Cartas - 20/11/2010

CASO CELSO DANIEL

, O Estado de S.Paulo

20 Novembro 2010 | 00h00

Queima de arquivo?

Marcos Roberto Bispo dos Santos foi condenado a 18 anos de prisão pela participação no sequestro e assassinato do prefeito Celso Daniel. Mas onde está ele? Estará ainda vivo ou terá sido mais uma das muitas queimas de arquivo nesse caso escabroso, com envolvimento claro de figurões do governo petista? Acho que vai ser mais fácil encontrarem a Eliza Samudio do que ele.

RONALDO GOMES FERRAZ

ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

________________________________

Tapa na sociedade

18 anos e ainda com a chance de redução da pena, por um bárbaro assassinato, é ridículo. Um tapa na cara da sociedade. Melhor nem condenar, deixa solto de vez. Nos EUA ou na Europa seria, no mínimo, prisão perpétua.

ANTONIO CARLOS CICCONE

cicconeac@hotmail.com

________________________________

Cotia

E o PT segue calado

Celso Daniel era respeitado prefeito de importante cidade do ABC paulista. Era também apontado para integrar o comitê de reeleição de Lula. Aparentemente, era do "primeiro time" do PT. Foi sequestrado e morto. Os petistas de todos os níveis e de todos os quadrantes do País repetiam: "É crime político! É crime político!" Estava implícito o desejo de atribuir a morte aos partidos da oposição. Porém em poucos dias as apurações revelaram que para certas forças do PT Celso se tornara um estorvo que precisava ser afastado. Aí, a voz repetida País afora passou a ser: "É crime comum! É crime comum!" E o PT se calou, enquanto testemunhas iam sendo imoladas. E o PT continua calado. Depois de oito anos, finalmente os acusados começam a ser julgados. E surge já uma condenação. Será que o PT vai dizer alguma coisa?

MARIO HELVIO MIOTTO

mhmiotto@ig.com.br

Piracicaba

________________________________

Quem deve teme

Que razão leva o PT a insistir na versão de que o assassinato de Celso Daniel foi crime comum? Por que querem que esse crime, antecedido de tortura, com todos os indícios de premeditação, em que foram eliminadas, além da vítima, mais sete testemunhas, seja entendido como crime sem motivação política? Por que o assessor direto de Lula, Gilberto Carvalho, teve seu nome citado várias vezes no processo?

PETER CAZALE

pcazale@uol.com.br

São Paulo

________________________________

IMPOSTOS

Primeira garfada

Se a CPMF não passar, a Dilminha já garantiu o aumento dos impostos: o IRPF não será reajustado! Haja bolso para empregar os companheiros.

MILTON BULACH

mbulach@gmail.com

Campinas

________________________________

BOLSA-FAMÍLIA

Crianças e idosos

Ainda sobre a matéria Dilma prepara reajuste do Bolsa-Família acima do INPC (16/11), erradicar a pobreza extrema no País mediante Bolsa-Família não pode ser a única política social para cumprir promessa de campanha. O título tem relação com várias obrigações imediatas, abrangendo as crianças e os idosos, a saber: as 6 mil creches pretendidas são insuficientes e o objetivo fundamental é corrigir o existente, criando as condições essenciais para acompanhar as crianças (de 6 meses a 6 anos) casa-creche-casa durante 12 meses; a evolução nutricional, a assistência médica (pediatria) e os ensinamentos que permitam iniciar a escola fundamental sem deficiências e frustrações são fatores indispensáveis e vitais. Precisamos, primeira e urgentemente, reestruturar as creches existentes que têm o estado de "ocas" e investir na evolução das professoras, atingindo a formação pedagógica da criança excepcional. Então podemos construir novas creches, que terão as pedagogas preparadas e disponíveis para as funções, com salários dignos. Queremos uma apresentação sobre o que o governo faz para que estes brasileiros também saiam dessa dependência mendiga, tornando a vida sustentável e digna. Por que os resultados de evolução da educação e do trabalho, dentre outros, são escondidos? Nosso emérito economista da oposição não teria oferecido um reajuste de 10% aos aposentados (os coroas!) se não houvesse recursos disponíveis. Sra. presidente, não venha com a "conversa mole" da revisão do Orçamento de 2011! Nós aguardamos este reajuste da sra. Dilma, independentemente da cor partidária, a partir de 1.º de janeiro, e não apenas aumentar o Bolsa-Família em "ganho real".

JÜRGEN DETLEV VAGELER

vatra_ind@yahoo.com.br

Campinas

________________________________

Acerto de contas

Passadas as eleições, os três Poderes em Brasília agora querem generosidade no acerto de contas pelo apoio irrestrito à querida chefona da Ilha da Fantasia, traduzido por substancial aumento de salário. Do outro lado, a enorme massa do pessoal de baixo vai ser contemplada com aumento do Bolsa-Família por ter demonstrado fidelidade a um governo que finalmente se aventurou a olhar pelos desvalidos. E não vai pagar essa conta quem se senta confortavelmente na ponta da mesa, por se considerar o mais importante, pagaremos nós, que nem sequer temos uma cadeira garantida nesse festim de gente feliz e alegre, porque precisamos trabalhar cada vez mais e melhor para este país tão promissor. Esta é a nossa democracia!

LUIZ ANTONIO DA SILVA

lastucchi@yahoo.com.br

Ribeirão Preto

________________________________

NOBEL DE FÍSICA

Palestra

Excelente a matéria-entrevista Samba do Avião, de Carla Peralva, realizada no Colégio Etapa, em São Paulo, com o professor dr. Peter Grünberg, Prêmio Nobel de Física de 2007 (Link, 15/11), relatando sua importante contribuição para o desenvolvimento da ciência e da tecnologia, além de aspectos interessantes de sua vida cotidiana. Para ser completa faltou ser registrado que o dr. Grünberg esteve no Brasil, patrocinado pela Fapesp, para um evento científico no Instituto de Física de São Carlos (USP) e aceitou convite para proferir a palestra Os desafios da ciência para os estudantes do Colégio Etapa em são Paulo, especialmente para o s alunos que participam regularmente das Olimpíadas Nacionais e Internacionais de Física, Química, Matemática, Informática e Astronomia.

OSCAR HIPÓLITO, ex-diretor do IFSC-USP

ohipolito@uol.com.br

São Paulo

________________________________

"Um lambarizinho já está no anzol. Será que alguns peixes graúdos serão fisgados também?"

VIRGÍLIO MELHADO PASSONI / PRAIA GRANDE, SOBRE O CASO CELSO DANIEL

mmpassoni@gmail.com

"Celso Russomanno, o "governador das ruas", é agora "leão de chácara" das bibliotecas?"

A. FERNANDES / SÃO PAULO, SOBRE A CENSURA AO CONTO DE IGNÁCIO DE LOYOLA BRANDÃO

standyball@hotmail.com

"Consciência não tem cor"

ROBERTO TWIASCHOR / SÃO PAULO, SOBRE O DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA, 20/11

rtwiaschor@uol.com.br

________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.760

TEMA DO DIA

Brasil não opina sobre apedrejamento no Irã

País foi um dos 57 que optaram por não votar em resolução da ONU que condena essa punição

"A política externa brasileira é ambígua. O Brasil está desenvolvendo armamento nuclear ou flertando com a ignorância."

HELIO AGUIAR

"O governo tem razão de não se meter. Enquanto as medidas de um país não prejudicam outro, não é da nossa conta."

DIEGO ALBERTO SANTANA

"Outra vez nossa imagem é arranhada pela estratégia diplomática petista de se alinhar aos ditadores e tiranos do mundo."

JULIANO CAMARGO

________________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

20/11, DIA DA CONSCIÊNCIA HUMANA

 

 

O Dia da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro. E o Dia da Consciência do Índio (primeira população a ser escravizada no Brasil) quando é comemorado, em 19 de abril? Quando é comemorado o Dia da Consciência Italiana, que imigrou para o Brasil, em substituição à mão de obra escrava, passando fome, frio e sede? Cadê o Dia da Consciência do Branco, do Amarelo ou do Vermelho? Não sabia que a consciência tinha cor.

Sou descendente de índio, de branco e de negro. Minha educação foi pautada na igualdade e no respeito mútuo. Tenho amigos de várias cores, de várias ideologias, de várias opções; sempre vivemos em plena harmonia.

Analisando a segregação imposta pelo Estado ao atribuir o 20/11 como Dia da Consciência Negra e o sistema de cotas, fico preocupado, pois não é com uma data ou uma cota que iremos reparar um erro dos europeus e dos africanos (que vendiam o próprio povo para a escravatura).

Eu não tenho culpa de nada disso, você, caro leitor, também não tem! Ninguém que vive neste orbe terrestre tem! Os representantes do povo deveriam tratar essa questão não como uma reparação de dano, mas sim como um aprendizado e como uma evolução de consciência para que haja respeito entre os seres humanos, independentemente de sexo, cor ou opção sexual. O que há hoje em dia é a fomentação da segregação racial, e isso é perigoso.

Segundo o Dicionário Aurélio, consciência é o atributo pelo qual o homem toma em relação ao mundo. Minha relação com o mundo é a seguinte: sou ser humano e não me interessa se o meu semelhante é amarelo, branco, verde, azul ou rosa. O que interessa é que somos todos seres humanos, todos iguais, todos irmãos.

Assim, desejo que o 20/11 seja o Dia da Consciência do Ser Humano, ou da Consciência Humana. Seres humanos, respeitai-vos!

 

 

 

 

 

João Brasílico da Silva, brasilicos@hotmail.com

Mogi das Cruzes

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

ATENDIMENTO MÉDICO

O atendimento médico público em São Paulo está um descalabro, tanto o estadual, que se livra dos pacientes empurrando-os para a Prefeitura, como o municipal, que simplesmente fecha o agendamento de consultas e faz os pacientes de bobos. O pior é que tudo está terceirizado, na mão dessas organizações sociais particulares, que não têm responsabilidade constitucional pelo atendimento à população. Não adianta o prefeito Kassab querer enganar com essa notícia de arrumar a casa nos próximos 15 anos, porque muita gente já está morrendo hoje por falta de assistência.

Ademir Valezi valezi@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

Dúvida!

E não é que o presidente Lula tinha razão quando afirmou em 2006 que a saúde está chegando à beira da perfeição? Prova disso é que o País, segundo o IBGE, perdeu 11.214 leitos para internação entre 2005 e 2009, com CPMF e tudo. Afinal, um país saudável como o nosso não precisa de leitos hospitalares e pode aplicar verbas em coisas mais importantes, como trem-bala, estádios de futebol, estradas seguras, etc. Ou será que estou entendendo de forma errada a informação?

 

 

Luiz Nusbaum, lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SAÚDE

O levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), órgão do próprio governo federal, referente ao ano de 2009, mostrou que a oferta de leitos hospitalares para internação ficou abaixo do padrão estabelecido pelo Ministério da Saúde.

Não precisávamos dessa constatação oficial para confirmar aquilo que vemos no nosso dia a dia, com gente morrendo nas portas dos hospitais por falta de vagas.

O mais incrível é que de 2005 para 2009, em vez de melhorar, houve queda de 11.214 leitos para internação no País.

Esse triste retrato da saúde não ocorre por falta dos recursos da CPMF, pois dinheiro existe para outras coisas. O que falta é competência e seriedade.

Assim como a educação, a saúde é outra vergonha nacional.

 

 

 

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

SOBRE O IPVA 2011

 

 

Ao saber que barcos e aviões não pagarão o IPVA 2011, tenho cada vez mais certeza que o governo do Estado de São Paulo divide a população em cidadãos de primeiro e segundo nível. Aos primeiros cabe o bônus, aos segundos cabe o ônus.

Fernando F. Valentin fvalentin@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(IN)SEGURANÇA NACIONAL

 

 

Para todos os brasileiros testemunharem o quanto este (des)governo se preocupa com a segurança, o prédio onde Lula mantém sua residência foi assaltado no último dia 17!!!

Em qualquer país civilizado e de Primeiro Mundo, as residências ocupadas pelo principal mandatário da nação tem segurança reforçada e todos os moradores do bairro são rigorosamente revistados, com integrantes de segurança num raio de até 500 metros.

Por ironia do destino, a cidade de São Bernardo do Campo, onde o quase ex-presidente reside, é administrada também pelo PT!

São claros sinais de que futuros ex-presidentes já não têm a atenção da mídia, dos holofotes e do staff presidencial Se até o futuro ex-presidente é vítima de marginais, imaginem nós, meros seres mortais, e sem os privilégios de ex-presidentes.

 

 

Lauro Fujihara lauro@healthquality.com.br

Carapicuíba

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

INVASÃO

A insegurança em nosso país chegou a tal ponto que até o edifício onde reside o presidente da República foi invadido. Se num prédio que tem segurança máxima, acredito eu, ocorrem invasões, o que poderão esperar os moradores de milhares de prédios que nem segurança possuem?

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CASO CELSO DANIEL

Saiu a primeira condenação de um dos acusados de sequestro, tortura e morte de Celso Daniel, então prefeito de Santo André (SP), do PT. A sociedade brasileira tem o máximo interesse em que a verdade venha à tona e os responsáveis por esse crime bárbaro sejam punidos de forma exemplar. Todavia causam perplexidade e espanto as declarações do promotor de Justiça que atuou no julgamento, Francisco Cembranelli, de que haveria um "esquema de caixa 2 e de propinas" para a campanha do PT nas eleições presidenciais de 2002. São acusações gravíssimas e que agora terão de ser provadas por ele. É princípio básico de direito que "quem alega tem o ônus da prova". Logo, cabe ao promotor Cembranelli provar tais fatos, sob pena de ter de responder judicialmente pelas acusações que fez ao PT e aos seus integrantes. A atuação do Ministério Público deve ser técnica, imparcial, serena e sem qualquer viés partidário ou ideológico.

 

 

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUEIMA DE ARQUIVO

O promotor Francisco Cembranelli, que está atuando no caso do assassinato do prefeito Celso Daniel, de fato disse com todas as letras que o dinheiro ilegal (fruto de corrupção) serviu pra enriquecer algumas pessoas diretamente ligadas ao esquema e TAMBÉM PARA ABASTECER O CAIXA 2 DE CAMPANHA DO PT, INCLUSIVE O DA ELEIÇÃO DO LULLA EM 2002.

Quem acompanha o caso de perto sabe que já são sete os assassinados que, de alguma forma, foram citados nas investigações.

É por essas e outras que a sra. Lina Vieira - aquela da Receita Federal que se encontrou com a Dillma para tratar das acusações contra o filho do Sarney - não teve coragem de apresentar a agenda e desmentir a mitômana Dillma.

Foi, com certa razão, por medo de morrer que a sra. Lina ficou em silêncio, mesmo depois de encontrar a agenda e os CDs com os e-mails que comprovavam o encontro com Dillma na Casa Civil.

Parabéns, sr. Francisco Cembranelli! Mas convém tomar cuidado, como o senhor bem sabe, elles são capazes de tudo!

Rodrigo Borges de Campos Netto rodrigonetto@rudah.com.br

Brasília

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FIGURAÇÃO

Ver o presidente do PT, José Eduardo Dutra, vociferar contra o promotor Cembranelli no caso da morte do prefeito Celso Daniel é o mesmo que ouvi-lo falar em defesa de Erenice Guerra e tantos aloprados vistos nos oito anos do governo Lula. No início, o partido fica indignado, pede provas, faz ameaças, tudo figuração. Com o passar dos dias, os fatos vão-se clareando, as provas aparecendo e o passo seguinte é ficar na defensiva. Como presidente do partido, Dutra sente-se obrigado a se pronunciar, mas, entre dar uma resposta e mostrar indignação, o melhor mesmo seria ficar calado, pois contra fatos não há argumentos. Cabe à Justiça investigar, pois há farto material a respeito do caso, mas também há interesses escusos em queimar arquivos. Um exemplo claro dessa impunidade é o processo contra os mensaleiros aguardando o esquecimento do caso. A conferir.

 

Luciana Lins lucianavlins@gmail.com

Campinas

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

GILBERTO NO "BUNKER"

 

 

Dilma terá de encontrar lugar para Gilberto Carvalho. Logo agora que se iniciaram os trabalhos de julgamento dos assassinos do prefeito Celso Daniel, seria suicídio devolver "o homem-chave" para onde tudo começou. Com certeza Lula dará um jeitinho de mantê-lo bem longe de Santo André e dentro do Palácio, cercado de seguranças.

Ana Prudente ana_prudente@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

CORRUPÇÃO EM ALTA!

Com a eleição da Dilma, a maioria dos brasileiros deu uma demonstração de que não prioriza a ética na política, em especial os intelectuais e os artistas que a apoiaram! E a maior prova deste fato é o julgamento de Celso Daniel, em que ficará evidente a promiscuidade do PT. Assim, foi uma grande comprovação do prestígio que desfruta a corrupção em nosso país!

 

 

Eugênio José Alati eugeniojosealati@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

CELSO, MÁRTIR

O PT pedia para os empresários de ônibus fazerem planilhas fajutas de elevadas despesas com o transporte para que se pudessem aumentar os valores das passagens, e quem pagava o "pato" era a população.

População que pagava as passagens de ônibus mais caras do Brasil, para que os empresários repassassem parte desse escorchante custos para alimentar a campanha do PT.

Esse é o PT bonzinho que muitos brasileiros adoram!

Numa terra de cegos, quem tem um olho é rei!

João Batista de Lacerda

São Paulo

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

OS CHEFES

Condenar bandido pé de chinelo que recebeu algum dinheiro para mentir e só indiretamente tem algo que ver com a verdadeira história do crime (Celso Daniel) é cumprir tabela. Eu queria que chegassem aos chefes da quadrilha, hoje domiciliados em outras plagas. Mais precisamente, no Planalto Central.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

CRIME BÁRBARO

A saída de Lula da Silva da Presidência e a vitória de sua pupila comina com a "reabertura" e discussão de um dos crimes "políticos" mais bárbaros e inexplicáveis dos últimos tempos, tratando-se de vivermos numa democracia e este crime parecer mais com tempos da ditadura militar. Celso Daniel, então prefeito de Santo André, foi morto a tiros e, segundo afirma o Ministério Público, por não concordar com a corrupção em sua prefeitura, que alimentava fundo de campanha do PT.

 

Marcos barbosa micabarbosa@gmail.com

casa branca

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

OS PROCESSOS

O caso Celso Daniel, ocorrido em 2002, começou a ser julgado na quinta-feira, data do início da desoneração nos processos criminais. Este, um dos muitos ocorridos no período 2002-2010 - o mais negro da nossa história política -, a contar com o auxílio da Justiça em geral, pelas declarações de inocência que farão os que delinquiram, usando como desculpa "nada terem feito, nada saberem, nada terem ouvido"... E se confessaram, por acaso o fizeram sob tortura? Como contradizer, se a força faz o poder?

 

 

Alberto Caruso albertocaruso@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SITUAÇÕES INDIGESTAS

O presidente Lula, no ocaso do seu mandato, defronta-se com situações indigestas para alguém ainda detentor de 80% de popularidade e que durante oito anos conseguiu manter-se afastado de todos os escândalos constatados.

A primeira condenação no caso Celso Daniel, somada à formação do "centrão" comandado pelo PMDB sinalizam uma temporada de dias nefastos. Quando desprovido das imunidades de foro especial, poderá ver revolvido o monturo acumulado durante a sua gestão.

Caio Augusto Bastos Lucchesi cblucchesi@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

DILMINHA PAZ E AMOR...

Depois de obter, ainda durante a campanha, apoio da Universal do Reino da "Record" com declarações do bispo em sua defesa, a "presidenta" eleita pede trégua à Igreja Católica, em carta ao papa; mantém o maleável Mantega ministro e já tem sucessor na manga para o Meirelles, de convicções fortes, porque uma pressãozinha sempre vai bem. E o caso Celso Daniel, quem diria, já tem um condenado. A eleição do Lulla 2002 já vai longe e nossa memória é curta. Vamos "curtir", portanto, o novo Lulla de saias.

José Jorge Ribeiro da Silva jjribeiros@yahoo.com.br

Campinas

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

TEATRO DO ABSURDO

O teatro nacional continua a todo o vapor. Caras, bocas, frases e encenações, que só mesmo a petralhada convicta consegue engolir. De outro lado, a criminalidade corre solta e mais arrojada, psicopatas atacam nas ruas, drogados matam por nada, sucedem-se atos de vandalismo, todos devidamente acobertados, protegidos e garantidos pela lei brasileira, a rainha do escárnio.

Para um país de tamanha impunidade e complacência com toda a variedade interminável de crimes, só poderia caber uma solução: pena máxima, eliminação, exemplo e ação. Nada disso contempla nossa doce suposta democracia, que só leva o nome. Mata-se por menos de dez reais, assalta-se, estupra-se, sequestra-se, agride-se, sem nada contra. As leis brasileiras foram feitas para permitir dez a vinte anos de contorno, de mutreta, de fuga da realidade. Que o diga o Celso Daniel, já resfriado por nove anos, a sonhar com justiça.

Na outra mão, a farsa jurídica sacrifica idosos, aposentados, credores da viúva rica, cidadãos sem padrinho e sem esperança que veem os governos refestelados nas saias longas da Justiça, que escondem tudo, promovem a ignomínia e a impunidade, a proteger e dilatar prazos, suficientes para o credor reclamante sumir no tempo e no espaço.

Não havendo justiça, não há sociedade, nem lei, nem respeito. O País, enfeitado pelo lulo-golpismo da ilusão, caminha, célere, para o buraco mais fundo da impossibilidade de sobreviver socialmente, a ser comandado por traficantes e políticos, uns mais que os outros, prejudiciais, ambos protegidos e legitimados pela Justiça brasileira, uma conversa feita nas coxas de alguns que sonharam acabar com a cidadania, com a sociedade, voltados apenas para fomentar e proteger o crime como modo nacional de vida .

Ronaldo Parisi rparisi@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

AGRESSORES DA PAULISTA

 

 

O advogado dos "santinhos" da Paulista, após ver o vídeo, deveria deixar de ser o "advogado da família" e ser o "amigo da família", e alertá-la sobre o caminho dos "anjinhos". Não se trata de intolerância, simplesmente, mas de agressão gratuita, coisa de bandido. Acho que todos têm filhos, parentes e amigos que gostam de andar na rua sem armaduras.

 

Manoel Mendes de Brito voni.brito@itelefonica.com.br

Bertioga

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

MAIORIDADE PENAL

Agora que está claro que houve agressão gratuita por parte do jovem de 16 anos contra o grupo de estudantes na Avenida Paulista, convém saber se levantarão novamente aquelas vozes defendendo a redução da maioridade penal. Ou essas vozes, normalmente de donos bem nascidos, desta vez preferirão defender os jovens bem nascidos da fina-flor paulistana? Para que as aparências de debate isento de interesses de classe sejam mantidas, convém, pelo menos desta vez, que haja algumas manifestações de membros da classe média a favor da redução.

 

 

Fernando Corrêa fernandocorrea1981@yahoo.fr

 

São Paulo

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

PAIS RESPONSÁVEIS?

Os jornais mostraram que o garoto que agrediu um rapaz na Paulista com uma lâmpada já teve problemas na escola, agrediu colegas, e por aí afora. O que se vê nas cenas da TV é um menor voltando para casa às 6 horas da manhã e dando vazão à selvageria. É de perguntar o que os pais desse garoto fizeram - se é que fizeram alguma coisa - quando ele apresentou comportamento selvagem anteriormente. Procuraram ajuda? Deram algum castigo? Ao menos deram uma bronca que fosse? É de duvidar. Se o tivessem feito, esse menino não teria chegado a esse ponto. Se houvesse muita preocupação com sua formação, certamente ele não estaria voltando da "balada" às 6 da manhã. Ele é menor de idade! Os pais são considerados os responsáveis pelos filhos menores, por lei. Se os pais desse garoto nada fizeram para civilizá-lo e conter seus impulsos, se não o corrigiram, se não procuraram ajuda para fazê-lo e se permitem que ele ande solto pelas ruas, frequentando casas noturnas, bebendo, onde está a sua responsabilidade de pais? Enquanto não se fizer com que os pais tomem para si, seriamente, a responsabilidade pela formação, educação e pelos atos de seus filhos, fatos como esse se repetirão. Não é a classe social nem a falta de oportunidade que têm feito os nossos jovens, de todas as classes, tornarem-se traficantes, assaltantes, vândalos, agressores. É a falta de limites, de valores, de regras. É a impunidade, que começa a ser experimentada em suas próprias casas. É a negligência de pais que escondem sua preguiça e seu comodismo - pois educar é cansativo, sim! - atrás de teorias educativas que já se provaram fracassadas, baseadas na indulgência e na condescendência com o erro. Pais que "educam" dessa forma são irresponsáveis que entregam à sociedade verdadeiras bombas humanas.

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TEMPO DAS CAVERNAS?

Esta semana jovens foram espancados, vítimas do preconceito que está incubado na sociedade. A prática da violência gratuita, sem qualquer motivo ou mesmo que existisse razão, é inaceitável, principalmente por parte da chamada "geração Y", que vive num "mundo 3.0".

Retorna o tema da lei contra a homofobia, que visa a punir aqueles que cometem crime contra homossexuais, tema extremamente polêmico e barrado pelo "machismo". "Machismo" esse que faz com que mulheres dependam da Lei Maria da Penha para que tenham seus direitos respeitados. Enfim, temos de chamar de direito a dignidade natural que todo cidadão deveria possuir. Seres que usam da violência para "resolver" seus problemas são "machos" que fazem uso somente de sua força física e deixam de lado, caso a possuam, a de serem "homens".

Causa-nos lástima ainda, num país "abençoado por Deus", cheio de cultura, rico em História e cores, existirem pessoas que fazem uso da inteligência humana para mostrarem sua ignorância, numa guerra medíocre e ilógica, colocando Estados contra Estados.

Diz-nos Hannah Arendt: "A pluridade humana, condição básica da ação e do discurso, tem o duplo aspecto da igualdade e diferença. Se não fossem iguais, os homens seriam incapazes de compreender-se entre si e aos seus antepassados, ou de fazer planos para o futuro e prever as necessidades das gerações vindouras. Se não fossem diferentes, se cada ser humano não diferisse de todos os que existiram, existem ou virão a existir, os homens não precisariam do discurso ou da ação para se fazerem entender. Com simples sinais e sons poderiam comunicar as suas necessidades imediatas e idênticas".

Não precisariamos de leis, passeatas, feministas, discursos, mortes, se existisse o respeito entre os homens! Enfim, tornemos realidade tal utopia.

Wesley Machado weslleymachado@hotmail.com

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

POLITICAMENTE CORRETO

 

 

A imprensa já condenou aos rapazes lá da Avenida Paulista e o poderoso lobby gay agradece, afora os aplausos da turma do politicamente correto, que não perde uma onda dessas para surfar em sua cartilha. Mas pergunto se apenas eu é que percebi no vídeo divulgado, logo nos primeiros segundos, que é a vitima agredida que, movendo efetivamente a cabeça para a sua esquerda, aparenta realizar um gesto de quem parece querer dizer algo ao grupo (se disse ou não, nunca saberemos) ou para uma pessoa desse mesmo grupo que vinha no sentido contrário.

Nada justifica essa agressão, mas, a despeito dessa escola de julgamento sumário e de uma crucificação básica dessa rapaziada, será que não houve mesmo um assédio vocal qualquer e esse garoto se descontrolou, perdendo por completo a razão?

Afinal, é sabido por todos que a Paulista, desde a primeira Parada Gay ali realizada, é tida por esta comunidade como ao seu "território de caça particular", mormente em certas horas na madrugada ou bem pela manhã, de onde estão a ir ou a voltar das várias boates e bares gay que existem no entorno da Paulista. E convenhamos, é tão fato que existem homossexuais "abusados" quanto heterossexuais inconvenientes!

Mas o tal lobby e a citada cartilha sabem martelar muito bem para que só alguns é que recebam os preguinhos, afinal, hoje em dia ser Hetero, branco, cultuar certos valores e ser cristão é quase um crime...

Paulo Boccato pofboccato@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

AGRESSÃO HOMOFÓBICA

CADEIA para os filhinhos de papai e mamãe. São MARGINAIS! Ao contrário das vítimas, os MARGINAIS tiveram rapidamente auxílio dos papais e mamães e de advogados. BELO EXEMPLO! É por isso que esses boyzinhos sem limites têm trânsito livre para fazer o que bem entendem, porque têm os pais e advogados por trás.

Aprovação imediata do projeto de lei para punir a homofobia.

Espero que a comunidade GLBT se mobilize e não deixe por menos. Infelizmente, a maioria dos GLBT não têm interesse, não conhecem nem se mobilizam para pressionar o Senado a aprovar o PLC 122/06. Daí, quando acontecem, novamente, agressões e assassinatos, o povo vem se lamentar, denunciar, protestar.

Numa das paradas gay, o tema da ocasião era a homofobia. Houve mobilização da militância para, nesse dia, obter assinaturas maciças para aprovar o projeto. O mesmo aconteceu na feira GLBT, no Vale do Anhangabaú, e em algumas páginas GLBT. O que aconteceu? O povo estava mais interessado em festa, bagunça, sexo, biritas do que em assinar um projeto que beneficiaria a própria comunidade.

 

 

Renata Rodrigues huppertt@ibest.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

O PAÍS QUE HABITAMOS.....

Domingo, 14/11, um assaltante entrou pelo portão para dentro da minha casa, estourou o vidro do carro, queria levar o som, mas não conseguiu graças ao cachorro, melhor amigo do homem. Meu questionamento é: não podemos ter carro? Não podemos ter som no carro? Não podemos deixar o carro estacionado com som dentro da garagem de nossa casa? Respondo: NÃO, não podemos, temos de morar em penitenciarias, não ter bens, porque, enquanto nós, trabalhadores, que compramos, pagamos nossos impostos, temos nossas contas em dia, estamos presos, os marginais vivem soltos, entram na nossa casa, roubam-nos e nem presos são. A maioria deles troca nossos bens por drogas ou vende por valores mínimos o que nos rouba. Agora eu pergunto se isso é correto, será que eles também não poderiam trabalhar e comprar carros, sons e drogas, se querem usar? Ah, mas é bem mais simples roubar, não é? Num país onde os governantes roubam, o que dirá marginais, muitas vezes menores, roubar é mais que normal. Sinceramente, tenho muito medo do futuro do nosso país.

Patricia Skolimoski pskolimoski@hotmail.com

Ponta Grossa (PR)

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

ASSALTOS E CÂMERAS DE MONITORAMENTO

O crime é migrante. Quando a polícia aperta o cerco, os criminosos mudam o alvo, o local e o "modus operandi". As câmeras de monitoramento são hoje indispensáveis no planejamento de segurança. Além da prevenção, facilitam em muito a ação das polícias na caça aos delinquentes. As gravações dos circuitos de bancos, estabelecimentos e condomínios proporcionam a identificação e prisão dos agressores. Falta o desenvolvimento governamental de uma logística de atuação, instalando câmeras em vias públicas para a proteção de pessoas e estabelecimentos. Isso equivale a integrar, ampliar e administrar os diferentes sistemas de segurança já existentes.

O empresariado, prefeituras e outros interessados precisam continuar investindo nesses esquemas e pressionar o governo para abrir uma política oficial de sua implantação e utilização. É uma grande ferramenta de que não podemos abrir mão.

 

 

 

Dirceu Cardoso Gonçalves, aspomilpm@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

"PARE, É A POLÍCIA!"

 

 

Considero a nossa PM a mais preparada e eficiente entre todas as similares do País. É, portanto, altamente salutar a campanha e o treinamento dos policiais para que se evitem os abusos de autoridade e procedimentos inadequados no que tange à abordagem dos cidadãos (17/11, C1). Algumas abordagens são absolutamente fora dos padrões de boa conduta e devem ser coibidas com firmeza. Se a mesma não for correta, o maior responsável sempre será o policial. Vem, portanto, em boa hora essa campanha e o treinamento dos nossos homens de frente. Temos a certeza de que ganharão, ainda mais, o respeito da nossa população

 

 

Eduardo Augusto de Campos Pires eacpires@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VENCENDO O CRIME

Segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública, os homicídios vêm caindo vertiginosamente nos últimos 12 meses no Estado de são Paulo, como também no ABCD. Ressalvado que a sensação de segurança nunca é total nas grandes metrópoles, em todo canto do mundo, merecem atenção os registros mais recentes. De fato, praticamente desapareceram dos noticiários as noticias sobre sequestros e sequestros relâmpagos, duas modalidades de crime que apavoram a sociedade e estiveram "na moda" até quatro ou cinco anos atrás. Também quase não se vê notícia sobre latrocínio, que é o roubo seguido de morte, assim como diminuiu efetivamente o noticiário sobre homicídio doloso, aquele em que o autor tem a intenção de matar. Dados divulgados pela Secretaria da Segurança indicam que a criminalidade no Estado caiu sistematicamente pelo segundo trimestre consecutivo. Esses dados ganham atualidade em faze dos debates havidos durante a campanha eleitoral e diante da noticia, mais recente, de que há um lobby para que o governador recém-eleito, Geraldo Alckmin, não mantenha no cargo o atual secretário de Segurança. Nos debates eleitorais, a segurança foi um dos embates preferidos pelos candidatos de oposição com tucanos. Ou "a falta de segurança", como fazia questão de enfatizar nos debates. O que temos assistido, na verdade, é à atuação do complexo policial justificando a tradição de que "em São Paulo bandido não fica famoso". Esta é uma tradição antiga, que vem desde a década de 1970. O que a atual administração tem feito é aperfeiçoar um sistema que vem funcionado satisfatoriamente. Quem não tem gostado nada dessa repressão é a bandidagem, que se vê acuada e encarcerada. Os exemplos mais recentes são os dos assaltos a joalherias em shopping centers e arrastões em condomínios - para nossa sorte, em quase todos os casos, os criminosos já estão presos ou identificados. Mas é importante que não haja mudanças na política de repressão e de combate aos desvios das corporações policiais. Pois foi essa política que o eleitor por maioria, e em primeiro turno, aprovou e pediu para ser mantida, inclusive eu...

 

 

 

Turíbio Liberatto turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

A POLÍCIA E SUAS ESCUSAS ESFARRAPADAS

A morte trágica do engenheiro Umberto Santini, na madrugada de 16/11, deveu-se à falta de prevenção e planejamento policial. É público e notório que os veículos presos em congestionamentos na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, em momentos plenamente previsíveis, procuram contornar o entrave por desvios internos pela Praia Grande, atingindo a rodovia, novamente, em ponto mais avançado. Bastaria um número reduzido de policiais postados, de madrugada, nessas ruas de acesso para espantar os criminosos. E a autoridade policial, como sempre, saiu pela tangente: o culpado foi a vítima, que não deveria procurar contornar o congestionamento, às 3 horas da madrugada, depois de longa e estressante espera.

 

 

 

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

IMPUNIDADE

Para onde estamos caminhando? É juiz que mata, promotor que assassina, advogados que praticam crimes hediondos, outros que admitem ser viciados em crack, médico que não honra sua profissão, professor que apanha em sala de aula, religiosos que praticam pedofilia, políticos que sequestram e matam... E são todos de elite, com preconceitos raciais, assistindo de perto à impunidade chegar. Que Brasil é este, sem moral?

Antonio Rochael Jr. antoniorochael@gmail.com

Iguape

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

ÉRCIO QUARESMA

Tramitam na Justiça brasileira, especialmente na do Trabalho, milhares de processos que procuram inverter a perversa lógica de que o indivíduo viciado em drogas, especialmente a lícita, que é a bebida alcoólica, é um vagabundo, e não um doente. A Justiça, com louvável acerto, tem acolhido essa tese: o viciado é um doente e, como tal, deve ser tratado. Não é mais unânime a opinião de que é cabível, por exemplo, despedir por justa causa um trabalhador alcoólatra. É importante a lembrança de que estamos falando de uma doença. Doentes têm de ser tratados, e não estigmatizados.

Tais processos são patrocinados por advogados que, de acordo com o § 1.º do artigo 2.º do Estatuto da Advocacia da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), estão prestando serviço público e exercendo função social.

Sendo assim, não tem cabimento a OAB tratar o advogado Ércio Quaresma, defensor do goleiro Bruno, como um pária. Eu não gosto da forma de atuação fanfarrona e espalhafatosa do meu colega causídico. Mas não posso concordar que a OAB cogite de excluí-lo de seus quadros em decorrência do seu escancarado vício em crack. Ércio Quaresma é um doente em tratamento, que tem de ser tratado com dignidade. Tal exclusão seria, além de um absurdo, uma ofensa a todos os advogados que defendem, com denodo, clientes em tal situação de doença, que são alvo de preconceitos e injustiças. Que Quaresma seja licenciado, mas não excluído. Que o bom senso e a sabedoria imperem na OAB.

Túllio Marco Soares Carvalho tulliocarvalho.advocacia@gmail.com

Belo Horizonte

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

POLITICAMENTE INCORRETO?

Primeiro, o ministro da Comunicação Social impõe uma "regulamentação" da mídia; depois, um protodefensor das minorias implica com Monteiro Lobato, procurando pelo em ovo; agora, Celso Russomano, que ficou famoso ao filmar a morte da sua mulher, apesar de a Vara da Infância e da Juventude ter acatado um parecer do Ministério Público favorável à obra, consegue a interdição de um livro por ter um "conto erótico" de Ignácio de Loyola Brandão (de quem acabei de ler "Ruth Cardoso - Fragmentos de Uma Vida", será que tenho que me confessar na Igreja?).

O presidente, chefe do Executivo, mete sua colher descaradamente na organização do Legislativo. Até quando as fronteiras e competências das atribuições de cada setor serão vilependiadas?

Corinto Luis Ribeiro corinto_ribeiro@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

CONTROLE DAS COMUNICAÇÕES

 

 

Sobre a tentativa de monitoramento dos veículos de comunicação, atenção, sr. ministro das Comunicações! Do papa ao coroinha, do general ao soldado, o único controle que o mundo democrático e moderno aceita é o remoto dos aparelhos eletrônicos, não o das comunicações, mormente o da imprensa escrita e falada!

O papa não é maior do que a Igreja, o general não é maior do que o Exército e o presidente da República não é maior do que o Brasil! Ou será que já estamos vivendo na ditadura comunista?

 

 

 

Abílio Teixeira abilioteixeira@bol.com.br

Brasília

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

HAJA PROTECIONISMO!

Que democracia é a nossa, em que os demais Poderes aprovam tudo o que o Executivo quer? Como simples exemplo, as centrais sindicais vão passar a ter dez minutos por semana de horário gratuito em todas as emissoras de rádio e televisão, que poderão ser utilizados em inserções de 30 segundos a um minuto por entidade, sempre às terças-feiras das 6 às 22 horas. No apagar das luzes do mandato presidencial, o sr. Lula, além das inúmeras benesses a diversos sindicalistas, que recebem elevados salários do governo, ainda diz que estará retribuindo o apoio que eles lhe deram nos últimos oito anos. Despesas essas que são pagas pelo erário. Por isso é que o custeio já atinge 80% da receita, restando apenas 20% para cumprimento das reais obrigações do Estado. Assim não há carga tributária que consiga pagar tantas despesas. Outros setores vão ter a mesma ajuda? Ou o protecionismo é só para aqueles que foram ou são companheiros sindicalistas? Haja protecionismo!

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

O PODER DAS CENTRAIS SINDICAIS

Perigo à vista: a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou, no dia 17 de novembro, a proposta que assegura às centrais sindicais 10 minutos semanais de transmissão gratuita em emissoras de rádio e televisão. A proposta estabelece que as emissoras de rádios e TV terão direito a compensação fiscal pela cessão do horário gratuito. É o povo pagando mais essa para as centrais sindicais. Alguém ainda tem dividas de que estamos vivendo numa Republica sindicalista selvagem? Está nos parecendo que estão dando poderes demais aos sindicatos. Parece-nos que estão querendo levar o Brasil para um anarco-sindicalismo. Seria interessante um esclarecimento maior dos deputados Roberto Santiago (PV-SP), Vicentinho (PT-SP) e da deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS). Acorda, Brasil.

Leônidas Marques leo_vr@terra.com.br

Volta Redonda (RJ)

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

Sindicalistas

Tempo grátis de TV para sindicalistas? NÃO. Eu não quero pagar nada para eles, que já têm uma boa renda. Dizer que é o governo é uma mentira, somos nós que pagamos. EU NÃO QUERO PAGAR E OS DEPUTADOS NÃO PODEM FICAR FAZENDO GENTILEZAS COM CHAPÉU ALHEIO.

Maria Helena Silva Dutra de Oliveira mhsdoliveira@yahoo.com.br

Ribeirão Preto

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OPOSIÇÃO DE VERDADE

O que se espera da oposição é que seja realmente oposição e aja como tal, impedindo coisas como o "controle social da mídia", o aparelhamento ainda maior do Estado pela companheirada e outras invenções do socialismo do século 21 moreno.

Também a responsabilidade do PV não pode ser ignorada, o partido precisa se definir se é ou não oposição às coisas que aconteceram neste governo, como o mensalão, e adotar posições coerentes, como no caso da deportação do italiano Cesare Battisti, para ser num futuro próximo uma opção ao petismo e ao PSDB, a chamada terceira via.

Márcio M. Carvalho mmcoak@hotmail.com

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

REPÚBLICA SINDICALISTA

Já estamos, sim, vivendo a República dos sindicalistas, conduzida pelo seu maestro-mor, presidente Lula e orientada pela escola petista. Nota-se que a cada dia que passa aparece mais um sindicato que diz representar uma nova atividade profissional. Sabemos que o número de sindicalistas é de um crescimento enorme, sua produção para inclusão no PIB é zero, igual à dos políticos. Continuando dessa forma, logo o número dos que não trabalham superará o de trabalhadores que realmente produzem a riqueza do País. E se estes heroicos trabalhadores, que com seus trabalhos produzem o PIB brasileiro, resolverem ser sindicalistas ou políticos, como ficará a vida dos que estão acostumados a não trabalhar?

 

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

________________________________

 

 

 

 

 

 

 

VIÚVAS DO FHC E DO SERRA

Incrível! Apesar da contundente derrota, as viúvas de FHC e Serra continuam ocupando este espaço com críticas infundadas. O interessante é que são, geralmente, os mesmos leitores, parece um samba de uma nota só. Deixem o Brasil crescer, como está crescendo!

 

Alberto Isaac bedesio@hotmail.com

Itapetininga

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.