Fórum dos Leitores

PROTESTOS 'FORA DILMA'

O Estado de S. Paulo

18 Agosto 2015 | 03h00

O dia depois

O Brasil protesta contra o mau governo e suas consequências. Cada grupo social tem reivindicações e anseios diferentes, que se igualam, porém, no contexto de mais empregos, melhores salários, menos impostos. Quem protesta parece acreditar que com a saída da presidente, num golpe de mágica, a situação teria uma reviravolta positiva, que, entretanto, não tem como ocorrer. A crise econômica é uma realidade. A culpa pela crise é dos governantes e parcialmente de quem os colocou na posição que lhes permitiu fazer o que fizeram. O governo, esquecendo os discursos demagógicos e inconsequentes da presidente, sob o comando do ministro Joaquim Levy, está fazendo a lição de casa, começando a tratar o doente com remédios de sabor amargo, dada a necessidade de encolher a estrutura governamental, aumentar a arrecadação e acabar com a roubalheira. Quem quer que substitua a presidente não terá opções capazes de evitar os sacrifícios que o povo terá inevitavelmente de enfrentar. Impostos e tarifas aumentarão proporcionalmente às necessidades de caixa e não adiantará protestar, pois ninguém conhece a mágica para gastar mais do que ganha. A dívida do governo está aí para demonstrar esse enunciado. O motor da economia continuará sendo a agricultura, ajudada (se o exterior, principalmente a China, mantiver os níveis atuais) pela exportação de matérias-primas. Os empresários e os capitalistas brasileiros, cumprindo o dever de participar da recuperação da Nação, precisarão investir, pois os investimentos externos se tornarão mais difíceis; a indústria terá de inovar, melhorando sua eficiência e produtividade para ser competitiva. O futuro terá poucas chances de mudar esse cenário e a pílula continuará amarga. Por isso será pouco produtivo tentar trocar o comando. O importante é manter o ministro da Fazenda. Coragem, sr. Levy.

FRANCESCO MAGRINI

framagr@ig.com.br

Cachoeira Paulista

*

Antes tarde do que nunca

Finalmente vimos o presidente do Conselho Federal da nossa gloriosa OAB, dr. Marcus Vinicius Coêlho, manifestar-se em defesa do povo na nota em que diz que a presidente Dilma Rousseff "precisa pedir desculpas ao Brasil". A OAB sempre esteve presente nos movimentos sociais e não pode agora, ante o colapso em que se encontra nosso país, ficar inerte. Alea jacta est.

ADALZIJO DA SILVA

adalzijosilva@uol.com.br

Itapevi

*

Ao sugerir que Dilma peça desculpas à Nação, a OAB se equivoca totalmente. O efeito seria o mesmo de uma pessoa que assalta um banco, aproveita o fruto do assalto, depois o devolve corrigido pela poupança e estamos conversados. Essa senhora, apoiada por seu patrão, mentiu descaradamente. Execrou os adversários, plantou falsas expectativas, foi omissa e leniente (até que se prove o contrário) enquanto ministra e presidente do conselho da Petrobrás. Onde as desculpas se encaixam nisso? A única saída digna seria a renúncia, porém, para quem não tem escrúpulos e pensa que tudo se pode resolver pela força, dignidade é um predicado sem valor.

JOÃO ISRAEL NEIVA

jneiva@uol.com.br

São Paulo

*

Melancólico crepúsculo 

O artigo A hora do Brasil, de Carlos Alberto Di Franco (17/8, A2), tocou no essencial: a eventual - ainda que questionável - legitimidade do mandato outorgado a um político não outorga salvo-conduto para malfeitos e malabarismos ruinosos. Triste crepúsculo de uma forma de governar embaindo ingênuos, bem retratada num expressivo cartaz da manifestação de domingo na Avenida Paulista: "Minha geração levou o PT ao poder, temos a obrigação de tirá-lo".

ROBERTO MORTARI CARDILLO

roberto@cardillo.com.br

São Paulo

*

Manifestações

Nas manifestações de domingo ficamos gratos pela primeira vez em que Lula apareceu como o principal ator desse grande teatro que é a corrupção no País. Também gostamos de ver o apoio ao juiz Sergio Moro, à Polícia Federal e ao Ministério Público. Felizmente, a população está acordando e provando que ainda podemos reverter essa situação degradante de tanta roubalheira dos recursos públicos. O instituto do ex-presidente esqueceu que a prisão dele (na ditadura) foi uma farsa, de acordo com a narrativa do livro Assassinato de Reputações. Nas próximas eleições devemos expurgar os bandidos e os partidos corruptos.

ODILÉA MIGNON

cardosomignon@gmail.com

Rio de Janeiro

*

O 13-171

O boneco inflado do Lulla com a inscrição 13-171, em Brasília, foi demais. Aquele negócio de operário humilde nunca existiu. Prepotente, disse que teria descoberto o Brasil se fosse daquela época. Hoje desmascarado, objeto de deboche, deveria ter vergonha na cara e hombridade e se afastar da política. Para ser possível um evento com manifestações de apoio a elle alguém patrocinou ônibus, banda de música, churrasco e algum dinheiro.

CELSO DE CARVALHO MELLO

celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

Os criadores do boneco de Brasília podem patenteá-lo para industrializar chaveirinhos e vendê-los aos turistas estrangeiros e também aos brasileiros que adoram a figura.

JOSÉ ROBERTO CICOLIM

jrobcicolim@uol.com.br

Cordeirópolis 

*

Contraste

Enquanto milhões se reuniam espontaneamente em mais de 200 cidades, a CUT fretou 30 ônibus e forneceu churrasquinho e cerveja para juntar, na frente do Instituto Lula, um punhado de marionetes com a foto do Lula de 1980 nas camisetas... Esse ajuntamento e a nota do instituto são patéticos! Realmente o PT perdeu o rumo.

CÉSAR GARCIA

cfmgarcia@gmail.com

São Paulo

*

Foi o Zé

Pela nota do Instituto Lula afirmando a inocência do ex-presidente, chega-se à única conclusão: o que rolou de roubalheira e corrupção nos governos do PT foi por ordem de José

Dirceu. 

CLAUDIO JUCHEM

cjuchem@gmail.com

São Paulo 

*

PT e PMDB

Neste momento em que todo o descontentamento popular se volta para o PT, é bom lembrar que suas lambanças foram feitas graças ao irrestrito apoio que teve sempre do PMDB. Não é justo que este saia ileso e até em situação vantajosa.

NÍVEO AURÉLIO VILLA

niveoavilla@terra.com.br

Atibaia

*

O RECADO DAS MANIFESTAÇÕES 

Não é possível que uma presidente, com apenas 7% de aprovação, diante das manifestações que ocorreram neste domingo (16/8) no País inteiro, não se dê conta de que deve renunciar ao cargo! O Brasil clamou por isso, o povo quer isso. Chega de Dilma, Lula e PT!

Carlos Eduardo Barros Rodrigues

ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

*

MEDO DA FEROCIDADE PETISTA

Que o governo não se iluda, os 800 mil nas ruas contra Dilma, Lula et caterva poderiam ter sido duplicados. Acontece que grande parte das famílias brasileiras, diante da ameaça do presidente da CUT e das manifestações programadas pelo PT em defesa do governo, evitou sair às ruas, conhecendo a ferocidade das milícias petistas. O governo parece confiar na subserviência do Judiciário e no espírito de Calabar encarnado em Renan Calheiros. 

Jair Gomes Coelho

jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

*

FORA, PT!

Quem diria? O mito Lula se esfarelou totalmente. Nas manifestações de domingo o que mais se viam eram cartazes mandando Lula sumir, desaparecer ou coisas piores. A corrupção não consegue mais ser aceita e tolerada. Os corruptos exageraram, os políticos não têm vergonha de fazer conchavos e a população não quer mais financiar as falcatruas. Os gritos de "fora Dilma", "fora Lula" e "fora PT" ecoaram pelo País todo. E os petistas que nunca se envergonham do mal que já fizeram ao País conseguem que os cidadãos se enraiveçam ainda mais quando fazem declarações ridículas, menosprezando a população trabalhadora. Se o governo ainda não percebeu que já acabou, é porque não consegue ver a realidade. Talvez a Justiça e a Operação Lava Jato ainda têm de mostrar mais o que já está claro para os brasileiros. Pois no fundo nem eles, os petistas, acreditam mais nas mentiras deles mesmos. O mito PT e o mito Lula se acabaram. Fora!

Maria Tereza Murray  

terezamurray@hotmail.com

São Paulo

*

DÚVIDA

E aí, presidenta, vai insistir no Lulla?

Wilson Cassio Cavazzani

cavazzani@hotmail.com

São José dos Campos 

*

FIM DOS CONCHAVOS 

Fui para rua e ouvi: fora, Dilma, Lula e PT! E até fora, PMDB! A nossa bandeira jamais será vermelha! Aplausos para Sérgio Moro!  Abaixo à corrupção! Impeachment! Renan, traidor! E agora, cidadão? Eu percebo que as demonstrações foram mais fortes do que as anteriores. Penso que os congressistas foram eleitos para atender os cidadãos, não para fazer conchavos de conveniência ocasional. Assim sendo, o Congresso teria de votar o impeachment logo que as contas de 2014 forem publicadas!  Sabe-se o que tem de constar lá. O mesmo vale para a conservação da floresta Amazônica, do cerrado e de outros biomas, que são do patrimônio nacional e não de ladrões de terras - grileiros, pecuaristas, etc. Defendam o que é seu!

Harald Hellmuth

hhellmuth@uol.com.br

São Paulo

*

PROTESTOS

Dilma proíbe os ministros de falarem sobre os protestos. E quem quer ouvir os comentários desses "ministrinhos"?

Lourdes Migliavacca

lourdesmigliavacca@yahoo.com

São Paulo

*

DIFERENÇAS

Em resposta às declarações de representantes do governo federal e municipal minimizando as manifestações de domingo na cidade de São Paulo, é posta a pergunta: Por que a diferença de números? Na Avenida Paulista, aproximadamente 350 mil pessoas e no Instituto Lula, aproximadamente 500 pessoas; com a flagrante diferença de que na Avenida Paulista compareceram famílias inteiras espontaneamente. Já no Instituto Lula manifestantes chegaram uniformizados, em ônibus fretados. É preciso dizer mais alguma coisa?

Lenke Peres

Cotia

*

AMEAÇA DO PRESIDENTE DA CUT

Não se preocupem com incitação à guerra armada, em pleno Palácio da Alvorada, dita pelo presidente da CUT: "Cão que ladra, não morde". Mas as palavras ditas repetidamente pela presidente Dillma dizem muito: "Quem joga bomba, não quer diálogo"! O que nos leva a muitas  interpretações. Uma, ela confessa seu passado de guerrilheira da luta armada, que jogou bombas a torto e direito, sem uso do diálogo, um golpe! Outra, de forma mais velada, nas entrelinhas: que apoia o discurso acalorado do presidente da CUT: Cuidado, se não houver diálogo, tudo pode acontecer! Dillma tenta encobrir seus erros, apoiada na ação que o PT mais conhece, quando acuado: "golpe". Fazendo de conta que o Brasil de hoje continua mergulhado na ditadura passada, e não numa democracia consolidada, cujas leis claras qualquer presidente precisa seguir. Simples assim!  

Beatriz Campos

beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

ORDEM DE PRISÃO

O mínimo que um presidente que se preze deveria ter feito era ter dado ordem de prisão para o irresponsável dirigente da CUT que ameaçou a população brasileira com armas. Daí podemos avaliar as intenções dessa presidente com "p"minúsculo.

Mario Ghellere Filho

marinhoghellere@gmail.com

São Paulo

*

FIGURA DE LINGUAGEM

Dizer que pegariam em armas para acuar a população brasileira é o cúmulo dos absurdos. Onde estão as Forças Armadas do Brasil, o ministro da Justiça e a própria presidente da República para garantir o livre direito à manifestação? Falta agora tratar o discurso raivoso e intimidador do presidente da CUT, Vagner Freitas, como figura de linguagem...

Ricardo C. Siqueira

ricardocsiqueira@globo.com

Niterói (RJ)

*

DECLARAÇÃO DE GUERRA

Irresponsáveis as declarações do presidente da CUT, que nem sequer foi reprimido pela presidente. Esqueceram-se de que bandidos de sindicatos se transformaram em sindicato de bandidos. Pobre Brasil, cuja administração pública está coalhada desta gentalha da pior espécie. Em que mãos o País está! 

Paulo de Tarso Abrão

ptabrao@uol.com.br

São Paulo

*

GOVERNO DILMA

Brasil, pátria educadora da contravenção e imoralidade públicas!

Francisco José Sidoti

fransidoti@gmail.com

São Paulo

*

SEM DESCULPAS

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), sr. Marcus Vinícius Furtado Coelho, divulgou nota dizendo que a presidente Dilma deveria pedir desculpas pelas mentiras usadas nas últimas eleições.  Hoje sabemos que os Planos de Saúde operam atendendo ao maior número de pessoas por meio de convênios mantidos pelas empresas. Mas com o desemprego a todo vapor, as pessoas não conseguem pagar os Planos de Saúde e acabam migrando para o atendimento do SUS, que hoje está uma porcaria e ficará ainda pior, acarretando com isso no futuro o aumento de mortes por falta de atendimento. Eu como brasileiro não aceito somente a desculpa dessa incapaz que hoje governa o Brasil. Devemos no futuro julgá-la como a única responsável pelas mortes que ocorrerão daqui para frente pelo mau atendimento feito pelo Estado. Em outros países já vi governantes sendo julgados por genocídio e que não lhes foi dada a prerrogativa de simplesmente pedir desculpas, porque uma vez a pessoa morta de que vale lhe pedir desculpas.

Urias Borrasca

urias@mercosulrefratarios.com.br

Sertãozinho

*

OPORTUNISMO DA OPOSIÇÃO

Participação tardia dos maiorais do PSDB nas manifestações - é muita hipocrisia e oportunismo de alguns dos maiorais do PSDB comparecer à manifestação de domingo.  Só agora? Por que eles e o partido não colaboraram nos protestos que ocorreram entre 2007 e 2012, organizados por entidades de caráter patriótico na mesma Av. Paulista? Só agora que a situação se agravou de forma preocupante e irremediável, eles querem aparecer? Oportuno também lembrar a atuação amiga, fraca, covarde e omissa desses políticos na oposição ao governo, desde 2003. O povo está alerta. Só devemos lamentar o destaque dado pela mídia às aparições dos Senhores Aécio, em Belo Horizonte, e de José Serra, em São Paulo.  Por que só agora?

João Alfredo Castelo Branco

telobra@ibest.com.br

São Paulo

*

HÁ ESPERANÇA

Eu estava na Avenida Paulista anteontem e aprendi mais uma lição: que maravilhoso poder tem a multidão de nos dar esperança e coragem.

Eduardo Augusto Delgado Filho

e.delgadofilho@gmail.com

Campinas

*

FRASE DO DIA

Fica, Dilma e arrasa o Brasil!

Cloder Rivas

martosclosir@ig.com.br

São Paulo

*

MANIFESTAÇÕES

Dilma conseguiu reunir na quinta-feira cerca de 1.000 pessoas que a apoiaram, e certamente teve de patrocinar a ida delas a Brasília. O Brasil respondeu no domingo com quase 1.000.000 de pessoas em todo o Brasil, que saíram de suas casas, de graça, para defender a volta de um País limpo, livre de corruptos e de incompetentes para que nossos filhos e netos possam ter um futuro resultante de uma boa educação, com governos que respeitem as leis e a população.

Aldo Bertolucci

accpbertolucci@terra.com.br

São Paulo

*

BALÃO DE AR

Lula, hoje você não passa de um ridículo e caricato balão de ar!

Eugênio José Alati

eugeniojalati@gmail.com

Campinas 

*

FIGURA DE LULA

Nunca o ex-presidente Lula esteve tão bem representado como no domingo, um boneco 13- 171, em frente ao Congresso Nacional.

Antonio Boer

toboer@uol.com.br

Americana 

*

PROTESTOS GUARANÁ

No Instituto Lula, a tal "vigília pela democracia" terminou como "Festa da tubaína!". 

A.FERNANDES

standyball@hotmail.com

São Paulo 

*

PROTESTO PAGO

Para proteger o Instituto Lula, tiveram de contratar 30 ônibus para trazer de São Bernardo os guardiões, além de lhes pagar almoço, diária, lanches e outras benesses. Ou seja, os apoiadores de Lula só se mexem com muita mordomia paga obviamente pelos contribuintes. Enquanto isso lá na Paulista, meio milhão de pessoas se reuniram para pedir a saída da presidenta Dilma, sem custar um centavo ao erário.

Renzo Orlando

renzoorlando@uol.com.br

São Paulo

*

ARMAS EM PUNHO

Os militantes pró-Dilma e Lula empunhavam marmitex, com direito à ajuda de custo.

Arnaldo Ravacci

arnaldoravacci05@gmail.com

Sorocaba

*

ANALISTAS DE PLANTÃO

Sobre os protestos de anteontem em todo o País, deve ser certo que o governo não vai ser atingido, segundo os "especialistas" de plantão. O jornal O Estado de São Paulo disse que o governo acendeu "sinal amarelo" e vê imagem de Dilma colada ao desgaste do PT.

Tanay Jim Bacellar

tanay.jim@gmail.com

São Caetano do Sul

*

MENTIRAS NA TV

Não queremos ver mais petistas na TV! Não aguento ver petistas falando mentiras e besteiras, como na entrevista desta segunda-feira (17/8) sobre as manifestações.   Mentem com uma normalidade irritante!

Luiz Carlos Abel

luizcarlosabel@uol.com.br

São Paulo

*

PT NÃO TEM OPOSITORES

Onde está a oposição? O PSDB sempre fica em cima do muro, aguardando os acontecimentos para tomar uma posição. Seus líderes não chegam a um acordo. Parece que é cada um por si. Marina Silva desapareceu. Com esta oposição Dilma vai continuar bagunçando o País até o último dia de seu mandato. Se fosse o contrário e o PT fosse oposição, o presidente já teria caído faz tempo. Como oposição o PT é muito competente, já como governo...

Elisabete Darim Parisotto

beteparisotto@gmail.com

São Paulo

*

ELIANE CANTANHÊDE

Desnecessário comentar, após a leitura no Estadão da coluna de Eliane Cantanhêde ("Recado das ruas" A7, 17/8). Falou e disse; oxalá no Planalto alguém leia e pelo menos entenda o recado. 

Mario Cobucci Junior

maritocobucci@uol.com.br

São Paulo

*

SALÁRIO DO STF

Se os professores paulistas pudessem sentar em suas cadeiras e aumentar os próprios salários, talvez não tivessem passado por todos esses embates que não só os prejudicaram, mas a toda população. Agora eu gostaria de entender como o TJ-SP, por exemplo, vai arcar com esses aumentos, já que tem, reiteradamente, reclamado do orçamento que praticamente só tem dado conta do gasto com pessoal. O STF deveria empenhar-se em melhorar a qualidade da Justiça no Brasil, viabilizando, verdadeiramente, o acesso à Justiça pela integral digitalização dos processos e adotando procedimentos que visem à celeridade. É disso que a população precisa. Mas, aumentar substancialmente os próprios salários em tempos de crise não pega bem não!

Cíntia Thomaz

cintiathomaz@gmail.com

São Paulo

*

SALÁRIOS DOS SERVIDORES

A Unicamp colocou à disposição em seu site a remuneração de seus professores e funcionários. As outras duas universidades do Estado (USP e Unesp) deveriam fazer a mesma coisa. Na verdade, o governo do Estado deveria deixar à mostra essa tabela de todo o funcionalismo. A população de São Paulo tem o direito (na verdade, o dever) de saber quanto ganha toda essa equipe de servidores, incluindo os da Assembléia Legislativa, do TCE, do Tribunal de Justiça etc. Por que uns ganham tanto para não produzir e fazer nada e outros arriscam a vida para ganhar pouco? E aí, governador Alckmin?

André Coutinho

arcouti@uol.com.br

Campinas 

*

QUEM CALA, CONSENTE

Na quarta-feira passada, dia 12/8, Vagner Freitas, presidente da CUT, no Palácio do Planalto, na presença da presidente Dilma Rousseff, em cerimônia oficial, conclamou seus apaniguados a pegarem em armas contra seus adversários políticos. No dia seguinte, em São Paulo, assassinos encapuzados pegaram em armas e mataram 18 pessoas em chacina, e 12 das vítimas não tinham antecedentes criminais.        Aparentemente tais atos são desconexos, mas a grave omissão (mais uma no currículo presidencial) e o leniente silêncio de Dilma diante de uma conclamação à violência, feita na sua presença, na sede do Poder Executivo Federal, torna tudo conexo. Se uma presidente da República se cala diante de uma incitação gratuita ao ódio, tudo se torna absurdamente possível no Brasil.

Túllio Marco Soares Carvalho

tulliocarvalho.advocacia@gmail.com

Belo Horizonte (MG)

*

A CAUSA DAS CHACINAS

A polícia civil e militar de todo o Brasil faz um trabalho perigoso de investigação e enfrentamento da bandidagem, arriscando a vida diariamente. O resultado são prisões de criminosos perigosos e a soltura quase imediata deles pela Justiça. Nossas leis são moldadas para não permitir que quem tem recursos fique preso, e o cidadão fora da lei é preso e solto várias vezes e acaba assassinando policiais. Ver diariamente o cidadão comprovadamente marginal andando tranquilo na rua, no seu "território", e policiais sendo assassinados por estes marginais pode levar a chacinas como a ocorrida em Osasco. Se a Justiça é respeitada, mas não é eficiente, qual é a solução para a proteção do povo e dos policiais que os protegem?

Luiz Ress Erdei

gzero@zipmail.com.br

São Paulo

*

 'O RABO DE GRAMSCI' 

Sendo um pouco mais direto e menos economês que o "dono do vespeiro", o socialismo é a "doutrina de fazer nada e roubar o que os outros fizeram", que tem como igrejas, as diversas formas de comunismos espalhados pelo mundo inteiro. Nenhum comunista que se preze fala em produzir alguma coisa, mas simplesmente em roubar o que alguém está produzindo, como resultado, a falência soviética, cubana e coreana, e a China tentando se equilibrar no capitalismo selvagem do século 19. Mas ainda temos republiquetas implantando seu próprio comunismo, como a maioria das republiquetas das bananas da América Latina. O Brasil da Constituição de 88 está mostrando a cara do comunismo em sociedade espúria com coronelismo do poder e do "pudê", o ruim com o que há de pior. É só isso, o tal "comunismo tupiniquim", hoje manuseado nada mais nada menos do que pelo peleguismo sindical do PT.

Ariovaldo Batista

arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

*

E AÍ, BRASIL?

É desproporcional a prisão da jornalista brasileira por Rafael Corrêa, presidente do Equador. Será quê irão chamar o embaixador? 

Moises Goldstein

mgoldstein@bol.com.br

São Paulo 

Mais conteúdo sobre:
Fórum dos leitores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.