/7, A2), exemplo de político ficha-limpa, canonizado santo pela Igreja Católica, em 1935, e proclamado patrono dos políticos e governantes, em 2000, por João Paulo II, por sua postura moral e ética. Relevante lembrar que Tomás Morus claramente fundamentou a razão de se prover a todos a garantia de uma renda. Em Utopia, em 1516, Tomás Morus desenvolve uma reflexão sobre a pena de morte, que, instituída na Inglaterra no início do século 16, não havia colaborado para diminuir os assaltos, os roubos e os assassinatos. É então que o viajante português Rafael Hitlodeu afirma para o cardeal-arcebispo e outro personagem: "Em vez de infligir esses horríveis castigos, seria muito melhor prover a todos com algum meio de subsistência, de tal maneira que ninguém estaria se submetendo à terrível necessidade de se tornar primeiro um ladrão e depois um cadáver." Com base nesta reflexão, dez anos depois um amigo de Tomás Morus, Juan Luis Vives, fez a primeira proposta de renda mínima em De Subventione Pauperum. Sive de humanis necessitatibus (1525), para a cidade flamenga de Bruges, que de alguma forma foi aplicada na cidade flamenga de Ipres. Tomás Morus foi relembrado por ocasião do XIII Congresso Internacional da Rede Mundial da Renda Básica, realizado na FEA-USP em 30 junho/1.º e 2 julho.

EDUARDO MATARAZZO SUPLICY, senador (PT-SP)

eduardo.suplicy@senador.gov.br

São Paulo

____________________

INDENIZAÇÕES

Veteranos de 32

Os veteranos da Revolução Constitucionalista de 1932 recebem R$ 450 mensais. Já os aquinhoados de 1964 recebem dez vezes mais. É justo?

GUSTAVO GUIMARÃES DA VEIGA gjgveiga@hotmail.com

São Paulo

____________________

HERANÇA VARGUISTA

Voz do Brasil

É inacreditável que ainda exista o programa radiofônico A Voz do Brasil, uma herança - essa, sim, maldita - da era Vargas. Até quando os Poderes Executivo e Legislativo vão brincar com os cidadãos, como se fossem donos disto aqui?

BOB SHARP bobsharp@uol.com.br

São Paulo

____________________

CASO BRUNO

Falhas

Mais uma vez a Justiça falhou por não proteger a vítima quando fez a denúncia de agressão. Não deveria, quando a Justiça falha, também ser punida? É chegada a hora de prevenirmos e parar de remediar. A atrocidade cometida não será apagada, por maior que seja a pena dada.

CESARE MOROSINI cesare@listasinternet.com.br

Guarulhos

____________________

Estou extremamente indignado com a atenção que autoridades do Rio e do dito prestigioso Instituto Carlos Éboli deram às queixas da desafortunada jovem Eliza Samudio. Se forem verdadeiras as informações de que há mais de oito meses ela teria feito suas queixas e recolhido material para análise e nada foi feito a tempo de se evitar tudo isso, desculpem-me, elas não são dignas da minha menor consideração.

JOÃO HENRIQUE PACE jhpace@terra.com.br

Rio Claro

____________________

DIREITOS AUTORAIS

Arrecadação

Sobre o artigo do jornalista e escritor José Nêumanne (7/7, A2), esclarecemos que justamente pelo fato, citado por ele, de que "a arrecadação e a distribuição de direitos autorais no Brasil nem sempre contentaram os interessados nelas", o governo federal pôs em consulta pública uma proposta de modernização da lei para reforçar o direito de autores e artistas sobre sua própria obra e dar transparência ao sistema de arrecadação no Brasil.

DANIEL FERNANDES MERLI, coordenador da Comunicação Social do Ministério da Cultura Marcelo.Silva@cultura.gov.br

Brasília

____________________

José Nêumanne responde: A questão é simples. Na democracia não existe consenso, mas o respeito ao contraditório. Muitos autores concordam e outros discordam do sistema de arrecadação de seus direitos e têm o direito de decidir mudar, criar outras sociedades privadas para administrar o dinheiro obtido com eles. Não há sentido em o governo intervir no assunto, que não é público. Da mesma forma, nem todos os brasileiros concordam com o que o governo Lula anda fazendo. Seria o caso de depô-lo por causa disso?

____________________

POLÔNIA

"Quintal"

Venho manifestar estranheza e expressar discordância com relação à nota Hillary inicia tour por "quintal" da Rússia (1.º/7, A16), desse prestigioso jornal, pelas seguintes razões: 1) O termo "quintal" reveste-se de conotação negativa. A Polônia desde 1990 é país independente, soberano, democrático e com economia de mercado; 2) a Polônia é membro da União Europeia, da Otan, ONU, OMC e OCDE; 3) Além das questões relacionadas com a soberania, a Polônia é a sexta economia da União Europeia e foi o único país na UE no ano passado com crescimento positivo.

MARCELI TADEUSZ MINC, primeiro-conselheiro da Embaixada marminc@o2.pl

Brasília

____________________

"Roberto, talvez a sua música "É Proibido Fumar" fique desatualizada..."

MARCIANO VASQUES / SÃO PAULO, SOBRE O PLANO OFICIAL DE INCENTIVO AO TABACO

marcianovasques@gmail.com

"A grosseria de Lula com a Fifa explica-se pelo fato de estar sendo questionado sobre o atraso das obras para 2014. O reizinho não admite ser contrariado"

M. CRISTINA DA ROCHA AZEVEDO / FLORIANÓPOLIS, SOBRE A VOLTA ANTECIPADA DA ÁFRICA DO SUL crisrochazevedo@hotmail.com

"Nem se percebeu a ausência do presidente Lula na tribuna de honra na final da Copa..."

PAULO BUSKO / SÃO PAULO, IDEM

paulobusko@terra.com.br

N. da R. - A expressão "quintal da Rússia" não se refere à Polônia. Hillary partia para visitar Ucrânia, Polônia, Azerbaijão, Armênia e Geórgia e a expressão transcrita fora utilizada pelos principais jornais do planeta, como Washington Post, Guardian e Telegraph.

____________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.378

TEMA DO DIA

Fifa alerta que há tudo por fazer para 2014

Entidade deixa claro que passará a pressionar o Brasil para erros da Copa 2010 não serem repetidos

"A meu ver, o país do futebol não fará Copa melhor do que a da África do Sul. Até trem-bala tem de ficar pronto em 4 anos."

ADEMAR JOAQUIM DOMINGUES

"É obvio que tudo vai sair no tempo certo. Aqui é Brasil. Pra que planejar? Se for na última hora, há contratos sem licitação."

MAURÍCIO SANTOS

"A Copa será no Brasil, vamos ganhar e faremos uma grande festa! É só parar com a choradeira e começar a trabalhar."

LAERTE NASCIMENTO

____________________

Cartas enviadas ao Fórum dos Leitores, selecionadas para o Estadão.com.br

PRIMEIRA-DAMA?

Muito triste a entrevista da esposa do presidente Lula (como se já não bastasse o próprio). Segundo ela, não se vê na obrigação em assumir uma postura ativa, seja na frente de atividades sociais ou lá o que seja, pois ''não foi eleita'', e sim o maridão, tampouco ''ganha'' para isso. Cômodo, hein? É lamentável, absolutamente triste. Vivemos num país absolutamente carente de tudo, educação, cultura, cada vez mais identificamos uma falta de princípios e valores na sociedade e, quando uma pessoa tem destaque na sociedade e oportunidade em contribuir para enfrentar essa dificuldade, esconde-se numa desculpa esfarrapada destas? No lugar de recordar as benesses que o tal cargo indesejado lhe proporciona, vou prestar um enorme favor à ''primeira-dama'': informe-se a respeito das sras. Sara Gomes de Sousa Lemos, Ruth Cardoso e, por que não, Lucy Franco Montoro, Lily Covas e Lu Alckmin, leia a biografia e seus feitos para a sociedade brasileira. Quem sabe não se inspira?

Paulo Vaz paulo_vaz@coreconsp.org.br

São Paulo

____________________

''Gosto de ser Marisa''

Li a entrevista com dona Marisa Letícia publicada no Estadão (12/7). Confesso que senti um misto de constrangimento, irritação e pena. Não podemos exigir que uma primeira-dama seja necessariamente uma mulher culta, mas seria bom que tivesse, no mínimo, um pouco de empatia com o povo humilde e pobre deste país, pois, enquanto ela corta seus próprios cabelos ''de raiva'' pela derrota do Brasil na Copa, indo repará-los em cabeleireiro caro e famoso, nenhuma palavra nem gesto de solidariedade demonstrou em relação às cenas dramáticas transmitidas pela mídia, as quais revelaram persistir ainda uma enorme carência de recursos básicos nas cidades nordestinas atingidas pelas águas, com risco agora de epidemias graves, mostrando a quem tivesse olhos de ver o profundo desamparo dessa gente. Diz ela que primeira-dama não é cargo, não é remunerada e não é obrigada a fazer trabalhos sociais, pois para cuidar disso existe um Ministério do Desenvolvimento Social. Nada contra, se dona Marisa Letícia não fosse a primeira-dama, que não é remunerada, sabemos, mas deveria ser, no mínimo, menos alienada em relação aos graves problemas que ainda afetam um enorme contingente de brasileiros muito pobres. É triste constatar também que, quanto mais medíocres são as pessoas encarregadas de nos governar, mais chances elas têm de ser aprovadas pela opinião pública, de contar com a benevolência e simpatia da mídia e com a crença de que realmente se importam com esse povo tão sofrido . Dona Marisa pode até gostar disso tudo, mas eu, não.

ELIANA FRANÇA LEME efleme@terra.com.br

São Paulo

____________________

Recado

Recado de dona Marisa Letícia, primeira-dama do Brasil, a todas as mulheres brasileiras: "Companheiras! Se tiverem momentos de raiva, sigam o meu exemplo e vão a um cabeleireiro de grife."

PEDRO LUÍS DE CAMPOS VERGUEIRO - pedrover@matrix.com.br

São Paulo

____________________

Nada a dizer

É absolutamente inacreditável a entrevista feita com Marisa Leticia da Silva por Sonia Racy, no Caderno 2 do Estadão. Levar a sério aquela bobagem de que, por tristeza ao ver o Brasil ser desclassificado na Copa, Marisa passou a tesoura nos próprios cabelos é da mais completa ingenuidade diante de uma afirmação que foi, claramente, um deboche. É óbvio que a primeira-dama estava apenas em mais uma de suas sessões de beleza no estreladíssimo coiffeur Wanderley Nunes, sem nenhum motivo especial. De resto, Marisa Letícia da Silva, que passou quase oito anos sem falar, continua nada tendo a dizer.

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

____________________

Desperdício

Como assinante e leitor do Estadão, não posso deixar de registrar minha decepção com a publicação da entrevista no Direto da Fonte com a primeira-dama que ''nunca antes neste país'' foi tão inútil. Simplesmente desperdiçou nosso dinheiro em benefício próprio (botox, cabelo...) e o mínimo que fez foram besteiras (troca dos lençóis do palácio, estrela do PT no jardim...). Enfim, uma pessoa à toa que nem sequer sabe seu papel. Eu sinto vergonha por termos uma pessoa desse nível nesse governo pernicioso.

Laert Pinto Barbosalaert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

____________________

Marisa Letícia

Em entrevista ao Estadão, nossa primeira-dama disse que cortou os próprios cabelos, pois estava triste com a derrota da seleção. E pelos desabrigados do Nordeste que fez nossa primeira-dama?

Vera Oguma vera.oguma@uol.com.br

São Paulo

____________________

EX-PRESIDENTE

Li a entrevista da primeira-dama Marisa e lembrei-me de uma conversa que ouvi no Hospital Santa Marcelina, entre dois homens. Um deles dizia: ''A Dilma precisa ganhar para que o Lula continue a governar. Se ela ganhar, é ele que continua mandando, e isso é bom para nós.'' Espero que a primeira-dama consiga influenciar o seu marido, pois diz que ex-presidente não tem de se meter no governo. Espero também que, no caso de ser o Serra o novo presidente, o Lula não vá se meter, pois será um ex-presidente afinal.

Marciano Vasques marcianovasques@gmail.com

São Paulo

____________________

É MELHOR RIR

Gostaria que o problema existencial de 50% das mulheres brasileiras fosse a pelada insípida jogada pela seleção dunguiana e estas, desgostosas, fizessem uso de tesouras e cortassem os próprios cabelos para darem vazão aos seus anseios dramáticos.

Quão maravilhosa seria esta terra se as criaturas nervosas pudessem recorrer aos grandes fazedores (leia-se grande hairstylist) de cabeças e imagens de algumas mulheres petistas, como tem sido noticiado ultimamente.

É a cor, é o corte, é o reflexo? ! ... E a conta?

Ora, ora, dou preferência ao candidato careca, que parece ter mais massa cinzenta que preocupação com as melenas.

Ainda bem que a época da guilhotina já passou, senão teríamos pretensos e governantes rubricando e assinando o corte das respectivas cabeças, uma vez que não costumam ler os documentos importantes que lhes são apresentados.

Esse pessoal é muito pândego.

CLAUDETE RESTANI vitolovictor@uol.com.br

Piracicaba

____________________

O Paul brasileiro

José Serra, candidato tucano à Presidência, disse no discurso de lançamento da sua candidatura em 12?6 que "o governo deve servir ao povo, não a partidos e a corporações que não representam o interesse público", e mais algumas frases de vidente. É o Paul brasileiro, um raro espécime político que sabe enxergar a realidade e, por isso, tem 100% de acerto.

Macmiller José Ribeiro macmilleribeiro@gmail.com

São Paulo

____________________

Forró no Ceará

Taí uma boa ideia para a campanha de Serra no Nordeste: desafiar Dilma a também dançar forró, como ele acaba de fazer em Massapê, no Ceará. Veremos quem dos dois tem mais jogo de cintura.

Paulo Serôdio pserodio@uol.com.br

São Paulo

____________________

Parabéns

Parabéns ao candidato José Serra, pois, dentre os três candidatos de

ponta, foi o único até o momento a ter coragem em enfrentar a ditadura do politicamente correto, contribuindo desse modo com a verdade real sobre a violência e as armas de fogo, ou seja, que estas vêm pelo contrabando que grassa sem combate efetivo em nossas desvigiadas fronteiras, acabando nas mãos do crime organizado e das grandes quadrilhas!

Só falta agora reconhecer, bem ao contrário do governo do PT, que desprezou a vontade e a soberania populares em seu sagrado direito de voto, o resultado do referendo das armas de 2005 e, ainda, que o cidadão de bem, honesto e habilitado, tem, sim, o direito legal a autedefesa por meio do porte lícito de armas lícitas.

Estamos de olho...

Paulo Boccato pofboccato@yahoo.com.br

São Paulo

____________________

Quem é Dilma?

As trapalhadas do comando da campanha da presidenciável Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores, servem muito bem para mostrar o que realmente se pode esperar de um futuro governo que a tenha como chefe. A campanha da candidata petista começou com um fato deplorável, envolvendo os dois principais candidatos à sucessão do presidente Lula. O que deu para perceber é o pouco-caso de Dilma com os programas de governo entregues a Justiça Eleitoral, isso mostra como ela se desvinculou de projetos e propostas sérias. A petista fez ainda pior. Entregou um documento pela manhã, outro mais "light" no mesmo dia à tarde. A dúvida a respeito de quem é e o que de fato pensa a candidata quando não está à sombra do presidente Lula aumentou ainda mais. Embora o documento tenha sido retirado e substituído por outro com termos mais amenos e nada elucidativo, a atitude serve para mostrar o que pensam e o que guardam na manga, na possibilidade de uma vitória da ex-ministra-chefe da Casa Civil. Essas medidas também fazem o delírio da esquerdopatia internacional, devidamente acomodada naquele famigerado Foro de São Paulo, que por vias democráticas pretende assumir o controle dos países e corromper e destruir por dentro o Estado de Direito democrático. Para se ter uma ideia, tanto os irmãos Castro, de Cuba, como Hugo Chávez, da Venezuela, e outros tantos, como Evo Morales e o bispo sob o qual pesam varias acusações no Paraguai têm assento nesse organismo internacional, sem contar o ex-presidente de Honduras deposto depois de querer subverter a ordem constitucional do país para fins ainda nada claros. A defesa da democracia em Honduras acabou levando o singelo adjetivo de "golpe". Não é de hoje que já se sabe que membros do PT nas campanhas políticas pregam uma coisa e no governo fazem outra totalmente diferente. O maior exemplo é o próprio símbolo do partido, o presidente da República "são Lulla", que tenta mostrar como suas as realizações de outros, como é o caso do Bolsa-Família e tantos outros...

TURÍBIO LIBERATTO turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

____________________

Voto de interesse

Lemos com preocupação os artigos de críticos, articulistas, editorialista e outros, dos mais conceituados jornais, com conteúdos políticos sobre os candidatos às próximas eleições, que nos elucidam e ao mesmo tempo nos tornam temerosos sobre a possibilidade de alguns deles se elegerem pela absoluta ignorância daqueles que infelizmente não leem. O mais preocupante é saber que a grande maioria dos eleitores vota porque seus mais comezinhos anseios estão sendo satisfeitos, mesmo que isso possa não trazer o melhor para o País. E o que não dizer das elites, dos possuidores das grandes fortunas, banqueiros e todos os detentores de saber mínimo, que também votam voltados para seus mais diferentes interesses? ''O Brasil não suporta mais a imposição de um modelo de governança carregado de cinismo e corrupção'', afirma o professor Carlos Alberto Di Franco em seu artigo ''STF-formalismo versus cidadania'', no Estadão de ontem (A2). Concordamos plenamente, porém, além dos eleitores conscientes e patriotas, quem se incomoda com esses meros detalhes? É lamentável!

Leila E. Leitão

São Paulo

____________________

Ficha limpa

Lendo o artigo ''STF - formalismo versus cidadania'', mesmo respeitando o autor do texto, Carlos Alberto Di Franco, penso ainda estarmos longe de uma democracia, como articulista descreve quando expressa isso na frase: ''O País não suporta mais a imposição de um modelo de governança carregado de cinismo e corrupção." Não creio nisso, porque a reação a esse tipo de governo é dele, minha e de uma pequena parte da nossa população, aquela da qual saíram os 2 milhões de assinatura para a Lei da Ficha Limpa. O problema é que apenas uns 20% do nosso eleitorado são capazes de discernir, entre o total de candidatos da próxima eleição, aqueles com honestidade ímpar para ocuparem cargos públicos. O restante dessa população aceita, sim, essa forma de governo, porque boa parte é analfabeta, outra vive de esmolas governamentais, mais outra é desinformada e uma minoria, mesmo com cultura suficiente para pensar diferente, também aprova, por ser composta de aproveitadores da situação atual e trabalha para não mudar.

Laércio Zanini arsene@uol.com.br

Garça

____________________

Poder paralelo

O advogado Márcio Thomaz Bastos tem um poder ilimitado junto aos nossos magistrados.

Agora, defendendo o ético ex-ministro das Comunicações Hélio Costa desse também superético governo, já conseguiu uma vitória para ele contra o sr. Roberto Talma. Algo, no mínimo, estranho. Será que no Brasil até os Poderes se rendem e uma mão lava a outra e as duas juntas fazem cada coisa...?

Antonio Jose G. Marques

São Paulo

____________________

Salvos pelo gongo?

Depois da mancada de Lulla quando visitou Cuba e disse que bandido é bandido, referindo-se aos presos políticos na ilha do ídolo Fidel, agora, para se redimirem, dizem também ser donos da soltura. Fizeram silêncio mortal, inclusive quando houve em São Paulo e outras cidades brasileiras manifestações de solidariedade às Damas de Branco, esposas dos dissidentes presos que reivindicavam a liberdade dos maridos. Os direitos humanos do mundo inteiro, através da Espanha e da Igreja Católica, conseguiram amaciar o coração dos irmãos sanguinários, que aceitaram libertar e deportar os dissidentes. Mas como não poderia deixar de ser, "noços" gigantes das Relações Exteriores, Celso Amorim e Marco Aurélio Garcia, logo saíram a campo afirmando terem atuado nos "bastidores" para a libertação dos prisioneiros. Na realidade, eles tentaram limpar a sujeira que tem levado o Brasil pelo caminho desastroso das relações exteriores e à estreita amizade com essa corja de ditadores mundiais. Mas não se iludam, isso é apenas em época de campanha. Depois a luta pela ditadura comunista no Brasil continua!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

____________________

Mentira com fins eleitoreiros

Envergonhados de não terem levantado um dedo para libertar das masmorras cubanas os presos políticos que, por meio de negociação da Igreja Católica e do governo espanhol, puderam finalmente se livrar do ignóbil Fidel Castro, Celso Amorim e Marco Aurélio Garcia têm a coragem de dizer que estavam negociando em silêncio.

Mentindo sempre, sistematicamente, esses dois, talvez inebriados pela aceitação que o povo faz do governo Lula, não pensam que há brasileiros inteligentes.

A ocasião passou há muito tempo, foi na época da visita que Lula fez a Cuba, quando fez pouco do dissidente que morreu de greve de fome e o comparou a um criminoso comum, afirmando que respeitava a Justiça de Cuba e não daria palpite em assuntos internos.

Perderam a chance de se fazerem de magnânimos e defensores da democracia e da liberdade.

Deveriam saber que as oportunidades perdidas são como as palavras: uma vez proferidas ou passadas, nunca mais voltam.

Fingir agora, com fins eleitoreiros, que estavam dando a mão aos cubanos que não concordam com a política de seu amigo Fidel é de uma canalhice sem tamanho.

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

____________________

Roubando os louros

Quanta cara de pau tem o governo brasileiro, nas pessoas do ministro Celso Amorim e do assessor para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, ao afirmar que tiveram participação efetiva na libertação de presos políticos cubanos!

Além de conduzir a política internacional na contramão da História, ao apoiar ditadores e a escória da humanidade, apoia governantes que não respeitam a Constituição de seu pais, como Manuel Zelaya, Hugo Chávez, Evo Morales... Mesmo passando vexames internacionais, Lula e seus ministros não aprendem a lição.

Lauro Fujihara lauro@healthquality.com.br

Carapicuíba

____________________

Fidel

Será que a libertação dos presos políticos cubanos fez o ditador Fidel mudar da patrocinador? Pois ontem (A/9) o vetusto Fidel envergava uma camiseta da Nike. Nada como o tempo para mudar as coisas. Lulão, veja o exemplo.

Carlos Benedito Pereira da Silva advcpereira@hotmail.com

Rio Claro

____________________

Fidel ''patrocinado''

Interessante notar em foto publicada pelo Estadão (A9, 12/7) o popstar do que sobrou do mundo comunista - Fidel Castro - a bordo de um descolado abrigo da Nike. Ele é atleta patrocinado pela turma do "swosh"? A Adidas pode ter ganho a Copa de 2010 com a Fúria espanhola, mas endosso como este...

Silvio Luiz Requeijo requs@terra.com.br

São Paulo

____________________

Adequação patriótica

"Noço shanseller" diz que''o Hino Nacional está muito grande'' e,

se pretendem compatibilizá-lo à estatura do estadista-mor,

teremos - perdão, Tom - o ''Hino de uma nota só''.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

____________________

Propina?

Quer dizer que o Brasil quer dar comissão à ONU para reaver o dinheiro bloqueado no exterior?

E de qunto seria isso, 10%, 50%? Não creio que a ONU inicie essa prática. Soa como propina e criaria um precedente perigoso. Imaginem a ONU negociando comissões com outros países na mesma situação.

É preciso pensar em todas as direções e consequências antes de propor um negócio desses. Surprende-me a proposta do membro do governo brasileiro sr. Pedro Vieira Abramovay.

Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

____________________

Desmoralizando o Brasil

A respeito do oferecimento de comissão à ONU para reaver US$ 3 bilhões ilegalmente transferidos para o Exterior, o Brasil quer induzir as Nações Unidas a praticarem a imoral política do ''toma lá, dá cá'', tão em moda no governo Lula.

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

____________________

Propina para a ONU

Bacana nosso secretário de Justiça... Depois acham ruim darmos propina para liberar precatórios, pra ''facilitar'' licitações, para ''adiantar'' financiamentos... Muito bacana da parte dele querer alastrar esse nosso ''câncer'' de corrupção!

Sergio Augusto Carneiro Bere gutobere@gmail.com

São Paulo

____________________

A ONU que cumpra sua obrigação!

Já não nos bastasse um perdulário presidente, que perdoa dívidas de países carentes, aparece agora um secretário a doar nossos dólares à ONU, que, para mim, não parece carente.

Glalco Italo Pieri colyacpieri@uol.com.br

São Paulo

____________________

Arapuca

Com o editorial "Recorde de contratação", o Estadão foi além da atual realidade brasileira, de vez que não apenas o governo petista propiciou o maior empregismo nunca antes visto na história deste país, mas ainda endividou o governo do próximo presidente até 2012. O jornal bem registrou que, no atual governo, "os cargos ou funções comissionadas parecem surgir por geração espontânea". O loteamento, seguindo o interesse político, não pode ser descartado. Desarmar a arapuca será um desafio do próximo presidente.

Tiago Vinícius Matos matostv@hotmail.com

São Paulo

____________________

Bateram a carteira do trabalhador

A praga do imposto sindical continua lesando o salário dos brasileiros obrigados a contribuir e os cofres públicos obrigados a repassar os recursos para os sindicatos e centrais usarem como bem entendem, sem a obrigação de prestar contas a quem quer que seja. Só no primeiro semestre de 2010 o imposto sindical tirou do salário dos trabalhadores R$ 1,7 bilhão. Em igual período, a CUT e a Força Sindical, que apoiam o PT, receberam R$ 50 milhões cada uma. Só mesmo quem vive de sindicato e sindicalismo para defender que continuem batendo a carteira do trabalhador brasileiro, como foi dito.

Klaus Benvenuto klausbenvenuto@gmail.com

Santo André

____________________

Fiscalização só adianta com leis bem aplicadas

Duas propostas de emenda à Constituição (PECs) seguem trâmite no Congresso visando à criação do Conselho Nacional dos Tribunais de Contas (CNTC), para fiscalizar conselheiros e ministros de contas de todo o País. Será que, no clima de impunidade que reina atualmente, vai adiantar mais um conselho? Acho que não. Enquanto as leis que existem não forem aplicadas com todo o rigor, e com claro intuito de acabar com os abusos, não vai ser mais um grupo, por mais competente e ilibado que seja, que vai resolver. Nosso problema principal é lei frouxa, o ''jeitinho'' e advogados espertos que contornam, protelam e acham brechas ''absurdas'' nas leis. Não adianta criar mais burocracia se as leis não funcionam. Governo que realmente se preocupa com o cidadão, trabalhador e contribuinte, deve punir com o peso da lei, impondo reclusão aos responsáveis e a devolução total dos prejuízos causados ao erário. Sem estas medidas de peso e valor, continuaremos no mundo do faz de conta, tendo de nomear fiscais para fiscalizarem os fiscais que fiscalizam os que deveriam ...

Silvano Corrêa scorrea@uol.com.br

São Paulo

____________________

Aposentadorias

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, ao enaltecer, na última quinta (8/7), a aprovação pelo Senado da proposta de emenda constitucional (PEC) n.º 89/03, que exclui da relação de punições aplicáveis a magistrados a chamada "aposentadoria por interesse público", afirmou que é um grande avanço, que permitirá o tratamento isonômico entre o ilícito praticado por um magistrado e o cometido por qualquer servidor público. Concluiu dizendo que qualquer servidor culpado de ilícito, depois de ser submetido à apuração por sindicância ou processo disciplinar administrativo, é afastado sem direito a vencimentos. O mesmo deve se dar em relação ao magistrado, para quem deve prevalecer a lógica da defesa do erário.

Conrado de Paulo conrado1953@bol.com.br

Bragança Paulista

____________________

Vai entender...

O plano oficial da Câmara Setorial do Tabaco, ligada ao Ministério da Agricultura, que sugere a captação de recursos para o desenvolvimento do fumo, a redução de impostos na fabricação de charutos e a criação de linhas de crédito para o setor, esqueceu-se apenas de sugerir a diminuição dos impostos sobre os cigarros comuns. Aí a lambança seria completa...

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

____________________

OPÇÕES AO TREM-BALA

Carta aberta destinada ao Ministério dos Transportes.

Prezados senhores, a respeito da reportagem do Estadão de sexta-eira, 2 de julho último, sobre criação de estatal para o trem-bala, chamada Etav (Empresa de Trem de Alta Velocidade), com gasto de R$ 3,4 bilhões, gostaria de sugerir a esse Ministério uma opção de transporte mais rápida, mais segura e bem mais barata.

Minha ideia é a seguinte: em vez de gastar R$ 3,4 bilhões com a estatal, mais R$ 33 bilhões com a construção de um trem-bala, atendendo oito cidades e com apenas 530 km de linhas, por que não implantarmos 27 pequenas companhias aéreas regionais (uma para cada Estado) com dez aeronaves EMB-175 cada (a Embraer já teria aí um faturamento de US$ 8 bilhões), com a contratação de 20 mil pessoas (todas do Brasil) para funcionamento das linhas, atendimento de 135 cidades (se cada companhia atendesse cinco cidades), e estariam todas funcionando em, no máximo, dois anos (prazo de entrega de pelo menos cinco aviões cada).

Vantagens para o Brasil:

1- Atendimento de 135 cidades (atualmente a as linhas aéreas regulares atendem 120 cidades). Todo o investimento seria feito aqui, com lucro para brasileiros, e contratação de mão de obra daqui, e não consórcios japoneses, chineses, alemães e franceses.

2- Custo total estimado, R$ 19 bilhões (metade do gasto com o trem-bala).

3- Implantação em dois anos (ante cinco do trem-bala).

4- Maior número de passageiros transportados por ano (4,8 milhões, ante 3,4 milhões do trem-bala).

5- Menor custo do transporte. A estatal prevê tarifa de R$ 199 de ida São Paulo-Rio e as companhias aéreas anunciam hoje por aproximadamente R$ 90, dependendo do horário, porém com tempo de 30 minutos, ante 1,5 hora do trem.

Realmente, um caso a se pensar. E também de acordo com os dizeres do sr. ministro Nelson Jobim e da presidente da ANAC, Solange Vieira, de incentivar a criação de companhias regionais aéreas no País.

José Claudio Bertoncello, engenheiro jcberton10@hotmail.com

São Paulo

____________________

Que inveja dos espanhóis!

Mas não pela merecida conquista da Copa do Mundo, que nós já temos cinco, é justo que os outros também tenham. É pela postura, pela elegância, pela educação, pelo fairplay e por muita coisa mais que a primeira-família espanhola tem e que, por aqui, faz tanta falta.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

____________________

CANDIDATA JABULANI

A volta de Lula ao Brasil, perdendo uma chance de ouro de aparecer ao lado de Mandela para bilhões de pessoas, pode ser o efeito Jabulani. Como todos sabem, a bola vai na maioria das vezes para o lugar errado, parece ter vontade própria. Isso Lula não pode deixar acontecer com sua candidata, senão a casa cai, começando pelo telhado, de vidro.

LUIZ RESS ERDEI gzero@zipmail.com.br

Osasco

____________________

MOLUSCO

Existem várias espécies de moluscos. Alguns até se julgam o ''cara''. Mas o molusco da Copa, que fez sensação, foi Paul, o polvo. Um outro que conhecemos sobejamente arrepiou carreira, colocou a viola no saco, deu uma desculpa esfarrapada e picou a mula. Paul acertou tudo, não enganou ninguém, bem diferente desse molusquito (que já foi um sapo barbudo) nosso velho conhecido.

CARLOS E. B. RODRIGUES ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

____________________

Acima do bem e do mal

Pessoas de destaque da sociedade tendem a se autovalorizar acima do normal, deixando-se embevecer pelo sucesso ou reconhecimento popular, sejam esportistas, artistas, políticos ou profissionais (médicos, advogados) que adquirem notoriedade pelo trabalho acima da média que realizam. Narcisismo, hedonismo, seja lá o que sentem, faz com que alguns percam o chão, fugindo da realidade. Passam a considerar-se acima do bem e do mal, considerando que tudo lhes é permitido e que as leis, e até as normas costumeiras de convívio da sociedade, não lhes são pertinentes. Se pobres, seriam tachados de malucos; como têm posição mais alta na escala social, são chamados de excêntricos.

Debocham dos simples cidadãos, como Lula que, ao chamar Sarney de pessoa incomum (apesar de essa condição ser conceito aberto), deu a conotação de aristocracia para aquela classe à qual ascendeu, quando eleito presidente.

Debochou das leis ao comentar as multas do TSE. É generoso com o dinheiro público, desde que seja para os Lugos, Evos, Chávez ou Castros (nada é ilegal?). Mas, e os esquecidos de Alagoas e Pernambuco?

Deixou a África do Sul antes da final da Copa, em flagrante desrespeito às autoridades esportivas e políticas envolvidas naquele evento.

''Quousque tandem abutere patientia nostra?''(Catilinária de Cícero)

Paulo Roberto Farat prfarat@hotmail.com

Praia Grande

____________________

LULA AUSENTE

Eu sei por que Lula não foi ao encerramento da Copa na África do Sul. Não foi por falta de agenda, nem por causa da derrota antecipada do Brasil, tampouco por causa da enchente em Pernambuco. A vaidade dele falou mais alto: ele não seria a autoridade mais badalada, por causa do Mandela ficaria em segundo plano, contrariando o seu ego.

TOSHIO ICIZUCA toshioicizuca@terra.com.br

Piracicaba

____________________

''Só Timão conta'', diz Lula

Cansado após longo passeio pela África? Para quê? Cancelar a presença no ''Soccer City'' ofende o povo africano, a Fifa, que nos deu a Copa 2014 como presente pela porta dos fundos, e coloca a nossa nação no ridículo diplomático.

As suas palavras são desequilibradas, produzidas pelo cansaço de várias origens. Não use a marca Corinthians para se promover. Nós não precisamos desse expediente!

A sua decadência está em curso.

Jürgen Detlev Vageler vatra_ind@yahoo.com.br

Campinas

____________________

Final da Copa

Foram jogadas 64 partidas na Copa de 2010, com 146 gols marcados, o que dá uma média de 2,28 gols por partida. A Espanha, campeã, marcou 8 gols e tomou 2 (saldo de 6); a Holanda, vice- campeã, marcou 12 e tomou 6 (saldo de 6). Foi uma Copa medíocre.

Mas a Fúria mereceu o título porque jogou muito melhor a final.

Olympio F. A. Cintra Netto ofacnt@yahoo.com.br

São Paulo

____________________

Assassinato do futebol

A luta livre entre Espanha e Holanda encerrou a mais medíocre Copa do Mundo da história. Tivemos apenas alguns lampejos de futebol por parte de algumas seleções que não chegaram às finais. Se tivessem mantido certa regularidade, poderíamos ter uma final com sabor de futebol. Jogos da vencedora contra Suíça, Honduras, Paraguai, Portugal e Holanda foram de envergonhar qualquer jogador que ostenta a medalha de campeão do mundo. Se não bastasse o péssimo futebol apresentado pelas seleções - inclusive pelo Brasil -, as grandes estrelas perderam o brilho tão aguardado pelos que gostam de um bom futebol. A estrela máxima mundial, Messi, após um início promissor, confirmou que não tem brilho quando veste a camisa de seu país. No momento em que os portenhos mais esperavam do ídolo de toda a Europa, naufagou diante da Alemanha com toda a sua equipe. E para surpresa de muitos, Forlán foi o destaque individual de uma competição que não deixará saudades. São muitas seleções, muita festa, muito dinheiro gasto para pouco futebol.

Espero que na próxima possamos ver futebol.

Delpino Veríssimo da Costa dcverissimo@gmail.com

São Paulo

____________________

Curiosidade

Sinais particulares de 12 de julho, ainda bem que Leo Martins, em seu desenho bem criativo, colocou um galhinho e uma folha, pois sem esses detalhes teria parecido muito um desenho, digamos, obsceno, se bem que, na verdade, não sei ao certo qual foi sua intenção...

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

____________________

''LA ROJA ES LA MEJOR''

Em resposta ao e-mail ''NEM TANTO...'', do leitor sr. Anselmo Fernando Grecco (12/7), primeiro, embora eu tenha acertado que o Brasil ficaria fora e a Espanha, entre os melhores, o único vidente competente que conheço é um molusco e a voz do polvo é a voz de Deus (rs). Segundo, após ganhar a Copa de 98 a França fez a final de 2006 e foi vice-campeã (não fosse o estlo Felipe Melo do Zidane, poderia ter sido campeã de novo) e não caiu no esquecimento, muito menos dos brasileiros, infelizmente, porque, além de 1998 e 2006, perdemos em 86, sendo uma espinha atravessada em nossa garganta. Nesta Copa, graças a outro tecnico incompetente (igual ao nosso) que escalava os jogadores pelo horóscopo, a história para a França acabou mal. Terceiro o leitor esqueceu o Uruguai, que tem tanta tradição e Copas quanto a Argentina e foi um belo exemplo de orgulho e garra para seus compatriotas nesta Copa.

Criticam que a Espanha nesta Copa fez poucos gols, porque, claro, faltou um finalizador mais mortal que, junto com o Villa, teria talvez feito recorde de gols, não esquecendo que Fabregas, Iniesta e Torres quase não foram convocados por contusões e estavam se recuperando. Em compensação, foi o time eleito como melhor defesa e melhor fairplay (nada de patadas como os holandeses, Felipe Melo e outros). O humilde e sincero técnico Vicente del Bosque, ao contrário de Dunga (ditador arrogante e medíocre), chamou jovens talentos que estavam em bom momento, como Villa, Pedro, Navas, etc., que junto ao melhor meio de campo do mundo (Xavi, Iniesta, Xabi Alonso, Fabregas, Busquets), uma ótima defesa e o melhor goleiro do mundo, Casillas (um grande time começa por um grande goleiro), mostrou o melhor de seu futebol e não deixou jogar a sensação e favorita Alemanha (freguesa da Eurocopa 2008) e em seguida a Holanda (invicta havia 27 jogos), dando um baile com direito a taconeo e castanholas flamencas.

A Alemanha, com seu time de jovens, ''amarelou'' e a Holanda, em vez de jogar futebol, apresentou pugilismo e caíu diante de ''La Roja'', como dizem os espanhóis, ou ''La Fúria'', como outros chamam a seleção da Espanha, por isso a combinação de um técnico humilde e experiente com uma mescla de jogadores experientes com juventude na medida certa faz a diferença, se também tiver o último ingrediente: garra. ''La sangre caliente.'' A Espanha tem essa combinação e ainda vai longe.

Muitos desrespeitaram e criticaram a Espanha por não ter antes ganho nunca uma Copa, de ''amarelar'' (estavam certos quanto à bandeira e à camisa, mas esqueceram que a camisa também é vermelha... muito vermelha, de sangue, raça e garra), mas esquecem que na Copa de 62, não fosse o juiz roubar feio, deixando de dar um pênaliy e depois anulado um dos mais belos gols da Copa do Mundo, de bicicleta, a favor da Espanha (no jogo com o Brasil), nós teríamos uma estrela a menos e só seríamos tetra. Esquecem também que na Copa de 86 não deram um gol claro da Espanha contra o Brasil, de Michel. Esquecem ainda que a Espanha foi roubada de maneira grotesca na última Copa, no jogo contra a Coreia (deixando de ir para as semifinais). E esquecem que está no ranking da Fifa como umas das melhores seleções nos últimos quatro anos, que a Espanha ganhou a Eurocopa em 2008 (melhor seleção europeia), que tem um dos campeonatos mais concorridos do mundo, com cifras milionárias, que ficou quase dois anos invicta até a Copa das Confederações e, se não perdesse um jogo, ia bater o recorde histórico do Brasil de todos os tempos de invencibilidade e ainda ia fazer a final e poderia até ganhar o torneio do Brasil.

Deveríamos agradecer à Espanha por ter tirado o tetra da Alemanha e o recorde do Klose de gols do Ronaldo Fenômeno e também por espremer a laranja da Holanda, que, além de derrotar o Brasil de Dunga, tem como princesa uma argentina - e segundo as pesquisas, mais de 40% dos argentinos torciam por ela. Mais humildade e respeito, porque a Espanha já merecia há muito tempo entrar para o clube seleto dos oito campeões mundiais de toda a história da Copa, pois de arrogantes já bastam o Dunga e o Jorginho.

Hoje a Espanha é a melhor da Europa no futebol, a melhor da Europa e do mundo no basquete, a melhor do mundo no tênis, com Nadal, e o jovem Fernando Alonso já com dois títulos na Fórmula 1, além de dois espanhóis dando show na principal categoria de motociclismo, fortíssima no ciclismo. etc.

E agora CAMPEÃ DO MUNDO NO FUTEBOL!!! Ufa até cansa (rs)...

Razoável, não? (+ rs)

A Espanha é a nova moda nos esportes mundiais, com muito orgulho para todos ''LOS HIJOS DE ESPAÑA''.

E, claro, a Espanha, continuará na moda no mundo, com sua história, sua gente, sua arte, seus arquitetos, museus, pintores, cantores/música, dança, alegria, bebida/comida, turismo e muito mais...

Arriba, arriba! Agora que ''venga el próximo toro'' , pois a laranjada holandesa já foi espremida e trocada pela sangria wspanhola. Oléééé...

P. S. : Parabéns a todos os comentaristas do Estadão e pela sua ótima cobertura da Copa 2010.

LORENZO M.MARTINEZ lorenzo.martinez@uol.com.br

São Paulo

____________________

CÃES E COPA

Moro numa rua tranquila do bairro do Sumaré, de um só quarteirão, há 50 anos. Em cada residência, há cães de estimação, admirados pelos moradores da rua. Conhecem até os nomes dos estimados cães. De 4 em 4 anos, a felicidade desses cães é agredida pelo foguetório, provocado pela seleção brasileira, constituída de falsos esportistas, mercenários, travestidos de heróis nacionais, levando em suas chuteiras a honra da Pátria. Domingo, com a vitória da seleção espanhola, foi um dia de profundo silêncio!

Os ouvidos dos pet dogs de minha rua agradecem e cumprimentam os espanhóis, pela vitória e pelo agradavel momento de paz e silêncio!

Braz Juliano bjuliano@uol.com.br

São Paulo

____________________

Del Bosque

Encantadora a postura do técnico espanhol Vicente Del Bosque durante toda a Copa do Mundo.

Sempre modesto, sereno e educado, deu o exemplo de comportamento para treinadores de outros países, principalmente para o brasileiro, cujas truculência e arrogância se tornaram o símbolo do fiasco de nossa equipe no Mundial.

Parabéns, Espanha, pelo bom toque e posse de bola, o que já foi a principal característica de nosso futebol, carente de renovação em todos os níveis.

Habib Saguiah Neto saguiah@mtznet.com.br

Marataízes - ES

____________________

A DIFERENÇA

O goleiro espanhol Casillas chorou ao receber a taça. Ao receber o mesmo troféu em 1994, Dunga, capitão da seleção brasileira, proferiu uma série de palavrões e insultos. Eis a diferença dos homens...

RENATO CONSOLMAGNO consolmagno@terra.com.br

Belo Horizonte

____________________

O lado negro da alma humana

Dois restaurantes em Uganda foram pelos ares e dezenas de pessoas, massacradas, quando se entretinham a assistir à final da Copa do Mundo, por um ataque terrorista diabólico de um grupo da Somália ligado à Al-Qaeda. É mais um ato a justificar o acoplamento de todas as forças de segurança e repressivas do mundo democrático no sentido de combater de maneira implacável e erradicar essa praga, muito mais nefanda do que as guerras tradicionais e as próprias guerras de guerrilha, que envolviam combatentes, com certa previsibilidade dos riscos, e não pessoas em momento lúdico transformado abruptamente em desaparecimento monstruoso. Como no poema de Dante, que os autores de semelhante torpeza caiam sob padecimentos eternos entre gritos lancinantes.

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

____________________

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.