Cartas - 25/12/2010

NATAL

, O Estado de S.Paulo

25 Dezembro 2010 | 00h00

2010

A cada ano o tempo parece passar mais rápido e o Natal chegou mais uma vez. Que a esperança se renove, a fé se fortaleça e a perseverança prevaleça pela garra, coragem e vontade. Feliz Natal!

CARLOS IUNES

carlosiunes@bol.com.br

Bauru

__________________________________________________

LULA

Despedidas

Vai passar o Natal e a virada de ano e o Brasil vai ficar livre do mais gastador que já houve em sua História. Não falo só do Bolsa-Família, da bolsa ditadura, bolsa UNE, bolsa cabide de empregos, etc., mas dos incalculáveis gastos com a autopromoção e o endeusamento do "Rei Sol" brasileiro. Graças a Deus, são só mais uma "miséria" de R$ 20 milhões com a publicidade do período final de governo. A verdadeira história a ser contada no futuro não será aquela que está sendo vendida por meio da mídia e de filmes subsidiados. Quem viver verá. Que a presidente Dilma procure desde o início de seu governo trabalhar para evitar as "bomba" que estão batendo às nossas portas. A bomba da impagável dívida interna de mais de R$ 1,5 trilhão, a da "já paga" dívida externa de mais U$$ 250 milhões e a bomba da praga da inflação. Mas isso só a partir de 2011. Por enquanto continuamos martirizados pelos eternos comícios autopromocionais... a custa de todos nós.

ÉLLIS A. OLIVEIRA

elliscnh@estadaocom.br

Cunha

__________________________________________________

Surpresas

Que o presidente Lula continue a desfrutar do poder conferido enquanto puder, pois o final está aí e o ostracismo é perverso. Pelos raros atos e palavras da presidente eleita, com certeza seremos surpreendidos, assim como o serão seus atuais e sempre convenientes seguidores políticos. É esperar para ver.

ADILSON MENCARINI

adilsonmencarini@uol.com.br

Guarulhos

__________________________________________________

NOVO GOVERNO

Começou errado

Desejo sinceramente que o novo governo não seja uma continuidade do desgoverno anterior. Entretanto, analisando as nomeações para o ministério percebemos que já começou errado. Os nomes foram escolhidos em atendimento às pressões dos aliados, ao reconhecimento pelo apoio incondicional durante o processo eleitoral e para acomodar companheiros que não foram eleitos em seus respectivos Estados, independentemente da qualidade dessas pessoas. Tenho certeza de que teremos repetições de atos dilma vergonhosa falta de respeito ao povo brasileiro. Mas o Bolsa-Família, garantia de apoio e votos, a matulagem et caterva, vão muito bem, obrigado.

CLAUDIO D. SPILLA

Claudio.Spilla@CSpilla.org

São Caetano do Su

__________________________________________________

Pilhados, devolvem

O sr. Pedro Novais, deputado e futuro ministro do Turismo de Dilma, devolveu à Câmara o dinheiro gasto numa festa num motel em São Luiz. Para os seus pares agora está tudo bem. Lembra o caso da ministra Benedita da Silva, que foi a Buenos Aires para um evento de sua igreja com despesas pagas pelo erário e, quando o caso foi divulgado na imprensa, devolveu o valor de diárias e passagens. Ela, como Novais, adotaram a lei prostibular de que "lavou, está novo". E nós continuamos pagamos a conta. Quantos outros casos não haverá?

PAULO C. DE SPOUZA NOGUEIRA

pcsnog@gmail.com

São Paulo

__________________________________________________

CONGRESSO

Mobilização na internet

Não sou o único brasileiro ainda indignado com o aumento salarial de 62% que os parlamentares se deram - fora o reajuste do presidente da República, do vice, de ministros e o efeito cascata que ocorrerá nas câmaras de todo o País. Uma petição online contra esses aumentos já chega a 190 mil assinaturas. Nas redes sociais as comunidades que planejam protestos contra este absurdo crescem cerca de 500 membros por dia. Nas ruas já houve protestos em Brasília, Manaus, São Paulo, Rio de Janeiro, Sorocaba, além do bispo de Limoeiro (CE), que recusou, em protesto, comenda oferecida pelo Senado. O importante é saber que o povo não está revoltado e começa a se organizar. E a internet é a grande ferramenta para isso.

VITOR QUINTANILHA BARBOSA

vitor_quintanilha@hotmail.com

São Paulo

__________________________________________________

Maracutaias

Ah, se o problema fossem os ordenados! E os benefícios que fazem com que seus salários reais sejam majestosos? Mas o mais trágico é que salário não enriquece ninguém. O que transforma a falsa promessa em pachá são as malditas das maracutaias. E ellas existem em todos os partidos...

LUIZ FERNANDO D"ÁVILA

lfd_avila@hotmail.com

Rio de Janeiro

__________________________________________________

ORESTES QUÉRCIA

Morte do ex-governador

Há pessoas que deixam saudades, bons exemplos e boas recordações aos que ficam. Outras, não. O ex-governador de São Paulo, Orestes Quércia, morto aos 72 anos, se envolveu em diversos escândalos e acusações de corrupção e enriquecimento ilícito durante sua vida pública. Mas do mundo nada se leva. Que a terra lhe seja leve.

RENATO KHAIR

renatokhair@uol.com.br

São Paulo

__________________________________________________

Lá se foi um dos políticos brasileiros mais injustiçados. A vida e o governo de Quércia jamais serão esquecidos.

MAURÍCIO LIMA

mapeli@uol.com.br

São Paulo

__________________________________________________

BOAS-FESTAS

O Estado agradece e retribui os votos de feliz Natal e próspero ano-novo de Américo Fialdini Jr. (Fundação Conrado Wessel), André Assumpção - Basis Tecnologia da Informação S.A., Aparecida Dileide Gaziolla e família, Banco Safra, Carlos Hermanny Filho - Odebrecht, Carlos Tullio Schibuola, Casa Hope, Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (Cesa), Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroalcooleiro e Energético (CeiseBr), Cléa M. Corrêa, Companhia City de Desenvolvimento, Denner Datti, Dimas Ramalho, Dom Orani João Tempesta - O.Cist., DPZ, Ecilla Bezerra, Eduardo Pinto Vilas Boas, Estúdio Saci, Fecomercio, Fernando Penteado Villar Félix - presidente da Associação dos Moradores do Parque São Jorge, Flávio Cesar Pigari, Francisco Bruno Neto e Alice Molina Bruno, Grupo Ecogeo, Grupo Indio Brasileiro, Hidenari Hayashi - Igreja Messiânica Mundial do Brasil, Instituto Aço Brasil, Jairo P. Gusman, José de Anchieta Nobre de Almeida, José Luiz de Andrade Figueira, José Orlando Cardoso Neto, Jürgen Detlev Vageler, Mara Montezuma Assaf, Maria Lígia Dutra - Usiminas, Markiano Charan Filho, Marta Calha e Equipe - CCR Autoban, Maurício Bacellar - Tim Celulae S/A, Mauro Bragato, Mauro Issao Hanaki e familia, Mercure Grand Hotel SP, Milton Seligman e Alexandre Loures - Ambev, Miyashita Consulting, Neio Campos - Centro de Excelência em Turismo (UnB), Paulo Kherlakian, Pedro Galuchi, Robert Haller, Ronilson de Souza Luiz, Saul Gelman - Ouvidoria da Cidade de Santo André, Silvio Bussab, Silvio Natal, Stanislaw Cordeiro, Toni Reis e David Harrad, Túllio Marco Soares Carvalho e Viviane Cristina Franco - Franco Assessoria Contábil e Empresarial.

__________________________________________________

"Vai-te com um ramo de já-pudera, e outro de não-volte-cá-tão-cedo!"

SERGIO LOPES/ SÃO PAULO, SOBRE A DESPEDIDA DE LULA

blackfeet@uol.com.br

"Se o futuro ministro do Turismo é ruim, péssimo é quem o indicou"

JOSÉ PIACSEK NETO / AVANHANDAVA, SOBRE AS ESCOLHAS DA PRESIDENTE

bubapiacsek@yahoo.com.br

"Puxa, o aumento de salário veio na hora certa"

EDUARDO HENRY MOREIRA / SÃO PAULO, SOBRE A DEVOLUÇÃO DE VERBA INDENIZATÓRIA USADA EQUIVOCADAMENTE

henrymoreira@terra.com.br

__________________________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL:4.505

TEMA DO DIA

Qual foi a importância de Lula na economia?

Um terço dos leitores de blog do Estadão respondeu que presidente teve papel fundamental na crise

"Ao estimular o consumo, em plena crise mundial, ele aplicou uma lei básica: o consumo é quem gira a roda da economia."

JULIO PORTO

"Até fez um bom papel político no exterior. Na área econômica, não acrescentou nada. O país cresceu por sua própria força."

ERMES PARZIANELLO

"A política monetária foi fantástica; tanto que durante a maior crise financeira dos últimos 70 anos, o Brasil pouco sofreu."

ANDRES STOCKERT

__________________________________________________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

Palanque desprezível

O presidente Lula, usando e abusando do tempo em cadeia nacional de Rádio e TV, disse que, "saio do governo para viver a vida das ruas". Este relapso homem público descobriu somente depois de oito anos de mandato que viver a vida das ruas é dever incondicional do bom e responsável político. Se o Lula, tivesse exercido seu governo próximo, não do microfone, mas do povo, a nossa infra-estrutura, em estradas, aeroportos, ferrovias e portos hoje não seriam medíocres! E mais, teria sentido a indignação da sociedade com relação a corrupção deslavada na sua gestão. O presidente na verdade é um grande vendedor de ilusões...

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

__________________________________________________

Ah... minha viola...

Ontem foi a última vez que eu não ouvi nem vi Lula, desta vez em pronunciamento oficial de despedida. Porque passei 8 anos mudando de emissora a cada vez que ele aparecia...o que foi desgastante, porque nunca neste país um presidente foi tão ''aparecido''! Ele foi eleito pela maioria dos eleitores , vontade à qual me curvei. Mas meus ouvidos e olhos se submetem à minha vontade. Ainda me resta uma dúvida angustiante...será que ele sai mesmo ou vai tentar dedilhar um ''baião de dois'' ? Porque ele está visivelmente desgostoso de entregar a viola!

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

__________________________________________________

Último discurso

Como de costume o falastrão mór do país iniciou seu discurso pré excutado por seus acessores pois elle não tem a menor condição de escrever nada, atacando o Governo FHC. Isto mostra medo e insegurança que, fora as falcatruas de seu desgoverno como o mensalão, aloprados, sanguessugas, bingos, etc, sempre mentiu para toda a população inventando e manipulando números, is pesa desviando verbas, aviltando orçamentos, etc. Em seu melancolico discurso Lulla esqueceu de informar a população que deixou o país com uma dívida interna de R$ 2,5 trilhões, voltamos a ter dívida externa, a inflação está descontrolada novamente principalmente no ítem que mais pesa no bolso da população que é a alimantação, o quisito saúde nunca esteve num nível tão lamentável como se encontra agora sem investimentos por parte do governo federal, o mesmo ocorrendo com as estradas federais totalmente esburacadas e tão perigosas, os aeroportos completamente sem investi mentos e saturados, o ensino, uma vergonha, ou seja, uma herança bem maldita.

Lulla nuna foi e nunca será um estadista, sempreerá um arruaceiro de porta de metalúrgica.

Boris Becker borisbecker@uol.com.br

São Paulo

__________________________________________________

Irreal

Acabamos de acompanhar o último pronunciamento do Lula. Conclusão : nunca antes neste País houve um presidente tão mentiroso. Dentre as muitas citadas está liquidação da dívida externa (FMI) que nós, informados, sabemos que é pura mentira. Ainda bem que estaremos livre desse senhor que se acha o dono da verdade e governou enganando a parcela ignorante do povo brasileiro.

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@ig.com.br

São Paulo

__________________________________________________

Com a "macaca"

O presidente está com a ''macaca''- desinbestou a falar e não para mais- como se diz lá no nordeste. A mudança para trazer os ''trens'' dele de Brasília vai usar 11 (onze) caminhões da Granero. Custo: 17 mil reais. É Mudança para ninguém botar defeito. Nos Estados Unidos é outro papo, quando o presidente ganha um presente, com raras exceções, não é dele é da Nação. Sugiro que ele faça um Leilão dos presentes de alto valor e o resultado obtido doe para Instituições de Caridade.

Aparecido Longo de Souza cidlongo@terra.com.br

Itatiba

__________________________________________________

MINISTÉRIO ou MISTÉRIO?

Em pouco mais de 30 dias de eleita e conseqüente escolha de seu ministério, já pipocaram alguns pequenos mas preocupantes escândalos na área ministerial.. E aí fica explicado o por quê de ela não ter mexido muito nos ministros de Lula pois já diz o velho ditado que "não se deve mexer em água parada para a lama não vir à tona". Aliás, parece que a Erenice "Guerra" escafedeu-se - ensarilhou as "armas" e foi para a reserva , pois ninguém mais fala nela. Será que vai se repetir o caso José Dirceu, que só reapareceu depois de cinco anos? Botar uma pedra em cima, o povo esquece e Lula solta foguetes.- este é o esquema.

João Roberto Gullino jrgullino@oi.com.br

Petrópolis (RJ)

__________________________________________________

Sem moral

Presidente eleita, Dilma. Não sou e nunca fui petista. Mas sua postura inspira-me confiança e esperança que o seu

antecessor nunca teve. Não perca a credibilidade empossando um indivíduo como Pedro Novais como ministro de seu Governo, que apresenta despesas realizadas em um Motel, conforme noticiado pelo Estadão. Que moral ele tem? Como ficará a imagem do Brasil? Poupe-nos.

Asciudeme Joubert asciudeme@ig.com.br

São Paulo

__________________________________________________

Sem picaretas

Se uma despesa de R$2.156,00 num motel paga pelo Congresso ao deputado Pedro Novais (PMDB - MA) não for um motivo mais do que suficiente para ser demitido antes mesmo de tomar posse, então, a presidente Dilma assumirá o cargo desmoralizada perante seu Ministério, aliás, tão fraco e sem personalidade quanto a própria. Com ''tão exemplar'' ministro do Turismo, Dilma arrisca o Brasil a dar um vexame internacional na Copa de 2014 e Olimpíadas 2016. O nosso país tem imensa potencialidade para a atividade turística, mas não com picaretas e sim com estudiosos e profissionais no assunto.

Sandro Ferreira sandroferreira94@hotmail.com

Ponta Grossa (PR)

__________________________________________________

Turismo à brasileira

O pessoal está levando a mal o fato do Ministro pagar Motel com dinheiro público. Certamente estava a ''serviço'' para poder testar ''Hoteis'' e recomendar os de boa qualidade aos turistas brasileiros. Já antevia uma possível nomeação para o cargo que acaba de receber.Haja dedicação e vontade de trabalhar .

Lisê Monteiro btcd@uol.com.br

São Paulo

__________________________________________________

Infecto

"Acho o Brasil muito infecto. Não tem atmosfera mental, não tem literatura, não tem arte; tem apenas uns políticos muito vagabundos". A frase é de Carlos Drummond de Andrade. Não concordo integralmente com ela, pois temos sim arte e literatura. Com isto quero perguntar: até quando a sociedade vai continuar inerte diante da farra do boi com o dinheiro público? Até quando vai fazer vistas grossas à corrupção, ao corporativismo e à sem-vergonhice que se incrustaram nessa instituição chamada de Congresso Nacional? Nossos senadores e deputados esquecem que o povo é o patrão deles e num verdadeiro passa-moleque na calada da noite aumentaram os próprios salários sem dar a mínima satisfação a quem de direito. São profissionais da política e não políticos na verdadeira acepção da palavra. São carreiristas, oportunistas e mercenários. Há políticos bons, mas muitos deles tem seu preço. Quem quiser que aproveite. Tem um monte de R$ 1,99. O Tiririca disse que "pior do que está não fica". Todavia o andar da carruagem indica maus presságios. Porque o judiciário numa hora crucial como está lava às mãos e faz ouvidos de mercador? Como diria a nossa Cecília Meireles há avisos nos ares e mistérios em cada encontro, ou ainda parafraseando o saudoso Carlito Maia: Brasil? Fraude explica!

Manoel Antunes antunesmanoel@yahoo.com.br

São José do Rio Preto

__________________________________________________

UNE

Reconstruir a sede da UNE é obrigação do estado que num momento triste de nossa história a incendiou e demoliu. O que o governo Lula faz hoje reerguendo a sede dos estudantes com projeto de Oscar Niemyer é um resgate histórico de uma entidade que é um dos pilares de nossa democracia. No dia 20/12 no Rio Lula participou do lançamento da pedra fundamental da obra da sede da UNE. Em 1964 a UNE foi invadida e incendiada como intimidação aos estudantes, em 1980 a policia militar invadiu o prédio da UNE a mando do Governo do general João Figueiredo e diante do protesto de cerca de 10 mil pessoas demoliram o prédio. A UNE esteve presente em todos os momentos históricos de nossa democracia, na campanha do petróleo na década de 50 e agora, nas diretas já, no fora Collor. Lutou bravamente contra a ditadura militar e pagou caro por isso, além do incêndio e demolição de sua sede, em 1973 o presidente da entidade, Honestino Guimarães foi preso e nunca mais foi encontrado sua morte só foi de fato reconhecida em 1996, com a declaração oficial de óbito. Alguns setores da sociedade criticam o governo pelo financiamento da reconstrução da UNE. Alguns desses são os que o poeta Bertold Brecht chamava de "Analfabeto político" outros são os que Leonel Brizola denominava de "filhotes da ditadura". Diferente da ditadura militar que tentava calar os dissidentes do regime, como a UNE, nos os democratas defensores da democracia e liberdade que lutamos contra a ditadura não vamos calar ninguém, muito pelo contrario, defendemos com unhas e dentes o direito ao contraditório. Mas reconstruir a sede da UNE é afirmar que a democracia esta de volta a nosso país! Viva a UNE!

Emanuel Cancella emanuelcancella@uol.com.br

Rio de Janeiro

__________________________________________________

Royalties e justiça

O justo veto de Lula ao Projeto de Lei que emasculava o recebimento dos royalties de petróleo dos estados produtores, é emblemático. Afinal, assim como excepicionalmente os pagamentos do ICM de tal riqueza beneficiam os estados consumidores, os citados royalties ficam com os estados produtores, como forma de compensação e justiça tributária em nossa Amazônia Azul, o mar que nos pertence.

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

__________________________________________________

O PERIGO REAL E IMEDIATO CONTINUA...

Sem ser vinculada a qualquer partido político, ou a qualquer órgão de imprensa, como cidadã comum aposentada e dona de casa pagadora de impostos escorchantes, gostaria de tecer alguns comentários sobre as afirmações em entrevista ao site Congresso em Foco (Estadão-24/12-A6), do jornalista que ocupa o cargo de Ministro (estando mais para Sinistro) chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência da República.

1. Acusação à imprensa de agir movida por ''interesses políticos'', agindo em conjunto com a oposição; perder a noção do que é certo ou errado e fazer jornalismo da pior qualidade:

- Quando o futuro ex-presidente era oposição - destrutiva a irresponsável, no meu humilde entender - quase toda a imprensa o endeusava e o apoiava. Eram poucos os que tinham a lucidez de enxergar o oportunismo disfarçado de luta pela classe trabalhadora, quando, na realidade, S.Exª fazia o jogo das montadoras, cujos pátios estavam lotados, por não conseguir escoar a produção. Todos nós, que viviamos no berço do lulo-petismo, assistimos a esse filme de terror, com destruições e depredações instigadas pelo futuro ex-presidente. Após esse período muitas empresas, se mudaram para outras regiões, para continuar a produzir e gerar empregos, que dão a dignidade ao indivíduo. Nesse cenário, a imprensa era ''boazinha'' e fazia jornalismo de qualidade por apoiar a dita oposição?

2. O ilustre entrevistado, criticou o comportamento da imprensa em relação ao presidente (presiMente, de fato) chamando de ''jornalões'' aqueles que se atreveram a

a denúncar a desenfreada corrupção durante os 8 anos do mandato do presidente, afirmando, ainda que havia má vontade com o governo, desproporcional aos ''erros'' cometidos:

- Que é isso, cara pálida, a democracia pressupõe liberdade total de imprensa e deve, sim, exercer o seu papel de investigar e informar ao público pagante o que feito com o dinheiro suado dos impostos (extorsivos) porque a depender das excelências,que nada mais são do que empregados do povo, não temos direitos, apenas obrigações (de pagar esses impostos, para manter as mordomias de políticos, suas nobres famílias, anexos e até amantes! Quanto ao ilustrado presidente, foi só tomar posse para deixar cair a máscara e se juntar àqueles a que um dia - como oposição - chamara de grandes ladrões, quando a imprensa lhe dava suporte. Ninguém esquece que o presidente e seu partido eram os ''guardiães da ÉTICA, tão vilipendiada após a assunção ao poder! Precisa dizer mais?

3. Acusar a imprensa de boicotar os números da aprovação do governo:

- Senhor m(s)inistro, não deboche da nossa inteligência! Houvesse essa aprovação que a propaganda (muito bem paga com o nosso $$$$) a criatura teria sido eleita logo no primeiro turno e com o percentual dessa suposta aprovação, não?!

4. ''Há certas normas, há certas obrigações que devem ser contempladas. Isso se faz no mundo inteiro e ninguém nunca achou que há censura'' - defendendo o marco regulatório para a comunicação:

- E é aqui que mora o PERIGO REAL E IMEDIATO - na regulação, seriam embutidos, sub-repticiamente, ítens que poderiam servir como base para o ''cala a boca'' tão sonhado e desejado, tendo a imprensa amordaçada e divulgando só a ''pureza'' desse desgoverno e o povo pagante (e todos são pagantes, inclusive os beneficiários das benesses dos bolsas) estaria feliz como escravos a serviço dos novos oligargas! Não é à toa que o Estadão (seria o ''jornalão'') está amordaçado pelo maior oligarga do país e sua ''grande família''!

Não é para dar engulhos, tanta tergiversação?

Aparecida Dileide Gaziolla rubishara@uol.com.br

São Bernardo do Campo

__________________________________________________

Greves camaradas

Pertinentes as críticas do leitor sr.Alexandru Solomon (Reprovados, 23/12) sobre o inconveniente domomento escolhido pelos aeroviários para fazer greve. Realmente, ossindicalistas costumam escolher os momentos mais adequados para causar o maiorprejuízo possível aos patrões. A única exceção que conheço a essa regra são asfamosas greves do ABC paulista que aconteciam quando todos os pátios (osnormais e os alugados na vizinhança) estavam completamente lotados. Era omomento ideal para interromper a produção. E terminada a greve, o preço doscarros estocados sofriam um aumento automático. O grevinha bem vinda! Será queessa greve dos aeroviários segue o mesmo padrão? Vai saber...

Hermínio Silva Júnior hsilvajr@terra.com.br

São Paulo

__________________________________________________

Greve da aviação

Muito me satisfaz quando vejo Lula provando do seu próprio veneno,sapateia,gesticula,fica nervozinho,etc...talvez o leve a refletir o quanto ele com suas greves,as vezes até imotivadas foram inconvenientes,principalmente porque suas agitações grevistas na maioria das vezes foram para promoção pessoal,e agora no apagar das luzes está sentindo na pele as mesmas penalidades de uma greve,pois a aviação é de responsabilidade do governo.

JOSE MENDES josemendesca@ig.com.br

Votorantim

__________________________________________________

Entrevista

Lúcida a entrevista de Mauricio Voivodic, engenheiro florestal e pesquisador do Imaflora no jornal O Estado de São Paulo. A floresta Amazonica tem em si potencial econômico a ser utilizado, dispensando subsídios externos.

Sonia Maria Benfatti Resstel sbresstel@gmail.com

São José do Rio Preto

__________________________________________________

Libaneses

Em 1870 chegaram no Brasil as primeiras famílias libanesas no Brasil. Hoje são 7 milhões de libaneses e descendentes, que se destacam no comércio, na política, na educação, na medicina,etc. Foi bom para o Brasil a vinda desse povo ao nosso país, povo trabalhador e maravilhoso.

Paulo Dias Neme profpauloneme@terra.com.br

São Paulo

__________________________________________________

História humana

Feliz natal, boas festas e próspero ano novo. O costumeiro etecétera é pouco imaginativo. Se a expressão pela felicidade alheia viesse acompanhada de absoluta autenticidade e consequencialidade, habitaríamos outro mundo. De todo modo, um pouquinho de felicidade, ainda que efêmera, esta raça, que há alguns milênios luta bravamente e demonstra incríveis talentos na construção da história de um planeta deslumbrante, apesar dos espisódios surreais, merece com louvores. Nunca desanimemos, porque a conspiração de fatores físicos, biológicos e químicos que permitiram flo rescer uma espécie ímpar, na periferia de uma galáxia, dotada de algo indefinível - a inteligência - é um milagre contínuo.

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

__________________________________________________

Natal

Carência de espiritualidade, ausência de Deus,é o que caracteriza o movimento nas festas natalinas, com uma corrida ao prestígio passageiro, tudo em nome de uma fictícia felicidade. O Brasil vive de incertezas, com um provável governo que não permite visualisar normalidade, tais as suas discrepâncias; não há esperança no horizonte, porque falta o essencial: o sentido do Emanuel, Deus-conosco, o único mensageiro da Paz!

Ruth de Souuza Lima e Hellmeister rutellme@terra.com.br

São Paulo

__________________________________________________

Reescrevendo

O estábulo deu lugar a um shopping center. Os Três Reis Magos foram enxotados por seguranças mal encarados, para que seus portentosos camelos não desviassem o olhar dos consumidores das sedutoras vitrines. A manjedoura, onde repousava o recém nascido Deus-Menino, ladeado por seus doces e amorosos pais, foi substituída por um trono kitsch dourado e aveludado, onde tomou assento um velho estrambótico, vestido num tom "vermelho diabo", que passou a incitar e a papagaiar o consumismo, ao som da sua irritante e falsa "ho-ho" risada. Enfim, o capitalismo reescreveu a história, para que ninguém mais tenha a lembrança de Jesus Cristo, o aniversariante nascido em 25 de dezembro, cuja lei maior é "amai-vos uns aos outros como eu vos amo". Entretanto, não nos esqueçamos que o legado de Jesus desafiou e derrotou impérios, especialmente o poderoso Império Romano, que se curvou, com o imperador Constantino I, as ainda mais poderosas palavras daquele que é o "alfa e o ômega" do cristianismo. Que o capitalismo, algoz do planeta Terra, morada da humanidade, não duvide do poder e do carisma do carpinteiro palestino. E que a humanidade proclame feliz natal, porque Jesus Cristo, o Deus solidário e poeta que se fez homem, nasceu !

Túllio Marco Soares Carvalho

Belo Horizonte

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.