Cartas - 18/06/2010

IGUALDADE RACIAL

, O Estado de S.Paulo

18 Junho 2010 | 00h00

Privilégios

É preciso combater todo e qualquer tipo de preconceito ou discriminação. Somos todos seres humanos em plena igualdade de direitos. A dignidade da pessoa independe de cor, sexo, religião, etc. Por isso, num país miscigenado como o Brasil, formado pela mistura de brancos, índios, negros, etc., é, no mínimo, discutível a aprovação do Estatuto da Igualdade Racial, pelo Senado, assegurando certos privilégios aos negros. Trata-se de uma lei demagógica, fruto de forte lobby no Congresso. A escravidão foi abolida há mais de 120 anos no Brasil e nenhum grupo ou etnia deveria apoiar-se na "vitimização" nem ficar preso ao passado. Direitos iguais, sim. Privilégios, não.

RENATO KHAIR

renatokhair@uol.com.br

São Paulo

____

Discriminação?

Para o senador Paulo Paim, foi a aprovação possível, e não a desejável. Não foi mantido o artigo que previa cotas para afrodescendentes nas universidades e escolas técnicas. Extremamente cu-rioso é que se manteve o termo "racial" no título do estatuto, quando a maioria do Senado concorda que não existem "raças", conceito muito caro aos nazistas. Pergunto, então: por que mantê-lo? Afinal, existem "raças" ou não? Ou a manutenção do "racial" foi uma forma nada sutil de estimular a discriminação?

ANTONIO RIBEIRO DE ALMEIDA

ribercor33@uol.com.br

São José do Rio Preto

____

ELEIÇÕES

Os "Silva"

Sobre a matéria Marina defende continuidade dos "Silva" (17/6, A6), aos poucos ela vai mostrando a que veio sua candidatura, que não vai elegê-la, é só para dividir o eleitorado para depois dar aquela famosa declaração de apoio ao seu eterno chefe.

ROBERTO CASTIGLIONI

rocastiglioni@hotmail.com

Santo André

Terceiro mandato

Não é a notória popularidade de Lula que proporciona a perspectiva real e cada vez mais provável de um terceiro mandato de fato. A recorrente falta de compostura presidencial como chefe de Estado, cada dia mais agindo como líder sindical inconteste e despótico - gestando um espectro de nação sindicalista autoritária -, remete à indigência moral e intelectual da oposição e de instituições de Estado que não impõem limites às diatribes do "nosso guia". A oposição no Brasil virtualmente inexiste e quando age, em geral, é com o mesmo ranço amoral do governo que aí está. Com a iminente eleição da criatura e a consequente e ancestral virada contra o criador, as crises políticas serão favas contadas.

NELSON G. AFFONSECA JUNIOR

nelsonaffonseca@uol.com.br

Cordeirópolis

____

DEMOCRACIA

Modelito bolivariano

Gostei do artigo de Eugênio Bucci (17/6, A2), mas preocupa o aparelhamento hegemônico do Estado brasileiro pelo sindicalismo de resultados e a manipulação da pobreza física e mental pela "máquina". A democracia como método pode virar a democracia como medo. Petros, Belo Monte, Oi, Telebrás... não acham esse modelito bolivariano curto demais para um país do nosso tamanho?

SILVIO BARBOZA

gerencia.higiene@multi-uso.com.br

São Paulo

____

EXCLUSÃO DO MORUMBI

Sonhos megalômanos

Só um néscio não vê que essa manobra da Fifa-CBF de retirar o estádio do São Paulo da abertura da Copa é apenas um caminho para realizar o velho sonho do "nosso guia", corintiano de carteirinha, de dar um estádio ao seu (meu também) Timão. Próximos passos: um grupo de empresários, por coincidência daqueles grandes tocadores de obras do governo federal, reúne-se para organizar um projeto de "investimento", a construção do novo estádio do Corinthians, sem que haja recursos públicos no meio, ao menos diretamente. Aí é que entram os BNDES da vida e as "gorduras" dos contratos de obras e serviços públicos. O homem vem tentando faz tempo, mas a primeira tentativa naufragou com as trapalhadas de Kia Joorabchian e outros "espertos" de plantão. Mas acho que agora vai. Parabéns, Brasil. Vamos todos financiar mais um dos sonhos megalômanos do "nosso guia".

RENATO PIRES DA SILVA FILHO

repires@terra.com.br

Ribeirão Preto

Muito estranho

Ao estranhar que o Estádio do Morumbi tivesse sido excluído da Copa de 2014, o presidente Lula foi logo jogando a culpa: "... o governador de São Paulo e o prefeito de São Paulo vão ter que se manifestar a respeito." De fato, foi uma decisão muito estranha essa do presidente da CBF e do Comitê Organizador da Copa. Estranho também é que essa decisão tenha sido tomada em plena campanha eleitoral e com tantos dossiês forjados pelo PT da candidata de Lula contra o PSDB do candidato José Serra. Mas o mais estranho é o fato de o presidente Lula, tão amigo do presidente da CBF, só ter tomado conhecimento da sua decisão quando nada mais poderia ser feito. É tudo muito estranho mesmo!

FRANCISCO RIBEIRO MENDES

mendes.brasilia@gmail.com

Brasília

Mentor intelectual

A rasteira que a Fifa desferiu no São Paulo Futebol Clube, excluindo o Morumbi de sediar jogos da Copa de 2014, não tem justificativa. O verdadeiro mentor intelectual foi, sem sombra de dúvida, o sr. Ricardo Teixeira, desafeto antigo do tricolor. Com apoio de políticos poderosos, conseguiu se perpetuar na presidência da CBF e age como se fosse o dono dessa entidade. É um elemento nocivo ao futebol brasileiro e dele deveria ser banido para sempre.

ADOLFO ZATZ

dolfizatz@terra.com.br

São Paulo

Obsessão pelo espetáculo

Ainda bem que as autoridades municipais e estaduais de São Paulo se recusaram a investir na remodelação do Estádio do Morumbi para a Copa 2014. Se não foi possível interessar investidores privados na empreitada, é porque deve ser uma péssima aplicação de recursos. É de esperar que essa decisão seja emblemática do indispensável início de uma nova era em que a mera obsessão pelo espetáculo - que caracteriza o lulismo - seja substituída pela aplicação de recursos do erário em áreas de real interesse público.

CLAUDIO JANOWITZER

cjano@terra.com.br

Rio de Janeiro

____

"A justiça divina entrou em campo nessa vitória do México sobre a França"

LAERT PINTO BARBOSA / SÃO PAULO, SOBRE A COPA DO MUNDO

laert_barbosa@ig.com.br

"A Copa do Mundo pode até ser um evento espetacular. Mas o futebol é medíocre!"

VANDERLEI ZANETTI / SÃO PAULO, SOBRE O NÍVEL DOS JOGOS

vanzanetti@uol.com.br

"Senti prazer maior vendo a seleção do Telê perdendo

do que tenho com a do Dunga ganhando (sic)"

ERICO PEREIRA / VALPARAÍSO, AINDA SOBRE O 2 x 1 DO BRASIL CONTRA A COREIA DO NORTE

erico_ooo@yahoo.com.br

____

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.032

TEMA DO DIA

São Paulo terá jogos da Copa 2014, diz CBF

Após veto ao Morumbi, governos estadual e municipal descartam a construção de outro estádio

"Parabéns aos governos pela peitada ao Ricardo "Chávez" Teixeira. Não se trata de defender times e, sim, o nosso dinheiro."

DANIEL LISBOA

"Quero ver o prestígio do dr. Ricardo Teixeira para viabilizar o novo estádio, seja com verba pública ou da iniciativa privada."

YURI CARLO

"Não entendo o drama. Outros Estados construirão novas arenas. Por que São Paulo, o mais rico, não pode fazer o mesmo?"

FÁBIO HENRIQUE HONORATO

''''Cartas enviadas ao Fórum dos Leitores, selecionadas para o Estadão.com.br''''

A EXCLUSÃO DO MORUMBI

Infelizmente, o Morumbi foi descartado para sediar os jogos da Copa 2014. Por total incompetência do sr. Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo, que em dois anos não conseguiu apresentar um projeto definitivo que atendesse às exigências da Fifa.

Desde o início o São Paulo desdenhou as observações feitas pelo sr. Walcke, representante da Fifa, com relação ao projeto de adequação do Morumbi às necessidades da Copa. Não havia nenhuma razão ou interesse para o sr. Walcke discriminar o Morumbi.

Quando finalmente, ao apresentar o quinto projeto, obteve a aprovação da Fifa, não conseguiu as garantias financeiras para a sua concretização.

Todo esse vexame deve ser creditado ao Juvenal, que deveria ser um pouco mais simples e humilde, ao invés de se apresentar sempre com prepotência e muita empáfia. Com tal arrogância se indispôs com todo mundo: Corinthians, Federação Paulista e CBF. Agora não adianta dizer que a exclusão do Morumbi foi uma decisão política, porque ele mesmo nunca agiu politicamente de maneira correta para aglutinar as forças em torno do seu projeto.

Provavelmente e desastradamente, tudo indica que São Paulo ficará sem os jogos da Copa 2014 porque o plano B politicamente é irrealizável.

Jorge M. Onoda jorge@onoda.com.br

São Paulo

____

DESASTRE PARA O BAIRRO

A exclusão do Estádio do Morumbi da Copa 2014, mais do que um desprestígio para nossa cidade, é um desastre para o bairro. O evento futebolístico seria a verdadeira redenção do Morumbi. Esse bairro, um dos que mais crescem na capital, bem que está precisando de um choque de urbanismo e de intervenções públicas. Isso porque o crescimento desordenado do Morumbi e adjacências está trazendo o caos a tiracolo. Afinal, a imensa quantidade de favelas e a ausência de uma estrutura viária e de transporte público minimamente decente estão inviabilizando o bairro. Assim, esse importante evento mundial poderia possibilitar, pelo menos no entorno e no acesso ao estádio, a construção de novas vias públicas, metrô e transporte público razoável. É uma pena, mas sem a Copa o Morumbi terá de esperar ainda muito tempo para se tornar um bairro com alguma qualidade de vida.

Francisco Antonio Bianco Neto franciscoabianco@uol.com.br

São Paulo

____

NEM A PAU...

Fiquei orgulhoso de ler que os governos municipal e estadual, peremptoriamente, não construirão nenhum estádio, arena multiuso ou seja lá o que for, para que São Paulo hospede o jogo inicial da Copa de 2014. Mais uma vez, como havia feito na década de 40, a diretoria do São Paulo F. C. tentou de forma de forma sorrateira, à sorrelfa, como é de seu costume, aproveitar-se de ocasiões especiais (lá atrás foi a guerra, agora a Copa!) para aumentar seu patrimônio à custa do dinheiro público, empréstimos subsidiados, etc. Bem fez a Fifa, que sentenciou: Nem a pau, Juvenal!

Roberto Ricci robertoricci@uol.com.br

Embu

____

NÃO FAZ FALTA

Descartado o Morumbi para abertura da Copa 2014, cogitam de realizar a cerimônia inicial em Brasília. Acho que estão certos, pois lá estarão envolvidos governo federal, CBF e as empreiteiras para construir um novo etádio, e a roubalheira vai ser muito grande, coisa ''nunca antes'' vista neste país. Resta a São Paulo boicotar os joguinhos de segunda e terceira categoria que vão realizar por aqui e ignorar esse evento, tal como eles fazem com maior cidade do Brasil e da América Latina. Façam uso, pois não nos fará a menor falta.

Ademar Monteiro de Moraes ammoraes57@hotmail.com

São Paulo

____

MORUMBI E COPA 2014

A politicagem, a ciumeira e a corrupção tiraram o Morumbi da Copa 2014. A CBF e os políticos não só prejudicaram o clube do Morumbi como o povo paulista. Oram eles não estão preocupados com o povo, e sim com o seu ego e interesses próprios

Por que eles só falam no Morumbi? E os outros estádios? As garantias são melhores que as de São Paulo, tem três estádios particulares? Com eles tudo bem? Quem garante que eles realisarão as obras da ''Fifa''?

O problema do Morumbi tem nomes, são eles R. Teixeira, A. Sánchez, Marco P. Del Nero, J. Dirceu, entre outros. Tudo com cunho político, inveja e, principalmente, para construir um estádio novo para eles poderem mamar e ajudar o Curintxa.

Ricarte Sandoval ricartesandoval@terra.com.br

São Paulo

____

LUGAR INÓSPITO

Ainda que se possa agregar razão aos argumentos do São Paulo, sobretudo no que tange à desconsideração de seus argumentos pelas ''autoridades'' do futebol mundial, o fato é que seu estádio é localizado em bairro afastado dos meios de transporte, inóspito, dadas as carecterísticas topográficas do Morumbi, e desprovido das mínimas condições de infraestrutura, até mesmo para o estacionamento dos veículos. Sua edificação expressou uma megalomania completamente descomprometida com o entorno e com as necessidades da população aficcionada da presença aos campos de futebol, regra geral composta pelos segmentos mais carentes. Imaginem o sofrimento daqueles que se encontram presentes a desoras num meio de semana, quando se inicia uma partida, porque antes disso há novelas? Evidentemente, todos esses inconvenientes poderiam ser superados até a realização da Copa de 2014, mas, ao que parece, os bons propósitos foram inconvincentes.

Amadeu Roberto Ga rrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

____

QUESTÃO DE $$$$

Com a exclusão do Morumbi para 2014, azar da Copa.

$orte da CBF, mais os de sempre e os neocorruptos da ocasião.

Guto Pacheco daniguto@uol.com.br

São Paulo

____

SÃO PAULO CONDUZ, NÃO É CONDUZIDO

Il capo Ricardo Teixeira disse que São Paulo tem de fazer a abertura da Copa de 2014. Então, por que vetar o Estádio do Morumbi, que é propriedade de um desafeto do seu amigo sr. Sánchez, o mais novo capo do Corinthians?! Isto está cheirando a Cosa Nostra, mutreta, maracutaia, podridão e que tais!

São Paulo não precisa sediar abertura de Copa nenhuma, nem a de 2014.

São Paulo não precisa ser mostrada como a cidade mais importante da América Latina, porque o mundo já sabe disso. Os eventos mais importantes que há anos se realizam em nosso país são sediados em nossa cidade.

Nossas prioridades para gastos financeiros vultosos são bem outras! São Paulo precisa de vias e transporte público de melhor qualidade! A saúde pede socorro faz anos e precisamos que nossa população seja atendida dignamente, com maior número de hospitais e postos de saúde, medicamentos ao alcance de todos, profissionais médicos e auxiliares que sejam reconhecidos e com salários que dignifiquem sua profissão, e não o que ainda vemos hoje. Necessitamos de mais escolas que realmente instruam os brasileiros de São Paulo. Casas para a população pobre, já que o plano do governo federal ''Minha Casa, Minha Vida'' é um blefe e os brasileiros de outros Estados que vêm para São Paulo em busca de uma vida melhor moram miseravelmente em favelas!

Como se vê, São Paulo não precisa de estádios de futebol. Então, podem proceder à abertura e ao encerramento da Copa em qualquer outra capital de Estado, com muito maior proveito.

O povo desta terra do trabalho precisa, isso sim, de respeito de seus governantes e não quer que por aqui venha qualquer mafioso da CBF ditando normas do que São Paulo pode ou não. Quem tem de dizer o que queremos somos nós, paulistas e paulistanos,

Sr. Teixeira, o nosso lema está na nossa Bandeira: Conduzimos, não somos conduzidos! Então, pegue sua quadrilha e vá cantar em outra freguesia!

Agnes Eckermann agneseck@yahoo.com.br

Porto Feliz

____

ALERTA MÁXIMO

Morumbi fora da Copa? Em mais essa manobra há muitos interesses quase ocultos. Quem os conhece que os compre. A dinheirama que vai correr solta por baixo dos panos jamais será recuperada. Brasil, o país das maracutaias, principalmente nos grandes eventos.

Ministério Público, Justiça e que tais, estejam em alerta máximo, estamos lidando com gente que ''faz''.

Leila E. Leitão

São Paulo

____

EM BENEFÍCIO DA POPULAÇÃO

A Fifa eliminou o Morumbi para jogos da Copa do Mundo em São Paulo, o que pode parecer um absurdo. A alegação é a possível falta de apoio financeiro para obras necessárias. Eu apoio firmemente que tanto o Estado como a Prefeitura de São Paulo não financiem um novo estádio e que isso seja feito pela iniciativa privada. Mesmo como corintiano, se fizerem um estádio explorando sua marca, só concordo que o Estado banque as despesas com a infraestrutura para o local de sua construção, desde que estas beneficiem a população, e não só o clube de futebol. Nem um centavo para obras que não atenderem a essa prerrogativa, e o mesmo vale para todo o País. O brasileiro, como de costume, vibra como criança com o circo de uma Copa e uma Olimpíada e apóia os demagogos que lhes dá essa diversão, mas só lembra que precisa de hospitais quando procura algum e não acha. .

Laércio Zanini arsene@uol.com.br

Garça

____

E A CONTA...

Se o Estadão já sabia da exclusão do Estádio do Morumbi em abril, como o sr. Ricardo Teixeira quer nos convencer de que tomou essa decisão apenas anteontem, supostamente por não ter recebido as garantias para a execução do projeto?

Ora, é subestimar demais a inteligência alheia!

Ficou claro que a exclusão do estádio do São Paulo já estava articulada desde sempre!

Primeiro, por retaliação da CBF e da Federação Paulista de Futebol (vide Marco Polo Del Nero), pelo apoio que o Juvenal Juvêncio deu à outra chapa na eleição do Grupo dos 13, além do fato de este presidente do São Paulo ''peitar'' os desmandos dessas entidades....

E, em segundo lugar, para facilitar a corrupção e o superfaturamento que todas as obras públicas proporcionam aos seus executores.

Afinal, qual seria a explicação plausível para abrir mão de um projeto milionário que seria bancado pela iniciativa privada, para apoiar outro projeto, bilionário, com uso exclusivo de dinheiro público?

E nós, bobos da corte, pagamos a conta...

Mônica Araujo monicaa.marano@yahoo.com.br

São Paulo

____

URBANISMO

A destruição do planejamento urbano de São Paulo, hoje, já é um fato.

Criado em 1974, com todos os possíveis defeitos, tinha o mérito de controlar o caos urbano.

Mas a especulação imobiliária, mancomunda com a Câmara Municipal e prefeitos através dos anos, com pretextos cínicos com adensar áreas providas de infraestrutura, ou troca de permissão de uso do solo por benefício público, acabou por ampliar o caos no mesquinho sistema viário, sem transporte público eficiente.

E então se culpa um ''excesso de veículos'' que polui e imobiliza a cidade, destruindo-a econômicamente.

São Paulo conta hoje com quatro estádios: Morumbi, Parque Antártica, Pacaembu e Canindé, o qual, estranhamente, nem sequer se pensa em modernizar. E agora se fala na construção de um outro!

Pouco importa se com dinheiro privado, os impactos ambientais e econômicos na cidade são significativos.

E ajudará esta cidade a se tornar ainda mais inabitável do que já está.

José F. Souza frnc2@hotmail.com

São Paulo

____

POLITICALHA

Eta! Safadeza desse Ricardo Teixeira, a que nos leva essa politicalha pessoal!

Gustavo Guimarães da Veiga gjgveiga@hotmail.com

São Paulo

____

O SPFC LIVROU-SE DESSA

Fiquei satisfeito, como são-paulino, que o Morumbi não fosse mais aceito para a abertura da Copa de 2014. O SPFC iria assumir uma despesa enorme e ficar interditado por uns três anos até que as reformas exigidas pelo ''comité'' fossem completadas. Uma burrice.

Que inventem outro estádio. Quem sabe um Piritubazo (para depois doar ao Corinthians, clube que tem 100 anos, mas não tem estádio).

Aplaudo as decisões do prefeito Kassab e a do governador Goldman, estão certos. Estado e Município têm mesmo é que investir em transportes e melhoramento de vias públicas, e não em estádios. Aliás, essas despesas exigidas nos dias de hoje para a realização de Copas e Olimpíadas custam muito e não têm retorno. Engana-se quem diz que geram riquezas e empregos (pura ilusão). Veja-se a Grécia, que até hoje passa dificuldades porque ainda não se livrou das despesas que fez para sediar a Olimpíada. O Brasil vai sediar esses dois eventos com um intervalo de apenas dois anos. Quem vai bancar? Provavelmente, o dinheiro público. A infraestrutura para isso, é verdade, permanece, como melhoria dos portos, aeroportos, estradas e transportes. Mas, e o resto? Vai ficar tudo abandonado, como no Rio de Janeiro (Pan-Americano), e ficando sucateado, como o complexo Maria Lemcke. Nos dias de hoje, é uma temeridade sediar esses eventos, o que outrora não foi. O SPFC livrou-se dessa, ainda bem.

Carlos Eduardo de Barros Rodrigues cebr2403@gmail.com

São Paulo

____

PRECATÓRIOS

Espero que o dinheiro de meu precatório alimentar, que aguardo faz 20 anos (assim como o de milhares de outros credores), não vá para a construção de um novo estádio em São Paulo .

Milton Paranhos mvp1312@yahoo.com.br

Pedregulho

____

FAZEDOR DE MÉDIA

O Lula é um oportunista nato indigerível! Diz o presidente que estranha a exclusão do Morumbi para Copa de 2014, mas faz ouvidos de mercador há semanas, deixando que seu ministro Orlando Silva, e outros de sua cúpula critiquem abertamente a Prefeitura da capital e o governo do Estado porque não querem colocar dinheiro público para reformar ou construir um novo estádio.

O corintiano Lula, certamente, está mexendo os pauzinhos nos porões do Palácio, para que o time do Parque São Jorge depois de 100 anos tenha seu estádio, para inclusive recepcionar a abertura da Copa. Todo mundo já percebeu esta farsa!

E no afã de não prejudicar sua candidata Dilma, o presidente faz esta média estranha e ralé, para não perder votos, em outubro, de torcedores do tricolor paulista...

Lula, o São Paulo não é o Irã. Deixe de papagaiada!

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

____

SERIEDADE

Nada como tratar com pessoas sérias. Ontem, entendendo ter um pré-acordo com o prefeito paulistano para a construção, à custa do governo, de um novo estádio em São Paulo, para a Copa de 2014, como noticiou o enviado especial Silvio Barsetti, o presidente da CBF afirmou que Copa do Mundo sem a São Paulo não era Copa do Mundo e que a abertura seria aqui. Depois de saber da posição do governo, que não vai liberar dinheiro público para a construção de um novo estádio, o mesmo Ricardo Teixeira afirmou que está agendando uma reunião com o governo paulista, mas já afirmou que Brasília está na frente para a abertura da Copa. Muito bom, mas em qual estádio? Definitivamente, se alguém não frear este cidadão, a coisa aqui vai ficar preta.

Maurício Lima mapeli@uol.com.br

São Paulo

____

SÃO PAULO FORA DA COPA?

A cidade que mais gera impostos para o Brasil está correndo o risco de ficar fora da Copa?! Que escárnio com uma população que tanto trabalha e arcará com boa parte do dinheiro público que jorrará em estádios e outras construções Brasil afora.

Marcos Brogna mbrogna@uol.com.br

São Paulo

____

PRAIA E BARES

O PSDB e o DEM de São Paulo, ao declararem que não há uma única hipótese de bancar a construção de estádio para Copa de 2014 com dinheiro público, dão uma demonstração de que São Paulo não é o Maranhão nem Minas Gerais. Paulistas que gostam de Copa vão assistir no Rio Janeiro.

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

____

LULÃO

A abertura da Copa 2014 será em São Paulo, no Estádio Lulão, construído com o dinheiro público de impostos dos palmeirenses, são-paulinos, santistas, flamenguistas, vascaínos e torcedores de todos os outros times brasileiros.

Salve o Corinthians, viva o Lula.

Vagner Ricciardi vbricci@estadao.com.br

São Paulo

____

O DONO DO MUNDO

Ao ver a entrevista no Jornal Nacional com Ricardo Teixeira sobre o fato de que o Morumbi está sendo excluído pela Fifa para a abertura da Copa de 2014, por não ter dado garantia financeira para as possíveis reformas no estádio, cheguei à conclusão de que nos dias de hoje, em plena Copa sendo disputada na África do Sul, não há no Brasil ninguém mais poderoso do que o homem forte da CBF. Nem o presidente Lula! O comandante da CBF está com a faca e o queijo na mão. Entre outras coisas, principalmente por causa da Copa de 2014, ele manda prender e soltar. Presidente da República, governador, prefeitos, parlamentares e tantas outras autoridades constituídas se curvam aos poderes de Teixeira. Quem está sendo feito de palhaço, e por isso bota a boca no trombone, é o deputado Silvio Torres (PSDB-SP). Torres afirma que está tentando levar Ricardo Teixeira à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados desde 2007 e ele não está nem aí. É mole ou que mais?!

TURÍBIO LIBERATTO turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

____

MUTRETA

Ontem, 17 de junho de 2010, na página E2 do Estadão, encontrou-se a foto mais significativa desse emaranhado político-ideológico-futebolístico (perdoem-me essa construção), por estar nela subjacente a mutreta armada para os ''inimigos do rei'' Ricardo ''coração de hiena'' e de Andrés Sánchez ''Dualibi'' (alguma dúvida de que ainda são parceiros?). Fora a revolta de quem gosta de honestidade em tudo (sem pretensão de ser vestal), analisem o caso que o Estadão deu em primazia nas suas manchetes esportivas.

A quem prejudica esse ''affair''? Acredito que à Prefeitura de São Paulo e ao governo do nosso Estado, politicamente falando, pois o sr. presidente ''diplomata'' Lula dava com uma mão, ao afirmar que o BNDES finaciaria os projetos dos estádios, e tirava com a outra, ao afirmar que dinheiro público não seria empregado em favor de particulares (sou contra injetar verbas públicas nos bolsos privados). Não há nenhum estádio no Brasil em condições mínimas de ser utilizado para a Copa de 2014. O Maracanã exigirá R$ 1 bilhão. E por aí afora.

A questão é: Ricardo e Andrés apoiaram Kleber Leite; o São Paulo e outros, o Fábio Koff. Lula vai deixar que o rescaldo desse incêndio caia nas mãos do DEM e PSDB paulistano e paulista. E o Engenhão, do Rio: já apuraram o ''chorume'' abaixo da superfície desse absurdo, que não teve a investigação devida?

Promovam aquela velho e hoje raro jornalismo investigativo que somente alguns ainda praticam (cuidado, pois os ''comunas'' vêm aí com suas mutretas gramscianas) e acarretou a esse porto seguro da liberdade, que é o Estadão, esses duros dias de censura abjeta.

Teorias conspiratórias à parte, anteontem Rolf Kuntz, na página B7 do Estadão, teceu, a meu ver, a mais lúcida tese sobre Lula e sua Dilminha ''paz-e-amor'', que deveria ser mais aprofundada e explicitada, pois só à luz do dia se observa desnudado o projeto político-ideológico de poder absolutista almejado por S. Exa. et caterva dos PNDHs da vida.

Paulo Roberto Farat prfarat@hotmail.com

Praia Grande

____

OUTRO JOGO

Com que dinheiro a abertura da Copa de 2014 será feita em São Paulo? Não seria melhor gastar o mesmo valor em prioridades urgentes e deixar isso tudo para outro momento? Reconheçamos nossas dificuldades e vamos fazer outro jogo.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

____

DUAS CORÉIAS

Brasil e Argentina enfrentaram as Coreias neste mundial. Além da forte economia, expressivo desenvolvimento, liberdades civis e indicadores sociais, a Corria do Sul revela um futebol infinitamente mais competitivo que a sua irmã do norte, socialista. Time coeso, que marca, mas também agride. Boa seleção. Nada disso, todavia, impediu que o time de Diego Armando Maradona aplicasse uma convincente lavada sobre seus adversários, praticamente carimbando o passaporte para as oitavas e exibindo suas credenciais à conquista do tri em 2010. Nem o "olho gordo" de nossa torcida, que tradicionalmente "seca" o arquirrival, adiantou, tal a categoria exibida por Messi & Cia. Já o Brasil, embora vencendo a fraquíssima seleção norte-coreana, exibiu um futebol desfigurado e com jogadores em má forma física e técnica. Foi para isso que tanto nos "preparamos"? Foi para isso que vencemos as eliminatórias? Duas realidades na Ásia; também duas cá, na América. Não há como negar: no momento, o tri argentino parece muito mais próximo que o hexa brasileiro, e se "o pior se confirmar", vamos ter de engolir em seco toda a gozação que as cervejarias têm feito com a rapaziada do Prata.

Silvio Natal snatal49@yahoo.com.br

São Paulo

____

MARADONA X PELÉ

Não sei a razão de a mídia, notadamente a brasileira, dar espaço para esse pseudotécnico da Argentina, que aproveita o tempo da TV e os jornais para agredir Pelé e nossa seleção. É um bufão fracassado, um drogado desqualificado moralmente, recalcado pelas seguidas derrotas de seu país diante da grandeza de nosso time. Ganhou uma Copa usando de meios fraudulentos. Vive envolvido com esses ditadores jurássicos. Figura imoral e desprovida de caráter, cujo passado nada recomendável é um péssimo exemplo para a juventude. No ano passado, por conta de sua língua suja foi punido pela Fifa. Em visita à Itália teve seu brinco arrancado para ser leiloado e pagar dívidas. É uma figura tão desprezível que é proibido de entrar nos Estados Unidos e no Japão. Enfim, um fracassado que não tem moral para lamber os pés de Pelé, este, sim, um exemplo digno para todos nós, um cidadão do mundo, um vitorioso que honra e enche de orgulho o Brasil.

Iranilson Alves da Silva iranilson.iranilson@bol.com.br

Araçatuba

____

PSICOTERAPIA NELES

Assim como Lula, que vive atacando FHC, Maradona faz o mesmo com Pelé. Essa obstinação de ambos revela um grande ''complexo de inferioridade''.

Luiz Bianchi luizbianchi@uol.com.br

São Paulo

____

REPUGNANTE

Cada vez que vejo na TV o técnico da seleção da Argentina, sinto o mesmo asco que quando vejo uma barata na minha sala. Repugna, causa náusea.

José Eduardo Victor je.victor@estadao.com.br

Jaú

____

DE GIBI

O jaquetão do Dunga era igualzinho ao do Mickey na década de 30

Como diria Tutty Vasquez, só se fala nisso na Fashion Week!

Luiz Henrique Penchiari luiz.penchiari@bericap.com

Vinhedo

____

SELEÇÃO BRASILEIRA

Será que o Dunga não percebeu que o Kaká está kakapengando?

Mohamed Abdalla Kilsan kilsanabdalla@terra.com.br

São Paulo

____

COPA E CERVEJA

O atual estilo de vida que abomina o cigarro tem sido intransigente com os fumantes, mas tem sido complacente com o uso excessivo de bebidas alcoólicas. Quem não conhece pessoas indigentes jogadas pelas ruas e históricos de acidentes automobilísticos ou de desagregação de famílias por causa do cigarro? Por conta de bebida alcoólica sempre foram inúmeros! Assim, por que sobretudo nesta época de Copa do Mundo existem tantas propagandas associando particularmente a cerveja aos ídolos esportistas que qualquer criança de 2 anos hoje conhece e admira? Não seria o caso de numa manifestação de coerência coibir essas propagandas pelo menos até as 22 horas no rádio e na TV? Utilizando o controle remoto eu já adoto há tempo este novo estilo de vida.

Luiz Antônio da Silva lastucchi@yahoo.com.br

Ribeirão Preto

____

A TERRÍVEL VUVUZELA

A vuvuzela é uma corneta de cerca de um metro de comprimento usada por torcedores em jogos de futebol na África do Sul.

Para mim, é a pior coisa da Copa do Mundo. O barulho enche a paciência. Lembra um enxame de vespas. Acho que os jogadores ficam incomunicáveis em campo. O árbitro perde a noção das regras do futebol. A vuvuzela é terrível.

Que bom seria se a Fifa privilegiasse o futebol, ou seja, fizesse um esquema para ouvirmos a conversa dos jogadores, os chutes, a torcida durante as jogadas mais belas e elásticas. Que bom seria se o mundo melhorasse.

A vuvuzela é um retrocesso.

José Luiz Martin jlmartin@estadao.com.br

São Paulo

____

PATINHO FEIO

FOOTBALL é palavra do idioma sul-americano? É um esporte inexistente no Primeiro Mundo?

E o VOLLEYBALL do Tio Sam é esporte de pobre? Deve ser. Pois, na modalidade, o Brasil é campeão mundial.

A ignorância é mesmo ousada. Mas, deveria também ser republicana?

Antonio Wuo wuo.antonio@gmail.com

Mogi das Cruzes

____

BOM EXEMPLO

As imagens de José Serra levadas ao ar no programa do PSDB de ontem certamente incomodaram bastante os ''monopolistas da pobreza''. Apesar da origem humilde, Serra estudou, trabalhou e venceu. Nascer de família humilde não implica ser ignorante, iletrado ou com poucos valores. O que vale é a formação moral que se recebe desde o berço. Serra mostrou que veio de uma família bem constituída, com bons valores. O chamado ''berço'' não escolhe conta bancária nem a renda familiar. Milhões de brasileiros pobres são honestos, trabalhadores, responsáveis e bem-educados. Pobreza não é desculpa para deformação moral.

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

____

GOLPE CHAVISTA

À somatória de erros do presidente Hugo Chávez acrescente-se mais um. Querendo passar por bom moço, o tirano enviou a comida podre de seu país ao Haiti, achando que negros famintos iriam comê-la. Teve de receber de volta, pois seu golpe não enganou um país que, apesar da pobreza, sabe distinguir o bom do ruim.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

____

ALGO DE PODRE

Veja o resultado do governo Hugo Chávez na Venezuela: o povo passa cada vez mais fome e alimentos apodrecem no porto (16/6, A3). Isso é o que acontece com a crescente estatização, incompetência e corrupção naquele país. Mas Lula declarou que a Venezuela ''tem muita democracia'' e seu governo está nos levando para o mesmo caminho. Quem trabalha, quem produz, quem é competente está sofrendo carga tributária cada vez mais alta e tendo de conviver com uma infraestrutura cada vez pior, pois tudo o que é arrecadado vai para cobrir a distribuição de benesses e o custeio da máquina pública inchada, ineficiente e fruto de politicagem partidária. E assim continuará para pior se Lula conseguir seu intento de perpetuação via Dilma Rousseff. No voto, Lula já declarou que o nome de Dilma é um vazio com o seu nome no lugar. Na realidade, ela já é um clone piorado de seu mestre. Assim, já temos algo de podre no reino de Lula. Será que a podridão também alcançará nossos alimentos?

Silvano Corrêa scorrea@uol.com.br

São Paulo

____

SERRA E DILMA

Ambos lutaram contra a ditadura militar. Só que Dilma "aguentou a mão" e foi presa e o Serra se autoexilou, ou melhor, fugiu.

Arnaldo Luiz de Oliveira Filho arluolf@hotmail.com

Itapeva

____

PIG e PAG

No blog do jornalista/petista Paulo Henrique Amorim se encontra este mantra: ''Serra vai perder, apesar do total apoio do PIG'' - Partido da Imprensa Golpista.

Amorim é um ingrato, pois Lula só chegou ao poder graças à imprensa que por anos o incensou devidamente. E só se manteve no poder graças também à imprensa que não ousou confrontá-lo duramente, afinal, ele é o "cara"...

Pois eu tenho certeza que Dilma vai perder, a despeito dos métodos do PAG - Partido dos Aloprados Golpistas.

By the way, cadê o Bené?

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

____

ATÉ QUANDO NEGAR?

O delegado aposentado Onézimo foi inquirido na Câmara dos Deputados e confirmou os fatos já tão amplamente divulgados sobre o dossiê de Dilma e seus aloprados do PT contra Serra.

O pior é que Dilma e os aloprados do PT continuam negando o que já se tornou verdade verdadeira.

Até quando Dilma e seu grupelho vão continuar negando este descalabro e crime eleitoral? Até quando o TSE vai ser complacente com tanta safadeza por parte de criminosos petistas e nenhuma atitute de gente civilizada tomar?

Tudo isto mostra bem com quem estamos lidando e o perigo que se apresenta no horizonte sombrio com a imagem nefasta de Dilma.

Boris Becker borisbecker@uol.com.br

São Paulo

____

DOSSIÊS

Desse imbróglio todo de dossiês pra lá e pra cá, o que resta ao cidadão é a impressão de tratar-se de briga entre quadrilhas. Quadrilhas legalizadas!

Orivaldo Tenorio de Vasconcelos prof.tenorio@uol.com.br

Monte Alto

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.