Cartas - 31/03/2011

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

, O Estado de S.Paulo

31 Março 2011 | 00h00

Clube do populismo

Assusta o rumo que veículos de comunicação da América Latina estão sendo forçados a tomar. Lamentável, mas todos os presidentes que na teoria são de esquerda, e na prática são incuráveis reacionários, estão se unindo para extirpar o direito dos cidadãos à informação. O clube cresceu. O que começou no Caribe, sob a mão de ferro da família Castro, veio com inexplicável rapidez para países vizinhos ao nosso. Com Hugo Chávez ganhou força na Venezuela. Saltou para a Bolívia com Evo Morales, ensaiou chegar ao Brasil durante o governo Lula, mas perdeu força com Dilma Rousseff. Agora na mira, a Argentina. Sim, Cristina Kirchner é o novo membro do clube do populismo. Até compareceu, terça-feira, à cerimônia de entrega do Prêmio de Jornalismo Rodolfo Walsh - acreditem - ao presidente venezuelano por "seu autêntico e inquestionável comprometimento com a liberdade dos povos". Sinceramente, se fechar jornais e terceirizar emissoras de TV é fortalecer a mídia, não sei o que é enfraquecê-las.

THIAGO C. ANDRADE

thiagocandrade@gmail.com

Recife

_______________

GOVERNO DILMA

Incra x Vale

O novo presidente do Incra, Celso Lacerda, diz que o governo Dilma pretende "qualificar a gestão do Incra nos padrões da livre-iniciativa". É muito interessante e peculiar a forma de agir de nossos governantes. Afirmam que vão tratar a coisa pública com a competência da livre-iniciativa, mas interferem indevidamente em empresas privadas extremamente bem-sucedidas como se estas fossem públicas, como ocorreu com a Vale.

LEÃO MACHADO NETO

lneto@uol.com.br

São Paulo

_______________

Bola fora

Seria muito interessante saber os detalhes da negociação em que o Bradesco finalmente cedeu às pressões do governo pela substituição de Roger Agnelli na presidência da Vale. Quais serão as compensações futuras que o banco terá pela provável diminuição de seus lucros como acionista da Vale, em decorrência da também provável transformação da empresa em boquinha para políticos da base aliada, fornecendo vagas para eles e seus apadrinhados exercerem sua incompetência gerencial e suas habilidades na área da corrupção, recursos para seus bolsos e suas campanhas eleitorais? Mas o grande perdedor é o Brasil, sobretudo pelo precedente que esse episódio representa em termos de ingerência do governo em assuntos de competência da iniciativa privada. Essa é a primeira bola fora do governo Dilma e poderá trazer algum prejuízo à imagem até agora bastante positiva da presidente nos meios de comunicação, obtida principalmente em razão de seu estilo discreto de governar e das acertadas mudanças na política externa.

JORGE MANUEL DE OLIVEIRA

jmoliv11@hotmail.com

Guarulhos

_______________

VOTO EM LISTA

Processo obscuro

Não consigo imaginar nada pior para o eleitor. O voto em lista não lhe permitirá escolher seu representante pelo voto direto. Vota-se no partido e o partido indica os candidatos a deputado. Criam-se mais argumentos para financiamento público de campanha. Uma maneira criativa de eleger deputados mensaleiros que jamais seriam eleitos pelo voto direto usando mais dinheiro público. Não resolverá a crise de representatividade que vivemos e se acentua a cada eleição.

CARLOS AVILA

c.avila@modusoperantis.com.br

São Paulo

_______________

GREVE DE JUÍZES

Distorções

É muito intrigante os mais bem pagos funcionários públicos do País ameaçarem o governo com greve por aumento de salários, por intermédio de uma associação, a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), como mostra a reportagem Por reajuste, juiz quer que STF atropele Congresso (29/3, A6). Em primeiro lugar, porque essa "categoria profissional" não é sindicato e, pior ainda, trata-se dos responsáveis por um dos Poderes da República. Por outro lado, quem gerencia os cofres públicos são os Poderes eleitos, e não os concursados. Até quando nossa democracia vai ter de conviver com tais distorções?

JOSÉ ELIAS LAIER

joseeliaslaier@gmail.com

São Carlos

_______________

Afronta

A ameaça de greve dos juízes federais para forçar aumento salarial soa como afronta ao povo brasileiro. Os cargos públicos não são redomas, seus ocupantes devem estar em sintonia com a realidade do País. De outro lado, sendo prerrogativa do Congresso de estipular o aumento salarial dos ministros do STF, qualquer medida que vise a desviar-se desse caminho merece veemente repúdio.

JAIRO EDWARD DE LUCA

jeluca.dois@yahoo.com.br

São Paulo

_______________

Público pagante

E a população é que paga os salários dessa turma...

TIAGO HOMEM DE MELO C. SILVA

tihmcs@ig.com.br

Campinas

_______________

Jurisprudência

Se os juízes podem fazer greve por maiores salários, nós, o povo, podemos fazer por menos impostos. À luta, companheiros!

ANGELO ANTONIO MAGLIO

angelo@rancholarimoveis.com.br

Cotia

_______________

Aposentados

É mesmo espantoso os juízes federais quererem fazer greve para pressionar o Congresso no sentido de lhes ser concedido aumento salarial! E nós, aposentados do INSS, como fazer uma greve?!

FÁBIO DUARTE DE ARAÚJO

fabionyube@visualbyte.com.br

São Paulo

_______________

Merreca

Como os aposentados não fazem greve, seus reajustes são sempre uma merreca.

MILTON BULACH

mbulach@gmail.com

Campinas

_______________

COPA 2014

Obras atrasadas

Organizar eventos do porte de uma Copa do Mundo de Futebol ou de uma Olimpíada é bem diferente de uma quermesse de bairro. Lembrando que os atrasos facilitam ainda mais as gatunagens.

SÉRGIO BARBOSA

sergiobarbosa@megasinal.com.br

Batatais

_______________

"Primeiro, censuraram o "Estadão". Agora, a revista "Caras". Pelo visto, a moda pegou, mesmo"

MARIA DO CARMO ZAFFALON LEME CARDOSO / BAURU, SOBRE A CENSURA À IMPRENSA

mdokrmo@hotmail.com

"Nem de direita nem de esquerda... Mais um do muro"

VICTOR GERMANO PEREIRA / SÃO PAULO, SOBRE O PSD DE KASSAB

victorgermano@uol.com.br

"Sr. Blatter, este país se chama Brasil!"

LUCIANO HARARY / SÃO PAULO, SOBRE A COBRANÇA DA FIFA PELO ATRASO DAS OBRAS PARA A COPA DE 2014

lharary@hotmail.com

_______________

Cartas enviadas ao fórum dos leitores, selecionadas para o estadão.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O SR. PERSISTÊNCIA

Ele foi um exemplo de que sempre vale a pena lutar pela vida. Após quase 14 anos de luta contra o câncer, o ex-vice-presidente da República José Alencar, "sr. Persistência", morreu por insuficiência múltipla dos órgãos em decorrência da doença que o cometia. Todos os que conheceram Alencar foram unânimes ao exemplificar como homem extraordinário, que teve uma força singular de amor à vida, lutando por ela até o ultimo suspiro. Coragem dignidade e garra também exprimem o que foram os últimos anos de vida do vice-presidente que no exercício da Presidência por 398 dias na ausência de Lula da Silva: mostrou equilíbrio e perseverança de um homem de bem e ético. As 17 operações por que passou não lhe tiraram o sorriso do rosto nem a esperança de lutar para vencer a doença. Alencar destacou diversas vezes que não tinha medo da morte e não perdia a fé no Criador. Como poucos, não parou de trabalhar nem mesmo nos piores períodos do tratamento. Aliás, trabalhar foi sua vida desde os 14 anos, quando se iniciou profissionalmente como balconista. Como sabemos, Alencar nunca utilizou a origem humilde para angariar simpatia. Muito pelo contrário, foram suas declarações cheias de metáforas, mas compreendidas pelo povo, que lhe renderam destaque numa época em que o ex-presidente Lula atingiu o auge de aceitação. Ele lutou como ninguém para continuar vivo. Porém os brasileiros vão se lembrar sempre do vice-presidente por seu exemplo de garra e amor à vida. O céu está mais alegre por ganhar uma figura como José Alencar. Seu legado vai ficar em nossa memória!

Turíbio Liberatto www.turibioliberatto.nafoto.net

São Caetano do Sul

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

UM BREVE ADEUS

Nós nos veremos no Grande Acampamento. O vice-presidente José Alencar foi um exemplo de determinação. Como escoteiro, lembrou a Lei Escuteira nos momentos mais difíceis de sua doença, deixando um testemunho importante e um exemplo aos jovens.

Porque uma vez escoteiro, sempre escoteiro. E a partida do nosso irmão José Alencar não é mais que um até logo.

Sempre alerta!

Carlos Alberto G. Battisti, diretor-presidente da União dos Escoteiros do Brasil - Região São Paulo ueb.sp@escotismo.org.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HONRA

 

José Alencar, um homem que deu o melhor de sua vida, foi um exemplo de cidadão honesto, dedicado à Pátria, ético, que deixou uma frase que todos os políticos deveriam seguir: " O homem honrado, especialmente o homem que milita na vida pública, honrado ele não morre nunca, se ele for um camarada desonrado ele morre em vida". Mas muitos comentarista e políticos só sabem falar da inflação, esquecendo que ela existe porque o gasto do governo está alto e o salários deles contribui para isso!

Reginaldo de Paula reg.paula@hotmail.com

Campinas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

UM GIGANTE

José Alencar foi um gigante como empresário e como homem público. Sentiremos muita saudade desse notável brasileiro, que não perdeu a dignidade diante do sofrimento por um câncer, até a morte.

Paulo Dias Nemeprofpauloneme@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BRASIL DE LUTO

 

O Brasil está de luto! A morte do guerreiro José Alencar nos faz refletir se ainda vale a pena lutarmos para eleger políticos sérios, honrados, corajosos e descompromissados com a ideologia partidária.

Apesar de ocupar o cargo de vice-presidente da República durante os dois mandatos do presidente Lula, ele discordou veementemente do autoritarismo do MST, um movimento de baderneiros que sempre foi

acobertado e prestigiado pelo PT. Brigou incessantemente pela baixa dos juros, lutou por melhores condições para os menos favorecidos, duelou contra a morte, sem nunca demonstrar medo de que ela chegasse, e não conseguiu vencê-la! Deus preferiu levá-lo para a bancada do céu, onde ele também terá um cargo de confiança, pela bondade que lhe era peculiar. O País perdeu um grande homem! Alencar morreu como queria, deixando um legado de honra pelo caminho que percorreu. E nós, brasileiros, perdemos um político desprovido de ambição, de ganância, de conduta ilibada... Um exemplo de vida! Infelizmente, o mal venceu outra vez! E quem perde com tudo isso somos nós, que sonhamos ainda

ver um Brasil melhor! Descanse em paz! Sua missão aqui na Terra foi cumprida com perfeição, agora terá de votar em quem merece estar ao seu lado nesse outro mundo que o escolheu como representante político,

e temos a certeza que muitos encontrarão a porta fechada.

 

 

Deborah Farah deborah.farah@gmail.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PERSONA GRATA

Tomba um jequitibá (uma das maiores árvores da floresta nacional), que se tornou símbolo da dignidade da política brasileira: o ex-vice-presidente da República que, depois de uma insanável luta de 13 anos contra uma terrível doença e de ter passado por mais de uma dezena de cirurgias delicadas e perigosas, morreu na terça-feira. O Brasil perdeu um dos seus maiores filhos e um tenaz lutador.

Um respeitado professor de Filosofia de Direito da nossa sempre querida Faculdade do Largo de São Francisco, Miguel Reale, já dizia: "Se não existisse a morte, a vida não teria razão de ser". Assim, a morte de José Alencar nada mais é do que a confirmação da sua vida aqui, na Terra, onde deixou exemplos indeléveis, indestrutíveis de homem público, que amou sua Pátria mais do que a si mesmo. Era uma pessoa de tanto bom humor que, mesmo atacado pelo terrível câncer, e ao receber uma merecida homenagem, brincou, perguntando se depois da sua morte também seria tão homenageado. Está sendo muito mais pelo exemplo de vida que nos legou!

Para os brasileiros, Alencar sempre será PERSONA GRATA.

 

Antonio Brandileone abrandileone@uol.com.br

Assis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O MINEIRO DE MURIAÉ

Lamento profundamente o falecimento de José Alencar. O Brasil acaba de perder um dos seus maiores e mais raros homens íntegros, que dedicou toda a sua vida a melhorar o nosso país. O mineiro de Muriaé cativou os brasileiros com sua luta pela vida.

Nosso Brasil está de luto, faleceu um homem de coragem, de fibra e com uma imensa generosidade no

coração. Um lutador que, mesmo com dores horríveis, esteve sempre sorrindo, sempre de ótimo humor... Um verdadeiro. Um exemplo de vontade de viver. Lembro-me de uma entrevista onde ele disse que não tinha medo da morte. "Se Deus quiser que eu morra, ele não precisa de câncer para isso. Se ele não quiser que eu vá agora, não há câncer que me leve".

José Alencar não resistiu e foi ser vice lá no céu... Perdemos uma grande pessoa.

Que sua alma alcance a paz!

Oremos por ele e sua família.

 

Antônio Das Neme antonio.neme@superig.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PESAR

Foi com grande pesar que recebi a notícia do falecimento do ex-vice-presidente. José Alencar foi um exemplo de vida, amor à vida e de luta pela vida, um ser que sempre viveu aos desígnios de Deus. Um verso que ilustra seu exemplo de vida é: "Viver e não ter a vergonha de ser feliz, cantar e cantar a alegria de ser um eterno aprendiz".

 

Yuri de Oliveira Pereira yoliveirapereira@ig.com.br

Guarujá

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LUTO.

 

Foi com Grande pesar que recebi a noticia da morte do falecimento do ex-vice presidente José Alencar. Alencar, foi um exemplo de vida, amor pela vida e de luta pela vida, um ser que sempre viveu sempre aos designios de D'us. Um verso que ilustra seu exemplo de vida é " viver e não ter a vergonha de ser feliz cantar e cantar a alegria de ser um enternoa aprendiz".

 

 

Yuri de Oliveira Pereira

yoliveirapereira@ig.com.br

Guarujá - SP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HOMEM DIFERENCIADO

 

Traduzo assim a vida político-empresarial do ex-vice-presidente José Alencar: um gladiador de vitalidade espiritual diferenciada e inexplicável para os que jamais aguentariam passar por semelhante martírio tão otimistas e com uma força sobre comum.

Outro fato que o faz diferenciado foi seu apoio empresarial a um sindicalista, construindo imensurável coalizão política, que foi o divisor de águas na afirmação do Brasil como uma potência mundial.

É por essas e outras virtudes que se formou o legado desse notável homem que soube cumprir esplendorosamente sua missão terrena. Fazendo-o referência de que não é só possível, mas profícuo unificar classe empresarial e sindical nos mesmos ideais em quaisquer segmentos, onde ambas as partes sejam vencedoras.

Sei que vou contrariar os trâmites legais para canonizar alguém, mas a história desse homem me provoca reverenciar como Santo José Alencar.

 

 

Fernando Arábia poeta_arabia@hotmail.com

Gravatá (PE)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HERANÇA

 

 

Honradez e dignidade, atributos referenciais de Alencar, faltam a homens públicos brasileiros.

 

Roberto Twiaschor, rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HERÓI MORTO

Que Deus acolha José Alencar e conforte a sua família. Tenho lido inúmeras manifestações, até justas, com relação à história de vida desse senhor, mas integridade, a meu ver, tem de ser completa e, infelizmente, ele conviveu num governo cheio de atos condenáveis de corrupção e nunca se manifestou contra as improbidades, fazendo de conta que nada tinha a ver com isso.

Ademar Monteiro de Moraes ammoraes57@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NOBREZA DE ESPÍRITO

Tive o prazer de conhecer pessoalmente o grande brasileiro José Alencar, já há alguns anos. Dele próprio ouvi a história de sua vida. Comovente. Ele era, acima de tudo, portador de humildade só alojada no coração dos nobres de espírito. Que pena o Brasil perder um dos seus mais ilustres filhos. Vitorioso em tudo - na bravura, na inteligência, na dignidade, no trabalho, na política. Na boa política. Adeus, Alencar, o Criador certamente te compensará por tudo quanto fizeste pelo teu país e pelo seu povo.

Waldemar Guimarães Moraes wguimaraesmoraes@uol.com.br

Itu

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CENA DE BAR

Em 2000, eu e minha noiva (hoje esposa) ocupávamos uma mesa ao lado de um belo painel de fotos no tradicional "Bar do Primo, em BH. Acabáramos de ser servidos quando entrou no estabelecimento, acompanhado de grande comitiva, o então senador José Alencar. A dona do restaurante (filha do Primo) "educadamente convidou-nos" a trocar de mesa, para o "senador poder sentar-se ao lado do painel". Respondi que iríamos acabar de consumir e que o senador aguardasse. Irritada, a "filha do Primo", acompanhada de um grupo de seus "garçons", retrucou dizendo que o "senador queria aquela mesa e ponto final!" Interrompi o repasto, pedi a conta, paguei e fui embora com minha amada. De relance, pude ver o "senador" e sua comitiva sentarem-se à mesa, sorridentes e triunfantes. Grande homem o ex-vice-presidente da República José Alencar.

 

Paulo Henrique Ulhoa phulhoa@yahoo.com.br

Belo Horizonte

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BIOGRAFIA

Muitos políticos, tanto da Câmara como do Senado, subiram à tribuna para, em seus discursos, enaltecer a figura exemplar de José de Alencar, tanto como homem comum como político e, ainda mais, como vice-presidente da República que foi até recentemente.

Concordo plenamente que sempre foi sempre foi um homem correto, cuja honestidade deveria ter sido exemplo para muitos políticos que, sabidamente, não seguem os preceitos da boa conduta no governo, não nos representam e só cuidam dos seus próprios interesses.

A biografia deste grande homem, isso sim, caberia num livro.

Alvaro Salvi alvarrosalvi@hotmail.com

Santo André

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXEMPLO

Morreu mais um José. Esse José não era um Zé Mané qualquer. Xará, vá com DEUS. Espero que os políticos de hoje se espelhem na grandeza do senhor e sejam menos políticos e mais cidadãos que pensem no BRASIL. Políticos do Brasil, sigam o exemplo do nosso ZÉ ALENCAR.

 

José Luiz Martin jlmartin@estadao.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PROJETO DE NAÇÃO

Quantos brasileiros sabem que José Alencar era filiado ao PRB, ex-PMR, braço político da Igreja Universal? Edir Macedo justificou a criação do partido: "Deus tem um grande projeto de nação elaborado por ele mesmo e é nossa responsabilidade apresentá-lo e colocá-lo em prática".

 

Helena Rodarte Costa Valente helenacv@uol.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OPORTUNIDADE PERDIDA

Lamento discordar do tom laudatório com que vários leitores comentam a figura do finado ex-vice-presidente José de Alencar. A única vez, na vida pública, em que teve oportunidade de demonstrar grandeza falhou lamentavelmente.

Refiro-me ao episódio de paternidade reclamada por uma senhora mineira. O ex-vice-presidente, apesar de reconhecer, embora de maneira grosseira e pouco cavalheiresca, o relacionamento amoroso, negou-se a fornecer material para o exame de DNA. E mais: ordenou, em testamento, a sua cremação, impossibilitando, para sempre, a realização do exame caso a Justiça venha a solicitá-lo. Então?

 

Alexandre de Macedo Marques ammarques@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAS...

Não existem dúvidas quanto às qualidades políticas, empresariais e guerreiras do nosso ex-vice-presidente. Mas... Na vida de todos sempre existe um mas. Neste caso, no lado pessoal o sr. José de Alencar seguiu o exemplo do "rei" Pelé, ao invés do REI Roberto Carlos. Diz o ditado: quem não deve não teme. Perfeito mesmo somente DEUS.

Monica Cunha mcunha271956@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ACERTO DE CONTAS

Segundo estabelece o nosso folclore, ''morreu, vira santo''. Todos os pecados, deslizes que o falecido tenha amealhado durante a vida são enterrados com ele. Sem embargo da enxurrada de comentários e cartas sobre os predicados do nosso estimado ex-vice-presidente, diz também a crença popular que por tudo de ruim que praticamos na vida, sem choro nem vela, acertaremos as contas com o Altíssimo. José Alencar, durante alguns dias, receberá muitas coroas de flores, também por suas virtudes enquanto habitante desse planeta, mas deixará sem resposta questões como: por que um empresário bem resolvido se alia a um Partido dos Trabalhadores? Como, sendo um cristão confesso, temente a Deus, feriu a sua cristandade ao não reconhecer a paternidade de sua filha? Descanse em paz. Que no Juízo Final seus julgadores celestes não sejam togados.

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ADEUS, VELHO GUERREIRO

Registro o adeus a um guerreiro que nunca se entregou. A doença miserável sofreu para levá-lo. Foi uma lição de vida. Sua fortaleza foi demonstrada também com o não reconhecimento da filha, gerada num antro de prostituição, conforme suas sábias palavras em entrevista, portanto, aquém de sua estirpe. Afinal, quem frequenta antro de prostituição? Prostitutas e homens de bem carentes. Aproveitar-se de momentos de fraqueza não é ético. E o que dizer de sua carta de recomendação ao supervisor de um concurso público, para seu afilhado? Tem mais, mas paramos por aqui.

Triste povo de "mídia" com pouca memória e muitos interesses.

Manoel Mendes de Brito voni.brito@itelefonica.com.br

Bertioga

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DÚBIO CARÁTER

O Brasil é um país atrasado, com um povo que adora transformar político morto em herói. José Alencar disse que não tinha medo da morte, apenas da desonra. Só que no programa do Jô Soares disse que frequentava prostíbulos e por isso não reconhecia a suposta filha, cujo processo de paternidade está engavetado. Será que em Minas Gerais o conceito de honra é outro?

José Alencar levou essa mácula, para o céu ou para o inferno.

 

 

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ACERTO COM DEUS

O sr. José Alencar morreu e a pergunta que fica: o que de fato esse senhor fez pelo nosso país? O que ele fez para que os brasileiros menos favorecidos tivessem um atendimento decente nos hospitais públicos, quando portadores da mesma doença que o acometeu?

Ele comentou inúmeras vezes que iria lutar para sobreviver, só que a luta dele foi ter assistência e atendimento no melhor hospital do País, diferentemente dos brasileiros pobres, ou dos que não podem mais pagar planos de saúde e têm de esperar anos para conseguir fazer exames e receber algum tratamento.

Não vejo razão para tamanha comoção com o falecimento já esperado do sr. Alencar, visto que ele, nos últimos meses, mais vivia internado no Hospital Sírio-Libanês. Morre e deixa uma pendenga com uma moça que diz ser sua filha, mas o orgulho e o dinheiro em jogo não permitiram que o sr. Alencar fizesse um exame tão simples como o DNA para solucionar esse caso, preferindo-o denegrir a imagem da mãe dessa moça no programa de TV do Jô Soares, ao invés de resolver a contenda.

Mas será com Deus que o sr. Alencar terá de acertar suas contas, só com ele.

 

Agnes Eckermann agneseck@yahoo.com.br

Porto Feliz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ORGULHO

Como brasileiro, sinto orgulho de ser contemporâneo de José Alencar Gomes da Silva, que agora nos deixa. Um homem de seu tempo, com suas fragilidades inerentes a nós todos, mas, fundamentalmente, com suas imensas virtudes, que levam seu nome a ficar gravado para sempre no Panteão da Pátria.

 

José de Anchieta Nobre de Almeida josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SIDERAL

A continuarem elogiando, os aduladores não colocarão o ex-vice José Alencar no céu; vão colocá-lo em órbita.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E AGORA, JOSÉ?

José Alencar afirmou várias vezes em entrevista que não temia a morte, e sim a desonra. Pena que não tenha conseguido passar esse ensinamento aos políticos que o cercaram durante todos estes anos, e que hoje derramam lágrimas (quem sabe de vergonha), diante de seu caixão.

E agora, José?

Maria Eloiza Rocha Saez m.eloiza@gmail.com

Curitiba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"E agora, José?"

Ele foi tão digno, tão nobre, tão brioso e sério que destoou do resto (ou dos outros...), até na morte! Afinal, o azeite não se mistura com o uísque, nem que se agite bem o frasco que os contém. Para sempre, seu exemplo permanecerá!

"Se você gritasse,

se você gemesse,

se você tocasse

a valsa vienense,

se você dormisse,

se você cansasse,

se você morresse...

Mas você não (morreu),

você é duro, José."

(Drummond)

 

João Guilherme Ortolan guiortolan@gmail.com

Bauru

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HERÓI?

Vamos respeitar o morto, todos são merecedores, porém considerar nosso ex-vice-presidente um herói é exagero. Heróis, na minha opinião de médico, são os cancerosos do SUS, que em muito pouco tempo passam a rezar não para viver, mas para morrer.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PASSAGEM

Lamentamos a passagem do ex-vice-presidente e nos solidarizamos com a família pela perda, mas o fato é que a vida é efêmera. O que não entendo e não aceito é o tratamento de herói dispensado - colocando-o como exemplo na luta contra a doença. O sr. José Alencar, como personalidade pública e empresário, tinha todas as condições, propiciadas pelo poder e pelo dinheiro, para atendimento de primeira, inclusive o de se incluir para tratamento experimental no exterior.

Heróis são aquelas centenas de milhares de pessoas que enfrentam a doença amparadas por planos de saúde capengas ou - pior - contando apenas com a precária saúde pública (aquela que dizem estar à beira da perfeição...) e, mesmo assim, têm forças para se solidarizar com outros pacientes e confortá-los, como vi nos corredores da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

 

Aparecida Dileide Gaziolla rubishara@uol.com.br

São Bernardo do Campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TRATAMENTO

Se em 2002 José Alencar já se encontrava havia cinco anos em tratamento de câncer, jamais deveria ter integrado a chapa de Lula como candidato à Vice-Presidência, e menos ainda concorrer na eleição de 2006, quando a doença dava mostras de ser terminal.

Ao tornar-se vice-presidente, José Alencar teve garantido o direito de que os tratamentos médicos caríssimos, aos quais viesse a ser submetido, fossem custeados pelo erário.

 

Flávio José Rodrigues de Aguiar rsd100936@terra.com.br

Resende (RJ)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SUS

Sem demérito à sua brava luta, fico com a pergunta: ele conseguiria o mesmo se fosse atendido pelo SUS?

Ney S. Monteiro neysm@estadao.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SOBREVIDA

Seria ótimo se cada cidadão brasileiro tivesse acesso ao tratamento médico que foi dado ao ex-vice-presidente José Alencar. Um cidadão comum com problemas de saúde similares e que dependesse do Sistema Único de Saúde não teria nem metade da sobrevida que ele teve.

Mário Barilá Filho mariobarila@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MENOS, MENOS!

Tudo bem que a mídia fizesse cobertura da morte do ex-vice-presidente José Alencar, mas não precisava exagerar dando-lhe o título de "herói". Como empresário de sucesso fez sua fortuna com muito trabalho, mas como a grande maioria dos empresários bem-sucedidos no Brasil cercou-se de políticos para abrir portas, deixando, portanto, ao largo a maioria dos empresários anônimos que lutam para manter seu negócio sempre assombrados com impostos e altos juros. Como lutador contra a doença que o afligiu durante 13 anos, eu prefiro homenagear todos os brasileiros anônimos que sofrem ou tiveram entes queridos que sofreram sem os devidos cuidados que José Alencar recebeu com tudo pago pelo contribuinte.

Queria que a dor deles fosse acompanhada pela mídia e com certeza surpreenderia a todos. Um grande exemplo de luta sem as benesses dadas a Alencar. Todos os que sofrem hoje dessa doença e outras também graves não dormem tranquilos porque não sabem se amanhã os remédios tão necessários à cura estarão disponíveis nos hospitais do SUS! Cá entre nós, esses são heróis! Mídia, por favor: menos, menos!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AVESTRUZ

A morte do ex-vice-presidente José Alencar, após várias cirurgias e anos de luta contra a doença, nos leva a pensar: e quem não pode pagar o tratamento que o ex-vice-presidente teve? Independentemente de ele o ter custeado ou não a suas expensas, um cidadão comum teria esse tratamento pelo SUS? Não estou dizendo nada de mais, há uns dois anos, mais ou menos, o próprio disse, após retorno de uma cirurgia nos EUA, que ele podia pagar. E quem não pode? Deixou a pergunta no ar e ninguém respondeu, ninguém fez nada. Ou melhor, fizeram que nem o avestruz: enfiaram a cabeça no chão.

Panayotis Poulis ppoulis@ig.com.br

Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXCEÇÃO

Lamento a morte de José Alencar, mas ele enfim descansou da longa jornada. Por outro lado, se todo brasileiro que sofre de câncer tivesse acesso aos tratamentos caríssimos aos quais se submeteu José Alencar, talvez eles também conseguissem a cura, ou pelo menos uma sobrevida de 14 anos... Essa sobrevida não tornou Alencar o herói que a mídia fala, tornou-o uma exceção neste país em que a saúde é uma lástima!

 

Mara Montezuma Assaf montezuma.fassa@gmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUESTÃO SOCIAL

O Brasil chora a morte de José Alencar, cujos caráter e probidade devem servir de exemplo a todos os brasileiros. Reconhece-se também sua coragem para enfrentar sua doença e 17 cirurgias. Que Deus lhe dê o merecido descanso.

Agora voltemos à triste realidade. O Brasil está cheio de brasileiros honestos, de bom caráter e de probidade indiscutível que, acometidos pelo câncer, morrem muito antes de se submeterem a pelo menos

uma cirurgia. Quando muito, conseguem alguns remédios para aliviar suas dores.

Não se discutem as qualidades de José Alencar, mas devemos discutir a ampliação dos serviços de saúde para todos os que sofrem desse mal que é o câncer. Que a morte desse grande brasileiro possa despertar em nossos governantes a sensibilidade para que disponibilizem a oportunidade de tantas cirurgias quantas forem possíveis às pessoas que estão sofrendo do mesmo mal.

Não quero aqui fazer qualquer colocação sobre quem pagou ou deixou de pagar o tratamento de José Alencar.

Quero deixar meu apelo à nossa presidente, que deixou seus compromissos em Portugal para vir acompanhar o enterro desse homem exemplar, para que faça uso de nossas novas riquezas, de nossas milionárias reservas, para oferecer todas as possibilidades de tratamento e cirurgias a todos os brasileiros que precisarem, sejam eles políticos ou não, famosos ou não, ricos ou pobres.

Dilma passou por um problema dessa ordem. Recebeu o tratamento necessário e se curou. Mas quantas mulheres brasileiras enfrentam filas intermináveis para marcar um simples exame? Uma mamografia em hospital público não é conseguida em menos de quatro a seis meses. O que dizer de um tratamento sofisticado ou uma cirurgia?

Obrigado, José Alencar, pelo seu exemplo de vida e de coragem. Mas obrigado também por deixar aberta esta realidade. Só tem tratamento digno quem tem recursos. Choremos todos!

 

 

Odair Picciolli pedraseartes@suednet.com.br

Extrema (MG)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REALIZAÇÕES

Todas as reportagens sobre a morte do nosso ex-vice-presidente exaltam seu caráter e sua honestidade como se fossem virtudes, e não obrigação. Além do mais, exaltam suas realizações como político. Gostaria que me citassem ao menos uma dessas realizações concretas. Ele era um grande crítico das altas dos juros, porém passou oito anos como vice-presidente sem apresentar uma unica solução para o caso. Ele também se dizia constrangido com o tratamento de saúde que recebia, pois sabia que a maioria da população não tinha acesso ao mesmo tratamento, porém nunca tomou alguma medida para que a saúde pública melhorasse.

O grande problema do Brasil é que os políticos são ótimos oradores e péssimos realizadores de suas oratórias.

 

 

Cintia kisher ckisher@bol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESCÂNDALOS

Se foi admirável a luta pela vida que José Alencar travou nesses anos todos, também não vejo motivo para citar como exemplo de homem público. É bom lembrar, e não é possível esquecer, que ele fez parte do governo Burla, considerado um dos mais corruptos de nossa história. Ele acompanhou o Burla, fechando os olhos e fazendo-se ignorante quanto a escândalos como o "mensalão", por exemplo. Só isso basta para não o considerar um herói político.

Laércio Zannini zanix@hotmail.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COM TODO O RESPEITO

O sr. José Alencar foi um homem honesto? Foi! Foi trabalhador? Foi! Nunca se meteu na política? Não! Mas efetivamente como homem público e ocupando muitas vezes a Presidência, o que esse homem fez pelo Brasil? Se alguém souber me diga. Com todo o respeito,

Celia Henriques Guercio Rodrigues celitar@hotmail.com

Avaré

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O MAIOR FEITO

O maior feito de José de Alencar foi ajudar a dar credibilidade (apoio dos empresários ) e ajudar a eleger o ex-"cara"...

 

Carlos Roberto Gomes Fernandes crgfernandes@uol.com.br

Ourinhos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

JOSÉ ALENCAR

O homem que ajudou a domesticar o PT.

 

Raul Maselli ara2@terra.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O HOMEM QUE FEZ DE LULA UM NEOLIBERAL

José de Alencar foi mais do que um grande amigo, parceiro e companheiro de Lula. Foi o avalista do sindicalista perante o empresariado, ao lhes assegurar que o militante de São Bernardo havia definitivamente aderido ao neoliberalismo (que tanto criticara, com seu PT, no governo de Fernando Henrique Cardoso). Alencar pôs Lula nos braços do empresariado e permitiu sua eleição. A análise é do jornal espanhol "El País" e nos parece extremamente plena de sentido.

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PADRINHO

Fora o bom humor e a coragem diante de uma doença terrível, não ouvi nada a respeito de seus reais feitos na política. Só estou me lembrando do "afilhado" Mangabeira Unger...

Renata Oliva renataoliva54@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MEMÓRIAS

As lembranças que José Alencar deixou foram sua valentia contra o câncer e de a sua Coteminas ter comprado fardamento militar camuflado da China, visando a ganhar a concorrência de duas fabricantes catarinenses, em 2008, o que não deixou de denegrir a sua imagem. O ideal teria sido lutar pelo povo, como lutou por sua própria vida.

 

Conrado de Paulo conrado.paulo@uol.com.br

Bragança Paulista

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ASSIM É O LULA

 

Neste mesmo Fórum dos Leitores, por dezenas de vezes, critiquei o político Luiz Inácio Lula da Silva. Mas gostaria de deixar registrada a admiração que senti por ele no momento em que estava feliz numa festa de confraternização, onde recebia uma homenagem na cidade de Coimbra (Portugal), e, assim que teve conhecimento do passamento de José Alencar, desfigurou-se e chorou muito. Somente um homem com "alma" de criança seria capaz de atitudes dessa natureza. Parabéns, Luiz, uma atitude como a que demonstrou diante das câmeras, sem dúvida, enobrece o povo brasileiro.

 

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CHORO

Se o companheiro José Alencar tivesse "lutado" contra o câncer no SUS, o companheiro Lula e a companheira Dilma teriam chorado a morte dele há muito mais tempo. Assim como fazem companheiros e companheiras daqueles e daquelas que não puderam pagar para "lutar" contra o câncer num hospital particular.

Ney José Pereira neyjosepereira@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LÁGRIMAS

O molusco virou réptil.

Luiz Carlos Moreira lcm@tableau.art.br

Vargem Grande Paulista

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRESIDENTE OU CONTINUA "VICE"?

Quando foi anunciada a morte do vice-presidente José Alencar, esperávamos que houvesse um pronunciamento da presidente Dilma Rousseff. Mas qual foi a nossa surpresa ao saber que ela estava acompanhando o ex-presidente Lula em Portugal, para receber mais um título de doutor honoris causa de uma universidade portuguesa. Certamente voaram no Air Force One da FAB, o Aerolula. Aí ficamos pensando se Dilma é verdadeiramente a presidente do Brasil ou se continua "vice", pois Lula receber títulos honoríficos que não têm nada a ver com erudição, cultura, nunca foi novidade nem merecimento, por ele se orgulhar de nunca ter lido um livro. Aliás, nossa presidente não fica muito atrás nesse quesito, estudo nunca foi seu forte. Voltaram mais cedo. Pelo visto, pretendiam viajar bem mais, mas José Alencar "estragou" tudo, "inventou" de morrer justo agora, poderia esperar um pouco mais, não é mesmo?

 

João Henrique Rieder rieder@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AUSÊNCIA ONEROSA

O bravo e obstinado José Alencar, apesar de seu estado de saúde precário, assumiu interinamente a Presidência da nação por 450 dias, durante os dois mandatos da gestão Lula. A menção desses dados significa, com evidência, que o ex-presidente consagrou-se como um exímio e apaixonado viajante, dando ares de sua graça ao redor do mundo todo em companhia de apaniguados. Os custos de suas ausências prolongadas estão sendo sentidos hoje pela presidente Dilma, que se defronta com enormes desafios herdados da gestão anterior. Dois pequenos exemplos: obras do PAC paralisadas, dívida interna avolumando-se assustadoramente, além de inflação em alta.

Francisco Zardetto fzardetto@uol.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MERECIDO DESCANSO

José Alencar, sem dúvida sentiremos muito a sua falta, por tudo que o senhor fez e mostrou ser para a população brasileira. Porém de uma coisa temos certeza, Deus mandou escancarar as portas do céu para que o senhor tenha uma recepção digna por sua conduta no nosso meio e possa usufruir o seu merecido descanso.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TRIBUTO

Viva José Alencar!

J.S. Decol decoljs@globo.com

São Paulo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.