Fórum dos Leitores

Cartas selecionadas dos leitores

O Estado de S.Paulo

09 Julho 2018 | 03h00

RESCALDO DA ELIMINAÇÃO

Retribuição à torcida

Pena, jogamos bem, mas perdemos. Foi noticiado que os 23 jogadores e todos os membros da comissão técnica receberiam da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) US$ 1 milhão cada se tivessem conquistado o hexa. Sugiro que, como esses aproximadamente US$ 30 milhões agora estão disponíveis nos cofres da CBF, sejam aplicados na construção e manutenção de algumas escolas, de hospitais e/ou outras benfeitorias de que o País tanto carece. Seria uma forma de a CBF retribuir todo o apoio que a seleção teve do povo brasileiro.

JOHN LANDMANN

john@chocolatdujour.com.br

São Paulo

Muita pretensão

Caímos nas quartas de final e devemos cair também na real. Começamos a Copa jogando mal e assim continuamos. Seria muita pretensão pensar em chegar à final, pois algumas seleções já se vinham destacando, exibindo um futebol melhor do que o nosso. É triste, mas chegamos aonde poderíamos chegar. O sonho do hexa fica mais uma vez adiado. Mas calma, pessoal, logo virá o carnaval.

NIVALDO RIBEIRO SANTOS

nivasan1928@gmail.com

São Paulo

Caindo na real

Sábia reflexão do Hamilton, o “gari Datena”, que trabalha no centro de São Paulo. “Gás, luz, tudo aumentou, até salário de político, e todo mundo iludido com Copa. A vantagem de o Brasil voltar pra casa derrotado é esta: agora o povo cai na real”.

DEVANIR AMÂNCIO

devaniramancio@hotmail.com

São Paulo

De volta à luta

Passado o hiato que a participação da nossa seleção de futebol na Copa do Mundo nos permitiu no tocante à atenção voltada para as carências nacionais, voltamos à realidade do cotidiano. Urge que nos preocupemos com a escolha dos nossos candidatos aos cargos públicos no próximo pleito, para que tenhamos condições de reiniciar a batalha contra os nossos problemas, rumo à construção de uma Nação mais civilizada para todos os que aqui vivem.

JOSÉ DE ANCHIETA N. ALMEIDA

josedalmeida@globo.com

Rio de Janeiro

Terceiro Mundo

Ao ligar a TV e constatar a alegria do povo brasileiro, de norte a sul do País, motivada pela seleção brasileira de futebol, lamento que essa manifestação não se possa repetir para comemorar um Brasil de Primeiro Mundo na educação, na saúde e na segurança, uma vez que riquezas naturais temos de sobra. Com a eliminação da Copa caímos na realidade de Terceiro Mundo, porque este é o país da roubalheira. Quem sabe se a fibra de inúmeros juízes, procuradores e policiais conseguirá pôr e manter na cadeia os corruptos que, à custa do sacrifício de dezenas de milhões de brasileiros, nos roubam diariamente, empobrecendo toda a Nação? Todos sabemos que o problema é que, mal chegam ao cárcere esses malfeitores, um exército de beneficiários de tais desfalques se põe à disposição para, interpretando as filigranas de marotas leis, conseguirem, com a imprescindível colaboração de alguns ministros do Judiciário, mandá-los de volta ao seio da sociedade para perpetuarem suas ações delituosas.

ANTONIO CARLOS GOMES DA SILVA

acarlosgs@uol.com.br

São Paulo

Mazelas cívicas

Ser eliminado de um campeonato mundial desportivo, em que em geral ganham os melhores e mais afortunados, não é vergonhoso nem humilhante. Vergonha e humilhação é ter um Congresso, um Executivo e especialmente uma Suprema Corte de Justiça como os nossos. Que haja marginais nos desportos e em outras áreas da sociedade é triste, mas compreensível. Inaceitável é termos nos três Poderes da República gente da mais duvidosa ética e honorabilidade. Choremos, pois, por nossas mazelas cívicas, não por nossos fracassos desportivos.

MÁRIO RUBENS COSTA

costamar31@terra.com.br

Campinas

PAÍS DE INCONGRUÊNCIAS

Falta de senso

O Brasil adota um modelo único de tomada de três pinos e importa eletrodomésticos prontos para uso da China, que, obviamente, não adota o mesmo sistema. E por que são mais baratos que os nacionais? Impostos? Caminhoneiros e empresários de transportes, em tese concorrentes, unem-se numa greve criminosa, suportada por bloqueios ilegais de rodovias, exigindo baixa no preço dos combustíveis e aumento no dos fretes. E o resultado é o aumento dos combustíveis e da maioria dos bens e serviços e redução dos valores dos fretes, pois há excesso de oferta de caminhões graças a financiamentos subsidiados. Como exigir preço único para fretes? E a lei da oferta e da procura? Como é que tudo sobe e nos dados do governo a inflação está estável ou em baixa? Como mudar e rejuvenescer o sistema político, se só temos candidatos velhos na política e seus descendentes?

CARLOS GONÇALVES DE FARIA

sherifffaria@hotmail.com

São Paulo

Desconto no diesel 

É inacreditável que o governo reduza o óleo diesel em R$ 0,46 o litro por meio de subsídios, em vez de fazê-lo reduzindo impostos. Um país como o nosso, que tem a sua base de transporte essencialmente rodoviária, não poderia ter mais do que 20% de impostos sobre o diesel. 

FREDERICO D’AVILA

frederico@fda.agr.br

São Paulo

Inoperância pública

O País tem vários órgãos públicos que não atuam com deveriam. A Receita Federal não investiga transações bancárias bilionárias, enriquecimento inexplicável dos poderosos, só vai atrás dos pés de chinelo. Os Tribunais de Contas nunca acham nada irregular, apesar de sabermos que há políticos e servidores públicos que enriquecem inexplicavelmente. Há muitos órgãos do Legislativo, do Executivo e do Judiciário inoperantes. Enquanto um único juiz já investigou, achou provas, condenou e recuperou milhões de transações criminosas, todos os Poderes, com inveja de Sergio Moro, tentam acabar com a Lava Jato.

MARIO A. DENTE

eticototal@gmail.com

São Paulo

Contradições atrozes

Estão desaparecidos 80 itens do acervo presidencial - 74 levados pelo presidiário Lula da Silva e seis pela “mulher sapiens”. Com frequência a imprensa noticia casos de pessoas presas por se apossarem de um litro de leite ou de um desodorante. Mas os dois petistas responsáveis pela maior roubalheira da História ficarão, mais uma vez, impunes.

J. A. MULLER

josealcidesmuller@hotmail.com

Avaré

*

REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA

No dia 9 de julho de 1932, os paulistas se insurgiram contra a ditadura Vargas, exigindo eleições democráticas.  O obelisco do Ibirapuera simboliza os estudantes que morreram por acreditar no papel que teria uma nova Constituição para que se construísse  um futuro promissor para os brasileiros. Mais do que dinheiro, a “propinocracia” que se apossou do País nos roubou o amor à Pátria e o orgulho de ser brasileiro dos jovens. No Brasil, os estudantes em sua maioria sonham em morar fora do País. E eis que até os paulistas já se cansaram de comparecer à Avenida Paulista. Algumas importantes vitórias foram conseguidas com a manifestação do povo, mas, entre elas, amargou-se uma série de derrotas de modo cotidiano.  A corrupção continua aprontando das suas para manipular os poderes e a esperança de se conseguir mudar este estado de coisas desvanece a cada corrupto que é solto e a cada inquérito que é arquivado. Não é a toa que tentaram até aproveitar o feriado de 9 de julho para dar o maior tapa na cara do povo desta Nação. E se, desta vez, não conseguiram, foi por pouco. 

Jorge Nurkin jorge.nurkin@gmail.com

São Paulo

*

O 9 DE JULHO E O BRASIL DE HOJE

Vivemos, em São Paulo, o fim de semana estendido. Paramos mais cedo para ver o jogo da seleção com a Bélgica e, na segunda-feira, teremos o feriado que homenageia a Revolução de 1932. Mesmo vencidos militarmente, os paulistas que pegaram em armas ainda restaram com motivo para comemorar. A Constituição reclamada entrou em vigor em 1934. Verdade que durou pouco, pois Getúlio Vargas recorreu ao estado de sítio e depois deu o golpe do Estado Novo, ficando como ditador até 1945. Hoje estamos em nova encruzilhada. Preparamos uma eleição e o povo, escandalizado com as mazelas, aponta majoritariamente para a abstenção e os votos nulo e branco nas eleições. Candidatos, partidos e forças institucionais devem se empenhar para vencer a apatia e a repulsa popular. Convençam o eleitor de que quem não participa por não gostar de política, vai ser governado pelos que gostam de política. E tirem da cabeça as ideias de intervenção militar ou de qualquer tipo de tomada do poder pela força. Quem conhece a motivação, os antecedentes  e as consequências que levaram ao feriado de 9 de julho, sabe muito bem disso. A democracia, por mais confusa que seja, ainda é melhor do que qualquer aventura autoritária...

Dirceu Cardoso Gonçalves aspomilpm@terra.com.br

São Paulo

*

9 DE JULHO

Paulistas! Vamos comemorar o 9 de julho de coração livre, leve e solto, com o Lula preso em Curitiba! Viva a Revolução Constitucionalista de 1932! Viva São Paulo! 

Mara Montezuma Assaf montezuma.scriba@gmail.com

São Paulo

*

MMDC

86 anos depois do inicio da Revolução Constitucionalista de 1932, São Paulo presta reverências aos mortos de 9 de julho, enquanto o Judiciário protagoniza uma tentativa de golpe judicial contra o País graças a um desembargador petista que quer libertar Lula da prisão. Naquela data, São Paulo se revoltara contra o governo de Getúlio Vargas que fechara o Congresso e nomeara interventores para os Estados. Mais uma vez os brios dos 40 milhões de paulistas que contribuem com 40% dos impostos no País estão sendo desafiados. Lula não pode ser libertado. O PT tem de ser extinto. Uma constituinte exclusiva deve ser convocada com a máxima urgência. A Justiça deve ser reformada e a malfadada presunção de inocência expurgada. Se alguma presunção tenha de existir deve ser a de culpa, num país onde a impunidade se tornou salvo conduto de criminosos de toda espécie. Que neste 9 de julho os paulistas, derrotados em 1932, não se deixem derrotar novamente. Pelo Brasil, agora e sempre!

Gilberto Dib gilberto@dib.com.br

São Paulo 

*

É MUITO MAIS DO QUE PIZZA

O desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, mandou soltar Lula para se apresentar como pré-candidato à Presidência da República. Ele poderia ter refletido mais sobre o impacto da sua esdrúxula e desastrosa decisão sobre a já bastante conturbada eleição presidenciais. Apressou-se num domingo para dar chance a um condenado e réu em outros 6 processos para tentar roubar o Brasil novamente. Acertou a ex-corregedora nacional de Justiça, Eliana Calmon, ao afirmar que no Judiciário existem “bandidos de toga”!

Omar El Seoud elseoud.usp@gmail.com

São Paulo

*

THOMPSON CONTRARIA FAVRETO

Os desembargadores do TRF-4, Leandro Paulsen, Victor Luiz dos Santos Laus e João Pedro Gebran Neto julgaram e condenaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em segunda instância, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex. Anteriormente, o juiz Sérgio Moro também havia condenado Lula pelos mesmos crimes. O desembargador Rogério Favreto do TRF-4, determinou neste domingo, a libertação do ex-presidente. O presidente do TRF-4, Carlos Thompson Flores, decidiu manter Lula na cadeia, contrariando Favreto. Os três deputados do PT, Paulo Teixeira, Wadih Damous e Paulo Pimenta foram vencidos juntamente com Favreto. O desespero dos petistas aumenta, pois faltam 4.317 dias para o fim dessa primeira pena que Lula deverá cumprir. Todos sabem que Lula é réu em outros processos, que poderão deixá-lo na cadeia para o resto de seus dias.

José Carlos Saraiva da Costa jcsdc@uol.com.br 

Belo Horizonte 

*

DUELOS POLÍTICOS NOS TRIBUNAIS

Não é mais privilégio de ministros do Supremo, duelar pela primazia de mandar prender ou soltar ilustres políticos e empresários corruptos, a exemplo de Luís Roberto Barroso e Gilmar Mendes. Agora, os desembargadores gaúchos do TRF-4, a segunda instância, que mandou prender Lula, estão brigando no estilo Supremo Tribunal Federal (STF). Rogério Favreto, desembargador de plantão, no TRF-4 de Porto Alegre, mandou soltar Lula, seu líder quando fazia parte dos quadros do PT. A briga de Favreto é com seu colega João Pedro Gebran, que mandou Lula para a cadeia em Curitiba. Durma-se com um Judiciário destes!

Paulo Arisi paulo.arisi@gmail.com

Porto Alegre

*

ENOJADO

Estou enojado com esse nosso Judiciário. Como pode um desembargador que foi filiado ao PT e assessorou o governo petista, se achar  no direito de libertar um condenado como o sr. Lula? Como que ele sozinho desrespeita um julgamento do STF que já tinha negado a soltura ­- pedido de habeas corpus - de Lula, tal qual o Supremo Tribunal de Justiça (STJ)? É uma pouca vergonha. Acho que já passou da hora de uma intervenção no Judiciário, bem como no Legislativo e Executivo.

Sergio B. Penteado penteado.sergio@ig.com.br

Piracicaba

*

INCOMPREENSÍVEL

A nossa Justiça é incompreensível, principalmente quando envolve “figurões”, a tentativa de libertar Lula é o último e triste exemplo. Como um desembargador plantonista, sem ter autonomia, não respeitando hierarquia pode extrapolar em seus procedimentos? Felizmente temos o juiz Sérgio Moro que  se manifestou e o desembargador Thompson interferiu e  suspendeu tal decisão acompanhado por outros. Mesmo que o cara seja libertado, seu conceito, que já não era bom, acordou o povo que ficou sabendo do real Lula que iludiu boa parte da população por muito tempo. 

Laert Pinto Barbosa laert_barbosa@globo.com

São Paulo

*

FAVRETO

O desembargador Rogério Favreto mantém a soltura de “Lulla”. Hierarquicamente a “casa da mãe Joana” é mais organizada do que essa pocilga de Justiça brasileira.

Beatriz Campos beatriz.campos@uol.com.br

São Paulo

*

LULA SOLTO, LULA PRESO

Um país sério é aquele em que o cidadão de bem tem a tranquilidade de saber que um condenado cumprirá sua pena. Definitivamente não é o caso do Brasil.

Marcelo Melgaço melgacocosta@gmail.com

Goiânia

*

CONSTITUIÇÃO FEDERAL

Mais uma vez tentaram rasgar a Constituição.

Moisés Goldstein mg2448@icloud.com

São Paulo

*

BANHEIRO QUEBRADO

O  banheiro masculino do Poupatempo  Sé, no centro capital paulista - está interditado desde a manhã desta terça-feira (3/7). Eu e outras pessoas presenciamos uma cena constrangedora:  um senhor de idade apertado fazendo xixi na calça há alguns dias.  Atendentes informaram que não há previsão para consertar o equipamento. São Paulo vive uma maldição de banheiro público, uma crise sanitária. Agora entenda o porquê  da  frustração generalizada com governos e a classe política. Vale lembrar que, o Poupatempo Sé, atende  mensalmente cerca de 182 mil pessoas. Governador Márcio França, faça alguma coisa.

Devanir Amâncio devaniramancio@hotmail.com

São Paulo

*

CONTA DE LUZ EM SÃO PAULO VAI FICAR 15% MAIS CARA

Aneel: aumento de 17% no preço da energia; ANS autoriza aumento de 10% nos planos de saúde; ANP, gasolina baixa na refinaria e sobe nos postos; Anac autoriza cobrança de bagagem alegando que bilhetes de passagens teriam preços menores: no semestre os bilhetes subiram quase 8%, mais a cobrança de bagagem. Para quem estas agências parasitas servem mesmo? E ainda têm coragem de dizer que a inflação está em 2,8% no ano....

José Roberto Niero jrniero@yahoo.com.br

São Caetano do Sul

*

MULTAS DE TRÂNSITO

O motorista de automóveis em nossa cidade recebe multas por qualquer erro cometido,  até mesmo as que não cometeram. Porém os motoqueiros irresponsáveis, são culpados apenas por 5,5% de todas as multas. Alguma coisa está errada, quase todos os motoristas já tiveram problemas causados pelos motoqueiros, mas  como o número mostra, altamente responsáveis.

Wilson Matiotta loluvies@gmail.com

São Paulo

*

INCONSEQUENTES

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) é o portal do atraso, um retrato do que há de pior no Rio de Janeiro. Sem respeito à realidade fiscal, a cidade dormirá ainda mais intranquila na certeza de um amanhecer tenebroso.

Ricardo Siqueira ricardocsiqueira@globo.com

Niterói (RJ)

*

2022

O castelo de cartas caiu assim que veio o vento belga, todavia o que fez o fracasso da seleção foram os intocáveis jogadores da Europa que só conhecem banco para guardar dinheiro. Os brasileiros que jogam na Europa vivem de ilusão, pois a grande maioria joga em países com 2 ou 3 times grandes e 12 times nanicos, diferentemente do campeonato brasileiro em que há pelo menos 15 times fortes. Tantos jogadores de qualidade, de raça, que lutariam com vontade pela seleção ficaram aqui só assistindo uma seleção apática, fraca, que só aparentava ser a melhor pela propaganda enganosa da mídia global. Rodriguinho, Dudu e Geromel fizeram falta, todavia eram brasileiros natos. Tudo tem o lado bom, que se faça uma seleção com o mínimo de “brasileiros estrangeiros”, que se valorizem os jogadores daqui e que mostre que banco não é só para guardar dinheiro, mas também serve para pernas de pau. Lugar de teste para atores é na “Televisa”. O Brasil vai ficar com a bandeira da Alemanha atravessada até 2022 e possivelmente será trocada por outra bandeira se nada mudar realmente. 

Manoel José Rodrigues manoel.poeta@hotmail.com

Alvorada do Sul (PR)

*

TRISTEZA

O povo brasileiro, tomado por tristeza na última sexta-feira (6/7), ao ver sua seleção de futebol desclassificada nas quartas de final da copa da Rússia, derrotada por dois a um para a Bélgica, mal se recuperava quando foi surpreendido no domingo (8/7) por  concessão de liminar para soltar Lula, preso desde abril, condenado a 12 anos e 1 mês de prisão em segunda instância, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, mediante ordem exarada pelo desembargador Rogério Favreto, identificado como prestador de serviços ao PT, atendendo a pedido de deputados do mesmo partido. Fato desalentador para uma sociedade que tenta desesperadamente aliviar as amarras da corrupção que a envolvem. Que prevaleça o bom senso na já abalada Justiça brasileira e que tal decisão estapafúrdia seja revertida por autoridade competente.

Paulo Roberto Gotaç pgotac@gmail.com

Rio de Janeiro

*

VACA NO BREJO

A vaca foi para o brejo  com a seleção brasileira de futebol. As razões do fracasso  começam com a cúpula podre da  CBF, com um ex-presidente preso nos Estados Unidos,  outro expulso do cargo e o atual marionete dando vexame após vexame. O técnico Tite foi idolatrado pela mídia, vencendo partidas na América do Sul e uns poucos amistosos com equipes da Europa.   Amistoso é amistoso, Copa é Copa.  E o ídolo era de barro.   Teimosia insensata é sinônimo de burrice.  Já na convocação final a coisa começou a desandar:  Fred e Taison convocados,  ignorando Arthur e Luan do Grêmio.  E a cegueira tática ficou evidente colocando o centroavante Gabriel Jesus para marcar o ponta adversário. Toda grande equipe começa com um grande goleiro.  O Brasil teve um goleiro grande. O posicionamento da defesa nas bolas alçadas sobre a área era absolutamente caótico. E além de tudo faltou um comandante dentro de campo, com a escolha de um capitão a cada partida. Mas acima de tudo faltou foco,  desde os cabelos de Neymar até os filhinhos dos jogadores brincando na concentração. E apesar de tudo, a CBF quer que Tite continue como treinador.  Pior que isso só mesmo mais um mandato para Temer.

Hélio de Lima Carvalho  hlc.consult@uol.com.br

São Paulo

*

BRASIL CAMPEÃO

E o País pentacampeão do mundo de futebol acabou virando o País campeão mundial de corrupção, malfeitos, assassinatos, mortes no trânsito, desigualdade social. É preciso torcer e trabalhar para transformar o Brasil num país decente, próspero, desenvolvido, à altura de seu gigantesco potencial ainda mal explorado. Vota certo, Brasil!

J.S. Decol decoljs@gmail.com

São Paulo

*

CONJUNTURA

Devagar, quase parando, a economia brasileira aguarda o desfecho de uma Copa, de milionários distantes, e as eleições mais indefinidas da história recente do País!

Francisco José Sidoti fransidoti@gmail.com

São Paulo

*

A EFÊMERA ALEGRIA DE UMA NAÇÃO

Ao ligar a TV e constatar a alegria do povo brasileiro, de norte a sul do País, motivada pela seleção brasileira, lamento que essa manifestação não possa se repetir por sermos um país de primeiro mundo na Educação, na Saúde e na Segurança, uma vez que riquezas naturais as temos de sobra. Quem sabe se a fibra de inúmeros juízes, procuradores e policiais consiga colocar e manter na cadeia os corruptos que, a custa do sacrifício de dezenas de milhões de brasileiros, nos roubam diariamente, empobrecendo toda uma Nação. Mas, mal chegam ao cárcere um exército de beneficiários desses desfalques se colocam à disposição para, discutindo as filigranas de marotas leis, conseguirem, com a imprescindível colaboração de alguns ministros, colocá-los de volta ao seio da sociedade para perpetuarem suas ações delituosas.

Antonio Carlos Gomes da Silva acarlosgs9@gmail.com

São Paulo

*

VIROU  BAGUNÇA?

Em entrevista,  após visitar Lula, João Pedro Stédile, líder  do MST, disse com todas as letras que Cármen Lúcia, presidente do Supremo,  deve “criar vergonha” e colocar em votação na Corte ações que questionam a legalidade da execução antecipada da pena, claro que  se  referindo  a situação do seu chefe. Cá entre  nós, não que os senhores ministros do  Supremo  sejam  modelos de infalibilidade, mas ofender  moralmente à segunda maior  autoridade da República não é passível de punição? Perguntar  não ofende!

José Marques seuqram.esoj@bol.com.br

São Paulo 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.