Cartas - 24/06/2010

NOVO TREM DA ALEGRIA

, O Estado de S.Paulo

24 Junho 2010 | 00h00

Salários do Judiciário

Pagar quase R$ 9 mil/mês a um contínuo e R$ 33 mil a um analista judiciário explica por que a maioria dos processos no Brasil fica por conta de Deus, no Juízo Final. Não dá tempo para trabalhar, pois gastar todo esse dinheiro consome todo o tempo desses felizardos! De qualquer maneira, a justiça dos homens é falha mesmo... E a Receita Federal está afiadíssima para suprir os 4,8% do PIB que são desperdiçados com nossos "servidores" da União (ante 1,2% em investimentos).

AIRTON MOREIRA SANCHES moreira.sanches@uol.com.br

São Paulo

_____________

Ficha ética

Esse projeto de iniciativa do Judiciário que propiciará salário de quase R$ 9 mil a um copeiro demonstra o quanto esse Poder está comprometido com o Executivo e o Legislativo num conluio criminoso contra o cidadão comum, pagador de impostos! Deve-se cogitar de um projeto de iniciativa popular de ficha ética para os ministros do STF!

EUGÊNIO JOSÉ ALATI eugeniojosealati@yahoo.com.br

Campinas

_____________

E os aposentados...

O projeto de reajuste salarial dos integrantes do Judiciário, pelo qual um copeiro vai embolsar simplesmente R$ 9 mil, é uma afronta à moralidade pública. Enquanto isso, os aposentados, muitos com curso superior, recebem uma remuneração vergonhosa, verdadeira esmola do Executivo!

ALOISIO PEDRO NOVELLI celnovelli@terra.com.br

Marília

_____________

Isonomia

Se todos são iguais perante a lei, creio que todos devem receber o aumento dado pelo Lula aos aposentados, 7,2%. Senão eu também quero aumento de 56%! A lei tem de ser igual para todos.

OSÓRIO DE LARA NETO osorio.lara@odontolara.com.br

Piedade

_____________

Nepotismo

Como o ministro Cezar Peluso (presidente do Supremo Tribunal Federal) pode julgar alguém, se ele mesmo quebra as regras? A desculpa de que contratou pessoas honestas é a mesma dos parlamentares quando apanhados praticando nepotismo descarado! Concursos já!

SERGIO APARECIDO NARDELLI sergio9@ig.com.br

São Paulo

_____________

TRAGÉDIA NO NORDESTE

Haiti

A burocracia atrasará um mês o socorro federal a Pernambuco e Alagoas. Será que essa mesma dificuldade na tragédia do Nordeste ocorreu na ajuda aos flagelados do Haiti?

LUIGI VERCESI luver44@terra.com.br

Botucatu

_____________

Para o Haiti a ajuda foi a jato, para o Nordeste vai de jegue!

ALBERTO B. C. DE CARVALHO

albcc@ig.com.br São Paulo

_____________

Morte e destruição

Alagoas e Pernambuco, 115 mil desabrigados. O que podemos fazer? Tudo que é nada! O governo federal não assume esse quadro de morte e de destruição. Não adiantam R$ 100 milhões e, pior, em um mês. Os Ministérios das Cidades e do Planejamento chegaram atrasados, como em Niterói e no Rio. Esses governantes só acreditam que temos miseráveis após a catástrofe instalada. É impossível acreditar que as ações rápidas de socorro não possam ser do nosso glorioso Exército, sem ordenanças especiais e tardias. Aquilo que é denominado "defesa civil" é uma piada nacional, com objetivo eleitoreiro.

JÜRGEN DETLEV VAGELER vatra_ind@yahoo.com.br

Campinas

_____________

A cigarra e a formiga

Enquanto a solidária população do Sul e do Sudeste se mobiliza para ajudar os flagelados das enchentes no Nordeste, uma enxurrada de irregularidades ocorre por lá. Como sempre, dinheiro para a festança (circo) não falta, já para o pão... As tradicionais festas juninas nordestinas estão na mira do Ministério Público Federal. Há pelo menos 13 investigações em andamento sobre irregularidades na aplicação de verbas. Os recursos destinados às prefeituras são do Ministério do Turismo e só este mês foram liberados R$ 14,9 milhões para as festas. Deste valor, R$ 13,8 milhões são referentes a emendas parlamentares. As denúncias apontam fraude e direcionamento nas licitações, o alvo são os contratos assinados pelas prefeituras com as empresas que organizaram as festas juninas de 2007 e 2008. Como a fábula da cigarra e da formiga, sem se preocupar com o amanhã, as cigarras dançaram ontem e hoje esperam ajuda das formigas. É o Brasil, um país de tolos!

MARIA ELOIZA ROCHA SAEZ m.eloiza@gmail.com

Curitiba

_____________

COPA DO MUNDO

Bill Clinton

O reizinho deve estar bufando de raiva por saber da presença de Bill Clinton na Copa. Só que Clinton paga as suas despesas e o reizinho quer ir e levar toda a tropa à custa do povo brasileiro. E aí vão mais alguns milhões...

ITALO POLI JUNIOR polijau@terra.com.br

Jaú

_____________

Aeroportos

Para quem já frequentou rodoviárias quando estudante, a sensação ao chegar a Guarulhos ou a Congonhas é de ter voltado no tempo. Um governo federal desgovernado que só pensa em eleição não vai resolver o problema. O governador Alberto Goldman deve agir rápido, porque um aeroporto não brota do chão da noite para o dia. Aliás, os governadores devem se unir para não pagarem mico na Copa de 2014.

MIREL GONÇALVES SOUZA mirelgsouza@yahoo.com.br

Santos

_____________

Sorte

Sorte do Parreira ter seu cumprimento recusado. Em certas coisas só se põe a mão por descuido.

A. FERNANDES standyball@hotmail.com

São Paulo

_____________

Bafana Bafana

A desclassificação da África do Sul, na primeira fase da Copa, materializa o desejo de Nelson Mandela, que queria não uma seleção campeã, mas uma nação campeã.

OTÁVIO SHIMODA otavioshimoda@hotmail.com

Registro

_____________

"Quando vai abrir inscrição de concurso para copeiro do Judiciário?"

JANKIEL BREZ / SANTOS, SOBRE O PROJETO DE LEI 6.613/2009

pebrez@hotmail.com

"Uma verdadeira ofensa à Nação o projeto de reajuste dos funcionários do Judiciário. É abusar demais da carneirada brasileira"

EUCLIDES ROSSIGNOLI / ITATINGA, IDEM euros@ig.com.br

"Estará o Dunga confundindo seriedade com mau humor, a exemplo de outros líderes?"

CESARE MOROSINI / GUARULHOS, SOBRE O COMPORTAMENTO

DO TÉCNICO DA SELEÇÃO

cesare@listasinternet.com.br

_____________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.654

TEMA DO DIA

Ibope dá vantagem a Dilma sobre Serra

Pesquisa apura 40% para a petista contra 35% do tucano; é a 1ª vez que o instituto detecta tal cenário

"Não deixa de ser uma surpresa. Se ela não for a sabatinas e debates, deve ganhar a eleição. Se abrir a boca, está ferrada."

CARLOS VAZ

"Cadê o Serra? Cadê o Serra? Por que vocês acham que o Aécio caiu fora? Serra fez o PSDB perder essa eleição."

LEONARDO FURTADO

"Ainda é grande o número de entrevistados que disseram ao Ibope não saber em quem vão votar: 40%! É muuuita gente."

CRIS ROCHA AZEVEDO

_____________

''''Cartas enviadas ao Fórum dos Leitores, selecionadas para o Estadão.com.br''''

Pobre eleitor pobre!

Aquele que votou no ''cara'' pela falácia enganatória, mentiras ou algumas bene$$e$, aquele mesmo que o ''cara'' após sete anos de (des)governo iria tirá-lo da m..., continua sendo o mais pobre e o que mais sofre pela incompetência e retenção de verbas que obrigatoriamente devem se repassadas aos Estados pela Federação para prevenção de problemas naturais. Como exemplo, as fortes chuvas desde o final de 2009 até os últimos dias, que começaram por Santa Catarina, depois São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e, mais recentemente, Pernambuco e Alagoas, com inundações e deslizamentos de encostas, causando inúmeras mortes, desabamentos, destruição de moradias e cidades, com grande número de desalojados e desaparecidos, perdas irreparáveis. O pobre perde tudo do pouco que possuía. Será que o ''cara'' e os seus ''apadrinhados militantes do esquema'' vão ter o desplante, a ousadia, a audácia de novamente pedir VOTO ao pobre? Pena que uma grande parte do humilde povo brasileiro, com pouca escolaridade e sem acesso a quase nenhum meio de comunicação e informação, nem imagina que o maior causador dessas ''desgraças'', que poderiam ser evitadas ou menos graves, é o mesmo que pede VOTO há mais de 20 anos até os dias de hoje, usando subterfúgios mentirosos para dizer o que não faz ou omitindo o que deixou de fazer. A verdade sempre faz MAIS E MELHOR. Todo brasileiro precisa saber, principalmente o pobre eleitor pobre!

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

_____________

É melhor remediar?

O presidente Lula e seu governo dão mais uma demonstração da sua "vocação democrática e republicana". Não fazem distinção entre aliados e adversários políticos com relação à distribuição de verbas, principalmente as de prevenção e preparação para desastres. É solidário, pela ausência, principalmente nas tragédias causadas pelas chuvas, tanto no Rio de Janeiro (PMDB) e Santa Catarina (PMDB) como em Alagoas (PSDB) e Pernambuco (PSB). Quem responsabilizar pelas mortes, sofrimento e destruição? O governo anterior?

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

_____________

OS BASTIDORES DA TRAGÉDIA

Apesar de ser cada vez maior o número de catástrofes climáticas no País, a verba destinada ao Programa de Prevenção e Preparação para Desastres foi cortada em 55% no Orçamento de 2010. Além do mais, o Ministério da Integração Nacional, que gerencia esse programa, gastou apenas 14% do que tinha direito. O

mais vergonhoso e inacreditável de toda essa história é que a Bahia, sem histórico ou análise de risco justificáveis, foi o Estado mais favorecido (64,6% do total das verbas) na gestão do ex-ministro da Integração Nacional

Geddel Vieira Lima (PMDB), que vai concorrer ao governo baiano.

Alagoas, que teve áreas arrasadas pela chuva, não recebeu um centavo da

verba. Pernambuco, que também teve regões muito atingidas pela tromba

d''água, recebeu menos de 1%. A política do presidente é a de sempre:

deixar a tragédia acontecer para depois aparecer como o grande Salvador

da Pátria. Lula deu R$ 100 milhões para cobrir despesas urgentes

com a catástrofe. Em Alagoas, no meio de cidades arrasadas, procuram-se

os desaparecidos que foram carregados rio abaixo. O mesmo acontece em

Pernambuco. Enquanto isso, na Bahia, Dilma faz acordo para subir no

palanque de Geddel, que deve ter distruibuído nos

seus redutos eleitorais a verba de prevenção contra chuvas que poderia

ter salvo dezenas de vidas em Alagoas e Pernambuco.

WILSON GORDON PARKER wgparker@oi.com.br

Nova Friburgo (RJ)

_____________

Irresponsabilidade Inconsequente

Esse governo, que diz que faz, só fala. Na realidade, não faz quase nada além de enganar a grande parcela do povo ignorante. Vejamos a situação do Nordeste com as últimas chuvas. Parte das cidades de Pernambuco e Alagoas está em verdadeira calamidade, pessoas que não tinham quase nada perderam o pouco que restava e o principal culpado é o governo federal, que, diferente que sempre diz, não fez a lição de casa, enviando as verbas essenciais para evitar tais castrátofes, humilhando cada vez mais esse já sofrido povo nordestino. Que são os seus principais eleitores. Acorda, Nordeste!

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

_____________

ENCHENTES NO NORDESTE

O nosso presidente (?) Lulla da Silva pediu donativos para as vítimas das últimas enchentes no Nordeste e claro que nosso povo generoso que é vai contribuir para as vítimas. Mas no Estadão a manchete do caderno Cidades de ontem é que o Ministério da Integração Nacional destinou 1% para Pernambuco, nada para Alagoas, enquanto o Estado da Bahia, do ex-ministro Geddel Lima, recebeu simplesmente 57% das verbas destinadas a todo o Brasil. Sabemos que os Estados com tradicionais catástrofes pluviométricas são SP, RJ, SC, MG, AL, MA, e por isso solicito que o nosso ético Estadão, de que muito me orgulho de ser assinante há mais de 35 anos, publique os valores e os índices que cada Estado recebeu do governo e, se possível, quais os Estados que mais sofrem nos últimos dez anos com essas adversidades.

Wilson Lino wiolino@yahoo.com.br

São Paulo

_____________

Placar 57% x 1%

Para o bom baiano, guarda-chuva enorme. Sombrinha estreita para o flagelado pernambucano. Nada para o alagoano.

É o Ministério da Desintegração Nacional partilhando!

Antonio Wuo wuo.antonio@gmail.com

Mogi das Cruzes

_____________

Burocracia

Para perdoar dívidas de países africanos, financiar metrô para a Venezuela, fazer empréstimo ao FMI, dar ajuda à Grécia, o dinheiro sai na hora, mas para ajudar brasileiros vítimas de enchentes o ''governo admite excesso de burocracia''.

Mais uma maneira do jeito PeTralha de (des)governar.

Guto Pacheco daniguto@uol.com.br

São Paulo

_____________

Só em um mês?!

Com toda aquela destruição, com todos os desabrigados, desaparecidos, pessoas apenas com roupas do corpo, sem comida, sem água potável, sem medicamentos, e a ajuda federal só chega em um mês?

Quanta insensibilidade e irresponsabilidade!

Esperamos que não aconteça como no Sul, quando parte das doações não foram entregues, apodreceram em depósitos ou foram desviadas.

Presidente, faça o que tem recomendado a outros, isto é, vá ao local e pise no barro.

Alvaro Salvi alvarosalvi@gmail.com

Santo André

_____________

DESBUROCRATIZAR É PRECISO

Não há como não se reconhecer a franqueza com que o assunto ''enchentes no Nordeste'' foi tratado pelo ministro Paulo Bernardo, do Planejamento. Foi enfático ao declarar que a burocracia estatal é que faz com que demore a remessa de verbas para os flagelados e dessa maneira não existe outra solução senão nós, brasileiros, sermos solidários com essa pobre gente atingida por tão lamentável tragédia e, independentemente do governo, ajudarmos o mais rápido possível. Que as Defesas Civis de todo o Brasil tratem desse assunto como se fosse em seu próprio município e remeta para lá todo tipo de ajuda. E o ministro Paulo Bernardo que cuide rápido de destravar essa terrível burocracia, o que, aliás, já anunciou.

JOSÉ PIACSEK NETO bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

_____________

IRRESPONSABILIDADE DE LULA

Já que Lula trombeteia tanto que ajuda à classe menos favorecida, apoiando-se somente nas migalhas do Bolsa-Família, seria bom que o povo tomasse conhecimento de uma comparação de quanto ele ajudou no exterior e de quanto ajudará os Estados, agora devastados, de Pernambuco e Alagoas. Só para ajudar a Grécia doou quase R$ 600 milhões, perdoou dívidas de R$ 1,6 bilhão e agora se dispõe a doar R$ 250 milhões para a Faixa de Gaza, além das 270 mil toneladas de alimentos que vai distribuir lá fora, incluindo Bolívia e Palestina. Assim, atrás de votos lá de fora que se transformam em doce ilusão, despreza aqueles que lhe deram votos aqui dentro. Paparicado pela imprensa e bajulado por seus eleitores, ficou nervosinho em Belo Monte, agrediu estrangeiros como "gringos", mas ainda não se dispôs a visitar a região atingida - como sempre, o eterno ausente diante de todas as tragédias pelas quais o País tem passado.

João Roberto Gullino jrgullino@oi.com.br

Petrópolis, RJ

_____________

Povo acordando

Para quem inaugura poste, inaugurar um terreno baldio é mais uma armação do presidente Lula para usar as imagens na campanha eleitoral. A governadora foi vaiada por cerca de 10 mil pessoas e um boneco de Lula foi queimado em protesto contra a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte. Aos gritos, o povo pedia saúde e educação, barragem não. Será que os paraenses estão acordando para a realidade?

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

_____________

Eleição presidencial

Dilma subindo, Serra descendo. Por enquanto, tudo dentro do script. Serra mesmo diz que esta não será uma eleição nada fácil. O candidato está sendo benevolente. Será quase um milagre vencer, pois tudo, sobretudo a cobertura da imprensa, luta a favor de Dilma. Ao que tudo indica, as urnas eletrônicas também serão dilmistas. Para bom entendedor, pingo é letra.

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

_____________

IBOPE

Lá vai o José descendo a serra...

FRANCISCO LISBOA lisboa.francisco93@gmail.com

Curitiba

_____________

Pesquisa

Só tem uma saída para José Serra: cair fora do páreo.

SIZENANDO ALVES alves.salves.sizenando58@gmail.com

Florianópolis

_____________

ARRELIA

Diversos fatores contribuíram para o avanço de Dilma: Serra não é unanimidade em São Paulo, o PSDB é o partido dos indecisos com medo que denunciar a corrupção de Lula, e vai piorar, Aécio já pulou fora. Mais uma vez um paulista sozinho com cara de palhaço.

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

_____________

Salto alto

Preparem-se para a partir de 2011 nos habituarmos com camisas vermelhas e rotineiras visitas do chefe Chávez e respectivo bando bolivariano nos ensinando como viver...

Esses inaptos, mas ditos inteligentes políticos de salto alto, apesar de todos os escândalos

do atual governo, estão conseguindo perder uma eleiçâo ganha. O centro e a direita (que representam 54% do eleitorado) continuam ignorados, sem ter em quem votar. Conseguiram nos jogar nas mãos de vagabundos profissionais.

Adilson J.Mencarini adilsonmencarini@uol.com.br

Guarulhos

_____________

Lavagem cerebral

Apesar de petistas e peemedebistas estarem soltando foguetes, acredito que a maioria do povo brasileiro ainda vai perceber durante a campanha eleitoral e principalmente nos debates, onde marqueteiros têm influência limitada, que a candidata Dilma Rousseff não está suficientemente preparada para ser a primeira mulher presidente do Brasil.

Marina Silva tem muito mais experiência e história que Dilma, mas mesmo ela também não está madura para tal tarefa.

Com uma campanha midiática intensa há mais de dois anos, extremamente nacionalista e ufanista (quem diria, o PT repetindo os militares?), patrocinada por todas as estatais e ministérios do Estado brasileiro, ou seja, com dinheiro público, o partido do presidente faz uma lavagem cerebral na cabeça de uma massa de pessoas de boa-fé, no entanto, desinformadas e habituadas ao autoengano. São as mesmas que elegeram Collor.

Mas espero que o Brasil esteja realmente vacinado contra ilusões e antes da meia-noite de 3 de outubro a maioria dos brasileiros prove que não aceita mais ser enganado.

Sandro Ferreira sandroferreira94@hotmail.com

Ponta Grossa (PR)

_____________

Dilma não é Lula

Esta última pesquisa CNI/Ibope mostra que, se a eleição fosse hoje, Serra seria derrotado por Lula.

Não existe outra leitura a ser feita dessa pesquisa, depois da famosa declaração de Lula: "Meu nome é Dilma."

Competir com Lula, com os elevados índices de aprovação e popularidade, além do uso e abuso da máquina governamental a seu favor, fica muito difícil.

Serra precisa convencer os eleitores brasileiros de que Dilma é Dilma, não Lula, e usar os debates e o horário da propaganda eleitoral para deixar bastante claro que ele é o melhor candidato.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

_____________

De competência

Dilma disse em Salvador que ela sabe fazer, enquanto os outros, não. Resta saber o que ela sabe fazer. Guerrilha?

Gilberto Lima Junqueira glima@keynet.com.br

Ribeirão Preto

_____________

Sabem o quê?

É, em Salvador (BA), o papel carbono travestido de candidata disse: ''Sabemos fazer e eles não'' (22/6, A10). Sabem fazer o quê? Aumentar o cabide de empregos para os ''cumpanheiros'' sindicalistas e outros mais, ressuscitando ''esqueletos'' como Eletrobrás, Telebrás e seguradoras? Criar mais Ministérios, secretarias, empresas para acomodar seus ''chegados'' antes que possam perder as ''boquinhas'' com a troca de governantes, após as eleições? Estão privatizando o Brasil... para eles mesmo. Se tudo foi ela que fez, para que precisavam de outros ministros ou ministérios? Ainda sobre o tal ''discurso'', para que contar vantagem sobre ter reserva em dólares maior que a dívida externa, se isso está acontecendo é em grande parte com a entrada de dólares como capital especulativo, aplicações externas em papéis do governo, que à custa do enorme endividamento interno paga altos rendimentos. O Brasil, sem poupança interna suficiente para investir mais do que o mísero 1,5% atual, está se endividando. Em reais. A conta já chega a R$ 1,5 trilhão. Sabem quantos zeros depois do 1,5? DOZE! Impagável. Enquanto a dívida em dólares tem custos menores e prazos maiores, o Brasil paga juros maiores em papéis internos, grande parte com vencimento a curtos prazos! E haja dinheiro para pagar! Pobre Brasil!

Éllis A. Oliveira elliscnh@estadao.com.br

Cunha

_____________

Blindagem ou camuflagem?

Fica difícil esconder o medo do PT de expor sua candidata a sabatinas e debates. Na verdade, esse receio tem fundamento: Dilma Rousseff tem demonstrado despreparo e vacilação quando precisa responder de improviso a perguntas de jornalistas. A impressão é que tal blindagem visa a controlar deslizes que possam comprometer a imagem que está sendo cuidadosamente construída pelo partido do poder, com jeito de camuflagem. Mas... ''ninguém melhor se engana quando consente que o engane os outros'' (José Saramago - 1923 a 2010).

ELIANA FRANÇA LEME efleme@terra.com.br

São Paulo

_____________

FÁBRICA DE DOSSIÊS

Serra é acionado na Justiça por ter afirmado que é usual no PT a prática de fabricar dossiês.

Falou mentira o sr. Serra? Caluniou?

Ora, ''vá se catar" sr. Dutra. Cara de pau!

Walter Duarte duartecont@globo.com

São Caetano do Sul

_____________

Dilma x MST

Agora dona Dilma diz que, se eleita, não tolerará invasões de terras!

Tá bom, vai o quê, então, só apoiá-las?

Faz-me rir...

Paulo Boccato pofboccato@yahoo.com.br

São Paulo

_____________

POSTE FALA?

''O sucesso de Lula também é o meu'', diz Dilma Rousseff (El País, Fernando Gualdoni, Madri, Espanha).

E depois dizem que poste não fala. Como Lula deu a entender: "Na cédula eleitoral meu nome é Luiz Inácio, mas podem me tratar por Dilma", votem em mim.

L. A. B. Moraes labmoraes@uol.com.br

Santos

_____________

Seis ou meia dúzia?

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou multa de R$ 7,5 mil aplicada ao presidente Lula por propaganda eleitoral antecipada em favor de Dilma Rousseff (será a quinta?). Já o Ministério Público Eleitoral (MPE) recorreu e pediu que a multa seja aumentada e estendida a Dilma. Na sequência, o ministro Marco Aurélio Mello apoiou o MPE e defendeu o aumento da multa para R$ 25 mil. Enquanto isso, o presidente e sua candidata, atentos às pesquisas, acham graça. A lei existe, mas, na prática, temos um triste ''leilão'' de quem multa quantos e multa mais. Assim, nosso representante maior vai continuar reincidindo no abuso da lei e fica tudo no valor da multa e quem recebe. Que pobreza! Pobre regime eleitoral! Pobre democracia! Pobre Brasil!

Silvano Corrêa scorrea@uol.com.br

São Paulo

_____________

Vaga de copeiro no Supremo

Soube pela mídia que o STF vai pagar até R$ 8.400 a copeiro e, então, venho me candidatar ao referido cargo. Tenho 63 anos (um pouco fora da idade ideal, mas, sabem como é, não? A gente precisa!). Manco um pouco, é verdade, por ter ficado sentado por mais de 30 anos a uma mesa de escritório, exercendo a função de datilógrafo. Como prêmio, hoje sou aposentado pelo INSS e percebo a vasta quantia de R$ 1.415 por mês. Agora vai ser um pouquinho mais, graças à bondade do nosso chefe e guru, que nos concedeu, sem muita objeção, 7,72% de aumento. Que alegria! Mas mesmo assim, tenho de cuidar de dois netinhos gêmeos de 9 anos, porque os pais têm de trabalhar para ganhar o suficiente para sustentarem a si e a eles. É que mesmo os dois trabalhando eles não têm como pagar uma escola de tempo integral, nem alguém que tome conta deles. Então, preparo pra eles o café da manhã, o almoço, e os levo e vou buscá-los na escola. Se os pais atrasarem, tenho de preparar e servir o jantar. Como veem, tenho habilidades para serviços domésticos em geral, de modo que como copeiro não terei nenhuma dificuldade. E até pensei que devo ficar bem com o uniforme para exercer a tal função. Ah, não precisam me pegar R$ 8.400. Por favor, o que é que isso?! É muito dinheiro! Se me concederem uns 2-3 mil reais estará de bom tamanho e eu ficarei feliz e agradecido. Pois assim, pelo menos, a mãe dos meus netos não precisará mais trabalhar e poderá cuidar melhor deles. Se houver interesse, favor se porem em contato. Grato.

Carlos Vicente Boccia. cavibo@gmail.com

São Paulo

_____________

Aumento do Judiciário

O aumento de 56% que o Judiciário pleiteia é um acinte ao povo brasileiro. Será que não percebem que há pouco os aposentados foram humilhados com um miserável aumento de 7,7%? O que há? Acham que é festa e que o contribuinte é o grande otário assistente desse vil proscênio? Se trabalhassem... mas nem isso fazem. Ora, lavem o rosto, olhem-se no espelho: já ganham uma fortuna, sem mencionar as inúmeras vantagens remuneradas de que dispõem, e aumento para esses senhores deveria ser baseado no salário dos aposentados, tão humilhados.

Alberto Nunes albertonunes77@hotmail.com

Itapevi

_____________

Brasilia, um Dubai para poucos

Essa de que ''copeiro do Judiciário pode ganhar R$ 8 mil'', com instruçãofundamental, é a mais perversa ação de assalto ao bolso dos contribuintes honestos e trabalhadores, que não fazem parte da ilha paradisíaca chamada Brasília. Pergunto ao Lula: que Brasil para todos é este? Será que o governo federal, como um todo, subestima tanto a nossa capacidade de discernimento e indignação? Não faço parte do MST, nem de ONGS laranjas, nem de sindicatos de fachada, nem o diabo a quatro que só o PT sabe inventar e rir às gargalhadas de suas espertezas, enquanto nós, pobres brasileiros, ainda desconhecemos a força que temos para lutar ''contra tudo isso que está aí''.

Mercês Moreni Resende merces.moreni@terra.com.br

São Paulo

_____________

CAFÉ COM ESTILO

Face ao projeto de lei que tramita no Congresso que pode elevar o salário de um auxiliar judiciário, diga-se (com todo respeito à classe) copeiros e garçons, a rendimentos de até R$ 8.479,71, venho propor aos nobres parlamentares que selem um recrutamento junto ao Conselho Federal de Medicina a fim de recrutarem médicos para o exercício de tal função. Já imaginaram o diálogo?

- Excelência, bom dia. Eis o seu expresso.

- Obrigado, doutor.

- Não seja por isso, excelência. E caso me permita tecer um comentário, tenho percebido que o senhor vem se excedendo nas xícaras de café ao longo do dia. Assim, tome esta receita onde se encontram medicamentos que o auxiliarão contra uma possível patologia ulcero-péptica.

- Mais uma vez, obrigado, doutor. Sinto-me honrado com tamanho zelo de sua parte.

- Cumpro apenas com o meu dever, excelência. Já que sou muito bem pago para isso. Além de estar cumprindo o meu juramento de Hipócrates.

FINALIZANDO: enquanto isso, "patina" no Congresso Nacional um projeto de lei instituindo um piso salarial nacional da classe médica com valores quase idênticos ao mencionado acima, por uma jornada de 20 horas semanais.

ACORDA, BRASIL!!!

Sidney Requejo sidney_requejo@hotmail.com

Araraquara

_____________

QUE PAÍS É ESSE?

Meus cidadãos, onde vivemos? Que patifaria é essa e vinda do nosso Poder Judiciário?

Nada contra os copeiros, mas. pelo amor de Deus, um estudante, não importa sua classe social, estuda medicina por mais de seis anos e ganha não mais que R$ 3 mil. Isso é normal?

O salário inicial de um contínuo (nada contra contínuos) é de R$ 3.615,44 Pode isso?

Não sei mais o que fazer para continuar amando este país, abençoado por Deus e vilependiado pelos nossos políticos e pelo nosso Poder Judiciário!

Uma afronta! Uma patifaria! Uma atentado! Um roubo!

De um engenheiro aposentado do mercado privado, completamente arrasado,

Eduardo Marcondes Frutig emfrutig@gmail.com

São Paulo

_____________

O STF e seu novo presidente

Enfim descobrimos a linha de ação do novo presidente do STF. Aumento de 56% no salário dos servidores e nomeação de parentes para cargos de confiança, o que já havia sido proibido por essa mesma corte. De quanto tempo mesmo é o mandato de presidente do STF? Ah, dois anos. Ufa! Ainda bem. E sobre a situação vergonhosa do Poder Judiciário, nada? O povo que se lixe.

Alcides Alves alves_alcides@hotmail.com

Osasco

_____________

Petrobrás

Sempre respeitada e lucrativa, orgulho do Brasil e dos brasileiros, associada a grandes nomes, como Ayrton Senna, pelos altos índices de eficiência e competitividade, hoje a estatal parece estar a serviço do PT e de um presidente que, além de permitir o esbulho da estatal por governos vizinhos, ainda a usa como ferramenta política para fins eleitoreiros. Não satisfeito com os prejuízos, a estatal é forçada a manter negócios com a PDVSA do déspota venezuelano Hugo Chávez, que certamente quer nos trazer mais alguns prejuízos, já que o patriotismo de nossas autoridades permite tal aberração. Não bastassem alguns desaforos com a propriedade de todos os brasileiros, em breve e sob as bênçãos de Lula a Petrobrás vai a Cuba no que parece ser um teste de resistência da saúde financeira de uma gigante num país que não tem dinheiro nem para produzir papel higiênico. Se a política continuar assim, em breve a Petrobrás terá como garotos propaganda Morales, Chávez e o ídolo de todos esses, Fidel Castro. Bons tempos quando que tínhamos uma da Silva verdadeiramente patriótico como Ayrton Senna.

Amâncio Lobo amanciolobo@uol.com.br

São Paulo

_____________

Prevaricação

Parabéns pelo oportuno editorial ''A Petrobrás política'' (23/6, A3). Como demonstra o editorial, a Petrobrás não pode gozar do status de estatal, pois não é controlada e muito menos comandada pelo Estado. Prova disso é a composição da sua diretoria e o fato do seu programa se colocar a serviço da política partidária. Ocorre, entretanto, que ela é legalmente, e apenas legalmente, uma empresa regida por princípios privados. Se seus recursos estão sendo aplicados em conflito com os interesses dos seus acionistas (Estado e privados), fica mais do que claro, nesta situação, que cabe a estes entrarem como uma ação indenizatória de dissidência por desvio de objetivos, e ao Estado (Poder Público) por prevaricação.

Nilson Otávio de Oliveira noo@uol.com.br

São Paulo

_____________

Aumento de capital e de confusões

O jornalista Celso Ming foi indulgente ao rotular de "trapalhadas na Petrobrás" a sequência de eventos que levaram ao adiamento da oferta pública de ações da Petrobrás. Sabe-se que em meio a emendas discutíveis ligadas à partilha da futura riqueza, que, de passagem pretendem interferir no mecanismo atual de pagamento de royalties - ano eleitoral é assim mesmo - o Senado aprovou a famosa cessão onerosa na capitalização da Petrobrás.

Em resumo, a União detentora de algo como um terço do capital da empresa - para os adeptos do rigor, trata-se de 32,13% do capital total e 55,6% do capital votante, o que garante que a Petro é nossa e que nenhum maldito privatista poderá transformá-la numa cadeia de fast-food - fará a cessão onerosa de 5gigabarris (5 bilhões de barris).

O que significa isso? Simplesmente que o aporte da União será feito com dinheiro - por um bom tempo - virtual. Não chega à ser uma variante de banco Imobiliário, mas está no bom caminho. Serão emitidos títulos com os quais será integralizado o quinhão de capital correspondente ao controlador. Ato contínuo, a empresa usará esses títulos para comprar os 5 gigabarris e...os olhares se voltarão para os demais acionistas. No caso deles, não será aceita outra forma de aporte que não seja dinheiro ou Money dos estrangeiros prontos a se locupletar com as riquezas pátrias.

Ocorre que para realizar seu plano de investimentos para o plano de investimentos 2010-2014 - a bagatela de 224 bi U$ - comprar sondas, plataformas, navios-tanques, edificar as discutíveis refinarias e adquirir outras chaves de fenda, o pagamento terá de se efetuar em dinheiro. É um capricho tolo dos fornecedores e dos empregados, mas é assim. Portanto, para pagar, valerá o dinheiro aportado, a geração de caixa da empresa e um aumento de endividamento. Como se tem mais incógnitas do que equações, surgem dificuldades.

A mais óbvia consiste em valorizar os 5 gigabarris. Fala-se em 5,6 ou 7 dólares. Mas qualquer ser humano cuja educação não tenha sido de todo negligenciada percebe que é diferente falar em U$ 25bi ou 35 bi. Voltando à simplificação inicial do terço, aos demais acionistas caberia aportar algo entre 50 e 75 bilhões de dólares. Para complicar um pouco mais, os gênios que regem os destinos da Petrobrás aprovaram em AGE um aumento do capital autorizado de 150 bi de reais. Não é preciso saber demonstrar o teorema de Fermat para perceber que a hipótese "alta" estoura o limite. Custava ter aprovado um aumento de 200 bilhões?

Por enquanto, o processo não pode seguir adiante por uma razão simples. É preciso encontrar uma avaliação precisa dos 5 gigabarris.

Por enquanto, nem se tem as empresas, donas de expertise que poderão indicar o valor preciso. A ANP convocou uma licitação para escolher a empresa, mas a concorrência foi anulada. A má notícia é que qualquer que seja esse valor, necessariamente terá de ser revisto. Nem se sabe ainda de onde será retirado esse ouro negro, como definir custo? Mas aí serão feitos os "necessários ajustes", explicam os donos do saber. E a tia Josefina que aplicou 5800 reais como fica? O sobrinho que tem MBA explicará depois. Daí, está criado um nó e somente o enrolar dos acontecimentos dirá se a União aumentará ou não sua participação, se o desastre do Golfo do México barateou equipamentos, pelo recuo da demanda, ou os tornou mais caros pelo aumento de exigências de segurança. Será que haverá disponibilidade de recursos dos acionistas - já que a integralização dos minoritários não poderá se dar com Tiquetes refeição ou entrega de TVs usadas (mas em bom estado)

É claro que essa encrenca poderia ter sido apresentada ao Senado de outra maneira. Já que uma parte da subscrição é feita através do "Banco Imobiliário", custava ter se estipulado um aporte de, digamos X bilhões de reais, por parte da União, deixando para depois a complexa operação de divisão de um valor conhecido - esses X bilhões - pela cotação do barril para determinar qual o volume em barris dessa cessão onerosa? Para concluir a operação o bom e velho bookbuilding resolveria. Além de cuidar indignação aos avessos à simplicidade, qual teria sido o drama?

Alexandru Solomon asolo@alexandru.com.br

São Paulo

_____________

ACÕES DA PETROBRÁS

Assim como milhões de brasileiros, direta ou indiretamente, através de fundos ou planos de aposentadoria, sou um pequeno acionista da nossa estatal do petróleo.

Lendo o editorial ''A Petrobrás política", onde se mostra, mais uma vez, a desastrosa ingerência política na sua administracão, outrora não aparelhada, fico a temer sobre o futuro do meu pequeno investimento na empresa.

Como vemos no exemplo do país amigo, a Venezuela, a intervenção política em atividades que demandam competência técnica e administrativa acaba por levar as estatais ao prejuízo.

Isso sem falar da possibilidade de um desastre como o que atingiu a BP no Golfo do México, cujas ações despencaram nas bolsas.

Pelo visto, o que importa mesmo são as eleicões. Os pequenos investidores que se danem (ou caiam fora, enquanto é tempo).

Nelson Carvalho nscarv@gmail.com

São Paulo

_____________

Galinha dos ovos de ouro

Editorial e artigo do Celso Ming me deixam com uma única certeza: a Petrobrás já foi privatizada. Infelizmente, sou sócio (via FGTS) minoritário de uma empresa cujos donos são incompetentes e têm outros interesses que não a sua saúde financeira. Faz-me lembrar a fábula da galinha dos ovos de ouro: um dia a galinha morre. A PDVSA é um bom exemplo.

Marcelo Guterman margutbr@gmail.com

São Paulo

_____________

INIBIÇÃO DE RECURSOS PROTELATÓRIOS

A respeito da matéria publicada na página B1 do Estadão de 23/6, à partida imperioso alertar que no processo trabalhista a única função do agravo de instrumento é a de "destrancar" o recurso indeferido pelo magistrado competente para exercer o juízo prévio de admissibilidade, levando ao tribunal superior a discussão sobre a correção do despacho indeferitório, objetivando implementar seguimento ao recurso travado (CLT, art. 897, letra "b").

Louvável a iniciativa do N. Min. Moura França, excelente magistrado, oriundo da 15.ª Região (Campinas), que sempre julgou com presteza e precisão, merecendo destaque, outrossim, a atuação dos jurista Régis de Oliveira, no exercício de mandato parlamentar federal.

Contudo merece realce o fato de que as medidas em comento atingem apenas os devedores de natureza privada, contra os quais a execução já é célere e gravosa.

Permanecem os privilégios das pessoas jurídicas de natureza pública (prazos elastecidos, impenhorabilidade dos bens, precatórios descumpridos, retenção de autos por tempo muito superior ao permitido aos advogados particulares, hora marcada para recebimento de intimações, sob pena de negativa, etc.), dentre eles a UNIÃO, "GRANDE RECORDISTA EM AÇÕES", conforme consta do texto da matéria em comento.

Eis a ferida que deve receber tratamento de choque para que seja, efetivamente, respeitado no Brasil o princípio constitucional da isonomia (CF. art. 5.º, "caput" e LXXVIII).

Ulisses Nutti Moreira, advogado ulissesnutti@uol.com.br

Jundiaí

_____________

O sindicato que ajuda a entulhar a Justiça do Trabalho

Na lista dos empregadores que enfartam a Justiça do Trabalho de processos protelatórios, encabeçada pela Caixa Econômica Federal, pela Petrobrás, pelo Banco do Brasil e por bancos privados, figura um sindicato quixotesco, o Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Pensões e Pousadas, segundo levantamento efetuado pelo TST. Esclareça-se que se trata do sindicato de São Paulo e região. Velho de mais de meio século, em geral perde a maioria de suas demandas, tomando o espaço institucional reservado aos pleitos legítimos e justos dos trabalhadores e de suas entidades sindicais. O dado divulgado pelo TST é importante para que os juízes de primeira instância, o TRT de São Paulo e o próprio TST passem a condenar esse litigante crônico como demandante de má-fé.

Ataíde Francisco de Morais Júnior presidencia@sindifastfood.org.br

São Paulo

_____________

CHUTEIRAS E A PÁTRIA

Considero excessiva a censura de José Nêumane à expressão ''pátria em chuteiras'' (23/6, A2). Também atribuo apenas ao fértil humorismo do Tutty sua crítica, aqui divulgada: ''A pátria de chuteiras está nua do tornozelo para cima'' (20/6, J2). Mas, me relevem os entusiastas do futebol, há também exagero nos que entendem que perde ou ganha o nosso país se trouxer ou não a Copa a seleção do Dunga, o enigmático. Não podemos parar, as estradas permanecerem sem cuidados, os desmandos do governo, enfim, em alta e os protestos emudecidos até que se decida, na África do Sul, o que, no fundo, é um outro jogo, incentivado por elevados interesses econômicos. Há muito não é tão lúdico, como o ''jeu'' francês ou o ''play'' inglês. Vamos erguer nossos gritos e bandeirolas, que venha o hexacampeonato, mas um pouco de lucidez é como água benta, não faz mal a ninguém.

Jairo P. Gusman jairogusman@gmail.com

São Paulo

_____________

Argentina

Acho que se está fazendo um fuzuê muito grande a respeito da seleção argentina.

Certamente que o técnico bufão carismático dos "hermanos" atrai muito mais atenção que todo mundo e alça o nome da Argentina como extraordinároa, mas daí a achar que eles estão tão bem assim é exagero.

Recapitulando, a Argentina ganhou dos seguintes ''gigantes''do futebol mundial: Nigéria (grande produtora de petróleo), Coréia do Sul (incrível fabricante de eletrônicos) e Grécia (exuberantes quebradores de pratos)... com todo o respeito.

Mas agora pegam quem veio mesmo pra jogar. Sou mariachi desde criancinha. E viva Zapata!

Leandro Spett spett@hotmail.com

São Paulo

_____________

Técnico da França

O Parreira deveria devolver a ofensa dando ao técnico francês um xampu e um sabonete.

CLAUDIO AFIF DOMINGOS claudioafif@uol.com.br

São Paulo

_____________

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.