Fórum dos Leitores

LULOPETISMO

O Estado de S. Paulo

04 Julho 2016 | 05h00

O golpe do prato vazio

A campanha “Jornada pela Democracia” foi lançada como reação à restrição imposta pelo presidente interino Michel Temer (PMDB) às viagens de Dilma Rousseff pela FAB e seus organizadores afirmam que a presidente afastada “precisa viajar pelo Brasil afora” para denunciar que “o impeachment é um golpe”. Sugiro à presidenta afastada que viaje, sim, Brasil afora e devolva aos brasileiros o feijão que ela deu aos cubanos em troca de nada. Foram 685 toneladas de feijão e a irresponsável presidente bancou até o transporte para Havana, tudo com dinheiro público. O que estarão sentindo os brasileiros que votaram em Dilma e viram seu feijão sumir do prato? Esse, sim, foi um golpe, no maior estelionato eleitoral de que se tem notícia: o golpe do prato vazio. Agora o presidente Temer terá de importar feijão. Como se vê, o problema do Brasil, além da incompetência na gestão, é a irresponsabilidade com os gastos e a falta de fiscalização. Impeachment já!

IZABEL AVALLONE

izabelavallone@gmail.com

São Paulo

Perdão de dívida

Li a notícia Dilma perdoa dívida de R$ 27 milhões da Guiné Equatorial. E ela pode perdoar essa dívida sem aprovação do Legislativo? Que tal perdoar as minhas minúsculas dívidas?

GILBERTO ABU GANNAM

gilbgag1@hotmail.com

Piracaia

Vaquinha gorda

Foram tantas as vantagens recebidas pelos petistas, pagas com o dinheiro surrupiado do povo, que já conseguiram até arrecadar R$ 500 mil para a “vaquinha” da presidente afastada, para as suas viagens. Que bom...

LUIZ DIAS

lfd.silva@bol.com.br

São Paulo

O desvio de R$ 100 milhões do empréstimo consignado, de bilhões dos fundos de pensão e das estatais, como da Eletrobrás e da Petrobrás, do BNDES, dos Correios, das obras superfaturadas e inacabadas, como a transposição do Rio São Francisco, enfim, somadas todas as fraudes e falcatruas praticadas no Brasil pelos detentores do poder ocasionaram o desemprego em massa e a falência dos organismos sociais de assistência médica, hospitalar, dentária, educacional e de segurança, para citar os mais graves, num efeito cascata que atinge todas as instituições de atendimento às populações, principalmente as mais carentes, justamente as que acreditaram nas mentiras do PT e nesse partido votaram - e não há pacote de bondades eleitoreiro que dê jeito de virar o placar. Todavia não se viu um único movimento em prol desses desamparados com alimentação reduzida e moradias caóticas, mas a “vaquinha virtual” para custear as viagens de Dilma Rousseff pelo Brasil (depois que Michel Temer cortou os abusos da má dama), para continuar propagando o engodo de que seu impeachment é golpe, atingiu a meta de R$ 500 mil em dois dias! Quem foram os doadores e de onde saiu esse dinheiro? Ainda vamos acreditar nas instituições e no povo brasileiro depois das afrontas que sofremos diariamente, como essa e a libertação de Paulo Bernardo? Sim, vamos, pois a grande maioria do povo não compactua com o mal e temos muitos baluartes da justiça, apesar do STF, como Miguel Reale Júnior, Sergio Moro, Deltan Dallagnol, Janaína Paschoal e outros que, juntamente com a imprensa séria e competente, lançaram a semente da boa árvore, que em breve dará frutos de coragem, ética e esperança!

CARMELA TASSI CHAVES

tassichaves@yahoo.com.br

São Paulo

Esperança

Aguardamos ansiosamente o PTexit, nas eleições de outubro.

SÉRGIO ECKERMANN PASSOS

sepassos@yahoo.com.br

Porto Feliz 

Filho de peixe

Luís Claudio, o filho do Lulla, está brecando a Operação Zelotes para não ser provado que recebeu propinas na edição de medidas provisórias, no governo do papai, que beneficiaram montadoras. Filho de peixe peixinho é, escorrega de tudo que é lado!

JÚLIO ROBERTO AYRES BRISOLA

jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

Genealogia

O desastre brasileiro tem pai, mãe e filho: Lulla, Dilma e PT.

PEDRO ARMELLINI

paarmellini08@gmail.com

Amparo

OPERAÇÃO SEPSIS

Cachoeira

Carlinhos Cachoeira é velho conhecido da Justiça. Condenado a 39 anos de cadeia, mas cumprindo em liberdade, conseguiu até que uma CPI fosse enterrada, num acordo entre vários partidos, e está de volta às páginas policiais. Mas seu sorriso sarcástico na mídia diz que ele sabe como tudo isso vai terminar... É por essas e outras que políticos e empresários querem enterrar a Lava Jato: quando chegar a vez delles vão querer sorrir também!

SERGIO APARECIDO NARDELLI

saparecidonardelli@bol.com.br

São Paulo 

Tornozeleiras em falta

Há coisas que acontecem mesmo por “linhas tortas”. O que o desembargador Antonio Ivan deveria ter feito era manter Carlinhos Cachoeira e sua turma presos, mas agora, por falta de tornozeleiras eletrônicas, eles vão continuar detidos. Espero que as tais tornozeleiras demorem a aparecer o suficiente para que o Supremo Tribunal reverta essa decisão do desembargador.

HENRIQUE SCHNAIDER

hschnaider4@gmail.com

São Paulo

Alternativa

Já que estão em falta as tornozeleiras eletrônicas, que tal usar as tradicionais, com aquela bola de ferro, e nas duas pernas? Ah, e ainda obrigando os usuários a uma caminhada diária pelas ruas da cidade!

JOÃO B. VIEIRA

joaobvieira@yahoo.com.br

Sertãozinho

LIBERDADE DE IMPRENSA

Contra a censura

A propósito da louvável iniciativa da ministra Rosa Weber, do STF, de suspender todas as 45 ações e audiências movidas por um conjunto de magistrados paranaenses contra o quase centenário jornal Gazeta do Povo, cabe citar, por oportuna, frase de Hubert Beuve-Méry, fundador do tradicional e respeitado jornal francês Le Monde: “O dever da imprensa é dizer a verdade, custe o que custar. Sobretudo, se custar”. Ao mesmo tempo, cabe lembrar, com indignação crescente e incontida execração, que o Estadão nosso de cada dia em pouco mais de um mês chegará à inacreditável marca de 2.500 dias sob censura. Até quando?!

J. S. DECOL

decoljs@gmail.com

São Paulo

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

CHARLES DE GAULLE

 

O Brasil já passou por marolinha e está longe de ser atingido por crise econômica. Há um boato de fechamento de empresas, inflação de 10,57%, 11,4 milhões de desempregados, Estados de pires na mão e que o rombo nas contas governamentais em 2016 será de R$ 170,5 bilhões - enfim, uma séria crise! São meros boatos, notícias plantadas para denegrir a imagem governamental. O Brasil vai bem, tudo sob controle, tanto é que vai reajustar em 12,5% a Bolsa Família e o salário dos servidores do Judiciário de 16,5% para 41,47% (gerando efeito cascata nos poderes Executivo e Legislativo nas esferas federal, estadual e municipal). Mais uma vez Charles de Gaulle se mostrou certo...

Humberto Schuwartz Soares hs-soares@uol.com.br

Vila Velha (ES) 

*

DECADÊNCIA GERAL

O miserê no Brasil chegou a tal nível que até o dólar vem caindo...

Paulo Busko paulobusko@terra.com.br

São Paulo

*

O NEGOCIADOR

O presidente Temer está cedendo ao Congresso e ao Judiciário em vários pontos polêmicos de sua gestão, como, por exemplo, no aumento dos honorários, no reajuste do Bolsa Família, na negociação com os Estados, etc., etc., etc... Na realidade, Temer tem a difícil missão de conseguir aprovar projetos, em curto prazo, com grande parte de parlamentares eivados de denúncias de improbidade, de desonestidade e que legislam em causa própria: são bandidos, infelizmente. Portanto, diante das circunstâncias, acredito que Temer esteja fazendo um ótimo trabalho. Ele fará uma transição para 2018 que ficará para a história. 

 

Mário Negrão Borgonovi marionegrao.borgonovi@gmail.com

Rio de Janeiro 

*

TEMER COM 31% DE REPROVAÇÃO!

Uma pesquisa aponta que 31% dos brasileiros desaprovam o presidente interino Michel Temer. Pelo jeito, basta inverter para ver que nada mudou, já que a presidenta gerenta incompetenta Dillma tinha 70% de reprovação. Continua tudo igual e mostra que o povo brasileiro quer sim o impeachment. Ruim com Temer, tenebroso com Dillma.

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo 

*

TEMER X DILMA

Por que será que os institutos de pesquisa não fazem a pergunta que precisa ser feita: qual presidente da República o sr(a.) prefere: a) Michel Temer; b) Dilma Rousseff ? O resultado dessa pesquisa é o que mais interessa atualmente à população brasileira e pode ajudar os senadores que ainda estão indecisos na votação definitiva do impeachment.

Sergio Vivacqua de Medeiros rsvivacqua@yahoo.com.br

Rio de Janeiro 

*

FARSANTES

"É inegável que o Brasil se tornou uma república egoísta, corporativista. Temos socialistas de botequim, ganham altos salários, cuidam dos seus interesses corporativos e entre um champanhe e outro fazem discursos pelos pobres". Eis uma definição que não deixa dúvidas sobre quem são os socialistas. Têm um discurso fácil, voltado aos pobres, mas de concreto, somente promessas. Para aqueles que votaram em Dilma achando que ela fosse tornar a vida das pessoas melhor, basta ver a crise em que o País está metido. Mas para os socialistas o mundo é cor de rosa. A fala acima é do ministro Gilmar Mendes, que conhece muito bem esses socialistas farsantes.

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

ABSURDOS

Estão nas mãos do Supremo Tribunal Federal processos contra o presidente do Senador Renan Calheiros há quase 10 anos. Agora ele resolveu tomar providências para se proteger da justiça juntamente com seus pares, tentando interferir nas investigações com medidas cerceadoras.  Em algum outro país sério isto poderia estar acontecendo?

Luíz Frid  luiz.frid@globomail.com

São Paulo

*

JUDICIÁRIO MAIS CARO DO MUNDO

Parabéns ao desembargador Reis Friede pelo artigo de quinta-feira (30/6, A2). Alguém do Judiciário ter a coragem moral de abordar tal tema é uma raridade! Diagnóstico e análise perfeitos. O orçamento do Poder Judiciário está praticamente igual ao das Forças Armadas. E os efetivos? Há mais servidores na Justiça (418 mil) do que nas Forças Armadas (330 mil). Dados inacreditáveis! Somente nessa Terra dos Papagaios! Somos os vice-campeões do mundo em  gastos no Poder Judiciário, considerando a régua do PIB. Perdemos para El Salvador, que tal?

José Antonio S. Bordeira bordeira@compuland.com.br 

Petrópolis (RJ)

*

EXEMPLO RARO

Juiz de Minas Gerais renuncia ao próprio aumento salarial. Exemplo de cidadania, e de preocupação com a sociedade como um todo. Parabéns. 

Maria Lucia Ruhnke mlucia.rjorge@gmail.com

Piracicaba

*

FORÇA, MOURO!

Se o Juiz Sérgio Mouro continuar com seu magnífico trabalho, que é o que a sociedade espera, ele ainda terá muito a fazer ainda! 

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

ECONOMIA À BANCARROTA

Os ministros, senadores, deputados, vereadores, governadores e prefeitos nada fizeram nos últimos meses para tirar o Brasil da inércia. As indústrias diminuíram significativamente a produção, o comércio fechou as portas diariamente e, como consequência direta, o desemprego aumentou sem parar. O País vive hoje uma guerra política, nunca antes vista. Somente os interesses políticos estão sendo discutidos e considerados. Os 200 milhões de brasileiros estão sofrendo continuamente por causa de centenas de vagarosos políticos, que convivem com presidentes das casas parlamentares denunciados por diversos crimes, bem como a presidente afastada, Dilma Rousseff.

 

José Carlos Saraiva da Costa jcsdc@uol.com.br

Belo Horizonte 

*

FORO PRIVILEGIADO

Foro privilegiado é sinônimo de impunidade. Os políticos jamais abrirão mão desta regalia. E por quê?  Tudo é muito lento no Supremo Tribunal Federal (STF). Dormitam nas gavetas daquela entidade mais de 2.000 processos (dados de 2014). Processos com mais de 20 anos. Alguém já viu uma sessão do STF? Já começa atrasada em pelo menos meia hora. O relator de uma matéria perde pelo menos 2 horas lendo seu parecer que todos antecipadamente já conhecem. E são emitidos mais 10 votos muitas das vezes todos iguais, mas ditos de forma diferente. Ministros morrem e se aposentam e nada acontece. E assim o tempo passa e os bandidos ficam soltos... 

Iria de Sá Dodde iriadodde@hotmail.com

São Paulo

*

TENTANDO ESCAPAR DA JUSTIÇA

Queremos preservar a democracia a todo custo. Vemos como alguns agentes da própria sociedade civil trabalham contra. Os exemplos são Renan, Cunha, Toffoli. Eles esticam os limites para ver até onde podem avançar. E não sabemos reagir à altura para barrar esses elementos. Interessante é que a Legislação prevê salvaguardas para os excessos do Executivo, mas o Legislativo e o Judiciário parecem eximidos de responder à sociedade.

Milan Trsic cra612@gmail.com

Ribeirão Preto 

*

COMO CONFIAR?

Numa época de vacas magras, contas negativas, recorde de desempregos, anunciam 42% de aumento a uma classe com altos salários; 12,5% ao Bolsa Família; e talvez autorizem um aumento de 5% aos aposentados que trabalharam de fato por toda a vida.  E o STF, órgão máximo da nossa Justiça, manda soltar um ladrão de colarinho branco, que fraudou velhos aposentados e indefesos de maneira vil e covarde! Enquanto este mesmo tribunal ameaça tirar o mandato do deputado que fala a verdade nua e crua que dói aos corruptos? Chega de mentiras julgamentos politizados, o povo enxerga tudo isto que enfraquece nossas esperanças de dias melhores, a Operação Lava Jato pelo jeito em breve sofrerá ingerências para ser enfraquecida, uma vergonha para os pagadores de impostos e que desejam dias melhores para todos. 

Júlio Jose de Melo julinho1952@hotmail.com

Sete Lagoas (MG)

*

AUMENTO DO JUDICIÁRIO

41% de aumento para o Judiciário. Queremos ver quanto será o aumento para os aposentados, pense muito, sr. Temer, antes de anunciar este valor. O senhor estará correndo o grande risco de trair grande  parte dos brasileiros que  o apoiaram.

Valdir Sayeg valdirsayeg@uol.com.br

São Paulo

*

O ÚNICO PARTIDO NO MUNDO

O PT é o único partido no mundo que rouba os trabalhadores e associados. Além do mais, fizeram o Brasil ficar conhecido mundialmente como o país da corrupção, da violência com 150 assassinatos por dia, da zika, do impeachment prolongado, da recessão, do estupro coletivo, etc. Além do lugar em que há quinhentos e sessenta processos no Supremo Tribunal Federal (STF) envolvendo políticos com foro especial. E ainda há pessoas que defendem a volta da senhora de Brasília e do seu criador.

Felipe Schittini fschittini@gmail.com

Rio de Janeiro 

*

PT

Esse partido tinha mesmo a certeza da impunidade para agir assim e também certeza da sua continuidade no poder. Mas não contava com a Lava a Jato e com o seu destemido juiz. Vivemos um momento histórico que, quiçá, mudará os rumos da nossa política. E esse partido deve ser extinto, depois de todos serem presos. Todos. Viva a Polícia Federal!

Elisabeth Migliavacca 

São Paulo

*

DISTÂNCIA

Pela quantidade de escândalos aparecendo quase que diariamente, mostrando toda a capacidade dos petistas de roubar dinheiro de todos e em todos os lugares, meu conselho: se você é uma pessoa de bem, e conhece um petista, afaste-se dele imediatamente.

André Coutinho arcouti@uol.com.br

Campinas 

*

SUMIÇO

Não é saudade, mas percebo que o sr. Luii Inácio anda ausente de eventos e da mídia em geral. Por que será?

J. Perin Garcia  jperin@uol.com.br

São Paulo

*

FUGINDO

Não consigo acreditar que Lula, a alma mais honesta do planeta, continua fugindo de Moro, assim como o diabo foge de cruz. Afinal de contas, se não deve nada, foge de quê? Tem medo do quê? Seria de bom alvitre que ele viesse a público e falasse toda a verdade, em invés de ficar fugindo e bradando tantos impropérios e se mostrando cada vez mais ridículo.

 

José Fernandez Rodriguez rodriguez1941@gmail.com

Santos

*

ALGO ESTÁ ERRADO

É estarrecedor, para não dizer o mínimo! Em 25 dias, três ações policiais na cidade de São Paulo terminaram com mortes de crianças e jovens. No dia 2 de junho, dois meninos de 10 e 11 anos furtaram um carro. Na perseguição, o mais novo acabou morto com um tiro disparado por um policial militar. No sábado, um garoto de 11 anos morreu de maneira semelhante, mas atingido por um membro da guarda civil metropolitana (GCM). O terceiro caso ocorreu dois dias depois, na segunda-feira. Policiais militares perseguiram um carro que havia furado um bloqueio e acertaram nele 16 tiros, baleando na cabeça um universitário de 24 anos. O rapaz morreu no hospital. As três ações estão sob investigação e ainda não dá para descartar que os agentes tenham reagido a tiroteio. Mas aumentam os indícios de que isso não tenha ocorrido. O caso mais grave foi o da GCM. Guardas-civis não podem perseguir suspeitos. Se vêm um flagrante e o criminoso foge, devem imediatamente acionar a PM. Para piorar, os dois colegas do guarda que atirou não confirmam ter ouvido disparos do fugitivo. São raras as mortes causadas pela GCM, que tem um efetivo de 6.100 guardas na capital. No ano passado, foram cinco pessoas. Em 2016, três. A conclusão que se chega é que tem algo errado ai. A PM, em comparação, tem 87 mil homens no Estado (35 mil na capital) e foi responsável por 580 mortes em 2015. É o que podemos chamar de uma verdadeira guerra urbana. No primeiro trimestre de 2016, ações da PM resultaram em 141 mortes. Até houve uma redução na comparação com o mesmo período do ano de 2015, mas o número permanece muito alto. É o triplo do que se recomenda mundo afora. Não é nada fácil para os governos paulistas combater a violência de suas polícias. Os últimos acontecimentos deveriam servir de alerta para redobrar esse esforço e evitar que o número de mortos em confronto aumente ainda mais. Chega de violência, já basta a crise que estamos enfrentando no dia a dia!                       

                                     

Turíbio Liberatto turibioliberatto@hotmail.com

São Caetano do Sul

*

INUTILIDADE

O prefeito Fernando Haddad, além de não resolver nada na área de mobilidade urbana, de saúde, educação, piorou e muito a guarda civil municipal. A cidade está um caos, principalmente o centro, estive na Praça da Sé, depois de alguns anos sem ir, e me assustei com a sujeira e o lixo comum nas vias públicas. Uma vergonha!

Celso de Carvalho Mello celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

*

DESMORONAMENTO

Mais da péssima administração praticada, ou melhor dizendo, da falta dela e da incapacidade total do prefeito Fernando Haddad, pupilo do cara para tocar a cidade de São Paulo. Basta ver o desperdício (para não dizer outra coisa) do nosso dinheiro nas manutenções constantes fraudulentas que ocorrem na Av. Ricardo Jafet e Av. Prof .Abraão de Morais no bairro da Saúde, para recuperar o leito do córrego Ipiranga, onde basta chover para que desmoronem suas laterais constantemente, mesmo as que já foram recuperadas mais de uma vez. Nessa última, além do desmoronamento gigante, uma ponte desmoronou num cruzamento de suma importância. Pela maneira que trabalham, esta obra levara no mínimo dois anos para justificar o preço que será cobrado. Vergonhoso, indecente, absurdo...  

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

*

OBRAS E OBRAS

Sr. prefeito, o que está sendo feito com o antigo Chuvisco (clube da falida Varig) no Jardim Aeroporto? Não era para ser um parque com muito verde? Está sendo construída uma espécie de galpão ou coisa parecida, tudo só concreto e nenhuma área verde. Nossa região está carente de praças e a esperança era que teríamos um parque com muita área verde como era o ex-clube da Varig para fazer as atividades físicas, mas foi tudo por água baixo. Fora isso que inauguraram a extensão da Av. Água Espraiada e quem desce a Lino de Moraes para cruzar essa avenida tem de enfrentar um trânsito danado.

Celso Nascimento celso@directasa.com.br

São Paulo

*

DRAMAS PAULISTANOS

 

Em "Muito barulho, poluição, sujeira e dramas", o jornalista Washington Novaes começa sua abordagem sobre o ruído que afeta nossa cidade. As consequências mais graves são a surdez e o zumbido, males que não permanecem isolados e impactam o sistema nervoso central, gerando intranquilidade, ansiedade, desconcentração, insônia, agressividade, dependência e várias sequelas. Teriam nossos ancestrais maior consciência disso? Em 1867 carros de boi que rangiam por falta de graxa eram multados. Em 1922 ato municipal reprimiu o estalo por chicotadas em cavalos. Hoje, São Paulo é considerada uma das cidades mais barulhentas do mundo. Por essas e outras podemos avaliar a qualidade de vida do paulistano do século 21. 

 

Amadeu R. Garrido de Paula amadeugarridoadv@uol.com.br 

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.