Fórum dos leitores

LULOPETISMO

O Estado de S. Paulo

29 Agosto 2015 | 03h00

Recessão confirmada

Só não percebe quem não raciocina ou não acompanha o dia a dia das notícias divulgadas à exaustão pela mídia. O PT meteu os pés pelas mãos e extrapolou os limites no alcance ao erário do País. Gastos sem controle em tudo, desvios e roubos estratosféricos com total consentimento da Presidência, de ministros, secretários, chefes, funcionários e até auxiliares. O PIB cai 1,9% no segundo trimestre, juros e dólar nas alturas, queda nas vendas e nos negócios em geral, provocando enorme queda das arrecadações dos municípios, dos Estados e da União, o que não ocorria desde 1990. Os salários dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, por sua vez, são por demais elevados, além das inúmeras mordomias e dos adicionais que ultrapassam os vencimentos nas grandes empresas privadas, até nas multinacionais. Essa receita é insuportável. Até o ex-presidente do Uruguai José “Pepe” Mujica entende o principal motivo da nossa crise: “Autoridades e políticos devem ganhar dentro dos limites da maioria da população, jamais nos valores da minoria da elite brasileira”. Acertou em cheio, o que é fácil de comprovar pela elevada carga tributária a que somos submetidos. Se perdurar a demora de uma providência definitiva para a troca dos mandatários do País, atravessaremos momentos de extrema dificuldade econômica e financeira, a ponto de não conseguirmos honrar os compromissos do setor público. O País rico ficou pobre, pela roubalheira/corrupção de partidos políticos comandados pelo PT. E agora? Os que ainda estão no poder vão continuar tentando nos enganar? Fora Dilma, fora PT, antes que seja tarde demais! O Brasil vai parar...? 

LUIZ DIAS

lfd.silva@2me.com.br

São Paulo

Herança maldita do Lula

Pois é, Lula, enquanto o PIB dos EUA tem alta de 3,7%, o do Brasil recua 1,9% no segundo trimestre. Parabéns pela escolha do poste n.º 1, que está afundando o País naquela “marolinha”.

MARIA CARMEN DEL BEL TUNES

carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

O País na bancarrota

Estava escrito! Depois de o PT blefar na campanha eleitoral mentirosa de 2014 e mesmo antes de Dilma assumir o segundo mandato o País já tomava conhecimento do golpe petista, com a destruição dos fundamentos macroeconômicos. Se o ajuste fiscal em curso é capenga, já que também a arrecadação despenca, o selo dessa bancarrota da nossa economia está estampado no tamanho do tombo do PIB – no primeiro semestre já acumula queda de 2,1%. E a perspectiva dos analistas é de que o PIB em 2015 seja de -2,5%! Ou seja, aumento do desemprego, queda nos investimentos públicos e privados e uma inflação dolorosa, na casa dos 9,5%. Com esse currículo, acrescidas as pedaladas fiscais, Dilma perde a legitimidade para seguir governando o País.

PAULO PANOSSIAN

paulopanossian@hotmail.com

São Carlos 

Amadores

Meu velho pai já dizia: “Quanto mais pernas tiver a cadeira, mais difícil será caíres dela”. Levei esse ensinamento para os meus negócios, ou seja: é melhor ter muitos clientes pequenos do que depender de um só, mesmo que milionário. Se os “gênios” petistas tivessem alguma experiência no mercado, não teriam concentrado as exportações brasileiras na China. Resultado: eles espirram lá e nós ficamos gripados aqui. Se eles adoecerem, nós vamos parar na UTI.

JOÃO CARLOS A. MELO

jca.melo@yahoo.com.br

São Paulo

Rombo bilionário

Com a arrecadação em queda por causa da retração da atividade econômica e do aumento das despesas, o governo federal fechou o mês de julho com um déficit de R$ 7,2 bilhões. No ano, a União já acumula um rombo de R$ 9,1 bilhões, o equivalente a 0,27% do PIB. Trata-se do primeiro déficit primário desde 1997. A política de juros altos e do aumento da taxa Selic no governo Dilma Rousseff (PT) é um tiro no pé e o resultado desastroso é esse que estamos vendo, com o País semiparalisado e sem perspectivas de melhora da economia no curto prazo, algo inaceitável para um país rico, continental e pujante como o Brasil.

RENATO KHAIR

renatokhair@uol.com.br

São Paulo

Vitória trapaceada

Em evento com atletas brasileiros participantes dos Jogos Pan-Americanos, a presidente Dilma Rousseff fez uma analogia com a ameaça de seu impeachment, dizendo que no esporte se devem respeitar os resultados. Concordo, mas quando um esportista vence trapaceando (por exemplo, usando substâncias ilegais que possam melhorar seu desempenho), deve devolver a medalha e o título. A presidente deveria entender que se na política cabe aos derrotados respeitar o vencedor, cabe ao vencedor respeitar os seus eleitores.

LUCIANO NOGUEIRA MARMONTEL

automat_br@ig.com.br

Pouso Alegre (MG)

Dilma disse: “Atleta respeita vencedor”. Nós também. Mas voto não é só para ser contado, é para ser honrado!

VERA XAVIER

vcxavier@terra.com.br

Votuporanga

Contribuição permanente

Após a sua maior derrota como presidente, em 2007, com o cancelamento da CPMF, o sr. Lula da Silva tenta ressuscitar a famigerada Contribuição Permanente para Manutenção de Desocupados. Os valores vultosos das propinas da Petrobrás, “sempre legalmente declaradas”, secaram. Então, é preciso ver como resolver o problema. Vade retro, coisa ruim!

CELSO DE CARVALHO MELLO

celsosaopauloadv@uol.com.br

São Paulo

A volta do 13-171

O “Lula Inflado” é mais do que uma brincadeira. É uma provocação com efeito didático: fazer os brasileiros se acostumarem com a ideia de que Lula vai ser preso. 

LEO COUTINHO

leo.coutinho@uol.com.br

São Paulo

Se for necessário, disse Lula que vai disputar as eleições em 2018. Necessário para quem? Para os cumpanheiros? Para a “causa”? Para o bando? Que arrogância, quanta prepotência, quanto egocentrismo! Um pouco de humildade e realismo não fazem mal a ninguém. Né não?

LUIZ NUSBAUM

lnusbaum@uol.com.br

São Paulo

Perguntar não ofende: será que ele terá votos em Garanhuns?

MOISES GOLDSTEIN

mgoldstein@bol.com.br

São Paulo

Cartas selecionadas para  o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

A FAMIGERADA CPMF

É inacreditável que esse governo perdulário e irresponsável esteja querendo a volta do imposto do cheque, a famigerada CPMF. Ficou provado que todo o dinheiro que foi recolhido e deveria ter sido usado na saúde não foi e, pior, o governo sumiu com o dinheiro sem dar satisfações. Em entrevista ao SBT Brasil, em setembro passado, a candidata negou a intenção de recriar o imposto e disse: “Não, eu não penso em recriar a CMPF, porque acredito que não seria correto”. Ao ser reeleita, todos os brasileiros viram que Dilma mentiu e agora depois de ter afirmado que não achava certo recriar o imposto, está tentando recriá-lo, alegando que o tributo será dividido entre municípios e Estados. Será que os deputados e senadores vão embarcar nessa roubada? Dilma está à deriva e quer levar os brasileiros junto.  

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

A CULPA É DOS OUTROS

As contas do primeiro mandato de Dilma ainda estão travadas no Tribunal de Contas da União (TCU), com insistentes pedidos de prazo para justificar as pedaladas e a infração vergonhosa da Lei Fiscal, e já está a equipe econômica a voltar a sua atenção para as contas subsequentes, que, por certo, também não serão aprovadas. Por isso, já estão se preparando para gerar recursos com o possível retorno da malfadada CPMF, imposto que é a marca da equipe econômica, para tentar solucionar o problema de caixa. Mexer no número exagerado de ministérios, nada, reduzir as dezenas de milhares cargos comissionados, menos ainda. A equipe parece ignorar que reduzir despesas também aumenta receita.

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

*

ASSALTO OFICIAL

Os assaltantes oficiais vão tentar meter, ainda mais, a mão em nosso bolso. A famigerada CPMF ameaça voltar rebatizada de Contribuição Interfederativa da Saúde (CIS). Só mesmo neste país dirigido por bandidos é possível ver tamanha incompetência administrativa, pouca vergonha e mau caratismo. A mais recente imoralidade, outras virão, deverá ser proposta por emenda à Constituição. Se o novo/velho imposto for aprovado no Congresso, podemos ter certeza de que a metade da alíquota de 0,38% proposta, ou seja 0,19%, vai ser distribuída entre os nobres parlamentares em acordo pré-celebrado nos podres porões do Executivo e do Legislativo. A verdade é que não podemos esperar muito do país do Carnaval. 

Humberto de Luna Freire Filho hlffilho@gmail.com

São Paulo

*

LAMBANÇAS

O professor Adib Jatene, o pai da CPMF, depois das lambanças com a arrecadação desse imposto, que seria destinado à saúde  mas não foi, declarou estar arrependido de ter defendido essa ideia. Lembramos ainda que  não tínhamos uma corrupção endêmica como ocorre no momento!

Luiz Carlos Tiessi tiessilc@hotmail.com

Jacarezinho (PR)

*

A VOLTA DA CPMF 

A volta do Tributo mais impopular chega num momento de desespero nacional (Lembrar do doe ouro para o bem do Brasil). Se tivessem deixado o (saudoso)  Adib Jatene  usar o tributo, certamente teríamos hospitais do tipo Hospital das Clínicas (HC) em cada Estado da federação. 

Flavio Prada flavioprada39@gmail.com

São Paulo

*

A VOLTA DO TRIBUTO

 

Conforme informado pela Agência Estado (26/8), governo pretende volta da CPMF, também conhecida como “imposto do cheque”. Apesar do clima desfavorável no Congresso e na sociedade para um novo aumento da carga tributária, a avaliação é de que a volta do tributo é indispensável para tirar as contas públicas de um quadro deficitário em 2016, ano em que a economia brasileira continuará em ritmo lento. Talvez tenha chegado a hora de os trabalhadores pleitearem a volta do poder aquisitivo de seus salários, indispensável para “tirar suas contas de um quadro deficitário em 2016”!

 

Cláudio Moschella 

arquiteto@claudiomoschella.net

São Paulo

*

ROUBO DESCARADO

O imposto sobre a movimentação seria algo alternativo, com várias vantagens para substituir o atual sistema imbecil de impostos do País. Mas a cambada do governo está apenas querendo "acrescentar", e é claro que o dinheiro público correrá solto para pagar deputados e senadores para aprovar mais esse roubo descarado do governo sobre o povo, para custear a corte monárquica do poste D. Dilma como o imenso cabide de emprego do PT e seus "sócios" no governo.

Ariovaldo Batista

arioba06@hotamila.com

São Bernardo do Campo

*

COBRINDO A ROUBALHEIRA

Brasileiros, mais uma vez a conta da má administração e da roubalheira que impera no País será repassada para nós. Já está tramitando no Congresso e na Câmara projeto para a volta da CPMF. Todo este monte de dinheiro não será usado para melhorar a saúde, a segurança ou diminuir o desemprego. Mas sim para cobrir o rombo do governinho que aí está!

Urias Borrasca urias@mercosulrefratarios.com.br

Sertãozinho

*

BRASILEIROS NA UTI

Se o governo conseguir aprovar novamente, a cobrança da CPMF, com certeza desta vez vai ter de ser para saúde. Com mais impostos todos brasileiros ficarão doentes!

Luíz Frid luiz.frid@globomail.com

São Paulo

*

PANORAMA ECONÔMICO

Não é verdade, senhor Túlio Maciel. Ao longo dos últimos cinco anos, o uso do crédito consignado foi absolutamente inconsciente, agravado pela ignorância dos tomadores, vítimas completamente inocentes de propaganda institucional enganosa. Durante o mesmo período, a renda, de crescimento moderado, foi corroída inapelavelmente pela inflação e a inadimplência, vulgarmente denominada calote, chegou ao maior nível em 4 anos. Dourar a pílula nos dias atuais, tão difíceis, não engana mais ninguém.

Sergio S. de Oliveira marisanatali@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

*

MÁS NOTÍCIAS

Duas más notícias para quem é honesto e trabalha no Brasil. A esdrúxula idéia da CPMF e a ameaça do capo Lula de se candidatar à Presidência em 2018.

 

André Coutinho arcouti@uol.com.br

Campinas

*

LULLA EM 2018!

Enquanto Lulla sinaliza que voltará a se candidatar em 2018, o “pixuleco, apelido dado ao boneco inflável mostrando Lulla vestido de presidiário”, tem sua primeira aparição em São Paulo, depois da passeata do dia 16/8, em Brasília. Mas, pelo andar da carruagem, é melhor Lulla plantar abobrinha no seu sítio no interior de São Paulo. Isso se a Lava Jato não embargá-lo antes, porque na reforma do dito, conforme delação premiada de empreiteiro, investiu o  dinheiro roubado da Petrobrás! Pelo que vemos, até 2018 tem chão. Pela sua “biografia” e diante da atual crise brasileira criada pelo próprio, Dillma e o PT, melhor Lulla colocar a viola dentro do saco e ir saindo de bandinha!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

BARRADA NO PLANALTO

Parabéns ao funcionário do cerimonial do Palácio do Planalto, que “barrou” a presidente, Dilma Rousseff, na cerimônia de comemoração dos 10 anos do Bolsa Atleta. E não foi gafe nenhuma essa atitude, pois, entre os atletas havia vários cadeirantes, aos quais, sempre, devemos conceder todas as preferências. E mais, educação e respeito são deveres de todos! Ou até isso só vale para os outros? 

Sérgio Dafré Sergio_dafre@hotmail.com

Jundiaí 

  

*

A IRRITAÇÃO DE DILMA

Dona Dilma se irritou ao ser barrada pelo cerimonial do Palácio, para que desse preferência aos cadeirantes. Errou o cerimonial porque deficiente por deficiente, a presidente era a mais graduada. Deficiência de caráter supera qualquer outra.

Claudio Juchem  cjuchem@gmail.com

São Paulo 

*

PEGA NO ANTIDOPING

É verdade que a Dilma venceu a corrida presidencial, mas foi pega no exame antidoping! 

Eugênio José Alati eugeniojalati@gmail.com

Campinas

*

DILMA E OS ATLETAS

Embora acidental e injustificável, emblemático o que ocorreu na cerimônia de comemoração de 10 anos do Bolsa Atleta: um subalterno barra a presidente da República, numa exteriorização do quão irrelevante ela se tornou para o País e para o povo, inclusive os que, acreditando na sua ladainha e nas suas falsas informações, a elegeram. Quanto ao verbalizado respeito de um atleta (e de todos que prezam o esporte) por um concorrente que o vence, é bom lembrar que só merece esse respeito quem vence limpamente. Quem usa doping, uma forma de enganar, fraudar, ou seja, um meio imoral, uma baixeza, não merece respeito, mas tem de responder pela imoralidade e tão somente ser banido pela atitude fraudulenta, a bem da decência e da honestidade ao competir. Por isso, presidenta sapiens, é bom ir se acostumando... Em tempo: escalar juízes que acobertem o doping para usufruir de benesses como recompensa pela escalação também é imoral. 

Ricardo Hanna  ricardohanna@bol.com.br

São Paulo  

*

VENCEDOR OU PERDEDOR

Durante a cerimônia de comemoração dos 10 anos do Bolsa Atleta, em Brasília, Dilma declarou que "no esporte os atletas podem sofrer derrotas, mas respeitam o adversário e aceitam o resultado do outro atleta, que é o vencedor", alfinetando a oposição. Mas será que ela também sabe que muitos atletas podem perder suas medalhas e vitórias se, após um exame antidoping, for constatado a presença de substâncias proibidas no resultado dos testes? Pois é, Dilma, seu exame antidoping está sendo analisado no Tribunal de Contas da União (TCU) e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e, se apresentar mentiras durante a campanha, uso indevido de dinheiro público, pedaladas fiscais e prestação de contas maquiadas, você também perderá sua "medalha", isto é, seu cargo.

Maria Carmen Del Bel Tunes Goulart carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

*

BARRADA

Dilma ficou “fula da vida”, quando funcionário do cerimonial bloqueou sua passagem para dar prioridade a cadeirantes. Nossa, nem isso você respeita? Que feio, Dilma!

                                                                 Júlio Roberto Ayres Brisola

jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

*

VENCEDORES E PERDEDORES

Ontem nossa “quase barrada no baile” presidente Dilma fez um pronunciamento aos atletas participantes dos Jogos Panamericanos. Exaltou nobremente aos perdedores e defendeu o respeito aos vencedores (leia-se Aécio e Dilma, respectivamente). É uma verdade que faz parte do esporte e de todas as atividades, inclusive a da política. Faltou um pequeno detalhe: que o vencedor jogue dentro das regras e não use de artimanhas marqueteiras para ganhar (ou doping no caso do esporte – Lance Armstrong que o diga). O processo do TSE está em pleno andamento. Hoje vemos a situação a que o “vencedor” nos levou, enganando os 53% dos brasileiros que acreditaram nas mentiras de campanha. Dispenso a lista de indicadores negativos recordes que atingimos em respeito ao espaço desta coluna. 

Roberto Augusto de Camargo

robnub@uol.com.br

Indaiatuba 

 

*

MAIS UMA DO PT

A doméstica e claro humilde Angela Maria do Nascimento diz não ter recebido R$ 1,6 milhões da campanha de reeleição da correta e verdadeira Dilma Rousseff. Ela recebeu R$ 2 mil para montar cavaletes para a mentirosa campanha. Se fossem só as pedaladas, até  Dilma poderia se safar, mas são mentiras uma atrás da outra. 

Antonio Jose G.Marques a.jose@uol.com.br

Rio de Janeiro

 

*

CULPA DA CHINA

“CPIs bancadas por Cunha investem contra Lula”, nos informa o Estadão de ontem (28/8). Difícil saber se Cunha obterá algum retorno, pois também não sabemos o que houve com Lula, que, depois da Lava Jato, se "amoitou" e deixou de proferir palestras milionárias e de receber títulos honoríficos. Mas seja o que for é culpa da crise da China. 

Carmela Tassi Chaves

tassichaves@yahoo.com.br

São Paulo

*

FRACASSO DA OPOSIÇÃO

Em respeito à crise brasileira, a oposição  mais uma vez se mostrou sem patriotismo, com seus caciques querendo apenas olhar para seus umbigos, se digladiando, sem sentimento de patriotismo, sem abdicar do poder em nome de um Brasil melhor, dando fôlego para, mais uma vez, levar uma rasteira e perder o bonde da historia .

Carlos Âmbar ambar@netonne.com.br

Paraguaçu Paulista 

*

O POVO QUER SABER

Para explicar o inexplicável, Dilma ganha mais 15 dias. É a terceira vez que o TCU dá mais prazo para a presidente se pronunciar. Pelo andar da carruagem e conhecendo bem a quantidade de recursos existentes na legislação brasileira, é bem  possível  que  ela  termine seu péssimo  governo sem nenhum resultado das distorções encontradas no balanço de 2014. Acorda, Justiça brasileira, o povo quer e precisa saber! 

Arnaldo de Almeida Dotoli

arnaldodotoli@hotmail.com

São Paulo

*

JOGO DE MARKETING

Vemos as pessoas inconformadas com as últimas declarações da "presidenta", sobre  não ter ideia dos malfeitos da companheirada e da situação em que a economia se encontra!  O que esperavam de quem conseguiu falir uma lojinha de quinquilharias?  Qualquer dono de pequeno negócio - que não precisa ser economista - sabe que para ter sucesso é necessário muiiiito trabalho, não sendo este o caso da companheira Rousseff, que a marquetagem embalou como “presidenta”, como garantia de sucesso! Deu no que deu....

Aparecida Gaziolla aparecidagaziolla@gmail.com

São Caetano do Sul 

*

MAIS ESPECIALIDADES

Curiosa a proposta do Ministério da Saúde sobre o desenvolvimento do programa mais especialidades. Justifica sua implantação nos resultados do modelo do Sistema de Saúde Pública britânico. No entanto, o que realmente se observa na Inglaterra é a presença de médicos clínicos bem formados e bem remunerados. A maioria dos pacientes é tratada adequadamente, sem as longas listas de esperas para a realização de exames complementares e/ou consultas com "especialistas". Afinal, o Ministério da Saúde considera que a Clínica Médica não é uma "especialidade"? Dê ao médico clínico brasileiro condições de trabalho e formação adequada e verá melhora dos atendimentos e a redução de custos no orçamento do Ministério!

Milton L. Gorzoni  gorzoni@uol.com.br

São Paulo 

*

CPI DA PETROBRÁS

O PT não fala e nem defende ninguém no âmbito da Petrobrás. Fala de Furnas. Afinal, a CPI é para esclarecer roubalheira na Petrobrás ou não?  Aliás, é norma do PT. Sempre acusa FHC de algum malfeito, quando está envolvido em problemas.  Agora elegeu o Aécio. Acredito que, se um dia for feita uma CPI sobre a fundação da cidade de São Vicente, O PT tentará provar que Nero pertenceu ao PSDB.

Ronald Martins da Cunha ronaldcunha@hotmail.com

Monte Santo de Minas (MG)

*

DINHEIRO DESVIADO

Em agosto de 2005, a publicitária Zilmar Fernandes, sócia de Duda Mendonça, confessou à CPI dos Correios que a agência recebeu remuneração para a campanha de Lula, pelo caixa 2 do PT. Dinheiro que foi creditado no paraíso fiscal das Bahamas, onde Duda, aconselhado por Delúbio Soares e Marcos Valério, abriu uma conta secreta. E João Santana, será que ele também foi pago com dinheiro sujo da lavanderia do PT? Quanto, afinal, custou aos cofres do partido? Já que o momento é de averiguação das contas da campanha de Dilma, há que investigar.

João Natale Netto natale@natale.com.br

São Paulo 

*

LUCIDEZ NO MEIO DO REMOINHO

 

O artigo elaborado pelo general Rômulo Bini Pereira (27/8, A2) analisa de forma límpida, sensata e inteligente a tragédia política, econômica, moral e social que está nos legando o desgoverno da dileta mandatária Dilma.  Oxalá ela reserve um tempo em sua tão apregoada “Agenda Positiva” para ler e refletir sobre o texto do general Rômulo.  Quem sabe ela encontre a luz – como demagogicamente discursou no dia 21/7 em Cabrobó, sertão pernambucano – “... É o diálogo que faz a gente pensar e estamos abrindo o diálogo para “alumiar o fim do túnel” (do seu túnel, melhor dizendo, presidenta).

Luís Lago

lago.luis2010@gmail.com

São Paulo

*

VERGONHA NO SENADO

 

O cidadão Fernando Collor de Melo, após o deboche e a boca suja que exibiu na sabatina do sr. Rodrigo Janot, perdeu o direito ao tratamento com V. Excelência, atribuído àqueles excelsos, qualidade distante desse indivíduo que está senador e, infelizmente, ainda temos de sustentar. É inaceitável a vergonha que está imprimindo ao nosso Senado. É preciso providências de seus pares, antes que sejam reconhecidos como iguais criaturas.

 

Honyldo Roberto Pereira Pinto honyldo@gmail.com

Ribeirão Preto

*

CUNHA E COLLOR

Caráter não tem nada que ver com coragem e covardia. Mas, se vocês tiverem caráter, por favor, tenham um gesto de coragem e renunciem. Ora, Cunha e Collor, o STF não seria irresponsável de denunciá-los, se não houvesse motivo. 

Regina Teles telesreginamara@gmail.com

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.