Cartas - 14/03/2011

PLANO DE SAÚDE

, O Estado de S.Paulo

14 Março 2011 | 00h00

Privilegiados

Quando afirmamos que os políticos no Brasil só trabalham em benefício próprio e de seus familiares somos criticados. Mas não tem como dizer o contrário. Basta ver o que aprovou a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados no dia 27 de janeiro deste ano: uma autorização para que deputados não reeleitos e ainda não aposentados, mas que já estavam filiados ao plano de saúde da Casa, continuem com o benefício, pagando R$ 900 mensais. Um direito extensivo aos familiares desses senhores. Isso porque deputados aposentados também têm direito a permanecer no plano de saúde, pagando R$ 280 mensais - este também extensivo a familiares. Logicamente, tudo isso é bancado com o nosso dinheiro. Se qualquer um de nós quiser ter um plano de saúde particular - já que o governo não arca com a sua obrigação de oferecer boa assistência de saúde -, um cidadão a partir dos 59 anos pagará um valor acima de R$ 1 mil, mensalmente, com inúmeras restrições, carências, etc. Considerando a miséria que o governo paga aos aposentados do País, é impossível que possamos ter um.

ANGELO TONELLI

angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________________________

Nosso convênio

É revoltante a quantidade de benefícios que os políticos estão usufruindo, mesmo sem mandato. Meu marido vai se aposentar após 35 anos de contribuição num cargo de diretoria e fez as contas: pagará R$ 2.300 por mês de convênio médico para continuarmos no mesmo plano. Como podem os deputados e ex-deputados pagarem tão pouco e continuarem com o mesmo plano? Já não chegam os benefícios que o nosso dinheiro banca?

REGINA MORETTI

ferrari@tavola.com.br

São Paulo

_________________________________________

E o SUS...

Enquanto nossos políticos são privilegiados também no quesito atendimento de saúde pessoal e de seus familiares, o povo é desrespeitado nas filas indecentes do Sistema Único de Saúde (SUS) ou paga por planos de saúde que exploram na cobrança de seus usuários. Não vivemos numa República verdadeira, com esses senhores tratados como uma casta de primeira classe e os demais brasileiros, como cidadãos de segunda. Afinal quem são os pagadores desses privilégios?

LEILA E. LEITÃO

São Paulo

_________________________________________

TURISMO

Ranking mundial

Chama a atenção a classificação do Brasil no ranking da competitividade no turismo divulgado pelo Fórum Econômico Mundial: 52.º lugar, entre 139 países, perdendo sete posições em relação ao levantamento anterior, de 2009. O Brasil recebe anualmente cerca de 5 milhões de turistas estrangeiros. Enquanto isso, a pequena República Dominicana, com apenas 48.671 km2, recebeu 2,4 milhões em 2010. Quase metade do que recebeu o Brasil. O Uruguai, menor que o Estado do Paraná, recebe cerca de 2 milhões de turistas por ano. Apesar de todo o ufanismo do governo brasileiro com a melhora na economia, a chamada "indústria limpa" do turismo tem decrescido no País: em 2005 foram 5,3 milhões de visitantes; mas em 2009 esse número caiu para 4,8 milhões. Tem alguma coisa errada aí, e não é com as belezas naturais brasileiras. Falta, evidentemente, nossas autoridades arregaçarem as mangas para transformar belezas naturais em dólares, começando por combater a criminalidade e a violência, entre outras tantas mazelas "espanta-turistas" no Brasil. Turista quer sossego, não problemas.

SILVIO NATAL

silvionatal49@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________________________

Falta muito

Pela colocação do Brasil no ranking, conclui-se que ninguém faz turismo onde não há segurança, estradas controladas e em boas condições, aeroportos eficientes, etc. Nosso país é riquíssimo, mas ainda precisa mudar muito.

ODILON STEFANI

dilostefani@hotmail.com

São Paulo

_________________________________________

TERREMOTO

11 de março de 2011

Mais um dia 11 (onze)! No dia 11 de março, terremoto e tsunami no Japão mataram milhares e deixaram a humanidade desconsolada com a extensão da tragédia. Deus nos proteja!

LUIZ FERNANDO D"ÁVILA

lfd_avila@hotmail.com

Rio de Janeiro

_________________________________________

Repercussão

Cego quem não perceber que as consequências do vazamento radioativo na usina nuclear de Fukushima, no Japão, vão repercutir em todo o mundo. E o desastre ainda vai se refletir no sistema financeiro mundial. É esperar e conferir.

ALOISIO ARRUDA DE LUCCA

aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira

_________________________________________

EDUCAÇÃO

Já era esperado

O Times Higher Education (THE) divulgou um ranking com as melhores universidades do mundo. O Brasil só aparece na 232.ª posição, com a Universidade de São Paulo. Dos Brics, Rússia, Índia e China - e não o Brasil - têm universidades entre as 100 melhores do mundo. Isso não é surpresa. Do jeito que os governos federal, estaduais e municipais cuidam da educação, esperavam o quê? Falta de professores, salas de aula caindo aos pedaços, carência de material nos laboratórios, salários indecentes para professores e pessoal administrativo, etc. O que dizer de um país que tem Tiririca na Comissão de Educação e Cultura da Câmara?

PANAYOTIS POULIS

ppoulis@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

_________________________________________

MÚSICA

Reavaliações na OSB

É triste quando não há interesse das autoridades, dos representantes e demais integrantes de uma orquestra sinfônica em zelar pela sua qualidade artística. Assim, fico contente que o maestro Roberto Minczuk e alguns colegas músicos da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) continuem a lutar para melhorar as condições de trabalho e a qualidade da performance no Brasil. A meu ver, a mídia e as pessoas de fora da OSB têm servido para polarizar ainda mais os diálogos entre os músicos e o regente. Talvez seja a hora de a nossa comunidade de artistas (instrumentistas e regentes) trabalhar em conjunto pelo bem da nossa disciplina.

DARRIN C. MILLING

basstrbn@aol.com

São Paulo

_________________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.358

TEMA DO DIA

Inchaço da União: R$ 100 mi por ano

A ''Esplanada oculta'' acomoda estruturas administrativas de novos ministérios e servidores

"Como sempre, em Brasília corre o famoso trem da alegria. Com despesas pagas por nós."

NESTOR RODRIGUES FILHO

"Pergunta aos especialistas: o que nós, pobres mortais, podemos fazer para acabar com essa gastança?"

CÉLIO MACHADO

"E os governantes ainda têm o desplante de querer a CPMF. Mais impostos, mais corrupção, mais impunidade."

JOSÉ AFONSO

_________________________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

Desvio de recursos

Aproveitando que a presidente Dilma está suspeitando de desvios de recursos no Incra, que tal dar uma olhadinha nas estatais da União tais como: Companhia Docas do Ceará, da Bahia, do Espírito Santo, do Pará, do Rio de Janeiro, de São Paulo, do Rio Grande do norte, Empresa Brasil de Comunicação S.A. EBC, Empresa Brasileira de Comunicação S.A. RADIOBRÁS? O loteamento de cargos explica tais desvios. Ninguém fiscaliza nada, o dinheiro some pelo ralo da corrupção e a população é sempre a prejudicada. Dá trabalho, mas a economia que se vai fazer não deixa nenhuma dúvida de que nas estatais há muito cacique para pouco índio.

É só um começo, mas se a moda pegar a presidente poderá realmente mudar o estilo "governabilidade" de seu sucessor onde a corrupção correu solta. A conferir.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________________________

Comportamento

Se o governo quer mudar o Incra e frear às indicações políticas, subentende-se que ele sabe do comportamento dos seus 30 superintendentes quanto a ''apadrinhados políticos'' e ''desvio de verbas'', etc., etc.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________________________

Dilma tucana

Parece que o governo (leia-se Dilma) quer mudar a estrutura administrativa do Incra e frear indicação política, por vários motivos, incluindo-se entre eles o desvio de verbas em profusão. Perguntar é preciso: será que a Dilma hoje é oposição? Pelo menos, a cada dia fico sabendo de uma resolução sua que mais parece trabalho de oposicionista. Estará fazendo ela o que por muito tempo esperamos em vão que fosse cobrado pelos tucanos? Ou é somente teatrinho, pura tática de sedução petista, já que o sucesso dela será a apoteose de Lula?

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

_________________________________________

Adversários políticos

Pelo andar da carruagem ,em breve, a vítima será a deputada Jaqueline Roriz.Como sempre, foi tudo armação de adversários políticos.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

_________________________________________

Nanismo

Com os cinquentinha da Jaqueline,o PMN é o Partido da Mão Nanica.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

_________________________________________

Não refresca nada

A deputada federal Jaqueline Roriz, depois da divulgação do vídeo em que aparece recebendo dinheiro do mensalão do DEM, pediu demissão da comissão especial da Câmara que discutirá a reforma política. Não refrescou absolutamente nada, porque ainda fazem parte dessa mesma comissão, os deputados Paulo Maluf, procurado pela Interpol, Valdemar Costa Neto e Eduardo Azeredo, mensaleiros, José Guimarães, implicado com os 100 mil na cueca, Ricardo Berzoini, especialista em dossiês e Almeida Lima, líder da tropa de choque de Renan Calheiros.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

_________________________________________

Tiririca, um inofensivo

Dá para esperar alguma coisa de um país que tem no poder Executivo um José Genoíno, guerrilheirozinho covarde que, quando foi preso, antes de levar o primeiro tapa na orelha, borrou as botas e denunciou todos os companheiros, pondo fim à guerrilha no Araguaia, e hoje, imoralmente, assessora o ministro da Defesa?. Que tem no poder Legislativo um João Paulo Cunha, mensaleiro, réu em processo no Supremo Tribunal Federal, presidindo a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara? Um Senado onde, nos últimos anos, dois de seus presidentes renunciaram ao cargo e ao mandato de senador para não serem cassados por corrupção? E que o atual presidente da Casa, para não fugir à regra, além de ter comandado um esquema de corrupção interna, transformou o seu estado em feudo de família, uma verdadeira Capitania Hereditária onde impera a miséria e a corrupção e ainda restar ao nobre, junto ao poder Judiciário, força suficiente para censurar um jornal que no dever de informar expôs os seus podres e os de sua digníssima família? Que tem um Judiciário onde a bandidagem togada após cometer os atos mais sujos, ao invés de serem julgados e condenados são compulsoriamente aposentados com todos os direitos, como se fossem cidadãos honestos em fim de carreira? Gente, não vamos criticar Tiririca, ele é o menor dos males.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

_________________________________________

PSDB anestesiado

O PSOL, com pequena representatividade no Congresso, tem sido coerente e único, em defesa da ética e bons costumes no País. E neste evento lamentável envolvendo a deputada Jaqueline Roriz, que com exclusividade o Estadão denunciou à sociedade, o PSOL pressionou o MP, que pede no STF, abertura de inquérito contra a filha do Joaquim Roriz.

E o PSDB, mesmo com crédito eleitoral de 44 milhões de votos na última eleição majoritária, e governando oito estados da federação, se esconde, e não dá voz a estas rapinagens contra nossas instituições.

Infelizmente esta decadência política dos tucanos como um grande partido que é, vai afetar e muito o futuro desta Nação.

E as lições de FHC, e do já falecido Mario Covas parecem que estão arquivadas nos porões da sigla...

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

_________________________________________

MST

Se José Rainha Júnior, líder dos sem-terra foi condenado a quatro anos de prisão por furto em invasão no Pontal do Paranapanema, imaginem o que seus seguidores serão capazes de fazer!

Iracema Palombello cepalombello@yahoo.com.br

Bragança Paulista

_________________________________________

Rombo da Previdência

Para um contribuinte aposentado pelo INSS os dados chegam a causar fúria. O que a previdência gasta com apenas 1 milhão de aposentados do setor público é equivalente ao que gasta com 24 milhões do setor privado! Além de campeão dos impostos, juros, corrupção e crime, o Brasil é também campeão da desigualdade...

Gilberto Dib gilberto@dib.com.br

São Paulo

_________________________________________

Lero lero

Por muito menos do que está ocorrendo hoje, o Lula Lero-Lero taxou em Herança Maldita o legado de FHC. Este governo que se inicia, não tem do que se ufanar da herança deixada pelo antecessor Lula Lero Lero, esta deixada é muito mais que maldita é perniciosa, ela em parte está enrustida e vai aparecendo com o tempo, pouco a pouco, corroendo tudo e a todos. Herança devastadora em todos os aspectos, e o pior, com ela renasce o apetite do dragão adormecido, nocauteado pelo Plano Real e despertado pelo Soberbo Lula. Lula que um dia o povo terá consciência dos oito anos de governo pão e circo que teve. Só espero que este novo governo não fique apenas em ''retórica Manteguiana'' e parta para ações mais contundentes e pragmáticos, tais como: Fortaleça e despolitize as Agencias reguladoras, retire apadrinhados políticos de setores essenciais, fortaleça o direito privado contra pseudo invasões e invasores que nada contribuem com o desenvolvimento, privatize os portos, aeroportos, estradas. É difícil tudo isso? Sinto muito, são as sandálias reservadas aos governantes.

Fernando Pastore Jr. fernandopastorejr@gmail.com

São Paulo

_________________________________________

Impostos

Quando vão enxergar que ao aumentar impostos, encarecem o preço dos produtos, reduzem o consumo e o mercado de trabalho, as empresas reduzem seus investimentos e rentabilidade e sentem dificuldade em pagar melhor os funcionários, caindo o poder aquisitivo destes. Salário mínimo? Isso é ridículo, não dá para abastecer uma família. Façam como nas nações evoluídas, deixem valer a "Lei da Oferta e da Procura". Como vamos considerar que vivemos num país democrático, se somos obrigados a votar e a pagar a contribuição sindical? Temos tudo para ser um grande e forte país. Se não têm competência para governar, tenham pelo menos para copiar, olhem as leis do Japão e vejam como um pequeno país já chegou a ser a segunda maior economia do mundo. Por amor ao Brasil, façam essa reforma política e econômica, urgente, senão iremos atingir o caos social e econômico em poucos anos. Um conselho: reduzam o número de parlamentares em todas as instâncias e os impostos gradativamente, ainda há tempo.

Aldo Matachana Thomé aldo@projex.com.br

Ourinhos

_________________________________________

A Cesar o que é de Cesar

O brutal e rápido crescimento da frota de veículos em circulação não atingiu somente a capital de S.Paulo. Várias outras cidades vivem problema semelhante. Quando houve o incentivo de compras de automóveis, via redução de IPI e dilatação dos prazos de financiamento, não se levou em consideração que a malha urbana das cidades não cresceria da noite para o dia. Também não houve nenhum incentivo para a melhoria ou ampliação do transporte urbano, posto que a ideia do governo era, justamente, estimular o maior número de pessoas a comprarem seu próprio carro. Agora, resta aos prefeitos correrem atrás do prejuízo e procurar soluções para um enorme problema que não foi criado por eles, mas que estourou em seus colos. Não é justo, nem honesto, culpá-los. Com a palavra, o Governo Federal.

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

_________________________________________

O caos crescente do trânsito paulistano

Entre as medidas paliativas para a solução do caótico trânsito de São Paulo, o Estado aponta a reformulação das linhas de ônibus, a modernização das frotas e a construção de corredores. Esta última providência é promessa não cumprida do Prefeito que não sabe onde pendurar suas roupas partidárias. Os dois primeiros aspectos são crônicos. As linhas são irracionais, mas extremamente rendosas para o grupo econômico que controla as empresas de ônibus. E as frotas, não raro, são compostas de ônibus com carrocerias desmontadas de caminhões. Não se trata de estatizar, que seria um prêmio indenizatório para essas empresas, mas de fiscalizar com coragem e eficiência, coisa que nenhum governo municipal fez, à exceção da administração Mário Covas, que, também, abriu os corredores. Imaginem o transporte para Santo Amaro, sem metrô e sem o corredor exclusivo de ônibus. Fazemos essas afirmativas com a experiência que nos proporcionaram, no passado, vinte anos de assessoria jurídica do sindicato dos motoristas e cobradores de São Paulo.

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

_________________________________________

Educação é tudo

Da lista das 100 melhores universidades do mundo não consta nenhuma brasileira. Triste. Nem mesmo a Universidade Federal de Viçosa que tem em seus quadros o "doctor honoris causa" Luiz Inácio Lula da Silva foi indicada?

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

_________________________________________

Moradia universitária

As invasões dentro das moradias universitárias da Unicamp, com vários roubos dentro do campus, vem provar a falta de profissionalismo dos seus dirigentes, não é a toa que as universidades não estão nem entre as 200 melhores do mundo, que tipo de formação profissional estará indo para o mercado?.Elas estão sobrevivendo da fama que adquiriram graças ao seus docentes cientistas antigos. Até quando eles vão levar este fardo nas costa sem reconhecimento?

Anderson Aparecido dandersonaparecido@yahoo.com

Hortolândia

_________________________________________

Adriano

Assisti durante o jogo do Flamengo e Bangu, alguns torcedores pedindo a volta do Adriano ao time rubro negro. "Cairia como uma luva" no ataque, se não fossem suas más companhias no Rio. Ninguém de sã consciência nega o seu grande potencial, sua capacidade técnica, etc. Tem ainda muito a colaborar com o futebol mundial desde que longe seus colegas de infância. O Imperador saiu do Brasil em baixa e retorna ao país também em baixa, dispensado pelo Roma. É bom lembrar que uma laranja podre pode estragar todo o cesto. Prefiro ficar com o atual líder, Ronaldinho Gaúcho: é o primeiro a chegar aos treinos, o último a sair, o mais esforçado da equipe e sua produtividade em campo cresce a cada jogo. Com isso motiva a todos os outros jogadores e principalmente a quem paga tudo: a maior torcida do Brasil, quiçá do mundo.

João Coelho Vítola jvitola@globo.com

Brasília

_________________________________________

Roma

Como descendente de italianos - meu avô, Vicente Rio, nasceu em Roma -, venho, através do Estadão, pedir desculpas aos italianos e em particular aos romanos torcedores da AS Roma pelo (mau) comportamento do jogador brasileiro Adriano, que de imperador não tem e nunca teve nada (que oportunidade perdida de realmente sê-lo justamente em Roma!). Repudiamos em absoluto as atitudes do jogador, que tinha um contrato com o clube romano até o ano de 2013 e poderia encher de orgulho os brasileiros que torcem para os que jogam fora do Brasil, façam o melhor e enalteçam o nome do nosso país para todo o mundo de forma sempre positiva. Lamentamos muito todo o episódio.

José Eduardo Victor je.victor@estadao.com.br

Jaú

_________________________________________

Desastre no Japão

Apesar de ter sido atingido por um terremoto e tsunami de grande proporções, os danos causados no Japão foram ínfimos. O Japão tem a maior atividade císmica do planeta, mas é uma país desenvolvido e preparado para enfrentar catástrofes naturais. Fosse no Brasil, teríamos milhares de mortos e desabrigados e nossas irresponsáveis autoridades estariam culpando ''São Pedro'' e a natureza. Por aí se vê a diferença entre um país sério e moderno e outro atrasado e subdesenvolvido como é o nosso.

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

_________________________________________

Japão de luto

A tragédia que se abateu sobre o Japão não é diferente de outras tantas que tem enlutado recentemente países como a Indonésia, o Chile e o Haiti. Parece que o planeta Terra está se revoltando com tantas explorações de suas potencialidades. Acima de tudo o homem deveria se conscientizar da sua insignificância para conter os elementos da natureza e voltar a uma reflexão para um progresso sustentável para que não venha não ter mais condições de habitabilidade. Estamos sobre uma esfera cujo núcleo ainda não se esfriou; a meteorologia tem mostrado que a agressão aos recursos naturais do planeta tendem a minguar; terremotos, tsunamis e tornados estão presentes no nosso cotidiano. Quanto tempo a Terra ainda vai resistir ? Talvez não seja problema dessa geração. Quem garante ?

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.