Fórum dos Leitores

-

O Estado de S.Paulo

11 Junho 2018 | 03h00

LONGE DOS PAGANTES

‘Celebridades do STF’

Editorial do Estado (9/5, A3) nos informa sobre mais uma providência do Supremo Tribunal Federal (STF) que agride esta malfadada República: além de espaço especial no Aeroporto de Brasília para seus ministros, há um procedimento de embarque exclusivo! Uma van os leva até o avião e o embarque é feito por uma escada lateral no finger. Só faltava mais essa... O isolamento dos ministros do comum dos mortais nos voos custará a você, leitor, e aos demais contribuintes R$ 374 mil anuais, retirados dos seus impostos, duramente pagos. A propósito, você está em dia com a Receita Federal? É bom que esteja. Pois o orçamento do STF para este ano é de R$ 708 milhões. Então, convenhamos, esses R$ 374 mil nem têm tanta expressão, não é? Após o embarque “asséptico”, espera-se que os demais passageiros não os molestem durante o voo, mas, segundo o editorial, “deve estar em estudo no STF alguma medida para eliminar esse risco residual”. E aí, possivelmente, virá a clássica solução: jatos da Força Aérea Brasileira estacionados ao lado da sala hermeticamente isolada dos que pagam essa conta imoral.

JOSE ANTONIO S. BORDEIRA

bordeira@compuland.com.br

Petrópolis (RJ)

Os VIPs do serviço público

Se pararmos para analisar esse desperdício de recursos públicos no aeroporto para S. Exas., veremos que ele é, de fato, insignificante quando se tem notícia de que a média de servidores para cada um dos 11 ministros do STF é de 222 pessoas. Fazendo um conta simples de multiplicação, teremos 2.442. Como o Judiciário não fabrica dinheiro, quem paga a conta desse absurdo, claro, somos todos nós!

ALOISIO PEDRO NOVELLI

celnovelli@terra.com.br

Marília

Suprema esnobada

Não satisfeitos com o salário de R$ 33,7 mil, mais auxílio-moradia em torno de R$ 4 mil, mais motorista particular, etc., etc., etc., agora os ministros do STF esnobam o povo brasileiro e ainda por cima jogam nas costas dos contribuintes a conta de seu embarque VIP exclusivo no Aeroporto de Brasília. Devem ter alergia dos demais passageiros – bem, o falecido presidente João Figueiredo já dizia que preferia o cheiro do cavalo ao cheiro do povo... É por essas e outras que o Brasil jamais será uma nação desenvolvida. Porque o pior dos exemplos, infelizmente, vem da cúpula das nossas instituições. Porca miseria!

PAULO PANOSSIAN

paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

Medo do povo

“Nós temos uma Suprema Corte totalmente acovardada” – parece que tinha alguma razão o presidiário Lula da Silva quando disse essa frase. Mas é por medo do povo! Que, não custa lembrar, paga seus altíssimos salários e agora paga também para que eles não se misturem com a plebe. Vergonha mundial!

MÁRIO ALDO BARNABE

mariobarnabe@hotmail.com

Indaiatuba

URGÊNCIA SOCIAL

Desalojados do Paiçandu

É vergonhoso, odioso e desumano o status quo de algumas dezenas – talvez até mais de uma centena – de pessoas, incluindo crianças e idosos, amontoadas no Largo do Paiçandu, em São Paulo, precariamente acampadas em barracas expostas à intempérie pré-invernal. É preciso que se tente sensibilizar, por exemplo, o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, o governador paulista, o prefeito paulistano, os presidentes da Federação das Indústrias (Fiesp) e da Federação do Comércio do Estado, da Associação Comercial de São Paulo, do Conselho da OAB-SP, do Conselho Regional de Medicina, da Comissão Justiça e Paz, dos Centros Acadêmicos XI de Agosto, Oswaldo Cruz, Pereira Barretto, do Diretório Central dos Estudantes da USP, da Associação Juízes para a Democracia, do Ministério Público Democrático, da Associação dos Bacharéis da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie e dos presidentes das centrais sindicais, a fim de que, no mais curto prazo, mobilizem os recursos humanos e materiais necessários à devolução da dignidade, da salubridade e das condições mínimas de higiene a esse sofrido contingente de desalojados forçados do edifício incendiado e que ruiu em 1.º de maio. Se inexiste legislação específica que regule a intervenção – mas não proibida – à normalização, que as autoridades competentes exerçam as suas competências – quod non prohibetur permittitur est –, sob pena de serem reconhecidas como omissas.

JOSÉ PAPA JR. e CARLOS EDUARDO PELLEGRINI DI PIETRO

dipietra@uol.com.br

São Paulo

ELEIÇÕES

Polo reformista

O manifesto Por um polo democrático e reformista, que defende a união do centro político como uma maneira de tornar viável um Brasil melhor, desenvolvido, vai além de uma candidatura presidencial. Todos os candidatos aos Executivos e Legislativos federal e estaduais dos partidos de centro devem estar comprometidos com as necessárias reformas de que o País tanto preecisa. Esse manifesto, elaborado por 30 políticos e intelectuais de vários partidos – PSDB, MDB, PSD, PPS, PV e PTB –, deve ser amplamente divulgado e defendido em todas as campanhas eleitorais dessas legendas. Somente dessa forma se reacenderão no eleitorado brasileiro as esperanças num País melhor.

VAGNER RICCIARDI

vb.ricciardi@gmail.com

São Paulo

Aos presidenciáveis

Para variar, mais um excelente artigo de Washington Novaes: Que pensam os eleitores? (8/6, A2). Seria interessantíssimo se os atuais presidenciáveis nos brindassem com respostas para cada indagação feita pelo jornalista. Serão capazes de formular respostas contundentes que os comprometam conosco? Difícil.

LUÍS ALBERTO ORSI SAVAZONI

luissavazoni@gmail.com

Mairiporã

O que vem por aí

Está difícil é saber em quem votar. Mais fácil é em quem não votar. Os candidatos indesejados estão aí, à vista de todos. Cartão vermelho para eles!

NIVALDO RIBEIRO SANTOS

nivasan1928@gmail.com

São Paulo

PLANOS DE SAÚDE

Um despropósito

Li neste Fórum que a ANS, em cenário de inflação anual de 2,76%, aprova reajuste de 15,5% no preço dos planos de saúde. Isso depois de ter tentado, sem nexo, implantar franquia a cada consulta médica ou exame laboratorial. Pergunto: se corrupção não tem, o que tem então? O Ministério Público poderá esclarecer essa questão?

ROBERTO TWIASCHOR

rtwiaschor@uol.com.br

São Paulo

*

“A obstinação do PT em manter Lula candidato, apesar de condenado a 12 anos de prisão e de ser inelegível pela Lei da Ficha Limpa, é típica de grupos ditatoriais”

LUIGI VERCESI / SOBRE O ‘LANÇAMENTO DA PRÉ-CANDIDATURA’ DO PRESIDIÁRIO, SÁBADO, EM MINAS

luigiapvercesi@gmail.com

*

“Como votar nas eleições de outubro? Não reeleja, procure um nome novo”

SAMUEL RIBEIRO / PUNTA DEL ESTE, URUGUAI, SOBRE RENOVAR NA POLÍTICA

ribeirosammy1940@gmail.com


AUMENTO PARA VEREADORES

Na semana passada, os vereadores de São Paulo trabalharam duro. Não para amenizar os efeitos da crise da greve dos caminhoneiros, mas para aumentar em 50% as gratificações para a elite do funcionalismo da Casa. A matéria sobre este aumento não foi lida na sessão pública, cujo vídeo também não foi publicado no site da Câmara. Coincidências, com certeza. E nós que sustentamos esta corja pelo extorsivo IPTU que suamos para pagar!

Omar El Seoud

elseoud.usp@gmail.com

São Paulo

*

EM BENEFÍCIO PRÓPRIO

Os dignos representantes dos paulistanos aprovaram benefícios de saúde para si e funcionários, além de benesses maravilhosas para alguns funcionários da Câmara. Senhores vereadores, por que os senhores não usam o serviço médico municipal como qualquer contribuinte? Será que os senhores não sabem que a coisa pública no Brasil inteiro, inclusive na Prefeitura de São Paulo está passando por dificuldades financeiras? Parabéns, senhores vereadores, os senhores agiram como verdadeiros representantes de seus interesses pessoais, em detrimento da pobre população que tem um péssimo serviço médico público.

Marco Antonio Martignoni

mmartignoni@ig.com.br 

São Paulo

*

HIPÓTESES

Efetivamente para que serve um vereador ou para que serve efetivamente 55 vereadores? Efetivamente para que serve todos os funcionários e assessores da Câmara Municipal? Vou inverter a pergunta: na hipótese de que a Câmara Municipal não existisse, a vida dos paulistanos seria afetada com essa ausência? Nessa hipótese, o dinheiro gasto para sua existência, seria mais bem aproveitado em benefícios reais para a cidade de São Paulo? Um canal direto de comunicação do munícipe com o governo Municipal poderia ser interessante e muito mais econômico? Quem me responde sobre essas hipóteses?

Arcângelo Sforcin

arcangelosforcin@gmail.com 

São Paulo

*

FARRA DOS SERVIDORES

Sem a menor base legal ou moral, o legislativo paulista (Câmara e Assembleia) aprova, às vésperas das eleições, projetos de equiparação dos salários de seus servidores ao teto dos desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo,  que vão custar aos cofres estaduais R$ 1 bilhão em quatro anos. Espera-se que o Ministério Público paulista investigue a fundo essas manobras irresponsáveis e inconsequentes. E que o  povo paulista ¬¬– que mais uma vez vai pagar a conta – expurgue das urnas os nomes de todos os vereadores e deputados que aprovaram mais essa farra com o dinheiro público.

Marcos Abrão

m.abrao@terra.com.br 

São Paulo

*

VERGONHA

Com raríssimas exceções, a classe política no Brasil se resume numa única palavra: vergonha.

Vidal Santos

vidal.santos@yahoo.com.br 

Guarujá

*

DEMOCRACIA

O atual prefeito  teve um vacilo de identidade ao afirmar que saberia como agir se fosse vereador, votando contra o absurdo projeto de lei que reajusta os infinitos benefícios dos servidores públicos da Câmara, mas como prefeito, precisa “pensar”. Recusamo-nos a acreditar que Bruno Covas viaje sem vetar esse trem da alegria deles, e da angústia nossa e deixe o rojão com Milton Leite que, sabidamente, não fará nada contra, muito pelo contrário. Pelo editorial “Do auxílio-moradia à fisioterapia” (6/6, A3) ficamos sabendo que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pretende adquirir material de reabilitação fisioterápica no valor de R$ 102,6 mil para seus servidores não precisarem faltar ao trabalho (sic). Se fosse material para reabilitação mental, não nos oporíamos. Na mesma página lemos atentamente o outro editorial: “O PCC ameaça a democracia”. Depois de vermos o que os parlamentares e os juízes fazem no exercício de seus mandatos, perguntamos: será que é só o PCC que ameaça a democracia?

Carmela Tassi Chaves

tassichaves@gmail.com 

São Paulo

*

PESQUISA DATAFOLHA

Recente pesquisa do Datafolha infere que o apoio de Lula, mesmo na prisão, pode aumentar as chances de candidatos e que 30% dos eleitores votariam em nomes indicados por ele. Na última eleição para o governo de Tocantins, a candidata Katia Abreu, depois de receber apoio explícito do ex-presidente condenado e preso por corrupção, considerada por pesquisas eleitorais anteriores ao pleito como participante certa do segundo turno, recebeu apenas 15% dos votos, terminando em quarto lugar no referido sufrágio. Parece, pelos números apresentados naquela eleição, que temos mais uma pesquisa furada do Datafolha.

James Pereira Rosas

jrosas2755@gmail.com

Rio de Janeiro

*

JARARACA

Tenho uma curiosidade: se a “jararaca mais honesta” estivesse presa em Cuba ou na Venezuela, ainda estaria despejando suas bravatas ou já teria ido para o “paredón”?

Marcio Roberto Ferraz

marciorobertoferraz@yahoo.com.br 

São Paulo

*

‘LULLA’

Não consigo entender o que está fazendo a Justiça, seja ela qual for, que atura todas essas besteiras que o PT vive dizendo, por exemplo, que “Lulla” será candidato, quer queiram ou não. Ora, o dito cujo, está preso por uma série de falcatruas, é ficha imunda, logo não pode nem pensar em candidatura, no entanto, eles vivem desafiando a Justiça, eles se acham acima de tudo e de todos. Até quando vamos aguentar esse trololó todo? O TSE deve manifestar-se com urgência e colocar os “pingos nos is” e acabar com essa besteira toda. 

José Fernandez Rodriguez

rodriguez1941@gmail.com

Rio de Janeiro

*

DE VOLTA AO PASSADO

Marina já aparece como segunda colocada no primeiro turno e pode sim ganhar no segundo. Um dos maiores entendidos de Lula, Zé Dirceu, disse que Marina é o “Lula de saias”. Se ele acha isso, que petista não irá achar? Pior, ela é (de verdade) o que o Lula sempre disse que era. Não se trata do quadro “De volta ao passado”, do Gugu, mas, com a vitória dela, o mesmo socialismo que não deu certo em lugar nenhum do mundo terá uma nova chance de mostrar a que veio. 

Jorge A. Nurkin

jorge.nurkin@gmail.com

São Paulo

*

ASSIM NÃO DÁ

A tigrada petista vai lançar a pré-candidatura do ficha-suja Lula da Silva à Presidência da República. Ora, se governar o País já é uma dificuldade, imaginem governar atrás das grades? Menos tigrada!

Júlio Roberto Ayres Brisola

jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

*

LULA OU BOLSONARO?

Se as opções preferenciais dos eleitores são Lula e Bolsonaro, minha única opção será pedir asilo político à Colômbia!

Paulo Arisi

paulo.arisi@gmail.com

Porto Alegre 

*

CIRO GOMES

Com Dilma Rousseff, achei que tínhamos atingido um dos pontos mais baixos da mediocridade política no país. Engano: Ciro Gomes consegue ser ainda pior.

André Luis Coutinho

arcouti@uol.com.br 

Campinas

*

BOLSONARO E CIRO SERÃO A SOLUÇÃO?

 

O mercado não confia na eventual vitória de Ciro ou Bolsonaro, porque ambos não serão a solução para o País. Muita ideologia, ausência de programa convincente e despreparo para enfrentar os enormes problemas nacionais. Quem investirá?

José Carlos de Carvalho Carneiro

carneirojcc@uol.com.br 

Rio Claro

*

BOLSONARO E ALCKMIN

Jair Bolsonaro ironizou o desafio de Geraldo Alckmin para debater segurança pública. Os eleitores de Bolsonaro devem ter se divertido, mas caso procurassem se informar saberiam que Alckmin fez despencar a taxa de homicídios do Estado de São Paulo, que passou de 35,6 por 100 mil habitantes em 2001 para 8,02 em 2017 – disparado o menor índice do País! Enquanto Alckmin mostra resultados, Bolsonaro bravateia – e isso na única área em que este tem, supostamente, algo a oferecer.

Marcelo Melgaço

melgacocosta@gmail.com 

Goiânia

*

MESMA LÓGICA

Mudam-se os partidos, mas a lógica continua a mesma. O PR apoia a reeleição de França ao Palácio dos Bandeirantes e, de bônus, recebe todo o setor de transportes paulistas para comandar. Depois dizem que política não é negócio.

Willian Martins

martins.willian@globo.com

Guararema

*

STF

Por intermédio dos seus ministros, o Supremo Tribunal Federal (STF) tem que respeitar a Constituição. Eles dizem que respeitam. Porém, eu tenho dúvidas e faço perguntas: como pode entrar nessa Casa os senhores Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli que não conseguiram nem passar em concurso para juiz estadual? Por que o ministro Toffoli fez apuração eleitoral secreta em 2014? Por que o ministro Ricardo Lewandowski não respeitou a Constituição Federal por ocasião da cassação de Dilma Rousseff? Por que o sorteio para indicação de ministro para concessão de habeas corpus para os grandes corruptos coincide sempre ao ministro Gilmar Mendes? Por que a Justiça federal não obrigou a Caixa a cumprir uma sentença ganha por mim por unanimidade de votos dos senhores desembargadores no Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) em seu último recurso em 29 de outubro de 2002? Até hoje não recebi.

Benone Augusto de Paiva

benonepaiva@gmail.com 

São Paulo 

*

CELEBRIDADES DO STF

Se servir de consolo, não são apenas os ministros do STF que não se misturam com os mortais pagadores de impostos e, consequentemente, seus salários e penduricalhos.

Guto Pacheco

jam.pacheco@uol.com.br 

São Paulo 

*

URNA ELETRÔNICA

A pior pobreza é a pobreza do espírito. Segundo nosso Supremo Tribunal Federal, o voto eletrônico é tão representativo e consistente, que a urna pode até cair de uma altura de quatro metros, e nada acontece. O Brasil não merece a urna eletrônica sem o voto impresso, tampouco esse STF viciado que só causa tristeza aos brasileiros.

Olimpio Alvares

olimpioa@uol.com.br

Cotia 

*

DISTRAÍDO

Quer dizer que Guido Mantega não se lembrava de ter mais US$ 700 mil dólares no exterior?  Não consigo aceitar o papel de idiota!

Luiz Frid

luiz.frid@globomail.com

São Paulo

*

AÇÃO PENAL CONTRA GLEISI

A partir do momento que o ministro Celso de Mello liberou para julgamento a ação penal da Lava Jato, por lavagem de dinheiro e corrupção, contra Gleisi Hoffmann e seu marido, Paulo Bernardo, fica, agora, na pendência do ministro da 2ª Turma do STF, Ricardo Lewandowski, pautar para julgamento. Quando será que vai acontecer?

José Wilson de Lima Costa

jwlcosta@bol.com.br 

São Paulo

*

INCOERÊNCIA

 

Lula quase quebrou o Brasil e a Petrobrás e ainda é o rei da cocada preta, enquanto Pedro Parente e Temer resgataram o Brasil e recuperaram a Petrobras e são os vilões. Vai entender os brasileiros...

Humberto Schuwartz Soares

hs-soares@uol.com.br 

Vila Velha (ES)

*

GOVERNO TEMER

O presidente Temer está sob ataque constante. As denúncias são quase diárias e repetitivas. Os que votaram na chapa Dilma/Temer pedem sua saída. Deveriam ter barrado a presença de Temer na época das eleições, da composição da chapa e não agora no fim do mandato. Na época, o PMDB foi extremamente fiel e útil ajudando a derrotar os candidatos do PSDB e assegurando dois mandatos ao desastrado governo que afundou o País, nada mais justo quando acusam Temer de não se esquecer da refinaria de Pasadena e os maravilhosos discursos da ex-presidente e o desastre que foi seu governo.

Luiz Ress Erdei

gzero@zipmail.com.br 

São Paulo

*

ARRECADAÇÃO DE SINDICATOS DESABA 88%

Brasil, país de absurdos: um ex-líder dos trabalhadores que nunca trabalhou; um ex-líder estudantil que nunca estudou e mais de 16 mil sindicatos que nunca representaram os trabalhadores.

José Roberto Niero

jrniero@yahoo.com.br

São Caetano do Sul

*

NON SENSE

Os planos de saúde viraram um grande fator de inflação cujos reajustes são estratosféricos. Em um ano a Qualicorp Sulamerica praticou um reajuste de 40% aproximadamente, elevando a mensalidade para R$ 4325, o que demonstra a impossibilidade da maioria dos brasileiros de ter modalidade de cobertura dessa natureza. Se o “Obamacare” não deu resultado e o nosso SUS é um fracasso, o governo deveria lutar para uma eficiente defesa da saúde pública e em especial conter a fome do lucro fácil dessas entidades, as quais deveriam ser investigadas pelo Ministério Público Federal, Cade e Polícia Federal. A inflação real não superou 8% e praticam um reajuste de 40%, verdadeiro “non sense”.

Carlos Henrique Abrão 

abraoc@uol.com.br 

São Paulo

*

MORTES DE POLICIAIS

Acho que a intensa divulgação pela mídia da morte de policiais não é desejável, pois nos dá uma enorme sensação de insegurança. Parece que nossos policiais não são devidamente preparados e que os bandidos levam sempre a melhor. Que tal divulgar também o número de bandidos mortos nessa guerra sem fim? Teríamos pelo menos uma pequena sensação de vitória. Seria importante também contabilizar apenas o número de policiais mortos em serviço ou por vingança de bandidos contrariados. Policiais aposentados, ou seja, cidadãos comuns, os que são assaltados fora de serviço e que reagem e os assassinados em seus carros do ano (?), certamente como queima de arquivo, não deveriam fazer parte dessa estatística.

Geraldo de Paula e Silva

siffert18140@uol.com.br

Rio de Janeiro 

*

SEGURANÇA

A falta de segurança que sentem os cariocas chegou ao cartão postal da cidade: o bondinho do Pão de Açúcar. Os bandidos engastados nas favelas transformam estes locais em verdadeiras chagas a serem curadas. Não há possibilidade de se combater os criminosos sem ferir inocentes, pois eles são usados como escudos vivos para se defender. Todas as favelas deveriam ter um acesso largo, uma via principal, à custa de desapropriações, que facilitassem a entrada da polícia sem os percalços das vielas e labirintos que favorecem a fuga dos bandidos. A inibição física por meio de muros deveria ser implantada para evitar o crescimento da ferida. O organismo sempre isola o ferimento para evitar a sua contaminação. Nada de mais neste procedimento, não se trata de preconceito, mas sim de conhecimento biológico do fenômeno do crescimento de populações, matéria por demais estudada nos cursos de Engenharia Agronômica, de Biologia, de Genética, de Ecologia e outros. Os seres vivos disputam espaço e alimento. Com espaço disponível e alimento fácil as favelas crescem em função exponencial.

Mário Negrão Borgonovi

marionegrao.borgonovi@gmail.com

Rio de Janeiro

*

MARIA ESTHER BUENO

Triste ironia da História: quis o destino que Maria Esther Bueno, detentora do título de melhor tenista do século 20 da América Latina, deixasse as quadras da vida justamente um dia antes do “Dia do Tênis e dos Tenistas” (9/6)! Um minuto de sentido e respeitoso silêncio para a “bailarina” que projetou o nome do Brasil mundo afora com suas inúmeras, brilhantes e graciosas conquistas. Viva Maria Esther Bueno.

JS Decol

decoljs@gmail.com

São Paulo 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.