Cartas - 24/05/2011

A PEC DO PELUSO

, O Estado de S.Paulo

24 Maio 2011 | 00h00

Recursos e prescrição

Os juristas e advogados que se manifestaram "espetaculosamente" contra tal PEC, que visa a reduzir a impunidade e desafogar o sistema judiciário, principalmente por parte daqueles que vivem de defender os criminosos, entenderam muito bem o seu objetivo. A PEC do Peluso acaba com o "abuso do direito de defesa", com infindáveis e infundados recursos que eternizam processos nas prateleiras até a prescrição, patrocinando a "cultura da impunidade" que grassa neste país. Tanto entenderam que todos reagiram imediatamente com alarde e veemência. Crítica essa que não ocorreu da parte dos órgãos públicos, acusados por esses juristas ou causídicos de atravancar em maior parte os tribunais superiores com excesso de recursos.

SEBASTIÃO PEREIRA

jardins@oadministrador.com.br

São Paulo

________

Setor público

Se o setor público é obrigado por lei a apelar das sentenças judiciais até a última instância, e por isso é responsável por 70% dos recursos que emperram o Judiciário, que tal alterar essa lei e considerar transitadas em julgado somente as ações do poder público que tiverem sentença de segunda instância?

ALEXANDRE MARTINI NETO

amartini906@gmail.com

Rio Claro

________

Evolução

Finalmente um brasileiro íntegro e culto tem a coragem de propor que o Código de Processo Penal, no Brasil, salte da Idade da Pedra para o século 21, embora contrariando milionários interesses de festejadas bancas.

SILVIO R. BIBI MATHIAS NETTO

silviobibi@terra.com.br

Olímpia

________

Impunidade

Espero que a proposta de emenda constitucional do ministro Cezar Peluso, que ataca a morosidade da Justiça, vença o lobby de advogados que, com o discurso demagogo que a PEC fere o sagrado direito de defesa, nada mais querem do que perpetuar o nada santo "estado de impunidade".

ALEXANDRE FUNCK

afunck1@gmail.com

Bragança Paulista

________

No pântano do atraso

Os senhores da Justiça, advogados, estão alvoroçados com a PEC do ministro Peluso, que tenta abreviar o caminho e o acúmulo de processos nos tribunais. Querem manter incólume essa "mina de ouro" da advocacia que só funciona num ambiente obscuro. Brandindo elementos protelatórios, notadamente o "princípio de presunção de inocência", fazem todo tipo de negócio, beneficiando a malandragem e a corrupção no meio político. Aqueles que não querem a modernização, a simplificação e a eficiência são os mesmos que chafurdam no pântano do atraso e dependem disso para sobreviver e enriquecer e, tal como aqueles que vivem da escuridão, não deixam jamais que a luz se manifeste.

DÉCIO JOSÉ BALLES

telasballes@bol.com.br

São José dos Campos

________

CASO PALOCCI

Código Florestal

É inconcebível que o jogo político chegue a extremos como estamos observando. Para evitar a convocação do ministro Palocci para depor em comissões ou em plenário no Congresso, o partido da situação, sob direcionamento do governo, negocia a aceitação de certas cláusulas para o Código Florestal. Não discuto se essas cláusulas são melhores ou piores nem se o ministro cometeu ou não atos ilícitos, mas sim o fato de um episódio momentâneo poder ter repercussões por séculos, e de forma irreversível. Excetuando os desvarios de governantes no passado, pode-se tratar de um episódio excepcional em que um único indivíduo seja responsável por impactos significativos (para o bem ou para o mal) sobre o meio ambiente. Será que algum dia conseguiremos ter a satisfação de ver nossos políticos atuando em benefício do povo e do meio ambiente, em lugar de interesses partidários ou pessoais?

EDISON ROBERTO MORAIS

ermorais@uol.com.br

São Paulo

________

Formiguinha esmagada

Eu e todo o povo brasileiro nos sentimos como uma formiguinha esmagada. Há poucos meses houve grande polêmica em torno do aumento de R$ 5 - sim, cinco reais, isso mesmo! - no salário mínimo. E o que vemos agora? Um ministro, que na época era deputado, consegue multiplicar seu patrimônio, em valores inacreditáveis (e com direito a blindagem do Planalto). Quem tem cargo no governo sabe muito bem da norma de que não pode exercer trabalho concomitante à sua atuação pública. São uma afronta essas transgressões, um desrespeito aos direitos de todos os cidadãos brasileiros. Pior ainda a conivência. O País cresce, com o sacrifício do povo, para a "patota" usufruir. Um absurdo! CHEGA!

EVA VOLTIS

voltis@estadao.com.br

Campinas

________

Silêncio

O mutismo constrangedor do ministro Antônio Palocci a respeito das atividades de sua empresa de consultoria, alavancadora do seu patrimônio pessoal, só é menor do que o ensurdecedor silêncio da sra. Dilma Rousseff.

EDUARDO A. DE CAMPOS PIRES

eacpires@terra.com.br

São Paulo

________

ETANOL

Carro elétrico

Lendo a matéria de ontem sobre a falta de investimentos no etanol, fiquei me perguntando: esses investimentos não estariam indo para a nova tecnologia do carro elétrico? Penso que o etanol não ganhará o mundo, pois antes disso o carro será elétrico. Perdemos o bonde da História.

CARLITO SAMPAIO GÓES

carlitosg@estadao.com.br

São Paulo

________

URBANISMO

Praça 14 Bis

O subsolo da Praça 14 Bis está por um triz: lá passa um córrego que por vezes transborda, em dias de muita chuva, até a superfície - e a paciência dos pedestres também. A Prefeitura planejava fazer ali um piscinão, mas os moradores querem um túnel exclusivo para ônibus (naturalmente, ônibus não poluentes, claro!) que se cruze com uma linha planejada de metrô. O local é um completo exemplo de um problema urbano perfeitamente integrado!

ROGÉRIO BELDA

rbelda@terra.com.br

São Paulo

________

"Suspeito de corrupção? Blindagem é a solução"

ROBERTO TWIASCHOR / SÃO PAULO, SOBRE COMPORTAMENTO DO GOVERNO E ALIADOS

rtwiaschor@uol.com.br

"E Lula continua dando as cartas!"

ROBERT HALLER / SÃO PAULO, SOBRE OS COMENTÁRIOS A RESPEITO DO CASO PALOCCI

robelisa1@terra.com.br

"Lula deveria seguir a receita que passou a FHC quando estava presidente: "Ex não se pronuncia,

não dá palpites, se recolhe""

LINA PAQUALINI / PERUÍBE, IDEM

linapasq@uol.com.br

________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.386

TEMA DO DIA

Mulheres estudam mais e ganham menos

Homens têm salário 17% maior em média e alcançam os melhores postos no mercado de trabalho

"Há um elemento que explica uma parte considerável da diferença salarial no setor privado: a licença-maternidade."

VINICIUS TERSI

"Sou médica, com duas especialidades diferentes, mestrado, mas quem tem cargo de chefia é o meu marido."

MONICA TOMER

"Muito raramente uma mulher ascende por corrupção, enquanto os homens..."

MARIA DE LOURDES

________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

A PEC DO PELUSO

 

Diz o ministro Peluso, contrapondo-se ao número de recursos e à demora na execução em nossa lei processual, que, no Supremo Tribunal Federal (STF), entre 2009 e 2010, "houve apenas um caso em que se deu provimento em favor do réu". Foi o que mencionou o bem elaborado editorial do Estadão de 22/5 (A3). Pois penso que esse réu, considerado delinquente até que julgado seu último recurso, apenas ele justificaria os apelos à chamada "quarta instância". Decerto involuntário, só o erro judiciário, que findaria ocorrendo, se antes transitada em julgado a sentença, teria justificado a ida do condenado ao STF. Quem paga pelo que não fez, sem dúvida, é um peso insuportável para os que não o inocentaram.

 

Jairo P. Gusman jairogusman@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CADEIA?!

 

Se a PEC do Peluso "fosse" aprovada, o que aconteceria? Pimenta Neves, Nenê Constantino, José Roberto Arruda e mais uma infinidade de políticos corruptos, já condenados, iriam para a cadeia? Me engana que eu gosto...!

Marco Antonio R. Nunes nunesmarcelao1@ig.com.br

Pindamonhangaba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A REFORMA DO JUDICIÁRIO

Temos perto de 4 milhões de execuções fiscais tramitando no Judiciário de São Paulo. São contribuintes que, em geral, não cumpriram suas obrigações tributárias não por discordarem da constitucionalidade e legalidade dos respectivos lançamentos, mas simplesmente por falta de possibilidades financeiras para cumprir seus deveres tributários, que são massacrantes, principalmente para a pequena e média empresa. Nem sequer são embargadas e, portanto, não geram recursos que entravam a Justiça. A "emenda Peluso" solucionará esse grave problema?

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONTRA A MEDIDA

 

A respeito da proposta do ministro Cezar Peluso (STF) sobre a execução das sentenças em segunda instância argumento o seguinte. Naturalmente os mais ilustres criminalistas brasileiros são contrários à medida. Por quê? Porque ganham milhões protelando criativamente a execução de sentenças. Ao criminalista não interessa a justiça, ele busca a absolvição do seu cliente, que o recompensará regiamente.

O Brasil transformou-se no país da impunidade, atraindo criminosos de toda a América Latina porque a lei aqui é branda. Na verdade, a defesa dos sagrados direitos humanos defende muitas vezes o bolso farto do defensor. A maioria dos brasileiros também tem direitos.

Cloder Rivas Martos closir@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

'VIA RÁPIDA' JUDICIAL

Sou a favor, sim, da "via rápida" judicial, anteprojeto de Emenda Constitucional criado pelo exmo. sr. dr. Cezar Peluso, presidente do STF, somente quando figurarem a União, o Estado e o município como uma das partes sucumbidas. Pois é, são eles mesmos os maiores litigantes de má-fé ao se utilizarem dos recursos protelatórios para desmoralizar a dignidade da própria Justiça e violar assim os direitos fundamentais da pessoa humana. O indivíduo ou qualquer pessoa, por sua vez, fica à mercê dessas poderosas máquinas de nossa Federação, numa condição de hipossuficiência. Isto é, em situação inferior e de total desproporcionalidade contra a voraz e poderosa máquina da administração pública, que muitas vezes, sabendo que a sua causa é perdida contra um individuo, poderá agir com abuso de autoridade, excesso de poder e desvio de finalidade em detrimento da pessoa humana. Nesse sentido, vejam só a incoerência: o Estado exige de uma pessoa o total cumprimento dos princípios da moralidade, legalidade, honestidade, dar a cada um o bem que lhe é devido e não prejudicar o próximo. E quando uma destas figuras (União, Estado ou município) é parte perdedora de uma demanda judicial em favor de uma legitima parte individual, acabam por sua vez agindo em sentido contrário a esses princípios basilares de Justiça.

 

Marco Antonio Azkoul, mestre, doutor e pós-doutor em Direto Constitucional azkoul@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LULA E PALOCCI

 

Quando presidente, Lula notabilizou-se não tanto por seus méritos, mas principalmente por aprovar as estripulias que seus companheiro (sic) cometiam. Entre as inúmeras, cito o mensalão.

Também se destacou pelo apoio que deu a inúmeros ditadores sanguinários, dos quais se tornou amicíssimo. Mas agora Lula já não é mais presidente (felizmente) e, portanto, não tem mais o direito de se imiscuir em questões governamentais. Não obstante, pede ao governo que "não baixe a guarda" no caso Palocci. Sim, aquele mesmo da história do caseiro Francenildo.

Pesam acusações sobre Antônio Palocci de que, em apenas quatro anos, aumentou 20 vezes seu patrimônio. Até o presente momento, ele não conseguiu justificar como conseguiu este milagre.

Portanto, Lula faria muito bem se permanecesse calado, em vez de se meter onde não é chamado.

 

Adolfo Zatz dolfizatz@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HIGIENE

O criador ligou para a criatura em defesa do coisa. Entre políticos de Banânia, uma mão suja a outra.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SIMPLESMENTE LÓGICA

 

Não vão adiantar nada todas as alegações do alto escalão do governo federal, das duas Casas do Congresso Nacional e do PT, procurando descaracterizar as acusações que pesam sobre o ministro Palocci. Até o ex-presidente Lula, agora emérito palestrante, anda palestrando mais com Palocci que com os seus clientes, conforme se deduz da matéria publicada no Estadão de sábado, e já utilizando a surrada tática de acusar o PSDB pelas denúncias. Só essa particularidade nos dá uma ideia do tamanho da encrenca e o motivo do alvoroço nas hostes governistas. Não é a primeira vez que ele é apanhado tropeçando na tábua rasa da verdade. Além disso, as alegações até agora apresentadas por ele não justificam nada, ante a confirmação de que faturou alto com sua empresa de consultoria durante o seu mandato de deputado federal e com livre trânsito no núcleo do governo. Ante a lógica dos fatos, nem caberia a alegada afirmação de que não pode dar o nome de seus clientes devido a cláusula contratual. Se como deputado federal não poderia possuir a citada empresa, não poderia assinar tal cláusula, pois deveria saber que mais tarde poderia ter de prestar contas sobre o fato. Por seu lado, a empresa cliente também tinha a obrigação de saber onde estava metendo o seu nariz e, se o fez, foi por conta e risco de seus titulares. As quantias ora descobertas são de tal monta que só quem acredita ainda na cegonha e no Saci-Pererê pode crer na sua veracidade. O ministro da Justiça, do alto da sua sabedoria jurídica, declarou que aumento patrimonial não é crime. E não é mesmo, mas não nessas circunstâncias, de R$ 375 mil a R$ 7,5 milhões no período de quatro anos e com o cargo de deputado federal e á luz do artigo 54 da Constituição do Brasil. Simples assim.

 

 

Gilberto Pacini benetazzos@bol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NEFASTO

 

Sr. Lula, no mensalão do seu governo (2005), se o deputado Roberto Jefferson não denunciasse o esquema de compra dos deputados, o senhor também teria acusado o PSDB. Agora, querer defender o sr. Palocci acusando os outros, que se realmente tivessem denunciado estariam é nos prestando um favor, é um tapa na nossa cara. Então, por que não te calas?

A propósito, chamar o Franklin Martins para o caso Palocci foi para, de todas as formas, enquadrar a mídia?

 

Tania Tavares taniatma@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TSUNAMI POLÍTICO

Depois que o advogado Márcio Thomaz Bastos foi chamado pela presidente Dilma para ajudar a conter o incêndio na Casa Civil, e com o sr. Lula conclamando o partido e aliados a não baixarem a guarda, chegamos à triste conclusão de que esse tsunami é maior do que o mensalão.

 

Anibal E. V. Fillip aniverofil@uol.com.br

Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LULA ENTRA EM CAMPO

 

Lula fez questão de apoiar, para substituí-lo, uma candidata sem força política, com vista a um retorno em 2014. O feitiço está virando contra o feiticeiro. Com crises na base governista, inflação, pneumonia e logo de cara as denúncias contra o Palocci, talvez ela nem chegue até lá...

Gilberto Dib www.dib.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TEORIA DA CONSPIRAÇÃO

 

Lulla pede que governo "não baixe a guarda" no caso Palocci. E como não tem argumentos para justificar os erros de seu partido, continua apelando para as "teorias de conspiração",

acusando sempre o PSDB. Elle não percebe que a mesma desculpa sempre não cola mais. Além disso, elle não acordou ainda para o fato de que não é mais presidente. Com essa atitude de agora, faz-nos pensar que tem receio de que alguma coisa possa respingar em seu gabinete, durante

sua gestão.

É muita gente tentando proteger Palocci. É lógico que dá para desconfiar.

 

Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MEA-CULPA

A convocação de Franklin Martins e Lulla, por Dilma, para abafar o escândalo Palocci denuncia um mea-culpa do ministro. Se a presidente Dilma de fato governasse, sem as amarras dos petistas de alto coturno, bastaria chamar Palocci e fazer o que fez o ex-presidente Itamar Franco fez quando o seu assessor Henrique Hargreaves se viu envolvido em escândalo: solicitaria que Palocci tirasse licença do cargo para se defender, mesmo porque o escândalo não é do seu governo, e caso ele consiga provar por A + B que enriqueceu de forma legal e lícita, o cargo estará à sua disposição.

Assim fez sr. Hargreaves: pediu licença provou sua inocência e votou ao cargo.

Agora com toda esta blindagem, convocando os deputados e impedindo-os de entrar em suas comissões, colocando em suas portas os leões de chácara do Congresso, impedindo aberturas de CPI por parte da oposição que ainda existe, é vergonhoso e indecente! Tropa de choque!!! Todos esses atos demonstram a culpabilidade do Palocci, senão não haveria tanto desgaste para defendê-lo.

Em troca desse favorzão, o governo facilitará as excelências com emendas para assassinar o projeto em discussão do Código Florestal. Que barbaridade!!!

Onde esta a PGR, que não convoca já, e não daqui à 15 dias, Palocci para acabar com esta pouca-vergonha? Será que todos temem o PT? Cadê a OAB, que também está calada? Onde estão os brasileiros de bem, que não saem às ruas?

Brasileiros, o Brasil é nosso, e não dos petistas.

Agnes Eckermann agneseck@yahoo.com.br

Porto Feliz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REENCARNAÇÃO DO ‘CARA’`

 

O "cara", como sempre. pretende reencarnar pela cozinha; ele deve mais é tomar muito cuidado para não respingar nele, com muito mais razão, o porquê dessas palestras a custo milionário, e sempre fora do País, para empresas brasileiras interessadas estranhamente em ouvir o quê? Ou, parece-nos mais real, a cumprir o quê?

Com a palavra o Ministério Público.

Luiz Carlos Cunha luiz.cunha@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OS TRÊS PORQUINHOS

Carinhosamente, Dilma agradeceu aos "três porquinhos" quando venceu as eleições. Será que um deles teria sujado o governo? O futuro dirá, e não é questão de baixar a guarda, mas de ver com olhos naturais a realidade que desenfreia a corrupção e ameaça as instituições.

 

Yvette Kfouri Abrão abraoc@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

‘FOGO AMIGO’

 

Realmente, acredito em "fogo amigo", pois existe até no PSDB, em larga escala. No caso

do ministro da Casa Civil, Antônio Palocci, acredito piamente. Assim como no PSDB, Fernando Henrique e José Serra em uma ala e Geraldo Alckmin e a turma do Mário Covas, do outro lado, no PT existem duas alas importantes. Uma comandada por José Dirceu e a outra, do atual ministro Palocci, Marta Suplicy, Gilberto Carvalho e até o ex-presidente Lula.

Para quem acompanha o noticiário político, essa divisão é pública e notória. É por isso que acredito no "fogo amigo" engendrado por José Dirceu, plantando, no jornal a Folha de S.Paulo e até na revista Época, essas notícias do atual ministro, que o "colega" do PT não vê a hora de que ele saia do governo.

 

Olympio F.A.Cintra Netto ofacnt@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NOMEAÇÕES

Lula entra em campo para conter a crise e segurar Palocci no governo. Claro, pois quem dita as regras é ele e como tal o nomeou ministro no governo denominado "Dilma".

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NO VENTILADOR

 

Ao pedir que o governo não baixe a guarda no caso Palocci, Lula teme que se espalhe mais... no ventilador?

Angelo Antonio Maglio www.rancholarimoveis.com.br

Cotia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DEFENSOR DE FALCATRUAS

 

O homem que começou a sua carreira política como sindicalista, e com sua primeira fraude (aposentadoria), não poderia deixar de defender todas as outras falcatruas. Desde que sejam suas ou de "cumpanheiros". Agora já fora da ativa, sai em defesa do affair Palocci. E desgraçadamente não vai parar por aí.

Ulysses Fernandes Nunes Junior Twitter: @Ulyssesfn

 

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DILMA E PALOCCI

Se alguém espera alguma atitude da presidente criatura para cobrar esclarecimentos do Palocci, podem esquecer. Ele é simplesmente o representante do Lula, o mandachuva de verdade. Foi colocado na Casa Civil para gerenciar a presidente, assim como todo o Ministério. Obs: Menos nas áreas onde o Sarney é dono.

Laércio Zannini arsene@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DE VOLTA AO PASSADO

Lula voltou a ajudar a galera do mal. Os santinhos, incluindo o filho dele, ficam ricos fazendo consultoria do PAC. Eles estão ficando ricos com o Plano de Aceleração do Crescimento do Patrimônio. É tudo mentira, a elite é curpada, eles que querem cassultoria. Até o português errado eles estão aceitando para ganhar dindim.

Faz o livro com o português errado e depois tem de fazer de novo. Dindim na conta.

E o Sarney fala que está tudo correto. É claro, ele entende de consultoria. E nóis trabaia dobrado.

 

 

Tiago Homem de Melo C. e Silva tihmcs@ig.com.br

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ATITUDE COMPROMETEDORA

É muito decepcionante ver na primeira página do Estadão, em letras garrafais, o Lula da Silva defendendo o Palocci e declarar sobre seu contato direto com a presidente Dilma e o próprio Palocci. Tal matéria vem ratificar o que todos desconfiávamos: o "cara", além de comandar o desvio de verbas e nos colocar nesta situação de insegurança (num governo mentiroso), ainda continua mandando no País. Como suspeitávamos, a Dilma é um verdadeiro fantoche nas mãos do cara. Concluindo o raciocínio: o Palocci não é inocente, a preocupação do "cara" é a prova que faltava.

Mais uma vez o ex perdeu uma grande chance de ficar calado e, como de hábito, dizer besteiras.

 

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OS DISPENSÁVEIS

Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff, José Sarney, Renan Calheiros, Romero Jucá, Michel Temer, Delúbio Soraes, Paulo Maluf, todos vieram a público defender Antônio Palocci. Faltam ser ouvidos Marcos Valério, Jader Barbalho, Gim Argello, José Roberto Arruda, Jaqueline Roriz. Joaquim Roriz, Fernandinho Beira-Mar e Marcola. Eu, sendo Palocci, distribuiria nota à imprensa informando não conhecer nenhum deles.

 

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PT FACÇÃO?

Até o século 18, a Ciência Política tinha os partidos políticos e as facções como sinônimos. Hoje, a mesma ciência aponta a diferença: os partidos regem-se por "princípios" e as facções, por "sentimentos e interesses pessoais", buscando chegar ao poder para controle da máquina. Quando vemos o Palocci enlameado de novo, e os petistas e demais da "base" na operação "abafa" tentando protegê-lo, com interesses somente privados; quando lembramos a proteção aos mensaleiros, a luta para impedir a instauração de CPIs, a outorga de passaportes a familiares de Lula e tantas outras mais, não tenho dúvida de que o PT é verdadeira facção, que já tem o domínio da máquina partidária e do governo para submetê-los à sua política e a seus interesses privados. Alguém dúvida?

 

Sebastião Vanderlei Pinheiro vanderlei106@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OS SEM-SESMARIA

Eu não me surpreenderia se me confirmassem que quem vazou a informação sobre a evolução patrimonial do ministro Palocci foi gente do PT. Lembrem-se de que foi Palocci que deu equilíbrio e bom senso ao ex-presidente Lula até fazer a bobagem com o caseiro Francenildo e é com ele que temos de contar agora para evitar que raposas piores se instalem no galinheiro. Certamente há muito mais gente contrariada dentro da situação porque não arranjou uma sesmaria do que os coitados do PSDB, que ainda não reencontraram o rumo.

Aldo Bertolucci accpbertolucci@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUE GENTE MAIS DESCONFIADA!

Gente, se Dilma, Lula, Sarney, Romero Jucá, Maluf e Temer estão a defender Palocci e acreditam piamente que tudo o que ele fez foi lícito, então Palocci deve ser mesmo inocente. Não há por que desacreditar! Deixem o homem ganhar seus milhões em paz!

 

 

Myrian Macedo myrian.macedo@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ALÍVIO

Finalmente, uma boa notícia foi publicada pelo Estadão de ontem, com relação do caso Palocci: "O deputado Paulo Maluf sai em apoio ao ministro". Os brasileiros já podem respirar aliviados, porque esse apoio de Maluf, que se desmanchou em elogios ao Palocci, é sintomático. Nada como apoiar um colega em situação difícil, apanhado com a boca na botija. Com a situação de hoje no Brasil, o Al Capone seria considerado um escoteiro e teria muito o que aprender!

 

José Milton Galindo galindo52@hotmail.com

Eldorado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INTEGRIDADE

 

Conforme a matéria "Com longo currículo de escândalos, Maluf sai em apoio a ministro’ (Nacional, 23/5), o deputado Paulo Maluf declarou: "Pessoalmente, confio plenamente

na integridade do ministro Palocci". Depois dessa declaração, o ministro Antônio Palocci não vai dormir sossegado.

 

Cláudio Moschella arquiteto@claudiomoschella.net

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SÓ O MALUF MESMO...

Não acreditei no que li - macaco velho da política gosta de brincar com palavras... Maluf disse "Sou inocente de todas as falsas acusações". Ok, e das acusações verdadeiras, ele assume que é culpado?

 

Marcus Coltro marcuscoltro@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NADA MUDOU

Governo e aliados blindam o chefe da Casa Civil.

Paulo Maluf acredita na integridade de Palocci.

Gente, já está na hora de convocar o caseiro.

 

 

Gilberto M. Costa Filho marcophil@uol.com.br

Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA

 

Sobre a matéria de ontem intitulada "Com longo currículo de escândalos, Maluf sai em apoio a ministro", em nenhum momento Paulo Maluf prestou apoio ao Palocci, e sim afirmou que acreditava em sua inocência. Quando um juiz presume a inocência de um acusado, ele não está dando seu apoio a ele, e sim, garantindo um direito que lhe é constitucional. Na mesma data, Alckmin, Kassab, Temer e Dornelles disseram também acreditar na inocência do ministro, mas nenhum negou que este deverá se explicar.

Igor Willenshofer iwillenshofer@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TUCANO OU BIGUÁ?

 

Depois dessa bandalheira blindada pelo PT, começo a sentir saudades das "malufadas"... Lembram? Época em que se tinha uma oposição de fato, querendo mostrar a todos a que vieram aqueles especuladores e mutreteiros. Hoje, oposição deveria se escrever: "Oh, Posição" incômoda esta! Moluscos são fáceis de engolir, mas, parece-nos, difíceis de digerir... O PSDB deveria ter adotado como símbolo o pinguim, o albatroz, o biguá, a garça, não o tucano, que por nem sentir o que engole logo está a semear do fruto que comeu. E que fruto! A floresta está se enchendo deles. Os famosos parasitas...

 

José Jorge Ribeiro da Silva jjribeiros@yahoo.com.br

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXTRA, EXTRA!

Palocci versus floresta, onça-pintada e lobo guará! Que analogia é essa? A que ponto chegamos! Só falta dar o sinal verde, hoje, ao Aldo Rabelo que as motosserras vão cantar!

Todos os seres do mundo estão convidados, para o extermínio da bicharada da floresta.

E tudo por uma bagatela de R$ 6 milhões!

Em tempo: sem mata e bicho, não haverá mais safáris.

Que bom!

 

 

Mara Fonseca Chiarelli mara.chiarelli@ig.com.br

Mogi-Guaçu

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXÉRCITO DA DESMORALIZAÇÃO

 

E pensar que o ministro de FHC Rubens Ricupero, um dos sacerdotes do Plano Real, perdeu seu cargo apenas porque disse algumas abobrinhas inocentes com o microfone ligado. Foi detonado pela imprensa e acabou pedindo demissão. Provavelmente se sentiu culpado por ter sido irresponsável.

Não roubou nem ficou rico da noite para o dia. Acontece que naquela época a oposição era "A" oposição. Existia o PT ético em ação. O mesmo PT que hoje acabou com o significado de honra e honestidade neste país, jogando na sarjeta tudo o que foi construído desde a República. O mesmo PT que pediu a cabeça do ministro Ricupero à época sai defendendo toda forma de falcatruas feitas pelos seus principais representantes. Hoje é o caso de enriquecimento repentino do ministro da Casa Civil, por cujas mãos passa mais de R$ 1 trilhão em verbas. O PT é o exército da desmoralização, sempre em ação. Dá para acreditar neles?

 

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OMISSÃO DE FHC

 

Estarrece-me a posição passiva de Fernando Henrique Cardoso sobre o último escândalo envolvendo Palocci, altíssima autoridade do governo federal, quando, em seus dois mandatos como presidente da República, o PT não lhe deu um momento de trégua, aproveitando qualquer fato, verídico ou não, para atacar seu governo. Continuo pasmo e curioso a respeito das razões desconhecidas pelos eleitores para tamanha inércia ante escândalos da grandeza do mensalão e de tantos outros facilmente exploráveis, e com seu partido se desintegrando sem, nestes nove anos de PT, ter feito qualquer oposição pelo bem de seus eleitores ou, pelo menos, para tentar a recuperar o espaço perdido no Planalto.

 

 

Paulo Ruas pstreets@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RÉQUIEM PARA A OPOSIÇÃO

 

Mesmo sabendo que, por força da maioria esmagadora no Congresso, o governo tem como blindar ''os cumpanhero'', a oposição insiste em instalar uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para esclarecer a origem dessas consultorias prestadas pelo ministro Palocci, tão misteriosas que não podem ser divulgadas. Assim foi no caso do mensalão, dos Correios, dos dossiês, do caseiro Francenildo, da ministra Erenice Guerra e tantos outros em que a imprensa não conseguiu entrar nos seus arcabouços, mas que estão vivos e em constante processo de rapina aos cofres públicos. E não venham me dizer que em outros governos era diferente. O sistema sempre foi esse, considerando-se apenas um detalhe: jamais em tempo algum se dilapidou o erário com tamanha voracidade. Uma nuvem negra paira sobre o Congresso.

 

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O QUE O MINISTRO OFERECIA?

 

Bem, exatamente não sabemos, mas, pelo passado dele, pelos processos a que responde, podemos imaginar muita coisa, para ganhar muito dinheiro, e sabemos que ganhou (pelo menos R$ 25 milhões), a maior parte logo após a eleição de Dilma, da qual foi ele o mentor da campanha eleitoral. Esperamos que novamente tudo seja rigorosamente apurado e que ele novamente seja obrigado a deixar o governo. Lula não se daria ao trabalho de mandar blindá-lo se o que era oferecido por Palocci fosse coisa normal. Vamos esperar para ver no que isso tudo vai dar. Temos de moralizar este Brasil, a qualquer custo.

 

Carlos E. Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IGUAL

Depois do editorial "O que o ministro oferecia" (20/5, A3), se a presidente Dilma não demitir o ministro Palocci, ficará claro que em termos de moralidade e combate à corrupção seu governo será igual ao de seu antecessor.

 

 

Flávio José Rodrigues de Aguiar rsd100936@terra.com.br

Resende RJ

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ABUSO SEXUAL

 

 

O diretor do FMI e principal nome para disputar o governo da França contra Nicolas Sarkozy, Dominique Strauss-Kahn, após denúncia de que supostamente teria cometido abuso sexual contra uma camareira de um hotel de Nova York, foi algemado, preso e está sob custódia da polícia norte-americana, sendo obrigado a usar uma tornozeleira eletrônica que monitora os seus passos 24 horas por dia. Por outro lado, entre os anos de 2001 e 2004, o sr. Palocci era prefeito de Ribeirão

Preto e foi acusado de receber "mesada" das empresas contratadas pela prefeitura, além de fraudar licitações públicas. Em 2005, o mesmo Palocci viu seu nome envolvido no escândalo do mensalão. Em 2006, o caseiro Francenildo Santos Costa, acusou o então ministro Palocci de frequentar uma mansão alugada que servia de sede para reuniões de lobistas e encontros com prostitutas. Palocci, achando que o caseiro havia sido comprado pela oposição, mandou quebrar o sigilo bancário do caseiro e pela única vez se deu mal, foi demitido pela opinião pública do cargo de ministro da Fazenda do governo Lula. Atualmente Palocci está sendo acusado de aumentar em 20 vezes o seu patrimônio entre os anos de 2007 e 2011. Se nas graves acusações anteriores Palocci nunca foi sequer interrogado, agora, como ministro todo-poderoso do governo Dilma, dificilmente será ouvido. Da mesma forma que o diretor do FMI, se Palocci tivesse estuprado a camareira, num primeiro momento seria preso e algemado, mas, como os crimes que praticou foram contra toda a população brasileira e esta, há muito tempo, não tem mais a quem recorrer, o ministro Palocci, mais uma vez, não terá de dar satisfação a ninguém.

 

 

 

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESTRATÉGIAS POLÍTICAS

Quem estiver esperando a crucificação do ministro Palocci pode esperar sentado. O interesse da oposição é pressionar o governo para conseguir a fatia de poder que reivindicou e lhe foi negada.

É claro que nesse sufoco de iminente desmoralização o PT vai ceder e tudo vai ser resolvido na mesa de negociações.

Quanto ao caso Strauss-Kahn, deve ter sido patrocinado pela oposição francesa a ele: sem testemunhas, sem violência física relevante, com penalidade desproporcional ao delito. Também está claro que o ex-titular do FMI será absolvido e reembolsado da fiança após renunciar à pretensão de concorrer à presidência da França.

Carlos A. Silveira, silvercharles@uol.com.br

Alfena (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

POR QUE PAGAR AO PALOCCI?

A questão não é tanto o montante que Palocci recebeu, mas, para que finalidade essas empresas precisaram pagar a ele, quando, legalmente, qualquer um tem acesso ao governo. Acertos de dívidas com vantagens, ou de multas, informações antecipadas de concorrências, novas normas ou leis em gestação, acomodação de assuntos junto a órgãos do governo, apoio de autoridades, novos projetos de interesse da iniciativa privada - ou seja, o que de tão "caro" essas empresas conseguiram obter através de procedimentos não "ortodoxos" é o que realmente carece esclarecer. Sabe-se que a empresa de Palocci faturou R$ 350 mil mensais, segundo a imprensa. Só ela conseguiria resolver as questões?

Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SIGILO QUEBRADO

 

No ano de 2010 tive meu sigilo bancário quebrado sem a devida autorização do juízo competente, para apuração de suposta sonegação fiscal de ISS. Aliás, foram utilizadas médias e cálculos hipotéticos para a autuação. Posteriormente fiquei sabendo que realmente, no caso de indícios de sonegação fiscal e para apuração de aumento patrimonial sem a devida cobertura, a lei desobriga a autorização da Justiça para tal. Por que não fazer o mesmo no caso Palocci? Afinal de contas, todos são iguais perante a lei.

Arnaldo Luiz de Oliveira Filho arluolf@hotmail.com

Itapeva

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ACIMA DA LEI?

Se o caseiro teve de comprovar R$ 25 mil, por que o Palocci, que tem históricos em Ribeirão Preto, não deve mostrar a origem de tanto dinheiro?

Por que é do Partido dos Trapalhões? Ou do governo Dilma, o ético?

 

Antonio Jose G. Marques anjogoma@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A VERDADE VERDADEIRA

 

 

Eis a verdade verdadeira: Palocci é, mais que fixado, viciado em maracutaias e precisa, urgentemente, de tratamentos especializados! Da mesma forma que deixar de fumar ou do vício da cocaína, a volúpia por dinheiro exige sacrifícios, abnegação, acompanhamento médico e muita - mas muita mesmo - força de vontade. Por si só e por ora, S. Exa. não está preparado para tanto.

Necessita de auxílio médico e deveria ser afastado de suas honrosas funções...

Se é que lhe diminua a aflição, vai aqui meu lenimento: "Esquece-te!/ Tem por volúpia a dispersão./ Não queiras ser tu" (Cecília Meireles, "Cântico)

Não é mesmo, "presidenta"?

 

João Guilherme Ortolan guiortolan@gmail.com

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

UM CONSELHO NÃO VALE NADA

Caro ministro Palocci, seu tamanho é de Ribeirão Preto - sem nenhum desmerecimento à cidade e seu povo -, mas não do Brasil. Para a Nação brasileira V. Exa. é pequeno. Veja o caso do caseiro, nem lá deu certo... imagine agora?! Já são duas vezes em casos mais ou menos parecidos. Já está cansando a todos. Chega de insistir...

V. Exa. não tem carisma, não é simpático e é inclusive ingênuo. Políticos profissionais com quem

V. Exa. lida no dia a dia não gostam de gente assim. Vá ser médico, sua profissão, será melhor para todos nós, brasileiros, e sua família inclusive.

 

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CHANCE DE SE EXPLICAR

 

Meu grande ministro Palocci, por favor, ensine ao seu querido povo o caminho das pedras! Nunca, em nenhuma casa, se viu tanto enriquecimento em tão pouco tempo! Por muito menos, aquele pobre caseiro do lupanar, antigo guardião de cômodos devassos, teve de se explicar, defender-se como um criminoso!

Ministro, hoje o senhor está no exemplo do que existe de pior em matéria de corrupção. O senhor já foi a esperança e garantia de bem-estar para milhões de brasileiros em governo passado, simplesmente estamos lhe dando a chance de se explicar de modo convicto e racional. Lembre-se de quando era oposição, em eras paleolíticas.

Cadê sua antiga formação de sanitarista? Oswaldo Cruz deve estar como um ventilador dentro da cova!

 

Mauricio Villela mauricio@dialdata.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AJUDA AOS MÉDICOS

Como médico, solicito encarecidamente ao colega Palocci que realize palestras nos Conselhos de Medicina de cada Estado, ensinando como podemos obter a mesma relação custo-benefício nas relações com os planos de saúde.

 

Roberto Vieira robervieira@uol.com.br

Recife

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GUINESS DO PLANALTO

 

Há anos que os habitantes do Palácio do Planalto apresentam comportamentos um tanto extravagantes, desde os tempos em que Dona Marisa plantou uma estrela vermelha nos seus jardins e Lula visitou sanguinários ditadores africanos, que nada tinham a oferecer ao nosso país, mas votam no Conselho da ONU, cuja presidência Lula inveja e almeja. Depois ele conseguiu trazer a Copa do Mundo e a Olimpíada para o Brasil. Mas ultimamente as coisas estão piorando bem mais e rapidamente. Foi plantada a empresa Projeto no salão principal do palácio, com a finalidade de intermediar venda de facilidades de acesso à Presidência, para empreiteiras, empresários, através de contratos com pagamento "cash" de somas astronômicas, feitos mesmo antes de os serviços serem prestados. Afirma-se que o ministro Palocci ganhou mais de R$ 10 milhões em menos de dois meses após as eleições. Coisa para o Guinness World Records. Como dona Dilma é muito centralizadora, será que seu ministro não falou nada para ela? Por que ela não o afastou do cargo para que se pudesse defender melhor? Por que o está blindando, dizendo inclusive que o caso está encerrado? Felizmente, não está e as respostas a estas perguntas certamente não serão convenientemente respondidas e o caso vai se alastrando, queimando muitos, até gente inocente, provavelmente um mordomo será responsabilizado, já que o palácio não tem caseiro. Quanto à Copa e à Olimpíada, vai ser a alegria das empreiteiras. Quantos contratos superfaturados serão feitos e estourados por "despesas não previstas"?! Já estão faturando até com implosões de estádios. Quanto desperdício, quanto dinheiro que poderia ser aplicado na indigente saúde, na esfacelada Previdência Social, na péssima educação do ensino fundamental e básico, no combate à fome de milhões que vivem abaixo da linha da miséria. Isto não é herança maldita, já é carma.

 

João Henrique Rieder rieder@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LIVRE

 

As empresas de telefonia são as campeãs de queixas no Procon. Uma delas deve ser a Embratel, dona da marca "Livre". Esse Livre, no meu caso, significa irresponsável. Fui vítima de furto do meu aparelho dentro do Supermercado Extra. Denunciei no centro de atendimento ao cliente, que logo se eximiu de responsabilidade. Imediatamente bloqueei o aparelho, fiz B.O. e procurei a loja que fica no Largo do Pará. Mostrei o B.O. e pedi outro aparelho de modelo diferente. Isto foi no dia 13/5, com nota fiscal, pagamento à vista. Até hoje estou sem o aparelho, fazendo cobrança diária. As desculpas apresentadas pelas atendentes demonstram uma bagunça total. Não convencem. E parecem ter o mesmo modo de agir que é próprio de grande parte do funcionalismo público, que tem duas frases muito conhecidas: "Não é comigo, não me comprometa" e "não faças hoje o que puderes deixar para amanhã". A Embratel já foi estatal e suas ações, que chegaram a valer R$ 30 o lote, caíram para R$ 3, e estava a caminho da falência. Depois apareceu um mexicano rico, comprou a empresa e ela se valorizou a tal ponto que comprou também a NET. Deve ter havido interferência desses consultores do PT, como Palocci, Dirceu e outros que estão na mídia, todos devidamente blindados, como foram os do mensalão, pela interferência de Lula.

 

Francisco Samuel Fiorese samucafiorese1@yahoo.com.br

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ACORDO DE PAZ

Em carta publicada no portal do Estadão (21/5), o leitor sr. Renato Khair afirma que "fica claro que Israel não quer a paz com os palestinos". Diz ainda que Israel "não quer respeitar o direito internacional ou a boa vontade entre os povos". Os contínuos lançamentos de mísseis contra Israel a partir da Faixa de Gaza respeitam o direito internacional ou fazem parte da boa vontade entre os povos? Como pode o Hamas querer a paz com Israel se seu objetivo é exterminar o Estado de Israel? A carta termina com um "lamentável". Lamentável é o claro posicionamento antissemita do missivista.

 

 

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.