Cartas - 18/02/2011

CCJ

, O Estado de S.Paulo

18 Fevereiro 2011 | 00h00

A vez de João Paulo

O PT indicou o deputado João Paulo Cunha (PT-SP), réu no escândalo do mensalão, para presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, a mais importante comissão daquela Casa de leis. É a mesma coisa que escolher Fernandinho Beira-Mar como diretor de uma penitenciária ou secretário de assuntos penitenciários. Como um deputado que está respondendo a um processo por corrupção, lavagem de dinheiro e peculato pode exercer uma função tão primordial para os bons serviços da Câmara? É por isso que a cada dia a classe política deste país se desmoraliza. Só falta agora Tiririca presidir a Comissão de Educação e Cultura e Jair Bolsonaro, a dos Direitos Humanos e Minorias. E falta ainda os demais começarem a trabalhar. Essa é a Casa que representa o povo brasileiro...

WALTER FRANCISCO BARROS

alterfbarros@yahoo.com.br

Araçatuba

_____________

Desonra

Estamos envergonhados de tanto descalabro. Sr. João Paulo Cunha, honre a sigla do PT e siga para o banco dos réus.

RICARDO GUILHERME

bleblanc@ig.com.br

Monte Alegre do Sul

_____________

Vergonhoso

O escárnio já chegou ao nível mais alto no Congresso Nacional. O respeitável cidadão João Paulo Cunha, réu no processo do mensalão, foi reeleito deputado graças à mente pouco lúcida e esclarecida de nossos eleitores. Maior vergonha que isso, contudo, é ele ser respaldado por seus pares, o que demonstra a sordidez hoje reinante em nossas Casas legislativas. Assim não há como acreditar que o discurso renovador de Dilma Rousseff tenha alguma credibilidade. Resta-nos tecer loas aos egípcios, que deram ao mundo uma magnífica demonstração de como se devem conduzir as sociedades quando governantes zombam dos cidadãos. Oxalá esses ventos alcancem nossas plagas algum dia.

PEDRO PAULO SANTOS

santospedrop@hotmail.com

Sorocaba

_____________

SALÁRIO MÍNIMO

A força de Dilma

Foi aprovado na Câmara dos Deputados o valor do novo salário mínimo: R$ 545, com 361 votos a favor do governo e 120 contrários, com 11 abstenções. A presidente mostrou a sua força.

OLYMPIO F. A. CINTRA NETTO

ofacnt@yahoo.com.br

São Paulo

_____________

Decreto?

A partir de agora o governo vai decretar o valor do salário mínimo, sem precisar do Congresso? Governar por decreto... Decreto-lei... Onde já vimos e ouvimos isso mesmo? E não acabou bem...

PEDRO GALUCHI

pgaluchi@gmail.com

São Paulo

_____________

Bom senso

A Câmara agiu com bom senso ao aprovar o mínimo de R$ 545. Se passasse dessa cifra, o sistema previdenciário entraria em colapso. Seria o caos.

PAULO DIAS NEME

profpauloneme@terra.com.br

São Paulo

_____________

Paupérrimo e caríssimo

Muito difícil resolver o problema do salário mínimo. É paupérrimo para quem ganha e caríssimo para os diversos níveis de governo e para a iniciativa privada, que com aumentos desmesurados acaba tendo maiores despesas agregadas a eles. Mas aos que não participam dessa discussão e apenas palpitam, seria bom que se candidatassem a algum cargo eletivo e fossem dar um jeito nas coisas. É fácil criticar e apontar soluções, o difícil é executá-las.

JOSÉ PIACSEK NETO

bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

_____________

CONGRESSO

Emenda da felicidade

Embora com atraso, gostaria de comentar o artigo Direito à felicidade, do professor Miguel Reale Júnior, publicado pelo Estadão em 5/2. Trata-se da iniciativa de alguns congressistas de alterar o artigo 6.º da Constituição Federal, visando a direcionar os direitos sociais à realização da felicidade individual e coletiva. Bem mostrou o ilustre articulista a ingenuidade dessa proposta utópica por natureza e humanamente inexequível. Advirta-se, como Voltaire, que não há felicidade sem virtude. Assim, apenas uma sociedade virtuosa alcançaria a felicidade. Cito também os versos de Vicente de Carvalho, que destaca que a felicidade "existe, sim, mas nós não a alcançamos, porque está sempre apenas onde a pomos e nunca a pomos onde nós estamos". O projeto em pauta parece mais um balão inflado de boas intenções, porém vazio de conteúdo.

SILVIA H. SALLES ZANGIROLAMI

shasz@uol.com.br

São Paulo

_____________

TROTE VIOLENTO

"Universiotários"

Novamente o trote vira caso de polícia - desta vez ocorreu na Universidade Estadual de Ponta Grossa (PR). Depois de participarem do trote, três calouros, dois deles adolescentes, foram parar no hospital por conta do excesso de bebida alcoólica ingerida. Pergunto: quando é que esses universiotários se vão conscientizar de que esse tipo de trote é uma imbecilidade a toda prova? Quando presidi um diretório acadêmico, usávamos o trote para promover ações sociais e conscientizar a comunidade acadêmica sobre problemas políticos locais e nacionais, isso em pleno vigor da ditadura. Deixo, aqui, uma sugestão para os próximos veteranos: promovam uma campanha de doação de sangue e de medula. Chega de imbecilidade.

ROBERTO CANAVEZZI

robertocanavezzi@yahoo.com.br

São Caetano do Sul

_____________

Sagrado

Os trotes violentos ou degradantes são atos inaceitáveis quer em recintos particulares, quer em recintos públicos. Contudo, sendo as universidades públicas sustentadas com tributos extraídos da dura labuta diária de todo o povo, quem organiza ou permite essa prática deve ser punido com todo o rigor. Funcionários demitidos e alunos, expulsos. É o mínimo. Eu não gosto nada, nada de ver o imposto que pago sendo usado em qualquer ato que não seja referente ao ensino no ambiente das universidades públicas. As escolas, em especial as públicas, devem ser tidas como um lugar sagrado. Só isso!

OSNIR G. SANTA ROSA

osnirsantarosa@bol.com.br

São Paulo

_____________

"Antes o vice-presidente não apitava nada. Agora ele tem um guizo"

J. PERIN GARCIA / SANTO ANDRÉ, SOBRE O PAPEL DE TEMER NA VOTAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO

jperin@uol.com.br

"Dilma é continuidade de Lula. Porém responsável"

FLAVIO LANGER / SÃO PAULO, SOBRE O NOVO SALÁRIO MÍNIMO

diretoria@spaal.com.br

"A CCJ com João Paulo Cunha à frente deveria se chamar Comissão da Corrupção e Injustiça"

RICARDO SALLES / SÃO PAULO, SOBRE O NOVO COMANDO DA CCJ

salles@endireitabrasil.com.br

_____________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.352

TEMA DO DIA

Jaguatirica causa polêmica no carnaval

Agremiação de SP não consultou o Ibama. Veterinários acham uso de animais em desfiles "absurdo"

"Mas que ideia ridícula! Espero que o Ibama resolva trabalhar direito e faça alguma coisa."

DENISE ARNOLDI

"Brincadeira sem a menor graça. Será um vexame; o público vai se posicionar contra."

LEONARDO KOPPES

"É um animal selvagem. Foi criado para viver livre e não para ser exposto. Deixem-no em paz!"

GISELE FINATTI BARAGLIO

_____________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

R$ 545

Pronto! A presidente Dillma já pode respirar sossegada! Já passou pela primeira prova de fogo e com certeza terá um Congresso a seus pés nos próximos quatro anos! Só resta saber o preço que a sociedade brasileira pagou por essa submissão! O salário mínimo será o máximo que ela estipulou: R$ 545.

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

_____________

TERCEIRIZAÇÕES PÚBLICAS

Com tantas noticias de corrupções com as terceirizações públicas, vem uma triste noticia que a Câmara Municipal de Campinas quer terceirizar a Saúde e a Educação, já tivemos exemplos em todos os territórios nacional que foi uma pratica que não deu certo, no final só elevou o gasto com o dinheiro dos cofres públicos, além dos péssimos atendimentos ao publico, são mal remunerados, explorados pelos dois lados, esperamos que isso não aconteça, pois a população merece mais respeito de seus políticos, já passou da hora de se abrir concursos públicos, afinal São Paulo é o Estado mais rico do Brasil.

Anderson Aparecido dandersonaparecido@yahoo.com

Hortolândia

_____________

VIVA AOS RADARES!

Não há dúvidas de que a velocidade excessiva é a causa da maioria dos acidentes que ceifam vidas e causam enormes prejuízos, paralisando nossas principais rodovias. Moro em Limeira a 150 kms. de São Paulo e vou periodicamente à Curitiba pois tenho uma filha que lá estuda. Monitoro, através do G1 e da CBN, a Régis Bittencourt. Difícil passar um dia sem que algum trecho não esteja interditado por acidentes. Em muitos locais, os caminhões nos obrigam a andar acima da velocidade permitida.E nunca recebi uma multa! A não ser duas que me foram aplicadas numa verdadeira ''pegadinha'' em Colombo por transitar acima de 40 kms. Absurdo! Li dia destes no Caderno Cidades do Estadão sobre a ausência de radares na rodovia. Também é muito comum capotamentos na Bandeirantes entre Limeira e Jundiaí. Na maioria causados por excesso de velocidade! Um viva aos radares! Desde que localizados em lugares certos, e não em ''pegadinhas para faturar.

Reinaldo Grassi reigrassi@gmail.com

Limeira

_____________

PORTOS CONGESTIONADOS

Gostaria de realizar um pequeno comentário em relação à matéria ''CONGESTIONAMENTO NOS PORTOS ELEVA OS CUSTOS'' (17/02), especificamente ao trecho ''Para reverter esse quadro, algumas providências urgentes precisam ser tomadas. Entre elas, estão a facilitação para a implantação de novas áreas retroportuárias alfandegadas, o aumento do quadro de fiscais da Receita Federal e a disseminação do conceito ''porto 24 horas'', a fim de garantir a agilidade no desembaraço da carga''. A Receita Federal do Brasil possui uma Carreira chamada Carreira Auditoria da Receita Federal do Brasil, que é composta por dois cargos de nível superior, o de Auditor-Fiscal e o de Analista-Tributário. Ambos os cargos atuam no desembaraço aduaneiro, que envolve diversas etapas, indo da verificação física da mercadoria, passando pela verificação documental e finalizando com o desembaraço. O Analista-Tributário, legalmente, pode realizar a verificação física, mas não tem a atribuição legal de realizar a verificação documental. Diante do exposto podemos imaginar que algumas atitudes da Administração da Receita Federal poderiam ajudar a resolver o problema da agilidade no desembaraço: Além de concurso para Auditores-Fiscais (os responsáveis pelo desembaraço), realizar concurso para Analistas-Tributários; Se existem diversas etapas do desembaraço da mercadoria, que fosse então permitido que o Analista-Tributário realizasse tanto a verificação física, como a verificação documental, ficando restrito ao Auditor o desembaraço final (podendo também realizar todas as outras etapas).

As justificativas para se acreditar que essas duas atitudes da Administração da Receita Federal poderiam ajudar a resolver o problema da agilidade no desembaraço das cargas são:

o Analista-Tributário é uma mão-de-obra altamente qualificada que esta sendo mal aproveitada pela Administração; o custo de um Analista-Tributário é bem menor do que o de um Auditor-Fiscal, em termos salariais.

Esperamo sempre que a Administração busque soluções que sejam boas tanto para o próprio órgão Receita Federal do Brasil, como para a sociedade.

Moisés Hoyos, analista-tributário da Receita Federal do Brasil (Alfândega do Porto de Manaus) sindireceita_amazonas@yahoo.com

Manaus

_____________

CONCURSO DO BB

O fato de mais de 160 mil terem se inscrito no concurso do Banco do Brasil para cargos cujo salário é menos de R$.1.300,00, é um claro sinal de que as coisas não andam bem como anunciado pelo Governo Federal e sua tropa de choque.

Alcides Ferrari Neto ferrari@afn.eng.br

São Paulo

_____________

BERLUSCONI DESMORALIZA A ITÁLIA

Os seguidos crimes, escândalos e gafes cometidos pelo primeiro ministro Silvio Berlusconi desmoralizaram a Itália no cenário internacional. Apesar de Berlusconi ser protagonista de corrupção, abuso de poder, prostituição de adolescentes, além de inúmeras declarações machistas e preconceituosas, continua impune e dono do poder. Os italianos estão passando recibo de tolos ao manterem no poder por tantos anos alguém como Berlusconi. É triste ver a decadência de um país que já foi o berço do Império Romano e da Renascença e que hoje mais parece uma republiqueta de bananas. Pobre, Itália!

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

_____________

DO IRÃ AO MARANHÃO

Que os ventos da revolução no Egito, navegando rapidamente em redes sociais, possam seguir a leste levar liberdade a Síria de Assad e por conseqüência ao Líbano e depois ao Irã dos aiatolás e até o Paquistão, ao Tibet e a praça celestial da China de liberdade econômica e atraso social e a Miamar, a até a Coréia do Norte.

Que os mesmos ventos possam seguir a Oeste passando pela Líbia, Argélia, Marrocos e chegando aos ditadores da África Negra e atravessando o atlântico chegando á Venezuela de Chaveak, ao pobre Haiti e Cuba dos Castro e em um ultimo arrobo ao Maranhão da família Sarneiak.

Que como em 1968 um vento de liberdade possa correr o mundo provocando que não experimentou a liberdade e a opção democrática de viver encerrando as carreiras de ditadores de centro, direita e esquerda.

Márcio M. Carvalho mmcoak@hotmail.com

Bauru

_____________

FORÇA PARA O IRÃ

Lula, dá uma chegadinha até o Irã, dar uma forcinha para o companheiro Ahmadinejad, que a coisa tá pegando.

Isael Coleone isael.coleone@itelefonica.com.br

Indaiatuba

_____________

EXPORTANDO EXPERIÊNCIA

Alguns brasileiros se mostram preocupados com a possibilidade do Egito se tornar um regime teocrático. Seria isso pior que uma democracia com Sarney, Collor, Lobão, Tiririca, Romário e que jandos? Tenho cá minhas dúvidas...

Hermínio Silva Júnior hsilvajr@terra.com.br

São Paulo

_____________

O PMDB

O PMDB embora prejudicando a classe trabalhadora,acaba de informar a nação,que continuará sendo o efetivo detentor do poder,como ocorria na era Lula. A demonstração de ordem unida serviu de alerta ao Planalto,indicando a dependência do peso da base aliada,na concretização de qualquer projeto do Executivo. A presidente Dilma governará sobre o fio de uma navalha,patrulhada por um grupo político,que mesmo sendo interesseiro,não tem nada de suicida coibindo eventuais recaídas estatizantes ou anti liberais.

Caio Augusto Bastos Lucchesi cblucchesi@yahoo.com.br

São Paulo

_____________

TORMENTAS

Percebia-se com nitidez o desconforto e o constrangimento dos deputados ao debater sobre quantia insignificante a ser acrescida ao salário de 49 milhões de trabalhadores brasileiros, que a campanha do PT cansou de dizer que se movimentaram socialmente e saíram da miséria. Cinquenta centavos por dia, uma moeda que costumamos deixar com os garotos de supermercados, acima da proposta do governo. E emenda vencida. Marxistas-leninistas desmascarados e envergonhados e conservadores transformados repentinamente em seus opositores progressistas. Nada como a dura realidade da vida para desnudar o rei, esboroar as utopias e demagogias ideológicas. Além disso, a base do governo rejeitou o destaque do Deputado Roberto Freire no sentido de declarar-se a inconstitucionalidade do art 3º do Projeto, pelo qual, fixadas duas diretrizes - o salário mínimo deverá ser anualmente reajustado de acordo com a inflação e aumentado em correspondência com o aumento do PIB - certamente com enorme alívio, ao abdicar de sua prerrogativa de deliberar sobre o tema que, como visto, é o maior abacaxi daquela Casa de Leis e que, doravante, já está descascado, pois será fixado por decreto da Presidente da República. Vicentinho, o relator, que, pela segunda vez, assumiu o papel de advogado do diabo (na primeira sustentou o reajuste de um real no salário mínimo, no início do governo do presidente Lula), livrou-se, doravante, da dor provocada pelos espinhos da incongruência de sua vida pública. So que a escapulida não é tão simples assim, porque a Constituição Federal estabelece que o salário mínimo é fixado anualmente por lei e, não, por decreto, de modo que o referido dispositivo poderá ser expungido da lei por decisão do STF. E os parlamentares reclamam contra a judicialização da política.

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

_____________

INJUSTIÇA COM A TIREOIDE

Se a glândula tireoide tem seu quinhão de culpa pela gordura do Fenômeno, não podemos atribuir só a ela a responsabilidade pelo fato de nosso melhor jogador ter abandonado o futebol. Na verdade, Ronaldo, como todo homem realizado profissional e economicamente, deve sentir imenso prazer em passar muito bem, degustando muitas comidas e bebidas de qualidade, cujas calorias não são suficientemente queimadas. Além disso, não podemos nos esquecer de que o Fenômeno nos últimos tempos tem sido um dos "garotos-propaganda" mais bem pagos, dando com isso ao Corinthians, muitos e muitos dividendos. E todos sabem como é difícil a vida de quem grava propagandas; são horas e horas de repetições das falas e cenas nos "sets" de gravações. Isso é maçante, desgastante. Que tempo tinha esse Homem para cuidar de seu corpo, de ter uma dieta saudável de atleta? Deu a lógica: é só comparar as fotos da chegada ao Corinthians com as de agora. Essas atividades para favorecer o Timão sejam , talvez, as grandes responsáveis pelo aumento de peso do craque. Fica agora a saudade; com o fim de sua carreira, o mundo futebolístico ficou de luto.

Roberto Soares Hungria cardosohungria@gmail.com

Itapetininga

_____________

DESPEDIDAS

Congratulo-me com Maurício Villela, mauricio@dialdata.com.br, pelo seu corajoso artigo publicado no portal do Estadão, no Fórum de Leitores, cartas selecionadas, de 16/02/2011. Refere-se a dois temas: o fenômeno Ronaldo e um "rádio" visto na casa de Lula. Quanto ao Ronaldo: tenho "entalada" na garganta a farsa representada pela seleção brasileira na Copa de 1998, quando, na final realizada em 12 de Julho daquele ano, perdeu para a França por 3 x 0. A meu ver foi um jogo claramente ''vendido'' e teve como principal autor (leia-se ator) o fenômeno Ronaldo. Concordo que um jogador, após enterrar o time numa final de mundial e passa a ser considerado herói nacional, é realmente um "fenômeno". Quanto ao misterioso rádio de Lula: Em debate na televisão, no final da campanha eleitoral em 1998, Collor, irônico e em tom ameaçador, afirmou ter visto um "rádio" na casa de Lula, que, tremendo na base, fez de conta que não ouviu e calou. Em minha opinião, a colocação de Collor foi uma isca para que fosse tornada pública a origem do embaraçoso ''rádio", na verdade um magnífico aparelho de som. Provavelmente teria sido presente de alguém. Se for verdadeiro esse meu pensamento, o relacionamento de Lula com esse misterioso personagem, cujo nome até hoje não foi revelado, lhe seria altamente comprometedor. Sua identidade continua um mistério, um segredo de Estado guardado pelos dois ex-presidentes, hoje bons companheiros.

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

_____________

SARNEY, O FENÔMENO

Ronaldo não é um "fenômeno também", como disse Sarney na TV. É outro tipo de fenômeno, aquele que se realizou pessoalmente, por méritos próprios e não precisou apoiar-se em outros meios, por exemplo, ser eleito em outro estado, para poder ser eleito.

Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo

_____________

A PRESIDENTE

Lamentável que o ataque de soberba de Marta Suplicy, advertindo a José Sarney para que se referisse a Dilma Roussef como nossa "Presidenta", não tenha sido repelido à altura. Provavelmente o Alzheimer fez o jurássico senador esquecer de lhe responder que, em nossa gramática existem os particípios ativos derivados de verbos e assim, quando se quer designar a capacidade de alguém ( independente do gênero masculino ou feminino ) exercer a ação expressa nesses verbos, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, inte e ente ( aquele que é: o ente ). Exemplificando, o particípio ativo do verbo atacar é atacante; do verbo pedir é pedinte e do verbo presidir, presidente: no universo da língua portuguesa, nunca se ouviu falar estudanta, mas a estudante; adolescenta, mas a adolescente; pacienta, mas a paciente; presidenta, mas a presidente. Seria portanto louvável que a Presidente não se deixasse contaminar por essas questiúnculas lullo-petistas, governasse o país de verdade, passando à história como o Presidente, tal como a poetisa Cecília Meirelles, imortalizada como o poeta maior do Brasil.

Marco Aurelio Cattani cattani@uol.com.br

São Paulo

_____________

CABEÇA "FLEX"

Todo esse imbróglio relativo ao aumento do salário mínimo teve, ao menos, o mérito de expor a forma como pensam e agem os políticos, dependendo das circunstâncias do momento. De um lado, o governo do PT, outrora contundente defensor de reajustes, estava agora fechando com o odioso "ajuste" - bandeira clássica dos execráveis "neoliberais da direita", sempre combatidos. O nonsense chegou ao ponto de se ameaçar de demissão o ministro Carlos Lupi (Trabalho), caso o PDT fechasse questão por um mínimo superior ao oferecido pelo Planalto.

Vaias se viam dirigidas a históricos petistas, chegando as galerias a virar-lhes as costas, em sinal de desagrado e contestação. O que vimos ontem foi, enfim, o PT sendo um partido... responsável, falando em austeridade fiscal e respeito aos pactos, valores desprezados em seu tempo de estilingue. Acredite quem quiser, do lado "errado" estavam DEM e PSDB, que desta feita pregavam um SM sabidamente incompatível com a boa disciplina fiscal. Confesso que, pela primeira vez, fiquei ao lado dos que sempre combati, lastimando o abjeto oportunismo da dita "oposição", que se mostrou omissa durante todo o desgoverno Lulla, malgrado tudo o que vimos. Esse samba-enredo mais pareceu a materialização daquele tal "avesso do avesso" dos versos de outra conhecida canção; uma aula prática de como funciona a cabeça "flex" dos políticos "deschtepaíz" !

Silvio Natal silvionatal49@yahoo.com.br

São Paulo

_____________

O PAPEL DA OPOSIÇÃO

Em todo mundo democrático o papel da oposição é evidenciar os erros e tropeços do governo e apresentar alternativas consistentes. A chamada vitória de Dilma com a aprovação do salário mínimo de R$ 545 foi principalmente para que se reforce a ideia de que ela tem o controle nas mãos e que não se ponha em dúvida a sua eficiência quanto à estabilidade econômica.

A oposição tinha a demanda mais popular e mais justa, não ganhou porque nessa hora pesou mais o fato de que os partidos queriam demonstrar quem estava ao lado do governo. A desculpa para não ser maior o reajuste é que haveria um desequilíbrio fiscal, coisa que já existe. Portanto a oposição tem que fazer o seu papel já que oposição existe mesmo para ser oposição.

Os oposicionistas tem que estar preparados para discutir tudo, mostrar a gastança anterior, as incongruências e incompetências.

Sendo assim tem que se unir e falar a mesma língua, não estar com um pé lá e outro cá.

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

_____________

MENSALÃO

Simplesmente indecente a escolha do réu mensaleiro João Paulo Cunha (PT) para presidir a Comissão de Constituição e Justiça. Depois dessa, só o dilúvio !

Conrado de Paulo conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

_____________

FESTA NO PLANALTO

Governo Dilma eufórico comemora vitória, porque o salário mínimo subiu para os estonteantes R$ 545! Ou, 6,9% de reajuste! Assim como sempre alegremente comemoram como fazia Rasputin, os benefícios ilícitos de superfaturamento das obras públicas! Mas a festa no Planalto é grande, num momento que a cesta básica está 15%, mais cara, e a carne e o feijão 60%.

Também continuam comemorando a vitória nas urnas! E que venceram o pleito graças a estes mais de 20 milhões de brasileiros que ganham o mínimo, e votaram na candidata do PT, acreditando que eram seus verdadeiros defensores.

A decisão no Congresso foi um sufoco. 513 deputados debateram mais de 12 horas para defender ferrenhamente para não dar acréscimo de R$ 15 para estes sofridos cidadãos. Porque o circo assim teria de ser armado para esta farsa, com o objetivo de iludir o povo, de que um reajuste maior levaria o déficit publico para cucuia. Alias já está! E consolidado irresponsavelmente pelas mãos desta mesma gente que dirige o País há pouco mais de oito anos. Para que, tanta desfaçatez e malvadeza com esta gente que mal consegue se alimentar uma vez por dia?! É humor negro puro! Se estes 513 deputados e mais 81 senadores tivessem vocação para servir a Nação, não teriam reajustados seus proventos em 62%, e que em cascata o mesmo acontece nas Câmaras Municipais com os quase 57 mil vereadores, e nas casas legislativas estaduais com 1.081 deputados. Esta elevação de despesa já em 2011 com estes parlamentares vai onerar as contas públicas em mais de R$ 2,7 bilhões por ano. Recursos estes seriam suficientes, para elevar sem demagogia o salário mínimo aos míseros R$ 560.

Aliás, é bom lembrar que no ano 2000, Fernando Henrique Cardoso autorizou o Congresso a dar um reajuste de 19,2% no salário mínimo, e Aloísio Mercadante, Zé Dirceu, Antonio Palocci, o Berzoini, e outros petistas infernizavam a situação porque achavam que o tal aumento era insignificante. Esta foto com estes senhores no dia da votação foi publicada no Jornal O Globo, de 16/02/11. Quem verdadeiramente são os mais de 300 picaretas do Congresso?!... Certo mesmo, é que a vitória de Dilma na Casa, sem dúvida é a derrota do povo brasileiro!

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

_____________

CASAS DOS HORRORES

As duas Casas do Congresso viraram literalmente as ''Casas dos Horrores'', quando você vem um mensaleiro(João Paulo Cunha) comandando a CCJ. na câmara e um tal João Alberto(PMDB-MA) recebendo as chaves do senado através de Sarney e Calheiros. Não sei se choramos ou nos acomodamos nessa nojeira toda. O que esses caras estão fazendo com os bons costumes no Brasil, é uma coisa assombrosa, bandidos estão virando mocinhos e os corretos são os idiotas, imbecis e palhaços. E os tais oposicionistas por onde andam? Ninguém sabe, ninguém viu.

Ademar Monteiro de Moraes ammoraes57@hotmail.com

São Paulo

_____________

NADA MUDOU

Tudo como antes, graças à Deus...devem pensar os governistas e aliados. Afinal, toda mudança resulta em ansiedade, e pelo visto, desse mal já não sofrem os citados. Agora em Brasília o céu é de brigadeiro! Ontem fizeram aprovar um nanosalário, com tranquilidade, a opinião do povo não interessa! Hoje fica-se sabendo que o Planalto nomeou Jeter Ribeiro de Souza, envolvido na quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa, para assessorar a presidente Dilma Rousseff. Não bastando isso, sabe-se que réu do mensalão vai presidir Comissão de Justiça da Câmara...ou seja, todas as pontas já bem amarradinhas a garantir a segurança da malandragem. Afinal, como afirmou João Paulo Cunha , réu e feliz agraciado, ''ser réu não significa ser culpado''. Claro que não! Sucede que na política brasileira, nenhum réu é culpado...são todos vítimas de golpe sujo da oposição...Mas afinal, quê oposição? À propósito, os R$ 50 mil comprovadamente recebidos por João Paulo Cunha, eram só pagar a TV a cabo ou qualquer coisa assim...tudo bobagenzinha sem importância.Tanto que foi reeleito pelo voto de seus fieis eleitores , que não estão nem aí para a ética . Nem aí!

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

_____________

NO PAÍS DO FAZ-DE-CONTA

Sinceramente, quer melhor pessoa que um réu num processo que daqui a pouco " decidirão" que nunca existiu (que mensalão?) para presidir a comissão dita mais importante da Câmara, a Comissão de Constituição e Justiça, que existe apenas para cumprir o protocolo de que alguma atitude se toma no sentido do decoro, resumindo, que existe somente para inocentar os políticos acusados de qualquer crime? Além do mais, João Paulo Cunha tem toda razão quando diz: "Ser réu não significa ser culpado". Não mesmo! No meio político, ser réu, de antemão, significa ser inocente, apesar das claras evidências de culpa. Li uma definição para o Brasil que, infelizmente, corresponde à verdade: Brasil, o paraíso da sacanagem! Aqui, quanto mais o político é ladrão, sem-vergonha, cínico, mau-caráter, elemento da pior espécie, mais ganha o status de "Sua Excelência", de herói, de pessoa incomum e sua "consciência limpa" fica assegurada até e inclusive pela nossa mais alta corte, o Supremo Tribunal Federal. Não há condenados. Há somente crimes. Como que por encanto.

Myrian Macedo myrian.macedo@uol.com.br

São Paulo

_____________

IMPUNIDADE

João Paulo Cunha, José Dirceu, Erenice, Delúbio,José Roberto Arruda, Genoíno, Gilberto Carvalho, Palocci, e tantos outros que não me recordo, declaram-se inocentes e confiantes na justiça. Claro ! Do jeito que as coisas se arrastam neste país - a começar pelo judiciário - a impunidade através da prescrição é uma certeza ! Mas, de ladrão de galinhas os presídios e delegacias estão abarrotados. E o Estadão continua sob censura! Isto é Brasil - il - Il!

Heleo Pohlmann Braga heleo.braga@hotmail.com

Ribeirão Preto

_____________

CABRITO NA HORTA

Foi nomeado Presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal o Deputado João Paulo Cunha. Isto significa o cabrito tomando conta da horta ! Isto é Brasil...sil...sil...

Jose Roberto Marforio bobmarforio@gmail.com

São Paulo

_____________

ESPERANDO BONS VENTOS

Ainda resta alguma dúvida de que o Congresso Nacional, mais especificamente a Câmara dos Deputados, não passa de um antro de corrupção? Pois é, acaba de ser escolhido pelo PT para presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), principal comissão temática da Casa, um nobre réu que responde no Supremo Tribunal Federal a processo por lavagem de dinheiro, corrupção e peculato. Por mais patriota e otimista que possamos ser continua impossível acreditar no país. Salvo, se os bons ventos que varrem o Oriente Médio e o Norte da África chegarem às costa brasileiras.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

_____________

DILMA ESTÁ SURPREENDENDO

A mais nova moradora do palácio da alvorada, com é seu estilo, tem um comportamento mais retraído e o mais apegado á liturgia do cargo. Diferente do emotivo falante inquilino anterior. Dilma ao saber das tragédias na região serrana do rio de janeiro, foi conferir de perto. Lula, mesmo sinceramente solidário , faria um calculo para ver se valeria a pena, politicamente ir, Agora não foi diferente, Dilma Rousseff cortou do orçamento R$ 50 Bilhões, principalmente em gastos do governo, agindo completamente diferente do antecessor e padrinho, Admito que também fiquei surpreso positivamente, ainda mais porque não votei na petista. O que geralmente acontecia em uma situação como essas e a criação de mais um imposto ou aumento daqueles já existentes. Ao cortar gastos e manter os investimentos previstos, apesar da alta inflação de janeiro, herança maldita deixada por lula, Dilma mostrou coragem para peitar os parlamentares até de sua base de governo e sinalizou também sua prioridade: A geração de empregos. Se a opção fosse aumentar impostos, seria brecado o bom índice de meses seguidos na criação de novos postos de trabalho. Se Dilma continuar com essa firmeza que vem demonstrando em seus poucos mais de 40 dias de governo contrariando interesses dos maiores para manter o eixo do país, sem dúvida merecerá nosso voto de esperança de um Brasil melhor como ela mesma prometeu em campanha recente. A presidente até aqui vem merecendo aplausos de todos os brasileiros que votaram ou não em Dilma Rousseff.

Turíbio Liberatto turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

_____________

TINHA DE SER

Que interessante! Aqueles que apontavam a grande farra nos gastos do governo Lula eram acusados de inimigos dos pobres: muitas viagens com grandes comitivas, inaugurações em palanques e solenidades diárias, generosidades com países vizinhos, cartões corporativos à vontade, enfim, tudo a que o povo assistiu de cabeça baixa e até extasiado. Mas como a conta sempre chega, cedo ou tarde, veio o rombo nas contas públicas. Assim, o reajuste do mínimo tinha de ser bem pequenininho, econômico, para que as contas possam fechar. E agora digam: quem são mesmo os inimigos dos pobres?

Eliana França Leme efleme@terra.com.br

São Paulo

_____________

BEM FEITO!

Se é verdade que o salário mínimo controla a inflação, por que em vez de dar aumento não abaixam para R$ 480 ou outro valor até mais baixo? Para mim seria ótimo, pois estaria recuperando um pouco minha aposentadoria e eu estaria rindo mais ainda destes ignorantes que elegeram a presidenta e ainda deram maioria no Congresso. Bem feito mesmo, este povão merece tudo o que está passando e vai passar, pois não tem capacidade de reação.

Jose Mendes josemendesca@ig.com.br

Votorantim

_____________

O CRIME DO MÍNIMO

É impressionante a desfaçatez dos criminosos atualmente no poder do país. Primeiro eles aprovam um aumento de salário astronômico para a presidência, depois para deputados e senadores e por aí vai... Quando chega no aumento do salário do povo brasileiro, ou seja, o salário mínimo, eles se unem para dar somente um quase aumento. E no mesmo dia anunciam um aumento para energia elétrica que é o dobro da inflação, sem contar o aumento do ônibus, da carne etc. E dizem que estão combatendo a inflação e que o país não tem condições de suportar um aumento maior de salário mínimo. Eu nunca mais voto no PT e no PMDB, mesmo que Ulisses venha em corpo e alma pedir um voto.

Nélio Alves Gomes raytomonelio@hotmail.com

Curitiba

_____________

A MÍNIMA PARA APOSENTADOS

Vaccarezza e Vincentim, os arautos do salário mínimo, e os aposentados, desprezados e abandonados.

Alvarez Aguiar alvarez.atib@hotmail.com

São Paulo

_____________

CUP

A aprovação do mínino institucionalizou no Brasil o ''sindicato governamental'' e, sem protestos, transformou a CUT em CUP, ''Central Única dos Pelegos''.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

_____________

CORAJOSOS

Os parlamentares aprovaram, para vigorar a partir desse mês de fevereiro de 2011, o aumento de seus salários em mais de R$ 10.000, passando de R$ 16,5 mil para R$ 26,7 mil. Esses mesmos parlamentares, nesse mesmo mês de fevereiro, rejeitaram os possíveis aumentos de R$ 20 e de R$ 60 no salário mínimo federal e só aprovaram aumento de apenas R$ 5, passando de R$ 540 para R$ 545. Só pode ser brincadeira e uma coisa temos que concordar: esses parlamentares são corajosos. Se fosse no Egito, provavelmente, isso não ficaria assim.

Mauricio Ferraz de Paiva mauricio.paiva@target.com.br

São Paulo

_____________

DINHEIRO SOBRANDO

Pagaram R$ 653,7 milhões a parlamentares antes da votação? E o aumento mínimo de R$ 35...

Cícero Sonsim c-sonsim@bol.com.br

Nova Londrina (PR)

_____________

VERGONHA MÍNIMA

O deputado que votasse por um salário-mínimo maior que R$ 545 não ganharia nenhum cargo do governo para oferecer aos seus ambos, e estaria fora do mensalão de ofertas que é pago aos oportunistas que foram eleitos com o nosso voto. Tudo isto foi feito às claras, em plena luz do dia, sem nenhum constrangimento. A Câmara dos Deputados e o Senado, são o retrato fiel da vergonhosa política brasileira. Não se trata de dizer se o salário mínimo correto é R$ 545, ou R$ 600. O absurdo é a naturalidade com que a negociata entre o governo, e supostos discordantes, aconteceu. A falta de vergonha na cara é exposta publicamente, sem nenhum pudor. Entrou para o domínio público. Todo mundo pode ver e ouvir. A imoralidade política é anunciada nas primeiras páginas da imprensa e nos telejornais. Ninguém se importa. Salário-mínimo, vergonha mínima.

Wilson Gordon Parker wgparker@oi.com.br

Nova Friburgo (RJ)

_____________

BATERAM O MARTELO

Depois de mais de dez horas de negociações, Dilma bateu o martelo: o salário mínimo ficou só no mínimo.

Virgìlio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

_____________

VERGONHA

A pior e mais vergonhosa maneira do governo conseguir votos a seu favor para aprovações, como foi a do salário mínimo, é a ''compra'', ''suborno'' dos políticos, como ocorreu na liberação de emendas às vesperas da votação, que cresceram 441%.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

_____________

A MATEMÁTICA DOS ESPERTALHÕES

Dar amplo reajuste de R$ 55/ R$ 35 ou R$ 15 para o salário mínimo cria um enorme ¨''rombo'' nas contas públicas. Dobrar os salários dos srs. deputados, aumentar salários de presidente, governadores, prefeitos, vereadores e a imensidão de ''companheiros'' que ganham muito pouco, reformar apartamentos, comprar aviões e carros novos, etc., tudo isso não cria nenhum problema, para isso há dinheiro de sobra. Se quem paga todas essas contas, de verdade, são os próprios cidadões que ganham o salário mínimo, por que não lhes dar um salário melhor? Quem me explica essa engenhoca? A Dilma, o Lula, o Sarney ou os ''Tiriricas''? E a cambada segue tranquila no Brasil do PT!

José Alberto de Paiva alpai12@yahoo.com.br

São Paulo

_____________

HIPOCRISIA

Deputados da base governista aprovaram o salário mínimo de R$ 545, alegando responsabilidade e preocupação com as contas do governo. Mas de maneira oportunista, como sempre, fingem esquecer-se que o aumento de mais de 60% que deram aos próprios salários saem do mesmo cofre público que pagará os trabalhadores. Hipócritas!

Eni Maria Martin de Carvalho enimartin@uol.com.br

Botucatu

_____________

PEQUENAS DIFERENÇAS

Perde-se mais de 45 dias para se decidir um aumento de menos de 1% no salário mínimo e em menos de 45 minutos aumenta-se mais de 60% nos salários dos políticos. Será que o ministro Mantega explica isso?

Milton Bulach mbulach@gmail.com

Campinas

_____________

CHUVA E ENXURRADA

Todo ano a historia é mesma.Foram projetados piscinões nas esquinas das Rua Turiaçu,Av.Pompeia e Av.Francisco Matarazzo,onde foi construído um de Shopping Center e uma loja do Mac''Donalds.Chega o verão e nada de piscinões:se veem carros e lixo boiando onde havia um córrego que canalizado,hoje não da conta de conter as águas. Além disso toda a área em volta é cimentada e impermeabilada, com poucas arvores ou gramados.Ficamos a espera que os maus políticos voltem com as mesmas promessas já ano que vem!

Maria de Mello nina.7mello@uol.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.