Cartas - 17/08/2010

BANCO SANTOS

, O Estado de S.Paulo

17 de agosto de 2010 | 00h00

Clã Sarney

Há mais de 50 anos que o clã Sarney reina absoluto no território do Maranhão, o mais pobre Estado brasileiro. Apesar do poder exercido há meio século, o desenvolvimento e a riqueza não chegaram ao povo sofrido, mas o mesmo não se pode dizer da família. O patriarca comandou por anos desmandos no Senado, e tudo ficou por isso mesmo. Um dos filhos está sendo processado por ter milhões de dólares fora do País, não declarados. E agora vêm à tona, graças à reportagem investigativa do Estado, os negócios aparentemente escusos da filha Roseana com o Banco Santos (e é bom lembrar que o pai, como se fosse dotado de "vidência", retirou todo o seu dinheiro daquele banco um dia antes de ele sofrer intervenção. Não é muita "sorte"?). Fico me perguntando até quando o País ainda vai tolerar políticos desse quilate.

Daniel Rocha dadaro@uol.com.br

Caieiras

________________________

"A DENÚNCIA É ELEITORAL"

Mas é claro que a denúncia sobre a lavagem de dinheiro de Roseana Sarney é eleitoral. Não queremos mais fichas-sujas no governo! Nosso povo precisa estar atento àqueles que querem o poder apenas em benefício próprio. Ela deve, sim, muitos esclarecimentos à opinião pública e, quem sabe, à Justiça.

Carlos Ávila c.avila@modusoperantis.com.br

São Paulo

________________________

CAMPANHA

Construção da imagem

De guerrilheira para guerreira, da sisudez para o sorriso. Todos sabemos que é artificial, não dura muito tempo, Dilma Rousseff está apenas seguindo os passos de seu "tutor", quando passou a ser "Lullinha paz e amor". O que não era verdadeiro.

Alvaro Salvi alvarosalvi@yahoo.com

Santo André

________________________

ABUSO DE PODER

Li recentemente que Dilma esteve gravando programa eleitoral em palácio do governo federal. Dizia a notícia que "Lula gastou um pedaço do seu sábado para gravar peças que serão levadas ao ar na propaganda eleitoral da candidata Dilma Rousseff". Bem, ao que me consta, a máquina administrativa não pode ser posta a serviço de candidatos, exatamente para que não se quebre o princípio da isonomia que deve permear as campanhas políticas. A Lei 9.504/97, em seus artigos 73 a 78, veda algumas condutas aos agentes públicos, vedações que têm uma única finalidade: a proibição de práticas que venham a afetar a igualdade entre candidatos enquanto em campanha eleitoral. Na prática, não é o que acontece. Dona Dilma vem seguidamente tendo tratamento privilegiado. Muitas infrações foram cometidas e continuam ocorrendo. Alguns exemplos: 1) A gravação de programa de dona Dilma no Palácio da Alvorada. O uso de um bem público, no caso, o Palácio da Alvorada, acarreta evidente benefício à sua candidatura. Cadê a isonomia? 2) Também é proibido ceder servidores públicos, usar os seus serviços durante o horário de expediente. Bem, aqui o uso é de forma indireta. Poderá a candidata alegar que tais servidores fazem campanha por "sua própria conta e risco". É óbvio que, considerando o enorme contingente de funcionários comissionados, estes só podem aderir intensamente à campanha de dona Dilma. Afinal, se não trabalharem pela candidata, correm um verdadeiro risco, que é o de perder a "boquinha" conquistada. 3) Também existe a proibição de candidatos participarem, nos três meses que precedem o pleito, de inauguração de obras públicas. Será que isso foi observado? O TSE já se manifestou no sentido de que o abuso de poder é condenável por afetar a legitimidade e a normalidade dos pleitos, como também por "violar o princípio da isonomia entre concorrentes, amplamente assegurado" na Constituição federal (TSE, julgado 718/DF, publicado em 17/6/2005). Termino meus comentários usando um termo chulo, bem ao gosto do nosso (infelizmente, é meu também) presidente. Está havendo uma verdadeira "avacalhação" das leis que regem o processo eleitoral. Está na hora de nós, cidadãos que vivemos num país onde até agora tem prevalecido o princípio do "nada sei", não permitirmos mais que tamanhos abusos sejam cometidos.

Maria Lucia Fernandes mldamfer@hotmail.com

Garça

________________________

MAUS EXEMPLOS

De cima

Fosse eu o redator do editorial Os maus exemplos frutificam (13/8, A3), incluiria como fruto do mau exemplo "que vem de cima" também a entrevista que o exmo. sr. corregedor-geral da Justiça Federal concedeu ao Estado e publicada na edição de 12/8. É de estranhar que, para supostamente fazer valer determinações e/ou recomendações correcionais, haja S. Exa. cogitado de pedir auxílio à Polícia Federal, e pior, que o faça num tom apenas habitual aos que se colocam permanentemente nos palanques ou sob os holofotes. Consideraria o sr. editorialista ser isso também uma "autoavacalhação"?

Ariovaldo Santini Teodoro asanteo@hotmail.com

São Paulo

________________________

MUSEUS DE CIÊNCIA

Preservação

A preservação dos acervos dos museus de ciência exige atenção urgente e particular (15/8, A28). Essas instituições, além de guardar um manancial histórico, representam o melhor elo entre a pesquisa e a popularização da ciência, como no caso do Smithsonian, em Washington, e do Museu de Ciências da Unicamp. Este é o aspecto central da missão dessas instituições: a educação popular. Só isso já justificaria uma ação decisiva em prol dos museus.

Pedro Paulo A. Funari, professor titular, coordenador do Centro de Estudos Avançados Unicamp ppfunari@uol.com.br

Campinas

________________________

DIREITOS AUTORAIS

"Amadores"

Que emoção! Que alegria ver no Fórum dos Leitores (14/8) a carta do professor Alpheu Tersariol. Suas aulas (há 50 anos) concentravam a atenção dos alunos, eram interessantíssimas! Seu livro Verbos ainda tira minhas dúvidas quanto à conjugação e regência. Após ler o Estado de 28 e 30/7 e de 12/8, concordo plenamente com o querido mestre, quando ele comenta os direitos autorais: "Para os autores sobram 10%, uma remuneração que nos coloca no patamar dos amadores."

Gildo Victório Muchiuti gvmuchiuti@gmail.com

São Paulo

________________________

"Haja sabão!"

ROBERTO TWIASCHOR / SÃO PAULO, SOBRE A LAVAGEM DE DINHEIRO DE ROSEANA SARNEY (OU DE POLÍTICOS BRASILEIROS)

rtwiaschor@uol.com.br

"Dize-me com quem andas... Parece que o povo não se lembra desse ditado"

ELAINE NAVARRO / SÃO PAULO, SOBRE A AMIZADE DE DILMA ROUSSEFF E ROSEANA

elainenavarro.pa@hotmail.com

"Guerreira ou guerrilheira?"

CÂNDIDA BARROS / SÃO PAULO, SOBRE A NOVA IMAGEM DE DILMA NO HORÁRIO ELEITORAL GRATUITO

candy.barr@uol.com.br

________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.295

TEMA DO DIA

SP quer escolher seu animal-símbolo

Quinze animais disputam a eleição promovida por órgão municipal. Bem-te-vi está na liderança

"O bem-te-vi é o pássaro que melhor se adaptou ao agito da cidade. Não poderia ser diferente. Ele tem a cara de São Paulo."

JOÃO PITON

"Prevejo uma virada a favor do sabiá laranjeira. Às 4h já está cantando, isto é, fazendo seu trabalho. Como os paulistanos."

GERALDO RIBEIRO JUNIOR

"Peço campanha pelo tico-tico. É comum por aqui e acolhe até filhos dos outros. Quer melhor comparativo para a cidade?"

HAL PO

________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

DEMOCRACIA

Democracia (''demo+kratos'') é um regime de governo em que o poder de tomar importantes decisões políticas está com os cidadãos (povo), direta ou indiretamente, por meio de representantes eleitos - forma mais usual. Uma democracia pode existir num sistema presidencialista ou parlamentarista, republicano ou monárquico. Então, meus caros, entendo que neste momento a nossa eleição presidencial está, sim, sendo muito democrática, visto que todos os cidadãos que apoiam a candidata da situação sendo sua maioria, conforme pesquisas recentes, estão depositando toda a confiança possível para que continuem com os pratos cheios de alimentos e gastando o dinheiro que com muito suor lhes é digno de utilizá-lo como bem entendam. Isso me serve de alento pelo simples fato de ver nos rostos daqueles que sempre foram a classe trabalhadora neste país sorrirem de barriga cheia, de roupas decentes, até com alguns itens supérfluos às mãos, agrada-me muito. Fico chateado quase todos os dias lendo este Fórum de Leitores porque, na maioria dos comentários, sempre as mesmas críticas e raramente alguns elogios pelas conquistas do governo federal que se refletem na vida cotidiana do povo brasileiro. Um povo neste momento atual que está feliz com um trabalhador como presidente, como a maioria de nós.

Marco Antonio Fernandes maf.radar@terra.com.br

General Salgado

________________________

INSATISFAÇÃO E CRÍTICA DESTRUTIVA

Como é bem sabido, todas as pesquisas realizadas recentemente no Brasil mostram uma aprovação do presidente Lula superior aos 70%. Somem-se a isso as notícias publicadas no Estadão de 14 de agosto segundo as quais a Datafolha confirma a tendência apontada por outros institutos, que conferem uma vantagem significativa à candidata apoiada pelo presidente na disputa eleitoral do próximo outubro.

Todavia, ao olharmos para o correio de leitores do Estadão, encontramos publicadas nesse dia sete cartas falando de política cujo denominador comum é a insatisfação, quando não a crítica destrutiva, em relação ao presidente, seu partido e/ou suas políticas. E esse tem sido o tom geral das cartas nessa seção. Não posso deixar de me perguntar se o que existe é uma divergência descomunal entre o sentimento dos leitores do jornal e o da maioria do povo brasileiro, ou se o jornal privilegia na publicação as cartas que defendem uma perspectiva rançosamente conservadora.

Ramón García Fernández, professor da Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV/EESP) ramon.fernandez@fgv.br

São Paulo

________________________

PRODUTO MESMO!

Tenho acompanhado nesta coluna o descontentamento dos leitores com a quase totalidade dos candidatos à Presidência da República e com eles faço coro nessa opinião, pois, no que me toca, esta é mesmo uma das campanhas eleitorais nacionais mais chatas e sem empolgação que já vi. Pior... Os candidatos nem mesmo parecem pessoas de verdade, daquelas que trocam uma lâmpada em casa ou têm dor de barriga! São ''produtos'' de marketing político, distantes da verdade da vida e da realidade de pessoas que, por exemplo, fazem contas para saber se no orçamento doméstico dá pra trocar o pneu careca do carro ou comprar um computador para o filho. Nenhum desses aí me convence de que possua um projeto para a Nação, senão, aparentemente, apenas um projeto de poder para si próprios e seus interesses pessoais, onde gravita grudada uma plêiade de compadres...

Se quiserem o meu voto, terão de deixar de ser ''pasta de dente'' ou "xampu", diante de uma até agora nula discussão real e séria sobre o Brasil, para se tornarem gente de carne e osso. Aí, pode ser que venham a merecer meu voto...

Paulo Boccato poboccato@yahoo.com.br

São Carlos

________________________

PROGRAMA DE GOVERNO

Eu votaria num candidato a presidente que, na propaganda eleitoral, se comprometesse a acabar com o nepotismo, a impunidade e a roubalheira na política, nas estatais e no funcionalismo público graduado. É revoltante ler nos jornais, diariamente, denúncias de desvios da extorsiva carga tributária e ninguém é processado, preso ou devolve o roubado; mesmo porque, para a cúpula do Judiciário, penalização só após a interminável tramitação dos processo. Reconheço que promessas desse tipo afugentariam o apoio da quase totalidade dos políticos e da máquina governamental, usada abertamente na campanha eleitoral. Mas talvez abrissem os olhos de milhões de eleitores enganados sistematicamente pela propaganda governista, partidária e pelas coligações por interesses que não os do povo.

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

________________________

NADA SE CRIA, TUDO SE COPIA

Bons tempos aqueles em que as grandes ideias eram comemoradas e mobilizavam as massas. O jornalista e professor Gaudêncio Torquato, em seu artigo de domingo (A2), lamenta a falta de uma grande ideia de nossos candidatos. Infelizmente, o discurso mentiroso tomou o lugar das ideias e o que vigora hoje em dia é a maquiagem à custa de muito botox. Os candidatos querem parecer bonitos e jovens para a população, sob um discurso artificial e não persuasivo. Parodiando Chacrinha, na política nada se cria, tudo se copia. O diferencial é que se costumava dar o crédito ao dono da ideia, mas no governo do PT, tudo o que foi criado e deu certo o presidente Lula tomou para si e seu governo a autoria dos feitos.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

________________________

FALANDO DE ELEIÇÃO

A leitura dos artigos no Estadão (15/8,) dos jornalistas Gaudêncio

Torquato(A2) e Dora Kramer(A8) leva-nos a refletir sobre o formato

das campanhas políticas de ontem e de hoje. Torquato compara: ''Da naturalidade das ruas nas campanhas de Getúlio

Vargas e Juscelino Kubitschek para o artificialismo dos laboratórios

de marketing''. Dora Kramer destaca artigo do jornalista americano Michael Kepp sobre

campanhas eleitorais no Brasil e nos Estados Unidos. Lá equivale a

maratona e aqui a corrida de cem metros.

Dora esclarece: ''Lá os candidatos estão expostos a todas as questões e a cobrança dura. Aqui, tudo é restrito, cheio de obrigações, de

truques e de armações que são em si a negação da democracia''.

Nunca é tarde para mudarmos pela força do voto consciente.

Alberto Bastos Cardoso de Carvalho albcc@ig.com.br

São Paulo

________________________

ATAQUE DE PETISTAS NA INTERNET

É impressionante! Foi só o "çeu" guia mandar que minha caixa postal foi atacada por mensagens de petistas! Tive a pachorra de ler tudo e nunca vi tanta mentira contada de uma só vez. Será que eles sabem interpretar os textos que enviam ou apenas seguem cegamente o que mandam os petralhões? Isso é que faz um país acabar minúsculo em matéria de propaganda política. Mentir, mentir e mentir reza a cartilha deles. Mas um dia a coisa vem à tona, porque sempre existirá alguém que acorda dessa loucura, analisa que foi iludido e conta tudo. Já existem vários acordando deste inferno! Internet é uma arma possante que em breve irá virar contra os feiticeiros.

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

________________________

CLIMA DE GUERRA

Normalmente administro a enxurrada de mensagens invasivas de militantes petistas simplesmente deletando-as ou devolvendo sem resposta. Mas nos últimos dias elas têm ultrapassado o limite do suportável, pelo tom agressivo e por conterem insultos e ameaças, e algumas delas me vejo impelida a responder. Eu gostaria muito de saber se esse furor é devido ao entusiasmo pelo fato de a candidata de Lula ser apontada como estando na dianteira pelas pesquisas, ou se é nervosismo e preocupação por algum dado que não sabemos, mas intuimos, qual seja: que a presumível vitória de Dilma é mera ficção midiática.

Estou prevendo que tal fanatismo político pode gerar um clima de violência neste país caso Serra vença as eleições... Ou seja, na cabeça dos militantes, ele pode até ganhar, mas, se depender deles, não vai governar!

Esta já é a grande herança maldita do governo Lula: a não aceitação, pelo PT e seus eleitores, da democrática alternância de poder.

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

________________________

SUGESTÃO AO ELEITOR DE DILMA

Pelas palavras de Lula e Dilma, o Brasil está no Primeiro Mundo. Sugiro ao eleitor petista que acredita nisso piamente que se imagine tomando as seguintes medidas cumulativa e imediatamente: cancele seu plano de saúde e passe a valer-se do SUS para consultas e cirurgias; mude-se de seu apartamento ou do condomínio fechado para uma casa de rua em que não exista nenhum serviço de segurança particular; e transfira seu filho ou filha de uma escola particular para uma da rede pública.

Você continuará acreditando, ainda assim, que vivemos nesse País das Maravilhas, que passou a existir desde a posse de Lula, em 1.º de janeiro de 2003?

Não vale dizer que essas três carências - saúde, segurança pública e educação - só existem em São Paulo, do ex-governador e candidato José Serra, pois é notório que tais deficiências são evidentes em todas as unidades da Federação, sejam elas governadas pela situação ou pela oposição.

José Antonio Braz Sola jose.antonio1103@terra.com.br

São Paulo

________________________

Hospital sem macas

Logo de manhã, ao ligar a TV, assisto a um espetáculo deprimente: uma pessoa que sofrera um acidente caseiro e batera a cabeça ao cair estava na porta do Hospital de Base de Brasília, jogada no chão, por não haver macas onde colocá-la. Sofria convulsões enquanto esperava um neurologista para atendê-la, o que só aconteceu após uma hora e meia. Quem ali trabalha disse haver falta de macas há muito tempo. Parece algo surreal faltar algo tão simples e barato, portanto, deve ser mentira essa imagem, porque o presidente Burla ''garantiu'' que nosso sistema de saúde é perfeito e, como ele não mente, assisto a uma encenação. Em Brasília vão gastar uma fortuna num estádio de futebol para o circo da Copa do Mundo, enquanto o Hospital de Base não tem macas. É o preço que uma população paga por apoiar demagogos como o Burla e um Roriz, que pesquisas de agora dizem que essa mesma população não aprende e irá eleger esse político que renunciou ao cargo de senador por saber que seria cassado, e quando a corriola do Senado faz isso, é porque não há mesmo como defender um parceiro. Essa população merece sofrer até aprender.

Laércio Zanini arsene@uol.com.br

São Paulo

________________________

GROTESCO!

Acontece um fenômeno que se espalha de Norte a Sul: gente humilde que repete que ''o governo Lula é bom porque agora a gente pode comprar carro e comer carne''. O detalhe é que quem repete isso, em Porto Alegre ou no Recife - com as mesmas palavras! -, não tem carro nenhum e consegue comprar carne uma vez por mês. O povo mais humilde e ingênuo está sendo vítima de uma lavagem cerebral absolutamente grotesca! Mas a verdade sempre aparece. Ou quase sempre. Vejam a história de que José Serra havia implodido a candidatura de Roseana Sarney em 2002, nunca convenceu. Tudo tinha a cara, o cheiro e o jeito do PT de fazer as coisas. E não deu outra: agora sabemos que as digitais de Lula estão lá, estampadas e bem nítidas. José Sarney dormiu com o inimigo oito anos! A dúvida que fica é se Sarney foi só otário ou se, nestes últimos anos, era vítima de alguma chantagem, tornando-se refém do PT.

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

________________________

KGB PETISTA

Que mãos sujas dirigem o nosso país! Pródigos em atos de corrupção, fabricação de dossiês, alianças espúrias com governos déspotas, e de muitas promessas nunca cumpridas, o petismo agora dá mais uma prova inconteste dessa sua vocação de mandar às favas a ética e os bons costumes.

E a denúncia não é patrocinada pela oposição, mas vem de um sindicalista ligado ao partido de Dilma, Wagner Cinchetto, que afirma à Veja, e foi transcrito no Estadão de 15/8 (A9), que sob as ordens de Ricardo Berzoini, e Luiz Marinho, atual prefeito de São Bernardo do Campo, é que foi montado o esquema que acionou a Polícia Federal naquela famosa Operação Lunus, em 2002, encontrando no comitê da pré-candidata à Presidência Roseane Sarney R$ 1,4 milhão em dinheiro vivo, de incerta procedência.

Mas o objetivo macabro dessa ação era não só atingir a maranhense, muito bem colocada nas pesquisas, mas também jogar a culpa dessa farsa no candidato José Serra, para ludibriar a opinião pública. Os safados conseguiram e estão no poder há oito anos.

Logicamente que esses brasileiros sem compromisso com a Nação tiveram com quem aprender a produzir dossiês e outras excrescências. Porque muitos desses da cúpula do PT fizeram longo estágio na antiga União Soviética e na filial Cuba, aprimorando ações de terror político...

E, assim como nos regimes totalitários, o Lula e sua trupe ganham popularidade com propaganda só enganosa!

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

________________________

PT FALSIFICA FOTOGRAFIA

Positivamente, o PT sempre se estriba na mentira, em todo e a qualquer momento, em qualquer circunstância, sobre qualquer assunto. Desde o início de seu governo, Lula mente de maneira indecente - mas não é privilégio dele, já é uma constante dentro do partido e de seus seguidores. Bobos são os que acreditam. Agora recebo uma foto pela internet da passagem de dona Dilma por Curitiba, com centenas de pessoas numa avenida agitando bandeiras, porém, ao fundo, um prédio com seu nome invertido, com um tapume que não existe mais. Mas foi a foto que conseguiram, com o prédio exibindo uma Bandeira Nacional. Portanto, uma montagem forjada - que feio, dona Dilma, aprontar uma presepada dessas para enganar o eleitorado!

João Roberto Gullino jrgullino@oi.com.br

Petrópolis (RJ)

________________________

Fraude no debate da Band?

Merece crédito a insinuação de que a candidata do PT se utilizou do recurso do ''ponto'' para

responder às perguntas que lhe foram dirigidas no debate da Band. Basta rever o vídeo do Youtube que circula na internet. Para quem organizou o dossiê contra FHC, depois denominado banco de dados, negou o encontro com a secretária da Receita, falsificou o diploma de mestrado da Unicamp, utilizar um dispositivo da cor da pele no ouvido para receber instruções durante o debate é café pequeno. Sugiro para o próximo debate a inclusão da obrigatoriedade de se examinarem os debatedores quanto à possibilidade dessa infração, já que o atual governo implantou o vale-tudo nestas eleições e a sua candidata já demonstrou absoluta adesão a práticas delituosas de toda natureza, particularmente a mentira. Quem se esquece da referência à inflação herdada do governo FHC, no debate? E dos investimentos em saneamento na Favela da Rocinha, no mesmo debate?

Geraldo Veloso velosogc@hotmail.com

São Paulo

________________________

MÁQUINA TRANSFORMISTA

Enquanto José Serra diz verdades que logo são transformadas em mentiras, Dilma Rousseff diz mentiras que logo são transformadas em verdades. Os marqueteiros de Dilma seguem a técnica de propaganda empregada pelos nazistas, baseia-se na crença de que uma mentira dita repetida vezes se torna uma verdade. A candidatura de Dilma é uma grande mentira. Até onde isto nos levará não sabemos, o que sabemos é até onde Adolf Hitler levou o povo alemão.

José Carlos Degaspare degaspare@uol.com.br

São Paulo

________________________

SUCESSOR(A)

Lembrem-se da última vez que o chefe de um Poder Executivo armou um sucessor a porcaria que deu: Paulo Maluf e Celso Pitta. Agora não é município de 10 milhões de habitantes, é um país de quase 200 milhões. Imagine-se o que essa mulher que nunca exerceu cargo eletivo pode aprontar.

Bob Sharp bobsharp@uol.com.br

São Paulo

________________________

OPOSIÇÃO INCOMPETENTE

Seria essa oposição que aí está tão incompetente que não consegue mostrar aos brasileiros que a candidata da situação é o ''Pitta do Lula'', que pode nos ferrar nos próximos anos, ou esta visão é muito paulista e eles não sabem mostrar isso no nível de

Brasil?

Deocilio Meira deociliomeira@hotmail.com

São Paulo

________________________

PROPOSTA ELEITOREIRA

Durante o período eleitoral os ocupantes de cargos públicos precisam ter mais cuidado nas suas propostas. É o caso da situação envolvendo o ex-ministro e atual secretário da Educação de São Paulo, que por certo escolheu mal a época e a proposta de trabalho que apresentou. Ao oferecer pagamento de R$ 50 para levar alunos a frequentarem aulas de reforço de Matemática, reflete duas situações, ou seja, o professor é que deveria ter um estímulo para aperfeiçoar os métodos de trabalho; e se os alunos não estão aprendendo, algo está errado no sistema de ensino. E por que não estimular também os alunos nas áreas de humanas? É lamentável concluir que a proposta tem um cunho eleitoreiro, tanto pela forma como pelo momento de sua apresentação. Efetivamente ele agiu com muito oportunismo.

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

________________________

MINHA CASA, MINHA VIDA

Nesse programa, a candidata Dilma Rousseff está prometendo casa já mobiliada. Quando chegar mais próximo das eleições, provavelmente será com carro na garagem também...

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

________________________

DINHEIRO SUBSIDIADO

Estamos tendo notícias de empréstimos monstruosos feitos pelo BNDE com subsídios enormes, utilizando-se dinheiro público. Diversos empresários têm sido os beneficiários dessas benesses. Será que o governo não deveria utilizar esse dinheiro subsidiado para financiar os pobres brasileiros que pagam fortunas cada vez maiores para poderem manter um plano de saúde? O desenvolvimento das empresas é um problema dos empresários. Os planos de saúde têm que ser pagos pelos cidadãos, porque o governo não lhes dá assistência médica. Saúde é uma obrigação do poder público para com a sociedade.

Esses empréstimos subsidiados são um verdadeiro desrespeito à sociedade.

Marco Antonio Martignoni, economista

São Paulo

________________________

CARTA ABERTA

Sr. Luciano Coutinho, como seu ex-aluno na Unicamp, espero, sinceramente, que a avalanche de recursos subsidiados que o BNDES tem direcionado para alguns poucos grupos não esteja servindo para engordar o propinoduto que tem feito a alegria de tantas famílias de companheiros, ou sendo usado para financiar outras coisas igualmente condenáveis. E saiba que nem estou me referindo a nada parecido com o que todo mundo desconfia ter sido feito com o dinheiro arrecadado em Santo André, no começo da década, por exemplo.

É provável que fuja da sua alçada o rastreamento dos atalhos que possam ser percorridos pelo rio de dinheiro emprestado pelo banco, mas não posso deixar de advertir que, se a OMC está preocupada com a possibilidade da dinheirama estar embutindo subsídios ilegais ao comércio exterior, muito mais preocupados estamos nós, que estamos pagando esta conta.

José Benedito Napoleone Silveira nenosilveira@aim.com

Campinas

________________________

O VENCEDOR (2)

Quero sugerir à missivista sra. Ana Maria Gmachl, que no Fórum de domingo elogiou Alckmin por ter matado a cobra e mostrado o pau, que, na verdade, ele matou a cobra e mostrou a cobra morta. Estamos acostumados com as bravatas do grupo que se assenhoreou do País, grupo que, ele sim, mostra só o pau para pseudorrealizações, além de mostrar a cobra morta pelos outros e assumir a autoria da façanha.

Carlos Renato Napoleone crnapoleone_50@itelefonica.com.br

Agudos

________________________

MAIS UM CANDIDATO MENTIROSO

Fiquei surpreso ao ver o candidato Paulo Skaf chamar para si a responsabilidade pela implantação do sistema Sesi/Senai de Educação. Trabalhei em indústria e sei que tal sistema vem de décadas passadas, portanto, não foi introduzida pelo atual candidato. É MENTIRA dele, pois assumiu a presidência há poucos anos. Perdeu meu voto, sr. Skaf, e com certeza levarei centenas de eleitores a não votarem em quem começa a vida política mentindo. Logo agora que tinha pensado encontrar um candidato que merecesse meu voto... É, ainda não foi desta vez. É uma pena, Skaf.

Gilmar Henrique dos Passos gil_passos@terra.com.br

São Paulo

________________________

SÃO PAULO NÃO TOMA POSIÇÃO?

Em 1932 São Paulo pegou em armas pela defesa da democracia e contra a ditadura Vargas.

Nao foi necessario que se explicasse muito àqueles jovens que morreram por seus ideais.

Hoje, porém, em pleno 2010, vemos um Estado de São Paulo diferente, tíbio, omisso, indiferente à calamidade que se aproxima nas futuras eleições para presidente.

As pessoas pensam que com a Dilma nada de ruim vai acontecer, esquecendo que por trás está o PT, com suas ideias comunistas e de se apoderar da máquina publica para benefício de seus líderes.

São Paulo precisa dar um basta nessa possibilidade, elegendo José Serra.

Alckmin, para governador, está disparado. Por que Serra não está igualmente disparado em São Paulo?

O que achamos que vai acontecer?

Ou reagimos ou veremos o Brasil destruir-se, com o PT transformando o Brasil numa Venezuela.

Jorge Gonella jorgegonella@hotmail.com

São Paulo

________________________

Paixão...

"Fui me apaixonando pela figura do Lula. Quando ele pega na sua mão, é uma coisa maravilhosa." Até tu, Hélio Costa?

Cláudio Moschella arquiteto@claudiomoschella.net

São Paulo

________________________

HORÁRIO ELEITORAL

Hoje começa a maior idiotice da televisão mundial,o horário eleitoral gratuito. Assim como ''A Voz do Brasil'',isso também era combatido pelo PT quando ainda era povo! Sr. presidente

Lulla, nunca na história deste país o senhor possuiu esta enorme chance de acabar com o

horário eleitoral e ''A Voz do Brasil'',ganharia mais votos com isso que obrigando-nos (eu desligo a TV) a assistir à falação mentirosa, irônica, chata e, pior, com os candidatos mais feios da história eleitoral deste país, a única unanimidade nacional. Aproveite e peça a Dilma para explicar por que o senhor amarellou com a pergunta do Collor sobre o aparelho de som, lembra-se?, naquele fatídico debate. Isso nunca foi explicado, o candidato do povo foi mortalmente atingido por um simples comentário a respeito de um aparelho de som, queremos saber por quê!

Mauricio Villela mauricio@dialdata.com.br

São Paulo

________________________

JOAQUIM BARBOSA

Seu voto, com mais de 400 páginas, contra os mensaleiros, em 2007, por ocasião da apuração dos envolvidos no escândalo do mensalão, ainda vai custar a cabeça do ministro Joaquim Barbosa, do STF. Tem um montão de congressistas corruptos querendo puxar o tapete dele. É nisso que dá ser íntegro neste nosso país surrealista.

Conrado de Paulo conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

________________________

BOLSA-DITADURA

Li matéria no Estadão a respeito dos pagamentos de indenizações a vítimas da ditadura militar ou a seus descendentes e li o editorial publicado no sábado, dia 14/8, intitulado: "Redução do "bolsa-ditadura"''.Realmente, existem casos que merecem o recebimento e outros, não, mas as quantias pagas são enormes. O que mais me chamou atenção, na matéria do Estadão, foi a isenção do Imposto de Renda e o não recolhimento do INSS sobre os recebimentos. Por quê? Quem decidiu essa isenção, esse privilégio absurdo e injusto?

Olympio F.A. Cintra Netto ofacnt@yahoo.com.br

São Paulo

________________________

COMPRA DA TAM

''Para analistas, TAM foi comprada por US$ 3,7 bilhões'' (15/8, B10). Os analistas estão falando o que todos sabemos. Se ninguém impedir, em breve teremos uma empresa estrangeira fazendo o transporte aéreo doméstico ,apesar da limitação legal de 20%, e com o uso de artifícios financeiros, jurídicos e tributários, nos quais esses escritórios de advocacia e bancos são experts. Na prática, o Estado brasileiro terá sido enrolado. Alguém terá vencido a lei e dado um jeitinho. Vemos isso todo dia, sobretudo na área tributária, mas é a primeira vez que acontece assim no atacadão. Tanta gente de bem tem lutado contra isso, o

império do jeitinho, mas não é fácil. Será que teremos de engolir essa?

Não tenho nada contra a TAM, apesar do seu serviço sofrível, e muito menos xenofobia. É a lei que está ai e, até que seja alterada, tem de que ser cumprida. Para a lei não existe cinza. Só existe preto ou branco. O que vale nesse caso é a essência e o resultado final.

Espero que o Ministério Público, a Anac, as autoridades aeronáuticas, o governo federal e os nossos representantes no Congresso tratem do assunto com a atenção e a seriedade adequadas.

Mauro Gonçalves internetbr@yahoo.com

São Paulo

________________________

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.