Cartas - 29/10/2011

 

O Estado de S.Paulo

29 Outubro 2011 | 03h05

ENEM

Mais tumulto

Será que é tão difícil garantir que uma prova como o Enem seja feita sem vazamento de questões antes da sua aplicação? Por que não vemos o sigilo sendo violado nos vestibulares da Fuvest, Unicamp, Unesp e outras instituições de ensino superior de grande porte? Acho que o que falta mesmo é um mínimo de competência do Ministério da Educação (MEC). Como se já não bastasse o nível vexatório de qualidade das nossas escolas públicas, eis que Fernando Haddad resolve nos premiar com mais uma de suas já incontáveis demonstrações de despreparo e inépcia ao tumultuar, pelo terceiro ano consecutivo (!), o exame que deveria ser a porta de entrada de milhões de jovens brasileiros para o ensino superior. E ele ainda quer ser prefeito de São Paulo! Depois dessa, caro Lula, acho que sua nova criatura eleitoral não vai pra frente...

HENRIQUE BRIGATTE

hbrigatte@yahoo.com.br

Pindamonhangaba 

________

 

Busílis

O problema não foi o vazamento do gabarito. O problema continua sendo falta de gabarito.

A. FERNANDES

standyball@hotmail.com

São Paulo  

________

 

Haddad fica?

Depois de tantas trapalhadas no MEC, como fraudes no Enem, cartilhas de sexualidade estranhas, livros didáticos que aceitam o português cotidiano em vez da norma culta, livros com erro de matemática, o ministro Fernando Haddad fica? Será possível que empresa alguma consiga aplicar corretamente uma prova sem vazamentos ou privilégios? E fica tudo como está? Já não passamos da hora de fazer um Enem sério?

CRISTIANA CARDOSO

ccardosoc@yahoo.com

São Paulo

 

________

 

ANIVERSÁRIO

Presente de grego

A presidente enviar um livro, como presente de aniversário, ao Lula só pode ser piada...

RENATA VELLUDO JUNQUEIRA

rvjun@hotmail.com

São Paulo

 

________

 

CORRUPÇÃO

Improbidade

Maciça propaganda do PC do B (agora socialista) para dizer que julgamentos sumários constituem retrocesso democrático, apresentando no horário nobre alguns de seus simpatizantes históricos. O ex-ministro do Esporte não foi julgado, apenas é suspeito de irregularidades que deixou crescer diante de suas barbas, para desonra do Brasil perante os organismos internacionais do esporte, na iminência de dois grandes eventos da maior importância. Os quadros comunistas não têm nenhuma capacidade para essa gestão, uma vez que um pouquinho de transparência derruba o véu da probidade.

ERASMO MENDONÇA DE BOER

erasmodeboer@gmail.com

São Paulo

 

_______

 

Neologismos

Caixa 2 virou "recursos não contabilizados", corrupção/roubo de dinheiro público virou "malfeito". Mais criativa do que o PT para enganar os trouxas é a propaganda de rádio do PC do B defendendo o seu honesto partido. Essa, sim, merece o Oscar "me engana que eu gosto"! São uns anjos injustiçados, tadinhos...

RICARDO GUERRINI

ricguerrini@hotmail.com

São Paulo

 

________

 

Imunização

Afinal, por que tanto teatro? Por que utilizar tanto tempo de televisão para dizer que o gene do comunista imuniza o PC do B contra a corrupção, se no século 21 a pátria da corrupção se confunde com a pátria do comunismo? E não se trata de trocados envolvendo ONGs, mas empresas de petróleo, de armamentos, bancos...

GERALDO VELOSO

velosogc@hotmail.com

São Paulo

 

________

 

Comunismo tautológico

É assustador o número de articulistas e leitores que pensam que se um político é corrupto, então, não pode ser um comunista genuíno. Até quando vão invocar o estratagema da "causa traída"? Quando é que vão levar a História a sério e enfrentar o argumento liberal que trata os fenômenos sociais como consequências não intencionais da ação humana? Quando, enfim, entenderão que fome absoluta de poder e Estado gigante implicam, logicamente, corrupção?

FABIO BARBIERI

fbarbieri@usp.br

Ribeirão Preto

 

________

 

Ah, os comunistas!

Não somos um país comunista graças ao glorioso Exército brasileiro, que, pressionado pelas marchas das mulheres brasileiras em todo o Brasil, acabou com os seus rentáveis assaltos a bancos em nome de arrecadação de fundos para a liberdade do povo. Ehoje, entronados no poder pelas mãos de Lula, roubam tudo o que podem do povo, em causa própria. Não existe verdadeiro comunista ou comunismo. Se existiu algum dia, faleceu com a queda do Muro de Berlim. Stalin, o assassino de 11 milhões de pessoas, era comunista? Na Coreia do Norte todo o povo passa fome, enquanto os líderes se banqueteiam no poder. Isso é comunismo? E no Brasil os comunistas se locupletam com o dinheiro do povo para encher os bolsos. Isso é comunismo?

OLAVO BERGAMASCHI BARROS

ligia.teodoro@hotmail.com

Lins

 

________

 

 

Estranho...

Engraçado como no exato momento em que o ex-ministro, vinculado ao PC do B, é alvo de sérias acusações de irregularidades no Ministério do Esporte, o partido dele veicula nacionalmente propaganda sobre seus feitos e sua história, mas logo em seguida o Tribunal Superior Eleitoral julga um processo do PSDB do primeiro semestre de 2010 - mais de um ano depois - e tira o direito de propaganda do maior partido da oposição. Muito estranho...

ROBERTO SARAIVA ROMERA

roberto.saraiva@zf.com

São Bernardo do Campo

 

________

 

 

Descrença

Por mais que acreditemos, por mais esperança que tenha um povo, num país onde a corrupção brota como água da fonte não há como não sonhar com mudanças, principalmente quando o partido que está no governo dizia que seu maior objetivo seria não roubar nem deixar roubar.

VIRGÍLIO MELHADO PASSONI

mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

________

 

“Finalmente, fim do sigilo eterno! O do roubo eterno terá fim neste governo?”

YOSHITOMO TSUJI / SÃO PAULO, SOBRE A CORRUPÇÃO

y.ts@hotmail.com

“A ideologia termina quando começam a contar o dinheiro - PC do B e PT fazem isso muito bem”

RENATO ROSA / SÃO PAULO, IDEM

graficarealize@hotmail.com

 

________

 

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 1.608

TEMA DO DIA

Flagrante de maconha gera confronto na USP

Prédio da diretoria da FFLCH foi invadido após PM abordar três alunos que portavam droga

“Certo ou errado, a PM está cumprindo a lei. O que devemos fazer é um referendo sobre o consumo de maconha.”

GRIGORI FERESIN

 

"Protesto não deveria ser sinônimo de violência e depredação. Uma pena que nossa elite intelectual se comporte desse jeito.”

FLAVIO PINHEIRO

“O mundo quer aprender como o cassetete, o gás e o uso da força alcançam sucesso na solução de problemas sociais.”

FRANCISCO MENDES

________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

REVOLTA NA USP

Estudantes de Filosofia da Universidade de São Paulo (USP), que foram flagrados pela Polícia fumando maconha, estão revoltados e querem a retirada da polícia do campus. A juventude de hoje é assim. Não podem ser contrariados, não aceitam interferência da policia mesmo quando em turma agem ilicitamente, invadem prédio em protesto, fazem quebra-quebra e se acham acima de tudo e todos. Esses jovens são a cara dos pais "paz e amor bicho", que criaram seus filhos para viver em liberdade total e irrestrita, numa sociedade que precisa sim de limites para que haja respeito. Agora, corram atrás papais. Tentem colocar na cabeça dos seus filhos tudo que deveria ter sido ensinado na infância ou em breve poderão perdê-los para as drogas, bebida ou tráfico. Quando na infância não são ensinados aos filhos valores éticos, morais e sociais é assim que a coisa começa. Corram se der tempo!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

_______

CARAS LAVADAS

Como seria enobrecedor se toda essa energia despendida pelos alunos da USP da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas  (F.F.L.C.H.), no enfrentamento com  a Polícia Militar, pudesse ser consumida, mesmo em parte, numa marcha, junto ao povo, contra a corrupção. O que pretendem os estudantes, se a presença da PM naquele estabelecimento de ensino tem como prioridade a segurança dos estudantes,depois do assassinato do aluno Felipe Ramos de Paiva, de 24 anos ?Alegam descontentamento com a gestão de João Grandino Rodas, reitor da USP, que, não deve ser objeto de demissão por ação dos estudantes. O ponto nevrálgico do problema reside no fato de que a Polícia Militar abordou 3 universitários de História que portavam maconha. Escola risonha e franca? É, pode ser.

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

________

UNIVERSITÁRIOS MARGINAIS?

Tá todo mundo louco? Até universitários defendem ilegalidades? Na USP pede-se proteção somente para os outros? Os marginais estudantes querem o direito de transgredir?

Cesare Morosini cesare@listasinternet.com.br

Guarulhos

________

ARRUACEIROS

Curioso o fato de alunos da Escola Politécnica, alunos da Faculdade de Economia e Administração e também os alunos da Faculdade de Medicina, tanto da humana quanto da Veterinária não estarem participando desta que é uma verdadeira arruaça de maus elementos infiltrados no campus da USP, na Cidade Universitária.Muito curioso! Por que será? Porque...

 

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

________

CONFUSÃO NA USP

Destruir, agredir, queimar bandeiras, ocupar prédios, é coisa de maus estudantes, maus brasileiros, que nada mais são do que baderneiros. Eu gostaria de ver toda essa energia desses pseudo-estudantes da USP, sendo dirigida para protestos contra a corrupção em nosso país e contra os maus políticos que só pensam em levar vantagem em tudo. É uma pena que não estejam cumprindo com a sua responsabilidade de estudantes e bons brasileiros.

Alvaro Salvi alvarosalvi@hotmail.com

Santo André

________

RUMO CERTO

Estranho ver os 400 estudantes fazendo manifestação por 3 colegas que estavam fumando maconha depois de serem abordados pela polícia e não fazer manifestação alguma contra a corrupção, que tomou conta de nosso país (até o partidão arrumou uma boquinha para chupar nosso sangue), minando todo o esforço do povo brasileiro para colocar a economia no rumo certo. Alguma coisa está errada.

 

Nelson Pereira Bizerra nepebizerra@hotmail.com

São Paulo

_______

BADERNEIROS

Como contribuintes paulistas, devemos repudiar as atitudes dos baderneiros que estudam na USP com nosso dinheiro, a PM tem e sempre terá o direito de estar dentro do campus, pois já não estamos mais na guerra fria, e muito menos na ditadura militar, a função deles é a de proteger os que lá estudam. Baderneiros sem causa filiados a partidos que já perderam seu propósito, indivíduos privilegiados que depredam patrimônio público que todos nós pagamos, não merecem nosso respeito. O grito de ordem deveria ser: fora, baderneiros!

Francisco Xavier Fernandez fcoxav@gmail.com

São Paulo

________

PELAS UNIVERSIDADES LIVRES DOS VAGABUNDOS

Recentemente a USP foi classificada pela World University Rankings a 169ª melhor universidade do mundo e a melhor da América Latina. Entre as universidades públicas, é aquela com o maior número de vagas de graduação e de pós-graduação no Brasil, sendo uma das que mais responde pela formação de mestres e doutores do mundo. É responsável por 25% da produção cientifica brasileira. Pouco mais de outros 25% também são produzidos por outras universidades paulistas. Enfim há uma infinidade de especializações, cursos de pós-graduações e que ainda atendem a quase dois mil estudantes estrangeiros dos mais de 70 mil matriculados. A USP recebe 5% da arrecadação do ICMS do Estado São Paulo, a maior arrecadação desse imposto no país. Por força da incidência desse tributo, pela chamada cunha fiscal; ou seja, embutido ao preço e sobre ele até incidindo outros impostos, promove um efeito cascata que atinge impetuosamente o bolso de todos consumidores paulistas. Isto se dá em proporção mais acentuada aos mais humildes, que sequer conseguem vagas em creches públicas para matricular seus filhos, indo até aos cidadãos mais abastados que podem pagar escolas particulares de excelente qualidade. São cerca de R$ 3 bilhões por ano, arrecadados junto aos paulistas de todas as classes sociais; cidadãos que vivem no mesmo Estado, mas não usufruem das primazias de uma minoria; que mesmo tendo condição financeira de custear seus estudos em nada contribuem diretamente para isso, e nem mesmo quando formados terão obrigação de fazê-lo. Alguns destes, cômodos a este status quo, não desejam que a polícia atue nos quase 8 milhões de metros quadrados do Campus Armando Salles de Oliveira - Cidade Universitária. Esses vagabundos, tal  qual os traficantes nos morros do Rio querem transformar aquela área em território próprio.  Subversivos a ordem e a moral, invadem prédios, apedrejam polícias e fazem uso de drogas. - Que o façam em suas casas diante de seus pais; pois não é a sociedade que resolve isso a vagabundos que dizem que vão aulas, e via de regra chegam ao campus em carros importados. Não é justo que os paulistas custeiem com os seus impostos essa canalhice, essa marginalidade ostensiva de algumas centenas de indivíduos, que mascaram a presença da polícia pela aversão à ditadura como se ela estivesse vigente à nossa realidade. O momento é de ação de autoridades, mas autoridades com apego à moral, e que se portam como verdadeiras autoridades, e não como macacas de auditório, frente a um aparelho de TV, num barraco improvisado no canteiro de obras do Itaquerão vibrando e concedendo verbas a um patrimônio particular enquanto os demais contribuintes arrecadam punitivamente também para mais essa palhaçada. Decepção esta causada pelo prefeito Kassab e principalmente pelo Governador Alckmin. Que o Ministério Público tome a frente em defesa dos contribuintes; pois é irascível argumentar com esses promotores ou empreiteiros de badernas. Sem chavões clangorosos que se dê um basta e acabe com essa a dialética politiqueira e promíscua à moralidade apropriadamente articulada a ideais travestidos de: reforma universitária, democratização da universidade, realidade brasileira, classes espoliadas etc.; quando na verdade fazem da USP um paraíso para vagabundos, desordeiros e maconheiros à custa do erário público.

Oswaldo Colombo Filho colomboconsult@gmail.com

São Paulo

________

CRACOLÂNDIA DE GRÃ-FINOS

É sabido que a quase totalidade daqueles que estudam às custas dos dinheiro público na Universidade de São Paulo (USP) é composta por filhinhos de papai que puderam pagar por caros cursinhos preparatórios. Esses indivíduos se sentem no direito de depredar a instituição e até transformar o campus numa cracolândia de grã-finos. Não está na hora de o governo destinar as vagas desta instituição pública para pessoas que realmente precisam de um diploma para serem alguém, já que não contam com polpudas mesadas que os atuais estudantes de lá recebem dos seus pais?

 

Haroldo Lopes aluisantos@yahoo.com.br

São Paulo

________

TRISTE RETRATO DA NAÇÃO

Este vergonhoso incidente na USP mostra bem a mentalidade de um certo tipo de brasileiro: quer a polícia para o proteger, mas não aceita ser policiado por ela. É, mais uma vez, a síndrome que Vargas bem definiu: "aos amigos, tudo; aos inimigos, a Lei". O mais triste é saber que quem tem esta vergonhosa atitude, de praticar, encobrir e defender um crime, é uma minoria dentro da USP. E fica a reflexão: até que ponto estes eventos não são um retrato de nosso país, onde todos querem ter direitos mas ninguém quer ter deveres?

Renato Rea Goldschmidt reagold@gmail.com

São Paulo

________

CANABINOIDES

Não levando em conta possíveis méritos e deméritos do uso e porte da maconha, surpreende-me que os outrora tão politizados estudantes da FFLCH - USP (diretas já e tantas outras lutas) hoje atirem pedras para a defesa dos canabinoides. Acredito que o engajamento na luta contra a corrupção no Brasil poderia ser uma bandeira mais digna de sua história de lutas.

Fabio Franco fabio.franco@usp.br

São Paulo

________

INTRUSOS

Estranha e inoportuna foi a presença do sindicato dos funcionários da USP, com carro de som e tudo nesse conflito envolvendo estudantes. Estranha foram também as manifestações contra a instalação de câmeras - agora está mais fácil de entender. O que esses alunos e funcionários precisam entender é que a universidade não é propriedade nem dos alunos e muito menos dos funcionários - trata-se de um patrimônio do povo de São Paulo, e os descontentes tem toda a liberdade para procurarem outras escolas ou empregos. Esses jovens ingênuos parecem ignorar que as drogas nunca comparecem sozinhas a um lugar. Elas vêm acompanhadas dos traficantes e todo o lixo a eles associado. Lembrem-se: o pessoal da cracolândia está sempre disposto a abrir filiais.

 

Nestor Rodrigues Pereira Filho rodrigues-nestor@ig.com.br

São Paulo

________

NOSSO FUTURO

Se alguns universitários,tanto da USP, quanto de outras Universidades, que se acham senhores feudais dessas instituições, continuarem aprontando por cima das autoridades que as protegem e não tomarmos providências sérias, estaremos definitivamente aceitando a peja de país de bananas. Nosso futuro, baseado nas personalidades de pseudoestudantes, e pior; viciados, será sombrio e maculado, como nação gerida por toxicômanos. O Brasil, dito emergente, terá que se "refigurar" para evitar tal desastre. Que Deus nos acuda.

Aloisio Arruda De Lucca aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira

________

PROTESTOS

Dá para traçar um paralelo entre os camelôs ilegais da Feirinha da madrugada e os estudantes da USP que provocaram destruição e tumulto na noite de quarta feira. Os dois grupos vêem a polícia, instrumento de proteção às leis e à sociedade, como inimigos. Ambos os grupos consideram-se no direito de violar as leis e defender uma modalidade de crime previsto no Código Penal.  Uns do lado do contrabando, outros do narcotráfico. Tanto os camelôs legalizados quanto os estudantes de verdade são prejudicados por estes indivíduos. A polícia paulista não deve medir esforços para fazer valer a lei, pois parece claro que a barbárie avança, violando os direitos da maior parte da sociedade, que paga impostos, trabalha e estuda. É preciso também investigar, para descobrir as lideranças criminosas que estão atuando por trás destes "protestos".

 

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

________

FFLCH x PM

                              

Em que parte das regras, que proíbe o fumo de toda e qualquer espécie em  estabelecimentos de Ensinos Públicos de São Paulo, os letrados alunos da Faculdade de Filosofia,Letras e Ciências  Humanas (FFLCH)- USP não entenderam? É proibido. Por estarem atrelados e subordinados a uma esquerda (sic), não são motivados a lutar por uma causa mais importante e justa  como é a corrupção no País, onde deviam estar protestando. Esta turminha que tumultuou o que seria a abordagem, como dito pelo tenente Luiz do 16º Batalhão, um termo circunstanciado na própria Universidade evitando a ida ao DP, preferiram o confronto. Devem estar descarregando sua "impotência política" para protestar contra os partidos que estão no poder e responsáveis por toda esta roubalheira (PT, PCdoB, PMDB, PR, etc...). O que me impressiona é saber  que os integrantes do sindicato dos funcionários ( minúscula) da USP, que são pagos com os nossos impostos, foram fazer lá? Ajudaram a inflamar com carro de som os estudantes. Eles são useiros de fazer tumultos e penso que está na hora do Reitor e Congregação tomarem medidas mais contundentes contra estes pseudofuncionários! A Polícia seria bem-vinda caso, em vez de portarem maconha os cidadãos abordados estivessem armados?

Tania Tavares taniatma@hotmail.com

São Paulo

________

POLICIA NA USP

 

Difícil entender o pessoal que estuda na USP.  Quando algum é assassinado reclamam muito da insegurança como ocorreu há pouco tempo fazendo com que a  instituição acertasse com a policia que passou a rondar internamente o logradouro buscando dar segurança e evitar  novos crimes. No entanto, quando a policia surpreende estudantes fumando maconha e os detém, não aceitam e promoveram o maior bafafá para evitar que os maconheiros fossem levados a uma delegacia. Então como fica ? Qualquer atividade ilícita se feita por estudantes, a policia tem que fazer vistas grossas ? Estudante maconheiro é sagrado, não pode ser detido ? Esquecem os ditos "estudantes" que se há maconheiros, também pode haver os que usam cocaína,  crack e outros bichos e se há usuários, necessariamente há também os vendedores, isto é traficante de drogas que matam pelo mercado, matam aqueles que não pagam enfim, se a policia não evitar mesmo os "inocentes maconheirinhos estudantes", deixa aberto o mercado aos criminosos.  A policia fez bem em baixar o cassetete no pessoal que quis  fazer bagunça e a USP deve mais é expulsar todos aqueles que como ontem a noite (27/10) fizeram anarquia no local. O estudante que não aceita a policia no local, saia da instituição e vá para noutro local.

 

Laércio Zanin arsene@uol.com.br

São  Paulo

________

QUEBRA-QUEBRA

Deu na primeira página do Estadão de ontem que estudantes depredam e entram em conflito com a polícia por causa de alguns amigos maconheiros. Acho que esses jovens estão com valores invertidos. Por que não protestam contra os desvios de dinheiro público (dos estudantes também) pelos políticos em todas as esferas de governos? Será que é por causa da "mamata" que eles recebem do governo federal via UNE? Acorda, Brasil!

Celso Nascimento Celso celso@directasa.com.br

São Paulo

________

NADA MUDA

O ex-ministro do Esporte, Orlando Silva, deixou o governo Dilma em decorrência de denúncias de desvio de dinheiro público no programa Segundo Tempo, envolvendo o seu nome e o da sua agremiação política, o Partido Comunista do Brasil (PCdoB). O Supremo Tribunal Federal (STF), inclusive, abriu inquérito para investigar o ex-ministro, que foi substituído por seu correligionário, o deputado federal Aldo Rebelo. Pois bem, diante do exposto, vale lembrar que o artigo 11 do estatuto do PCdoB estabelece que "o Partido age como um todo uno" e "a unidade é a força do Partido". Desse texto estatutário se infere que um delito praticado por um membro do PCdoB, escudado pela agremiação comunista, implica num delito praticado por todos os seus demais membros. Ou seja, se um partidário "chafurda na lama", todos os demais estarão consequentemente "sujos". Sendo assim, é causa de espanto e de indignação que a presidente Dilma - mesmo diante de um perverso e comprovado caso de corrupção, em que crianças e adolescentes foram usados para propósitos escusos - tenha optado por "trocar seis por meia dúzia".

 

Túllio Marco Soares Carvalho 

Belo Horizonte

________

SÓ FALTAVA ESSA

Aldo Rebelo falando sobre a corrupção no ministério dos Esportes disse que "o erro veio lá atrás", ou seja, atribui a origem dos malfeitos ao governo FHC, que teria substituído "a estrutura do Estado por ONGs". Só faltava essa! A melhor referência desse novo ministro é integrar a ala festiva de partido dissidente do antigo "partidão".

Flávio José Rodrigues de Aguiar flavio.daguiar@gmail.com

Resende (RJ)

________

ALDO REBELO

A pergunta que não quer calar: Que condições tem o atual ministro dos Esportes, sr. Aldo Rebelo, para comandar o Ministério depois da imprensa noticiar que ele recebeu doações de campanha de empresas ligadas à CBF e também de empreiteiras que estão prestando serviços para o governo visando a Copa do Mundo e as Olimpíadas? Certamente esse é mais um parlamentar que o governo acredita jogar em todas as posições, chutar com os dois pés e ir à frente cabecear para fazer o gol. É mais um  tiro que vai sair pela culatra.

 

Leônidas Marques leo_vr@terra.com.br

Volta Redonda (RJ)

________

LIMPEZA

Mais uma vez a imprensa cumpriu, e bem, o seu papel.

 

Maria do Carmo Zaffalon Leme Cardoso mdokrmo@hotmail.com

Bauru

________

CONTRATARIA?

Vocês a contratariam para faxineira? Tem muita dificuldade para fazer a limpeza mínima e essencial.

Wilson Scarpelli wiscar@estadao.com.br

Cotia

________

CRIMES SEM CASTIGO

 

Será que ainda existem os que creem realmente que o PT é um partido do bem, apesar de todos os crimes cometidos, e acobertados pela cúpula desde a era Lula - o capitão-mor da quadrilha -, e que têm continuidade na gestão Dilma, com a bênção dos demais Poderes? Ou será que não querem se conscientizar de que são eles, esses mesmos eleitores, os responsáveis pela situação caótica e vergonhosa em que vivemos hoje, em que o dinheiro pago por nós em impostos abusivos passa de mão em mão, de corrupto para corrupto, até chegar a contas fantasmas ou a paraísos fiscais, sem que "nada se comprove" e ninguém seja punido. Quando é que irão se conscientizar de que o PT e os partidos da coalizão não são do bem? E, repetindo Padre Vieira, é preciso lembrar enquanto é tempo que "eles não querem o nosso bem, eles só querem os nossos bens".

 

Neiva Pitta Kadota npkadota@terra.com.br

São Paulo

________

MARXISMO

O professor Marco Aurélio Nogueira (22/10, A2) afirmou em seu artigo que "olhando a realidade atual, nenhuma pessoa sensata pode dizer que Marx não estava certo". O estimável professor muito provavelmente deve fazer parte daquela turma que é marxista sem jamais ter lido Marx, porque quem quer que tenha se dado o pesadíssimo trabalho de ler e tentar entender Marx  (porque além dele não saber o que dizia, também não sabia como escrevê-lo) sabe que Marx estava errado em tudo. Karl Marx afirmava ter criado um socialismo "científico" e que havia descoberto "as leis do movimento histórico" tendo afirmado que a propriedade privada iria desaparecer, etc. O professor com "p" maiúsculo Roger Scruton nos diz, na pág. 67 do seu livro "Os Usos do Pessimismo" da Oxford University Press, qual era o conceito de economia de Marx: Segundo Marx, no mundo socialista as pessoas passariam a parte da manhã caçando, pescariam na parte da tarde e no final da tarde cuidariam do gado e após o jantar se engajariam em discussões literárias. Marx escreveu essa maravilha em The German Ideology. E isso está tão distante da realidade marxista que atualmente existe um movimento crescente dentro da Checoslováquia, Polônia e Hungria, que viveram na pele as maravilhas da economia marxista, que quer que a ONU declare oficialmente a equalização do marxismo com o nazismo. Como eu não sou nazista, e consequentemente também não sou marxista, jamais poderia achar que o Marx pudesse estar certo em qualquer coisa.

Fabio Faria fabio.faria3@gmail.com

Santana de Parnaíba

________

'O ECONOMICISMO COMO CULTURA DA ÉPOCA'

Eu raramente escrevo para comentar o que leio no Estadão, mas não pude deixar de agradecer ao professor Marco Aurélio Nogueira pelo seu primoroso texto sobre o marxismo, uma verdadeira Aula Magna de concisão e clareza. E acima de tudo, um texto que é uma lição de humanismo e civilidade, que deveria fazer corar de vergonha a corja de rapinantes alojados no PC do B - se vergonha na cara tivessem, que sob o sempinterno pretexto de servir aos trabalhadores, apenas deles se servem para tosquiá-los. Igualzinho aliás ao que faziam as tais "zelites" brancas de olhos azuis, que esses pseudo marxistas, socialistas e pais (e mães) dos pobres tanto combateram quando estavam fora do "pudê". E se o Professor Nogueira nos mostra que as teorias econômicas de Marx não são de todo erradas, eu imagino que o profeta Bakunin também acertou na mosca quando vaticinou o que fariam com o marxismo os canalhas que o usariam em proveito próprio.

 

Alfredo Franz Keppler Neto alfredo.keppler@linktel.com.br

São Paulo

________

ASSUNTO ENCERRADO

É inaceitável que o Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) tenha encerrado as investigações sobre o suposto esquema de venda de emendas parlamentares denunciado pelo deputado estadual Roque Barbiere (PTB). É o tipo da decisão que desmoraliza ainda mais a Alesp. Os cidadãos paulistas querem que denúncias graves de corrupção na Alesp sejam investigados a fundo e que os responsáveis sejam punidos rigorosamente. Agindo de forma corporativista, a Alesp dá um péssimo exemplo, presta um grande desserviço á sociedade e incentiva a corrupção e a impunidade no País.

Renato Khair renatokhair@uol.com.br

São Paulo

_______

ANTIÉTICA

O Conselho de Ética da Assembleia, com certeza também é composto por "corruptos" e "desonestos". Pois decidir suspender a investigação sobre a acusação de venda de emendas parlamentares e enviar ao Ministério o que foi obtido até agora. É porque continuando com certeza surgiriam nomes envolvidos inimagináveis. E a coisa ia "feder" e muito, né?

 

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

________

ABAFA

Quando da denúncia do deputado Roque Barbiére (PTB/SP) a respeito do escândalo das emendas na Assembléia Legislativa de São Paulo, e diga se para o bem da verdade, confirmadas pelo Secretário do Meio Ambiente, Bruno Covas (PSDB/SP) naquela ocasião, aqui neste Fórum, já previa que isso seria tudo abafado, e agora se confirma. Lá (em Brasília) como cá, em São Paulo, as manobras e falcatruas políticas são exatamente iguais. A única diferença é que vindo de Brasília gera mais repercussão junto da sociedade e aqui em São Paulo menos repercussão. A única coisa certa, é que toda essa turma é exatamente igual e agem da mesma forma (lá e cá). Ou não?

 

José Piacsek Neto bubapiacsek@yahoo.com.br

Avanhandava

________

VENDA DE EMENDAS

Ora, meus nobres deputados do Estado de São Paulo! O que poderíamos esperar senão uma solenidade fúnebre e a base governista fazendo o enterro da apuração de vendas de emendas? Para aqueles que se atrevem querer um trabalho legislativo correto, para fazer investigação prosseguir, a oposição precisa criar uma CPI. Ainda faltam duas assinaturas. Mesmo sem estar vivendo esse meio, não tenho dificuldade para entender: se os comprometidos fossem minoria, essa CPI já estaria a todo vapor. infelizmente estamos vivendo uma época em que a honra para a grande parte, não só de políticos, mas da maioria dos brasileiros, o bonito, o inteligente, o trabalhador, o esperto, não é ser honesto e primar pela honra... O que vale atualmente é ter muito dinheiro, nem que seja roubado dos cofres públicos. Se pego não devolverão.

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

________

FARINHA DO MESMO SACO

E Geraldo Alckmin continua escondendo as obras e autores das emendas parlamentares durante o governo Serra; encontrou, quando assumiu, o pedido de informações do deputado Barbiere, enviado nos últimos dias de dezembro de 2010, mas não deu bola. Alckmin faz o que todos fazem: esconde os malfeitos de seus aliados, aprendeu com Lula. Que vergonha!

Sergio Lopes blackfeet@uol.com.br

São Paulo

________

PIADA DOS VEREADORES

Lendo o Estadão do dia 28/10 (C8), os vereadores da Câmara Municipal de São Paulo, em mais uma tentativa para reajustar seus próprios salários, começaram discutir  um novo  projeto que dá aumento salarial  de 22,67%, sendo que o salário saltará de R$ 9,2 mil para R$ 11 mil e também cria 13º salário. E de  em 2013 saltará para R$ 15.040.00. O presidente da Câmara José Police Neto, alega que não é aumento salarial mas, "É uma reposição da inflação, o que também está previsto na constituição". Acho que o Ilmo. Presidente, se considera o único cidadão deste País que merece o cumprimento da Constituição. O prefeito Kassab e os vereadores deveriam ser ajuizados também pelo Procurador-Geral de Justiça, por uma Ação Direta de Inconstitucionalidade pela não reposição da inflação nos salários de muitas categorias do funcionalismo municipal, da ativa, dos aposentados e pensionistas, que estão sem reajuste há mais de 10 anos. É indigno este projeto.

 

Severino Neves Batista Filho bat.filho@hotmail.com

São Paulo

________

RODSON LIMA, O CÍNICO SINCERO

Rodson Lima (PP) de Taubaté (SP), o mais novo cínico de nossa política, informa numa rede social estar hospedado num hotel 5 estrelas do nordeste e que suas mordomias são todas pagas com o dinheiro de nossos suados impostos. Confessou estar muito grato aos seus eleitores pela vida de príncipe que estes lhe propiciam há 15 anos, "com direito a   dois motoristas, assessores, celular, assessoria jurídica, gabinete com ar condicionado... Inclusive até postei assim: engenheiros que são formados por Harvard, Yale, Michigan não desfrutam disso que eu desfruto. É muita honra que o povo me dá. Eu sou eternamente agradecido."  Espero que quem votou neste debochado cobre dele serviços correspondentes às mordomias que o fazem tão feliz! O que fica bem evidente é que o que menos se encontra num político atualmente é vocação para o exercício político, devoção e idealismo... O que mais se vê é esse deslumbramento com a riqueza fácil e a prática do político-alpinismo que permite, através da atividade política alçar aventureiros a patamares sociais e financeiros só alcançáveis através da blindagem que a imunidade parlamentar lhes garante. Eu já estou farta de sustentar políticos chinfrins como este...vocês não?

 

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

_______

TAUBATÉ NA MÍDIA

Taubaté, nunca esteve tão na mídia como nessa semana. O julgamento dos médicos do caso do transplante de órgãos, a médica que teria levado o seu cachorro na UTI do Hospital Universitário, o vereador Rodson Lima, que declarou levar uma vida de príncipe ao participar do XVIII Encontro da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo de Contas em Aracajú, foram notícias nos principais veículos de comunicação do país. Mas, a melhor ou a mais light notícia desta próspera cidade do Vale do Paraíba pode ser noticiada na edição do dia 22 de outubro do Estado, no Caderno C2 + Música: o s 6 LPs de Celly Campello estão sendo relançados. Celly, certamente foi  a principal cantora dos anos 1950/60 e precursora do rock no Brasil. E nasceu em Taubaté.

Ibiracy Camargo ibiracy@uol.com.br

Ribeirão Preto

________

CORRUPÇÃO

O ritmo da corrupção nos últimos oito anos, a nível Federal, ultrapassa a cifra de R$ 65 (sessenta e cinco) bilhões, continua sem parar e "acobertada". Os participantes, envolvidos e favorecidos desse esquema sujo, nem perderam os seus cargos e muito menos foram cassados os seus direitos políticos. Essa é a maior demonstração da impunidade em nosso país, que inclui os Três Poderes, pode? A presidente continua protegendo a todos os envolvidos, obedecendo as determinações do seu partido e aliados. A recuperação dos valores desviados é insignificante, 2,34%, quase nada. Essa é a administração petista e aliados da ética e moralidade, que foi pro "brejo"? Nem se fala mais nisso... Nem mais impostos e maiores arrecadações, resolvem. O cidadão que se contente com pouco e que se lixe, que maldade?

 

Luiz Dias lfd.silva@uol.com.br

São Paulo

________

A EVOLUÇÃO DA CORRUPÇÃO

O ensino básico em casa desde a tenra idade não é exercido e os princípios elementares da cidadania não são praticados, assim como exemplos de honestidade inexistem e não se mostra o que é certo ou errado. O ensino fundamental ocorre nas Câmaras municipais onde são aprendidas as primeiras noções gerais dos diversos tipos de desvios e são ensaiados os primeiros voos solos e conjuntos na perversão e na gatunagem. O ensino médio vem nas Câmaras Estaduais com as aulas teóricas, práticas e de campo na arte da roubalheira descarada e desenfreada. O ensino superior é coroado na Câmara Federal com estudos aprofundados do sacerdócio da quadrilhagem corporativa e barganha de cargos. O pós graduação lato sensu normalmente se dá juntamente com o mestrado stricto sensu no Senado mediante o aprendizado dos engenhos da pressão, da chantagem e das trocas. O doutorado ocorre nos Ministérios onde são defendidas as teses e metodologias a serem aplicadas com a finalidade das vantagens pessoais, familiares e partidárias. O pós doutorado vem da transferência de tecnologia da malandragem acumulada na carreira como um todo. Finalmente, chega o reconhecimento geral com a outorga do título de Doutor Honoris Causa por diversas universidades de diferentes cidades do País e fora dele. Felizmente, fora desta trilha existem algumas poucas e honrosas exceções em quem depositamos nossas raquíticas esperanças!

Alcides Ferrari Neto ferrari@afn.eng.br

São Paulo

________

ESTATOLATRIA DOCE

Werneck Vianna (Estado, 22/10, A2) acerta na mosca ao detectar a tendência para a centralização que o governo brasileiro insiste em fortalecer através das políticas públicas de saúde, educação e assistência social. A sociedade civil não consegue saber o que acontece dentro das respectivas caixas-pretas, não é consultada, não é incentivada a colaborar mediante leis de benefícios fiscais como redução ad hoc de impostos sobre herança em caso de doações, por exemplo, etc. Até mesmo em projetos estratégicos como a reforma política, o cidadão é mantido à distância para não interferir nas decisões top to down que é obrigado a engolir. O governo permite - quando muito - a instauração de um plebiscito ou referendo (o último foi em 2005). É claro, dois monossílabos, sim ou não, é o máximo que corresponde ao povo dizer. E olhe lá!

João Gustavo Racca jgracca@terra.com.br

São Paulo

________

INCENTIVOS PERDULÁRIOS

O Estado enfocou muito bem a inutilidade caríssima que tem caracterizado a desoneração fiscal a alguns setores no Brasil. Na verdade, doação de dinheiro para empresários que deveriam se mostrar capazes por si, independentes de benesses aos amigos do poder. Mas também os empréstimos questionáveis do BNDES que evidentemente subsidiados pela população - que em última instância assume a dívida pública crescente resultante também desses financiamentos a longo prazo - não têm trazido os benefícios apregoados. Quanto se emprestou aos grandes frigoríficos para se tornarem os maiores do mundo e onde foi parar o preço da carne no mercado interno?, só para mencionar um exemplo bem popular.

Ademir Valezi valezi@uol.com.br

São Paulo

________

BANCO PANAMERICANO

Aos poucos vêm à tona mais informações sobre a marmelada política que foi a compra de 49% do Banco Panamericano pela Caixa Econômica Federal. Mas o engraçado é que ninguém pergunta, muito menos a imprensa, onde foram parar os 4,5 bilhões de reais que sumiram do caixa do banco. Morrem todos de medo da popularidade de Sílvio Santos, que aliás se saiu galhardamente da crise de seu grupo.

Paulo Magalhães magalha1960@bol.com.br

São Paulo

________

PIADA OU IGNORÂNCIA

 

A proposta do relator do Código Florestal no Senado, de se fazer um inventário nacional de árvores, semelhante ao Renavam, só pode ser piada ou ignorância daqueles que fazem regras e lei para o campo sem ter a mínima idéia da realidade. O nobre Senador não tem idéia da diferença do número de carros no Brasil e o número de árvores? O número de árvores no País com certeza supera em muito toda a frota de veículos do mundo! Quem irá fazer o inventário? Quem irá controlar? Quanto custaria essa brincadeira se fosse levada a sério? Quando vejo propostas como essa partindo de membros do congresso tenho vontade de chorar, de tristeza e de raiva. O povo brasileiro não merece isso, seja fruto de piada de mau gosto ou de ignorância.

 

Marcello de Moura Campos Filho marcellofilho@mpc.com.br

Campinas

________

TELEFONIA UM TERRITÓRIO SEM DONO

Tenho acompanhado pelos jornais muitas matérias criticando a funcionalidade e qualidade dos aparelhos celulares, ditos falsificados, que de falsificado não tem nada. Apenas a baixa qualidade do produto. Entretanto não vejo nenhum esforço por parte do governo (diga-se Anatel) em melhorar as redes de telefonia e de conexão de internet e também opções de aparelhos celulares, denotando o conluio com os grandes fabricantes desses, visto que não estimulam a fabricação de aparelhos com mais de um chip. Isto estimularia a competitividade entre as operadoras, que hoje praticamente não existe e que cobram tarifas absurdas, sem que nada seja feito pelo governo. Existem operadoras que se aproveitam de subreptícios expedientes para penalizar ainda mais o usuário de telefonia, tais como: sabendo da localização do usuário pré-pago (em roaming), ligam para o usuário oferecendo planos de pós-pago que ao atender têm já hác obrança de tarifa de roaming, deslocamento entre outras. Por que as grandes corporações que são fabricantes de aparelhos celulares não fabricam os tais aparelhos que comportam 2, 3 ou 4 chips de diferentes operadoras? Talvez porque haja um lobby das operadoras ou mesmo do próprio governo. Porque a internet 4G ou Wimax não foi ainda implantada no Brasil? Não existe um ministério para tratar dos assuntos referentes às telecomunicações? O que faz a Anatel? Indiretamente os mesmos estão aí para estimular a prática de contrabando, entupir o mercado de aparelhos de baixa qualidade, ajudar a China se prosperar, e engordar os bolsos das grandes operadoras, das grandes fabricantes e também dos corruptos que compõem o nosso governo.

Carlos Hashimoto carlos.hashimoto@uol.com.br

Santos

________

INTERNACIONALIZAÇÃO DA ELETROBRÁS

 

Vai totalmente na contra-mão ao editorial A qualidade da energia (25/10, A3) a notícia de que a Eletrobras faz proposta por fatia da EDP (25/10, B14). Participar da "privatização" do estagnado mercado português é o primeiro passo para a internacionalização da grande holding do setor elétrico brasileiro. Dá para imaginar o que virá depois. Enquanto isso, aqui no nosso país, marchando em oposição ao próprio modelo setorial, a Eletrobrás vê com total indiferença o fato de uma estatal colombiana se responsabilizar pelo gerenciamento do mais pesado, monopolístico e importante sistema interligado da Região Sudeste, a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP). É o que dá, depositar dinheiro e confiança na mão de um governo que não sabe avaliar as oportunidades e nem priorizar o uso do dinheiro público.

Nilson Otávio de Oliveira noo@uol.com.br

São Paulo

________

ROYALTIES DO PETRÓLEO

Por estes dias, uma amiga minha, carioca, desabafou: "O Brasil odeia o Rio, amiga". De modo geral, vejo que as pessoas tendem a concordar com a mudança na divisão dos royalties, alegando que o petróleo é do Brasil e não dos Estados produtores. O governador do Rio, Sérgio Cabral, diz que não pode perder de R$ 3,3 bilhões de arrecadação já em 2012, sob pena de não conseguir mais honrar, por exemplo, as aposentadorias dos servidores. Penso que quando se trata de valores de grande monta perdemos a noção dos fatos, então nos resta comparar. Numa hipótese otimista, a divisão igualitária desses valores perdidos pelo Rio daria pouco mais de R$ 120 milhões para cada Estado, em 2012. Isso é muito dinheiro? Ora, nesta semana foi divulgado o tamanho da dívida pública federal do Brasil: R$ 1,8 trilhão. Só em agosto a dívida cresceu R$40 bi. Convido os leitores a refletirem: não será essa disputa apenas mais um maquiavélico subterfúgio na tática de dividir os brasileiros?

 

Sueli Caramello Uliano scaramellu@terra.com.br

São Paulo

________

DIVISÃO DE ROYALTIES

Ao ver tantas pessoas morrendo depois de fazerem verdadeiras vias sacras atrás de um hospital para serem atendidas, não há como não sentir indignação e vergonha. Em alguns casos, pessoas vivas sendo descobertas em necrotérios municipais, sem falar na falta de segurança, traficantes e milícias, até hoje as pessoas moradoras de Teresópolis estão abandonadas à sorte. Vemos, portanto que não adiantou todos estes royalties, que o Rio de Janeiro vem recebendo, durante todos estes anos, já que a população continua sem nenhum beneficio. Este dinheiro do petróleo seria mais bem aproveitado, se todos os estados o recebessem, e houvesse um plano nacional de metas sociais a ser seguido pelos governos estaduais.

Reginaldo de Paula reg.paula@hotmail.com

Campinas

________

O FUTURO SOMBRIO DO RJ E DO ES

 

A notícia de que aposentados e pensionistas do Estado do Rio de Janeiro não receberão, a partir do próximo ano, seus salários, em razão da redivisão das receitas do petróleo, trará obviamente preocupantes e imprevisíveis consequências. Quem trabalhou por longos anos, hoje na terceira idade, e pagou à previdência do Estado- continuamos pagando- não terá mais como sobreviver. E a história real é mais grave do que se poderia supor. As perdas são muito maiores do que se estima para o Rio de Janeiro e Espírito Santo, os maiores produtores de petróleo. Notícias tornadas públicas neste sábado, 22/10, indicam que o texto aprovado no Senado de autoria do senador Vital do Rêgo subestimou em quase 50 bilhões as perdas do Rio de Janeiro e de seus 86 municípios produtores, de 2012 a 2020. O Estado e os municípios estariam inviabilizados em sua máquinas administrativas. Boa parte desses municípios simplesmente fechariam suas portas. O Rio Previdência não terá receita em caixa para pagar os salários dos aposentados estaduais. O Estado perderia 20% do seu PIB. Assim sendo, juízes, delegados, coronéis, capitães, majores, tenentes, policiais militares, bombeiros, policiais civis, peritos, desembargadores, delegados, defensores públicos, promotores, agentes penitenciários, médicos, professores, serventes, auxiliares administrativos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, engenheiros, funcionários do legislativo, do judiciário, enfim todas as classes de servidores já aposentados, além de pensionistas, algo em torno de 230 mil pessoas- em média três pessoas dependem destes para sobreviver para sobreviver- morreriam de fome, sem teto por ações de despejo, além de se tornarem inadimplentes em suas contas e os doentes crônicos sem  ter como comprar remédios..O comércio teria reduzido seus lucros sem boa fatia de seus clientes. Todos perderiam caindo a arrecadação do ICMS. Vale lembrar que o ser humano sem dinheiro, com fome e humilhado, perde a dignidade, vira um  trapo humano deprimido e as vezes se transforma num monstro. E os que estão prestes a adquirir a aposentadoria? Terão que trabalhar até a hora da morte? A medida de redivisão das receitas do petróleo em campos já licitados é pois absurda e sobretudo inconsequente. Está, portanto, gravemente ameaçada a sobrevivência futura do Estado do Rio e do Espírito Santo e  de milhares de seres humanos, muitos já idosos, com consequências imprevisíveis para a ordem pública e a ordem institucional. Se o projeto da nova divisão do petróleo passar pela Câmara como está proposto teremos no Brasil dois novos Haitis: o Rio de Janeiro e Espírito Santo. Com a palavra e o bom senso a Câmara Federal, a presidente Dilma Rousseff e por último, se for o caso, o Supremo Tribunal Federal.

 

Milton Corrêa da Costa

milton.correa@globomail.com

Rio de Janeiro

________

A SOCIEDADE E O EXAME DA OAB

 

O ministro Marco Aurélio Mello, em seu relatório, no julgamento da constitucionalidade do exame da OAB, no Supremo Tribunal Federal (STF), disse, com bastante propriedade, que uma das finalidades do exame é a proteção da sociedade, evitando, então, que ela se submeta aos bacharéis que, aos montes, as más faculdades despejam todos os anos no mercado de trabalho. Devem, pois, por necessidade social, sofrer o processo de aferição mínima realizado pela OAB, permanecendo na sociedade e a ela servindo, como profissionais, com um mínimo de requisitos para o exercício da nobre profissão de advogado. Ainda, a unanimidade da Suprema Corte, no histórico julgamento, põe um ponto final glorioso às pretensões de quantos desejavam ingressar na profissão sem o concurso de aferição de conhecimento, como o fazem os magistrados e membros do ministério público, relembrando-se que todos participam da administração da Justiça e, nos termos do artigo 133 da Carta Magna, o advogado é indispensável a uma Justiça bem administrada. Nossos cumprimentos à OAB e ao STF.

José Carlos de Carvalho Carneiro carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

________

ESTADO TUPINIQUIM

A OAB e os ministros do STF parecem amigos que bebem no mesmo boteco,  e o boteco se chama quinto constitucional, como podem votar ministros indicados pela OAB contra ela? A OAB tem que se manifestar contra as milhares instituições de ensino junto com o MEC, e não contra aqueles que se formam  nas instituições de ensino. Quanto à qualidade das instituições de ensino, pergunto a OAB qual o porcentual dos alunos da Faculdade de Direito da USP que passa no exame? Infelizmente continuamos num país onde manda a elite, onde mandam os poderosos, onde não existe lei séria, espero ver nosso país sair desse Estado tupiniquim e se transformar  para melhor.

Carlos Roberto Marceu marceu@estadao.com.br

São Paulo

________

SEREMOS 7 BILHÕES

Relatório da ONU informa que a partir do dia 31/10, o mundo atingirá a marca de 7 bilhões de habitantes. Em apenas 13 anos verificou-se uma autêntica explosão demográfica de preocupantes 1 bilhão a mais de consumidores dos recursos  pouco ou nada disponíveis a sobrevivência de mais esse contingente que chega.O grande dilema que o mundo terá que  enfrentar é que quase 100% desse aumento ocorre nas áreas onde a pobreza pela falta de comida e água, faz do continente africano, principalmente a áfrica subsaariana, o foco de maior desafio para conter o holocausto de povos que estão comprometendo, pela fome e pela sede, a sua sobrevivência como nação.Como o planeta Terra conseguirá um desenvolvimento sustentável diante desse monumental desafio? Isso é uma tarefa para o G20.

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

________

EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA

Segundo os especialistas, na próxima segunda-feira nascerá o 7 bilionésimo bebê a habitar este pequeno planeta.  Os desafios de como manter o meio ambiente que possibilite alimentar esse contingente de pessoas, é o desafio que temos pela frente. Que as catastróficas previsões de parte de alguns cientistas sobre a inviabilidade de tal número populacional poder inviabilizar uma vida digna entre nós, esperemos que não aconteçam. Oremos.

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

________

BENTO XVI ENVERGONHADO

Leiam este resumo de notícia. ASSIS, Itália (Reuters) - O papa Bento 16 reconheceu nesta quinta-feira (27.10.2011) "com grande vergonha" o uso da força pelo cristianismo em sua longa história, mas disse que a violência em nome de Deus não tinha mais lugar no mundo contemporâneo. (...) "Como cristão, gostaria de dizer neste momento: sim, é verdade, ao longo da história a força foi usada em nome da fé cristã", disse em discurso às delegações reunidas na basílica de Assis, cidade natal de São Francisco."Reconhecemos isso com grande vergonha. Mas está muito claro que isso foi um abuso da fé cristã, algo que evidentemente contradiz sua verdadeira natureza", afirmou. Essa foi uma das raras vezes em que o papa se desculpou por eventos como as Cruzadas ou o uso da força para difundir a fé no Novo Mundo. O falecido papa João Paulo 2o se desculpou em 2000 pelas falhas históricas do cristianismo."Como cristão, gostaria de dizer neste momento: sim, é verdade, ao longo da história a força foi usada em nome da fé cristã",(...)  "Reconhecemos isso com grande vergonha. Mas está muito claro que isso foi um abuso da fé cristã, algo que evidentemente contradiz sua verdadeira natureza", afirmou.Essa foi uma das raras vezes em que o papa se desculpou por eventos como as Cruzadas ou o uso da força para difundir a fé no Novo Mundo. O falecido papa João Paulo 2o se desculpou em 2000 pelas falhas históricas do cristianismo. Após lermos esta notícia, como cristãos que somos, entendemos a dificuldade que deve ter sentido o Papa em se pronunciar, desculpando-se por atitudes anteriormente tomadas pela mesma igreja que ora "pastoreia". Então, alegramo-nos pela verdade estar surgindo lentamente, mas, de forma visível e contundente. Não há infalibilidade papal portanto! E a única pedra fundamental da Igreja Cristã Católica e Apostólica, é Jesus Cristo. É essa a Igreja invisível aos homens, contra a qual, "as portas do inferno não prevalecerão". A exegese que tenta colocar Pedro como "pedra de esquina", "pelos construtores rejeitada", cai por terra diante dos fatos. Logo após as palavras de Jesus, o próprio Pedro manifesta sua natureza pecaminosa, ao negar Cristo três vezes. Por isso, as instituições humanas são falhas, e o único caminho, estreito, é Cristo, que segundo o apóstolo Paulo "...Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para a glória de Deus Pai." Sem fanatismos, continuemos sempre argumentando em prol do evangelho em nossas comunidades, com testemunhos vívidos dos quais não tenhamos que nos desculpar, sem que sejamos omissos.

José Jorge Ribeiro da Silva jjribeiros@yahoo.com.br

Campinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.