Fórum dos Leitores

.

O Estado de S.Paulo

24 Julho 2017 | 03h00

FORO DE SÃO PAULO

Esquerda sem máscara

Grande dia político: a esquerda brasileira arranca completamente a sua máscara democrática! No Foro São Paulo, PT e PCdoB assinam formalmente seu apoio ao regime venezuelano de Nicolás Maduro, endossando conscientemente todos os crimes diários, pessoais, contra os cidadãos e a caçada sistemática, desde a inauguração do chavismo, aos direitos humanos, à expressão do pensamento, à comunhão civilizada entre as nações. Comemoremos: podemos também agora assumir plenamente nosso repúdio aos intelectuais, verdadeiros ou pseudo, que insistem em veicular os gastos chavões ideológicos, como os da “luta pela democracia”, “por um mundo melhor”, “pela liberdade”, etc. A quem conseguem ainda enganar? Não há dúvida possível, na esquerda brasileira dita “iluminista”, na Venezuela, na Coreia do Norte, em Cuba e nos demais países da facção predominam sem disfarce os mesmos princípios fascistas que criaram Hitler, Mussolini, Stalin e outros tantos ditadores.

CECILIA PRADA, jornalista e escritora 

amaralprada@uol.com.br 

Campinas

Superando a ficção

Simplesmente surreal o apoio que partidos da esquerda brasileira, como PT, PCdoB e PDT, seguem dando ao regime de Maduro, mesmo vendo seu governo assassinar nas ruas, desde abril, mais de cem manifestantes, cujo único delito foi protestar pelo restabelecimento da ordem democrática em seu país. Alheia ao destino de quem faz da simples ida ao supermercado uma verdadeira aventura e infensa à repressão brutal imposta ao povo pelas tropas e milícias bolivarianas, a vanguarda do atraso nacional, liderada pelo PT, malgrado todos os fatos expostos diariamente na mídia, vê-se motivada a discursar em defesa de um regime que subjugou o Poder Judiciário e chegou a dominar o Legislativo, escancarando o mais cruel totalitarismo, aprofundando a crise e empurrando a Venezuela em direção ao mais negro abismo - apesar de o país ser detentor das maiores reservas petrolíferas globais. É inacreditável a “competência” que os socialistas, em todos os cantos do mundo, têm para destruir nações, mesmo as mais bem aquinhoadas pela mãe natureza. Há 50 anos (30/5/1967) o festejado escritor Gabriel García Márquez lançava o primoroso clássico do realismo fantástico Cem Anos de Solidão. Passado esse meio século, a realidade nua e crua do nosso sofrido continente parece superar, e muito, a ficção do Nobel colombiano. 

SILVIO NATAL

silvionatal49@gmail.com

São Paulo

A maior das vergonhas

A maior vergonha que políticos brasileiros já protagonizaram só podia vir dessa esquerda. Sabemos que não foi a primeira nem será a última, mas apoiar publicamente o regime do ditador assassino Nicolás Maduro ganhou de lavada. Graças a Deus, é uma minoria. Mas 2018 está chegando e a resposta será dada nas urnas. E viva a democracia!

ALBERTO RAMON RIOS

alberto.rios@gmail.com

Cotia 

Ao vivo e em cores

Se PT, PDT e PCdoB tiverem um mínimo de decência e respeito a seus eleitores, devem, em rede nacional de TV, declinar seu apoio a Nicolás Maduro e a essa farsa de anti-imperialismo.

ARNALDO RAVACCI

arnaldoravacci05@gmail.com

Sorocaba

Cristalina confissão

O documento subscrito em favor da inquestionável ditadura do companheiro Maduro é uma cristalina confissão do regime político que o PT e o PCdoB sonham em implantar no Brasil.

ABEL PIRES RODRIGUES

abel@knn.com.br

Rio de Janeiro

Caminho do asilo

O discurso no Foro de São Paulo da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, defendendo “apoio e solidariedade” ao governo do ditador Maduro sabendo da situação precária da Venezuela, nos leva a concluir que a senadora petista já está preparando seu caminho e do companheiro Lula para um possível pedido de asilo ao governo venezuelano, alegando “perseguição política” no Brasil, onde ambos estão denunciados por corrupção y otras cositas más. Aliás, falando em corrupção, o déficit das contas federais é de R$ 139 bilhões. O ministro Henrique Meirelles vem de aumentar o imposto da gasolina para que o povo contribua e esse valor não seja ultrapassado. Não pode ser mera coincidência que esse déficit seja praticamente igual ao valor da roubalheira de R$ 144 bilhões, por ano, que o coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, menciona em seu livro Luta Contra a Corrupção, à página 41.

VALDY CALLADO

valdypinto@hotmail.com

São Paulo

AUMENTO DE IMPOSTOS 

O pato

Legado direto do lulopetismo, que destruiu as contas públicas, quem tem que pagar o pato são Lula e Dilma Rousseff. 

LUCIANO HARARY

lharary@hotmail.com

São Paulo

Contabilidade criativa

Ao ver as notícias do aumento da gasolina para tapar o rombo federal, lembrei-me com saudade do Arno Augustin. Ele sempre tinha uma carta na manga pra sumir com esses déficits.

LUIZ HENRIQUE PENCHIARI

lpenchiari@gmail.com

Vinhedo

Sacrifícios

Ao cidadão só resta a redução do seu bem-estar. E os políticos, já estão andando de ônibus?

OTTFRIED KELBERT

okelbert@outlook.com

Capão Bonito 

EDUCAÇÃO

Unicamp passa USP

A USP acabou de ser superada pela Unicamp no ranking da tradicional revista britânica Times Higher Education. Nessa classificação, que analisa as universidades mais prestigiadas da América Latina, o Brasil tem 18 entre as 50 melhores, todavia registra uma redução de cinco instituições em relação ao ano passado. Isso é muito preocupante, notadamente porque o Chile, com uma população numericamente inferior à da Grande São Paulo, classificou 15 universidades.

LUIZ ANTÔNIO ALVES DE SOUZA

zam@uol.com.br

São Paulo

EM SÃO PAULO

Campo de Marte

Entendo que as partes podem acordar em fazer o parque municipal, o museu, manter o Parque da FAB, instituição de alta tecnologia e que gera empregos para os jovens da cidade, e uma área para o Aeroclube de São Paulo.

SEVERINO JOSÉ DA SILVA

silva.pretti@gmail.com

São Paulo

TEMER OBSTRUI A JUSTIÇA

O presidente Michel Temer pratica crime de obstrução à Justiça, quando compra escancaradamente o voto dos deputados que irão julgá-lo. O suborno é oferecido por Temer na forma de aprovação recorde de emendas parlamentares. A criminosa aprovação de emendas levou ao esgotamento do caixa do governo, o presidente Temer não se seu por vencido e encontrou logo um caminho para obter mais dinheiro para poder continuar comprando apoio político: aumentar os impostos de uma forma que não precisa ser aprovada por ninguém e tem efeito imediato. Temer está conseguindo a formidável proeza de superar Dilma Rousseff e Eduardo Cunha nas ações criminosas para salvar a própria pele, mesmo que para isso o País tenha de ser destruído! 

Mário Barilá Filho mariobarilafilho@me.com

São Paulo 

OS BRASILEIROS NÃO VÃO ENTENDER!

Aumento da gasolina, aumento de impostos e o presidente diz que os brasileiros vão entender.  Não entendemos não, sr. presidente! 

Os brasileiros já estão cansados de pagar pelos prejuízos da corrupção. Como o sr. disse, o remédio é amargo,  mas só nós pobres e mortais brasileiros temos de tomá-lo?

Angela Maria de Souza Bichi 

Santo André 

AS CONTAS NÃO FECHAM

Cá entre nós, alguém já viu ocorrer algo similar no mundo tão indecoroso, vergonhoso, inacreditável e prejudicial para as "Contas Públicas" e "Metas Fiscais", ou seja, ao País em si? Os próprios parlamentares corruptos, maléficos, os quais detêm e são responsáveis por grande parte desses débitos, aprovarem o projeto do novo Refis, votando para conceder a si mesmos vantagens, benefícios, isenções e descontos para quitá-los?

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

REFORMA POLÍTICA - SUGESTÃO

 

A classe política está desacreditada ante a opinião pública, mas pode virar o jogo. Será um bom começo se a Reforma Política atender aos anseios da sociedade, mantendo o espírito democrático. Cinco partidos são mais do que o suficiente: reduzir em 1/3 o número de congressistas, deputados estaduais e vereadores e, em 60%, os auxiliares em seus escritórios. Um salário mínimo ao vereador da cidade com menos de 200 mil eleitores; eleições gerais e "fundo partidário" de R$ 819 milhões só de 4 em 4 anos; aposentadoria pelo INSS, como os demais brasileiros e, principalmente, a adoção de "o que eu posso fazer pelo meu País, em vez do que eu posso obter do meu País"?

Humberto Schuwartz Soares hs-soares@uol.com.br

Vila Velha (ES) 

REFIS

É o resultado de raposas tomando conta do galinheiro, totalmente aceito e avalizado pelos banqueiros no governo sob o comando do tal Meirelles. Temer é um mero "poste", como foi Dilma.

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

NÃO É REFIS É UM ASSALTO

Por mais que se queira, é quase que impossível encontrar motivos para respeitar a nossa classe política!  E esse projeto do novo Refis para a regularização das dívidas dos sonegadores com o fisco, é um exemplo cristalino do escárnio que cometem ao legislar em causa própria!  Ou seja, querem autorizar o sonegador brasileiro com até 99% de desconto nos juros e multas!  Na realidade, não é um novo Refis, mas um assalto ao erário... E, para indignar mais a nossa sociedade, como divulga a imprensa, os beneficiários também deste "assalto" aos cofres públicos são 4 senadores e 29 deputados, que juntos devem ao fisco R$ 533 milhões!  E a equipe econômica que tenta fazer milagre para equilibrar o monstruoso déficit público e que esperava arrecadar neste ano R$ 13,3 bilhões, com a versão original do Refis, enviado pelo Planalto, vai ficar sem esses recursos!  Já que, a alteração feita no projeto pelo relator Newton Cardoso Jr. (PMDB-MG), que também deve R$ 51 milhões ao fisco, se votada e aprovada a arrecadação deverá despencar para míseros R$ 420 milhões.  E, por essa irresponsabilidade do Congresso, o Planalto, sem alternativa, anunciou o aumento de impostos que vai onerar 210 milhões de brasileiros...  Será que estamos próximos de sugerir uma intervenção no Congresso Nacional?

Paulo Panossian apulopanossian@hotmail.com

São Carlos 

LEGISLANDO EM CAUSA PRÓPRIA

Os parlamentares que vão votar o perdão das dívidas no Congresso devem mais de R$ 530 milhões à União, serão responsáveis por aprovar o texto do novo Refis, o programa de parcelamento de débitos tributários e previdenciários concedido com descontos generosos de juros e multas... A  expectativa era de arrecadar  R$ 13,3 bilhões este ano, com a  medida, os valores  cairão  para R$ 420 milhões. É isso que eu chamo de legislar em causa própria.

Arnaldo de Almeida Dotoli arnaldodotoli@uol.com.br

São Paulo

PARLAMENTAR É O TÍPICO BRASILEIRO

Esse tipo é o que se elege para ganhar dinheiro, por acaso se envolve em algum assunto de interesse do País, desde que coincida com o seu interesse. Exemplo típico da família de parlamentares Cardoso. O filho, Newton Cardoso Junior, trabalha arduamente no Parlamento representando a família. Ele deve propor um Refis, programa de pagamento de dívidas atrasadas.  Propõe um desconto de 99% das multas e dos juros e o perdão de 73% da dívida. Pode haver algo mais nojento, o parlamentar consegue financiamento público e paga uma "ínfima" parte depois que venceu? Vários se beneficiaram disso. E assim a família Newton Cardoso continua enriquecendo. É para isso que pagamos impostos? Outros são Renan e Jucá, processados por muitos desvios de recursos "públicos", há 10 anos cada um tem mais de 10 processos que provavelmente esperam prescrever. Como é que o nosso Supremo se presta a acobertar desvios de parlamentares, sem cumprir a sua obrigação de julgá-los? Como o Supremo Tribunal Federal (STF) não deve explicações a ninguém, nunca saberemos por que e qual a compensação que fizeram ao tribunal ou a seus membros, por jogarem esses e uma infinita quantidade de outros para baixo da mesa. Há algo estranho em nossa política!

Fabio Figueiredo fafig3@terra.com.br

São Paulo

NOVO REFI$

É absolutamente inacreditável que a esta altura dos acontecimentos que abalam o País, a responsabilidade pela alteração do novo Refis, com a inclusão de um perdão de pai para filho de até 99% (!) das multas e dos juros das dívidas com a União, esteja nas mãos do deputado Newton Cardoso Jr. (PMDB-MG), que deve nada menos do que R$51 milhões! Como se já não bastasse essa aberração macunaímica, acrescente-se que os deputados e senadores responsáveis pela aprovação do texto do Refis têm um débito de astronômicos R$ 532,9 milhões! Desse jeito o Brasil não muda mesmo!

J.S. Decol decoljs@gmail.com

São Paulo

DEPUTADOS AMORAIS

Os deputados que estão relatando o projeto do Refis não são simplesmente imorais, são amorais, pois não agem contra a moralidade, simplesmente desconhecem o menor resquício do que seja moralidade. E pensar no quanto nos custam esses marginais, a nós, contribuintes desse Estado incompetente e corrupto. Isto não pode continuar sem uma radical ação moralizadora. Mas quem tem moral para levá-la à cabo? Não serão os homens que aí estão!

Mário Rubens Costa costamar31@terra.com.br

Campinas 

O GRANDE (DES)SERVIÇO PRESTADO À NAÇÃO

Os senhores deputados e senadores afirmam, com o maior despudor, que não vêm como conflito de interesse estar legislando em causa própria na votação do texto do novo Refis. Afirmam também que, se por meio desse novo texto, obtiverem o perdão de seus débitos com a União, ou seja, de R$ 51 milhões, que deve o relator do projeto, e R$ 532 milhões, que deve o conjunto de parlamentares, estarão prestando um grande serviço à Nação. Os nobres e patriotas deputados e senadores devem ter esquecido ou, se não esqueceram, julgam que não foram eleitos exclusivamente para ocupar e exercer seus cargos e funções para prestar todo e todo tipo de serviço em benefício da Nação e de sua população. Devem estar considerando que foram eleitos para, mesmo recebendo polpudos vencimentos, legislar em causa própria.

  

Flavio Bassi flavio-bassi@uol.com.br

São Paulo

INFLAÇÃO X PREÇO DO TOMATE

Tenho lido que a inflação está caindo e já está abaixo da meta. Então, por que o quilo do tomate está custando aproximadamente R$ 6? Sinceramente, não sei em quem acreditar: se, na imprensa, que publica que a inflação está sob controle e caindo, ou no supermercado, que a cada dia, corrói o meu orçamento. Aff, a Rede Globo esqueceu do tomate e só fala do Temer. Será que depois que o Joesley deixou de pagar os pixulecos para os corruptos, é o tomate que acabou sendo a garantia desse pagamento?

Maria Carmen Del Bel Tunes carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

INVESTIGAÇÕES SOBRE TEMER

Quem foi que disse que quem não deve não teme? O presidente da República é que não foi. Basta acompanhar a sua luta desesperada para se manter no cargo até 2018 (o que se depender da enorme fome do Congresso Nacional quando há crise, não acontecerá), fazendo tudo que esteja ao alcance pessoal e do governo, por meio dos muitos encontros (almoços, jantares, viagens, etc.), dos bilhões em dinheiro público distribuído sob forma de emendas parlamentares e sabe Deus quais outras maneiras e, agora, mandando até instalar 'misturadores de vozes' em cada cantinho por onde ele passe. Afinal, todo cuidado é pouco, quando se está com a corda no pescoço. A cada momento fica mais claro que, além de todo material divulgado sobre suas peripécias políticas e os muitos acordos espúrios, os quais revelaram ser ele a mais pura expressão do que há de ruim na classe política brasileira, quando se trata de corrupção, Michel Temer, no mínimo, merece ser investigado mais e os deputados têm por obrigação permitir que isto aconteça a partir do próximo dia dois, votando pela admissibilidade das denúncias, sendo analisadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que, tal qual a própria democracia brasileira, é ruim, mas é o que ainda temos de melhor.

Joao Direnna  joao_direnna@hotmail.com

Quissamã (RJ)

MUDANÇAS PARA 2018

Temer no momento é apenas um mal necessário para transitarmos para fora do lulopetismo. Em 2018 precisamos varrer a atual classe política, em especial de figuras amorfas travestidas de bom mocismo, como o Alckmin. 

Francisco José Sidoti fransidoti@gmail.com

São Paulo

DINHEIRO DAS EMENDAS

Alguém acredita que os nobres parlamentares vão usar o dinheiro das emendas para obras de desenvolvimento social?

Carlos A. A. Borges borges49@hotmail.com

São Paulo

FALTA DE VERBA PARA O PAÍS

O governo está promovendo mudanças em vários setores, sob a alegação de que há falta de verbas. Mas quando se trata de defender seus interesses, como na votação da denúncia no Congresso do comportamento irregular do presidente, dezenas de Emendas de verbas públicas são por ele liberadas para deputados que ameaçaram votar pelo seu afastamento. Esta é mais uma atitude que envergonha a classe política.

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

DEIXEM O TEMER EM PAZ

Não morro de amores pelo PMDB nem pelo presidente da República. Sei que esse partido foi cúmplice dos estragos que os dois governos anteriores causaram ao País e deve responder pelos seus crimes. Todavia, reconheço que a atual equipe econômica é excelente e a agenda da Presidência, no tocante às várias reformas, é positiva, como já mostram os indicadores econômicos. Não entendi toda essa pressa em derrubar o presidente Temer.  Pleiteio que ele vá para a fila onde estava e cumpra antes seu mandato, pois todas as mudanças que a oposição deseja trocarão seis por meia dúzia e introduzirão mais dificuldades na consecução das reformas inadiáveis. Isso é exatamente o que eles querem, pois um sucesso na recuperação econômica seria mais uma pá de cal nos seus projetos.

 

Níveo Aurélio Villa niveoavilla@terra.com.br

Atibaia 

ABSURDOS 

Aposentadoria vitalícia (vá lá), equipe composta por oito servidores públicos, além de dois (DOIS?) veículos oficiais com os respectivos motoristas". Desculpe, editorialista, mas não é um desrespeito, é um escárnio, uma cusparada no rosto do contribuinte. E ainda tem quem se disponha a assistir e a pagar para ouvir aquelas ideias sempre bem concatenadas!

Guto Pacheco jam.pacheco@uol.com.br

São Paulo

POR QUE NÃO?

Há anos se fala que Marcos Valério quer fazer um acordo de delação premiada. Precisou-se emparedar uma grande quantidade de vacas sagradas da política brasileira, antes que esse acordo fosse fechado, dessa vez pela Polícia Federal (não pela Procuradoria-Geral da República!). A expectativa é de que se abram ainda mais as entranhas do PSDB mineiro de Aécio e do PT de Lula. Alguém pode me explicar por que o Supremo Tribunal Federal não homologaria esse acordo? Hein?

Oscar Thompson oscarthompson@hotmail.com

Santana de Parnaíba

O QUE É CRIME?

Sou um brasileiro com quase 77 anos de vida. Sempre ouvi falar que este País maravilhoso seria o País do futuro. Mas quanto ao futuro só vejo nossos legisladores tentar impedir que ele chegue. Manchetes do jornal: "Petista articula emenda Lula para blindar candidatos, Temer planeja mudanças no ministério em troca de apoio, governo propõe a redução de floresta". Tudo isso, não indica que teremos algum dia o futuro contado em prosas e versos. O político, quando se candidata, deveria esquecer deu partido se a proposta for a favor do nosso Brasil, independentemente do que os correligionários pretendem. Se as penas fossem aplicadas com rigor em primeira instância seria ótimo, já que o Supremo Tribunal Federal (STF) dorme o tempo todo sobre a Constituição e não conhece nada além da capa e da contra capa, se esquecendo do verdadeiro conteúdo.

Wilson Matiotta Loluvies loluvies@gmail.com

São Paulo

'DISTRITÃO'

Os caras não desistem. Agora nossos digníssimos congressistas, em pleno recesso, estão tramando na Reforma Política criar o tal do "Distritão", com intenção de burlar o povo e reeleger apenas aqueles que estão envolvidos em corrupção, cujos partidos disponibilizarão campanha maciça em favor deles. Mas temos uma saída. Em 2018 não reeleger ninguém desse atual Congresso. Gente nova, vida nova, sem corrupção!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo 

CONVENIÊNCIAS E INCONVENIÊNCIAS DO DISTRITÃO

A Reforma Política, agora, se apega ao "Distritão". Os deputados mais votados serão os vitoriosos, podendo ser estes os que mais fizeram e, por isso, são os mais conhecidos e votados. Entretanto, o processo dificulta o sistema de renovação, impedindo o acesso aos menos conhecidos. Se há vantagens, então, há também desvantagens, não deixando, no entanto, de ser interessante o processo. E o tempo poderá dizer da sua conveniência ou inconveniência.

José Carlos de Carvalho  carneiro.jcc@uol.com.br

Rio Claro 

VIVA A LAVA JATO!

Os parlamentares continuam só querendo legislar em causa própria! A empresa do relator da reforma deve milhões para a Previdência! O Supremo Tribunal Federal (STF) continua passando a mão na cabeça de bandidos e corruptos! Gilmar Mendes, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) absolveu a corrupta Dilma Rousseff! Esta continua gastando dinheiro público e inventando mentiras sobre a Nação mundo a fora! Lula, mesmo condenado, continua zombando do excelentíssimo juiz Sergio Moro e da Justiça brasileira!  O setor público vive outra realidade, onde parece não ter havido crise! Todo ano, pagamos trilhões em impostos e o País tem tido crescimento negativo! Que País é esse?! O Brasil não aguenta mais tanta corrupção! Viva a Lava Jato!

Rodrigo Echeverria rodecheverria73@hotmail.com

São Paulo

SILÊNCIO DO POVO

Milhares foram às ruas, em um passado recente, por causa de R$ 0,20 no aumento da passagem de ônibus. Hoje se gastam milhões para não haver denúncia; cogita-se aprovar Emenda Lula e criar o Distritão. Tantos descalabros mais? E o povo está quieto! Panelas também se aquietaram! Incoerências.

Maria do Carmo Zaffalon Leme Cardoso mdokrmo@hotmail.com

Bauru

EQUILÍBRIO

Por 'bloquear' 15 milhões que trabalhavam, aquele que nunca trabalhou também foi 'bloqueado'.

Ademir Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

BLOQUEIO DE BENS

O juiz Sergio Moro, dando prosseguimento às penas legais aos maiores larápios da história republicana do Planeta, depois de condenar o ex-presidente Lularápio a 9 anos e meio de prisão, acaba de bloquear bens como carros e imóveis e a Previdência Privada. Logo que a sentença transite em julgado, e confirmada a sentença, os recursos poderão ser devolvidos para a Petrobrás. Entre a lista de imóveis consta o apartamento triplex, no Guarujá, que o apedeuta jura de joelhos e mãos postas que não lhe pertence. Com tantos tribunais instalados nababescamente no País, os políticos mealham fortunas sem comprovação e fica tudo como dantes.

Jair Gomes Coelho jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

VIOLÊNCIA NO RIO DE JANEIRO

E assim caminha o Rio de Janeiro para o caos total e irrestrito, onde nada nem ninguém estão a salvo. É lamentável ver todos os dias matanças, roubos, assaltos em qualquer lugar da cidade. Qual será o fim disso tudo? Do jeito que está serão cemitério e famílias destroçadas.

Antonio José Gomes Marques a.jose@uol.com.br

Rio de Janeiro

 

AJUDA AO RIO

Uma boa ajuda na situação emergencial do Rio de Janeiro seria trazer para esta cidade aqueles soldados brasileiros (mais de 1000?) que fazem presença no Haiti, conforme pedido da ONU ao então presidente Lula, para ajudar a manter a ordem e que custaram bilhões dos cofres públicos? Em vez de ir para a África, melhor gastar com aquele grupo aqui, que certamente tem mais experiência em circular em regiões populosas como favelas, do que pessoal do exército que está aqui. 

Laércio Zannini   spettro@uol.com.br

São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.