Cartas

CASO CELSO DANIEL

, O Estado de S.Paulo

03 Junho 2010 | 00h00

Julgamento do "Sombra"

Nós, o povo deste país, esperamos que finalmente as nuvens se aclarem sem sombra, ou melhor, que o Sombra seja julgado e Celso Daniel possa, enfim, descansar em paz.

CELIA H. G. RODRIGUES

celitar@hotmail.com

Avaré

_________________________________

SINDICALISMO DE ESTADO

A toga e a tunga

É uma vergonha que parte importante do imposto sindical seja dirigida à campanha de uma candidatura à Presidência da República. Isso é tungar o trabalhador, desviando verba de tributo para fim ilícito. Se isso não for adulterar e desfigurar o sentido da lei que estabeleceu a exação, o que será, então? A Justiça Eleitoral precisa tirar urgentemente a venda dos olhos, dar um basta nessa e em outras situações aberrantes e passar a punir severamente a candidatura beneficiária desses recursos, sob pena de sua completa desmoralização. P. S.: Punir severamente significa impor penalidade que iniba de vez os atos delinquentes, nada que ver com essas multinhas ridículas de R$ 5 mil, R$ 10 mil, impostas ao presidente e à sua criatura eleitoral.

SILVIO NATAL

snatal49@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________________

Neopeleguismo

Em quase oito anos de governo, Lula sempre teve o apoio dos sindicatos e até como parte do seu governo, em especial nos Ministérios do Trabalho e da Previdência Social, áreas que requerem profundas reformas. Basta ver nossa elevada carga tributária sobre a folha de pagamento, que os sindicatos defendem com unhas e dentes, mas no fim das contas arrasam nossa competitividade perante o mundo.

ROBERTO SARAIVA ROMERA

robertosaraivabr@gmail.com

São Bernardo do Campo

_________________________________

O abominável Serra

O que irrita mais os líderes sindicais e o MST: as qualidades de José Serra ou os seus defeitos?

HELENA RODARTE C. VALENTE

helenacv@uol.com.br

Rio de Janeiro

_________________________________

CAMPANHA ELEITORAL

Oliver Stone

Oliver Stone, o que imortaliza ditadores em suas películas, veio ao Brasil, com sua equipe, sem visto de entrada. Conseguiu entrar graças a altas articulações governamentais e logo mostrou a que veio: gravar propaganda para a pré-candidata petista, entre outras coisas. Se fosse um cidadão comum, já estaria de volta ao seu país. E temos de aguentar isso!

CLÉA M. CORRÊA

cleacorrea@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

Mercadante

O senador aloprado renunciante foi desautorizado por martaxa e paulinho da força (minúsculas mesmo) de incluir Eduardo Suplicy como vice em sua chapa. Com um pseudolíder como esse, se vitorioso em sua empreitada (menos de 0,5% de chance) o Estado de São Paulo adotará o lema "non duco ducor" (não conduzo, sou conduzido), ficando a reboque dos demais Estados.

PLÍNIO RAMOS

jairosamuel2008@gmail.com

São Paulo

_________________________________

POLÍTICA EXTERNA

Celso Amorim

Que furo do ministro Celso Amorim. Semana passada, no bojo de suas críticas à política externa dos EUA, disse: "Você não pode adotar uma política de "quem não está comigo é contra mim"." Não percebeu ser esse um lema da política interna de seu líder?

JORGE MANO

jrmano@yahoo.com

São Bernardo do Campo

_________________________________

Nosso ministro Celso Amorim é, no mínimo, desinformado. O objetivo dos barcos que foram interceptados na costa de Israel era criar uma situação de confronto. Se fosse apenas a ajuda humanitária, os barcos iriam para o Porto de Ashdod, conforme convite do governo de Israel, as pessoas ingressariam no país legalmente e a ajuda iria para Gaza. Se uma frota tentasse se aproximar de qualquer outro país sem autorização seria, no mínimo, interceptada. Na China, por exemplo, seria afundada, sem maiores explicações. No "amigo" Irã, os náufragos seriam metralhados. Em Cuba, pior ainda: uma frota que tentasse sair com 700 pessoas seria, com certeza, afundada. Mas com Israel é diferente!

LUCIANO GRAICER

lucianograicer@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

FLOTILHA DA LIBERDADE

"Reação desproporcional"

Discordo totalmente do editorial de ontem (A3) com esse título. Além do esquecimento sobre quem era essa caravana pseudo-humanista, a interpretação dos fatos dos primeiros dias de 2009 no Oriente Médio é equivocada, dando a entender que Israel teria atacado os palestinos à toa.

MOACIR SALZSTEIN

moacirsalzstein@gmail.com

São Paulo

_________________________________

Parabéns pelo editorial de ontem. A esmagadora maioria dos veículos de comunicação e dos comentaristas evita criticar com franqueza a atitude de Israel. Há muitos anos, Mario Vargas Llosa publicou no Estadão um artigo intitulado Com Sharon no governo, paz é só uma quimera, no qual registrava: "Seu célebre passeio pela Esplanada das Mesquitas, que desencadeou a nova intifada (levante) que dura até hoje, foi uma provocação perfeitamente concebida para incentivar os extremistas de um e de outro lado e expulsar do jogo os políticos dos setores moderados." De lá para cá, infelizmente, os israelenses só têm escolhido governantes dispostos a provocações, com a claríssima intenção de manter seu prestígio político interno. E esse jogo mortal se repete sempre que se apresenta alguma iniciativa internacional de buscar a paz no Oriente Médio.

FERNANDO PROCÓPIO FERRAZ

procopiof@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

Paz mundial?

Toda história tem três versões: a minha, a sua e a verdadeira. A despeito das várias opiniões do último episódio no Oriente Médio, não tenho esperança de paz na região ou no mundo. Pois os quatro maiores negócios do mundo, na ordem decrescente de valores, são: petróleo, armas, drogas e futebol. Os conflitos não têm nenhuma outra motivação que não seja a financeira.

MÁRIO ISSA

drmarioissa@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.935

TEMA DO DIA

Marcha para Jesus muda trânsito em SP

Ruas das regiões norte e central serão monitoradas pela CET. Evento está marcado para as 10 horas

"Mesmo com o feriado, o trânsito será prejudicado. Mas, como todos os brasileiros, temos o direito de nos manifestarmos."

ALBERTO HONORIO

"Mais um motivo para deixar o trânsito caótico. Apesar de ser feriado, o trânsito é tão ruim quanto em dias normais."

LUIZ RAFAEL CULIK GUIMARÃES

"Apoio, mas considero que a marcha poderia ter um objetivo claro, um tema, a defesa de algum direito ou alguma causa."

ALVADY FERDANDES

_________________________________

Cartas enviadas ao Fórum dos Leitores, selecionadas para o Estadão.com.br

AJUDA "HAMASNITÁRIA"

''Nós estamos muito gratos a Israel, nós nos tornamos famosos.'' As palavras de Omar Faruk, dirigente da ONG turca IHH, mostra o caráter ''hamasnitário'' de tal organização: o objetivo único da operação era criar comoção mundial e transformar Israel no ''bandido'' da história e ''inimigo'' da paz no Oriente Médio. Assim, sairia fortalecido o Hamas terrorista e, de quebra, enfraquecidos os esforços dos EUA na imposição de sanções ao Irã no Conselho de Segurança da ONU. Pelo ocorrido, Hamas, Fatah, Hezzbollah, Al-Qaeda, Ahmadinejad, Castro, Chávez, Evo, Lulla, Amorim, Garcia e demais ''anti-Israel'' devem estar exultantes.

Famosos já são. E pelo previsível e esperado desfecho, nem precisam agradecer.

A. Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

_________________________________

ATAQUE DE ISRAEL

Um palestino joga uma pedra e sua casa é arrasada.

Um palestino acende um fósforo e Gaza é bombardeada.

O mundo se solidariza e inocentes são massacrados.

Até quando, Israel?

Adriana Irigoyen adrianairigoyen@hotmail.com

São Paulo

_________________________________

POMPA E CIRCUNSTÂNCIA

Os ativistas "humanitários" já estão todos a caminho de volta para o país onde embarcaram.

Inclusive a brasileira Iara Lee, que teria feito melhor se preocupando com o que acontece ao norte de seu país de origem.

Mas isso não teria dado ibope.

Agora a grande heroína "brasileira" está voltando: será recebida com pompa e circunstância e seguramente será agraciada - pelo serviço prestado ao País - com a Grande Comenda de Rio Branco.

Maya Konstantin konstan@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

GAZA É AQUI

Gostaria de dar um conselho a sra. Lee, que estava a bordo da barcaça indo ao encontro do povo palestino: aqui, no Brasil, a senhora vai encontrar famílias com fome, sede e demais necessidades; encurte o caminho, aqui a senhora não vai encontrar problemas de segurança, é só ir ao Norte e Nordeste. Pense bem o quanto a senhora vai contribuir com estas famílias.

Maria José da Fonseca fonsecamj@ig.com.br

São Paulo

_________________________________

ÓDIO X CONCILIAÇÃO

Várias cartas de leitores foram publicadas com posições antagônicas diante do novo confronto no Oriente Médio. Chamam a atenção os sobrenomes dos autores. Os de provável origem árabe descrevem "massacre", tortura, humilhação, ódio, vingança, retaliação, ataque, desumanidade. Os de provável origem judaica falam em defesa, direitos, autonomia nacional, paz, segurança. Os de origem latina, geralmente, são favoráveis a Israel. Lembro célebre frase de Golda Meir: "O dia em que os árabes amarem seus filhos o tanto odeiam os judeus, haverá paz."

Luiz Nusbaum lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

EXÉRCITO ALOPRADO

O ataque de Israel à embarcação Mavi Marmara, de bandeira turca, que comandava a ''Flotilha da Liberdade'' rumo a Gaza, foi um verdadeiro desastre e um suicídio político e militar. A partir de agora, até o Exército israelense, considerado, por muito tempo, o melhor do mundo, passará a ser considerado um bando de irresponsáveis e aloprados!

Eduardo Augusto de Campos Pires eacpires@terra.com.br

São Paulo

_________________________________

PAZ NO ORIENTE MÉDIO

A paz entre Israel e os palestinos não será possível enquanto os governos israelense e dos Estados ao redor não forem suficientemente fortes para segurar os fanáticos. Os Estados fortes têm somente dois partidos: um governa, outro faz oposição. Onde há muitos partidos, um ou outro protege os fanáticos. É o caso de Israel e dos palestinos. E para que o governo trabalhe firme é necessário que o mandato não supere os quatro anos e haja eleições alternadas com municipais e regionais. Neste modo os políticos devem estar sempre prontos a dar prestação de contas ao povo. Por isso penso que a paz na região depende da reforma eleitoral naqueles Estados.

Pe. Pio Milpacher piomilpacher@yahoo.com.br

Osasco

_________________________________

É SÓ CONFERIR NO YOUTUBE

Poucos exércitos são tão cuidadosos em preservar a vida humana quanto o Exército de Israel. Prova disso é o fato de os soldados terem abordado a embarcação por meio de cordas, as armas guardadas nas costas e com a ordem explícita de lançar mão delas apenas em última instância, arriscando, assim, a segurança dos próprios soldados. Probabilidade que se provou fundamentada, visto que soldados israelenses saíram feridos, dois deles em estado grave. As imagens, que valem mais do que mil palavras, estão disponíveis no Youtube para qualquer um que não tenha medo de assistir à verdade. A estratégia de iniciar as operações de forma a causar o mínimo de casualidades e feridos é uma constante no Exército de Israel, apesar de sua superioridade bélica, que os jornais não cansam de mencionar. No outro extremo se encontram os tais ativistas, que, apesar de declararem ter total consciência de estarem zarpando rumo ao confronto, fizeram questão de carregar consigo crianças e pessoas de idade. A disparidade é gritante: enquanto o lado israelense procura formas de solucionar a situação sem violar a vida humana, o lado oposto utiliza vidas humanas como minas, muito consciente de que, no momento em que elas estourarem, a explosão chamará a atenção do mundo para a sua ''causa''. A frase de Golda Meir parece mais atual do que nunca: ''Teremos paz com nossos inimigos quando eles amaram a seus filhos mais do que nos odiarem''.

Miriam Batia Katz miriedukatz@hotmail.com

São Paulo

_________________________________

PACIFISTAS DE ARAQUE

Quem rompe bloqueios é marinha de guerra, e não flotilha humanitária.

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

_________________________________

PÁRIAS

É totalmente repulsivo o que Israel fez com o barco de ajuda humanitária. Eram civis e foram mortos com armas modernas. Isso se tem repetido muitas vezes, no Líbano, em Gaza, na Cisjordânia...

O que eles querem? Já estão como párias no mundo, querem provocar um novo holocausto?

Não aprenderam nada e se dizem o povo escolhido...

Jaires Ávila Pires jairespires@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________________

O FUTEBOL NA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA

Mais uma vez Lula mostrou que ser estadista, para ele, é o mesmo que ser torcedor de time de futebol.

No episódio do ''comboio humanitário'' próximo à Faixa de Gaza, o nosso presidente e sua claque simplesmente assumiram que Israel agiu de forma errada, indevida e violenta, devendo ocorrer punição exemplar. Por mais que o presidente e seus sequazes estejam pessoalmente convencidos da culpa dos israelenses, mesmo sem tomar conhecimento de detalhes do que efetivamente ocorreu antes e no curso da ação, não é correto assumir publicamente o ''time para o qual ele está torcendo'' (o que, aliás, tem ficado cada vez mais evidente). Não cabe a Lula o papel de juiz dos valores, muito menos expressando a sua opinião como se fora a opinião do Brasil.

O acúmulo de trapalhadas da política externa deste governo, capitaneada por Marco Aurélio Garcia e Celso Amorim, causará ainda muitos problemas no futuro e, quiçá, servirá de antiexemplo para o próximo governo do nosso país. Tudo indica que o amadorismo mostrado nos casos de Honduras e Irã não serviu de lição para nada...

Que Lula se preocupe mais com os nossos problemas internos antes de meter o bedelho onde não foi chamado, em especial emitindo opiniões pessoais como se fossem de todos nós. Menas, presidente, menas...

Meier Strengerowski mauro@opeco.com.br

São Paulo

_________________________________

"REAÇÃO DESPROPORCIONAL"

Srs. Spilla, Gruc, Pitliuk e Volyk (Forum dos Leitores, 2/6), permitam-me dar-lhes uma simples sugestão: leiam e reflitam sobre o belo editorial de ontem (2/6, A3) do Estadão sob o título "Reação desproporcional", sobretudo a sua conclusão, quando retrata a manifestação do ex-embaixador israelense em Ancara, Alon Liel, que asseverava: "Qualquer outro desfecho teria sido melhor [...] incluindo deixar os barcos ir até Gaza". Precisa dizer mais, Senhores?

Ruy de Jesus Marçal Carneiro ruycar88@uol.com.br

Londrina (PR)

_________________________________

ISRAEL, CRUEL?

Prezado leitor sr. Ageu Barros, cruel é o Hamas, que usa crianças como escudo humano e covardemente mata seus próprios civis em prol de seu fanatismo nojento. O navio atacado (eram seis) negou-se a seguir a rota preestabelecida e carregava gente disposta a furar bloqueios e sabe Deus o que mais. Em tempo: também não sou árabe, mas conheço alguns árabes e gosto muito deles. O senhor, não?

Sérgio Eckermann Passos sepassos@yahoo.com.br

Porto Feliz

_________________________________

DIREITO À VIDA

Cada lado acha que tem razão, cada lado culpa o outro. De longe, os que são a favor e os que são contra cada lado. E por aí vai...

Quero lembrar que pessoas foram mortas e outras, feridas. Ou isso não tem importância? Por que não parar com tergiversações e focar no principal, isto é, todas as pessoas tem direito à vida?

Não só lá, mas em todos os cantos de nosso planeta.

Alvaro Salvi alvarosalvi@yahoo.com.br

Santo André

_________________________________

TREINAMENTO EM ISRAEL

Sem querer fazer apologia dos recentes fatos ocorridos na Faixa de Gaza, e em defesa do fim do tráfico de cocaína na América Latina, sugere-se que as Polícias Federais dos países produtores (Bolívia, Colômbia, Venezuela, entre outros) e dos países receptores (Brasil) sejam treinados em Israel, assim como os inspetores da ONU.

José Carlos Degaspare degaspare@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

MATAR DE FOME

Israel, não podendo vencer Gaza pelas armas, está repetindo o que a Alemanha nazista fez com as cidades de Leningrado e Moscou: matar a população palestina pela fome.

Jorge Michalany museu@apm.org.br

São Paulo

_________________________________

PERIGO

Uma pergunta fica no ar: quem é mais perigoso, o Irã, que está lá quietinho, ou Israel, que parte para o ataque?

Leonilson Suppi leosuppi@gmail.com

Florianópolis

_________________________________

SEMENTE DO ÓDIO

Se a reencarnação existe, como muita gente acredita, alguns líderes nazistas devem estar reencarnados em governantes e militares israelenses. Acreditemos ou não nessa possibilidade, o fato é que o espírito que inspirou os horrendos atos nazistas mudou de lado e vem inspirando a fria e brutal crueldade com que os governantes e militares israelenses vêm tratando os palestinos, eufemisticamente chamada de força ou violência desproporcional. O ataque à flotilha humanitária, matando e ferindo pacifistas de diversas nacionalidades, mostra que Israel está disposto a destruir tudo e todos os que ousem interpor-se em seu caminho, em sua obra de sufocação e subjugação do povo palestino no campo de concentração que se tornou a Faixa de Gaza. O premiê turco tem razão quando diz que Israel está semeando o ódio. Na verdade, isso vem ocorrendo há várias décadas e essa semente já germinou em horrores como o 11 de Setembro e muitos outros, relação

causal que só agora, com Barack Obama, os EUA começam a dar sinais de admitir.

Depois deste ataque, o mundo não poderá limitar-se a condenações, por mais veementes que sejam, pois isso em nada sensibiliza os neonazistas israelenses, que sabem que em pouco tempo a indignação mundial esfriará, como já ocorreu tantas vezes, e os horrores de Gaza prosseguirão inalterados. São necessárias as mais fortes sanções internacionais, cortes de relações, pressões políticas e econômicas, inclusive por parte dos EUA, que provoquem em Israel as mudanças políticas necessárias para poder criar uma disposição real de iniciar

negociações em prol da paz com os palestinos. Nesse sentido, talvez este trágico e estúpido ato israelense venha a revelar a virtude de deflagrar o início de um verdadeiro processo de paz no Oriente Médio.

Jorge Manuel de Oliveira jmoliv11@hotmail.com

Guarulhos

_________________________________

EXPLICAÇÃO

A explicação da Marinha Israelense lembra o seguinte ditado árabe: "Ele me bateu e chorou, correu antes de mim e se queixou"!

Nagib Curi nagibcuri@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

COMO SE DEFENDER?

O mundo inteirinho grita contra atitudes ditas "violentas" de Israel. Mas fica aqui uma pergunta: como você se defenderia, com um vizinho que vive te atormentando, ameaçando, se armando com mísseis para atingir tua casa e prometendo te varrer do mapa? Eu já estaria atirando na própria sombra!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

CHOVALHADA DE ATENTADOS

Sr. Marco Aurélio Garcia, antes de quaisquer considerações suas sobre o episódio do barco palestino que deliberadamente tentava furar o bloqueio de Gaza, manifeste sua opinião direta sobre a chovalhada de atentados do Hamas contra a população civil em território de Israel. Essa é a mínima satisfação que um homem público digno e equilibrado deve à sua nação.

Francisco José Sidoti fransidoti@terra.com.br

São Paulo

_________________________________

VÍDEO

Deixa ver se eu entendi bem: uma flotilha organizada por uma ONG que é ligada à Al-Qaeda, que se diz pacifista, mas carregava armas e bombas, não se detém após ser várias vezes interpelada pela Marinha israelense, não obedecem aos pedidos de parar, segue no intuito de invadir as águas pertencentes àquele pais, numa clara afronta à sua soberania. Os militares, então, entram nos barcos para conversar e impor seus direitos, mas num deles, ao entrarem, são atacados e massacrados. Um dos soldados, inclusive, é jogado para fora do barco. O que se espera, então, que os companheiros desses soldados que estão vendo a cena façam? Peçam com carinho para eles, por favor, pararem de matar seus colegas? Alguém por acaso viu o vídeo do que aconteceu ou só eu vi?

Edivaldo Fraldasiano fraldas@ig.com.br

São Paulo

_________________________________

A CASA CAIU

Sempre próximo a eleições o PT inicia sua fase de contratações dos faço-qualquer-coisa. Acertada a classificação de um famoso blog para esse tipo de gente. Desta vez contratou um tal de Lanzetta, que, por infelicidade, encontrou pela frente um tal de Garreta, que, por ambição pessoal e sem a orientação de Freud, pôs a perder todo o plano para a confecção de mais um dos famosos dossiês. Marca registrada da "quadrilha" dominante, especialista em política suja.

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

_________________________________

QUE PAÍS É ESTE?!

Estarrecida, li no Estadão (2/6, A6): ''Testemunha cita desvio para PT na CPI da Bancoop''. O sr. Hélio Malheiro, cujo irmão era presidente dessa cooperativa em 2004, depôs em sessão reservada na CPI da Assembleia Legislativa de São Paulo, ''encapuzado e escoltado por 12 policiais armados '', já que por ter feito graves denúncias contra João Vaccari Neto, na época dos acontecimentos diretor financeiro da Bancoop e hoje tesoureiro do PT, de fazer parte do ''esquema fraudulento''. Como esta ameaçado de morte, ele está sob o abrigo do Programa de Proteção a Testemunhas, e contou detalhes: que seu irmão, Luis Malheiro, relatou-lhe as pressões que vinha sofrendo para liberar valores ao PT, já que era presidente da Bancoop, e morreu em 2004 num acidente de carro na cidade de Petrolina (PE), acidente este nebuloso, ao ver do seu irmão Hélio.

Nessa sessão na Assembleia Legislativa de São Paulo, o sr. Hélio Malheiro leu o depoimento que prestou há dois anos perante o Ministério Público e entregou à CPI planilha de 2002 que aponta ''entrada de dinheiro da Bancoop'', com destaque para 11 operações que somam R$ 900 mil, supostamente repassados a empresas de dirigentes da cooperativa .

São declarações por demais gravíssimas, feitas em 2002. Estamos em 2010 e até agora o que fez a Justiça com tais e graves provas? Nada foi apurado, já que ninguém está atrás das grades ou devolveu o dinheiro dos cooperados, que não receberam seus apartamentos, pois nem construídos foram; ou os que tomaram posse de seus imóveis não têm documentação. E ainda o sr. Hélio comparece como se marginal fosse, encobrindo o rosto para não ser identificado, a fim de que não tenha o mesmo fim que testemunhas do caso Celso Daniel tiveram, pois todas foram mortas!

Que país é este?! Cadê o Ministério Público, o STJ, o STF, o Ministério da Justiça? Será que todos têm medo dos ocupantes deste governo, já que seu partido está envolvido nessa escabrosa e suja história?

Agnes Eckermann agneseck@yahoo.com.br

Porto Feliz

_________________________________

MORTE NA BANCOOP

O desgoverno petista enterrou em caixão fechado, e sem o corpo ter passado pelo IML, o presidente da BANCOOP, cooperativa ligada ao Sindicato dos Bancários para arrecadar dinheiro para o caixa 2 do PT em troca da venda da ilusão da casa própria para muitos trabalhadores.

Francisco Anéas francisco.aneas@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

BRASIL X ESPANHA 1950 OU PARIS VALE UMA MISSA

O resultado daquele jogo foi 6 x 1, não 7 x 0, conforme saiu no Estadão do dia 1.º de junho.

Por que fui mencionar isso? Para poder em seguida, partindo de uma verdade, tentar entender o modo petista de debater.

Vamos ao "silogismo" - que nada tem de silogismo.

O Brasil ganhou de 6 x 1, não de 7 x 0, como tentou fazer crer determinado órgão da mídia reacionária e golpista - amordaçado há mais de dez meses, não se sabe por mais quanto tempo, aliás, ninguém parece dar bola, temos assuntos mais importantes do que lamentar a desdita do periódico. Vamos ao ''corolário'' da ''neológica''.

Esse jornal se valeu dessa mesma maneira torpe de distorcer os fatos para afirmar que 90% da cocaína que ingressa no Brasil o faz pela via "cocalera", como pretende o sr. Serra - que irá cortar férias e mexer no FGTS, segundo o bem informado Paulinho, partidário da farsa de espalhar o terror. Na verdade o valor correto seria 83,775852%, o que demonstra a má-fé do candidato e do jornal. Se houve uma informação errada, o resultado do jogo, para quem ninguém mais dá bola, não será mais possível dar crédito total ao Estadão. Bonito! Doravante, vamos acreditar nos "golden boys" da situação. Um marciano recém-chegado, ao tomar conhecimento dessa "bulshitagem" geral, concluiria que, além de demonizar o governo boliviano, Serra deve seguramente alimentar-se de criancinhas (isso se o seu gastro não proibir). O problema não são as conclusões dos marcianos.

Conforme assinalou um assinante bem informado, numa epístola ao jornal sectário, que mesmo assim publicou a bobagem, o maior consumidor de cocaína são os EUA, fato não mencionado pelo subserviente - numa apreciação imparcial desse mesmo assinante. Serra omitiu esse dado fundamental - assim como o é a temperatura de fusão do urânio enriquecido ou empobrecido -, talvez pela boa e simples razão de que o assunto era outro. Tadinho do governo boliviano, agredido dessa maneira. Justo esse governo irmão, que, delicadamente, invadiu as instalações da imperialista Petrobrás - cujo valor de mercado é de "muitas" Bolívias. Mas que é nossa, enfim, deles. Não, é nossa mesmo.

O importante, nesta fase de denso nevoeiro - quando ninguém sabe ao certo até onde é possível jogar-se na área, pedindo pênalti, até ser expulso -, é cometer o máximo de irregularidades inteligentes, infringir a lei. O custo, se houver, será infinitamente menor que o estrago causado ''ao outro lado''.''Aloprados" parecem brotar por geração espontãnea, gargantas de aluguel, idem.

Se Paris valeu uma missa para Henrique IV, a Presidência vale meia dúzia de multas. Multas... Alguém dá bola, se quem paga, se algum dia pagar, é o contribuinte?

Veremos a repetição de cenas de outras campanhas, nas quais o candidato declarava, citando Groucho Marx: "São esses os meus princípios, agora, se não gostarem, tenho outros."

Pergunto: é possível haver um debate sério, decente, fidalgo?

Alexandru Solomon asolo@alexandru.com.br

São Paulo

_________________________________

DE QUE LADO ESTÃO OS BONS

Em avento na segunda-feira, onde fazia o lançamento dos projetos que UNE, MST e CUT querem apresentar aos candidatos, o tal Paulinho da Força referiu-se a Serra como ''esse sujeito'' e fez apologia do voto em Dilma. Este sujeito, o sr. Paulo Pereira da Silva, não é outro senão aquele envolvido na criação de sindicatos às pencas e investigado na Operação Santa Tereza. Também está envolvido em desvios de verbas do FAT. É sempre bom saber de que lado estão os bons.

M. Cristina da Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

_________________________________

GROSSERIAS

O deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical, que nas gravações feitas pela Polícia Federal alegou não ser o "Paulinho" das gravações, está agredindo adversários políticos, como se fossem bandidos.

Tem contra ele várias acusações de desvio de verbas do FAT, até interferência em verbas do BNDES (sua mulher foi favorecida).

Se existe alguém que é "sujeito", como ele chama o candidato José Serra, é ele, que não tem postura de homem público, nem do que seja ética e conduta ilibada - qualidade que antigamente constava na Constituição federal para deputados e senadores.

Ele é, na realidade, sindicalista na pior acepção do termo - explora os trabalhadores, poderia ser alvo de uma ação pública para explicar seu patrimônio.

Celso de Carvalho Mello celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

GOVERNO LULA

A imagem das senhorinhas ludibriadas, que foram levadas ao encontro das centrais sindicais, é um escândalo por si só. Mas, "no Brasil, o Estado sustenta os sindicatos", como disse o professor Leôncio Martins Rodrigues. Com dinheiro da famigerada contribuição sindical essas senhorinhas foram enganadas, enquanto o governo Lula anunciava corte de R$ 1,3 bilhão no orçamento da Educação. Cabe saber até quando a Justiça vai permitir um crime destes, já que o governo Lula apoia a bandalheira?

Ana F. Campos ana-fcampos@hotmail.com

São Paulo

_________________________________

CORTANDO GASTOS

''Governo corta mais de R$ 1,28 bilhão da Educação"... Quanto será cortado das verbas destinadas às campanhas políticas?

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

_________________________________

AFRONTA À LEI

O País ronda por caminhos perigosíssimos e preocupantes, pois até sindicalistas estão se achando no direito de afrontar a lei, e por consequência, a Constituição. Que rumo queremos para o Brasil? O anarquismo vai imperar? Os maus exemplos do primeiro mandatário se multiplicam rapidamente e todas as ''autoridades''(?) ficam assistindo a tudo passivamente.

Ademar Monteiro de Moraes ammoraes57@hotmail.com

São Paulo

_________________________________

SEM BERÇO

Charles de Gaulle sempre teve e razão, o Brasil não é um país sério. Se fosse, o deputado Paulo Pereira da Silva já estaria de uniforme amarelo numa penitenciária.

O sindicalista pelego já passou dos limites. A desonestidade intelectual atribuída a ele é apenas a ponta do iceberg, da imundice do sindicalismo brasileiro.

José Francisco Peres França josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

_________________________________

SINDICATOS

Gosto de ler a opinião de leitores no espaço que o Estadão nos oferece, o Fórum dos Leitores. Ontem li a opinião de um leitor que me chamou atenção. Diz ele: "Com a imensa proliferação de sindicatos filhotes que surgem diariamente para desgraça dos trabalhadores que os sustentam, precisaria ser criado um Sindicato dos Sindicatos."

Caro leitor, isso já existe, com grande maestria dos pelegos. São as centrais sindicais. Eles não dormem no ponto, é muito bom viver na boa sem trabalhar.

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@yahoo.com.br

São Paulo

_________________________________

SINDICAIS

CUT, Força Sindical, CMS, UNE, MST, CTB, CGTB, Nova Central, PT, PC, PCB, etc., etc.

Essa é a cara de uma nação sem governo!

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

_________________________________

O "CARA" NA COPA

Espera lá! Será isso verdade? O ''cara'' prometeu de fato ir à África, no final da Copa, se o Brasil for finalista? E tudo por nossa conta, no aero..., com toda a cupinchada e hospedagem em hotel de seis estrelas? Não é o que o povo brasileiro quer, mas não creio em Brasil finalista. Isso é mais que importante, é necessário. Contudo convém resguardar: convoquemos todos os compatriotas, os patriotas e também os pais-de-santo em atividade para formar uma poderosa corrente positiva, para que o povo não sofra mais essa facada.

Ítalo Poli Junior polijau@terra.com.br

Jaú

_________________________________

POLÍTICA E FUTEBOL

O Dunga, que nunca havia sido técnico de time nenhum, por ser um guerreiro como jogador, por sua garra quando foi campeão, ganhou o posto de técnico e foi direto pra seleção.

Segundo as pesquisas, a candidata do PT pode chegar à Presidência do Brasil em condição semelhante, nunca foi nada através das urnas. Nunca foi vereadora, prefeita, deputada, governadora, senadora, nada.

Provavelmente, se o Dunga não conseguir que a sua equipe seja unida, qualificada, disposta a aguentar os trancos e, principalmente, se ele não conseguir ser um vencedor e fazer a alegria do povo, dificilmente terá uma nova chance.

Com a Dilma não vai ser diferente, ela não sei se é uma guerreira ou uma guerrilheira, mas se não mostrar o outro lado, que não seja a sombra do Lula, e que nos surpreenda com reformas - na educação, na saúde, nas estradas, no controle da dívida interna, etc., etc., etc... -, também será esquecida.

Comparações e brincadeiras à parte, gostaria muito de estar tão otimista com a Dilma como estou com o Dunga e a nossa seleção. O Brasil depende de mudanças, de reformas, de políticos que vistam a camisa do País, não a camisa do Irã, de Cuba, da Venezuela. E já que estamos falando de futebol e política, vou usar um bordão do Neto (aquele chato comentarista da Bandeirantes): É BRINCADEIRA!

Mário Bezerra Costa mario.bezerra@ig.com.br

Santa Fé do Sul

_________________________________

COPA

Esta é a primeira Copa do Mundo em que a Argentina levará mais - e muito mais - craques do que o Brasil.

Não pela queda da qualidade de nossos jogadores, mas por intransigência e teimosia de um treinador, que deixou diversos craques fora do Mundial, preferindo levar jogadores medíocres.

É ter duro de torcer por uma seleção tecnicamente inferior às outras, apenas em função da vaidade e orgulho de um treinador.

Habib Saguiah Neto saguiah@mtznet.com.br

Marataízes (ES)

_________________________________

MOTIVAÇÃO DOBRADA

Maradona, técnico da seleção Argentina de futebol, disse que posará nu ao lado do obelisco em Buenos Aires, se o seu time for campeão da Copa da África do Sul. Não será por isso que os brasileiros torcerão contra "los hermanos" nesta Copa, mas não deixa de ser mais um excelente motivo...

Victor Germano Pereira victorgermano@uol.com.br

São Paulo

_________________________________

A BOLA

"No princípio era a bola...

E a bola é a terra que no espaço rola.

E um bólide caiu do céu de anil

Exatamente em cima do Brasil.

E a bola foi cercada

De unânime atenção foi adorada.

Erigiram-lhe um templo colossal

Que é o estádio da crença nacional.

E hoje, todo nosso ideal, toda nossa fé

Giram em torno de um grande eixo: o pé."

Vital Pacífico Passos (1905-1961)

W. Luna Carneiro lunacarneiro@bol.com.br

Alfenas (MG)

_________________________________

ZEBRA SUECA...

... Ataca de novo em Paris e derruba Federer.

Um jogador que ganhou do Nadal no ano passado não pode ser chamado de zebra.

Quem assistiu à final de Roland Garros no ano passado não entendeu por que o Soderling não jogou nada na final contra o Federer. A menos que a bolsa de apostas da Inglaterra explique tanto o ano passado como este ano.

Ronaldo José Neves de Carvalho rone@roneadm.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.