Fórum dos Leitores

Cartas selecionadas para a edição impressa e portal estadao.com.br

O Estado de S.Paulo

21 Junho 2018 | 03h00

CORRUPÇÃO

Só por Deus

Absolver Gleisi Hoffmann e seu marido, Paulo Bernardo, nos faz jogar a Justiça brasileira nas mãos de Deus. Só Ele poderá operar o milagre de fazer o crime não compensar neste país. Com tantos criminosos libertados e outros tantos que poderão ganhar a liberdade a qualquer momento, vem-nos à lembrança nosso jurista maior, Rui Barbosa, sobre “agigantar-se o poder nas mãos dos maus”. A chamada “tropa de choque do crime” não dá trégua nem vai descansar até a delinquência dominar as ruas.

ELIAS SKAF

eskaf@hotmail.com

São Paulo

Coadjuvantes

É de dar dó como os ministros Celso de Mello e Edson Fachin são sempre derrotados pela união da trinca Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Dias Toffoli. Os dois parecem coadjuvantes na interpretação da lei e na análise dos fatos denunciados pela Procuradoria-Geral da República. Podemos concluir que, realmente, a Justiça é cega.

DARCI TRABACHIN DE BARROS

darci.trabachin@gmail.com 

Limeira

Petrolão

Dessa turma, o que poderíamos esperar? Será que os ministros pensam que a Petrobrás se autodestruiu economicamente?

BENONE AUGUSTO DE PAIVA

benonepaiva@gmail.com

São Paulo

Vox populi

O trio Toffoli, Gilmar e Lewandowski não condenou Gleisi, mas a verdadeira justiça está nas mãos dos eleitores paranaenses.

TANIA TAVARES

taniatma@hotmail.com

São Paulo

Pizza no forno?

Dia 26, terça-feira, será julgado, por essa mesma turma do STF, o habeas corpus que poderá libertar a alma mais honesta do Brasil: 3 x 2 novamente? Enquanto isso, estaremos mais preocupados com a participação da seleção brasileira na Copa ou estaremos vigilantes, nas ruas?

ANTÔNIO JÁCOMO FELIPUCCI

annafelipucci@hotmail.com

Batatais

Exílio

Se a Segunda Turma do STF livrar o ex-presidente da prisão e deixá-lo elegível para a próxima eleição, mudo para o Paraguai.

ORÉLIO ANDREAZZI

orelio@andreazzi.com.br

Suzano

O último apague a luz

Lula conta os dias que faltam para terça-feira, quando a Segunda Turma do STF poderá livrá-lo da “injusta” prisão. Lula vem aí? Nosso futuro está comprometido, 62% dos jovens, se pudessem, sairiam do Brasil. A cada dia a esperança de dias melhores se esvai... O último apague a luz.

HUMBERTO SCHUWARTZ SOARES

hs-soares@uol.com.br

Vila Velha (ES)

SEM PERSPECTIVAS

Diáspora

A hora da esperança preconizada pelo Estadão (17/6, A3) tem como resposta o resultado de pesquisa Datafolha de maio: 62% dos jovens deixariam o Brasil. Como disse um entrevistado, dez anos para recuperar um país não é muito, mas é muito para a vida de alguém. Como alguém pode manter-se otimista quando a quatro meses das eleições abundam presidenciáveis, mas poucos são os planos ou perspectivas de governo futuro? Num sistema político-partidário concebido para a imutabilidade, as consequências são sobejamente conhecidas: o País poderá imitar a diáspora nordestina ou, pior, poderemos chegar a um Paraguai pós-guerra. Opta-se por ignorar a rejeição popular à política vigente. Uma miopia que se mostrará trágica quando mais precisarmos de esperança.

SERGIO HOLL LARA

jrmholl.idt@terra.com.br

Indaiatuba

Crise eterna

Excelente o artigo de Fernão Mesquita de ontem (A2). Certa vez, durante treinamento nos EUA, meu orientador perguntou por que o Brasil tinha tantos problemas e respondi: incompetência. É bem por “incompetência” que muita gente bem formada e com ideias inovadoras está emigrando daqui. O poder público que temos torna inviável qualquer iniciativa voltada para um futuro melhor, eis que seu objetivo é manter tudo como está, por mais insustentável que seja. É fácil prever o final dessa história: o parasita matará o hospedeiro.

MONIKA NAUMANN

monika_naumann@yahoo.com

São Paulo 

COPA DO MUNDO

Imagem de um povo

A cultura da “esperteza” e a de “ser bonzinho” resultaram naquela cena bizarra de torcedores brasileiros proferindo palavras obscenas em torno de uma jovem russa, que inocentemente as repetia. A primeira é repassada ao povo por políticos mal-intencionados, enquanto a segunda decorre da omissão de pais e professores de repreender as crianças, tornando-as pessoas adultas sem limites. Infelizmente, a imagem do Brasil no exterior é a de ter uma população desonesta e mal-educada.

LUIZ FELIPE SCHITTINI

fschittini@gmail.com

Rio de Janeiro 

Exemplo de civilidade

Que beleza a imagem da torcida senegalesa recolhendo o próprio lixo nas arquibancadas do estádio depois da fantástica vitória de sua seleção contra a Polônia. Povo educado é isso aí! 

LENA SANTOS

São Paulo

DIREITOS HUMANOS

A verdadeira violência 

Os EUA retiraram-se de órgão de direitos humanos das Nações Unidas porque a “instituição não é digna do nome” e é “pobre defensor dos diretos humanos”. A imagem da menina hondurenha de 2 anos, assustada e chorando porque foi separada da mãe no Texas (Estadão de 19/6, A10) e a informação de que o objetivo dessa brutalidade do Estado é ganhar as eleições de novembro mostram que na era Trump os EUA se tornaram um país injusto, irracional, que não respeita o mínimo dos diretos humanos de uma criancinha indefesa. Que vergonha!

OMAR EL SEOUD

elseoud.usp@gmail.com

São Paulo

Nobel?

Depois de termos visto mais uma barbárie do presidente dos EUA, Donald Trump, contra os imigrantes, só falta o comitê norueguês decidir conceder o Prêmio Nobel da Paz ao americano pelo fato de ter-se encontrado com o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un... 

JOSE ROBERTO PALMA

palmajoseroberto@yahoo.com.br

São Paulo

GLEISI ABSOLVIDA

A 2.ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), já deu o que falar. Em todos os julgamentos, a tigrada petista sai vitoriosa por 3x2. Desta vez foi a absolvição da arrogante "narizinho" Gleisi Hoffmann e família. O povo de bem, também já sabe o resultado do enésimo recurso do "ficha-imunda" Lula da Silva, na próxima terça feira, pois Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Dias Toffoli, garantirão a soltura. As coisas só melhorarão quando houver a troca de Cármen Lúcia por Dias Toffoli, naquela Corte, em setembro. Aí ficará 3x2 - Edson Fachin, Celso de Mello e Cármen Lúcia - contra a corruptela de plantão. Nem tudo está perdido no STF. Muda Brasil! 

Júlio Roberto Ayres Brisola jrobrisola@uol.com.br

São Paulo

*

A INOCÊNCIA DE MEMÉIA!

A 2.ª Turma do STF, composta por Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Gilmar Mendes, inocentou a petista Gleisi Hoffman, porque entenderam que a modalidade de financiamento de campanha, chamada Caixa 2, não importando se o dinheiro é lícito ou não, é válida. Os ministros devem entender que o político precisa ser pego com as mãos no dinheiro, se possível fazendo pose para a câmera, etc. Mas já que a eles não importa a opinião pública e sim suas consciências tranquilas, gostaríamos que tivessem a coragem de viajar de avião comercial. Sair fazendo compras nos shoppings como qualquer cidadão comum. Nada de se esconderem atrás de um avião da FAB, porque quem não deve não teme quem lhes paga os altíssimos salários e mordomias! 

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br 

São Paulo 

*

O STF GOLPEIA O BRASIL

Depois de absolver a imaculada senadora do PT, desmoralizando a Lava Jato, e causando perplexidade no País, o STF fica na obrigação de completar a pantomima mandando também soltar Lula da cadeia, dando a ele o troféu de cidadão mais honesto do planeta. Aos homens de bem, que ainda alimentavam esperanças na Justiça, restará a suprema indignação e a constatação de que estão de volta ao Brasil o retrocesso, a impunidade, a hipocrisia e a deslavada pouca vergonha.

Vicente Limongi Netto limonginetto@hotmail.com

Brasília

*

RECIBO, POR FAVOR

De acordo com o STF, na sua decisão de inocentar a senadora Gleisi Hoffmann, para provar corrupção é necessário que o corruptor passe recibo discriminando os serviços recebidos. Depois os ministros estranham agressões da população quando os mesmos estão fora dos seus gabinetes, esquecendo que a população brasileira cresceu aprendendo desde a tenra infância a identificar jogo sujo. 

Oscar Thompson oscarthompson@hotmail.com

Santana de Parnaíba

*

IMPUNIDADE

Nosso glorioso STF vem de absolver a senadora presidente do PT, seu marido e o suposto agente da lavagem, assim a lição que tiramos é que a absolvição é predicado da 2.ª Turma, a soltura de Gilmar Mendes, enquanto o enfadonho e repetitivo trabalho apenas desanima a acreditarmos que temos uma autêntica e verdadeira Justiça no Brasil.

Yvette Kfouri Abrão abraoc@uol.com.br 

São Paulo 

*

GLEISI E CIA

Estou sem palavras! Como pode o STF absolver os que roubaram dinheiro dos aposentados? Este país é uma grande decepção, e os ministros do STF perderam toda sua grandeza e caíram no mar de lama, mentiras e roubos do PT.

Lourdes Migliavacca lourdesmigliavacca@yahoo.com

São Paulo

*

GOLPE

O trio da 2.ª Turma: Toffoli, Gilmar e Lewandowiski, querem dar o golpe nos brasileiros no dia 26/6/18, exigindo uma sessão secreta, sem público e sem TV para votar a afronta à todos os brasileiros, que é soltar Lula um condenado. Mídia "nelles"!

Tania Tavares taniatma@hotmail.com

São Paulo 

*

URGÊNCIA JÁ

Depois da absolvição, pela 2.ª Turma do STF, da cordial e educadíssima criatura que até desejava ser freira (!), tornou-se de suma urgência modificar-se o método de escolha dos ministros daquele órgão, sob pena de ser evaporado todo o sério trabalho desenvolvido pelos integrantes da força tarefa da Lava Jato, para frustração dos cidadãos que zelam pela supremacia do bom direito. 

Arlete Pacheco arlpach@uol.com.br

Itanhaém

*

SORTE

Criminoso de colarinho branco para se livrar dos crimes que cometeu basta ter sorte de ser julgado pala 2ª. Turma do STF.

José Wilson de Lima Costa jwlcosta@bol.com.br 

São Paulo 

*

O TRIO DO STF

O trio do STF lembra os três macaquinhos: não olho, não escuto e não falo. Se olhar, enxergarei a realidade. Se escutar, ouvirei a verdade. Se falar, direi quem sou. Mas escrevo o que já foi escrito!

Gilberto Dib gilberto@dib.com.br

São Paulo

*

STF RACHADO

Ganhou no par ou ímpar. Se "caísse" na primeira turma do STF, o destino de Gleisi poderia ter sido outro.

Sergio Salgado de Oliveira ssoliveiramsm@gmail.com

Monte Santo de Minas (MG)

*

INVESTIGAÇÃO

Não entendi a razão de fazerem investigação. Se a 2.ª Turma libera geral. 

Moisés Goldstein mg2448@icloud.com

São Paulo 

*

GLEISI SAI LIVRE

Olha quem compõe a 2.ª Turma: Lewandowski, Gilmar Mendes e Toffoli, haveria outro veredicto possível?

Ariovaldo Batista arioba06@hotmail.com

São Bernardo do Campo

*

NA SEGUNDA TURMA 

Não tenho conhecimento jurídico para afirmar que o caso da senadora Gleisi Hoffmann e de seu marido é de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, mas quando soube que eles seriam julgados na 2.ª Turma do STF, da zaga dos companheiros Toffoli, Gilmar e Lewandowski, nem precisei recorrer a uma cartomante, vidente ou qualquer orixá, cravei direto na absolvição. Depois de ter sido condenado pelo time inteiro do STF, esse novo pedido de habeas corpus para o ex-presidente Lula, que agora, estranhamente, será julgado somente na pequena área da 2.ª Turma, vai pelo mesmo caminho.

Abel Rodrigues abel@knn.com.br 

Rio de Janeiro 

*

TUDO QUE SOBE...

O casal petista, absolvido pela 2.ª Turma do STF, enaltece a vitória e afirma que acusação tinha por objetivos inviabilizar candidatura do líder supremo, Lula da Silva, e perseguição ao PT. Antes do julgamento já era difícil suportar a arrogância da senadora Gleisi Hoffmann, imaginem agora, após sua vitória. Seu nariz vai ficar mais arrebitado, imponente, desafiador e sua língua mais ferina. O problema é que a terra dá muitas voltas e, um dia a casa cai, de vez! 

José Alcides Muller josealcidesmuller@hotmail.com

Avaré 

*

GLEISI INOCENTE?

A famigerada 2.ª Turma do STF absolveu Gleisi Hoffmann, seu marido e "um tal" de Kugler. A mulher recebeu R$ 1 milhão, mas não foi de corrupção, e sim, Caixa 2! É difícil de entender, R$ 1 milhão no bolso, caído do céu? Não tem jeito, o STF, onde os ministros contam com 222 funcionários e tem um orçamento anual obsceno de alto, serve para isso: legalizar a podridão dos políticos. E, diga-se, com o meu, o seu, o nosso dinheiro. 

Joao Paulo Lepper jp@seculovinteum.com.br 

Rio de Janeiro 

*

REDUNDÂNCIA

Viva a 2.ª Turma do STF! Liberou geral, mas só "gente boa"!

Luiz Frid luiz.frid@globomail.com

São Paulo 

*

SEMPRE ELES

A 2.ª Turma do STF, sempre ela, com absolvição de dona Gleisi, nos serve o aperitivo antes do que será servido dia 26. Nem a Deus podemos recorrer.

Guto Pacheco jam.pacheco@uol.com.br 

São Paulo 

*

APARELHADOS

A 2.ª Turma do Supremo, pelo visto, está muito bem aparelhada, pois com a absolvição de Gleisi Hoffmann, a "presidenta" formal da "Entidade Criminosa Politicamente Organizada" (ECPO-PT), deve-se esperar o pior com a breve ação pela libertação do já condenado "capo" Lula, que caso ocorra provocará muitos protestos pelo país.

Ulf Hermann Mondl hermannxx@yahoo.com.br

São José (SC)

*

JURISPRUDÊNCIA

Já que dinheiro vindo da Petrobrás deve ser considerado apenas como Caixa 2, não é só Gleisi que tem de ser absolvida, mas todos os implicados no petrolão. Ou não? Golaço como nunca antes na história do direito deste país! 

Jorge Alberto Nurkin jorge.nurkin@gmail.com

São Paulo

*

MARACUTAIA NÃO É CRIME

Mal plagiando o bardo, há algo de podre na magistratura brasileira. Esse STF fede!

Ademir Fernandes standyball@hotmail.com

São Paulo

*

PODEM MUITO, MAS NÃO PODEM TUDO

A vergonhosa absolvição de Gleisi Hoffmann pela 2.ª Turma do Supremo Tribunal Federal pode ter sido um ensaio do elenco que prepara para o próximo 26 de junho o ato mais audacioso da interminável ópera dos corruptos inimputáveis. Nesta terça-feira, cinco ministros acharam insuficientes as incontáveis provas que lançaram no pântano do petrolão, a presidente do PT, o maridão e ex-ministro Paulo Bernardo e um comparsa. Quem faz isso pode também fazer de conta que Lula (condenado pelas Varas de Curitiba, Porto Alegre, STJ e STF) é mesmo alma viva mais pura do planeta e livrá-lo da cadeia de Curitiba. Se vissem as coisas como as coisas são, os ministros teriam enxergado em Gleisi, mais conhecida, como "amante" pelo departamento de propinas da Odebrecht, um prontuário digno de cadeia por excesso de provas. A opção pela miopia deve ter levado a bancada dos libertadores a enxergar em uma infratora do Código Penal, a menina queria ser freira para ajudar os pobres, segundo Roberto Requião. Se Lula for absolvido no dia 26, a 2.ª Turma deixará de ser um tribunal para transformar-se no departamento jurídico do clube dos ricos e poderosos. Caso se consume essa afronta, os juízes vão descobrir que podem muito, mas não podem tudo. No Brasil, infestado de vigaristas, ainda existem juízes de verdade e milhões de cidadãos decididos a sepultar o sonho de uma pequena casta que tenta transformar nosso país num lugar onde o crime compensa.

Paulo R. Kherlakian paulokherlakian@uol.com.br 

São Paulo

*

A CRUCIAL PRESERVAÇÃO DO JUDICIÁRIO

O jogo bruto da política e do poder expõe o brasileiro ao mau humor que classifica os políticos genericamente como ladrões e questiona tudo aquilo que não vai de encontro às opiniões, arrazoadas ou sem razão alguma, formadas sobre as coisas e fatos. A absolvição da presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, no STF, leva petistas a festejar e sonhar com a libertação de Lula e enseja aos contrários criticar os ministros. Independentemente do que decidam, o importante é que os próprios magistrados e a sociedade não percam de vista a função da Justiça na busca isenta da verdade e da razoabilidade. Temos de lutar para que jamais se deixe de punir os culpados, mas, de outro lado, nunca se puna os inocentes. É aí que reside a segurança jurídica de todos os indivíduos, acima de ideologia, paixão, raça, nível econômico ou qualquer outra diversidade. Nesses tempos bicudos, todos os brasileiros e, principalmente os membros da própria instituição, têm de preservar o equilíbrio e a independência do Judiciário. Ela é o último bastião a sustentar nossas instituições. Se perder essa condição, o caos estará instalado...

Dirceu Cardoso Gonçalves aspomilpm@terra.com.br

São Paulo

*

CULTURA X BADERNA

Na Copa do Mundo realizada no Brasil em 2014, os torcedores do Japão deram uma lição de civilidade após o termino de uma partida ocorrida no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, ao limparem as arquibancadas do estádio. Já na Copa que está ocorrendo na Rússia, um bando de brasileiros baderneiros andaram aprontando por lá, o que nos dá a certeza que para muitos brasileiros a educação deixa a desejar. Uma vergonha. 

Virgílio Melhado Passoni mmpassoni@gmail.com 

Jandaia do Sul (PR)

*

MELHORES DO MUNDO

Messi e Cristiano Ronaldo foram eleitos melhores do mundo nas últimas nove edições do prêmio por vários motivos, mas um é o principal: objetividade! Messi foge das faltas com habilidade, Cristiano Ronaldo não faz firula, apenas gols. Quando Neymar aprender a fugir das faltas e não procurar, passar a bola e não carregar querendo fazer "fila", quando sofrer a falta levantar e prosseguir e não espernear esperando cartão para o adversário, o que Messi faz, talvez um dia seja escolhido o melhor do mundo, depois que Cristiano e Messi pararem... 

Luiz Ress Erdei gzero@zipmail.com.br 

São Paulo 

*

POR QUE IMPLICAMOS TANTO?

É inegável que Neymar é um craque. Desde os tempos no Santos, time em que se projetou para o mundo, bastante jovem, parece-nos não ter sabido lidar com a "fama". Tal qual uma criança mimada, quer os holofotes só para si, de tal forma que a qualquer toque de adversários, cai como fruta madura. E não nos polpa de caras e bocas de forma a se colocar como "perseguido". Os grandes craques, tais como Cristiano Ronaldo, Messi, Iniesta, e outros, não são caçados pelos oponentes? E, quando são, se comportam como bibelôs intocáveis, fazendo tanta encenação? Neymar, apesar de não mais ser tão bebê é totalmente infantilizado e isso o torna intragável. 

Aparecida Gaziolla aparecidagaziolla@gmail.com

São Caetano do Sul

*

COPA

Enquanto 11 milionários pouco entrosados, que não estão dando conta do recado correm atrás de uma bola, 210 milhões de pobres sentam-se atrás de um vídeo e os aplaudem. Quanta incoerência e ignorância.

Carlos Eduardo Barros Rodrigues ceb.rodrigues@hotmail.com

São Paulo

*

VAIDADE

Parece que antigamente a Seleção Brasileira tinha três preparadores físicos. Agora tem um preparador, um tatuador e um cabeleireiro.

César Garcia cfmgarcia@gmail.com 

São Paulo 

*

CRIANÇAS NAS GAIOLAS 

O presidente americano Donald Trump, hoje não inferniza somente países aliados quando taxa pesadamente produtos importados. Muito pior do que isso, Trump, se mostra também um cidadão desumano quando ao combater a imigração ilegal, insanamente separa os pais de seus filhos, alojando literalmente centenas de crianças em gaiolas. Em pleno século 21, estarrecido, o mundo assiste essa barbárie. Até apelos da igreja e das entidades de direitos humanos são desprezados! E tampouco o governo americano se preocupa com o choro e trauma destas crianças longe dos pais! E o partido de Trump, o republicano, infelizmente, como cúmplice nada faz para acabar com esse absurdo...

Paulo Panossian Paulopanossian@hotmail.com 

São Carlos

*

CRUELDADE

Em que mundo vivemos, meu Deus? Como achar natural separar filhos menores de seus pais? Precisei chegar aos 89 anos para assistir uma criança pedindo por seus pais. Não há lágrimas suficientes. Deus me leve desta terra para não assistir tamanhas crueldades.

Vidal Santos vidal.santos@yahoo.com.br

Guarujá

*

TRUMP E HITLER

A Alemanha demorou muito para levar Hitler a sério, o mundo está repetindo o erro com Donald Trump. A piada Trump já perdeu a graça faz tempo, o mundo não precisa esperar que ele comece a mandar os mexicanos e demais imigrantes e refugiados para a câmara de gás para começar a frear as ações de Trump. Separar os pais dos filhos pequenos é uma arbitrariedade inadmissível, imigrantes e refugiados não são criminosos e devem ser tratados de acordo com as leis e tratados internacionais. 

Mário Barilá Filho mariobarila@yahoo.com.br 

São Paulo 

*

PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS

A política de preços para combustíveis não pode ser a praticada pela ex-presidente porque descapitalizava a Petrobrás tampouco a do atual presidente, pois há duas correções simultâneas (o preço internacional do petróleo e o dólar). A solução é a criação de uma banda de flutuação de impostos para manter, no curto prazo, o preço estável. Só faz sentido aumento de preço que extrapole os limites estabelecidos, a partir de cálculos mais complexos que correspondam a um aumento efetivo para a produção de médio e longo prazo.

Luiz Roberto da Costa Jr. lrcostajr@uol.com.br

Campinas 

*

LUÍS FERNANDO VERÍSSIMO

Veríssimo escrevendo sobre o que quer seja, se entrar qualquer coisa de política a maionese desanda. Na crônica  "Conta Freud" (10/5, C8), para falar de criminalidade e buscou o Presidente Washington Luís a quem atribuiu a condição de agropastoril. Não entendi.

Sergio Barbosa sergiobarbosa19@gmail.com

Batatais

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.