Fórum dos leitores

GOVERNO LULOPETISTA

O Estado de S. Paulo

11 Setembro 2015 | 03h00

Downgrade da dívida

O rebaixamento da dívida pública brasileira a títulos “lixo” é o mais novo atestado de incompetência de Dilma Rousseff, titular da Presidência mais incapaz de toda a História republicana. O leite já está derramado e essa é apenas mais uma prova cabal de que o “ajuste fiscal” é mera desculpa para aumentar a já escorchante carga tributária. Nosso Estado é um mastodonte que devora 36% do PIB em tributação, mais 8% do PIB em déficit nominal (num total de 44%, mais que a Noruega!). Com as mandiocas incapazes no comando do País, não há contribuinte que aguente! Isso sem contar as consequências do rebaixamento em si: dólar ainda mais caro, inflação e juros subindo, recessão recrudescendo. Portanto, o dever de qualquer cidadão honesto, preocupado com o País, é sair às ruas, em procissão cívica, assim como eu e muitos fizemos em 16 de agosto, clamando: não vamos pagar a conta do PT!

DANIEL ARJONA DE A. HARA

haradaniel734@gmail.com

São José dos Campos

Infernal

Durante a campanha a presidente Dilma disse que para ganhar eleição se faz o diabo. Mas ninguém poderia supor que isso incluiria levar a economia brasileira para a morada dele, o inferno.

ABEL PIRES RODRIGUES

abel@knn.com.br

Rio de Janeiro

Fora, Standard & Poor’s!

Mercadante já explicou a causa da crise: “Estávamos em intensa campanha, debatendo, viajando, e quando chegou o fim da campanha o mundo era outro”. Resumindo: foi o João apagar os refletores e a Dilma acordar no mundo cinzento e pobre dos tucanos. Só gringo não vê o óbvio.

HELENA RODARTE C. VALENTE

helenacv@uol.com.br

Rio de Janeiro 

Qual a surpresa?

Há uma coisa que não se deve perder de vista: o sr. ministro Joaquim Levy é “banqueiro”. E a primeira coisa que um banco faz quando quer alavancar a receita é aumentar o preço das tarifas aplicadas aos correntistas.

MARCIA MEIRELLES

marciambm@yahoo.com.br

São Paulo

Está vendo, Levy? Muitos neste Fórum o alertaram que não entrasse nesse barco furado. Agora perdemos o grau de investimento e a culpa vai ser só sua.

JOSE ROBERTO IGLESIAS

rzeiglesias@gmail.com

São Paulo

Apertar os cintos

A população já deu o que tinha, sr. Levy. É hora de os bancos, altamente capitalizados, contribuírem para o fim da crise causada pelo desgoverno do PT & Cia. Estamos todos no mesmo barco. E afundando a cada dia com novos fatos e mentiras.

HÉLIO NOGUEIRA

hélio.nogueira@icloud.com

São Paulo

Que tal se os ilustres parlamentares também cortassem na carne, em suas polpudas remunerações e mordomias?

ARMANDO STELLUTO JR.

armandostelluto@uol.com. br

São Paulo

Nonada

Lula disse na Argentina que o rebaixamento da nota do Brasil não significa nada. Bem, então empatou, ele também não significa nada. Nada + nada = nada.

PANAYOTIS POULIS

ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

A raposa e as uvas

Em 2008 a nota era maravilhosa. E agora não vale nada?!

SILVIO LEIS 

silvioleis@hotmail.com

São Paulo

Bravatas inúteis

Lula, como sempre, solta suas bravatas a esmo e sem sentido. Arrogante, esbraveja que o rebaixamento da nota do Brasil pela S&P “não significa nada”. Tamanho disparate mostra mais uma vez que o ex-presidente precisa, com a devida urgência, aprimorar seus conhecimentos em ciência econômica. Ora, esse rebaixamento trará mais problemas à nossa frágil economia: os investidores fogem e para o Brasil conseguir mais investimentos do exterior pagará juros mais altos. É óbvio que os reflexos econômicos danosos vão ser sentidos em futuro muito próximo.

FRANCISCO ZARDETTO

fzardetto@uol.com.br

São Paulo

Zero à esquerda

O que ele diz sobre a economia, a esta altura dos acontecimentos, é que não significa nada.

SÉRGIO ARANHA DA SILVA FILHO

aranhafilho@aasp.org.br

Garça

Sapiência real

O ex está tendo delírios, fazendo declarações que só ele acredita serem verdades: que a nota rebaixada nada significa e os que deram a nota de nada entendem. Quem entende são ele e a “presidenta”. É a história do rei nu: aparece de ceroulas em recepção dizendo vestir um manto de ouro e só os tolos não teriam capacidade de enxergar. Ridículo!

JOSÉ SERGIO TRABBOLD

jsergiotrabbold@hotmail.com

São Paulo

Lula na oposição

Lula não tem, não teve e não terá uma concepção para o Brasil. Nem o PT em conjunto tem. Essa é a raiz de todo o caos que vivenciamos. De forma rancorosa e “vingativa”, distribuiu os recursos do Tesouro sem respeitar limites. Eram vistos por ele e pelos petistas como recursos e regras da “elite exploradora”. Valia para comprar popularidade e votos e, ao mesmo tempo, enriquecer. A sociedade precisava passar por esta experiência e suas consequências para desenvolver uma cultura política de respeito à Lei de Responsabilidade Fiscal e baixo endividamento.

HARALD HELLMUTH

hhellmuth@uol.com.br

São Paulo

A salvação do ex

Não vejo outro caminho para o PT vencer as eleições em 2018 senão livrar-se, rápido, da companheira Dilma. Na oposição, o lulopetismo atribuiria “tudo isso que está aí” ao sucessor de Dilma, retratada como uma vítima da “zelite golpista”, que não a deixou resolver os problemas do País. Nesta altura, a sobrevivência do PT depende da Dilma.

CLODER RIVAS MARTOS

closir@ig.com.br

São Paulo

Lula da Silva está prestes a declarar que não tem a mínima ideia de quem seja Dilma Rousseff...

LUIZ FRID

luiz.frid@globomail.com

São Paulo

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

AGORA A COISA DESANDA

O rebaixamento do grau de investimento do País na avaliação da S&P causou surpresa ao governo e mercado não pelo fato em si, mas por ter ocorrido antes do tempo previsto. A verdade é que a economia já estava com a corda no pescoço e, ainda assim, a presidente Dilma usou de toda sua imprudência ao encaminhar para o Congresso um orçamento deficitário. Em solenidade no Paraguai, o ex-presidente Lula afirmou ter investido no combate à fome, em detrimento da infraestrutura, o que não passa de conversa fiada, pois o período em que esteve no governo (da alta dos preços das commodities) permitia tranquilamente a modernização, sem cortar os avanços no campo social - além de a fome já ter sido quase que erradicada no governo anterior. Bem, só para avisar aos petistas, agora ficamos sem os dois: o social e a infraestrutura. Um país que não recebe investimentos não avança! Tende, aliás, a retroceder.

Elias Menezes elias.natal@hotmail.com

Nepomuceno (MG)   

*

BRASIL REBAIXADO

Estamos no fundo poço! E o governo federal é o responsável pela deterioração da nossa economia. E em resposta a todos esses equívocos macroeconômicos a que estamos atolados, a agência de classificação de risco Moody’s revisa infelizmente a nota do Brasil de “estável” para “negativa”. Uma humilhação para, nós, brasileiros, quando sabemos que os nossos vizinhos, como Chile, Peru, Paraguai, e  Colômbia conduzem as suas economias com eficiência e apresentam, neste mesmo período do mandato da Dilma, um crescimento do PIB exuberante. É visível que o problema está na gestão esquizofrênica deste governo petista.  Porque o crescimento nos dois primeiros trimestres deste ano se apresenta negativo! E, para todo o ano de 2014, os analistas econômicos estimam um PIB de zero a 0,5%. O que nos leva afirmar que estamos em recessão! Sem falar que nosso ambiente econômico a está bem afetado e perturbado pelos múltiplos escândalos. É uma pena! 

Paulo Panossian  paulopanossian@hotmail.coam

São Carlos

*

IMPOSTO É INVESTIMENTO?

Como é que é, ministro? Imposto (arrecadado pelo Estado) é igual a investimento (pessoal?). De fato, este jovem senhor não está se dando conta de como vem se atolando em declarações infantis, quase jocosas, e manchando uma carreira que parecia promissora, e assim “queimando” seu cacife de credibilidade. Colocaram um estagiário no Ministério da Fazenda?

Angelo Raposo angelo.raposo@uol.com.br

São Paulo 

*

PAÍS NA LAMA

Lula diz que a perda do grau de investimento não significa nada! Polícia Federal, acho que passou da hora de realizarem a operação MB - Molusco Barbudo. Chega!

José Roberto Niero jrniero@yahoo.com.br

São Caetano do Sul

*

MINISTRO-CANDIDATO

Será que o ministro Joaquim Levy é candidato a um cargo político. Na coletiva não esclareceu nada de nada! 

Moises Goldstein mgoldstein@bol.com.br

São Paulo

*

VAI PIORAR

O desarranjo na economia e na política, Dilma tentando mudanças para, poucos dias depois, desdizer as mudanças, rebaixamento do Brasil no rating na Moody’s, de ‘Baa2’ para ‘Baa3’ preocupante (último estágio de grau de investimento), – o somatório de tudo isso faz com que o dólar continue subindo e com os mais variados reflexos negativos. Já vimos esse filme. Dilma é fósforo rabiscado e com ela nada vai melhorar. Lembra? Em 2002, na proporção em que o candidato Lula subia nas pesquisas subia também o dólar. Lula foi eleito e o dólar continuou subindo, pois durante a campanha prometera alterar radicalmente o legado de Fernando Henrique. Lula tomou posse, caiu em si, foi sensato, nada modificou daí, aos poucos, o dólar baixou e a economia se acalmou. Com Dilma está ruim, mas se ela não sair logo vai piorar ainda mais!

Humberto Schuwartz Soareshs-soares@uol.com.br

Vila Velha (ES) 

*

PARCERIA DILMA/LEVY 

Joaquim Levy está comendo o pão que a Diabilma amassou. Sobre rebaixamento do Brasil por agências de classificação de risco.

Roberto Twiaschor rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

*

COLHENDO O QUE PLANTOU

Os brasileiros estão colhendo o que a moradora do Planalto, poste um, plantou: mais uma agência de classificação de risco baixou a nota do País, o que já era esperado. E vem mais! A nossa “competenta” presidenta diz que vai aumentar os impostos, em vez de reduzir os gastos. E Levy, nada? Inflação, queda do pibinho, etc. Há uns segundos “plantadores/responsáveis”: os eleitores que a reelegeram. Burrice dupla.

Mário A. Dente dente28@gmail.com

São Paulo

*

DILMA ESTÁ PERDIDA

Quanta diferença faz uma só consoante.  Presidente declara estar numa fase “confucionista”. O que se viu até agora é que tem sido adepta do “confusionismo”.

Eduardo Augusto Delgado Filho e.delgadofilho@gmail.com

Campinas

*

LADEIRA ABAIXO!

Dilma e os petralhas sabem muito que o seu desgoverno provocou a situação vigente no Brasil. Agora, com a queda internacional de credibilidade, a corrida ladeira abaixo vai se acelerar mais ainda! Ao menos ela deveria ter a dignidade de renunciar ao cargo para o qual foi “eleita”! Mas nem isso tem.

Carlos E. Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo 

*

REBAIXAMENTO

Dilma, vai já fazer o Pronatec!

Carlos Alberto Roxo roxo_7@terra.com.br

São Paulo

*

‘PADIM’ LULA

Deveria ter vindo na primeira página o milagre anunciado pelo “padim” Lula, anunciado para  sua querida Cristina Kirchner, que aqui no Brasil os hospitais vão até os pobres. Ô santo poderoso!

Arnoldo Amantino Coelho Palomino arnoldo.palomino@gmail.com

São Paulo

*

AUMENTO DA ARRECADAÇÃO 

O Congresso exige que o Executivo corte as gorduras.  Depois analisa o aumento de impostos. Parabéns!

Marius Arantes Rathsam mariusrathsam@hotmail.com

São Paulo 

*

SALVADORES DA PÁTRIA

Minha sugestão é chamar a dupla dinâmica Mantega-Arno para salvar a Pátria Educadora! Afinal, nos 8 anos de reinado deles, em que ficaram conhecidos como “camaleão & mágico”, eles construíram com o apoio do chefe e da sucessora toda essa maravilha que ora espalha seus odores por todos os cantos. Nossa experiência de Lula e Dilma nesses 13 anos infelizmente amargará a todos nós ainda por um longo período. 

Francisco Carlos de San Juan Paschoal paschoal.francisco@gmail.com

São Paulo 

*

DISCREPÂNCIA

Vejam a discrepância que atingimos! Quem diria que sentiríamos falta de Guido Mantega após tantas queixas feitas?

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

*

A CULPA É DA GLOBO E DA VEJA

Os petistas vão dizer que a S&P rebaixou o Brasil por causa da Globo e da Veja. 

Eugênio José Alati eugeniojalati@gmail.com

Campinas 

*

DESRESPEITO PETISTA

Humilhante, para não dizer coisa pior, o comportamento do líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), em justificar o rebaixamento da nota de risco do nosso País pela agência de classificação Standard&Poors, considerada pelo petista “aquela agência não sei de onde....rebaixou...” .Mais uma demonstração do habitual desrespeito petista pela inteligência alheia e que nos levou ao buraco, desta vez procurando desqualificar a empresa diante do ocorrido. Todavia, o próprio não a desqualificou, quando a mesma empresa classificadora reconheceu a economia do País num grau mais elevado. Dá pra entender? ou para o PT será preciso desenhar.

Mario Cobucci Junior maritocobucci@uol.com.br

São Paulo

*

GRAU DE PODRIDÃO

A Standard & Poor’s foi branda ao retirar apenas o grau de investimento do Brasil. Levy, infelizmente, que estava lá para evitar isso, foi contaminado pelos demais frutos podres da cesta. Se o governo tivesse um mínimo de vontade de resolver os problemas, teria anunciado a venda de 51% das ações da Petrobrás. O Brasil disporia de substanciais dividendos para os programas sociais,  garantido a perpetuidade da sua mais importante empresa, com benefícios estendidos aos empregados de carreira, acionistas minoritários, contribuintes e às finanças do País. Dilma e todos da sua cesta perderam a pouca de confiança que ainda tinham. Que a agonia do País não dure três anos e meio!  

Nilson Otávio de Oliveira noo@uol.com.br

Valinhos 

 *

POLÍTICA ECONÔMICA

Incrível como o ministro da Fazenda está sendo desprestigiado pela presidente Dilma e pelo PT.  Assim, pelo andar da carruagem, o doutor Joaquim está sendo considerado um mané qualquer! Sem respeito algum a sua vontade de colaborar com a organização da economia do País, esfacelada pelo próprio governo que o convocou. Lamentável!

Adriles Ulhoa Filho adriles@uai.com.br

Belo Horizonte (MG)

*

O PAÍS ESTÁ PERDIDO

Nesse desgoverno, o pior é o governo!

A.Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

*

MÁS NOTÍCIAS

Agência de classificação de risco Standard & Poor’s retirou grau de investimento do Brasil. Nunca antes na história deste País uma notícia foi tão temida e ao mesmo tempo tão esperada. Restam as agências Moody's  e  Fitch. Más notícias ainda virão.

Silvio Natal   silvionatal49@gmail.com

São Paulo

*

SAÍDA ESTRATÉGICA

O Brasil perde grau de investimento, aponta agência de risco Standard & Poor’s. Se a presidenta gerenta incompetenta Dillma tivesse um pingo de amor ao Brasil, pegava sua bike e saía de bandinha pelas portas dos fundos do Palácio, antes que arruínasse o País de vez.

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo 

*

BYE, BYE BRASIL

Foi dado o primeiro empurrão visando à derrocada do grau de investimento do País!

Sergio S. de Oliveira ssoliveira@netsite.com.br

Monte Santo de Minas (MG)

*

LOBO MAU E CHAPEUZINHO

Incrível a foto tirada do Sr. Lobão observando o juiz Sergio Moro! Dá até para imaginar a fábula do chapeuzinho vermelho e o lobo mau , excelente!

Harry Rentel harry@citratus.com.br

Vinhedo 

*

REINADO LULA

Lula é mesmo especialista em pronunciar obviedades. A última: "cuidar bem dos pobres é acabar com a miséria". Só contaram para ele. O que fez o PT em quase 13 anos de poder?  

Francisco Zardetto fzardetto@uol.com.br

São Paulo

*

LULLA NA ARGENTINA

Cristina leva Lula à inauguração ao lado de candidato (10/9, A17). Se ela soubesse a m... que está fazendo!

Wilson Cassio Cavazzani cavazzani@hotmail.com

São José dos Campos

*

APAGUEM A LUZ!

Vendo políticos proteger Renan, fazer almoço de apoio a Eduardo Cunha, deixar de convocar doadores de campanha para CPI, legislar em causa própria, etc. Vai ser difícil encontrar um político honesto que apague a luz.

Mario Ghellere marinhoghellere@gmail.com

São Paulo

*

MORDOMIAS DISPENSÁVEIS

Não adianta o País pensar numa reforma, se a mentalidade de nossos governantes não muda.  Os Três Poderes não têm o menor interesse em mexer nas suas mordomias, nos seus vencimentos exorbitantes, nas suas "horas extras", nos seus carrões novos e luxuosos. O que eles querem é que a população pague a conta por seus erros, sua incompetência. Nenhuma reforma é verdadeiramente séria e honesta, se nossos governantes pensarem apenas em apertar o já tão apertado cinto da classe trabalhadora. Nenhum plano surtirá o efeito desejado, se nossos governantes ignorarem a gordura em excesso que necessita ser cortada. É muito fácil jogar a conta nas costas de uma população indefesa, enquanto os "cumpanheiros" enriquecem graças as suas falcatruas e negociatas. 

Elias Skaf eskaf@hotmail.com

São Paulo

*

UBER X GOVERNO

A presidente Dilma Rousseff afirmou, em entrevista no Palácio do Planalto, que o Uber é "complexo" e "tira o emprego dos taxistas". Bem, se o Uber tira o emprego dos taxistas, presidente, a malfadada política econômica do seu governo deixará não só taxistas, mas muito mais trabalhadores desempregados. Quanto à complexidade, o problema do governo é bem mais simples: basta a senhora renunciar, que metade dos problemas do País estarará resolvido. 

Luciano Harary lharary@hotmail.com

São Paulo 

*

FESTA NA DELEGACIA

A repercussão de um evento com um gogo-boy em uma delegacia tomou proporções desnecessárias, chegando até ao governador de Estado. Imagino a tensão e a pressão que os policiais passam por seus trabalhos e, quando resolvem, fora do expediente, fazer uma confraternização são alvo de exposição desnecessária de quem não tem o que fazer. Não discuto o gosto, mas o direito. Parem de achar "pelo em ovo" e os deixem trabalhar.

Mario Augusto Lima e Silva malsilva@uol.com.br

São Paulo

*

TOUR POR SP

Muito boa a notícia que fala sobre o retorno dos passeios guiados pela nossa cidade, mas creio que antes deles serem iniciados, fazem necessárias providências mais enérgicas contra as pichações que vêm se avolumando dia a dia, não poupando nem sequer um dos ícones culturais de São Paulo, que é o seu Theatro Municipal, recentemente reformado, e também o seu entorno. Uma vigilância noturna deveria ser efetuada como rotina, para evitar o desperdício de dinheiro na reforma  desses locais. 

Vera Augusta Vailati Bertolucci veravailati@uol.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.