Fórum dos leitores

Cartas selecionadas para a edição impressa e portal estadao.com.br

O Estado de S. Paulo

12 Março 2018 | 03h00

JUSTIÇA X CORRUPÇÃO

Bravo, dra. Cármen!

Finalmente vemos uma atitude de patriotismo na mais alta Corte de Justiça do Brasil, que há tempos dá sinais erráticos sobre os fundamentos da democracia brasileira. Sempre que a Constituição da República se mostra dúbia, e às vezes até quando é claríssima, alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) têm tomado posição a favor de determinados indivíduos, e não do bem comum – lembremo-nos do impeachment da “presidenta”, quando o então presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, fatiou um artigo cristalino da nossa Carta Magna em benefício de uma “indivídua” e contra a Nação brasileira. A aparentemente frágil presidente da Corte Suprema, ministra Cármen Lúcia, mostrou-se uma gigante nas convicções e na força moral, afastando, pelo menos até maio, a possibilidade de recaída de alguns de seus pares que querem, obviamente, beneficiar um notório indivíduo já condenado em segunda instância (10/3, A8). Bravíssimo, dra. Cármen!

GILBERTO DIB

gilberto@dib.com.br

São Paulo

*

Recado claro

A antecipação da pauta do mês de abril do STF, anunciada pela ministra Cármen Lúcia, sem o julgamento de um habeas corpus de Lula, bem como o pedido do ex-ministro do Supremo Sepúlveda Pertence para o petista recorrer em liberdade mesmo após a condenação em segunda instância, causou enorme frustração no PT. Diante desse cenário de incertezas, sempre é bom lembrar a afirmação da ministra Cármen Lúcia em fevereiro deste ano: “O cidadão brasileiro está cansado da ineficiência das autoridades públicas, inclusive do Judiciário”. Assino embaixo.

EDGARD GOBBI

edgardgobbi@gmail.com

Campinas

*

Barbada

Estou apostando um passeio de pedalinho naquele sítio em Atibaia que parece não ter dono que o ministro petista Dias Toffoli vai pôr “em mesa” a discussão do habeas corpus para salvar o já condenado ex-presidente que afundou o País.

LUIZ ROBERTO SAVOLDELLI

savoldelli@uol.com.br

São Bernardo do Campo

*

Eles não são blindados

Conforme dispõem o artigo 52 da Constituição federal e o artigo 39 da Lei 1.079/50 (Lei do Impeachment), é possível, por iniciativa de qualquer cidadão, entrar com pedido de impeachment, via Senado Federal, acusando, com provas, qualquer ministro do STF, por exemplo, de exercer atividade partidária.

SERGIO S. DE OLIVEIRA

ssoliveiramsm@gmail.com

Monte Santo de Minas (MG)

Cautela e canja de galinha...

A revisão da prisão após julgamento em segunda instância, embora tratada com ênfase sobre a situação do Lula, exigirá muita cautela dos membros do STF ao apreciarem o tema. Alterada a decisão hoje prevalente, significará a soltura de toda uma quadrilha de corruptores e corruptos já cumprindo pena por saquearem o País, à moda de piratas e mercenários. O interesse público dos milhões de brasileiros dignos e decentes é direito fundamental e difuso prevalente sobre a eventual liberdade concedida a bandidos que se aproveitaram de recursos destinados à segurança, saúde e educação. Temos esperança de que na maioria dos ministros prevaleça esse entendimento, evitando-se assim, perante a opinião pública, que a Suprema Corte passe a navegar nas mesmas águas barrentas onde já afunda o Congresso Nacional.

HONYLDO R. PEREIRA PINTO

honyldo@gmail.com

Ribeirão Preto

*

Argentários

Como advogado, sinto-me profundamente decepcionado com a OAB, que apresentou ação declaratória ao STF pedindo que só seja autorizada a prisão, mesmo de condenados em segunda instância, após o esgotamento de recursos em todas as instâncias. Como brasileiro, não entendo como uma instituição que deveria primar e zelar pela moralidade e dignidade públicas e privadas possa argumentar com uma nefasta e deletéria presunção de inocência, mesmo após examinadas todas as provas de que jamais houve inocência. Como cidadão, causa-me enjoo admitir que a OAB talvez pretenda maximizar os dinheiros de advogados que, com mais tempo para as impunidades e mais possibilidades de recursos, farão a farra do “réu talvez preso, dinheiro decerto solto”, do “quanto mais, melhor”, do “farinha pouca, meu pirão primeiro”.

MARCELO GOMES JORGE FERES

marcelogferes@ig.com.br

Rio de Janeiro

*

HONORÁRIOS

Milhões em consultoria

Fico estarrecido com os custos das supostas consultorias recebidas por pessoas e empresas investigadas pela Lava Jato. Parece-me que estão absurdamente fora dos preços de mercado. Quais as justificativas para essas alegadas contratações?

EUCLYDES ROCCO JR.

emteatroteca@gmail.com

São Paulo

*

ESQUERDA NO PALANQUE

Apêndice do PT

Pelo visto, Guilherme Boulos foi picado pela mosca azul, (10/3, A8). Como bom soldado do PT, seguiu as ordens do chefe Lula, voou para o PSOL, a força auxiliar, e lá registrou sua pré-candidatura presidencial. Será o “plano qualquer letra” do lulopetismo, só para marcar presença.

ULF HERMANN MONDL

hermannxx@yahoo.com.br

São José (SC)

*

Muito pouco esperava da entrevista do carbonário Boulos, mas surpreendeu-me o vazio de suas “propostas”. O MTST, chefiado por ele, é um dos ditos “movimentos sociais” mais violentos do País, useiro e vezeiro em promover invasões, depredações e badernas em nome de uma “justiça social” a ser construída sobre os escombros do Estado Democrático de Direito. Perguntado se polarizaria com Bolsonaro, disse que se o Código Penal “fosse levado a sério” o deputado estaria preso porque faz “apologia ao (sic) estupro”, embora ele lute por um projeto de castração química de estupradores, com a tenaz oposição da esquerda. Depois dessa pérola, passou a falar do “fracasso do governo Temer”, esquecendo que a Selic está prestes a cair para 6,5% ao ano, a inflação é a menor da série histórica, o dólar está para lá de comportado e o risco País, baixo; sem falar em safras agrícolas recordes, folga na balança comercial, Bovespa em sua máxima histórica, reformas importantes feitas e outras na agenda, etc. E sobre patrimonialismo e apropriação das estatais pelos políticos, vide petrolão e Lava Jato, como resolveria isso? “Renacionalizando” empresas privatizadas. Precisa dizer mais?

SILVIO NATAL

silvionatal49@gmail.com

*

MUDANÇA DE PLACAS

As placas dos automóveis vão mudar apenas para seguir o padrão das placas dos países do Mercosul. Será que não chega nos cobrarem IPVA, seguro obrigatório e licenciamento? Temos agora que pagar para facilitar o roubo de nossos carros, principalmente os que vão para o Paraguai, que desfila os carros de luxo pelas ruas com as placas originais do Brasil?

Wilson Matiotta

loluvies@gmail.com

São Paulo

*

NOVAS PLACAS

Ainda este ano veículos automotores novos e usados transferidos receberão placas segundo padrão dos países do Mercosul. No fac-símile mostrado antecipadamente pela mídia, chamou minha atenção o espaço diminuto reservado para os nomes de cidades e de Estados brasileiros.

Sergio Salgado de Oliveira

ssoliveiramsm@gmail.com

Monte Santo de Minas (MG)

*

TRÂNSITO CAÓTICO

Gostaria de compartilhar a minha indignação com a atitude da Prefeitura de São Paulo em fechar a circulação de algumas ruas e/ou limitar a direção ao acesso para Avenida Lineu de Paula Machado, próximo ao Jockey Club de São Paulo (bairro Jardim Everest). As ruas e avenidas nesta região, como por exemplo: avenida Lopes de Azevedo, Rua Sarabatana, Rua Carpina, tiveram os acessos fechados na direção da avenida Lineu de Paula Machado, sendo atualmente o único acesso permitido pela Praça Cardim. Ou seja, até o final de dezembro 2017, tínhamos quatro ruas que permitia acessar a avenida Lineu de Paula Machado. E atualmente, somente uma rua na região permite o acesso a essa avenida. Não consigo entender o objetivo dessa alteração, nem tão pouco se foi feito um estudo ou planejamento viário. Além do caos, as longas filas de carros parados geram às pessoas que por ali circulam extrema vulnerabilidade para assaltos. Somente nesta semana já presenciei três abordagens próxima ao meu carro de situações roubos. Algo assustador.  E o pior, não tem para onde sair, pois as longas filas que vão todas em direção à Praça Professor Cardim, não andam. Os carros não fluem e o percurso se tornou uma ameaça para quem circula em direção ao trabalho. Pois também não há policiamento na região, nem tão pouco planejamento. Atualmente, neste percurso estou perdendo em média 30 minutos do meu dia, no trânsito. Não consigo entender qual é o propósito em fechar esses caminhos e transformar o trânsito desta região em um caos. Por favor, venho através deste conceituado veiculo de comunicação convidar o sr. prefeito e subprefeito para visitar a região entre os horários das 7h30 às 10h da manhã.

Luciana Monteiro Uemura

lucianauemura@hotmail.com

São Paulo

*

DECRETO DE DORIA

Ouvir o prefeito falando de prisões e apreensões de droga, enquanto devia falar de assuntos da municipalidade como enchentes, jardinagem de praças, buracos, etc.. Soa como discurso político de candidato, ignora competências já que sequer nunca prendeu nada. Aliás, aprendeu muito bem a enganar os desavisados. São Paulo vive a teoria da minimização dos fatos importantes que atingem a população, para a casta política não existe insegurança, falta de cuidados básicos com a saúde e péssimo ensino público. E ainda uma política de desvalorização do funcionalismo. São Paulo é o retrato da incompetência dos políticos.

Edmar Augusto Monteiro

eamonteiroea@hotmail.com

Mirandópolis

*

ÁGUA

Campanha rumo ao Planalto deveria deixar de iludir o consumidor, pois em muitas regiões de São Paulo há cortes constantes de água. No meu bairro na zona sul de São Paulo, ao menos duas vezes por semanada há cortes durante a noite e o retorno somente acontece pela manhã. E mesmo assim os nossos governantes anunciam que a escassez da água acabou e os reservatórios voltaram aos índices normais, dá para acreditar?

Yvette Kfouri Abrão

abraoc@uol.com.br

São Paulo

*

SALVE A IMPRENSA

O gatilho da Sabesp deu com os burros n'água e isso graças a imprensa (“Estado”) que como sempre presta um serviço digno de nota. Sempre atenta e sagaz. Basta de jabuticabas. O povo agradece.

Leandro Ferreira

ferreiradasilvaleandro73@gmail.com

São Paulo

*

JOÃO DORIA

João Doria foi uma grande decepção para o povo de São Paulo. Sua gestão inicial à frente da Prefeitura tinha tudo para ser uma das melhores da história do Município, que tanto precisa e merece. Por mais que negue, Doria abandonou a cidade para abraçar precocemente e de forma atabalhoada a possibilidade de se candidatar à Presidência da República – erro estratégico imperdoável. Frustrado este objetivo, o Prefeito insiste em tentar um salto maior que a perna para conquistar o governo do Estado, definitivamente pouco se importando com São Paulo e seus inúmeros problemas. Os eleitores de Doria, que votaram nele para permanecer na prefeitura por quatro anos não esquecerão tamanha frustração.

Luciano Harary

lharary@hotmail.com

São Paulo

*

UNIDADES DE PRONTO ATENDIMENTO (UPAS)

Muitos municípios, com o financiamento do governo federal aceitaram construir suas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), afinal construções engordam os olhos e os bolsos dos maus gestores, que sofrem do fetiche do tijolo. Fora os superfaturamentos das obras, atrasos, desperdícios em geral, existe um problema ainda maior, que ocorre quando a obra destinada à saúde é entregue, que é a sua manutenção.     Construir é fácil, o difícil é arcar com as despesas das UPAs, apesar de haver financiamento federal, a maior parte dos gastos acaba ficando com o município. Por falar em financiamento, a saúde deveria ser financiada pelas três esferas de governo (federal, estadual e municipal), no entanto a maior carga recai sobre os municípios. Isso explica o fato de muitas UPAs estarem desativadas, apesar da sua importância, a verdade é que  não há recursos para sua manutenção, que por sinal não é barata. A saída seria devolver as unidades ao governo federal, mas para devolvê-las é preciso devolver os recursos recebidos. Então que se flexibilize o uso das UPAs, mesmo que para tanto seja necessário a aprovação de um projeto de lei neste sentido. São Caetano encontra-se nessa situação, e terá de devolver o dinheiro recebido do governo federal, utilizado na construção da UPA do município. Portanto fica a dica para os nossos vereadores, para cobrarem dos deputados federais dos seus partidos, projeto de lei para que os municípios não tenham de devolver os recursos recebidos.

Roberto Canavezzi

robertocanavezzi@yahoo.com.br

São Caetano do Sul

*

PRODUÇÃO ORGÂNICA

Importante atividade que está sendo realizada na cidade de São Paulo de incentivo a preservação ambiental e a produção de alimentos orgânicos. Esperamos que este exemplo sirva para os demais municípios do Estado de São Paulo para que todas as cidades possam organizar hortas orgânicas para serem consumidas nas escolas municipais e também reverter em venda aos consumidores para que o projeto tenha mais parcerias público-privadas.

Claudio Magalhaes

prof.claudiomagalhaes@gmail.com

Santos

*

ABSURDO

Absolutamente inaceitável a corrupção que transitava no meio alimentar de carnes processadas para oferecer à população possíveis produtos inadequados com risco à saúde pública, denegrindo o nome do Brasil. Quero ver as penas que receberão os responsáveis. Deveriam ser enquadrados em “crime hediondo”! Chegamos a limites inimagináveis!

Luiz Frid

luiz.frid@globomail.com

São Paulo

*

1559 ROUBOS

Em 2017 na cidade do Rio de Janeiro ocorreram 1559 roubos de cargas, já para o ano de 2018 pelas ocorrências dos dois primeiros meses do ano esses números poderão ser superados.

Virgílio Melhado Passoni

mmpassoni@gmail.com

Jandaia do Sul (PR)

*

SEGURANÇA ZERO!

Em matéria de segurança vamos de mal à pior dia a dia no Brasil, especialmente as ocorrências contra as mulheres, que produzem números assustadores e tolheram o direito total de ir e vir. Para tanto, basta verificar os inacreditáveis números que são registrados por dia no País: “12 assassinatos e 135 estupros por dia de mulheres”. O que dizer a respeito?

Angelo Tonelli

angelotonelli@yahoo.com.br

São Paulo

*

STF, EU SÓ QUERIA ENTENDER

Se somos todos iguais perante a lei, por quê: os dirigentes do MST, MTST e congêneres estão soltos? Senadores, deputados e demais políticos, já condenados, continuam soltos? Governadores e prefeitos, corruptos, conseguem habeas corpus para continuarem roubando e continuam soltos? Agora, uma trabalhadora grávida, desempregada, que rouba um pão para comer, ah, essa é trancafiada por anos!

Milton Bulach

mbulach@gmail.com

Campinas

*

CHACRINHA REVIVIDO

Segundo informação na imprensa, até agora 11 pré-candidatos se apresentaram oficialmente para concorrer à Presidência da República nas eleições de outubro deste ano. Parece mais o programa do Chacrinha que perguntava ao público se eles queriam abacaxi. Abacaxis estão sendo atirados nos eleitores, na forma de candidatos. O presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia, apresentou-se com o candidato do DEM, parecendo mais um candidato a um grupo de escotismo. Do outro lado, o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, com a truculência que lhe é marca registrada. Ainda restam nove, sem um mínimo programa econômico nas suas plataformas e sem qualquer ideologia que possa atrair o eleitorado. É aí que o petismo/dilmismo aparece como um xiita que vê em Lula um Maomé, único profeta do Planalto. Enquanto na novela “Deus Salve o Rei”, há uma guerra entre os reis Rodolfo e Augusto, dos reinos de Montemor e Artena, pela conquista de água, haverá em outubro um desfile de candidatos cada um pior do que o outro, pela conquista do poder e, todos com potencial não invejável para conhecerem a Lava Jato. Que seja eleito, não o melhor, mas o menos ruim.

Jair Coelho

jairgcoelho@gmail.com

Vassouras (RJ)

*

CIRO GOMES, O CARA DE PAU

O ano nem bem começou, mas se houver eleição para escolher o político mais cara de pau de 2018, sem dúvida levará o troféu, Ciro Gomes! Essa frase sua “(...) me dói pensar em Lula preso (...)” é imbatível!

Laércio Zanini

spettro@uol.com.br  

São Paulo

*

STF FONTE DE INSEGURANÇA JURÍDICA?

A prisão de Lula deveria ser considerada um fato judicial tão natural para o Supremo Tribunal Federal (STF) como o ar que se respira. Mas não, vem causando espanto o esforço para transformar a mais alta instância da Justiça em palco em que advogados militantes e investigados pela Lava Jato são recebidos para imporem suas demandas indecorosas que tentam anular o princípio constitucional de que a lei é igual para todos. Até onde vai a tolerância que permite que acusados por corrupção transitem pela corte sem nenhum pudor, invadindo o gabinete da presidente do STF, ministra Carmén Lúcia para forçá-la a pautar um habeas corpus como aquele impetrado pela defesa de Lula, quando existem centenas desses recursos na fila de espera? Recentemente a presidente do PT Gleisi Hoffmann criticou o Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) pela rapidez na conclusão do processo de Lula. Agora quer agilidade do STF em julgar a aceitação de um habeas corpus sob medida, ignorando a fila de espera? Alto lá! Nesse ritmo vai se semeando algo tão nocivo quanto a impunidade: a insegurança jurídica que afeta de assalariados a profissionais liberais até empresários, todos à mercê de jurisprudências de encomenda nas diversas situações da vida, porque, ao final, nunca valerá exatamente o que está na letra da lei.

Paulo R. Kherlakian

paulokherlakian@uol.com.br

São Paulo

*

ALUGUEL DE PRESTÍGIO

Sepúlveda Pertence disse logo após o julgamento do habeas corpus de Lula no Supremo Tribunal de Justiça (STJ) que este órgão perdeu uma oportunidade de evoluir. Curioso, a evolução do ex-ministro do STF se daria financeiramente pelo aluguel do seu prestígio. A mídia especula que receberia R$ 10 milhões para tentar reverter o quadro. Talvez tenha feito contrato de risco, ou seja, pelo fracasso não recebeu um tostão furado. Dizem que está depressivo com o insucesso. Então Sepulveda troque o terno amarrotado e cheio de caspa pelo pijama. Fica melhor. Cuidado apenas para ele não ser listrado. Este fica melhor em Lula.

Paulo H. Coimbra de Oliveira

ph.coimbraoliveira@gmail.com

Rio de Janeiro

*

PIOR USO DA RETÓRICA

Existem várias classificações da linguagem. Uma delas, a que nos interessa, é oferecida pela Teoria das Funções da Linguagem, descreve a chamada linguagem retórica, que, em breves pinceladas, é toda a linguagem que se centra no outro, no receptor, tentando convencer, persuadir, aliciar, seduzir. Segundo o linguista Roman Jackbson, essência é o seu caráter apelativo. Pois bem, dito isto, entendo o editorial do “Estadão” (9/2, A3) “O Supremo diante de Lula”, como um chamamento à realidade que não veste a roupagem da linguagem que objetiva aliciar, pura e simplesmente. Tentar transformar eventual prisão por corrupção, em prisão política, como está Lula a pretender, é típico mau uso da função retórica da linguagem. O fato mais desolador é que, o petista sabe utilizar-se da linguagem retórica, e assim exerce grande poder sobre as massas, que vivem no limbo de sua precária expressão e compreensão linguística e do mundo.

Andrea Metne Arnaut

andreaarnaut@uol.com.br

São Paulo

*

5.ª TURMA DO STJ

Felix Fischer, Joel Ilan Paciornik, Jorge Mussi, Ribeiro Dantas e Reynaldo Soares da Fonseca. Mais cinco juízes que passam a merecer nosso respeito e gratidão. Temos de saber de cor o nome de todos os juízes íntegros, muitos ainda desconhecidos do público em geral, e reverenciá-los porque o destino da Nação está nas mãos deles.

Níveo Aurélio Villa

niveoavilla@terra.com.br

Atibaia

*

SALVEM A POLÍTICA DOS POLÍTICOS!

Recado aos 140 milhões de eleitores: salvem a política dos políticos incompetentes e corruptos do Brasil!

Paulo Arisi

paulo.arisi@gmail.com

Porto Alegre

*

FRANCAMENTE!

Como se tudo o que estamos vendo e ouvindo não bastasse, o mensaleiro Waldemar da Costa Neto, ex-presidiário e dono do Partido da Republica, anda dando cartadas na indicação do novo ministro dos transportes, o nome da vez agora é do ex-deputado federal, Bernardo Santana, nome esse citado na Lava Jato. Será que os nossos políticos perderam de vez a ética e a moral ou fomos nós que perdemos a vergonha por votarmos nos mesmos que ai estão?

Arnaldo Luiz de Oliveira

arluolf@hotmail.com

Itapeva

*

PETROBRÁS

Petrobrás Ltda. privatização já! (Sobre o artigo de Elena Landau (8/3, A2)).

J.S. Decol

decoljs@gmail.com

São Paulo

*

DEMORA

Por que os comprovantes de rendimentos demoram a chegar? Todos já sabemos faz tempo. O ano fiscal termina em 31 de dezembro de cada ano. O prazo para o contribuinte entregar a sua declaração de rendimentos se inicia a 1.º de março do ano seguinte. As fontes pagadoras dispõem de dois meses para remeter os comprovantes de rendimentos. Por que não o fazem em tempo hábil para que o contribuinte possa ter em mãos os documentos necessários ao cumprimento da sua obrigação? Agonizar ainda dependendo da empresa de correios que está uma, ou melhor, tem deixado muito a desejar na entrega da correspondência. Haja saco!

Ernesto Caruso

egcaruso@gmail.com

Campo Grande

*

CADÊ O LEÃO DO IMPOSTO DE RENDA?

Agora que já estamos na data de prestar contas ao leão do Imposto de Renda, e qualquer distração por menor que seja nos encaminha para a malha fina, isto é, este “pequeno” detalhe vale apenas para os trabalhadores e aposentados mortais, pois para os políticos, magistrados, milionários, etc., não vale, pois como se justificam as transações milionárias que diariamente vêm à mídia, o patrimônio totalmente descasado com a remuneração do indivíduo, dinheiro que vai para fora do País e nunca foi detectado. Apenas para ficarmos num exemplo, podemos citar os R$ 51 milhões estocados pelo sr. Geddel num apartamento, quantos outros políticos devem fazer o mesmo. Além disso, quando eles vão criar vergonha e tributar os penduricalhos desta elite que está afundando o País? É, realmente cabe ao trabalhador normal bancar toda esta mordomia, vamos chorar porque não vejo luz no fim do túnel para resolver isto nos próximos anos...

Luiz Roberto Savoldelli

savoldelli@uol.com.br

São Bernardo do Campo

*

MOTEL EM PRESÍDIO DA LAVA JATO

Nós brasileiros ainda não sabemos a diferença entre responsabilidade e culpabilidade. Encontram-se armas pesadas, festas com drogas e as autoridades dizem que vão apurar responsabilidades. Ora, o diretor da penitenciária, os agentes penitenciários são coniventes e pronto. É só começar a prender esses agentes que a situação muda.

Victor Hugo

victor-raposo@uol.com.br

São Paulo

*

A SOLUÇÃO É ANDAR PARA TRÁS?

Por fim o ambientalista “economês” acerta no alvo, ainda que apenas na borda. A questão ambiental é “urbana”. Alguns países na Europa estão descobrindo a “América”, ainda que devagar. Os países melhores estão (por acaso) no norte da Europa, os tais “nórdicos”, a Bélgica um deles. Só que ainda comandados pelos banqueiros, têm que dançar conforme a música, como antes o maestro na Europa era os papas. Estão descobrindo, que afinal, os transportes públicos são melhores, mais “ambientais”, etc.. Só que ainda não pensaram “por que as pessoas precisam andar tanto nas cidades?”. Claro que estamos falando de países “nórdicos”, falar nisso no Brasil é como grego conversar com japonês nas próprias línguas.

Ariovaldo Batista

arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

*

TRUMP & BOLSONARO

Coreia do Norte chama EUA para discutir questão nuclear, Brasil tem militar na segurança do Rio de Janeiro. Democracia não sobrevive sem ordem. Ordem não se alcança sem liderança. Liderança não se impõe sem coragem. Ordem, liderança e coragem estavam escassas no mundo, nestes tempos do politicamente correto. Trump nos EUA e Bolsonaro no Brasil têm coragem para enfrentar tabus, liderança ideológica que faz diferença, e propõem o restabelecimento da ordem natural das coisas. O Brasil e o mundo já começam a mudar. Viva a democracia!

Gilberto Dib

gilberto@dib.com.br

São Paulo

*

O PLANO B DE KIM

Kim Jong-un convida Trump para um encontro. Vai jogar a bomba atômica pessoalmente...

Ricardo Siqueira

ricardocsiqueira@globo.com

Niterói (RJ)

*

DÉFICIT PREVIDENCIÁRIO, IMIGRANTES E ONU

Ao mesmo tempo em que o governo anuncia um déficit de R$ 292 bilhões na Previdência Social, praticamente convida africanos, haitianos, bolivianos e agora venezuelanos (sírios na vez), para imigrarem para o Brasil, na política de “fronteiras abertas” – além dos mais de 12 milhões de desempregados e precariedade no sistema público de Saúde. Por outro lado, estuda mandar quase mil soldados para resolver problemas na República Centro-Africana. Perguntar-se-ia qual seria a ideia do governo, nessas questões?

Heitor Vianna P Filho

bob@intnet.com.br

Araruama (RJ)

*

ELEIÇÃO NA ITÁLIA

O resultado da eleição na Itália mostra uma contínua tendência de crescimento do euroceticismo. O aumento da imigração para a Europa tem provocado uma reação de movimentos nacionalistas que conseguem apoio popular nas eleições, acentuadamente entre os jovens, por causa do alto desemprego. O caso italiano retoma a oposição ao euro, como moeda única, que retirou os instrumentos de política monetária dos governos nacionais, que agora não controlam mais a própria moeda. O discurso econômico nacionalista entra em choque com a globalização econômica e a cooperação internacional, colocando assim em risco a estabilidade política e econômica de todo o continente europeu.

Luiz Roberto da Costa Jr

lrcostajr@uol.com.br

Campinas

*

MUDANÇAS CÍCLICAS NA TERRA

Tudo ocorre em ciclos no universo. O dia e a noite se repetem nas 24 horas do diário. Primavera, verão, outono e inverno se repetem no ciclo anual. O Sistema Solar tem um ciclo de 26.000 anos. Nos tempos atuais estamos mudando de estação. Esta nova era ou nova estação que o planeta passa nos traz muitas mudanças climáticas, populacionais e outras. A nova era será de paz, amor e harmonia! O fim de era e início de nova era produz um ajustamento em todos os níveis. Geologicamente, espiritualmente e em todas as condições a Terra marcha para novos tempos.

Paulo Roberto Girão Lessa

paulinhogirao@gmail.com

Fortaleza

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.