Cartas - 14/02/2011

PT EM FESTA

, O Estado de S.Paulo

14 Fevereiro 2011 | 00h00

Escafedeu-se

Festa de aniversário de 31 anos do PT. Frota oficial, mantida com dinheiro público, a serviço de privilegiados. Discursos demagógicos, desatinados e fora da realidade (corte de R$ 50 bilhões no Orçamento). Perdão antecipado a réus confessos de, no mínimo, crimes eleitorais e de evasão de divisas. Quem na verdade se escafedeu foram a ética e o bom senso republicano.

LUIZ NUSBAUM

lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

______________________________________________________________________________________

Barato

O Partido dos Trabalhadores está metido em dívidas de quase R$ 28 milhões. Enquanto Delúbio Soares não volta, está vendendo tudo o que pode, inclusive o livro O Governo Lula e o Combate à Corrupção, a grande "obra", à venda por apenas R$ 10. Pergunto: o que está mais barato, o livro ou o título?

HUMBERTO DE LUNA F. FILHO

hlffilho@gmail.com

São Paulo

______________________________________________________________________________________

Ética

Sinceramente, não consigo entender a lógica e a ética do comportamento e decoro interno do PT. Um partido que abriga um réu acusado de chefiar o esquema do mensalão, como José Dirceu, é no mínimo um partido que não tem ideia do significado da palavra ética. O PT, que diz ser um partido honesto, que luta pelos pobres e pelos trabalhadores, não pode dar ao povo este mau exemplo.

MARIO NEGRO BORGONOVI

marionegrao.borgonovi@gmail.com

Rio de Janeiro

______________________________________________________________________________________

MENSALÃO

Decidir não decidir

Seria muito difícil o Supremo Tribunal Federal (STF) fazer um esforço concentrado, de forma a julgar o processo do mensalão antes que ele prescreva? José Dirceu se disse muito confiante na decisão do STF. Isso é, e tinha mesmo de ser, preocupante. Parece que o STF decidiu não decidir.

MARIA CRISTINA R. AZEVEDO

crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

______________________________________________________________________________________

PACTO REPUBLICANO

Respeito ao Judiciário

Editorial do Estadão de 10/2 (A3) fala da proposta do STF - aceita pelo ministro da Justiça, em nome do Executivo - de formação do 3.º Pacto Republicano, com medidas pontuais de extrema dificuldade de coalizão em prol de um Judiciário mais eficaz. Sem maiores delongas, nada disso seria tão sensacional, se fosse adotado pelo Executivo e pelo Legislativo o singelo respeito às decisões judiciais. O melhor exemplo ocorre nas Fazendas dos Estados, que se recusam a cumprir incontinenti direitos sumulados nos tribunais em favor de servidores não efetivos, sempre barrados no recebimento de direitos já consagrados, como licença-prêmio e sexta-parte. Basta dar uma olhada na imensa quantidade de demandas em mandado de segurança que abarrotam o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Se o Executivo honrasse a sua parte e editasse a consequente regulamentação do direito incontroverso, o Judiciário não precisaria perder tempo julgando o que já foi julgado. O pacto é: cada um cumpra a sua parte e ninguém sentirá vergonha de ser honesto. Sugiro, ainda, ao Estadão averiguar melhor a continuidade de demandas sobre questões já decididas, como se a independência entre os Poderes fosse para servir só à Fazenda pública. Como se nossa democracia pudesse ser achada apenas por procuradores do Estado.

JOSÉ ROBERTO CAHALI

cahali@uol.com.br

Guaratinguetá

______________________________________________________________________________________

COPA 2014

Maracanã

Não demorou nada, pois a obra mal começou. O Tribunal de Contas da União apontou irregularidades na reforma do Maracanã. Alguém tinha dúvida disso? Deliberadamente se procede de forma errada para, com o atraso da obra e outros detalhes, justificar a contratação de serviços/compras sem licitação, com o consequente aumento do orçamento, que já está em R$ 705 milhões. Quanto custaria se pusessem o estádio abaixo e construíssem outro? Fizeram essa conta?

PANAYOTIS POULIS

ppoulis@ig.com.br

Rio de Janeiro

______________________________________________________________________________________

TRANSPORTES

Reajuste das passagens

Igualar o preço das passagens do metrô e da CPTM ao preço do ônibus na capital paulista é menos demagógico do que falar em "falta de argumento técnico que justifique o aumento". Senão vejamos: com a tarifa do metrô a R$ 3 seria possível construir integralmente o monotrilho da Estação Jabaquara até o Morumbi, passando pelo Aeroporto de Congonhas. Ou mesmo pensar em comprar novos trens, construir novas linhas e investir na melhoria do serviço. Se não for subsídio integral, pelo menos vai ajudar, e muito.

HELLI DOS SANTOS OLIVEIRA

helliso@hotmail.com

São Paulo

______________________________________________________________________________________

Alívio da superlotação

É hipocrisia o governo de São Paulo não igualar a passagem do metrô e da CPTM à do ônibus na capital. Com R$ 0,10 a mais de cada passageiro, o metrô poderia adquirir novos trens e aliviar a superlotação.

ALIANA CÂNDIDA SILVA

alianacandida@yahoo.com.br

São Paulo

______________________________________________________________________________________

O carro venceu

No ano passado, passei um mês andando de ônibus, mas não deu certo e voltei logo ao uso do carro. Levava, de ônibus, em média mais que o dobro do tempo do que de carro. Além disso, os pontos são distantes, descobertos, mal iluminados, inseguros e não há lugar para sentar. Como a Prefeitura e o Estado são omissos e incompetentes, muitos paulistanos, como eu, por pura falta de opção, são obrigados a usar o carro, o que só piora o já caótico trânsito da cidade.

RENATO KHAIR

renatokhair@uol.com.br

São Paulo

______________________________________________________________________________________

ENERGIA

Eletrobrás

A solução da situação energética do Brasil passa por investimentos em linhas de transmissão, mas o ministro Edison Lobão diz que não existe problema algum. Diante de tão grande piada do amigo do Sarney, não restou alternativa à presidente Dilma: nomeou o Costinha para presidente da Eletrobrás!

LUIZ FERNANDO D"ÁVILA

lfd_avila@hotmail.com

Rio de Janeiro

______________________________________________________________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

Total de comentários no portal : 1.638

Militares tomam o poder no Egito

Exército dissolve o Parlamento, suspende a Constituição e diz que ficará seis meses no governo

''O melhor a fazer é redigir uma Carta para não revogarem facilmente preceitos democráticos e chamar eleições gerais.''

LUTHER BLISSET

"Gostaria de dar um grande abraço no líder estudantil e, se pudesse, daria um abraço fraterno em todo o povo egípcio!''

SUELI BRAGA

"Trocaram uma ditadura por outra com as bênçãos dos ''democratas'' do Ocidente. Triste dia para a humanidade.''

JOSÉ AFONSO

______________________________________________________________________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

As próximas bolhas

Poucos se dão conta, mas o mundo agora caminha para as piores Bolhas Sociais e Econômicas que são a Escassez da Água e a Redução na Produção de Grãos em todo mundo, especialmente na China e na Índia, onde toda produção até hoje é mantida com a irrigação Selvagem, cuja água é extraída dos Sub-Solos há mais de 40 metros de profundidade e os Rios estão secando pela Lei da Causa e Efeito. O Renomado Ecologista Lester Brown do Earth Institute citou que o mundo produz hoje mais Grãos para a produção de Etanol que alimentam os Veículos nos usa, caso exclusivo do milho, onde para produzir 1 litro de Etanol, gastan-se 20 litros de água. Lamentavelmente no Brasil em lugar de produzirmos feijão e arroz para o Povo, os pequenos produtores estão plantando Pinus e Eucaliptos em suas Pequenas propriedade, mais 2 grandes consumidores de água e secagem dos rios. Para piorar mais ainda o Código Florestal Brasileiro quer reduzir de 30 metros para 5, o espaço das Matas Ciliares. Não como uma profecia de Nostradamus, mas vamos nos preparar para o pior, milhões podem morrer de sede e asfixiados pelo lixo urbano que somente 3% é reciclado hoje. Com tristeza pela nossa biodiversidade e nossas gerações futuras.

Jose Pedro Naisser JPNAISSER@HOTMAIL.COM

Curitiba

______________________________________________________________________________________

A herança de Dilma

Existem alguns ditados que são sábios. Um deles é o que diz que ''a parte do corpo que mais dói é o bolso''. O governo disse que cortes serão feitos no Orçamento e ''não vai ser sem dor'' . Juntando a fala ao ditado, pergunto: que tal, então, fazer doer o bolso de cada um que obteve aumento de mais de 60%, fazendo esse aumento ser revertido em benefício do povo?

MARIA DO CARMO ZAFFALON LEME CARDOSO mdokrmo@hotmail.com

Bauru

______________________________________________________________________________________

A volta dos fantasmas

Enquanto os petistas comemoram com grande entusiasmo os 31 anos do seu partido, nós, a sociedade, nos vemos diante do ressurgimento de fantasmas como ajuste fiscal e inflação ascendente. Toda essa agenta negativa, evidentemente, era mais do que esperada: a dupla Lula/Dilma gastou tudo e mais um pouco durante o período eleitoral a fim de permanecer no poder. Com isso, vieram a brusca deterioração das contas públicas e a fonte que a alta generalizada dos preços tanto esperava para voltar com força total. Ué, o que a ''presidenta'' gerentona, séria e responsável - como quer fazer crer, erradamente, boa parte da imprensa - tem a dizer sobre isso?

Henrique Brigatte hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

______________________________________________________________________________________

Cortes de gasto público

Até menos de dois meses atrás tudo estava maravilhoso, nosso país era o melhor de todos, com enormes reservas cambiais, não devemos nada a ninguém, e, a Dilma foi eleita presidente. Agora, parece que tudo mudou e para pior. Estamos endividados, com orçamento estourado, corremos o risco de uma grande desindustrialização, a inflação chegou, e, o causador de tudo isto, foi-se embora. Podemos chamar a isto de herança maldita, ou maldição mesmo.

Marcos Antonio Scucuglia sasocram@ig.com.br

Santo André

______________________________________________________________________________________

Matemática simples

Gasta-se o dinheiro público,entra-se no caos e depois cortam-se os mesmos gastos.

Sinceramente eu não entendo das complexas planilhas econômicas, nem das projeções de cálculos financeiros, muito menos das probabilidades de riscos econômicos vindos de Brasília;até porque eu não sou economista.Mas uma coisa eu sei, e é universal.Para quem é sério e responsável, a matemática é sempre a mesma 1 + 1 = 2.Nunca vai mudar.

Filipe Luiz Ribeiro Sousa filipelrsousa@yahoo.com.br

São Carlos

______________________________________________________________________________________

Economista

O ministro Guido Mantega, professor da GV, está mais para futurólogo ou astrólogo (tipo Omar Cardoso - anos 70) ''o PIB vai dar X'', ''a inflação não passa de X'', como economista está desmoralizado, com este corte de 50 bilhões no orçamento de 2011, o estouro é de quase 100 bilhões. Ouviu muito e atendeu o ex-presidente Luiz Inácio Lulla Mubarack Fidel Chaves da Silva, e o gasto foi um rombo, nas contas públicas, não trabalhou para o Brasil.

Celso de Carvalho Mello celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

______________________________________________________________________________________

Inflação

Dá toda a impressão que o governo está brincando com fogo nessa questão da inflação. Para os mais pobres ela foi de 1,4% no mês de janeiro. E o corte de despesas de 50 bilhões tem a mesma credibilidade dos ajustes contábeis para esconder o descontrole de gastos do governo anterior, ou seja, nenhuma.

Antonio do Vale adevale@uol.com.br

São Paulo

______________________________________________________________________________________

Tucanando o apagão

A mania do ex-presidente Lulla em imitar o seu antecessor, Fernando Henrique Cardoso, fruto de uma fixação patológica, que talvez possa ser entendida a partir da utilização de algumas teorias freudianas, parece ter sido uma das heranças deixadas para a gestão da presidente Dilma Rousseff. Agora a pouco, durante as alopradas tentativas de explicar o novo apagão que atingiu o Brasil dias atrás, deixando às escuras praticamente toda a Região Nordeste do país, o ministro Edison Lobão, visivelmente enrolado com as palavras, o que não é de estranhar, posto que não passa de um político profissional, na pior acepção da palavra, que em matéria de energia elétrica, até o dia que nomeado para o Ministério das Minas e Energia, através de ''negociações políticas'' (huuummm!!!) engendradas pelo senador José Sarney, era ''expert'' apenas na arte ligar e desligar interruptores de luz, conseguiu ''tucanar'' o apagão, em uma performance humorística que nem mesmo o mais cínico dos filiados ao PSDB conseguiria produzir. O fato é que, sabe-se lá sob o efeito de que agente motivacional, o ministro Lobão, na ânsia de ''tirar o dele da reta'', resolveu apelar para a velha estratégia ''tucana'' de tentar enrolar o povo através do jogo de palavras, passando a negar que tivesse ocorrido um apagão, com a ridícula afirmação de que o episódio não teria sido ''apenas uma interrupção temporária de energia'', uma frase tão ridícula que já entrou para o anedotário internacional, conforme mostra citação irônica incluída em matéria publicada pela revista britânica ''The Economist'', ao avaliar a penúria do setor elétrico brasileiro.

Júlio Ferreira julioferreira.net@gmail.com

Recife

______________________________________________________________________________________

Preços agrícolas

Marcos Jank, presidente da UNICA, independentemente do cargo que ocupa na entidade de classe do setor sucroenergético nacional, foi de objetividade e propriedade ímpares ao elencar os desafios que o Brasil deve vencer para ocupar a primazia na oferta de alimentos e demais commodities agrícolas para um mundo que estará cada vez mais esfomeado. Espero que não só nosso novo governo, mas como todos os agentes envolvidos com a agricultura nacional, tenham entendido a lição de casa que devem fazer, e rápido, pois lembrando o slogan do inesquecível Betinho, ''quem tem fome tem pressa''. Vale, também, um comentário sobre o lançamento do slogan que moverá o governo de nossa presidenta: ''país rico é país sem pobreza''. De que adianta ter dinheiro se não houver comida suficiente para se comprar?

Ricardo Pinto ricardo@rpaconsultoria.com.br

São Paulo

______________________________________________________________________________________

O custo do Senado

Sobre o texto ''O custo do Senado'' (11/2/2011), faço os seguintes comentários: Os grandes números agregados não dão a verdadeira dimensão do descalabro: R$ 2.543 bilhões divididos por 7.681 (funcionarios+aposentados+senadores) dá uma média de R$ 25.467,44 por mes por funcionário. Com certeza este valor não encontra paralelo em nenhuma empresa brasileira ou multinacional que funcione no pais; provavelmente nem os bancos de investimentos apresentam esta média. O que fazer? São as próprias raposas que tomam conta do galinheiro ! Não vão ser com eleições, pelo menos enquanto o voto for obrigatório, que vamos mudar o perfil das raposas. Um golpe de estado para derrubar o Senado? Não queremos isto, sabemos que isto acaba matando a democracia. Fazer como os egípcios fizeram ? Isso seria o ideal. Mas infelizmente, nossa capital Brasilia está distante dos grandes centros populacionais e econômicos do país. Além disto, nosso povo é apático e burro porque se mata de trabalhar para sustentar estes com seus impostos estes e outros absurdos.

Israel Beigler beigler@attglobal.net

São Paulo

______________________________________________________________________________________

A senhora do tempo

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu afirma que o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares pediu seja reintegrado no PT, do qual foi expulso por corrupção.Será que a nossa presidente Dilma concordará com a volta de um elemento cuja atuação no governo anterior, foi uma tempestade que enlameou e arrastou por uma enxurrada toda a dignidade de um partido dominante na época (PT)?, sendo um dos praticantes do nefasto mensalão? Presidente Dilma, a senhora que nos está dando exemplos e mais exemplos,de quem quer moralizar a administração do nosso País, inclusive fazendo cortes bilionários e inconfessáveis no Orçamento da União de 2011, não concorde com essa nefasta volta,livrando a economia do nosso querido Brasil de um novo DILÚVIO!

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br

Assis

______________________________________________________________________________________

Fisiologismo

O esvaziamento a que estamos assistindo do DEM é conseqüência da falta de visão de seus integrantes desde os tempos em que se chamava PFL. O partido ao contrário dos demais, nunca se preocupou em dar as cartas, preferiu seguir como coadjuvante do PSDB mantendo os apadrinhados de sempre com suas sinecuras e feliz da vida por dizer amém a tudo que interessava aos tucanos e dos quais um dos grandes agraciados foi o senhor Gilberto Kassab que em função disso é hoje o prefeito da capital. Nós do interior sabemos o quanto de correligionários foram preteridos em disputas municipais para favorecer interesses da cúpula paulista que preferia obedecer as determinações tucanas. Assim, o resultado não poderia ser outro senão o enfraquecimento do partido. E quando isto acontece e o navio começa a naufragar os primeiros a sair são os ratos. É isto infelizmente o que estamos vendo. Atenciosamente

Pedro Goulart de Almeida seculoriumxxi@yahoo.com.br

Mirassol

______________________________________________________________________________________

Não é só de Tiririca que vive o Brasil

O economista Jose Antonio Reguffe, de apenas 38 anos, eleito pelo PDT do Distrito Federal com a maior votação proporcional do pais, deu uma lição de caráter e ética aos 512 deputados do Congresso. Numa surpreendente atitude o deputado abriu mão da cota de passagens aéreas, auxílio-moradia, da verba indenizatória, dos salários extras (14° e 15° salários), reduziu sua verba de gabinete e o número de assessores a que teria direito, de 25 para apenas 9. Além disso, reduziu em mais de 80% a cota interna do gabinete, o chamado ''cótão'', de

R$ 23.030 a que teria direito por mês, reduziu para apenas R$ 4.600. Causa estranheza ler que algo dessa natureza esteja acontecendo quando se vê que o Brasil está infestado de oportunistas corruptos só pensando em encher seus bolsos com dinheiro publico sem prestar um serviço decente a nação. Tenho orgulho desse deputado, e gostaria muito que ele tivesse sido o meu candidato. O deputado esta cumprindo o que prometeu em campanha e se ele esta abrindo mão de todas as benesses e porque sabe que e possível ser deputado assim. E o primeiro passo, vamos ver quantos mais serão capazes de acompanhar o gesto do deputado

Reguffe.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

______________________________________________________________________________________

Educação

Minas Gerais antecipa-se ao governo federal, investido na educação. Pioneira em medidas preventivas, de proteção ao professorado vitima de bullying, cria em Belo Horizonte um 0800, para denuncias anônimas. A que ponto chegamos!

Sergio S. de Oliveira ssoliveiramsm@hotmail.com

Monte Santo de Minas (MG)

______________________________________________________________________________________

Regis Bittencourt

Lamentavelmente os acidentes vêm acontecendo sistemacicamente num trecho de 30 km do Serra do Cafezal na região de Miracatu no Vale do Ribeira. Já falamos e escrevemos por dezenas de vezes sobre esse trecho. O governo e a Empresa concenssionária responsável justificam de uma forma e de outra para agradar , mas não vêm convencendo os usuários nem a população do Vale. Além de todo esses ''previstos'' , cobram-se pedágios. É uma verdadeira vergonha. Acidentes como tantos vem acontencendo e tirando vidas, O Carnaval está próximo e o trecho da Rodovia Regis Bittencourt continua em estado precário pela falta das pistas não duplicadas e que já se transformou numa verdadeira novela. E aí, autoridades, vamos acelerar ou não essas obras?

Antonio Rochael Jr. antoniorochael@gmail.com

Iguape

______________________________________________________________________________________

Novos tempos

O povo egípcio mostrou ao mundo que o sonho de consumo do momento é liberdade, honestidade, transparência. Por ser um brasileiro que já passou por isso, um conselho: cuidado com oportunistas que ficaram nas sombras, aguardando este momento para conquistar o poder e depois amarrar o burro na sombra, realizando em pouco tempo o que sonhou em 30 anos transformando o povo heroico em fantoches com direito a voto.

Luiz Ress Erdei gzero@zipmail.com.br

Osasco

______________________________________________________________________________________

Poder no Egito

Não é bom o poder no Egito ser exercido por um Conselho das Forças Armadas, chefiado pelo ministro da Defesa. Vão demitir o gabinete e suspender as duas Casas do Parlamento. Por quanto tempo isto perdurará? Será que haverá outra ditadura agora? Os civis, pelo visto, estão de fora. Pode ser bom ou não. Não vamos julgar pelo Brasil, onde os civis, desde quando assumiram em 1985 vêm fazendo m....atrás de m....Não que o outro regime fosse melhor, mas se havia um clamor contra o que o outro regime fazia, não pode-se fazer o mesmo ou pior quando se assume o poder. É incoerente. Mas, é sempre assim. Quando a oposição assume o poder, mudam de discurso. Algo do tipo, ''vou me fazer também, porque não''. E assim caminhamos.

Panayotis Poulis ppoulis@ig.com.br

Rio de Janeiro

______________________________________________________________________________________

Esse vai

Foi preso na última quinta feira em Fortaleza, pela polícia Federal, mais um assassino vindo da Itália e condenado pela justiça daquele país, pelo envolvimento no assassinato de três pessoas. O italiano que também era procurado pela Interpol, aguardará os trâmites legais de sua extradição, na carceragem da Polícia Federal em Fortaleza. Desta vez o assassino deverá ser extraditado sem maiores polemicas para a Itália, pois o protetor da bandidagem já não está mais no comando...

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

______________________________________________________________________________________

Adiamento eterno?

André Dias Tóffoli, juiz do STF lá colocado por Lulla resolveu no final de 2010 paralisar todos os processos relativos às ações contra os Planos Econômicos gerados pelos Senhores Feudais Sarney e Collor. O Plenário do STF já deveria ter se manifestado em relação a isto porém se encontra engessado por Tóffoli, sem data prevista de quando irão tomar uma decisão, que, por uma questão de justiça e lógica, deveria ser dada em favor dos poupadores e não em favor dos bancos que apresentam lucros cada vez maiores, batendo recordes contínuos, inclusive comprando bancos estrangeiros e depois dizem não ter condições de arcar com as dívidas para com os poupadores. Está mais que na hora do STF mostrar de que lado está e se de fato há justiça no Brasil ou teremos que engolir mais uma enganação do povo.

Boris Becker alexbecker@uol.com.br

São Paulo

______________________________________________________________________________________

Insensibilidade

O Estado está sob censura a 1.000 dias. No ritmo atual chegaremos a ler isto no Estadão. Onde está a sensibilidade de nossos juízes para darem cabo a este absurdo? O que impede o julgamento deste processo? Que vergonha para nossa Justiça, e para nossos juízes.

Odair Picciolli pedraseartes@suednet.com.br

Extrema (MG)

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.