Cartas

CERCO A GAZA

, O Estado de S.Paulo

05 Junho 2010 | 00h00

Defensores

Quando eu leio que Ahmadinejad e Chávez exigem a suspensão do bloqueio israelense a Gaza, fico me perguntando se eles não têm consciência de que só atrapalham ao se meterem num assunto sobre o qual não têm moral para tecer qualquer comentário.

RONALDO GOMES FERRAZ

ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro

_____________________________________

Quem tem razão?

Os que condenam a interceptação dos barcos que tentam furar o bloqueio de Gaza são os mesmos que aplaudem o Hamas quando este lança mísseis contra Israel.

ROBERTO TWIASCHOR

rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

_____________________________________

Ajuda humanitária

Como disse o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, se não houvesse o bloqueio, o ataque israelense contra os navios da Flotilha da Liberdade não teria acontecido. Esperamos que depois do confronto a ajuda humanitária chegue, enfim, a Gaza. Se não fosse esse o conteúdo da carga dos navios, o governo de Israel já o teria mostrado ao mundo.

ROBERTO S. PATERNOSTRO

r.paternostro@uol.com.br

São Paulo

_____________________________________

Liderança

Depois da legítima, mas desastrosa, operação no Mar Mediterrâneo, Israel deve estar com saudades da primeira-ministra Golda Meir e do general Moshe Dayan. Binyamin "Bibi" Netanyahu é insignificante perto deles.

JOSÉ FRANCISCO PERES FRANÇA

josefranciscof@uol.com.br

Espírito Santo do Pinhal

_____________________________________

O vírus da paz

E quando chegar "o cara" em Israel, dirá com toda a sua autoridade: "Bibi, desse jeito você queima o meu filme, pô!"

ALBERTO B. C. DE CARVALHO

albcc@ig.com.br

São Paulo

_____________________________________

DOSSIÊ SERRA

Provas e contraprovas

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, exige que José Serra prove que a candidata Dilma Rousseff esteja por trás do suposto dossiê elaborado contra ele. Interessante, mas um tanto pueril. Lembro que não faz muito tempo que ficou provado o envolvimento de Erenice Guerra, então assessora de Dilma na Casa Civil, no escândalo de um dossiê tentando incriminar FHC. E houve um outro caso, que envolveu Lina Vieira, ex-secretária da Receita Federal. Lina contou que Erenice Guerra esteve em seu escritório para marcar um encontro com Dilma, que não devia ser para discutir receitas de culinária, mas, sim, para pedir ao Fisco que agilizasse uma investigação sobre empresas de Fernando Sarney. Erenice negou o encontro e ficou no palavra contra palavra. É muito lógico admitir que Erenice, atual ministra-chefe da Casa Civil, fosse capaz de mandar fazer um novo dossiê. O que nós gostaríamos mesmo de saber e que Dutra comprovasse é que Dilma não está por trás disso tudo, porque dizer que ela está chocada com essa baixaria e que não precisa disso para vencer as eleições não convence nem o porteiro do partido.

JOÃO HENRIQUE RIEDER

rieder@uol.com.br

São Paulo

_____________________________________

Benevolência

Sérgio Guerra, líder do PSDB, tem razão ao dizer que "o PT rompeu o pacto democrático". Referia-se ao aparelhamento do Estado por Lula e seu partido, usando e abusando da estrutura estatal e valendo-se de métodos não democráticos, como pretensos "dossiês", em prol da campanha de Dilma Rousseff. Uma pena que tal observação não tenha vindo seguida da necessária autocrítica ao partido que ele mesmo dirige, por conta de sua benevolente, tímida e envergonhada oposição aos desmandos do PT nestes anos todos. Quem dorme com as cobras desperta picado...

PAULO BOCCATO

pofboccato@yahoo.com.br

São Carlos

_____________________________________

CARGA TRIBUTÁRIA

Governo voraz

A volúpia milionária do governo Lula foi muito bem colocada no editorial O Elogio da Voracidade (4/6, A3). Dizer que "Lula defende carga tributária de Primeiro Mundo em troca de serviços de Terceiro" foi bastante feliz. O discurso do presidente na reunião da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) é de dar nó nas tripas de uma pessoa que tenha um ligeiro conhecimento do que é um verdadeiro Estado. Se tivéssemos uma carga tributária entre 30% e 35% do PIB, e ela fosse bem aplicada, o Brasil estaria certamente num outro patamar em termos nacionais e mundiais. O governo Lula é um governo sem planejamento, que, embora tenha arrecadado muito, gastou muito e gastou mal. É mesmo para nos sentirmos envergonhados com um governo comandado por quem se esquece do Brasil e só pensa no poder como escada para satisfação de seu ego e de sua sede por postos de comando.

CARLOS E. DE B. RODRIGUES

cebr2403@gmail.com

São Paulo

_____________________________________

Interpretação adequada

Dependendo da abordagem macroeconômica que se fizer, a carga tributária no Brasil ultrapassa 38% do PIB. Assim, as declarações do presidente Lula na Cepal mostraram uma determinação sem precedentes de interpretar dados econômicos que justifiquem a espetacular máquina pública encastelada no Planalto, recheada de sindicalistas e apaniguados. O presidente e sua candidata "Dilma do Lula", durante a campanha eleitoral, vão transformar a dívida pública em índice de desenvolvimento econômico e social. A máquina de manipulação da informação pelo Estado se transformou num instrumento de política pública.

FRANCISCO JOSÉ SIDOTI

fransidoti@terra.com.br

São Paulo

_____________________________________

Contribuinte à espera

Por estar cansado de pagar quase 40% do que produz em impostos, o contribuinte brasileiro prestou muita atenção à declaração do sr. Lulla em defesa da alta carga tributária do País. É uma boa oportunidade para o candidato José Serra vir a público comprometer-se em diminuir essa exorbitante carga para aliviar a pressão financeira sobre o contribuinte. Com isso, sem dúvidas, o candidato estaria eleito no primeiro turno.

ALBERTO NUNES

albertonunes77@hotmail.com

Itapevi

_____________________________________

VOCÊ NO ESTADÃO.COM.BR

TOTAL DE COMENTÁRIOS NO PORTAL: 2.100

TEMA DO DIA

Governo estuda zerar tarifa do aço

Objetivo é conter o impacto de novos reajustes do minério de ferro exportado na inflação

"Importante medida para proteger os setores de construção civil, automotivo e de máquinas, que empregam tanto no País."

RODRIGO SOUZA

"As siderúrgicas brasileiras não são competitivas e podem ter que desempregar para manter o custo de funcionamento."

MARCO FRAG

"Os produtos fabricados no Brasil devem ser isentos de imposto de exportação para aumentar a competitividade."

EDIVALDO CAMARGO

_____________________________________

Cartas enviadas ao Fórum dos Leitores, selecionadas para o Estadão.com.br

A COPA DA ÁFRICA AINDA NÃO COMEÇOU

O excesso de otimismo do ex-jogador e hoje técnico da seleção argentina de futebol, exagerou nas suas declarações dizendo que, se for comparar jogador por jogador da seleção brasileira, a Argentina já é a campeão na Copa do Mundo, na África do Sul., espere o resultado senhor Maradona pois, a Copa ainda não começou.

Antonio Rochael Jr antoniorochael@gmail.com

Iguape

_____________________________________

''COMEÇOU A COPA DO MUNDO DO BRASIL 2014''

Com a divulgação pela Secretaria de Esportes, Turismo e Lazer do RJ dos valores do Edital para reforma do Maracanã na casa dos R$ 720 milhões, foi dada a largada oficial para a maior gastança de dinheiro público da história do Brasil. Um estádio que comportava 150 mil pessoas será reduzido a modestos 76 mil lugares e mesmo tendo sido reformado três anos atrás para abrigar os jogos Pan Americanos ainda torrará R$ 720 milhões dos cofres públicos, para depois ter o mesmo destino do Engenhosa, ou seja, passar para administração de um clube que irá usufruir o investimento feito com o dinheiro do conjunto da nossa sociedade.

Essa Copa do Mundo em 2014 tem cheque em branco, ninguém questiona valores e seguem a risca o cronograma da Fifa, o resto é detalhe, ninguém no governo federal está preocupado com lisura, Lei 8666, Pregão Eletrônico, nada disso está sendo discutido ou levado em consideração, vale tudo e nessas situações normalmente orçamentos passam pelo fenômeno da multiplicação dos valores, saltando para índices estratosféricos.

O Ministério Público assiste calado e depois de tudo pronto, todo dinheiro gasto, aparece com seus relatórios tardios para dizer que vai punir quem nem está mais no poder, ou seja, balela, o jogo nesta hora já acabou, o impedimento não foi marcado e os gols nas contas bancárias em paraísos fiscais já foi validado. A hora é agora!

Rafael Moia Filho rmoiaf@uol.com.br

Bauru

_____________________________________

ADRIANO

O decepcionante flerte do jogador Adriano com a criminalidade, que tem o potencial bombástico de influenciar negativamente os inúmeros jovens que veem nele um exemplo a ser seguido, faz pensar sobre até onde vai a responsabilidade dos jornalistas que criam, e também daqueles que endossam, os epítetos grandiloquentes - tais como "Imperador", "Fenômeno" e "Rei"- que são atribuídos a meros seres humanos, senhores de direitos e deveres como quaisquer outros membros da coletividade, mas que de repente, em decorrência desta irresponsável e repulsiva bajulação, se sentem detentores de prerrogativas que os colocam acima do bem e do mal. Já está de excelente tamanho a imprensa conceituar um jogador diferenciado de "craque". Qualquer conceituação além desta quase sempre gera biografias recheadas de histórias rocambolescas e por vezes trágicas.

Túllio Marco Soares Carvalho

Belo Horizonte

_____________________________________

MÁGICA

O norte-americano, David Copperfield, de grandes feitos e mágicas incríveis, atravessou a Muralha da China certa vez, a TV mandou as imagens para o mundo. O grande desafio a ele é montar e constituir uma empresa no Brasil de Lulla, com carga tributária de 40% - PIS, Cofins, Imposto de Renda, ICMS, ISS, CSSL, etc., quero ver se ele consegue, aí sim seria um grande mágico.

Celso de Carvalho Mello celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

_____________________________________

IMPOSTO

No Brasil a carga tributária é muito mais injusta do que alta. O imposto tem que existir para financiar os serviços públicos de Iluminação, segurança , bombeiro, saúde, educação etc. A injustiça é os assalariados pagaram até 27,5% incluindo o aposentado. A turma da choradeira que estão por trás inclusive dos artifícios como "impostômetro" são os grandes sonegadores, os que não querem pagar. Fazem abaixo assinados para se mostrarem probo. Mas olhe a lista dos grandes sonegadores? Os grandes picaretas do país no caso do imposto se utilizam da assinatura das vitimas da carga tributária nos abaixo assinados contra os impostos. Usam a indignação dos injustiçados pelos impostos através do "impostômetro". Quando a autoridade tributaria fala em criar novas alíquotas no imposto de renda, taxar as grande fortunas os grandes sonegadores usam o assalariados e os aposentados como escudo para barrar a criação.

Na questão dos impostos existe uma grande encenação: O governo finge que cobra os empresários, banqueiros, fingem que pagam. Os assalariados e os aposentados pagam a conta e ainda batem palma!

Emanuel Cancella emanuelcancella@uol.com.br

Rio de Janeiro

_____________________________________

VIRANDO PIRUETAS

O Presidente Lula , disse que se o Brasil ganhar a Copa, ele vai fazer igual o jogador Vampeta '' virar piruetas''. Já nós, aposentados do INSS, viramos piruetas para sobreviver...

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Praia Grande

_____________________________________

A BANALIZAÇÃO DO CRIME

Quando Lula afirmou que não iria poupar esforços para eleger sua candidata o que ele quis nos informar é que não ficássemos mais incomodados com seus métodos e meios para atingir seus objetivos, pois ele iria usar de tudo que pudesse. E assim o fez e vem fazendo sistematicamente, diariamente transgredindo uma lei aqui, outra ali, a Constituição que jurou obedecer mas que foi só pro forma, esse juramento era de mentirinha. Lula quer proteger a si e aos seus apoiadores, esses uma grande quantidade de aproveitadores de ocasião, vide os sindicalistas que sugam o dinheiro dos trabalhadores que dizem proteger. Protege todos aqueles que foram nomeados, empregados nas mais diversas áreas do governo e que são sustentados pelo dinheiro suado dos contribuintes. Sabem que se entrar outra pessoa na presidência as mamatas vão acabar, ou ao menos diminuir muito. Lula tem certeza de que o crime compensa e nada fará para mudar seu modo de ver as coisas que é aquele da famosa lei do Gerson. Usa toda a máquina e o dinheiro público para atingir seus fins e pouco está se importando com o exemplo que já passou para a Nação e principalmente para os jovens.

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

_____________________________________

PAPEL DA IMPRENSA

Uma das funções da imprensa e fustigar as raposas candidatas a cargos eletivos somente para ver o movimento. A manchete :"Alckmin se recolhe e irrita cúpula da campanha tucana", mexe com os marqueteiros que ficam a espreita aguardando qualquer noticia para agir. Basta aguardar a próxima investida dará destaque ao candidato da oposição. E pensar que alguns parlamentares são favoráveis a censura. O que seria da política se não fosse a imprensa para mostrar?

Izabel Avallone izabelavallone@yahoo.com.br

São Paulo

_____________________________________

PRECIPITAÇÃO

Por melhor que seja o trabalho desenvolvido por Frederico Barbosa como diretor da ?Casa das Rosas?, sua manifestação a 2 de junho, é, além de infeliz, muito precipitada.

Infeliz porque, não sendo urbanista, não pondera sobre o impacto que sua proposta teria sobre o já caótico trânsito da região, muito menos calcula novas exigências de energia elétrica e demais necessidades de infraestrutura pública.

Precipitada porque os novos proprietários ainda não divulgaram o programa de ação para o conjunto, não mencionaram às autoridades competentes, uma sua possível intenção de construir e já aprece um não-especialistas falando em destombar o espaço para construção de outro espigão.

Sabemos que o período de Sayad frente à Secretaria de Cultura infelizmente buscou desmontar o CONDEPHAAT, mas espera-se que a sociedade civil estará alerta ao tipo de dano que pode ser causado pela ação combinada entre poder privado e poder público (ao qual pertence o diretor Barbosa, aliás).

Marlene Suano, Depto. História FFLCH-USP msuano@usp.br

São Paulo

_____________________________________

COLÔNIA DESPRESTIGIADA

Sinto-me indignada e decepcionada,como filha de italianos, com a colônia italiana, a maior do Brasil, pelo pouco caso com o Hospital e Maternidade Matarazzo. Nunca se preocuparam em recuperar uma entidade que foi símbolo de eficiência e atendimento aos pacientes. È a única grande colônia que não possui um hospital,sendo uma das mais ricas. Agora, infelizmente, é tarde,mas fica aqui o meu alerta para que no futuro preservem outros símbolos de uma colônia que muito lutou para a grandeza do Brasil.

Felicita Giulia Garbarino Ciabattoni lela.cia@uol.com.br

São Paulo

_____________________________________

HOSPITAL MATARAZZO

O espaço do extinto Hospital Matarazzo tem suas belezas, tanto pelas construções, como pelos espécimes frondosos de seus jardins. Daí, sem dúvida alguma, o tombamento para sua preservação. Porém, segundo a oportuna notícia desta data (Jornal da Tarde - "Tombamento") os prédios do local foram abandonados; estão eles se deteriorando. É isso o que soe ocorrer: em razão de um ato de tombamento, o proprietário deixa o patrimônio ruir para um dia completar a demolição e então entregar o terreno a alguma construtora, ou incorporador, a fim de que no local seja construído algum edifício (mais lucrativo, é claro). Nessas condições, outra não é a conclusão que se extrai do fato (o apontado não foi o único no país): não tem valor algum o ato de preservação - tombamento - das construções e espaços que integram o patrimônio cultural e que tenham "valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico" (Artigo 216 da Constituição da República). Triste, enfim, a falta de memória e a postura de não querer ter lembranças.

Pedro Luís de Campos Vergueiro pedrover@matrix.com.br

São Paulo

_____________________________________

ENFIM, O FIM DA NOVELA

Como se previa a PREVI, saiu mais uma empreitada e, que não aconteceu como ela queria. Estando sempre de posse de empreendimentos fechados comprando para obter altos lucros, parece que desta vês o lucro não foi tão grande, porque o imóvel sendo tombado, não pode ser demolido e na certa por esse motivo o grupo Francês, não comprou porque eles querem fazer um hotel, e se isso acontecesse as arvores se transformariam em concreto.

No local onde estava o antigo e maravilhoso hospital fundado por um milionário italiano Francesco Antonio Maria Matarazzo, que o fez para dar aos pobres o direito de se curar de graça (eu pelo menos, nunca paguei nada) que depois que ele partiu, o hospital se partiu.

Meu sobrinho foi operado lá à custa do INSS que paga uma bagatela, e nem por isso ele foi mal tratado. Estava mais perto da morte do que ficar em vida (Operação do Coração), se saiu bem e está vivo e gozando de ótima saúde, graças aos médicos e enfermeiras daquele hospital. Por ter estado La como paciente e como visitante esse hospital esta e estará sempre na minha memória. Fica somente como uma saudade do que a cidade de São Paulo teve de bom que foi usufruído pela sociedade paulistana de todas as camadas, pois lá não estavam somente pessoas que tomavam ônibus. Muitos carros levando pessoas de bom poder aquisitivo, eu vi lá no estacionamento, isso nos anos 1960-60.

Seria muito bom que ele continua-se hospital, e não foi por falta de luta, porque uma moça de nome Aldeneide Dickison (também beneficiada pelo hospital) junto a sua irmã e um grupo de pessoas de boa cidadania lutou bravamente para que o hospital tivesse continuidade, porem era uma luta inglória, que eu lhe disse através de um e-mail, que ela não gostou. Mas infelizmente a gente não pode omitir o que está para acontecer. Mas quero homenageá-la pela luta obstinada porem, inglórias.

Estava sabendo que a PREVI estava louca para se ver livre desse abacaxi. Ainda bem que foi vendido para PUC, melhor uma universidade que conserva a parte arquitetônica do imóvel do que ser comprada por estrangeiros que iam lutar contra o CONDEPHAAT, e no Brasil quem tem muito dinheiro sempre leva a melhor. Que bom que eles ficaram de fora.

Agora o Hospital será uma universidade, foi comprado pela PUC. Como o terreno é bem grande porque não reservar ou construir um mini hospital e dar o nome de Hospital Matarazzo, em vês de aproveitar o terreno que resta para fins comerciais?

Mário Lopomo mlopomo@uol.com.br

São Paulo

_____________________________________

TENEBROSO MOVIMENTO

Excelente artigo da lavra do colega Roberto Delmanto Jr. na data de 02/06/2010

Ele trás luz sobre um tema que preocupa os operadores do Direito Penal. Observamos um tenebroso movimento de transferência de culpa pela morosidade do judiciário para os advogados, bem como para a defesa criando-se normas absurdas e distantes de um Estado Democrático de Direito.

Algumas autoridades públicas estão se esquecendo de fazer a lição de casa, deixando de cuidar dos assuntos internos dos Tribunais a fim de que o andamento dos processos sejam agilizados, em sentido oposto a permanência dos mesmo que comemoram aniversários dentro de uma prateleira.

A alteração do artigo 110 do Código Penal é apenas mais um passo na busca da limitação do direito de defesa.

Paulo Iasz de Morais pamorais@terra.com.br

São Paulo

_____________________________________

PRESCRIÇÃO PENAL RETROATIVA

Cumprimento o jurista Roberto Delmanto Junior pelo excelente artigo contendo oportuna crítica ao fim da prescrição retroativa e conclamo todos os amantes de democracia e da liberdade, e em particular os advogados criminalistas de nosso país, a ombrearmo-nos para combater nos tribunais e em todos os espaços de discussão da sociedade, a mentirosa assertiva de que a prescrição é instrumento de impunidade e não verdadeiro baluarte da democracia e dos direitos individuais. Como bem ensinava o saudoso Prof. Sérgio Pitombo nas Arcadas, não há direito subjetivo público sem a contrapartida da sanção ao Estado pela sua violação! Desafio os defensores desta falsa ideia a demonstrar, empiricamente, que é a prescrição, supostamente manipulada de forma hábil pelos advogados, a responsável pela impunidade que grassa em terra brasilis e não o desaparelhamento da polícia judiciária e a falta de condições dignas de trabalho para os seus funcionários, esta sim a verdadeira causa para os males que se pretende atribuir a uma importantíssima garantia individual!

Adriano Nunes Carrazza adrianocarrazza@terra.com.br

São Paulo

_____________________________________

O BRASIL NÃO ANDA PARA TRÁS

O Brasil não anda para trás, basta olhar algumas décadas atra´s para perceber o Estado que nos era outorgado. O problema esta´ na efetividade com a qual se avança no caminhar.

Somos um pai´s em desenvolvimento que tem problemas como corrupção, desvio de verbas, maus gestores,? como todos os outros. E´ utópico exigir esforços de todos os setores públicos para que avancemos imediatamente. O caminhar e´ gradual.

A lei 12.234 trouxe uma inovação importantíssima. O direito do Estado de perseguir aquele que comete crime e puni-lo, independente do lapso temporal percorrido. Aquele que tem seu direito violado, o cidadão de bem, possui o direito de ver punido aquele que o violou, independentemente da data em que isso ocorrera´.

Os Estados Unidos têm um dos melhores aparatos policias para investigar e punir infratores, no entanto os crimes, ao menos por la´, não prescrevem. Nunca. E mesmo assim muitos deles não são solucionados.

Rui Barbosa talvez não estivesse a` mercê de furtos e roubos corriqueiros hodiernamente, muito menos de corruptores arraigados no alto escalão da ma´quina estatal ao dizer: " justiça atrasada não e´ justiça". Justiça atrasada não e´ a ideal, mas deve ser exercida como uma das formas para coibir a prática de novos delitos e punir antigos infratores.

Somente a dois elementos interessa a prescrição: ao infrator e seu defensor.

O contrapeso da impunidade são o aperfeiçoamento e aparelhamento das poli´cias e a imprescritibilidade dos crimes. Esse e´ o sistema ideal.

Ale´m do mais, julgamento de uma lide em nada se confunde com inquérito policial inquisitivo. O processo só é iniciado após a demonstração da materialidade do fato e de indícios de autoria, logo o princípio previsto em nossa Lex Fundamentalis que dispõe acerca da razoável duração do processo não se compatibiliza com o inquérito propriamente dito.

O Ministério Público, senão o único, e´ um dos poucos órgãos respeita´veis neste pai´s. E´ uma infâmia referir-se a tal instituição como sinônimo de morosidade e decidia em relação a` apuração de crimes.

A alma dessa lei tem por escopo a punição. Basta perguntar a qualquer cidadão brasileiro, vítima de algum tipo de crime, se gostaria de ver punido o usurpador de um de seus direitos. Portanto essa lei não nos remete a` um Estado policialesco, pelo contra´rio, nos possibilita o exerci´cio de uma garantia constitucional de direito fundamental, assim como ao Estado Democrático de Direito.

Luiz Guilherme Brandão luizgbrandao@yahoo.com.br

Mirassol

_____________________________________

ATÉ ONDE VAMOS?

Extremamente sério o tema levantado pelo articulista Roberto Delmanto Junior (A caminho de um Estado Policialesco).

Fico muito preocupada, pensando aonde é que nós vamos chegar. É preciso que o Estado tenha limites e o Estadão fez muito bem em divulgar esse alerta. Parabéns.

Renata de Barros Fantini renatafantini@hotmail.com

São Paulo

_____________________________________

NEM SEQUER UM BANHEIRO

''O Brasil parece andar para trás''! Não parece não, caro professor e conselheiro da OAB, ANDA PARA TRÁS, e somente avança naquilo que é ''iniciativa'' privada, porque no que é governo, é uma ''privada'' mesmo, quer dizer sequer é um ''banheiro''!

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

_____________________________________

''A CAMINHO DE UM ESTADO POLICIALESCO''

Parabéns pela publicação do artigo do advogado Delmanto Jr. Ele foi direto ao ponto. Esta Lei nº 12.234 é mais uma parede do projeto de poder do PT e seus aliados. Não sou advogado, mas lendo o artigo, fico com a sensação que nossa Constituição, já tão volúvel, foi engavetada, como ocorre com quase tudo que interessa aos cidadãos do Brasil. Agora, os inocentes perdem a garantia ter julgamento em prazo razoável e a sociedade fica sem a garantia que aqueles que cometem crimes, sejam julgados também em prazo razoável. O pior que tal Lei não é fato isolado, certamente faz parte do conjunto da obra dos partidos da situação, complementando as inúmeras tentativas de cercear a liberdade de informação, o PNDH e o total desinteresse pela implementação das reformas política, trabalhista, previdenciária e tributária, tão necessárias para nosso efetivo desenvolvimento. Além disso, tenho para mim, que essa Lei desfaz o equilíbrio entre os poderes da República, porque rebaixa o Judiciário, como bem indicou Delmanto Jr. no artigo. Encerro perguntado ''A quem interessa esta lei?'' Será que ao senador que batalhou por sua aprovação?

Carlos Antônio Barros de Moura carlosantonio@barrosdemoura.com.br

São Paulo

_____________________________________

CATÁSTROFE AMBIENTAL

Não se pode nem imaginar o prejuízo astronômico que os Estados Unidos vêm provocando e "patrocinando" no meio ambiente. É um impacto imensurável que os mares estão sofrendo com a fuga de bilhões de litros de petróleo despejado no oceano, devido ao vazamento do seu poço. Estranha-me a mídia nacional e até internacional não tecer criticas contundentes contra a irresponsabilidade do EUA em sua operacionalização do petróleo, pois caso isso estivesse acontecido com um país emergente ou até qualquer outro de terceiro mundo, os críticos internacionais já teriam rotulado esse país de incapaz de operar na exploração do petróleo, como até tentaria obstruir nessa exploração, mas como foi Washington, já muda tudo. O fato é que esta falha gravíssima americana vem prejudicando toda cadeia ambiental marítima e até na faixa litorânea terrestre onde a imensa mancha de óleo atingir.

Fernando Arábia poeta_arabia@hotmail.com

Gravatá

_____________________________________

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

Mais uma vez o mundo nada tem a comemorar, a não ser lamentarmos pela degradação e devastação da Natureza e da Vida. Nos USA, a Ganância pelo Ouro Negro explorado no Golfo do Mexico, 146 milhões de Barris de Petróleo chegam as Praias dos USA, e o que é pior agora ja contaminam o fundo do Mar, atingindo milhares de Espécies entre Fauna, Recifes de Corais, e a morte de milhares toneladas de peixes e crustáceos, poucos protestam, a maioria observa silenciosamente.

Aqui no Brasil o Governo Brasileiro depois de liberar a Hidrelétrica de Belo Monte que ira gerar energia somente por 4 meses no ano, o restante terão barro e águas lamacentas para entupirem as Turbinas, pelo troco da Natureza. A Mata Atlântica continua sendo devastada para Empreendimentos Imobiliários com somente 5% de cobertura, a Amazônia sofre com a derrubada da Floresta para fins de energia para Siderúrgicas e Mineradoras da Região que depois aparecem nas revistas como amigas da sustentabilidade, o Pantanal sofre com as queimadas, agropecuária, agora querem a implantação de Usinas de Cana de Açúcar nas margens dos Rio Paranaguá e Teles Pires, segue a Nau dos Insensatos.

Estamos na eminência de se concretizar o pensamento do Cacique Sioux quando entregaram ao governo americano suas terras que lhes foram tiradas a forca.

Quando o homem branco envenenar o ultimo rio, contaminar os últimos peixes, derrubar as ultimas arvores e envenenar as outras espécies com os agrotóxicos , chegara a conclusão de que de nada valera os U$ Bilhões de Dólares em seu poder, pois esses não poderão ser ingeridos.

com tristeza pelas nossas crianças e as gerações futuras.

Jose Pedro Naisser, jpnaisser@hotmail.com

Curitiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.