Cartas - 21/12/2010

MARKETING LULISTA

, O Estado de S.Paulo

21 Dezembro 2010 | 00h00

Que venha 2014

Luiz Inácio Lula da Silva, ou simplesmente Lula, é o maior "case" de marketing já feito neste país. De concreto, nada fez. Como bem observam alguns colunistas ainda lúcidos, Lula chegou a ponto de inaugurar cinco vezes a mesma obra, sem que a imprensa se desse conta, sempre sendo festejado como "grande realizador". É o único presidente que "inaugurou" pedras fundamentais e, pasmem, até pingos de solda! Tudo com muita festa e cobertura ampla de uma imprensa que, mais do que nunca na história do País, se mostra terceiro-mundista, pobre intelectualmente e, por que não dizer, desonesta. Agora tentam nos convencer, de forma nada sutil, que Lula deve voltar em 2014. A campanha da próxima eleição presidencial já está em andamento! O Brasil tornou-se mesmo uma republiqueta. Tão grande territorialmente, tão minúsculo moralmente.

MARIA CRISTINA R. AZEVEDO

crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

______________________________________________________

Falsa felicidade

O governo Lula termina como o governo da propaganda. Nunca antes neste país houve tanta verba dirigida pelo Executivo para enaltecer a si próprio. Assim o povo está sendo "doutrinado" a se sentir feliz, nem que seja na marra. Sem o carisma e o discurso de Lula, o que fará a nova presidente para não deixar esse forçado ufanismo esmaecer? Vai aumentar ainda mais a verba publicitária com uma mensagem de que "Lula fez muito e Dilma está fazendo muito mais"? Não duvido. Infelizmente, estamos sendo conduzidos por caminhos de falsa felicidade que ainda nos levarão a sérios problemas. Em vez de gastar tanto em autoelogio, vamos gastar mais em educação, com bom senso orçamentário e planejamento futuro. Mais seriedade e menos culto à personalidade.

SILVANO CORRÊA

scorrea@uol.com.br

São Paulo

______________________________________________________

CADERNO ESPECIAL

Guerras desconhecidas

Cumprimento os repórteres Leonencio Nossa e Celso Júnior pelo caderno especial Guerras Desconhecidas do Brasil (19/12), que resgata os conflitos ignorados pela história oficial do País. Seguindo a tradição de Euclides da Cunha, repórteres do Estado se embrenharam pelos sertões e constataram que entender guerras do passado ajuda a explicar problemas sociais e econômicos do presente. O trabalho traz subsídios para o novo governo e, especialmente, à titular da Pasta dos Direitos Humanos, justamente no momento em que começa a trabalhar para que o Brasil cumpra a sentença imposta pela Organização dos Estados Americanos (OEA) na questão dos guerrilheiros desaparecidos no Araguaia. Prossigam na boa luta, ilustres jornalistas!

ARSONVAL MAZZUCCO MUNIZ

onval.muniz@superig.com.br

São Paulo

______________________________________________________

Este passado rico de brasileiros autênticos deve ser sempre divulgado para que nosso povo entenda os riscos que representam as oligarquias até hoje "coronelando" e elegendo políticos enganadores. A revelação desse passado é a esperança para brasileiros vilipendiados de que o Brasil pode mudar. Parabéns, Estadão, pelo belo trabalho. Merece prêmio.

HONYLDO ROBERTO P. PINTO

honyldo@temfoto.com.br

Ribeirão Preto

______________________________________________________

Guerras Desconhecidas do Brasil é uma obra magnífica e desqualifica aqueles que teimam em manter este jornal por 508 dias sob censura. A reportagem mostra o Brasil e sua gente de maneira romântica e por vezes até cruel, desde a "desonestada" Santa Dica até o "gatilheiro" Quintino. Imperdível para quem ama esta terra e as histórias do Brasil.

ROBERTO CURSINO BENITEZ

benitez.gimenez@hotmail.com

São José dos Campos

______________________________________________________

Resgate histórico

O especial é um presente valioso que poderá ser compartilhado por muitas gerações e que contribuíra de forma decisiva para a elucidação de aspectos obscuros de nossa história.

THIAGO DE ASSIS

thiagoarno@gmail.com

São Paulo

______________________________________________________

O caderno deve ser arquivado e consultado sempre. Que bom saber que nem tudo neste país sem memória está perdido.

JOSÉ MILTON GALINDO

galindo52@hotmail.com

Eldorado

______________________________________________________

ESCLARECIMENTO

Seguro DPVAT

Em relação à carta do leitor sr. Carlos Edson F. Vieira (17/12), a Seguradora Líder DPVAT esclarece que para o equilíbrio financeiro do Seguro DPVAT é necessário ter recursos arrecadados suficientes para efetuar o pagamento das indenizações já solicitadas e ainda fazer uma projeção para os pedidos de indenização de vítimas de trânsito que serão efetuados nos próximos três anos. Assim, o valor do seguro é reajustado de acordo com esses critérios, não havendo interferência no teto das indenizações, que é fixado por lei. De 2008 a 2010 houve aumento de 40% do valor total de pagamento de indenizações, e os recursos do Seguro DPVAT pagos pelos proprietários de veículo no mesmo período aumentaram apenas 24%, criando um déficit de 16%. A situação é ainda mais crítica se consideradas apenas as motos. Neste mesmo período, o crescimento do pagamento de indenizações foi de 63%, ante uma alta de só 28% na receita. Para ônibus e vans, comparando 2008 com 2010, houve aumento de 35% no pagamento de indenizações e redução de 1% na receita. Por isso os estudos atuariais da Superintendência de Seguros Privados (Susep) indicaram a necessidade do aumento do valor do Seguro DPVAT e enviaram a proposta ao Conselho Nacional de Seguros Privados, que aprovou o reajuste. Vale ressaltar que em 2009 houve redução dos valores para ônibus e micro-ônibus e não houve reajuste para motos e caminhões. Em 2010 não houve aumento no valor pago para nenhuma categoria, porque os recursos arrecadados no período foram suficientes para o pagamento de indenizações correntes e projeções, o que não ocorre hoje. Observe-se ainda que o Seguro DPVAT a ser pago pelos veículos de transporte coletivo de passageiros em 2011, por exemplo, é inferior em R$ 84,03 ao que era pago em 2007.

AMANDA LOPEZ

amanda.lopez@approach.com.br

São Paulo

______________________________________________________

BOAS-FESTAS

O Estado agradece e retribui os votos de feliz Natal e próspero ano-novo de Aldo Rebelo, Antonio Rochael Jr. e família, Carlos Roberto Gomes, Cia Arte Cultura, Cier Ltda., Claudio e Ana Sinara Spilla e Emerson Luiz Cury.

______________________________________________________

"Se só para a despedida vão gastar R$ 20 milhões, imagine quanto dinheiro público não jogaram no lixo em oito anos de lulismo!"

PAULO PANOSSIAN / SÃO CARLOS, SOBRE AS PEÇAS PUBLICITÁRIAS PARA A DESPEDIDA DE LULA

paulopanossian@hotmail.com

"E para a entrada de Dilma, vai ser quanto?"

CÍCERO SONSIM / NOVA LONDRINA, IDEM

c-sonsim@bol.com.br

"Ao retornar das alturas, quanta verdade suportará o espírito de um homem vulgar?"

JOSE MOACYR BRUNHEK / SANTOS, SOBRE O FIM DA ERA LULA

moabek@hotmail.com

______________________________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL:1.142

TEMA DO DIA

Lula admite que pode se candidatar de novo

Sobre sucessão, presidente revela que, "quando chegar a hora certa, a gente vê o que vai acontecer''

"Não há dúvidas do apego de Lula ao poder. Já se convidou para a ONU. Tudo tem um limite. A Dilma dará um basta nele."

JOSÉ NORONHA SOBRINHO

"Esse governo gerou mais avanços que o anterior e insistem em compará-los dizendo que Lula só manteve o que FHC fazia."

THIAGO GARCIA

"O mensalão foi minha primeira decepção com o PT, que se propunha a ser "arauto da ética". Muitas outras vieram depois."

CÉLIO RODRIGUES

______________________________________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

Popularidade de Lula

Com a Rede Record e Record News de emissoras oficiais do governo Lula e a Rede Globo, SBT e Band paparicando o falastrão mor todos os dias, sua popularidade só tende mesmo aumentar, ainda mais agora que está parecido com o Papai Noel. Quanta bajulação, meu Deus! Tchau, Lula, não aguento mais ouvir suas abobrinhas diariamente.

Sandro Ferreira sandroferreira94@hotmail.com

Ponta Grossa (PR)

______________________________________________________

Entre cinco, sou um discordante

Se 4 entre 5 brasileiros consideram bom ou ótimo o governo de Lula, filio-me à corrente minoritária massacrada. A saúde pública está em más condições. A educação pode ser vista pelos Enens e pelos índices de classificação internacional. O IDH está atrás de mais de um país da América Latina. A infraestrutura portuária está tão comprometida que há navios mercantis aguardando mais de um ano para deixar o porto de Santos. Para avaliar a situação das estradas, basta observar o terror dos feriados prolongados, que supera o de países em guerra. A estrutura tributária envolve uma das cargas mas altas do mundo, é uma das mais complexas e gera insegurança jurídica generalizada. O sistema político permite que a eleição de um Tiririca carregue três caronas. A maioria das obras do PAC foi paralisadada pelo Tribunal de Contas por ilicitudes. Os atos de corrupção jamais aconteceram em número tão avantajado. Os aliados do governo são os políticos burocráticos, movidos por meros interesses pessoais e com odor de naftalina. No plano internacional, apoiamos os Castro e Ahmadinejad. Não há espaço no forum para um relato exauriente das críticas. Quem não gostaria de figurar com a maioria? Todavia, em sã consciência, não é possível.

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

______________________________________________________

Relatórios

O sr. Luiz Inácio mandou elaborar um documento que expõe toda a sua tragetória dentro do governo, incluso aí o que ele sonhou que fez, mas não fez, como a Usina Belo Monte, o trem-bala, ferrovia transnordestina, etc. e mandou registrar em cartório. E a oposição não vai montar nenhum relatório sobre a corrupção, os desmandos com dinheiro público, mensalões, safadezas inúmeras que esse mesmo governo praticou nesses oito anos? Não vão mostrar ao País a situação caótica da educação, saúde e saneamento básico, segurança pública, rodovias federais, portos, aeroportos e por aí vai? Quem cala consente.

Ademar Monteiro de Moraes ammoraes57@hotmail.com

São Paulo

______________________________________________________

A conta foi alta

Não há como discutir que Lula deixa um saldo favorável. Ao menos ele tirou muita gente da fome. Contudo, nunca antes se viu um presidente conseguir dobrar a dívida do país. Ele gastou R$ 1 trilhão em 8 anos, mais que dobrando a dívida, que chegava perto de R$ 900 bilhões, quando assumiu. Nem a construção de Brasilia custou tanto! Pobre deste país em que o presidente está pouco se lixando com a dívida que deixa para as futuras gerações.

Conrado de Paulo conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

______________________________________________________

Ficou devendo...

Muitos afirmam que Lula deixa o país melhor, porém com carga tributária recorde. O melhor de Lula é muito pouco e de má qualidade em relação ao muito que se paga.

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

______________________________________________________

Disputa

Lula e o PT, seu partido coadjuvante, jamais estiveram interessados pelo futuro do Brasil, os únicos interesses deles são as próximas eleições! Para Lula, o mais importante são seus índices de aprovação e as perspectivas que isso contém. Em oito anos de governo não construiu sequer uma hidrelétrica de grande porte; uma ferrovia de grande porte; uma rodovia de grande porte, porto ou aeroporto! Ou seja, trata-se de um autêntico demagogo/populista/irresponsável que possivelmente vencerá em 2014. Tudo isso, graças a uma oposição que, além de ser igualmente demagoga/populista/irresponsável, tem-se mostrado incompetente.

Eugênio José Alati eugeniojosealati@yahoo.com.br

Campinas

______________________________________________________

Pouco da missa...

Lula será lembrado por parte dos cidadãos como presidente gastador sem medidas. Usou e abusou do cargo para gastar do nosso suado dinheiro, entrou gastando, aumentando logo de cara o número de ministérios, secretarias e que tais, e sai gastando até pra fazer propaganda de sua saída. R$ 20 milhões de propaganda nos meios de comunicação para continuar afirmando lorotas sobre um Brasil que só existe em sua mente megalomaníaca. É uma lástima que os 80% que lhe dão aprovação não conhecem um só ato da missa.

Leila E. Leitão

São Paulo

______________________________________________________

Festa do adeus

A campanha publicitária do ''adeus'' do presidente Lula da Presidência custou R$ 20 milhões aos cofres públicos. Isso comprova o slogan que ele fazia questão de dizer durante os oito anos que permaneceu no poder: que este é um país de todos.

Virgìlio Melhado Passoni

Praia Grande

______________________________________________________

A DIPLOMAÇÃO DE DILMA

A Presidenta Dilma Rousseff, recebeu dia 17 de dezembro, seu diploma que comprova que a sua eleição foi validada sem fraudes. É um ato solene em que várias autoridades compareceram para prestigiar a entrega de um certificado aos candidatos eleitos e isentos de falcatruas nas eleições. Grosso modo, esse ato surgiu por volta da década de 30, para limitar as fraudes ocorridas nas eleições durante a República Velha (1889-1930), que afinal não eram poucas. Com a diplomação os Tribunais Eleitorais espalhados pelo país reconhecem a vitória do eleito. Contudo, a partir da certificação começa também contar 15 dias para que o mandato eletivo seja impugnado pela Justiça Eleitoral, é óbvio com provas pertinentes. Considerações finais: O Tribunal Superior Eleitoral certificou de que a Presidenta Dilma Rousseff merece o reconhecimento dessa Instituição, porém, cabe ao povo reconhecer a sua gestão nos quatros anos que tem por vir. E isso dependerá de como ela governará. Reflexão: Um bom governante é aquele que tem uma campanha limpa, portanto, um excelente governante é aquele que honra o seu povo e a sua gestão.

Alberto Alves Marques albertomarques1104@hotmail.com

Hortolândia

______________________________________________________

Transição maldita

Passo à passo nomeação por nomeação , denunciado por condenado, a invasão de cargos decisivos na republiqueta escravizada pelo petismo galopante assacador invade sem limite os cofres,os bolsos e as tribunas do magistério, festa de arromba promete muito mais ainda .

A calada, do que se supunha "oposição", aquela farsa que arrecadou mais de quarenta e quatro milhões de votos as eleições, esvaneceu entre viagens a Paris, férias em praia e campo, tal como uma donzela pura, superior a qualquer confronto . No entretanto da assacadura permanente e programada , a patota continuista recicla, com pendor para a redundância, coniventes, denunciados, condenados, recém flagrados em rimes a granel, forma as forças de ataque da senhora do ventríloquo, o tal de governo da continuidade ,a consagração do plano petista.

No desanimo da derrota, nem os mais contundentes críticos conseguem manter plantão, o vazio ruidoso do abandono de qualquer voz viva a defender a legalidade, ou a moralidade, ou, nada, a condenar a safadeza oficial que campeia no planalto no torto e no direito, a vaca não foi para o brejo, a policia não prendeu ninguém de direito e a justiça cegou somente os salários foram aumentados em mais de 60%. Festa de arromba na cofre, nas salas da nobreza e aumento de taxa, impostos e demais benesses que o governo da mãe do PAC traz de Natal, antes mesmo de empunhar caneta. Salve-se, quem puder .

O plano tiririco lulista do PT emplacou, caiu de boca no cofre, calou por vergonha o cidadão, pagou caro e recebeu à altura a contrapartida, 62%, 13%, regalias prorrogadas, mutretas garantidas e criminosos flagrados protegidos, a receita petista de podem de governo e de golpe social .

O ano sem ter nada ganhos a verba da UNE, premiou o MST, ressuscitou pallossi, ze dirceu, salvou a corja que é cota da quadrilha, cumpre a cartilha do plano famigerado de reduzir o Brasil a uma Venezuela, a uma Bolívia, a uma bananeira cinematográfica , ridícula e piada mundial, novamente .

A dormência da sociedade, que já aceita tudo isso sem reação, é o portão arrombado pelos moleques a mando o trafico, o contrato bem pago que o apoio de mídia e publicidade lhe garante, é a vergonha final da sociedade que assiste de mãos atadas ao assalto dos bonecos que de funcionários tornaram-se patrões, aplicaram golpe, traição ou o que quiser chamar .

A explosão de custos adicionais da virada de ano ainda não foi quantificada, o tamanho da conta a pagar, a retração prevista sob impacto de inflação, a queda de popularidade da deusa do asfalto, nada foi contabilizado, e , o ano, já se encerra no vermelho sanguinolento, já ataca bolsos e carteiras, que dirá na virada, a mando da boneca que responde ao pt e ao ventríloquo.

A insegurança , que era jurídica , política e social , até antes da eleição, torna-se agora certeza do golpe planejado pela patotinha fora da lei, aponta a insegurança vital no bolso, na casa, na privacidade e a liberdade da sociedade . Tudo por força da ensandecida alucinação do ex-mandante, e de seus asseclas que carregam ,feito armas, dossiês, planos, decretos e regulamentações inconstitucionais .

Resta ao cidadão acordado e lúcido enfiar o dedo na face, denunciar, gritar , expor sua rejeição a este estado petista de domínio por sobre tudo e todos . A ditadura do molusco, a ser continuada pela ditadura da guerrilheira . Com aval do norte-nordeste,m dói tiririca, do pmdb e dos demais associados que permitiram , sob contrato, este caos oficial que foge às garras da justiça,

Ronaldo Parisi rparisi@uol.com.br

São Paulo

______________________________________________________

Ministeriável flagrado

Mais uma do clã Sarney. O futuro ministro do Turismo, Pedro Novais (PMDB-MA) foi flagrado pela PF pedindo ao empresário Fernando Sarney que beneficiasse um aliado na Justiça Eleitoral. É claro que Pedro Novais vai negar e Fernando Sarney nada dirá por que segundo ele, as gravações foram vazadas criminosamente. No entendimento de Fernando, a PF é criminosa, onde já se viu ficar fazendo escutas? Como se pode ver, sempre que Fernando Sarney está envolvido em alguma maracutaia, o culpado é o jornal que publica, pois a família Sarney que sempre dominou o Maranhão acha que pode calar a boca de todos os periódicos do país. Eis um grande problema para a presidente Dilma resolver, se fica com esse ministro ou se troca, pois no governo Lula quanto mais o cidadão era envolvido em denúncias, mais ele tinha guarida. Espera-se que a nova presidente cumpra suas promessas de não aceitar corruptos e corrupção no seu governo.

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

______________________________________________________

Faltou pressão

A decisão tomada pelos parlamentares federais em relação ao aumento de seus

rendimentos, extensivos aos Ministros e também `a Presidência da República aos

poucos perde destaque na Imprensa. E fica como uma demonstração de oportunismo e

até de uso indevido das verbas públicas por pessoas que deveriam fazer um

controle detalhado. No exato momento em que se prepara a aprovação do Orçamento

da União e também em cada Estado e municípios, eles acrescentaram 62% aos seus

rendimentos.Já no Orçamento citado há comentários de aplicação de cortes nas

despesas. Nos últimos quatro anos o acúmulo da inflação não chegou a 20%. Mas,

se a Imprensa deu destaque, percebe-se nos organismos populares uma inércia

inexplicável. Alguns comentários, algumas críticas, mas nada organizado, de

forma a mostrar aos representantes do povo que eles fizeram algo inaceitável.

Não há pressão nas bases, nas regiões e os representantes eleitos não dão

qualquer explicação e daqui a quatro anos o fato volta a ser dicutido. E

aplicado. Como se pode perceber, não basta votar ou anular o voto, é preciso

efetivamente acompanhar o trabalha do eleito, para que ele tenha cuidado no seu

comportamento. E isso não ocorre como deveria. O assunto merece reflexão.

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

______________________________________________________

Ainda sobre o aumento

Agora está bem claro o motivo da transferência da Capital para Brasilia em 1960 diferentemente de muitos outros países onde a principal cidade, centro econômico, cultural e político, é a Capital (aquí na AL temos Buenos Aires, Santiago do Chile, por exemplo). Agora acredito que a idéia de JK não foi buscar a integração nacional, segurança nacional ou cumprir o sonho de D. Bosco, mas afastar os políticos das garras da população, aquela que produz e paga impostos, diferente da de Brasília que não produz e recebe impostos a título de salários e outra benesses.

Estaria a Capital em São Paulo, por exemplo, e com certeza veríamos as mesmas cenas de Londres e Atenas, recentemente, com quebra-quebra, protestos, etc. Mas protestar em Brasília fica difícil, a não ser através de carreatas Sindicais pagas com o dinheiro do contribuinte.

José Francisco D´Annibale dannibale@uol.com.br

São Paulo

______________________________________________________

De onde vem

Certamente a verba para esse aumento abusivo dos parlamentares e demais instituições foram retirados do Fator Previdenciário. Os aposentados que se lixem!

Alberto Nunes albertonunes77@hotmail.com

Itapevi

______________________________________________________

Fim de festa

Não acredito que seja o fim da festa, mas sim, o começo de alguma coisa muito séria que está para acontecer. Chega de desmandos por parte desta cambada que vive sob os auspícios do erário, Executivo+Legislativo+Judiciário (federal, estadual e municipal), sem conotação de partido. Se nós continuamos errando em colocá-los lá, chegou o momento de cortarmos o oxigênio que move esse conluio. Todos sabemos que o poder destes canalhas é financiado em quase sua totalidade pela iniciativa privada (para quem não sabe, é aquele setor da sociedade que gera empregos, recolhe encargos e principalmente paga os impostos, o tal oxigênio). Setores representativos da nossa sociedade, vamos acordar. As reformas fiscal, tributária e, principalmente, trabalhista (esta a mais retrógrada) precisam acontecer. Nunca antes neste país as reformas foram tão prementes. Chega de blablablá e de nhemnhemnhém.

Vamos ter um pouco de caráter e pensar no país como um todo.

Plínio J.J.Figueiredo pliniojjf@hotmail.com

Bauru

______________________________________________________

COMO QUEM ROUBA

Como todo comentário escrito pela Dora Kramer, em seus artigos, atinge objetivamente o âmago do assunto, é a pura realidade e verdade, de que adianta? Até quando vamos continuar assistindo tamanha afronta das chamadas ''autoridades'', que fazem e desfazem abertamente o que bem entendem contrariamente ao seu povo e país, que para benefício próprio, são céleres. Nem imaginar o que são capazes de fazer pelas nossas costas, que corporativismo! Aceitamos passivamente, em quem confiar? Enquanto imperar a impunidade e o desrespeito à cidadania, vamos aceitando como quem rouba?

M. Teresa Amaral mteresa0409@estadao.com.br

São Paulo

______________________________________________________

Cúmplices

Apressaram em justificar esse inusitado aumento alegando que a Constituição prevê salarios iguais com os ministros do STF. Não obstante o artigo 37, inciso XI da CF se preocupar mais com um limite aos subsidios, os deputados acharam uma brecha para invocar a igualdade remuneratória.

De qualquer forma, quem fez a Constituição e quem maquinou esse dispositivo ? Foi por acaso o povo ?

Não. Quem fez a Constituição e aprovou aquele dispositivo foram os proprios politicos. Logo não existe literalmente base moral e democrática.

Tal como ensina a Democracia Pura, somente os cidadãos podem estabelecer as leis soberanas. Se o povo não as instituiu, perdem-se quaisquer argumentos para fundamentar isso ou aquilo. Ainda mais um agravante: As remunerações dos membros do STF são validadas pelos parlamentares conforme o art. 48, inciso XV da CF. Logicamente uma coisa vai puxar a outra e quem sofrerá as consequências serão os cidadãos e a Sociedade.

Por outro lado, a maneira como providenciaram esse aumento já nos deixa estupefato. De um minuto a outro, apresentaram o projeto, aprovaram-no, levaram-no ao Senado e na velocidade da luz tudo estava finalizado, durando apenas em torno de 35 minutos. Todo mundo foi pego de supetão.

O total que os parlamentares ganhavam antes desse vergonhoso aumento, já representava valores em torno de mais de 100 vezes o salario minimo do país. Ademais, recentes dados fornecidos ao TSE, tem demonstrado que o patrimonio de mais da metade dos congressistas fica entre a classe rica e milionaria.,logo não há respaldo para toda essa emergência e o elevado indice do aumento.

Outro agravante é que esse escabroso aumento foi aprovado por 94,2% dos parlamentares, deputados e senadores, logo todos estão envolvidos nesse triste procedimento. Por consequencia, todos os partidos são cúmplices.

José Ramos de Vasconcelos Neto prof.vasconcelos@terra.com.br

São Paulo

______________________________________________________

A S S A L T O S

A Polícia, baseada em sua experiência profissional, recomenda às pessoas de bem a não reagirem se forem assaltadas, pois, os bandidos nos atacam de surpresa, tirando-nos a possibilidade de defesa. Se assaltado, entregue tudo, até a cueca pois, os bandidos não vacilam em matar. São impiedosos e até podem estar drogados, com o raciocínio turbinado a quinhentos por hora, eliminando uma pessoa como se estivesse eliminando um inseto. Portanto, nossa vida valer muito mais e então será de bom alvitre obedecer às exigências dos bandidos, salvando nossas vidas.

Lendo os jornais, hoje, deparei com a notícia de que os parlamentares brasileiros realizaram uma sessão relâmpago, no último dia de reunião, neste ano legislativo, e sorrateiramente, decretaram um aumento salarial, em proveito próprio, no valor de 61,9%.

Ao meu sentir, fomos atacados, coletivamente, por um bando de assaltantes. Fomos abocanhados pelos tubarões, de forma voraz, sem recursos de defesa, e isso em consideração a nossa arcaica Constituição, que autoriza os parlamentares a promoverem suas próprias majorações salariais. Os agressores se comportaram como verdadeiros bandidos, nos pegando desprevenidos, pois, em meia hora de sessão o aumento, rápido e rasteiro, foi aprovado por aclamação, (simbólica) - não restando tempo para contestações. A falcatrua estava lançada. Os microfones da platéia foram desligados. Ninguém mais poderia "criar caso", a sessão foi encerrada e não se fala mais no assunto. Então, a partir de fevereiro, do ano vindouro, cada parlamentar irá receber o "modesto" salário de R$27.723,13, E, não para aí, dispõem eles de outras vantagens, quais sejam:- Verba de Gabinete, no valor de R$60.000,00; quinze salários por ano, pois recebem três salários a mais; verba de R$15.000,00 para cobrir gastos com alugueis e alimentação. Todo parlamentar tem direito a residir em um apartamento funcional do governo ou receberá uma verba de R$3.800,00 para pagamento de aluguel à terceiros. Dispõem ainda os parlamentares de outras vantagens, ressarcimento de despesas médicas, odontológicas; colocações de próteses; uso de telefones sem limites; passagens aéreas; impressões gráficas gratuitas; aposentadorias especiais; médicos e ambulatórios nos recintos parlamentares, etc., etc.

Em verdade, nossos parlamentares constituem a corte da realeza, são os príncipes do governo, mantidos com o dinheiro do povo, que paga impostos exorbitantes, enquanto um trabalhador braçal recebe o irrisório salário de R$ 540,00, que mal dá para uma família sobreviver e não morrer de fome.

Notem que, quando os operários e ou os funcionários públicos pleiteiam aumentos salariais, vêm os agentes do governo a alegar que o erário público não dispõem de verbas suficientes. Porém, para os aumento deles os cofres da nação estão abarrotados, as verbas surgem misteriosamente. Temos a considerar, ainda, que os políticos desfrutam de oportunidades para realizarem "negócios" vantajosos e muitos deles amealham verdadeiras fortunas. Eu mesmo conheci alguns que dependuravam contas em botequins e hoje possuem lavouras de dólares, compram fazendas, gados, montam shoppings, levam vida de nababos, se lixam do povão e não estão nem aí com o futuro de nossa juventude.

Se como policial aconselhei várias pessoas a não reagirem em caso de assaltos, hoje, já aposentado, encontro-me revoltado com os escandalosos assaltos aos cofres públicos. Não me resta outra alternativa, senão aconselhar o povo a prostetar, com veemência, usando de meios adequados para conter a voracidade das assaltantes. Vamos reunir e gritar bem alto:- "Cambada de assaltantes, tenham vergonha na cara, vocês são brasileiros nojentos"!

Benedito Sidney Alcântara celso.alcantara@terra.com.br

Aguaí

______________________________________________________

Tiririca? O problema é o Maluf!

O Ministério Público Eleitoral Paulista criou uma cruzada messiânica contra a posse do deputado Tiririca.

Enquanto isso, Maluf, com sua ficha suja quilométrica segue rumo à posse, tranquilinho, sem qualquer incômodo ou polêmica.

Está na hora do Ministério Público rever seus conceitos.

Daniela Câmara Ferreira danicamara@terra.com.br

São Paulo

______________________________________________________

Tirando onda com os brasileiros

O cinismo é a marca registrada dos nossos políticos, principalmente por saberem que estão isentos de receberam a mais temida das punições, que é o repúdio dos eleitores, nas urnas. A verdade é que, assim como ''formiga sabe a roça que come'', nossos políticos sabem que, apesar de todo o escarcéu que possa ser feito contra as suas canalhices, na ''hora do pega pra capar'', quando o que interessa são votos nas urnas, poderão contar com a irresponsável benevolência da enorme maioria do eleitorado, que não hesitará em ''trocar seu voto por um mísero pedaço de rapadura''. Por toda essa certeza de impunidade, a ''corja'' ainda tripudia sobre o povo brasileiro, a exemplo do deputado federal Paulo Maluf, que após a sua diplomação para mais um mandato, sai-se com essa pérola, digna de entrar para o anedotário político brasileiro: ''A Justiça desse país, graças a Deus, é uma das coisas que funcionam bem e com muita coragem". É mole, ou quer mais?

Júlio Ferreira julioferreira.net@gmail.com

Recife

______________________________________________________

LULLA E OS CARAS-PINTADAS

Agora ficou muito claro, o "recolhimento" dos caras pintadas da UNE. Lulla mais uma vez agiu para calar a boca daqueles que em outros tempos, eram verdadeiros brasileiros. A UNE, sempre foi um baluarte dos movimentos em pról, das denuncias contra as maracutaias principalmente do Governo (ou des) Federal, assim os mensalões, os dólares nas quecas, as compras de avião e gastos astronômicos da família real, os desvios realizados pelos cumpinchas do rei, aquele, mesmo que com um discurso populista engana o nosso povo Incauto, também com as verbas pagas ao MST, para que eles tivessem assim condições de quebrar maquinas e equipamento, de empresas que geram trabalhos aos nossos operários, mas que ficassem também calados. Agora mesmo, os monumentais desvios do dinheiro, que é nosso, e que muito sofremos pagando impostos escorchantes, sem que o governo, com mais de 80% de aprovação, não faz a sua parte, ou seja dando saúde, segurança, educação e transporte para aqueles, pobres cidadãos que ficam, a ver seus filhos esperando por uma consulta muitas vezes por seis meses, isto quando o caso é grave; que as maracutaias do ENEN, que produziram nestes mesmos estudantes, hoje amordaçados, pelos seus mandatários, pela promessa de mais dinheiro para a UNE, reconstruir sua sede. Agora no fim do mandato, o governo liberou os 30 milhões de Reais, como medida de segurança, ou seja se causarem problemas não tem dinheiro. Mas como a massa de estudantes ainda poderia chantagear, pintando a cara e sair para as ruas, o governo reteve mais de 15 milhões para pagamento futuro, isto se eles ficarem quietinhos, assim como o boi vai para o matadouro. Ao longo de oito anos, a Une teve verbas acima de 40 milhões de reais! Por que será? Será porque chantageava o governo ameaçando ir para as ruas, pedindo a cabeça do rei, como sempre fez ao longo de sua brilhante História, quando o rei, deu de presente refinarias da Petrobras à Bolivia, ou quando começou a financiar Hugo Chaves, Cuba etc. etc., fazendo estradas, portos metro, quando nos brasileiros estamos no caos? Isto tudo com o dinheiro dos brasileiros, já que governo algum tem dinheiro, o dinheiro que os governos administram é do povo, e deve ser aplicado para o bem deste povo. POR QUE SERÁ QUE AS CARAS PINTADAS ANTES TÃO CIENTES E BARULHENTAS NÃO SAIRAM ÀS RUAS? Coitada de Dna. Dilma,que está assumindo uma HERANÇA EXTREMAMENTE MALDITA, diferentemente do rei que ora sai, que recebeu a economia nos trilhos com uma divida total na casa dos 800 milhões de reais e está entregado à Dna. Dilma, uma divida de mais de l,5 trilhão de reais. Onde foi parar o nosso dinheiro? E, mais uma pergunta, onde estará o nosso Ministério Publico, que sempre foi tão cioso em nos defender? E a mídia, salvo algumas poucas exceções, porque será que esta calada? Será por causa da censura? Quando o desmando existe de cima para baixo, é que possibilita outras esferas, do governo, se locupletarem como é o caso atual e escandaloso, dos aumentos que Senadores e Deputados, se impuseram! Nunca na história desse país se viu tamanho descalabro. ACORDA BRASIL, AINDA É TEMPO.

Claudio Szulcsewski claudio@trainnet.com.br

São Paulo

______________________________________________________

Defesa X Direitos Humanos X OEA

A Comissão da Verdade, em discussão no Congresso Nacional, não poderá ser a Comissão da Verdade de um partido ou de uma ideologia. Aliás, em certo momento, a atual Comissão de Direitos Humanos reuniu-se na CNBB. Registrei, na oportunidade, a minha indignação diante de tamanha incongruencia. Seria o palco de reuniões dos Bispos Católicos Apostolicos Romanos do Brasil,a luz da história universal do cristianismo, o melhor exemplo de respeito à dignidade da pessoa humana ( o período da Inquisição, de triste lembrança, fala por si só )? Vislumbra-se, no futuro governo Dilma, a continuidade da briga entre Ministério da Defesa e a Secretaria dos Direitos Humanos. Soma-se a essa rusga a intromissão da Corte Interamericana dos Direitos Humanos, ligada à Organização dos Estados Americanos (OEA). No Brasil, o período que se convencionou chamar como da ditadura militar sempre foi analisado apaixonadamente, pelos grupos ideológicos de plantão no Poder. Antes, por exemplo, o, então, Capitão Lamarca era terrorista bárbaro, hoje é herói exemplar. O, então tenente Mendes Junior, antes era herói assassinado, no Vale do Ribeira, estado de São Paulo, aos 23 anos de idade, a coronhadas, pelo grupo do Lamarca. Hoje Mendes Junior é tido como alguém que fez parte de um grupo de torturadores, defensores do imperialismo americano. E mais, hoje os que sofrem pelas perdas de vidas preciosas no período pós 31 de março de 1964, são indenizados com polpudas indenizações compostas com dinheiro público, inclusive de contribuintes que discordam, ideologica e administrativamente, dessas deliberações. E as famílias que sofreram perdas igualmente valiosas, nada recebem pois, hodiernamente e perante a Secretaria dos Direitos Humanos, são ligadas aos ditadores e torturadores de ontem.Não seria mais saudável e real criarmos dois Países, um para os donos do Poder de hoje e outro para os donos do Poder de ontem ? A Paz somente encontrará espaço entre as pessoas de bem quando os grupos ideológicos deixarem de se utilzar da ideologia para alimentar o egoísmo, substituindo a miopia sobre o futuro pela visão altruista de um mundo aberto à fraternidade cristã. Caso contrário o Congresso Nacional está, hoje, discutindo mais uma Comissão da Mentira, mesmo que travestida de Comissão da Verdade.

Paulo de Souza Alves Filho pauloalvesfilho@adv.oabsp.org.br

Tietê

______________________________________________________

Cuidado com a língua

"Diplomacia, sigilo, vazamentos": Será que, em vez de satirizarem os WikiLeaks, não é o caso das diplomacias se reavaliarem como instituição de Estado e como ferramenta da sociedade para se fazer ouvir? O mais certo, para críticas das pessoas com um pé na diplomacia é mais o "evitar constrangimentos", por conta da "liberdade de linguagem" usada e por sofrerem com "a instantaneidade diária das luzes da plena transparência". Quando se trata do Estado, onde estejam a trabalhar, tomarem medidas que favoreçam os que integram a sociedade de que façam parte, aí, tudo bem! Senhoras e senhores diplomatas: ao menos, cuidado com a linguagem usada!

Roberto de Freitas rbtfreitas@ig.com.br

São Caetano do Sul

______________________________________________________

Nenhuma palavra

A sanha do Incra para desapropriar a Fazenda Mandaguari contraria a lei, que manda preservar a vegetação nativa em 80% do território das propriedades rurais instaladas no bioma Amaz?nia (O Estado, 19.12.). É velha essa disputa freudiana entre verdes e comunistas do governo, para ver quem ganha mais espaço na mídia às custas de excentricidades, de quem trabalha e de exibição de desconhecimento. No dia em que o Zé Sarney assinou seu estapafúrdio "Plano Nacional de Reforma Agrária", em outubro de 1985, o presidente do Incra de plantão anunciou que desapropriaria todo o município de Londrina (PR). Ao mesmo tempo, na cidade de Pompeia (SP), um agricultor que preparava a terra para plantar amendoim foi notificado pelo mesmo Incra por manter sua propriedade improdutiva. O elemento não entendia que a terra, j arada, só esperava a primeira chuva para ser semeada. Perto dali, um fazendeiro foi advertido pelo extinto Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF) que seria multado se não conservasse a área de mata; área essa que o Incra classificara de improdutiva por não ter lavoura, só floresta. Não há como argumentar com essa gente do governo: para bom ignorante nenhuma palavra basta. Em minha inocência, prefiro acreditar que nenhum fiscal do Incra queira propina. Eles são honestos.

Moacyr Castro jequitis@uol.com.br

Ribeirão Preto

______________________________________________________

Sinais trocados

Fala verdade! Dá para confiar num país que pune quem cumpre as leis e prestigia quem a descumpre? A Fazenda Mandaguari (MT) será desapropriada porque cumpriu a Lei que determina preservação de 80% da mata e desmate de apenas 20%. No entanto várias propriedades pelo país afora não só desmataram até 90%, como poderão ser anistiados por um Projeto de Lei que tramita na Câmara. Muitas delas inclusive recebem financiamento de bancos estatais. O líder dos sem terra na área da Fazenda Mandaguari pretende até criar uma serraria no local da desapropriação para lucrar com o desmate dos seus 142 Km2 e que com certeza será transformada em mais uma favela rural. Onde está o Greenpeace nesta hora para fazer valer a Lei? Com este povinho no comando do país ele jamais será levado a sério! Parece brincadeira e o mais triste que não é!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

______________________________________________________

Falta cumprir

Cidade limpa? Não uma cidade suja, bueiros cheios de lixo sem limpeza por parte da prefeitura, ruas totalmente esburacadas danificando em mutio toda a suspensão dos automóveis de São Paulo, há anos não se via São Paulo num estado tão deplorável quanto agora. Respeito às leis de trânsito por parte dos motoboys nem pensar, eles fazem de tudo para infringir as leis de trânsito como: andar a 100Km/h nas avenidas qunado estas estão com o trânsito parado e a velocidade é de 70 Km/h, passando por você com aquelas buzinas irritantes além de ameaçarem os motoristas com socos e pontapés nos veículos e quebrando retrovisores aos montes e se vangloriando por isto, subindo ruas pela calçada e na contra-mão, passando em sinais vermelhos, ficando em cima das faixas de pedestres, etc. Com tudo isto dá para se desconfiar das irelações da prefeitura com os motoboys. Parques mal conservados, iluminação deficiente, mas o que interessa realmente é não se colocar cartazes nas ruas nem deixar o Dirigível no ar para nos orientar com relação ao trânsito caótico de São Paulo e que a prefeitura nada faz para melhorar de fato a situação dando transporte coletivo de qualidade emnúmero suficiente para a população não andar feito sardinha em lata dentro dos ônibus estando sujeita a se machucar pela péssima maneira da maioria dos motoristas de ônibus ''pilotarem'' os coletivos.

Ou seja, é a pior administração que a cidade de São Paulo já teve em toda sua existência, onde tudo se fala e quase nada se cumpre.

Boris Becker borisbecker@uol.com.br

São Paulo

______________________________________________________

Descaso com a zona leste

O prefeito Gilberto Kassab simplesmente ignorou a zona leste, principalmente a população que vive e mora na região do Itaim Paulista, São Miguel, Ermelindo Matarazzo, Penha, Tatuapé, Brás, por conta de que privilegiou-se mais o transporte individual do que o coletivo. Imagina o povo que mora na extremidade do Itaim Paulista que sai 17:30 do Parque Dom Pedro para chegar às 21:00 em casa por conta do trânsito da zona leste, principalmente na Av.Celso Garcia, que merecia um corredor à altura que merece a zona leste. Em 2008 já estava tudo certo para a construção do Corredor Celso Garcia, mas como o Kassab costuma fazer, recuou, depois veio com a ''fantástica ideia'' de construir o monotrilho que iria destruir a Celso Garcia, e por último em 2010, mais um factóide, ou melhor, mais uma grande ilusão para o povo da zona leste: metrô na Celso Garcia. Nós sabemos que, por mais que haja projetos e mais projetos do metrô, existem prioridades a serem contempladas, e o metrô não o é no momento na Celso Garcia. O que o povo da zona leste necessita é um corredor de ônibus simples e funcional que elimine principalmente as principais interferências e reprograme os semaforos de outras interferências, e a solução da Celso Garcia é bem simples de ser resolvida só bastando vontade política para resolvê-la.As principais interferências é no Brás,na Salim Farah Maluf em São Miguel e na Marechal Tito. A Celso Garcia não precisa de um novo fura-fila, necessita de uma requalificação urbanística, um corredor que seja harmonioso, que se integre ao ambiente de cada bairro, como temos o melhor exemplo, o Corredor ABD e o Paes de Barros, que são inclusive modelos mundiais que requalificaram seu entorno e valorizaram os imóveis. O Itaim Paulista já tem seu metrô de superficie que é a modernização da CPTM e a chegada dos trens novos que já estão requalificando a malha ferroviária. Prefeito Kassab, chega de enrolação, o povo da zona leste já não quer esperar mais, o corredor de ônibus é para ontem, vamos dar mais dignidade para o povo da zona leste, porque senão este mesmo povo, cobrará nas urnas em 2012 ou 2014 o preço da inércia que tem sido seu governo.

Marcos Galesi marcos.galesi2@gmail.com

São Paulo

______________________________________________________

ENCHENTES

Creio que Witold Rybczynski, professor de urbanismo da Universidade da Pensilvânia em sua entrevista não citou um dado importante a respeito do problema das enchentes em São Paulo. Já estamos vivendo o período de chuvas e este problema,que parece insolúvel, parece ter uma causa bem definida.Como puderam os urbanistas de uma cidade de planalto planejar grandes avenidas de fundo de vale, que a natureza reservou para o escoamento das águas ? Parece claro que tal resolução obedeceu apenas a uma lógica econômica. No entanto, contrariar a natureza e suas leis nunca foi recomendável nem sensato e acaba tendo o seu custo. Esta é uma tragédia gravitacional que impuseram `a cidade, a menos que alguém pense numa maneira viável ( e econômica) de revogar a lei que leva as águas da cota mais alta para a mais baixa.

Roberto Castro roberto458@gmail.com

São Paulo

______________________________________________________

Fogos de artifício

Não entendo porque a imprensa dá tão pouca atenção às queimas de fogos e aos insurportáveis ''caramurus'' - notadamente dos fãs histéricos do futebol - que infernizam nossos tímpanos, poluem a atmosfera e prejudicam a vida animal (especialmente das aves). Não haveria um meio mais civilizado, informatizado, não poluente e silencioso de comemorar? Até o Natal é comemorado com carumurus. Pode? Li hoje a matéria sobre o nível de ruído dos latidos dos cães (perto de um caramuru, música para meus ouvidos). Alguém poderia falar do das bombas? E dos efeitos nocivos sobre o meio ambiente?

Maria Elisa Bifano mariaelisa@editoranobel.com.br

São Paulo

______________________________________________________

Exame de Ordem quinquenal

Mais uma vez, a Justiça determina que o Exame da Ordem, para os Bacharéis em Direito é inconstitucional. Desta vez foi o Desembargador Federal Valadimir Souza Carvalho, que determinou que a OAB inscreva em seus quadros todos os bacharéis em Direito do país, sem necessidade de prestarem o Exame. Pode-se dizer que o Exame de Ordem, ou Exame da OAB, como preferem alguns, é um dos concursos mais disputados do país, tendo em vista que, o índice de reprovação está sempre na faixa do 80%. Isso tem uma explicação: quanto maior a dificuldade, estará garantida a indústria milionária que gravita em torno do Exame. Como o lobby para sua manutenção é muito forte, apesar da crescente posição contrária que, além dos milhares de bacharéis (isso mesmo, quem se forma em Direito é apenas bacharel em ciências jurídicas, e não, advogado) que se formam todos os anos no Brasil, agora, conta com a adesão de parlamentares na Câmara dos Deputados, no Senado Federal e na ALERJ, e ainda, um organizado movimento nível Brasil chamado Movimento dos Bacharéis. Os que defendem sua manutenção, tem um bom motivo para fazê-lo. O Exame é prestado 3 vezes ao ano e, custa cerca de R$ 150,00 por tentativa. Uma indústria, como já foi mencionado, gravita em torno desta polêmica prova (são cursos preparatórios, Editoras, eventos, etc...) faturando milhões de reais por ano. Já os que defendem sua extinção tem bons argumentos, que chamam de flagrantes inconstitucionalidades, como (1ª Atenta contra a isonomia, porque é uma exigência que não atinge outras categorias profissionais, como médicos, que lidam com vidas; engenheiros, que quando maus profissionais, colocam em riscos nossas vidas; etc... 2ª A inconstitucionalidade material, porque o Exame de Ordem atenta contra a Constituição Federal, que atribui ao Estado Brasileiro a competência para fiscalizar o ensino. 3ª A inconstitucionalidade formal, porque ele foi regulamentado pela própria OAB, e a Constituição diz que compete privativamente ao presidente da República regulamentar as leis), que para os não iniciados, é uma prova prestada somente por quem concluiu a graduação em Direito (apesar da mais de uma centena de profissões regulamentadas no Brasil) e, sem sua aprovação, não poderá (por enquanto), tornar-se advogado. Reconheço minha derrota na luta pela não-obrigatoriedade do Exame (o que defendia no passado), agora, defendo que todos os advogados, sem exceção, prestem o Exame de Ordem de 5 em 5 anos, nos moldes da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Assim, a cobiçada carteira da OAB teria validade de apenas cinco anos, tornando infração disciplinar o uso de documento vencido. Nessa nova luta, que conto com o apoio de toda sociedade jurídica, sugiro que os Presidentes da OAB Federal e suas seccionais nos Estados, além de seus respectivos conselheiros, sejam os primeiros a dar o exemplo, tendo o resultado de seus Exames publicados em seus jornais de classe e sites oficiais. A graduação em Direito é a única do país que, depois de cinco anos de estudo, não forma um profissional. Todo o conhecimento acumulado ao longo dos anos não pode ser usado para os fins a que se destina. Como naquele ditado: "Se não pode vencê-los junte-se a eles", podemos abrir mão de uma luta desigual contra a milionária indústria do Exame de Ordem, para defendermos um Exame que avalie o advogado ao longo de toda sua vida profissional, ao contrário da vitaliciedade que vigora hoje. Para que não aja dúvidas, defendo a manutenção do Exame de Ordem (sou voto vencido contra a obrigatoriedade), porém, ressalvando que os futuros e antigos advogados sejam avaliados periodicamente, principalmente os representantes da classe.

FAUSTO ALVES faustobentoribeiro@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.