Cartas - 21/08/2011

FAXINA ÉTICA

, O Estado de S.Paulo

21 Agosto 2011 | 00h00

Prioridade máxima

Na cerimônia de lançamento do programa Brasil sem Miséria, Dilma declarou que a verdadeira faxina a ser feita neste país é a faxina contra a miséria. Muito bonito, mesmo! Apenas devo lembrar que para a miséria realmente ter fim é necessário antes peitar faxina moral em todos os órgãos do governo, extirpando os péssimos elementos que os povoam, esses, sim, responsáveis pela miséria do povo brasileiro. Só deixará de haver pobreza neste Brasil quando o dinheiro destinado a infraestrutura, saúde, educação, saneamento e segurança chegar ao seu destino. Em outras palavras, a miséria só terá fim quando os corruptos, todos conhecidos nossos e da presidente também, forem "arrancados" de seus cargos e punidos severamente. Do contrário, esqueça-se um País livre de qualquer privação. E essa cerimônia e as lindas palavras terão sido em vão.

MYRIAN MACEDO

myrian.macedo@uol.com.br

São Paulo

____________

A troca das moscas

Dona Dilma, faxina ética só com troca de nomes é enganação, apenas uma cortina de fumaça para que os ratos paridos no governo anterior e hoje homiziados nos porões do seu governo continuem roubando o erário. Não adianta trocar as moscas. Faxina se faz principalmente com troca de práticas. A senhora foi parte importante no governo anterior, portanto, é testemunha de que seu patrono montou o maior esquema de corrupção já visto na História deste país, com tentáculos nos três Poderes. Faça a opção pela ética e pela moral. Destrua essas máfias e entre para a história política do País com dignidade e o respeito da sociedade não corrompida.

HUMBERTO DE L. FREIRE FILHO

hlffilho@gmail.com

São Paulo

____________

Comendo bola...?!

Já que, infelizmente, o assunto da hora é a malfadada, vergonhosa e crônica corrupção, não fica muito claro se o governo joga no ataque ou simplesmente está na defesa. Estão substituindo os jogadores, mas o clube continua o mesmo. E os sentados no banco talvez torçam para que a "dirigenta" quebre a perna. A começar por um...

GLORIA DE MORAES FERNANDES

glorinhafernandes@uol.com.br

São Paulo

____________

CORRUPÇÃO

PT carimbado

Os petistas estão preocupados que as ações anticorrupção de Dilma carimbem o governo do Lula como corrupto?! Não precisam se preocupar com isso. Faz tempo que ele está carimbado, rubricado e autenticado em cartório.

MARCUS COLTRO

marcuscoltro@hotmail.com

São Paulo

____________

Risível

O temor da cúpula petista com o "carimbo" é, no mínimo, risível, pois o "governo Lulla" foi borrado pela corrupção endêmica.

ULISSES NUTTI MOREIRA

ulissesnutti@uol.com.br

Jundiaí

____________

Herança maldita

E não é para temer? Existe alguma dúvida? Ora, bolas, contra fatos não há argumentos!

JOSÉ MENDES

josemendesca@ig.com.br

Votorantim

____________

A origem da bandalheira

Muito compreensível o temor petista de que a faxina de Dilma acabe afetando Lula, por carimbá-lo e ao seu governo como corrupto perante a opinião pública. Aliás, para bem do País, isso já está acontecendo - para os que não leem apenas as manchetes dos jornais, como diz o editorial do Estadão de 19/8 (A3), ou para os que se interessam, o mínimo que seja, por política. A origem de toda essa bandalheira que assusta e envergonha a Nação é uma só: os oito anos de Lula e de sua "governabilidade", conquistada na base de favores e facilitações aos aliados de toda ordem. Ele cevou-os nessa prática criminosa e agora chiam quando a presidente Dilma tenta restabelecer a moralidade pública. Mas, também, estamos querendo demais: como é que ele poderia ter tempo para fiscalizar, coibir e punir as fraudes e os desvios que ocorriam ali, na sala ao lado da dele no Planalto, ou nos ministérios, se estava o tempo todo viajando pelo Brasil e pelo mundo ou se extasiando consigo mesmo ao proferir alguma das suas insuportáveis e frívolas arengas palanqueiras?

PAULO A. DE SAMPAIO AMARAL

drpaulo@uol.com.br

São Paulo

____________

ELEIÇÕES 2012

Slogans

Então, tá. Lula decidiu e Fernando Haddad será o candidato do PT à Prefeitura de São Paulo. Sugestão de slogans para a campanha: "Nóis qué seus voto" e "o ómi certo como 10+4=13".

LUIZ NUSBAUM

lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

____________

OLIMPÍADA DE LONDRES

Torben Grael

O brasileiro está saturado dos escândalos dos nossos políticos e nos ministérios. Mas muito mais escandaloso é o nosso maior medalhista, Torben Grael, ficar fora dos Jogos Olímpicos de Londres por falta de patrocínio (escandaloso do ponto de vista humano, não pecuniário). O que está fazendo o ministério responsável pelo esporte? Cuidando de se precaver de eventuais denúncias de roubalheira? Um banco fez uma proposta de R$ 300 milhões para pôr o seu nome no Itaquerão, por interesse midiático (duvidoso, já que quem não é corintiano vai mudar de banco). Será que um dos nossos bilionários não se vai motivar para evitar esse vexame, pois esperar algo do governo parece utópico? No ensejo, gostaria de saber o que aconteceu com o criminoso que provocou a amputação da perna de Lars Grael, irmão de Torben. Provavelmente, curtindo o Mar do Caribe no seu iate!

JACQUES PENNEWAERT

jacques.pennewaert@terra.com.br

São Paulo

____________

COPA 2014

Contagem regressiva

Faltam 3 anos, 12 estádios, 1 seleção, 30 hotéis, 14 aeroportos, 120 mil km de rodovias, 2 mil km de metrô, 6 trens-bala, 115 favelas pacificadas, 33 mil soldados preparados, 2 mil restaurantes, 150 mil motoristas de táxi falando inglês e espanhol, 20 mil km de esgoto, 50 milhões de m3 de água despoluída, a recuperação da Floresta Amazônica, do Pantanal e da Mata Atlântica. Falta também 1 presidente da República e vergonha na cara do povo brasileiro.

MARIA ELOIZA ROCHA SAEZ

m.eloiza@gmail.com

Curitiba

____________

"O centro político continua vazio. Mas cercado de corruptos por todos os lados"

A. FERNANDES / SÃO PAULO, SOBRE A CRÍTICA DO "CARA"

À ARTICULAÇÃO POLÍTICA

standyball@hotmail.com

"Perguntar não ofende: quem é o número um?"

MARA FONSECA CHIARELLI / MOGI-GUAÇU, SOBRE OS PITACOS DO EX NO GOVERNO DILMA

mara.chiarelli@ig.com.br

____________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.207

TEMA DO DIA

Prefeito de Campinas tem mandato cassado Câmara da cidade afastou Dr. Hélio após denúncias de corrupção.

Defesa deve levar o caso à Justiça

"Parabéns, vereadores de Campinas. Rua para os corruptos e cadeia para todos eles."

RICARDO REZENDE

"Cassado, preso e com os bens confiscados para devolver o que roubou do erário! Chega de meia punição."

ZELIA ANGELIM

"Se essa moda pega hein! O que ia ter de prefeito e ex-prefeitos enrolados..."

WELLINGTON TELLES

____________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

OPERAÇÃO ALQUIMIA

A operação Alquimia, deflagrada pela Polícia Federal (PF), mostra como os fraudadores de impostos agem no Brasil, e pior, com o conhecimento de caciques importantes. O nome do poderoso Daniel Dantas é citado, caso investigado na Operação Satiagraha, que transformou o delegado que investigava a operação, Protógenes Queiroz, em deputado federal e acabou em pizza. O esquema para fraudar impostos é simples, abre-se uma empresa em nome de laranjas, compram-se produtos, declara-se imposto, e não se recolhe. Depois os produtos são vendidos, a empresa fica isenta dos impostos, devido à proibição constitucional chamada dupla tributação. Se a empresa for autuada, ela transfere o patrimônio para outras empresas e fecha as portas, impedindo que o Fisco execute os créditos tributários. Os integrantes da quadrilha abrem nova empresa em nome de laranjas. Nas transações parte do patrimônio são repassadas a cerca de 30 empresas com sede em paraísos fiscais. Ou seja, o caminho a ser percorrido é fácil, porém o Fisco nunca acha a ponta do novelo e sabidamente quem deve a ninharia de R$ 1 bilhão nunca pagará a dívida. Como se vê o cidadão honesto paga centavo por centavo ao Fisco, mas os fraudadores profissionais não são pegos nunca. Um caso sem solução, pois quando se lê os nomes dos envolvidos já se sabe o final. Pizza!

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

____________

SELVA DE BANDALHEIRAS

A PF isenta da influência maligna da politicagem segue em frente mostrando trabalho digno de aplausos pelos cidadãos de bem. Não se influenciando pelos fricotes das autoridades do governo que pretendiam transformas as "algemas" em figuras mais importantes do que os corruptos sem caráter. Mais uma vez nos surpreende com o desbravamento de uma verdadeira quadrilha de empresários a roubar o dinheiro do erário. Pelo menos nos sentimos um pouco aliviados vendo que pelo menos um órgão público se salva nessa verdadeira selva de bandalheiras em que se transformou o governo e seus agentes inescrupulosos. Esperamos que continuem a nos dar um pouco de alento.

Leila E. Leitão

São Paulo

____________

SÉRIOS E CORRUPTOS

A demissão do ministro da Agricultura, como não poderia deixar de ser, provoca mais críticas ao governo Dilma. Como se á atual Presidenta fosse responsável pelos atos de cada integrante de uma grande equipe, distribuída em centenas de atividades. E por extensão, a classe política como um todo é mais uma vez também colocada em destaque. Mas como ficam os críticos que adotam esse critério absurdo de generalizar ao avaliarem situações como a de 300 empresários que estão sendo alvo de uma operação policial pelo desvio de mais de R$ 1 bilhão de impostos federais? Isto não pode colocar todos os empresários no mesmo grau de comportamento. Em todas as áreas tem gente séria e também quem é corrupto. Colocar todos no mesmo plano é cometer injustiças.

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

____________

QUE TAL UM INC?

Tomo a liberdade de sugerir aos órgãos de imprensa - o IBGE não vai aceitar minha sugestão - a instituição de um novo índice da economia brasileira, o Índice Nacional da Corrupção. Seria o INC apurado anualmente pela soma dos valores constantes no Orçamento Geral da União para as emendas parlamentares pessoais e partidárias. Quanto maior essa soma, maior a corrupção; podíamos até aperfeiçoar o Orçamento, lançando, a cada ano, 30% desse valor, ou 50%, talvez, como previsão para "perdas". Não é bonito?

Sergio Lopes blackfeet@uol.com.br

São Paulo

____________

LOTERIA

Nova loteria na praça: ganha quem acertar o nome do próximo ministro que vai cair. Resultado sai no próximo escândalo. Prêmio: 37 por 1. Apostas pelo site www.ministrocas.gov.br.

Pedro Octavio Begalli begalli.pedro@hotmail.com

Pedreira

____________

O ÚLTIMO APAGUE A LUZ

Alô, presidenta Dilma, do jeito que a coisa vai, tirando a possível ministra de peso Luiza Trajano, o último que sair apague a luz da maldita corrupção. É muito din din e a mão é fraca e o bolso tá cheio.

Asdrubal Gobenati asdrubal.gobenati@bol.com.br

Rio de Janeiro

____________

NÃO PAGUEMOS MAIS IMPOSTOS

Após ler a página A8 do Estadão do dia 18 de agosto de 2011 cujo título é Corrupção atinge níveis inimagináveis, veio-me uma idéia que é de não pagar mais impostos. Não pagar impostos é crime e roubar dinheiro destes impostos também é crime. Portanto não paguemos mais os impostos, isso trará dois incontestáveis benefícios ao Brasil que são: primeiro, a regra de "crime" valerá para todos os cidadãos, estando em conformidade com a nossa Constituição que diz que a lei tem de ser igual para todos e segundo, acabaremos com todos os "corruptos municipais, estaduais e federais" pois morrerão de fome.

Fábio Sigaud Furquim fabiofurquim@uol.com.br

São Paulo

____________

SACO DE LIXO

Não estou aguentando o peso do saco cheio de lixo desta roubalheira desavergonhada!

Ilmar Mello de Carvalho ilmarcarvalho@gmail.com

São Paulo

____________

SOPINHA

Segundo declaração da ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, serviram até sopinha na reunião da base governista com a presidente, dona Dilma Rousseff. Resta saber, agora, se foi sopa de letrinhas ou de cifrõeszinhos.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

____________

NUM PASSE DE MÁGICA, R$ 2 BILHÕES

Servem para acalmar e dar independência aos políticos! Que nojo! Só se fala de corrupção, no Ministério dos Transportes, no Ministério do Turismo e da Agricultura, fora outros que agora com estes R$ 2 bilhões podem não aparecer! E o mensalão está prestes a "realmente não existir" e prescrever! Graças a Deus desisti na hora certa de ser política!

Cecilia Miklos Dale ceciliamdale@hotmail.com

São Paulo

____________

SUSTENTABILIDADE

Com partidos da base de mal, governo vai de mau a pior.

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

____________

PR DEIXA A BASE ALIADA

Deixa a base "aliada" e vai para a base sem aliados? E é claro que o "rei da soja" com certeza pula fora do partido rapidinho! E quem devolve a grana?

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

____________

REVANCHISMO

Após anúncio de saída do PR da base governista em revanchismo, retaliação e represália ao governo pelo fato das investigações realizadas que resultaram em diversas demissões. O PR resolveu gritar "independência",e disse que votará "conforme consciência". Pergunto: qual é o grau de consciência que se pode esperar dos elementos que compõe o partido somente com as corrupções, escândalos apurados e denunciados até agora?

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

____________

REPUBLICANOS

O PR precisa ser atualizado para PRB, sendo o B de bananas. Não se trata da fruta ou de monocultura da mesma, mas sim da grande massa de brasileiros que vota nesses "caras" e depois paga a conta sem conferir e se faz de morto!

Airton Moreira Sanches moreira.sanches@uol.com.br

São Paulo

____________

SINUCA DE BICO

A presidente Dilma está, politicamente, num beco sem saída: prometeu uma limpeza geral de corruptos no governo federal, mas mal iniciou a devassa, deputados federai do PMDB e do PT (pequena parcela, felizmente) estão a protestar contra as medidas saneadores que poderão atingir (defenestração) seus indicados nos mais variados cargos, de onde prometerem obstruir votações de interesse governamental, bem como votar com a oposição projetos em tramite na Câmara. O que é uma vergonha (Boris Casoy)! Só lhe restam duas posições: 1) Atender os reclamantes;

2) Pedir apoio à oposição (PSDB, DEM. PSOL e outros mais) o PR, por exemplo e prosseguir, serena, na faxina. Na primeira posição, será desmoralizada e o povo se voltará contra ela; na segunda, terá os aplausos de toda a população, inclusive internacionalmente.Haverá descontentes: certamente Lula será um deles, pois muitos dos acusados de corruptos vieram do quadro do seu Governo...Veja-se o caso do hoje Senador Nascimento, Ministro dos Transportes cujo filho, empresário, multiplicou seu então pequeno patrimônio milhares de vezes. E outros mais, inúmeros. Vamos, pois, curiosos, aguardar os acontecimentos futuros. O caso é grave, gravíssimo mesmo. É preciso que a ética se entronize no governo federal.

Adinael Carlos duuevinte@uol.com.br

São Paulo

____________

ACONCHEGO RARO

A Dilma fica muito confortável quando está ao lado dos tucanos. No encontro (18/08/11) no Palácio Bandeirantes, a presidente se sentiu em casa com Alckmin, e principalmente de FHC. Sabe a Dilma, que o PSDB em toda sua história tem não só privilegiado a ética, mas também consagrou grandes avanços institucionais para o País. E diferente do PT, os tucanos jamais se furtaram em votar e apoiar os poucos, mas importantes projetos apresentados pelo governo federal, nestes últimos oito anos. E no quesito corrupção que constrange a presidente, não existe nos anais desta Nação, tamanha voracidade de ilícitos e outras indignações que continuam sendo praticadas pelo petismo. E a bela foto de capa, estampada no Estadão (19/08/11) em que a Dilma aparece ao lado de FHC, o semblante da presidente é de paz, admiração e companheirismo. Bem diferente das agruras de seus camaradas do PT, que como seguidores de Lula, querem ver o governo Dilma, nas profundezas do inferno. Quiçá, a presidente aceite o apoio de alguns senadores e principalmente de FHC, para que combata com energia a corrupção. Porque é muito melhor ter obras paradas, e ver uma presidente prioritariamente resgatando a ética e os bons costumes no Brasil. A população certamente se isso ocorrer vai aplaudir a Dilma, para tristeza do lulismo...

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

____________

REFÉM

Ou a presidente Dilma libera a verba para os deputados ou não terá apoio da base governamental para as votações. A mais antiga das profissões também adota o mesmo padrão: pagamento adiantado com uma diferença: são honestas e cumprem sua parte no acordo e os deputados cobram sua parte nos negócios... uma questão de caráter...

Luiz Ress Erdei gzero@zipmail.com.br

Osasco

____________

CADERNO DO PITO

Notícias de ontem nos dão conta que uma cabeça coroada ocupante do poder, registra em um caderno, que só poderia ser de capa preta, as reprimendas que Dilma Rousseff aplica em seus auxiliares, na intenção, talvez, de criar um estilo durona, mas que no fundo pode ser somente falta de educação adquirida nos entrechoques com os militares nos seus idos de Var Palmares e similares. Pelo que se depreende, ser repreendido de forma grosseira, independendo da origem da ofensa, mostra o grau de subserviência e ausência de personalidade da maioria dos componentes da equipe ministerial que tem como lema '''''''' esculacha mas não me demite''''''''. Se o critério para preenchimento de cargos fosse a meritocracia, a presidente não descarregaria a sua bílis nos auxiliares.Sem dúvida, esse caderno, no futuro, será tão cobiçado quanto os papiros do Mar Morto.

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

____________

DILMA, A CORAJOSA

Durante a campanha e depois de eleito a Presidente, a meta de Janio Quadros era varrer a sujeira do meio político, mas não conseguiu e, em apenas seis meses renunciou, gerando um problemão ao povo e país. A Presidenta Dilma, a primeira mulher a ocupar o cargo máximo no país, promete rigor nas investigações das irregulares que surgirem e, agora está disposta a fazer uma verdadeira faxina para varrer Ministros e todos que desonrarem a política e serviço público, neste país. A Dilma está dando sinais de que, é séria e vai fazer de tudo para dar certos os seus objetivos, visando o bem do povo e do Brasil. Não é fácil, mas querer e agir com determinação, são um passo dado. Os enlameados que procurem outros meios de vida e, não a política para fazer o que fizeram a "long time". Mas, os políticos mal intencionados deveriam cair na real e mudar de "modus vivendi" para não cair definitivamente no brejo da desgraça. O bom trabalho dignifica o homem, abre horizontes de benefícios e prosperidades. No entanto, o trabalho mal feito, gera problemas, o horizonte fica negro e ameaçador. A Dilma dá sinais de que deseja limpar o que está sujo, "encracado, ensebado" e abrir horizontes de esperanças, justiça e bem estar ao povo em geral.

O Brasil esteve sempre nas mãos de poucos que faziam o que bem queriam. Mas, os tempos de descaso estão chegando ao fim. Os maus políticos estarão na mira da lei, assim como estão os traficantes, criminosos, corruptos e ladrões. Quando a lei é exercida com rigor, responsabilidade e seriedade, a barra pesa e os classificados como os "tais da maracutaia" que se cuidem! O fogo arde e pode queimar tudo que veio do ilícito e deixar na lona. Não é crime ser próspero e rico, mas somente quando os recursos vem do labor honesto e digno. A Dilma, além de ser a primeira mulher Presidenta, tem tudo para sacudir este país, separar o trigo do joio e transformar este país numa grande nação, conceituada e respeitada a nível nacional e internacional.

Paul Morin paulmorin2002@terra.com.br

Curitiba

____________

''É DANDO QUE SE RECEBE''

"É dando que se recebe" dizia-se no governo do presidente Sarney ao inaugurar o sistema de compra de partidos mediante a entrega de cargos e mesmo, áreas governamentais e assim obter apoio. Não preciso lembrar, foi um mau governo, inúmeros planos econômicos errados, um desastre. Ultimamente governantes mantiveram essa barganha de cargos por aumento de poder. Quis o acaso que diversas circunstancias combinadas começassem, agora, a transformar aquela prática. Políticos criaram feudos de poder e principalmente, de roubos do erário. Para isso trouxeram o que totaliza hoje 25.000 funcionários não concursados, grande parte, seu pessoal de confiança. A ganância dos partidos, a ampliação da corrupção e a passividade do governo levaram à uma ação mais forte da imprensa, da CGU, da PF, de alguns políticos dignos e honestos contra esse tipo de "arranjo político". Começou a ruir esse sistema de governo, diante, principalmente da indignação da opinião pública. Oxalá esse movimento continue e se fortifique.

Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo

_________

MPUNIDADE

Um ministro da CGU declarou que há no país um sentimento de impunidade. Se há, é porque não há punição. Certo? Se houvesse punição, haveria este sentimento? Mudem as leis. Enquanto tivermos estas leis com viés pró marginais, corruptos e bandidos, este sentimento existirá.

Panayotis Poulis ppoulis@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

____________

ONDE ESTÃO OS CARAS-PINTADAS?

Durante os oito anos do (des)governo Lula e os oito meses do (des)governo Dilma, os brasileiros, impassíveis, vêm engolindo todos os tipos de escândalos, falcatruas, mentiras, corrupções e furtos praticados pelos nossos representantes do executivo e do legislativo, se locupletando com o dinheiro do contribuinte. Parece até que esse grupo petista/emedebista, que tomou conta das nossas instituições, conseguiu mudar o nosso sistema presidencialista para um inédito sistema de corrupção, em níveis inimagináveis. Onde estão os "caras-pintadas" para protestarem contra esses descalabros? A única arma que temos, no momento, ainda é a imprensa livre que, com suas manchetes diárias, com novas denúncias, vem em defesa da nossa democracia, visto que não podemos esperar nada dos nossos representantes do Congresso Nacional que, na sua maioria, defendem os interesses do (des)governo ao invés dos interesses do povo.

José Wilson de Lima Costa jwlcosta@bol.com.br

São Paulo

____________

ALGEMA PARA CORRUPTOS

Retomo a discussão sobre o uso de algemas na prisão de políticos corruptos. Em todos os países do mundo, a doutrina policial ensina que todo preso deve ser conduzido algemado, porque a algema é um instrumento de proteção ao preso e ao policial que o prende. No Brasil o uso de algemas em corruptos visa proteger o policial, porque tamanha é arte de surrupiar dos corruptos que se o policial deixá-lo sem algemas corre o risco de ficar sem a carteira também.

Claudio Juchem cjuchem@gmail.com

São Paulo

____________

ALGEMAS, FOTOS E CHICOTADAS

Não aceito a indignação dos dirigentes do Brasil em relação às algemas e fotos. Acho que além de algemas e fotos esses criminosos deveriam receber chicotadas. Afinal, chega de brincar com a gente. Chega de roubar o nosso dinheiro. Que agora pensem bem antes de nos roubar, pois vai ter foto e algema e, quem sabe, chicotadas.

Geraldo de Paula e Silva geraldodepaula@ibest.com.br

Rio de Janeiro

____________

OPERAÇÃO VOUCHER

A atual presidente, ministro, ex-ministros e outros figurões que fingem conduzir nosso país se mostraram indignados com o vazamento das fotos da Operação Voucher. Realmente nada agradável ver o peitoral desnudo desses seres, porém muito me apraz desta forma do que se víssemos todos esses déspotas vestidos com suas Armani, Balenciaga, Calvin Klein, Channel, Dior, Donna Karan, Givenchy, Gucci, Prada, etc., tendo seus colarinhos linda e perfeitamente engomados e brancos! Sra. Dilma, "inaceitáveis" são os atos praticados por todos vocês! Sr. Cardozo, a dignidade do povo brasileiro é violada constante e incessantemente e o Sr. em muito colabora! Sr. Thomaz Bastos, de fato suas palavras ("É abuso, é colocar o cidadão numa situação vexatória, é o escracho para humilhar") fariam todo o sentido, se por um segundo sequer essas palavras fossem direcionadas a nós, brasileiros, povo que trabalha, que luta e não consegue enxergar boas perspectivas no governo de nossa Nação!

Na política Romana era Pão e Circo, na brasileira vocês só não dão chances de termos o mínimo de pão!

Eliana de Albuquerque logistica@barklog.com

São Paulo

____________

CONTRA A CORRUPÇÃO

Por toda a Índia, estudantes, executivos, advogados, professores e trabalhadores de diversas companhias saíram às ruas de cidades e aldeias para protestar contra a corrupção no governo. Na noite da última quarta-feira, milhares de jovens realizaram vigília à luz de vela em Mumbai. E aqui no Brasil, nada? É preocupante a falta de mobilização e a capacidade de se indignar da sociedade brasileira. Ou estão todos preocupados em não perder nenhum capítulo da novela das oito? Até quando as manifestações serão feitas apenas por meio de cartas dirigidas às redações?

Sérgio Luiz Corrêa seluco@uol.com.br

Santos

____________

APELO A DILMA

Presidente Dilma. Até que não ficou mal o chapéu de "margarida'', mas sabe-se que não é do seu feitio, ao contrário de seu antecessor, apelar para o populismo barato. Por favor, mantenha-se na postura que a liturgia do cargo exige.

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

____________

PORCOS E RATOS

Tenho receio da faxina (desratização) nos Ministérios de trocarem os porcos (ratos) gordos por porcos (ratos) magros que chegam com muita fome.

Marco Antonio Soares marco_antonio_so@uol.com.br

Sao José dos Campos

____________

TRABALHO DE MULHER

A corrupção "neste país" é um acinte. Além de ser um acinte ao povo brasileiro é um acinte à República. É também um acinte, principalmente, a quem preside "esta" República. E a única maneira de se evitar a corrupção é não ser corrupto. Ou não ser corrupta. Observação: E o companheiríssimo Lula deixou todo o serviço de faxina sob a responsabilidade da companheirinha Dilma. Isso é que é machismo: Faxina é com mulher!

Ney José Pereira neyjosepereira@yahoo.com.br

São Paulo

____________

QUEREM A CADEIRA DE VOLTA

Foi muito estranha a declaração do Senador pelo Rio de janeiro Lindeberg Faria em aparte à fala do Senador Aloísio Nunes do PSDB. Senão vejamos: "quem vai sentar na cadeira em 2014 só pode ser o Lula". Ao ser contestado saiu pela tangente. Paralelamente o Ministro Paulo Bernardo disse a mesma coisa "A Presidenta é que vai decidir se será candidata à reeleição". Por sua vez o ex-Presidente Lula, esta forçando para não sair da Mídia. Esta presente em tudo. Não consegue se desapegar do cargo. E no PT discute-se diariamente a postura da Presidenta. Só não enxerga quem não quer. E nós simples mortais ficamos à margem da política suja instalada no poder. Estão forçando a Presidenta em prol da governabilidade a volta do toma lá dá cá. É chegada a hora de nos alinharmos em defesa de nossa Presidenta, que por seu estilo não é de conchavos e está tentando impor a ética. Afinal foi por isso que ela lutou no passado. Se lutou certo ou errado, não vem ao caso. Sua fala tem conteúdo. O que vale é que ela conseguiu chegar lá e esta desmontando a maquina da corrupção. E nós temos que ajudá-la a consertar com peças novas. Senti vergonha em ouvir o Ministro do Turismo, que do assunto não entende nada, por tão despreparado que é. Respostas vazias e empafiadas num linguajar grosseiro, mostrando que da pasta ocupada nada entende. Pior ainda é que esta pasta representa a imagem do Brasil e agrega operações financeiras de monta, como publicidade, hotéis, turismo, etc. Pior ainda foi sua imagem caminhando pelos corredores do Congresso, cercado por deputados, companheiros interessados. O adiamento de sua ida foi para treinar respostas. O mesmo que advogados criminalistas fazem com seus Clientes. Dizer que não estava lá não quer dizer nada. Porque não fez quando chegou. Foi surpreendido... É isso que não podemos perder. A exposição do errado à execração pública. É isso que a Presidenta esta oferecendo. É seu estilo. Só que por trás, seus principais auxiliares estão começando a trabalhar contra, pois pode haver respingos. E isso não interessa para ninguém. À boca pequena já se fala que se ela continuar assim, não termina o Governo. Seria uma pena. E olhe, são só 8 meses incompletos. Temos que manter a fé em busca de um País Ético, com ela à frente.

Luiz Antonio Erhardt luiz@osom.com.br

São Paulo

____________

ENTRELINHAS

Estou grata à Dora Kramer, pois ao ler sua coluna de quinta-feira no Estadão percebi me admirei da atenta leitura que fez da pesquisa realizada pela CNT/Sensus. Nada como um olho vigilante nas entrelinhas para nos mostrar que a arte de enganar o leitor é refinada. Eu me fixei somente nos 49% que aprovam o governo Dilma, sem atentar para o fato de que destes, apenas 10% o qualificam como "ótimo". Como acredito que o Clésio Andrade se deixou impregnar pelo apreço que tem por Lula/Dilma ao realizar esta pesquisa, nem são 49% que aprovam o governo de Dilma Rousseff...e portanto, 10% de muito menos, é quase nada!

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

____________

DILMA VETA

Dilma vetou um artigo que reservava verba para reajustar acima da inflação os proventos de aposentados do INSS, na LDO de 2012. O Planalto só ferra os aposentados do INSS; os servidores públicos se aposentam com os salários da ativa e, quando estes aumentam, os dos aposentados aumentam na mesma proporção. Aí o Planalto não faz economia. Melhor ser presidiário, que come e dorme às nossas custas e ainda ganha mais de um salário mínimo por filho.

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

____________

BATENDO CARTEIRA

Bater a carteira dos aposentados é mais fácil do que empurrar bêbado em descida. Não há à quem reclamar.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

____________

SILMA CANETA RUIM

Será que, além dos otários dos aposentados, a Dilma irá reduzir os custos das propagandas enganosas dos PAC furados e dos emPAKados?

Antonio Jose G. Marques a.jose@uol.com.br

Rio de Janeiro

____________

ECONOMIA SAUDÁVEL

O cálculo é matemático. Desvio de dinheiro no Turismo (quatro milhões) X custo de operação da policia federal (um milhão). Saldo de três milhões. Simples, não? A Polícia Federal poderá salvar a situação econômico do País, tal o nível de desvio do dinheiro público

Sérgio Roberto da Costa sergiorobertocosta@ig.com.br

São Paulo

____________

CAINDO NO ESQUECIMENTO

Agora em Setembro irá se completar um ano de aniversário que o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Tófolli está com todos os processos referentes aos Planos Econômicos das Eras Sarney e Collor para "vistas" dos mesmos e dar os devidos andamentos aos mesmos para que nós, pobres poupadores enganados por estes "nobres" senadores da república nos tungaram nas décadas de 80 e 90. Já houve mais que tempo suficiente para que o Dr. Tófolli revisasse todos estes processos de cabo a rabo pelo menos umas dez vezes, mas como é amigo de Lulla e assim sendo não quer melindrar Sarney e Collor, também amigos de Lulla, deixa o barco correr de propósito para que estes processos todos venham a cair no esquecimento da população e estes senhores e os bancos privados e estatais cada vez mais ricos não arquem com as dívidas assumidas para com a população por eles lesada.

Boris Becker borisbecker@uol.com.br

São Paulo

____________

A CRISE ECONÔMICA

A crise econômica americana cada vez mais vem tomando proporções mundiais, e esta, por conseguinte, poderá afligir muitos países que estão ligados ao governo americano. A busca por soluções neste momento tão critico em que a crise é iminente, parece ser muito grande. Pois observar a principal superpotência mundial em um estado tão dramático como este é coloca temor em todos os outros, pois caso haja uma elevação desta crise, a economia mundial também entra em colapso. Com tudo isso as propostas efetuadas pelo presidente Barack Obama, demonstram o interesse dele em se manter no poder, já que um fator preponderante para eleger o futuro presidente americano em 2012 é a resolução da crise econômica. Esperamos que os americanos saiam desta crise, pois caso contrário o destino econômico do mundo é colocado em risco.

Vinícius Bernardes Mondin Guidio vguidio@ig.com.br

São Paulo

____________

CRI$E MUNDIAL

Em 2008, meio mundo foi seriamente abalado pela crise bancária dos derivativos e empréstimos imobiliários ''subprime''; a deste ano é ainda mais grave,pois quem está em risco de falência são países, alguns deles milenares.As grandes potências de ontem parecem ter pés de barro frente à ameaça de default que bate à porta. A irresponsabilidade da gastança desenfreada e acima das receitas prenuncia um futuro de nuvens negras e fortes tempestades.Sobreviremos sãos e salvos? Quem viver verá.

J.S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

____________

GANÂNCIA DOS BANCOS

No caderno de Economia do Estadão de 18/8 (B9) há um artigo sobre o protesto nos EUA e sobre a ganância dos bancos americanos. E aqui, onde se praticam os juros mais altos do mundo com a benevolência do Banco Central, nada se faz, estão levando os brasileiros à inadimplência, realizando novos negócios, comprometendo a economia do País. Acorda, presidenta.

J. Paranhos dr_paranhos@hotmail.com

São Paulo

_________

BOLHA IMOBILIÁRIA

Verifica-se que os imóveis à venda estão supervalorizados. Os financiamentos oficiais adotam prescrições cautelares visando eventual inadimplência. Mas, já nos particulares, elas são bem "flexibilizadas". Há indícios de que essa "bolha" é real. O governo estimula a gastança justamente de quem recentemente ascendeu ao mercado de consumo que, eufemisticamente, o Governo Federal chama de nova classe média. Espero que o exemplo americano não exploda aqui (bolha imobiliária). Isso vai ser frustrante para aqueles que estiveram sedentos de bens e serviços durante anos, pois sofrerão por irresponsabilidade do lulo-petismo que maquia a situação da economia escondendo a trilionária dívida pública do Brasil e que não antevê o mal que daí advirá. Não podemos condenar os que desejam viver com algum conforto e possuir bens que antes não podiam obter, mas devemos, especialmente a imprensa, alertar a sociedade desse perigo de ser perdulário, mesmo que involuntariamente, pois convulsionará essas classes de consumidores de forma desastrosa. Rosseau pregou que o homem nasce bom e que a sociedade o corrompe. Baseado nesse sofisma as "esquerdas" perdoam criminosos e políticos malfeitores, mas não se importam com as pessoas "comuns", só com as "incomuns" como Sarney (segundo Lula).

Paulo Roberto Farat prfarat@gmail.com

Praia Grande

____________

ENERGIA MAIS BARATA

Neste domingo a Fiesp começou uma campanha para termos um custo de energia menor, tanto para o consumo domestico, quanto para as empresas e demais entidades. Pois pelo estudo feito por seus técnicos, estamos pagando até hoje junto com nossa conta de energia o valor para a construção de hidrelétricas, quando estas já foram amortizadas a muitos anos atrás. Para isto, a Fiesp em seu site www.fiesp.com.br/energiaaprecojusto, esta fazendo um manifesto de todos os brasileiros ao Governo Federal, que negocie os novos contratos de energia com as concessionárias, poís no entendimento desta entidade a energia elétrica que pagamos deve custar 77% a menos. (vejam matéria no jornal O Estado de S. Paulo, caderno Economia, página B9. Sempre estamos dizendo que não temos a quem reclamar, eis a possibilidade, vamos fazer já!

Edson Benedetti ejbenedetti@ig.com.br

São Paulo

____________

REFORMA ITALIANA

A reforma política proposta por Berlusconi, ditada pelo Banco Central Europeu, para cortar despesas vai extinguir 1,5 mil prefeituras e 30 governos provinciais (O Estado, 16/8/11, B10). O povo italiano aplaude, porque nas pequenas cidades o dinheiro arrecadado com os impostos, é todo gasto com o salário dos 10.000 políticos que perderão o cargo. O Brasil, na contramão do corte das despesas, vai criar cinco novos estados, cada qual com governador, assembléia legislativa, deputados estaduais, deputados federais, senadores e seus respectivos aspones.Que tal se seguíssemos o exemplo da Itália? Tocantins voltaria a integrar Goiás, Mato Grosso do Sul voltaria a integrar Mato Grosso, os estados de Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Nortel e Ceará integrassem o Estado Nordestino, Espírito Santo e Rio de Janeiro integrassem Minas Gerais e os municípios com menos de 10.000 habitantes voltassem a ser distritos de cidades maiores. Talvez sobrasse dinheiro para a saúde, educação e segurança pública sem sacrificar os aposentados e pensionistas. O povo brasileiro com certeza aplaudiria.

Idelci Caetano Alves ica@aasp.org.br

Taubaté

____________

ZARA

Senhores, trabalhei 30 anos no ramo de confecções e sei bem do que estou escrevendo. Quando uma organização como a Zara, Carrefour, Pão de Açúcar, Marisa, Catálogos como Avon, Hermes e tantas outra empresas desse porte necessitam de mercadoria buscam por preço baixo. Seu poder de negociação é absurdamente desproporcional aos fabricantes. ( vejam a quantidade de falências na área). Quando fazem uma encomenda de um produto têxtil esse preço foi tratado com uma concorrência tão terrível que ao produtor sobrou uma margem de lucro vil. Inúmeras indústrias negam-se a fornecer para essas redes. Uma vez de posse das encomendas as fábricas tratam de tentar melhorar suas margens de lucro exercendo pressão sobre seus fornecedores. Hoje a grande maioria das indústrias não costura seus produtos, somente dão acabamento e embalagens aos itens. Cabe nesse caso o repasse do trabalho de costura à oficinas infectas, repletas de Bolivianos, Peruanos e outros trabalhando em condições sub humanas comendo em marmitas frias, trabalhando por até 16 horas dia se enchendo de café para produzir mais e assim conseguir uma remuneração (o pagamento é por peça ) que lhes permita viver. Essa gente na maioria das vezes é explorada por patrícios que os agencia e explora. Registro de trabalho é ficção, ICMS já ouviram falar, mas não sabem o que é. Totalmente informais e ao arrepio da legislação Fiscal e trabalhista; solução para as indústrias, solução para as mega-redes de lojas, solução para esses agenciadores, todos lucram, e bem... Isso não é feito nos rincões do nordeste ou da selva amazônica, é feito no Brás em SP, é na baixada Fluminense,Vilar dos Teles, passe pela rua Bresser as 19h de sábado ou na rua dos Italianos SP e verá a realidade dessa gente que mesmo assim vive melhor que em sua terra natal. Essa é a solução encontrada para driblar a importação do oriente que é um outro tipo de escravo. Sobre isso posso escrever por mais duas horas e não quero mais me alongar. Tudo isso é fartamente sabido em qualquer nível do seguimento, e nem é escondido, tem o manto "conivência/corrupta"; as grandes redes hoje se dizem" horrorizadas com isso" mas não existe uma única secretária nesses deptos de compras que não saiba fielmente o que se passa. Pura hipocrisia. Grato pela atenção em lerem esse meu desabafo, esse é o motivo de ter saído desse seguimento de trabalho tão hipócrita que se tornou um monstrengo por erro de nossa estrutura econômica e social e pela ganância (mas essa sempre existiu).

David Nascimento david.a.nascimento@hotmail.com

São Paulo

____________

O COMBATE AO CRIME E O SNJ

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro pretende justificar-se - e justificativas pífias não estão à altura dos pronunciamentos oficiais dos órgãos de representação do Poder Judiciário - sob a alegação de que a juíza Patrícia não havia requerido formalmente que lhe fossem disponibilizados os instrumentos de segurança para combater o crime organizado. A crítica possível a essa conduta, por óbvia, é despicienda. E o procedimento infirma a tese do Ministro Peluso, no sentido de prestigiar os Tribunais locais e suas Corregedorias na seara de atos de administração. Tudo deve passar ao CNJ. Os melindres, que são a base última da motivação do Presidente do STF, pode custar, como custou, a vida de uma jovem sacerdote do direito e, mais ainda, o arrostamento do Estado pelo crime organizado; se tais ataques tiverem continuidade, a mexicanização do Brasil é carta marcada.

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

____________

A MORTE DA JUÍZA E A VIOLÊNCIA NO RIO

A cidade maravilhosa que sediara as olimpíadas e a final da copa de 2014, mais uma vez demonstra que muito terá que ser feito em termos de segurança pública pelas autoridades para que os visitantes e turistas se sintam seguras para ir e vir, algo que hoje nem os magistrados conseguem. A morte da juíza Patrícia Acioli, é uma prova do que é hoje o Rio de Janeiro com as quadrilhas organizada e o tráfico dando as cartas. Por outro lado a morte da juíza poderia ter sido evitada ou dificultada, assim como a de centenas de pessoas que vão ás delegacias avisar que correm eminente risco de vida. Patrícia foi atingida por 21 tiros, na hora em que chegava em casa, em Niterói, na Grande Rio. Porém, informações dão conta que as policias federal, militar e civil do Rio estariam sabendo das ameaças de morte contra juíza. Segundo reportagem do jornal o Globo, dois dias antes do crime a polícia federal tinha conhecimento do risco que Patrícia corria de ser eliminada a qualquer momento. Por que então não fizeram nada para impedir a execução? Como sempre as explicações que foram dadas por quem tinha obrigação de manter a escolta e segurança da juíza não convence ninguém. Mesmo porque se sabe que no Rio quem comanda as milícias nos morros são policiais, ex-policiais e políticos bandidos e assassinos que muitas vezes tem proteção da própria justiça. A matéria revela que, uma semana antes do crime, a juíza teria ido a sede da corregedoria da PM para denunciar que policiais de dois batalhões a estavam ameaçando. Mexer com traficantes, milicianos, corruptos e assassinos é morte na certa. Entre mandos e desmandos, a juíza está morta apesar dos avisos, e até agora ninguém sabe, ninguém viu. Qualquer semelhança com milhares de casos ao longos dos anos não é mera coincidência! A nós resta a indignação e lamentar mais esse assassinato que poderia ter sido evitada, se as autoridades daquele Estado tivessem tomado as providências necessárias...

Turíbio Liberatto turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

____________

FORÇA TAREFA

A criação de uma Força Tarefa composta por Juízes e Promotores de Justiça para dar continuidade aos trabalhos da mártir Magistrada covardemente assassinada no Rio, é emblemática. Urge agora que, nós opinião pública pressionemos nossas autoridades de todos os escalões, no sentido da criação de outras forças tarefas que ponham cobro a inúmeras outras vulnerabilidades que temos, como a corrupção endêmica entre nós

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

____________

NINGUÉM SE SALVA

Brasileiro é muito bonzinho e adora contar piada de português, mas agora, com a morte da juíza, podemos ver que os nobres desembargadores do tribunal do Rio de Janeiro precisam urgentemente voltar para a escola. Proibiram uma escolta de policiais militares, que na verdade eram 9, e agora, com 3 juízes, serão 27? Negócio da China. Não se preocupem, juízes, nada vai dar certo no Brasil. A coisa balança e sempre cai no colo dos canalhas e ninguém muda nada nem as cegas surdas e mudas leis quadradas e claro agora todas as autoridades sem assumirem nada vão tapar o sol com peneira. Isso é o nosso modus operandi de deixar as coisas acontecerem e só depois fazer um auê para inglês ver? Só Deus e mais ninguém podem resolver as coisas no nosso país.

Benedito Darigoto libanum@hotmail.com

São Paulo

____________

EX-CIDADE MARAVILHOSA

Muito antes da Copa o Rio precisa urgente acabar com alguns e sérios problemas caseiros como a sujeira nas ruas a falta de educação dos moradores jogando tudo nas calçadas, o estacionamento irregular de veículos em calçadas atrapalhando a tudo e a todos. Sujeira de cachorros e uma falta total de cidadania, além de fechamento de cruzamentos sem o mínimo constrangimento. Depois de tudo isso pode se pensar em Copa.

Alvaro Jose Justino anjogoma@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

____________

MAIS PATRIOTISMO

Há um bom tempo observo a apatia dos jogadores brasileiros (na seleção e nos clubes) quando se toca o nosso lindo hino nacional; poucos cantam e quando o fazem é sem vibração nenhuma. Que inveja do patriotismo das outras seleções! Minha sugestão é que os clubes comecem a educar e motivar os atletas para mudarem essa triste postura, que nos envergonha tanto!

Roberto Soares Hungria cardosohungria@gmail.com

Itapetininga

____________

AUSÊNCIA DE DEUS NA SOMÁLIA

Existe cena mais patética que a de boleiros ao marcar um gol elevar os braços ao céu e fazendo cara de êxtase agradecer a Deus pela ajuda? Ou, mais ainda aquele que ao chutar para o gol acerta a bandeirinha de escanteio e com cara de pecador arrependido faz o sinal da cruz como que pedindo perdão a Ele? Tudo é figuração que boleiros exibicionistas fazem, porque se existe um Deus, antes de tudo ele seria imparcial e depois, se tivesse tempo para se preocupar com o grão de poeira cósmica que é nossa Terra perdida no Universo, daria um pulinho até a Somália para acabar com a crueldade de uma guerra na qual mais de 300 crianças com até cinco anos de idade, morrem de fome diariamente graças uma barbárie onde bandos de assassinos estão se matando supostamente na defesa de princípios religiosos.

Laércio Zanini arsene@uol.com.br

Garça

____________

CHAMA O ANESTESISTA PARA FAZER O PARTO

Nos últimos tempos tenho visto uma discussão calorosa sobre partos, valores, valorização do médico (em alguns casos recebe pelo procedimento menos do que serviço de filmagem), repercussões, e principalmente responsabilidades. A discussão vai progredindo sem intercorrências até distociar, desviando de um assunto fundamental: o direito à analgesia no trabalho de parto.

Desmoralizar um conceito perante a população leva tempo e deveria ser tratado como crime pelas suas conseqüências. E uma das mais gritantes é associar parto normal com sinônimo de dor, sofrimento e conduta desumana pela equipe médica. A situação fica catastrófica quando o conceito fica desmoralizado do nosso lado do balcão. Existem diversas maneiras de proporcionar analgesia durante o trabalho de parto. Umas mais efetivas, outras menos. Da Pré-História se sabe que a presença de outra mulher durante o trabalho de parto, mais experiente, que transmita confiança e tranqüilidade à parturiente, proporciona um parto normal com menos dor. Nos nossos Hospitais essa figura é representada fundamentalmente pelo acompanhante familiar. A gestante conhece o direito ao acompanhante, e de forma irresponsável, de médicos a enfermeiros, conseguimos atrapalhar a ajuda. Negamos a presença por várias razões realísticas: falta de adequação do espaço físico do pré-parto, falta de cadeiras para a sua acomodação, ou simplesmente pela ausência de cortinas que separam os leitos, o que constrange outras pacientes e seus acompanhantes pela nudez e exames. Lembro de um trabalho de parto típico de maternidade pública: gestante gritando, desesperada, e a pela ausência de analgesia efetiva, foi oferecido o que temos disponível em boa parte das maternidades: banho quente. Para tentar acalmar a paciente pedimos a presença do marido. Com a chegada dele a situação ficou pior: vendo a gritaria e o descontrole da esposa, o marido, agora também desesperado, não conseguia entender a dinâmica do trabalho de parto a dor da esposa. Se existe dor tão forte, existe algum problema, segundo a lógica elementar. Não imaginei que poderia ficar pior, mas sempre me engano. O marido, depois dos pedidos suplicantes da mulher, me disse que se fosse preciso ele pagaria pela anestesia - "não importa o preço", segundo ele. Tarefa difícil explicar que o Hospital é público, que não existe a possibilidade de pagamento particular por serviço extra, e que ele não poderia simplesmente pegar a lista telefônica, ligar para um anestesista qualquer e pedir para ele vir anestesiar sua esposa. E pior, que havia anestesista no hospital, entretanto ele estava trabalhando, ocupado com outras emergências. Minha indagação parece ter sido compartilhada por uma parcela de gestores de saúde há algum tempo. E desde então o sistema roda. A resposta primária fornecida para todos nós para a questão da analgesia do parto é real, mas intragável: não existem anestesistas disponíveis para atender a população de mulheres que gritam porque sentem dor durante o trabalho de parto. Pior é ver que do nosso lado, mesmo o colega estando disponível não solicitamos a analgesia por acreditar que ela não é necessária. Espanta-me saber que no sistema privado, a analgesia está presente. Incentivá-la no sistema público é tarefa das mais fá$eis. Outro dia convidei alguns amigos bons de garfo, faca e copo, para um encontro. Tomado os devidos cuidados para não chamar o casal que havia se separado recentemente, fiz as contas das quantidades necessárias por cabeça: bebidas e outros quitutes. Usei uma matemática básica (que aprendi em escola pública, na época em que ela não era boa) e fui às compras. Analogia gastronômica à parte fica exposta mais uma mazela pública: planejamento e incentivo às especialidades médicas. Fazer o levantamento do número de especialistas por área é tarefa de uma manhã. Dizer quantos anestesistas existem e onde atuam, é elementar. No meu encontro, se o casal em crise aparecer aos beijos e sem aviso, consigo incluí-los na festa. Quisera eu que a solução fosse simples assim: aumentar a oferta de vagas em anestesiologia, de caráter emergencial. Enquanto isso, de forma estratégica e organizada cria-se novos programas.

Outra proposta é retroceder no tempo e na formação do obstetra. Não precisamos voltar à Idade, como permitimos que nossas gestantes sejam tratadas nos serviços públicos, mas para a época em que as anestesias eram feitas pelo próprio obstetra. Com poucas exceções (como a formação do Prof. Neme), o obstetra não tem treinamento para realizar anestesia raquidiana ou peridural. Mas é fácil reverter a situação. Com treinamento e adequação curricular dos programas de residência médica é uma questão de tempo para que o procedimento seja atribuição do obstetra. O inverso também pode ser verdadeiro: com treinamento o anestesista poderá fazer o parto. Como sobram obstetras no mercado, será fácil contratar um obstetra-anestesista. Se o pagamento for feito diretamente ao médico pelo procedimento, teremos os nossos pré-partos silenciosos. No Sistema pode-se ir além: proponha que o pagamento do parto ao Hospital só seja feito mediante termo assinado pela gestante de que foi oferecida analgesia por um profissional habilitado, o anestesista, durante o trabalho de parto. Ninguém morre de dor de trabalho de parto, já diziam os obstetras de longa data. Mas acreditem, elas lembram da dor. Se por um lado convivemos diariamente com o problema do nítido despreparo emocional das gestantes para o parto, temos sua ansiedade e insegurança somadas à realidade da superlotação dos hospitais e do medo da infecção dos berçários. Creditar o problema da dor da gestante à baixa tolerância e sensibilidade exagerada é forçar a barra do bom senso. Nossa preocupação deveria ir além dos problemas que já conhecemos. A preocupação não é somente a gestante brasileira, usuária do sistema público de saúde, acreditar que o parto cesárea é melhor que o normal (é feito sem dor e pela classe que pode pagar). É o médico, treinado pelo sistema público, acreditar que a dor no SUS é produto da pobreza, e que o parto normal não precisa de analgesia.

Samuel Hilsdorf Barbanti sbarbanti@hotmail.com

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.