Cartas - 19/04/2011

PSDB EM CRISE

, O Estado de S.Paulo

19 Abril 2011 | 00h00

Debandada

Sete vereadores estão saindo do PSDB, alegando dificuldades no diálogo com a nova cúpula do partido no Município. A observação "nós somos cobiçados por todos os partidos", de um dos desertores, deve ser verdade, na atual compra e venda de passes. Votei num deles e garanto que nunca mais receberá meu apoio, para não se esquecer de que foi eleito pela força e importância do partido. Para não causar mais mal-estar, eles deveriam esclarecer, uma por uma, as dificuldades, mas isso acho que é pedir demais. Que estabeleçam, portanto, o preço, pois a janela de transferências está aberta. Pergunto: esses edis poderiam ser enquadrados na famosa Lei da Ficha Limpa?!

EDUARDO A. DE CAMPOS PIRES

eacpires@terra.com.br

São Paulo

____________

Efeito Kassab

Essa notícia de que 7 dos 13 vereadores do PSDB da cidade de São Paulo devem deixar o partido prova que caciques tucanos estão perdidos e grogues desde a frustrante eleição presidencial de 2010. No PSDB, parece que o lema é "cada um por si e Deus por todos"! E Kassab, que não é bobo, além de arregimentar para o seu PSD esse contingente de edis, quem sabe levará até José Serra, que dificilmente vai abrir mão de se candidatar ao Planalto em 2014. FHC, sempre lúcido, deveria fazer mais um artigo, mas não sugerindo que os tucanos falem mais com a classe média, e sim que urgentemente melhorem a comunicação dentro do próprio partido. Senão o perigo é o PSDB virar um DEM às moscas...

PAULO PANOSSIAN

paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

____________

Oposição

Pelo andar da carruagem, a oposição está se transformando numa espécie em extinção dentro do cenário político brasileiro.

VICTOR GERMANO PEREIRA

victorgermano@uol.com.br

São Paulo

____________

RECURSOS HUMANOS

Profissionais experientes

Conforme a reportagem Menos exigências na hora de contratar (17/4, B1), as empresas já aceitam contratar técnicos sem experiência para posterior treinamento. Vale até recrutar profissionais durante a missa e recorrer à importação de mão de obra de países vizinhos. Só não entendo por que não são aproveitados os profissionais com mais de 50 anos de idade, possuidores de larga experiência em suas áreas de atuação.

CLÁUDIO MOSCHELLA

arquiteto@claudiomoschella.net

São Paulo

____________

"TOCANDO O BUMBO"

Um pouco mais alto

Brilhante, o artigo do jornalista Quartim de Moraes (16/4, A2) levanta uma questão muito pouco debatida pela imprensa brasileira: para que serve uma empresa? O capitalismo liberal, responsável por desenvolvimentos tecnológicos fantásticos e desastres sociais idem, precisa ser substituído por um novo capitalismo (verde, sustentável, consciente...) que valorize as empresas por sua real contribuição à sociedade, e não apenas pelos lucros que produz, em geral para muito poucos. Um dos grandes problemas está nos preços relativos, que sofrem distorções absurdas. O mais distorcido é o pago pelo trabalho das pessoas. O salário de um jogador de futebol de destaque pode ser superior ao de todos os professores-doutores de uma universidade como a USP, somados. A remuneração global anual de um executivo do mercado financeiro pode ser maior que a soma dos salários anuais de todos os médicos do Hospital das Clínicas. É claro que os virtuoses merecem ser muito bem remunerados, nada contra ganhar dinheiro honestamente, mas tudo contra o absurdo das distorções instaladas na nossa sociedade. E o Brasil, que conseguiu construir uma das maiores concentrações de renda do mundo (é só verificar o nosso índice de Gini), precisa discutir seriamente seus valores relativos. O mesmo critério que define que os livros que devem ser publicados são os que darão maior lucro à editora, e não a maior contribuição à sociedade, também define a estratégia da maioria absoluta das empresas. Se não formos capazes de focar nossos negócios no interesse de muitos, em detrimento do interesse de poucos, em muito pouco tempo os filhos e netos dos poucos sofrerão tanto quanto os muitos desconsiderados de hoje.

ISRAEL ARON ZYLBERMAN

aronz@uol.com.br

Carapicuíba

____________

Função social

As empresas só existem porque a sociedade as autoriza. Segundo a Constituição federal, o direito à propriedade está condicionado ao atendimento da sua função social: as empresas não existem apenas para ganhar dinheiro. As empresas comerciais precisam do lucro para se manterem viáveis, mas as decisões de seus sócios e administradores devem satisfazer as exigências do bem público e da função social da empresa.

CARLOS E. LESSA BRANDÃO

celb@iname.com

São Paulo

____________

ESCLARECIMENTO

De calúnias

O professor Marcelo de Paiva Abreu presta grande desserviço quando, a pretexto de contrariar afirmações caluniosas e difamatórias do americano Perry Anderson, as reproduz, dando-lhes divulgação que não merecem(18/4, B2). Fê-lo, sem dúvida, sem atentar para o disposto no § 1.º do art. 138 do Código Penal, segundo o qual, em caso de calúnia, "na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga". Acho importante, contudo, informar aos leitores do Estado que o texto é falso, porquanto: 1) Nunca fui condenado por tráfico de influência; aliás desse crime nunca fui acusado ou processado; 2) nunca fui "favorito especial de Lula", com quem tenho um relacionamento respeitoso e sem intimidade; 3) não é verdade que seja chamado de "Cupido" por colegas; isso ocorreu uma única vez, num trocadilho feito com meu prenome, que é a versão grega do que em latim é o Cupido; 4) a qualidade literária de um texto de ficção que publiquei é avaliada melhor por quem entende do assunto, o que não é o caso do alienígena; 5) jamais me propus a trocar voto pelo que quer que seja - o que seria evidentemente inconcebível - e nunca tive "associados" que pudesse tentar incluir no tribunal; essa calúnia é reprodução de outras que circularam quando o saudoso ministro Carlos Alberto Direito, notoriamente meu amigo, estava para ser nomeado, na mesma época em que o Supremo discutia a denúncia do "mensalão"; curiosa "tentativa" teria eu praticado: votei pelo recebimento da denúncia e Carlos Alberto foi nomeado! Essa calúnia ofende a mim e à memória dele.

EROS ROBERTO GRAU

egrau@erosgrau.com

São Paulo

____________

"O PSDB articula para perder a eleição na capital paulista no ano que vem e ainda o Estado em 2014"

ROGÉRIO PROENÇA RIBEIRO / ARARAS, SOBRE A DEBANDADA DE VEREADORES PARA O PSD

roger_fani@hotmail.com

""Sabe com quem está falando? Sou um senador da República!" Belo exemplo... E fica tudo do mesmo tamanho?"

CELIA H. G, RODRIGUES / AVARÉ, SOBRE AÉCIO NEVES E A BLITZ

celitar@hotmail.com

"Até tu, Aécio? O exemplo nunca vem de cima..."

ANGELO ANTONIO MAGLIO / COTIA, IDEM

angelomaglio@terra.com.br

____________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.237

TEMA DO DIA

Corinthians adia obras em Itaquera para maio

Para construir arena para a Copa, clube aguarda parcela de empréstimo a ser concedido pelo BNDES

"O mundo vai acabar e esse estádio nunca será erguido."

AUGUSTO FLORES

"Independentemente de qualquer time, todos deveríamos pensar positivo. Não é só o Corinthians que se beneficia e, sim, uma grande nação paulistana."

BRUNO SCHELINI

"E logo adiam para junho, julho e assim vai até 2014. E o povo de Itaquera carente de atendimento médico e segurança."

MILTON BAROSA FILHO

____________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

BAFÔMETRO

Pega muito mal para um senador da República e ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), recusar-se a fazer o teste do bafômetro e ter sua carteira de motorista apreendida. É um péssimo exemplo que ele dá à sociedade. Quem não deve não teme. Se as próprias autoridades do País se recusam a cumprir as leis e agem de forma irresponsável, o que esperar do resto da população? A classe política brasileira é motivo de indignação e de vergonha para a sociedade.

 

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AÉCIO E LULA

Aécio Neves foi apanhado dirigindo alcoolizado e com a CNH vencida. Disse que "não sabia" que sua habilitação vencera. Parece que Aécio quer competir com Lula. Dirige alcoolizado e não sabe de nada.

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SÍNDROME DE "RUBI"

O senador Aécio Neves não quis submeter-se ao teste do bafômetro no Rio de Janeiro. Aécio se acha o Porfirio Rubirosa tupiniquim. A realidade é outra, Belo Horizonte não é Monte Carlo, Ava Gardner, Zsa Zsa Gabor são únicas. Mas a Ferrari de Rubirosa, que morreu, Aécio pode comprar, afinal de contas é senador do Brasil...

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DECEPÇÃO

É essa a alternativa que temos para 2014? Uma pessoa que se recusa a fazer o teste do bafômetro e dirige com a carteira de habilitação vencida? Seu discurso no Senado, poucos dias atrás, foi um lampejo de esperança com relação à moralidade e à boa gestão no País, mas esta ocorrência mostrou a dura realidade: falar em moralidade é fácil, fazer é mais difícil. Que decepção, senador Aécio Neves...

Atenciosamente,

 

Roberto Saraiva Romera robertosaraivabr@gmail.com

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRESEPADA

Eu jamais votaria num pretenso candidato à Presidência da República (ou a qualquer outro cargo público) que fosse flagrado numa blitz com carteira de habilitação vencida e que se recusasse (por quê?) a fazer o teste do bafômetro.

Um bom e confiável político deve ser protagonista - tão somente - das alvissareiras notícias atinentes à vida pública do País.

Aqueles que não devem não temem, e só os homens públicos que não temem merecem ser alçados ao cargo máximo da Nação brasileira.

O vermelho da bandeira de Minas Gerais, até que o senador Aécio Neves ofereça uma explicação convincente aos eleitores do Estado que ele representa, acerca da sua suposta presepada na noite carioca, será tão somente um "vermelho de vergonha".

 

Túllio Marco Soares Carvalho tulliocarvalho.advocacia@gmail.com

Belo Horizonte

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUE EXEMPLO, SENADOR!

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi pego numa blitz da Lei Seca, por volta das 3 da madrugada de sábado, no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro, quando retornava para sua residência. Aécio negou-se a fazer o teste de bafômetro, além do que foi constatado que estava com a carteira de habilitação vencida.

Então, foi multado duas vezes, uma por estar com a carteira vencida, no valor de R$ 191,54, e outra por estar alcoolizado, perdendo sete pontos (infração grave) na carteira de habilitação, e multa de R$ 957,70. Só saiu do local após um condutor ter ido lá pegar seu veículo e levar o senador para casa.

Ah, se fosse um de nós, pobres mortais, pessoas comuns, teria o veículo apreendido e sido levado para uma delegacia, mas como é um senador da República, deve ter dito aos policias da blitz: "Sabe com quem está falando" Então teve esse privilégio, já que é uma pessoa "incomum", como disse seu amiguinho Lulla ao defender Sarney em outro episódio.

Esses são os nossos representantes no Congresso, em vez de dar exemplo, mostram que são os primeiros a não cumprir leis, pois são "otoridades". Aécio Neves não passa de um playboizinho mimado. E ainda quer disputar o cargo de Presidente da República... "Menas", senador, como falaria seu amigo de copo muito conhecido.

 

Agnes Eckermann agneseck@yahoo.com.br

Porto Feliz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LEIS PARA UNS

"Cessa tudo o que a antiga musa canta, que outro valor mais alto se alevanta". Sem os dons de um Nostradamus, o grande poeta luso Luís Vaz de Camões parecia se referir a uma casta que surgiria em Brasília, acastelada no Congresso. Eis que, alta madrugada, na zona sul do Rio de Janeiro, uma blitz da Lei Seca para o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Sua Carteira Nacional de Habilitação estava vencida e se recusou a fazer e teste do bafômetro. Não é improvável que esse zeloso funcionário seja punido por tamanha petulância a um senador republicano. Que belo exemplo daria o senador descendo do seu pedestal de barro e cumprindo a lei. Esse é cada vez mais o país do ''sabe com quem está falando?''. Os políticos são, de fato, uma classe de privilégios sem fim.

 

Jair Gomes Coelho

Vassouras (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUESTÕES PERTINENTES

Sobre a apreensão da carteira de habilitação de Aécio Neves, gostaria de fazer algumas perguntinhas. Por que uma pessoa não alcoolizada se recusaria a fazer o teste do bafômetro? Por que Aécio não passa seus fins de semana no Estado que o elegeu? Melhor perguntando, por que o "mais carioca dos mineiros" não se candidata a senador pelo Rio de Janeiro (seu Estado favorito, sem a menor dúvida)? Será que, se esse fato tivesse ocorrido em Minas, o caso chegaria à imprensa?

Luciano Nogueira Marmontel automat_br@ig.com.br

Pouso Alegre, MG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAU SINAL

 

Com sua CNH vencida, o senador Aécio Neves dá um péssimo exemplo de cidadania. A desculpa esfarrapada de que não sabia, pois dirige pouco, não cola. Para que servem, então, secretárias e tantos assessores?

Mesmo os policiais não tendo constatado sinais de embriaguez no senador, ele deveria fazer o teste do bafômetro. Por que se recusou?

Fosse ele um ex-presidente que conheço, tudo bem, poderia até se admitir. Um mau sinal para um importante parlamentar da oposição, que almeja a candidatura à Presidência em 2014.

 

Djalma de Melo ddmelo@terra.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FORA DAS NORMAS

O senador Aécio Neves deu um péssimo exemplo ao ser flagrado no trânsito do Rio de Janeiro com a sua carteira de habilitação vencida. Depois, piorando ainda mais a história, recusou-se a passar pelo teste do bafômetro. Como é que um senador da República que não consegue nem mesmo dirigir o seu automóvel dentro das normas vigentes se julga capaz de conduzir um País do tamanho do Brasil?

Henrique Brigatte hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VEXAME

Embora o fato de Aécio ter sido apanhado alcoolizado e sua carteira apreendida, apesar de "autoridade", não seja levado em conta pelos demais, abala, e muito, a tradicional família mineira e seu povo. Aos poucos, o netinho do vovô vai deixando cair a máscara de "bom moço" e, independentemente do vexame, vai se distanciando da pretensão da Presidência da República.

João Roberto Gullino jrgullino@oi.com.br

Petrópolis (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CNH VENCIDA

 

Desta vez não deu para culpar algum assessor e o senador Aécio não abriu o bico, caso contrário, ficaríamos sabendo que ele não tem assessoria e usa seu pessoal como acessório.

Achar-se acima da lei acaba dando zebra.

 

Sérgio Barbosa sergiobarbosa@megasinal.com.br

Batatais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NADA MUDA

Certamente o policial que abordou Aécio Neves nem é louco de interagir com maior energia, usar sua autoridade da mesma forma que utiliza com o cidadão comum.

Aqui, para a plebe o tratamento é outro.

Esses são os dois Brazis que não mudam nunca.

Ailton Dias Pereira ailton7@ig.com.br

Ribeirão Preto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BOA-FÉ

 

O senador Aécio cometeu o erro de não prestar atenção no prazo de validade da sua carteira de habilitação. Isso está errado, mas é um erro cometido por muitas pessoas de boa-fé. No mais, seguiu a lei. Entregou a carteira e providenciou outro motorista para dirigir o carro. Com outro motorista no volante, não precisava mais fazer o teste do bafômetro. O caso, o meu ver, não merecia tamanha repercussão.

 

Karina de Matos karinadematos@bol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONSEQUÊNCIAS

A confiança depositada no senador Aécio Neves está comprometida. A dúvida de estar ou não embriagado fica para seus eleitores julgarem. Quem o julgar sem lhe dar o mínimo direito de defesa que atire a "primeira pedra".

Aloisio A.De Lucca aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O LULA DO PSDB

Aécio Neves mostrou toda a sua semelhança com o ex-presidente. A mesma postura cínica e as mesmas desculpas esfarrapadas. Carteira de Habilitação vencida, teste do bafômetro recusado, esse é o homem que quer governar o Brasil!

 

Jose Eduardo Bandeira de Mello josedumello@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VERGONHA

Que vergonha, senador Aécio Neves! O senhor, que se intitula o supra-sumo da política brasileira, flagrado dirigindo embriagado numa avenida do Rio de Janeiro, que dias destes já foi palco de uma tragédia?! Como nós, brasileiros, estamos mal representados.

E o senhor ainda é a favor do desarmamento do cidadão. Francamente!

Arnaldo Luiz de Oliveira Filho arluolf@hotmail.com

Itapeva

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VIDA SECRETA

Pois é, sr. Aécio! Como todo político brasileiro, é só cair em evidência por um ato falho e várias informações sobre sua vida pessoal permitem preocupantes reflexões sobre a verdadeira vida secreta dos políticos brasileiros! Nada bate com o que você tenta ostentar de moralidade, ética e bons valores!

Eduardo Mees eduardomees@terra.com.br

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OPOSIÇÃO "MINEIROSA"

Se a oposição ao governo Criatura for a do "mineiroso" pão de queijo do Trairécio Névoa, a "PeTrarney" continuará deitando e rolando.

Laércio Zannini zanix@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DEMOCRACIA, ABRE AS ASAS SOBRE NÓS

Nada como a plenitude do regime democrático que vivemos, apesar de tudo, para que, em princípio, todos fiquem sujeitos aos ditames da lei. É o que estamos vendo com a aplicação da Lei Seca, em que anônimos, celebridades e políticos poderosos são apanhados infringindo a referida legislação. Como dizia o ex-premiê inglês Churchill: "A democracia é o pior dos regimes inventados, exceto todos os demais". É processo civilizatório chegando até nós, apesar das resistências pontuais de uma minoria que certamente será vencida.

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ATITUDE

Não são os discursos inflamados, não é a propaganda política exaustivamente alardeada nos meios de comunicação de massa pela maestria dos institutos de marketing, não são as imagens construídas em cima de descendências, parentescos e ligações com homens públicos que "prestaram" feitos magníficos (muitos da boca pra fora) que revelam o caráter de um homem público. São as atitudes, muitas delas em ocasiões meramente corriqueiras.

Ao negar-se a fazer o teste do bafômetro, sob alegação esfarrapada de que doravante não seria mais o condutor do veículo em que fora flagrado com a carteira de habilitação vencida, em meio a uma noitada carioca, leva a crer que um senador num momento decisivo, de fundamental importância para a Nação, se negue a depositar a sua assinatura sobre um documento, alegando que se não será o condutor ou o executor do processo, se faz desnecessário que assuma qualquer responsabilidade.

 

Nei Silveira de Almeida neizao1@yahoo.com.br

Belo Horizonte

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PREVARICAÇÃO

Sobre a denúncia feita pelo Estadão de que veículos oficiais desrespeitam lei de trânsito, eu, Mario Napolitano, paulista, pagador de impostos, exijo que cada centavo do erário municipal ou estadual, incluindo as empresas públicas, fundações e autarquias, que for destinado ao pagamento de multas de trânsito decorrentes de infrações cometidas por seus agentes seja imediatamente cobrada destes e ou pelos dirigentes vinculados, sob pena de, ao não o fazer, responder por crime de prevaricação.

Mario Napolitano marionapolitano@r7.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

POLITICIUS BRASILIENSIS

Sensacional a definição de Politicus brasiliensis - Lições de antropologia (de José Roberto de Toledo, 18/4, A8). Uma análise criativa e hilária do gênero que vive há tantos anos nessas paragens tupiniquins, causando danos e terríveis malefícios ao meio ambiente e às outras espécies humanas que coabitam o grande território brasileiro. É de morrer de rir, para não chorar!

J. S. Decol

 

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RETORNO AO TERCEIRO MUNDO

O Brasil, quando foi governado por um grande líder, Fernando Henrique Cardoso, avançou e conquistou um espaço junto aos países desenvolvidos. FHC, durante seu governo, trouxe grandes avanços ao País: acabou com a inflação, que corroía os salários do povão, privatizou empresas estatais que só serviam de cabide de empregos para pelegos, criou a Lei da Responsabilidade Fiscal para acabar com as mazelas de maus governantes, etc.

Mas, infelizmente, o povão não percebeu as mudanças e trouxe de volta ao poder um governo corrupto, que adora inflação, cargos políticos para os amigos, propinas e tudo que um país de Terceiro Mundo merece: pobreza e ignorância.

Enquanto o Brasil afunda, a oposição afunda junto: e os ratos aproveitam para abandonar o navio. Pobre Brasil.

 

Maria Carmen Del Bel Tunes Goulart carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

'A HERANÇA MALDITA DE LULA'

 

O artigo de Carlos Alberto Sardenberg (18/4, B2) deveria ser de leitura obrigatória nas escolas, para que nossos filhos entendam a História recente do Brasil.

Queira Deus que a presidente Dilma opte pelo caminho da responsabilidade, e não do populismo barato, para resolver esse imbróglio. Infelizmente, pelos primeiros movimentos, não parece ser esse o caso.

 

 

Marcelo Guterman margutbr@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A IRRESPONSABILIDADE DE LULA

 

Carlos Alberto Sardenberg bem dissecou a herança maldita de Lula, deixada, como presente de grego, à sua companheira sucessora e consistente em problemas magnos, cuja solução, se possível, exigirá esforços extraordinários. No capítulo dos aeroportos a tempo e modo para a Copa do Mundo, a última esperança está depositada na reconhecida experiência e no conhecimento de Henrique Meirelles, mas este é um especialista do setor financeiro, não um tocador de obras. Bem observou o articulista que Lula se limitou a esbravejar contra o que considerava errado - e era -, mas imaginou-se o velho oposicionista, permaneceu na crítica, surfou nas ondas do populismo e se esqueceu de que, como presidente da República, as soluções estavam dentro de suas atribuições - e de mais ninguém.

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RESPEITÁVEL PÚBLICO...

 

... amenidades em Portugal, frivolidades com o Baraca, negócios para a (e não com a) China, audiência com vocalista de banda estrangeira, "preocupadíssimo" com a pobreza no Brasil. Os quatro anos de mandato prometem o uso de pulso firme para empurrar para baixo do tapete a irresponsável gastança que um " honoris" causa. Quando todos os tributos tiverem sido exauridos para esconder a molecagem eleitoreira, as desculpas para os outros problemas serão as mais diversas e o povinho, omisso e desarmado como um pacífico ruminante, nem se lembrará de questionar uma nova CPMF, uma nova taxação, um novo blá, blá, blá de palanque, uma péssima educação, uma deplorável saúde, uma vergonhosa insegurança, mas aplaudirá um majestoso estádio. O circo chegou!

 

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FAROLEIRA

Nos dois primeiros meses deste ano, as vendas da indústria de materiais para o PAC caíram 15% em relação ao mesmo período do ano passado. Em fevereiro a queda foi de 19%. Dilma precisa sentar com os coordenadores do PAC para ver o que está acontecendo na área de saneamento básico. Pelo pouco que se tem feito, Dilma corre o risco de fechar 2011 abaixo da marca de 2010, quando se investiram R$ 8 bilhões em água e esgoto. Numa época em que a cada minuto 68 pessoas estão se juntando a 1,2 bilhão que já sobrevivem na faixa socioeconômica da pobreza, Dilma mostra um desempenho sofrível para quem prometeu erradicar a pobreza absoluta.

Carlos Iunes carlosiunes@bol.com.br

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TRISTE PAÍS, GELEIA DO MAL

Nós, brasileiros que trabalhamos de dia à noite, não deixamos de cumprir nossos incontáveis compromissos com a Nação e somos miseravelmente massacrados pelo Sistema, assistimos com imenso pesar à falência, principalmente moral, do nosso país. É uma presidenta imposta pela popularidade do antecessor, que gastou fábulas em dinheiro, como nunca se viu nesse país, para elegê-la, deixando uma herança mais que maldita, mas que não pode ser reconhecida, pois não se pode macular a imagem de um grande estadista, na verdade, com poucos motivos para ser louvado. Prometeu ela mundos e fundos se eleita. Bastou entrar já nos cem primeiros dias e disse que as promessas eram brincadeirinhas. Aumentou as bolsas dos que não tinham e balançou sem cerimônia a bolsa dos que tinham se esforçado para tê-la. Gastos astronômicos, inúmeras viagens de autopromoção com o habitual cortejo de puxa-sacos e inflação em alta foi o grande legado deixado para ela, mas, psiu, ninguém pode falar mal dele. O ex, espertíssimo que é, poderia facilmente ter tentado se eleger pela terceira vez. Porém viu com clareza o rolo que viria a seguir, inflação, resultado das pinimbas exteriores, Copa e Olimpíada sem a menor condição. E assim, em cima da popa, gritou: "Tô fora". Em tempo, gostaria muito de saber o que o ex-presidente fala em suas palestras. Time do Corinthians, táticas de mensalões, piadas cubanas, violência, esticar decisões importantes para 2050? Triste Brasil, quem sabe Cristo ainda poderá olhar para isto e mandar um tornadinho limpador.

 

Geraldo Siffert Junior siffert18140@uol.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

KASSAB

Kassab, cria de Serra, até fez um bom mandato, o primeiro. Depois, tentou se desvincular do que já existia, inclusive do excelente administrador das subprefeituras sr. Andréa Matarazzo. A cidade está um verdadeiro caos, cheia de buracos pelas vias públicas, transporte deficiente, lixo por todos os cantos, promessas de campanha não cumpridas, mas tentando organizar um novo partido. Para quê? Muitas pessoas por mim consultadas não votarão mais no sr Kassab, não pelo novo partido, mas pela sua administração eivada de enganos, tortuosa. Abandonou o seu criador e tornou-se uma criatura indesejável. Se o seu antigo partido, o DEM, já estava quase sem expressão, o atual que está formando, não terá nenhuma, e se o sr. Kassab está pensando em eleições, esqueça, não terá forças nem carisma para disputá-las. Naufragou antes de sair do porto.

Carlos e. Barros rodrigues cebr2403@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

APOIO LUCRATIVO

 

O Kassab, eleito prefeito, recebe, mas não exerce o cargo, saiu de um partido supostamente de oposição ao governo federal e está fundando um novo partido que vai ser "da base" e apoiar o governo "nulopetista". De graça não será: deve haver retorno financeiro em Ministérios e cargos em órgãos governamentais e estatais. Aprendeu com o PMDB, com os sindicalistas, com a UNE e com o MST que apoiar o governo mais corrupto "desde nunca antes" é lucrativo.

 

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INFERNÓPOLIS

 

Sr. incompetente e despreparado prefeito Kassab, o Município de São Paulo, antes da sua gestão, era um caos. Agora, além de caos ter permanecido, virou um pandemônio geral. Moro no Bairro de Paraisópolis, o qual deveria se chamar Infernópolis. Minha rua, além de estreita, projetada por arquitetos de fundo de quintal, sempre de plantão na Prefeitura, está virando local de comércio descontrolado e estacionamentos particulares, pois os dois lados do meio-fio são tomados por veículos dos visitantes e principalmente dos favelados. Nem cem metros abaixo do prédio onde habito, começa a favela. As duas calçadas nesse trecho não são pavimentadas e servem para estacionamento de carcaças de veículos desmanchados por alguns moradores da favela, os quais não pagam o absurdo de IPTU que nós pagamos. O mato crescido nas duas calçadas de lama e lixo está repleto de animais daninhos, principalmente os ratos são cenas comuns aqui, neste trecho do Morumbi. Bares clandestinos, igrejas, barulhos constantes dia e noite. Afora os caminhões com seus potentes alto-falantes pregoando tudo o que o senhor imagina. Segurança, zero à esquerda! Policiamento? Todas as polícias existentes só servem para desfilarem no dia 7 de setembro. Os seus "marrãozinhos" são outra inutilidade pública. Nunca estiveram aqui para controlar a confusão caótica do trânsito em volta da favela. Onde está o coronel seu amigo da Subprefeitura do Butantã? Saia de sua toca e venha com ele analisar de perto a calamidade que impera no lugar. Lamentável!

Roberto Stavale bobstal@dglnet.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CORTE DE VERBA PARA A PF

O ministro da Justiça anuncia corte de verba de R$1,5 bilhão para o Polícia Federal, dizendo ser medida necessária. Somos o país do contrassenso e da inversão de valores. O corte de verbas prejudicará a fiscalização das regiões de fronteira e as ações de combate ao narcotráfico e ao tráfico de armas, não permitindo à PF fazer esse trabalho, extremamente importante para o País. Ou é uma justificativa para facilitar o tráfico feito pelos nossos vizinhos? Por outro lado, o Senado quer porque quer realizar um plebiscito sobre o desarmamento em outubro e, pior, trocar os veículos dos nossos "nobres" senadores, o que é totalmente dispensável, pois as despesas superam o valor do corte. É um verdadeiro absurdo, as armas e as drogas, mesmo com fiscalização das nossas fronteiras já chegam com alguma "facilidade" a nosso país, mas com o corte de verbas para a PF as nossas fronteiras estarão escancaradas e o caminho livre para o ilícito? São inúmeras as despesas que podem ser evitadas ou diminuídas para que não haja o corte de verba para a PF, é só observar o que é mais necessário e prioritário.

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ROGER ABDELMASSIH FORAGIDO

 

A polícia prende, muitas vezes com grande custo e sacrifício, e qualquer advogado de porta de cadeia, com um papel denominado "liminar", convence juízes de que o bandido deve responder em liberdade, e bye bye... Foi assim também com Roger Abdelmassih, que deve estar rindo da nossa cara lá no Líbano. Ninguém tinha dúvida! Quem será o próximo?

José Carlos Alves jcalves@jcalves.net

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

POLICIAMENTO

 

Excelente o artigo de Carlos Alberto Di Franco sobre a polícia. O baixo e indigno salário pago a essa classe de trabalhadores motiva certa tendência à corrupção, envolvimento com o tráfico de drogas e até crimes. A remuneração da polícia devia ser condigna com a responsabilidade e risco da sua função.

Entretanto, qualquer ato criminoso de um policial devia determinar uma condenação maior que para outros civis.

 

Pablo L.Mainzer plmainzer@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRESENTE DE GREGO?

Afora o "presente" dado a várias cidades da Alta Paulista, com a vasta distribuição de presídios ao longo da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, provocando o aumento de crimes em localidades outrora tranquilas, será que nesses municípios, na mesma proporção, aumentou o investimento do governo estadual em saúde, educação e especialmente em segurança pública?

Odilon Otávio dos Santos

Marília

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMEÇO DO FIM

Após roubo, ladrão também é assaltado na zona sul de Porto Alegre. Uma cena inusitada como essa mostra como anda a segurança pública em nosso país. É o fim da picada...

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

19 DE ABRIL, DIA DO EXÉRCITO

Camuflado, mais amarelado do que esverdeado, praticamente enquadrado, desprestigiado, quase sem verbas para ser atualizado, o dia do aniversário do Exército Brasileiro vai passar em branco, como o foi 31 de março, dia da contrarrevolução que salvou o Brasil.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRECISA-SE, URGENTE

Segue discussão: alguns Ministérios precisam contratar novos profissionais.

Assim, precisa-se, urgente:

Ministro da Fazenda, ministro do Planejamento, presidente do Banco Centra, Ministro de Ciência e Tecnologia.

Inoperância dos Senadores que representam o Estado de São Paulo.

Ferdinando Perrella fperrella@hotmail.com

Sorocaba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ARGENTINA

Há alguns dias, em Madrid, ouvi um orgulhoso nativo dizer que a Espanha não é Portugal, já que sua economia é maior e seu país resolveria seus problemas sem nenhuma ajuda. Disse também que o Brasil seria melhor se tivesse sido colonizado pela Espanha. Não me contive e lhe respondi que ainda bem que não, pois, embora pudéssemos ter-nos tornado um grande Chile, poderíamos ter-nos transformado numa grande Argentina. Após uma breve pausa para um suspiro, respondeu-me: "Tiene razón..."

José Eduardo Zambon Elias zambonelias@estadao.com.br

Marília

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VIRADA PAULISTA

A foto estampada na primeira página do Estadão de ontem, de pessoas felizes durante evento Virada Paulista, transmitiu uma alegria contagiante e uma energia gostosa de bom inicio de semana para quem abriu o jornal logo pela manhã.

Pena que os jornais do Brasil acabem por ter mais notícias tristes do que alegres a ornamentar suas primeiras páginas.

João Manuel Carvalho Maio clinicamaio@terra.com.br

São José dos Campos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_______________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESTOURO DE ESGOTO EM NITERÓI

Maremoto no Japão

Na América tufão

O Brasil dá a resposta

E vem do Rio a proposta

Um tsunami de bosta!

Clair Peixoto clairpeixoto@uol.com.br

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.