Fórum dos Leitores

PROPAGANDA POLÍTICA

O Estado de S.Paulo

27 Fevereiro 2016 | 02h55

Estelionato eleitoral

Foi muito penoso assistir anteontem na TV à propaganda política obrigatória do PMDB e resistir à tentação de destruir mais uma panela, como dias antes fiz no caso do PT. Mas sucumbi à lógica. Se o PT vale ao menos uma panela, o PMDB nem isso. O programa causou asco. Um desfile de gente sem nenhum mérito nem confiabilidade usando um discurso de oposição para atacar um governo ridículo ao qual sempre vendeu, a preço de ouro, o seu apoio. E continua vendendo, apesar de nem sempre entregá-lo. Esse partido de Renan Calheiros e Eduardo Cunha é totalmente corresponsável por toda esta crise, esta falta de esperança, este verdadeiro caos econômico e social, este túnel sem luz no final a que fomos conduzidos pelo PT. Exatamente por isso, sr. Michel Temer, é que vou usar, já nas próximas eleições, o “remédio popular infalível contra a má gestão, o voto”, como recomendado no seu programa. De nenhuma forma votarei em candidatos do PT ou assemelhados, ou de qualquer partido da base de apoio do governo, se é que ainda existe algum. E muito menos nos do PMDB.

LAZAR KRYM

lkrym@terra.com.br

São Paulo

Sem noção...

Marta Suplicy disse que se as coisas estão assim na maior cidade da América Latina, o que dirá lá fora. Ora, os brasileiros não são tão estúpidos como essa senhora e o PMDB pensam. A verdade é que se roubou tanto que não sobrou nem dignidade ao povo. Se o brasileiro tiver de ser culpado por alguma coisa, é por sua ingenuidade, pois acreditou que votaria, sim, em gente digna, tão ou mais que ele próprio. Mentiram, iludiram sacanearam. A pilantragem está no poder, hoje. E os peemedebistas não vão pegar o bonde da inocência. O PMDB faz-se de vítima e tenta parecer o mocinho da história, mas não engana, não.

MARA MENDES

maraherdade@gmail.com

São Paulo

Piada de mau gosto

O programa do PMDB no rádio e na TV foi uma piada de mau gosto. O responsável pelo plano apresentado afronta a inteligência do brasileiro consciente, pois esse partido, com sua aliança espúria, é tão culpado quanto o PT por estar o Brasil atravessando grave crise econômica e política, inflação alta, desemprego, corrupção em todas as instituições do governo e empobrecimento do povo. A esperança é o TSE cassar a dupla Dilma-Temer.

JOSÉ WILSON DE LIMA COSTA

jwlcosta@bol.com.br

São Paulo

PMDB = PT

O que Lula falou no horário político do PT, o vice-presidente Michel Temer confirmou no do PMDB. “Crise” e “má gestão” foram repetidas exaustivamente: crise, crise; má gestão, má gestão... Só faltaram ao PMDB as palavras subentendidas: a culpa é da “presidenta”; “fora, Dilma!”. Lula e o PT devem estar preocupados com esses “muy amigos”.

SILVANO CORRÊA

scorrea@uol.com.br

São Paulo

Redenção

A única maneira de o PMDB se afastar do PT é entrando para o programa de delação premiada. Temer, Cunha, Renan e o PMDB participaram ativamente da esbórnia petista com o dinheiro público, sabem todos os detalhes de cada escândalo que a polícia está investigando. Se quiserem se redimir, o caminho é esse.

MÁRIO BARILÁ FILHO

mariobarila@yahoo.com.br

São Paulo

ANIVERSÁRIO

Festa do PT

A comemoração dos 36 anos do PT, marcada para hoje, é uma afronta ao povo brasileiro. Enquanto o País amarga recessão profunda, altos índices de inflação e desemprego e acaba de ser rebaixado à categoria de “lixo” por mais uma agência de classificação de risco de crédito, o partido programa uma grande festa, “regada” a escola de samba. Se não é esquizofrenia, é, no mínimo, escárnio e deboche.

LUCIANO HARARY

lharary@hotmail.com

São Paulo

Arrependimento

Parece-me que a rejeição a Dilma Rousseff agora é unânime, até o partido que a elegeu prefere que ela não compareça às festividades pelos seus 36 anos de fundação. A cúpula do partido deve estar arrependida de ter incitado seus correligionários com as palavras de ordem “não vai ter golpe” e lutado contra o impeachment da presidente.

DIVA A. ANDRADE MAZBOUH

diva.am@uol.com.br

São Paulo

No Chile

Se eu fosse a presidente, não iria à festa do PT coisa nenhuma! Eu ficaria mais tempo no Chile, almoçaria por lá, degustaria um belo vinho tinto cabernet sauvignon e voltaria para casa “numa boa”. Ficar aguentando petistas já é duro, imaginem, então, de mau humor e em festa para comemorar nada.

JOSÉ PIACSEK NETO

bubanetopiacsek@gmail.com

Avanhandava

CORRUPÇÃO

Odebrecht e Chávez

Não é necessária grande imaginação para descobrir por que a empreiteira Odebrecht pagou parte das despesas de campanha de reeleição de Hugo Chávez, segundo o depoimento da sra. Monica Regina Cunha Moura. A razão chama-se Refinaria Abreu e Lima. É que na época Hugo Chávez ainda não tinha dado o cano no acordo combinado com Lula, e a empreiteira, já superfaturando, tinha todo o interesse em manter o venezuelano no poder, porque, afinal, ele seria um dos pagadores. A desistência de Chávez – não se sabe se motivada por esperteza, ao desconfiar dos custos já exagerados, ou por falta de cacife mesmo – fez a Petrobrás arcar com todo o montante da sacanagem. Em resumo: não foi a Odebrecht que pagou a João Santana pela participação na campanha de Hugo Chávez, mas, sim, a Petrobrás. Ou, no final, eu, você... o povo – mesmo os que nunca ouviram falar em bolivarianismo.

NESTOR R. PEREIRA FILHO

rodrigues-nestor@ig.com.br

São Paulo

Goebbels

Quem é, afinal, João Santana? A versão petista de Josef Goebbels, chefe da propaganda do nazismo na 2.ª Guerra Mundial, para quem quaisquer crimes e mentiras justificavam o poder?

ANDRÉ COUTINHO

arcoutiuol.com.br

Campinas

A mulher do marqueteiro

“Não vou abaixar a cabeça, não”, disse Monica Moura ao ser detida pela Polícia Federal. Mas tocar piano...

MOISES GOLDSTEIN

mgoldstein@bol.com.br

São Paulo

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

 

ANIVERSÁRIO DO PT

 

Normalmente, empresas comemoram anos redondos, 20 anos, 30 anos, 40 anos, 50 anos. Pois bem, o Partido dos Trabalhadores (PT) vai comemorar 36 anos e vai fazer uma grande festa no Rio de Janeiro hoje, com direito a apresentação da bateria da Portela. Belo momento para fazer uma festa: o Brasil ruindo, as denúncias de corrupção se avolumando, petistas presos e outros sendo chamados para depor e a presidente da República podendo perder o mandato no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O que será que o PT quer comemorar? A inflação? O desemprego? O rebaixamento do País pelas agências de classificação de risco internacionais? A desaceleração da indústria e do comércio? Mas, como quem canta seus males espanta, vamos lá: “Parabéns pra você (PT), parabéns pra você, muitas felicidade, mais nenhum ano de vida!” Chega!

 

Luiz G. Tressoldi Saraiva lgtsaraiva@uol.com.br

São Paulo

 

*

SEM CLIMA PARA FESTA

 

O PT comemorará, no Rio de Janeiro, os 36 anos de sua fundação, com manifestação agressiva à presidente Dilma Rousseff, ocasião em que a agremiação lançará um plano econômico próprio como meio de combater a atual política econômica do governo federal. Assim, após causar todos os malefícios ao País, como a imprensa trouxe ao conhecimento popular, deseja a entidade política posar de oposição e fugir das responsabilidades pelos posicionamentos errôneos, incitação ao ódio e, ainda, compactuando, no período, com a corrupção, como bem demonstrou a Polícia Federal. Na verdade, só resta à agremiação a posição crítica, além de assumir a sua “mea culpa”. Não há motivos para festas, mas para arrependimentos, com velas e ladainhas, com lembranças sobre tudo o que falaram nas eleições de dona Dilma!

 

José C. de Carvalho Carneiro carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

 

*

ANIVERSÁRIO

 

Comemore, PT, comemore. Aproveita. Poderá não haver outra hora.

 

Eduardo Augusto Delgado Filho e.delgadofilho@gmail.com

Campinas

 

*

36 ANOS DO PT

 

Por que será que a presidente Dilma Rousseff não quer participar da festa de aniversário do Partido dos Trabalhadores (PT) neste sábado? Será que é medo de um panelaço, cada dia mais costumeiro.

 

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@globo.com

São Paulo

 

*

FRITURA

 

Está azedando cada vez mais o relacionamento de Dilma com os petistas. Não a querem na festa de 36 anos da quadrilha. E quando quadrilheiro resolve eliminar um dos integrantes, a coisa fica feia – vide Celso Daniel e outros que foram defenestrados da agremiação. Já começaram a fritar Dilma Rousseff sem dó. Lembram-se da ex-prefeita Luiza Erundina? Para governar, teve de sair do meio dos bandidos.

 

José Roberto Iglesias rzeiglesias@gmail.com

São Paulo

 

*

CARDÁPIO

 

Qual será o prato mais solicitado no aniversário do PT? Acarajé com Lula.

 

Moises Goldstein mgoldstein@bol.com.br

São Paulo

 

*

CRIADOR E CRIATURA

 

O PT completa 36 anos, 13 anos no governo, e quem diria que criador e criatura estariam de lados opostos bem no início do segundo mandato da criatura? O interessante nisso tudo é que o motivo é o criador querer que a criatura seja irresponsável com as contas públicas – o que não deveria ser mais da conta do criador. Não sei como é que a cria atura os palpites de alguém que só cria dor com sua irresponsabilidade com as contas públicas.

 

Alberto Souza Daneu curtasuasaude@uol.com.br

Osasco

 

*

UNIVERSO PARALELO

 

“Você sabe, na hora em que precisa, é com o PT que você pode contar.” Essa é a frase que arremata as inúmeras inserções do “Partido dos Trambiqueiros” nos intervalos das programações do horário nobre na TV. Em consonância, no programa partidário, foram apresentadas as “maravilhosas” realizações do inominável ex-presidente, com destaque para sua defesa pessoal, tratado como vítima de ataques e de calúnias de gente “preconceituosa”, que nunca aceitou suas ideias e sua origem. A mesma chorumela de sempre! Será que dá para esconder a realidade: o desemprego, a inflação galopante, a corrupção, a violência, a falta de educação, de saneamento, de saúde pública de qualidade, de transportes e, por último, o rebaixamento do País? Enquanto isso, no universo paralelo, o “coitadinho” dispõe de seguranças garantidas por ele mesmo no Decreto 6.381, de 27 de fevereiro de 2008, e, embora nada possua, dispõe de sítio de amigos e de tríplex de construtora para seu lazer, ambos reformados e decorados ao gosto da ex-primeira-dama. Tratamento de saúde, só no Sírio-Libanês.  Mereceu ou não o panelaço de terça-feira, quando da exibição da propaganda do PT na TV? Dia 13 de março está aí, vamos lá defender o verde-amarelo, nosso orgulho e riqueza, do concupiscente e degradante vermelho dos parasitas.

 

Aparecida Dileide Gaziolla aparecidagaziolla@gmail.com

São Caetano do Sul

 

*

NA ILHA DA FANTASIA

 

O último programa do PT foi produzido na Ilha da Fantasia? Não é possível que os petistas não estejam vendo a realidade do País. Ficam tentando passar a imagem de que está tudo bem. Só se for para eles e para o ex-presidente Lula, em particular. Já viram como está o atendimento nos hospitais pelo País? Já viram o desemprego? Já viram a situação do transporte público? Já viram a situação do ensino? A quem querem enganar? Brasília é um mal. Quem está lá não tem visão da realidade do País. Os políticos em seus gabinetes refrigerados, com carro funcional e motorista particular, e plano de saúde pago pelo Congresso, ou seja, por nós, não enxergam a realidade. Como um cara com a mordomia que tem vai dizer que está ruim? Brasília faz mal.

 

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

 

*

O SUCESSO DE LULA NA TV

 

O show de mentiras e de absurdos que foi transmitido na terça-feira pelo Partido dos Trabalhadores incentivou ainda mais o panelaço que acompanhou os dez minutos do programa mais apupado do País. De Norte a Sul, de Leste a Oeste, os brasileiros trabalhadores se manifestaram contra o governo de Dilma Rousseff, contra o PT e contra Lula. Este não teve vergonha de dizer mentiras. Quando disse que quem é contra os petistas é quem não consegue ver uma pessoa pobre ao seu lado no avião, atingiu o ápice do ilusionismo e do populismo. Ele mesmo há muito tempo não anda de avião de carreira, usando e abusando de jatinhos particulares. Mais uma vez, desafio o sr. Lula da Silva a andar um quarteirão, somente unzinho, de uma esquina à outra, sozinho, sem guarda-costas, na Avenida Paulista, numa tarde qualquer. Se ele tiver essa coragem e fizer isso, passarei a acreditar nas suas falas e prometo nunca mais falar mal dele. Vamos, Lula, só de uma esquina à outra, sem companhia, sem disfarce, só isso! Afinal, não foi você que salvou os brasileiros da miséria? Quero presenciar seu sucesso! Vamos, coragem, só um quarteirão!

 

Maria Tereza Murray terezamurray@hotmail.com

São Paulo

 

*

BASTA!

 

Ler os jornais eivados de notícias de corrupção, prisões de políticos e possibilidades de investigações do ex-presidente Lula já está se tornando coisa banal. As notícias boas como a descoberta das vacinas de doenças que advêm do Aedes aegypti, melhoria da saúde pública no Estado do Rio de Janeiro, entre outras, são raras. Agora a nova prisão: o marqueteiro João Santana e sua mulher, Mônica. O marqueteiro, que teve seu patrimônio acrescido de mais de R$ 50 milhões em menos de um ano, é algo digno de investigação. Como é possível ocorrer um fato como este num país com tanta pobreza? Será que este “status quo” não tem fim? Será que deveremos suportar esta barbárie durante mais uma geração? Será que este governo não chega ao fim logo? Será que já não está visto que assim não vamos a lugar nenhum? Ora, tenham pena de nós, pobres mortais! Queremos paz, segurança, saúde, educação, dignidade, inflação zero, trabalho, cultura, corrupção zero e ordem nas cidades. Estamos cansados: basta!

 

Mário Negrão Borgonovi marionegrao.borgonovi@gmail.com

Rio de Janeiro

 

*

ESPORTES

 

O Comitê Olímpico internacional (COI) já aprovou as novas modalidades esportivas para as competições olímpicas a serem realizadas na Cidade Maravilhosa, Brasil, onde atualmente já se praticam os rápidos desvios de balas perdidas e que nunca caem em Brasília. A principal introdução na Olimpíada será o “Salto Tríplex”, do qual Lula e sua prole estão proibidos de participar, bem como da segunda introdução: “Canoagem no Lago de Atibaia”. Só esperamos que o vencedor fique satisfeito com o prêmio e não venha depois dizer que “não sabia de nada”.

 

Benone Augusto de Paiva benonepaiva@gmail.com 

São Paulo

 

*

ALMAS ABONADAS

 

Lula é um tipo de alma honesta com muito dinheiro. Por sinal, a excepcional arrecadação familiar simboliza bem o fascínio que o mundano exerce sobre essas almas honestas, o que, diga-se de passagem, também as aproximam do inferno.

 

Ricardo C. Siqueira ricardocsiqueira@globo.com

Niterói (RJ)

 

*

ATROPELOS DA LEI

 

O “Estadão” publicou recentemente reportagem sobre a suspensão do depoimento de Lula e de sua mulher, dona Marisa, que esclareceria a história mal contada sobre a propriedade do tríplex no Guarujá. O promotor de Justiça responsável permanece à frente das investigações, tudo bem! Mas as perguntas que não querem e não podem calar são: o deputado “petralhista” Paulo Teixeira teria legitimidade para propor o pedido de suspensão do depoimento, como fez? Juntou procuração do “chefe” e da “madame” para tal? E o conselheiro Valter Shuenquener, do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que acolheu o pedido e suspendeu os depoimentos, não teria prevaricado no caso? Teria ele competência para tanto ou a competência, no caso, seria da Corregedoria do Ministério Público Paulista? Nem todos os brasileiros são ignaros nas coisas da lei. Essa atitude precisa ser apurada administrativa e criminalmente, pois há fortes indícios de ilícitos, tanto numa área quanto na outra.

 

Carlos B. Pereira da Silva carlosbpsilva@gmail.com

Rio Claro

 

*

O PROCESSO NO TSE

 

A 23.ª fase da Operação Lava Jato, denominada pela Polícia Federal (PF) de “Acarajé”, em homenagem a seu principal personagem, o publicitário João Santana (conhecido como Feira), parece ser o que faltava para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) completar suas acusações a respeito das falcatruas e roubalheiras que o PT, junto com o seu marqueteiro, comandaram para eleger e reeleger dona Dilma Rousseff presidente da República. Na hora em que os podres realizados durante as campanhas eleitorais começarem a vir à tona, vai ser uma verdadeira pulverização na cúpula do partido, e o larvicida que será usado vai derrubar a filósofa Dilma Rousseff das asas da “mosquita”.

 

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

 

*

LAVA JATO

 

A nova fase da Lava Jato vem com um matiz extra de tristeza para os brasileiros: duas palavras deliciosas, como “feira” e “acarajé”, agora são símbolo da lama que cobre o PT e a quadrilha. Ir para as ruas é o mínimo que podemos fazer!

 

Elisabeth Migliavacca elisabeth448@gmail.com

São Paulo

 

*

MARQUETEIROS ZOMBADORES

 

O casal marqueteiro da campanha de Dilma, algemado, com sorrisos zombeteiros e “mascando chicletes”, não desce do pedestal nem se envergonha. Ela, Mônica Moura, fazendo pose de “patricinha articulada”. Ele, João Santana, se esforçando para se parecer com o grande comediante Paulo Silvino. Dá-lhe Papuda!

 

Júlio Roberto Ayres Brisola jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

   

*

CHICLÉ

 

Mera curiosidade: o chiclé que Madame Santana mascava alegremente a caminho do xilindró era de “bola”? Vá, dia destes saberemos.

 

Carlos Alberto Roxo roxo.sete@gmail.com

São Paulo

 

*

ELE (TAMBÉM) NÃO SABE

 

O marqueteiro João Santana diz não saber a origem dos milhões de dólares depositados em sua conta. Pobre Brasil!

 

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

 

*

QUE ‘MISTÉRIO’ ENVOLVE LULA?

 

Realmente, nunca na história deste país um presidente foi alvo de tanta gentileza, de tantos favores. Empresas de grande porte como a  Odebrecht e a Oi realizaram  benefícios milionários em imóveis utilizados por Lula e sua família, como tem sido destacado continuamente pela imprensa. Agora, segundo o jornal “O Globo”, o marqueteiro João Santana, em depoimento à Polícia Federal, disse que “foi um doador de serviços ao governo em razão do prazer que isso lhe gera e da facilidade que possui”. Tudo isso nos leva a conceber que o ex-presidente, em determinado período, foi uma figura excessivamente carismática e querida; ou que aqueles que o cercavam buscavam usufruir volumosas vantagens; ou que  era o próprio quem as usufruía e, por isso, encontra-se hoje atolado até o pescoço em mazelas impossíveis de serem explicadas. No entanto, ele não perde a sua pose, a sua bazófia, buscando  ainda enganar todos nós.

 

Luís Lago luislago2002@hotmail.com

São Paulo

 

*

SANTANA E SEUS MILHÕES

 

É muita “cara de pau” ou o marqueteiro do PT não sabe quem paga os milhões de dólares que estão em sua conta no exterior? E o País conta com um ministro da Fazenda sem noção para cortar gastos e inventar receita. Só fala em CPMF. Troquem os caras urgentemente. Mais criativo que o professor Pardal!

 

M. Mendes de Brito voni.brito@gmail.com

Bertioga

 

*

O FEIRA DE SANTANA

 

Já entendi, o “Feira”, trabalhou de graça para “elles” do PT. Os marqueteiros ajudantes é que receberam o dinheiro da Petrobrás. Tá explicado!

 

Olavo Fortes Campos Rodrigues olavo_terceiro@hotmail.com

São Paulo

 

*

DEPOIMENTO À POLÍCIA FEDERAL

 

Dizem que verruga na ponta do nariz é a marca dos mentirosos! Será? Refiro-me a João Santana.

 

José Luiz Tedesco tedescoporto@hotmail.com  

Presidente Epitácio

 

*

UM VERDADEIRO ESCÁRNIO

 

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, classificou na terça-feira como “uma coisa estapafúrdia” a tentativa do PSDB e de alguns dissidentes do PMDB de ligar os pagamentos que estão sendo investigados pela Polícia Federal recebidos pelo o marqueteiro João Santana e sua mulher, Mônica, com a campanha da presidente Dilma Rousseff. Lembrando que também a Justiça Eleitoral investiga essa possibilidade. Estapafúrdias são as atitudes defensivas vindas do ministro em relação aos membros de seu partido e das pessoas ligadas ao PT que o transformam em verdadeiro advogado de defesa do governo. Um verdadeiro escárnio!

 

Leila E. Leitão

São Paulo

 

*

PROMESSA CUMPRIDA

 

A cada nova notícia político-policial com que somos diariamente brindados pelo lulopetismo, é impossível não lembrar a bravata de Dilma prometendo fazer “o diabo” para ser reeleita. Essa foi, de fato, a única promessa de campanha que foi cumprida. O que surpreende nas ações desta gente toda é o imediatismo. Ninguém é capaz de enxergar mais de um palmo à frente do nariz. Será possível que ninguém considerou, em toda a baixaria de “Feira” das campanhas (nada contra feirantes), que, uma vez reeleita, Dilma teria de governar? Óbvio que isso nunca esteve nos planos. E agora, muito menos, com a água batendo nos fundilhos.

 

Lazar Krym lkrym@terra.com.br

São Paulo

 

*

DEVER PATRIÓTICO

 

De Curitiba chegam medidas carregadas de verdade e alento para os brasileiros de bem! A trama mentirosa e criminosa sofre golpes duros. Se deixarmos de fazer nossa parte, no entanto, mais uma vez a fervura pode abaixar e o projeto criminoso de poder, ganhar sobrevida. O tempo, agora, está do nosso lado! É imperativo ir às ruas no dia 13 de março, se não para protestar contra o PT, para pelo menos homenagear e honrar a determinação incansável dos patriotas de Curitiba! Ao juiz Sérgio Moro e sua equipe dedico frase de Winston Churchill: “Nunca tantos deveram tanto a tão poucos!”.

 

Júlio Cruz Lima Neto

São Paulo

 

*

QUEREMOS JUSTIÇA

 

A foto publicada na primeira página do “Estadão” de 23/2 flagrou a feição sarcástica da sra. Mônica Moura, mulher do marqueteiro João Santana, sorridente, após exame de corpo de delito. Enquanto ela ri, com cara de gozadora, o tsunami do desemprego e o fechamento de empresas no País está levando nosso Brasil para uma debacle social. Concomitantemente, no horário eleitoral gratuito, o PT quer nos passar um diploma de idiotas, ignorantes, surdos e cegos. A justiça haverá de prevalecer.

 

Aloisio De Lucca aloisiodelucca@yahoo.com.br

Limeira

 

*

MISTÉRIO

 

Por que aquele sorrisinho sarcástico do casal João Santana ao chegarem à Polícia Federal em Curitiba? Seria pela certeza da impunidade? Ou pelo apoio do Supremo Tribunal Federal (STF)? Aí tem um grande mistério.

 

Ruth Moreira ruthmoreira@uol.com.br

São Paulo

 

*

CAIXA 2

 

“Declaro pela presente que não fui eu quem depositou dinheiro na conta de João Santana na Suíça.”

 

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

 

*

RESPONSABILIDADES

 

Com toda a agitação da Operação Lava Jato, parece que as pessoas se esqueceram de que os responsáveis pela Petrobrás eram a presidente do Conselho, dona Dilma, e os impolutos José Sérgio Gabrielli e dona Maria das Graças Foster. E como fica a auditoria internacional que fiscalizava as contas desta empresa, que vem sendo assaltada há tantos anos? Esqueceram também?

 

Roberto Hollnagel rollnagel@terra.com.br

São Paulo

 

*

UMA FAÇANHA

 

Segundo pesquisa da ONG Transparência Internacional, o esquema de propinas na Petrobrás entre 2004 a 2014 foi eleito o segundo maior caso de corrupção do mundo desde que Deus o criou. Parabéns, PT, pela façanha.

 

Luiz Bianchi luizbianchi@uol.com.br

São Paulo

 

*

UM ALÍVIO PARA A PETROBRÁS

 

Finalmente foi aprovado o projeto do senador José Serra (PSDB) que acaba com a obrigatoriedade da Petrobrás de ter participação de no mínimo 30% nos poços de exploração do pré-sal. Essa histórica decisão, que ainda precisa ser votada na Câmara e que não teve apoio dos retrógrados senadores do PT e de alguns de seus aliados, certamente vai ajudar a imagem da nossa estatal e incentivar a participação de empresas do setor a trazerem de volta investimentos para a exploração de petróleo. A Petrobrás, com esta estúpida obrigatoriedade criada por Lula em 2010, foi muito prejudicada. Sem condições financeiras para tal, mais a intervenção do governo impedindo demagogicamente por anos o reajuste dos preços dos combustíveis, a empresa perdeu a capacidade de investir. E isso tudo somado à corrupção epidêmica que se instalou na estatal, durante a gestão de Lula e de Dilma, principalmente, quebrou a Petrobrás. Não é nenhum exagero essa constatação, mesmo porque hoje, para uma geração de caixa em torno de R$ 100 bilhões por ano, a dívida da Petrobrás é a maior do setor no mundo, ou seja, de R$ 500 bilhões. Se fosse uma empresa privada, já estaria em recuperação judicial. Portanto, a aprovação no Senado do projeto de José Serra, se não vai resolver todos os graves problemas da estatal, não deixa de ser uma grande ajuda da oposição para um governo que tampouco está preocupado com a nossa recessão econômica.

 

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

 

*

PETROBRÁ$

 

Em seu artigo “Pré-sal – Verdades e mitos convenientes” (“Estadão”, 25/2, A2), o senador José Serra (PSDB-SP) anotou, com propriedade, que “desconsiderados os impostos, a gasolina brasileira está sendo vendida a preços (em reais) quase 50% superiores aos internacionais”. Diante de tal despautério e descalabro, o que tem a dizer e justificar a Petrobrás?

 

J. S. Decol decoljs@gmail.com

São Paulo

 

*

PRÉ-SAL

 

Essa mudança de que o pré-sal pode ser oferecido no mercado internacional é altamente positiva, inclusive porque agora os brasileiros deverão saber qual o grau de interesse econômico na sua exploração.

 

Ulysses Fernandes Nunes Jr Ulyssesfn@terra.com.br

São Paulo

 

*

O QUE VALE MAIS?

 

Quando vejo o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) ser contra a lei aprovada recentemente pelo Senado que desobriga a participação de 30% da Petrobrás na exploração do pré-sal, o que dará maior autonomia às empresas interessadas na exploração, fica uma pergunta: Não são os royalties do pré-sal que seriam direcionados à saúde e à educação? Com uma Petrobrás endividada e sem condições de explorar nada, o que vale mais? 100% de nada ou o suficiente para resolver a pior crise nos setores da saúde e da educação nunca antes vista neste país? Pelo jeito, o ex-cara pintada está a léguas de distância do que o levou um dia às ruas. O ex-presidente da UNE esqueceu suas raízes e se bandeou para o mais atrasado comunopetismo. É o PT, simplesmente, sendo PT. Existe papo mais atrasado do que “o petróleo é nosso”?

 

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

 

*

EX-PRESIDENTES

 

Não entendo como, com este imenso vazamento de dinheiro da Petrobrás que ocorreu durante anos – e a cada dia ficamos sabendo de mais –, como os ex-presidentes José Sérgio Gabrielli e Maria da Graça Foster não estão respondendo por, no mínimo, má administração. O que os protege?

 

Nelson Graubart nelson@onart.com.br

São Paulo

 

*

A ÉTICA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

 

Indecorosa, degradante e algumas poucas vezes recheada de humorismo com requinte de deboche a sessão do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados que, no dia 23/2/2016, discutia o relatório do processo contra o deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ). Os deboches escancarados que a maioria da Casa faziam ao deputado José Carlos Araujo (PSD/BA), presidente da Comissão, e o momento em que o deputado Vinícius Gurgel (PR/AP) usou da palavra “suruba” para descrever o que o colegiado tinha virado, dizendo que o conselho era uma fachada de igreja com fundo de cabaré, com certeza, revoltaram milhares de brasileiros e brasileiras que assistiam àquela sessão de “ética”. É por essas e outras que vou para a rua no dia 13 de março de 2016, acompanhado de milhões de seguidores, pedir uma intervenção constitucional nos Poderes Legislativo e Executivo do nosso Brasil. Afirmo: estou doente, tenho 82 anos, mas tenho forças suficientes para puxar o bloco.

 

Leônidas Marques leo.marques.vr@gmail.com

Volta Redonda (RJ)

 

*

QUE FUTURO DEIXAREMOS?

 

O cidadão comum, sem qualquer expectativa de querer convencer quem quer que seja, quando vê diante dele um quadro tão aterrador como o nosso, deixa de ser um cidadão comum para se tornar um crítico feroz da realidade que o aguilhoa. Estamos diante de um quadro tenebroso, que a mídia séria não cansa de noticiar. São dados alarmantes. Os números não são apenas números jogados ao vento, mas ações que atingem diretamente nossa vida e o nosso futuro como povo e como Nação. Diante de um Congresso comprometido com coalizões de apoio, por loteamentos estratégicos para a manutenção do poder do Executivo, falta-nos não a coragem, mas senso para não reclamar de tudo quanto nos afeta terrivelmente. Os estragos são colossais. Refazer o que foi posto ao chão levará tempo, empenho e comprometimento. Exigirá responsabilidade e honestidade. Tudo o que não vemos hoje será exigido para nos reerguer, se é isso mesmo que nós queremos. Em ano eleitoral, logo mais as mentiras e bazófias serão lançadas no ar, como se já não soubéssemos cada linha desse roteiro surrado e mentiroso. As eternas promessas de mais segurança, mais educação, mais saúde, mais isso, mais aquilo são apenas lorotas que se repetem a cada pleito, mas que cabe a nós, cidadãos comuns que pagam impostos escorchantes, mudar essa realidade. O que mais angustia é imaginar que futuro deixaremos para nossos descendentes. Nossos filhos e netos e os filhos destes. Que Brasil será achado nas futuras décadas nos anos 2000? Nós precisamos fazer a mudança, hoje. Do contrário, os efeitos da nossa indolência repercutirão inexoravelmente na vida desses futuros cidadãos, que poderão nos agradecer pela coragem e ousadia, ou nos execrar pela nossa covardia e indiferença.

 

Umberto Arcanjo Geneolle uageneolle@gmail.com

São Paulo

 

*

CANONIZAÇÃO

 

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, está recomendando ao Supremo Tribunal Federal (STF), agora, o perdão a oito ilustres brasileiros que prestaram grandes serviços ao País: Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT, os ex-deputados Romeu Queiroz, Valdemar Costa Neto, mais conhecido com “bad boy”, Bispo Rodrigues, João Paulo Cunha, Pedro Henry, Vinicius Samarane, ex-executivo do extinto Banco Rural e o advogado Rogerio Tolentino, que até hoje a dona OAB não o expulsou de seus quadros. O procurador Janot se baseou no decreto de indulto de Natal que a presidente Dilma assinou no final do ano passado e enviará ao “ilustre defensor” de Cesare Battisti, que ocupa uma cadeira no STF, dr. Luís Roberto Barroso, que ficou encarregado do processo do mensalão. Ele certamente os canonizará.

 

Agnes Eckermann agneseck@gmail.com

Porto Feliz

 

*

O PONTO FORA DA CURVA

 

Agora, o impressionante Rodrigo Janot, procurador-geral da República, dá parecer favorável à extinção da pena de seis condenados do mensalão. Quatro deles são políticos. Este senhor já se mostrara favorável ao perdão judicial de Delúbio “Piada de Salão” Soares e João Paulo Cunha. Quem vai decidir se a turma vai se safar da condenação é Luís Roberto Barroso, o ministro do Supremo Tribunal Federal que já se mostrou afeito a decisões bastante inusitadas. Dele, não se espera nada de bom. A sociedade brasileira, que assiste a mais um caso de corrupção de proporções mastodônticas, perpetrada pelo mesmo grupo dos beneficiados agora por Rodrigo Janot, não consegue aceitar que ladrões do erário sejam simplesmente perdoados. Pode-se alegar que eles todos tiveram bom comportamento. Cinismo! Afinal, espera-se que um condenado e, sobretudo, um preso tenha mesmo bom comportamento. É para isso que ele foi preso. Rodrigo Janot é, hoje, o ponto fora da curva. Ele age na contramão de tudo que está sendo feito pela Lava Jato e pela Zelotes. Janot simboliza à perfeição a “velha Justiça”, a “justiça” de uma República das Bananas, que fecha os olhos e é condescendente com os ladrões de casaca. Não ficaremos calados diante deste acinte do procurador-geral. O Brasil mudou, à custa de muito sofrimento! Tipos como Rodrigo Janot não terão mais espaço neste país.

 

Maria Cristina Rocha Azevedo crisrochazevedo@hotmail.com

Florianópolis

 

*

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.