Cartas - 21/04/2011

CUBA

, O Estado de S.Paulo

21 Abril 2011 | 00h00

Linha dura

O congresso do Partido Comunista Cubano (PCC) decepcionou os reformistas, mantendo a linha dura do regime e anulando as justas pretensões do seu povo. Quem espera pela formação de um governo democrático terá de aguardar a morte dos envolvidos nessa tragédia que se abateu sobre Cuba e os cubanos no último meio século. Enquanto os integrantes da cúpula comunista estiverem vivos, principalmente Fidel Castro, Raúl e José Ramón Machado, a ditadura continuará, sob o comando do PCC, uma garantia de proteção a vários de seus membros responsáveis por muitos fuzilamentos no paredón e também pela estagnação e pela miséria que sofre o povo da ilha.

BENONE AUGUSTO DE PAIVA

benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

________

Enterrar os mortos

Ao ver Fidel Castro transferindo a chefia do PCC a José Ramón Machado, temos a impressão de assistir a uma alegoria ou à passagem bíblica narrada por Mateus e Lucas na qual Jesus diz ao moço preocupado em enterrar seu pai: "Deixe que os mortos enterrem os seus mortos".

EUGÊNIO JOSÉ ALATI

eugeniojosealati@yahoo.com.br

Campinas

________

Fidel

Na Espanha aguardaram o último suspiro do caudilho Francisco Franco para democratizar o país. É o que provavelmente acontecerá em Cuba quando Fidel "for embora". Querem que ele vá feliz...

LUCIANO HARARY

lharary@hotmail.com

São Paulo

________

E agora, cubanófilos?

Gostaria de saber a opinião dos cubanófilos sobre o retumbante fracasso do regime imposto pelos Castros. Como será que se posicionarão Lulas, Dirceus, Aurélios, Amorins, Chicos "and friends" diante do caminho neoliberal que Cuba vai lentamente assumindo? Os jovens, ameaçados e perseguidos pelos dirigentes, encolheram-se e agora ninguém se apresenta para assumir nem o cargo de pipoqueiro oficial. Pôr a culpa nos EUA é simplismo, uma vez que, mesmo como satélite da Rússia, a vida lá nunca melhorou. Ufanismos como educação total e saúde perfeita de nada valem, pois de que adianta tanto esplendor físico e intelectual se não há como desfrutá-lo? Torçamos para que afinal Cuba libre deixe de ser apenas uma bebida, que, aliás, para irritação total dos comunas, é feita com Coca-Cola.

GERALDO DE PAULA E SILVA

geraldodepaula@ibest.com.br

Rio de Janeiro

________

Ditaduras nascem senis

Um dos grandes problemas das ditaduras é que, seja de que coloração forem, já nascem velhas. A senilidade do regime cubano, não se dando conta disso, vai em sentido contrário ao da empolgação que teve a minha geração nos anos 60 e dá hoje um triste exemplo aos jovens de nossos dias. As titubeantes mudanças ante o fracasso dos resultados socioeconômicos do regime, à semelhança do rosto enrugado de seus eternos dirigentes, soam ao mundo e à juventude de hoje como um patético exemplo de como as ditaduras nunca são solução para os desafios de nenhum país.

JOSÉ DE ANCHIETA N. DE ALMEIDA

josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

________

CARGA TRIBUTÁRIA

A história se repete

Apesar de a Receita Federal ter arrecadado R$ 226,19 bilhões no primeiro trimestre deste ano, um novo recorde, o digníssimo ministro da Fazenda, Guido Mantega, inclina-se sempre a nos impor uma nova derrama, isto é, novos aumentos de impostos. De soluções simples para a solução de caixa do governo estamos cansados. Pedimos respeitosamente ao sr. ministro e sua equipe que nos poupem de mais sacrifícios.

FRANCISCO ZARDETTO

fzardetto@uol.com.br

São Paulo

________

Derrama

Hoje, 21 de abril é Dia de Tiradentes, que lutou e morreu porque não achava justa a exploração do Brasil pela metrópole, quando se confrontavam o volume de riquezas (o quinto) tirado pelo governo e a pobreza em que o povo permanecia. Parece que a história da derrama se repete e, sinceramente, diante da apatia do povo nos dias de hoje, Tiradentes ainda diria: "Se eu tivesse dez vidas, todas dez vidas eu daria"? Acorda, Brasil!

ANGELO ANTONIO MAGLIO

rancholar@rancholarimoveis.com.br

Cotia

________

Pesadelo

Quando pagávamos 25% de imposto a Portugal, surgiu a expressão "quinto dos infernos", que acabou virando xingamento. De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), a carga tributária brasileira já chegou aos 38% (quase dois quintos de nossa produção). Ou seja, a carga tributária que nos sufoca é praticamente o dobro daquela exigida por Portugal à época da Inconfidência Mineira, o que significa que pagamos hoje literalmente "dois quintos dos infernos" de impostos. Isso tudo para sustentar a corrupção, os mensaleiros, o Senado, a mordomia dos integrantes do três Poderes. E pensar que Tiradentes foi enforcado porque se insurgiu contra a metade dos impostos que pagamos atualmente! Será que teremos de aguentar novamente o pesadelo da CPMF?

CONRADO DE PAULO

conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

________

PRECATÓRIOS

Dinheiro parado

Ao comentário da leitora sra. Gilda Mercia L. dos Santos (20/4) eu acrescentaria que a Emenda 62, de 19/12/2009, determinou que os Estados depositassem 1,5% de sua arrecadação para pagamento de precatórios. O Estado de São Paulo deve aos credores - muitos deles aposentados, com mais de 65 anos e doentes - a bagatela de R$ 20 bilhões e o então governador José Serra declarou em certa ocasião que, se o Estado fosse pagar os precatórios, ele não teria recursos para tocar obras. Por isso, a concessão de R$ 345 milhões para obras da Copa do Mundo não me causa surpresa. O pior não é isso. Comenta-se que há desde janeiro de 2010, parados no Banco do Brasil, cerca de R$ 3 bilhões, que foram depositados pela Secretaria da Fazenda por determinação do Tribunal de Justiça, e não estão sendo pagos os precatórios aos lídimos credores porque - pasmem - não se encontrou ainda uma forma de pagar a quem de direito! É o tratamento que nosso Estado dá a seus aposentados.

ALFREDO VAZ NETTO

alfredovaz@terra.com.br

São Paulo

________

"Não há o que estranhar na debandada dos vereadores. Os partidos políticos no Brasil não são programas de ideais, mas lojas de conveniência dos políticos"

GYORGY MIKLOS BOHM / SÃO PAULO, SOBRE A MUDANÇA DOS TUCANOS PARA O PSD DE KASSAB

gyorgybohm@terra.com.br

"Mas que situação!"

FLAVIO MARCUS JULIANO / SÃO PAULO, SOBRE A OPOSIÇÃO NO PAÍS SER A MENOR EM 16 ANOS

opegapulhas@terra.com.br

"Se o PSDB for o baluarte da oposição, o governo pode dormir sossegado"

OLYMPIO F. A. CINTRA NETTO / SÃO PAULO, IDEM

ofacnt@yahoo.com.br

________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.843

TEMA DO DIA

São Paulo sofre êxodo migratório

Em dez anos, deixaram a região metropolitana 303 mil pessoas a mais do que as que chegaram

"Isto é muito bom. Significa que o Brasil começa a se desenvolver por inteiro."

MARCELO DEZIDÉRIO FERNANDES

"Com a descentralização do progresso, é natural que haja menos pessoas vindo em busca de dias melhores em São Paulo."

RUI TAVARES DA FONSECA

"Agradeço pelas saídas. Assim, nossa cidade vai conseguir ter mais qualidade para os habitantes que ficam."

EDUARDO ALVES

________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BYE BYE, PSDB

 

Não adiantou nada o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso alertar seus correligionários sobre as bobagens que o partido vem fazendo nos últimos tempos, a ponto de levar uma verdadeira lavada nas últimas eleições gerais. Ao contrário o que era de se esperar desses representantes de parcela considerável da população, nenhuma manifestação de apoio às suas palavras e à resposta ridícula que lhe deu o ex-presidente Lula. Este ao tentar ser irônico, na verdade admitiu ser pouco iletrado, ao afirmar não ter entendido o que ele havia escrito. E para culminar com derrocada total do partido, na mesma semana em que o senador Aécio Neves, potencial candidato à presidência da República pelo partido, é pego no Rio de Janeiro com a carta de habilitação vencida e negando-se a fazer o exame do bafômetro, o que implica em admissão de culpa, temos a revoada de tucanos da Câmara Municipal de São Paulo. Cinco vereadores da bancada e possivelmente mais dois saíram do partido em represália às eleições internas em São Paulo, quando o grupo do governador Alckmin não lhes deixou nenhum cargo no diretório distrital da sigla. É lamentável se ver que a base de tanta divergência são os objetivos pessoais de cada um e não o bem maior pelo país e a sua população. Vários deles devem migrar para o partido de ocasião criado pelo prefeito Kassab, objetivando exclusivamente a sua candidatura à sucessão de Alckmin e indicar o seu sucessor na prefeitura de São Paulo. Ambos os lados acreditam que serão vitoriosos, tanto a nível estadual como a nível municipal. E por mais incrível que possa parecer, aparentemente acreditam que o PT e o governo federal não se aproveitarão desse racha absurdo para deixar ambos a ver navios. Em 2012 provavelmente será eleito um prefeito do PT na capital paulista. A campanha do ex-governador Serra à presidência foi simplesmente vergonhosa, comprometendo inclusive uma eventual candidatura de conciliação à prefeitura de São Paulo, como querem alguns de seus partidários. É o inicio do fim do maior partido da oposição, já que é São Paulo, a sua maior base no país.

 

Gilberto Pacini benetazzos@bol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AÉCIO PÓS-BLITZ E A REFUNDAÇÃO DA OPOSIÇÃO

 

Aécio Neves sempre um notório bon vivant deveria saber que a classe média se esfalfa no dia a dia para manter-se e custear um Estado perdulário e políticos com jornadas de três dias semanais. Se quiser refundar a oposição - hoje inexistente - como propagou deveria ter em mente que à mulher de César não basta ser honesta tem que parecer honesta e a sua recusa ao teste do bafômetro conduzindo um veículo já seria incompatível e desonrosa há qualquer cidadão de bem. A oposição light que demonstrou no pífio discurso no senado após cem dias de mandato é resultado de pouca inclinação a refrega e as noites cariocas de dolce farniente. Uma oposição de verdade necessita de um líder combativo e agregador de ideias e pessoas que descansam após longa jornada de trabalho e deixando ao largo noitadas com amigos baladeiros.

 

Nelson Gomes Affonseca Junior nelsonaffonseca@uol.com.br

Cordeirópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LAND ROVER IMPAGÁVEL

 

O Land Rover que o senador mineiro Aécio Neves usa no Rio de Janeiro deve ser inteiramente blindado para custar mais de R$ 300 mil. O impagável desta história é que o carro também surrupiou a imagem do segundo "esperto" que não enfiou a mão no bolso para compra-lo. Será que, como o petista Silvinho "Land Rover", envolvido no escândalo do mensalão, Aécio vai ser condenado a prestar serviços à comunidade?

José Carlos Cruz cruz.jc02@gmail.com

Osasco

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

JUÍZO

 

Alguém de bom senso poderia sugerir a Andréia Neves, irmã de Aécio, que "enganamos algumas pessoas durante algum tempo, mas não enganamos a todas as pessoas durante todo tempo", além disso, seu irmão já passou da idade pra precisar de "babá". Juízo, rapaz!

Celia Henriques Guercio Rodrigues celitar@hotmail.com

Avaré

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CARTEIRA DE HABILITAÇÃO

 

Sem a menor sombra de dúvidas, a jornalista Andrea Neves tem total razão quando afirmou que a carteira habilitação do Aécio Neves estava vencida por um equivoco. Pois conveniamos, considerando-se o país em que vivemos, ele a poderia ter renovado por telefone, pois é sabida a existência dessa prática.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O SABER INCONVENIENTE

 

Aécio não sabia que sua habilitação estava vencida. Também não sabia que quem dirige não bebe. Tal qual Lula, também não sabe de nada.

 

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ORQUESTRAÇÃO SEM MAESTRO

 

Nada de orquestração, como pensa a irmã do Aécio. Para quem sempre esteve disposto a não mudar de vida em função de suas responsabilidades políticas - declarou que preferiria deixar a vida política caso tivesse que deixar seu "estilo" de vida - sua atitude irresponsável já era de se esperar. Seria esse o estilo mineiro, iniciado pelo ex-presidente Itamar e sua companheira "sem calcinhas" em palanque? Só falta o partido dar a "carteirada" agora, tentando defendê-lo acusando o fato, de orquestração. Orquestrações se desmentem com fatos. Por que o Aécio não se submeteu ao bafômetro, com CNH em dia? O maestro está se revelando outro...

 

José Jorge Ribeiro da Silva jjribeiros@yahoo.com.br

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AÉCIO E O BAFÔMETRO

 

A exploração política do fato do Aécio Neves ter recusado a submeter-se ao teste do bafômetro é um oportunismo político, calhorda e vil. Se V. vem dirigindo dentro das regras, sua conduta na direção é tranquila e tecnicamente correta, se demonstra domínio do veículo, não apresenta nenhum sintoma de embriaguez, por que obrigar um cidadão a submeter-se à humilhação de ter de provar, em público ou não, que não bebeu? E motoristas que estão sob o efeito de anti-histamínicos, tranquilizantes, antidepressivos, anti-hipertensivos, descongestionantes vaso constritores, inibidores de apetite e dezenas de substâncias capazes de alterar o comportamento e as reações? O Poder de Estado exercido de maneira totalitária, como está sendo ensaiada no Brasil, com os aplausos de onguistas, esquerda, movimentos raciais, gays e quejandos está nos levando a um poder discricionário perigoso. Em tempo: não aprecio muito o Aécio, com todas as suas mineirices políticas.

 

Alexandre de Macedo Marques ammarques@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SENADOR NA BERLINDA

 

Está sendo injusta e precipitadamente condenado pela opinião pública o senador Aécio Neves por atos, além de ainda não esclarecidos, que têm pela Constituição assegurada a mais ampla defesa. Ficará sujeito no máximo a sanáveis medidas administrativas quem tem um ilibado passado político, enquanto denunciados pelo Supremo Tribunal por praticada corrupção vêm, com um solidário silêncio, ocupando cargos no governo e nas estatais.

 

Jairo P. Gusman jairogusman@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXEMPLO QUE VEM DE CIMA

 

Tomado por um acesso de "puxa-saquismo agudo", o senador Lindberg Farias, senador (PT-RJ), para rebater as piadas feitas por alguns dos seus colegas petistas, sobre o episódio da blitz da Lei Seca que pegou o senador Aécio Neves (PSDB-MG) dirigindo com a carteira de motorista vencida, no Rio de Janeiro-RJ, saiu-se com essa pérola: "Acho baixaria vocês ficarem falando do Aécio. Podia acontecer com qualquer um". Isso é que dá baixar o nível do Senado, uma Casa que antes merecia respeito e admiração de todos os brasileiros, mas que nos últimos anos, tal como acontece com todas as demais instituições políticas, vem se transformando num verdadeiro "pardieiro". Seu Lindberg, que deveria estar procurando coisa mais útil para fazer, até mesmo para justificar o salário de marajá que recebe, perde tempo tentando "limpar a barra" do "Aécinho", apelando exatamente para um tão velho quanto irresponsável chavão, segundo o qual o fato poderia acontecer com qualquer um. Disseste-o bem, "menino Lindberg"! Poderia acontecer com qualquer um, menos com alguém que, além de ter responsabilidade e vergonha na cara, deveria dar, por conta do cargo que ocupa, exemplo de cidadania para seus concidadãos. Ao contrário, o "menino Aécio", além de estar com a carteira vencida, ainda recusou fazer o exame do bafômetro. A pergunta que não quer calar é: por que será que Aécio não quis "soprar no canudinho"? Será que, embora ao volante, havia tomado "algumas"?

Júlio Ferreira julioferreira.net@gmail.com

Recife

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOTO NULO

 

O brasileiro está realmente no mato e sem cachorro, temos no governo já ha muito tempo pessoas subversivas no antigo governo militar, tínhamos a ilusão de que o Senador Aécio Neves poderia ser a tabua de salvação do Brasil nas próximas eleições para presidente e mudar este caos político que tomou conta dos Pais, eis que vem a tona o seu verdadeiro caráter, garoto mimado pela avó, sem responsabilidade e não administra os próprios documentos pessoais e não respeita as leis em vigor, portanto Sr Senador eu estou decepcionado com suas atitudes por achar se acima do bem e do mal, teria o meu voto, mas diante dos acontecimentos ficarei sem opções e pela primeira vez poderei anular o voto em 2014.

Jose Mendes josemendesca@ig.com.br

Votorantim

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MALHAÇÃO

 

Sinceramente, não sei porque tanta malhação em cima do Sr. Aécio Neves por ter a carteira vencida e levar uma multa. Qual filho de Deus aqui no Brasil que não é multado por ser simplesmente motorista com carteira vencida ou não. Tem até quem leva multa sem ter carro. Francamente.

 

Orélio Andreazzi orelio@andreazzi.com.br

Suzano

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CHAPPAQUIDDICK

 

O incidente envolvendo Aécio Neves, carteira de habilitação vencida e álcool, será a Chappaquiddick do Senador mineiro/carioca. Ted Kennedy caminhava rumo à Casa Branca.

Aécio almeja morar no Alvorada. Ambos senadores , festeiros e bom de copo. E ,para desgraça dos EUA, Ted liquidou sua candidatura no desastre. Para o bem do Brasil, que o episódio não caia no esquecimento até 2014. Espero que Ted Kennedy, entenda, onde estiver, que nunca vou compara-lo à Aécio Neves.

 

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MALDADE SATISFEITA

 

Os adversários políticos do senador mineiro Aécio Neves estão fazendo do caso acidentalmente ocorrido com ele no Rio uma tempestade em copo d’água. Esquecer de atualizar uma carteira de motorista, notadamente nesta época de ebulição política, é muito comum. Notadamente tratando-se de um homem público do seu quilate e sem agressão física a ninguém. Não se deixar passar por um soprador de bafômetro é um direito de qualquer um. Agora, suspender por um ano o uso da sua carteira de motorista é comparar uma personalidade de alto bordo como senador em tela com mequetrefe qualquer, é um ato de completa injustiça. Não será uma oportunidade de uma rasteira de vingança...? Há muita gente que, por prazer, gosta de ver o circo pegar fogo por qualquer motivo, para satisfação de uma maldade doentia.

 

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br

Assis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PIADA

 

Diante da tela do computador, gargalho, ao ver o surgimento de tantas vestais, guardiãs da ética e da moralidade, de uma hora para outra! Onde estavam, até agora? Bastou um senador de oposição ser pego em uma blitz com a CNH vencida, para que acordassem de seu sono profundo. É bonito de se ver. Pena que estes guardiães da legalidade e da moralidade não tenham sequer piscado, diante de casos como o dos passaportes diplomáticos, das Medidas Provisórias sem razão, das afrontas ao TCU, dos inúmeros casos de superfaturamento de obras, dos 6% de taxa de sucesso de Erenice Guerra, do uso de instalações públicas para hospedar quem já não pertence ao governo, do uso descarado da máquina pública nas eleições, do Banco Panamericano. Pode ser até que as vestais se mantenham atentas e despertas, depois do caso Aécio Neves, de enorme gravidade. O pior é que essa gente se leva muito á sério. Este país é uma piada!

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vergonhoso

 

O comportamento do senador Aécio Neves(PSDB), parado no Rio pela blitz da Lei Seca e que se recusou ao teste do bafômetro, dá a exata dimensão dos integrantes do seu partido. Parece que seguem a cartilha do ex-presidente FHC quando disse "esqueçam o que escrevi". A atitude do senador é vergonhosa e mostrou-se um cidadão irresponsável ao conduzir um veículo sem habilitação. E a desculpa que deu? Alguém acredita? Sinceramente, como confiar num partido com pessoas sem palavra e sem rosto. A cada momento é uma palavra e outro rosto. Mas tem gente que gosta.

 

Panayotis Poulis ppoulis@ig.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PSDB e PTB

 

Pelos recentes episódios que estamos vendo, e que estão se sucedendo dentro do PSDB, agora o caso de Aécio dirigindo com carta vencida, os 5 vereadores paulistas que abandonaram o partido, podemos verificar que não existe realmente seriedade num partido em que acreditávamos. Há um excesso de vaidades e de facções internas insuportáveis e que, cada vez mais, vem enfraquecendo o partido. As pessoas são sérias, confiáveis, mas o partido, como um todo, não. O PT é o oposto, luta pelos seus objetivos, usa todos os métodos (a maioria anti éticos e até piores), mas não desiste, permanece unido a qualquer custo, mesmo que haja alguma discordãncia interna. Seus líderes não são confiáveis, mas sua persistência é inigualável, querem o poder, pretendem detê-lo, e fazem de tudo para isso, especialmente atos execráveis, como o mensalão, dossiês fajutos, mentiras, promessas não cumpridas, e tudo o mais. Que seja tudo pelo bem do partido (hoje partidão), o resto pouco interessa. O PSDB, ao contrário, tem suas estrelas, ou "vedettes", e cada uma puxa a brasa para a sua sardinha, desunindo um grupo no qual existem figuras notáveis, como FHC. Isso é lamentável, só dará mais força para os que hoje detém o poder, e enfraquece ainda mais a oposição.

Carlos E. Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PLAYBOY DAS ALTEROSAS

 

Afinal das contas ele é senador mineiro ou carioca.

 

Marcilio Faustino m_faustino@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OPOSIÇÃO E MARKETING

 

A oposição ao governo federal está restrita a dois ou três partidos. O maior, PSDB, precisa encontrar, urgentemente, um marketeiro bom comunicador, para achar eco nos eleitores principalmente das classes C e D onde está o maior número de eleitores. Esse comunicador não precisa se preocupar em ser verdadeiro nas suas falas: os eleitores acreditam na versão e não checam a veracidade dos discursos. Nem o Serra nem o Aécio tem essa "qualidades". Precisam encontrar, com urgência, quem as tenha ou perderão as próximas eleições e o povo continuará a ter um governo só preocupado com o poder e não com a ética e a eficiência, como mostra o noticiário da mídia. É só analisar o quadro de ministros e dirigentes de estatais.

 

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BOM LEGADO

 

Finalmente apareceu uma oposição no país: a do ex-presidente FHC. Suas palestras e artigos divulgados na mídia estão deixando desnorteados o lulopetismo que continua nadando de braçada no caos político do país. FHC está simplesmente mostrando ao público o bom legado que deixou que continua servindo de ancora aos governos futuros.Infelizmente as campanhas presidenciais de Serra e de Alckmin esconderam as grandes realizações de FHC e acabaram fazendo o jogo que interessava ao lulopetismo. Foi só FHC descobrir a "nova classe média" que já está incomodando os meios políticos, com Lula tentando desqualificar o opositor.

FHC almejava o futuro do país, ao passo que Lula se interessava somente pelo poder.

 

Anibal V. Fillip aniverofil@uol.com.br

Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A INJUSTIÇA É FEITA VIA INÉPCIA

 

O ex-presidente FHC é um - se não for "o"- mais injustiçado dos mandatários que a sociedade contemporânea já presenciou. Ele foi, sem dúvida, o único presidente-estadista que o Brasil terá. Destruiu a inflação, criou os programas de transferência de renda e, como já disse em uma recente entrevista, indo contra o PT, pois esse partido sempre foi contra tudo o que foi realizado pelo tucano, isto é, contra tudo que ajudou o país. Quando o PT finalmente chegou ao poder, fez questão de demonizar seu antecessor. Tudo o que foi feito com sacrifício por ele foi tomado pelos recém-chegados ao Planalto. Injustiça total!

E tudo isso com o aval implícito da oposição. O marketing usado para usurpar todos os créditos foi tão satisfatório que muitos dos brasileiros devem pensar que o Bolsa-Família foi criado de repente pelos petistas e nem devem saber que ele é fruto da junção de todos os programas sociais criados pela gestão tucana. FHC, que é um homem culto e invejável, vive enriquecendo a nação com seus artigos irrepreensíveis. No mais recente deles, "O papel da oposição", diz, com a liberdade de quem já não pretende postular-se a nenhum cargo elegível e com a segurança de quem sabe sobre o que está falando, o que a oposição deve (re) fazer para voltar a sua glória. Entretanto, em um artigo extenso, com 5.481 palavras, apenas um único trecho ínfimo - e incompleto - foi utilizado como representação do todo. Ademais, algumas partes dele foram esquecidas propositadamente para poderem ressurgir erroneamente com aquela velha história falsa de um partido de elitistas. Não! Ele apenas disse o óbvio: é impossível competir com um partido em uma aérea inteiramente dependente do mesmo. Os sindicatos e grande parte da população menos favorecida foram comprados com dinheiro público, mas com fins unicamente privados. Contudo, em nenhum momento foi dito para se desistir do "povão". Apenas foi dito que não é possível ser ouvido por ele enquanto seu "comprador" fala. O mais sórdido e nefasto disso foi muitos terem externalizado suas opiniões sem ao menos terem lido o artigo. E quando o leram, alguns deles apenas o fizeram via trechos ou resumos errôneos feitos por pessoas mal-intencionadas. Fernando Henrique Cardoso fez o artigo certo e na hora certa, pois foi amplamente atacado sem ao menos ser defendido pelos seus companheiros de partido. Isso mostra que a oposição realmente precisa e deve urgentemente relembrar seu papel.

Felipe Vitti fe.vitti@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LULA E FHC

 

Lula distorce habitualmente qualquer análise sociológica séria, ao apelar para um populismo pedestre. O que é o povo, a não ser um conceito puramente abstrato? Só o compreendemos quando passamos a dissecá-lo, em classes e camadas sociais, estamentos profissionais, grupos de interesses, corporações econômicas, etc. Se Lula não compreendeu o que quis dizer FHC, isso explica porque foi derrotado duas vezes pelo professor.E não teria feito sua sucessora, se FHC tivesse sido candidato novamente.

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SANDICES

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tem 9,999 milhões de declarações estapafúrdias, impropérios, sandices, falta de educação, falta de responsabilidade pelo cargo que ocupava por colocar brasileiros contra brasileiros, para se equiparar ao ex-presidente Lulla. Nem em 10 reencarnações ele dá conta. Por isso FHC pode dar a escorregada que quiser que mesmo assim parecerá balsamo aos nossos ouvidos!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O ARISTOTÉLICO FHC E O SOCRÁTICO LULA

 

FHC, ao exaltar a classe média, naquilo que ela representa o "welfare" americano do "self made man", e o lema famoso da Revolução Francesa de "Liberté, Egalité, Fraternité", pensou aristotelicamente no refrão "In medio virtus", mas esqueceu-se do ditado russo que diz: "o grande, eu entendo, porque é grande; o pequeno, eu entendo, porque é pequeno; o meio é o certo, mas eu não entendo!" Conclusão: Caro FHC, não se faz média político-eleitoral com a classe média, mas sabendo lidar, ao mesmo tempo!, com as elites e com o povo! Lula, em sua santa ignorância, o fez, mesmo sem saber, com o seu sincero "eu não sabia!", e continuando a não saber... E FHC, perturbado por sua retórica elitista, em um país cujo povo jamais teve oportunidade de atingir a verdadeira cidadania civilizada e democrática, sempre doutrinado pela direita e pela esquerda - jamais educado!!!-, e manipulado em suas paixões incultas e selvagens, para manutenção do "pudê" em mãos ainda mais incultas e selvagens, somente a dialética de um socrático líder, como Lula, que repete sempre o grande filósofo ateniense, quando disse "apenas sei que nada sei", mas teve a coragem de procurar o conhecimento em sua célebre afirmativa do "Conheça-te a ti mesmo"!!! Esse mesmo apedeuta Lula, que, ao ler o que escrevo, será capaz de ficar satisfeito quando o comparo com Sócrates, pois afirmará que me agradece muito, porque é corintiano fanático, e o Doutor Sócrates sempre foi o seu idolo!!!

 

Sagrado Lamir David david@powerline.com.br

Juiz de Fora (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LULA SOBRE FHC

 

O granfingido disse que o "povão é a razão de ser do Brasil", viu FHC? Foi por isso que ele só lembrou do povão no sétimo ano do seu mandato, "soltando" a frase célebre "vou tirar o povão da m...." e não tirou. Mas o fingimento serviu para conseguir votos e conseguiu, pobre povão. É só "derramar" algumas lágrimas quando fala aos desfavorecidos, esse é o "cara" de ...O seu "jogo" já terminou, tire o seu "time de campo". Se conseguir fazer uma reflexão de como deixou o país para a sua sucessora e para os brasileiros, não basta? Déficit sem limites, inflação descontrolada, além da educação, saúde, segurança, moradia, saneamento, piores do que antes, infraestrutura sucateada: rodovias, aeroportos, portos. Enquanto houver convites para "palestras" autopromocionais, aceite, há quem acredite!

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OPORTUNISMO

 

Será que foi por má-fé ou por não ter entendido o conteúdo da ideia (analfabeto funcional?) que Lula afirmou que Fernando Henrique Cardoso não gosta do povão? Não foi o bolsa família originário dos programas sociais iniciados no governo FHC?

 

Eni Maria Martin de Carvalho enimartin@uol.com.br

Botucatu

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A.L E D.L (ANTES E DEPOIS DE LULA)

 

Nossa História recente , no tocante aos usos e costumes, valores e parâmetros éticos , pode ser dividida em antes de Lula (AL) e depois de Lula(DL). Há que se reconhecer que, nós como povo, nunca fomos os campeões da moralidade, infelizmente. Mas estava havendo um movimento de conscientização promissor, e tínhamos pelo menos a certeza de que, em caso de crime envolvendo político, um poder moderador e justo estabeleceria a justiça no final. Como cita Dora Kramer, em sua coluna de 17/04 , no item Precedentes, antes da Era Lula políticos que comprovadamente haviam cometido crimes antes de assumirem seus mandatos, não só eram cassados, como também sofriam as penas da lei. Foi assim com Hildebrando Paschoal, o doido da motosserra, e também com outros. Porque se a moral varia com o passar do tempo por imposição humana, a ética e o decoro são atemporais. Mas depois de Lula, vemos que em 2007 o então deputado e hoje Ministro da Justiça, o petista Eduardo Martins Cardoso, defendeu que o Conselho de Ética da Câmara não podia cassar parlamentares por atos anteriores ao mandato em curso, e esta oportunista doutrina tinha o escopo de salvar os mensaleiros de 2005..justo .aqueles que Lula diz serem vítimas de uma farsa criada pela oposição. E hoje esta brecha legal está sendo usada por Jaqueline Roriz, para convencer seus pares ( aparentemente todos tem rabos presos) a não cassar seu mandato. O divisor de águas de nossa História realmente é Lula...mas que tamanho de herança maldita está herdando o País...e que tamanho de mutação negativa está causando no DNA ético de nosso povo? Verdadeira degeneração, uma involução...talvez irremediável. PS: Será que o STF vai permitir que em agosto prescreva o processo contra os mensaleiros do PT?

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O ILUSIONISTA 2

 

Acho que o Lula assistiu muito o filme e tentou passar pro povo brasileiro a ilusão de que estamos caminhando pra riqueza.Seu Lula para com isso, você só cuidou da casca do Brasil. Tente retirar o miolo e você vai ver que o buraco é mais embaixo. Explique a respeito da Telefonia. Você vive de conveniência e os que conseguem enxergar não caem no seu truque.Eu quase caí , mas tenho a qualidade de discernir as coisas. E tem mais: a respeito dos estádios da Copa e dos aeroportos,deem mais prioridade à saúde Somos emergentes e não ricos.

Sonia Maria Salzano Gentil soniasalzano@gmail.com

Descalvado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DESAFIO INTERESSANTE

 

Por diversas vezes o ex-presidente Lula fez desafios ao também ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Notava-se que o FHC nem tomava conhecimento das alegações que o Lula alegava para fazer comparações que só ele poderá responder corretamente, apesar que existe uma opinião pública formada a esse respeito.

Agora, Fernando Henrique topou a discussão política que tanto o Lula apregoava...Vamos ficar observando para ver quem cumprirá ou fugirá da raia neste instante do pega para analisarmos as comparações que tanto Lula quis fazer. Agora é o momento ideal para os dois exporem suas visões sobre muitos fatos: Elite, olhos azuis, classe média, proteção aos banqueiros, aposentados, mensalão "perigoso pas os dois", e tantos outros itens que os brasileiros gostarão de ver um amplo e esclarecedor argumento a respeito. Eu, não estou acreditando nesse embate.

 

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O TEMPO PASSOU

O ex-Presidente FHC para uma parte de seus correligionários não tem mais espaço. Mas ele tenta em ficar em evidência e usa de meios como fazer afirmações que provocam polêmicas. Como no caso de sugerir o afastamento de seu partido do contato com o "povão".Isto faz lembrar quando ele chamou os aposentados de "vagabundos". E respondendo a uma provocação do ex-Presidente Lula, ele o desafia a concorrerem a uma eleição.lembrando que ganhou dele duas vezes quando concorreram recentemente. Sem estender demais o assunto, que partido poderia apoiá-lo? O PSDB nas últimas eleições deixou-o longe dos palanques, para não prejudicar o Serra. Como ele fica então? Será que ele não percebe que seu tempo já passou?

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMPARAÇÃO IMPOSSÍVEL

 

É totalmente sem sentido a discussão entre FHC x Lula. Como confrontar o conceito de um sociólogo, estadista de referência mundial, líder de intelectuais, com ideias avançadas... com um leigo, limitado, utilizou a língua do povão para ludibriá-lo, só realizou coisas boas calcado na estrutura do FHC, das quais se apoderou e as deu como suas. Enfim um político sem princípios, iludidor, irreal, além de "desonesto" (a justiça irá provar a existência do Mensalão e a sua participação). É o mesmo que querer comparar a água com o vinho.

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FINALMENTE...

 

Depois de longa e silenciosa invernada, finalmente FHC sacode a poeira e dá a volta por cima, num desafio aberto a Lula. Não sou fanático por ele mas, entre FHC e Lula, meu coração não balança - é taxativo por FHC, já que não sou "indeciso" como tantos, inclusive como o novo partido do PSD. Finalmente levanta uma voz - a mais apropriada e com argumentos básicos para confrontar e recolher Lula à sua insignificância política, precisando de socorro de sua equipe de choque para defende-lo porque argumentos, para ele, inexistem. Há oito anos fala muito grosso suas sandices por conta da excessiva bajulação do povo e dos mercenários morais que se locupletaram com suas "bondades". Agora é a hora do vamos ver, que a oposição reaja e tome força, que pise firme na sua verdadeira função e não deixe que se torne simplesmente o "sonho de uma noite de verão".

 

João Roberto Gullino jrgullino@oi.com.br

Petrópolis (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FHC X POVÃO

 

Lula criticar o que FHC escreveu não chega a chamara atenção. Primeiro porque certamente Lula não leu o artigo - não consta que ele esteja com crise de azia. Segundo porque sua egolatria jamais vai perdoar que FHC o tenha derrotado duas vezes, abas no primeiro turno. Algo que ele não conseguiu mesmo contra as envergonhadas e ridículas campanhas de Alckmin e Serra. O que, sim, chama a atenção é a constatação de que a oposição continua sendo pautada pelo PT. Não acredito que Aécio, Roberto Freire e Agripino tenham algum problema quanto à interpretação de um texto claro. O que sobre é o medo do que o PT vai explorar, aliás já está explorando, distorcendo o sentido do que FHC escreveu em relação ao "povão". Infelizmente essa é a oposição que temos, covarde e ignorante. Por favor, pare o Brasil que eu quero descer.

 

Ney Sebastião Monteiro ney@nsmicro.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O POVÃO DE LULA

 

O alvoroço em torno do "povão", citado no recente artigo do ex-Presidente Fernando Henrique tem fundamento. Os programas sem futuro dos 8 anos de Lula fidelizaram e acomodaram parte do povão, que considera melhor receber as bolsas do governo a que trabalhar. Na verdade, é tanta bolsa que Louis Vuitton deve estar se remoendo de inveja no túmulo.

Sérgio Eckermann Passos sepassos@yahoo.com.br

Porto Feliz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEGUNDA ÉPOCA

 

Qualquer professor sabe que a correta interpretação de texto é uma das principais características que um aluno deve desenvolver para otimimizar o seu aprendizado. Ao declarar que não entendeu o que FHC quis dizer com seu artigo, o doutor "horroris causa" deveria ter seu título reavaliado pela universidade portuguesa. Ou o critério de seleção por lá é esse mesmo?

 

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

‘CLASSE MÉDIA, POVÃO E LOROTA’

 

Gaudêncio Torquato em seu longo artigo, "Classe média , povão e lorota", Estadão 17/04,falou de muitas coisas , de cartas magnas das nações, morfologia partidária clássica de Maurice Duverger, dos "catch-allparties" de Kirchheimer, mas derrapou feio no ponto central, no cerne do que FHC disse, ou seja, "que as oposições devam centrar seu foco na classe média, pois o povão é do PT". Torquato aceita mais a estratégia do eclético Aécio Neves ( o considera a maior liderança tucana), dele se aproximar de todas as camadas sociais.Incrível só Aécio deseja isso.Torquato achou um absurdo um partido desprezar o povão.

Acabou mostrando,que só entendeu em parte o que FHC disse, pois focar é priorizar, não significa absolutamente, abandonar os outros extratos da população.

Ele dissertou sobre as diversas classes médias( média alta, média média,média baixa), enrolou-se todo nas porcentagens delas(nada fechava 100%), mas deu para concluir que as classes média e média baixa, da classe média, somam 52% da população. Se adicionarmos uns 8% referente à classe média alta da classe média, chegaremos a duas conclusões:1-Que FHC está coberto de razão quando sugere à oposição que foque sua atenção na classe média, um eleitorado de aproximadamente 60% da população. 2- Assim sendo o artigo de Gaudêncio Torquato perdeu toda a razão de ser, acabou no mínimo sendo contraditório, pois ao mesmo tempo em que critica, também aceita o ponto de vista defendido por FHC. Pura lorota.

 

João Henrique Rieder rieder@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TORMENTA

 

Prezados e caro Torquato, sabemos que o M. Weber de Fernando H. Cardoso é 'teórico das superestruturas", após críticas agridoces e ácidas de K. Marx aos fundamentos econômicos do Capitalismo e seus teóricos!... FHC não mente ou perde o prumo (instrumento de engenharia e pedreiros usados em medições de muros e paredes). Missão intelectual na nova concepção de trabalho e mundos de trabalhos, é incorporar classes trabalhadoras em traduções de ideologias em consciências de mundo(s). Não é lorota, e sim tormenta(s)s o operário intelectual de cultura(s) e sociedades. Lúmpens e trabalhadores seriam os repositórios e contemplados pelas benesses do Estado. Classes trabalhadoras: operários, classes médias urbanas e rurais, empresários, no arrasto o exército de reserva.

Excluam-se bullings de gangs e intelectuais autoritários nazi-fascistas. Estratégias políticas de Maurice Duverger só completam-se com Chevalier, Parmênides, Norbert Bobbio e o sempre Antonio Gramsci.

 

Rubens B. Moni rb.moni@uol.com.br

Barretos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

‘COMO ERA GOSTOSO NOSSO COMUNISMO’

 

O jornalista, cineasta e escritor Arnaldo Jabor, em seu lúcido e brilhante artigo (Como era gostoso nosso comunismo), publicado no Caderno 2 de 19/04/2011, faz uma análise correta do real significado das palavras do Ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso. Na verdade, todos entenderam, o que ele quis dizer mas, o oportunismo, característico do PT, aproveitou para distorcer suas palavras e usá-las em proveito próprio. Infelizmente, esse lamentável e desprezível tipo de atitude não é novo e já causou estragos irreparáveis no política brasileira. Em 1950, quando da eleição, onde disputavam a presidência da República, o Ex-Presidente Getúlio Vargas e o Brigadeiro Eduardo Gomes; este, em um comício, teria dito que: "não queria os votos dos Marmiteiros"; que para ele, eram os oportunistas e demagogos. Foi então, que o Deputado Hugo Borgui, resolveu traduzir suas palavras, como um para o desprezo do Brigadeiro, para com os trabalhadores, que comiam em marmitas. Assim, aconteceu uma grande virada no quadro eleitoral e o final da história, todos nós conhecemos.

Luiz Antonio Alves de Souza zam@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BURGUESIA ENGANADA

 

Parabéns, Arnaldo Jabor! Pelo Artigo de hoje (Como era gostoso nosso comunismo!) VC assume que a burguesia foi enganada pelo operário dos sonhos, aquele operário humilde e cumpridor das ordens burguesas. Ninguém mais assume.O operário dos sonhos, esperto, percebeu a ingenuidade da burguesia, tripudiou, deitou e rolou.E deu no que deu.

Isael Coleone isael.coleone@itelefonica.com.br

Indaiatuba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

___________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PREFERÊNCIA NACIONAL

Só agora, é sabido o motivo que fez toda mídia brasileira, falada e escrita, propagar para o mundo inteiro, ao longo da última campanha eleitoral que culminou com a vitória de sua amiga terrorista, a mentira lavada de que ele e seu governo, tinham cerca de 90% de aprovação... A esperteza do lulinha paz e amor, distribuiu, " como nunca antes nesse país ", generosas somas de nosso suado dinheirinho em propagandas. E continuamos a aceitar que não existe dinheiro para a saúde, educação, aumentar o salário mínimo, pagar boas aposentadorias. Sugestão que faço ao próximo presidente ( sim ao próximo, pois essa presidenta só mudou o nosso português, de resto será tudo como dantes ): 1) não deixar faltar um centavo para a saúde e a educação; 2) aumentar, de imediato, o salário mínimo para R$ 1.500,00 mensais, e consequentemente, as aposentadorias; 3) não gastar um centavo com propaganda de seu governo, pois não irá precisar; 4) cortar de imediato pela metade, ou seja reduzir em 50%, todos os salários dos políticos de presidente a vereadores, e, consequentemente, determinar que nenhum funcionário público, seja quais forem, receba mais que o presidente. Com a economia dos itens (3) e (4), além de garantir verbas para cobrir os gastos dos itens (1) e (2) sobrará muito dinheiro para investimentos. Haverá político de verdade com essa coragem no Brasil ?

José Alberto de Paiva alpai12@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.