Cartas - 27/03/2011

FICHA LIMPA

, O Estado de S.Paulo

27 Março 2011 | 00h00

Moralidade pública

As normas constitucionais, dado o seu acentuado objetivo programático, são as que, num ordenamento jurídico, devem ter maior abertura à interpretação. Por óbvio, essa característica as torna mais sujeitas a conflitos de interpretação, o que dimensiona o papel do intérprete. Daí a importância de uma Corte Constitucional, como é o STF, ao qual cabe decidir, em face de um conflito entre normas constitucionais, a que deve prevalecer, dispondo para isso de importantes mecanismos de solução, em especial a utilização do princípio da proporcionalidade, com o qual se pode definir o valor jurídico que deve preponderar em determinado momento histórico. E, ao contrário do que possa parecer, não há na aplicação desses mecanismos hermenêuticos um caráter subjetivo em escala tal que torne aleatória a escolha do valor prevalecente. Com efeito, a doutrina constitucional, sobretudo a germânica, com Robert Alexy, demonstrou que é plenamente possível uma escolha racional e objetiva entre valores diversos num conflito entre normas constitucionais, até para se estabelecer um eficiente e adequado controle quanto à avaliação do que considerou o intérprete, desde que sejam conhecidas as razões de seu raciocínio. Composta por normas abertas à interpretação, a Constituição brasileira é tão contraditória quanto qualquer outra; os conflitos que entre suas normas possam existir devem, assim, ser superados com a aplicação dos mecanismos que a doutrina idealizou. No caso da chamada Lei da Ficha Limpa, as razões que compõem o voto que determinou a vitória da tese de sua inconstitucionalidade permitem realizar esse controle de interpretação, para verificar que o valor que se considerou como prevalecente é de conteúdo meramente formal, em prejuízo do valor maior que é o da moralidade pública, o que demonstra o desacerto na escolha do valor a prevalecer, se considerada a aplicação da proporcionalidade entre as normas em conflito.

VALENTINO APARECIDO DE ANDRADE, juiz de Direito

valentinoandrade@uol.com.br

São Paulo

_____________

Vitória da corrupção

O STF detonou o esforço hercúleo da sociedade brasileira para dar um basta à desgraça nacional que é o conluio entre o crime e o poder político. A hipocrisia do formalismo venceu. A voz do poder da corrupção foi mais forte que a desesperada voz do povo.

ELZA M. NACLÉRIO HOMEM BAIDER

elzabaider@ig.com.br

Vinhedo

_____________

Voz do povo

Se a voz do povo é a voz de Deus, então a voz do STF seria a de quem? Do diabo?

VIDAL DOS SANTOS

vidal.santos@yahoo.com.br

São Paulo

_____________

Supremas injustiças

Ter senso de justiça não é prerrogativa de advogado, mas injustiças podem ser cometidas por subjetivismos e relativismos. Até por ministros de Supremos!

CARLOS LEONEL IMENES

climenes@ig.com.br

São Paulo

_____________

Mais uma decepção

Se todos os artigos da Constituição fossem analisados com olhar tão severo pelo STF como no caso da Ficha Limpa, muitos fichas-sujas já estariam na cadeia há anos. É mais uma decepção que temos de engolir. Infelizmente.

JOSÉ CLAUDIO FARACO

jclaudiofaraco@hotmail.com

Monte Sião (MG)

_____________

Livres para "aprontar"

A decisão do STF de conceder anistia aos corruptos foi, de fato, uma grande decepção para a sociedade. Agora os políticos estão livres para "aprontar" à vontade até a próxima eleição. E nós, pobres trabalhadores, continuamos pagando a conta!

MAURILIO PEREIRA

mauriliopereira@uol.com.br

São Paulo

_____________

Assalto

Imaginem o assalto aos cofres públicos daqui até 2012. Primeiro, pelos fichas-sujas, que já não têm nada a perder e dispõem de menos de um ano para encher suas meias e cuecas. Segundo, pelos "normais", porém mal-intencionados, cuja máquina corruptora tem combustível para alguns meses apenas. Vai ser uma correria!

JAIR FREIRE

assim.soja@gmail.com

São Paulo

_____________

Poder maior

Ao decidir, por um quase-empate, qual a interpretação correta da Constituição sobre a Ficha Limpa, uma lei de iniciativa popular aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente da República, o STF desrespeitou o parágrafo único do artigo 1.º da própria Carta Magna, que diz que "todo o poder emana do povo..." Dessa forma, a decisão é inconstitucional e pode ser derrubada em nome do próprio povo, que é o poder maior.

GILBERTO DIB

gilberto@dib.com.br

São Paulo

_____________

Pé esquerdo

O ministro Luiz Fux começou com o pé esquerdo, marcou a sua chegada ao STF traindo os desejos mais éticos da Nação. Que Deus ilumine sua mente e sua trajetória e o faça dormir sem remorsos. Porque esperamos muito mais do que fazer política no STF, esperamos alguém que enxergue a realidade brasileira na correta interpretação das leis.

JOÃO HELOU

helouhelou@gmail.com

São Paulo

_____________

Questão de ordem

Gostaria de perguntar ao ministro Luiz Fux se ele contrataria, na própria residência, um menor de 17 anos, 11 meses e 29 dias que, por exemplo, tivesse matado quatro pessoas. Ele seria inimputável, portanto, "ficha-limpa".

ROBERTO BRODOLONI

r.brodoloni@ig.com.br

Bragança Paulista

_____________

Torpedo

Fux foi um torpedo teleguiado para explodir a única lei brasileira criada diretamente pelo povo.

EDVALDO ANGELO MILANO

e_milano@msn.com

Limeira

_____________

Fux Day

Deveríamos criar o Fux Day. Seria o dia da injustiça, do descalabro e da desesperança.

IVAN BERTAZZO

bertazzo@nusa.com.br

São Paulo

_____________

"Será que só o ministro Luiz Fux está certo e os 5 milhões de assinantes do projeto estão errados?"

ÂNGELO DE AGOSTINI / CAMPINAS, SOBRE A FICHA LIMPA

angedemari@gmail.com

"Saneada a Ficha Limpa, a próxima grande missão do ministro Luiz Fux será enterrar o mensalão!"

CONRADO DE PAULO / BRAGANÇA PAULISTA, IDEM

conrado.paulo@uol.com.br

"Esse problema com os fichas-sujas é culpa nossa, dos eleitores. Poderíamos ter feito a faxina na hora do voto"

VIRGÍLIO MELHADO PASSONI / PRAIA GRANDE, IDEM

mmpassoni@gmail.com

_____________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 813

TEMA DO DIA

Explorar o centro da Terra já é viável

Cientistas europeus afirmam que tecnologias existentes permitem perfurar a crosta até o manto

"O que pode acontecer com as placas tectônicas?

JOSÉ CARLOS JORDAN

"Fomos ao espaço e agora vamos ao interior da Terra. E tudo isso a custos astronômicos."

BRAZ DOS SANTOS

"Será que os técnicos estão levando em conta que a enorme pressão e o magma que encontrarão nas profundezas poderão forçar uma erupção como a de um vulcão?

RENATO DESIE

_____________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DECEPÇÃO

 

Imensa maioria da sociedade ficou "de cara" com a decisão do STF que postergou para 2012 a vigência da Lei da Ficha Limpa. Já encontrei gente convencida de que o artigo 16 da Constituição Federal foi uma artimanha concebida com a finalidade de beneficiar políticos desonestos... O referido preceito, com a redação que ganhou em 1997, diz assim: "A lei que alterar o processo eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, não se aplicando à eleição que ocorra até um ano da data de sua vigência". Não é preciso conhecer a história do Brasil na segunda metade do século passado para saber-se o que motivou tal disposição. Ela é uma vacina contra casuísmos que, alterando de última hora as regras eleitorais, sirvam para beneficiar a maioria parlamentar (via de regra a poderosa base do governo) em prejuízo da minoria. Tivemos muito disso durante o regime militar, por exemplo. O foco da norma está posto no respeito às regras do jogo e ao eleitor. Ou, em outras palavras, à segurança jurídica e à própria democracia. Se o leitor destas linhas, assim como eu, não tem em boa conta o discernimento de grande parte do eleitorado, nem apreço algum por grossa fatia dos partidos e seus representantes, não é contra a Constituição nem contra a decisão do STF que se deve insurgir. Sua decepção deveria ter sido instigada já quando leu nos jornais que a Lei da Ficha Limpa foi aprovada na Câmara dos Deputados por 388 votos contra apenas um. E no Senado Federal, logo após, por 76 votos a zero. Bastava para deduzir: aí tem!... E não deu outra. Era para não valer. Impossível que juntos - deputados, senadores, assessores do Congresso Nacional, entre outros - não conhecessem o teor do art. 16 da CF ou inferissem que, no STF, a força do preceito da anualidade acabaria minimizada. Não podia ser e não foi. Por pouco, mas não foi. Prefiro uns patifes a mais no Congresso do que ver o Supremo rasgar a Constituição por pressão popular. Agora, usarei o direito do autor para falar da minha decepção. O que me entristece profundamente é saber que em momento algum, nos debates travados sobre o tema ao longo destes últimos dias, subimos um milímetro na compreensão de que estivemos tentando corrigir as consequências em vez de atacarmos as causas da enxurrada de mazelas na política nacional. Lamentamos seu efeito destruidor. Choramos as vítimas do mau uso dos recursos públicos. Deploramos as desigualdades dos pleitos e os abusos dos poderosos. Como nas enchentes, descuidamos da prevenção e não nos ocupamos, um segundo sequer, do modelo institucional ficha suja com o qual convivemos! Enquanto isso, a usina da criminalidade política continua em plena atividade. O PCC da política, o Comando Vermelho da política, que se valem do nosso pavoroso modelo institucional, atuam e continuarão atuando mesmo na remotíssima hipótese de que a impunidade acabe e todos vão tomar banho de sol em horário certo no pátio de algum presídio. Lá de dentro, com celulares ou sem celulares, continuarão se valendo das franquias e facilidade de um sistema que lhes facilita a vida e coloca o país no vergonhoso 69º lugar no ranking da ética. A nota 3,7 que recebemos nos situa a apenas 2,6 pontos da Somália, que é o último dos 180 países avaliados, e a longínquos 5,6 pontos da Dinamarca, que encabeça a lista dos melhores padrões éticos. Decepção, para mim é isto. É saber que em momento algum do último pleito muitos cidadãos que hoje reprovam o STF se interessaram em saber o que seus candidatos pensavam sobre reforma institucional e política (estavam mais interessados em achar alguém que lutasse por seus interesses pessoais ou corporativos). É perceber que a nação ainda crê, firmemente, que seja possível colher resultados diferentes agindo, sempre, do mesmo modo. É ver tantas pessoas convencidas de que a Lei da Ficha Limpa será capaz, mantida a regra do jogo, de moralizar os comportamentos dos políticos, dos partidos e dos eleitores. É achar-se preferível atropelar o princípio da presunção de inocência (inciso LVII do art. 5º da CF), segundo o qual "ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória", a reformular o modelo recursal do direito brasileiro que dá garantias eternas de impunidade aos réus endinheirados! Escreva aí, leitor: quando, em 2012, os recursos contra a Lei da Ficha Limpa entrarem no STF invocando esse outro preceito constitucional, a lei se desfará em cacos, evidenciando a incompetência de sua concepção. Como bem disse em recente programa de tevê o advogado Ricardo Giuliani - os responsáveis pela atual decepção (e pela futura) são os que criaram ilusões na opinião pública através de uma norma eivada de inconstitucionalidades.

 

 

 

Percival Puggina puggina@puggina.org

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A FICHA LIMPA

 

Tenho comigo um pequeno exemplar da Constituição da República Federativa do Brasil, atualizada até a Emenda Constitucional nº 38, de 12-6-2002, editada pela Editora Expressão e Cultura para a Coleção Páginas Amarelas. Ignoro se tal edição tem maior ou menor valor que outras edições oficiais quanto à validade de seu texto, pois, leio, no seu Título I - Dos Princípios Fundamentais - Art. 1º, Parágrafo único, o seguinte: "Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição". Não sei se os senhores Ministros do STF se deram conta desse 1º mandamento da Carta Magna; ou o esqueceram ou o ignoraram e, portanto, não poderia ser diferente o voto do Ministro Luiz Fux (raposa) que esperta ou distraidamente usou argumentos outros, também presentes na Constituição e aplicáveis a outros casos, para justificar o seu voto legalista, segundo os termos da Constituição Federal. Esqueceram-se, portanto, de 6,6 milhões de assinaturas (Dora Kramer em seu artigo de 25.03 n´O Estado de São Paulo, A-6: "Estreita vigilância"quando menciona os 1,6 milhão no abaixo assinado e mais de 5 milhões por via Internet!!) manifestando sua concordância ao projeto de lei da Ficha Limpa. Não deixa de ser uma amostragem deveras significativa! Não se tratou aqui apenas da imposição de mais uma lei e de sua aplicação retroativa para prejuízo de alguns malversadores do erário, mas do estabelecimento de uma limitação de ordem moral para o benefício de 190 milhões de brasileiros! Realmente: que prejuízo causaria à toda a população brasileira? Não seria uma demonstração da urgência na instituição de meios de cerceamento dos fraudadores do erário? Esqueceram-se os Juízes que cada voto justo enaltece e aumenta a confiança no próprio Judiciário? Que cada voto justo vai, gradativamente, forjando um país com elevada moralidade ? Que os Senhores, revestidos do poder de aplicar a justiça, deveriam ser os forjadores de condutas sociais, os guardiões da decência e da moralidade? Mas o que resta do nosso Judiciário senão a aplicação dúbia das leis em benefício de poucos e mal intencionados políticos? Servem, por acaso, algum interesse escuso? Vossas Excelências prestaram, com a vossa decisão, um dano relevante à população brasileira impondo-lhe mais 4 anos de esbórnia financeira com o Tesouro Nacional, isso se não levantarem novas dúvidas quanto à aplicação da Ficha Limpa já para as eleições de 2012. Decisões como essa e também com a mesma dubiedade em outras instâncias, para causas de outras naturezas, só servem, notoriamente, para legitimar as fraudes e fazer coro com os crimes contra a economia popular. Mas o que seria isso num país onde já se faz do público um autêntico idiota de que se servem os cartões de crédito, os bancos, as concessionárias de serviços públicos e quantas outras organizações igualmente mal intencionadas? Sou ninguém para aconselhar qualquer Ministro, mas por favor! Evitem de representar a ópera bufa de suas sessões plenárias. Arrelia e Pimentinha e outros tantos profissionais do riso fariam melhor e sem as consequências deletérias que nos impõem Vossas Excelências. Tiraram a um respeitável contingente de cidadãos conscientes e atuantes para fazer um país decente a oportunidade de dizerem: - Somos brasileiros! - Que pena Brasil! Todo poder emana do povo...

 

 

Régis D.C. Fusaro rxfusaro@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LIÇÃO ADVOCATÍCIA

Estão ficando mais fáceis as defesas jurídicas. Se alguém tiver a intenção de cometer qualquer crime (preferentemente, roubar dinheiro público) deve antes filiar-se a um partido político (eles não fazem seleção - antes ou depois de crimes), depois, candidatar-se a um cargo eletivo. Se for a julgamento ou se já tiver sido condenado (em 1ª. Instância) recomenda-se recorrer ao STE ou, diretamente ao STF. A vida mudará completamente para melhor, "como num passe de mágica". Ficará livre ainda por muitos anos, se o crime já não tiver expirado.

 

 

Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ELEITORES...

 

Infelizmente, a decisão do STF é irretocável, tecnicamente falando. O que dá engulhos é saber que se houvesse um eleitorado minimamente esclarecido, esse problema jamais teria aparecido.

Alexandru Solomon alex101243@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMPUNIDADE PARA TODOS, JÁ

 

Como cidadão cônscio dos meus deveres perante a nação, sempre acreditei que os ministros do Supremo Tribunal Federal fossem pessoas integras, independentes e de caráter ilibado. Entretanto, diante do resultado de alguns julgamentos acontecidos naquela casa, e esta derrota dos fichas limpas para os fichas sujas, sou levado a deixar de lado as lindas ideias que tinha sobre o que deveria ser o Supremo, e encarar a realidade que domina aquele órgão: o STF é uma instituição política. Tal como os políticos que estão no Congresso Nacional, os seus ministros estão se lixando para a opinião pública. O país dos recursos jurídicos infinitos atingiu o seu orgasmo máximo. Entregamos a última palavra a Deus. Acabamos com esse negócio de sentença definitiva. Isto quer dizer na prática que o criminoso rico e poderoso, nunca receberá uma sentença final. Esta bagunça jurídica tomou impulso a partir de 1988, quando o atual ministro da Defesa, Nelson Jobim, era deputado Federal e articulou a votação das leis na nova Constituição da República. Segundo declarações do mesmo, todas as leis para serem aprovadas, tinham que ser ambíguas, para que pudessem contentar todos os grupos que detinham o poder no Congresso Nacional. Por causa deste absurdo somente foram aprovadas leis propositalmente controversas, destinadas a manter fora da cadeia todos os corruptos e assassinos de colarinho branco. A partir daí, o crime começou a compensar. Como parece ser impossível acabar com esse status quo, e com a entrada do Supremo Tribunal Federal no corredor da ambiguidade, a única maneira de haver justiça no Brasil será fazer com que a impunidade venha beneficiar todos os brasileiros. Para que isto ocorra, será necessário que os homens honestos e de boa vontade desse país criem o movimento "Impunidade Para Todos, Já."

 

 

Wilson Gordon Parker wgparker@oi.com.br

Nova Friburgo (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RESPEITO À CONSTITUIÇÃO

Este jornal publicou muitas cartas de leitores e eleitores revoltados com a decisão do STF sobre a lei da Ficha Limpa. Muitos brasileiros esperavam que ela fosse aplicada do jeito que foi aprovada. Ao STF não cabe se aliar ou frustrar os anseios da população. O Supremo está lá principalmente para julgar a constitucionalidade de leis. A Ficha Limpa, muitos não se deram conta, é uma lei inteiramente inconstitucional, enfrentando vários artigos na nossa Constituição. Desrespeita o artigo 16 e muda as condições de elegibilidade a menos de uma ano das eleições, desrespeita o artigo que trata da presunção da inocência, da não retroatividade da lei e cria tribunais de exceção.

Talvez por isso mesmo os que a aprovaram na Câmara e no Senado quiseram agradar a população às vésperas das eleições de 2010, mas até fizeram propositalmente, sabendo destes fatos. Os brasileiros estão fartos da corrupção na política, mas mesmo assim foram eleitos muitos políticos que não são exatamente um exemplo de honestidade.

A população já deveria extirpar estas pessoas não votando nelas. Ignorar a Constituição por uma boa causa abre precedentes. Jogá-la no lixo abre as portas para que, em nome do povo, qualquer arbítrio seja feito por poderosos em exercício. Se pode transgredir a Constituição em nome do Bem podem fazê-lo também em nome do Mal. Portanto apesar de ser frustrante termos que encarar figuras como Jader Barbalho, Maluf e outros tantos, há que fazermos valer nossa opinião de forma legal e constitucional. Não há outra saída, temos uma Constituição a ser respeitada.

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRÓXIMOS PASSOS

 

Que não se tenha nenhuma dúvida: quando chegar a ocasião, o STF decidirá que a lei não poderá bloquear candidaturas de políticos condenados antes de sua promulgação. Portanto, sua aplicação se restringirá a infratores condenados da nova geração. Não haveria necessidade da Lei da Ficha Limpa se o voto não fosse obrigatório, o que pressupõe maioria do voto consciente, e a mídia pudesse denunciar livremente malfeitos e malfeitores sem que fosse censurada. Tenho confiança na capacidade de discernimento dos eleitores bem informados.

 

 

Flávio José Rodrigues de Aguiar rsd100936@terra.com.br

Resende (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DE SALAMES

"Ficha limpa será fatiada como salame"(Ricardo Lewandowski). Os "ficha suja" é que deveriam ser fatiados como salame.

Luigi Vercesi luver44@terra.com.br

Botucatu

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

APOSENTADORIA

 

Será que os deputados e senadores que tiveram de deixar os seus cargos após menos de 3 meses em razão da decisão do STF sobre a Ficha Limpa para o ano 2012, irão requerer suas aposentadorias?

Ariovaldo J. Geraissate ari.bebidas@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

FRUSTRADOS

 

A decisão do STF com relação à lei da Ficha Limpa frustrou significativamente a Nação brasileira. De cima de minha santa ignorância eu sempre acreditei que o Poder Judiciário, representado pelo STF tem como fundamental competência regulamentar as leis criadas pelo Poder Legislativo, procedendo um confronto com as leis já existentes, bem como julgar os conflitos que venham se contrapor à leis anteriores e fazer prevalecer, através de decisões isentas e imparciais, o que venha melhor atender os princípios do direito e da justiça, competindo inclusive ao STF proceder emendas em leis anteriores, independente da natureza das mesmas. Aí pergunto, se no caso da Lei da Ficha Limpa, entendendo que a mesma tem por objetivo alijar do exercício da vida pública, indivíduos comprometidos com a justiça por envolvimento em atos de corrupção e atitudes que ferem a ética e a moral em resposta a toda uma Nação que almeja representantes dignos de exercerem as suas funções com honradez, não caberia ao STF efetuar uma emenda constitucional, ao invés de evocar esse tal "princípio da anterioridade" beneficiando ímprobos em detrimento dos anseios da população brasileira, essa que trabalha, produz, paga impostos elevadíssimos e exerce a cidadania com dignidade?

 

 

Nei Silveira de Almeida neizao1@yahoo.com.br

Belo Horizonte

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TÉCNICA

 

A decisão no voto de desempate, do ministro Fux, sobre a "lei da ficha limpa" do Supremo,

Concedendo aos requerentes a aplicação da lei para as próximas eleições, dá a medida exata

da dificuldade do julgamento: ou atende-se aos estritos termos da norma regente da matéria

ou se ouve o clamor popular, que pedia o cancelamento dos eleitos, com passado condenatório.

Prevaleceu a decisão técnica, que tenho dúvidas, que tenho certeza não são somente minhas,

se é a decisão mais sensata e mais legítima.

 

 

Wander Cortezzi w.cortezzi@uol.com.br

São José do Rio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ENIGMA INDECIFRÁVEL

A justiça brasileira é a única culpada por se encontrar nesse emaranhado intrincado e confuso que a coloca cada vez mais sob suspeita diante do olhar do povo. Caso seguisse rigorosamente o que preceituam as leis vigentes não estaria no momento diante de tamanha celeuma. Não discuto o mérito e nem o notório e sobejamente conhecido saber dos Ministros do STF. No entanto ocupam esses postos da mais alta magnitude judicial por indicação política. Também não é demérito nenhum. Mas o que nos encabula aqui na planície, é porque a todo momento estamos vendo a balança da justiça usar pesos e medidas diferentes! Peço vênia aos nomes que vou citar como exemplos: por que o deputado Edinho Araújo do PMDB de São Paulo que teve suas contas rejeitadas pelo TCE e pela Câmara Municipal de São José do Rio Preto tomou posse normalmente e o sr. Luciano Batista do PSB presidente da Câmara Municipal de São Vicente que também teve suas contas rejeitadas pela mesma corte não pode? De duas uma, ou dos dois estão corretos ou ambos estão errados! Será que em determinados momentos o tecido que veda os olhos da deusa da justiça escorrega um pouquinho, ou em outras ocasiões o "pano cai" literal e escancaradamente como temos visto... e doa a quem doer? Eis aí o enigma indecifrável para nós mortais brasileiros havidos por justiça!

 

 

 

Manoel Antunes antunesmanoel@yahoo.com.br

São José do Rio Preto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INSEGURANÇA JURÍDICA

 

O novo ministro Luiz Fux afirmou que a Lei da Ficha Limpa é um dos mais belos espetáculos democráticos. Democracia não é espetáculo, não é "show business". A lei da Ficha Limpa não purificou o mundo político.Nem com água benta aspergida, a política brasileira é purificada. A tentação de aplicação imediata da lei é grande, maior até do que as tentações que Jesus sofreu no período da pré-páscoa. Surpresa e segurança jurídica não combinam. O que combina é insegurança jurídica com a certeza do inevitável. Como se vê, "tentação", "purificação", são hoje, apenas palavras ocas, vazias, ausentes de significação, distantes de um mundo melhor, que o vento se encarregou de levar embora...

 

 

Cacilda Amaral Melo cacilda09@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CARTA MARCADA

 

Lendo as colunas do "Fórum dos Leitores" (25/3/11), fiquei com a certeza de que alguns ainda não entenderam como funciona o STF de hoje, em casos que tais. Por que tanta perplexidade?, Na verdade, o julgamento é carta marcada, como tantos outros já o foram. Eles, acredito, escolhem quem vai votar sim e quem vai votar não, e para dar a impressão de grande dúvida, da complexidade da questão a ser julgada, dividem os votos ao meio, sobrando para o mais "novo", o voto minerva. É este quem paga o pato. É a república das bananas.

 

Paulo Barros 25000@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOTAÇÃO DA FICHA LIMPA

 

Esperei alguns dias para ver a repercussão da votação. Já se fala em muitos outros questionamentos, que ao final, levarão tal lei à morte por inanição. O curioso é que nada se fala sobre a atuação do sr. Michel Temer na redação final da lei. Digo isso, porque ele é ou foi professor de Direito Constitucional, logo, só nos resta perguntar: por que colaborou para que a lei fosse aprovada com tantos "furos" constitucionais? Por outro lado, mesmo não sendo advogado, entendi as razões técnicas do STF para tomar a decisão que tomou. O curioso foi o placar 6 x 5! Será que neste caso, onde claramente a Justiça perdeu para o Direito, o STF não deveria ter inovado, ou seja, "em vez de na dúvida pró réu, deveria ser na dúvida contra o réu", uma vez que foi o próprio réu que aprovou uma lei cheia de " furos" constitucionais!

 

 

Carlos Barros de Moura carlos@barrosdemoura.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A OPINIÃO PÚBLICA, A "JUSTIÇA" E OS FICHAS-SUJAS

 

"Domina-se mais facilmente os povos excitando suas paixões do que se preocupando com seus interesses." - G.Le Bon, médico e sociólogo francês(1841-1931). Cada dia mais atento aos acontecimentos mundiais, e, por bom senso, à democracia, comparando-os aos que se sucedem em nosso país, cada dia mais me convenço da mudez de nosso cidadão, espécie de espectador desengajado - ao contrário do "espectador engajado", o grande patriota francês, Raymond Aron! -, nosso povo permanece mudo, surdo e, mais que tudo!, omisso aos absurdos que aqui acontecem! E acontecem a céu aberto, de modo transparente, veiculados por uma mídia que não sei se algumas também submissas - ou cúmplices?! -, mas que nos tornam conscientes de um verdadeiro inferno astral que aqui encontrou uma guarida melhor do que as profundezas abissais de seus demônios! Querem maior absurdo do que a conclusão a que cheguei, logo após aquilo que todos esperávamos - a não aprovação da condenação dos corruptos e fichas-sujas que todos conhecemos???!!!, Permitindo que frequentem a cada vez mais infernal Ilha da Fantasia, tripudiando sobre a dignidade, o caráter, a inteligência, o amor-próprio e, especialmente, sobre a coragem - a primeira das qualidades humanas!!!-, desse sempre escravo cidadão brasileiro?! E com o aval daqueles que deveriam manter a cegueira da Justiça perante as leis, que, por isso mesmo!!!, jamais passaram dos papéis onde foram escritas, lidas, mas jamais executadas! A velha afirmativa da "Instituição da Safadeza", fica, cada dia, mais confirmada! Quanto ao povo...Mas que povo?!...Aquele que o fictício deputado Justo Veríssimo, do Chico Anísio, disse "O povo que se exploda!!! Agora, dezenas de Justos Veríssimos verdadeiros, garantidos pela "Justiça", se locupletam no Congresso, nas Assembleias, nas Câmaras e nos Palácios federais, estaduais e municipais, com seus sorrisos sardônicos, suas cabeleiras e bigodes tintos, para esconder a velhice dos corpos - mas não a sujeira do caráter e das almas!!!-, como novos Dorians Grays, em moderno pacto com o Diabo, para manterem intactas suas vaidades, ambições corruptas, desamor aos semelhantes e ao respeito mútuo, do direito de cada um, em nome do direito de todos!!! "Meanwhile...", como diria Obama a Dilma, nosso "povo" continua iludido com as "glórias" antecipadas do possível futuro "Hexa" em 2014- favorecendo as próximas "eleições de voto obrigatório!!!"- ou de currais e compras de votos?! -, para os municípios, CTs de treinamento para os novos corruptos prefeitos,vereadores,"treinarem" para campos maiores, nas capitais e em Brasília! Repetindo Obama para Dilma: "Meanwhile...", o povo permanece excitado em suas paixões, que transitam na mídia, o ano inteiro, pelos inumeráveis campeonatos de futebol, e de um Carnaval que começa a ser preparado antes de terminar o anterior! E o Povo?! Ora, agora, não é apenas um, mas numerosos Justos Veríssimos, que, com risos sardônicos e cabeleiras tintas, gritam do Congresso, das Assembleias e dos Palácios: O Povo que se exploda!!!"

 

 

Sagrado Lamir David david@powerline.com.br

Juiz de Fora (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DUPLO RENDIMENTO

 

O Ministro-desempatador do STF, no caso da "Ficha Limpa", foi aposentado no STJ pela Presidente (a) da República - vide DOU, Seção 2, nº 55, 1ª página, de 22.03.11 e Processo no 08025.000148/2011-39, do Ministério da Justiça - com efeito retroativo a 03.03.11. Foi nomeado para o STF, em seguida. Pergunta-se: é remunerado pelos dois cargos, o ativo e o inativo? Como brasileiro e pagador de imposto só quero compreender, além de cumprimentá-lo pelo feliz destino e saber que princípio (já que tratam tanto disto) constitucional o ampara. Que falem os juristas. Viva o Brasil!!!

 

Ruy de Jesus Marçal Carneiro ruycar88@uol.com.br

Londrina (PR)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EU SÓ QUERIA ENTENDER...

 

Quer dizer que, a partir de agora, os pré-requisitos de candidatos a concursos públicos para servidores, inclusive juízes, promotores e procuradores só tem validade se o edital for publicado no ano anterior? Desde quando estipular previamente normas de seleção de candidatos a cargos é interferir no processo eleitoral, se o interessado sequer registrou sua candidatura? Por favor, ministro Fux, não duvide da percepção fática do brasileiro! Quanto ao seu comentário lisonjeiro à Lei Ficha Limpa, sem dúvida a mesma é "uma legítima aspiração do cidadão brasileiro", só que à espera de seu pleno cumprimento. É uma situação deveras lamentável.

 

Honyldo Roberto Pereira Pinto honyldo@temfoto.com.br

Ribeirão Preto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

UM PAÍS QUE NÃO É SÉRIO

 

Finalmente a Lei da Ficha Limpa não valerá para 2010, 2011 e 2012, até a próxima eleição. Que tremenda decepção; que baita tapa na cara do espoliado povo e leitor brasileiro. Mais uma vez a alegria de uma nação durou pouco. Mais um dissabor do poder público, desta vez por parte do Supremo Tribunal de Justiça. E o pior - parlamentares da ficha limpa de todos os níveis que tomaram posse no dia 1º de janeiro deste ano, terão que desocupar o beco e entregar os gabinetes para fichas sujas que, com desdém e rindo da cara de 190 milhões de trouxas compatriotas assumirão o poder. O evento da Lei da Ficha Limpa trouxe uma explosão de alegria, tanto quanto a vitória de um campeonato mundial de futebol. As pessoas batiam palmas e gritavam: "Agora sim, a nossa alma está lavada; a corrupção política, até que enfim, a partir deste ano receberá o seu merecido troco". Mais uma vez a esperança do povo abortou. Vossas excelências políticos e meritíssimos juízes ministros, anticonstitucional ou não, por que calar de tal maneira a alegria rouca do povo? Se neste item a LFL fere a Constituição Federal, medem-na! Criem e votem uma devida emenda! Volta e meia faz-se isso com coisas tão menos relevantes! Quando eu ainda era um jovenzinho, Charles De Gaulle, ex- presidente da França cunhou uma infeliz frase que de cheio feriu os brasileiros e meu orgulho patriótico também: "O Brasil não é um país sério". Contudo, agora, com o banho de água fria no calor patriótico deste triste dia 23 de março, resolvi ponderar: não é que De Gaulle tinha razão?

 

 

Manuel Xavier de Lima prxavier@uol.com.br

Engenheiro Coelho

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"FUXILADA"

 

A decisão do STF já era esperada. A lei da ficha limpa foi fuzilada. Os políticos vestidos de toga acharam que iam ser criticados. Foram massacrados. A ditadura militar de 1964 começou exatamente por estes motivos de hoje: comunistas vigaristas querendo tudo controlar e Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário engolfados pela corrupção. Reclamaram que os militares de 1964 foram longe demais, mas a verdade é que fizeram o serviço pela metade. Destruíram o país e hoje nós temos os resultados. Enquanto na Tunísia, no Marrocos, no Egito, na Líbia, no Iêmen, no Bahrein, no Irã e até na Arábia Saudita o povo está nas ruas exigindo o fim da corrupção e das ditaduras, aqui os senhores do crime seguem sendo endeusados, lambidos e condecorados. Um tribunal que para se constituir precisa da indicação e aprovação de canalhas. O que se pode esperar? Esta decisão de 23-3-2011 foi o 11 de setembro do Brasil: foi a consolidação de um processo de ditadura civil baseado na corrupção total. A ditadura hoje não se dá mais com as armas, mas com as sentenças fajutas enfiadas goela abaixo de um povo ignorante. A verdade é que os argumentos tinham igual peso para as duas bandas do STF. Sendo assim, o verdadeiro constitucionalista sabe que a decisão deve ser de acordo com a moral. Os cinco juízes que votaram a favor da ficha limpa não são meros competentes ou honestos, são heróis. Particularmente Ellen Gracie e Ayres Brito são espetaculares. Ellen não levou a mulher à condição elevada de igual ao homem, foi muito além, levou as mulheres ao Olimpo, com as mais lúcidas decisões, que se vê não fruto de obrigação ou de trabalho, mas de prazer de refletir e redigir. Diferentemente das mulheres da política, que apenas se igualaram aos homens, transformando a classe em LIXO. Estamos hoje em 13 de dezembro de 1968 em termos de desastre. É de dar dó ver jovens estudantes de direito tendo de aprender a doutrina vendo a lição de câncer mental dada pela escória jurídica, que com a transmissão de 5,5h ao vivo mostra com os estapafúrdios argumentos a sujeira de sua alma. Foi de dar nojo ver as cretinas decisões, foi de ficar sem dormir de ódio de ver tanta besteira como falar que o artigo 16 é cláusula pétrea e que o direito internacional foi desrespeitado pela lei da ficha limpa. A lei existe, mas acima dela está o povo, o soberano, o juiz corregedor. Para o soberano, este Supremo Tribunal Federal deve ser desconstituído imediatamente, não é mais possível tolerar tanta sujeira jurídica. Jean Jacques Rousseau disse em 1762, em seu "Contrato Social": "povos livres, lembrem-se desta máxima: pode-se adquirir a liberdade, mas recuperá-la jamais". O Brasil se livrou da ditadura de 1964, mas não se livrará mais desta ditadura atual. É traumático ver a honestidade, a decadência, a competência e a honestidade se curvarem perante o lixo, sendo totalmente desprestigiadas. Não existem mais alternativas democráticas para se vencer uma sociedade destruída e Poderes Executivo, Judiciário e Legislativo predominantemente podres. É o fim. Esse é o verdadeiro colapso previsto para o ano de 2012: a falência da raça humana, com o mal ocupando todos os espaços.

 

 

André de Oliveira Guimarães aog31012008@bol.com.br

Jacareí

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A VOZ DO POVO DE NADA VALE

 

 

Apesar dos abaixo assinados entregues no Congresso Nacional para que se fizessem valer as regras do Ficha Limpa ainda nas últimas eleições o STF deu a nota negativa dando o contra à população não acatando o clamor desta e fazendo com que estas regras passem a valer apenas a partir de 2012, se for o caso, pois após esta resolução, dando carta branca aos larápios de colarinho branco assumirem seus postos no Congresso nada de realmente positivo poderemos mais esperar deste judiciário viciado. Temos agora também que ficarmos nas mãos dos ministros do STF que darão a sentença final com relação à liberação do dinheiro proveniente dos Planos Econômicos engendrados pelos senhores feudais, Sarney e Collor, dinheiro este que nos foi tungado por estes senhores e por conta de pedido de vistas do Ministro Toffolli em setembro de 2010 encontram-se totalmente estancados criando teias de aranha para que o povo esqueça dos mesmos assim como já se esqueceu dos compulsórios sobre a compra de veículos, combustíveis, passagens aéreas e dólares na época de Sarney ET caterva, e que nos seriam devidamente ressarcidos e nunca foram e acabaram sendo embolsados pelos governantes daquela época. Temos que lutar para que nossos direitos não caiam mais uma vez no esquecimento e nosso dinheiro acabe nos bolsos dos fichas suja que emporcalham nosso Congresso cada vez mais. Devemos lutar até a última gota de sangue por nossos direitos ou seremos sempre enganados por esta gente que se aproveita de sua posição privilegiada para nos enganar e nos espoliar.

 

 

 

 

Boris Becker borisbecker@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

JUSTIÇA ÀS AVESSAS

Enquanto o Jornal "O Estado de São Paulo" enfrenta censura de mais de 600 dias em pleno século XXI, e fica impedido de veicular notícias de corrupção que envolve alguns fulaninhos, o STF esconde Lei de Ficha Limpa no armário, autorizando a diplomação e posse de cargos eletivos a personagens nocivos à ética e lisura na política. Dá para concluir a serviço de quem está o Sistema de Justiça do Brasil. Por estas e outras fica a frase adaptada: "Iustitia Quæ Sera Tamen"

Vandecio Carvalho vandaotrombone@hotmail.com

Castilho

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MEU VOTO DE VOLTA

 

 

Kassab disse que "PSD nasce independente"! Eu diria que o PSD nasce solitário e em política quem nasce assim, morre a mingua, principalmente no Brasil de sempre. Collor caiu porque pensava igual e Lulla fez parceria até com o diabo para permanecer no poder depois que o mensalão foi descoberto. E não é apenas o partido dele que é solitário, São Paulo também está. A Mega Metrópole largada a própria sorte sofrendo por falta de comando desde que Kassab só pensa em se "arranjar". Precisamos de gente competente e comprometida com a cidade, não de um prefeito egocêntrico. Kassab: devolve meu voto!

 

 

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PSD

Quando Kadaffi soube que Kassab era Social Democrata exclamou: Depois o louco sou eu!!

 

Antonio Carlos Ciccone cicconeac@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PSD: PARTIDO SEM DEFINIÇÃO OU POIS SIM, DILMA

 

 

Gilberto Kassab quer ganhar tempo, ele sabe perfeitamente que o governador Geraldo Alckmin vai em 2014 se candidatar para um segundo mandato pela coligação PSDB e DEM e que ele não tem a menor chance de disputar com Alckmin sua indicação pela coligação para a governança de São Paulo, então resolveu criar um novo partido - entre os trinta e tantos já existentes - para assim, como líder fundador do mesmo, disputar as eleições de 2014. Depois de cogitar para o novo partido o nome Partido da Democracia Brasileira - PDB maldosamente denominado Partido Da Boquinha seu marqueteiro sugeriu então o nome Partido Social Democrático que já existiu antes do golpe de 64 com a sigla PSD que pode ser assim denominado: Partido Sem Definição, pois quer apoiar tanto a oposição como o governo ou Pois Sim Dilma.

 

 

José Carlos de Castro Rios jc.rios@globo.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

KASSAB

 

Partido novo, mas os políticos continuam os mesmos. Eles não se deram conta que não é o nome do partido, mais sim a ideologia dele que pesa. Como no caso do Kassab, que aqueles que não votam neles, vão continuar não votando, alguns por causa das enchentes e mau gerenciamento da cidade, outros por causa do apoio que ele deu ao Serra. Eu por exemplo, não votarei em nenhum que tenha apoiado o Serra, pois na campanha dele, foi utilizado a religião. Foi a gota d’água para mim e para muitos pois foi de uma falta de respeito com todos os leitores.

 

Reginaldo de Paula reg.paula@hotmail.com

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PARTIDO SEM DESTINO

 

 

Kassab lança PSD "próximo" a Dilma , mas mantém aliança inquebrável com Serra..Ah....É?

Será que Kassab nunca ouviu dizer que não se deve nem se pode servir a dois senhores ao mesmo tempo?

O PSD pode se transformar rapidamente no Partido Sem Destino...e seus fundadores afundarão junto com ele.

Fazer o jogo dos governistas tentando dividir a força da oposição em São Paulo é expediente que não esqueceremos jamais!

 

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A FUTUROLOGIA EXPLICA

 

Tem muita gente boa com o pé atrás, mas já já estarão indo para o partido do Kassab.A boca será boa, acreditam, pois afinal e em verdade, na base aliada as coisas tendem a ser mais

fáceis.A futurologia explica.

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CIDADE ABANDONADA

Aconselho ao prefeito Kassab a tomar conta da cidade que lhe conferiu esse mister; São Paulo em pleno abandono e ele achando que se fundar um partido novo irá conseguir se arrumar por aqui. Nem para síndico de prédio conseguirá ser eleito novamente, em Sampa não se perdoa brincadeira com coisa séria. Seu passe já está no forno.

 

Leila E. Leitão

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NELSON MOTTA PODE TER RAZÃO

"Será que Srª Dilma está de flerte com o Sr°Fernando?Este inicio de governo está mais parecido com o do FHC do que com o do 'Cara'.Neste caso seria uma traição política,espiritual ou... havendo amor não seria traição, seria companheirismo ,coisas de parceiros.Isto explica as atitudes de ciúmes do ex..Mas como fica, pois o 'Cara' diz que é o responsável por ela,então o Sr.Fernando deveria pedir a mão dela para ele?A vida prega peças hein....

 

Nelson Pereira Bizerra nepebizerra@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PINTOU UM CLIMA?

Fernando Henrique Cardoso, para muitos o Príncipe dos sociólogos. Para outros o Príncipe de Maquiavel. Para Dilma, será o Príncipe encantado? E o sapo barbudo como fica nesta história?

 

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DECEPÇÃO

 

Afinal o Sr. Nelson Motta revela o baixo estofo de que é feito. Que motivo maquiavélico o impele? Respeito é bom e todo mundo gosta. Que decepção, Sr.!

 

M J Sampaio Costa sampaio.idt@terra.com.br

Indaiatuba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FALTA DEDETIZAR A COZINHA

 

Parece estar se diluindo o pragmatismo jurássico que predominou por oito anos na política externa do país, sob o comando do "grande estadista" Luiz Inácio Lula da Silva. Mas para que se consolide, a já iniciada, nova política externa, inteligente e de primeiro mundo, faltam duas coisas: a primeira, retirar em caráter definitivo da cozinha do Palácio do Planalto o pseudo diplomata Marco Aurélio Gracia. Lixo do governo anterior. Segunda, que a imprensa nacional deixe de dar espaço para o "cara" vomitar idiotices do tipo "o Chanceler Patriota não está sendo patriota". Por acaso, patriotismo para ele é perdoar dívidas de ditadores? É lamber as botas de Fidel Castro? É ser papagaio de pirata de Hugo Chávez? É ficar de quatro para Evo Morales? É quebrar contrato internacional para agradar ao falso bispo paraguaio em prejuízo do contribuinte brasileiro? É ser vaca de presépio da Casa Rosada? É tomara partido de Rafael Correia após quebrar contratos com empresas nacionais? E finalmente, é estender tapete vermelho para receber a escória internacional?

 

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DIREITOS HUMANOS?

 

É prematuro falar disso, mas a partir do meu ponto de vista foi um erro eleger uma mulher presidente. Sem machismo, mas a mulher é uma espécie mais sentimental e menos racional nos seus atos. Falo isso devido ao voto a favor do envio de inspetores dos Direitos Humanos à República dos Aiatolás, o Irã. O meu direito é violado dia-a-dia pelos corruptos; sou corrompido pelas imagens escusas da nossa sociedade; a fome, a miséria, a indisciplina, a falência da estrutura militar sem falar da falta de tecnologia nas diversas áreas estratégicas de uma nação que se diz soberana. No matéria lida do Estadão (25/3 A12) é mencionado que os EUA são os reais (eles nem mesmo são signatários da TPI) violadores dos direitos humanos. Há americanos com fome, racismo da KKK, saúde também em frangalhos, fora o que seus militares estão fazendo no Iraque, Afeganistão, e o apoio irrestrito ao Estado Judeu que massacra o povo palestino, sem falar da CIA, de Guantánamo, etc, etc, etc. Direitos Humanos se tornou uma ferramenta política de controle e manipulação. A Rússia, China, países africanos e do Oriente Médio (alguns com apoio dos EUA, o que diga a monárquica Arábia Saudita e a outrora ditadura do Egito) são costumazes infratores dos direitos humanos, e que pressão há sobre esses países? Por que o Irã é o mártir, o judas a ser malhado? Por causa da Bomba? Que eu lembre o único país a usar bombas atômicas contra alvos civis foram os EUA... O mal deste homem que surge na aurora do século XXI é a hipocrisia. Diz a nossa embaixadora Maria Azevedo "o voto contra o Irã é a favor do sistema", em outras palavras, nos tornamos um gigante sem voz, que segue o sistema. Que sistema é esse? O da ONU? Essa instituição controlada por 5 países, que por sua fez são os maiores detentores de ogivas nucleares e exportadores de arma? Quem viola os direitos humanos mesmo? Essa posição irritou o Irã, nos chamando de colaboradores dos EUA, por tabela de Israel e contra os muçulmanos. Não fiquem surpresos quando o terror chegar às nossas portas. Mas não serão de criminosos bestializados que a detonarão, mas os soldados mártires do islã.

 

 

 

Luiz Fabiano Alves Rosa fabiano_agt@hotmail.com

Curitiba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PROMESSA

Amorim diz que Lulla salvou Sakineh do apedrejamento. Não disse que Lulla prometeu e não entregou as pedras.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A VERDADE SEJA DITA

 

A mudança de posição do Brasil na ONU não irrita os iranianos, mas a cúpula deste governo déspota que dirige o País. Quem na realidade ficou indignado com a posição do ex-presidente Lula, que estupidamente apoiava aquele indigerível regime, fomos nós 190 milhões de brasileiros!

 

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NOVA POSTURA

Dilma não "dobrou-se" a ninguém no caso do voto a favor dos direitos humanos. Lulla é que havia se dobrado ao Irã. O que acontece agora é uma correção de postura. Quando é a favor está tudo bem. Não sendo assim é "traição"? O Irã precisa se atualizar, deixar de viver na idade da pedra.

Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DIREITOS VIOLADOS

O que temos percebido é que a defesa dos direitos do homem tem sido erroneamente etiquetada como defesa daqueles que tem agido em aversão á ordem social. Isso por que boa parte da população desconhece o real valor dos direitos humanos. Não quero aqui entrar no mérito de defender direitos humanos de bandidos, e sim das pessoas honestas, honradas e ordeiras que respeitam as leis aos seres humanos e ao próximo. Defender tais direitos significa respeitar a vida, a dignidade humana, a saúde, a liberdade de pensamento, a remuneração justa, a instrução superior, o progresso cientifico, o repouso e o lazer. Enfim, um ótimo padrão de vida. Mas, por que é tão difícil para alguns reconhecerem esses valores consagrados na declaração universal dos direitos humanos? O que existe em nosso país "é uma acumulação histórica de injustiças" diz as pesquisas feitas nesta área, informando que no ano de 1500 já tínhamos uma sociedade marcada pela diferenciação. Então, se todos são iguais perante a lei, como reza a CF/88, até quando se precisará dela para haver o conhecimento de que um ser humano não é melhor que o outro? Lembremos que toda vez que uma mulher é espancada, assassinada, que uma criança fica fora de sala de aula e que tragédias como a do rio de janeiro, e por ultimo a do Japão acontecem, direitos humanos estão sendo desrespeitados e violados.

Turíbio Liberatto turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REFLEXÃO NECESSÁRIA

 

A tragédia japonesa, que parece eternizar-se, leva a humanidade inteira a uma séria reflexão filosófica. Não é imprescindível e imediata uma profunda reformulação de todos os nossos parâmetros de vida privada e pública? Os países árabes em efervescência jamais vista e vidas se acabando, o que não foi possível evitar no Japão, mas lá é obra do imperfeito e incompleto bicho-homem. Na vida cotidiana de São Paulo, veículos disputando velocidades em espaços apertados, condutores, mulheres e homens, neuróticos e uma morte de motociclista por minuto. A Justiça entravada, não só por suas deficiências, mas, também, pela intolerância e inconsciência do "direito colaboracionista" por parte dos jurisdicionados. O tema exige um livro alentado. Fica, apenas, a instigação.

 

 

Amadeu Roberto Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BRASIL X JAPÃO.

 

No Japão com o terremoto doa dia 11 a autoestrada Great Kanto na região de Ibaraki teve todo seu trecho destruído pelo terrível terremoto cujas imagens da destruição correram o mundo pela força da Natureza. Porem no dia 17 o Governo Japonês iniciou a reconstrução e no dia 24.3.11, a nova pista foi entregue a População devidamente reconstruída com toda segurança. Aqui no Brasil, mais precisamente na BR .277, uma pequena ponte caiu pela força das Água que devastou a cidade de Morretes, bloqueando toda exportação pelo Porto de Paranaguá, que agora operam em meia pista no local, o governo Federal e Estadual deram 180 dias para a reconstrução, como podemos ver não temos nada em comum, lá funciona, aqui ficamos no jogo de empurra para ver quem reconstruirá a ponte, e o Povo das Cidades afetadas estão aguardando a ajuda dos Governantes que agora não pisam mais por lá. Uma Boa comparação entre as ações praticas do Japão e as promessas que envergonham o Povo no Brasil.

 

 

Jose Pedro Naisser jpnaisser@hotmail.com

Curitiba (PR)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

JOGO DE CARTAS

 

Quando da posse da presidente Dilma, eu entendi que os cargos em seu governo seriam destinados às pessoas que tivessem competência. A saída da presidente da CEF, Maria Fernanda Coelho desmente tal fato, pois segundo noticiado a moça teria trombado com Palocci e acabou ganhando como premio de consolação uma representação do Brasil no BID. Um grande jogo de cartas marcadas, onde não há perdedores. Por sua vez, Palocci acomodou Geddel Vieira Lima na vice-presidência do banco, pressionado pelos peemedebistas. Como se vê ainda não foi desta vez que veremos a eficiência tomando lugar nos cargos de destaque e sim, arrumações políticas para assentar desempregados. Tudo como dantes no castelo de Abrantes. Brasil, um país de tolos!

 

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AGNELLI NA VALE

 

Muitas pessoas desinformadas e principalmente os órgãos de comunicação, comentam com simpatia o jeito Dilma de governar. Ella apenas não está indo à TV falar as baboseiras do ex Presidente, hoje Palestrante. Se Ella fosse tão diferente do ex não estaria com tanta sede de tirar o Agnelli da Vale. O que se observa é que a petezada quer meter a mão na Empresa, o lucro é muito grande a competência dos dirigentes da Empresa incomoda a incompetência dos petistas e sindicalistas que não passam de aproveitadores do dinheiro público. Ainda bem que a notícia vazou porque na calada da noite tirar o Presidente de uma Vale, é um absurdo. Eu gostaria de saber qual o motivo.Espero que o Bradesco, maior acionista lute contra este absurdo. Vergonhosa é a atitude de um Ministro (Mantega) que se predispõe a estas subserviência do poder.

 

 

José Saez jsaez2007@gmail.com

Curitiba (PR)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PODER POLÍTICO

 

Já que o ministro Guido Mantega não teve cacife para segurar a Maria Fernanda Ramos Coelho na presidência da CEF, certamente não o terá para defenestrar o Roger Agnelli da presidência da Vale.

Sergio S. de Oliveira marisanatali@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ETANOL

O governo arrecada muito, gasta muito mais e mal, enquanto isso a inflação aumenta descontroladamente, embora o ministro da fazenda diga o contrário. O etanol em apenas três meses aumentou mais de 50%, a desculpa é a entressafra, além dos usineiros estarem produzindo mais açúcar, cujo preço está mais alto no momento. Por que o governo não fez estoque regulador para manter o preço durante esse período, afim de evitar o aumento descontrolado do etanol? Esse aumento provoca a elevação do preço da gasolina/diesel e por consequência o reajuste de todos os demais produtos, fazendo subir a inflação. O governo compra dólar para evitar uma maior desvalorização dessa moeda em relação ao Real, por que não consegue armazenar etanol, para manter o seu preço? Como sempre o maior prejudicado é o povo brasileiro. Pelo visto o governo está "perdido" devido a herança recebida do antecessor e da gastança sem limites. Fiquem atentos que ainda poderá vir uma nova "marolinha" em razão dos problemas com a tragédia do Japão, daí pode piorar um pouco mais, haja etanol!

 

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MURICY RAMALHO

A torcida do Fluminense colocou faixas contra o ex-técnico Muricy no jogo contra o América-MEX. Pode ser que tenham razão, mas acho que o Muricy fez milagre naquele clube. Com aquela estrutura arcaica de mil novecentos e antigamente, que só era boa na década de 1910, só mesmo tendo muita vontade e profissionalismo para conseguir o que conseguiu. Alegou, para sua saída, estar cansado das coisas erradas e não ver mudanças, mas eu acho que o que deve ter pesado muito na decisão dele foi o fato da família dele não ter vindo para o Rio. Em 2010 até se compreende que não tenha vindo. Mas no inicio de 2011 poderiam ter vindo, procurado colégios para as filhas no Rio e se estabelecerem. Se não vieram é porque não queriam vir, logo não restou outra alternativa ao Muricy. Não o recrimino não. Não esqueçam do salário que ele abriu mão. Se for para o Santos, com certeza ganhará menos, mas estará junto da família.

 

Panayotis Poulis ppoulis@ig.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"CARTA A UM DESEMPREGADO"

 

O artigo assinado pelo Sr.Mellão Neto (25/3, A2) mostra o ranço que este senhor tem pelas pessoas do nordeste brasileiro.O ódio passional, que não leva a nada mostra um articulista desequilibrado e de pouco mérito.O ex presidente Lula é uma pessoa que vem de família pobre e que cometeu muitos erros no Governo brasileiro.Acertou muito mais do que errou.É efetivamente um gênio político.

 

Flavio Ribeiro Coutinho Neto agropecuaria_mar@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MOSCA ESCURA

 

A coluna de João Mellão Neto (A2, 23/3/2011) muito bem descreveu a situação atual de Luiz da Silva (Lula) diante dos acontecimentos atuais!. Ao mesmo tempo deu à Presidente Dilma o reconhecimento pelas orientações contrarias às do ex-Presidente, especialmente em relação ao Iran e Estados Unidos.

Esperamos que continue refletindo a opinião da maioria do povo para honrar a votação que teve.

 

 

Jorge M. Andrews jmandrews@uol.com.br

Florianópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DE VOLTA AO BREJO

 

Fantástico e irretocável o texto de João Mellão Neto. Merecemos ler mais a respeito do sapo que virou príncipe, se lambuzou e voltou para o brejo.

Sergio Ambrosino sergioambrosino@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RUMO AO SENADO

Leio sua crônica no Estado de sexta-feira (25/03) e me permito vaticinar que não devemos nos preocupar com o futuro do hoje bem desempregado cidadão Luiz da Silva. Como sempre ele saberá se defender para se manter em evidência, como fez o tempo todo desde os tempos de sindicalista no ABC Paulista, onde começou sua vitoriosa carreira de líder populista, às custas do capitalismo que florescia naquela região nos anos 60/70. Agora que ele está no papel de diretor de cena, certamente já deve estar maquinando um projeto para reeleição de Dilma em 2014. E se por uma razão qualquer isso não for possível, colocará em pauta um plano B: convencer Aécio Neves a mudar para o PMDB para lança-lo como Presidente da República, dando assim ao partido a chance de sair da coadjuvância do PT para ser, ao menos uma vez, protagonista. Assim, Aécio será mais um pupilo seu para o PT continuar levando à cabo o projeto de se perpetuar no poder. Quanto a Lula, ele irá para o Senado seguindo o caminho de outros ex presidentes, para de lá continuar manobrando seu partido e aliados oportunistas que pegam carona na sua popularidade.

 

Rubens Muniz Ferraz rferraz4@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BRASIL FORTE

Parabéns a João Mellão Neto pelo sensacional artigo "Carta a um desempregado". De forma sutil e elegante ele conseguiu transmitir uma série de verdades a um determinado senhor que tivemos de engolir durante nefastos oito anos. Um aproveitador em cujo mandato ocorreu o maior aparelhamento de todos os órgãos públicos de um país, onde a corrupção e a verdadeira derrama de impostos se instalou de forma inequívoca. A única coisa que não lhe foi negada foi a sorte, pois seu mandato coincidiu com um dos maiores crescimentos econômicos mundiais da história. O Brasil é mais forte do que se imagina.

Henrique Pátria patriahenrique@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CORREIO DIRETO

 

Parabéns João Mellão Neto pela "carta a um desempregado". Só tem um pequeno problema. Melhor seria enviá-la diretamente para o destinatário. Como você mesmo diz, não tendo ele hábito de leitura, não vai tomar conhecimento, ainda mais pelo nosso Estadão. Esquece!

 

 

Fábio Bertoncello fabertoncello@hotmail.com

Jacareí

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ACABOU

 

Excelente o artigo de João Mellão Neto, no dia 25, no Estadão, Carta a um Desempregado. Foi bem sacada, especialmente a quem a quem dirigida. O "cara", hoje, voltou a ser o rastaquera que sempre foi. Na Presidência da República ele acendeu todos os holofotes que conseguiu sobre si, só queria aparecer, e o resultado nulo de seu governo é a herança maldita que Dilma recebeu, uma dívida tremenda, "restos a pagar" injustificáveis, e muito mais que tramita pelo STF (mensalão, por exemplo). Não ir ao almoço oferecido a Obama, foi um gesto repulsivo, mas foi a pá de cal que serviu para demonstrar o caráter do "cara". Não quis ofuscar Dilma....quanta pretensão, se for verdade. "Cidadão, é melhor mesmo você aprender a rezar", e sua "escolhida" está fazendo e agindo da forma como o Sr., naquele cargo, deveria ter feito, como no caso do Irã. Seu passado e seu governo será posto a limpo e sua era, felizmente, acabou.

 

Carlos E. Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Pauçp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FORAM FÉRIAS

 

Mais uma vez o artigo de João Mellão foi sublime. Colocou perfeitamente a situação do nosso letrado ex. A razão de não ter comparecido ao banquete além da costumeira grosseria é que teria de levar o Amorim como tradutor intérprete pois nos seu oito anos de férias não consegue distinguir yes e no.

 

Maria Helena Borges Martins m.helena.martins@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

_____________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LIZ

O que mais admirava em Elizabeth Taylor não era sua beleza física. Olhos cor de violeta. E sim a sua interpretação como atriz. Era inigualável.

Paulo Dias Neme profpauloneme@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.