Cartas - 22/04/2011

POLÍTICA ECONÔMICA

, O Estado de S.Paulo

22 Abril 2011 | 00h00

Água com açúcar

O Copom elevou a taxa Selic para 12% ao ano. Água com açúcar para frear a inflação galopante. E o dólar continua a despencar. Pois com as taxas de juros mais altas do planeta, só otário não joga suas fichas no Cassino Circo Brasil. O alardeado aumento do IOF, como de costume, não deu em nada. A nossa economia vai muito bem, obrigado! Somos dependentes de importar até quinquilharias de plástico da China. Em clima de festa, nossos economistas afirmam que o real nunca mais será uma moeda fraca. Melhor rir para não chorar! Deixem os juros subir nos EUA, no Japão, na China e na Europa para ver o que é bom para a tosse! Infelizmente, a alegria desses pobres diabos controladores do cassino, nesta malfadada republiqueta de bananas, dura pouco. Quem viver verá.

ROBERTO STAVALE

bobstal@dglnet.com.br

São Paulo

_________

Primeiro lugar

Ganhamos! Somos os primeiros do mundo: a maior taxa de juros - e o dólar caindo... Isso é bom para quem? E temos de continuar comemorando?

LUIZ DIAS

lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

_________

Derrama

De 21 de abril de 1783 a 21 de abril de 2011, 228 anos se passaram. Selic a 12%, custo efetivo total de contas especiais num banco federal, 8,9% ao mês e 182,04% ao ano, taxa de cartões de hipermercados acima de 300% ao ano. A derrama continua, só que agora não se destina apenas aos homens bons (ricos e brancos), como no Brasil colonial, mas a toda a sociedade, que trabalha arduamente de sol a sol para pôr um prato de comida na mesa ao menos uma vez por dia...

JATIACY FRANCISCO DA SILVA

jatiacy@estadao.com.br

Guarulhos

_________

Mágica

Como tem sido fácil resolver os problemas de economia neste país. As palavras mágicas não saem da boca dos oportunistas de plantão: basta aumentar impostos. Um descalabro! Até quando vamos aguentar pagar uma carga tributária escorchante? Os contribuintes trabalham cinco meses do ano para sustentar o governo e se a lógica é aumentar impostos, isso significa que o brasileiro vai passar a vida sustentando o governo e suas extravagâncias, pois em cortar mordomias ninguém pensa. Basta de assalto ao bolso do contribuinte, o Brasil precisa de pessoas competentes que saibam fechar os cofres públicos e dizer não à política do toma lá, dá cá. Afinal, para que elegemos os políticos, para fazer politicalha?

IZABEL AVALLONE

izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

_________

Alerta máximo

Embora serôdias, não perdem em pertinência as inserções publicitárias da oposição (PSDB) veiculadas esta semana na TV. Oxalá doravante elas nos acudam com mais frequência e veemência. É preciso que se diga que o momento do mero perigo já passou, tendo soado o alerta máximo - inflação e custeio governamental em alta, investimento em infraestrutura, qualidade da mão de obra e competitividade internacional de nossas exportações em baixa, projeto de LDO com vezo eleitoreiro... E a carga tributária, para suporte de tudo isso, em alta!

XISTO RANGEL

xalbarelli@uol.com.br

São Paulo

_________

Estranha matemática

Juros subindo, inflação subindo, orçamento de obras públicas subindo. Ainda assim a popularidade do governo continua subindo?

LUIZ NUSBAUM

lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

_________

PRECATÓRIOS

Justos protestos

A todos os leitores que enviaram seus protestos - entre os quais me incluo -, só há que concluir: toda essa politicalha mente com enorme desfaçatez, procurando sempre desmentir nossos justos protestos. Há mesmo os tais bilhões depositados no Banco do Brasil. Ora, pergunto: quanto ganha tal banco na aplicação dessa fortuna? Por outro lado, pagar para quê? Nós, velhos, já estamos na "reta final" da vida, não precisamos mais de tais "mordomias", não é mesmo? Todos estamos saudáveis, a despeito de um cancerzinho aqui, um Alzheimer ali, um Parkinson acolá, mais outras doencinhas vulgares que não requerem tratamentos outros além de um desinfetante bactericida, coisa baratinha disponível em qualquer farmácia, não é mesmo, srs. políticos (sem exceção)? Modificando o texto da mosca da fábula, seu lema se resume a uma só constante: "Viva eu quente e danem-se os velhos". E como, ano a ano, repetem invariavelmente a mesma ladainha, nada mais me resta a dizer senão repetir minha frase de sempre: velho não dá ibope. Em tempo: alguém já terá visto algum político em campanha eleitoral beijar idosas?

FLORIANO SÉRGIO PACHECO

fpacheco3@gmail.com

Águas de Santa Bárbara

_________

GESTÃO METROPOLITANA

Planejador e realizador

Jorge Wilheim, no artigo Planejamento e metrópole (16/4, A2) indicou a sua lista de bons prefeitos da cidade de São Paulo, omitindo o melhor de todos eles, que foi o engenheiro Francisco Prestes Maia. Governou a cidade por dois períodos, tendo no segundo, de 1961 a 1964, sido eleito com a maior votação registrada até então. Prestes Maia foi um grande planejador, o que hoje é raro, e um grande realizador, pautando a sua gestão por discrição, seriedade, austeridade e lisura. Deixou para o sucessor, o brigadeiro Faria Lima, os projetos de quase todas as obras que este executou, inclusive de grandes avenidas como a 23 de Maio. Por outro lado, o articulista incluiu no final da sua lista a prefeita Marta Suplicy, cuja administração foi um desastre tal que depois a fez perder eleições em São Paulo.

JOAQUIM I. C. NÓBREGA JR.

jicnjr@gmail.com

Florianópolis

_________

Esquecimento

Por lamentável esquecimento, o sr. Wilheim não citou o arquiteto Roberto Cerqueira César, que coordenou o Diagnóstico 75 da Região Metropolitana de São Paulo e foi o primeiro secretário dos Negócios Metropolitanos. Dentre outras ações de sua gestão, constam as Leis de Zoneamento Industrial e de Proteção dos Mananciais, elaboradas pela Emplasa, vinculada à sua secretaria.

LUCIO GREGORI

luciogreg@gmail.com

Jundiaí

_________

""Hei de fazer do Brasil o líder dos países pobres." Pela escalada de preços no varejo, Mantega realizará a promessa de Lulla"

A. FERNANDES / SÃO PAULO, SOBRE A INFLAÇÃO EM ALTA

standyball@hotmail.com

"Acabar com a inflação é simples, basta o governo parar de indexar os impostos"

ROGÉRIO VILELA SILVA / SÃO GONÇALO DO SAPUCAÍ (MG), IDEM

rogervs_sgs@hotmail.com

"É, seu Alckmin, pagar os precatórios, nada, hein? Político é tudo igual..."

PAULO BOCCATO / SÃO CARLOS, SOBRE O CALOTE AOS CREDORES

pofboccato@yahoo.com.br

_________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.185

TEMA DO DIA

Dilma entra para lista da revista "Time"

A presidente está entre as 100 personalidades mais influentes no ranking elaborado pela publicação

"Se Dilma é a mais importante ou não, faz pouca diferença. O importante é saber como ela vai resolver o imbróglio da herança maldita que ela recebeu."

JOSÉ BENEDITO TINTORI

"Acho a colocação injusta. O Brasil é mais importante que uma França ou Inglaterra."

NILTO MENELLI

"Qualquer novo líder no Brasil figurará nessa lista."

FÁBIO FIGUEIREDO

_________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEMANA SANTA

 

A Páscoa é um momento de comemoração da vitória da vida sobre a morte. Que importância tem esta festa para nós, cristãos? A Semana Santa se inicia com o desafio de reafirmarmos a cultura da vida em nosso meio, pois os cristãos celebram nestes dias santos a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo, O senhor da vida, que venceu a morte, confirmando a vitória da vida, pois a vida de cada ser humano é dádiva para ser vivida com plenitude. Os textos sagrados propostos para nossa meditação nos recordam que Jesus é o pastor que dá a vida. Daí que a esperança cristã é a de que a morte, o sofrimento e o mal não têm a palavra final, mas sim a vida, A felicidade, a paz e o bem, que vêm de Deus, são a destinação definitiva de todos nós. Jesus sofreu por nós num gesto supremo de doação, de amor verdadeiro, de entrega voluntária para a redenção de todo o gênero humano. Cabe-nos, então, nesta Semana Santa, celebrar a Páscoa primeiramente com gratidão, pela vida recebida de Deus, pela convicção de que Deus nos ama, sofreu por amor, e amor incondicional. E ainda hoje e sempre é presença em nossa vida, a nos conduzir para a vida plena e verdadeira, de bens espirituais, e não apenas materiais. Para isso nos chama a todos a uma vida santa, capaz de solidariedade, de amor ao próximo, de compaixão e gratuidade, valores que estão, muitas vezes em contradição com as seduções do mundo que reduzem o significado da vida, do amor condicionando as motivações a apetites meramente temporais, fazendo-nos esquecer que a vida feliz que nos aguarda não é deste mundo, mas a vida eterna. "Não cumuleis tesouros que a traça possa roer", advertiu Jesus em seus ensinamentos. Nesta Páscoa desejamos a todos os paulistanos e brasileiros que em oração reconheçam Deus como senhor de nossa vida, e celebremos a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo como a evidência de que ele, ontem, hoje e sempre é o caminho da verdade que conduz à vida plena, Feliz Páscoa para todos! Shalom!

Turíbio Liberatto www.turibioliberatto.nafoto.net

São Caetano do Sul

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REFLEXÕES NA SEMANA SANTA

 

A Semana Santa inicia-se com uma reflexão séria sobre o que entendemos das palavras do Cristo em seus últimos capítulos de cada um dos quatro Evangelhos. Jesus é preso no Getsêmani e não compromete seus amigos, que fogem diante da coragem do Mestre.

O Sinédrio era a casa onde se reuniam os governantes judeus. Foi lá que Pedro negou Jesus e foi lá que chorou arrependido. Jesus nunca põe a culpa acima do arrependimento e Pedro conseguiu o restabelecimento confiante no perdão do Mestre. Perante Pilatos, o Messias não consegue um diálogo franco. Pilatos mostra-se cético e indeciso quanto à Verdade. O poder tomou conta da cabeça do governante. Cláudia, sua esposa, é mais coerente quando pede que liberte o Profeta Galileu. Pilatos usa a tortura do flagelo para amenizar os ânimos da massa. Mas as forças das sombras são mais fortes, nesse momento.

E a cruz passou a ser sinal de libertação. Na verdade, é a ação de Jesus na cruz que liberta da opressão das trevas. A morte não pode vencer a Luz. E Jesus desencarnado recebe seu corpo glorioso na Ressurreição. Como Jesus já previa, a vitória veio do Pai, que nunca nos abandona.

Judas caiu quando deu mais valor ao dinheiro que aos amigos. "Amigo na praça é melhor que dinheiro no bolso". Judas, encurralado, escolheu o suicídio e a tormenta. É melhor sofrer a centésima parte dos juros que devemos aqui do que sofrer a desventura de ter escolhido ser réu de si mesmo.

Jesus já disse antes de ressuscitar que quem quer governar seja como quem serve! Aproveitamos para alertar a toda a humanidade que as palavras do Mestre são eternas e sempre há tempo para recomeçar.

Recomecemos no domingo de Páscoa.

Feliz Páscoa!

 

Paulo Roberto Girão Lessa paulinhogirao@uol.com.br

Fortaleza

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FELIZ PÁSCOA!

Domingo comemoramos a Páscoa, a festa culminante de todas as celebrações litúrgicas da Igreja, que é a Ressurreição de Jesus Cristo. É uma data tão importante para os cristãos que temos 40 dias para nos preparar, daí vem o nome Quaresma, uma ocasião providencial para aprofundar o sentido e o valor do nosso "ser cristão", estimulando-nos a redescobrir a misericórdia e o perdão de Deus. A palavra

Páscoa significa passagem - a passagem de Deus entre nós e a nossa passagem para Deus -, ou seja, uma conversão interior. O mistério da Ressurreição de Cristo é um acontecimento real, que teve manifestações historicamente constatadas, pelo sinal do sepulcro vazio e pela realidade dos encontros dos apóstolos com Cristo ressuscitado. A vida cristã é um processo de identificação com Cristo que culmina na cruz e na Ressurreição, fundamento da nossa fé. A transformação em Cristo é obra da graça divina e da correspondência humana. Jesus Cristo vive! Cada cristão, com sua vida, faz uma afirmação ou negação dessa verdade. A Páscoa é um bom momento para redirecionar a barca da nossa vida. Feliz Páscoa a todos!

 

Vera Pinheiro vpinheiro2009@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOZ DO POVO, VOZ DE DEUS?

Muitas pessoas dizem que a voz do povo é a voz de Deus. Será mesmo verdade? A História nos mostra que as coisas não são bem assim. Numa fascinante passagem no Novo Testamento, quando Pôncio Pilatos pergunta ao povo de Jerusalém quem quer ver libertado, entre Jesus de Nazaré ou Barrabás, um ladrão e assassino, o povo grita por Barrabás! Depois de libertado, ele próprio enfrenta a crucificação, assim Barrabás descobre a sua fé. Jesus foi traído por Judas, o qual recebeu um saco de dinheiro...

Jesus poderia facilmente ter sido capturado sem a ajuda de Judas. Ele havia ensinado nas sinagogas, nas ruas e nos mercados. O Seu rosto era um dos mais fáceis de ser reconhecido em toda Israel e Judá. É verdade, está claro que os perpetradores desse crime não precisavam de Judas. O fato é que eles o desprezavam. Tratavam-no com superficialidade, usando-o e então rapidamente deixando-o de lado. Quando se arrependeu de repente de seu ato de traição, lançando o dinheiro ao solo e gritando "pequei, traindo sangue inocente" (Mateus 27:4), os líderes judaicos simplesmente riram dele. Judas não era necessário para o julgamento e tampouco para a crucificação de Jesus. Em verdade, ele nem estava por perto em nenhum desses episódios. Quando Cristo foi para a cruz, Judas já tinha morrido, tendo cometido suicídio dentro das 24 horas após seu terrível ato. Hoje ensinamos nossos filhos a malhar o Judas, mas onde está o perdão? Ensinamos a violência! Porém cabe lembrar que o verdadeiro traidor foi a elite de seu próprio povo. Jesus foi levado a Pilatos, que era o governador romano da Judeia durante o ministério terrestre de Jesus, por ordem das autoridades locais, para ser julgado sob a acusação de ser subversivo, que defendia o não pagamento de impostos, que iria destruir o templo e que dizia ser rei, rivalizando assim com César. Por quê? A atitude de Jesus não foi exatamente pacífica. O episódio está nos Evangelhos. Numa visita ao Templo de Jerusalém, o coração religioso da Judeia, Jesus expulsa os vendedores de animais e comerciantes instalados nos arredores. "Não faças da casa de meu Pai um mercado!" Não foi um simples "rapa" nos camelôs. Os comerciantes faziam parte da estrutura de arrecadação do templo. Os animais eram vendidos a preços exorbitantes.

Os cambistas trocavam moedas que os visitantes traziam pela única aceita pelo templo, o "shekel". Esse dinheiro, junto com os impostos cobrados de todos os judeus adultos, fazia do templo mais do que uma igreja. Na prática, era o Banco Central da Judeia, empregando em torno de 18 mil homens, que administravam e guardavam imensa fortuna. Essa situação contrariava tudo o que Jesus pregava: igualdade, fraternidade, caridade, etc. O povo curva-se até hoje diante da elite social, e dizem que a culpa da grande violência social é dos excluídos. Não protejo nenhum bandido, drogado... Apenas os perdoo, pois sei que o problema está bem acima, e não no que dizem, que o buraco é mais embaixo!

Eric Almed a.s.eric@hotmail.com

Piracicaba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMO PILATOS

Neste dia, muitos de nossos políticos deveriam se questionar: quantos Cristos morrem todos os dias diante do descaso de sua administração? Ou ainda, quantos se comportam como Pilatos lavando as mãos?

 

Angelo Antonio Maglio www.rancholarimoveis.com.br

Cotia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INDULGÊNCIAS

Na História medieval, as indulgências eram uma forma que o cristão pecador encontrava para garantir seu lugar no Paraíso. A indulgência era dada pela Igreja, mas só depois que o pecador pagasse uma boa soma para ter seu pecado perdoado.

Um passarinho me contou que um certo "honorável incomum" - no aguardo da prestação final de contas com o Criador, já que octogenário - embarcou para Roma, para passar a Semana Santa, e terá audiência particular marcada com o papa. Será que as economias guardadas nos bancos suíços serão suficientes para tantos pecados cometidos contra os brasileirinhos, em especial de um Estado cujo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é dos piores do Brasil e de seus outros feudos? Será que ninguém avisou ao "incomum" que a compra de indulgências para ganhar o Paraíso não existe mais?

 

Aparecida Dileide Gaziolla rubishara@uol.com.br

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

JOÃO PAULO II

 

Nasci quando João Paulo II já era papa e, de criança, tinha a impressão de que nunca tinha existido outro, que era esse e esse, eternamente ele. Minha mãe criou os filhos ensinando que devíamos

seguir, obedecer e amar o papa, pois "o papa, meninos, fala com Deus". Na minha inocência, eu pegava a frase ao pé da letra e ficava encantada. Naquele sertão da Bahia onde vivíamos, sem televisão e sem jornais, nem uma foto mãinha tinha dele, e eu morria de curiosidade de ver o rosto de João

Paulo II. Lendo artigo "A transparência cristã de João Paulo II" (20/4, A2), de dom Javier Echevarría, ri lembrando desses fatos que estavam esquecidos, mas percebi que não me enganava

completamente e que o ensinamento de minha mãe era verdadeiro.

Ali estava um homem que falava com Deus sobre as alegrias e tristezas da humanidade e carregava nos próprios ombros a Cruz de Jesus Cristo.

Como seria bom se todas as pessoas, começando pelos governantes, também chegassem cansados ao fim do dia, como o papa dizia, exaustos de trabalhar por cumprir o próprio dever.

 

Rozane Matos Carneiro r-mcarneiro@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BEATIFICAÇÃO

Sendo o Brasil um país de consciência multirreligiosa, laico por imposição de leis, não deixa de ser gratificante para todos nós, brasileiros, principalmente os católicos, a proximidade da beatificação de João Paulo II, o papa do século 20, revolucionário em todos os aspectos da vida da Igreja, da coragem cristã em enfrentar todas as barreiras humanas, colocadas em seu caminho de pastor terreno, representante do Cristo - para os católicos - aqui, na Terra. João Paulo II deixou marcas indeléveis em todas as situações em que se apresentou como advogado e juiz, sua presença embaçava as mentes e os agires dos déspotas do momento. Sua Santidade será eternizada no âmbito dos santos, todos aqueles que de algum modo se doaram em vida para cumprir a missão que lhes foi estabelecida: servir ao Cristo, nu e humilhado, crucificado na Sexta-Feira Santa, derramando seu sangue para salvação dos homens, nós mesmos, que o esfacelamos na cruz.

 

Aloisio Arruda De Lucca aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HISTÓRIA DA IGREJA

Sobre o artigo "A transparência cristã de João Paulo II", sem contestar os méritos desse pontífice, até pelo contrário, vale a pena uma reflexão sobre a "organização católica" ao longo dos séculos.

Peter Drucker dizia que o sistema é quase perfeito, a célula administrativa é o bispado, tendo o papa como o "bispo-mor". A Igreja precisa de três pilares de suporte administrativo: o evangelizador, o teólogo e o administrador financeiro. Portanto, uma empresa temporal multinacional de alto gabarito, que produz e "vende" um produto sofisticado chamado "esperança", que cada igreja embala à sua maneira. Igreja não é religião, como empresa não é ciência e artista não é arte.

Como uma pessoa dificilmente é perfeita nas três especialidades, há um processo automático de revezamento, surgindo o "bispo" a partir das necessidades em que a célula está mal. Pio XII foi um grande financista, veio depois uma leva de curta duração de "teólogos", por fim o evangelizador João Paulo II, e estamos esperando ainda para ver o que seja Bento XVI, parece que é mais teólogo do que "financista", e com certeza não é lá muito evangelizador.

Outra genialidade, que deu origem ao feudalismo, é que o "cacique papa" se elege pela "cúpula da elite da Igreja", chega lá por méritos e "reina" para todo o resto de vida. Não tem herdeiro, portanto, corrupção pessoal, nem pensar. Seu único objetivo é deixar sua "marca" em benefício da própria Igreja, e por isso é uma "multinacional" com 1.700 anos de vida!

Que tal nossos CEOs e governantes aprenderem o sistema? A "teoria política da Igreja" teve como mentor nada menos que Aristóteles, onde se confunde "sistema de governo" com sistema de socidade. A grega era escravocrata, que, cá entre nós, ainda não se mudou muito. Os "sábios gregos" não pregaram nenhuma "sociedade democrática", mas um sistema de governo com base moral na justiça das leis e na ética de escolha do melhor entre os melhores. Portanto, a base de qualquer sociedade democrática também.

Nem por isso o sistema da Igreja ficou isento da corrupção, das injustiças, etc., etc., mas isso é "do homem", não "do sistema". Mesmo sendo papa ou bispo, trata-se de um homem, apenas muito mais bem preparado para sua respectiva função, e o sistema ainda vigente no mundo, até na Igreja, é a do "cacique e do pajé", onde o segundo dá o "status divino" ao primeiro, e ambos se esmeram na estratégia de "mentir para governar". Daí a necessidade dos "top secrets". Onde houvesse as leis (sociedade democrática), não se justificariam "segredos", muito menos de Estado!

Uma colmeia de abelhas é a sociedade mais urbana e mais tecnológica que conhecemos, não há segredo algum entre as classes, apenas todas cumprem religiosamente as leis, que são perenes, justas, éticas, etc., etc. Basta que o homem comece a copiar direito o que já está pronto na nautreza há milhões de anos.

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O APÓSTOLO DO BRASIL

Na dinâmica do Reino de Deus, cujos alicerces Jesus estabeleceu há 2 mil anos, constatamos ainda hoje um mundo profundamente conturbado, marcado por sinais de morte e violência de toda natureza. Gostaria de apresentar aos queridos leitores uma figura humana imprescindível, inflamada de zelo e amor, querendo "tudo para a maior glória Deus". Pessoa profundamente marcada por uma mística a ponto de se consumir em vida, indo ao encontro dos indígenas do seu tempo, anunciando-lhes e instruindo-os pelo anúncio do Evangelho e pela catequese, sendo um referencial e patrimônio do povo brasileiro, em todas as ocasiões e circunstâncias, no decorrer da História.

Trata-se do bem-aventurado José de Anchieta, que em condições sine qua non abriu as portas do nosso imenso Brasil para que a semente do Evangelho fosse lançada, como a maravilhosa proposta do Reino Deus, ofertada ao povo brasileiro, no início de nossa História e civilização. Dos seus 63 anos vividos, e bem vividos, 46 foram na vida religiosa, como membro da Companhia de Jesus, e destes, 44 como missionários no Brasil.

Nascido na Ilha de Tenerife, no Arquipélago das Canárias, aos 19 de março de 1534, recebeu no batismo o nome de José, porque nasceu no dia deste glorioso santo. Coincidentemente, no ano de seu nascimento Santo Inácio de Loyola fundara em Paris a Companhia de Jesus. José viveu com a família até os 14 anos, quando se mudou para Coimbra, em Portugal, lugar muito importante em sua vida, onde estudou Filosofia no Real Colégio das Artes e Humanidades, um anexo da universidade, destacando-se por seus talentos, inteligência e memória raríssima e privilegiada. Foi aí que pediu para ingressar, aos 16 anos (em 1551), na Companhia de Jesus, sendo enviado dois anos depois às missões do Brasil.

Sua vida religiosa foi exemplar, distinguindo-se nas virtudes da humildade, obediência e, sobretudo, uma grande devoção a Nossa Senhora.

Ordenado sacerdote em 1566, foi escolhido para superior da comunidade de São Vicente e depois de São Paulo. Dez anos mais tarde, foi nomeado provincial de toda a missão no Brasil, revelando-se um superior de decisões sábias e seguras. Inteligente, ativo e dotado das melhores qualidades, do ponto de vista literário, dominava o tupi, língua dos indígenas, a ponto de arrancar-lhes aplausos, seja ao conversar ou escrever. Ele ainda escreveu uma gramática e depois um catecismo na língua dos indígenas. E foi agraciado com o cognome de "apóstolo do Brasil".

Dele se contam maravilhas e prodígios, através de milagres, profecias, curas e até mesmo sua proximidade e familiaridade com os pássaros e animais ferozes, o que nos faz lembrar um Francisco de Assis ou Santo Antônio. Deste extraordinário homem de Deus sabe-se que escrevia com o dedo na areia da praia e a água do mar não apagava, e também levitava em êxtase. Por fim, suas virtudes, qualidades, contribuições científicas e literárias o qualificaram de tal forma que se tornou o mais popular e venerado dos seguidores de Inácio de Loyola no século 16.

A vinda de José de Anchieta para o Brasil foi quase casual, porque se recuperava de uma grave enfermidade que o deixou abatido e com forças precárias. Ele tinha o receio de não continuar os estudos exigidos a um aluno e discípulo de Inácio de Loyola. Padre Manuel da Nóbrega, superior provincial dos Jesuítas no Brasil, desejando homens de braços e mãos corajosos para a atividade apostólica e missionária na Terra de Santa Cruz, solicitou ao provincial da Companhia de Jesus, em Portugal, que enviasse missionários com muita disposição de catequizar e anunciar o Evangelho. Entre outros, a sorte caiu no jovem José de Anchieta, que foi confortado por seu superior, e por conselho do seu médico, oferecendo-lhe a possibilidade de viajar para o Brasil, onde o clima podia favorecê-lo, chegando à sua nova pátria em 13 de junho de 1553, com menos de 20 anos de idade.

Ao mesmo tempo que com palavras inauditas encantava e atraía o povo, convertia os inimigos e pacificava adversários. Apesar do seu físico franzino, apresentava-se sempre com semblante alegre e afável, com força e coragem inabaláveis, para com tenacidade enfrentar os desafios que a missão lhe exigia.

Sempre dava demonstração de preocupação com as angústias, os sofrimentos e as necessidades da humanidade de seu tempo. A exemplo de Jesus, o Bom Pastor, ofereceu seus dons, talentos e a própria vida, desejoso de realizar na Igreja o projeto do Pai de plantar a semente do Evangelho em nossas terras, mostrando a ternura e a face amorosa de Deus, através do exercício da caridade, alimentada pela fé e pela esperança. Não procurava alienar as pessoas, mas, ao contrário, dizia que os cristãos teriam de viver o novo mandamento: "Que vos ameis uns aos outros. Como eu vos amei, amais uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns pelos outros" (Jo 13, 34-35). José de Anchieta faleceu aos 9 de junho 1597. O papa João Paulo II declarou-o bem-aventurado em 22 de junho 1980.

Suplicamos ao nosso bom Deus as graças necessárias para que nós, o povo brasileiro, a exemplo do bem-aventurado José de Anchieta, que recebeu do Filho de Deus o dom maravilhoso da fé, convidando-o a aceitar a Boa Nova da salvação por ele anunciada e, ao mesmo tempo, a dar glória a Deus, numa atitude de que esta mesma fé é o distintivo do seguidor de Jesus de Nazaré, possamos viver a nossa fé e com esperança vos servir fielmente, tudo para a maior glória de Deus.

 

Padre Geovane Saraiva, pároco de Santo Afonso http://www.paroquiasantoafonso.org.br

Fortaleza

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SANTA BAGUNÇA

E aí, padre Marcelo? Leia o relato de João 2:13-17: "Estando próxima a Páscoa dos judeus, subiu Jesus para Jerusalém. E encontrou no templo os que vendiam bois, ovelhas e pombas e também os cambistas assentados; tendo feito um azorrague de cordas, expulsou todos do templo, bem como as ovelhas e os bois, derramou pelo chão o dinheiro dos cambistas, virou as mesas e disse aos que vendiam as pombas: Tirai daqui estas coisas; não façais da casa de meu Pai casa de negócio."

Exatamente a mesma cena se repete 2 mil anos depois. Os arredores do Terço Bizantino são poluídos por centenas de comerciantes ilegais, ocupando as calçadas e invadindo a via pública. Não há condições de higiene. Só condomínio para ratos.

E a Prefeitura não vê nada de anormal.

Tudo na santa paz!

 

Axel Von Hülsen axel@provitec.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PROFESSOR MURILLO MARX

A contribuição do professor Murillo Marx para a compreensão do espaço urbano brasileiro foi ímpar. A leitura de sua destacada produção acadêmica cativa o leitor e estimula a busca do conhecimento dos processos históricos de formação das cidades brasileiras. Foi referência obrigatória para a discussão das questões urbanas. Lamento profundamente a recente perda.

 

Marco Antonio Fialho marcofialho@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ARRASTÃO EM HIGIENÓPOLIS

 

O feriado dos moradores da Rua Sabará, em Higienópolis, nesta Quinta-Feira Santa, foi movimentado. Sirenes de carros de polícia, pânico na rua, soldados em posição de combate, trânsito bloqueado, num clima de medo. Era só mais um arrastão! Católico, tencionava ir a uma igreja, mas desisti, por falta de segurança. Vou rezar em casa, pedindo a proteção de Deus, já que o governo nos abandonou à nossa própria sorte.

 

Arsonval Mazzucco Muniz arsonval.muniz@superig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESPETÁCULO LAMENTÁVEL

 

Durou pouco tempo a farsa montada para tentar comprometer a imagem do senador Aécio Neves junto à opinião pública. Logo foi constatado que o parlamentar mineiro estava sendo vítima de uma odiosa trama e que, desde a véspera da tal blitz da Lei Seca no Rio de Janeiro, vinha sendo monitorado e, logo ao entrar no restaurante onde jantou, teve seus movimentos atenta e minuciosamente acompanhados pelos executores do "infalível plano".

Aécio Neves durante o jantar, como qualquer pessoa que bebe social e civilizadamente, consumiu bebida alcoólica. Jamais esteve embriagado ou sem condições de dirigir.

Ao ter seu veículo parado na blitz, estava sóbrio, como podem atestar diversas testemunhas. Ao negar-se a ser submetido ao teste do bafômetro, procedeu como qualquer cidadão minimamente informado. Teve sua Carteira de Habilitação apreendida, não por essa negativa, mas porque o documento estava com o prazo de validade expirado.

Mas o que verdadeiramente preocupa nessa cena de espionagem, própria de uma versão tupiniquim da falecida KGB soviética, é como tudo isso pode ter acontecido num momento em que o País vive em plenitude democrática, reconhecida por toda a comunidade internacional.

"Coincidentemente", e convenientemente, tudo aconteceu poucos dias depois do pronunciamento de Aécio Neves no Senado Federal, ocasião, em que se posicionou firmemente como um opositor do atual governo, o que o elevou naturalmente à condição de um dos mais destacados nomes da oposição no cenário político nacional.

Os adversários do senador, além de demonstrarem pouca inteligência, foram apressados e protagonizaram uma cena digna de um ridículo folhetim.

Numa democracia é fundamental que se aprenda a respeitar a convivência dos contrários, fator essencial à sobrevivência do regime e às liberdades individuais a ele inerentes.

Os que concordam com o senador Aécio Neves e principalmente os que dele discordam esperam sinceramente que cenas lamentáveis como essa não se repitam mais, pois um Estado policialesco, mesmo que em versão mambembe e atabalhoada, não tem mais lugar no Brasil atual.

 

José Carlos Werneck jc_werneck@hotmail.com

Brasília

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FORA, AÉCIO

O Aécio está mais para o PT do que para o PSDB: atualmente não sabe de nada, como o Lula. E graças a ele Dilma venceu as eleições. Como muitos ratos, ele também deveria deixar o PSDB e ir para seu partido de coração: o PT . Segundo FHC, o PSDB deve encontrar seu caminho, pois está perdido. E se quiser continuar no mercado como partido de oposição, deve apoiar seus verdadeiros seguidores, como, por exemplo, o governador do Paraná, Beto Richa. Esqueçam Serra e Aécio, se quisemos um Brasil melhor, como nos tempos de FHC.

Maria Carmen Del Bel Tunes Goulart carmen_tunes@yahoo.com.br

Americano

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SEMPRE MAUS EXEMPLOS

Aonde vamos parar? Vai piorar... Quem deve cumprir a lei não cumpre e ainda possui foro privilegiado. Senador, deputado, ministro, magistrado, procurador, promotor, que chamamos de "autoridades", autoridades na desobediência legal, no envolvimento em desvios do erário, na participação em corrupção, no desacato, no desrespeito, na imoralidade, etc., etc. Como comprovação recente, de domingo até ontem, o senador Aécio Neves, o deputado federal Paulo Pereira da Silva, a promotora Débora Guerner e por aí vai... O senador com a CNH vencida se recusa ao teste do bafômetro; o deputado, ao permitir veículo da Força Sindical estacionado sobre a calçada na Av. Paulista (desacatando amarelinho), em manifestação das centrais sindicais de protesto contra o aumento da taxa de juros - média com o povão; e por último, a promotora de Justiça presa no aeroporto de Brasília, com seu marido, por envolvimento em corrupção do mensalão do Distrito Federal (José Roberto Arruda). Todos motivados pela turma do mensalão da ex-Presidência, cujo processo precisa ser julgado com urgência, para que o mal maior não aconteça. É a contaminação popular com os maus exemplos. É o reflexo da arrogância, da prepotência e da impunidade!

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RÓTULOS

Vivemos uma época marcada pela superficialidade. Quase ninguém perde alguns minutos a mais para analisar determinado assunto. O povo brasileiro, então, é vitimado por uma cultura de rótulos, como se tivesse passado a vida assistindo a comerciais da TV. Esse episódio do senador Aécio, envolvido numa simples ocorrência de trânsito, teve o condão de levantar alguns fatos um pouco abaixo da superfície do rótulo "Aécio Neves". Soubemos, por exemplo, que, embora senador por Minas, ele praticamente reside no Rio. Soubemos também do tal Land Rover, que pertence à empresa de que ele participa. Até aí, nada de mais: inúmeros empresários usam esse expediente de comprar bens, principalmente veículos, em nome de empresas para poderem fazer a depreciação contábil, na qual anualmente uma parcela do valor é descontada do Imposto de Renda, resultando que ao cabo de cinco anos o custo do bem é zerado. O importante é não se deixar levar pelos rótulos - afinal, ele entrou na vida pública firmado principalmente no fato de ser neto de Tancredo Neves; o povo aceitou esse rótulo e se deu por satisfeito. Então, durante esses oito anos de suave repouso no Senado, o povo mineiro deveria ver bem quais benefícios esse rótulo trouxe ao Estado. Se o balanço for positivo, tudo bem, caso contrário, é bom se dar ao trabalho de procurar personagens mais envolvidos com ação e menos com politicagem.

Nestor Rodrigues Pereira Filho rodrigues-nestor@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BUSÍLIS

Engano dos que fazem com Aécio uma tempestade em copo d’água. O problema do copo não é água.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESTRATÉGIA DE PODER

Com José Serra fora do Executivo (e também do Legislativo), isolado no seu partido e escanteado pelo governador paulista, quem será apontado como mentor da blitz e autor do vazamento da história do bafômetro que o senador mineiro Aécio Neves não quis soprar, dirigindo um Land Rover de uma emissora de rádio da qual é sócio? Não precisa ser um expert em política brasileira, da polícia ou da comunidade de informação para entender que a história recente e a do caso Lunus, envolvendo Roseana Sarney e seu marido em 2002, fazem parte da estratégia de poder de um grupo de um só partido. Se a história absolve José Serra, ela revela que os dossiês, dólares na cueca, quebras de sigilo e afins vão continuar existindo na política brasileira.

 

Arthur Soares arthur09br@yahoo.com

Belo Horizonte

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IRA EM VÃO

Venho com natural pasmo lendo as revoltadas cartas de leitores com relação ao irrelevante episódio em que, no Rio de Janeiro, se viu envolvido o senador Aécio Neves. Parece até que o porte de uma carteira de habilitação vencida possa macular décadas de irrepreensível atitude, tanto no Legislativo como no Executivo. Se, como consta do noticiário, mas não há confirmação, ele se recusou ao exame do bafômetro, exerceu um direito, que os tribunais reconhecem, corriqueiramente ocorrido em qualquer blitz e cuja repercussão só vai além das medidas administrativas quando o motorista é pessoa notória e é divulgada a notícia, com ou sem realce. Não será por esse fato de tão pouco significativo efeito que se haverá de menoscabar todo um passado de trabalho, com certificada honestidade e sempre em prol do povo, bem refletido no mais do que maciço apoio do eleitorado que o reelegeu governador e o levou ao Senado.

Jairo P. Gusman, jairogusman@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BRASIL ÓRFÃO

Depois que Aécio é flagrado às 3 horas da madrugada dirigindo sem habilitação e recusando submeter-se a teste do bafômetro, o Brasil sente-se órfão de políticos civicamente corretos.

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

À ESPERA DO PSD

Diante da desidratação dos dois principais partidos de oposição, PSDB e DEM - exatamente no momento em que cresce a influência do grupo de Aécio Neves na sigla tucana (será só coincidência?) -, resta a nós, os insatisfeitos com o trabalho executado pelos petistas na Presidência, esperar para que veio o tal PSD. Há quem diga que o novo partido não aderirá automaticamente à ala governista - fará o oposto: servirá como uma reafirmação dos valores liberais, outrora defendidos pelo finado PFL. Se for assim, ótimo. O Brasil, por não ter sequer um partido de viés conservador em seu cenário político, é uma anomalia entre as democracias ocidentais. Vamos ver.

Henrique Brigatte hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BEM FEITO!

Aécio Neves interferiu no DEM, com as bênçãos dos Maias do Rio de Janeiro. O resultado é que eles ficarão com um DEM fraco e esvaziado nas mãos. É bem feito!

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INFLAÇÃO, JUROS E REFORMAS

A velha cantilena do aumento dos juros, como única arma contra o fantasma da inflação entre nós, é emblemática. Urge que pressionemos nossas lideranças no sentido de operacionalizarem também outras medidas estruturais, como as reformas política, fiscal e previdenciária, entres outras, para que, com uma gestão pública mais eficiente, não fiquemos nesse eterno dilema: inflação igual a juros celestiais.

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PREJUÍZO

Petistas, se não sabiam como controlá-la, por que geraram a inflação? E agora? Agora a manteiga vai derreter. Calor, não? O prejuízo ficará com o povo brasileiro.

Nelson Pereira Bizerra nepebizerra@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FALTA COMPETÊNCIA

Itamar Franco implantou o Plano Real em seu governo, não foi FHC, como ele quer que seja lembrado. E o PT, através desta equipe econômica, vai destruí-lo, pois o ministro Mantega está bastante desnorteado. Outro dia afirmou que é muito difícil controlar o dólar e a inflação ao mesmo tempo, outra hora diz que os combustíveis não terão aumento de preço, e enquanto ele fala uma coisa os postos fazem outra, já estamos pagando gasolina a R$ 3. Como não vai ter aumento, cara-pálida?! O que podemos chamar esta variação do preço de 2010 até agora? Vocês vão ficar na História como o governo que ressuscitou a inflação no Brasil. Quem não tem competência não se estabelece!

José Mendes josemendesca@ig.com.br

Votorantim

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PREÇOS

Isso é que podemos chamar de driblar as previsões e tumultuar mercado. A Petrobrás indicando e ameaçando aumentar em 10% o preço do gás, quando, na realidade, determinou sua baixa em 9,7%. Como podem ocorrer distorções de tal amplitude?

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ACREDITAR EM QUEM?

Gabrielli, presidente da Petrobrás, diz que a gasolina vai subir, e horas depois é desmentido pelo Palácio do Planalto.

A mesma Petrobrás, anuncia oficialmente que o gás será reajustado em 10%, e novamente o governo não somente nega, mas oficialmente anuncia redução de 9,7% desse precioso produto... Parece o samba do crioulo doido!

Será que o governo não sabe que no meio dessa incompetência de comunicação existe um mercado e a sociedade a ser respeitada?!

E como tudo está confuso neste início de governo, a Petrobrás, novamente como protagonista dos desfeitos, festivamente comemora a primeira exportação de petróleo extraído de poços do pré-sal. Mas... na mesma semana aumenta a gasolina quase 5% nos postos de combustíveis. Pode?!

Se no governo anterior tínhamos um Lula falando indigerivelmente e mal, hoje, com a Dilma, o pouco dito parece não ter validade. Nós merecemos...

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMBUSTÍVEIS

 

O preço da gasolina no Brasil é a mais cara do mundo. Neste semestre passado, já houve reajustes abusivos nos postos, provocando alta da inflação.

 

Antonio de Souza D'Agrella antoniodagrella@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LIBERDADE DE GASTANÇA

 

Gostaria de saber onde que o ministro da Fazenda está com a cabeça. Primeiro, acha que toda a culpa da inflação é das commodities. Segundo, usa a contabilidade criativa para fechar as contas e depois anuncia um corte de despesas para inglês ver. Espero que a redução do rating da dívida americana mostre que estamos passando por um bom momento, que pode não ser eterno, assim não podemos brincar neste jogo. Ministro, faça a lição de casa: controle gastos, com inflação não se brinca. E seriedade!

 

Roberto Saraiva Romera roberto.saraiva@zf.com

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CADA MACACO NO SEU GALHO

O posto de ministro do Desenvolvimento, por razões políticas e de afinidade pessoal, foi dado ao dilmista de primeira hora Fernando Pimentel, que reconhecidamente não é do ramo e tem pouca afinidade com o mercado, até por seu passado antimercado. Ele acabou sendo escolhido por conveniência depois da recusa de vários empresários com expertise na área.

Em entrevista na volta de sua viagem à China e depois de uma visita de Obama em que o problema cambial foi amplamente debatido, o ministro disse que "países fortes têm moeda forte". Ou seja, ou o ministro acha que os entrevistadores acreditam nesse conceito anacrônico, ou ele mesmo acredita. E, por isso, não faz questão nenhuma dessa "moeda forte" - e na China e com os americanos a questão da manipulação cambial chinesa e americana foi ignorada.

Márcio M. Carvalho mmcoak@hotmail.com

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MEDIDAS CONTRA CHINA

Fernando "Jorge" Pimentel só terá sucesso nas medidas que estuda contra a China se convocar a tropa de seniores, ex-militantes da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), para apoiá-lo. Afora isso, não há a menor chance.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TRECHO NORTE DO RODOANEL

Finalmente a Prefeitura de São Paulo resolveu intervir no traçado do Trecho Norte do Rodoanel, inteiramente a cargo da Dersa. Talvez a explicação seja a de que agora o prefeito já pensa em disputar o governo do Estado, tendo o atual governador como seu eventual concorrente nas próximas eleições. A Prefeitura de São Paulo, pela sua grandeza, possui um corpo técnico abrangente e que conhece bem todas as áreas afetadas pelo projeto em tela e bastante capaz para opinar com propriedade sobre qual o melhor traçado para a cidade. A própria reportagem do Estadão nos esclarece que a estatal optou pelo traçado intermediário entre os três inicialmente escolhidos. Ora, este já interfere em parques, áreas verdes e bairros densamente povoados da região norte da cidade e nem quero imaginar qual seria o trajeto menor. É evidente que, dada a política absurda adotada há anos para o transporte público de passageiros e de cargas no País, o Rodoanel, apesar de todos os seus inconvenientes, até se faz necessário. Depois de tantos anos atrasado, o entorno da grande metrópole deveria, entretanto ser realizado preferencialmente pelo transporte ferroviário movido a eletricidade, com estações intermodais entre os seus segmentos. Mas não pode, entre o bem-estar da população da cidade e os interesses dos transportadores e outros que tais, serem sempre estes últimos os privilegiados. Não é crível que os responsáveis pelas escolhas desses trajetos conheçam realmente essas regiões a fundo, pois quem as conhece jamais pensaria nesse trajeto. É simplesmente um absurdo terem projetado um trajeto que vai dividir bairros densamente povoados, como os da região da Freguesia do Ó, com a agravante do acesso do Rodoanel à Avenida Inajar de Souza, principal via daquela região da zona norte. Ora, se o espírito da estrada é evitar a entrada de veículos que apenas passam pela cidade, não existe uma explicação lógica para esse trevo, a não ser o de atender a grupos, como os dos comerciantes daquela área. O traçado também dividirá o Horto Florestal do

Parque da Cantareira, já que a descontinuidade que existe entre eles é pequena e nem deveria existir, não fora o descaso com que as áreas verdes da cidade foram tratadas anos a fio. É do conhecimento de todos que a cidade de São Paulo possui um índice de vegetação per capita muito abaixo do preconizado pela Organização Mundial da Saúde e que 3 mil paulistanos morrem por ano, exclusivamente pelo teor de enxofre existente no óleo diesel, que é o combustível dos caminhões que trafegam pela cidade. A estrada não se resume apenas às suas pistas de rolamento, mas se estende às áreas adjacentes, que se degradam pela própria construção da via, do intenso barulho e da poluição ambiental que ela gera e pela inevitável ocupação ilegal do seu entorno, cuja somatória provoca uma devastação absurda da região. E isso já ficou comprovado com a construção dos outros segmentos do Rodoanel. Mas na zona norte a situação é mais grave, pela importância da Serra da Cantareira e do maior complexo de água potável da cidade. Para quem conhece realmente a zona norte, essa estrada deveria ser planejada para ser construída além do cume da serra naquele trecho. Tempos atrás, um representante da Dersa declarou ao Estadão que um percurso mais longo não atenderia aos interesses dos caminhoneiros, que simplesmente continuariam utilizando a Marginal do Tietê. Vamos ver, agora que a Prefeitura resolveu defender os interesses dos seus cidadãos, possa utilizar o seu poder de policia e proibir a passagem desses veículos, independentemente do traçado do Trecho Norte do Rodoanel.

 

Gilberto Pacini benetazzos@bol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LIBERTADORES

Anteontem foi a vez do Fluminense de manter a tradição do futebol brasileiro, vencendo, em plena Argentina, o Argentinos Juniors por 4 x 2, com direito a classificação na continuidade da Copa Libertadores. E, para desespero dos hermanos, Fred marcou o gol da classificação aos 44 minutos do segundo tempo. Foi uma vitória da raça e da classe, para fazer companhia aos demais brasileiros classificados: Santos passando pelo Dep. Táchira por 3 x 0, jogando no Pacaembu, fará companhia a Cruzeiro, Internacional e Grêmio, que também passaram para a fase seguinte, do terrível mata-mata.

Vamos ver agora quem será o campeão!

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NO CÉU

Enquanto a TV Globo transmitia o tão "aguardado" jogo entre Flamengo e Horizonte, no Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, o Fluminense fazia um jogo de "vida ou morte" pela Taça Libertadores em Buenos Aires, contra o Argentinos Juniors. É bom lembrar que somente a TV Globo pode transmitir jogos da Libertadores. "O jogo do Flamengo x Horizonte foi fantástico, maravilhoso, cheio de emoção, com uma técnica soberba e aprimorada dos dois times. Raramente o telespectador pode assistir um jogo tão espetacular como este Flamengo x Horizonte, escolhido pela TV Globo para ser o jogo da noite."

Agora, falando sério, enquanto tudo isso NÃO aconteceu no Engenhão, o Fluminense, contra tudo e contra todos, graças a uma garra impressionante, fez com que o chamado "impossível" acontecesse em Buenos Aires: venceu por 4 x 2 o jogo contra o Argentinos Juniors e se classificou para continuar na Taça Libertadores. Não é somente por eu ser Fluminense que estou escrevendo este comentário. Garanto que se fosse o Flamengo no lugar do Fluminense a TV Globo, uma semana antes do jogo, estaria dando vigorosas chamadas na sua programação, anunciando que o "Flamengo é o Brasil na Libertadores". E também tenho certeza que até os torcedores do Flamengo devem estar se questionando: "Pô, tá certo que nós somos a maior torcida do Brasil, mas daí a preferir transmitir o nosso jogo contra o Horizonte e deixar de transmitir um jogo tão importante como este do Fluminense, é dose.". Este assunto me faz lembrar uma frase do supertricolor Nelson Rodrigues: "Se o Fluminense jogasse no céu, eu morreria para vê-lo jogar".

 

Wilson Gordon Parker wgparker@oi.com.br

Nova Friburgo (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FLUZÃO

Mais uma vez contrariando todos os matemáticos, o Fluminense consegue uma classificação heroica na Argentina.

Mesmo debaixo de muita pressão e selvageria, a equipe demonstrou brio e coragem para vencer seu adversário, fazendo acreditar, mais uma vez, que as possibilidades matemáticas muitas vezes estão aquém da realidade do futebol.

O Fluzão está vivo na Libertadores.

Habib Saguiah Neto saguiah@mtznet.com.br

Marataízes - ES

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMPERADOR

E o Adriano, hein? Vai parar cinco meses. Está no paraíso. Era o que ele queria. Quá, quá, Qua...

 

Panayotis Poulis ppoulis@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FERRO-VELHO

Os atuais diretores do Corinthians são ou foram donos de ferro velho. Só compram sucata.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ADRIANO

 

Parece que o Corinthians, antes de inaugurar o seu estádio de futebol, vai se transformar numa fundação para craques obesos aposentados...

 

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OBRIGADO, SAN GENNARO

Farei novena para San Gennaro, para agradecer por ter livrado o Palmeiras de Ronaldinho Gaúcho, Adriano e Fernandão.

Luiz Henrique Penchiari luiz_penchiari@hotmail.com

Vinhedo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

__________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

KLEBER

Muito fácil para Kleber aprender como se bate pênalti. É só ficar espiando, através do muro que divide os CTs do Palmeiras e do São Paulo, o Rogério Ceni treinando.

Luiz Bianchi luizbianchi@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.