Fórum dos Leitores

Cartas selecionadas para a edição impressa e portal estadao.com.br

O Estado de S.Paulo

22 Maio 2018 | 03h00

COMBUSTÍVEIS

Greve de caminhoneiros

A semana começou com o bloqueio de estradas por caminhoneiros em protesto contra o preço do diesel, que subiu 15,6% nos últimos 12 meses, período em que a inflação oficial foi de 2,76%. A Petrobrás informa que, do preço cobrado na bomba, 55% são o valor do produto, 29% são tributos, 7% o biodiesel adicionado e 9% a margem de distribuição e comercialização. Já para a gasolina, o custo do produto é de apenas 32%, os tributos pesam 45%, o etanol adicionado, 11% e a margem de distribuição e comercialização é de 12%. A brutal carga tributária é a razão de pagarmos tanto pelos combustíveis e, indignados, vemos que o mesmo produto brasileiro exportado para os países vizinhos é vendido lá a preços muito inferiores aos daqui. É preciso fazer algo para evitar essa sangria no bolso do povo brasileiro. Mesmo cobrando impostos leoninos, o governo vive em déficit permanente e não presta os serviços devidos à população. É injusto que os combustíveis subam tanto acima da inflação. Desse jeito, os caminhoneiros vão acabar parando o País. 

DIRCEU CARDOSO GONÇALVES

aspomilpm@terra.com.br

São Paulo

Reajustes abusivos

Ontem tivemos uma paralisação de transportadores rodoviários de carga. Os argumentos dos agentes políticos sobre os reajustes dos combustíveis não convencem. Temos uma gasolina com quase 30% de etanol, que deveria ajudar a manter o preço bem abaixo do que pagamos hoje. No Paraguai temos notícia de que nossa gasolina é vendida em valor bem abaixo do que pagamos. O que justifica isso? E mesmo a exportação é feita em valores inferiores aos do nosso mercado. Que vergonha é o nosso poder público!

EDMAR AUGUSTO MONTEIRO

eamonteiroea@hotmail.com

São Paulo

Populismo destruidor

Os combustíveis no Brasil são muito mais caros do que em qualquer outro lugar do mundo. E ainda há quem fique exaltando o fato de a Petrobrás ser estatal... Para nós é só despesa. Ser estatal é bom apenas para os políticos populistas que destruíram a Petrobrás, alguns já presos. Os grevistas devem deixar claro que sabem quem é o culpado por esta situação horrenda.

ROBERTO MOREIRA DA SILVA

reabertos@uol.com.br

São Paulo

Legado petista

Os altos preços dos combustíveis devem-se à gigantesca dívida da Petrobrás em dólares, advinda da roubalheira e da política irresponsável do PT de represar reajustes durante os governos Lula e, principalmente, Dilma. Embora hoje saneada, a petroleira nacional só conseguirá pagar a dívida se mantiver os preços atrelados ao dólar. Eis uma conta que o petismo legou a nós, consumidores.

ULF HERMANN MONDL

hermannxx@yahoo.com.br

São José (SC)

BOLIVARIANISMO

A grande farsa

A proclamada vitória de Nicolás Maduro nas “eleições democráticas” da Venezuela prova que o socialismo só sobrevive com a miséria e a fome do povo, que não consegue reagir porque já não tem força física, à espera de que o dia seguinte seja menos pior é o único sonho possível. Mas, segundo Lula e seus seguidores, a Venezuela é um país com “excesso de democracia”... Essa ditadura sanguinária, que mata aos poucos, só chegou a este ponto por omissão de toda a América do Sul, especialmente Brasil e Bolívia, de outro “democrata”, Evo Morales, que logo reconheceu a vitória de Maduro, assim como a Rússia, que está juntamente com a China fatiando e “comendo” a Venezuela até se apossarem de todo o território e da maior reserva de petróleo do mundo. Muitos políticos brasileiros que apoiam esse crime contra a humanidade serão candidatos nas eleições de outubro. É hora de saber votar e não permitir que nosso país tenha o mesmo destino.

LUIZ RESS ERDEI

gzero@zipmail.com.br

Osasco

Suspeitas e ameaças

Nicolás Maduro “venceu” a eleição sob uma chuva de suspeitas, que vão desde milícias obrigando eleitores a participarem do pleito até ameaças de não receberem auxílio de US$ 8 mensais, o Bolsa Família venezuelano. Fora as urnas eletrônicas, provavelmente fraudadas. Será que a “presidenta” do PT, e em breve detenta, Gleisi Hoffman vai parabenizar Maduro e chorar o futuro bolivariano de que o Brasil, sob a tutela do PT, escapou? Aos brasileiros só resta agora dividir com os venezuelanos refugiados os parcos empregos. Os que restaram, por causa dos sérios problemas econômicos herdados do lulodilmismo.

BEATRIZ CAMPOS

beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

Brasil não reconhece

Não poderia ser diferente: o Brasil não reconheceu reeleição de Maduro. O Itamaraty alega que a votação não foi feita “em conformidade com os padrões internacionais de um processo democrático, livre, justo e transparente”. Juntamente com o Brasil, 13 países emitiram uma nota em que afirmam não reconhecer “a legitimidade do processo eleitoral” venezuelano. É isso que o PT queria para o Brasil? Para isso queria manter-se no poder?

BENONE AUGUSTO DE PAIVA

benonepaiva@gmail.com

São Paulo

Maduro também merece

Depois que a esquerda intelectual europeia, representada pela trinca Hollande, Zapatero e Prodi, classificou um ex-presidente condenado por corrupção como “incansável artesão da redução das desigualdades no Brasil, defensor dos pobres de seu país”, o recém-reeleito presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, está esperando ansioso por sua classificação.

SERGIO S. DE OLIVEIRA

ssoliveiramsm@gmail.com

Monte Santo de Minas (MG)

CORRUPÇÃO

Condenado concorrendo?

O Brasil é realmente um país surrealista. Como podem ainda os institutos de pesquisa incluir o nome do Lula na corrida presidencial? Como podem os veículos de mídia colocar a foto dele ao lado dos demais candidatos? Será que esse pessoal não percebeu ainda que Lula foi condenado e preso? Como é isso? Onde acontece isso no mundo?

ARI GIORGI

arigiorgi@hotmail.com

São Paulo

Missa de domingo

Que papelão o da Igreja Católica, profanando o sagrado Santuário de Nossa Senhora Aparecida para pedir a soltura do condenado Lula! 

MAURÍCIO LIMA 

mapeli@uol.com.br

São Paulo

ELEIÇÃO NA VENEZUELA

As eleições na Venezuela ocupam amplos espaços na Imprensa, o que é natural, tendo em vista as divergências de opiniões. Mas duas questões merecem destaque: antes do chavismo qual era a situação política naquele país? E mais, os venezuelanos que deixam o país pela dificuldade financeira encontram uma situação melhor aqui no Brasil ou em outros países latino americanos? E não se pode deixar de mencionar que o país é um dos maiores produtores de petróleo do mundo. Por que os empresários venezuelanos não ditam as regras para a economia do seu país?

Uriel Villas Boas urielvillasboas@yahoo.com.br 

Santos 

*

E AGORA ALOYSIO NUNES?

O Brasil agora faz parte dos 14 países que rechaçam o golpe eleitoral na Venezuela dado por Nicolás Maduro. Do que adianta agora? Quando Maduro descaradamente ameaçou e destituiu o parlamento eleito democraticamente instalando seus correligionários, prendeu e perseguiu opositores desmantelando totalmente a oposição, nosso chanceler Aloysio Nunes se dignou apenas a dar um puxãozinho de orelha no ditador. Naquela época já estava em curso a perpetuação dessa terrível situação política, econômica e social no país vizinho, mas o País líder na América Latina só faltou dar as mãos quando se tornou omisso. Agora pagaremos duplamente, porque a população brasileira acolherá os venezuelanos famintos, fora o calote bilionário da Venezuela ao BNDES. À nós brasileiros passa a impressão que a omissão de Aloysio Nunes, ex-guerrilheiro, foi providencial. O papo de que "diplomaticamente não poderia fazer nada", não cola!

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br  

São Paulo 

*

VENEZUELA

Ou os venezuelanos acabam com Nicolás Maduro ou ele acaba com a Venezuela nos próximos seis anos de mandato. Basta!

J.S. Decol decoljs@gmail.com  

São Paulo 

*

MADURO

Maduro ganhou, mas a democracia continua verde.

Luiz Roberto da Costa Jr lrcostajr@uol.com.br 

Campinas

*

VITÓRIA DE MADURO

Realmente, o Brasil atuou bem ao não reconhecer a vitória de Maduro na eleição do dia 20/5. O processo não representa a vontade do sofrido povo venezuelano. Na realidade, não foi vitória, mas exemplo típico de aplicação e concessão de vantagens e muito dinheiro aos asseclas do ditador bolivariano.

José Carlos de Carvalho Carneiro carneirojc@ig.com.br  

Rio Claro

*

CARTÃO DA PÁTRIA

Fazendo escola, Maduro foi reeleito com a ajuda do "Cartão da Pátria" conhecido aqui no Brasil como Bolsa Família. Aos venezuelanos meus sentimentos e um desejo de que eles também consigam uma Lava Jato, deMOROu...!

Jatiacy Francisco da Silva jatiacy@hotmail.com  

Guarulhos

*

MADURO É REELEITO

Nicolás Maduro, responsável pela maior tragédia humanitária da Venezuela, foi reeleito para continuar a cavar o poço da miséria e da pobreza num país que possui gigantescas jazidas de petróleo. Adivinhe quem vai se manifestar a favor da fraudulenta vitória do socialismo bolivariano venezuelano? O PT e a boquirrota senadora "Narizinho Hoffmann".

José Alcides Muller josealcidesmuller@hotmail.com 

Avaré

*

MADURO X PT

Seria fundamental que a nobre senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, falasse claramente o motivo do apoio ao sr. Maduro na reeleição presidencial na Venezuela. Apesar de uma inflação anual de mais de 13 mil por cento e ainda porque nada foi feito pelo PT para ele pagar a dívida com o BNDES, que nós eleitores e cidadãos teremos que pagar. Na verdade, o PT e quem o apoiava na época deveriam ser responsabilizados por esse débito e também pela compra de Pasadena. Dois negócios para lá de perniciosos e ultrajantes ao País. Isso é fundamental, afinal o Brasil está em crise desde 2014. Teve início, portanto, no governo petista de Dilma Rousseff.

Zureia Baruch Jr. zureiabaruchjr@bol.com.br 

São Paulo

*

SEM DEMOCRACIA NÃO HÁ SALVAÇÃO

Concordo que sem democracia não há salvação para o Brasil. Mas é importante fazer uma reflexão. Quem destruiu esse país? Foi o PT, mas também outros partidos que se uniram para assaltar seus cofres. Hoje vemos que de "A a Z" todos roubaram, uns mais outros menos. Regredimos no quesito desenvolvimento, educação, segurança, saúde, etc. Quem está no poder pensa em salvar sua pele, portanto, a democracia perdeu sua função maior que é um governo para o povo. Toda essa farsa vem sendo descoberta por meio do trabalho do Ministério Público Federal (MPF), da Polícia Federal (PF) e do trabalho incansável dos juízes que conduzem a Lava Jato. Voltando aos candidatos, o que eles têm como propostas? Estamos a cinco meses da eleição e mal sabemos como pensam os candidatos. Muitos se escondem do eleitor com medo de abordar temas essenciais ao País, como reformas da Previdência, tributária, política, Código Penal, política econômica dentre outras. O povo quer mudanças: querem emprego, andar nas ruas com a certeza de que voltarão vivos para casa, ver o dinheiro de seus impostos empregados no País, ver criminosos atrás das grades e acreditar que a Justiça está disposta a punir severamente os infratores sejam eles de quaisquer alçadas. Como acreditar numa eleição com urnas eletrônicas fraudáveis, candidatos querendo se proteger do foro privilegiado? Quando teremos um Congresso que pensa no País se tudo o que fazem é gastar e preservar seus benefícios? Quem nos levará a uma Venezuela será a atuação dos Três poderes. O Judiciário, com a atuação do Supremo Tribunal Federal (STF) que por meio de seus ministros perderam o pudor, soltando bandidos e protegendo os endinheirados. O Legislativo, que legisla em causa própria e está de costas ao País e o Executivo que vive assoberbado diante de tanta corrupção e continua a abrigar bandidos nos cargos essenciais, pensando em obter apoio ao custo do sacrifício dos trabalhadores. O que poderá fazer o eleitor com esse sistema tão viciado? Sinceramente, a eleição não salvará o Brasil, pois pessoas com varias ações na justiça e até presas se candidatam. Por que o Superior Tribunal Eleitoral demora tanto para julgar candidatos envolvidos em crimes? Que democracia é essa que tem cor?

Izabel Avallone izabelavallone@gmail.com  

São Paulo 

*

A SAGA DE DIRCEU

José Dirceu de Oliveira e Silva teve uma trajetória de fazer inveja a toda tigrada petista. Foi preso pelo Dops, mas deportado para o México em troca do embaixador norte-americano. Exilou-se em Cuba. Depois fez cirurgia plástica e mudou de nome para não ser reconhecido e voltou ao Brasil. Viveu clandestinamente em São Paulo e também em cidades nordestinas. Morou também em Cruzeiro do Oeste, no Paraná. Elegeu-se deputado estadual, federal, foi ministro do multirréu Lula da Silva. Foi condenado no escândalo do mensalão e também por vários crimes tipificados pelo Código Penal. Esse é o modelo daquele que fez tudo para voltar e dilapidar o País sem dó. Agora é ex-político, ex-advogado, ex-deputado, ex-ministro e, finalmente, "ex-cidadão, livre para ir e vir". Lamentável a história de mais esse petista!

Júlio Roberto Ayres Brisola jrobrisola@uol.com.br 

São Paulo 

*

FHC / DIRCEU

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a cada dia que passa, mostra quem é realmente. Dizer que José Dirceu só errou, mas que não é bandido foi demais. Não dá para aguentar mais esse senhor. 

Carlos Eduardo Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com 

São Paulo

*

CARA DE PAU

O Partido dos Trabalhadores tem os senhores João Vaccari, ex-tesoureiro, Antonio Palocci, ex-ministro, "Lulla" da Silva, ex-presidente e agora José Dirceu, ex-ministro, todos fundadores do PT como presidiários cumprindo pena por participação no escândalo de corrupção. O PT ainda vai continuar com a ladainha descabida de que os julgamentos das pessoas citadas foram políticos? E que os culpados pelos julgamentos foram a "imprensa conservadora" e as "elites dominantes"? Nem povo brasileiro, muito menos a velhinha aqui de Taubaté, suportam mais tantas alegações mentirosas e tanta cara de pau destes políticos corruPTos.

Antonio Carelli Filho palestrino1949@hotmail.com 

Taubaté

*

DIRCEU NA CADEIA

"Home, sweet home".

Sérgio Passos sepassos@yahoo.com.br 

Porto Feliz 

*

PRESERVAÇÃO DO DIREITO DA FILHA DE DIRCEU

Em relação ao importante comentário da leitora sra. Lourdes Migliavacca (21/5), lembro que o suposto benefício (pai cumprir pena perto dos filhos menores) não é para o condenado, mas para a filha - devendo ser aplicado a todos os condenados que o solicitarem, indistintamente, ou "de ofício" pelo magistrado, em conformidade com o superior interesse do menor plasmado na Constituição Federal, artigo 227, caput. Vale lembrar que o Marco Legal da Primeira Infância privilegiou as mulheres detentas, ao alterar o artigo 318, inciso V, do Código de Processo Penal, que passou a ter a seguinte redação: "Poderá o juiz substituir a prisão preventiva pela domiciliar quando o agente for mulher com filho de até 12 anos de idade". No caso do condenado José Dirceu - que se utiliza apenas como referência para levantar a questão da feroz e inconstitucional ideologia de gênero existente nos tribunais de Justiça brasileiros, sempre contra os homens - não se chega a tanto (prisão domiciliar), embora isso também seja possível nos termos do inciso VI do referido artigo 318, caso o pai fosse o único responsável pelos cuidados da filha. Lembro que o STF concedeu (no HC 143.641) um habeas corpus coletivo transformando em prisão domiciliar a prisão preventiva (sem condenação) de presas gestantes, com filhos com até 12 anos ou com deficiência. Na ocasião a decisão foi classificada como histórica pelo ministro Celso de Mello, que ressaltou que será um marco significativo na evolução do tratamento que o Supremo tem dispensado aos direitos fundamentais das pessoas - mormente os direitos das crianças, tão violado pelo próprio Judiciário e Ministério Público.

Milton Córdova Júnior milton.cordova@gmail.com 

Vicente Pires (DF) 

*

APOIADORES DO PT

Com um rico quadro político como este que o PMDB tem: José Sarney, Renan Calheiros, Romeiro Jucá, Eunício de Oliveira, Jader Barbalho, Edson Lobão, Lobinho, Vital do Rego, Henrique Alves e outros ainda escondidos atrás da cortina receberam milhões da J&F com promessa de lucro garantido e prejuízo certo para os cofres da União, como poderia evitar o caos financeiro e desemprego que o governo petista apoiado rigorosamente pelo PMDB e PSDB poderia evitar?

Benone Paiva benonepaiva@gmail.com 

São Paulo

*

PT DEFESA DA CANDIDATURA DE LULA 

Os sinais da derrocada do PT são bastante claros, pois a sigla nasceu, viveu e morrerá em função do seu capo Lula já condenado e hexarréu em outros processos. A Entidade Criminosa Politicamente Organizada, já nasceu podre desde os tempos do ABC, foi corrupta e criminosa do começo até o fim. Seus principais dirigentes estão na prisão, aos quais muito mais ainda acabarão juntando, pelos muitos crimes cometidos. O que esta entidade teria de ofertar à sociedade? Um criminoso semialfabetizado sem caráter? Um caos assemelhado ao que reina atualmente na Venezuela. Insensatos são aqueles que acham que tal pessoa, seria a solução de nossos problemas. A reeleição do criminoso mega corrupto seria apenas o início, de maiores problemas ainda não imaginados como possíveis.

Ulf Hermann Mondl hermannxx@yahoo.com.br  

São José (SC)

*

PELO FIM DA MAMATA EX-PRESIDENCIAL

Um mês e dez dias depois de que o ex-presidente Lula foi preso, a Justiça determina a suspensão de suas mordomias custeadas pelos cofres da União. O fez, acatando a tese de que, recolhido, ele não necessita de quem o guarde, de veículos para sua movimentação e nem de assessores, pois não tem direito a vida profissional, política ou social externa. É algo que, num país sério, teria suspenso "ex-ofício" pela repartição encarregada da prestação dos serviços, diante do simples fato do destinatário não estar em condições de recebê-los. De outro lado, é questionável, um país com tantos problemas econômicos e dívidas, custear a vida de ex-governantes. Todos os que chegam à chefia da Nação são vitoriosos profissional ou politicamente e reúnem condições para, depois de deixar o poder, continuar a vida por conta própria. Manter uma lei que garante o seu custeio é uma alta iniquidade. É preciso acabar com isso urgentemente. Nenhum ex-presidente produz algo para a Nação que justifique esse desembolso. Pelo contrário, os que possuem seus "institutos", os mantêm como ONGs e com eles ainda podem ganhar dinheiro...

Dirceu Cardoso Gonçalves aspomilpm@terra.com.br 

São Paulo

JUÍZES AMEAÇADOS

Sou avesso a toda e qualquer tipo de ameaça, a quem quer que seja. Coerente a esse princípio, leio agora que 110 magistrados, segundo a notícia, estão sobre ameaça. Repilo as ditas ameaças, mas entendo que essa casta, vendo e assistindo os sacrifícios do povo, em sua maioria esmagadora assalariada, mal paga, muitos destes locatários, eis que entram na conta para pagar alugueis a julgadores que têm sua própria casa. O mais insensível cidadão sabe que isso é imoral. Sem contar todas as benesses. Seria de todo simpático às gentes, à população, que a magistratura se sustentasse com o próprio vencimento, a exemplo da massa trabalhadora. Acredito que essa postura somaria simpaticamente a esses funcionários públicos injustamente ameaçados.

Benedito Antonio Dias da Silva beneadvdiasdasilva@terra.com.br   

Tatuí 

*

PREOCUPAÇÃO

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) faz muito bem em se preocupar com as ameaças recebidas pelos magistrados, em todo o Brasil. Porém, deve, também, se preocupar com o devido cumprimento, por parte dos seus integrantes, das suas obrigações para com os demais brasileiros, pois em 1.º de março ajuizei uma representação por excesso de prazo contra uma ministra e até agora o corregedor nada decidiu. Justiça tardia não é justiça, é injustiça.

Carlos Alberto Ferreira carlos.alberto572@terra.com.br  

Águas de Lindóia 

*

PARALISAÇÃO DOS CAMINHONEIROS 

A notícia realmente retratou a realidade brasileira. Eu apoio a paralisação, pois alerta o governo do seu descaso com a população, colocando os preços absurdamente altos nos combustíveis. É necessário buscar por nossos direitos para ter uma melhor condição de utilizar nossos automóveis pelas ruas, pagando um preço justo para nós, trabalhadores e mal assalariados.

Priscilla Mendes prismenlima@gmail.com 

São Paulo

*

PONTO MORTO

Ontem, ao passar pela BR-101, por volta das 5 da manhã, deu pra ver o que vem por aí nos próximos meses em termos de repúdio ao governo e às políticas econômicas implementadas a partir de vários dos reajustes de preços. Durante boa parte do percurso (viajava de Niterói para Quissamã), vi que algumas categorias já estão se mobilizando para reivindicar seus direitos - muitos, aliás, num país injusto, corrupto e que costuma jogar a conta, sempre, nas costas de quem produz - e os caminhoneiros são uma das mais expressivas, uma vez que o transporte de cargas por aqui representa quase 80% da produção nacional (me corrijam se estiver errado), e o (des) governo Temer tem deixado tudo que lhe interessa correr frouxo, como o aumento dos combustíveis e, neste particular, do óleo diesel, vital para quem trafega por estas nossas estradas perigosas, cansativas, caras e desproporcionais pelos preços praticados e os serviços oferecidos. Naquela hora da madrugada, viam-se caminhões e centenas e centenas de brasileiros, que trabalham duro, de sol a sol, muitas vezes dia após dia, fazendo o que a maioria do país teria de fazer, isto é, cruzando os braços de maneira pacífica, sem prejudicar ninguém, mas mostrando sua contrariedade a um sistema perverso, acostumado a fazer o que quer, a hora que quer, mandando a conta por tanta corrupção, desmandos e injustiças para quem produz, seja nas estradas, seja fora delas. Tomara que a paralisação dessa segunda-feira (21), da turma dos transportes vitais à vida do País, movam outros setores que vêm sofrendo com o aumento dos combustíveis, ou seja, com tudo que anda, respira, pensa, etc. 

João Direnna joao_direnna@hotmail.com  

Quissamã (RJ)

*

TEMERIDADES

Há certos fatos que ocorrem neste Brasil que são mesmo uma temeridade. O presidente Michel Temer desistiu, junto com sua comitiva, de fazer uma viagem à Ásia. Isso causou ao erário uma despesa de R$ 1,7 milhão aos cofres púbicos, uma vez que as reservas dos hotéis já estavam confirmadas. Pela falta de concretizar as viagens, Temer e a comitiva tiveram que pagar multas pela desistência do evento. Esse fato é mais uma prova de que políticos não respeitam mesmo o erário público, sempre gastando recursos a rodo. Essa é mais uma atitude condenável, a nosso ver.

Francisco Zardetto fzardetto@uol.com.br 

São Paulo

*

QUEM SÃO OS CULPADOS?

Achar culpados para que sejam responsabilizados é fácil, tanto que o MDB achou e divulgou que o culpado foi Joesley Batista pelo fracasso na votação da reforma da Previdência. Há um equivoco nessa informação, os verdadeiros culpados não teriam sido o universo de políticos corruptos e sujos envolvidos durante anos nessas tramoias, barganhas na pratica da politicagem. Além de que devemos considerar a incapacidade, ingerência, ingenuidade e desinteresse total do governo para obter votos para tal finalidade.

Angelo Tonelli angelotonelli@yahoo.com.br  

São Paulo 

*

CIVILIDADE E DEMOCRACIA

O artigo "Militares candidatos", do general Rômulo Bini Pereira (19/5, A2), analisa a atual conjuntura política e avalia texto do jurista dr. Miguel Reale Jr. publicada nesse mesmo espaço. A mensagem do general Bini se fundamenta na solidez da retórica, na argumentação inexcedível, no talento, na elegância, no respeito ao oponente, na verdade e na prevalência da democracia. Para as pessoas para as quais a apologia da harmonia humana é dirigida, tudo isso é lamentável. Eles não entendem essa linguagem ou se entendem a refutam por falta de consentaneidade com a essência de seu ser. Já as pessoas para quem vale a pena a contemplação da virtude, como norma fundamental de ser, saber, pensar e agir sente-se representadas no artigo e, portanto agradecidas ao autor por usar o valioso espaço concedido pelo "Estadão" para o exercício da faculdade que Sócrates ou qualquer outro mentor da civilidade e da civilização não hesitaria em subscrever.

Aléssio Ribeiro Souto souto49@yahoo.com  

Brasília 

*

CANDIDATOS 

Parabéns ao general de Exercito, Rômulo Beni Pereira pelo artigo "Militares candidatos". Realmente a maioria dos políticos, imprensa, grupos de representantes sociais não enxergam os fatos positivos do período militar para a modernização do País, com suas conquistas sociais de relevância, principalmente, em livrar o Brasil das garras comunistas que poderiam ter nos levado a uma nação como Cuba, Venezuela ou Bolívia, principalmente, no que se refere à honestidade, a probidade e responsabilidade no trato da coisa publica. A maioria dos pré-candidatos à Presidência da República em 2018 está sob suspeita de corrupção. O povo brasileiro precisa ficar atento para não cair novamente nas falsas promessas de campanha. Resultados das atuais pesquisas apontam que o deputado Jair Bolsonaro parece agradar a população com seus 28% das intenções de voto. Vamos aguardar, esperando que o candidato não prometa aquilo que não poderá cumprir, e se for eleito, faça jus ao seu credo: proteger a nação brasileira de todos aqueles que a querem desmoralizar perante o mundo: politicamente, financeiramente e socialmente.

Valdy Callado valdypinto@hotmail.com  

São Paulo

*

'CANDIDATOS MILITARES'

Cabe de início salientar que nenhuma sociedade evoluída aprova atos contra a dignidade humana, e mesmo durante as guerras. O general Rômulo B. Pereira levanta pontos incongruentes da esquerda "caolha" e da Comissão de Verdade, e toca muito rapidamente num ponto que a mídia evita publicar sobre a as mortes e feridos provocados por grupos subversivos em inocentes ou adversários políticos, durante o regime militar. Existe um livro de nome "O Golpe de 1964- O que os livros de história não contaram", de dois professores de história do Paraná, que traz a relação nominal dessas pessoas mortas e feridas; 120 e 343 respectivamente. Essas famílias, para a Comissão da Verdade, são diferentes quanto à perda de familiares? Pelo menos respeitem a dor do outro lado. 

José Luiz Abraços octopusalfa@gmail.com 

São Paulo

*

CANDIDATO COM IDEIAS

Bem, senhor Rômulo Bini, o fato de estarmos desacreditados da política brasileira não significa que preferimos um bufão. O seu artigo é muito bem articulado, porém defende alguém desarticulado. Quando o candidato Bolsonaro abre boca o que sai? Tudo será uma questão de tempo para este balão de ensaio ou mesmo boi de piranha sair de cena. Porque não tem como evitar o debate, não tem como colocar uma marionete para falar na TV. O povo não vê a hora de Bolsonaro ir para o confronto das ideias. Não queremos um bufão, queremos um presidente articulado e alinhado com as nossas necessidades. Sem colete a prova de balas e desarmado para um confronto no campo das ideias.

Leandro Ferreira ferreiradasilvaleandro73@gmail.com  

São Paulo

*

DESALENTO E MANIQUEÍSMO

O "Estadão" (19/5, A2) apresenta lado a lado as colunas de Bolívar Lamounier e do general Rômulo Bini Pereira, que ilustram as duas facetas dominantes do intelecto dos pensantes diante da perspectiva das eleições que se aproximam: o desalento e o maniqueísmo. Lamounier, no último parágrafo do seu texto, tenta disfarçar o seu desalento - que compartilho: "a ausência de candidaturas promissoras e o despreparo do nosso povo para o voto consciente tornam praticamente impossível que o País atinja o seu futuro (apud Stefan Zweig) sem que surjam governos patrióticos, qualificados e ininterruptos que o construam". Foi o que aconteceu na Coreia do Sul, que, ao longo de algumas décadas, transformou aquela nação de retrógrada para uma sociedade e economia pujantes e felizes, por meio da ênfase na educação. Ao contrário do que representaram no Brasil as sucessivas eleições de Lula e Dilma, que geraram o descalabro econômico e moral dos últimos 14 anos. O general Pereira, por outro lado, representa o maniqueísmo, ao defender a candidatura de Jair Bolsonaro com a assertiva de que seus adversários a combatem pelo que dizem representar um perigo de retorno ao regime militar - a meu ver uma hipótese remotíssima. E, na sequência, enaltece as virtudes daquele regime - sem atentar para a sua ilegitimidade e para as suas mazelas, que também ninguém ignora, como os assassinatos e torturas, além dos seus desacertos econômicos. E ignorando o primarismo do pensamento do candidato que apoia sobejamente ilustrado por Lamounier - como na comparação de Bolsonaro com um tapa no bumbum de uma criança com as criminosas violências cometidas contra cidadãos indefesos. 

Jan Krotoszynski jankroto@gmail.com  

Carapicuiba

*

"O MANIFESTO"

Discordo do sr. Luiz Sérgio Henriques (20/5, A2): o manifesto é o texto mais nocivo à humanidade que já li. Seus adeptos são ingênuos ou mercenários. Concordo que os camponeses russos tiveram razão em 1917-18, porém nada, além disto.

Carlos A Borges borges.ca@gmail.com 

Rio de Janeiro

*

MÁRIO VARGAS LLOSA

Prezado "Estadão", sou seu leitor há 77 anos e, acredito, tenha mais alguns anos para desfrutar esse prazer diário. Quero dizer que o artigo testemunho "A caixa de Pandora" (20/5, A12) de Llosa sobre Israel, é o mais correto que li até hoje. Parece que o atual governo de Israel não se da conta do mal que faz à história de seu povo. Tem-se a impressão de que o motivo dessa atuação é o da vingança contra a humanidade pelos crimes cometidos pelo hediondo governo alemão. Felizmente, como o próprio Llosa comenta, grande parte do povo judeu, inclusive o habitante de Israel, rejeita essa política de defesa desproporcional. É Golias contra David! 

Johnnie Fernandes Baptista i.uby@hotmail.com 

São Paulo

*

'CAIXA DE PANDORA'

Mário Vargas Llosa se esquece de mencionar que antes de serem expulsos da Europa, os judeus foram expulsos diversas vezes de Israel e sempre, pra lá retornaram. Esquece-se de mencionar que a desgraça dos moradores de Gaza é culpa do governo, pois na Cisjordânia não existe desgraça como em Gaza. E que Israel representa míseros 0,5% do território do Oriente Médio, mas a culpa da desgraça de Gaza é dos judeus e nãos dos outros 99,5% de território pertencente ao mundo árabe. A culpa é sempre dos judeus...

Charles Meyer Susskind charles@cmsinvest.com.br  

São Paulo 

*

CARILLE ABUSOU EM RECIFE

Carille está abusando do fato da mídia o tratar como vaca sagrada a salvo de críticas, porque não se desperdiça chance de faturar 3 pontos contra um timeco como o Sport, num jogo onde se salvaram apenas Walter, Gabriel, Henrique, Pedro Henrique e Pedrinho, porque os demais, como o anêmico Mateus Vital, Juninho que consegue ser pior que o Sidcley é abusar de nós torcedores. Essa de escalar reservas e preservar titulares é algo que irrita torcedores de qualquer equipe, porque bastaria que Carille, os boleiros e todos que vivem dessa atividade olharem por um momento um gari correndo ruas atrás de um caminhão de lixo, respirando durante 8 horas diárias em seis dias, a fumaça de óleo diesel para catar nossas porcarias e ganhar um salário miserável levando uma vida dura, para nenhum desses personagens ligados ao futebol nunca mais falar em cansaço de jogar bola. Carille respeite o torcedor, porque perder 2 pontos em Recife poderá fazer falta no futuro do "Campeonato Brasileiro", até porque não há garantia que essa de preservar titulares nos dará uma Copa Libertadores ou a do Brasil.

Laércio Zanini spettro@uol.com.br  

Garça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.