Fórum dos Leitores

.

O Estado de S.Paulo

29 Setembro 2017 | 03h05

CRISE INSTITUCIONAL

Poder desmedido

A primeira turma do Supremo Tribunal Federal (STF), pela maioria de votos dos ministros Luiz Fux, Rosa Weber e Luís Roberto Barroso, decidiu na terça-feira afastar Aécio Neves do mandato de senador e proibiu-o de sair de casa à noite. Numa tacada, Suas Excelências atropelaram a nossa Lei Maior, invadindo competência privativa do Senado Federal para decidir sobre o afastamento de seus membros e criaram nova figura na legislação penal ao recusarem o pedido para prender o senador e, ao mesmo tempo, determinarem sua prisão no período noturno. A decadência moral e a ineficiência das lideranças políticas e da alta administração do País têm provocado, cada vez mais, frequentes interferências do STF para restabelecer a ordem constitucional. E aí reside o perigo da perda do freio na ação de alguns ministros do Supremo, como parece ser o caso em tela, ao relevarem seus limites de atuação como magistrados e assumirem postura de legisladores, para a qual lhes falta competência legal. Justo eles, os guardiões da Constituição federal...

SERGIO RIDEL

sergiosridel@yahoo.com.br

São Paulo

Legislativo usurpado

Leitura obrigatória para todos o editorial A lei não é o limite (28/9, A3). O STF, a quem cabe zelar pelo cumprimento da Constituição da República, abriga membros que fogem desse preceito, como muito bem descreve o texto citado. Enquanto a um deputado já condenado a Justiça autoriza que continue fazendo política na Câmara, membros do Supremo Tribunal querem suprimir a liberdade de um senador que nem réu é ainda. Estão criando novos trechos constitucionais, usurpando os poderes do Legislativo, como já o fez o ministro Ricardo Lewandowski ao fatiar um dos artigos da Lei Maior para deixar a presidente cassada com plenos direitos políticos. Sobre o que disse o ministro Luiz Fux, então, não cabe nem comentário. Parece irreconhecível e muito distante daquele juiz que ajudou a julgar o escândalo do mensalão.

ÉLLIS A. OLIVEIRA

elliscnh@hotmail.com

Cunha

Arbitrariedade

É o maior absurdo o STF, que é o guardião da Constituição, cometer uma arbitrariedade tamanha de condenar uma pessoa, no caso um senador da República, sem o devido processo legal! Trata-se de espetacularização e grave ofensa à Carta Magna!

WALTER ROSA DE OLIVEIRA

walterrosa @raminelli.com.br

São Paulo

Não se cumpra

Dever de oposição à decisão judicial inconstitucional: “Ninguém é obrigado a cumprir ordem ilegal, ou a ela se submeter, ainda que emanada de autoridade judicial. Mais: é dever de cidadania opor-se à ordem ilegal; caso contrário, nega-se o Estado de Direito” (HC 73.454, relator ministro Maurício Corrêa).

MILTON CÓRDOVA JÚNIOR

milton.cordova@gmail.com

Vicente Pires (DF)

Tucanos na moita

O senador Aécio Neves está sendo vítima de um processo de perseguição desencadeado pelo ex-procurador-geral Rodrigo Janot, que recebeu o aval de três ministros petistas alojados no STF determinando seu afastamento do Senado, em flagrante desrespeito às normas constitucionais e à autonomia do Poder Legislativo. Por “coincidência”, no momento da votação de abertura de processo contra o presidente Michel Temer, também encaminhado por Janot. É evidente a tentativa de evitar a participação de Aécio Neves, no PSDB, em defesa da não aceitação da denúncia contra Temer. Até o momento não vislumbrei nenhuma manifestação de políticos e da direção do meu partido em defesa do nosso senador. Participei da fundação do PSDB em São José do Rio Preto e estou envergonhado com a atitude pusilânime e covarde de nossos representantes.

JOSÉ PAULO CIPULLO

j.cipullo@terra.com.br

São José do Rio Preto

Perguntar não ofende

Já que o STF determinou o afastamento de Aécio Neves de suas funções no Senado, e observando que, por força de norma constitucional, os Poderes do Estado são independentes e harmônicos entre si, ou seja, não há relação hierárquica entre eles, diante do preceito da Carta Magna indago, então, aos meus botões: podem os senadores intervir na composição daquele tribunal, determinando o afastamento de algum de seus ministros? Parece que há algo de nebuloso no reino de Pindorama!

ARLETE PACHECO

arlpach@uol.com.br

Itanhaém

Reação do Senado

Chocante a desmoralização do STF pelo Senado. Uma pá de cal na democracia!

ETELVINO BECHARA

ejhbechara@gmail.com

São Paulo

Um peso, duas medidas

Se a decisão do STF sobre o afastamento de Aécio Neves está correta, então por que os outros parlamentares, dezenas, também denunciados não são afastados, hein?

OSCAR THOMPSON

oscarthompson@hotmail.com

Santana de Parnaíba

Atuação do STF

É bonito ver e prazeroso ouvir a articulação, a erudição, a cultura acumulada, a jurisprudência repetida com detalhes, quase à exaustão, nos votos que às vezes duram horas. Se tudo isso se traduzisse em efetividade nos processos dos que têm foro privilegiado, estaríamos todos, cidadãos comuns que esperam celeridade da Justiça, aplaudindo e extasiados com a competência, com o saber enciclopédico. Não é expectativa de condenação. É expectativa de justiça. É evitar a prescrição dos processos.

DÉCIO ANTÔNIO DAMIN

deciodamin@terra.com.br

Porto Alegre

LULOPETISMO

Recibos de aluguel

Glaucos da Costamarques declarou que assinou os recibos de aluguel sob pressão, num leito hospitalar, e nada recebeu. Isso é crime, obstrução da Justiça e fraude, coisas “normais” para Lula e quadrilha. Já pediram a perícia nesses pseudorrecibos, eivados de incorreções. Creio que desta vez, comprovada a fraude, o juiz Moro poderia pedir a prisão preventiva de Lula e de seu advogado, não?

CARLOS E. BARROS RODRIGUES

ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

Primeiro Lula culpou a falecida dona Marisa por “guardar” os recibos. Agora o erro nas datas é do papa Gregório XIII...

ELIAS ABBUD SCHWERY

elias.abbud@uol.com.br

Atibaia

“Ao meter o bico em assunto pertinente ao Senado, o STF ‘engoliu um frango’ na defesa da Constituição, da qual deveria ser guardião”

ROBERTO TWIASCHOR / SÃO PAULO, SOBRE A POLÊMICA CONDENAÇÃO DE AÉCIO NEVES

rtwiaschor@uol.com.br

“31 de junho, Dia Mundial da Honestidade Lullopetista”

A. FERNANDES / SÃO PAULO, SOBRE O NOVO CALENDÁRIO, ‘COMONUNCAANTESNEÇEPAIZ’

standyball@hotmail.com

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

CASO AÉCIO NEVES

Não é de hoje que o Supremo Tribunal Federal (STF) vem inovando ao tomar decisões no mínimo exóticas, seja quando endossa a cassação de mandato da ex-presidente Dilma Rousseff mantendo seus direitos políticos - quando a Constituição é clara ao não dissociar a pena de suspensão de mandato à perda de direitos políticos -, seja quando aceita a denúncia do ex-procurador-geral Rodrigo Janot contra o presidente da República sem antes submeter o teor dos áudios a uma certificação rigorosa antes da tomada de decisões importantes. A mais recente novidade da Corte foi afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) de suas funções no Senado, submetendo-o à prisão domiciliar e à proibição de se ausentar do País, numa decisão que caberia ao plenário do Senado, já que se trata da prisão de um parlamentar, como previsto na Carta. Não se trata, aqui, da defesa de um político suspeito de ter recebido propina de R$ 2 milhões. Se provado que praticou crimes (ao que tudo indica), merece todas as penas da lei, mas criar castigos que não estão previstos na Lei Maior por juízes do STF é um flagrante ainda mais grave do que aquele que o condenou. Lembrando que aquilo que se espera da mais alta instância judiciária do País é o respeito à separação de Poderes e à Constituição federal.

Paulo R. Kherlakian paulokherlakian@uol.com.br

São Paulo

*

QUEM TEM A PALAVRA FINAL?

O mais recente imbróglio entre os Poderes do País está no "prende e solta", entre o Legislativo e o Judiciário. Todos os protagonistas dessas confusões dizem que estão certos. Políticos têm pavor de serem presos e querem manter Aécio Neves no Senado. Já os ministros do Supremo Tribunal Federal querem aparecer mais do que deviam. Aliás, já dizia aquela senhorinha de Taubaté: "Juiz pensa que é Deus, já os ministros têm certeza de que o são". Enquanto isso, o País, atônito, tenta sair da crise que eles próprios instalaram. Muda, Brasil! 

Júlio Roberto Ayres Brisola jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

*

ALIANÇA ESPÚRIA

O Palácio do Planalto, por meio do presidente Michel Temer, está preparando uma aliança espúria para salvar o mandato de Aécio Neves e tirá-lo da prisão domiciliar, numa espécie de pagamento pelo apoio que o senador tem dado ao seu amigo também encrencado, o presidente Michel Temer. Quem diria, até o arqui-inimigo PT, demonstrando um alto espírito de corpo, está junto nesta operação de salvamento do senador, que tem muita coisa a explicar. Agora ficou muito claro que este pessoal da Câmara e do Senado são todos farinha do mesmo saco.

Henrique Schnaider hschnaider4@gmail.com

São Paulo

*

SOLIDARIEDADE

Impressionante a solidariedade entre os parlamentares corruptos - já não importa mais quem é a pessoa, nem o partido, nem o crime cometido. A ordem é ir se defendendo mutuamente a fim de abafar a situação e evitar o mal maior. Por mal maior entenda-se a cobrança pelo povo brasileiro.  

Jorge A. Nurkin jorge.nurkin@gmail.com

São Paulo

*

VALE PARA TODOS

Não sou advogado de nenhum político, pelo contrário, acho que a maioria deles é esperta, mas só o senador Aécio Neves ser proibido de algo é no mínimo estranho, afinal Gleisi Hoffmann, Romero Jucá e Renan Calheiros, por exemplo, já têm diversos processos no STF e ficam belos e soltos, tirando onda em cima da tal Justiça. Por isso o STF precisa mostrar a que veio e não tentar fazer média não sei com quem - sem falar que, além de Michel Temer, mais de 1.800 políticos estavam no colo da JBS, e nada lhes aconteceu. Que delação e esta? Se vale para Temer, tem de valer para todos, sem exceção, ou aí, sem dúvida alguma, não vamos sair de lugar nenhum e nada melhorará.

Antonio Jose Gomes Marques  a.jose@uol.com.br

Rio de janeiro

*

REFLEXÃO

A decisão de uma das turmas do STF de afastar o senador Aécio Neves do seu cargo está provocando divergências e manifestações  inclusive entre ministros da nossa Corte Suprema. E alianças entre adversários políticos. Uma conclusão pode ser tirada deste acontecimento, ou seja, não podemos correr o risco de posicionamentos políticos e partidários num setor que exige total confiança em seus encaminhamentos. Que o fato sirva de reflexão de todos os envolvidos.

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br

Santos

 

*

A LEI NÃO É O LIMITE

Se o STF só faz lambança e não pode punir um senador corrupto, se o Congresso, onde a sua maioria é corrupta e não vai punir ninguém, então só nos resta pedir ajuda às Forças Armadas. General Mourão, vamos conversar?

Maria Carmen Del Bel Tunes carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

*

COLAPSO INSTITUCIONAL

As instituições brasileiras estão em colapso, o caso do ainda senador Aécio Neves demostra claramente a falência das instituições. Flagrado recebendo dinheiro do crime organizado, Aécio confessou que mandou o primo, em ação conjunta com a irmã, receber milhões em dinheiro vivo do maior pagador de propinas do mundo: Joesley Batista. Isso, só isso e mais nada, seria suficiente para Aécio ser imediatamente afastado do cargo em qualquer país do mundo. O "julgamento" do caso no Conselho de Ética do Senado foi uma palhaçada sem precedentes mesmo para os padrões de uma República de bananas. O Supremo Tribunal Federal, diante da barbaridade cometida neste conselho do Senado, resolve intervir, mas consegue descer mais baixo, quando um juiz do STF profere que o réu deve ser inocentado porque é pai de família e tem bons antecedentes. O Brasil precisa de uma boa revolução que não deixe pedra sobre pedra. 

Mário Barilá Filho mariobarila@yahoo.com.br

São Paulo

*

TRISTE

O senhor Aécio Neves, senador da República afastado das funções e devendo se recolher à noite por decisão do STF, deve ficar contente com a adoção do horário de verão a partir do mês que vem, pois os dias ficarão mais longos e as noites, mais curtas, portanto menos tempo dentro de casa. Segundo dizem, o moço gosta de uma noitada e por isso ele está muito triste.

Luiz Francisco de A. Salgado salgado@grupolsalgado.com.br

São Paulo

*

INCONSTITUCIONALISSIMAMENTE

Quando uns ministros do STF dizem que a condenação dada a Aécio é constitucional, mas outros dizem que é inconstitucional, será que estão lendo a mesma Constituição? Ou o problema não é de quem lê, mas de quem escreveu? Fato é que a Constituição é o segundo maior erro da história do Brasil: o primeiro foi a construção de Brasília e mudança da capital federal. O terceiro foi a eleição e reeleição de Lula. Aí está... A Constituição dá para mudar, mas os outros dois são mais difíceis... 

Gilberto Dib gilberto@dib.com.br

São Paulo

*

O ÍDOLO DE BARRO ESTÁ NU

 

Com a carta de desfiliação de Antonio Palocci do PT e com a acusação do ex-ministro de que o PT é uma "seita", e não uma agremiação, o ídolo de barro está nu. 

José C. de Carvalho Carneiro carneirojc@ig.com.br

Rio Claro

*

PALOCCI NÃO SUPORTOU

Única cabeça pensante que havia restado no PT (entre poucos), Antonio Palocci não aguentou a orientação da "seita" que era comandada por um guru que se dizia a "alma mais honesta deste país". Em carta, Palocci pediu seu afastamento do partido. Fez muito bem.

Toshio Icizuca toshioicizuca@terra.com.br

Piracicaba

*

SANTIDADE

O petralhismo perdeu a aura de santidade com o desmascaramento de "são Lulla", líder da "seita", nas palavras de Antonio Palocci. Só prolifera uma de duas soluções: a "seita" providenciar a expulsão de Lulla ou Lulla dissolver a "seita". Vai faltar gente para bater o último prego e pegar as alças do caixão.

Paulo Mário Beserra de Araujo pmbapb@gmail.com

Rio de Janeiro

*

'TRAIDOR'

O Brasil realmente está na boca do corvo ou numa sinuca de bico, como popularmente se diz na gíria do povo quando algo está podre, ruim mesmo. O PT, agora, chama Antonioo Palocci de traidor, porque falou a verdade, ou seja, falar a verdade no Brasil, quando se tem base em dados e informações de encontros, é proibido, por isso fica difícil de acreditar em alguém para as próximas eleições. Só os outros são problema... No caso do PT, Lula já até quis ou pretendia que Palocci fosse candidato a presidente - olhem o tamanho da confiança de ambos. Agora, que o ex-ministro falou o que sabe, virou "traidor". E ainda tem gente que acredita no PT. Só tomando uma ou dando risada, porque do jeito que a coisa vai alguém do PT vai pedir a internação de Palocci como débil mental. Alô, PT, pimenta no olho dos outros sempre será colírio.

  

Marieta Barugo mbarugo@bol.com.br

São Paulo

*

CURA E MILAGRE

Todas as minhas convicções até então sobre o problema caíram por terra. A memorável carta de desfiliação de Palocci enviada ao PT é prova irrefutável disso. A Operação Lava Jato, que está debelando grande parte dos tumores cancerígenos que atacam nosso "corpo político", agora, para mim, é prova insofismável da maior cura realizada até hoje. A declaração contida em tal carta de que Lula não é uma divindade, e muito menos honesto, demonstra isso. Aleluia! Aleluia! A idiopatia congênita dos "petralhas" tem cura. Palocci é a prova viva (por enquanto?) deste milagre científico-policial. Que aconteçam outras curas e que o Brasil definitivamente se livre deste mal hediondo. Nobel de Medicina para a Lava Jato.

 

Renato Otto Ortlepp renatotto@hotmail.com

São Paulo

*

EM PRATOS LIMPOS

Como todos sabemos, Palocci (que nunca foi santo, como ele mesmo o declarou) se desfiliou do PT, enviando uma carta à "presidenta" do partido, e sai dando tiros para todos os lados - os de grosso calibre, no chefão da "seita". Enfim, colocou tudo em pratos limpos, segundo disse na epístola. O que será que tem ainda a acrescentar em outros processos, como testemunha ou réu? Que abra toda a caixa de Pandora, mesmo, é o que esperamos.

 

Carlos E. Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

*

O HOMEM FORTE DE LULA

Finalmente o homem forte dos governos Lula e Dilma falou. A "alma mais honesta deste país" foi desmascarada por Palocci, que, preso e sem perspectivas de liberdade, resolveu abrir o bico. Palocci não é nenhum santinho, mamou o quanto quis, faturou muito e está com a vida ganha, apesar dos seus R$ 128 milhões bloqueados pelo juiz Sergio Moro. Confesso que não me surpreendi com as revelações de Palocci a respeito do todo ex-poderoso Lula. Causou-me náuseas saber como pôde Palocci conviver por tantos anos no partido fazendo parte desta corrupção imoral que tantos danos vem causando ao País. Isso, sim, foi um golpe do PT dado no Brasil, e não esta vitimização vergonhosa que esta "seita" insiste em imputar na cabeça do povão. Vítimas são todos os brasileiros, que vão pagar a conta dessa roubalheira sem fim. Pena máxima aos ladrões do dinheiro público, isto é, se ainda tiver justiça neste país.

 

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

ESCRITAS FORA DE LUGAR

O professor Eugênio Bucci parece ter perdido o sentido de tempo e espaço ao afirmar, em seu artigo "Falas fora de lugar" ("Estadão", 28/9, A2), que a recente manifestação de Palocci em sua carta de desfiliação do PT está fora de lugar - e de tempo. O inconformismo do professor Bucci com as confirmações apresentadas por Palocci a respeito das falcatruas praticadas pelo PT "et caterva" fica ainda mais evidente ao subestimar a capacidade de compreensão do povo brasileiro afirmando que a "plateia não entende o que se passa no palco". Caro professor Bucci, o sr. Palocci disse o que deveria ser dito no momento exato e de forma muito clara, e, caia na real, a plateia entende, sim, e muito bem, o que o sr. Palocci disse em sua carta. Como bom estrategista que sempre foi, para o bem e para o mal, sabia que o PT estava prestes a retaliar, expulsando-o do partido sob fantasiosos argumentos e instruindo os intelectuais apoiadores e demais membros da militância da "seita" para espalhar a notícia da humilhação de uma expulsão. Ele, Palocci, simplesmente se antecipou no tabuleiro em que sempre foi mestre. 

Flavio Carlos Geraldo madflavio@uol.com.br

São Paulo

*

QUANDO FALTA O SILÊNCIO

Lendo o texto de Eugênio Bucci "Falas fora do lugar" ("Estadão", 28/9, A2), penso em como os sistemas estão se interferindo mútua e pernosticamente. O Judiciário, na fala oficial (não oficiosa) do ministro do Supremo, dando conselhos a senador da República. O sistema partidário, vivenciando uma implosão tão danosa e perigosa, em razão de sua fragilidade. Penso em Palocci e em Kim Jong-un e percebo que o único partido que tinha uma ideologia mais ou menos formada perdeu-se, como se vitimado por artefato termonuclear, à Coreia do Norte. O fato é que palavras não voltam, e às vezes perdemos todos a grande oportunidade do silêncio.

Andrea Metne Arnaut  andreaarnaut@uol.com.br

São Paulo

*

A CARTA DE PALOCCI

Será que a pretensa divindade se sente atingida?

  

Robert Haller robelisa1@terra.com.br

São Paulo

*

PALOCCI X LULA

Finalmente alguém teve coragem de desnudar a figura do impoluto homem mais honesto do País. Demorou muito, Palocci poderia ter nos brindado com essas declarações há muito tempo. O que foi dito, a grande maioria dos brasileiros já sabia. O País agradece, a divindade já era e, ao jararaca, restará destilar o seu veneno e suas mentiras esperando a hora de ser enjaulado.

José Roberto Iglesias rzeiglezias@gmail.com

São Paulo

*

POUPOU-NOS MILHÕES

Para Palocci, 100 anos de perdão... sozinho, dá-nos de bandeja a verdade irrefutável e faz economizar milhões que se gastariam em investigações... Até no além.

Cecilia Centurion ceciliacenturion.g@gmail.com

São Paulo

*

TENOR

Sucesso absoluto de crítica e público: o tenor Italiano canta a ária "a força do destino" para o "Amigo", a tia, o pós-italiano e os demais companheiros do partidão.

Omar El Seoud elseoud.usp@gmail.com

São Paulo

*

PREOCUPAÇÃO

Não é por questões morais, tampouco ideológicas, que a alta cúpula do PT está preocupada com as declarações de Antonio Palocci. Este papo de "traição" é ladainha. A verdadeira razão é que, se surgir outro integrante petista disposto a fazer delação premiada, não sobrará praticamente mais nada a dizer. 

Luciano Harary lharary@hotmail.com

São Paulo

*

EX-COMPANHEIROS

Só agora o PT percebeu que Palocci é mentiroso. Só a cúpula é honesta.

Moisés Goldstein mgoldstein@bol.com.br

São Paulo

*

O SANTO É DE BARRO

Diz o ditado popular: "Cuidado com o andor, que o santo é de barro". Após as declarações de Antonio Palocci, o ex-homem forte do PT, a divindade Lula da Silva perdeu o restinho de credibilidade que ainda possuía. Até os próprios petistas, apesar de não admitirem publicamente, sabem que o Messias já era.

José A. Muller josealcidesmuller@hotmail.com

São Paulo

*

TRAGÉDIA

Lula, graças à eficiente ação marqueteira que o vendeu como agente da esperança, presidiu por duas vezes o País e impôs, para garantir a continuação do seu projeto de poder, um poste com ferragens oxidadas que ruiu e provocou estragos na política e na economia que até hoje repercutem. No entanto, com a revelação de envolvimento em atos de corrupção, virou réu em vários processos e foi condenado a nove anos e meio de prisão. Incrível como o povo brasileiro deixou-se cair nessa armadilha populista que convergiu para o caos atual e ainda hoje assista impassível a uma campanha eleitoral antecipada por ele recentemente realizada visando a influenciar a Justiça e a criar condições para que a tragédia se repita, desta vez, certamente, mais devastadora.

Paulo Roberto Gotaç prgotac@hotmail.com

Rio de Janeiro

*

SEM PLANO B

Parece que o cerco está se fechando para o demiurgo do Nordeste, outrora "o cara". Queda livre, eu diria. Depois do míssil Palocci, eis que nos vêm os recibos mandrakes, claro. O cerco está se fechando, assim como as possibilidades de um retorno glorioso ao poder. E não há plano B. Não há poste. "This is the end."

Leandro Ferreira leandroferreoradasolva@gmail.com

Guarulhos

*

CALENDÁRIO  LULIANO

Até agora eram utilizados no mundo oito diferentes calendários, sendo o promulgado em 1.582 pelo papa Gregório XIII adotado internacionalmente, inclusive no Brasil. Temos, agora, como nunca dantes neste país, o recém-lançado Calendário Luliano, no qual têm 31 dias os meses de junho e novembro, conforme recibos de pagamento de aluguéis de apartamento "alugado" por dona Marisa Letícia. O número nove está visceralmente ligado a Lula: nove dedos, nove anos de condenação (por enquanto) e, agora, o nono calendário. 

Hélio de Lima Carvalho hlc.consult@uol.com.br

São Paulo

*

OS RECIBOS DE LULA

Alguma medida provisória alterou o calendário gregoriano. Os meses de junho e novembro passaram a ter 31 dias.

Alcindo Garcia alcindogarcia@uol.com.br

São Paulo

*

31 DE JUNHO

Depois da entrega dos recibos de aluguel do apartamento vizinho ao de Lula da Silva em São Bernardo do Campo para a Justiça de Curitiba, o dia 31 de junho passará a ser comemorado anualmente como o Dia do Político Petista.

Antonio Carelli Filho palestrino1949@hotmail.com

Taubaté

 

*

CONSAGRAÇÃO

Acho que a Igreja Católica deveria consagrar o dia 31 de Junho como o dia da Alma mais Pura e Honesta do Brasil e o dia 31 de Novembro deverá ser dedicado aos mártires petistas, vítimas das elites e da perseguição os tribunais da Inquisição, ou, melhor, de Justiça do Brasil.

Luiz Antônio Alves de Souza  zam@uol.com.br

São Paulo

*

HONESTIDADE

"Lulla" é de fato o "mais honesto". Até suas mentiras vêm com recibo...

A.Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

*

VERIFICAÇÃO

A Polícia Federal (PF), assim como o FBI, certamente dispõe de técnicas e equipamentos para verificar data de produção de documentos e atestar se a folha de sulfite do recibo de 2011 realmente é quatro anos mais velha do que a folha em que foi impresso o recibo de 2015. A palavra está com os peritos da PF, que poderão determinar se o cítrico Glaucos da Costamarques falou a verdade.

Celso Francisco Alvares Leite celso@celsoleite.com.br

Limeira

*

PARA ALÉM DOS RECIBOS

Os recibos de aluguel não são um fim neles mesmos, eles devem ter a comprovação do depósito em conta corrente do locador e a saída do dinheiro da conta corrente do locatário, é isso simples. Se foi pago em dinheiro vivo, precisa declinar a origem, por exemplo, o saque no banco, simples. Precisam provar o que falam, não com simples recibos.

Alpoim da Silva Botelho alpoim.orienta@uol.com.br

São Paulo

 

*

EXTRATOS BANCÁRIOS

Independentemente do erro nas datas, os recibos de pagamento de aluguel apresentados pela defesa de Lula à Justiça valem tanto quanto uma folha em branco. Não há nenhuma prova de que sua emissão ocorreu na época informada. Espero que a Justiça peça outros elementos comprobatórios, por exemplo, extratos bancários. Detalhe: por mais de seis anos tive um apartamento alugado. E todos os recebimentos foram feitos mediante depósito em banco.

 

Luciano Nogueira Marmontel automatmg@gmail.com

Pouso Alegre (MG)

 

*

APARTAMENTOS

Quando vejo na mídia a informação de que Lula tem dois apartamentos vizinhos em São Bernardo, fico pensando para que um viúvo tem dois apartamentos  na mesma cidade? E me lembro dos R$ 51 milhões achados no apartamento de Geddel Vieira Lima em Salvador. 

Mário A. Dente eticototal@gmail.com

São Paulo

*

O QUE MAIS PRECISA?

Ser político no Brasil, indiscutivelmente, é o melhor emprego ou negócio, como queiram classificar, basta ver, na era do PT e do PMDB no "pudê", o descalabro que fizeram, implantando a corrupção jamais vista em lugar nenhum no mundo, todos nos roubando fortunas incalculáveis, dilapidando e escorchando o País junto com sua população. Tudo foi confirmado por inúmeras delações premiadas, por mais de uma centena de pessoas envolvidas neste imbróglio, que deixaram bem claro e muito evidente a maneira suja e indecente como o País foi governado por esta corja de canalhas. Tivemos, agora, mais uma comprovação indiscutível, pois, além, de acusar ter participado dos fatos, conforme sua corajosa atitude, Antonio Palocci, ao mandar sua carta de desfiliação à presidente do PT, Gleisi Hoffmann, casada com Paulo Bernardo - que dispensam comentários, pois pertencem à farinha podre do mesmo saco -, na qual ele esclarece, menciona e dá detalhe, por exemplo, das reuniões na biblioteca do Alvorada, comandadas por Lula e nas quais o presidente descaradamente, desonestamente e porcamente exigia altas propinas das empreiteiras em troca de encomendas de sondas. Para juristas, tal carta de Palocci, desacompanhada de provas, não tem valor jurídico. Serão necessárias mais provas, após tudo o que já vimos, ouvimos e soubemos, para caracterizar a prática desta absurda bandidagem, ladroagem, e dar finalmente nomes aos bois dos responsáveis e envolvidos nessa sujeira?

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

*

BESSIAS, O RETORNO

A manobra para conceder foro privilegiado a Moreira Franco, denunciado pela Procuradoria-Geral da República junto com Michel Temer, lembra o trio Dilma-Bessias-Lula. Corporativismo nada republicano, que fere o decoro parlamentar. Se isso é fazer política, o que seria então... Bom, deixa pra lá!

Ricardo C. Siqueira ricardocsiqueira@globo.com

Niterói (RJ)

*

PRIVILÉGIO E OBSTRUÇÃO DE JUSTIÇA

Para não cair nas mãos do juiz Sergio Moro, Michel Temer fez para Moreira Franco o que Dilma queria fazer para Lula. Obstrução de Justiça! Prova de que Temer e seus dois gatos de estimação - Moreira Franco e Eliseu Padilha - se preparam para o pior para eles, e melhor para a Nação. Fora todos!

                   

Paulo Sérgio Arisi paulo.arisi@gmail.com

Porto Alegre

*

PESQUISA CNI/IBOPE

Com 77% de reprovação ao seu governo, Michel Temer deveria pegar seu boné e zarpar.

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

GOVERNO TEMER

Não são verdade essas pesquisas sobre o governo Temer ser pior que o governo Dilma! Ou o brasileiro quando não tem dinheiro no bolso, ou emprego, culpa quem está na frente. Não raciocina que foi Dilma que quebrou o País.

Suely suelyracy@gmail.com

São Paulo

*

O GIGES DE RORAIMA

A Operação da Polícia Federal, ontem, contra a família do senador Romero Jucá (PMDB-RR), foi batizada de Anel de Giges. A história de Giges faz parte da "República" de Platão. Giges era um pastor que roubou um anel de um morto. O anel lhe dava o poder da invisibilidade. Invisível, ele se sentia livre para cometer ilícitos. É como sempre digo: tem gente letrada na PF.

Elisabeth Migliavacca

São Paulo

*

'SURUBA'

Marido de enteada de Romero Jucá é preso por porte de fuzil. Suruba jucariana-masoquista, com utilização de armas de uso exclusivo das Forças Armadas da Rocinha.

 

José Roberto Niero jrniero@yahoo.com.br

São Caetano do Sul

*

O CUSTO DA CASTA

Romero Jucá, referindo-se ao fundo público de financiamento de campanhas eleitorais, afirmou que R$ 2 bilhões é "um preço barato para termos democracia" (sic). Deve ser o parâmetro que encontrou relativo aos valores desviados pela corrupção. Alguém conhece alguma profissão que quem a pretende é ajudado com dinheiro público? Quer ser político? Invista o seu dinheiro!

Luiz Frid luiz.frid@globomail.com

São Paulo

 

*

REVOLTA

Depois da vergonhosa votação do Senado que criou um fundo bilionário para o financiamento das campanhas eleitorais, só nos resta pedir intervenção militar com o fechamento do Congresso e prisão para pelo menos 60% dos Três Poderes da República, em caráter de urgência urgentíssima.

 

Leônidas Marques leo.marquesvr@gmail.com

Volta Redonda (RJ)

*

FINANCIAMENTO DE CAMPANHA

Já que nossos políticos consideram a representação popular como uma profissão (ou seja, um emprego), nada mais justo que eles arquem com os custos para obtenção desse emprego. Sugestão: descontar 5% todo mês do salário destes nossos representantes, e o dinheiro arrecadado servirá como fundo partidário para todos eles. Assim aliviaremos o povo dos bilhões que eles propuseram, dos gastos com propaganda em rádio e TV e dos gastos com o atual Fundo Partidário. Dessa forma, esse dinheiro economizado pelo Tesouro poderá ser empregado em educação (além do alívio nas contas do governo) e, mais ainda, eles terão a oportunidade de provar que realmente são dignos representantes do povo. 

Ademir Sanna ademir.sanna@gmail.com

São Paulo

*

SUCESSO NOS LEILÕES

Com a nossa economia saindo do buraco, empregos sendo recuperados e podendo até o PIB crescer neste ano em 1%, e 3% em 2018, não surpreendem o entusiasmo dos investidores e o ótimo resultado alcançado nos leilões de quatro usinas da Cemig e das licitações de petróleo e gás natural, efetuados na quarta-feira (27/9). Ágio de 9,73% e arrecadação de R$ 12,130 bilhões para a União foi o resultado das concessões da Cemig. E nas licitações dos blocos de petróleo e gás natural, como melhor resultado da história, o ágio foi de 1.556,05%, com o governo arrecadando R$ 3,84 bilhões. Sinal de que as mudanças regulatórias feitas pelo governo estão em consonância com o mercado e viabilizaram este estupendo sucesso. Será hora da virada? Oxalá que sim.

Paulo Panossian paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

ENSINO RELIGIOSO NAS ESCOLAS

Por ocasião da apertada decisão (por 6 votos a 5) do Supremo Tribunal Federal (STF) que permite o ensino religioso nas escolas públicas, cabe, por oportuno, perguntar, sem qualquer intenção de causar polêmica, por qual razão, num país laico, há um crucifixo pendurado na parede do plenário daquela Corte, acima até do brasão da República. A resposta, evidentemente, não pode ser porque a maioria da população é católica. Ou bem se colocam outros símbolos religiosos no "altar" do STF ou não se exibe nenhum, pois não?

J. S. Decol decoljs@gmail.com

São Paulo

*

TEMPO PERDIDO

Por não ter o que fazer (esquecendo os processos contra dezenas de políticos corruptos), os anciãos do Supremo Tribunal Federal (STF) passaram a tarde de quarta-feira discutindo o sexo dos anjos. É revoltante o menosprezo que estes togados demonstram para com quem lhes paga os polpudos salários...

Godofredo Soares godofredocaetanosoares@gmail.com

São Paulo

*

DEMOCRACIA

Vejo, diariamente, pessoas protestando, no Rio de Janeiro, em frente aos quartéis. Que tenham seus direitos constitucionais e de cidadania respeitados. Até os menores protestantes, assistidos por seus responsáveis legais, sejam ouvidos. Ouçamos suas razões, tomadas por termos legal, assinados e legalizados, eles qualificados e com seus endereços individualizados, para que se lhes possa dar a resposta a que têm direito. É o mínimo que qualquer cidadão merece.

Roberto de Mamede Costa Leite r-mamede@uol.com.br

Ubatuba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.