Cartas - 23/06/2010

INUNDAÇÕES

, O Estado de S.Paulo

23 Junho 2010 | 00h00

Chuvas no Nordeste

A tragédia das chuvas no Nordeste, especialmente em Alagoas, mostra a fragilidade da nossa infraestrutura e da população. Se o presidente Lula demorar para agir, como no caso do dilúvio que atingiu São Paulo, quando ele preferiu seguir suas férias carregando isopor na praia, haverá uma série de epidemias na região. A conta do número de mortos pode ficar ainda mais alta.

VALDEIR CELESTINO DE OLIVEIRA vcelestinodeoliveira@yahoo.com

Cotia

____________

Verbas contra enchentes

Vendo as imagens da destruição provocada pelas enchentes em Alagoas e Pernambuco, lembro que o ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) direcionou a seu Estado natal 48% das verbas disponíveis para o combate a enchentes e pergunto: afinal, onde foi aplicado esse dinheiro? Acredito que os alagoanos e pernambucanos têm o direito de saber e o presidente Lulla, o dever de explicar. É bom lembrar que o Rio de Janeiro recebeu somente 1% dessa verba e o desastre em Angra dos Reis deixou isso bem claro para os fluminenses. Diante deste fato, acredito que os alagoanos e pernambucanos devam ficar atentos à aplicação da verba que Lulla está pretendendo liberar para socorrê-los nesta emergência.

JOSÉ CARLOS COSTA policaio@gmail.com

São Paulo

____________

Ajuda da Fifa

Mais uma tragédia no País, agora no Nordeste, deixando inúmeros desabrigados. Felizmente, o Brasil é um país muito rico e não faltarão recursos financeiros para amenizar o sofrimento daquela gente. Basta pedir autorização da Fifa para desviar um pouco das verbas pleiteadas para construção dos estádios de futebol para a Copa de 2014.

EDSON BAPTISTA DE SOUZA baptistaedson@ig.com.br

São Paulo

____________

COPA DO MUNDO

A bola de 2014

Seguindo o comentário do leitor sr. Flavio Marcus Juliano (Quase igual, 21/6), sugiro que, além do Afana Afana que caracterizará a Copa de 2014, no Brasil, a bola dessa competição seja convenientemente batizada com o nome-símbolo daquilo que nossos dirigentes mais gostam: Jabaculê!

NEWTON DE SIQUEIRA CAMPOS newtonifyouwant@yahoo.com.br

São Paulo

____________

Instabilidade emocional

O técnico Dunga já deu vários exemplos de imaturidade e instabilidade emocional. Como pessoa pública é um péssimo exemplo para o mundo esportivo e para a sociedade de modo geral, ganhando ou não a Copa.

LUCIANO HARARY lharary@hotmail.com

São Paulo

____________

Lamentável

O ditador da CBF deve estar feliz com seu obediente e arrogante filhote. Ganhando ou perdendo a Copa, não é o time dos sonhos dos brasileiros, não está sendo dirigido por um "professor" com o mínimo de simpatia e identificação com o povo. Já a Argentina é só alegria, dentro e fora de campo, inclusive a grande figura que é Maradona: 10 a 0 para os "hermanos" em todos os quesitos.

LUIZ RESS ERDEI gzero@zipmail.com.br

Osasco

____________

Trio mordaça

Dunga, o presidente Lula e o PT, um trio que tem ojeriza colérica aos órgãos e profissionais da imprensa que são questionadores e não rezam por sua cartilha.

TÚLLIO MARCO S. CARVALHO http://www.tulhadotullio.blogspot.com

Belo Horizonte

____________

NEPOTISMO

Brasil profundo

Que ótimo, agora temos um presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) que "flexibiliza" o nepotismo nos seus cargos de confiança. O Brasil não tem sorte mesmo. Imagina-se que o exemplo de S. Exa. terá muitos seguidores, com toda a razão, aliás.

ANTONIO DO VALE adevale@uol.com.br

São Paulo

____________

Bola fora

O Brasil caminha dois passos para a frente e um para trás! A lei contra o nepotismo nos três Poderes e a Ficha Limpa levaram o País para a frente. Mas ao nomear marido e mulher para cargos no STF o ministro Cezar Peluso deu um passo para trás e sua primeira bola fora. Será que não entende que podem até ser honestos, mas o que está em jogo é a jurisprudência? Se o presidente do STF pode, por que nós também não podemos? É assim que pensarão os que a vida toda usaram e abusaram dessa prerrogativa, empregando netas(os), namorado da neta, mulher, ex-mulher, primo(a), e por aí vai. Será que Cezar Peluso ainda não entendeu a força e a responsabilidade do cargo que ocupa? Se não, é melhor entender urgentemente, antes que a farra da parentada volte a assombrar os três Poderes.

BEATRIZ CAMPOS beatriz.campos@uol.com.br4

São Paulo

____________

FUNDAÇÃO BUTANTAN

Sem apoio

O presidente da Rede InterAmericana de Academias de Ciências, superintendente-geral da Fundação Butantan e coordenador do Programa Cepid da Fapesp, professor Hernan Chaimovich, utilizando dados do ISI Web of Kowledge, apressou-se em demonstrar que a Fundação Butantan contribuiu para o crescimento científico do Instituto Butantan (Alguns dados, 22/6). Sua manifestação é louvável, porque, como raramente ocorre em nosso país, o professor Chaimovich procurou dar uma satisfação pública às graves acusações feitas pelo professor W. Beçak (Estado, 20/6). Entretanto, talvez a pressa de sua análise o tenha levado a uma grosseira interpretação dos dados, pois, assim sendo, teríamos de admitir que os trabalhos de um único pesquisador do Instituto Butantan tenham sido responsáveis por cerca de 70%-80% de todas as citações do Instituto Butantan (cerca de 150 pesquisadores) em 2008 e de 1991 a 2009. Por outro lado, se o professor Chaimovich estiver correto, é importante lembrar que o desempenho do mencionado pesquisador ocorreu sem nenhum apoio financeiro da Fundação Butantan, muito ao contrário.

A. C. M. CAMARGO, professor titular da USP, ex-diretor científico do Instituto Butantan (1997-98), membro titular da Academia Brasileira de Ciências

camargo-am@uol.com.br

São Paulo

____________

"Se o sr. Paulo Maluf declara ter a ficha mais limpa do Brasil, pergunto:

o que é uma ficha suja?"

ARIOVALDO J. GERAISSATE / SÃO PAULO, SOBRE A FICHA LIMPA

ari.bebidas@terra.com.br

"Tal qual os cientistas que clonaram a ovelha Dolly, Lula quer criar o primeiro clone político"

ALBERTO BASTOS CARDOSO DE CARVALHO / SÃO PAULO, SOBRE A CANDIDATURA DILMA ROUSSEFF

albcc@ig.com.br

"A desconcertante diplomacia lulista teria sido mesmo proativa ou pró-ativar a bomba iraniana?"

ANTONIO WUO / MOGI DAS CRUZES, SOBRE O APOIO DO BRASIL AO IRÃ

wuo.antonio@gmail.com

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.068

TEMA DO DIA

Google dá a TSE dados sobre blog pró-Dilma

Empresa é acusada de hospedar reportagens enaltecendo petista e com pedido de ajuda financeira

"A não ser para coibir financiamento com dinheiro público, não há sentido em o MP patrulhar conteúdo de blogs."

CRIS ROCHA AZEVEDO

"O público não sabe quem são os autores do blog. Em muitos outros, o autor se identifica e não vive de doações de estatais."

ISMAEL PESCARINI

"É vergonhoso um país democrático censurar o direito de expressão. O erro é fixar prazo para a propaganda começar."

LAERTE NASCIMENTO

____________

''''Cartas enviadas ao Fórum dos Leitores, selecionadas para o Estadão.com.br''''

Décadence avec élégance.

A França entrou na Copa de maneira irregular, com um gol ilegal. Depois da péssima campanha, aliás, mais uma, com apenas um gol marcado, duas derrotas e um pífio empate, acaba eliminada na primeira fase, assim como em 2002, na Copa da Coréia e do Japão. Mas feia foi a atitude, mais que antidesportiva, de seu treinador, que se recusou a cumprimentar o treinador da África do Sul. Por toda essa empáfia, tiveram a merecida lição. Allez, les Bleus!

Renato Camargo natuscamargo@yahoo.com.br

São Paulo

____________

Deus é justo

A seleção francesa - que, como disse Parreira e o restante da humanidade, não mereceu a classificação para a Copa Mundial da África do Sul - já foi para casa.

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

____________

Quem diria...

Bafana Bafana vence Franfana Franfana. Coisas do futebol!

Sergio d"Avila samvilar@uol.com.br

São Paulo

____________

Exemplos

Entre ditar regras e dar exemplos, sabe-se que os exemplos têm muito mais força na formação do ser humano. Desde criança aprendemos por imitação e assim continuamos, durante a vida, nas mais diversas situações. Pais influenciam os filhos; professores, os seus alunos; pessoas com projeção na sociedade, principalmente em cargos diretivos, influenciam seus subordinados. Assim também nosso técnico Dunga imita o comportamento do nosso técnico maior, o da pátria de chuteiras. Como ele, agride a imprensa, usa termos chulos e desrespeita seus "desafetos".

Cléa M. Corrêa cleacorrea@uol.com.br

São Paulo

____________

Bafana Bafana cai na real

Apesar da hospitalidade e alegria contagiante de seu povo, a seleção da África do Sul caiu na primeira fase da Copa.

Não sei se os bilhões de dólares investidos em infraestrutura nesse país do mundial foram compensadores, porque, se, de um lado, ótimos estádios foram erguidos, por outro, imagens das TVs mostram a todo o universo a baixa qualidade de vida, a extrema pobreza dos sul-africanos.

Já imaginaram se o Lula fosse presidente da Fifa? Certamente, e por sugestão de muitos de seus camaradas, iria instituir uma "cota" para pelo menos a África do Sul prosseguir na segunda fase.

Logicamente que é uma gozação direta ao petismo, porque o país de Mandela jamais aceitaria essa ofensa, assim como esses estúpidos que tentam desmerecer a capacidade intelectual dos negros brasileiros.

Que pelo menos este encontro com a Jabulani sirva para que dirigentes ditadores ou não, de países africanos, respeitem os mais de 500 milhões de habitantes, interrompam guerrilhas, genocídios e a corrupção, a fim de oferecer um mínimo de dignidade social aos seus povos.

Caso contrário, as esperanças dessa gente vão sempre cair na primeira fase da competição da sobrevivência...

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

___________

KYALAMI E VUVUZELA

África do Sul , apartheid, Mandela, foi a Fórmula 1 que apresentou tudo isso ao mundo, por mais de 20 anos promovendo o GP, vencido por grandes campeões como Clark, Stewart, Lauda, Prost e Mansel. Sem dúvida, as corridas globalizaram e semearam o ''fim'' da segregação racial.

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

___________

DUNGA, O VALENTÃO

Imaginem se os treinadores de time de futebol começassem a xingar nas entrevistas coletivas os repórteres e jornalistas que os criticam... Tendo em vista o futebol medíocre que os jogadores apresentam dentro do campo, essas entrevistas passariam a ser mais atraentes do que os próprios jogos. Sendo assim, o Dunga resolveu soltar palavrões contra a imprensa, principalmente contra o pessoal da Rede Globo. Profissionalmente, errou feio. Se tinha alguma coisa a reclamar contra eles, já deveria ter feito isso em alto e bom som antes de a Copa começar. Mas no meio da competição só serviu para perturbar a preparação da equipe, que já não anda lá muito bem da cabeça e das pernas. Ou será que a atitude do Dunga foi uma coisa muito bem pensada, com vista ao seu marketing pessoal? Peitar a Rede Globo publicamente, em plena Copa do Mundo, aparenta muita coragem. E a Rede Globo cooperou bastante com toda essa encrenca ao responder publicamente ao palavreado do Dunga. Era exatamente isso que o treinador queria. E a coisa ficou assim: se o Brasil for desclassificado, ou se chegar à final e perder, o Dunga vai alegar que a imprensa brasileira atrapalhou todo o seu trabalho e descontrolou os jogadores; se o Brasil for campeão, o Dunga dirá que mesmo atrapalhado pela imprensa ele conseguiu levar o time à vitória. Assim sendo, se o Brasil perder ou ganhar, o Dunga poderá candidatar-se a qualquer cargo político que será eleito com maioria absoluta.

WILSON GORDON PARKER wgparker@oi.com.br

Nova Friburgo (RJ)

___________

Exemplos

Entre ditar regras e dar exemplos, sabe-se que os exemplos têm muito mais força na formação do ser humano. Desde criança aprendemos por imitação e assim continuamos, durante a vida, nas mais diversas situações. Pais influenciam os filhos; professores, os seus alunos; pessoas com projeção na sociedade, principalmente em cargos diretivos, influenciam seus subordinados. Assim também nosso técnico Dunga imita o comportamento do nosso técnico maior, o da pátria de chuteiras. Como ele, agride a imprensa, usa termos chulos e desrespeita seus "desafetos".

Cléa M. Corrêa cleacorrea@uol.com.br

São Paulo

___________

BOTOTERAPIA

A exemplo do que o ex-ministro do Meio Ambiente Celso Minc sugeriu à candidata a presidência da República Dilma Rousseff, sugiro ao técnico Dunga que aproveite a sua estada na África para submeter-se a sessões de crocoterapia - nado com crocodilos, atividade a que se atribuem efeitos terapêuticos.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

___________

Faz parte...

Sabemos que Dunga é ranzinza, tem pouca instrução, mas de futebol ele entende. A chamada ''era Dunga'' trouxe já dois títulos ao Brasil. Ele testou vários jogadores e formou o seu ''team''. Receber críticas, não conheço nenhum técnico, desde Flávio Costa (1950), que não tenha recebido. Aliás, o Maracanazo aconteceu por falta de pulso por parte dos que eram os responsáveis pela seleção, e aconteceu o que muitos jornalistas disseram, a ''cariocada''.

Nem por isso os que perderam partiram para uma agressão contra jornalistas e críticos. Mas isso faz parte. No presente caso, a todo-poderosa Globo, que se julga dona de tudo quanto é tipo de transmissão, teve de Dunga uma resposta mais ríspida. Eu ouvi a entrevista e, sinceramente, não ouvi nenhum palavrão. Ele perguntou, não sei para quem, acho que foi para o Escobar: ''Algum problema?'' E continuou. Nesse pequeno intervalo vi seus lábios se movimentando, mas nada ouvi. E assisti a vários replays. No meu entender, até hoje, Dunga está certo. Escolheu o seu grupo e este já se classificou para as oitavas antes, como a Holanda. Assim, a Globo poderia maneirar um pouco e deixar o técnico exercer o papel para que foi contratado - e, até agora, está se saindo muito bem. Vamos torcer para que o Brasil saia de cabeça erguida. Só para completar, as transmissões do SPTV, que é a que tenho assistido, são as melhores. Galvão e Luciano do Valle estão ''por fora'', são insuportáveis. E o SPTV também é da Globo.

CARLOS EDUARDO DE BARROS RODRIGUES carlosedleiloes@terra.com.br

São Paulo

___________

DUNGA

O Dunga pôs a boca na vuvuzela?

Florisvaldo Cardozo Bomfim floriscbomfim@bol.com.br

Igarapava

___________

Simpatia

Em minha opinião, ao compararmos Maradona com Dunga, o primeiro vence, de longe, em simpatia. Triste inversão de personagens!

MARIA DO CARMO ZAFFALON LEME CARDOSO mdokrmo@hotmail.com

Bauru

___________

A mídia vai enterrar o Brasil nesta Copa

A continuarem os ataques da mídia (rádio e TV em geral) ao técnico Dunga, logo, logo o mesmo baixo-astral que se bateu sobre o time da França se alastrará sobre nossos jogadores e comissão técnica.

É SABIDO QUE JORNALISTAS FALAM O QUE QUEREM E O QUE NÃO DEVEM, E QUANDO SÃO REVIDADOS SE JUNTAM AO SEU GRUPO PARA ABATER O MAIS FRACO.

POR FAVOR, PAREM COM ESSES ATAQUES, QUE NADA AJUDAM. ESTÃO APENAS DESINFORMANDO A POPULAÇÃO E AMEAÇANDO A UNIÃO/INTEGRAÇÃO DOS JOGADORES/TÉCNICO/COMISSÃO TÉCNICA.

QUEREMOS O BRASIL HEXACAMPEÃO DO MUNDO.

Lair Bortolini de Castro Biagini lair.biagini@previdencia.gov.br

São Paulo

___________

Assédio excessivo

Kaká disse que o mesmo Dunga que é duro com os jornalistas é uma pessoa descontraída e brincalhona dentro da concentração. Acha que ele deve ter seus motivos para essa dureza. Tentando descobrir quais seriam esses motivos, talvez caiba perguntar se não seria o assédio exagerado que se tenta fazer especialmente aos jogadores mais famosos. Se não seria para evitar o que aconteceu na Copa passada, quando numa pressão desproporcional o Ronaldo Fenômeno teve um desequilíbrio emocional que desestabilizou todo o time. Parece que isso aconteceu também com a Daiane dos Santos, quando ela tinha tudo para conquistar a sua medalha de ouro na Olimpíada e acabou cometendo erros aparentemente grosseiros. Enfim, nesta nossa sociedade cada vez mais bigbrodiana a curiosidade excessiva pode estar causando grandes problemas.

Luiz Antonio da Silva lastucchi@yahoo.com.br

Ribeirão Preto

___________

Controle remoto

Nada de brigas ou xingamentos. Mudem de canal e a coisa estará resolvida. Já fiz isso de há muito.

JOSÉ PIACSEK NETO bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

___________

RUMO CERTO

Lula diz que o técnico Dunga está no rumo certo. Será que se referiu à vitórias nos dois jogos ou à língua afiada?

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

___________

Paus-mandados, vaidosos e prepotentes

As rusgas de vaidades exacerbadas transformam o Dunga em Zangado mal-educado e expõem a maneirice prepotente costumeira da Rede Globo, que se acha dona da seleção e do Brasil. Atestam, com reconhecimento de firma, o baixo nível e o baixo calão que impera neste país sob a atual regência política, futebolística e do jornalismo tendencioso, que merece todas as críticas justificadamente. O estilo "Dunga" é igual ao estilo "Dilma", ambos foram inventados, nunca estiveram qualificados para os cargos indicados, ele, pelo Ricardo Teixeira, ela, pelo Lula. Ambos são paus-mandados, mal-humorados e fugidios a entrevistas porque, questionados, não têm base moral e experiência para defender seus cargos. São iguais. Pensam não dever satisfações aos cidadãos e aos torcedores, intermediados pelos jornalistas. Confundem oportunidade gratuita sem merecimento com poder real e absoluto. Por outro lado, a Rede Globo, que se acostumou a privilégios para noticiar, expor e entrevistar celebridades por cima das demais redes de imprensa e televisão, recebe pouco pela afronta que impõe ao público - horário e modo - ao dominar o futebol e as matérias jornalísticas de governo.

Dunga é grosso e metido a macho para peitar a Globo, é grosso ao esconder a mão no bolso ao ser recebido pelo presidente da República. É grosso porque foi jogador grosso e como técnico ainda não dá para saber, porque ele está em sua primeira experiência. Vale também para Dilma, que é grossa com seus funcionários, seus colegas de governo, com jornalistas e logo o será com os cidadãos, inequivocamente. E nunca teve cargo executivo. Todos os três, juntos, bem ilustram o resultado de uma gestão por outro desqualificado moral que permite o crime generalizado por toda a Nação, seja nas salas do Congresso e do palácio de governo, seja nos movimentos terroristas no campo, na proliferação das drogas (da Bolívia?) e das armas de Exército, seja na insegurança nas ruas, na imposição de censura ao Estadão, na calada de jornalistas contundentes, no fracasso do ensino e da saúde por este Brasil afora, seja nos vexames das ações estapafúrdias que envergonham a sociedade brasileira perante todo o mundo.

O que se vê na ridícula desqualificação de Dunga, até mesmo em se portar diante de um mero microfone, é o que se verá, caso eleita, na "Dunga" da política. Já passa da hora de os brasileiros darem fim aos Dungas, às Dilmas e enquadrar a Rede Globo. Educação, comprometimento moral e competência são requisitos mínimos para um país que pretenda ser decente.

Ronaldo Parisi rparisi@uol.com.br

São Paulo

___________

Anão trocado

Ainda bem que não existe a obrigatoriedade de exame antidoping para técnicos durante a Copa do Mundo. Temo que, caso tivesse de fornecer urina, o técnico do Brasil pudesse ser pego em situação vexatória. Afinal, se depois de duas vitórias o técnico do Brasil demonstra tal instabilidade emocional, chegando ao ponto de ofender com palavras de baixo calão alguns jornalistas e até mesmo um jogador adversário, tal como fez com os repórteres da Rede Globo e com o craque Didier Drogba, da Costa do Marfim, imagine o que poderá acontecer no dia em que a seleção brasileira, sem ser bafejada pela sorte, ou pela proteção dos árbitros, vier a sofrer uma derrota. Nesse dia os jornalistas precisarão contratar seguranças! Às vezes fico pensando que, na surdina, trocaram o "anão" escalado para dirigir a equipe brasileira, deixando o Dunga no Brasil e levando o Zangado para a África do Sul. Agora, só quero ver se os dirigentes da Fifa vão deixar de lado o comportamento omisso e irresponsável que cultivam em relação à Copa do Mundo, quando a principal preocupação parece ser a contagem da ''grana preta'' que arrecadam com o evento, para chamar o feito à ordem e botar moral na casa. Ou será que só Maradona pode ser suspenso, e pagar multa, quando usa palavras de baixo calão para ofender jornalistas, tal como aconteceu durante as eliminatórias sul-americanas, quando ''don Diego'' foi suspenso e condenado a pagar uma multa de mais de US$ 24 mil por haver dirigido palavrões à imprensa Argentina, logo após a dramática classificação da ''seleção portenha'' para a Copa de 2010?

Júlio Ferreira julioferreira.net@gmail.com

Recife

___________

Sinal de alerta

Após a derrota por 7 a 0 imposta por Portugal à Coreia do Norte, é possível que ao voltar ao país toda a delegação coreana seja fuzilada. Luiz Inácio Lula da Silva precisa urgentemente acionar nossa embaixada em Pyongyang para intervir junto ao seu colega e amigo Kim II-sung no sentido de evitar tal massacre.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

___________

O "cara" é o camisa 6

Lula apareceu, domingo, torcendo na TV e usando a camisa do lateral esquerdo Michael Bastos. Por sinal, o pior jogador em campo e o único não titular jogando. Será que foi secado pelo "cara".

A seleção, que ganhou pela última vez no governo FHC, durante os oito anos de Lula, nada. Sai, seca-pimenteira, certo está o Dunga com a mão no bolso para não se arriscar.

Márcio M. Carvalho

Bauru

___________

HIPÓCRITAS !

Kafunga, folclórico goleiro do Clube Atlético Mineiro nas décadas de 1930 a 1950, afirmava que "no Brasil o errado é o certo e o certo é o errado".

Pois bem, a vibração da quase totalidade da torcida brasileira pelo gol ilegal marcado por Luis Fabiano na vitória do Brasil sobre a Costa do Marfim, que mais pareceu uma jogada de vôlei, prova que o arqueiro atleticano tinha razão.

É hipócrita o indivíduo que enche a boca para falar contra a corrupção na política, mas ao mesmo tempo endossa (e até mesmo pratica) outros tipos de corrupção.

Túllio Marco Soares Carvalho http://www.tulhadotullio.blogspot.com/

Belo Horizonte

___________

Patriotismo

O que significa patriotismo? Torcer por um grupo de jogadores de futebol? Eu vi pessoas na praia usando camisa amarela e jogando garrafas na areia. Minha vizinha joga água tratada no chão das 2 a tarde até as 6 horas diariamente, mas a família dela usam camisa verde e amarela. Na praia algumas luzes estão acesas durante o dia. Centenas de pessoas passando na frente, ninguém avisa a iluminação pública, mas torcem para o time do Brasil.

Isto se chama patriotismo? Não sabia.

Helga Szmuk helgasz@uol.com.br

Florianópolis

___________

Galvão Bueno

A campanha "Cala a boca, Galvão" nos mostrou que quando as pessoas querem algo nada pode impedi-las. O povo brasileiro uniu-se em uma única voz, clamando desesperadamente para que o famoso locutor esportivo parasse com algumas palavras e frases clichês. Entretanto, o que realmente me intriga e me deixa chateado é o fato de absolutamente ninguém reclamar nesse tom sobre nosso pífio sistema de saúde, sobre nossas cidades violentas, sobre nossa educação superficial, sobre a assombrosa corrupção que permeia a maioria das instituições públicas ou sobre nossa aproximação diplomática com países autoritários.

Luís Henrique Neves Gonzaga Marques lhngm@hotmail.com

Brasília

___________

UMA COPA DIFERENTE

A disputa seria entre uma equipe formada por políticos ficha-suja e a outra ficha-limpa (será que daria para formar uma equipe?). E os técnicos? Estes seriam os mais competentes escolhidos dentro de sua equipe. Será que a torcida (eleitores) sairia, como sai após os jogos da seleção na África, em carreatas, com bandeirolas, cara pintada, bandeiras nas janelas de suas casas e até vuvuzelaço?

LUIZ CARLOS TIESSI tiessilc@hotmail.com

Jacarezinho (PR)

___________

Limpeza

Paulo Salim Maluf: ''A minha ficha é a mais limpa do Brasil.'' Agora, vocês podem imaginar a mais suja?!

Eduardo Augusto de Campos Pires eacpires@terra.com.br

São Paulo

___________

Panem et Circenses (*)

Tenho impressão que, neste país, a coisa mais importante e que merece primazia

é o futebol - e a construção de um estádio em São Paulo para a realização da Copa do Mundo.

Neste Fórum, na edição de sábado último,19/6, o sr. Adriano M. Branco, ex-secretário, manifestou-se favorável aos investimentos na área esportiva, alegando que as obras para o empreendimento gerariam empregos e efeitos indiretos na economia.

Como é do conhecimento de todos, os serviços de saúde, como sempre aconteceu neste país, são precários. Que tal a construção de novos hospitais, gerando empregos, diretos e indiretos, para as mais diversas categorias?! Sendo que hospitais funcionam 24 horas, todos os dias, atendendo muitas vezes vítimas das torcidas organizadas, as quais, com a construção de mais um estádio,serão ainda

mais numerosas.

(*) Panem et Stadium já que a arte circense está decadente....

Rubens Colonezi rubenscolonezi@yahoo.com.br

São Paulo

___________

CBF

Está na hora de realizar uma profunda reforma na direção da CBF. Esse sr. Ricardo Teixeira está muido parecido com ditadores políticos e não larga o osso. Por que será? Os diretores dos clubes filiados deveriam propor novos nomes para arejar aquela entidade, que é muita parecida com uma ''caixa-preta''.

Ademar Monteiro de Moraes ammoraes57@hotmail.com

São Paulo

___________

Enchentes de sempre

No ano passado as enchentes foram no Piauí e no tão sofrido Maranhão.

Neste ano, em Alagoas e em Pernambuco.

O povo do Nordeste sofre sempre, com seca ou com temporais.

E os seus políticos, erradamente eleitos por esse mesmo povo, nada fazem para abrandar o seu sofrimento.

Até quando veremos a população conformada dizer que é assim mesmo, bom foi que não perderam a vida, que Deus os poupou?

Mas perdem o seu trabalho de anos, suas lembranças e esperanças.

O Nordeste, sempre castigado, não recebe nada dos seus representantes, que o digam os maranhenses, que sempre teimam em eleger os Sarneys ou seus asseclas, e os alagoanos, que sempre levam Renan Calheiros para o Senado sem nada exigir dele. Nem de tantos outros políticos que sempre se aproveitam da ingenuidade e da falta de informação desse povo.

Basta um bom palavrório, uma penca de promessas que nunca serão cumpridas e um dinheirinho via bolsa qualquer coisa.

Até quando vai haver essa exploração?

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

___________

Sugestão

Nobre presidente, ao invés de suas rotineiras viagens e de gastos internacionais com sua primeira-ministra,

sugiro que, como autor de benesses internacionais, agora o faça socorrendo de mameira efetiva nossos irmãos nordestinos, seus conterrâneos. Ainda mais em época eleitoreira.

José G. Oliveira mandarino-oliveira@uol.com.br

São Paulo

___________

CHUVAS E A CRISE ECOLÓGICA

Os estados de Pernambuco e Alagoas têm sofrido intempéries como chuvas torrenciais e enchentes.

Alguns cientistas já concordam que o aquecimento global e a crise ecológica têm

relação com as mudanças climáticas que assolam o mundo. É hora de parar para refletir sobre como está o mundo em que vivemos e qual é o mundo que desejamos para nós e nossos filhos.

Temos que mudar!

O homem está destruindo e queimando o planeta Terra, sua casa, que levou milhões de anos para ser o que é hoje. Será que somos tão insensíveis que não percebemos algo de errado?

A Terra necessita de restauração!

Que os homens sábios de planeta se unam para recriar uma mudança no pensamento devastador neoliberal, que visa o lucro como fim e menospreza o ser humano e a natureza, que são o mais importante.

Vamos rever as nossas metas e colocar a vida antes de tudo.

Assim talvez a fúria da natureza possa ser aplacada e voltemos a ter vida em

abundância.

Paulo Roberto Girão Lessa paulinhogirao@uol.com.br

Fortaleza

___________

Chuvas no Nordeste e o Código Florestal

A ''Zona da Mata'' de Alagoas e Pernambuco tem hoje menos de 3% de suas florestas nativas, resultado da ''geração de emprego e renda'' do agronegócio da cana, principalmente depois que o Proálcool foi criado. O efeito colateral é a perda de capacidade do solo de vastas áreas de absorver a água das chuvas intensas (que sempre ocorreram a intervalos regulares), rios assoreados e encostas instáveis. As consequências estão aí no noticiário. É uma pena que a imprensa falhe em notar o fato óbvio de que desastres como os vistos antes em Santa Catarina e hoje em Alagoas e Pernambuco são resultado de desrespeito ao Código Florestal e de décadas de governos fechando os olhos à ilegalidade, quando não a estimulando (caso da Zona da Mata). O Código Florestal não é uma lei para favorecer ''imperialistas estrangeiros'', como dizem alguns debilóides, mas sim para, entre outras coisas, evitar destares como os que hoje são recorrentes.

Fabio Olmos f-olmos@uol.com.br

São Paulo

___________

Amorim no desiste!

Apesar de ter dito anteontem que havia jogado a toalha no assunto acordo nuclear com o Irã, ontem voltou a tocar no assunto.

Quem é mais cabeça dura: Amorim ou Dunga?

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

___________

Cala a Boca, Amorim

A frase está muito em moda e deverá ser usada para tapar a boca do nosso grande chanceler, principalmente quanto ao projeto da solução do problema do Irã.

Não teve coragem de falar à mídia brasileira quanto ao erro que cometeu e foi dar entrevista a um jornal econômico inglês, para minimizar o impacto no governo do Lula.

Leonardo Packer leopacker@uol.com.br

São Paulo

___________

Política externa

Alguém vai fazer ''top-top'' para os srs. Lula, Amorim, Garcia & Cia.? E, por consequência, para o Brasil? Vergonha.

André C. Frohnknecht anchar.fro@hotmail.com

São Paulo

___________

"Projeção externa do Brasil"

Até que enfim um artigo sensato e equilibrado, do ex-embaixador do Brasil Rubens Barbosa (22/6, A2), sobre "como entender a crescente projeção externa do Brasil".

Aloysio Azevedo aloysioazevedo@uol.com.br

São Paulo

__________

Caso Irã - reflexão

Lamentavelmente, acho que a maioria dos colaboradores do Fórum dos Leitores ainda não percebeu que está analisando o caso Irã equivocadamente. Pois, se fizerem uma boa reflexão, vão perceber que o ministro Celso Amorim não votou a favor do Irã nem contra os EUA. O voto, na realidade, foi dado a favor da paz mundial, visto que o acordo objetivava claramente reunir os intervenientes em busca de uma solução definitiva para o problema, porque não é com sanções e outras penalidades severas que conseguiremos manter a paz, haja vista o que ocorreu no Iraque, no Vietnã e agora no Paquistão, etc. Portanto, se houve algum fracasso na tentativa, não foi do Itamaraty.

Vital Ferreira dulceevital@superig.com.br

Santos

__________

IncomPeTentes

A falácia da Dilma "sabemos fazer eles não sabem", evidentemente, é comprovada pelas recentes manobras da política externa brasileira com relação ao acordo nuclear do Irã. Só com os Estados Unidos teremos um prejuízo da ordem de US$ 3 bilhões com as exportações, fora a manutenção da sobretaxa do etanol.

José Carlos Degaspare degaspare@uol.com.br

São Paulo

__________

Protocolo Adicional

Aprecio o profundo conhecimento do professor José Goldemberg na área científica, notadamente no setor nuclear. Sempre que me deparo com a publicação de um de seus artigos, leio-os com grande interesse e admiração. Entretanto, decepcionei-me com o fecho de seu trabalho publicado na edição de 21 de junho de 2010 do Estadão: ''O Brasil, o Irã e o Protocolo Adicional'' (A2).

A posição brasileira a respeito do Protocolo Adicional, defendida por alguns setores do Estado brasileiro, particularmente o de defesa, realmente é influenciada pelo aspecto da soberania nacional - mas não apenas isso. Existem outros interesses que o ínclito mestre da ciência não está considerando, e que repercutem consideravelmente no relacionamento comercial entre os países. Não se pode admitir que desconheça as particularidades do mercado internacional de urânio enriquecido e o enorme interesse das grandes potências - que, sabidamente, influenciam as operações da Agência Internacional de Energia Atômica - em conhecer o projeto brasileiro das eficientes centrífugas da planta de Resende (RJ), que permitem o enriquecimento do urânio em menos tempo, em maior quantidade e a baixíssimo custo. Curiosamente, cientistas influenciam-se pelos benéficos efeitos de seus trabalhos para a humanidade, mesmo em detrimento dos mais significativos interesses do país que lhes serviu de berço.

O professor referiu-se a um ''nacionalismo estreito e retrógrado'', esquecendo-se do complexo, desgastante, intelectualizado e prolongado trabalho despendido pelos mais especializados setores de governo para chegar àquele posicionamento. Não foi uma decisão tomada por três ou quatro pessoas reunidas durante uma tarde. As discussões arrastaram-se por anos. Além disso, nacionalismo e soberania não aceitam adjetivação. Nem são defeitos, muito pelo contrário, são virtudes e devem ser estimulados desde a infância. As nações mais poderosas do mundo guiam-se por profundo sentimento nacionalista e defendem até as últimas consequências a sua soberania.

A propósito - e para melhor entendimento do público leitor -, o Protocolo Adicional não é adicional ao Tratado de Não-Proliferação Nuclear, mas sim ao Acordo de Salvaguardas da Agência Internacional de Energia Atômica, organização internacional criada para supervisionar o cumprimento daquele tratado.

Maurizil Othon Neves Gonzaga maurizilot@globo.com

Brasília

__________

Mais o que fazer

A não ser que seja para coibir o financiamento com dinheiro público - que, de fato, ocorre através do patrocínio de estatais -, não há o menor sentido em o Ministério Público patrulhar o conteúdo de blogs. O Ministério Público tem fatos muito mais graves ocorrendo diante dos seus olhos, e que passam em brancas nuvens. A livre manifestação ainda está assegurada pela nossa Constituição.

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

__________

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.