Fórum dos Leitores

.

O Estado de S.Paulo

05 Agosto 2017 | 03h07

GOVERNO TEMER

Ruas vazias

Por que o povo não foi para as ruas? Simplesmente porque as opções eram as piores possíveis. Não tenham dúvida de que o povo quer que o presidente Michel Temer seja julgado e, se for o caso, condenado pelas denúncias da Procuradoria-Geral da República. Também está muito claro para o povo que o PMDB tem muito a esclarecer e a pagar pelo aproveitamento dos esquemas de corrupção que exploram e afetam a população mais necessitada. Mas quem capitaneava todo o movimento para que o presidente fosse processado? Exatamente os que queriam continuar com a Dilma e foram os pilares do maior esquema de corrupção de que se tem conhecimento na História deste país, chefiado pelo PT, e lançaram o País na maior crise econômica e social dos últimos anos. Foram de muito descaramento os discursos dessa tropa ao votar, falando contra a corrupção, a impunidade, a crise econômica e a favor dos trabalhadores – mentiras repugnantes em que nem eles acreditam. Como seria comemorada a vitória se fosse aceita a denúncia contra o presidente? Certamente com a mesma ladainha dos petistas, da Rede, do PSOL, PCdoB e PDT: “Derrubamos o golpista!”. Ao lado dos dissidentes do PSDB, PSD e outros partidos, que ganhariam mais força para enterrar este país em privilégios e impedir as reformas da Previdência, tributária e política, que podem pôr o Brasil no rumo do progresso com responsabilidade. Creio que o resultado da votação foi dos males o menor, num Congresso contaminado por corrupção e privilégios. Que Temer seja julgado assim que deixar a Presidência e o tribunal competente não engavete o processo.

CARLOS SULZER

csulzer@terra.com.br

Santos

O povo não é bobo

Por que o povo não foi às ruas pedindo a investigação do presidente Michel Temer? Ora, porque o povo não é tão bobo... Ninguém poria a mão no fogo pelo Temer, mas nessa história toda cheira muito mal a denúncia mal ajambrada de Rodrigo Janot e, ainda pior, o inaceitável perdão total dado aos “Friboys”...

CÉSAR GARCIA

cfmgarcia@gmail.com

São Paulo

Silêncio eloquente

O silêncio popular dos contra o PT e contra a esquerda do “quanto pior, melhor” é a mais eloquente expressão da consciência clara de que todas as alternativas propostas para a substituição do governo são piores e profundamente nefastas para o Brasil, além da inconstitucionalidade do “fora Temer”. A baixa popularidade de Temer reflete só a aspiração da impossibilidade de novo mandato do atual presidente em 2018. Evidentemente, o silêncio das ruas fala muito mais alto que qualquer manifestação.

RENATA MICELI ZOUDINE

lucianazoudine@gmail.com

São Paulo

Em compasso de espera

Com exceção dos que explicitamente odeiam Temer e qualquer reforma que possa tirar o Brasil do limbo, os demais brasileiros, quietos em suas casas (para desespero do PT e outros esquerdistas), estão, na realidade, em compasso de espera, comparando as atitudes insanas de Dilma Rousseff e sua turma com as atitudes sensatas do atual governo, que claramente beneficiam o povo (reforma trabalhista, fixação do teto de despesas, liberação das contas inativas do FGTS e outras tantas). Alguns atos de Michel Temer talvez mereçam reparo, mas a Justiça está aí para decidir sobre eles no momento certo, em conformidade com a lei. Com relação à vida econômica do País, não se pode negar uma verdade: o trem começa a ser recolocado nos trilhos. E o povo em geral tem sensibilidade para reconhecer isso. Impossível acreditar no tão enfatizado “sangramento” de Temer até 2018. E mais ainda nas pesquisas que lhe dão apenas 5% de aprovação. Balelas da oposição bolivariana inconformada e raivosa. O povo está um pouco bravo, sim, e com razão, mas isso passa, porque em nossa alma a esperança sempre há de prevalecer. Deixemos “o homem trabalhar” e tudo andará melhor.

EDMÉA RAMOS DA SILVA

paulameia@terra.com.br

Santos

Pesquisas de opinião

A votação majoritária dos deputados a favor da continuidade do governo Temer mostra a pouca fé que se deve atribuir às tais “pesquisas de opinião”, que são ditas representantes da opinião majoritária da Nação. Como esperar que um pequeno grupo escolhido, normalmente de bem menos de 5 mil pessoas, represente a opinião de mais de 200 milhões? Como é feita a escolha dessas pessoas? Quem as indica? Ao publicar os resultados dessas “pesquisas” os jornais deveriam publicar também como foram escolhidos os consultados.

WILSON SCARPELLI

wiscar@terra.com .br

Cotia

Resultados

Pelas disparidades observadas, cada vez mais me convenço de que no Brasil não se encomendam pesquisas de opinião, mas, sim, “resultados de opinião”.

NÍVEO AURÉLIO VILLA

niveoavilla@terra.com.br

Atibaia

Viúvo do PSDB

Depois da demonstração de falta de liderança do PSDB na votação relativa ao presidente Temer, eu me considero viúvo do partido em que votei nos últimos 20 anos. Como é possível votar nesse partido em 2018 para que faça a reforma do Estado, a revolução na educação e os investimentos na infraestrutura, que são o caminho para salvar o nosso país, se nem soube tomar posição para essa votação? A complicação – e a oportunidade – será a escolha de um partido que tenha um líder com músculos para essa transformação.

ALDO BERTOLUCCI

aldobertolucci@gmail.com

São Paulo

PSDB, que lástima! Era bem melhor ter continuado em cima do muro...

CARMELA TASSI CHAVES

tassichaves@yahoo.com.br

São Paulo

Marido traído

Salvo o João Doria e uns poucos, nenhum mais se salva, principalmente os figurões – vejam o líder Ricardo Tripoli. O PSDB parece, em relação ao PT, aquele marido traído que se recusa a admitir a traição, persistindo na relação. A cada traição, finge que será a última, mas acontece de novo. Esse foi o caso recente: o partido dividiu-se e desagradou a gregos e troianos, mas o prejuízo maior foi para a sociedade. Insensível, preocupou-se com o próprio umbigo – dos caciques, claro – e entrou no jogo do PT. Meu voto e o daqueles sobre quem tenho influência não mais terá. Aguardaremos 2018. O “fora PT” já é uma realidade, agora é a campanha “fora PSDB”.

CARLOS BENEDITO P. DA SILVA

carlosbpsilva@gmail.com

Rio Claro

“Será que alguém poderia ler o editorial ‘Vitória da responsabilidade’ (4/8, A3) para o dr. Rodrigo Janot? Lúcido ao extremo!”

JOAO ANTONIO DOHMS / FORTALEZA, SOBRE O 

AINDA PROCURADOR-GERAL

dohmsj@gmail.com

“Alguém precisa tirar a caneta da mão do procurador-geral da República, que já está chegando à beira do

‘abuso de autoridade’...!”

ARTUR TOPGIAN / SÃO PAULO, IDEM

topgian@terra.com.br

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

CORRUPÇÃO NO RIO DE JANEIRO

Simplesmente ridícula e patética a nota que o ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes soltou para a imprensa assim que seu ex-secretário de Obras foi detido pela Polícia Federal por envolvimento em esquemas de propina e corrupção na Prefeitura do Rio, numa fase da Operação Lava Jato para investigar o PMDB do Rio. Paes fugiu do foco principal e divagou sobre a preparação da Olimpíada, dizendo que a Rio-2016 não veio para corrigir as mazelas da cidade. Sim, não veio, veio para rechear algumas contas bancárias. Esta operação acabou de enterrar a candidatura dele até para síndico do seu prédio. Achar que isso não o atinge é dar uma de avestruz. 

Panayotis Poulis ppoulis46@gmail.com

Rio de Janeiro

*

CREDIBILIDADE

Alexandre Pinto, o competente secretário de Obras na gestão do ex-prefeito Eduardo Paes, no Rio de Janeiro, homem de confiança nos dois mandatos do prefeito, recebeu propina de R$ 27 milhões na obra do BRT Transcarioca e de R$ 9 milhões na recuperação ambiental da Bacia de Jacarepaguá. Paes merece a credibilidade que reivindica, dizendo que está decepcionado, que não sabia de nada e nunca participou de nenhuma negociata, aliás, confirmada pelos delatores, mas aí o seu prestígio de gestor presente e competente fica seriamente comprometida para a disputa do governo do Estado em 2018.

Abel Pires Rodrigues abel@knn.com.br

Rio de Janeiro

*

DESQUALIFICADO

A declaração de Eduardo Paes dizendo que, quando tinha oportunidade, perguntava aos empreiteiros "e aí, tudo bem? Tem alguém pedindo alguma coisa?" mostra a sua total desqualificação para ocupar cargo público de relevância. Será que ele é tão inocente que esperava que a máfia dos empreiteiros, caso ele não estivesse envolvido no esquema, iria dizer que estava distribuindo propina para obter vantagens? Pode ser que Paes não esteja envolvido neste assalto aos cofres do Rio de Janeiro. Vamos esperar para ver. Mas a sua omissão no controle dos gastos de obras caríssimas como a do BRT Transcarioca e a da recuperação da Bacia de Jacarepaguá o torna tão culpado quanto o seu secretário de Obras.

Ronaldo Gomes Ferraz ronferraz@globo.com

Rio de Janeiro 

*

DE VOLTA A MARICÁ

Se o sr. Eduardo Paes nunca conseguiu localizar aquelas "minúsculas" vigas do elevado que foram roubadas, como ele poderia imaginar que um subordinado direto seu participava de um esquema de propina? É muita incompetência ou cumplicidade! Proponho o sr. Paes, antes de pensar em candidatura para o governo do Rio, que comece como candidato a prefeito de Maricá!

Marcelo Falsetti Cabral mfalsetti2002@yahoo.com

São Paulo

*

QUESTÕES EM ABERTO

A Câmara dos Deputados, numa sessão em que não faltaram pronunciamentos oportunistas e mesmo medíocres, definiu que o Supremo Tribunal Federal (STF) não deve receber a denúncia contra o atual presidente da República, Michel Temer. E Temer agora vai agendar reuniões como se tudo estivesse normal neste Brasil onde interesses corporativos são colocados em primeiro lugar. Algumas questões ainda merecem ser destacadas. Como fica o atual presidente da Câmara, que abriu mão até de ocupar o cargo se o presidente fosse afastado? E a divisão do PSDB? O partido vai continuar no poder? O resultado será aceito como normal pelo empresariado e por investidores? E, por fim, as acusações contra ele estão encerradas?

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

*

RECORDANDO MILLÔR

Deploráveis as negociações que aconteceram na Câmara dos Deputados durante a votação do processo contra o presidente da República, Michel Temer, na quarta-feira. Ridículo ver deputados votando a favor do arquivamento do processo com a alegação de que o presidente seria julgado depois de cumprir o restante de seu mandato; outros dizendo que votavam de acordo com a orientação do partido, clareando ainda mais a transparência das negociatas. Aproveito para oferecer de presente aos 512 deputados que participaram do grande conchavo um pensamento de Millôr Fernandes, que, com certeza 95% dos brasileiros assinariam embaixo: "Isto, sim, é um Congresso eficiente! Ele mesmo rouba, ele mesmo investiga, ele mesmo absolve". Acorda, Brasil.

Leônidas Marques leo.marquesvr@gmail.com

Volta Redonda (RJ)

*

PARA LEMBRAR

Só para refrescar a memória de quem saiu de casa no dia 5 de outubro de 2014 para votar, e no dia 26/10/2014 votou no segundo turno na chapa Dilma Rousseff e Michel Temer, achando que com o seu voto estaria contribuindo para a melhoria do Brasil. Dilma Rousseff foi defenestrada do poder pelo conjunto da obra, e, nas palavras do Ministério Público Federal, fazia parte e foi eleita e reeleita com dinheiro de corrupção, cujo chefe da quadrilha é a "alma mais honesta do Brasil", nas palavras da própria jararaca, impôs como vice o senhor Michel Temer. Somente um corrupto profissional para se aliar ao petismo e os seus satélites, para conhecer por dentro como funcionava a azeitada máquina da corrupção, e depois derrotá-los. Como no Brasil não temos o hábito de obedecer às leis, após apeados do poder, a esquerda corrupta e derrotada começou a falar em eleições diretas. Não sou Michel Temer, mas tenho de reconhecer, somente um homem com suas características para derrotar esta "organização criminosa". Se você que votou em Dilma Rousseff porque sinhozinho Lula mandou, cobre de Dilma por sua incompetência e desarranjo mental por perder o acento para Michel Temer. O poste que Lula elegeu com o seu voto apagou, escurecendo o bom senso e a inteligência de muitos. Agora, é vigiar ainda mais Michel Temer e os demais políticos, porque nossa corrupção é endêmica, epidêmica e sistêmica. Virou septicemia.

Luiz Thadeu Nunes e Silva luiz.thadeu@uol.com.br

São Luis

*

O PODER PELO PODER

Alessandro Molon (Rede) está fazendo seu marketing político em cima de mentiras e mais mentiras; sabemos que muitos políticos foram comprados com emendas, porém, sr. Molon, a falta de dinheiro para a saúde vem da administração do PT, da educação do PT, então bole outra mentira (sr. Joseph Goebbels), brasileiro socialista de araque, que só quer o poder pelo poder mesmo, para continuar pintando e bordando com o dinheiro público de nossos impostos.

Washington B. Estoyanoff wa.botella@me.com

São Paulo

*

NOVOS EMBATES

Não procuro justificar a liberação de emendas pelo voto, embora se trate de antecipação com pagamento obrigatório por obra dos próprios deputados, vencidos e vencedores e os primeiros reclamam como se não soubessem. Incrível, após as desgraças e armadilhas deixadas pelo governo PT, a esquerda odienta agride a sociedade com "vivas" a Lula, esperando por ele em 2018! Também por isso não houve mobilização popular, dado o temor em ser identificado com o fanatismo do petismo, comunistas e outros da esquerda como Psol e Rede. O lado positivo da "vitória" de Temer será sentido na economia, que dá o indicador de melhoras e da oportunidade das necessárias reformas, que o petismo em 14 anos negou-se a promover, com medo de perder apoio dos seguidores e corporações que os financiavam a poder aplaudir. O que importa é que valeu o resultado, permitindo ao governo continuar na aprovação de suas propostas, enquanto os opositores irão dedicar-se a novo embate, mais pelo embate do que por interesse ao futuro do País.

Mario Cobucci Junior maritocobucci@gmail.com

São Paulo

*

FARINHA DO MESMO SACO

Vitorioso, Michel Temer deveria ter agradecido aos 42% de votos a seu favor, afinal esses deputados também respondem por corrupção e falcatruas perante a Justiça, ou seja, tudo farinha do mesmo saco. É o clássico da "raposa tomando conta do galinheiro". Muda Brasil!

Júlio Roberto Ayres Brisola jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

*

COORDENAÇÃO POLÍTICA

A ex-presidente Dilma deve estar se lamentando por não ter usado seu habilidoso vice na coordenação política de seu governo. Dilma perdeu o mandato por pedaladas fiscais, coisa que a maioria das pessoas nem sabe de que se trata; e Michel Temer continua no Presidência, mesmo depois de ter seu assessor filmado pela Polícia Federal correndo no meio da rua com a proverbial mala de propina. Temer provou que, se houver dinheiro e habilidade política, dá para escapar até de assassinato em flagrante. Mostrou, ainda, que, se não houver dinheiro suficiente para subornar todo mundo, basta aumentar o imposto da gasolina. Dilma deve estar se remoendo no ostracismo dos derrotados.

Mário Barilá Filho mariobarila@yahoo.com.br

São Paulo 

*

FENÔMENO

Assistindo à votação na Câmara sobre a aceitação da denúncia contra Temer, percebi que a ciência médica ainda não descobriu um fenômeno que atinge alguns deputados que optaram pela obstrução. Poderíamos chamar essa patologia de "síndrome da obstrução intestinal no cérebro".

Luiz Loureiro Loureiroe loureiroefabiana@gmail.com

São José dos Campos

*

A DENÚNCIA REJEITADA

Para um observador isento, trata-se de uma disputa entre as quadrilhas de Dilma e de Temer.

Sergio S. de Oliveira ssoliveiramsm@gmail.com

Monte Santo de Oliveira (MG)

*

ARMADILHA

Na prática, o que foi votado no Congresso foi a eficiência da armadilha de Janot, "o garçom do lulopetismo"!

Francisco José Sidoti fransidoti@gmail.com

São Paulo

*

BIRRA

Temer, melhor devolver logo o pirulito do Janot.

Carmela Tassi Chaves tassichaves@yahoo.com.br

São Paulo

*

LAMENTO

Realmente, Michel Temer, a vitória não é sua, e sim da corrupção, em que políticos corruptos unidos jamais serão vencidos. A vitória também é do povo brasileiro, que se contenta com um presidente ruim no cargo, com medo de substituí-lo por um pior. E foi o povo brasileiro, trabalhador e pagador de impostos, que bancou a sua vitória e permanência no cargo até 2018. Meus pêsames, Brasil.

Maria Carmen Del Bel Tunes carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

*

O QUE ESPERAR DO GOVERNO RENASCIDO

O Brasil - especialmente o governo - vive agora a ressaca do embate para a manutenção de Michel Temer no poder. Vencido o round, o presidente precisa transformar a vitória em ações sobre os problemas nacionais. Mas deve cuidar para não tentar fazer o que o curto tempo de mandato não lhe permite. O reequilíbrio da economia é fundamental, assim como o desaparelhamento do Estado transformado em cabide de empregos e a revogação de medidas e leis que levaram o País à bancarrota. Tem de continuar varrendo a má herança petista e buscar com todo empenho gerar emprego e renda. Outra coisa: quanto aos malfeitos já conhecidos e outros que vierem à tona, não são problemas do governo. Basta não interferir no trabalho do Ministério Público e da Justiça, que têm a obrigação de apurar, julgar e punir os responsáveis.

Dirceu Cardoso Gonçalves aspomilpm@terra.com.br 

São Paulo

*

VITÓRIA DO BRASIL 

As classes produtoras e produtivas do País estavam em estado de alerta. Mas a vitória de Michel Temer, com bem mais que os 172 votos necessários, veio demonstrar, em diversas manifestações, o estado de ânimo dos empresários e investidores, porque aplaudem as reformas realizadas pelo Planalto e esperam ainda a reforma da Previdência e a tributária, que podem ser consideradas, também, como suportes importantes para a alavancagem da economia. O melhor sabor da vitória para Temer será apreciar os investimentos que virão do capital nacional e alienígena, como sinal de resposta aos que pregam o pior e a estagnação. Enfim, ganharam os progressistas e perderam os retrógrados e amantes do bolivarianismo.

José Carlos de Carvalho Carneiro carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

*

SISTEMA PODRE

Qualquer voto (será inútil seja qual for a direção) será um voto perdido. O sistema está podre e o voto não atinge o que deveria atingir (que seria escolher o melhor entre os bons). No máximo escolhe o menos pior entre os ruins. Quando acertamos, ainda assim fica ruim, ficamos na base do meia-boca. Vejam que o Ministério Público disse que o ex-presidente Lula é o chefe da quadrilha, e os petralhas estão dizendo que o chefe de quadrilha é Temer (lembremos que os dois estavam juntos até ontem). Ou seja, Lula preso assume o imediato. Nos demais candidatos não há diferença, somente uma hierarquia. O controlador financeiro mundial (dono do mundo) agradece a todos, pois seu um bilhão de dólares diário continuará a entrar no caixa só aqui, no Brasil.

Nelson Pereira Bizerra nepebizerra@hotmail.com

São Paulo

*

LULA

A "jararaca" virou réu pela sexta vez, agora no caso do sítio de Atibaia. Se o regime político da Venezuela estivesse implantado no Brasil, como defendem e querem todos os "petralhas", qual pena a jararaca pegaria se o seu julgamento fosse por uma corte de Justiça bolivariana igual à existente no país de Nicolás Maduro?

Antonio Carelli Filho palestrino1949@hotmail.com

Taubaté 

*

'NUNCA ANTES NESTE PAÍS'

Chamou-me a atenção o artigo da Eliane Cantanhêde (3/8, A6), e gostaria de reafirmar suas palavras e parabenizá-la pelo artigo, pois "nunca antes neste país" tivemos um homem que batalhou pela sua aposentadoria pela pretensa invalidez por ter "perdido um dedo", enquanto milhares de pessoas com deficiências físicas muito maiores batalham por sua inclusão social e no mercado de trabalho! Sem dúvida, "o dedo deste homem perdido" está por trás de tanta desgraça nunca antes vista no nosso país! E a luta continua!

Silvia Rebouças Pereira de Almeida silvia_almeida7@hotmail.com

São Paulo

*

O LULA REAL

O ex-presidente Lula, sem os marqueteiros, que respondem processo na Lava Jato, parte para o "Lula radical". Ao abandonar o "Lula paz e amor", criado pelo marqueteiro Duda Mendonça, que o levou a ganhar as eleições em 2002, assume sua real personalidade. Truculento, enganador, mentiroso, bajulador e de falsas personalidades. Que seja, bem-vindo o Lula real! Apesar de se mostrar sempre um camaleão, assumindo mil personalidades, sem os marqueteiros para indicar como chegar aos crédulos com suas propagandas enganosas, Lula real, sem máscaras, aparece. Que bom! O povo precisa aprender a fazer suas escolhas enxergando a realidade com seus próprios olhos. Não com mentiras contadas pelos marqueteiros.

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

VAMPIRISMO

Até o PT anda querendo o pescoço de Lula. O deputado Paulo Teixeira já cravou os dentes no Pixuleco.

Sérgio Eckermann Passos sepassos@yahoo.com.br

Porto Feliz 

*

O OCASO DO PETRALHA-MOR

Lula já está preso por dentro; é visível sua deterioração física e mental, cada vez mais perto da fossa negra da história do Brasil. 

Ricardo C. T. Martins rctmartins@gmail.com

São Paulo

*

LUIZ MELODIA

Com a morte de Luiz Melodia, o Brasil perde sua preciosa pérola negra e vê interrompida uma parte importante da melodia de que tanto necessita nestes tempos desarmoniosos. Descanse em paz, Luiz. 

Paulo Roberto Gotaç prgotac@hotmail.com 

Rio de Janeiro

*

NEYMAR NO PSG

O clube de futebol Paris Saint-German (PSG) pagou 220 milhões de euros para a transferência de Neymar. Sorte ele. Se o sr. Nasser Ghanim Al-Khelaifi, dono do clube francês, pensasse com paixão nos refugiados, os sírios por exemplo, descobriria finalidade nobre para usar o seu dinheiro: se ajudasses mil famílias, cada com mil euros mensalmente, e renovasse a lista anualmente, teria ajudado 18.333 famílias durante 18 anos com a mesma quantia. É mais um triste exemplo da máxima de Einstein: "Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana"

Omar El Seoud ElSeoud.USP@gmail.com

São Paulo

*

FRIA FISCAL?

Do ponto de vista de desenvolvimento profissional, sobre a transferência do Neymar para o PSG só o tempo dará a resposta. Muitas coisas poderão acontecer para o sucesso ou fracasso. Torço para o sucesso. Do ponto de vista financeiro é que tenho dúvidas, pois entre o ganho bruto e o líquido tem o Fisco. Qual será seu endereço fiscal? Na Franca, grandes fortunas são tributadas em até 75%. Até o sr. Gérard Depardieu transferiu seu domicílio fiscal para a Rússia, por não concordar com a mordida do leão francês. Tomara que o pai não o tenha colocado em outra fria.

Sérgio Barbosa sergiobarbosa19@gmail.com

Batatais 

*

CONSOLO

A saída de Neymar do Barcelona para o Paris Saint Germain, pela fabulosa soma de mais de R$ 800 milhões envolvida, parece ter trazido aos brasileiros um certo orgulho, porque temos um patrício conhecido mundialmente pela sua alta categoria no futebol e provavelmente ainda será eleito o melhor, basta aprender a respeitar seus adversários, algo que ainda não faz e o torna antipático no meio. Para um país de Terceiro Mundo que ainda não conseguiu ganhar um Prêmio Nobel em qualquer atividade humana, como em Literatura, artes, ciência, medicina e outras, Neymar fica como um consolo. Para ele, que chegará com tudo ao time francês, um conselho: peça para trocarem na camiseta aquela cor meio vermelha que parece a de burro quando foge, como diz o caipira, por outra de tom mais vivo.

Laércio Zannini spettro@uol.com.br

São Paulo

*

PELÉ VALERIA QUANTO?

Oportuna e intrigante pergunta do torcedor que não quer calar e exige resposta: se Neymar vale a assombrosa quantia de R$ 850 milhões, quanto valeria, hoje, o passe de Pelé, o maior de todos, desde quando nasceu o futebol, se ele ainda jogasse?

Vicente Limongi Netto limonginetto@hotmail.com

Brasília

*

NEYMAR NA FRANÇA

Não vim pelo dinheiro, vim por "l'argent".

José Roberto Niero jrniero@yahoo.com.br

São Caetano do Sul

*

DEIXEM O MENINO JOGAR

Muitas pessoas estão criticando Neymar por ter ido para o PSG. Gostaria de perguntar a qualquer brasileiro que estivesse no lugar dele o que faria. Deixem o menino jogar. Tanto é difícil de aparecer um talento que ele está sozinho no ranking. É um craque e ganha seu dinheiro por seu talento, seu mérito, diferente do que vemos na política brasileira: só roubo e corrupção.

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com

São Paulo

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.