Cartas - 17/10/2010

LULA E JESUS

, O Estado de S.Paulo

17 Outubro 2010 | 01h00

Presunção

Lula, presunçosamente, no Piauí comparou-se a Jesus Cristo e a Tiradentes. É inacreditável como uma pessoa pode julgar-se um deus. Muita presunção, egolatria e vaidade moldam o perfil do nosso presidente, que se julga ser o maior de todos.

FRANCISCO ZARDETTO

fzardetto@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

Soberba

Sobretudo quando é desmedida, dá-se com a soberba o mesmo do que com a esperteza: ela engole o esperto. Já que Lula se compara a Jesus, para que não se consuma no pecado capital esperamos pelo menos um pequeno milagre, porque transformar poste em presidente parece que não está sendo nada fácil.

JAIRO P. GUSMAN

jairogusman@gmail.com

São Paulo

__________________________________

Enterro

A soberba de Lula enterra definitivamente aquele que um dia foi capaz de merecer a admiração de seus iguais. Quanto mais alto se chega com essa lastimável atitude, maior a queda!

ANA PRUDENTE

ana_prudente@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

Barbearia

Lulla, comparando-se a Cristo porque também usa barba? Ora, Cristo nunca a usou para esconder "papo-furado".

A. FERNANDES

standyball@hotmail.com

São Paulo

__________________________________

EDUCAÇÃO

Mau exemplo

É lamentável o Lula se comparar a Jesus Cristo. Mais lamentável ainda é o Lula dar mau exemplo sobre a educação, dizendo que "a arte de governar não se aprende em universidade". Lembro-me de quando ele assinou a posse e disse que não precisava ter curso superior para ser presidente da República. Provou que, quanto mais ignorantes houver no País, mais votos eles (PT) compram. Temos de continuar com essa energia para que dia 31 José Serra ganhe a eleição, assim estaremos fazendo do Brasil um país melhor, tanto para os pobres quanto para os ricos. Lula está jogando fora tudo o que construiu nos oito anos que governou, pelo desespero de ver sua candidata perdendo votos. Pergunto: será que está tudo bem, mesmo, com o Brasil? Por que Lula tem tanto medo de Serra ser o novo presidente? Alguma bomba vai aparecer e há o perigo de ela explodir assim que Lula (e o PT) deixar a Presidência e as coisas forem aparecendo?

SÉRGIO ASSIS

sergioassis@sergioassis.com

São Paulo

__________________________________

81% de bom e ótimo?

Pesquisa indica que a aprovação do governo Lulla está em 81%. Outra pesquisa divulgada há um mês informa que 59,5% das famílias brasileiras estão inadimplentes, não conseguindo pagar suas contas e dívidas. Pesquisa Serasa divulgada na quinta-feira passada informa que a inadimplência aumentou ainda mais nestes últimos 30 dias! Pergunto: como, então, está tudo bom e ótimo? Dá para entender? Acorda, Brasil!

JOSÉ LUIZ DE ANDRADE FIGUEIRA

jlafigueira@hotmail.com

São Paulo

__________________________________

Perna curta

Já em 28/3 o Datafolha publicou que 76% da população considerava o governo ótimo ou bom. Como estas eleições estão demonstrando, a mentira tem perna curtíssima, pois, se a avaliação da época fosse verdadeira, Dilma Rousseff teria ganho já no primeiro turno. A realidade é que 50% da população considera este governo medíocre! Ficou claro que as pesquisas de popularidade são, na realidade, propaganda do governo, aos moldes do nazismo de Hitler e Joseph Goebbels.

LUIZ EUGENIO SWINED MARTINS

leug@ig.com.br

São Paulo

__________________________________

REVOLUÇÃO

Parecenças

O "almofadinha" eleito governador do Rio Grande do Sul lançou um boato de que a campanha de Serra está parecida com os antecedentes da revolução de 1964. Ledo engano de Tarso Genro, a campanha de Dilma lembra muito mais uma revolução, a soviética de 1917, com a censura à imprensa que ela e o Lula, mais os 40 do PT querem implantar.

CARLOS E. BARROS RODRIGUES

cebr2403@gmail.com

São Paulo

__________________________________

DE VINGANÇAS...

... e indenizações

Lula: a derrota eleitoral de senadores da oposição foi "vingança" de Deus. E a derrota de Dilma seria "vingança" do diabo? Falando em Dilma, por que a candidata não torna público o valor da indenização que está pleiteando à Comissão de Anistia?

ROBERT HALLER

robelisa@click21.com.br

São Paulo

__________________________________

Insulto a Deus

PresiMente, nunca lhe disseram que não se deve usar o nome de Deus em vão? Como ousa dizer "Deus fez a vingança que eu queria"? Deus é amor, bondade, nunca faria vingança. Aliás, se toda a CPMF tivesse ido para a saúde, ninguém seria contra ela. Também se não houvesse tanta roubalheira no império à sua vista, ela não seria necessária. Nós, paulistas, com toda a nossa contribuição e o respeito aos demais brasileiros, não concordamos com a divisão do País. E tenho dito.

JOÃO ALCINDO MARDEGAN

paulinemichelemm@yahoo.com.br

Amparo

__________________________________

Blasfêmia

Nós, religiosos de todos os credos, não podemos aceitar o discurso de Lula de que Deus fez a vingança que ele queria. Ele precisa saber que o nosso Deus é bom, e não vingativo. Vamos orar e pedir a Deus que ele seja perdoado por tamanha blasfêmia.

ALVAREZ AGUILAR

alvarez.atib@hotmail.com

São Paulo

__________________________________

PROMESSA

E o dinheiro?

O candidato José Serra vem prometendo passar o salário mínimo para R$ 600, dar 10% de aumento aos aposentados e 13.º ao Bolsa-Família. Provavelmente como milhões de seus eleitores, eu gostaria de saber de onde viriam os recursos para esses pagamentos já em 2011. E antes que a candidata pinçada pelo nosso semideus venha dizer que é uma promessa irresponsável e populista.

DURVAL ZANINI

durzanini@hotmail.com

São Paulo

__________________________________

"Dona Dilma Rousseff ainda acha que a religião é o ópio do povo?"

PAULO DE SOUZA CAVALCANTI / RIBEIRÃO PRETO, SOBRE A CAÇA AOS VOTOS DOS RELIGIOSOS

paulo_souza_cavalcanti@ig.com.br

"Lula desconhece que Deus é bom, generoso, humilde e piedoso, quem é vingativo é Satanás"

ALVIMAR SANTOS JR. / SÃO PAULO, SOBRE ATRIBUIR A DEUS VINGANÇA NO SENADO

avmj-1732@hotmail.com

"Se Lula se compara a Jesus, Dilma é Maria Madalena?"

EDUARDO HENRY MOREIRA / SÃO PAULO, SOBRE AS DECLARAÇÕES NO COMÍCIO EM TERESINA henrymoreira@terra.com.br

__________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.121

TEMA DO DIA

SP terá sistema para previsão de enchentes

Estado investirá R$ 2 milhões em 40 postos para prever inundações com 2 horas de antecedência

"Acho que R$ 2 milhões seriam úteis de outra forma para São Paulo, já que em 2 horas não se pode fazer muito."

MARLI BATISTA

"A solução deveria vir da população também. Alguém já viu como são cheios de lixo os córregos e as ruas da cidade?"

VAGNER CASTANHO

"É necessária uma megaestrutura de canalização ou saneamento para armazenar a água da chuva de toda a cidade."

IGOR MÁXIMO

__________________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

GRITO DO IPIRANGA

Marina Silva, seus 20 milhões de eleitores aguardam o "Grito do Ipiranga". 20 milhões de eleitores depositaram em suas mãos uma das decisões mais relevantes da História recente da vida brasileira e que poderá determinar o futuro político deste país; 20 milhões de eleitores disseram não à promiscuidade entre Estado e governo; 20 milhões de eleitores se recusam a apostar na possibilidade, mínima que seja, de "cubanizar", "venezuelar" ou "boliviar" a vida política nacional, impondo uma ditadura civil, em nome dos pobres e oprimidos; 20 milhões de eleitores se insurgiram contra o autoritarismo populista, que estimula a luta de classes, como artifício de palanque; 20 milhões de eleitores lhe delegaram explicitamente a autoridade ética, moral e política para frear a degradação da máquina pública, aparelhada por apaniguados políticos de todos os matizes, cujo interesse é sangrar o orçamento público; 20 milhões de eleitores disseram não aos conchavos políticos que colocam ombro a ombro partidos fisiológicos, com programas partidários tão desconexos, mas com muita sede de poder e verbas .

Marina, a questão não é Serra ou Dilma. A questão é que tipo de democracia queremos nos arriscar a ter, diante do quadro que se avizinha, onde o partido governista, abdica de qualquer escrúpulo, deixa de lado a ética, assume papel messiânico e absolutista, ignorando princípios jurídicos elementares, que diferenciam governo e Estado, em nome da permanência no poder .

Marina, confesso que fui eleitor do Lula em seu primeiro mandato, animado com o fabuloso trabalho realizado pelo governo FHC em relação ao combate à inflação e ao ajuste das contas públicas, legando, ao seu sucessor um País estável economicamente e reconhecido internacionalmente como porto seguro para investimentos. Naquele momento, após oito anos de governo FHC, e com economia em crescimento, acreditei que a eleição do Lula permitiria maior atenção à questão social. Ledo engano. Lula instituiu o assistencialismo populista, amplificando-o em escala, construindo verdadeiros currais eleitorais, totalmente dependentes das verbas governamentais. Na ocasião, também acreditei que, juntamente com o foco no social, o governo Lula investiria fortemente na reforma do sistema de ensino e em leis severas que inibissem a devastação ambiental de nossas riquezas naturais. Também ledo engano, pois nada foi concretamente realizado nessas áreas. Continuamos na mesma.

Marina, neste momento, a importância da sua declaração pública de voto se assemelha ao fato histórico do "Grito do Ipiranga", na medida em que seu engajamento aberto e transparente na oposição deverá carrear massa significativa de eleitores para a campanha do PSDB, equilibrando as forças políticas, atualmente pendendo para a continuidade, em face da força da máquina do Estado e dos currais eleitorais alimentados com verbas públicas.

Marina, seus 20 milhões de eleitores também exigem que este apoio não seja concedido de forma gratuita. Exija em troca, por documento público, de forma aberta e transparente, a assunção do Ministério da Educação e de garantia de destinação do quantum orçamentário necessário a promover ensino de elevada qualidade para todas as classes.

Marina, seus 20 milhões de eleitores reconhecem seus valores éticos e morais e esperam contar com seu pleno apoio, impedindo o continuísmo e que nos tornemos uma nova filial da "revolução bolivariana", que já assola a América Latina.

Sergio Magalhães, eleitor de Marina da Silva shmendonca@hotmail.com

Barueri

__________________________________

À MARINA SILVA

Este 17 de outubro de 2010 pode entrar para a História como o dia em que Lula foi posto em xeque, caso Marina Silva tenha a ousadia de apoiar José Serra para presidente da República.

Marina, Aécio Neves e Serra são as peças que, unidas, formam o triunvirato de salvação do

País daquela que, sem dúvida alguma, personifica mais um engodo eleitoral fabricada em laboratório por marqueteiros contratados a peso de ouro, tal qual Collor de Mello, pois é pública e notória a falta de experiência política e administrativa de Dilma Rousseff, além de não podermos conhecer parte de sua história, oculta em plena democracia vigente.

Creio que Marina não vá optar pela escolha mais fácil da neutralidade, pois é uma mulher de personalidade forte, então, ela tem a opção de ficar ao lado de pessoas de estatura moral, cuja conduta sempre foi pautada pela seriedade, como Fernando Henrique Cardoso, Itamar Franco, Aloysio Nunes Ferreira, Hélio Bicudo, Jarbas Vasconcelos, Roberto Freire e José Serra, ou dos figurões José Sarney, Renan Calheiros, Fernando Collor, José Dirceu, Antonio Palocci, Ciro Gomes, Roseana Sarney, Marta Suplicy e Dilma Rousseff.

Se Marina fizer jus a tudo o que pregou durante sua campanha, só existe uma escolha.

Coragem, Marina. Entre para a História.

Sandro Ferreira sandroferreira94@hotmail.com

Ponta Grossa (PR)

__________________________________

POSIÇÃO DA MARINA

Atenção, senadora Marina Silva! Sua opinião a ser divulgada pode ter uma influência definitiva no resultado do segundo turno das eleições. Uma posição de neutralidade pode fortalecer a vitória da Dilma, ao ignorar, Marina, não apenas os atos dolosos - para não dizer criminosos - praticados por seu partido, o PT, como o mensalão, etc., mas principalmente a gravíssima ocorrência na Casa Civil, então chefiada pela candidata.

Admitindo que Dilma não estivesse diretamente envolvida (?) nesse escândalo, ela evidenciou uma incrível incapacidade administrativa na condução do mais importante Ministério do governo. Ora, falhando na administração de apenas UM ministério, é fácil concluir sua (in)eficiência como presidente do País, tão grande e complexo! Marina, nesta hora não esqueçamos também a pressão que o governo da Dilma obrou tanto sobre o Ministério do Meio Ambiente e sobre o TCU para flexibilizar suas atuações, com o objetivo de acelerar as obras do PAC, aliás, inacabadas ou não iniciadas por outros motivos. Marina Silva, sabemos que podemos contar com sua conhecida atitude de honestidade e patriotismo!

Pablo L. Mainzer plmainzer@hotmail.com

São Paulo

__________________________________

NAS SUAS MÃOS

Se a dona Marina for coerente, ela vai apoiar o PSDB. Pois não foi ela quem repudiou as atitudes de seu ex-partido, o PT?

Sustentabilidade exige coerência, é esta atitude que esperamos de dona Marina.

A Sra. Marina não queria o segundo turno?

Aí está.

Romeu de Toledo Zandoná romeuzandona@hotmail.com

São Paulo

__________________________________

A POSIÇÃO DE MARINA SILVA

Como eleitor, no primeiro turno, de Marina Silva, não poderia deixar de observar que: 1) Não foi boa a escolha de Marco Aurélio Garcia como seu interlocutor do PT, dadas as posições internacionais adotadas por esse senhor, trivialmente conhecidas e incompatíveis com as posições da candidata; 2) não é possível concordar com a assertiva de que ambas as candidaturas são parecidas, considerados os problemas éticos que contaminaram às inteiras a candidatura da situação; 3) é certo e elogiável compor sobre pontos programáticos, mas estes não podem ser impostos integral e incondicionalmente a seus eventuais parceiros. O reexame do projeto de novo Código Florestal, de modo criterioso e democrático, no próximo ano, é uma proposta absolutamente razoável.

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

SÓ VOCÊ PODERÁ DECIDIR

Estamos no final das campanhas política. Só lamento que, num país onde mais de 100 milhões de pessoas votam, uma candidata que ficou em terceiro lugar na campanha para a Presidência tenha de decidir quem irá governar nossa Nação. Não que eu tenha algo contra Marina Silva, ao contrário, eu a admiro não só pelo seu comportamento, como pelo ''espírito'' brando que ela possui. Agora, daí a milhões de eleitores maiores de idade e sabedores da forma como o País está sendo conduzido dependerem da opinião de terceiros para eleger alguém eu acho um absurdo. Pense bem, e no momento de votar escolha realmente o candidato que no cômputo geral possa fazer mais para toda a sociedade, principalmente nos dias atuais, em que a vida, pelas próprias circunstâncias dos tempos, provavelmente ficará cada dia mais difícil.

Não deixe ninguém decidir por você. Você decide.

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

__________________________________

NÃO SE DEIXEM ENGANAR

Há uma grave falha na carta de Dilma aos evangélicos e católicos. Ela diz que o PNDH-3 está sendo revisto, enquanto o ministro Paulo Vannuchi nega isso peremptoriamente. Ela diz ser pessoalmente contra o aborto e que não enviará leis a respeito ao Congresso. Independe do fato que de sua fala contraria falas anteriores, gravadas e disponíveis na rede, Dilma - atenção! - não se comprometeu a vetar alguma iniciativa dos seus companheiros do PT, no sentido de descriminalizar o aborto. Este é o xis da questão e a grande armadilha da sua carta. Que as lideranças católicas e evangélicas não se deixem enganar.

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

__________________________________

TUDO, MAS TUDO MESMO, PELO VOTO

Minha solidariedade aos seguidores da senhora Dilma Rousseff, obrigados a conviver com hipocrisia, infâmia, falta de brio e amor-próprio expressados no texto da "Mensagem da Dilma". Ainda há tempo encontrar o melhor caminho.

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

SEGUNDO TURNO

Quem vê de fora, acha que os problemas da miséria, da segurança, da saúde, do saneamento, da educação e da infraestrutura no Brasil, foram todos resolvidos. O que está preocupando o povo brasileiro no momento é a influência das igrejas na administração pública...

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

CABE TUDO NO PAPEL

Que decadência! Dilma, sem crédito perante os cristãos, mesmo tendo diversas declarações suas gravadas pela imprensa de que é, sim, a favor do aborto, agora em carta diz à Nação que (desde criancinha) é contra...

Esse é o juramento (falso) de uma candidata que quer ser "presidenta" do Brasil e não tem coragem cívica de defender suas ideias. Mas se vende por um voto...

Se no papel cabe tudo, no Palácio do Planalto não deveria...

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

__________________________________

CARTA DA DILMA

Aproveita a chance, pessoal. Pede para a Dilma, que ela assina qualquer coisa agora.

Nada como ser PT. Se o poste cumpre depois, é outro assunto.

Ulysses Fernandes Nunes Junior ulyssesfn@terra.com.br

São Paulo

__________________________________

RELIGIOSIDADE DE DILMA

Essa forssação de barra de Dilma para mostrar uma religiosidade que ela não tem, com o único objetivo de conquistar votos de eleitores católicos e evangélicos, me lembra um caso ocorrido em 1988, na disputa da prefeitura do Rio de Janeiro.

O finado deputado Álvaro Valle era favoritíssimo para ser eleito prefeito quando, a poucas semanas da eleição, começou a correr a notícia que ele seria gay.

Em vez de assumir essa condição, ou ignorar o assunto, Álvaro Valle cometeu o desatino de desmentir, insistentemente, o que ele considerava boatos, chegando ao cúmulo de arranjar um casamento às pressas, só para comprovar a sua masculinidade.

A emenda foi pior que o soneto, pois ninguém acreditou na farsa montada e ele, que era quase prefeito, foi derrotado na eleição.

A moral da história é que o povo não perdoa quem tenta iludi-lo.

Dilma está no mesmo caminho.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

__________________________________

NEOCAROLA

A sra. Dilma, candidata à Presidência, não entendeu ainda que suas tentativas de se tornar uma carola da noite para o dia são vexatórias. Tanto pra ela como para seu partido e correligionários. Como dizia minha avó: pau que nasce torto morre torto.

Arthur Soares arthur09br@yahoo.com

Belo Horizonte

__________________________________

CAÇA AO VOTO RELIGIOSO

Brasil em transição, da cracia do demo para a teocracia.

Sergio S. de Oliveira marisanatali@netsite.com.br

Monte Santo de Mina (MG)

__________________________________

"PADINHO MANDOU"

Quem manda manda. E agora, para enganar os eleitores desavisados, ''padinho" Lulla mandou sua candidata enviar uma carta prometendo não legalizar o aborto. Percebe-se nítida intenção de enganar eleitores. Dilma, porém, continua a achar que nem Jesus consegue tirar-lhe esta eleição, como expressamente alegou em entrevista em Minas Gerais. É muita falta de respeito pelo eleitor.

PEDRO MASCAGNI FILHO p.mascagni@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

CARTA AOS CATÓLICOS E OS BISPOS

Dou graças a Deus porque um grupo de católicos corajosos editou uma carta na qual demonstra porque os seus irmãos não devem votar na candidata do PT . O apelo relaciona as inúmeras falcatruas, corrupções, desvios da doutrina católica que o governo do PT e o sr. Lula praticaram ao longo destes anos, com estranho silêncio dos senhores bispos e da CNBB. Agora, alguns bispos, com o costumeiro autoritarismo, condenam esses irmãos que neste momento representam o ''sal da terra''. Na prática, eles dão apoio às propostas de um possível governo do PT. Por isso é que milhares de católicos não dão mais a mínima atenção ao que esses senhores falam e escrevem. Seguem sua consciência, a integridade da doutrina católica e a orientação que vem do papa. Permaneçam firmes neste enfrentamento e com eles estarei orando. Para a maior glória de Deus.

Antonio Ribeiro de Almeida ribercor33@uol.com.br

São José do Rio Preto

__________________________________

LIBERDADE RELIGIOSA?

''Minha campanha é pela vida, pela paz, pela justiça social, pelo respeito, pela prosperidade e pela convivência entre todas as pessoas'', afirma a candidata Dilma no texto.

Ela mente, pois ''puniu'' a TV Católica Canção Nova porque alertou os fiéis de que ela era a favor do aborto! Isso é a liberdade de imprensa e a liberdade religiosa que ela defende?

Orestes C. L. J. orestes2312clj@gmail.com

São Paulo

__________________________________

CULTURA DA MORTE

No meio de tanta discussão sobre os favoráveis e os contrários ao aborto, o arcebispo de João Pessoa, dom Aldo Pagotto, postou no YouTube vídeo no qual acusa o PT e a candidata do partido à Presidência, Dilma Rousseff, de pregarem a cultura da morte no País. Segundo Pagotto, Dilma e o PT querem "descriminalizar o aborto e transformá-lo em direito humano fundamental". Para o arcebispo, "ataques à vida precisam ser combatidos". Na gravação, Pagotto pede que os católicos divulguem a mensagem ao maior número possível de pessoas, "porque estamos diante de um partido institucionalmente comprometido com a cultura da morte e que proíbe seus membros de seguirem suas próprias consciências". Ou seja, o PT utiliza a mentira para enganar a população, com uma candidata que caiu de paraquedas com a intenção de se tornar presidente. Os eleitores não deveriam entrar nesse jogo. Devemos, sim, é ficar atentos às propostas, pouco discutidas no primeiro turno. Quem vai solucionar o problema da educação? Afinal, são décadas e décadas de descaso com as crianças e os jovens que chegaram à vida adulta com poucas chances de disputar o mercado de trabalho com a parcela da sociedade que passou a vida dentro de escolas particulares. Vamos pedir que os candidatos mostrarem a solução que será dada ao Sistema Único de Saúde (SUS), belíssimo em sua concepção, mas pouco eficiente na prática. Será que defender a vida não é olhar para os milhares de brasileiros sem acesso a saúde, saneamento básico, vítimas das drogas e da violência? Há que dividir a atenção para outras mazelas que assolam o País.

Turíbio Liberatto

São Caetano do Sul

__________________________________

DEUS NA ELEIÇÃO 2010

Bateu desespero na campanha do PT! Na hora de comparar biografias, José Serra tomou a dianteira. É inegável que ele já foi testado e aprovado. Até o Ciro Gomes, que está na coordenação da campanha da adversária, disse e repetiu que Dilma Rousseff não é do "métier". Pelo menos por enquanto. Até o presidente Lula e seu time perderam o rumo. Agora, ele apela pra Deus!

Mirel Gonçalves Souza mirelgsouza@yahoo.com.br

Santos

__________________________________

SEGUNDO TURNO MILAGROSO

Não é por acaso que teremos segundo turno para a eleição presidencial. A Divina Providência tomou conta disso. Não estamos sós, Deus cuida de nós e os anjos são capazes de nos ajudar em meio a um mundo de crise. A vitória será daquele que prega o amor, o caminho da paz, a harmonia, a união dos povos, a compreensão, o perdão, a paciência, a solidariedade. Que o único poder do vitorioso seja o poder do amor. Que o vitorioso seja guiado pela Lei do Amor. A nossa vida é como uma viagem de trem e que nossa breve viagem seja uma grande oportunidade de aprender, ensinar, entender e atender aqueles que viajam ao nosso lado.

Não sei se Lula é religioso ou não, mas devia saber que Deus não comete vingança contra ninguém, portanto sua afirmação de que "Deus fez a vingança" que ele desejava, não elegendo senadores que votaram contra o governo (continuidade da CPMF), considerando a derrota de seus adversários uma obra divina, é uma blasfêmia. Como, também blasfemou ao se comparar a Cristo por usar barba comprida como Jesus usava. Falta-lhe humildade, pois desconhece que os humildes serão exaltados. As pessoas serão julgadas pelos seus atos no juízo final, para quem crê em Deus.

Lula falseia quando diz que a oposição divide o País em primeira classe e segunda classe, quando, na verdade, é o governo Lula que tenta provocar uma luta de classes, colocando os pobres contra os ricos. Só que agora Lula e família não são mais considerados pobres, pois ficaram ricos. Basta de hipocrisia, porque nada que foi dito às escondidas permanecerá na escuridão, um dia virá à tona.

Que a oposição seja vitoriosa, seja um instrumento de paz entre os povos, trazendo perfeita harmonia e sintonia universal, para que vivamos na luz.

Que Deus ilumine os eleitores na hora da votação e proteja o Brasil.

Cleiton Rezende de Almeida rezende@uol.com.br

Araraquara

__________________________________

ISLAMISMO

Os dois candidatos, na pressa expressa de ganharem a eleição, fizeram visitas alternadas, presença física nas missas da Basílica de Nossa Senhora Aparecida, procurando revelar em sua face uma fina estampa, de fé inabalável, inacreditável, embalada por orações murmuradas em sussurros, leveza de anjos e querubins, a caminho do céu.

A candidata, ao lado do deputado recém-eleito, carismático, ''personal trainning'' da religião, ouvia dele instruções a fazer. Ações como rezar tal oração, sentar, levantar, ajoelhar, benzer-se, esticar os braços para a frente, com a palma da mãos para cima, dobrando os cotovelos, ''não, não é ginástica isso, não'', dizia ele. Assim, a ''performance'' foi bem representada.

O candidato, não mais de camisa azul de mangas arregaçadas, tal qual um trabalhador, de sol a sol, mas de circunspecto terno escuro, acompanhado do atual governador eleito, expressão de ex-coroinha de igreja, tinha suas ações mais desenvoltas, envoltas na seriedade do recinto sagrado.

Os fiéis, que lá estavam, olhos arregalados, espantados, uma vez que jamais os tinham visto, aos domingos, naquela igreja, obrigação de cristão, mantinham o suspense e a surpresa no ar, revelando rostos de indecisão e descrença.

Ambos, um dia um, outro dia e outro, saíram de lá e, apressados, estressados, correram para os templos evangélicos, onde oraram de mãos dadas com os crentes, olhos cerrados, procurando demonstrar a fé que os mantinha de pé.

Diante de tais situações inusitadas, minha fé recebeu rajadas de ventos duvidosos e meus passos seguiram caminhos tortuosos, em direção a Meca.

Sim, porque às mesquitas nenhum deles foi. Alá e Maomé, preocupados com o Oriente, em briga eterna com o Ocidente, não lhes distribuíram urnas de votos.

Além do que ficaria difícil para os candidatos abrirem o tapetinho persa no meio da rua, ajoelharem-se e rezarem apontados para Meca. Muitos brasileiros que os vissem no inusitado ato julgariam que o segundo turno da eleição estaria esquentando demais sua cabeça, portanto, não seriam mais, confiáveis. ''Já chega um palhaço, que ganhou com expressivo número de votos! Agora, não!''

Também a candidata não iria usar o chádor, ou xádor, veste feminina que cobre o corpo todo de recatadas muçulmanas, e muito menos a burca, que lhe tamparia o rosto, impedindo a visão de seus queridos companheiros.

Da mesma forma, o candidato de maneira alguma tiraria os sapatos, as meias e entraria na mesquita para ajoelhar-se, curvar-se totalmente, encostando a cabeça no chão para rezar, o que lhe provocaria uma terrível dor lombar, embora o muezim, do alto do minarete, entoasse seu chamado musical.

Lembramos que a Bíblia poderia ser levantada ou citada fartamente por eles, em recintos cristãos, mas o Corão, não, este não...

Tais fatos expostos acima, e outros, frutos do marketing político, escuras remessas de promessas, me levaram a decidir, a tomar novo rumo e tento, em minha vida de eleitora.

Pronto! Já está resolvido: vou virar muçulmana, maometana. Assim, tranquilamente, anularei meu voto.

E que Alá proteja para sempre o povo brasileiro! .

Cacilda Amaral Melo cacilda09@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

LULA LÁ...

... brilha uma estrela... Lula lá... cresce a esperança...

Ah... que saudades daquele jingle,

Que saudades do tempo que eu era inocente

Do tempo que sentia orgulho em dizer

Sou petista, Lulista, Socialista, sou do PT

Ah... que saudades daquele jingle,

Que saudades daquele homem, parecido com meu pai,

Barbudo, metalúrgico, de origem pobre e que tinha,

no seu discurso, a solução que iria mudar

a vida da minha família.

Ah... que saudades daquele jingle,

Daquela mensagem convincente

que colocaria o Brasil no primeiro mundo,

acabaria com a corrupção, daria educação,

que faria, que ia, ia, ia, ia...

Ah... que saudades!

Hoje, diante do espelho, tenho vergonha.

Vergonha de lembrar das tantas e tantas

vezes que defendi aqueles que prometeram

mudar o futuro do meu país,

Fui enganado. Não dá mais.

Meu voto será de protesto!

Não! Jamais votei em palhaço, ou coisa que o valha,

Digo voto de protesto, pois meu voto será, unicamente, para somar contra,

Votarei na "Serra do Índio", se é que me entendem.

Votarei naqueles que, durante muito tempo,

Foram os protagonistas de tantos e tantos

Escândalos.

Votarei naqueles que venderam o solo da pátria amada Brasil,

Mas que, paradoxalmente, criaram as condições econômicas

Que aí estão.

Votarei nas cores de outro partido,

Naqueles que não andam na mão esquerda,

Mas não voto e nunca votarei na Dilma.

Dilma representa, concretiza, materializa

O fim de um sonho inocente, o fim do meu sonho

E de tantos outros brasileiros que acreditaram

Que o PT era um partido diferente.

Dilma lá... apagará estrelas,

Dilma lá... diminuirá a esperança,

Dilma lá... será o Brasil, definitivamente, na lama.

Márcio Santos marcio_itu@hotmail.com

Itu

__________________________________

POVO BURRO

Após o primeiro turno, o presidente Lula disse que o povo não teve inteligência suficiente para decidir a eleição. Espera aí, não ter inteligência é ser burro, certo? Foi isso que ele fez? Chamou o povo de burro? E ainda vão votar na candidata dele? Para ratificar o que ele disse? É, faz sentido. Um povo que dá 81,7% de apoio a ele e leva um burro pela cara, dizer o quê?

Panayotis Poulis ppoulis@ig.com.br

Rio de Janeiro

__________________________________

ALUCINAÇÃO OU MEDO?

IMPRESSIONANTE! Quando pensamos que já ouvimos todas as lulices (bobagens), sempre aparece uma nova e mais estapafúrdia do que a outra. A mais recente foi rosnada no Piauí, no auge da megalomania, verborrágico, S. Exa. exudou todo o seu ódio (contra a oposição), toda a inveja (por aqueles que têm formação superior) e talvez todo o seu medo, visto que as pesquisas apontam empate técnico entre a oposição e sua criatura: não só tornou a se comparar a Jesus Cristo, mas, ultrapassando todos os limites do bom senso, proferiu a maior de todas as blasfêmias, ao afirmar que Deus fez a vingança (?!) que elle queria contra os senadores (não reeleitos) que votavam contra o governo.

Lembrando uma das últimas ''gracinhas'' - a de que em 31/12/2010 tem vontade de pregar a faixa presidencial com cola e sair correndo -, nós nos perguntamos se seriam suas palavras fruto de alguma substância alucinógena ou medo, mesmo!

Aparecida Dileide Gaziolla rubishara@uol.com.br

São Bernardo do Campo

__________________________________

UNIÃO DE PESSOAS DO MESMO SEXO

O aborto é um assunto muito problemático. E que mereceu destaque e motivou a mobilização de integrantes de várias tendências religiosas que atacaram agressivamente a candidata Dilma, desvirtuando sua manifestação sobre o assunto. E isso repercutiu em sua votação no primeiro turno. No entanto, uma ex-senadora do PSDB, Eva Blay, do mesmo partido do Serra e ele próprio abordaram a questão. Ela, através de um projeto de lei em 1993 e ele, numa Norma Técnica de 1998, como ministro da Saúde. Qual será agora a posição desses correligionários sectários, coerentemente, comentando as declarações do candidato de que não é contra a união de pessoas do mesmo sexo? Isso também não fere certos preceitos religiosos?

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

__________________________________

CONTENDA OU COTEJO?

Na linguagem do futebol, tanto um como o outro termo querem dizer disputa. É isso que está ocorrendo no PT. Essa disputa passará também a ser entre religiões, porque o PT, como todos sabem, sempre teve a Igreja Católica como um de seus braços. De olho no voto, Dilma diz aos evangélicos que será contra essas teses do PT. E diz por escrito. "Serei contra a liberação do aborto, casamento de homossexuais e contra o registro civil para transexuais." Aí fica a pergunta de um leigo: e a Marta Suplicy como fica nisso? Ela, que é sexóloga e favorável a tudo isso? Vai se agachar no meio do tiroteios ou vai atirar para todos os lados? Fico à espera de resposta: cartas ao Fórum dos Leitores.

Mário Lopomo mlopomo@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

ESTADO MÍNIMO

Tem chovido ataques pessoais de todos os lados neste segundo turno das eleições presidenciais. Algo degradante para os eleitores mais cultos. Para quem é do PT, a Dilma é uma santa e o Serra, um demônio. Para os do PSDB, acontece o contrário. Acabou o senso crítico entre os eleitores, não se questiona se o seu candidato, caso vença, procurará melhorar o seu desempenho na administração da coisa pública. Quem deve estar sorrindo até em velório é o poder econômico concentrador de renda, que nessas ocasiões fica nos bastidores manipulando os que estão na linha de frente. Por exemplo, para os que são favoráveis ou contrários às privatizações e terceirizações, não existe democracia verdadeira sem um Estado (mínimo) competente, honesto e justo, mais independente dos péssimos políticos de ocasião. E nisto os dois lados têm o rabo preso.

Luiz Antonio da Silva lastucchi@yahoo.com.br

Ribeirão Preto

__________________________________

LULA SE COMPARA A CRISTO

Numa de suas habituais verborreias,o sr. Lula, em discurso no IFT do Piauí, disse que ''... hoje pobre pode ser doutor, viajar de avião''. Ora, digníssimo ser celestial, quantos doutores podem hoje viajar de avião? Com os impostos massacrantes em cima da classe média (a velha classe média), os oligopólios aéreos vergonhosos com os preços das passagens na estratosfera, aliás, quando a aparelhada Anac vai se manifestar? Garanto que não muitos!

Ao dizer que o povo é o dono do País e não pode permitir a volta ao desespero do passado, completa brilhantemente: ''Cansamos de ser tratados como vira-latas.'' Nós quem, digníssimo? O senhor, que utiliza a máquina para se manter no poder? Sua panelinha que rouba e fica por isso mesmo? Quem lhe vende os ternos Armani pagos por nós, classe média?Nossa primeira-dama, com sua varias plásticas e botox pagos por nós? José Dirceu, que viaja de jatinho e carro importado com motorista? O sr. Fabio Lulinha da Silva, que se tornou num instante o Steve Jobs tupiniquim? Seus parentes que ganham viagens ''grátis'' pela FAB para um convescote no palácio?

Ora, sr. Lula, em seus desvarios pode até se comparar a Jesus Cristo, mas preserve sua biografia com o que ela tem de bom e pare de dizer sandices. Vá assar seus coelhinhos!

Cesar Araujo ces-araujo@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

VALORIZAR A VIDA

O que esperar de uma candidata a presidente da Nação quando ela própria chama seus concorrentes ao mesmo cargo de "turma do contra", "gente do mal"?

Que respeito ela tem por seus semelhantes? Valorizar a vida não consiste apenas em se dizer contra o aborto, mas também em respeitar a diversidade de opiniões, sem ódio no coração. É também respeitar a pessoa que trabalha garantindo a segurança do País, e não assassiná-la, como foi feito com Mario Kozel Filho. É, enfim, não roubar, não matar, não levantar falso testemunho, etc., etc... É dar às nossas crianças e jovens uma educação de qualidade que lhes permita alcançar o discernimento, o espírito crítico para que nunca caiam na armadilha das bolsas caça-votos.

Cléa M. Corrêa cleacorrea@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

CALÚNIAS

Na reta final do primeiro turno das eleições houve enxurradas de e-mails afirmando que a Dilma havia dito que nem Jesus Cristo a tiraria da Presidência, não apareceu em nenhum jornal confirmação de tal fato, pois tudo não passou de uma calúnia. Agora o Serra declarou à imprensa brasileira, em alto e bom som, que é a favor da união homossexual, assunto tão complicado como aborto e religião. Vamos, então, acompanhar a reação dos eleitores e defensores do Serra que são abertamente contra a união homossexual.

Jatiacy Francisco da Silva jatiacy@ibest.com.br

Guarulhos

__________________________________

O QUE IMPORTA

Voltamos à discussão do aborto. É natural que, para os marqueteiros, esse seja um cardápio tentador; temas que levam a posições plebiscitárias são capazes de polarizar posições. Besteira.

A sociedade tem elementos suficientes para discutir essa questão a qualquer momento e ambos os lados contam com representações legítimas para argumentar, pressionar e fazer valer suas posições. Neste momento, colocar mais lenha nessa fogueira é inoportuno, uma vez que se perde espaço para a discussão de questões muito mais urgentes, como por exemplo, sobre quem vai assumir a paternidade (ou, no caso, maternidade) do famigerado PNDH-3.

Qual dos candidatos vai assumir publicamente o compromisso de preservar, defender e garantir a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa? Qual dos candidatos vai assumir publicamente o compromisso de respeitar a propriedade privada nos moldes definidos pela nossa Constituição?

Nosso presidente disse que assinou (o PNDH-3) sem ler (ops!). O "cara" assina cheque em branco e tem moral para pedir voto?

Ricardo Pirondi Gonçalves ricardo.pirondi@terra.com.br

São Paulo

__________________________________

DISPUTA DE PÉSSIMA QUALIDADE

Muito bom o artigo "Não é só o aborto, a vida está em volta" (15/10, A2), do jornalista Washington Novaes. Concordo que a busca incessante pelo voto dos católicos e evangélicos produz uma disputa de segundo turno de péssima qualidade, já que os presidenciáveis demandam grande parte do tempo de suas campanhas com essa discussão, certos de que a decisão dessa fatia do eleitorado brasileiro fará a diferença entre o ganhador e o perdedor.

Salvo engano, os mais de 19 milhões de votos que Marina Silva recebeu não foram decididos exclusivamente por sua opinião contrária aos temas tabus religiosos, mas sim sobre sua postura diante de importantes questões sobre o futuro do desenvolvimento socioeconômico de nosso país, como qualidade na educação, melhorias na saúde, medidas econômicas para uma sociedade sustentável e tantas outras. Esses, sim, são temas que deveriam ser exaustivamente discutidos entre os futuros comandantes do Brasil.

Daniela Pereira de Souza Vasques dan.p.souza@hotmail.com

Americana

__________________________________

TABUS

Por que será que nos debates o Serra nem sequer toca no tabu mensalão, hein?!

Conrado de Paulo depauloconrado@yahoo.com.br

Bragança Paulista

__________________________________

UMA CAMPANHA SEM RESPOSTAS E SEM ALMA

A campanha para a Presidência da República começou muito tempo atrás em nosso país. Desde quando José Serra assumiu o governo de São Paulo, nas eleições de 2006, logo começou a planejar sua campanha para a Presidência em 2010. Fato que se repetiu com relação a Dilma, tão logo Lula se reelegeu em 2006 ela começou a pavimentar sua campanha.

Durante estes quase quatro anos, Serra e Dilma pouco fizeram de prático para o povo brasileiro, tudo que foi realizado visava poder, o poder pelo poder, nada mais, nada menos.

Escolheram assessores, colocaram silenciosamente o trio elétrico nas ruas, tomando apenas um cuidado, não feriar a legislação eleitoral, o resto pouco ou nada importou.

Desde então a internet passou a ter uma troca de mensagens ferozes acusando Dilma principalmente e Lula de um monte de coisas, a maioria inverdades, algumas poucas confiáveis. Serra também passou por isso, mas em menor quantidade, pelo visto aqueles que podem usar computador e a rede da internet tendem a odiar o PT, Lula e Dilma.

As gestões de Lula cometeram vários erros, mas não nenhum erro preconizado antes de sua posse, não levou nosso país para o socialismo, não fez aliança alguma com China. Rússia ou Venezuela, apenas se fez passar por bobalhão ao lado de Hugo, Evo e outros idiotas que governam mundo afora. Na economia ousou manter a mesma toada de seu antecessor FHC.

Ajudou banqueiros como FHC, bajulou o poder e a sociedade elitizada, porém nunca teve dela algo a mais do que simples tolerância, ganharam dinheiro como nunca os banqueiros, usineiros e empreiteiros.

Mesmo assim parte da imprensa, Estadão incluído, está muito mais com Serra do que com Dilma. Isso se reflete agora nas pesquisas para o desenlace final do segundo turno.

O primeiro turno foi horrível, nada de discussões e apenas muito proselitismo, muita enrolação, e nada que o eleitor realmente quisesse e merecesse ouvir.

No segundo turno a coisa continua idêntica, as discussões passam ao largo de alguns problemas graves e muito mais urgentes do que religião, aborto, casamento gay. São eles os seguintes:

1) Como o(a) candidato(a) eleito(a) vai pagar R$ 1,5 trilhão da dívida interna? Vai arrochar a classe média, como se isso ainda fosse possível? Já tem um plano?

2) Como irá combater a corrupção no País? Em detalhes, e não com alusões pouco factíveis.

3) Qual será sua ação em relação à reforma tributária e fiscal? Quando irá encaminhá-las ao Congresso nacional em 2011?

4) Qual será sua ação em relação à reforma política?

5) Vai aumentar o tempo de idade das aposentadorias no INSS? Vai manter o fator previdenciário?

6) Vai acabar com quantos ministérios e embaixadas? No caso de Serra ser eleito, acrescento o seguinte: vai vender o Aerolula?

7) Vai depois de eleito enfrentar com seriedade os problemas de infraestrutura (estradas, portos, aeroportos, saneamento básico)? Ou vai dar nomes pomposos a planos irrealizáveis, PAC, Brasil em Ação etc.?

8) Qual será seu posicionamento quanto à realização das obras para assumir o compromisso da realização da Copa do Mundo 2014 e da Olimpíada 2016? Ou será contra?

9) Depois de eleito vai manter essa espúria indicação do Poder Executivo para membros do Judiciário (STF)?

10) Qual será sua prioridade, banqueiros ou trabalhadores?

11) Vai diminuir a carga tributária que incide sobre o trabalho e os setores de produção (comércio, indústria e agronegócios)?

12) Vai manter o País sem nenhum outro novo imposto? Ou vai recriar a CPMF?

13) O que vai fazer pela saúde pública? Projeto claro, nada de nominhos pomposos outra vez.

14) Vai corrigir as imensas lacunas que existem entre as classes mais ricas e a classe média ou vai continuar punindo quem mantém a economia mesmo em tempos de crise?

15) Vai rejeitar alianças com partidos que hoje apoiam o adversário?

16) Qual será seu plano emergencial para a definitiva resolução do problema da terra no Brasil? MST, latifundiários, queimadas e a sobrevivência da floresta amazônica como serão contemplados?

Nada disso está sendo discutido e nem será, ou seja, estamos dando um cheque em branco a Dilma ou Serra. Nem PT nem PSDB, muito menos o novo Congresso Nacional estão preocupados com coisas sérias, é o poder pelo poder, nada mais.

Rafael Moia Filho rmoiaf@uol.com.br

Bauru

__________________________________

O QUE QUERO

Não aguento mais! Que programinha mais chato é este? E olha, nem classificação tem, eu não sei quando é comédia, romance, drama ou terror. É uma chatice que só, até a "Praça é Nossa" é mais legal. Mas o que eu não entendi é que todas as emissoras estão transmitindo o mesmo programa, na mesma hora. E a concorrência? Cadê oferecer a melhor programação para a gente assistir? Não se faz mais TV como antigamente.

É Serra malhando Dilma, é Dilma malhando Serra, é Lula malhando FHC, FHC malhando Lula, dá pra fazer um jingle até. E o moço da propaganda da Dilma, aquele do "nos tempos de FHC e Serra", é o mesmo que em 2008 fez o vídeo dos 20 anos do PSDB.

Mãe, para o mundo que eu quero descer! Pois eu quero saber as propostas. Pregam a continuidade, mas continuar o quê? Novos Zés Dirceus e casos Erenices? Inovar e arrumar o quê? Novas clínicas, mas vão funcionar? É isso que eu quero saber, por isso, Dilma e Serra, ou Lula e FHC, bom, eu não sei mais quem é candidato, porque é tanta mistura, e o que eu quero mesmo é saber o que cada um propõe para o meu país.

Não quero saber de conversões eleitorais: "O Senhor é o meu Pastor e morando no Alvorada, nada me faltará!"E a história do moço da agulha? Chama o Ronaldo Esper!

Os candidatos apresentaram-se tão religiosos, será que eles ao menos cumprem com os "cinco mandamentos da Igreja Católica"? Se eles não souberem que é isso, já sabemos a resposta.

Sabe, cansei de escrever também, eu vou estourar uma pipoca e tomar um refresco de limão, porque eu não quero saber "quem matou Saulo", quero saber o que os presidenciáveis têm de propostas para o meu Brasil.

Wesley Machado weslleymachado@hotmail.com

Bauru

__________________________________

IDEIA FIXA

Os oito anos de Lula foram monotemático$: Bol$a-Família, BNDE$, Eike Bati$ta$, empré$timo$ con$ignado$, $indicato$, men$alão, aloprado$, Petrobrá$, Ca$a Civil, cartõe$ corporativo$, a$$e$$ore$, viagen$... Já saúde, segurança, saneamento, transporte, escolas públicas, aposentados e a sustentabilidade ficaram sem $. Ideia fixa?

Gilberto Dib

São Paulo

__________________________________

SOCIALISMO

Como é possível, em pleno século 21, a Dilma ter coragem de se autodefinir uma socialista? Será que as pessoas se dão conta da gravidade de tal expressão?

Será que as pessoas sabem o que é socialismo? A vida toda ouvi que as pessoas devem estudar para subir na vida, só que no socialismo isso não existe! Ninguém sobe! Só os donos do poder, os burocratas. Alguém se deu conta da pobreza que é viver em Cuba?

Será que é isso o que os Brasileiros querem? Acho que não. Vamos tirar o Brasil do vermelho: do vermelho na educação, do vermelho na saúde, do vermelho na ética e do vermelho do PT.

Carlito Sampaio Góes carlitosg@estadao.com.br

São Paulo

__________________________________

BICHO-PAPÃO

Neste segundo turno, impressiona ainda mais negativamente a figura do presidente Burla participando da campanha. Em comício no Pará, o Burla parecia um bicho enjaulado rodando no palanque com uma carranca de dar medo. Já tem mamães mostrando sua foto e dizendo às criancinhas que se não ficarem quietas o bicho ''Lulão'' vai pegar.

Laércio Zanini arsene@uol.com.br

Garça

__________________________________

COMPARAÇÃO DE LULA COM JESUS

A menos de três meses de apear do poder, o homem já está surtando.

José Eduardo Victor je.victor@estadao.com.br

Jaú

__________________________________

CANÔNICOS

No horário político, o marqueteiro de Dilma Russeff compara a candidata com Anita Garibaldi e com Madre Tereza de Calcutá (ui!) e vejo nos jornais que Lulla se compara a Jesus, pois usava barba como ele, Lulla. Já, já, aparece um processo e pedido de canonização, neste governo em que o prato do dia, no cardápio, aponta fraudes, corrupção, corporativismo até dentro das salas da Casa Civil, tudo ao contrário do que é divulgado.

Celso de Carvalho Mello celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

TEMPORAL OU ETERNO

Provavelmente em 500 anos não será possível cumprir todos os compromissos assinados ou apenas ditos dos candidatos à Presidência. Não haverá recursos nem tempo hábil para tanto. É tanto de qualquer assunto abordado que estamos saindo do ''temporal'' e indo em direção à ''eternidade'' para se cumprir todo o prometido.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

__________________________________

NOSSA BANDEIRA

Estamo-nos aproximando de 19 de novembro, Dia da Bandeira, o mais venerado símbolo nacional. A nossa atual Bandeira foi adotada pelo decreto n.° 4, de 19 de novembro de 1889. Sua elaboração foi realizada por Raimundo Teixeira Mendes (positivista), Miguel Lemos (diretor do Apostolado Positivista do Brasil), Manuel Pereira Reis (astrônomo) e Décio Vilares (pintor). O lema "Ordem e Progresso" foi inspirado no lema do positivismo francês: "L''amour pour principe et l''ordre pour base." Cento e vinte e um anos se passaram! Se fosse hoje, o lema seria "Desordem e Regresso" e, ao invés das estrelas, que representam cada Estado Brasileiro e o Distrito Federal, seriam colocados foices e martelos. A cor, não resta a menor dúvida, seria a vermelha do comunismo, petismo, MST e dos vestidos da dona Dilma. Ainda é tempo de amar e respeitar com fé e carinho a gloriosa bandeira verde, amarela, azul e branca, heroína, que tremulou vencedora nos campos de batalha na Europa, durante a 2.ª Grande Guerra. Vencemos o fascismo e o nazismo. Hoje, com resignação, temos de vencer o mar de lama que emporcalha essa Bandeira!

Roberto Stavale bobstal@dglnet.com.br

São Paulo

__________________________________

EMOÇÕES

Controle as suas emoções, as taxas de juros baixaram, para pessoas físicas reduziram-se de 6,75% para 6,74% ao mês, para pessoas jurídicas, de 3,82% para 3,78% ao mês, o momento é de euforia total. As reduções nas taxas são para ninguém questionar. Crédito não vai faltar, difícil vai ser pagar, mas daí é outro problema. O dólar caindo e o real se valorizando, mas os combustíveis, que têm os seus preços atrelados ao dólar, estão subindo, por que será? Pense bem e controle as suas emoções!!!

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

__________________________________

POUCO-CASO

Há centenas de milhares de exemplos de pouco-caso ou desprezo pelos cidadãos, perpetrados pelo governo no Brasil.

Há um gritante e desmoralizante. Refiro-me ao pagamento de indenizações às famílias de nossos soldados que morreram no Haiti, atingidos pelo terremoto.

O sr. presidente da República anunciou, bem ao seu estilo, com toda a pompa e circunstância, a assinatura de lei ou algo similar aprovando o pagamento de indenização às famílias de R$ 500 mil. Até hoje nada aconteceu, nada foi pago, confirmando o desprezo por quem trabalha seriamente pelo Brasil.

Outro exemplo, este mais simples, mas significativo. Falo da emissão de passaportes. E, mesmo com toda a confusão, fartamente mostrada pela imprensa, estamos sendo avisados de que a taxa de emissão será aumentada em 20%.

Certamente, entre as razões que provocam a baixa qualidade desse serviço público, está o fato de sermos um país muito rico. Digo isso porque nos países da Europa em geral e nos Estados Unidos os passaportes têm validade de pelo menos 10 anos. Enquanto no nosso rico Brasil valem só por 5 anos. E aqui fica a pergunta: quem se beneficia?

Cordialmente,

Carlos Antônio Barros de Moura carlosantonio@barrosdemoura.com.br

São Paulo

__________________________________

TRAPAÇAS

O PT (Partido Trapaceiro) quer investigações do Ministério Público sobre suposto caixa 2 do Rodoanel. Será que é porque o dinheiro não chegou até eles?

Os trapaceiros não explicam seus próprios caixas 2 e outras tantas coisas erradas, são dissimulados, passam de algozes a vítimas em fração de segundos, querem ganhar a qualquer custo, perdem a linha sempre que a imprensa os questiona. Basta observar seus rostos rancorosos. Enfim, pensam que o Brasil é uma grande casa de jogos, onde só os donos das máquinas ganham.

Vamos, Brasil, vamos exterminar os trapaceiros para um futuro melhor.

Maria Regina M. Fagundes quel.fagundes1@gmail.com

Taboão da Serra

__________________________________

O SILÊNCIO DOS ALIADOS

Da série perguntar não ofende: alguém imagina qual seria o nível dos decibéis da campanha situacionista para a Presidência caso os arrastões, cotidianos, na terra do aliado Sérgio Cabral estivessem ocorrendo nos domínios do adversário José Serra ?

Silvio Natal silvionatal49@yahoo.com.br

São Paulo

__________________________________

ASSUSTADOR!

É assustador o estado de segurança vivido pelo povo do Estado do Rio de Janeiro. Agora temos "arrastões" diários em toda a cidade do Rio. Assaltos proliferando em todos os cantos. Temos também UPPs em quase todas as favelas.

Dizem que com as UPPs acabaram os tiroteios nas favelas. De fato, isso é verdade. No entanto os tiroteios vieram para o asfalto.

E para que servem as UPPs? Servem para que os traficantes fiquem tranquilos e não necessitem mais ficar expondo suas armas para intimidar a facção contrária. Hoje, nas favelas dominadas por UPPs não vemos mais traficantes exibindo seu poder de fogo. Mas é que agora não é necessário, pois eles têm a garantia de que a facção rival não os molestará. O governo garante isso por meio das UPPs. Isso intimida qualquer facção rival de invadir a favela.

Com relação ao tráfico de drogas, tudo continua como dantes. A não ser que alguém queira enganar a população dizendo que o consumo de drogas tenha diminuído. A verdade é que o consumo de cocaína, maconha e crack aumentou em progressão geométrica, logo, a situação piorou muito. Como a droga não vem pelo ar, é óbvio que continua com os mesmos traficantes.

Entre as loucuras vividas nesse Rio, temos até marginais travestidos de pseudolimpadores de vidros de automóveis pulverizando ácido muriático no rosto de motoristas. Esses animais teriam de ser jogados numa jaula, depois pulverizar HCl neles e deixar curtir. Isso não é um marginal qualquer, é um monstro. E a polícia não faz nada. Qualquer criança sabe que é simples prender esses monstros. Basta que a polícia ou a guarda municipal interceptem todos os que estão no sinal de trânsito e confiram o líquido de suas garrafas.

E o policiamento onde está? Os policiais encontram-se nas favelas fazendo chacrinhas, jogando purrinha, usando celulares, batendo papo, jogando cartas, fingindo que estão policiando.

O policiamento que deveria ser a pé em grupos de dois, aqui conseguiram a proeza de criar "duplas" de dez ou doze membros. Se você passar por um grupo de policiais ou mesmo de guardas municipais, repare que todos estão distraídos, sem prestar a atenção ao movimento da rua. Depois vem o governo e declara que a criminalidade caiu em todo o Estado. Por sua vez, a mídia esquece o seu papel investigativo e confirma os dados do governo. Mas também, pudera, o Estado é o maior anunciante da mídia. Os assaltos se multiplicaram, a corrupção ficou banalizada, vemos policiais e guardas municipais envolvidos em todo tipo de corrupção e o governo diz que tudo vai bem. Ver taxistas pagando propina a PM ou GM é algo natural.

A cidade de Caxias está tomada por marginais, é assalto em todos os cantos. Quase todos os postos de gasolina já foram assaltados somente este ano. E a polícia?

Em qualquer favela pacificada existem centenas de policiais militares ociosos. Mas na entrada dessas favelas os assaltos são corriqueiros.

O governo do Rio deveria aprender com o governo do Ceará como se faz segurança. Na orla de Fortaleza, de Iracema a Mucuripe (cerca de 4 km), um calçadão de mais de 20 m de largura e um movimento de gente que mais parece um Maracanã em dia de jogo do Flamengo, reina uma tranquilidade como nunca vista em qualquer lugar do Rio. É uma polícia atenta e organizada. Com cerca de 20 homens a polícia do Ceará consegue dar tranquilidade a uma multidão de mais de 100 mil pessoas. E não precisou de UPP. São três Hilux circulando em toda a orla, mais quatro duplas em patinetes elétricos e mais uns seis soldados em duplas pela orla. Mas isso tudo sem chacrinha. Aqui, no Rio, é diferente. Na Tijuca, por exemplo, vemos cerca de 10 ou 12 guardas municipais juntos fazendo chacrinha, com suas viaturas sobre a calçada, e a população que se dane. A polícia é a mesma coisa, também reunidos em grupos e batendo papo.

E ainda queremos patrocinar a final da Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016.

O governo do Estado faz uma propaganda demagógica informando que as blitze fizeram diminuir os acidentes de trânsito em todo o Estado. Agora que passaram as eleições estamos vendo que os acidentes aumentaram. Todos os jornais de 14/10 informam que as mortes em trânsito aumentaram em mais de 100% e que o número de acidentes também. Vemos ainda que essas blitze nunca prenderam um assaltante ou traficante, mas já balearam e mataram muitos inocentes. Um juiz federal teve seu carro perfurado de balas por uma blitz da Polícia Civil, causando várias vítimas aos ocupantes, inclusive a ele. Mas a Polícia Civil não é investigativa. Então, quem autorizou e por quê, essa blitz? Está claro que esses policiais ficarão impunes e, se fosse um cidadão comum, a polícia encontraria uma arma para dizer que apenas revidou.

Hoje, acabaram com os horários de assaltos. Vale para as 24 horas do dia. Terça-feira Ivan Lins foi assaltado às 11 horas na melhor estrada do Estado do Rio (Rio-Teresópolis) e a que tem o pedágio mais caro. Entrevistado pelo Globo, declarou: "Estamos vivendo uma guerrilha urbana. Não reconheço mais a minha cidade. Não quero mais morar aqui. Vou ter que me exilar da minha própria cidade."

O fato é que vivemos num Estado abandonado e que, infelizmente, serve de referência para os outros Estados. Com certeza, caso não haja uma reação da sociedade, dentro de mais alguns anos todo o País estará vivendo este estado de guerra civil.

Hoje a tranquilidade é muito maior em Cabul ou em Bagdá.

É assustador o momento que vivemos.

Antonio Antunes antonioantunes@uol.com.br

Rio de Janeiro

__________________________________

NOSSOS HERÓIS

No dia 15 de outubro, quando comemoramos o Dia dos Professores, precisamos mais do que um obrigado, é dar-lhes uma medalha. Eles são verdadeiros heróis. A maioria das crianças hoje é muito insubordinada e mal-educada. E o direito é só delas (crianças). Eles (os professores) chegam em casa ARRASADOS. Além de ensinar, têm de esperar a vontade do aluno. Vocês merecem, sim, uma medalha. Educar hoje está mais para uma GUERRA. Com muitas exceções (é claro). Um beijo no coração de todo o professor. Peço a Deus muita saúde e paciência para todos vocês.

José Carlos Farina josecarlosfarina@yahoo.com.br

Rolândia (PR)

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.