Cartas - 25/07/2011

CORRUPÇÃO

, O Estado de S.Paulo

25 Julho 2011 | 00h00

Licitação aditivada

Corrupção é sinônimo de licitação? Alguém pode explicar por que existem aditivos e orçamentos complementares nas obras do governo? Entendo que ao entrar em licitação pública os proponentes tenham calculado com técnica e competência todas as vantagens e desvantagens do projeto. De que adianta ganhar concorrências no preço, prazo e qualidade se depois surge um aditivo, tornando a obra muito mais cara, em detrimento dos outros proponentes? É muito sinistro.

WILSON LINO

wiolino@yahoo.com.br

São Paulo

________

Reajustes contratuais

Quando contratamos a construção de uma casa, não estipulamos reajuste de preços. Por que as obras públicas sempre têm aumento na previsão? Isso é que tem de ser esclarecido cumpridamente à população.

OSCAR ROLIM JÚNIOR

rolimadvogado@ibest.com.br

Itapeva

________

Ladroagem

Pegue como exemplo o Ministério dos Transportes. Agora pense em todo o aparato dos municípios, dos Estados, do Distrito Federal e da União. Pare por aí, pois o susto poderá levá-lo à loucura.

SÉRGIO BARBOSA

sergiobarbosa@megasinal.com.br

Batatais

________

Escândalos e Judiciário

Todos os dias a imprensa traz novos escândalos em todos os níveis da máquina estatal. Governos federal, estaduais e municipais estão completamente tomados pela corrupção, em todo o País. A podridão atingiu níveis jamais imaginados. O que a imprensa não publica são as ações do Poder Judiciário para que a lei seja aplicada. Acomodado em seus palácios, gozando seus fantásticos benefícios, talvez não esteja muito preocupado com a situação. Enquanto o Judiciário dorme, este continua sendo um país onde o crime compensa.

CELSO BATTESINI RAMALHO

leticialivros@hotmail.com

São Paulo

________

Endemia

Leitor assíduo do Estado, vejo diariamente a chuva de escândalos e denúncias de corrupção. Não acredito mais em raras e honrosas exceções. A corrupção é endêmica, começa no mais humilde dos municípios e vai até os mais altos escalões da República. E assim sendo, perguntar não ofende: será que tem alguém honesto administrando este país?

CARLOS DOS REIS CARVALHO

carlosrc19@hotmail.com

Avaré

________

Estado bandido

Nunca antes na História deste país vimos tanta corrupção, violência, assassinatos bárbaros, assaltos em plena luz do dia, explosões em série de caixas eletrônicos, invasões de condomínios, casas e mansões. O roubo de automóveis em escala crescente, o contrabando de armas e drogas batendo sucessivos recordes. Num Congresso podre, onde as barganhas são rotineiras, o toma lá, dá cá é praxe. O tráfico de influência é moeda corrente. Esquemas para roubar o dinheiro dos contribuintes, quadrilhas, uso dos cartões corporativos em benefício próprio, e assim por diante, sem enxergar luz no fim do túnel. Esse é o ambiente que o PT conseguiu formar em oito anos de governo. E este é o país que vai sediar a Copa do Mundo e a Olimpíada, já imaginaram?

KÁROLY J. GOMBERT

gombert@terra.com.br

Vinhedo

________

ITAQUERÃO

O "puxadinho"

O sr. Alckmin vai aplicar R$ 70 milhões numa arquibancada provisória do Itaquerão. Após a Copa esse "puxadinho" será retirado, pois o clube beneficiado não o deseja, voltando ao número de lugares previsto pela construtora. Assim, entendo que o sr. Alckmin vai gastar R$ 70 milhões (se ficar só nisso) para uso de um mês! A cada dia estamos vendo o que se faz com verbas públicas e o dinheiro do contribuinte.

E. PARENTE RAMOS FILHO

e.parenterf@gmail.com

São Paulo

________

Recorde

O governo do Estado, ao gastar R$ 70 milhões para ampliar a capacidade do estádio em 20 mil lugares para o jogo de abertura da Copa, estará criando o ingresso mais caro da história do futebol mundial: R$ 3.500 por pessoa!

LUIS FERNANDO SANTOS

lfernandosantos@hotmail.com

São Paulo

________

Devagar, devagarinho

No começo dizia-se que não haveria dinheiro público. Depois veio a tal da isenção e lá se foram quase R$ 500 milhões. Agora são os assentos extras, que levam R$ 70 milhões, mas acabarão sendo R$ 100 milhões ou mais. Não demora e o Estado terá uma "pequena" participação, quando o orçamento estourar, e lá se vão mais alguns milhões. Oxalá, ao menos, tenhamos o estádio a tempo.

ODAIR PICCIOLLI

pedraseartes@suednet.com.br

Extrema (MG)

________

Para perder o sono

Vamos esquecer as lágrimas corintianas e as hipocrisias políticas reinantes nestes dias fatídicos. Alguém, em sã consciência, acredita em Itaquerão por R$ 820 milhões? As mãos hábeis e inescrupulosas irão muito mais fundo em nossos bolsos. Devemos ter a convicção de que a empreiteira eleita para a festa não se satisfará com a mixaria de R$ 70 milhões pelos 20 mil assentos extras. Ela deixa isso bem claro ao afirmar que esse valor complementar não é parte do contrato acertado com o clube. É valor a ser discutido com o governo do Estado e, isso sabemos todos, vai sair do nosso bolso. A conta mais simples deve ser resumida por uma regrinha de três: R$ 820 milhões por 48 mil lugares, R$ 1,161 bilhão por 68 mil. Como um tipo de fraca gorjeta, ainda temos os R$ 30 milhões da mudança dos dutos da Petrobrás. Alguém aposta em menos de R$ 1,2 bilhão? Acorda, Nação!

WILLIAM WHITE

whitewilliam@estadao.com.br

São Paulo

________

Mentiroso

Voto no PSDB desde sempre. Votei no Alckmin. Mas depois de aceitar financiar um estádio privado, faltando com a palavra dada aos seus eleitores, meu voto não terá nunca mais!

MARCELO GUTERMAN

margutbr@gmail.com

São Paulo

________

"O Dnit desmoralizou até o MST. Agora é MCC, ou Movimento dos Com Casa"

A. FERNANDES / SÃO PAULO, SOBRE O DESVIO DE FINALIDADE DE VERBAS PARA A PREFEITURA PETISTA DE CANOAS (RS)

standyball@hotmail.com

"No Brasil, a impressão que fica é que todos (sem exceção) são quadrilhas organizadas dissimuladas em partidos políticos"

JOSÉ EDUARDO VICTOR / JAÚ, SOBRE CORRUPÇÃO

je.victor@estadao.com.br

"Será que teremos um dia obras públicas com custos abaixo do previsto nos orçamentos?"

JOSÉ LUIZ MARTIN / SÃO PAULO, SOBRE REAJUSTES CONTRATUAIS

jlmartin@estadao.com.br

________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.004

TEMA DO DIA

7 mi de brasileiros moram sozinhos

Segundo pesquisa do IBGE, a família tradicional, com pai, mãe e três filhos, é cada vez mais rara

"Moro só e faço parte das estatísticas, mas não curto essa situação."

FELIPE GRESELE

"Na minha opinião, antes só do que mal acompanhado."

JOSÉ GERALDO

"Se você for morar só, arrume uma empregada para fazer os serviços mais pesados porque, na verdade, é muito chato ficar limpando a casa."

FABIO CARLOS DA SILVA

________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ITAQUERÃO

 

Nós, corinthianos, teremos muito a agradecer a vocês, torcedores palmeirenses, santistas, são-paulinos e todos os cidadãos paulistas e paulistanos, que, com sua generosa contribuição farão com que, finalmente, tenhamos o nosso tão almejado e desejado estádio próprio. Receberemos com muito amor e com muita gratidão esses incentivos fiscais municipais que nos estão oferecendo, como também o dinheiro que o Estado irá doar para bancar a ampliação necessária para que todos tenham muito conforto no nosso novo estádio para 68 mil pessoas. Deus lhes pague.

Arcangelo Sforcin Filho arcangelosforcin@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NOVA DECEPÇÃO

 

Quanto não seria diminuído dos altos IPTUs da cidade de São Paulo, com uma inadimplência enorme, se os descontos dados a um só Clube de Futebol em troca de possíveis votos fossem usados de forma justa? Kassab nos decepciona a todo o momento. É o prefeito dando circo ao povo no lugar de benefícios.

 

Leila E. Leitão

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

POPULISMO NO GOVERNO

 

Confesso que fiquei profundamente decepcionada com a atitude do governador Alckmin, que - contradizendo o que tinha dito anteriormente, de não colocar o suado dinheiro do contribuinte paulista no já famoso Itaquerão - resolveu voltar atrás para soi disant atrair a abertura da Copa para São Paulo. Francamente, Governador! Será que São Paulo não tem outras prioridades? Temos uma saúde e segurança exemplares? Temos escola de bom nível para todas as nossas crianças? Temos cursos profissionalizantes para inserir todos os nossos jovens no mercado de trabalho? Temos verbas para pesquisa de ponta? Temos professores, policiais e médicos bem pagos? Temos prisões decentes? Temos habitação para todos?

Acho que a "oposição" ao governo federal(se é que podemos dar-lhe este nome) deixou-se seduzir pelas técnicas de animador de auditório de Luiz Inácio e acha que só com medidas populistas um político pode tornar-se popular. Ora, permita-me a sugestão: faça Política com P Maiúsculo, ou seja, pensando não apenas no curto prazo, mas também nas futuras gerações e no julgamento da História. Claro que é muito mais fácil governar com pão e circo, mas é este o futuro que queremos para nosso país? Vamos perder mais uma vez o bonde da História por não termos preparado nossos jovens para dominar a Tecnologia da Informação e para competir na sociedade do conhecimento? Vamos continuar permitindo que jovens deslizem para a criminalidade por falta de oportunidades, ceifando milhares de vidas com a violência? É preciso pensar que a gestão de recursos exige priorizar as coisas. E francamente dar prioridade a um estádio de futebol em detrimento de tantas outras coisas mais importantes me parece no mínimo absurdo. Esperava também que o Governador de São Paulo defendesse TODOS os cidadãos e não apenas certos grupos. E que defendesse sobretudo aqueles que não têm voz.

 

 

Tereza Sayeg tereza.sayeg@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BRASIL X FUTEBOL

 

Todo dia, por volta das 8:00 horas da manhã, estou eu lendo as notícias selecionadas dos principais jornais pela SEFAZ. E como sabemos os assuntos muitas vezes se repetem de um dia para o outro, no entanto já esta esgotando a minha paciência. São dois os principais focos das redações: A "faxina" de Dilma, que, diga-se de passagem, esta merecendo os parabéns, e o "Itaquerão". O primeiro assunto é de extrema importância sem dúvida alguma. Mas as discussões sobre o Itaquerão já estão passando dos limites! Primeiramente, para aqueles que estão dizendo que o povo é quem esta pagando o estádio: Será que não percebem? Se não fosse para o Itaquerão seria para o Morumbi, ou para o Palestra Itália, que seja. A verdade é que São Paulo teria de investir em algum estádio para sediar a abertura da Copa de 2014. O problema é o governo ajudar a acabar com umas das desculpas para desmerecer o Corinthians? Realmente, este é um caso de urgência. Onde já se viu ninguém mais poder dizer: Corinthians sem Estádio. Agora, os impactos positivos que todos sofrerão com a abertura da Copa em São Paulo isso ninguém discute né? Pensar no giro da economia, no impacto social e cultural é pedir demais àqueles que não são corinthianos, pois agora que arrumaram mais uma desculpa para criticar, nada tirará o tampão de seus olhos. É uma pena que a população brasileira realmente pense que é o país do futebol em primeiro lugar, não em ser um pais melhor para variar! Envergonha-me ver os jornais mais reconhecidos do Estado, talvez até do país, permitirem tanto absurdo em suas páginas. Brasileiros, se é assim mesmo que devo chamá-los, pois ao que me parece são palmeirenses, são-paulinos, santistas, anti-corinthianos, ou seja lá o que forem, mas brasileiros já não tenho tanto certeza. Preocupem-se com a economia do Estado, com a ideia que está vinculada com esta política que tantos criticam e que não haveria maneira de escapar. Não deixem que o futebol atrapalhe o crescimento do nosso país. Ou pelo menos parem de "encher o saco", desculpem a expressão mas não encontrei uma melhor, e falem sobre verdades, e não opiniões jogadas por uns e outros que não trazem real benefício para a população. A decisão está tomada, agora temos que pensar nos efeitos positivos desta política, sem deixar de observar o que realmente esta acontecendo com o investimento, como deveríamos fazer em TODAS as obras onde o nosso dinheiro esta envolvido, mas que normalmente nem damos a devida atenção. E vamos todos juntos assistir à abertura da copa. Isso sim é pelo Brasil!

 

 

Maicira Gallucci Lopes maiciragallucci@hotmail.com

Santo André

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

'UM BANDO DE LOUCOS'

 

Muito me alegraria saber se o editorialista que escreveu "Festa cara para o contribuinte"(A3, 22/7) é São Paulino, palmeirense ou santista. Com certeza não sabe o autor do texto que 80% dos torcedores de futebol paulistas e paulistanos são corintianos e que, por isso mesmo, corresponde ao mesmo porcentual o total de tributos pagos pela nação corintiana no universo de impostos recolhidos em nosso estado. Os 20% restantes ficam por conta das outras torcidas, a quem sobrará o prazer de se deslocar até nosso futuro estádio (e não arena, por favor) para assistirem, silentes, as derrotas(ou quiça alguns empates) de suas equipes sem alma e sem coração. Ora, caros leitores, o que aqui digo é mais evidente e comprovado que o desenvolvimento da demonstração de uma tese de um teorema de Pitágoras... E, por isso mesmo insisto: CQD! "Punto e basta"... E, para completar o título acima, lá vai: "... que morrem por você, Corinthians"(sic)!

 

João Guilherme Ortolan guiortolan@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CBF

 

Incrível como a Record mostra todos os podres de Ricardo Teixeira e não se vê uma iniciativa de investigação e punição. A Globo nem toca no assunto. Se todo aquele patrimônio mostrado for de fato dele, é evidente que há corrupção de sobra na CBF. Claro que ambas emissoras são suspeitas para o assunto, por conflito de interesses. Mas que isso precisava ter uma apuração rigorosa, ah, isso precisava. Também é inconcebível uma entidade com o porte financeiro da CBF ser praticamente isenta de obediência a alguém.

 

Habib Saguiah Neto saguiah@mtznet.com.br

Marataízes (ES)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DNIT DEMITE, MAS NÃO ADMITE

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), ligado ao Ministério dos Transportes, está sendo alvo constante de denúncias sobre corrupção, desvios de função, superfaturamento de obras, irregularidades em processos licitatórios que já levaram o governo a demitir mais de 16 funcionários no ministério, entre eles o próprio ministro Alfredo Nascimento. Na semana passada, por exemplo, o Estadão divulgou denúncia de que mesmo com parecer contrário da Advocacia-Geral da União (AGU), o diretor do Dnit senhor Hideraldo Caron, um petista gaúcho de carteirinha, mandou construir 599 casas para abrigar dois mil sem terras a um custo de R$ 30 milhões em Canoas (RS). Essa situação é tão ridícula, tão estapafúrdia que fica difícil discuti-la com quem quer que seja no âmbito do governo, do Dnit ou da Justiça. As verbas do Transporte são para finalidades correlatas ao transporte, me parece claro e muito óbvio, que habitação popular ou construção de casas para sem terras não são função precípua do Ministério dos Transportes. Além de estar de desacordo com suas funções e prerrogativas como antecipou a AGU em seu parecer, o fato demonstra que planejamento, orçamento e missão não são coisas discutidas nem levadas a sério na gestão petista em Brasília. Tem-se a nítida impressão de que cada órgão, cada diretor, ou ministro faz o que bem entende, a seu bel prazer, desrespeitando pareceres jurídicos, leis e o bom senso que toda administração pública deve ter e zelar. Onde está Dilma e o comando? Este órgão não cometeu estas improbidades e demais crimes agora denunciados somente nesta gestão ou nas gestões de Lula (2002-2010), mas com certeza muitas coisas erradas vêm de muito longe, a farra do boi ou do transporte deve estar entranhada nas estruturas de todos os órgãos ligados a este ministério. O fato é que desde 1990, raramente constatamos a conclusão de alguma grande rodovia importante no país, à duplicação ou até melhorias decentes em outras estradas. Nem portos nem aeroportos, então por que tanto dinheiro aprovado em orçamento foi gasto? Aonde foram gastos e com o quê? Nossas estradas estão esburacadas, algumas no Norte do País são intransitáveis, a safra agrícola no Centro Oeste padece de escoamento rápido justamente por falta de caminhos decentes, enquanto ficamos sabendo que o Ministério dos Transportes torra milhões por ano em obras superfaturadas e até com desvio de finalidade. Nesta gestão atual o Ministério dos Transportes foi loteado e está sob o comando do Partido Republicano com ajuda do PT, que também indica cargos em toda estrutura do governo federal. Ou seja, colocaram lobos para tomar conta de ovelhas. O Dnit demitiu dezesseis funcionários até o dia de hoje, mas nenhum foi preso, ninguém devolverá um centavo ao erário, logo, a farra com dinheiro público sagrado continuará impunemente pelas estradas da corrupção e da imoralidade em nosso país.

 

Rafael Moia Filho Twitter: @rafamfilho

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ENJOO

 

A floresta engoliu a Transamazônica militar. Dilma regurgitará a Transpropina lullopetista?

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PATETAS

 

Alguns portos construídos no Amazonas estão afundando. A alegação do Ministério dos Transportes é que as obras não suportam as cheias dos rios. Vem cá. Estas cheias, naqueles rios, são novidades no Brasil? Nunca ocorreram e começaram a ocorrer agora? A explicação é, no mínimo, patética e os patetas parece que somos nós, mais uma vez, que estamos vendo R$ 44 milhões, do nosso bolso, custo dos cinco porto que estão afundando, irem por água abaixo.

 

Panayotis Poulis ppoulis@yahoo.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A ÉTICA PETISTA

 

O PT era uma vestal que participava de orgias salvaguardando o atestado de castidade. Contava com o hímen complacente de sua ética. Estava tão confiante que não se preveniu contra os insaciáveis sacerdotes dos Três Poderes, que a levaram a uma gravidez de corrupção. Múltipla e em adiantado estado de gestação. Mas, tudo bem. Os contribuintes financiarão a creche que irá cuidar das crianças.

 

Leonardo Giannini leogann930@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TREM-BALA

 

A presidenta Dilma vem cortando parasitas do Ministério dos Transportes.Mas isto é só um copo d'água num oceano de corrupção. Estatais,ministérios,Câmara,Senado... Está tudo dominado,loteado e superfaturado.Mas a grande insensatez de desperdício de dinheiro público nos parece que ainda está por vir com o tal do trem-bala. Não precisamos dele!Precisamos é de inúmeros até meia bala, espalhados Brasil afora, para o benefício de todo o povo.Mas isto,o tal do Trem-bala,deve ser apenas um mote para encher as burras petistas,já há muito abarrotadas,a fim de que financie seu projeto de perpetuação no poder. Afinal de contas,campanhas políticas,Marcos Valérios, mensalinhos e mensalões custam caro. Portanto,de pouco adiantará o que a presidente Dilma está fazendo nos Transportes caso não aborte este projeto indecente. Só lhe peço,presidente,que pense no seguinte:quantas das nossas crianças irão se beneficiar do tal trem-bala? Ele poderia salvá-las da miséria,das doenças infecto-contagiosas,das leucemias e dos cânceres? Poderia lhes proporcionar uma melhor educação?A senhora sabe que não. Caso cometa tal insanidade,a aprovação desse projeto mais que supérfluo para a Nação,aí sim poderá não haver dinheiro neste mundo que mantenha o seu partido no poder. E sinceramente,tomara que não mesmo...

 

José Eduardo Zambon Elias zambonelias@estadao.com.br

Marília

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HERANÇA DO REI DE PALANQUE

Se perguntar não ofende : presidente Dilma Rousseff o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) é ou não é uma "Herança Maldita" do companheiro e rei de palanque Lula?

Edgard Gobbi edgardgobbi@gmail.com

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DNIT

 

Dnit or not Dnit, that's the question.

 

Ilan Rubinsteinn ilanrubi@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LULA

 

Já o conhecemos bem, mas eu não imaginava que pudesse chegar a esse ponto.Eis as palavras pronunciadas em discurso na semana passada em Salvador: "Tem de acabar com essa bobagem de que é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico ir para o céu. Porque para o rico o céu é aqui e o pobre também quer o céu." Chamou de bobagem as palavras do Evangelho, ofendendo a todos os que creem em Jesus, todos os cristãos, que são maioria. Por que não disse isso em 2002 ou em 2006 ? Ou em 2010 junto com a Dilma ? Se estivéssemos em Roma no tempo de Cícero, este lhe perguntaria: até quando, afinal, abusarás de nossa paciência?

 

Francisco Samuel Fiorese samucafiorese1@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A DINÂMICA DE UMA EXCELÊNCIA

 

A família Brasilis acaba de receber uma bolada na megasena. O seu chefe é um operário que nunca foi à escola, de origem simples, fica atormentado e eufórico com tanto dinheiro. Compra carro, bate carro. Faz festa e enche a casa. Da presentes para os amigos. Vai e contrata um personal stylist. Pensa estar preparado para lidar com a grana. Vem um vizinho e empresta um tanto. Vai no boteco costumeiro, e paga tudo para os ex-companheiros. Pega um microfone nas festas que promove, canta e discursa. Vira o "Rei do Pedaço". Enche o peito de galhardia,agora eu posso! Ele agora é o "cara". Na ânsia de se impor precisa de um subtítulo, para o seu nome opaco. Tem ideias, chega um puxa saco e dá lhe um conselho aqui. Chega outro e dá-lhe um conselho lá! Ele pensa e vê uma saída, vira dono de time de futebol ou político? Passam-se quatro anos e não é que o cara esta eleito. Fecha se um ciclo e nunca mais nos livramos dele! Ele agora além de tudo, tem salário, acessores, passagens e verbas a perder de vista!

Se vocês quiserem falar com ele, fiquem espertos. Ele só escuta se o chamarem de Sua Excelência!

Mara Fonseca Chiarelli mara.chiarelli@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DEDO SUJO

 

"Oposição é como jogador no banco; torce para titular quebrar a perna". Quando FHC era titular, será que o metafórico, quando na oposição, pensava assim? Nós não queremos que ele quebre a perna; só que seja abduzido por alguma nave de Saturno e pare de falar bobagens todos os dias na mídia. Vaza!

 

Flavio Marcus Juliano opegapulhas@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DIGNIDADE AINDA EXISTE?

 

Profissionais do Estado, será que é possível indicar dois nomes do PT que ocupam cargos em governos, federal, estadual, e municipal, que tenham competência, tenham dignidade, honestidade, isentos de conchavos políticos? Até a Fiesp, alguns empresários homenageiam o conchavo político, desprezam a corrupção, a incompetência e enaltecem o profissional de discurso em palanque, que engana e ilude quem trabalha, mas promove os acomodados. Será que é possível mostrar algo onde podemos ver que dignidade ainda existe?

Rolf Thieme kthiemme@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CLASSE POLÍTICA EM DESCRÉDITO TOTAL

 

Oito mais quatro somam doze anos de governo PT totalmente conivente com a corrupção e negociatas políticas. Visto que, os últimos acontecimentos no Ministério dos Transportes e Dnit, nos deixa estupefatos com essa corja política que manipula impiedosamente o nosso tão suado dinheiro. Quando irão apresentar uma estatística decente demonstrando o quando já desviaram de dinheiro e o quando deste dinheiro desviado poderia ser usado a favor da população, sendo ela, mais ou menos privilegiada? Não importa, mas um bom governo deve governar para todos, ricos ou pobres. Quantos hospitais, escolas e casas poderiam ser construídas e mantidas com todo o dinheiro desviado? Sem falar da segurança publica. Promessas nos palanques políticos sempre são as mesmas: Saúde, segurança, habitação, alimentação, emprego e educação. E nada substancial se faz. Até quando nós eleitores e leitores iremos conviver com isso? Se você prefere eleger uma pessoa como o Tiririca, e entre outros iguais, que indiscutivelmente não possuem requisitos para atuarem como nossos representantes, é sinal de desespero em encontrar alguém que faça algo sem desviar dinheiro publico. Temos que nos mobilizar e mudar drasticamente o perfil dos políticos que hoje estão trabalhando para obter vantagens pessoais aplicando a matemática de: dou um e pego três. Vote consciente. Só você poderá acabar e/ou inibir a corrupção.

 

Rafael Luiz Riga Travaglioni Riga@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LUZ NO FIM DO TÚNEL

 

O PT nadou de braçadas graças a estrutura deixada pelo antecessor desperdiçou sem nenhum senso. Hoje, depois de 8,5 anos, a situação é bem diferente, a economia mundial está em frangalhos e a continuar nesse ritmo estaremos brevemente numa situação delicada a qual, pelo que tem apresentado o PT, principal responsável pela situação, parece não ter estrutura para superar. Olha aí nós de novo para os sacrifícios.

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A TRAVA DOS JUROS

 

Excelente artigo de Amir Kahir (17/7, B7), que desmascara o absurdo que é o spread bancário praticado no Brasil. Já está na hora de acabar com a "bolsa-mercado", que custa aos cofres públicos R$ 220 bilhões anuais. Precisamos trazer a Selic para níveis morais!

Tatsuo Sasaki tatsuo.sasaki@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DÍVIDA PÚBLICA BRASILEIRA

 

A dívida pública brasileira onerosa em 31 de maio atingiu R$ 2,102238 trilhões. A dívida externa ficou em R$ 251,610 bilhões. A dívida de curto prazo (12 meses) ficou em R$ 722,271 bilhões. O mais dramático é que no curto prazo o aumento foi de R$ 57,034 bilhões, São números publicados no sitio do Banco Central. Quem quiser acessá-los procure a pasta Economia e Finanças. Lá encontrará o resumo do relatório padrão enviado ao Fundo Monetário Internacional (FMI), denominado "Dissemination Standards Bulletin Board" (DSBB), ou seja, Padrão Especial de Disseminação de Dados (PEDD). A Secretaria do Tesouro Nacional (STN) divulga uma dívida total de R$ 1,764861 trilhão, com R$ 82,602 bilhões de dívida externa. A STN menciona o detalhe de que a dívida é a que se encontra em poder do mercado. Mas não indica onde se encontra a diferença. Entre as duas organizações prefiro acompanhar o que é apresentado ao FMI. Suponho que é sobre aqueles valores são pagos os juros. As reservas cambiais brasileiras são indicadas pelo valor de US$ 339,676 bilhões com data de 14/07/2011. Outro dado importante se refere à exposição externa da economia brasileira. O endividamento externo, incluindo os investimentos diretos e empréstimos inter-companhias, atingem US$ 378,092 bilhões contra US$ 259,926 bilhões em 31/07/2009.Com o detalhe que nos próximos 12 meses vencerão US$ 114,115 bilhões em juros e capitais. O que tudo isso quer dizer? Quer dizer que a nossa economia está piorando por ação da política pública. Continua o aumento mensal da dívida pública. A alternativa para tal não ocorra é a redução ou congelamento dos gastos públicos, o que é descartado pelo governo federal. A coisa se complica ainda mais com o aumento dos juros reais para deter a inflação para os níveis planejados, provocando paralelamente a valorização do real. Luz amarela no percurso.

Hélio Mazzolli mazzolli@terra.com.br

Criciúma

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PARCELAMENTO DE DÍVIDAS

 

Em relação à matéria Fisco cria viciados em parcelar dívidas (15/7, B1 e B3), o texto destaca muito bem o comportamento de pessoas físicas e jurídicas que aderem a vários e sucessivos parcelamentos, utilizam-se das certidões negativas de débitos e nunca finalizam seus pagamentos. Também coloca a Receita Federal como vitima das decisões do Poder Legislativo e Executivo. Contudo, é muito importante lembrar que a Receita Federal como instituição também é atora neste processo. As pessoas físicas e jurídicas que aderiram ao parcelamento da Lei nº 11.941/09 foram atendidas inicialmente nos postos da Receita Federal. Para a unificação de débitos, foram intimadas por carta dos Correios e também foi realizada nos postos de atendimento da Receita Federal. Num terceiro momento, foram chamadas para a consolidação dos débitos, desta vez pelo site da Receita Federal. Milhares de pessoas não ficaram sabendo e outras milhares cometeram erros na consolidação, já que os dois primeiros passos do processo foram feitos com a assistência do técnico da Receita nos postos de atendimento e o terceiro exclusivamente pelo site, sendo o Técnico inclusive impedido de alterar o que o sistema informatizado havia consolidado. Outro aspecto é que o período de 18 meses que os débitos levaram para ser consolidados foi em função de dificuldades operacionais da Receita. O contribuinte foi sim prejudicado e não beneficiado como o artigo sugere, já que um parcelamento, por exemplo, de 60 meses passou a ser de 42 (60 menos 18), com parcelas restantes mais altas ou, caso o contribuinte não concordasse, ainda mais prolongadas com juros (taxas Selic) cumulativos. Portanto, culpar genericamente os contribuintes, com as devidas particularidades que existem neste grupo, ou responsabilizar os poderes Legislativo ou Executivo, é uma visão parcial. A Receita Federal como instituição também é personagem importante neste quadro, que lamentavelmente termina por prejudicar a Justiça Fiscal, os contribuintes e, sobretudo, os muitos contribuintes honestos e que querem quitar suas dividas, além a sociedade como um todo.

 

Sergio Nagib sergiosabbag@hotmail.com

Sorocaba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CALOTE SELETIVO

 

Está aí uma boa ideia: calote seletivo. Passaríamos a pagar apenas por aquilo que achássemos necessário e que fosse merecedor do nosso pagamento. Não pagaríamos impostos para o governo que não nos dá saúde, educação e segurança; não pagaríamos IPVA, já que ele não é usado nas nossas estradas; não pagaríamos IPTU pois a cidade está abandonada; e assim

por diante.

 

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMPOSTOS E MAIS IMPOSTOS

O Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário divulga os valores que já foram atingidos apenas este ano na cobrança de impostos no Brasil. Mas da forma como aborda a questão, dá a impressão de que apenas o governo federal é o grande arrecadador. E mais, menciona questões como saúde, educação e segurança pública, problemas que vivenciamos em cada município desse país e por certo, os poderes públicos municipais e estaduais têm sua fatia de responsabilidade. E mais, até onde o cidadão que paga realmente muito imposto efetivamente questiona, de alguma forma, os gastos públicos? É essa omissão que provoca tanto disparate e uso inadequado de tanto dinheiro. E por certo, em todos os níveis, não apenas a nível federal.

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMPOSTOS E PÊNALTIS

 

Brasil: cobrança de impostos, dez; cobrança de pênaltis: zero.

Job Milton Figueiredo Pereira cadeca@oi.com.br

Carmo do Rio Claro (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ELOGIO AO SISTEMA

 

Já que a Hilary Clinton elogiou o sistema tributário brasileiro, que arrecada muito e gasta com programa sociais, gostaria de saber como ela se sentiria se deixasse quase 1/3 de sua renda a um governo que paga salários exorbitantes a seus amigos, não tem um sistema de saúde decente, onde o sistema público de educação forma analfabetos funcionais e quando você fica aposentado recebe uma miséria. Será que ela gostaria de viver aqui?

 

Roberto Saraiva Romera robertosaraivabr@gmail.com

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CRISE, INFLAÇÃO E CRESCIMENTO

 

Nada como a atual crise sistêmica globalizada da economia neoliberal em pleno desenvolvimento, para deixar o tema da inflação em segundo plano nas preocupações dos gestores econômicos daqui e alhures.Com a ameaça da moratória americana as teses recessivas até a pouco tempo tidas como fundamentais para combater o dragão inflacionário são deixadas momentaneamente de lado. A ordem agora é um crescimento a todo o vapor, mesmo com a incômoda companhia de aumentos razoáveis de toda a cadeia produtiva. "C'est la vie!"

 

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SOCORRO À GRÉCIA

 

Merece os maiores encômios a União Europeia (UE) socorrendo a Grécia com 158 bilhões de euros para sair de um calote parcial das suas dívidas e melhorar sua situação, em todos os sentidos, no concerto das nações. Este socorro vem, também, salvar a tradição cultural e política que este país é credor da humanidade. Ele nos legou a democracia (o governo "krátos" do povo "dêmos", instalado em Atenas no início século VI a.C. nos legou, ainda, grandes nomes na Filosofia e Matemática, como Sócrates, Platão, Aristóteles que lançaram as bases da filosofia ocidental, Pitágoras, Euclides e Arquimedes que desenvolveram a Matemática e Astronomia. Em fim, os Jogos Olímpicos, o teatro, a arquitetura, a medicina e a história, todas estas demonstrações da cultura humanística tiveram suas origens neste país. Este auxilio à Grécia a livra de ser vítima de uma iconoclastia (desrespeito às tradições e monumentos) que tem de ser evitada a qualquer custo, para que a história da humanidade fique incólume de uma injustiça.

 

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br

Assis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MORRER PELA BOCA

 

O governo japonês proibiu a distribuição de carne bovina de Fukushima devido a contaminação do césio.Na capital de São Paulo, por dia, a Polícia Civil acha 600 quilos de alimentos estragados em mercados, restaurantes e bares, e com maior frequência nos restaurantes de comida a quilo. Imaginando-se que o êxito da fiscalização atinja 20%, pode-se afirmar que o paulistano está sofrendo um processo de envenenamento coletivo. As autoridades sanitárias tem o dever de proteger a população dessa ignomínia, que é, pelo lucro fácil, estar produzindo clientela para os desaparelhados hospitais públicos e para o Quarta Parada. O peixe morre pela boca. O paulistano também.

 

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TRIANGULAÇÃO E ARTIFÍCIOS MIL

 

A respeito da triangulação de produtos originários da China, o Tamer disse tudo: O Brasil optou pelo distanciamento com os EUA em troca de nada, só tendo a perder, por razões puramente ideológicas, mesquinhas, pequenas. Trocamos a possibilidade de uma relação de respeito, por outra de submissão a médio e longo prazo, processo já em marcha. Uma cultura milenar sempre vai encontrar uma brecha: Na lei, ou nos homens de baixa estatura moral. O governo dá sinais de que caiu a ficha e tenta fechar a porta, mas precisa contar com a cooperação dos vizinhos. Conseguirá?

 

Antonio Cavalcanti da Matta Ribeiro antoniodamatta@ig.com.br

Guarulhos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

'TREM-BALA DE GROSSO CALIBRE'

 

O professor economista Roberto Macedo está corretíssimo nas suas análises técnicas e econômicas, mas

totalmente imparcial nas análises políticas. Faltou informar que duas horas é o tempo de "voo cruzeiro". Se contar que em cada estação se perde pelo menos 20 minutos, e há pelo menos, o "jato bala" fará de São Paulo ao Rio em 3,5 a 4 horas e meia, que os ônibus competem com os pés nas costas. A própria rapidez dos aviões da Ponte é uma falácia. Quem sai da zona norte do Rio até a zona leste de São Paulo, vem muito mais rápido de carro do que de avião. A realidade, contudo, do Trem Bala 45 é outra. a) Os políticos que "decidem", que sequer parecem ler jornal (o chefe não lê mesmo), estão lá interessados em tecnologias? O que interessa é tamanho da corrupção que sai desse projetos megalomaníacos. Sem contar que a manutenção disso fará que se transforme em sucata veloz em poucos anos. b) O "mesmo lucro político" do trem bala poderá ser levantado na transposição do "Xico" que tirará água do rio e a levará para lugar algum, além de que sua manutenção o transformará em poucos anos, em leito seco da corrupção política. E a mesma coisa para as "gigantes hidrelétricas" cuja utilidade "tecnológicva" é abarrotar de dinheiro o xiqueiro político que se instalou em Brasília e no Brasil inteiro. c) Estranho que as companhias aéreas que fazem a 'ponte' até agora nem se lixaram com esse fantasmagórico trem bala, que deverá começar com duas composições efetivas, uma que vai e outra que volta, como é costume dos "projetos estatais nacionais"! Com certeza essa burrice que precisa estar poltrona na gestão petista, custará por volta de duas vezes o orçado, e deixará muito marajás sindicalistas e políticos mais ricos ainda. Precisamos fazer o que os americanos já fizeram há mais de 100 anos, nossa guerra civil de dois Brasis incompatíveis.

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FRAGILIDADE DA FISCALIZAÇÃO

 

A ótima matéria "Aneel aperta fiscalização nas concessionárias", de Renée Pereira (22/7, B9), retrata uma vez mais, como é ineficaz - para um país com as dimensões continentais do Brasil, com centenas de empresas atuando na área -, a fiscalização dos serviços estar centralizada num único órgão, em Brasília. Apenas novos procedimentos e regras como parece querer implementar o diretor-geral da Aneel, podem ajudar, mas não irão resolver. Como está, a agência ficará sempre nas mãos dos fiscalizados (a reportagem demonstra bem isso) ou dependente da boa vontade de Secretarias Estaduais. As autoridades têm que repensar o setor com o seu órgão fiscalizador independente técnica e financeiramente, que não precise se arcar às conveniências políticas dos governantes para firmar seus convênios de colaboração. O nosso País é muito grande, quer crescer, as atividades são complexas, monopolísticas e as necessidades e exigências dos consumidores muito diferentes região por região. Se a função do órgão regulador é indelegável, que se proceda então à sua descentralização por regiões ou bacias hidrográficas com Conselhos Administrativos integrados por representantes da sociedade local e com poderes e autoridade para fiscalizar, multar, decidir sobre caducidades e outorgas de concessões, regulamentar, fixar tarifas, etc. sem a necessidade de se uniformizar nacionalmente os procedimentos e regras. Bons exemplos de organizações assim não faltam em grandes Países do Primeiro Mundo.

 

Nilson Otávio de Oliveira noo@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EMPREGADOS DOMÉSTICOS

O que foi que o sindicato, o Partido dos Trabalhadores (PT), e até o ex-presidente dos sindicatos e da República, Luiz Inácio Lula da Silva, fizeram em benefício da categoria dos domésticos? O que eu sei, é que o Congresso aprovou lei regulamentando e reconhecendo essa categoria, equiparando seus direitos às demais classes trabalhadoras do Brasil. E, a única coisa de boa que Lula fez aos domésticos, foi vetar a lei. Incrivelmente agiu contra os interesses desses trabalhadores. Somente agora, com a intervenção da Organização Internacional do Trabalho (OIT), os domésticos poderão ter reconhecido todos os direitos inerentes às demais categorias.

 

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

APOSENTADOS DE 1980

 

Como ficam os aposentados do ano 1980 que contribuíram com o teto de 20 salários, foram aposentados calculados pelo teto e hoje recebem somente 3,3 salários mínimos. Pergunta-se: Continuarão prejudicados? Até quando? A justiça somente é reconhecida para os aposentados de 1991 e 2003? Pelo Amor de Deus, façam a justiça completa, resolva de uma vez esse problema.

 

Antonio Carniato Filho antoniocarniato@gmail.com

Santa Rita do Passa Quatro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DESUMANO

O ex-presidente Lula declarou que pretende repassar a experiência das políticas sociais brasileiras para os países da África. Como se já não fossem uma tragédia a seca, a fome e as guerras, o que Lula pretende? Ensinar como desviar recursos e comprar deputados? Ensinar como sucatear escolas e hospitais? Ensinar os dirigentes como se manipula o povo? O continente africano já tem desgraças demais, vá para a China pregar a sua "democracia" e exija liberdade total para o povo. E fique por lá...

Luiz Ress Erdei gzero@zipmail.com.br

Osasco

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

APOSENTADORIAS

 

Da maneira como andam as coisas no Brasil, a intenção deste governo é nós quebrar. Onde já se viu servidores pressionando-o para receberem um reajuste, que geraria um impacto de R$ 40 bilhões. O governo informou que vai resistir, pois não tem este valor disponível. Porém podem ter certeza que o montante será angariado, para tanto basta continuar sacrificando a "saúde", "educação", "habitação", etc. Poderão mexer em todos Ministério menos o de "Transportes" que está em franca "evolução" e "crescimento". Agora para proporcionarem um reajuste mais justo, honesto, digno, às aposentadorias que os miseráveis aposentados recebem por direito adquirido. Nunca tem, não?

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TEMOS FUTURO?

 

Fico triste em assistir diariamente à perda do respeito, por agentes que deveriam ser exemplos em zelar pelos mais diferentes segmentos da sociedade.O momento dos professores do Rio de Janeiro chega a ser dramático; educador receber salário que beira o abjeto, como lido neste jornal, é uma afronta. Abdicamos da capacidade da reação/indignação e ficamos simplesmente assistindo a tudo como se natural fosse.

Perdemos a noção do certo/errado. Comum notar estranheza/admiração de pessoas dizerem que há tempos não ouviam um por favor, obrigado e bom dia. No futebol, reflexo de parte da nossa sociedade, salta aos olhos o despreparo de parte das pessoas envolvidas. Falam e comentam valores sem quaisquer constrangimentos, como se esse hábito fosse rotina do povo brasileiro; obediência ao escrito e respeito à ética então, isso é coisa antiga e superada. Valoriza-se a esperteza! Aliás quero parabenizar o jornal e o colunista Ugo Giorgetti publicado no domingo (17/7.).

 

 

Adilson Mencarini adilsonmencarini@uol.com.br

Guarulhos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ARTISTAS DE RUA

 

 

Nosso prefeito, Gilberto Kassab, editou o Decreto Nº 52.504 (19/07/11), o qual disciplina a utilização de vias e logradouros públicos da Cidade de São Paulo para a apresentação de artistas de rua. Sou a favor desse Decreto, afinal todo artista tem de ir aonde o povo está. Que venham as estátuas vivas, mágicos, pintores e malabaristas, dentre outros. Mas é importante lembrar que consta do decreto que todas as atividades e apresentações devem obedecer os parâmetros de incomodidade e os níveis máximos de ruído estabelecidos para cada zona da cidade pela Lei de Zoneamento (13.885), especialmente nos casos em que sejam utilizados instrumentos musicais ou aparelhos de som. Atualmente os calçadões da região central de SP são palcos de inúmeras apresentações musicais e religiosas nas quais esses níveis de ruído são frequentemente desrespeitados. Não podemos esquecer que, se os artistas tem o direito de se manifestar, os clientes de restaurantes, empresários e funcionários de empresas que tem shows às suas portas, tem o direito de não serem incomodados por altos decibéis. E você, leitor, enquanto trabalha gostaria de ser ouvinte passivo de um artista de rua durante 10 horas, todos os dias?

 

Delfin Rolán Nuñez delfin.rolan@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MUDANÇAS NO ENSINO MÉDICO

 

O diagnóstico da área médica feito pelo Ministério da Saúde e o Ministério da Educação, apresentado em reportagem do Estadão (22/07), começou distorcido, provavelmente tendo em vista a meta que o Grupo de Trabalho se propôs. Segundo o último censo do ensino superior divulgado pelo INEP, com detalhes específicos sobre Medicina, estamos formando exatamente 11.680 médicos por ano e não sabemos ainda os números de 2010 e 2011 (os dados de 2010 nem foram tabulados ainda). A título de exemplo, eis a sequência de médicos formados nos últimos anos em cursos presenciais, segundo o Censo do INEP: 2004= 9.339; 2005=10.004; 2006=10.363; 2007=10.122; 2008= 10785; 2009=10680. De onde saiu o numero mágico de 16.500 médicos apontados na reportagem apresentada pelo O Estado de São Paulo? É triste quando se sabe que o Brasil planejou o SUS de uma forma admirada por muitos países, mas que não conseguiu implantar em sua totalidade por falta de recursos humanos especializados e materiais. O Relatório 20 anos de SUS traz informações interessantes, menos o número de médicos que nele trabalham. E sabem por que? Porque provavelmente eles não tinham o número para colocar no relatório. Aliás, quanto ao número de médicos ativos que atuam no Brasil é talvez a profissão com estatísticas mais controversas, e sabem por que? Porque manipulam. É a única profissão que ao longo dos anos não perde ninguém, ninguém se aposenta, ninguém morre e assim por diante. Basta examinar os slides da última apresentação feita em Brasília pelo Dr. Jatene. Há lideres rançosos que manipulam informações e quem sofre é a população. Querem reserva de mercado enquanto a população morre? Quem se responsabiliza? . É verdade, e todos concordamos, precisamos de médicos efetivamente bem qualificados e as Faculdades de Medicina que não oferecem essa qualificação com recursos apropriados e modernos , uma vez supervisionadas e se não melhorarem, devem ser fechadas, sem interveniências políticas como já aconteceu no passado, para terminar com essa lengalenga de algumas ilustres figuras médicas. Formar um médico custa caro em qualquer pais do mundo e a comparação feita com as IES particulares é ridícula, pois quem paga, talvez até mais, para que muitos façam medicina em escolas públicas somos nós, com nossos impostos. Elas são caras também. Agora se alguém quiser pagar para fazer medicina de boa qualidade em escola particular não cabe ao Estado impedir. É digno de aplausos que se planeje a formação médica para os próximos anos, sem, contudo, preconceitos. Por outro lado, temos tramitando, no MEC, pelo menos alguns processos que venceram todas as armadilhas por ele armadas para desqualificá-los ( tivemos pelo menos três instrumentos de avaliação em curto prazo ). Assim mesmo alguns projetos conseguiram demonstrar aos avaliadores um cenário positivo obtendo notas máximas, mas ainda assim continuam com seus processos retidos , alguns desde 2005. Os responsáveis deveriam saber que muitas IES investiram milhões para preparar as estruturas para oferta do curso de Medicina e que estão subutilizadas. Quem paga os prejuízos? Não me venham com essa de começar com essa de direito adquirido ou não, presunção etc. Tomara que não seja essa turma do atraso que esteja planejando! Como podemos acreditar que não haverá também nova manipulação de prazos, mudanças constantes de instrumentos, promessas não cumpridas? O que se diz na matéria "Mudanças no Ensino Médico" , de que o Ministério da Saúde e o MEC estão preocupados com a qualidade da oferta de medicina pelo ensino particular é chover no molhado. Qualidade não se discute, precisamos ter como condição para estar no mercado. Por outro lado, é preciso que se diga que nenhuma Instituição começou a oferecer o curso de medicina sem antes passar pelo crivo de normas e procedimentos e de avaliações "in loco". Se elas não são e não foram avaliadas adequadamente de quem é a culpa? Essa história do ensino médico vem desde a década de setenta e alguns atores são os mesmos que continuam a dizer a mesma coisa. Se algo está errado precisamos corrigir, se algo não funciona precisamos fazer funcionar ou fechar seja público ou privado, mas precisamos terminar essa novela que já ocasionou sérios prejuízos por causa de um ou dois irresponsáveis que empurram de barriga sempre com novos argumentos. E o pior, falam das particulares como se elas fossem as únicas responsáveis pelos problemas médicos do Brasil. Se elas existem alguém permitiu. Se funcionam mal, a supervisão falhou e o poder público é réu constitucional tendo em vista o que determina o art.209 da Constituição ( Art.209 .II - autorização e avaliação de qualidade pelo poder público"). Se diagnosticaram assim como diz a repórter, começaram mal, como começaram errando ou manipulando o numero de médicos que se formam anualmente, ou tem algum número escondido no Censo que somente os sábios tem acesso. Portanto, deixando de lado coisas menos importantes, vamos aplaudir essa importante iniciativa para o ensino médico e para a saúde dos brasileiros e ficar atentos, pois de onde vem um tiro pode vir outro. E o que me espanta é que não precisa fazer muitos diagnósticos para mostrar a falência da saúde no Brasil e da falta de médicos. O próprio IBGE mostra que mais de 455 municípios não têm médicos, outros milhares têm apenas um clínico algum dia por semana e assim por diante. Os dados estão aí, não precisa de muito esforço, basta procurar, arrumar ajuizadamente. Mas o curioso é que eles temem que as IES particulares ofereçam ensino de má qualidade. Parece que partem do principio de que o ensino particular é autônomo, que cria medicina quando lhe der na telha com se diz na gíria. Ora, quem analisa os projetos? Quem acompanha? Quem supervisiona? Saibam que não estão falando para imbecis ao dizer bobagens. Pois não é que dizem que vão fazer novas regras! Já tentaram tantas! Mas vamos reconhecer, as intenções são boas, embora diga o ditado que o inferno está cheio de gente bem intencionada! Mas uma iniciativa dessas, embora tardia, é digna de aplauso. Continuaremos atentos, pois nossa função é monitorar para evitar a manipulação da informação que chega às IES e ao público em geral, pois queremos servir o povo brasileiro sem reservas. Em meus 64 anos de vida, tenho trabalhado no mínimo 38 com o ensino superior e posso dizer que conheço alguma coisa. Passei pelo IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e pelo CFE (Conselho Federal de Educação) que me ofereceram uma consolidação dessa experiência e, portanto, não estou falando por falar, mas com legitimidade de quem tem compromisso com a educação sem ideologias restritivas. E Educação é coisa seria para ser deixada na mão de qualquer um. Sou contundente? Sim, e experimentem deixar tudo solto para ver no que vai dar. Vou repetir o slogan do IV Congresso do Fórum do Ensino particular realizado em Salvador:

Brasil Potência - Só com educação.

 

 

Raulino Tramontin valdetesj@hotmail.com

Brasília

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A DITABRANCA BRASILEIRA

 

Há poucos dias houve uma audiência pública no Senado Federal, sobre a regulamentação da profissão de optometrista, profissional não médico que atua na área da visão, é é reconhecido pela OMS. Me chamou atenção informações apresentadas pelo diretor do conselho federal de medicina (CFM), Dr. Marcos Ávila, oftalmologista renomado, que representou o presidente dessa instituição. Segundo ele, existem no Brasil mais de 17.000 médicos oftalmologistas. O que perfaz uma média de 1 médico para cada 10.600 habitantes. Números, segundo ele, compatíveis aos do Japão. E dentro do preconizado pela organização mundial da saúde (OMS). Analisaram suas informações o presidente do conselho brasileiro de oftalmologia (CBO) e outras autoridades médicas ali presentes. No decurso da audiência, descobriu-se que os médicos estavam mentindo. Na verdade o Senado esclareceu que existem no Brasil pouco mais de 7.000 médicos oftalmologistas, de acordo com os critérios do próprio CFM. Esses números, segundo relato feito durante a audiência, atestam que em nosso país existe, de fato, um oftalmologista para quase 30.000 habitantes. Veio à tona, um dado interessante, apontado pelo Senador Jayme Campos (DEM-MT), presidente da comissão de assuntos sociais (CAS), encarregada da audiência. Muito embora tenha parentes médicos,o Senador desconhecia que o profissional formado em medicina, pode exercer qualquer especialidade, de forma livre e dentro da lei. Adotando essa realidade, o conselho brasileiro de oftalmologia diz que há mais de 17.000 oftalmologistas. Na verdade não são oftalmologistas. Mas médicos que exercem a oftalmologia.

Difícil imaginar como isso é possível. Nós, cidadãos, confiamos nesses dados, como se verdadeiros fossem. Números que "tranquilizam" as autoridades de saúde e a própria sociedade. Mas não refletem a realidade ao cidadão comum, especialmente o de baixa renda. Se levarmos em consideração os oftalmologistas que atuam na saúde pública a relação médico por habitante é de 1 oftalmologista para cada 70.000 habitantes. Dados que estão disponíveis a quem se interessar em ver a audiência. Ao ler a matéria "mudanças no ensino médico", há que se ater essas estatísticas. Priorizar a formação de médicos é tarefa essencial e deve ser perseguida. Não se pode, contudo, esperar que todos problemas de saúde sejam solucionados por essa importante categoria profissional. Pois a saúde não é privativa de nenhuma profissão, nem mesmo de médicos. A multilateralidade no trato da saúde pública e privada deve ser igualmente perseguida. Até por que, além do plano de saúde, não há justificativas economicamente válidas que lastreiem a formação exclusiva de médicos para o exercício de determinadas funções. Um desperdício para uma profissão tão importante. Existem inúmeros profissionais de saúde que desempenham determinados serviços com ganhos de qualidade, acessibilidade, distribuição, custos e eficiência, se comparados aos médicos. Portanto, direcionar as soluções da saúde pública para um monopólio profissional é ineficaz. O projeto de lei do ato médico foi constituído para monopolizar atividades de saúde delegando-as exclusivamente aos médicos. Uma verdadeira ditadura profissional, que provavelmente não logrará éxito. A depender do que os Ministérios da Saúde e da Educação pretendem com as mudanças no ensino médico, em pleno século XXI, o Brasil pode estar contribuindo com a criação de uma possível ditadura profissional na área da saúde, contrária à era da inovação. Seria uma ditabranca, oposta a todos os movimentos de organizações profissionais locais, globais e multilaterais na área da saúde. E principalmente, desfavorável aos interesses da população.

 

Leandro Luiz Fleury Rosa leandrofleury@uol.com.br

Goiânia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TOFFOLI E O CASAMENTO

 

Achei uma aberração um advogado com o curriculun vitae de um Toffoli assumir um cargo de ministro no Supremo Tribunal Federal (STF) onde uma das exigências é o saber notório, ou notável, como quis contra-argumentar sua acessoria em carta que enviei ao STF questionando sua nomeação. Em minha réplica mencionei que pra mim ele não tem o saber nem notório nem notável. Agora com essa de sua viajem à Itália para o casamento de um advogado que, defende os Nardoni, sem se declarar impedido devido o grau de amizade, com o mesmo, pra mim ele não tem também pedigree para ocupar um cargo desse que presume-se de importância no cenário nacional. Mas do jeito que as coisas andam no Brasil... E quem pagou sua passagem e estadia?

 

Orivaldo Tenorio de Vasconcelos prof.tenorio@uol.com.br

Monte Alto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FEDE

 

O ministro do STF Tofoli,indicado pelo Lula e petista convicto,viajou para um casamento em Nice com tudo pago pelo seu amigon o advogado/noivo Dr.Roberto Podval,e que claro convidou o ministro por pura e verdadeira amizade,mesmo a maioria dos seus processos no STF estarem nas mãos do ministro Toffoli? No

Brasil infelizmente onde se mexe fede e nem o GAMBÁ aguenta esse odor de parfum.

 

Benedito Darigo barcadalva@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MINISTRO DEVE EXPLICAÇÕES

 

O ministro Toffoli (STF) deve explicações á sociedade brasileira sobre a viagem que fez á Itália, para o casamento de um advogado do qual ele julgará alguns processos. O mínimo que se espera de um ministro do STF é que tenha imparcialidade e isenção e que se declare suspeito para julgar causas que envolvam advogados com os quais tenha ligações particulares ou de amizade. Toffoli deve dizer quem pagou a viagem e quais as suas relações com o referido advogado.

 

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PASSEIO

 

Será que nós, os contribuintes, é que teremos de arcar com as despesas do passeio à Itália, que o ministro Dias Toffoli (STF) fez, para assistir ao casamento do advogado que defendeu o casal Nardoni, condenado por atirar a filhinha Isabella pela janela?

 

Conrado de Paulo conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXAME DE ORDEM

 

O subprocurador geral da República Rodrigo Janot interpreta a Constituição ao arrepio de sua simples leitura, é dizer, da interpretação puramente literal, no que respeita ao exame de Ordem. A liberdade do exercício profissional tem longo passado constitucional, desde a Carta Outorgada em 1824. No entanto, sempre foi contida, "nos termos da lei". Logo, o Estatuto da Advocia e da OAB (Lei 8.906/94), ao instituir o Exame, seguiu as pegadas da Constituição, não a ofendeu, assim como o fazia a antiga lei (4.215/63). Abrir as porteiras e consagrar os péssimos cursos jurídicos do Brasil, em que a educação é uma mercadoria como outra qualquer, importa em tisnar o direito de todos à regular administração da justiça. Para citar exemplos forâneos, adotemos o sistema eleitoral de juízes e promotores e suprimamos, também, as respectivas provas de ingresso...

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A LEGALIDADE DO EXAME

O Sr. Janot, integrante do Ministério Público Federal, em retaliação, por ter sido denunciado ao CNMP, por advogados, em decorrência de acúmulo de trabalho não solucionado e sob seus cuidados, entende que o Exame da OAB é inconstitucional, querendo, pois, copiar a tese não sufragáveis do Ministro Gilmar Mendes de que a profissão de jornalista deve independer de diploma, o que acarretou enorme celeuma no mercado. Entretanto, o exame da OAB resulta da estrita aplicação da Lei nº.8.906, de 4 de julho de 1994 (Estatuto da Advocacia e da Ordem dos Advogados do Brasil). Embora o ilustre Procurador tenha dito, em parecer recente, que a necessidade do exame da OAB não conste de nossa Carta Magna, o art. 133 diz que o advogado é indispensável à administração da Justiça, como o são os magistrados e membros do ministério público. Daí que o embasamento constitucional é reafirmado por lei ordinária, com o fito de colocar isonomia nas carreiras de quantos operam na administração da Justiça. Não é justo que um incompetente pleiteie a igualdade com magistrados e promotores, (como, também, preceitua o Estatuto da OAB referido princípio isonômico), se não está à altura e não tenha a cultura necessária adquirida em muitas escolas ou fábricas de diplomas de bacharéis em Direito. Plagiando o eminente e ilustre Presidente do STF, Cezar Peluso, sobre a temática: se não houvesse o exame da OAB seria a Justiça que iria tolerar ou suportar uma pletora de bacharéis não providos da cultura jurídica necessária. Nossos apupos ao procurador Janot, que, com certeza, não contará com muitos apoios de sua ilustre classe.

 

 

José Carlos de Carvalho Carneiro, ex-presidente da OAB na regional de Rio Claro

carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

'CASSINO-CARTÓRIO'

 

Agora estará nas mãos deste atual e estranho STF repleto de advogados nomeados pelo compadrio petista acabar com a ignomínia que é o 'cassino-cartório' do exame da Ordem! Nada contra a inscrição e registro para o devido exercício da profissão pelos bacharéis como ocorre com arquitetos, médicos, bibliotecários, jornalistas, etc. mas sim tudo contra a inconstitucional exigência que fez deste absurdo exame contrário a Lei Maior a 'têta leiteira' de cursinhos preparatórios e pior, de uma própria OAB acostumada ao milionário e nababesco negócio mercantil que isto se tornou e que lhe enche duas vezes ao ano as burras de farto dinheiro.

Paulo Boccato pofboccato@yahoo.com.br

São Carlos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OS SARNEY

 

Sarney e sua filha disseram que vão abandonar a política. É a primeira vez que vejo políticos prometendo largar o osso. Isso significa que já compraram terreno até na lua. As famílias estão garantidas até a décima geração. Bom avisar aos dois que caixão não tem gaveta e na hora do acerto o bicho vai pegar porque não haverá CPI nem CCJ para aliviar as malvadezas feitas na terra.

 

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

POBRE JOSÉ DIRCEU

Pobre José Dirceu. Foi rotulado de chefe do Mensalão e de envolvimento até a medula, mas ele insiste em dizer que não é o chefe e até que é inocente. Inocente é exagero, ai é demais. Que ele tem culpa no cartório todos nós sabemos que tem. Se não houvesse o pacto de não delatar o companheiro, quem sabe ele não abria o bico e se livrava da tão desconfortável pecha de que é o chefe, afinal não há mais perigo de impeachment e, praticamente a impunidade ou uma leve pena para que a justiça não seja taxada de conivente.

 

Humberto Schuwartz Soares hs-soares@uol.com.br

Vila Velha (ES)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DE ESTRADAS ÀS PICADAS

 

90% da malha rodoviária brasileira não é pavimentada? Temos o metro quadrado para construção de estradas mais caro do mundo, um ministério com um dos maiores orçamentos da União, tudo isso apenas para pavimentar o bolso dos seus integrantes e não venham nos falar que foram apenas parar no bolso deles. Somos enganados, mas não idiotas. Basta acompanhar a movimentação do ex-presidente Lulla nessa semana que passou para entender que as fraudes devem ter ultrapassado os domínios do Ministério dos Transportes e aportado em todos os partidos de situação. Por isso nem adianta a oposição tentar uma CPI, porque vai chamuscar no governo federal e os" interessados" já estão a postos para impedir qualquer movimentação da oposição. Enquanto isso seria melhor os brasileiros trocarem o carro pelo cavalo. Pelo menos iremos economizar em manutenção do veículo, já que de estradas voltamos as picadas.

 

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.